Plano de Marketing da Rede ComSol

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Plano de Marketing da Rede ComSol"

Transcrição

1 Plano de Marketing

2

3 PLANO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING UNIÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E ENSINO UBEE INSTITUTO MARISTA DE SOLIDARIEDADE IMS Diretor Presidente Wellington Mousinho de Medeiros Diretor Vice Presidente Ir. José de Assis Elias de Brito Ecônomo Provincial Ir. Humberto Lima Gondim Diretores Conselheiros: Ir. Ataide José de Lima Ir. Alexandre Lucena Lôbo Ir. José de Assis Elias de Brito Ir. José Wagner Rodrigues da Cruz Superintendente de Organismos Provinciais Ir. James Pinheiro Superintendente de Operações Centrais: Artur Nappo Dalla Libera Superintendente Socioeducacional: Dilma Alves Rodrigues Plano de Marketing da Rede ComSol Superintendente de Desenvolvimento de Novos Negócios Manuella Suassuna Gerente Social: Claudia Laureth Faquinote Direção IMS: Shirlei A. A. Silva Equipe pela elaboração, redação, diagramação e revisão: Aline Matos Rizoneide Souza Amorim Webert da Cruz Brasília/DF Dezembro de 2014 Instituto Marista de Solidariedade

4 SUMÁRIO Apresentação 2. Diagnóstico - cenário atual da Economia Solidária e dos Pontos Fixos de Comercialização Solidária 3. Objetivos do Plano de Comunicação e Marketing da Rede ComSol 4. Públicos Estratégicos da Rede ComSol Estratégias de Comunicação e Marketing para a Rede ComSol 6. Ações táticas para a Comunicação da Rede ComSol 7

5 Para a elaboração deste plano de comunicação, foi realizada uma pesquisa detalhada sobre o significado do termo Economia Solidária. Considerou-se a trajetória do movimento social, suas características, a maneira como é divulgada e de como é percebida pelo público, suas variáveis, e o que a define e a torna APRESENTAÇÃO diferente. O objetivo deste plano é criar e promover uma cultura que deve trazer um diferencial na economia e na forma de comercializar os produtos, cujo significado, amplia o sentido de produção e consumo. Além disso, é uma forma de fortalecer e conscientizar as pessoas para os atributos que estão intrínsecos na comercialização destes produtos da Economia Solidária. 9

6 A proposta foi apresentada, inicialmente, para o Conselho Gestor da Rede de Comercialização Solidária Rede ComSol, e posteriormente, para o grupo de empreendimentos que aderiram ao projeto. Acreditamos que, com este trabalho, boa parte dos desafios para a comercialização está direcionada às ações que busquem a eficácia da comunicação ao seu público alvo e promovam um intercâmbio entre as pessoas. O sucesso do plano e das ações propostas depende muito do envolvimento e empenho de todos da Rede ComSol, e para tanto, é imprescindível ampliar o conhecimento deste trabalho na perspectiva de que os envolvidos, neste trabalho, possam estreitar a relação com os parceiros que promovam o movimento em todos os cantos do Brasil. Atenciosamente, Equipe IMS 10

7 A Economia Solidária atua em todo o país, contempla todas as regiões brasileiras, desenvolve projetos nas áreas rurais e urbanas e os seus produtos e serviços são comercializados em pontos fixos de comercialização solidária, cada um respeitando a cultura de cada localidade onde estão inseridos. É um 2. Diagnóstico do Cenário Atual da Economia Solidária e dos Pontos Fixos de Comercialização Solidária jeito diferente de produzir, comprar, trocar, vender, financiar, educar e consumir produtos. A Economia Solidária é uma estratégia de desenvolvimento sustentável que considera todas as dimensões (econômica, social, cultural, ambiental e política). Promove uma transformação nas condições de vida da sociedade inserindo o cidadão num contexto positivo. Assegura o bem viver. O que move a Economia Solidária é o desejo que, a riqueza produzida no trabalho, seja partilhada e que promova uma melhor qualidade de vida para todas as pessoas. 13

8 Áreas de Atuação dos EES nos Pontos Fixos de Comercialização Solidária da Rede ComSol Rural e urbano. Rede de Consumo; Rede de Crédito ou Finanças Solidárias; Rede ou Organização de Comércio Justo e Solidário; Cadeia Produtiva Solidária. Forma de Organização dos EES nos Pontos Fixos de Comercialização Solidária da Rede ComSol Classificação dos Produtos dos EES nos Pontos Fixos de Comercialização Solidária da Rede ComSol Grupo Informal; Cooperativas; Associações; Sociedade Mercantil. Participação dos EES nos Pontos Fixos de Comercialização Solidária da Rede ComSol Agrícolas (Alimentos); Têxtil; Artesanato; Recicláveis; Outros - mais pulverizados (higiene, bebidas, objetos de uso doméstico, entre outros). Rede de Produção; Rede de Comercialização; 14 15

9 Modalidade de Pontos Fixos Comercialização Solidária da Rede ComSol Feiras permanentes (semanais e mensais); Lojas bodegas, empórios, armazéns, quiosques, trailer, entre outros; Centrais/Centros Públicos de Economia Solidária. Abrangência da Rede ComSol Composto na sua maioria por mulheres, 40 a 59 anos, que não conhecem a Economia Solidária; Classe Social B/C/D; Consideram os produtos bons, preço bom e até às vezes mais baixo que os concorrentes. Os Preços praticados nos Pontos Fixos de Comercialização Solidária da Rede ComSol 27 Unidades da Federação Brasileira; Atualmente é composto por 140 pontos fixos de comercialização em 25 Estados e mais o Distrito Federal. Perfil dos Consumidores dos Produtos e Serviços nos Pontos Fixos de Comercialização Solidária da Rede ComSol São definidos pelas/os produtoras/es, com valores praticados no mercado, mas, muitas vezes, chegam a ser mais caros do que os dos seus concorrentes; No caso de produtos agrícolas, existe a fidelidade ao produto e a boa aceitação; As formas de pagamentos praticados são cartão de crédito, dinheiro em espécie, cheque, troca de produtos. Turistas em trânsito nas cidades ou moradores que estão próximos dos pontos fixos de comercialização solidária; 16 17

10 A Concorrência dos Pontos Fixos de Comercialização Solidária da Rede ComSol Supermercados Hipermercados de Bairros (produtos alimentício-orgânicos); Feiras convencionais; Próprios Produtores; Lojas de Artesanato; Produtos fabricados na China; Shopping Centers. Aspectos Positivos e Negativos dos Pontos Fixos de Comercialização Solidária da Rede ComSol Pontos Positivos Produtos diferenciados (agroecológicos, eco sociais, sustentáveis, artesanais); No caso das feiras, estas já são consideradas nas comunidades como tradição cultural ponto de encontro das pessoas. Pontos Negativos A sociedade não conhece a Economia Solidária; Os pontos fixos de comercialização são poucos divulgados e não são conhecidos como espaços de Economia Solidária; Muitos produtos precisam melhorar a qualidade; Os produtos não tem programação visual que os identifiquem e criem uma identidade com a Economia Solidária; Ponto de instabilidade espaços cedidos pelo Governo podem ser retirados a qualquer momento. Estão localizados, na sua maioria, em regiões de fácil acesso; Diversidade de produtos; Preços praticados são acessíveis; 18 19

11 Objetivo Geral Criar um valor social para a Economia Solidária. Mostrar a importância 3. Objetivos do Plano de Comunicação e Marketing da Rede Comsol deste movimento para o Brasil e como o cidadão comum é corresponsável criando um sentido de pertencimento na construção de uma vida melhor para todos os brasileiros. (Posicionamento) Objetivos Específicos Fortalecer a imagem do Movimento de Economia Solidária; Fortalecer a comunicação interna da Rede ComSol; Dar visibilidade as ações e produtos da Economia Solidária e da Rede ComSol. 21

12 O Plano de Comunicação e Marketing da Rede ComSol abordará os públicos internos e externos dos pontos fixos de comercialização solidária. Público Interno dos Pontos Fixos de Comercialização Solidária Perfil participantes dos empreendimentos econômicos solidários EES que integram os pontos fixos de comercialização solidária. As ações de 4. Públicos Estratégicos da Rede ComSol comunicação e marketing, junto a este público, objetivam: Sensibilizar e Educar acerca da Economia Solidária, bem como sobre a Rede ComSol; Mobilizar os participantes para maior envolvimento no ponto fixo e na Rede ComSol; Criar identidade como integrante da Economia Solidária, do ponto fixo de comercialização solidária e da Rede ComSol. 23

13 Público Externo dos Pontos Fixos de Comercialização Solidária Posicionamento para o público externo: Perfil o público geral, em especial, consumidores e moradores das cidades onde se localizam os pontos fixos de comercialização solidária integrantes da Rede ComSol. O objetivo é criar uma identidade para o público externo, reconhecer o movimento da Economia Solidária e as estratégias de comercialização da Rede ComSol. Portanto, definir um posicionamento e saber onde e de que forma pretende-se atuar e principalmente para quem. As ações de marketing e comunicação junto, à sociedade em geral, objetivam também: Sensibilizar e Educar consumidores, parceiros e a sociedade em geral sobre o significado da Economia Solidária; Conscientizar sobre o Consumo Responsável; Divulgar a Economia Solidária e a Rede ComSol

14 Diante do cenário atual da Economia Solidária, há um problema de 5. Estratégias de Comunicação e Marketing para a Rede ComSol comunicação a ser resolvido, numa primeira etapa, que é direcionado ao público em geral. A sociedade não compreende com propriedade a Economia Solidária e possuem pouco conhecimento sobre os produtos que são comercializados e suas características. Para solucionar esta questão, é preciso reforçar a comunicação, no que tange os valores e os princípios da Economia Solidária; as oportunidades de agregar relevância aos produtos e serviços e apresentar um posicionamento afirmativo da Economia Solidária. 27

15 Os Valores da Economia Solidária na Comunicação da Rede ComSol Agregar Valor a partir dos Biomas na Comunicação da Rede ComSol Desenvolvimento e Valorização Humana; Solidariedade; Democracia; Cooperação; Preservação Ambiental; Autogestão gestão democrática. Oportunidade de Negócio Nichos para Comunicação da Rede ComSol Valorização do Trabalho Humano; Agroecologia; Etnias; Cultura Local; Mulher; Trabalho Cooperado; Produtos da Floresta; Produtos do Cerrado; Produtos da Caatinga; Produtos da Mata-atlântica; Produtos dos Pampas; Produtos do Pantanal; Produtos Litorâneos. Posicionamento afirmativo da Economia Solidária na Comunicação da Rede ComSol Nós valorizamos o que é do Brasil ; Nós valorizamos o trabalho coletivo ; Mãos que fazem ; Mãos que cuidam ; Produtos Artesanais

16 Mãos que preservam ; Mãos que tecem juntas ; Marca ComSol Nós fazemos a diferença. Marca Construção de marca e logomarca que identifiquem e padronizem todos os pontos de comercialização solidária na Comunicação da Rede ComSol. Os pontos fixos de comercialização solidária da Rede ComSol devem ser lojas conceito ou seja, uma embalagem para apresentar a identidade da Comercialização Solidária e da Rede ComSol com uma cor que seja comum nas fachadas para criar uma identidade visual unificada e forte

17 6.1 Fortalecimento da Marca Justificativa: Unificar e criar uma identidade única para a Rede, pois, a marca e a identidade de uma instituição, são de grande importância. Em específico, no caso 6. Ações táticas para a Comunicação da Rede ComSol da Rede, fazer a associação com a marca dos empreendimentos irá trazer maior valor agregado aos produtos comercializados. Objetivo: Integrar os pontos comerciais e promover o sentido de pertencimento dos empreendimentos à Rede ComSol; Buscar uma unidade na identidade visual da Rede e dos participantes. 33

18 Ações Estratégicas: Propor um Kit com Camiseta, colete, avental, toalha para mesas, folheto, cartaz, banner, adesivo, sacolas, contendo a logo e o slogan. Garantir que todo Ponto Comercial tenha, na sua fachada e interior do empreendimento, o selo da Rede Comsol com fácil visualização, para percepção do público externo, assim como em todo o material publicitário que será desenvolvido; Criar uma padronização na comunicação visual, para que identifique nos produtos comercializados o selo da Rede, deverá ser colocados tag s (etiquetas) com o selo ComSol, utilizar flyers (banners) ou cartazes com a logo no interior das lojas. Nos Pontos Fixos: Os produtos devem ter uma etiqueta contando a origem do produto e valorizar a EcoSol; Displays contando as estórias dos empreendimentos e/ou origem dos produtos; Público-Alvo: Empreendimentos participantes da Rede ComSol. 6.2 Posicionamento Justificativa: É preciso fortalecer a imagem do movimento de Economia Solidária por meio da divulgação dos seus produtos e dos pontos fixos de comercialização solidária da Rede ComSol através da unificação da logomarca nos Pontos de Comercialização, apresentando a Rede e o seu conceito ao público externo. Objetivo: Criar um Circuito da Rede mapa com lojas mais perto do cidadão; Desenvolver programação visual para as lojas, com identificação padronizada, utilizando o Selo Aqui tem ComSol ; Comunicar o seu posicionamento por meio de Ações de Marketing e Comunicação

19 Público-Alvo: Público em geral Articulação: Buscar parcerias para desenvolver projetos comerciais juntos, convênios, divulgar os pontos de comercialização em Aeroportos, táxis, ônibus, secretarias de turismo municipais; Buscar parceiros para exposição dos produtos Universidades, escolas, pontos de grande circulação, distribuidores que se interessam pelo tema multiplicadores; Para fortalecimento da Rede é importante à divulgação de todos os endereços dentro dos Pontos fixos também. 6.3 Comunicação Interna Justificativa: Desenvolver ações para que se estabeleça uma integração entre os pontos comerciais da Rede, facilitando a interlocução dos parceiros e promover o intercâmbio de saberes. Motivar o público interno para o conhecimento do conceito da Economia Solidária e do pertencimento a uma rede de comercialização. Objetivo: Fortalecimento da Rede e ampliação dos modelos de gestão que sejam eficazes e tragam resultados na comercialização e que possam ser referências dentro da Rede. Democratização das informações. Ações Estratégicas: Promoções de eventos nacionais e estaduais para a integração dos pontos 36 37

20 comerciais que desenvolvem a mesma temática comercialmente e exposição de modelos de gestão eficazes; Criação de canais de comunicação interna como salas de encontro virtual no site oficial, publicações impressas e on line (boletins, mala-direta contendo informações do andamento dos projetos da Rede) para uniformização das informações e desenvolvimento de conteúdo voltado para a facilitação da compreensão e encaminhamento das demandas da Rede; Promoção de Cursos de formação e aperfeiçoamento de técnicas de comercialização, marketing e media training (treinamento de mídia); Promover o intercâmbio entre os pontos comerciais para conhecimento de técnicas de comercialização e gestão, assim como para estabelecer parcerias de negócios. Público Alvo: Primário: Pessoas que compõem os empreendimentos comerciais da Rede ComSol. 6.4 Redes Sociais (twitter, facebook, youtube, blog entre outros) Justificativa: Para disseminar a informação de forma mais abrangente e rápida e com um poder de resposta imediato é importante utilizar a ferramenta mais eficaz e de baixo custo como a internet e os meios de comunicação online. Objetivo: Criar um site para a Rede ou utilizar o Cirandas, com destaque para matérias, notícias, vídeos. Importante destacar depoimentos, documentários e testemunhais. O conteúdo deve ser informativo, com tom mais realista, com o objetivo de apresentar as pessoas que estão no movimento e o conceito da Economia Solidária

21 Ações Estratégicas: Apresentar a Economia Solidária. Mostrar como são feitos os produtos, como é a vida destas pessoas, suas estórias e os seus cotidianos; Divulgar as ações do movimento, como forma de publicizar e promover as boas práticas de Solidariedade, trazer casos curiosos, contar as estórias de pessoas que participam da rede (espécie de gente que faz ) mostrando a vida real das pessoas e trazer para a realidade do público consumidor, fazendo esta aproximação; Promover o site com novidades sobre os temas abordados. São pílulas de comunicação que mantem o público informado e ligado no que está acontecendo nos outros meios. O Facebook da rede será uma extensão do site, com ações mais diretas; Divulgar fotos dos pontos fixos, dos produtos e novidades sobre a Economia Solidária, valorizando hábitos saudáveis publicar dicas, matérias e vídeos relacionados á temática; Trazer inovações para despertar o interesse do público pela temática, buscar sociedade para provocar um debate sobre estas questões de comércio justo; Divulgar o Blog nas redes sociais, e em outros blogs da mesma temática Valorizar hábitos saudáveis publicar dicas, matérias e vídeos. Público Alvo: Público em geral que se envolvam com a temática do bem viver. 6.5 Assessoria de Imprensa Justificativa: Maior aproximação com os Editores da mídia impressa e eletrônica e provocar uma exposição das informações sobre as ações da Rede ComSol de maneira mais aprofundada. Objetivo: Mobilizar os formadores de opinião para divulgar as pautas da Rede ComSol. o que está sendo feito no Brasil e no mundo, convocar a participação da 40 41

22 Ações estratégicas: Público-Alvo: Convites para conhecer os principais projetos nas regiões do Brasil; Provocar entrevistas para direção do IMS, SENAES/MTE, FBES e Assessores que desenvolvem o trabalho na ponta, assim como pessoas do Conselho Gestor da Rede ComSol e dos pontos fixos de comercialização solidária e integrantes da Rede; Pautar a mídia. Evento com a mídia para divulgação do Movimento da Economia Solidária e apresentação dos produtos; Desenvolver um documentário para colocar na mídia televisiva, buscar parcerias, com EBC, Rede Vida, outros, para viabilizar; Pode-se criar um programa independente de TV semelhante ao Gente que faz, como forma de incentivar e mostrar como pequenas ações modificam uma sociedade, transformam vidas, colocar no site e redes sociais; Criar um canal no site - TV Rede ComSol. Primário Jornalistas/Formadores de Opinião; Secundário Público em geral. 6.6 Ferramentas de Publicidade (materiais promocionais e campanhas) Justificativa: Desenvolver um planejamento de promoção de campanhas publicitárias em parcerias com as mídias locais e outros parceiros para divulgação de ações pontuais de acordo com o calendário promocional. Objetivo: Expor materiais publicitários e promocionais nos pontos fixos, para apoio na divulgação como: cartazes, banners, displays, folders, folhetos, brindes e maior exposição da Rede para o público-alvo. Envolver e motivar o público interno na promoção dos produtos para comercialização

23 Ações Estratégicas: Canais de Mídia: Criar eventos pontuais para promoções das datas, trazer convidados e pessoas que são referências no segmento para promover atividades nos Pontos Fixos e desenvolver ações promocionais; Desenvolver peças publicitárias para veiculação em TV, Rádio, Jornal impresso e eletrônico e para sites estratégicos. Ações Promocionais: Definição de um Calendário do Comércio Justo e Solidário para ser trabalhado nos Pontos Fixos: Exposição dos produtos em eventos estratégicos, como: feiras, festivais, festas, outros; Ações Itinerantes - Utilizar teatros mambembes / ações com comunicadores de 1. Dia do Meio Ambiente; 2. Dia do Índio; 3. Dia da Água; 4. Dia da Mulher; 5. Dia do Artesão; rádio nas cidades, apoio de parceiros para divulgação dos Pontos Comerciais. Público-Alvo: Público Primário Público consumidor em geral. 6. Dia da Terra; 7. Dia da Economia Solidária; 8. Dia da Consciência Negra

24

25 Parceria Realização SDS - Bloco F, nº 27 - Conjunto Baracat - Salas 113, 114 e 115 Asa Sul - Brasília/DF CEP: Telefax: ims.org.br facebook.com/ims.marista

1. Apresentação. 2. Pontos Fixos de Comercialização Solidária

1. Apresentação. 2. Pontos Fixos de Comercialização Solidária Edital de Seleção de Pontos Fixos de Comercialização Solidária Candidatos para Participar da Rede Brasileira de Comercialização Solidária - Rede Comsol (Edital - Ubee/Ims N. 01/2014) 1. Apresentação A

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS ECONOMICOS SOLIDÁRIOS (EES) CANDIDATOS A HABILITAÇÃO AO SISTEMA NACIONAL DE COMÉRCIO JUSTO E SOLIDÁRIO - SNCJS

EDITAL DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS ECONOMICOS SOLIDÁRIOS (EES) CANDIDATOS A HABILITAÇÃO AO SISTEMA NACIONAL DE COMÉRCIO JUSTO E SOLIDÁRIO - SNCJS 1. Apresentação União Brasileira de Educação e Ensino UBEE EDITAL DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS ECONOMICOS SOLIDÁRIOS (EES) CANDIDATOS A HABILITAÇÃO AO SISTEMA NACIONAL DE COMÉRCIO JUSTO E SOLIDÁRIO -

Leia mais

EDITAL Nº 003/2009. Quadro de vagas. semanal ASC-01 Analista Social - Comercialização 01 44h R$3.949,69

EDITAL Nº 003/2009. Quadro de vagas. semanal ASC-01 Analista Social - Comercialização 01 44h R$3.949,69 EDITAL Nº 003/2009 O Presidente da UNIÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E ENSINO UBEE, por meio do Diretor do Instituto Marista de Solidariedade IMS, torna público a abertura de inscrições para contratação de

Leia mais

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA Introdução É importante ressaltar que um plano de comunicação tem a finalidade de tornar conhecida

Leia mais

Programa de Comunicação Interna e Externa

Programa de Comunicação Interna e Externa Programa de Comunicação Interna e Externa Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Comunicação Interna e Externa das Faculdades Integradas Ipitanga FACIIP pretende orientar a execução

Leia mais

SELEÇÃO DE PROJETOS. Feiras de Economia Solidária no Brasil. Brasília/DF, Maio de 2009 SENAES/MTE - UBEE/IMS N. 01/2009

SELEÇÃO DE PROJETOS. Feiras de Economia Solidária no Brasil. Brasília/DF, Maio de 2009 SENAES/MTE - UBEE/IMS N. 01/2009 SELEÇÃO DE PROJETOS Feiras de Economia Solidária no Brasil Brasília/DF, Maio de 2009 SELEÇÃO DE PROJETOS FEIRAS INTERNACIONAIS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA - UBEE/IMS N. 01/2009 1. APRESENTAÇÃO A União Brasileira

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada 4 1 Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas com os seus públicos de relacionamento,

Leia mais

18 de Maio. Denuncie. Faça sua parte! Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

18 de Maio. Denuncie. Faça sua parte! Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes 18 de Maio Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES. Denuncie. Faça sua parte! Ficha Técnica União Norte Brasileira

Leia mais

A empresa não é uma ilha

A empresa não é uma ilha A empresa não é uma ilha Relacionamento implica em comunicação. A empresa com as rédeas da sua comunicação. Comunicação social tem ferramentas que ajudam na construção de empresas de alta performance.

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

cidade, envolvemos os cidadãos nas questões que afetam a vida de todos nós. Incentivamos a não

cidade, envolvemos os cidadãos nas questões que afetam a vida de todos nós. Incentivamos a não Eu pratico, e você? APRESENTAÇÃO Desde 2009, a RÁDIO ITATIAIA realiza, em parceria com empresas, um importante convite à sociedade mineira. Mais do que um projeto, o PRATIQUE GENTILEZA é uma convocação

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada 5 1. Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas

Leia mais

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA 1. Plano de Comunicação interna 1.1 Aspectos estruturantes 1.1.1 Objetivo O objetivo maior do plano de comunicação interna é fortalecer a gestão do Programa Arpa, a coesão entre parceiros e agentes diretamente

Leia mais

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012 GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY Oficina de Planejamento 2010-2012 Paraty, agosto de 2010 Objetivo da oficina Elaborar o Direcionamento Estratégico da Gastronomia Sustentável de Paraty para os próximos

Leia mais

OFERTA DE CONSULTORIAS TÉCNICAS E DE GESTÃO PARA NEGÓCIOS

OFERTA DE CONSULTORIAS TÉCNICAS E DE GESTÃO PARA NEGÓCIOS OFERTA DE CONSULTORIAS TÉCNICAS E DE GESTÃO PARA NEGÓCIOS A Universidade do Estado do Pará (UEPA) através da (RITU) com apoio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), disponibiliza ao

Leia mais

planejamento de comunicação 2011 1. INFORMAÇÕES DA ORGANIZAÇÃO

planejamento de comunicação 2011 1. INFORMAÇÕES DA ORGANIZAÇÃO 1. INFORMAÇÕES DA ORGANIZAÇÃO 1 Nome da Organização: Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé 2 Data da Fundação: 15 de novembro de 1992 3 Localização: R. D. Pedro II 1892, sala 7 - Bairro Nossa Sra.

Leia mais

Vamos, juntos. Equipe de Atendimento.

Vamos, juntos. Equipe de Atendimento. Vamos, juntos Somos agência de publicidade e consultoria em marketing digital com a missão de atender as necessidades de comunicação da sua empresa, com serviços que abrangem desde campanhas integradas

Leia mais

ORIENTAÇÕES E METODOLOGIA PARA REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS LIVRES DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

ORIENTAÇÕES E METODOLOGIA PARA REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS LIVRES DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ORIENTAÇÕES E METODOLOGIA PARA REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS LIVRES DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE 1 Ficha Técnica União Norte Brasileira de Educação e Cultura - UNBEC Ir. Wellington Mousinho de

Leia mais

MODELO DE TRABALHO SOLUTIONMAISCOM PRIME. PACOTES DE SERVIÇOS EXCLUSIVOS PARA TODAS AS ÁREAS DA COMUNICAÇÃO.

MODELO DE TRABALHO SOLUTIONMAISCOM PRIME. PACOTES DE SERVIÇOS EXCLUSIVOS PARA TODAS AS ÁREAS DA COMUNICAÇÃO. PRIME MODELO DE TRABALHO SOLUTIONMAISCOM PRIME. PACOTES DE SERVIÇOS EXCLUSIVOS PARA TODAS AS ÁREAS DA COMUNICAÇÃO. A Fusão O resultado da fusão entre as agências Solution e Maiscom é a SolutionMaiscom

Leia mais

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 A proposta de plano de comunicação elaborada pela Coordenação- Geral de Comunicação e Editoração

Leia mais

PROJETO SHOPPINGS CENTERS

PROJETO SHOPPINGS CENTERS Seu Lixo é um Luxo PROJETO SHOPPINGS CENTERS O lixo é um conceito que deveria ser aplicado apenas ao dejeto que realmente não se consegue dar uma destinação correta, que é representado por 5% do que uma

Leia mais

Ministério do Turismo. Ministério do Meio Ambiente

Ministério do Turismo. Ministério do Meio Ambiente do A Campanha Passaporte Verde é uma iniciativa global que visa estimular o turista a adotar uma atitude de consumo responsável, mostrando de que forma suas escolhas podem contribuir para a conservação

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 O SESI/SENAI - PR, torna pública a RETIFICAÇÃO referente ao Edital de CREDENCIAMENTO N.º 502/2009, conforme segue: Fica Incluído no ANEXO III - ÁREAS

Leia mais

PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO

PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO pacotes fee prime PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOLUTIONMAISCOM PLAN PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO A SolutionMaiscom utiliza metodologia de planejamento exclusiva que será customizada de acordo com a necessidade

Leia mais

O design no comércio

O design no comércio O design no comércio SUMÁRIO O que é Comércio Alguns segmentos do Comércio Design no E-commerce Design no Comércio atacadista Design no Comércio de outlets Design no Shopping center Design no Minimercado

Leia mais

RELATÓRIO DE BOAS PRÁTICAS NOME DA AÇÃO HISTÓRICO DA AÇÃO. Somos o Projeto Ludimídia Laboratório de Arte, Mídia e Educação.

RELATÓRIO DE BOAS PRÁTICAS NOME DA AÇÃO HISTÓRICO DA AÇÃO. Somos o Projeto Ludimídia Laboratório de Arte, Mídia e Educação. RELATÓRIO DE BOAS PRÁTICAS NOME DA AÇÃO Ludimídia Laboratório de Arte, Mídia e Educação HISTÓRICO DA AÇÃO Somos o Projeto Ludimídia Laboratório de Arte, Mídia e Educação. Trabalhamos com experimentação,

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Conselho Gestor da Rede ComSol Andrea Pessoa - CE Begair Flores - Feirão Colonial - RS Carolina Nobrega Bessa - DF Claurinda de Oliveira Frazillo - MS Cleoneide Costa da Silva

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil Após um mais de ano de trabalho e experiências adquiridas a CRIC apresenta à diretoria regional as diretrizes que regem

Leia mais

CONCEITO Operação Reciclar Operação Reciclar

CONCEITO Operação Reciclar Operação Reciclar CONCEITO A Operação Reciclar é uma ação educativa que reúne representantes da cadeia produtiva e entidades setoriais para divulgar informações sobre a importância do plástico, suas contribuições para a

Leia mais

Produto da Divisão Marketing

Produto da Divisão Marketing Marketing para o Terceiro Setor Produto da Divisão Marketing OBJETIVO Dispor ao mercado de entidades relacionadas ao Terceiro Setor, um leque de atividades relacionados ao marketing e comunicação voltados

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK

PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK - Equipe de Comunicação Multimídia e Relações Públicas: Márcio Lobato Nayanne Pacheco 1. - OBJETIVO: A presente proposta objetiva estruturar

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 045/2015

PROCESSO SELETIVO Nº 045/2015 PROCESSO SELETIVO Nº 045/2015 REDE NACIONAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA E FEMINISTA A GUAYÍ, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, sediada na Rua José do Patrocínio 611, Bairro Cidade Baixa, Porto

Leia mais

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1.1 APRESENTAÇÃO O Plano de Comunicação e Participação Social subsidiará a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, criando as bases para

Leia mais

Edição e Lançamento do Livro Fazendo Quitutes II. Porque Patrocinar?

Edição e Lançamento do Livro Fazendo Quitutes II. Porque Patrocinar? Edição e Lançamento do Livro Fazendo Quitutes II Porque Patrocinar? O principal resultado para a empresa financiadora em investir num projeto de cunho social, é o fortalecimento da sua imagem junto aos

Leia mais

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br Desde 2008 Mídia Kit 2015 encontrasãopaulo www.encontrasaopaulo.com.br Introdução O Mídia Kit 2015 do guia online Encontra São Paulo tem o objetivo de contextualizar a atuação do site no segmento de buscas

Leia mais

Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário. O que é e para quem é o Comércio Justo e Solidário?

Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário. O que é e para quem é o Comércio Justo e Solidário? Documento base sobre Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário Este é um documento que objetiva apresentar a proposta do Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário, sua importância, benefícios

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

PLATAFORMA DE COMUNICAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE

PLATAFORMA DE COMUNICAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE PLATAFORMA DE COMUNICAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE EcoD A SUA PLATAFORMA DE COMUNICAÇÃO EM SUSTENTABILIDADE IDEAL......para o seu cliente....para sua campanha....para os seus parceiros....para o seu dia

Leia mais

com seu consumidores e seu fornecedores. Trazemos para aqui 40 dicas que vão ajudar no amadurecimento, crescimento e no sucesso da sua loja.

com seu consumidores e seu fornecedores. Trazemos para aqui 40 dicas que vão ajudar no amadurecimento, crescimento e no sucesso da sua loja. Com a consolidação do comércio eletrônico no Brasil e mundo, fica cada vez mais claro e a necessidade de estar participando, e mais a oportunidade de poder aumentar suas vendas. Mas é claro que para entrar

Leia mais

Rio de Janeiro Avenida General Justo, 307 CEP: 20021-130 Rio de Janeiro PABX (21) 3804-9200 E-mail: cncrj@cnc.com.br

Rio de Janeiro Avenida General Justo, 307 CEP: 20021-130 Rio de Janeiro PABX (21) 3804-9200 E-mail: cncrj@cnc.com.br Rio de Janeiro 2011 2010 Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo Qualquer parte desta publicação pode ser reproduzida, desde que citada a fonte. Confederação Nacional do Comércio

Leia mais

Entre esses eventos, destacam-se, recentemente:

Entre esses eventos, destacam-se, recentemente: Resumo Com a criação do Ministério do Turismo em 2003, o Brasil passa a ter, pela primeira vez em sua história, um ministério voltado exclusivamente para a atividade turística. A partir de então a Embratur

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

O Mercado como instrumento de conservação da Mata Atlântica. Consumo Responsável, Compromisso com a Vida!

O Mercado como instrumento de conservação da Mata Atlântica. Consumo Responsável, Compromisso com a Vida! Mercado Mata Atlântica Reserva da Biosfera da Mata Atlântica O Mercado como instrumento de conservação da Mata Atlântica Consumo Responsável, Compromisso com a Vida! Apresentação O Programa "Mercado Mata

Leia mais

V Plenária Nacional de Economia Solidária

V Plenária Nacional de Economia Solidária V Plenária Nacional de Economia Solidária Relatório para Plenárias Locais e Estadual de Economia Solidária Escreva abaixo de cada tópico. Nome da Atividade V Plenária de Economia Solidária do Estado da

Leia mais

DA PARAÍBA EM EXCELÊNCIA DA GESTÃO

DA PARAÍBA EM EXCELÊNCIA DA GESTÃO CONHEÇA O MAIOR EVENTO DA PARAÍBA EM EXCELÊNCIA DA GESTÃO GESTÃO Durante o evento também é realizado momentos de debate, visando disseminar as melhores práticas de gestão das empresas vencedoras dos Prêmios

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

V Ação Nacional FEBRAC Limpeza Ambiental 15 de setembro de 2012

V Ação Nacional FEBRAC Limpeza Ambiental 15 de setembro de 2012 V Ação Nacional FEBRAC Limpeza Ambiental 15 de setembro de 2012 Federação Nacional das Empresas de Serviços de Limpeza Ambiental (FEBRAC) Um dia de cidadania faz o mundo melhor Introdução Após analisar

Leia mais

Reunião do Comitê de Marketing 13 e 14 de janeiro de 2011

Reunião do Comitê de Marketing 13 e 14 de janeiro de 2011 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Reunião do Comitê de Marketing 13 e 14 de janeiro de 2011 Memória Presentes: membros do

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL FESTA CASA CLAUDIA EM MILÃO. Marketing publicitário - 17/11/2011

PROPOSTA COMERCIAL FESTA CASA CLAUDIA EM MILÃO. Marketing publicitário - 17/11/2011 PROPOSTA COMERCIAL FESTA CASA CLAUDIA EM MILÃO Marketing publicitário - 17/11/2011 Introdução Em 2011, a revista CASA CLAUDIA promoverá uma grande festa em Milão em parceria com o Brazil/SA. Esse projeto

Leia mais

O que é comunicação visual?

O que é comunicação visual? artesanato Boletim comunicação visual para o artesanato O que é comunicação visual? Esse meio de comunicação, muitas vezes, é melhor do que o escrito, principalmente quando se deseja utilizar a mensagem

Leia mais

Campanha Nacional 2013

Campanha Nacional 2013 Campanha Nacional 2013 Consumidor Positivo A Boa Vista tem compromisso com o desenvolvimento sustentável do mercado de crédito: consumidores e empresas do mesmo lado. Serviços disponíveis no Portal do

Leia mais

Sistema de Gerenciamento da Informação. Mais informação, mais conteúdo, em menos tempo. Mais negócios, mais sucesso profissional.

Sistema de Gerenciamento da Informação. Mais informação, mais conteúdo, em menos tempo. Mais negócios, mais sucesso profissional. Sistema de Gerenciamento da Informação Mais informação, mais conteúdo, em menos tempo. Mais negócios, mais sucesso profissional. O tempo sumiu-1 8 horas dormir; 8 horas trabalhar; 1,5 hora no trânsito;

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS RESOLUÇÃO Nº xx/xxxx CONSELHO UNIVERSITÁRIO EM dd de mês de aaaa Dispõe sobre a criação

Leia mais

MARKETING PROMOCIONAL X PROMOÇÃO DE VENDAS. Qual a diferença?

MARKETING PROMOCIONAL X PROMOÇÃO DE VENDAS. Qual a diferença? MARKETING PROMOCIONAL X PROMOÇÃO DE VENDAS Qual a diferença? Marketing promocional É uma ferramenta que se utiliza de várias outras para promover a promoção de vendas. Por exemplo: Marketing promocional

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira.

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 1 PROJETO SETORIAL INTEGRADO BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 2 Introdução O Ministério da Cultura, sugeriu a Fundação

Leia mais

Informativo Fundos Solidários nº 13

Informativo Fundos Solidários nº 13 Informativo Fundos Solidários nº 13 Em dezembro de 2014, em Recife, Pernambuco, foi realizado o 2º seminário de Educação Popular e Economia Solidária. Na ocasião, discutiu-se sobre temas relevantes para

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO, PROGRAMAÇÃO PARALELA E SERVIÇOS

PLANO DE COMUNICAÇÃO, PROGRAMAÇÃO PARALELA E SERVIÇOS PLANO DE COMUNICAÇÃO, PROGRAMAÇÃO PARALELA E SERVIÇOS Prezado Expositor, É com muita satisfação que apresentamos o plano de comunicação da primeira edição da JAPAN & ASIAN FOOD SHOW! Para chegar a este

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA 1. Concepções e diretrizes políticas para áreas; Quando falamos de economia solidária não estamos apenas falando de geração de trabalho e renda através de empreendimentos

Leia mais

CÁRITAS BRASILEIRA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO DE PROJETOS

CÁRITAS BRASILEIRA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO DE PROJETOS CÁRITAS BRASILEIRA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO DE PROJETOS APRESENTAÇÃO A Cáritas Brasileira é um organismo vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que possui a missão de Testemunhar

Leia mais

OFICINA DE REESTRUTURACÃO DA REABRI Data: 14 de Maio de 2010 UNIDAVI - Rio do Sul

OFICINA DE REESTRUTURACÃO DA REABRI Data: 14 de Maio de 2010 UNIDAVI - Rio do Sul OFICINA DE REESTRUTURACÃO DA REABRI Data: 14 de Maio de 2010 UNIDAVI - Rio do Sul Moderação: Graciane Regina Pereira e Katiuscia Wilhelm Kankerski 13h Apresentação dos objetivos e da metodologia de trabalho.

Leia mais

PNPCT Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais

PNPCT Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais Políticas Públicas PNPCT Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais A PNPCT reafirma a importância do conhecimento, da valorização e do respeito à diversidade

Leia mais

Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional

Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional de Comercialização Solidária constituída por empreendimentos econômicos comerciais feiras permanentes, lojas e centrais/centros públicos

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Política de Comunicação Institucional

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Política de Comunicação Institucional Política de Comunicação Institucional POLÍTICA PÚBLICA P DE COMUNICAÇÃO O homem é um ser social. O intercâmbio de suas experiências e de seus conhecimentos possibilitou que as pessoas se apropriassem dos

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PLANO DE COMUNICAÇÃO PARA O PROGRAMA TRABALHO SEGURO GESTÃO REGIONAL

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PLANO DE COMUNICAÇÃO PARA O PROGRAMA TRABALHO SEGURO GESTÃO REGIONAL TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PLANO DE COMUNICAÇÃO PARA O PROGRAMA TRABALHO SEGURO GESTÃO REGIONAL 1. JUSTIFICATIVA Desde que foi instituída em 2011, a gestão

Leia mais

POR UMA POLÍTICA PÚBLICA NACIONAL DE FORMAÇÃO EM ECONOMIA SOLIDÁRIA PPNFES

POR UMA POLÍTICA PÚBLICA NACIONAL DE FORMAÇÃO EM ECONOMIA SOLIDÁRIA PPNFES SECRETARIA NACIONAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA MTE/SENAES FÓRUM BRASILEIRO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA ENCONTRO NACIONAL DE FORMAÇÃO/EDUCAÇÃO EM ECONOMIA SOLIDÁRIA POR UMA POLÍTICA PÚBLICA NACIONAL DE FORMAÇÃO EM

Leia mais

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ANEXO 1 MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Este documento serve como base orientadora para a apresentação de propostas de Arranjos Produtivos Locais para enquadramento no

Leia mais

Prefeitura Municipal de Botucatu

Prefeitura Municipal de Botucatu I- Identificação: Projeto Empresa Solidária II- Apresentação : O Fundo Social de Solidariedade é um organismo da administração municipal, ligado ao gabinete do prefeito, que atua em diversos segmentos

Leia mais

Os serviços de Campanha Digital são oferecidos pelo Portal BRASIL POSTOS COMERCIO DE MAQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA ME. CNPJ : 08.242.

Os serviços de Campanha Digital são oferecidos pelo Portal BRASIL POSTOS COMERCIO DE MAQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA ME. CNPJ : 08.242. 1 2 Apresentação O Portal Brasil Postos é uma plataforma digital desenvolvida para a geração de negócios, relacionamento e informação para o segmento de postos de combustíveis, lubrificação e Lojas de

Leia mais

Ações de Educação Ambiental do INEA com foco em recursos hídricos. Gerência de Educação Ambiental (GEAM/DIGAT/INEA)

Ações de Educação Ambiental do INEA com foco em recursos hídricos. Gerência de Educação Ambiental (GEAM/DIGAT/INEA) Ações de Educação Ambiental do INEA com foco em recursos hídricos Gerência de Educação Ambiental (GEAM/DIGAT/INEA) Ações: Agenda Água na Escola (SEA); Cartilha de atividades de sensibilização, pesquisa

Leia mais

Centro Comunitário Vila Gaúcha. Projeto Experimental II

Centro Comunitário Vila Gaúcha. Projeto Experimental II Centro Comunitário Vila Gaúcha Projeto Experimental II Apresentação da Empresa O Centro Comunitário Vila Gaúcha presta atendimento regular em Educação Infantil, Serviço de Apoio Sócio Educativo, Trabalho

Leia mais

Objetivos desta apresentação

Objetivos desta apresentação Objetivos desta apresentação Compartilhar as ações planejadas, assim como as que estão em andamento; Solicitar o apoio e o envolvimento de toda a comunidade. Proposta da campanha Envolver toda a comunidade

Leia mais

Nosso universo. Combater o desperdício em prol da economia e da competitividade

Nosso universo. Combater o desperdício em prol da economia e da competitividade Nosso universo Combater o desperdício em prol da economia e da competitividade Este é o maior desafio da ABESCO que há 18 anos estimula o mercado a implantar soluções em eficiência energética que propiciem

Leia mais

Palavras Chave: Segurança, Transporte, Cliente, Modernidade, Agilidade.

Palavras Chave: Segurança, Transporte, Cliente, Modernidade, Agilidade. RESUMO A imagem de uma empresa de transporte é diretamente influenciada pelas condições do meio urbano. As grandes cidades e as regiões metropolitanas são as que mais sofrem com o trânsito, um dos principais

Leia mais

Propaganda. Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio

Propaganda. Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio A DIS Propaganda é uma agência de propaganda e marketing que há mais de 28 anos em atividade vem construindo as marcas de seus clientes. Propaganda O nosso

Leia mais

SERÁ UM ORGULHO TÊ-LO EM NOSSO TIME!!!

SERÁ UM ORGULHO TÊ-LO EM NOSSO TIME!!! A MVP é uma agência de Comunicação e Marketing Esportivo que atua de forma diferenciada no mercado, gerenciando a imagem de grandes atletas do esporte nacional desde 2006, passando pelos ciclos olímpicos

Leia mais

EDITAL PRÊMIO GUNGA IDENTIDADE E CULTURA

EDITAL PRÊMIO GUNGA IDENTIDADE E CULTURA EDITAL PRÊMIO GUNGA IDENTIDADE E CULTURA 1. APRESENTAÇÃO Com base nos valores da economia solidária e da cultura livre, o Estúdio Gunga empresa de comunicação focada na criação de sites, editoração gráfica,

Leia mais

Período de exposição e funcionamento dos Quiosques

Período de exposição e funcionamento dos Quiosques Chamamento Público para empreendimentos da agricultura familiar que tenham a intenção de participar dos Quiosques Brasil Orgânico e Sustentável durante os dias 11 a 27/06 em 10 cidades sedes da Copa de

Leia mais

Ministério da Cultura e a Ong. Sol do Vale. Apresentam:

Ministério da Cultura e a Ong. Sol do Vale. Apresentam: Ministério da Cultura e a Ong. Sol do Vale Apresentam: Divino Encontro História Cultura Tradição Divino Encontro História, Cultura e Tradição A Sol do Vale O Divino Encontro Órgãos e entidades parceiras

Leia mais

Trabalhando em conjunto, trabalhando sempre.

Trabalhando em conjunto, trabalhando sempre. A AVY COMUNICAÇÃO A AVY Comunicação é uma agência de comunicação e marketing que desenvolve diferentes soluções utilizando a experiência e criatividade de sua equipe para gerar valor institucional, fidelidade

Leia mais

17º FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA UNIVERSITÁRIO. 06.08 a 12.08 Rio de Janeiro 13.08 a 19.08 São Paulo

17º FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA UNIVERSITÁRIO. 06.08 a 12.08 Rio de Janeiro 13.08 a 19.08 São Paulo 17º FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA UNIVERSITÁRIO 06.08 a 12.08 Rio de Janeiro 13.08 a 19.08 São Paulo APRESENTAÇÃO O 17º Festival Brasileiro de Cinema Universitário acontecerá de 6 a 12 de agosto de 2012,

Leia mais

Portal Metálica. Copyright 1998-2010 Met@lica - Todos os direitos reservados

Portal Metálica. Copyright 1998-2010 Met@lica - Todos os direitos reservados www.metalica.com.br Portal Metálica Maior portal de conteúdo, fonte de informação e geração de negócios para profissionais e empresas da Arquitetura, Engenharia e Construção Civil no Brasil. Com 14 anos

Leia mais

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas o Docente universitária na disciplina Fundamentos de marketing o 12 anos de experiência em comunicação

Leia mais

Projeto Vila Planalto Gastronomia e Cultura. instituto Cultural e Educacional do Paraguaçú

Projeto Vila Planalto Gastronomia e Cultura. instituto Cultural e Educacional do Paraguaçú Projeto Vila Planalto Gastronomia e Cultura Histórico: Localizada a apenas 4 km do Palácio do Planalto, encontramos a Vila Planalto, lugar de rica história que hoje possui 14 mil habitantes e características

Leia mais

CONVITE COMERCIAL Rio de Janeiro, 2014

CONVITE COMERCIAL Rio de Janeiro, 2014 CONVITE COMERCIAL Rio de Janeiro, 2014 O Rio ao Vivo é a primeira plataforma de transmissão online, em tempo real,com imagens de alta qualidade dos locais mais movimentados do Rio de Janeiro para o mundo.

Leia mais

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR &DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR Toda comunicação publicitária visa atender a alguma necessidade de marketing da empresa. Para isso, as empresas traçam estratégias de comunicação publicitária, normalmente traduzidas

Leia mais

UHE SANTO ANTÔNIO DE JARI

UHE SANTO ANTÔNIO DE JARI UHE SANTO ANTÔNIO DE JARI PLANO DE TRABALHO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PCS Plano de Trabalho ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVO... 1 2.1. Objetivos Específicos... 1 3. PÚBLICO ALVO... 2 4. METAS... 2 5.

Leia mais

Relatório da Plenária Estadual de Economia Solidária

Relatório da Plenária Estadual de Economia Solidária Relatório da Plenária Estadual de Economia Solidária Nome da Atividade V Plenária Estadual de Economia Solidária de Goiás Data 28 a 30 de agosto de 2012 Local Rua 70, 661- Setor Central -Sede da CUT Goiás

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

PROJETO: PRESERVANDO A ÁGUA DA TERRA Colégio Intentus/Yara Country Clube/Itaipu Binacional

PROJETO: PRESERVANDO A ÁGUA DA TERRA Colégio Intentus/Yara Country Clube/Itaipu Binacional PROJETO: PRESERVANDO A ÁGUA DA TERRA Colégio Intentus/Yara Country Clube/Itaipu Binacional 1. Justificativa A inovação e a transformação começam pelo processo educacional, que vai além do aprendizado formal

Leia mais

FICHA PROJETO - nº 072-MA

FICHA PROJETO - nº 072-MA FICHA PROJETO - nº 072-MA Mata Atlântica Grande Projeto TÍTULO: Vereda do Desenvolvimento Sustentável da Comunidade de Canoas: um Projeto Demonstrativo da Conservação da Mata Atlântica. 2) MUNICÍPIOS DE

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

Mapa da Educação Financeira no Brasil

Mapa da Educação Financeira no Brasil Mapa da Educação Financeira no Brasil Uma análise das iniciativas existentes e as oportunidades para disseminar o tema em todo o País Em 2010, quando a educação financeira adquire no Brasil status de política

Leia mais

Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares Universidade Estadual de Campinas

Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares Universidade Estadual de Campinas Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares Universidade Estadual de Campinas Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP) Programa de extensão universitária vinculada à Pró Reitoria de

Leia mais

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing Questão 01: (ENADE 2009): Um fabricante de sapatos pode usar a mesma marca em duas ou mais linhas de produtos com o objetivo de reduzir os custos de

Leia mais