OpenLdap: Replicação, disponibilidade e escalabilidade

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OpenLdap: Replicação, disponibilidade e escalabilidade"

Transcrição

1 OpenLdap: Replicação, disponibilidade e escalabilidade Sérgio Cioban Filho

2 Roteiro O que é Ldap Utilização do Ldap Porque replicar as bases Ldap Replicação com o Slurp Replicação com o SyncRepl Singlemaster Mirrormode Multimaster Quando utilizar a replicação OpenLdap Conclusão

3 O que é Ldap Lightweight Directory Access Protocol Roda sobre TCP/IP É uma arvore de objetos, cada objeto tem seu conjunto de atributos. É um organizador hierárquico de informações de uma rede, que podem ou não serem distribuídas por servidor. Analogia a um banco de dados hierárquico Otimizado para dar respostas rápidas

4 O que é Ldap DNS Hierarquia (Root servers).br.com.linuxcorp.ti www

5 O que é Ldap ou=ti,o=linuxcorp,c=br c=br uid=user1,ou=ti,o=linuxcorp,c=br uid=user2,ou=ti,o=linuxcorp,c=br c=br o=linuxcorp o=linuxcorp ou=ti ou=ti uid=user1 uid=user2

6 Utilização do Ldap Autenticação Principal utilização Catálogo de endereços Zonas DNS Armazenamento de certificados digitais Armazenamento de informações do funcionário Armazenamento de informações da rede Armazenamento de configurações

7 Utilização do Ldap Softwares Samba Qmail Proftpd Squid Bind PHP PAM (Autenticação do sistema)

8 Replicação OpenLdap

9 Replicação de bases LDAP Manter bases Ldap armazenadas em servidores distintos, completamente (ou parcialmente) iguais Podemos replicar toda a arvore ou apenas algumas regiões ou objetos. Replicação PUSH ou PULL PUSH: O servidor envia as mudanças PULL: O cliente coleta as mudanças

10 Porque replicar bases LDAP Economia de banda Distribuição de carga Garantia de serviço Alta disponibilidade Backup

11 Replicação com o SLURP Utiliza um daemon separado do slapd, o slurpd O servidor é quem envia as mudanças na base para o(s) cliente(s), modo PUSH. Os clientes necessitam estar disponíveis para receber as atualizações no momento em que o servidor envia. Foi totalmente removido da versão 2.4 Baseado em arquivo de log Em caso de falha, necessário intervenção manual

12 Replicação com o SLURP

13 Replicação com o SyncRepl Totalmente integrado no slapd LDAP Content Synchronization protocol Provê 3 modos de replicação: SingleMaster, MirrorMode e Multimaster Opera em PUSH ( Melhorado ) ou PULL O cliente sempre solicita as mudanças para o servidor independente da forma de operação. A base cliente não necessita ser previamente carregada Pode se replicar qualquer ponto da base Mais tolerante a falhas

14 Replicação com o SyncRepl Replicação SingleMaster Existe apenas um servidor da rede que recebe escrita Todos os outros servidores devem encaminhar as escritas na base Ldap para o servidor Master. Esta configuração é chamada UpdateRef Em caso de falha do servidor Master, a rede fica sem um servidor que receba escrita de dados Ldap

15 Replicação com o SyncRepl Replicação SingleMaster em modo PULL De tempos em tempos o cliente solicita as alterações

16 Replicação com o SyncRepl Replicação SingleMaster em modo PUSH Primeiramente o cliente solicita as alterações Após, o servidor estabelece conexão e envia as alterações

17 Replicação com o SyncRepl Replicação MirrorMode Opera da mesma forma que o SingleMaster, porém 2 servidores operam como master e replicam suas bases entre si Os dois servidores Master podem receber atualizações (escritas), porém somente 1 por vez A escolha do servidor Master ativo deve ser feita por um árbitro externo Provê um cenário básico de LoadBalance e FailOver

18 Replicação com o SyncRepl Replicação MirrorMode

19 Replicação com o SyncRepl Replicação MultiMaster Todos os servidores do pool são master e por conta disso podem receber escritas Toda alteração é então replicada para os outros servidores A base se mantém igual em todos os servidores, não importando em qual servidor seja realizada a alteração Pode ser utilizado em um cenário complexo de balanceamento de carga e/ou alta disponibilidade

20 Replicação com o SyncRepl Replicação MuiltMaster

21 Quando utilizar a replicação OpenLdap Ambientes de missão crítica Muitos serviços dependem do Ldap Samba, Squid, Qmail, Aplicativos, Apache, etc Redes separadas geograficamente, mas que necessitem da mesma base Muitos acessos ao servidor

22 Conclusão Com o crecimento da utilização do OpenLdap, temos que ter a segurança que o serviço nunca pare, pois outros serviços da rede dependem dele A replicação OpenLdap é uma ótima escolha para se distribuir as bases em diversos servidores e garantir o funcionamento do OpenLdap em casos de falha Dependendo da utilização do OpenLdap, deve se escolher o modo correto de operação: SingleMaster, MirrorMode ou MultiMaster. Para balanceamento de carga sempre precisamos de um árbitro externo.

23 Referências Documentação oficial do OpenLdap

24 Dúvidas??? Sérgio Cioban Filho Obrigado pela atenção

Entendendo o OpenLDAP. Por GABRIEL STEIN

Entendendo o OpenLDAP. Por GABRIEL STEIN Por GABRIEL STEIN CONCEITOS ABORDADOS Conceito de diretório / Serviço de diretório Organização Hierárquica - Árvore LDAP Histórico Características Atributos ObjectClasses Schemas Entrada DNs Arquivos LDIF

Leia mais

OpenLDAP. Clodonil Honório Trigo UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Novatec

OpenLDAP. Clodonil Honório Trigo UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Novatec OpenLDAP UMA ABORDAGEM INTEGRADA Clodonil Honório Trigo Novatec Sumário Prefácio...13 Capítulo 1 Introdução ao LDAP...17 1.1 O que é um diretório?...17 1.2 O que não é um diretório?...19 1.3 DNS: um exemplo

Leia mais

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux Curso de extensão em italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia OpenLDAP básico -, 2009.1 Licença de uso e distribuição

Leia mais

Linux Uma breve introdução Parte 2 de 2

Linux Uma breve introdução Parte 2 de 2 Linux Uma breve introdução Parte 2 de 2 Diego Viégas Consultor em Projetos de Software Livre 1 Agenda Quarta-feira, 08/12/2004, de 14 às 18: Introdução ao sistema operacional Linux. OK Distribuições. OK

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Banco de Dados LDAP Rodrigo Rubira Branco - rodrigo@firewalls.com.br O que é Serviço de Diretorio? Banco de dados especializado em armazenar informações sobre objetos Caracteristicas

Leia mais

Senado Federal Questões 2012

Senado Federal Questões 2012 Senado Federal Questões 2012 Sistemas Operacionais Prova de Analista de Sistemas Prof. Gustavo Van Erven Senado Federal Questões 2012 Rede Social ITnerante http://www.itnerante.com.br/ Vídeo Aulas http://www.provasdeti.com.br/

Leia mais

Lista de Exercícios-01 DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER Estrutura lógica estrutura física

Lista de Exercícios-01 DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER Estrutura lógica estrutura física Lista de Exercícios-01 1. Faça uma breve descrição sobre o Active Directory-AD Serviço de diretório é um conjunto de Atributos sobre recursos e serviços existentes na rede, isso significa que é uma maneira

Leia mais

Replicação Multi-master e novidades do OpenLDAP

Replicação Multi-master e novidades do OpenLDAP Replicação Multi-master e novidades do OpenLDAP Anahuac de Paula Gil On-the-fly e Replicação Multi-Master Smailli Hemori Moraes Autenticação Samba + LDAP + Kerberos Configuração on-the-fly Slide 1 4 cn=config

Leia mais

SAMBA3 e LDAP. Base sólida para redes heterogêneas. Felipe Augusto van de Wiel (faw) Brasil, São Paulo, 06 de novembro de 2004. 06.novembro.

SAMBA3 e LDAP. Base sólida para redes heterogêneas. Felipe Augusto van de Wiel (faw) Brasil, São Paulo, 06 de novembro de 2004. 06.novembro. SAMBA3 e LDAP Base sólida para redes heterogêneas. Felipe Augusto van de Wiel (faw) Brasil, São Paulo, 06 de novembro de 2004. 06.novembro.2004 1 Quem sou eu? No mundo Admin. Redes e Sistemas Instrutor

Leia mais

Existe um limite dado pelo administrador da Rede para que ele não armazene tudo.

Existe um limite dado pelo administrador da Rede para que ele não armazene tudo. Proxy Cache e Reverso Ele possui várias funções que, se trabalhadas junto com o firewall, podem trazer ótimos resultados em relação ao compartilhamento, controle e segurança de acesso à internet. Proxy

Leia mais

SERVIDORES REDES E SR1

SERVIDORES REDES E SR1 SERVIDORES REDES E SR1 Rio de Janeiro - RJ HARDWARE Você pode instalar um sistema operacional para servidores em qualquer computador, ao menos na teoria tudo irá funcionar sem grandes dificuldades. Só

Leia mais

Manual de Instalação do UTM Zeus

Manual de Instalação do UTM Zeus Manual de Instalação do UTM Zeus 1 Índice. 1. Prefácio. 2. Onde eu baixo a última versão do Zeus? 3. O que é cada um dos módulos? 4. Passo a passo a instalação. 2 1. Prefácio Ao longo dos últimos anos

Leia mais

BSDDAY - 13 de Agosto SP/Brazil

BSDDAY - 13 de Agosto SP/Brazil BSDDAY - 13 de Agosto SP/Brazil Quem é o Dmux? Rafael Floriano Sousa Sales aka dmux - Paulistano, 22 anos, fundador e integrante do grupo Tompast, consultor UNIX, trabalhando com sistemas operacionais

Leia mais

Elementos. Setores, departamentos, diretorias etc.

Elementos. Setores, departamentos, diretorias etc. O Active Directory Active directory Serviço de diretório extensível para gerenciar recursos da rede de modo eficiente Armazena informações detalhadas sobre cada recurso na rede Possibilidade de armazenar

Leia mais

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente)

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Tema da Aula: Redes Heterogênea e Convergente Professor Rene - UNIP 1 Redes heterogêneas Redes Heterogêneas Todo ambiente de rede precisa armazenar informações

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Conteúdo Programático! Introdução ao Active Directory (AD)! Definições! Estrutura Lógica! Estrutura Física! Instalação do Active Directory (AD)!

Leia mais

Protocolo LDAP I: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados

Protocolo LDAP I: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados Protocolo LDAP I: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados Esta série de tutoriais apresenta o protocolo LDAP (Lightweight Directory Access Protocol), utilizado para prover serviços de acesso remoto

Leia mais

V WSPPD 2007. Uma visão geral do OpenLDAP e Active Directory para autenticação de usuários em sistemas heterogêneos e distribuídos

V WSPPD 2007. Uma visão geral do OpenLDAP e Active Directory para autenticação de usuários em sistemas heterogêneos e distribuídos V WSPPD 2007 Uma visão geral do OpenLDAP e Active Directory para autenticação de usuários em sistemas heterogêneos e distribuídos Porto Alegre, Agosto de 2007. Guilherme Matte Macedo, Rafael Bohrer Ávila

Leia mais

Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth.

Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth. Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth. Éverton Foscarini, Leandro Rey, Francisco Fialho, Carolina Nogueira 1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Centro de Processamento

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Conteúdo Programático Introdução ao Active (AD) Definições Estrutura Lógica Estrutura Física Instalação do Active (AD) Atividade Prática 1 Definições do Active Em uma rede do Microsoft Windows Server 2003,

Leia mais

Serviço de Diretórios com OpenLDAP. Marcos Sungaila marcos@savant.com.br

Serviço de Diretórios com OpenLDAP. Marcos Sungaila marcos@savant.com.br Serviço de Diretórios com OpenLDAP Marcos Sungaila marcos@savant.com.br LDAP Por que LDAP Conceitos básicos Instalando e Configurando o OpenLDAP Criando a estrutura do Diretório Trabalhando com senhas

Leia mais

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Março/2015 Página 1 de 17 Projuris Enterprise Projuris Enterprise é um sistema 100% Web, com foco na gestão de contencioso por empresas ou firmas

Leia mais

Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação

Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação Marcio Mario Correa da Silva TRT 14ª REGIÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRT-14ª Região 2013 Sumário 1. Descrição: Acesso à Internet... 3 2. Descrição: Acesso

Leia mais

Servidor Proxy armazenamento em cache.

Servidor Proxy armazenamento em cache. Servidor Proxy Servidor Proxy Um modo bastante simples de melhorar o desempenho de uma rede é gravar páginas que foram anteriormente acessadas, caso venham a ser solicitadas novamente. O procedimento de

Leia mais

Apresentação. Roberto Farias. Trabalho com informática 16 anos, 7 anos com Linux.

Apresentação. Roberto Farias. Trabalho com informática 16 anos, 7 anos com Linux. Apresentação Roberto Farias Trabalho com informática 16 anos, 7 anos com Linux. Formação: Tecnólogo em Processamento de Dados. Gestão da tecnologia da informação. Certificações: LPI nível 3 (301, 302 e

Leia mais

Computação no Alice e grid. Alexandre Suaide IF-USP

Computação no Alice e grid. Alexandre Suaide IF-USP Computação no Alice e grid Alexandre Suaide IF-USP 1 Resumo Alguns números importantes Requerimentos (dados e simulações) Processamente Armazenamento Estrutura computacional GRID Nossas necessidades 2

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU ESTADO DO PARANÁ

CÂMARA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU ESTADO DO PARANÁ CÂMARA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU ESTADO DO PARANÁ A N E X O I I E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O N º 0 1 / 0 1 / 2 0 1 2 D O S C O N T E Ú D O S P R O G R A M Á T I C O S - R E T I F I C

Leia mais

Sistema de Banco de Dados Distribuídos e DataGrid

Sistema de Banco de Dados Distribuídos e DataGrid Sistema de Banco de Dados Distribuídos e DataGrid Leandro Melo de Sales Mário Hozano Lucas de Souza Trabalho para obtenção de nota da disciplina Banco de Dados Professor: Marcus Sampaio 25 de abril de

Leia mais

3. Faça uma breve descrição sobre a topologia da rede e o Active Directory-AD DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER

3. Faça uma breve descrição sobre a topologia da rede e o Active Directory-AD
 DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER Lista de Exercícios-01 1. Faça uma breve descrição sobre o Active Directory-AD O Active Directory-AD é uma implementaçao de serviço de diretório no protocolo LDAP que armazena informaçoes sobre objetos

Leia mais

Protocolo LDAP II: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados

Protocolo LDAP II: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados Protocolo LDAP II: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados Esta série de tutoriais apresenta o protocolo LDAP (Lightweight Directory Access Protocol), utilizado para prover serviços de acesso remoto

Leia mais

Lightweight Directory Access Protocol LDAP

Lightweight Directory Access Protocol LDAP Carlos Fernando Papotti RA : 02131282 José Ricardo M. Bevilacqua RA : 02534626 Julio César Costa Marcondes RA : 02121069 Raul Baldin RA : 02088243 Lightweight Directory Access Protocol LDAP Tópicos em

Leia mais

Librix AD: um Software Livre para Administração de Diretórios LDAP Distribuídos

Librix AD: um Software Livre para Administração de Diretórios LDAP Distribuídos Librix AD: um Software Livre para Administração de Diretórios LDAP Distribuídos Cláudio Siqueira de Carvalho e Celmar Guimarães da Silva Laboratório de Administração e Segurança de Sistemas (LAS) Instituto

Leia mais

NetWare 6.5. Novell. Instalação e upgrade REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA REQUISITOS DE SISTEMA RECOMENDADOS. www.novell.

NetWare 6.5. Novell. Instalação e upgrade REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA REQUISITOS DE SISTEMA RECOMENDADOS. www.novell. Novell NetWare 6.5 www.novell.com INÍCIO RÁPIDO Instalação e upgrade Esta Introdução rápida fornece informações básicas sobre a instalação e o upgrade para um servidor NetWare 6.5. Para obter instruções

Leia mais

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho vi http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Administração de Redes de Computadores Resumo de Serviços em Rede Linux Controlador de Domínio Servidor DNS

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI

PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI Curso: Formação para certificação MCSA em Windows Server 2012 Prepara para as provas: 70-410, 70-411 e 70-412 Em parceria com Pág. 1 Objetivo Adquirindo a formação

Leia mais

SERVIÇO DE NOMES. Sistemas Distribuídos. Vinícius Pádua

SERVIÇO DE NOMES. Sistemas Distribuídos. Vinícius Pádua SERVIÇO DE NOMES Sistemas Distribuídos Serviço de Nomes Nomes facilitam a comunicação e compartilhamento de recursos Nomes são vinculados a objetos Nomes devem ser resolvidos antes de de invocar os objetos

Leia mais

unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Tópicos em Sistemas de Computação Administração de Redes TCP/IP DNS - Domain Name Service (Parte 1 - Características e Conceitos) Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian adriano@ieee.org

Leia mais

3.1.2 Protocolos e informação de encaminhamento

3.1.2 Protocolos e informação de encaminhamento 1- Introdução 1 1.1 Desafios da administração de redes 1.2 Objectivos do livro e abordagem utilizada 1.3 Organização do presente texto 2 - As Actuais Infra-Estruturas De Rede 7 2.1 Introdução 2.2 Tecnologias

Leia mais

Capacitação IPv6.br. Serviços em IPv6. Serviços rev 2012.08.07-01

Capacitação IPv6.br. Serviços em IPv6. Serviços rev 2012.08.07-01 Capacitação IPv6.br Serviços em IPv6 Serviços DHCPv6 Firewall DNS NTP HTTP Proxy Proxy Reverso SMB CIFS SSH... Implementações BIND Squid IPv6 desde Julho/2001 IPv6 nativo desde Outubro/2008 BIND 9.1.3

Leia mais

O que se tem, na prática, é a utilização do protocolo TCP/IP na esmagadora maioria das redes. Sendo a sua adoção cada vez maior.

O que se tem, na prática, é a utilização do protocolo TCP/IP na esmagadora maioria das redes. Sendo a sua adoção cada vez maior. Introdução ao TCP/IP(TCP (Transmission Control Protocol) e IP(InternetProtocol) ) Objetivo Para que os computadores de uma rede possam trocar informações entre si é necessário que todos os computadores

Leia mais

Projeto OBAA. Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias. Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais.

Projeto OBAA. Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias. Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais. Edital MCT/FINEP/MC/FUNTTEL Plataformas para Conteúdos Digitais 01/2007 Projeto OBAA Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais

Leia mais

Sistemas Distribuídos na Web. Pedro Ferreira DI - FCUL

Sistemas Distribuídos na Web. Pedro Ferreira DI - FCUL Sistemas Distribuídos na Web Pedro Ferreira DI - FCUL Arquitetura da Web Criada por Tim Berners-Lee no CERN de Geneva Propósito: partilha de documentos Desde 1994 mantida pelo World Wide Web Consortium

Leia mais

DNS - Domain Name System

DNS - Domain Name System DNS - Domain Name System Converte nome de máquinas para seu endereço IP. Faz o mapeamento de nome para endereço e de endereço para nome. É mais fácil lembramos dos nomes. Internamente, softwares trabalham

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 5)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 5) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 5) Uma conta de usuário é um objeto de Active Directory,

Leia mais

Linux Administração. Sobre o curso. Destinatários. Redes e Sistemas - Sistemas Operativos

Linux Administração. Sobre o curso. Destinatários. Redes e Sistemas - Sistemas Operativos Linux Administração Redes e Sistemas - Sistemas Operativos Localidade: Braga Data: 08 Aug 2016 Preço: 1050 ( Os valores apresentados não incluem IVA. Oferta de IVA a particulares e estudantes ) Horário:

Leia mais

LDAP. Laboratório de Computação Científica UFMG

LDAP. Laboratório de Computação Científica UFMG LDAP Laboratório de Computação Científica UFMG Sumário Diretórios Introdução ao LDAP Modelos do LDAP Formato LDIF Distribuição Replicação Diretórios Diretórios Visão Geral O que um diretório faz? O que

Leia mais

Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet

Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet FIREWALL BOX Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet Via Prática Firewall Box Gateway pode tornar sua rede mais confiável, otimizar sua largura de banda e ajudar você a controlar o que está

Leia mais

Helpdesk Gestão de Ocorrências na área das TIC. Marta Geraldo (Município de Palmela)

Helpdesk Gestão de Ocorrências na área das TIC. Marta Geraldo (Município de Palmela) Marta Geraldo (Município de Palmela) Marta Geraldo Município de Palmela Helpdesk AGENDA Caso de Sucesso Desafio inicial e a Solução Factos e Números Componente Financeira Solução Tecnológica Lições Aprendidas

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Um serviço de diretório, como o Active Directory, fornece os métodos para armazenar os dados de diretório (informações sobre objetos

Leia mais

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise Índice Introdução 2 Interface administrativa 2 Status 2 Minha conta 3 Opções 3 Equipes de suporte 4 Jumpoint 5 Jump Clients 6 Bomgar Button 6 Mensagens

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 03. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 03. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 03 Prof. André Lucio Competências da aula 3 Conceito sobre o Active Directory. Instalação do Active Directory e serviços necessários

Leia mais

ALUNOS: EDER, HANANNY, ALEXANDRE

ALUNOS: EDER, HANANNY, ALEXANDRE ALUNOS: EDER, HANANNY, ALEXANDRE Servidor Web Descrição O Projeto Apache HTTP Server é um esforço para desenvolver e manter um servidor HTTP de código aberto para os sistemas operacionais modernos, incluindo

Leia mais

Política para desenvolvimento de software seguro

Política para desenvolvimento de software seguro FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS Segurança da Informação Marcos Mesa Cerdan Marcus Vinicius Pedrosa Philipe Toledo Oliveira Política para desenvolvimento de software seguro GOIÂNIA, 2016 Marcos Mesa

Leia mais

PROJETO INTEGRADOR LUIZ DAVI DOS SANTOS SOUZA

PROJETO INTEGRADOR LUIZ DAVI DOS SANTOS SOUZA PROJETO INTEGRADOR LUIZ DAVI DOS SANTOS SOUZA Os serviços IP's citados abaixo são suscetíveis de possíveis ataques, desde ataques passivos (como espionagem) até ataques ativos (como a impossibilidade de

Leia mais

OpenLDAP. Clodonil Honório Trigo UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Novatec

OpenLDAP. Clodonil Honório Trigo UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Novatec OpenLDAP UMA ABORDAGEM INTEGRADA Clodonil Honório Trigo Novatec 1CAPÍTULO Introdução ao LDAP Palavras agradáveis são como favo de mel, doces para a alma, e medicina para o corpo. Provérbios de Salomão

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 07. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 07. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 07 Prof. André Lucio ACI Competências da aula 7 ACI Compreende todo conteúdo abordado em sala, abordando de maneira geral.

Leia mais

Oracle WebLogic Server 11g: Conceitos Básicos de Administração

Oracle WebLogic Server 11g: Conceitos Básicos de Administração Oracle University Entre em contato: 0800 891 6502 Oracle WebLogic Server 11g: Conceitos Básicos de Administração Duração: 5 Dias Objetivos do Curso Este curso treina administradores Web nas técnicas para

Leia mais

1. O DHCP Dynamic Host Configuration Protocol

1. O DHCP Dynamic Host Configuration Protocol CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO TIPO 5 2º ANO TÉCNICO DE INFORMÁTICA/INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES 2008/2009 INSTALAÇÃO REDES CLIENTE SERVIDOR WINDOWS SERVER 2003 Após a instalação Instalação de serviços de

Leia mais

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Tabela de endereçamento da rede IP da rede: Mascara Broadcast 192.168.1.0 255.255.255.192 192.168.1.63 Distribuição de IP S na rede Hosts IP Configuração

Leia mais

Ferramenta web para administração do servidor proxy Squid

Ferramenta web para administração do servidor proxy Squid Ferramenta web para administração do servidor proxy Squid Autor: Vanderson C. Siewert Orientador: Francisco Adell Péricas, Mestre 1 Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação teórica Gerência

Leia mais

Controle de Acesso em Rede

Controle de Acesso em Rede Segurança de Rede Segurança de rede e segurança de sistema (servidor individual) têm muito em comum Há redes onde o usuário faz login no domínio da rede para ter acesso aos recursos; em outras, se conecta

Leia mais

Nesta modalidade o cliente, além da administração de seus servidores, o cliente executa os procedimentos de backup e recovery do seu conteúdo.

Nesta modalidade o cliente, além da administração de seus servidores, o cliente executa os procedimentos de backup e recovery do seu conteúdo. 1. DATACENTER 1.1. Hospedagem simples de servidor (colocation) Fornecimento de alocação de espaço e infraestrutura de alta disponibilidade no Datacenter da PRODEPA para hospedagem de equipamentos de propriedade

Leia mais

SISTEMA DISTRIBUÍDO DE MONITORAMENTO/DETERMINAÇÃO DE SERVIÇOS E RECURSOS DIPONÍVEIS DE UM AMBIENTE DE GRID COMPUTACIONAL

SISTEMA DISTRIBUÍDO DE MONITORAMENTO/DETERMINAÇÃO DE SERVIÇOS E RECURSOS DIPONÍVEIS DE UM AMBIENTE DE GRID COMPUTACIONAL SISTEMA DISTRIBUÍDO DE MONITORAMENTO/DETERMINAÇÃO DE SERVIÇOS E RECURSOS DIPONÍVEIS DE UM AMBIENTE DE GRID COMPUTACIONAL Thais Cabral de Mello, Bruno Schulze, Luis Rodrigo de Oliveira Gonçalves 1 Laboratório

Leia mais

Configurando DNS Server. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com

Configurando DNS Server. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Configurando DNS Server. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Entendendo o DNS É o serviço responsável por: Traduzir nomes em endereços IP (e vice-versa), de um determinado

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede O sistema de nome de domínio (DNS) é um sistema que nomeia computadores e serviços de rede e é organizado em uma hierarquia de domínios.

Leia mais

Tarefas práticas da disciplina

Tarefas práticas da disciplina Tarefas práticas da disciplina Objetivo: As atividades têm por objetivo consolidar os conceitos de redes de computadores, aplicando os conceitos teóricos de forma a desenvolver no estudante a capacidade

Leia mais

Um modelo de catálogo distribuído para o Direto

Um modelo de catálogo distribuído para o Direto Um modelo de catálogo distribuído para o Direto Marcelo Neres dos Santos Cristiano Cachapuz e Lima Universidade da Região da Campanha {mns, cristiano}@urcamp.tche.br Resumo Este trabalho visa analisar

Leia mais

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Equipamento compacto e de alto poder de processamento, ideal para ser utilizado em provedores de Internet ou pequenas empresas no gerenciamento de redes e/ou no balanceamento

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores

Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores Prof.: Roberto Franciscatto Introdução Perguntas iniciais O que você precisa colocar para funcionar? Entender a necessidade Tens servidor específico

Leia mais

Implementação do Portal da UFRGS em Plone

Implementação do Portal da UFRGS em Plone Implementação do Portal da UFRGS em Plone Éverton Foscarini, Tiago D Oliveira 1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Centro de Processamento de Dados Rua Ramiro Barcelos, 2574 Portão K Porto Alegre

Leia mais

ITIL v3 - Operação de Serviço - Parte 1

ITIL v3 - Operação de Serviço - Parte 1 ITIL v3 - Operação de Serviço - Parte 1 É na Operação de Serviço que se coordena e realiza as atividades e processos necessários para fornecer e gerenciar serviços em níveis acordados com o usuário e clientes

Leia mais

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Visão Geral Há três etapas usadas pela maioria dos computadores para proteger o acesso a operações, aplicativos e dados sensíveis: A identificação

Leia mais

Uso de softwares Open Source na autenticação de acesso WEB em controlador de domínio NT

Uso de softwares Open Source na autenticação de acesso WEB em controlador de domínio NT Uso de softwares Open Source na autenticação de acesso WEB em controlador de domínio NT Aluno: Angelo Alberto Delben Filho, Orientador: Elio Lovisi Filho. Departamento de Ciência da Computação Faculdade

Leia mais

O que é LDAP? Protocolo Lightweight Directory Access Protocol Conjunto de critérios, mecanismos e métodos TCP/IP Multiplataforma.

O que é LDAP? Protocolo Lightweight Directory Access Protocol Conjunto de critérios, mecanismos e métodos TCP/IP Multiplataforma. 1 / 23 O que é LDAP? Protocolo Lightweight Directory Access Protocol Conjunto de critérios, mecanismos e métodos TCP/IP Multiplataforma 2 / 23 Conceitos Serviço de Diretório Armazena, organiza e fornece

Leia mais

Dynamic Content Distribution for Mobile Enterprise Network

Dynamic Content Distribution for Mobile Enterprise Network Dynamic Content Distribution for Mobile Enterprise Network Relatório de Implantação Igor Giusti da Silva Fábio Gomes dos Santos Universidade Federal Fluminense - Instituto de Computação 15 de dezembro

Leia mais

Active Directory. João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 15

Active Directory. João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 15 Active Directory João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 15 Baseado no LDAP Estrutura hierárquica organizacional Diretório de serviços que pode ser distribuído através de vários servidores com tolerância

Leia mais

Como instalar o Active Directory no Windows Server 2003

Como instalar o Active Directory no Windows Server 2003 Como instalar o Active Directory no Windows Server 2003 Po r Artur Higash iyama Primeiro assegure se que o seu servidor e a sua rede estão funcionando conforme o artigo "Requisitos e Recomendações para

Leia mais

RLSL (Rede Local Software Livre)

RLSL (Rede Local Software Livre) RLSL (Rede Local Software Livre) Apresentador: Marcelo Rocha Rabelo de Andrade Dezembro/2009 - v.04 SERPRO Criação O Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO) é a maior empresa pública de prestação

Leia mais

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo Tópicos abordados Surgimento da internet Expansão x Popularização da internet A World Wide Web e a Internet Funcionamento e personagens da

Leia mais

Desafio Atingir máxima eficiência e segurança por meio da administração centralizada de recursos de redes distribuídas geograficamente

Desafio Atingir máxima eficiência e segurança por meio da administração centralizada de recursos de redes distribuídas geograficamente Setor Corporativo Desafio Atingir máxima eficiência e segurança por meio da administração centralizada de recursos de redes distribuídas geograficamente Solução Tecnológica Librix AD SUMÁRIO EXECUTIVO

Leia mais

https://wpc.com.br/linuxfest/lan/linux-servidores-clientes-redeslo Provê a configuração de rede para clientes TCP/IP, fornecendo:

https://wpc.com.br/linuxfest/lan/linux-servidores-clientes-redeslo Provê a configuração de rede para clientes TCP/IP, fornecendo: 1 of 9 12-06-2007 0 https://wpccombr/linuxfest/lan/linux-servidores-clientes-redeslo SERVIÇOS COMUNS NA LAN Configuração dinâmica DHCP Provê a configuração de rede para clientes TCP/IP, fornecendo: Endereço

Leia mais

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR 6292: INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO WINDOWS 7, CLIENT Objetivo: Este curso proporciona aos alunos o conhecimento e as habilidades necessárias para instalar e configurar estações de trabalho utilizando a

Leia mais

Componentes em Esquema de Tolerância a Faltas Adaptativa

Componentes em Esquema de Tolerância a Faltas Adaptativa Grupo de Pesquisa Área de Informática Componentes em Esquema de Tolerância a Faltas Adaptativa Prof. Dr. Fábio Favarim favarim@utfpr.edu.br Roteiro da Apresentação Introdução Tolerância a Faltas (TF) Tolerância

Leia mais

Estudo da Ferramenta Cacti, para análise de desempenho de rede

Estudo da Ferramenta Cacti, para análise de desempenho de rede Estudo da Ferramenta Cacti, para análise de desempenho de rede Eduardo Perez Pereira 1, Rodrigo Costa de Moura 1 1 Centro Politécnico Universidade Católica de Pelotas (UCPel) Félix da Cunha, 412 - Pelotas

Leia mais

Servidor OpenLDAP. Maurício Severich. 2 o Período - Redes de Computadores

Servidor OpenLDAP. Maurício Severich. 2 o Período - Redes de Computadores Faculdade de Tecnologia Senai de Desenvolvimento Gerencial SENAI - Departamento Regional de Goiás 2 o Período - Redes de Computadores Sumário 1 Introdução ao LDAP 2 3 4 Introdução ao LDAP Estruturas de

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

Disciplina: Serviços de Redes Microsoft. Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br

Disciplina: Serviços de Redes Microsoft. Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Conteúdo Funções de Serviços de Redes (Windows Server Todas versões) Comparativo de recursos do Windows

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04 Prof. André Lucio Competências da aula 3 Servidor de DHCP. Servidor de Arquivos. Servidor de Impressão. Aula 04 CONCEITOS

Leia mais

Gerência de Redes. Arquitetura de Gerenciamento. filipe.raulino@ifrn.edu.br

Gerência de Redes. Arquitetura de Gerenciamento. filipe.raulino@ifrn.edu.br Gerência de Redes Arquitetura de Gerenciamento filipe.raulino@ifrn.edu.br Sistema de Gerência Conjunto de ferramentas integradas para o monitoramento e controle. Possui uma interface única e que traz informações

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Serviços de Rede Prof: Jéferson Mendonça de Limas Ementa Configuração de Serviços de Redes; Servidor Web; Servidor de Arquivos; Domínios; Servidor de Banco de Dados; SSH; SFTP;

Leia mais

Rede Segura - UNIVATES Centro Universitário UNIVATES Lajeado RS

Rede Segura - UNIVATES Centro Universitário UNIVATES Lajeado RS Rede Segura - UNIVATES Centro Universitário UNIVATES Lajeado RS Luis Antônio Schneiders A UNIVATES Laboratórios, museus e salas especiais: 107 Número de alunos: Graduação: 7.398 Técnicos: 872 Extensão:

Leia mais

Administração dos serviços de redes utilizando linux

Administração dos serviços de redes utilizando linux Administração dos serviços de redes utilizando linux Joao Medeiros joao.fatern@gmail.com Objetivo Apresentar uma visão geral sobre os principais serviços de redes e a instalação e configuração de um servidor

Leia mais

LPI nível 2: aula 14

LPI nível 2: aula 14 Décima quarta aula da preparação LPIC-2 TUTORIAL LPI nível 2: aula 14 Autenticação remota com os sistemas LDAP e PAM. Tópico 210: Administração de clientes da rede (continuação) 2.210.3 Configuração de

Leia mais

Caso de Sucesso. Solução de Correio Eletrónico CCDR LVT

Caso de Sucesso. Solução de Correio Eletrónico CCDR LVT Caso de Sucesso Solução de Correio Eletrónico CCDR LVT AGENDA O Serviço de Correio Eletrónico na CCDR-LVT Mail Relay e Filtragem/Ligação à Internet O Serviço de Mail na LAN Administração da solução pela

Leia mais

Alta disponibilidade em servidores GNU/Linux

Alta disponibilidade em servidores GNU/Linux Universidade Federal da Bahia Departamento de Ciência da Computação Curso de extensão em Administração de Serviços GNU/Linux Alta disponibilidade em servidores GNU/Linux Italo Valcy italo@dcc.ufba.br Aspectos

Leia mais

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Windows Server 2012 Virtualização Hyper-v Firewall Pfsense C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on 2 Sumário 1 Conteúdo Windows 2012... 3 2 Conteúdo Virtualização...

Leia mais

Network Services Location Manager. Guia para os administradores de rede

Network Services Location Manager. Guia para os administradores de rede apple Network Services Location Manager Guia para os administradores de rede Este documento descreve o software Network Services Location (NSL) Manager e fornece informações sobre como configurar uma

Leia mais

Preservação de documentos digitais públicos

Preservação de documentos digitais públicos Preservação de documentos digitais públicos Humberto Celeste Innarelli Profissional de Tecnologia da Informação e Comunicação do Arquivo Edgard Leuenroth do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Comunicação coletiva Modelo Peer-to-Peer Slide 6 Nielsen C. Damasceno Introdução Os modelos anteriores eram realizado entre duas partes: Cliente e Servidor. Com RPC e RMI não é possível

Leia mais