Plano de Comunicação. Licenciatura em Marketing. Turma k21d. Trabalho realizado por: Bruna Fernandes n.º Susana Fernandes n.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Plano de Comunicação. Licenciatura em Marketing. Turma k21d. Trabalho realizado por: Bruna Fernandes n.º 2080163. Susana Fernandes n."

Transcrição

1 Plano de Comunicação Licenciatura em Marketing Turma k21d Trabalho realizado por: Bruna Fernandes n.º Susana Fernandes n.º Jefer Mejias n.º Tiago Silva n.º Fábio Tojal n.º

2 ÍNDICE Introdução... 1 I - Analise do Meio Envolvente Análise SOWT Análise PEST... 2 II - Objectivos da Comunicação... 4 III - Posicionamento... 5 IV - Público-Alvo... 6 V - Soluções Propostas Serviço de Restauração Transporte de Passageiros Parceria com Frigideiras do Cantinho VI - Principais Mensagens Clientes Agências de Viagem Accionistas VII - Canais de Entrega VIII - Orçamentação IX - Avaliação de Resultados Conclusão... 21

3 ÍNDICE de FIGURAS Figura 1 Analise SWOT... 3 Figura 2 Reclamações de Clientes espanhóis sobre Restaurante... 7 Figura 3 Reclamações de Clientes portugueses sobre Restaurante... 7 Figura 4 Reclamações de Clientes espanhóis sobre acesso ao Hotel... 9 Figura 5 Traseira Mercedes Vito Figura 6 Lateral Mercedes Vito Figura 7 Flyer Figura 8 Folheto Figura 9 Ofício para accionistas Figura 10 Factura pró-forma Stand Capelo da Mercedes Vido Figura 11 Orçamento Hugo Figueiredo Figura 12 Declaração Fernando Areias... 19

4 Introdução No âmbito da unidade curricular de comunicação de marketing foi-nos proposto pelo docente Jorge Alves que realizássemos um plano de comunicação de uma empresa, sendo que a sua escolha ficou ao nosso critério. O nosso grupo tinha curiosidade sobre o funcionamento de um Hotel e, por isso, a escolha da empresa para o nosso trabalho irá debruçar-se sobre o Hotel do Lago. É importante salientar que foi possível uma entrevista com gestor do hotel e foi através desta fonte que conseguimos desenvolver muito bem o trabalho. Deste modo, encontramos brevemente quais os pontos que seriam precisos de incrementar para o hotel, para este ficar com um eficaz plano de comunicação. Por outro lado o site oficial da cadeia do hotel (www.hoteisbomjesus.pt), e o material fornecido pelo professor nas aulas foram mais uma valia para o desenvolvimento do plano. Neste trabalho desdobramos os pontos que realmente pensamos que serão necessários para o sucesso da comunicação do hotel. Para finalizar iremos mostrar todas as alterações que achamos relevantes alterar no decorrer deste trabalho. Em suma, através deste trabalho tentaremos mostrar da melhor forma toda a informação que adquirimos nas aulas e todos os conhecimentos e formação que adquirimos graças a amplitude desta tarefa. 1

5 O Hotel do Lago situa-se em Braga, este é a mais recente aquisição do grupo de hotéis Bom Jesus. Como características principais são de destacar os 53 quartos (6 suites e 47 duplos) existentes, o terraço panorâmico, que oferece uma excelente vista da Serra do Gerês, e também o health center que coloca aos dispor dos clientes cardiofitness, jacuzzi, sauna, banho turco e massagens. Desta forma, este apresenta-se como: uma organização bem gerida, com um público-alvo bem definido, com uma política moderadamente low-cost, visto que as tarifas praticadas no hotel estudado, são metade das apresentadas nos de 4 estrelas. Quando foi criado existia uma preocupação em fazer algo novo, um serviço inovador no mercado envolvente, que despertasse o interesse de jovens turísticas, e de famílias, também elas, com idades compreendidas entre os 25 e 35 anos, no primeiro caso é reconhecido um maior dinamismo, no segundo existe uma necessidade de descanso e tranquilidade. Assim, decidiram criar um hotel que possuise boas condições físicas, mas também qualidade de serviços, sempre com preços baixos, pois a crise mundial foi encarada pelo grupo, não como uma ameaça mas sim como uma oportunidade a ser explorada. A competência e flexibilidade dos funcionários eram, também, algo que entrava nas prioridades dos responsáveis do hotel, visto que mesmo com preços reduzidos todos queriam a inerência da qualidade. Uma característica muito própria do Hotel do Lago é a relação de proximidade que existe entre o cliente e todos aqueles que trabalham no neste, pois existe a preocupação de que os clientes sintam um ambiente familiar. Isto vem na necessidade de fidelizar o cliente, pois como sabemos a fidelização é cada vez mais importante num mercado extremamente competitivo, onde a oferta não pára de crescer, esta é também deveras importantes na medida em que clientes satisfeitos são clientes que irão falar bem da organização, o que desde logo cria uma boa imagem da mesma, e aumenta os seus potenciais clientes. Em suma, é de ressaltar o facto de o hotel possuir uma taxa média de ocupação de 35% o que vai de encontro com os objectivos que o hotel pretende alcançar, e mostra assim a eficiência da gestão que está a ocorrer no mesmo. 2

6 I - Analise do Meio Envolvente 1 - Análise SWOT Figura 1 Analise SWOT PONTOS FORTES PONTOS FRACOS - Falta de meios de transporte até ao -Polivalência dos funcionários; -Segmento diferenciado; -Localização apelativa; hotel; -Carência de um restaurante próprio; -Investimento precário na área do marketing; OPORTUNIDADES -Divulgação do norte como destino turístico; -Maior aptidão por parte dos portugueses em visitar o norte; -explorar o aumento da apetência do publico jovem em viajar; AMEAÇAS -Acessibilidades ao local; -Pouca divulgação da cidade de Braga; -Aumento significativo da concorrência em local estrito; 2 - Análise PEST Politica O hotel rege-se pela legislação em vigor, relativamente à certificação de qualidade e categorização das estrelas que possui. Apesar de pertencer ao património da cidade, este apresenta-se como uma entidade privada, não tendo qualquer influência governamental. 3

7 Económica Braga é uma cidade extremamente dinâmica, com uma intensa actividade económica nas áreas do comércio e serviços, ensino e investigação construção civil, informática e novas tecnologias, turismo e vários ramos da indústria e artesanato. Cultural Houve um desenvolvimento ao nível do turismo nacional, ou seja, passou-se a preferir o turismo nacional. Braga é conhecida essencialmente pelo turismo religioso devido á sua existência ligada á religião cristã. Tecnologia Grande desenvolvimento bracarense, devido á implementação de um centro de nano tecnologia, em que abrange diferentes nacionalidades (portugueses e espanhóis). II - Objectivos da comunicação O Hotel do Lago como qualquer outra organização tem os seus objectivos. Sendo assim, devemos partir do princípio que a divulgação é fundamental para o reconhecimento por parte dos clientes, estes só através do acesso fácil à informação disponibilizada pelo hotel é que poderão fazer a sua escolha. De seguida, melhorar a qualidade do serviço na óptica de disponibilizar melhores acessibilidades ao hotel (transporte), que de uma forma geral vai contribuir para o aumento do número de clientes. Neste seguimento, queremos tirar o máximo partido da tarifa do pequenoalmoço, que é incluído gratuitamente com a reserva do quarto. Isto, vai ao encontro de que um bom serviço cativa o consumidor para uma próxima escolha pelo mesmo hotel e aumentar a nossa carteira de clientes pela divulgação positiva que este transmitirá aos seus amigos, familiares, conhecidos, entre outros. 4

8 Por fim, o ultimo objectivo que decerto modo entra pelo campo do que foi dito anteriormente, a relação que criamos com todos aqueles que nos procuram é caracterizada por ser bastante afectiva, e até quase familiar, para proporcionar uma grande proximidade. Isto ocorre, no sentido de melhorarmos cada vez mais o nosso serviço, mas sem ser de forma excessiva. Deste modo, investir em uma recepção acolhedora, é essencial para criar uma primeira impressão positiva, conseguindo com este aspecto cativar atenção e interesse pelo serviço prestado. III - Posicionamento O posicionamento constitui uma forma primordial para nos diferenciarmos dos concorrentes, mas também de criar no cliente uma imagem de confiança pelos nossos serviços. Portanto, o nosso hotel investe na criação da imagem de um hotel low-cost, que disponibiliza serviços de baixo custo, mas tendo sempre presente a qualidade. Através, destes aspectos anteriormente referidos consegue diferenciar-se da concorrência, uma vez que, optou por apostar numa estratégia que consiste em oferecer um serviço core adaptado a cada necessidade sentida pelo cliente. Só assim, o consumidor sairá satisfeito, pois percebe que está a pagar aquilo que procura. Contudo, o hotel também oferece uma enfermidade de outros serviços que são pagos mediante a escolha dos mesmos. Porém, é fundamental referir ainda que o cliente mediante a ocupação no hotel irá pagar um preço (tabelas dinâmicas), que como é óbvio não irá reduzir a qualidade. Em suma, posicionamo-nos de forma a criar a ideia no cliente de que tudo que necessita para uma boa estadia pode ser encontrado no nosso hotel, assim como os serviços secundários menos procurados, sempre com qualidade. 5

9 IV - Público-alvo O hotel do lago tem todos os seus critérios definidos de acordo com o público-alvo. Assim, podemos referir que o seu critério referente à qualidade é nivelado, pois estes praticam preços low-cost. Deste modo, facilita o acesso aos jovens adultos que financeiramente apresentam limitações económicas no momento de decidir o seu destino turístico, e mais especificamente o local onde ficarão hospedados. Assim, o público-alvo do Hotel do Lago, serão pessoas com idades compreendidas entre os 25 e 35 anos, sendo eles: Espanhóis; Habitantes de países de leste; Turistas nacionais; Pensamos que estes sejam os segmentos que melhor servirão para direccionarmos a nossa mensagem publicitária, obtendo com a mesma um aumento da taxa anual média de ocupação. V - Oportunidades Numa perspectiva de sensibilizar os clientes para a existência do nosso hotel tivemos que desenvolver novas ideias e propostas que permitissem rentabilizar o negócio, mas também comunicá-lo. Partindo deste ponto de vista, era necessário conceber novas formas de proporcionar melhores serviços aos consumidores, que nos distinguissem da concorrência. De certa maneira, o objectivo é através da inserção destes novos serviços reforçar a qualidade que caracteriza o hotel. Neste sentido, e além de criarmos serviços complementares, que iram enriquecer o Hotel do Lago, decidimos também, criar uma missão, uma vez que esta não existe. 6

10 Missão Temos como nossa principal missão proporcionar aos nossos clientes uma estadia tranquila com qualidade e simpatia, acompanhados de uma beleza natural irresistível que proporcionara momentos de tranquilidade e despertará emoções nunca sentidas. 1 - Serviço de restauração É essencial que num Hotel haja sempre uma eficaz prestação do serviço de restauração, por isso, após o estudo de várias oportunidades (análise SWOT), podemos verificar que o serviço de restauração era inexistente. O Hotel proponha aos seus clientes o restaurante de um outro hotel do grupo Hotéis do Bom Jesus (Hotel do Elevador). Figura 2 Reclamações de cliente espanhóis sobre restaurante Figura 3 Reclamações de clientes portugueses sobre restaurante No site Booking.com, podemos constatar que existiam reclamações a realçar este facto. Neste sentido decidimos agir, com o objectivo de fidelizar os clientes ao grupo satisfazendo as suas necessidades sem terem que sair do Hotel do Lago. Desta forma apresentamos uma solução possível e de baixo custo. 7

11 Este, consiste no transporte da alimentação devidamente efectuado do hotel do elevador para o hotel do lago, deste modo todos os clientes podem almoçar e jantar no hotel. Também consideramos este serviço rentável, visto que desta forma propunha aos seus clientes um serviço com preços mais acessíveis no que diz respeito à alimentação. Portanto, pensamos que o Hotel do Elevador forneceria a comida para o Hotel do Lago. Assim, a comida teria uma excelente qualidade, com um preço acessível, de forma a cativar todos os clientes, visando satisfazer as necessidades do seu públicoalvo. No que respeita aos jovens seria vantajoso, uma vez que os preços praticados no restaurante do Hotel do Elevador são elevados, fazendo com que estes optassem por outra solução, que não seria alguma do grupo. O mesmo se passa com as famílias com crianças pequenas, pois em noites frias e chuvosas, é extremamente desconfortável sair do Hotel para almoçar ao jantar. E tratando-se de crianças, este factor será de muita importância, fazendo com que o hotel não seja opção para uma outra visita à cidade. Portanto, os clientes que quiserem consumir uma refeição mais económica têm de se deslocar para outro local. Assim sendo, pensando no bem-estar de todos os clientes, criamos este serviço que daria oportunidade a todos os clientes de consumir uma refeição mais económica e também a satisfação de todos os clientes de almoçarem e jantarem sem ser necessário se deslocar para fora do Hotel. 8

12 2 - Transporte de Passageiros Figura 4 Reclamações de clientes espanhóis sobre acesso ao Hotel Para captar a atenção dos clientes e provocar a sensação de curiosidade nestes é necessário investir em publicidade. Desta forma, não basta esperar que os consumidores procurem o nosso serviço, é importante desenvolver canais que os atraiam (em especial jovens e estrangeiros), que consequentemente farão prosperar o negócio. Porém, a publicidade em si mesma não irá constituir uma fonte de rendimento. Deste modo, devemos apostar num canal de difusão da informação do hotel que será complementar da publicidade e desta forma, satisfazer cada vez melhor os clientes evitando reclamações. Após, os estudo de várias oportunidades (análise SWOT) e alternativas chegamos à conclusão, que a mais rentável seria a compra de uma carrinha de 9 lugares, pensamos neste número de lugares, pois este tipo de carrinha poderia ser conduzida por qualquer funcionário do hotel, não implicando a contratação de um motorista para o efeito. Além de, proporcionar aos usuários do nosso hotel um meio de transporte, desde o local que chegam até ao hotel, iria ao mesmo tempo publicitar o mesmo. A mensagem publicitária e o logótipo alusivos ao Hotel do Lago seriam estampados nas laterais da carrinha. Já na parte traseira pensamos em colocar o do grupo Hotéis do Bom Jesus, pois esta seria para todo o grupo e não apenas para o Hotel do Lago, de forma aos custos serem divididos. A carrinha é um meio de transporte rápido, que não acarreta custos muito avultados. Assim, pensamos que com esta poderíamos aliar uma maior comodidade dos clientes do hotel, mas também criar com a mesma uma publicidade de baixo custo. 9

13 Por vezes, devido à velocidade a que se desloca, a publicidade não seria vista de forma completamente perceptível, o que despertará nas pessoas que a visualizarem curiosidade pelo produto. O que nós pretendemos é que os mais curiosos procurem, e façam perguntas que irão desencadear um outro canal de promoção muito comum, que não implica qualquer investimento por parte da organização, que seria a publicidade Boca à Boca. Por conseguinte, os clientes vão ter mais mobilidade e comodidade que será mais um ponto forte para o hotel, conseguindo ao mesmo tempo publicitá-lo. Figura 5 Traseira Mercedes Vito Figura 6 Lateral Mercedes Vito 10

14 3 - Parceria com Frigideiras do Cantinho O Hotel do Lago tem uma característica muito pessoal que é a relação de proximidade que existe entre o cliente e todos aqueles que trabalham nele, isto porque existe a intenção de proporcionar ao cliente um ambiente familiar. Esta característica vai de encontro à necessidade que o hotel sente em fidelizar o cliente, porque cada vez mais há mais oferta e um cliente satisfeito é um cliente que irá passar uma boa imagem da empresa. No decorrer do estudo de várias oportunidades (analise SWOT), ocorreu-nos uma ideia inovadora, que irá salientar o ambiente familiar que o Hotel do Lago quer passar. Essa ideia consiste na oferta de uma frigideira (salgado tradicional da região) na chegada do cliente ao hotel. Propomos uma parceria com a famosa pastelaria Frigideiras do Cantinho, onde esta fornecerá as frigideiras devidamente prontas a ser consumidas e num invólucro com o logótipo da casa, para confirmar a autenticidade do produto. O Hotel tem a informação de quando está prevista a chegada dos seus clientes, então um funcionário deslocar-se-á, antes da chegada do cliente, á pastelaria em questão e traz a quantidade pretendida. Na compra de um determinada quantia será oferecida uma outra quantia, a ser definida por ambas as empresas. É uma oportunidade lucrativa, porque não tem grandes encargos para a empresa, uma vez que o preço do salgado em questão é acessível e será colocado um em cada quarto e não um por pessoa, pode ser consumido frio e tem a facilidade de o adquirir quando assim o pretender. Desta forma o Hotel do Lago será reconhecido pela sua hospitalidade e com certeza este facto desencadeara um efeito que é muito apreciado no marketing que é o efeito boca a boca, isto é, o nome do Hotel será transferido de pessoa para pessoa sem qualquer custo e de uma forma positiva. Assim o Hotel do Lago proporciona aos seus clientes uma experiência, cria um momento em família e levará o seu cliente ir á descoberta de novos sabores da região. 11

15 VI - Principais Mensagens Na falta de grandes conhecimentos informáticos, tentamos elaborar o que seria um flyer e um folheto informativo. Optamos por estas cores pelo seu significado e também pela sua estética. O preto significa luxo e também realeza, o dourado representa riqueza e prosperidade, o cinza foi mesmo por uma questão de estética, porque afinal de contas um flyer ou folheto têm que ser atractivos. Colocamos um elemento comum entre as nossas criações (o flyer, folheto e decoração da carrinha), optamos pelas flores porque queríamos transmitir as características fundamentais do hotel, o conforto, beleza paisagística, assim como a sua principal característica, o tratamento acolhedor que os seus clientes fazem questão de mencionar. 1 - Clientes O flyer é para entregar via para a base de dados já existente, assim o hotel não terá custos nesta divulgação. Este flyer servirá para alertar aos clientes do Hotel do Lago, que este está a inaugurar novos serviços, deforma a satisfazer as necessidades anteriormente manifestadas. Figura 7 Flyer 12

16 2 - Agências de Viagem Para as agências de viagem, resolvemos fazer um folheto informativo com os serviços já existentes, mais os que criamos. Desta forma as agências ficam a saber também que a partir de determinado momento a oferta do Hotel modificou. Figura 8 Folheto 13

17 3 - Accionistas Figura 9 Ofício para accionistas 14

18 VII - Canais de Entrega Para uma empresa estar bem posicionada no mercado tem de comunicar. Neste sentido, uma organização necessita de desenvolver primeiramente processos internos de partilha de ideias, atitudes ou informações, para posteriormente apostar na divulgação externa. Como é óbvio, para atingir os objectivos de comunicação externos é fundamental dar a conhecer inicialmente o produto à empresa e depois como seria de esperar ao consumidor. Só assim, a empresa poderá prosperar ao fazer o consumidor gostar do produto, da própria empresa (Hotéis Bom Jesus), mas também fazer o consumidor agir (no nosso caso deslocar-se ao Hotel). Actuando de uma forma estruturada e eficiente internamente conseguirá diferenciar-se da concorrência e informar/dar a conhecer correctamente a oferta da organização. Na empresa (comunicação interna), como acontece na maioria dos negócios, realizaremos uma reunião com todos os funcionários, segundo uma ordem de trabalhos. Numa fase inicial vamos averiguar o que os trabalhadores têm a sugerir para melhorar o desempenho da empresa. E, em seguida, após uma avaliação ponderada das hipóteses explicaremos as pequenas mudanças que acontecerão no Hotel. Partimos do principio de que um funcionário informado sobre as características e modo de utilização do produto cativa mais os clientes. Os accionistas/sócios são os principais financiadores de um negócio, procuram saber informação sobre o valor do seu investimento e os lucros da sua parte do capital na empresa. Embora, todos estes aspectos sejam relevantes, o que os accionistas querem realmente saber é como aumentar os seus lucros no futuro. Assim, será efectuada uma reunião, para explicar o porquê da elaboração de um plano de comunicação. No decorrer da mesma iremos distribuir panfletos com as seguintes informações: Riscos/ Oportunidades inerentes à implementação e divulgação da mensagem; Recursos; Orçamento. 15

19 Desta forma, conquistaremos a aprovação destes e vamos contribuir para o aumento das mais-valias do Hotel. Todos beneficiam das acções colocadas em prática. Os clientes são o principal alvo de qualquer organização. O nosso Hotel não é indiferente a este facto, logo tem como grande foco nos meios de comunicação mais usados pelos consumidores. Na medida em que, nos destacamos pela qualidade dos serviços prestados, optamos por um meio rápido, acessível e de baixo custo para comunicar como os nossos clientes a internet, uma vez que, permite investir bastante na divulgação de imagens do nosso Hotel (ilustram a qualidade). Utilizaremos os contactos da nossa base de dados para enviar o panfleto com a nossa publicidade, esperando assim que seja passado por entre clientes e potenciais clientes. Acreditamos que o futuro das novas gerações passará pelo uso exclusivo deste meio. Da mesma forma que utilizamos a internet para os clientes também a utilizaremos para as agências de viagem. Estas são na maioria das vezes parceiros de negócio muito importantes para a captação de uma nova carteira de clientes. Uma óptima relação conjunta pode permitir uma enorme ascensão no mercado em termos de visibilidade, visto que estes funcionam como consultores de viagem e grandes impulsionadores do turismo. Portanto, será enviado por para todas a as agências de viagens um outro panfleto, diferente dos do cliente, onde estará disponível toda a informação geral do Hotel do Lago. Por fim, para o público em geral propomos a participação em feiras, ou convenções, pois seriam distribuídos brochuras e folhetos, bem como variadíssimos brindes. Ainda, apresentaríamos um pequeno vídeo institucional para ficar com uma ideia das instalações e do serviço de qualidade prestado pelos nossos funcionários, com o intuito de alargar a possibilidade de abranger cada vez mais possíveis clientes. Cremos que nos grandiosos eventos é que estão os grandes negócios. 16

20 VIII Orçamentação Figura 10 Factura pró-forma Stand Capelo da Mercedes Vido 17

21 Figura 11 Orçamento de Hugo Figueiredo Figura 12 Declaração Fernando Areias 18

22 19

23 IX - Avaliação de Resultados Em relação à avaliação, o grupo definiu todas as estratégias sempre a pensar numa comunicação favorável, para que o hotel continue rentável, nunca esquecendo o segmento que pretende satisfazer. Deste modo, concluímos que as estratégias que definimos em relação ao serviço de restauração acarretam custos muito baixos, visto que o Hotel pertence a cadeia dos Hotéis Bom Jesus, onde a comida será confeccionada. Relativamente ao transporte, os dois Hotéis ficam muito próximos, por isso será rápido e fácil o transporte da comida e os custos serão mínimos. De acordo com a carrinha Mercedes Vito, pensamos que esta será bastante útil e, assim, os clientes terão maior facilidade em chegar ao Hotel. Sem dúvida que acarreta um custo, mas o Grupo Hotéis do Bom Jesus conseguirá rapidamente cobri-lo, pois este serviço ficará mais enriquecido. Em conformidade com as frigideiras, também é um serviço que acarreta um custo baixo e facilmente controlado. Este será mais uma boa forma de cativar o cliente. Em suma, concluímos que de facto, existem custos, mas com certeza que estes aparecem com o objectivo de concretizar a existência de melhores serviços que farão a diferença. 20

24 Conclusão Após a realização deste trabalho, complementamos que foi bastante enriquecedor, visto que tivemos pela primeira vez uma experiência diferente, mas com muita responsabilidade em definir todos os pontos importantes do hotel para desenvolver o plano de comunicação. Com a realização deste trabalho ficamos a conhecer melhor como definir um plano de comunicação e como executa-lo. Como tal, estamos certo que esta aprendizagem foi uma experiência muito importante. Sem dúvida alguma, que nos deu conhecimentos relevantes e estes serão com certeza que serão muito úteis para outros trabalhos com a mesma dimensão e também para o nosso futuro como marketeer s. É importante salientar que todo o grupo considerou este trabalho de grande responsabilidade pela forma do seu contexto e pensamos que conseguimos aprofundar todos os nossos conhecimentos de marketing para o bom aperfeiçoamento do mesmo. Em suma, concluímos que o Hotel do Lago mostrou uma total disponibilidade para facultar toda a informação necessária para o desenvolvimento do plano, salientando a hospitalidade com que fomos recebidos. 21

TRABALHO FINAL EMPRESA:

TRABALHO FINAL EMPRESA: TRABALHO FINAL EMPRESA: CURSO: MARKETING E PUBLICIDADE P/L 2º SEMESTRE DISCIPLINA: Marketing II DOCENTE: Prof. Dr. Fernando Gaspar DISCENTE: Ana Inês Charrua de Oliveira Nº 9072 Introdução Dando seguimento

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Agências de Viagens e Transportes Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6 ÁREA DE ACTIVIDADE

Leia mais

[Escrever texto] Trabalho realizado por: Ana Margarida de Oliveira Duarte nº 9062 Marketing e Publicidade (Pos Laboral)

[Escrever texto] Trabalho realizado por: Ana Margarida de Oliveira Duarte nº 9062 Marketing e Publicidade (Pos Laboral) Trabalho realizado por: Ana Margarida de Oliveira Duarte nº 9062 Marketing e Publicidade (Pos Laboral) 1 Introdução O objectivo do presente trabalho é elaborar um plano de marketing para a empresa Bacardi

Leia mais

Lic. Marketing e Publicidade. Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral

Lic. Marketing e Publicidade. Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral Lic. Marketing e Publicidade Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral Trabalho realizado por: Maria Marques, 7005 Docente: Dr. Fernando Gaspar SANTARÉM Licenciatura em Marketing & Publicidade 1 de 10 2007/2008

Leia mais

DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015

DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015 DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015 Senhor Presidente da Assembleia Legislativa Regional, Excelência Senhor Presidente do Governo Regional da Madeira, Excelência Senhoras e Senhores Secretários Regionais Senhoras

Leia mais

REPENSAR O TURISMO EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

REPENSAR O TURISMO EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE REPENSAR O TURISMO EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE Num contexto de modernização e inovação constante, torna-se imperioso e urgente criar uma legislação turística em São Tomé e Príncipe, sendo este um instrumento

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO CÉSAR PAULO DUARTE BARATA RELATÓRIO PARA A OBTENÇÃO DO DIPLOMA DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA EM GESTÃO DE VENDAS

Leia mais

Seminário de apresentação da Rede Gestus

Seminário de apresentação da Rede Gestus Seminário de apresentação da Rede Gestus Rede Gestus O LOGOTIPO Rede Gestus Internacionalização Zona 4 Gestus Compras Cartão ECOTUR Portal Gestus Cartão Gestus Contact Center CRM Zona 4 O LOGOTIPO Características:

Leia mais

SAÚDEGLOBAL. AON Portugal

SAÚDEGLOBAL. AON Portugal SAÚDEGLOBAL AON Portugal Breve Apresentação do Negócio DADOS DE CARACTERIZAÇÃO Designação Comercial Saúdeglobal N.º Colaboradores N.º de Estabelecimentos Dispersão Geográfica Nacional Facturação em 2010

Leia mais

CARTA EUROPEIA DO ENOTURISMO PRINCIPIOS GERAIS

CARTA EUROPEIA DO ENOTURISMO PRINCIPIOS GERAIS PRINCIPIOS GERAIS I. OS FUNDAMENTOS DO ENOTOURISMO 1. Por enotourismo queremos dizer que são todas as actividades e recursos turísticos, de lazer e de tempos livres, relacionados com as culturas, materiais

Leia mais

CATEGORIA: ATENDIMENTO AO CLIENTE BOAS PRÁTICAS:

CATEGORIA: ATENDIMENTO AO CLIENTE BOAS PRÁTICAS: EXPRESSO GUANABARA S/A - CNPJ: 41.550.112/0001-01 END. ROD BR 116 KM 04 N 700 MESSEJANA FORTALEZA/CE CATEGORIA: ATENDIMENTO AO CLIENTE 2011 BOAS PRÁTICAS: MELHORIA DA QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS AOS

Leia mais

Índice. Quem somos... 3. Comunicação... 4. Parcerias e eventos... 5. Contactos... 6

Índice. Quem somos... 3. Comunicação... 4. Parcerias e eventos... 5. Contactos... 6 MARKETING SOLUTIONS Índice Quem somos... 3 Comunicação... 4 Parcerias e eventos... 5 Contactos... 6 2 Quem somos AGAINSTIME é uma empresa de consultoria de serviços em Marketing, que surge no mercado numa

Leia mais

White Paper: Como Produzir um Case Study Guia Prático e Essencial

White Paper: Como Produzir um Case Study Guia Prático e Essencial White Paper: Como Produzir um Case Study Guia Prático e Essencial Indíce de Conteúdos O Que É um Case Study?... Os seus clientes realmente gostam sua empresa e têm excelentes resultados com os seus produtos,

Leia mais

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO 1 Sumário: Conceito e Objectivos Estrutura do PN o Apresentação da Empresa o Análise do Produto / Serviço o Análise de Mercado o Estratégia de Marketing o

Leia mais

COMO VENDER. A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição

COMO VENDER. A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição BP COMO VENDER A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição PRODUTOS EDUCACIONAIS MULTIVERSO Avenida Batel, 1750 Batel CEP 80420-090 Curitiba/PR Fone: (41) 4062-5554 Editor:

Leia mais

CONHEÇA A MARCA MOÇAMBIQUE

CONHEÇA A MARCA MOÇAMBIQUE CONHEÇA A MARCA MOÇAMBIQUE Afinal o que é a Marca Moçambique? Saiba porque foi criada Conheça os seus atributos e benefícios O que reflecte o logotipo? Saiba como ajudar na sua divulgação Saiba como obter

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém

Escola Superior de Gestão de Santarém Escola Superior de Gestão de Santarém Marketing & Publicidade Marketing II Docente: Fernando Gaspar Discente: Tiago Louro nº 7014 Santarém, 20 de Maio 2008 1 Índice História da Vodafone pag. 3 Missão Vodafone

Leia mais

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente Grupo Pestana suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O trabalho de consolidação de informação permitiu desde logo abrir novas possibilidades de segmentação, com base num melhor conhecimento

Leia mais

OPÇÕES DE ALOJAMENTO. Os Hotéis aqui apresentados têm tarifas preferenciais para os visitantes. HOTEL CROWNE PLAZA *****... 2 BESSA HOTEL ****...

OPÇÕES DE ALOJAMENTO. Os Hotéis aqui apresentados têm tarifas preferenciais para os visitantes. HOTEL CROWNE PLAZA *****... 2 BESSA HOTEL ****... OPÇÕES DE ALOJAMENTO Os Hotéis aqui apresentados têm tarifas preferenciais para os visitantes. Lista de Hotéis: HOTEL CROWNE PLAZA *****... 2 BESSA HOTEL ****... 4 HF TUELA PORTO ***... 6 HOSTEL CRUZ VERMELHA

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

Pixel. Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros

Pixel. Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros Certified Quality System in compliance with the standard UNI EN ISO 9001:2000. Certificate n SQ.41823. Pixel Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros CURSOS INDIVIDUAIS PARA ESTRANGEIROS

Leia mais

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional Plurifundos da Região Autónoma da Madeira (POPRAM

Leia mais

Mónica Montenegro António Jorge Costa

Mónica Montenegro António Jorge Costa Mónica Montenegro António Jorge Costa INTRODUÇÃO... 4 REFERÊNCIAS... 5 1. ENQUADRAMENTO... 8 1.1 O sector do comércio em Portugal... 8 2. QUALIDADE, COMPETITIVIDADE E MELHORES PRÁTICAS NO COMÉRCIO... 15

Leia mais

Gestão em Farmácia. Marketing 3. Manuel João Oliveira. Identificação e Selecção da Estratégia

Gestão em Farmácia. Marketing 3. Manuel João Oliveira. Identificação e Selecção da Estratégia Gestão em Farmácia Marketing 3 Manuel João Oliveira Análise Externa Análise do Cliente Segmentação, comportamento do cliente, necessidades não-correspondidas Análise dos Concorrentes Grupos estratégicos,

Leia mais

Vila Baleira Ilha de Porto Santo

Vila Baleira Ilha de Porto Santo Vila Baleira Ilha de Porto Santo Dia 0 Lisboa Porto Santo (25 12 2009) A viagem a Porto Santo começou a ser preparada com alguma antecedência, de forma a ser adequada a uma família de 4 pessoas. Para isso,

Leia mais

Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores?

Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores? AS CORES E OS NEGÓCIOS Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores? Conhecer o significado das cores, na vida e nos negócios, aumenta as suas possibilidades de êxito. Aproveite. Sabia,

Leia mais

ORIGEM OBJECTIVOS: Iniciado em 2004, por um desafio lançado ado pelo Governo Português, para o Campeonato Europeu de Futebol. MISSÃO: Criar e desenvolver, em contínuo, nuo, uma Rede de Estabelecimentos

Leia mais

Marketing Territorial: uma aposta regional?

Marketing Territorial: uma aposta regional? Marketing Territorial: uma aposta regional? Conferência Alentejo Atractivo: nas rotas do Investimento Global Évora, 10 de Março de 2012 Contexto Contexto de competição entre territórios - regiões, cidades,

Leia mais

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes Unidade IV Marketing Profª. Daniela Menezes Comunicação (Promoção) Mais do que ter uma ideia e desenvolver um produto com qualidade superior é preciso comunicar a seus clientes que o produto e/ ou serviço

Leia mais

Home Quem Somos Produtos Vantagens Contactos. Apresentação Criada por SPICAROS Presentation Created by SPICAROS info@spicaros.com www.spicaros.

Home Quem Somos Produtos Vantagens Contactos. Apresentação Criada por SPICAROS Presentation Created by SPICAROS info@spicaros.com www.spicaros. .1 Spicaros é o resultado de 30 anos de trabalho de uma equipa global, constituída por profissionais altamente qualificados em distintos sectores de negócio. Aliando uma quantidade ímpar de conhecimentos,

Leia mais

Plano de Marketing de IV (Ivo Vieira) como independente para presidente da Junta de freguesia da Lapa

Plano de Marketing de IV (Ivo Vieira) como independente para presidente da Junta de freguesia da Lapa Escola Superior de Gestão de Santarém Marketing I Plano de Marketing de IV (Ivo Vieira) como independente para presidente da Junta de freguesia da Lapa Docente: Dr. Vitor Antunes Discente: Ivo Vieira nº

Leia mais

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Criada em Setembro de 2005 em Sacavém, a Explicolândia Centros de Estudo tem sido ao longo dos anos, uma

Leia mais

Gestão Eficaz de Queixas e Reclamações

Gestão Eficaz de Queixas e Reclamações Gestão Eficaz de Queixas e Reclamações Bem vindos Ana Santos Martins 1 A Imagem da Empresa e a Qualidade do Serviço (1/3) A Qualidade do Serviço ao Cliente é sem dúvida, a melhor Imagem que as empresas

Leia mais

PLANO DE MARKETING. Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20. TAG 4/2010 17 Valores

PLANO DE MARKETING. Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20. TAG 4/2010 17 Valores 0366 PLANO DE MARKETING Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20 TAG 4/2010 17 Valores Índice Introdução Diagnóstico Análise do Mercado Análise da Concorrência Análise da Empresa Análise SWOT Objectivos

Leia mais

Sessão Temática 5 O poder das águas termais na saúde. Pedro Cantista Presidente da Secção Europeia da Sociedade Internacional de Hidrologia Médica

Sessão Temática 5 O poder das águas termais na saúde. Pedro Cantista Presidente da Secção Europeia da Sociedade Internacional de Hidrologia Médica Sessão Temática 5 O poder das águas termais na saúde Pedro Cantista Presidente da Secção Europeia da Sociedade Internacional de Hidrologia Médica Resumo Ao longo da história a humanidade tem procurado

Leia mais

ajudam a lançar negócios

ajudam a lançar negócios Capa Estudantes portugueses ajudam a lançar negócios em Moçambique Rafael Simão, Rosália Rodrigues e Tiago Freire não hesitaram em fazer as malas e rumar a África. Usaram a sua experiência para construírem

Leia mais

Área Departamental de Engenharia Electrotécnica. 3º Ano (Bolonha) 1º Semestre Ano lectivo de 2007/2008 2008.01.25. Teste de.

Área Departamental de Engenharia Electrotécnica. 3º Ano (Bolonha) 1º Semestre Ano lectivo de 2007/2008 2008.01.25. Teste de. Área Departamental de Engenharia Electrotécnica 3º Ano (Bolonha) 1º Semestre Ano lectivo de 2007/2008 2008.01.25 Teste de Gestão 1. Defina organização e enuncie os seus princípios fundamentais. Podemos

Leia mais

IN STITU TO N A C IO N A L D E ESTA TISTIC A CABO VERDE DOCUMENTO METODOLÓGICO ESTATÍSTICAS DO TURISMO

IN STITU TO N A C IO N A L D E ESTA TISTIC A CABO VERDE DOCUMENTO METODOLÓGICO ESTATÍSTICAS DO TURISMO IN STITU TO N A C IO N A L D E ESTA TISTIC A CABO VERDE DOCUMENTO METODOLÓGICO ESTATÍSTICAS DO TURISMO 1999 I. ÁREA ESTATÍSTICA / LINHAS GERAIS DA ACTIVIDADE ESTATÍSTICA NACIONAL 1998-2001 O Conselho Nacional

Leia mais

ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO

ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO PLANO DE NEGÓCIO ANIMAÇÃO TURÍSTICA DE APOIO AO TERMALISMO Fernando F. Martins Empreendorismo no Vale do Sousa AderSousa Introdução A apresentação do nosso Plano desenvolve se em em duas partes distintas:

Leia mais

O design nos serviços

O design nos serviços O design nos serviços SUMÁRIO O que é Serviço Alguns segmentos do Serviço Design no Turismo Design na Economia criativa Design na Economia digital Design nas Startups Design na Limpeza Design no Transporte

Leia mais

MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA

MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA 1/21 ANÁLISE DA ENVOLVENTE EXTERNA À EMPRESA... 3 1. Análise do Meio Envolvente... 3 2. Análise da Evolução do Mercado... 7 3. Análise da Realidade Concorrencial...

Leia mais

UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios

UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios É evidente a importância de um bom plano de negócios para o empreendedor, mas ainda existem algumas questões a serem respondidas, por exemplo: Como desenvolver

Leia mais

Lar, Centro Dia, SAD, Centro Convívio, Creche, Jardim Infância, ATL

Lar, Centro Dia, SAD, Centro Convívio, Creche, Jardim Infância, ATL Lar, Centro Dia, SAD, Centro Convívio, Creche, Jardim Infância, ATL 1 Sendo uma IPSS, que: Não tem fins lucrativos; Fornece serviços para melhorar a qualidade de vida dos clientes; Os lucros, se houverem,

Leia mais

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP Soluções integradas para a Indústria do turismo empresarial THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP A equipa da XYM Hospitality e os seus parceiros possuem vastos conhecimentos sobre a

Leia mais

Como é que esta tecnologia me pode beneficiar?... 3. Etapas do Planeamento de uma Conferência Online... 4

Como é que esta tecnologia me pode beneficiar?... 3. Etapas do Planeamento de uma Conferência Online... 4 APRENDA A SER INOVADOR PARA FICAR À FRENTE DA CONCORRÊNCIA QUAIS OS PASSOS NECESSÁRIOS PARA PLANEAR E REALIZAR UMA CONFERÊNCIA ONLINE DE SUCESSO! COMO DAR AULAS NUMA SALA DE AULA VIRTUAL! CONTEÚDOS Como

Leia mais

Marketing de Feiras e Eventos: Promoção para Visitantes, Expositores e Patrocinadores

Marketing de Feiras e Eventos: Promoção para Visitantes, Expositores e Patrocinadores Gestão e Organização de Conferências e Reuniões Organização de conferências e reuniões, nos mais variados formatos, tais como reuniões educativas, encontros de negócios, convenções, recepções, eventos

Leia mais

Como desenvolver o seu plano empresarial

Como desenvolver o seu plano empresarial PLANO EMPRESARIAL Como desenvolver o seu plano empresarial l Esta apresentação tem por objetivo sugerir a criação de um plano empresarial focando q Anatomia de um plano empresarial q Base para a automatização

Leia mais

No entanto, antes de ser financeira, a crise tem uma natureza económica.

No entanto, antes de ser financeira, a crise tem uma natureza económica. INTERVENÇÃO DO PRESIDENTE DA AEP - ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL DE PORTUGAL, JOSÉ ANTÓNIO BARROS, NA CONFERÊNCIA «O QUE FAZER POR PORTUGAL? MEDIDAS PARA ULTRAPASSAR A CRISE», SOB O TEMA «AS PESSOAS E AS EMPRESAS

Leia mais

Relatório Final da Acção de Formação

Relatório Final da Acção de Formação Acção de Formação: Sustentabilidade na Terra e Energia na Didáctica das Ciências Contexto: utilização da Web 2.0 aplicada à didáctica do ensino das Ciências Relatório Final da Acção de Formação Centro

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM Introdução ÍNDICE Boas práticas no dia a dia das clínicas de imagem A Importância de se estar conectado às tendências As melhores práticas no mercado de

Leia mais

Introdução à Empresa

Introdução à Empresa Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa Introdução à Empresa 2º Semestre - 2009/2010 - Exame de 1ª Época NÃO VIRE ESTA FOLHA NEM NENHUMA DAS OUTRAS QUE CONSTITUEM A PROVA ANTES DE RECEBER

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

Encontrar sempre a melhor solução que potencie o retorno dos seus investimentos e que adicione real valor às suas equipas e estratégias.

Encontrar sempre a melhor solução que potencie o retorno dos seus investimentos e que adicione real valor às suas equipas e estratégias. Desde 2003, esta nossa atitude de estarmos sempre prontos a compreender e adaptarmonos às suas necessidades e partilhar os seus valores, é o que nos permite em conjunto atingir os objectivos propostos.

Leia mais

DIRECTOR(A) DE RESTAURAÇÃO

DIRECTOR(A) DE RESTAURAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL DIRECTOR(A) DE RESTAURAÇÃO ÁREA DE ACTIVIDADE - HOTELARIA, RESTAURAÇÃO E TURISMO OBJECTIVO GLOBAL - Planear, dirigir e controlar as actividades de produção e de serviço de alimentos

Leia mais

NEUBI Plano de actividades. Índice. Pag.1.Introdução Pag.2 a 5.Actividades previstas Pag.6.Conclusão Pag.7.Créditos

NEUBI Plano de actividades. Índice. Pag.1.Introdução Pag.2 a 5.Actividades previstas Pag.6.Conclusão Pag.7.Créditos 1 Índice Pag.1.Introdução Pag.2 a 5.Actividades previstas Pag.6.Conclusão Pag.7.Créditos 2 Introdução O núcleo de Estudantes de Engenharia Electromecânica da Universidade da Beira Interior (NEUBI) é uma

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 1 2 EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 3 4 TÍTULO: Empreendedorismo jovem - metodologia

Leia mais

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS lano de Activida e es Orçamento PPI 2012 À INTRODUCÃO Para cumprimento do disposto na alínea a) do n 2 do artigo 34 da lei n 169/99 de 18 de Setembro, na redacção que lhe

Leia mais

TURISMO DE NATUREZA. AEP / Gabinete de Estudos

TURISMO DE NATUREZA. AEP / Gabinete de Estudos TURISMO DE NATUREZA AEP / Gabinete de Estudos Junho de 2008 1 1. Situação a nível europeu De acordo com o Estudo realizado por THR (Asesores en Turismo Hotelería y Recreación, S.A.) para o Turismo de Portugal,

Leia mais

indiferenca.com Índice Empresa Pág. 3 Valores Pág. 3 Mercado Pág. 4 Serviços Pág. 4 Marcas Pág. 6 Protocolo Pág. 7 Vantagens

indiferenca.com Índice Empresa Pág. 3 Valores Pág. 3 Mercado Pág. 4 Serviços Pág. 4 Marcas Pág. 6 Protocolo Pág. 7 Vantagens Página2 Índice Empresa Valores Mercado Serviços Marcas Protocolo Vantagens a. Alunos / Docentes / Funcionários Contrapartidas Pág. 3 Pág. 3 Pág. 4 Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 7 Pág. 8 Pág. 8 4440-650 Valongo

Leia mais

Somos Solução. Empresa empenhada em divulgar os seus produtos, deslocando-se para todo o país deixando de norte a sul a sua marca de qualidade.

Somos Solução. Empresa empenhada em divulgar os seus produtos, deslocando-se para todo o país deixando de norte a sul a sua marca de qualidade. Somos Solução APRESENTAÇÃO Achamos que mais importante do que captar-mos a sua atenção, é você captar a atenção dos seus futuros clientes... Através dos nossos trabalhos! Empresa empenhada em divulgar

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

SOOS. Manual do Franchisado. 1 www.soos.pt

SOOS. Manual do Franchisado. 1 www.soos.pt SOOS Manual do Franchisado 1 www.soos.pt Índice Apresentação da empresa... 3 Gerir um negócio em franchising... 3 Compreendendo o negócio... 3 O novo conceito... 3 A oportunidade... 4 Os nossos serviços...

Leia mais

PLANO DE MARKETING PLANO DE MARKETING PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM RESTAURANTE MODERNO EM S. TOMÉ. ORIENTADOR: Prof. Dr. David Nelson Salbany Russell

PLANO DE MARKETING PLANO DE MARKETING PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM RESTAURANTE MODERNO EM S. TOMÉ. ORIENTADOR: Prof. Dr. David Nelson Salbany Russell PARA IMPLEMENTAÇÃO DE UM RESTAURANTE MODERNO EM S. TOMÉ ORIENTADOR: Prof. Dr. David Nelson Salbany Russell LICENCIATURA EM MARKETING E COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Finalidade: Estudar um plano de marketing

Leia mais

De acordo com os objectivos previamente definidos para esta investigação, apresentamos de seguida as respectivas conclusões:

De acordo com os objectivos previamente definidos para esta investigação, apresentamos de seguida as respectivas conclusões: 7.1 Conclusões De acordo com os objectivos previamente definidos para esta investigação, apresentamos de seguida as respectivas conclusões: 1 - Descrever os instrumentos/modelos de gestão e marketing estratégicos

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão dos Transportes e do Turismo 2014/2241(INI) 22.5.2015 PROJETO DE RELATÓRIO sobre novos desafios e ideias para o fomento do turismo na Europa (2014/2241(INI)) Comissão

Leia mais

guia de consulta para agentes

guia de consulta para agentes Não deixe de utilizar todas as ferramentas a que tem direito para ajudar a impulsionar o seu negócio e aconselhar os seus clientes da melhor forma. guia de consulta para agentes de viagens 2014 O ÚNICO

Leia mais

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel.

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. Projecto A Oficina+ ANECRA é uma iniciativa criada em 1996, no âmbito da Padronização de Oficinas ANECRA. Este projecto visa reconhecer a qualidade

Leia mais

CONSULTAR E RESERVAR ONLINE

CONSULTAR E RESERVAR ONLINE CONSULTAR E RESERVAR ONLINE COMO RESERVAR ONLINE Para a Royal Caribbean International, a razão do nosso sucesso, são todos os nossos parceiros. Estamos sempre disponíveis para facilitar os seus negócios

Leia mais

Uma Publicação Grupo IPub. Guia. redes sociais para clínica de estética. Guia de redes sociais para clínica de estética

Uma Publicação Grupo IPub. Guia. redes sociais para clínica de estética. Guia de redes sociais para clínica de estética Uma Publicação Grupo IPub Guia redes sociais para clínica de estética Guia de redes sociais para clínica de estética Conteúdo 1. Introdução 2. A força das redes sociais para clínica de estética 3. As redes

Leia mais

Caracterização do Projecto

Caracterização do Projecto Caracterização do Projecto http://www.cm-lousa.pt/educacao/alimbem_crscsaud.htm O Projecto "Alimenta-te bem, Cresce saudável" tem a sua base na preocupação da Autarquia em garantir a todas as crianças

Leia mais

UM PROGRAMA PARA A MUDANÇA

UM PROGRAMA PARA A MUDANÇA UM PROGRAMA PARA A MUDANÇA pelo valor da nossa terra Preâmbulo O Concelho de Seia enfrenta hoje desafios absolutamente determinantes e estratégicos. Num tempo de aceleradas mudanças e de forte competitividade,

Leia mais

LEONARDO DA VINCI PROGRAMME

LEONARDO DA VINCI PROGRAMME Anexo C ao Módulo C3 MANUAL DO FORMANDO Página 1 de 13 PLANEAMENTO DE RECURSOS PARA A ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS DESCRIÇÃO GERAL DO MÓDULO Para produzir um evento, os organizadores contam com a utilização

Leia mais

A evolução no setor da hotelaria e turismo. Qual é o espaço para os websites dos hotéis

A evolução no setor da hotelaria e turismo. Qual é o espaço para os websites dos hotéis ÍNDICE Introdução A evolução no setor da hotelaria e turismo Qual é o espaço para os websites dos hotéis Como garantir que o consumidor irá visitar o website de um hotel As vantages que um bom website

Leia mais

"Raid à Neve" Passeio TT Turístico - Serra da Estrela. 12 a 14 de Fevereiro de 2016 RAID À NEVE - SERRA DA ESTRELA

Raid à Neve Passeio TT Turístico - Serra da Estrela. 12 a 14 de Fevereiro de 2016 RAID À NEVE - SERRA DA ESTRELA Passeio TT Turístico - Serra da Estrela "Raid à Neve" 12 a 14 de Fevereiro de 2016 Como tão amplamente solicitado voltamos à Serra da Estrela em 2016 para um passeio de todo-o-terreno 4x4. Após difíceis

Leia mais

Rede de Informação do INE em Bibliotecas do Ensino Superior

Rede de Informação do INE em Bibliotecas do Ensino Superior Rede de Informação do INE em Bibliotecas do Ensino Superior Francisco Correia Departamento de Difusão e Promoção Instituto Nacional de Estatística Avenida António José de Almeida 1000-043 Lisboa Tel: 218426143

Leia mais

Plano Estratégico Manual Nº 7 Curso de Microcrédito Financiado por Parceria com Millennium BCP Produção da

Plano Estratégico Manual Nº 7 Curso de Microcrédito Financiado por Parceria com Millennium BCP Produção da Plano Estratégico Manual Nº 7 Curso de Microcrédito Financiado por Parceria com Millennium BCP Produção da e FICHA TÉCNICA Origem Orientação da colecção UNIAUDAX Este manual faz parte de uma série de manuais

Leia mais

Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Gestão de Santarém. Plano de Marketing

Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Gestão de Santarém. Plano de Marketing Plano de Marketing Curso: Marketing e Publicidade Cadeira: Marketing II Docente: Dr. Fernando Gaspar Discente: Alexandra Marujo_9006 Ano lectivo: 2007/2008 1 Índice Introdução.pg 3 Macro ambiente..pg 3

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

Entrevista. com. Reitor da Universidade de Cabo Verde, António Correia e Silva

Entrevista. com. Reitor da Universidade de Cabo Verde, António Correia e Silva Entrevista com Reitor da Universidade de Cabo Verde, António Correia e Silva A Universidade Pública de Cabo Verde vem assumindo cada vez maior importância na formação superior orientada para o conhecimento

Leia mais

A Concepção da Ideia

A Concepção da Ideia A Concepção da Ideia Inov@emprego - Fórum do emprego, formação e empreendedorismo do litoral alentejano Tiago Santos Sines, 7 de Novembro de 2008 Sines Tecnopolo O Sines Tecnopolo é uma associação de direito

Leia mais

Introdução 02. CRER Metodologia Integrada de Apoio ao Empreendedor 04. Passos para criação do CRER Centro de Recursos e Experimentação 05

Introdução 02. CRER Metodologia Integrada de Apoio ao Empreendedor 04. Passos para criação do CRER Centro de Recursos e Experimentação 05 criação de empresas em espaço rural guia metodológico para criação e apropriação 0 Introdução 02 O que é o CRER 03 CRER Centro de Recursos e Experimentação 03 CRER Metodologia Integrada de Apoio ao Empreendedor

Leia mais

Carta de Compromisso da Rede ROTA VICENTINA

Carta de Compromisso da Rede ROTA VICENTINA Carta de Compromisso da Rede ROTA VICENTINA A Rota Vicentina (RV) é uma rota pedestre ao longo do Sw de Portugal que pretende afirmar esta região enquanto destino internacional de turismo de natureza,

Leia mais

Fazer um plano de marketing

Fazer um plano de marketing Gerir - Guias práticos de suporte à gestão Fazer um plano de marketing A coerência e articulação das diferentes políticas da empresa ou produto(s) é responsável em grande parte pelo seu sucesso ou insucesso.

Leia mais

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES 2015 2 Formar gestores e quadros técnicos superiores, preparados científica e tecnicamente para o exercício de funções na empresa

Leia mais

PHC dintranet. A gestão eficiente dos colaboradores da empresa

PHC dintranet. A gestão eficiente dos colaboradores da empresa PHC dintranet A gestão eficiente dos colaboradores da empresa A solução ideal para a empresa do futuro, que necessita de comunicar de modo eficaz com os seus colaboradores, por forma a aumentar a sua produtividade.

Leia mais

CARTA DE QUALIDADE EMPRESAS DE ANIMAÇÃO TURÍSTICA DAS CASAS BRANCAS DO LITORAL ALENTEJANO E COSTA VICENTINA

CARTA DE QUALIDADE EMPRESAS DE ANIMAÇÃO TURÍSTICA DAS CASAS BRANCAS DO LITORAL ALENTEJANO E COSTA VICENTINA CARTA DE QUALIDADE EMPRESAS DE ANIMAÇÃO TURÍSTICA DAS CASAS BRANCAS DO LITORAL ALENTEJANO E COSTA VICENTINA I. CRITÉRIOS IMPERATIVOS Comprometo me a cumprir todos os critérios aqui descritos como imperativos,

Leia mais

Em Entrevistas Profissionais

Em Entrevistas Profissionais Em Entrevistas Profissionais Amplie a sua performance na valorização das suas competências 2011 Paula Gonçalves [paula.goncalves@amrconsult.com] 1 Gestão de Comunicação e Relações Públicas As Entrevistas

Leia mais

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução:

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução: EDIÇÃO 2011/2012 Introdução: O Programa Formação PME é um programa financiado pelo POPH (Programa Operacional Potencial Humano) tendo a AEP - Associação Empresarial de Portugal, como Organismo Intermédio,

Leia mais

P l a n o d e A c t i v i d a d e s

P l a n o d e A c t i v i d a d e s P l a n o d e A c t i v i d a d e s A n o d e 2 0 1 4 A TURIHAB Associação do Turismo de Habitação, em 2014, desenvolverá o seu plano de actividades em três vertentes fundamentais: - Inovação e Desenvolvimento

Leia mais

www.inescrm.com.br 1

www.inescrm.com.br 1 www.inescrm.com.br 1 A receita para o sucesso nos tempos de hoje Estimado leitor, Este espaço está especialmente desenhado para que conheçam nossa filosofia, nossa maneira de ver e sentir os negócios.

Leia mais

Relatório de Estágio

Relatório de Estágio Instituto Politécnico da Guarda Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio CRISTIANO DIAMANTINO CLARA NUNES NÚMERO: 1010094 RELATÓRIO DE ESTÁGIO PARA OBTENÇÃO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

Sistemas de categorias 15 ANEXO II SISTEMAS DE CATEGORIAS

Sistemas de categorias 15 ANEXO II SISTEMAS DE CATEGORIAS Sistemas de categorias 15 ANEXO II SISTEMAS DE Sistemas de categorias 16 Sistemas de categorias 17 ÍNDICE 1. Introdução 2.Dimensão estratégica do conceito imagem interna de marca corporativa 2.1. Significados

Leia mais

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Outubro de 2009 Agenda EM DESTAQUE Estágios e Suplemento ao Diploma- uma aposta no futuro! Índice Nota Editorial Eventos/Notícias Na Primeira Pessoa Manz

Leia mais

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR CONTEÚDO 1 2 3 4 5 6 Por que as empresas precisam estar conectadas ao mundo mobile Como os aplicativos mobile podem atrair mais clientes. Como os aplicativos

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão da Qualidade

Manual do Sistema de Gestão da Qualidade Formamos Pessoas! Concebemos Soluções! Manual do Sistema de Gestão da Qualidade Elaborado por Revisto por Aprovado por GT-ISO GT-ISO DT 17 de Novembro de 2011 Código do Documento : MP_DG_MSGQ Versão 2.1

Leia mais

Alianças. vencer. Paulo Malo Em entrevista. HotelPress Substitui compra de jornais. Que futuro para os hotéis portugueses?

Alianças. vencer. Paulo Malo Em entrevista. HotelPress Substitui compra de jornais. Que futuro para os hotéis portugueses? Ano 07 Nº 71 Setembro 2011 Mensal Preço de Capa: 10 (Portugal) A REVISTA DO GESTOR HOTELEIRO Dossier Novas TECNOLOGIAS Em análise Alianças para vencer Que futuro para os hotéis portugueses? 71 + Paulo

Leia mais