Processo MIG/MAG 131/135. Princípio de Funcionamento

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Processo MIG/MAG 131/135. Princípio de Funcionamento"

Transcrição

1 Princípio de Funcionamento

2 Princípio de Funcionamento (1 de 3) Processo de Soldadura por Fusão. A Fusão do material de adição e do material de base é obtida através do calor desenvolvido por um arco eléctrico. O Material de Adição é obtido através da utilização de um consumível do tipo Fio Sólido Continuo. Tipo de Corrente Eléctrica, Continua: DC(+) / DCEP e AC

3 Princípio de Funcionamento (2 de 3) A Protecção do banho em fusão, das gotas de material de adição e do cordão de soldadura é obtida através de uma protecção gasosa Protecção Inerte Árgon ou Hélio ou misturas de ambos (mais comum 50% ou 75% de Árgon) Protecção Activa - CO 2 ou misturas Árgon + CO 2 5%, 18% ou 20%, ou misturas Árgon + O 2 a 5%, ou misturas Árgon + CO 2 + O 2.

4 MIG Metal Inert Gas Utiliza só gases Inertes Só faz a protecção ao material fundido (banho e metal de adição) Não Existem Reacções Químicas Aplicável a não ferrosos (Al e CU) e materiais reactivos (Ti e Nb)

5 MAG Metal Active Gas Utiliza CO 2 e misturas de Gases Inertes e Activos Faz a protecção ao material fundido (banho e metal de adição) Provoca Reacções Químicas de Oxi-redução Exotérmicas Aplicável a Ferrosos

6 Aplicações Típicas (1 de 2)

7 Aplicações Típicas (2 de 2)

8 Vantagens: Processo MIG/MAG 131/135 Solda todos os metais Controlo da Penetração Razoável Usa DC (+) /AC Solda em Todas as Posições Factor de Marcha de 60% Taxa de Depósito entre 1,2 a 1,5 Kg/h Automatização, Eléctrodo Contínuo Baixos Níveis de Hidrogénio Sem Escória, excepto com CO 2

9 Desvantagens: Processo MIG/MAG 131/135 Acessibilidade e Mobilidade Faltas de Fusão/Colagens Limitado a espessuras até 50 mm (devido às colagens) Risco de Inclusões com CO 2 Boas Competências do Soldador Grande sensibilidade às correntes de ar Custos dos Gases de Protecção

10 Gases de Protecção - Morfologia dos Cordões (2 de 5)

11 Gases de Protecção - Morfologia dos Cordões (3 de 5)

12 Gases de Protecção - Morfologia dos Cordões Aço Inoxidável (4 de 5)

13 Gases de Protecção - Morfologia dos Cordões Aço (5 de 5)

14 Modos de Transferência - Transferência por Curto-Circuito

15 Modos de Transferência - Transferência Globular Caracterizada por: Média Tensão e Intensidade

16 Modos de Transferência - Transferência Globular Caracterizada por: Muitos salpicos e pode originar curto-circuitos

17 Modos de Transferência - Transferência por Spray Caracterizada por: Elevada Tensão e Intensidade

18 Modos de Transferência Comparação entre Modos

19 Modos de Transferência Aplicações

20 Chanfros / Juntas

21 Chanfros / Juntas

22 Limpeza mecânica: Limpeza dos Chanfros / Juntas Óxidos, limalhas e arestas de corte, tintas, galvanizado Limpeza química (das peças e do fio): Gorduras, óleos, massas lubrificantes Remoção da húmidade

23 Imperfeições Típicas Sobre-espessura

24 Imperfeições Típicas Falta de Enchimento

25 Imperfeições Típicas Raíz Faltas de Fusão e Sobreespessura

26 Imperfeições Típicas Raíz Falta de Penetração

27 Imperfeições Típicas Desalinhamento

28 Imperfeições Típicas Poros (RX)

29 Imperfeições Típicas Inclusões (RX)

30 Imperfeições Típicas Inclusões

31 Imperfeições Típicas Colagens / Faltas de Fusão

32 Imperfeições Típicas Colagens / Faltas de Fusão

33 Imperfeições Típicas Fissuração a Quente

34 Imperfeições Típicas Fissuração a Frio

35 Imperfeições Típicas Arcos Parasitas

36 EWE / IWE Módulo 1.8 Temas a tratar neste módulo Variantes ao Processo MIG/MAG MIG/MAG Pulsado MIG/MAG - Com Transferência Controlada MIG/MAG - Por Pontos MIG/MAG - Chanfro Apertado (Narrow Gap) MIG/MAG - Alto Rendimento MIG/MAG - Multi-Fio MIG/MAG - AC Plasma MIG/MAG

Processo de Soldadura MIG/MAG 131/135 GMAW

Processo de Soldadura MIG/MAG 131/135 GMAW Direcção de Formação Processos de Soldadura Processo de Soldadura MIG/MAG 131/135 GMAW Italo Fernandes EWE / IWE Módulo 1.8 Temas a Tratar - Processos de Soldadura Fio Sólido com Protecção Gasosa Inerte

Leia mais

Processo de Soldadura TIG - 141. Princípio de Funcionamento

Processo de Soldadura TIG - 141. Princípio de Funcionamento Princípio de Funcionamento Princípio de Funcionamento Processo de Soldadura por Fusão que utiliza a energia Eléctrica Neste processo o cordão de soldadura é obtido de duas maneiras: Só pela fusão do material

Leia mais

LIGAÇÕES PERMANENTES. Processo e processos de soldadura

LIGAÇÕES PERMANENTES. Processo e processos de soldadura Processo e processos de soldadura 1 Soldadura Com arame Sob Ambiente De Gases de Protecção 1 Soldadura Com arame Sob Ambiente De Gases de Protecção Por volta dos anos 1952 o processos era muito popular

Leia mais

Processos Construtivos

Processos Construtivos Patrocínio: Coordenação: Parcerias: Processos Construtivos Soldagem Elaborado por: Bruno Stupello As informações e análises contidas nesse documento são de responsabilidade do Centro de Estudos em Gestão

Leia mais

Processo de Soldadura MIG/MAG 131/135 - GMAW Variantes ao Processo

Processo de Soldadura MIG/MAG 131/135 - GMAW Variantes ao Processo Processos de Soldadura Processo de Soldadura MIG/MAG 131/135 - GMAW Variantes ao Processo Direcção de Formação Italo Fernandes EWE / IWE Módulo 1.8 Temas a tratar neste módulo Variantes ao Processo MIG/MAG

Leia mais

Processo de Soldadura com Eléctrodo não consumível de Tungsténio e Protecção Gasosa Inerte TIG / GTAW / WIG / 141

Processo de Soldadura com Eléctrodo não consumível de Tungsténio e Protecção Gasosa Inerte TIG / GTAW / WIG / 141 Processo de Soldadura com Eléctrodo não consumível de Tungsténio e Protecção Gasosa Inerte TIG / GTAW / WIG / 141 Direcção de Formação EWE / IWE Módulo 1.7 Italo Fernandes EWE / IWE - Módulo 1.7 EWE/IWE

Leia mais

PROCESSOS DE SOLDAGEM

PROCESSOS DE SOLDAGEM PROCESSOS DE SOLDAGEM PROCESSOS DE SOLDAGEM SOLDA POR FUSÃO Combinação Gás/Metal Oxi-acetilenico Oxi-hidrogenio Oxigênio com gás metano, propano, natural Ar-acetileno PROCESSOS DE SOLDAGEM SOLDA POR FUSÃO

Leia mais

Apostila de Treinamento MIG/MAG (GMAW)

Apostila de Treinamento MIG/MAG (GMAW) 2015-Jul Apostila de Treinamento MIG/MAG (GMAW) Público alvo: Vendedores e Representantes comerciais 1 Informações iniciais : Ciclo de Trabalho (Fator de trabalho) O Ciclo de Trabalho é a relação entre

Leia mais

SOLDAGEM Mig/Mag (GMAW) FCAW - Aula 05. Faculdade Pitágoras Núcleo de Engenharias Engenharia Mecânica 8º e 9º Período Barreiro, Setembro 2016

SOLDAGEM Mig/Mag (GMAW) FCAW - Aula 05. Faculdade Pitágoras Núcleo de Engenharias Engenharia Mecânica 8º e 9º Período Barreiro, Setembro 2016 SOLDAGEM Mig/Mag (GMAW) FCAW - Aula 05 Faculdade Pitágoras Núcleo de Engenharias Engenharia Mecânica 8º e 9º Período Barreiro, Setembro 2016 PROCESSO DE SOLDAGEM MIG/MAG - GMAW FUNDAMENTOS E CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Tecnologia CMT. Dissertação de Mestrado em Engenharia de Produção

Tecnologia CMT. Dissertação de Mestrado em Engenharia de Produção Flávio Silva Soldadura Robotizada com Tecnologia CMT Dissertação de Mestrado em Engenharia de Produção Março 2015 Resumo A soldadura é um processo fundamental na indústria, permitindo união de diferentes

Leia mais

Processo de Soldadura Fios Fluxados 114/136 FCAW Direcção de Formação

Processo de Soldadura Fios Fluxados 114/136 FCAW Direcção de Formação Processo de Soldadura Fios Fluxados 114/136 FCAW Direcção de Formação Processos de Soldadura Italo Fernandes Temas a tratar neste módulo Processos de Soldadura Fio Fluxado Auto-Protegido 114 Fio Fluxado

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Processos de Fabricação

Curso de Engenharia de Produção. Processos de Fabricação Curso de Engenharia de Produção Processos de Fabricação Soldagem MIG/MAG MIG e MAG indicam processos de soldagem por fusão que utilizam o calor de um arco elétrico formado entre um eletrodo metálico consumível

Leia mais

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 8 SOLDAGEM MIG/MAG

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 8 SOLDAGEM MIG/MAG 53 CAPÍTULO 8 SOLDAGEM MIG/MAG 54 PROCESSO MIG/MAG (METAL INERT GAS/METAL ACTIVE GAS) MIG é um processo por fusão a arco elétrico que utiliza um arame eletrodo consumível continuamente alimentado à poça

Leia mais

Esmeriladora - martelo de soldador - escova metálica - alicate com bloqueador - serra juntas - máscara ou óculos de proteção - luvas.

Esmeriladora - martelo de soldador - escova metálica - alicate com bloqueador - serra juntas - máscara ou óculos de proteção - luvas. FERRAMENTAS NECESSÁRIAS Esmeriladora - martelo de soldador - escova metálica - alicate com bloqueador - serra juntas - máscara ou óculos de proteção - luvas. COMO ESCOLHER OS MATERIAIS NECESSÁRIOS A máquina

Leia mais

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Mestrado Integrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais Em parceria com SODECIA, S.A. Caracterização mecânica e microestrutural de juntas topo a topo, unidas por processos de soldadura GMAW e Laser.

Leia mais

Soldagem de Aço Inox Utilizando Arco Gasoso com Tungstênio (GTAW ou TIG)

Soldagem de Aço Inox Utilizando Arco Gasoso com Tungstênio (GTAW ou TIG) Soldagem de Aço Inox Utilizando Arco Gasoso com Tungstênio (GTAW ou TIG) Este é o processo mais amplamente usado devido a sua versatilidade e alta qualidade bem como a aparência estética do acabamento

Leia mais

Fundamentos Equipamentos Consumíveis Técnica operatória Aplicações Industriais. Definição e princípio de operação:

Fundamentos Equipamentos Consumíveis Técnica operatória Aplicações Industriais. Definição e princípio de operação: Fundamentos Equipamentos Consumíveis Técnica operatória Aplicações Industriais Fundamentos Definição e princípio de operação: A soldagem a arco com eletrodo de tungstênio e proteção gasosa (Gas Tungsten

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Processos de Fabricação

Curso de Engenharia de Produção. Processos de Fabricação Curso de Engenharia de Produção Processos de Fabricação Soldagem: - Grande aplicação nas atividades industriais que existem no mundo moderno: construção naval, ferroviária, aeronáutica e automobilística,

Leia mais

Gases Maxx para soldadura. Produtividade melhorada, menos rejeições e melhor ambiente de trabalho

Gases Maxx para soldadura. Produtividade melhorada, menos rejeições e melhor ambiente de trabalho Gases Maxx para soldadura Produtividade melhorada, menos rejeições e melhor ambiente de trabalho Concebidos especificamente para soldadura MAG de aço de carbono, carbono manganês e aços de liga leve, os

Leia mais

VarioSynergic 3400 / 4000 / 5000 VarioSynergic 3400-2 / 4000-2 / 5000-2. Soldadura MIG/MAG PERFEIÇÃO EM SOLDADURA

VarioSynergic 3400 / 4000 / 5000 VarioSynergic 3400-2 / 4000-2 / 5000-2. Soldadura MIG/MAG PERFEIÇÃO EM SOLDADURA VarioSynergic 3400 / 4000 / 5000 VarioSynergic 3400-2 / 4000-2 / 5000-2 Soldadura MIG/MAG PERFEIÇÃO EM SOLDADURA Elevado desempenho com todo o conforto GENERALIDADES CAMPO DE APLICAÇÃO Contém todo o equipamento

Leia mais

UNIJUÍ - UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DCEENG DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E ENGENHARIAS

UNIJUÍ - UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DCEENG DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E ENGENHARIAS 1 UNIJUÍ - UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DCEENG DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E ENGENHARIAS ESTUDO DE CASO: COMPARATIVO ENTRE PROCESSO DE SOLDAGEM MANUAL E SOLDAGEM

Leia mais

Características do processo

Características do processo SOLDAGEM POR OXIGÁS Processo de soldagem que utiliza o calor gerado por uma chama de um gás combustível e o oxigênio para fundir o metal-base e o metal de adição A temperatura obtida através da chama é

Leia mais

Período de injeção. Período que decorre do início da pulverização no cilindro e o final do escoamento do bocal.

Período de injeção. Período que decorre do início da pulverização no cilindro e o final do escoamento do bocal. CAPÍTULO 9 - MOTORES DIESEL COMBUSTÃO EM MOTORES DIESEL Embora as reações químicas, durante a combustão, sejam indubitavelmente muito semelhantes nos motores de ignição por centelha e nos motores Diesel,

Leia mais

Soldadura de alto rendimento LaserHybrid, soldadura digital TimeTwin, soldadura de fio plano, soldadura de fios grande diâmetro

Soldadura de alto rendimento LaserHybrid, soldadura digital TimeTwin, soldadura de fio plano, soldadura de fios grande diâmetro Soldadura de alto rendimento LaserHybrid, soldadura digital TimeTwin, soldadura de fio plano, soldadura de fios grande diâmetro A disciplina real da soldadura. GENERALIDADES Trata-se de velocidade e muito

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA EXPOSIÇÃO A FUMOS DE SOLDADURAS: QUAIS OS FACTORES DE RISCO?

INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA EXPOSIÇÃO A FUMOS DE SOLDADURAS: QUAIS OS FACTORES DE RISCO? INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA EXPOSIÇÃO A FUMOS DE SOLDADURAS: QUAIS OS FACTORES DE RISCO? JORGE MANUEL RAMOS DE ALMEIDA PROF. DOUTOR JOÃO FERNANDO PEREIRA

Leia mais

SOLDAGEM DOS METAIS 53 CAPÍTULO 8 SOLDAGEM MIG/MAG

SOLDAGEM DOS METAIS 53 CAPÍTULO 8 SOLDAGEM MIG/MAG SOLDAGEM DOS METAIS 53 CAPÍTULO 8 SOLDAGEM MIG/MAG SOLDAGEM DOS METAIS 54 PROCESSO MIG/MAG (METAL INERT GAS/METAL ACTIVE GAS) MIG é um processo por fusão a arco elétrico que utiliza um arame eletrodo consumível

Leia mais

TUBULAÇÕES JOSÉ AERTON ROCHA

TUBULAÇÕES JOSÉ AERTON ROCHA TUBULAÇÕES JOSÉ AERTON ROCHA Tubulações Industriais Tubulações industriais são um conjunto de tubos e seus diversos acessórios, que tem por objetivo o transporte de fluidos do seu ponto de armazenamento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA MECÂNICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA MECÂNICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA MECÂNICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA AVALIAÇÃO COMPARATIVA DOS PROCESSOS DE SOLDAGEM GMAW E FCAW UTILIZANDO AÇO ASTM A-36 PARA

Leia mais

Centro de Formação Profissional Aloysio Ribeiro de Almeida SOLDAGEM TIG

Centro de Formação Profissional Aloysio Ribeiro de Almeida SOLDAGEM TIG Centro de Formação Profissional Aloysio Ribeiro de Almeida SOLDAGEM TIG Presidente da FIEMG Robson Braga de Andrade Gestor do SENAI Petrônio Machado Zica Diretor Regional do SENAI e Superintendente de

Leia mais

PMR-2202 Introdução a Manufatura Mecânica

PMR-2202 Introdução a Manufatura Mecânica PMR-2202 Introdução a Manufatura Mecânica Processos de Junção e Corte Prof. Dr. Gilberto F. M. de Souza Agosto de 2004 1. Introdução Processos de junção são empregados para unir dois ou mais componentes,

Leia mais

Figura n-º 1: arco elétrico utilizando o argônio como gás de ionização.

Figura n-º 1: arco elétrico utilizando o argônio como gás de ionização. 1 1 - FUNDAMENTOS DO PROCESSO O processo de soldagem a arco sob proteção gasosa consiste em um aquecimento localizado da região a se unir, até que esta atinja o ponto de fusão, formando - se então a poça

Leia mais

USO COMBINADO DAS TÉCNICAS DOE E SIMULAÇÃO DE MONTE CARLO EM UM PROCESSO DE SOLDAGEM MIG/MAG PULSADO

USO COMBINADO DAS TÉCNICAS DOE E SIMULAÇÃO DE MONTE CARLO EM UM PROCESSO DE SOLDAGEM MIG/MAG PULSADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Carlos Gustavo Bonanni USO COMBINADO DAS TÉCNICAS DOE E SIMULAÇÃO DE MONTE CARLO EM UM PROCESSO DE SOLDAGEM MIG/MAG PULSADO Dissertação submetida ao Programa de Pós- Graduação

Leia mais

Competência e excelência. A máxima performance em tecnologia de aplicações de gases.

Competência e excelência. A máxima performance em tecnologia de aplicações de gases. Competência e excelência. A máxima performance em tecnologia de aplicações de gases. The Linde Group O The Linde Group é um grupo tecnológico internacional líder nas suas áreas de negócio - Gás & Engenharia

Leia mais

Corte Plasma. Processo de corte plasma

Corte Plasma. Processo de corte plasma Corte Plasma Processo de corte plasma CORTE PLASMA Plasma Três estados físicos da matéria: Sólido - Gelo Líquido - Água Gasoso - Vapor A diferença básica: o quanto de energia existe em cada um deles. Gelo

Leia mais

MATERIAIS UTILIZADOS NOS CORTANTES SUA ESCOLHA

MATERIAIS UTILIZADOS NOS CORTANTES SUA ESCOLHA MATERIAIS UTILIZADOS NOS CORTANTES SUA ESCOLHA QUALIDADES BÁSICAS: - Dureza a frio - Dureza a quente - Tenacidade MATERIAIS DE QUE DISPOMOS: - Aços - Aços rápidos - Stellites - Carbonetos Metálicos - Cerâmicas

Leia mais

Processos de Soldagem Soldagem MIG/MAG

Processos de Soldagem Soldagem MIG/MAG Processos Soldagem MIG/MAG No Processo MIG/MAG (Gas Metal Arc Welding GMAW) é estabelecido um arco elétrico entre um eletrodo consumível nu alimentado continuamente (arame-eletrodo) e o metal de base,

Leia mais

CMT: Cold Metal Transfer. Processo de solda MIG / MAG com arco voltaico em curto circuito

CMT: Cold Metal Transfer. Processo de solda MIG / MAG com arco voltaico em curto circuito CMT: Cold Metal Transfer Processo de solda MIG / MAG com arco voltaico em curto circuito Um processo com menos temperatura torna o impossível, possível GERAL Alguns preferem o frio! Existem alguns materiais

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA As questões 1 a 4 referem-se ao texto a seguir.

LÍNGUA PORTUGUESA As questões 1 a 4 referem-se ao texto a seguir. LÍNGUA PORTUGUESA As questões 1 a 4 referem-se ao texto a seguir. 5 10 15 20 25 30 35 40 Beleza! Beleza! exclamou o engraxate, sorrindo. Ele acabara de receber uma gorjeta do cliente generoso. "Beleza"

Leia mais

TECNOLOGIA DA SOLDAGEM

TECNOLOGIA DA SOLDAGEM CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO MARANHÃO DEPARTAMENTO DE MECÂNICA E MATERIAIS TECNOLOGIA DA SOLDAGEM Prof. Dr. Kléber Mendes de Figueiredo São Luís 2005 O presente trabalho é uma compilação de

Leia mais

Os tratamentos termoquímicos. micos

Os tratamentos termoquímicos. micos Os tratamentos termoquímicos micos Os tratamentos termoquímicos micos Turma 6821 Arthur Galvão, Fábio F Borges, Israel Lima e Vitor Alex Tratamentos Termoquímicos? micos? são os tratamentos que visam o

Leia mais

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 2 SOLDAGEM POR OXI-GÁS

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 2 SOLDAGEM POR OXI-GÁS 9 CAPÍTULO 2 SOLDAGEM POR OXI-GÁS 10 SOLDAGEM POR OXI-GÁS (SOLDA A GÁS) A soldagem por oxi-gás é um processo de soldagem por fusão, no qual a união entre os metais é conseguida através da aplicação do

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA LÚCIO DA SILVA BARBOZA FILHO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA LÚCIO DA SILVA BARBOZA FILHO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA LÚCIO DA SILVA BARBOZA FILHO ESTUDO DA TÉCNICA DE ENCHIMENTO DE CHANFRO DO AÇO NAVAL PELO PROCESSO

Leia mais

Processo, Consumíveis, Técnicas e Parâmetros, Defeitos e Causas

Processo, Consumíveis, Técnicas e Parâmetros, Defeitos e Causas INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Processo, Consumíveis, Técnicas e Parâmetros, Defeitos e Causas Professor: Anderson Luís Garcia Correia Unidade Curricular de Processos

Leia mais

Estes sensores são constituídos por um reservatório, onde num dos lados está localizada uma fonte de raios gama (emissor) e do lado oposto um

Estes sensores são constituídos por um reservatório, onde num dos lados está localizada uma fonte de raios gama (emissor) e do lado oposto um Existem vários instrumentos de medição de nível que se baseiam na tendência que um determinado material tem de reflectir ou absorver radiação. Para medições de nível contínuas, os tipos mais comuns de

Leia mais

GUIA DE SOLUÇÕES PARA SOLDAGEM COM ARAMES MIG-MAG

GUIA DE SOLUÇÕES PARA SOLDAGEM COM ARAMES MIG-MAG 01/14 VENDAS SUDESTE São Paulo Tel. (11) 3094-6600 Fax (11) 3094-6303 e-mail: atendimentogerdau.sp@gerdau.com.br Rio de Janeiro Tel. (21) 3974-7529 Fax (21) 3974-7592 e-mail: atendimentogerdau.rj@gerdau.com.br

Leia mais

INFLUÊNCIA DOS GASES DE PROTEÇÃO EMPREGADOS NO PROCESSO MIG/MAG SOBRE AS PROPRIEDADES MECÂNICAS DO METAL DE SOLDA

INFLUÊNCIA DOS GASES DE PROTEÇÃO EMPREGADOS NO PROCESSO MIG/MAG SOBRE AS PROPRIEDADES MECÂNICAS DO METAL DE SOLDA INFLUÊNCIA DOS GASES DE PROTEÇÃO EMPREGADOS NO PROCESSO MIG/MAG SOBRE AS PROPRIEDADES MECÂNICAS DO METAL DE SOLDA Resumo: Pelo processo MIGMAG foram realizados depósitos de solda utilizando-se várias misturas

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO LAMINADOS

BOLETIM TÉCNICO LAMINADOS A BOLETIM TÉCNICO LAMINADOS Última atualização Maio/2011 CLASSIFICAÇÃO DAS FOLHAS DE ALUMÍNIO A folha de Alumínio é um produto resultante do processo de laminação a frio com secção transversal variando

Leia mais

INTRODUÇÃO. A soldagem a arco com eletrodos fusíveis sobre proteção gasosa, é conhecida pelas denominações de:

INTRODUÇÃO. A soldagem a arco com eletrodos fusíveis sobre proteção gasosa, é conhecida pelas denominações de: MIG-MAG Prof. Luiz Gimenes Jr. Engº José Pinto Ramalho INTRODUÇÃO A soldagem a arco com eletrodos fusíveis sobre proteção gasosa, é conhecida pelas denominações de: MIG, quando a proteção gasosa utilizada

Leia mais

Processo, Consumíveis, Técnicas e Parâmetros, Defeitos e Causas

Processo, Consumíveis, Técnicas e Parâmetros, Defeitos e Causas INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Processo, Consumíveis, Técnicas e Parâmetros, Defeitos e Causas Professor: Anderson Luís Garcia Correia Unidade Curricular de Processos

Leia mais

Trabalho Prático N o :. Técnica Operatória da Soldagem GMAW

Trabalho Prático N o :. Técnica Operatória da Soldagem GMAW Trabalho Prático N o :. Técnica Operatória da Soldagem GMAW 1. Objetivos: Familiarizar-se com o arranjo e a operação do equipamento utilizado na soldagem semi-automática GMAW. Familiarizar-se com os consumíveis

Leia mais

VII Seminário da Pós-graduação em Engenharia Mecânica

VII Seminário da Pós-graduação em Engenharia Mecânica EFEITOS DO PRÉ-AQUECIMENTO E PARÂMETROS DE PULSO SOBRE A MICROESTRUTURA E PROPRIEDADES MECÂNICAS DE SOLDA EM AÇO ARBL Jackson Medeiros da Luz Aluno do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica Unesp

Leia mais

CATÁLOGO DE AGRICULTURA

CATÁLOGO DE AGRICULTURA CATÁLOGO DE AGRICULTURA ESPECIAL AGRICULTURA SELEÇÃO DE PRODUTOS VOCACIONADOS PARA REPARAÇÃO, MANUTENÇÃO E PROTEÇÃO DE EQUIPAMENTOS UTILIZADOS NA AGRICULTURA. AO SERVIÇO DA EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA MODERNA

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Módulo IV Aula 07 Solda A soldagem é um tema muito extenso. Basicamente a soldagem é a união de materiais, mas existem inúmeros processos totalmente diferentes

Leia mais

Soldadura do cobre e suas ligas

Soldadura do cobre e suas ligas Soldadura do cobre e suas ligas As principais ligas são os latões (Cu-Zn) e os bronze-alum alumínios (Cu-Al) A maior dificuldade que surge na soldadura dos cobres está relacionada com a presença de óxido

Leia mais

Processo de Soldadura Eléctrodos Revestidos 111

Processo de Soldadura Eléctrodos Revestidos 111 Processos de Soldadura Processo de Soldadura Eléctrodos Revestidos 111 Direcção de Formação Italo Fernandes Temas a tratar neste módulo Processos de Soldadura Eléctrodos Revestidos SER Designação EN ISO

Leia mais

1 Qual dos documentos apresentados a seguir não necessita ser mantido sob a responsabilidade do Inspetor de Soldagem?

1 Qual dos documentos apresentados a seguir não necessita ser mantido sob a responsabilidade do Inspetor de Soldagem? 1 Qual dos documentos apresentados a seguir não necessita ser mantido sob a responsabilidade do Inspetor de Soldagem? (a) Controle de Desempenho de Soldadores e Operadores de Soldagem.. (b) Registro da

Leia mais

4444W-02 Sistemas Robotizados

4444W-02 Sistemas Robotizados PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA MECÂNICA 4444W-02 Sistemas Robotizados Aula 4 Aplicações da Robótica Industrial Prof. Felipe Kühne Bibliografia:

Leia mais

Construção dos Navios. Seção B LIGAÇÃO DAS PEÇAS DE CONSTRUÇÃO

Construção dos Navios. Seção B LIGAÇÃO DAS PEÇAS DE CONSTRUÇÃO Construção dos Navios Seção B LIGAÇÃO DAS PEÇAS DE CONSTRUÇÃO Juntas permanentes Solda Pressão JUNTAS Exemplo: ligação de uma camisa em um cilindro Contração Quando se aquece uma peça antes de forçar a

Leia mais

Luciano Lima Gerente de Equipamentos

Luciano Lima Gerente de Equipamentos Luciano Lima Gerente de Equipamentos Redução de custo Produtividade Fácil operação Tecnologia ONDE ESTÃO OS CUSTOS E DEFICIÊNCIAS DE PRODUTIVIDADE? Tempo de preparação da junta Tempo para preparação do

Leia mais

Utilização do óleo vegetal em motores diesel

Utilização do óleo vegetal em motores diesel 30 3 Utilização do óleo vegetal em motores diesel O óleo vegetal é uma alternativa de combustível para a substituição do óleo diesel na utilização de motores veiculares e também estacionários. Como é um

Leia mais

FUNDIÇÃO 3/23/2014 BIBLIOGRAFIA VANTAGENS DO PROCESSO DE FUNDIÇÃO

FUNDIÇÃO 3/23/2014 BIBLIOGRAFIA VANTAGENS DO PROCESSO DE FUNDIÇÃO BIBLIOGRAFIA FUNDIÇÃO Livro Texto: Tecnologia Metalúrgica Prof. José Luís L. Silveira Curso de graduação em Engenharia Mecânica UFRJ Centro de Tecnologia sala I-241 Introdução aos Processos de Fabricação

Leia mais

Detalhes DBC. - Manual versão 1.05 - Junho de 2012. o x i g ê n i o. Máscara de Solda de auto-escurecimento DBC-600 CA 27617.

Detalhes DBC. - Manual versão 1.05 - Junho de 2012. o x i g ê n i o. Máscara de Solda de auto-escurecimento DBC-600 CA 27617. DBC o x i g ê n i o Detalhes - Manual versão 1.0 - Junho de 2012 Máscara de Solda de auto-escurecimento DBC-00 CA 21 Manual do Usuário Índice Conteúdo 1) Breve histórico das máscaras 2) Componentes deste

Leia mais

COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL SOLDAGEM DE AÇOS INOXIDÁVEIS. Introdução

COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL SOLDAGEM DE AÇOS INOXIDÁVEIS. Introdução COLETÂNEA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS AÇO INOXIDÁVEL SOLDAGEM DE AÇOS INOXIDÁVEIS Introdução Os aços inoxidáveis austeníticos são facilmente soldados com ou sem arame de enchimento. Ë considerável a utilização

Leia mais

TECNOLOGIA DE PRODUTOS DE ORIGEM VEGETAL

TECNOLOGIA DE PRODUTOS DE ORIGEM VEGETAL UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA E SOLOS TECNOLOGIA DE PRODUTOS DE ORIGEM VEGETAL Prof.: Daniel M. Tapia T. O que é alimento? Substância ou mistura de substâncias

Leia mais

Processos de fabricação

Processos de fabricação Processos de fabricação SOLDAGEM 1 Soldagem: introdução A soldagem está intimamente ligada às mais importantes atividades industriais que existem no mundo moderno: construção naval, ferroviária, aeronáutica

Leia mais

MEDIÇÃO DE TEMPERATURA

MEDIÇÃO DE TEMPERATURA MEDIÇÃO DE TEMPERATURA 1 INTRODUÇÃO Temperatura é sem dúvida a variável mais importante nos processos industriais, e sua medição e controle, embora difíceis, são vitais para a qualidade do produto e a

Leia mais

Cortec VpCI 395. Para a limpeza das ferramentas utilizadas, basta lavar as ferramentas com água e sabão neutro.

Cortec VpCI 395. Para a limpeza das ferramentas utilizadas, basta lavar as ferramentas com água e sabão neutro. Cortec VpCI 395 Descrição do Produto VpCI 395 é um revestimento epóxi de alta performance, ele fornece proteção superior contra corrosão em ambientes com níveis agressivos de contaminantes como o marítimo

Leia mais

CARTILHA DE INSTRUÇÕES TREINAMENTO

CARTILHA DE INSTRUÇÕES TREINAMENTO CARTILHA DE INSTRUÇÕES TREINAMENTO Trabalho a quente Prevenção e Combate a Incêndios Movimentação de Cargas CARTILHA DE INSTRUÇÕES TREINAMENTO TRABALHO A QUENTE 03 TRABALHO A QUENTE O que é trabalho a

Leia mais

Elementos de máquina. Curso de Tecnologia em Mecatrônica 6º fase. Diego Rafael Alba

Elementos de máquina. Curso de Tecnologia em Mecatrônica 6º fase. Diego Rafael Alba E Curso de Tecnologia em Mecatrônica 6º fase Diego Rafael Alba 1 Mancais De modo geral, os elementos de apoio consistem em acessórios para o bom funcionamento de máquinas. Desde quando o homem passou a

Leia mais

Discussão sobre os processos de goivagem e a utilização de suporte de solda

Discussão sobre os processos de goivagem e a utilização de suporte de solda Discussão sobre os processos de goivagem e a utilização de suporte de solda Liz F Castro Neto lfcastroneto@gmail.com Dênis de Almeida Costa denis.costa@fatec.sp.gov.br 1. Resumo Na soldagem de união, a

Leia mais

ANÁLISE DE REVESTIMENTO DURO DE SOLDA NO AÇO SAE 1045 COM E SEM AMANTEIGAMENTO

ANÁLISE DE REVESTIMENTO DURO DE SOLDA NO AÇO SAE 1045 COM E SEM AMANTEIGAMENTO 1 UNIJUÍ - UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DCEENG - DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E ENGENHARIAS CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA CAMPUS PANAMBI FERNANDO GUARANHI ANÁLISE

Leia mais

AÇOS ESTRUTURAIS. Fabio Domingos Pannoni, M.Sc., Ph.D. 1

AÇOS ESTRUTURAIS. Fabio Domingos Pannoni, M.Sc., Ph.D. 1 ESTRUTURAIS Fabio Domingos Pannoni, M.Sc., Ph.D. 1 INTRODUÇÃO Dentre os materiais encontrados no nosso dia-a-dia, muitos são reconhecidos como sendo metais, embora, em quase sua totalidade, eles sejam,

Leia mais

Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações.

Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações. Marcadores com ponta porosa, retrátil, lavável em água corrente, permitindo o uso imediato quando a ponta estiver ressecada ou com impregnações. Tinta permanente para marcar todos os tipos de metais, plásticos,

Leia mais

460L. 82,4lwa (db) Diretiva 2000/14/CE SCV. CARACTERISTICAS 5.000Kg COLETORES. Milenium Europa EVO Austral Cité

460L. 82,4lwa (db) Diretiva 2000/14/CE SCV. CARACTERISTICAS 5.000Kg COLETORES. Milenium Europa EVO Austral Cité CARACTERISTICAS 5.000Kg Capacidade máxima Equipamentos em conformidade com a norma EN 13071-1:2008 e EN 13071-2:2008. 460L Peso vazío Prefabricados de betão XS3 de acordo com a norma EN -206. Volumes disponíveis:

Leia mais

As redes de AVAC deverão ser executadas em tubagem e acessórios de aço carbono E195NBK galvanizado, tipo STEELPRES.

As redes de AVAC deverão ser executadas em tubagem e acessórios de aço carbono E195NBK galvanizado, tipo STEELPRES. Especificações As redes de AVAC deverão ser executadas em tubagem e acessórios de aço carbono E195NBK galvanizado, tipo STEELPRES. Quando instalada em contacto directo com alvenarias, pavimentos, entre

Leia mais

Tubos Redondos 11 22070781

Tubos Redondos 11 22070781 1 Tubos Redondos 11 22070781 Bitola (D) Bitola (D) Espessura Teórico Bitola (D) Bitola (D) Espessura Teórico Bitola (D) Bitola (D) Espessura Teórico Bitola (D) Bitola (D) Espessura Teórico da parede barra

Leia mais

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA Produto: NITROQUISA 20,5 Pág. 1 de 6 1. Designação de substância/preparação e empresa NITROQUISA 20,5 Adubo granulado Empresa: Agroquisa Agroquímicos, S.A. Rua dos Navegantes, 48-53 1200-732 LISBOA Tel:

Leia mais

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 1 CLASSIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE SOLDAGEM

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 1 CLASSIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE SOLDAGEM 3 CAPÍTULO 1 CLASSIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE SOLDAGEM 4 INTRODUÇÃO À SOLDAGEM DEFINIÇÕES SOLDAGEM: É a operação que visa obter a união de duas ou mais peças, assegurando na junta a continuidade das propriedades

Leia mais

Soldagem com Arame Sólido sob Proteção Gasosa - GMAW

Soldagem com Arame Sólido sob Proteção Gasosa - GMAW Soldagem com Arame Sólido sob Proteção Gasosa - GMAW Histórico Concepção básica 1920 Processo de alta densidade de corrente utilizando pequenos diâmetros de eletrodos de metais específicos Alumínio e ligas

Leia mais

Marcação CE Estruturas Metálicas. Qualificação de Soldadores Apresentação da Norma EN ISO 9606-1:2013

Marcação CE Estruturas Metálicas. Qualificação de Soldadores Apresentação da Norma EN ISO 9606-1:2013 Marcação CE Estruturas Metálicas Qualificação de Soldadores Apresentação da Norma EN ISO 9606-1:2013 Objectivos Apresentação da EN ISO 9606-1:2013; Definição das variáveis essenciais na certificação dos

Leia mais

NEBULIZADOR COMPRESSOR

NEBULIZADOR COMPRESSOR MANUAL DE INSTRUÇÕES medcarer NEBULIZADOR COMPRESSOR Modelo: NEB-C130 CNP 6146514 0434! ANTES DE USAR, LER COM ATENÇÃO O MANUAL DE INSTRUÇÕES medcare NEBULIZADOR COMPRESSOR MODELO: NEB-C130 I N S T R U

Leia mais

ISEL ANÁLISE TOXICOLÓGICA DE NANO PARTÍCULAS GERADAS NOS PROCESSOS DE SOLDADURA

ISEL ANÁLISE TOXICOLÓGICA DE NANO PARTÍCULAS GERADAS NOS PROCESSOS DE SOLDADURA ISEL ANÁLISE TOXICOLÓGICA DE NANO PARTÍCULAS GERADAS NOS PROCESSOS DE SOLDADURA João Gomes Professor Coordenador c/agregação, ISEL/IPL Investigador IBB IST/UL Workshop sobre Técnicas Avançadas nos Processos

Leia mais

Actividade de Química 12º ano

Actividade de Química 12º ano Actividade de Química 12º ano AL 1.3- Corrosão e Protecção dos metais O laboratório é um local de trabalho onde a segurança é fundamental na manipulação de materiais e equipamentos, devendo por isso adoptar-se

Leia mais

Travas e vedantes químicos

Travas e vedantes químicos A U A UL LA Travas e vedantes químicos O mecânico de manutenção de uma empresa de caminhões tentava eliminar, de todas as formas, um vazamento de óleo que persistia na conexão de um manômetro de um sistema

Leia mais

Engenharia Alimentar Processamento Geral de Alimentos LIOFILIZAÇÃO LIOFILIZAÇÃO

Engenharia Alimentar Processamento Geral de Alimentos LIOFILIZAÇÃO LIOFILIZAÇÃO Engenaria Alimentar Processamento Geral de Alimentos ESAC - Ivo Rodrigues 2008 Definição: A liofilização remove a água e outros solventes do produto congelado pelo processo de sublimação. A sublimação

Leia mais

Transitores de tempo em domínio de tempo

Transitores de tempo em domínio de tempo Em muitos processos, a regulação do caudal permite controlar reacções químicas ou propriedades físicas através de um controlo de variáveis como a pressão, a temperatura ou o nível. O caudal é uma variável

Leia mais

NR-23 Proteção Contra Incêndio

NR-23 Proteção Contra Incêndio NR-23 Proteção Contra Incêndio Fatores de Êxito na Prevenção de Incêndio PREPARAO PRÉVIO ESTAR EM DIA COM OS DOCUMENTOS DO BOMBEIRO; MANUTENÇÃO EM DIA; EQUIPAMENTOS ADEQUADOS AO RISCO; SINALIZAÇÃO; FAMILIARIZAÇÃO

Leia mais

SOLDAGEM MIG/MAG. Prof. Marcos Dorigão Manfrinato 1 MIG/MAG BIG MAC

SOLDAGEM MIG/MAG. Prof. Marcos Dorigão Manfrinato 1 MIG/MAG BIG MAC SOLDAGEM MIG/MAG Prof. Marcos Dorigão Manfrinato 1 MIG/MAG BIG MAC MIG 2 SOLDAGEM MIG/MAG A soldagem a arco com proteção gasosa (gás metal arc welding GMAW). A proteção do arco e da região da solda contra

Leia mais

3 Dimensionamento Clássico de Cordões de Solda

3 Dimensionamento Clássico de Cordões de Solda 3 Dimensionamento Clássico de Cordões de Solda A união de placas em uma estrutura é conhecida como junta. Uma junta pode ser obtida utilizando-se os mais variados elementos de fixação: parafusos, rebites,

Leia mais

CORTE DOS METAIS. Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 1

CORTE DOS METAIS. Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 1 CORTE DOS METAIS INTRODUÇÃO: Na indústria de conformação de chapas, a palavra cortar não é usada para descrever processos, exceto para cortes brutos ou envolvendo cortes de chapas sobrepostas. Mas, mesmo

Leia mais

Conferência PENSAR VERDE NO LOCAL DE TRABALHO Embaixada dos EUA em Portugal. Gerir o futuro da UA. as pessoas, o ambiente e a energia.

Conferência PENSAR VERDE NO LOCAL DE TRABALHO Embaixada dos EUA em Portugal. Gerir o futuro da UA. as pessoas, o ambiente e a energia. Conferência PENSAR VERDE NO LOCAL DE TRABALHO Embaixada dos EUA em Portugal Gerir o futuro da UA as pessoas, o ambiente e a energia Carlos Borrego Fundação Calouste Gulbenkian 16 de Abril 2010 UA curso

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR I

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR I UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR I 17/05/201010 à 10/09/2010 Nome: Marcio Lucas Maes

Leia mais

Número 1 em arames tubulares sem costura

Número 1 em arames tubulares sem costura Número 1 em arames tubulares sem costura Desenvolvido por líderes em consumíveis para soldagem voestalpine Böhler Welding www.voestalpine.com/welding Beneficie-se da experiência de um especialista em arame

Leia mais

CALDEIRAS A LENHA AQUASOLID. Página 1

CALDEIRAS A LENHA AQUASOLID. Página 1 CALDEIRAS A LENHA AQUASOLID Página 1 Índice Caldeiras a Lenha - Todo o conforto com a máxima economia Uma solução de aquecimento eficiente 03 Principais Características 04 Componentes e Benefícios 05 Princípio

Leia mais

Trabalho Prático N o :. Técnica Operatória da Soldagem SMAW

Trabalho Prático N o :. Técnica Operatória da Soldagem SMAW Trabalho Prático N o :. Técnica Operatória da Soldagem SMAW 1. Objetivos: Familiarizar-se com o arranjo e a operação do equipamento utilizado na soldagem manual com eletrodos revestidos. Familiarizar-se

Leia mais

Descrição Geral...2. Aplicação em Obra...2. Pontos Singulares... 3. Manutenção... 4. Ambiente... 4. Segurança... 4. Sistemas de Impermeabilização...

Descrição Geral...2. Aplicação em Obra...2. Pontos Singulares... 3. Manutenção... 4. Ambiente... 4. Segurança... 4. Sistemas de Impermeabilização... ÍNDICE Descrição Geral...2 Aplicação em Obra...2 Pontos Singulares... 3 Manutenção... 4 Ambiente... 4 Segurança... 4 Sistemas de Impermeabilização... 5 Coberturas Acessíveis... 5 Coberturas de Acessibilidade

Leia mais

MIG/MAG-Welding IV / Soldagem-MIG/MAG IV

MIG/MAG-Welding IV / Soldagem-MIG/MAG IV MIG/MAG-Welding IV / Soldagem-MIG/MAG IV Alexandre Freitas E-mail: alexandre.freitas1@fatec.sp.gov.br Alexandre Marques Lima E-mail: alexandre1203@msn.com Alfredo Feitosa E-mail: alfredo.feitosa@hotmail.com

Leia mais

TABELA JOGOS BANHEIRAS. Figura/Desenho Código do Art.º Designação do Artigo un. Preço un. ( ) A501

TABELA JOGOS BANHEIRAS. Figura/Desenho Código do Art.º Designação do Artigo un. Preço un. ( ) A501 JOGO DE BANHEIRA Tipo "Cogumelo" Tipo "Basic" Os modelos de jogos de banheira simples possuem um tampão seguro a uma corrente. O tampão é de borracha e o ralo em aço inox polido. A grelha do ralo pode

Leia mais

JACSON RAFAEL WEBER ESTUDOS DOS EFEITOS DO TRATAMENTO TÉRMICO PRÉ-SOLDAGEM EM JUNTAS T DE AÇO 1045 PELO PROCESSO MAG

JACSON RAFAEL WEBER ESTUDOS DOS EFEITOS DO TRATAMENTO TÉRMICO PRÉ-SOLDAGEM EM JUNTAS T DE AÇO 1045 PELO PROCESSO MAG UNIJUÍ - UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DCEENG DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA EXATAS E ENGENHARIAS CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA CAMPUS PANAMBI JACSON RAFAEL WEBER ESTUDOS DOS

Leia mais

Dimensões. Dados técnicos

Dimensões. Dados técnicos Dimensões M30x1,5 18 5 78 79 S 36 Designação para encomenda LED Características série de conforto A distância de comutação pode ser regulada com o potenciómetro numa área alargada 10 mm não nivelado Ligação

Leia mais