programa sebrae 2014:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "programa sebrae 2014:"

Transcrição

1 programa sebrae 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e pequenas empresas nas cidades-sede caderno de conhecimento: SerViÇoS

2 FICHA TÉCNICA SEBRAE SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Presidente do Conselho Deliberativo Roberto Simões Diretor-Presidente Luiz Barretto Diretor Técnico Carlos Alberto dos Santos Diretor de Administração e Finanças José Claudio dos Santos Gerente da Unidade de Atendimento Coletivo Serviços Vinicius Lages Coordenação do Programa Sebrae 2014 Dival Schmidt Filho Larissa Xavier Natário Teixeira Unidades Estaduais do Sebrae Dirigentes Amazonas: Maurício Seffair Bahia: Lauro Ramos Ceará: Alci Gurgel Distrito Federal: Rodrigo Sá Mato Grosso: José Guilherme Ribeiro Minas Gerais: Afonso Rocha Paraná: Allan Costa Pernambuco: Roberto Castelo Branco Rio de Janeiro: Cezar Vasquez Rio Grande do Norte: José Ferreira de Melo Rio Grande do Sul: Marco Antônio Ribeiro São Paulo: Ricardo Tortorella Coordenadores Estaduais Amazonas: José Araújo Gomes Bahia: Richard Alves Ceará: Antônio Luiz do Nascimento Neto Distrito Federal: Roberto Faria Santos Filho Mato Grosso: Marisbeth Maria Gonçalves Minas Gerais: Mônica Stela de Alencar Castro Paraná: Aldo Cesar Carvalho Pernambuco: Jose Oswaldo Ramos Rio de Janeiro: Danuza Costa Magalhães de Almeida Rio Grande do Norte: Célio José Vieira de Moura Rio Grande do Sul: Amanda B. H. Paim São Paulo: José Bento Desie FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Presidente Carlos Ivan Simonsen Leal Diretor Executivo da FGV Projetos Cesar Cunha Campos Coordenação do Núcleo de Luiz Gustavo M. Barbosa EQUIPE DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Coordenação Geral do Estudo Airton Pereira Luiz Gustavo M. Barbosa Coordenação Executiva Roberto Pascarella Justa Equipe Técnica Agnes Dantas André Meyer Coelho Gabriela Serpa Isabel Farias Roberto Pascarella Justa Thais Padinha DIAGRAMAÇÃO Quattri Design

3 Índice 5 INTRODUÇÃO 6 Notação Metodológica do Mapeamento de Oportunidades 9 RESULTADOS CONSOLIDADOS 11 Função: Acessibilidade 12 Função: Comunicação 14 Função: Esporte 15 Função: Logística 16 anexos 17 anexo 1 - Estrutura Analítica e Principais Atividades do Setor 21 anexo II - Requisitos de Contratação 27 anexo III - Oportunidades no Setor de Serviços

4 4 PROGRAMA SEBRAE 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas nas Cidades-Sede Abreviaturas e Siglas ABNT AVCB CADIN CIPP CNAE CNPJ COI CRM CPF FGTS FGV FIFA GPS HSB Associação Brasileira de Normas Técnicas Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados do Setor Público Federal Certificado de Inspeção para o Transporte de Produtos Perigosos Classificação das Atividades Econômicas Cadastro de Pessoa Jurídica Comitê Olímpico Internacional Conselho Regional de Medicina ou similar Cadastro de Pessoas Físicas Fundo de Garantia do Tempo de Serviço Fundação Getulio Vargas Fédération Internationale de Football Association Guia da Previdência Social Requisitos Host Broadcast Services (HBS) IBAMA Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis IPHAN Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico IRPJ Imposto de Renda Pessoa Jurídica ISO International Organization for Standardization MPE Micro e Pequena Empresa PGRS Plano de Gerenciamento de Resíduos dos Serviços de Saúde REI Inscrição no Registro de Exportadores e Importadores RNTRC Registro de Transportadores Rodoviários de Cargas SA8000 Social Accountability 8000 SEBRAE Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SERASA Centralização dos Serviços Bancários TRR Registro de Transportador-Revendedor-Retalhista

5 Caderno de Conhecimento: SERVIÇOS 5 Introdução Este documento apresenta o mapeamento de oportunidades, decorrentes do evento mobilizador Copa do Mundo FIFA 2014, para as micro e pequenas empresas (MPEs) no setor de SERVIÇOS, realizado em conjunto pela Fundação Getulio Vargas (FGV), SE- BRAE e unidades estaduais no âmbito do PROGRAMA SEBRAE Além dos resultados encontrados em termos de oportunidades de negócios para as MPEs no setor em estudo e de seus requisitos de mercado, também são descritos, de forma sucinta, os aspectos metodológicos específicos no processo de mapeamento das oportunidades do setor de SERVIÇOS. Mais detalhes sobre a construção da metodologia do mapeamento de oportunidades em geral e as implicações para o PROGRAMA SEBRAE 2014 podem ser encontrados em seus respectivos cadernos de conhecimento. É importante salientar que os resultados contidos neste estudo não se esgotam em si mesmos. Na verdade, as descobertas do trabalho devem ser vistas como o insumo inicial de dados e informações do Programa SEBRAE Nesse sentido, é fundamental o aprimoramento e o detalhamento dessas descobertas para que o SEBRAE e suas unidades estaduais possam auxiliar as MPEs brasileiras no contexto da Copa do Mundo FIFA 2014.

6 6 PROGRAMA SEBRAE 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas nas Cidades-Sede Notação Metodoló- gica do Mapeamento de Oportunidades A identificação das oportunidades para as MPEs no setor de SERVIÇOS, decorrentes do evento mobilizador Copa do Mundo FIFA 2014, foi realizada com base em uma metodologia desenvolvida especificamente para essa finalidade. A Figura 1, a seguir, apresenta esquematicamente as etapas percorridas para o desenvolvimento metodológico do estudo. Mais detalhes sobre cada uma das etapas podem ser encontrados no Caderno de Conhecimento Metodologia. Figura 1 - Metodologia de Estudo do Mapeamento de Oportunidades Como mostra a Figura 1, inicialmente foi elaborado, por um painel de especialistas, o instrumento de coleta de dados do setor de SERVIÇOS. Nesses instrumentos é listado o conjunto de atividades do setor, totalizando 114 diferentes tipos de atividades (Anexo 1), distribuídas em 4 funções e 18 áreas. Esse conjunto de atividades deu origem à estrutura analítica do estudo no setor, mostrada na Figura 2.

7 Caderno de Conhecimento: SERVIÇOS 7 Figura 2 - Estrutura analítica das atividades do setor de SERVIÇOS Após a elaboração do instrumento de coleta de dados, o levantamento de oportunidades, no âmbito nacional, foi realizado junto aos especialistas consultados pela FGV. Assim, o objetivo era identificar a chance de atuação de uma MPE em cada uma das atividades do setor. Sendo assim, os especialistas classificaram cada atividade de acordo com a possibilidade de contratação/atuação de uma MPE, considerando determinados parâmetros, listados a seguir: a) Existência de grandes parceiros nacionais: significa a parceria firmada, em determinadas atividades, entre grandes empresas de SERVIÇOS e alguns de seus fornecedores de insumos e produtos ou prestadores de serviços. Essa parceria, em âmbito nacional, reduz o espaço de atuação de micro e pequenos estabelecimentos locais em algumas áreas; b) Exclusividade de fornecedores: quando uma empresa é detentora de tecnologia, matéria-prima, insumo ou serviço exclusivos, reduz-se a possibilidade de concorrência ou participação de outras empresas, sendo MPEs ou não; c) Grau de complexidade de recursos técnicos envolvidos: quando as atividades a serem executadas são muito complexas, do ponto de vista técnico, a participação de micro e pequenas empresas pode ser dificultada; d) Histórico do setor: trata-se da memória institucional do setor de SERVIÇOS, seu histórico de contratação e relacionamento com parceiros, podendo existir ou não evidências de contratação de MPEs para a atividade. Para que as oportunidades identificadas possam ser aproveitadas pelas empresas é necessário que as mesmas estejam adequadas às exigências de seus contratantes. Dessa maneira, como parte da metodologia, o painel de especialistas e a pesquisa de campo levantaram o conjunto de requisitos de contratação a serem cumpridos pelas empresas fornecedoras. Os requisitos, esquematicamente exemplificados na Figura 3, foram organizados em quatro diferentes tipos: > > Documentação geral documentos exigidos pela legislação brasileira para formalização e funcionamento de empresas em qualquer área de atuação, como, por exemplo, CNPJ, alvará de funcionamento e nota fiscal; > > Documentação específica documentação exclusiva do setor de SERVIÇOS, considerada, muitas das vezes, obrigatória para a atuação de empresas em determinadas atividades do setor; > > Gestão requisitos gerais de gestão de negócios, comuns a qualquer empresa. Contudo, podem conter especificidades para o setor, como, por exemplo, avaliação de controle de risco e planejamento para identificação de perigos; > > Sustentabilidade programas e certificações voltados à sustentabilidade e à responsabilidade social e ambiental. Refere-se à preocupação dos empreendimentos em minimizar os impactos ocasionados por suas atividades.

8 8 PROGRAMA SEBRAE 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas nas Cidades-Sede Figura 3 - Estrutura analítica e exemplificação dos requisitos de contratação A natureza dos diferentes tipos de requisitos estão explicadas no Caderno de Conhecimento Metodologia deste estudo. Finalmente, a última etapa da metodologia no nível nacional, após a identificação das oportunidades e definição dos requisitos de contratação, refere-se ao levantamento da densidade de micro e pequenas empresas nas atividades consideradas como oportunidades. Mais detalhes sobre o cálculo de densidade podem ser encontrados no Caderno de Conhecimento Metodologia.

9 Caderno de Conhecimento: SERVIÇOS 9 Resultados consolidados A identificação das oportunidades surgidas no setor de SERVIÇO para a Copa do Mundo FIFA 2014, em âmbito nacional, foi obtida por meio da utilização de pesquisa de campo com especialistas do setor em estudo, considerando-se os parâmetros considerados para avaliação das oportunidades (mencionados ). Das 114 atividades levantadas inicialmente (Anexo 1), 56 foram apontadas como potencial oportunidade de atuação de MPEs, de acordo com a coleta de dados primários. A possibilidade de participação de MPEs foi identificada em atividades como serviços de gestão de pequenos equipamentos esportivos, de transporte de cargas, de etiquetagem, de elaboração de projetos de adaptação de equipamentos turísticos para pessoas com necessidades especiais, entre outras.

10 10 PROGRAMA SEBRAE 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas nas Cidades-Sede Funções Nas próximas seções é apresentado o mapeamento de oportunidades para o setor de SERVIÇOS no contexto da Copa do Mundo FIFA Os resultados serão mostrados por função da estrutura analítica do estudo, em quadros individualizados. Cada quadro apresenta cinco colunas: 1) Área: significa em qual área da estrutura analítica do setor de SERVIÇOS a atividade mapeada se encontra; 2) Atividade: é o micro dado do estudo e sua parte mais importante. É a efetiva atividade identificada com chance alta de atuação de uma MPE; 3) : a estrutura analítica do estudo foi elaborada com base na experiência de profissionais da área e da realidade diária e prática do setor. Assim, as atividades descritas não necessariamente se enquadram na classificação de atividades econômicas do Brasil. Além disso, as empresas brasileiras podem realizar mais de um tipo de atividade econômica, mas elas se registram de acordo com a principal atividade. Assim, para cada atividade, foi elaborada uma lista de possíveis códigos CNAE oficiais sob os quais estas atividades podem se encaixar; 4) Descrição : é a descrição dos códigos CNAE selecionados para as atividades; 5) de MPEs: o cálculo explicado na metodologia deste estudo leva em consideração o universo de empresas classificadas sob o código CNAE em análise e a respectiva parcela de MPEs nesse mesmo universo. Quanto mais próximo de 1, mais MPEs existem na atividade econômica.

11 Caderno de Conhecimento: SERVIÇOS 11 Função: Acessibilidade A função Acessibilidade apresentou oportunidades na área de Adaptação, principalmente na atividade de elaboração de projetos arquitetônicos adaptados para equipamentos turísticos. O Quadro 2, exibe as atividades identificadas no contexto dos investimentos para a realização da Copa do Mundo FIFA 2014 no Brasil no segmento de Acessibilidade para atuação das MPEs. Quadro 1 - Oportunidades na função Acessibilidade Área Atividade Descrição Adaptação Consultoria em atividades desportivas e lazer adaptado Elaboração de projetos arquitetônicos para equipamentos turísticos em conformidade com a ABNT Atividades profissionais, científicas e técnicas não Adaptação Serviços de arquitetura 0,50 A atividade de consultoria em atividades desportivas e lazer adaptado apresenta na fase pré-evento e, principalmente na fase do evento, oportunidade de desenvolvimento da área que ainda é pouco explorada no Brasil. Com o maior apelo da mídia sobre a prática de esportes, tanto por causa da Copa do Mundo FIFA 2014, quanto pelas Olimpíadas de 2016, os portadores de necessidades especiais também serão impelidos a praticar esportes e atividades de lazer para melhora da qualidade de vida. Já a atividade de elaboração de projetos arquitetônicos será impactada na fase pré-evento, a fim de que haja tempo suficiente para adequação dos espaços turísticos até a fase do evento em que turistas nacionais e internacionais portadores de necessidades especiais utilizarão esses equipamentos. Ressalta-se ainda que já existe a obrigatoriedade legal exigindo essa adaptação, porém são poucos os equipamentos turísticos e de lazer que cumprem adequadamente os requisitos da ABNT A isso somam-se as exigências da FIFA e do COI para que os destinos que sediarão Copa do Mundo FIFA 2014 e XXXI Jogos Olímpicos estejam em conformidade com os parâmetros internacionais nesse aspecto. Percebe-se que no Brasil a oferta de atividades e serviços com estrutura, conhecimento e experiência ao atendimento do público com necessidade especial ou mobilidade reduzida ainda é muito baixa. Por isso, as oportunidades de negócios relacionados à acessibilidade são amplas, pois faltam empresas com capacidade técnica para atender a essas demandas, o que abre um nicho de mercado para atuação das MPEs especializadas.

12 12 PROGRAMA SEBRAE 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas nas Cidades-Sede Função: Comunicação O segmento de Comunicação integra atividades relacionadas às áreas de comunicação de marketing, comunicação institucional, mídias e produção audiovisual. A função de Comunicação será de extrema importância para que as empresas de diversos segmentos consigam atingir seus consumidores, uma vez que, por melhor que seja o produto oferecido se o comprador não for informado a respeito das funcionalidades, da qualidade e dos demais atributos do produto não terá estímulo para finalizar as compras. Área Quadro 2 - Oportunidades na função Comunicação Atividade Comunicação de marketing Consultoria em comunicação de marketing Comunicação de marketing Comunicação de marketing Execução de projetos de comunicação de marketing Serviço especializado em promoção de vendas, trade marketing Descrição Atividades de publicidade não especificadas 0, Agências de publicidade Comunicação de marketing Serviço especializado em novas mídias Comunicação de marketing Serviço especializado em marketing direto (mala direta, catálogo, venda pessoal, telemarketing/teleatendimento etc.) Comunicação de marketing Serviço de captação de patrocínio Comunicação de marketing Criação de estandes para feiras e exposições Comunicação de marketing Criação de embalagens Comunicação de marketing Serviço de pesquisas de mercado e de opinião pública Comunicação de marketing Serviço de database marketing Comunicação institucional Assessoria de imprensa Comunicação institucional Assessoria em relações públicas Criação e diagramação de cadastros, listas e outros produtos gráficos Edição integrada à impressão de cadastros, listas e outros produtos gráficos Atividades de publicidade não especificadas Atividades de publicidade não especificadas Atividades de publicidade não especificadas Atividades profissionais, científicas e técnicas não Atividades de publicidade não especificadas Atividades profissionais, científicas e técnicas não 0,39 0,39 0,39 0, Pesquisas de mercado e de opinião pública 0, Serviço de impressão de jornais Serviço de impressão de livros, revistas e outras publicações periódicas Serviço de impressão de material para uso publicitário Serviço de representação comercial de jornais, revistas e outras publicações Serviços de webdesign e outros serviços de apoio gráfico para internet Comercialização de espaço publicitário em mídia impressa (jornais, revistas etc.) Comercialização de espaço publicitário em sites da Internet (sites institucionais, sites de relacionamento, blogs, portais etc.) Comercialização de espaço publicitário em mídia exterior (outdoor, busdoor, painéis etc.) Atividades de publicidade não especificadas Atividades de consultoria em gestão empresarial Atividades de consultoria em gestão empresarial Atividades profissionais, científicas e técnicas não Edição integrada à impressão de cadastros, listas e outros produtos gráficos Impressão de jornais, livros, revistas e outras publicações periódicas Impressão de jornais, livros, revistas e outras publicações periódicas 0,39 0,33 0,33 0,58 0,29 0, Impressão de materiais para outros usos 0, Representantes comerciais e agentes do comércio especializado em produtos não especificados Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda 0,74 0, Agências de publicidade Agências de publicidade Agenciamento de espaços para publicidade, exceto em veículos de comunicação 0,67

13 Caderno de Conhecimento: SERVIÇOS 13 Área Atividade Serviço de publicidade aérea (faixas de propaganda em aeronaves, envelopamento de aeronaves) Descrição Atividades de publicidade não especificadas Serviço de divulgação por alto-falantes Atividades de publicidade não especificadas 0,39 Produção audiovisual Produção de filmes para publicidade Atividades de produção cinematográfica, de vídeos e de programas de televisão 0,76 Produção audiovisual Serviço de fotografia para publicidade Atividades fotográficas e similares 0,75 Produção audiovisual Serviço de laboratórios fotográficos Atividades fotográficas e similares 0,75 Produção audiovisual Filmagem de festas e eventos Atividades fotográficas e similares 0,75 Produção audiovisual Produção audiovisual Serviços de mixagem sonora em produção audiovisual Atividades de pós-produção cinematográfica, de vídeos e programas de TV Atividades de pós-produção cinematográfica, de vídeos e de programas de televisão Atividades de pós-produção cinematográfica, de vídeos e de programas de televisão 0,39 0,96 0,96 O foco dessa função não está na comunicação do evento em si, tendo em vista que esta atividade é regulada pela FIFA, que estabelece quem tem os direitos de imagem, de patrocínio entre outros. As oportunidades para as MPEs que atuam nesse segmento estão no atendimento e suporte empresarial as MPEs de outros ramos de atividade que não dispõe de estrutura interna para realizarem essas atividades por si mesmas. Assim, em geral, contratam serviços especializados de outras MPEs. Algumas das atividades da área de se caracterizam pelas oportunidades para Empreendedores Individuais e Microempresários, como serviços de webdesigners, diagramação, divulgação por alto-falantes, entre outras. Ressalta-se que é necessária a qualificação desses empreendedores para que possam aperfeiçoar seus processos, agregar valor aos serviços prestados e, assim, atender um número maior de clientes.

14 14 PROGRAMA SEBRAE 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas nas Cidades-Sede Função: Esporte Com a proximidade da realização da Copa do Mundo FIFA 2014 a mídia focará cada vez mais o tema esporte, influenciando os consumidores locais a praticarem mais atividades esportivas e consumirem produtos relacionados a essas práticas. Esse cenário representa uma oportunidade para o desenvolvimento de atividades empresariais relacionadas ao tema, como escolas de esportes, gestão de pequenos equipamentos esportivos, assessoria de imprensa especializada em esporte, organização de eventos e competições amadoras, entre outras atividades, conforme mostra o Quadro 3. Área Quadro 3 - Oportunidades na função Esporte Atividade Descrição Administrativa Gestão de pequenos equipamentos esportivos Gestão de instalações de esportes 1,00 Administrativa Elaboração e execução de projetos de marketing esportivo Atividades de publicidade não especificadas Administrativa Assessoria em direito esportivo Atividades jurídicas, exceto cartórios 0,80 Administrativa Conservação e manutenção de equipamentos esportivos Comunicação especializada Assessoria de imprensa especializada Manutenção e reparação de equipamentos e produtos não especificados Atividades de consultoria em gestão empresarial Comunicação especializada Fotografia especializada Atividades fotográficas e similares 0,75 Eventos do setor desportivo Eventos do setor desportivo Eventos do setor desportivo Serviços direcionados ao atleta Serviços direcionados ao atleta Serviços direcionados ao atleta Serviços de educação, formação e capacitação Organização de feiras e salões de produtos esportivos e de lazer Locação de materiais e equipamentos para eventos esportivos Organização de eventos e competições amadoras Serviços de coaching esportivo Clínicas de saúde esportiva (medicina esportiva, fisiatria, ortopedia, nutrição, psicologia, fisioterapia, farmacologia, imunologia e nutrição) Clínicas de odontologia do esporte (fundamental em modalidades de contato e de alto impacto) Escolas de esportes (futebol, futsal, surfe, futevôlei, paradesportos) Atividades esportivas não especificadas Aluguel de máquinas e equipamentos não especificados Atividades esportivas não especificadas Atividades profissionais, científicas e técnicas não 0,39 0,54 0,33 0,65 0,71 0, Atividades de atendimento hospitalar 0, Atividades de atenção ambulatorial executadas por médicos e odontólogos 0, Ensino de esportes 0,83 A área de serviços direcionados ao atleta ainda é incipiente no mercado nacional, são poucas as clínicas especializadas em atendimento aos praticantes de esporte (principalmente os de impacto como boxe, muay thai, por exemplo) e em saúde esportiva. Verifica-se que já existe a prática regular de determinados esportes como forma de lazer e bem-estar, mas não há ampla disponibilidade de atendimento específico de nutrição, fisioterapia, ortopedia etc. para este público que realiza atividades esportivas, o que se configura num nicho de mercado ainda pouco explorado e que é factível para atuação de MPEs, uma vez que não são atividades extensivas em mão de obra.

15 Caderno de Conhecimento: SERVIÇOS 15 Função: Logística O segmento de Logística é hoje reconhecidamente um gargalo para o crescimento econômico do país. Cabe ainda destacar que o crescimento dos negócios dos demais setores, que serão impactados com a realização do megaevento, ampliará ainda mais a demanda por atividades nesta função. Logo, o que se percebe é que as oportunidades já existem e serão ainda mais latentes conforme os investimentos programados nas cidades-sede sejam realizados. O quadro 4 identifica tais oportunidades de desenvolvimento de negócios para as MPEs nacionais com foco na maior demanda que surgirá com a realização do megaevento. Área Armazenagem de carga Quadro 4 - Oportunidades na função Logística Atividade Serviços de separação e montagem de pedidos (identificação e separação de mercadorias de acordo com pedido do cliente) Descrição Atividades de serviços prestados principalmente às empresas não Armazenagem de carga Serviço de etiquetagem de produtos Envasamento e empacotamento sob contrato 0,33 Estoque Serviço de inventário e auditoria de estoque Atividades de serviços prestados principalmente às empresas não 0,35 Estoque Desenvolvimento de projetos de plantas industriais Serviços de arquitetura 0,50 Estoque Desenvolvimento de projetos de layout de armazéns e centros de distribuição Serviços de arquitetura 0,50 Estoque Assessoria para identificação de sistema adequado de gestão de estoques e logística (ex. just in time, milk run etc.) para o cliente Transporte de carga Serviços de contração de fretes rodoviários Transporte de carga Serviço de rastreamento de veículos Transporte de carga Transporte de carga Serviço de rastreamento e monitoramento de carga Serviço de transferência de mercadorias entre unidades fabris ou centro de armazenagem e distribuição Atividades de consultoria em gestão empresarial Atividades relacionadas à organização do transporte de carga Atividades de monitoramento de sistemas de segurança 0,35 0,33 0,34 0, Outras atividades de telecomunicações 0, Atividades relacionadas à organização do transporte de carga Transporte de carga Locação de empilhadeiras e guindastes Carga e descarga 0,29 0,34 A função de logística é vista como atividade de apoio para as MPEs produtoras e que envolve um custo fixo geralmente impraticável para essas empresas que preferem utilizar serviços terceirizados para flexibilizar suas operações. Por isso, MPEs que atuam nesse segmento podem aproveitar nichos de mercado, transformando-se em empresas especializadas em categorias de produtos, o que agrega valor a prestação do serviço para os clientes e permite que a empresa se diferencie pela qualidade do atendimento e não por preço como ocorre com as grandes transportadoras que atuam no Brasil. Destaca-se também a área de transporte de cargas, tanto em longas quanto em curtas distâncias, que é composta por um grande número de profissionais liberais que ainda não são organizados como MPEs. A qualificação, organização e valorização do cooperativismo nesta área poderão prover uma nova dinâmica ao setor.

16 16 PROGRAMA SEBRAE 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas nas Cidades-Sede anexos

17 Caderno de Conhecimento: SERVIÇOS 17 anexo 1 Estrutura analítica e principais atividades do setor Função: Acessibilidade Tipo Atividade Adaptação Consultoria em atividades desportivas e lazer adaptado Adaptação Elaboração de projetos arquitetônicos para equipamentos turísticos em conformidade com a ABNT 9050 Adaptação Serviços especializados de transporte adaptado Capacitação Formação de profissionais e técnicos para o atendimento de paradesportistas Eventos Organização de eventos e competições de paradesportos Eventos Organização de eventos culturais e de lazer para deficientes e portadores de mobilidade reduzida Gestão Gestão de centros de treinamento paradesportivos Função: Comunicação Tipo Comunicação de marketing Comunicação de marketing Comunicação de marketing Comunicação de marketing Comunicação de marketing Comunicação de marketing Comunicação de marketing Comunicação de marketing Comunicação de marketing Comunicação de marketing Comunicação institucional Comunicação institucional Atividade Consultoria em comunicação de marketing Execução de projetos de comunicação de marketing Serviço especializado em promoção de vendas, trade marketing Serviço especializado em novas mídias Serviço especializado em marketing direto (mala direta, catálogo, venda pessoal, telemarketing/teleatendimento etc.) Serviço de captação de patrocínio Criação de estandes para feiras e exposições Criação de embalagens Serviço de pesquisas de mercado e de opinião pública Serviço de database marketing Assessoria de imprensa Assessoria em relações públicas Criação e diagramação de jornais Criação e diagramação de revistas Criação e diagramação de cadastros, listas e outros produtos gráficos Edição integrada à impressão de revistas Edição integrada à impressão de jornais Edição integrada à impressão de cadastros, listas e outros produtos gráficos Serviço de impressão de jornais

18 18 PROGRAMA SEBRAE 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas nas Cidades-Sede Tipo Atividade Serviço de impressão de livros, revistas e outras publicações periódicas Serviço de impressão de material para uso publicitário Serviço de representação comercial de jornais, revistas e outras publicações Atividades de televisão por assinatura por cabo Atividades de televisão por assinatura por micro-ondas Atividades de televisão por assinatura por satélite Serviços de webdesign e outros serviços de apoio gráfico para internet Comercialização de espaço publicitário em televisão Comercialização de espaço publicitário em rádio Comercialização de espaço publicitário em mídia impressa (jornais, revistas etc.) Comercialização de espaço publicitário em sites da Internet (sites institucionais, sites de relacionamento, blogs, portais etc.) Serviço de divulgação por alto-falantes Produção audiovisual Produção audiovisual Produção audiovisual Produção audiovisual Produção audiovisual Produção audiovisual Produção audiovisual Comercialização de espaço publicitário em mídia exterior (outdoor, busdoor, painéis etc.) Comercialização de espaço publicitário em mídia indoor (tv em elevador, lojas, aeroportos etc.) Comercialização de espaço publicitário em aplicativos para celular, mensagens SMS etc. Comercialização de espaço publicitário dentro do conteúdo de programas de televisão, filmes, videogames etc. Serviço de publicidade aérea (faixas de propaganda em aeronaves, envelopamento de aeronaves) Produção de filmes para publicidade Serviço de fotografia para publicidade Serviço de laboratórios fotográficos Filmagem de festas e eventos Serviços de mixagem sonora em produção audiovisual Film commission Atividades de pós-produção cinematográfica, de vídeos e programas de TV Função: Esporte Tipo Atividade Administrativa Administrativa Administrativa Administrativa Administrativa Comunicação especializada Comunicação especializada Comunicação especializada Comunicação especializada Comunicação especializada Eventos do setor desportivo Eventos do setor desportivo Eventos do setor desportivo Eventos do setor desportivo Gestão de pequenos equipamentos esportivos Gestão de museu ou centro de memória de clubes esportivos ou dedicados a grandes atletas brasileiros Elaboração e execução de projetos de marketing esportivo Assessoria em direito esportivo Conservação e manutenção de equipamentos esportivos Assessoria de imprensa especializada Crônica esportiva Jornalismo esportivo Fotografia especializada Conteúdos esportivos para veículos de mídia Organização de feiras e salões de produtos esportivos e de lazer Locação de materiais e equipamentos para eventos esportivos Organização de eventos acadêmico-científicos de esporte e lazer (seminários, colóquios, encontros etc.) Organização de eventos e competições amadoras Serviços direcionados ao atleta Serviços de coaching esportivo Serviços direcionados ao atleta Serviços direcionados ao atleta Serviços de educação, formação e capacitação Clínicas de saúde esportiva (medicina esportiva, fisiatria, ortopedia, nutrição, psicologia, fisioterapia, farmacologia, imunologia e nutrição) Clínicas de odontologia do esporte (fundamental em modalidades de contato e de alto impacto) Escolas de esportes (futebol, futsal, surfe, futevôlei, paradesportos)

19 Caderno de Conhecimento: SERVIÇOS 19 Tipo Serviços de educação, formação e capacitação Pesquisa e sustentabilidade Pesquisa e sustentabilidade Pesquisa e sustentabilidade Atividade Cursos de formação e especializações na área esportiva (gestão, técnicos ou treinadores, profissionais de educação física, medicina esportiva, fisioterapeutas) Consultoria para fabricação de material esportivo sustentável (p. ex.: camisas, tênis, meia etc.) Assessoria para desenvolvimento de produtos Reciclagem de material / equipamento esportivo Função: Logística Tipo Armazenagem de carga Armazenagem de carga Armazenagem de carga Armazenagem de carga Armazenagem de carga Importação e exportação Importação e exportação Importação e exportação Importação e exportação Importação e exportação Estoque Estoque Estoque Estoque Estoque Estoque Estoque Estoque Estoque Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Atividade Locação de armazéns para recebimento de mercadorias Serviço de embalagem de produtos acabados ou semi-acabados Serviço de montagem de kits de produtos acabados Serviços de separação e montagem de pedidos (identificação e separação de mercadorias de acordo com pedido do cliente) Serviço de etiquetagem de produtos Serviços de apoio ao cumprimento de normas (ex.: negociação e fechamento de contratos do câmbio, Registro de Operações Financeiras, preparo e obtenção de licenças de importação e exportação etc.) Assessoria para enquadramento fiscal e tributário Assessoria para desembaraço aduaneiro de exportação (processo burocrático para liberação de cargas) Assessoria para desembaraço aduaneiro de importação (processo burocrático para liberação de cargas) Serviço de seguros internacionais Serviços de gestão de estoques Desenvolvimento de sistema de gerenciamento de armazenagem (sob encomenda ou não) Serviço de controle de estoque integrado com sistemas de gestão dos clientes Serviço de inventário e auditoria de estoque Serviço de projetos de roteirização Desenvolvimento de projetos de plantas industriais Desenvolvimento de projetos de layout de armazéns e centros de distribuição Assessoria para definição de localização de centros de distribuição Assessoria para identificação de sistema adequado de gestão de estoques e logística (ex. just in time, milk run etc.) para o cliente Coleta de materiais (produtos acabados, semi-acabados ou in natura) Conferência de cargas (checagem de quantidade, estado da mercadoria, conferência de dados de nota fiscal etc.) Serviços de contratação de fretes aéreos Serviços de contração de fretes marítimos Serviços de contração de fretes ferroviários Serviços de contração de fretes rodoviários Serviços de contração de fretes intermodais (transferência de produtos de um modal para outro) Transporte rodoviário de carga Transporte aeroviário de carga Transporte ferroviário de carga Transporte hidroviário de carga Transporte dutoviário de carga Serviço especializado em transporte de refugo, logística reversa (produtos danificados, resíduos etc.) Serviço de rastreamento de veículos Serviço de rastreamento e monitoramento de carga Serviço de transferência de mercadorias entre unidades fabris ou centro de armazenagem e distribuição Serviço de distribuição de mercadorias para clientes Locação de empilhadeiras e guindastes

20 20 PROGRAMA SEBRAE 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas nas Cidades-Sede Tipo Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Transporte de carga Atividade Serviço de seguro de cargas Serviços de courier (transporte de documentos/malotes) Locação de contêiner Serviços de ova e desova de contêiner e estivagem de produtos Serviço de unitização de carga (agrupamento de pequenos volumes em um único volume maior)

COMO PRODUTORES E EMPRESAS PRECISAM SE PREPARAR PARA PARTICIPAR E GANHAR ESSE JOGO?

COMO PRODUTORES E EMPRESAS PRECISAM SE PREPARAR PARA PARTICIPAR E GANHAR ESSE JOGO? COMO PRODUTORES E EMPRESAS PRECISAM SE PREPARAR PARA PARTICIPAR E GANHAR ESSE JOGO? Léa Lagares Coordenadora Nacional da Fruticultura e Vitivinicultura Unidade de Atendimento Coletivo Agronegócio - UAGRO

Leia mais

O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA

O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA VAREJO Julho - 2012 O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA Fonte imagem: Disponível em:< http://4.bp.blogspot.com/_caqa6tpillu/tjevn_ah_ei/ AAAAAAAAAAM/3dTp5VPhJ9E/s1600/69589_Papel-de-Parede-Todos-juntos_1280x800.

Leia mais

ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0

ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 Código Descrição 1830-0/03-00 REPRODUCAO DE SOFTWARE EM QUALQUER SUPORTE 6190-6/01-00 PROVEDORES DE ACESSO AS REDES

Leia mais

LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA

LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA Curso Superior de Tecnologia em Comércio Exterior Exportação e Importação Gerência

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO MUSEU DO CAFÉ Organização Social de Cultura CNPJ 02.634.914/0001-30 REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS

ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO MUSEU DO CAFÉ Organização Social de Cultura CNPJ 02.634.914/0001-30 REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO MUSEU DO CAFÉ Organização Social de Cultura CNPJ 02.634.914/0001-30 REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS Capítulo I INTRODUÇÃO Artigo 1º - O presente regulamento

Leia mais

ANEXO III AUTORIZAÇÃO PARA GERAÇÃO DA NFSE A PARTIR DE 01/02/2015. Descrição do Código CNAE 2.0

ANEXO III AUTORIZAÇÃO PARA GERAÇÃO DA NFSE A PARTIR DE 01/02/2015. Descrição do Código CNAE 2.0 7740-3/00 Gestão de ativos intangíveis não-financeiros 03.02 9311-5/00 Gestão de instalações de esportes 03.03 8211-3/00 Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 03.03 8230-0/02 Casas de

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FOTOGRAFIA E FILMAGEM

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FOTOGRAFIA E FILMAGEM OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FOTOGRAFIA E FILMAGEM 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser fotocopiada,

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Centro Sebrae em Conselho Deliberativo Pedro Alves de Oliveira Presidente Diretoria Executiva Igor Montenegro Diretor Superintendente Wanderson

Leia mais

Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio. Pesquisa Anual de Serviços PAS 2009 25/08/2011

Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio. Pesquisa Anual de Serviços PAS 2009 25/08/2011 Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio Pesquisa Anual de Serviços PAS 2009 25/08/2011 Objetivos da PAS 1 - Reunir um conjunto de informações econômicofinanceiras que permitam estimar

Leia mais

OFERTA DE CONSULTORIAS TÉCNICAS E DE GESTÃO PARA NEGÓCIOS

OFERTA DE CONSULTORIAS TÉCNICAS E DE GESTÃO PARA NEGÓCIOS OFERTA DE CONSULTORIAS TÉCNICAS E DE GESTÃO PARA NEGÓCIOS A Universidade do Estado do Pará (UEPA) através da (RITU) com apoio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), disponibiliza ao

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Objetivo SIMPLES NACIONAL 2015. Lucro Real. Outros Modelos de Tributação. Compreender como funciona o SIMPLES

Objetivo SIMPLES NACIONAL 2015. Lucro Real. Outros Modelos de Tributação. Compreender como funciona o SIMPLES Objetivo SIMPLES NACIONAL 2015 Vicente Sevilha Junior setembro/2014 Compreender como funciona o SIMPLES Entender quais atividades podem ou não optar pelo SIMPLES Analisar as tabelas e percentuais do SIMPLES

Leia mais

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto 1 Sumário Executivo (O que é o plano de negócios) 2 Agradecimentos 3 Dedicatória 4 Sumário ( tópicos e suas respectivas páginas) 5 Administrativo - Introdução (O que foi feito no módulo administrativo)

Leia mais

programa sebrae 2014:

programa sebrae 2014: programa sebrae 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e pequenas empresas nas cidades-sede caderno de conhecimento: turismo FICHA TÉCNICA SEBRAE SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

Diretoria de Pesquisa. Serviços 25/08/2010

Diretoria de Pesquisa. Serviços 25/08/2010 Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio Pesquisa Anual de Serviços PAS 2008 25/08/2010 Objetivos da PAS 1 - Reunir um conjunto de informações econômicofinanceiras que permitam estimar

Leia mais

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO - SAMAS - ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO - SAMAS - ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO - SAMAS - ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS Capitulo I - Objetivo. Artigo 1º - O presente regulamento

Leia mais

FRANQUIA MODALIDADE QUIOSQUE

FRANQUIA MODALIDADE QUIOSQUE FRANQUIA MODALIDADE QUIOSQUE SUMÁRIO QUEM SOMOS 02 PREMIAÇÕES 03 ONDE ESTAMOS 04 O MODELO QUIOSQUE 06 NOSSO NEGÓCIO 07 MULTIMARCAS 07 MULTISERVIÇOS 08 PERFIL DO FRANQUEADO 09 VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE

Leia mais

TECNOLOGIA O QUE É O SEBRAETEC A QUEM SE DESTINA COMO PARTICIPAR SETORES ATENDIDOS VANTAGENS AÇÕES NÃO COBERTAS CONTATO

TECNOLOGIA O QUE É O SEBRAETEC A QUEM SE DESTINA COMO PARTICIPAR SETORES ATENDIDOS VANTAGENS AÇÕES NÃO COBERTAS CONTATO Um investimento indispensável para o crescimento da sua empresa. O Sebrae viabiliza serviços de consultoria prestados por uma rede de instituições/empresas detentoras de conhecimento tecnológico. Através

Leia mais

RADIOGRAFIA DAS AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE E PROMOÇÃO COM 10 OU MAIS PESSOAS OCUPADAS

RADIOGRAFIA DAS AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE E PROMOÇÃO COM 10 OU MAIS PESSOAS OCUPADAS RADIOGRAFIA DAS AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE E PROMOÇÃO COM 10 OU MAIS PESSOAS OCUPADAS ABAP / IBGE 2009 FONTE: PSPP Pesquisa de Serviços de Publicidade e Promoção 1 ÍNDICE METODOLOGIA 5 NOTAS TÉCNICAS 6 OBJETIVO

Leia mais

Gestão. Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade. Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Gestão. Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade. Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da Qualidade Gestão O tecnólogo em Gestão da Qualidade é o profissional que desenvolve avaliação sistemática dos procedimentos, práticas e rotinas internas e externas de uma entidade, conhecendo e aplicando

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS SUJEITOS AO IR FONTE - PESSOA JURIDICA. Tipos de Serviços Prestados por Pessoa Juridica Incidência do IR Fonte Fund.

TABELA DE SERVIÇOS SUJEITOS AO IR FONTE - PESSOA JURIDICA. Tipos de Serviços Prestados por Pessoa Juridica Incidência do IR Fonte Fund. Administração de bens ou negocios em geral art. 647 RIR/1999 Advocacia art. 647 RIR/1999 Aluguel do movel ou imovel entre pessoas juridicas art. 647 RIR/1999 Ambulatorio art. 647 RIR/1999 Analise clinica

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FACILIDADES EMPRESARIAIS - ESCRITÓRIO VIRTUAL

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FACILIDADES EMPRESARIAIS - ESCRITÓRIO VIRTUAL OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FACILIDADES EMPRESARIAIS - ESCRITÓRIO VIRTUAL 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS DO IDBrasil Cultura, Educação e Esporte

REGULAMENTO DE COMPRAS DO IDBrasil Cultura, Educação e Esporte REGULAMENTO DE COMPRAS DO IDBrasil Cultura, Educação e Esporte O processo para aquisição de bens, serviços e obras para o IDBrasil Cultura, Educação e Esporte, observará o disposto neste Regulamento de

Leia mais

FEDERAL ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO

FEDERAL ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO CARGO/ESPECIALIDADES Art. 378. Ao Consultor Legislativo, Especialidade Assessoramento Legislativo. ÁREAS DE INTERESSE DO SENADO FEDERAL Agronomia;

Leia mais

INFOMAÇÕES IMPORTANTES CATEGORIAS

INFOMAÇÕES IMPORTANTES CATEGORIAS INFOMAÇÕES IMPORTANTES CATEGORIAS Para efeito de seleção das categorias que possuem divisão de 1 o, 2 o,3 o, vigoram os seguintes paramentos abaixo listados: 1 o categoria Contrato social acima de R$ 30.000,00

Leia mais

Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura BNDES Procult

Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura BNDES Procult Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura BNDES Procult IMPORTANTE O programa BNDES PSI reduziu as taxas de juros no apoio a bens de capital, inovação e exportação. Verifique se o seu

Leia mais

programa sebrae 2014:

programa sebrae 2014: programa sebrae 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e pequenas empresas nas cidades-sede caderno de conhecimento: comércio VareJiSta FICHA TÉCNICA SEBRAE SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS

Leia mais

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO A melhor formação cientifica, prática e metodológica. 1 POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA Marketing Vendas Logística ANTES: foco no produto - quantidade de produtos sem qualidade

Leia mais

SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS

SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS Curitiba, 18 de março de 2015. 1 SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS Sumário APRESENTAÇÃO... 3 JUSTIFICATIVAS E BENEFÍCIOS... 3 COMO OBTER O SELO...

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS.

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA 2016 A Política de Responsabilidade Social da AngloGold Ashanti define como um de seus princípios que a presença de nossa

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

Profissionais formados em Cursos Superiores de Tecnologia ligados à área de Administração podem obter seu registro profissional no CRA/RJ

Profissionais formados em Cursos Superiores de Tecnologia ligados à área de Administração podem obter seu registro profissional no CRA/RJ 19/11/2009 Profissionais formados em Cursos Superiores de Tecnologia ligados à área de Administração podem obter seu registro profissional no CRA/RJ (fonte: CFA) Nos últimos anos cresceu significativamente

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PINACOTECA ARTE E CULTURA - APAC ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS E LOCAÇÕES

ASSOCIAÇÃO PINACOTECA ARTE E CULTURA - APAC ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS E LOCAÇÕES ASSOCIAÇÃO PINACOTECA ARTE E CULTURA - APAC ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS E LOCAÇÕES 2014 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I INTRODUÇÃO CAPÍTULO II DAS COMPRAS Titulo

Leia mais

FRANQUIA MODALIDADE LOJA

FRANQUIA MODALIDADE LOJA FRANQUIA MODALIDADE LOJA SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE APOIO AO MUSEU CASA DE PORTINARI ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS E LOCAÇÕES

ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE APOIO AO MUSEU CASA DE PORTINARI ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS E LOCAÇÕES ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE APOIO AO MUSEU CASA DE PORTINARI ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS E LOCAÇÕES SUMÁRIO CAPÍTULO I INTRODUÇÃO CAPÍTULO II DAS COMPRAS Titulo

Leia mais

ANO 2015. Atenção: Procedimentos para o envio do seu projeto ao SEBRAE:

ANO 2015. Atenção: Procedimentos para o envio do seu projeto ao SEBRAE: Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Pág. 1 de 10 ANO 2015 Atenção: Procedimentos para o envio do seu projeto ao SEBRAE: 1. A solicitação de patrocinio ao SEBRAE deve ser realizada

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 374, de 12 de novembro de 2009 (Alterada pela Resolução Normativa CFA nº 379 de 11/12/09)

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 374, de 12 de novembro de 2009 (Alterada pela Resolução Normativa CFA nº 379 de 11/12/09) Publicada no D.O.U. nº 217, de 13/11/09 Seção 1 Página 183 e 184 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 374, de 12 de novembro de 2009 (Alterada pela Resolução Normativa CFA nº 379 de 11/12/09) Aprova o registro profissional

Leia mais

Grupo 1. Oportunidades

Grupo 1. Oportunidades Grupo Todos nós, de forma direta ou indireta, possuímos relação com atividades, fornecendo produtos e/ou serviços a elas Aumento da carteira de clientes; Possibilidade de oferecer novos serviços/produtos

Leia mais

Entendendo custos, despesas e preço de venda

Entendendo custos, despesas e preço de venda Demonstrativo de Resultados O empresário e gestor da pequena empresa, mais do que nunca, precisa dedicar-se ao uso de técnicas e instrumentos adequados de gestão financeira, para mapear a situação do empreendimento

Leia mais

REGISTRO PROFISSIONAL

REGISTRO PROFISSIONAL REGISTRO PROFISSIONAL 19/11/2009 Profissionais formados em Cursos Superiores de Tecnologia ligados à área de Administração podem obter seu registro profissional no CRA/RJ (fonte: CFA) Nos últimos anos

Leia mais

ROTEIRO PARA SOLICITAÇÃO DE PARECER EM LEIAUTE E FLUXOGRAMA SETOR DE ALIMENTOS

ROTEIRO PARA SOLICITAÇÃO DE PARECER EM LEIAUTE E FLUXOGRAMA SETOR DE ALIMENTOS ROTEIRO PARA SOLICITAÇÃO DE PARECER EM LEIAUTE E FLUXOGRAMA SETOR DE ALIMENTOS Este roteiro só se aplica aos estabelecimentos não obrigados a aprovação de projeto arquitetônico na Vigilância Sanitária

Leia mais

Desoneração da Folha de Pagamentos

Desoneração da Folha de Pagamentos Desoneração da Folha de Pagamentos Legislação Constituição Federal Art. 195, 12 e 13 Lei nº 8.212, de 24 de julho de 1991 Art. 22, inciso I e III Lei nº 12.546, de 14 de dezembro de 2011 Como isso funciona

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SERVIÇOS DE MÍDIA INDOOR

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SERVIÇOS DE MÍDIA INDOOR OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SERVIÇOS DE MÍDIA INDOOR 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL A Profª. Ivânia Maria de Barros Melo dos Anjos Dias, Diretora Geral das Faculdades Integradas Barros Melo, no uso de suas

Leia mais

Orientações para Trâmites dos Projetos com recursos da UDESC

Orientações para Trâmites dos Projetos com recursos da UDESC Orientações para Trâmites dos Projetos com recursos da UDESC 1. Introdução Serão considerados projetos com recursos da UDESC para fins destas orientações aqueles que integram: 1.1 Programa de Apoio à Pesquisa

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 21 DE JANEIRO DE 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 21 DE JANEIRO DE 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 21 DE JANEIRO DE 2014. REGULAMENTA O REQUERIMENTO DE ADESÃO AO PROGRAMA DE DOMICÍLIO FISCAL, QUE SE REFERE À LEI COMPLEMENTAR Nº 66, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2013. JOHN KENNEDY

Leia mais

Fabricação de artigos do vestuário, produzidos em malharias e tricotagens, exceto meias

Fabricação de artigos do vestuário, produzidos em malharias e tricotagens, exceto meias CNAE Grupo CNAE Descrição CNAE Grau de risco 4.-8 4 Confecção de roupas íntimas 4.-6 4 Confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas 4.3-4 4 Confecção de roupas profissionais 4.4-4 Fabricação

Leia mais

Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional

Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional Regulamento Prêmio Sebrae de Jornalismo 6ª edição Nacional 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO 1.1. O Prêmio Sebrae de Jornalismo (PSJ) é um concurso jornalístico instituído pelo Sebrae Nacional Serviço Brasileiro

Leia mais

Cap 4: Principais Aspectos Jurídicos na Distribuição de Insumos no Brasil

Cap 4: Principais Aspectos Jurídicos na Distribuição de Insumos no Brasil Cap 4: Principais Aspectos Jurídicos na Distribuição de Insumos no Brasil AGRODISTRIBUIDOR: O Futuro da Distribuição de Insumos no Brasil. São Paulo: Atlas, 2011. Org: Matheus Alberto Cônsoli, Lucas Sciencia

Leia mais

programa sebrae 2014:

programa sebrae 2014: programa sebrae 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e pequenas empresas nas cidades-sede caderno de conhecimento: tecnologia da informação FICHA TÉCNICA SEBRAE SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO

Leia mais

Conceitos. Empreendedor M E T O D O L O G I A. Atividade Empreendedora. Empreendedorismo. * Fonte: OCDE

Conceitos. Empreendedor M E T O D O L O G I A. Atividade Empreendedora. Empreendedorismo. * Fonte: OCDE METODOLOGIA M E T O D O L O G I A Conceitos Empreendedor Atividade Empreendedora Empreendedorismo * Fonte: OCDE M E T O D O L O G I A Conceitos Empreendedor Indivíduo que tenciona gerar valor através da

Leia mais

LOGÍSTICA. Curso: Gestão Comercial Prof. Daniel Rossi 1.0 UMA FUNÇÃO ESSENCIAL NA EMPRESA

LOGÍSTICA. Curso: Gestão Comercial Prof. Daniel Rossi 1.0 UMA FUNÇÃO ESSENCIAL NA EMPRESA Curso: Gestão Comercial Prof. Daniel Rossi LOGÍSTICA 1.0 UMA FUNÇÃO ESSENCIAL NA EMPRESA O conceito de Logística sempre envolve um fluxo de materiais de uma origem ou destino e, no outro sentido, um fluxo

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2009 SERVIÇOS DE CONSULTORIA DE COORDENAÇÃO DO PROJETO Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Relações Institucionais)

Leia mais

NÚMEROS DA COMUNICAÇÃO NO BRASIL 2011 ESTUDO COMPARATIVO PREPARADO PELA ABAP

NÚMEROS DA COMUNICAÇÃO NO BRASIL 2011 ESTUDO COMPARATIVO PREPARADO PELA ABAP NÚMEROS DA COMUNICAÇÃO NO BRASIL 2011 ESTUDO COMPARATIVO PREPARADO PELA ABAP 1 INTRODUÇÃO Nas tabelas anexas, apresentamos dois estudos que medem a atividade da comunicação no Brasil. É importante entender

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser fotocopiada,

Leia mais

Apresentação. Objetivos

Apresentação. Objetivos PROCEDIMENTOS E CRITÉRIOS PARA CREDENCIAMENTO DE CONSULTORIAS, INSTRUTORIAS, FORNECIMENTOS E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS INDIVIDUAIS Apresentação O presente instrumento apresenta os procedimentos e critérios

Leia mais

FRANQUIA HOME OFFICE

FRANQUIA HOME OFFICE FRANQUIA HOME OFFICE SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO DE SELEÇÃO

Leia mais

II FÓRUM DE SAÚDE PÚBLICA E MEIO AMBIENTE DO CRMV-RJ. Licenciamento Ambiental e o Controle da Comercialização de Agrotóxicos

II FÓRUM DE SAÚDE PÚBLICA E MEIO AMBIENTE DO CRMV-RJ. Licenciamento Ambiental e o Controle da Comercialização de Agrotóxicos II FÓRUM DE SAÚDE PÚBLICA E MEIO AMBIENTE DO CRMV-RJ Licenciamento Ambiental e o Controle da Comercialização de Agrotóxicos NOVO SISTEMA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DECRETO Nº

Leia mais

PARA GESTORES PÚBLICOS

PARA GESTORES PÚBLICOS UM BOM NEGÓCIO PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL PARA GESTORES PÚBLICOS 1 2014 - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Minas Gerais - Sebrae. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É

Leia mais

CARTA-CIRCULAR N 3121

CARTA-CIRCULAR N 3121 CARTA-CIRCULAR N 3121 Altera o Regulamento sobre Contrato de Câmbio e Classificação de Operações do Mercado de Câmbio de Taxas Livres. Levamos ao conhecimento dos interessados que, com base no art. 4 da

Leia mais

TABELA DAS ATIVIDADES SUJEITA A DESONERAÇÃO (Antes da MP 612/2013) - Elaborada por Daniel Pinheiro

TABELA DAS ATIVIDADES SUJEITA A DESONERAÇÃO (Antes da MP 612/2013) - Elaborada por Daniel Pinheiro TABELA DAS ATIVIDADES SUJEITA A DESONERAÇÃO (Antes da MP 612/2013) - Elaborada por Daniel Pinheiro Prestação de Serviços e Comércio varejista Início Atividade de indústria Início TI e TIC exclusivamente:

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO HORTALIÇAS E VEGETAIS PROCESSADOS

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO HORTALIÇAS E VEGETAIS PROCESSADOS OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO HORTALIÇAS E VEGETAIS PROCESSADOS 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES Organizador Patrocínio Apoio PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 O Turismo é uma das maiores fontes de

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO

ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO ADMINISTRAÇÃO / BACHARELADO Dos cursos mais procurados pelos estudantes, o de Administração é um dos mais novos. Enquanto Medicina e Direito formam profissionais desde o século 19, foi apenas em 1946 que

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios Universidade Estácio de Sá Gestão e Negócios A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970, como

Leia mais

Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura,

Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura, Setor produtivo G07 - Gráfica e Edição Visual/ Papel, Papelão e Cortiça. Contém 953505 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0121-1/01 Horticultura, exceto morango 0122-9/00 Cultivo de flores e plantas

Leia mais

POLÍTICA DE PATROCÍNIO DA ELETROBRÁS

POLÍTICA DE PATROCÍNIO DA ELETROBRÁS POLÍTICA DE PATROCÍNIO DA ELETROBRÁS agosto de 2009 Eletrobrás Política de Patrocínio da Eletrobrás A Eletrobrás, alinhada a sua missão de criar, ofertar e implementar soluções que atendam aos mercados

Leia mais

BRASÍLIA, 2013 CAPITAL DE GIRO COMO AS MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PODEM SE BENEFICIAR

BRASÍLIA, 2013 CAPITAL DE GIRO COMO AS MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PODEM SE BENEFICIAR BRASÍLIA, 2013 CAPITAL DE GIRO COMO AS MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PODEM SE BENEFICIAR CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA CNI Robson Braga de Andrade Presidente Diretoria de Comunicação Carlos Alberto

Leia mais

Pesquisa. Os Problemas da Empresa Exportadora Brasileira 2008. Entraves e Prioridades

Pesquisa. Os Problemas da Empresa Exportadora Brasileira 2008. Entraves e Prioridades Pesquisa Os Problemas da Empresa Exportadora Brasileira 2008 Entraves e Prioridades Renato Fonseca Brasília, 1 de outubro de 2008 Apresentação 1. Amostra 2. Entraves à expansão das exportações 3. Tributação

Leia mais

ESTUDO DE COMPETITIVIDADE NITERÓI

ESTUDO DE COMPETITIVIDADE NITERÓI ESTUDO DE COMPETITIVIDADE NITERÓI APRESENTAÇÃO Com o intuito de auxiliar destinos turísticos a analisar, conjugar e equilibrar os diversos fatores que, para além da atratividade, contribuem para a evolução

Leia mais

FICHA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO INFORMAÇÕES CONFIDENCIAIS. Nome do interessado. Cidade onde pretende abrir o negócio

FICHA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO INFORMAÇÕES CONFIDENCIAIS. Nome do interessado. Cidade onde pretende abrir o negócio FICHA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO INFORMAÇÕES CONFIDENCIAIS Nome do interessado Cidade onde pretende abrir o negócio Preencha este Relatório e o envie à ODONTO BRASIL. Entraremos em contato com você em seguida.

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO ESTÚDIO PILATES, YOGA E FISIOTERAPIA

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO ESTÚDIO PILATES, YOGA E FISIOTERAPIA OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO ESTÚDIO PILATES, YOGA E FISIOTERAPIA 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

SÓLAZER CLUBE DOS EXECEPCIONAIS - ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE ESPORTE CNPJ 28.008.530/0001-03

SÓLAZER CLUBE DOS EXECEPCIONAIS - ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE ESPORTE CNPJ 28.008.530/0001-03 SÓLAZER CLUBE DOS EXECEPCIONAIS - ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE ESPORTE CNPJ 28.008.530/0001-03 Capítulo I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS Art. 1º - O presente regulamento tem por finalidade

Leia mais

ESTRATÉGIA DE FIDELIZAÇÃO

ESTRATÉGIA DE FIDELIZAÇÃO ESTRATÉGIA DE FIDELIZAÇÃO PLANEJAMENTO, SEGMENTAÇÃO E AÇÕES DE PROMOÇÃO CASO ABIHPEC EIXOS ESTRATÉGICOS DO PROJETO DE (Resultado do Workshop out 2008) Objetivos Relacionados: 11 - AUMENTAR A DECLARAÇÃO

Leia mais

Ver artigo sobre as Especializações em Contabilidade e as Considerações sobre a Especialização em Contabilidade. Ver ainda a Resolução CFC 560.

Ver artigo sobre as Especializações em Contabilidade e as Considerações sobre a Especialização em Contabilidade. Ver ainda a Resolução CFC 560. - IMPRESSÃO DE PÁGINA - http://www.cosif.com... Page 1 of 6 Cosif Eletrônico - http://www.cosif.com.br/ Documento impresso a partir de http://www.cosif.com.br/mostra.asp?arquivo=especializ2, em 12:34:42

Leia mais

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas IPAAM foi criado no dia 11/03/1996, através do Decreto Estadual Nº 17.033.

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas IPAAM foi criado no dia 11/03/1996, através do Decreto Estadual Nº 17.033. CRIAÇÃO DO IPAAM O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas IPAAM foi criado no dia 11/03/1996, através do Decreto Estadual Nº 17.033. É vinculado diretamente a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento

Leia mais

URBES TRÂNSITO E TRANSPORTES

URBES TRÂNSITO E TRANSPORTES CADASTRO DE FORNECEDORES RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA CADASTRAMENTO NESTA EMPRESA PÚBLICA, CONFORME ARTIGOS 27 A 31 DA LEI FEDERAL 8.666/93 E SUAS ALTERAÇÕES, EM ATENDIMENTO AO ARTIGO 35 DA REFERIDA

Leia mais

PROGRAMA SEBRAE COPA:

PROGRAMA SEBRAE COPA: PROGRAMA SEBRAE COPA: Mapa de oportunidades para as micro e pequenas empresas nas cidades-sede CONSTRUÇÃO CIVIL Relatório Nacional PROGRAMA SEBRAE COPA: Mapa de oportunidades para as micro e pequenas empresas

Leia mais

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza Prova 1 09 de Maio de 2013 Nome: 1ª QUESTÃO (1,0) Segundo os dados divulgados pela ood and Agriculture Organization (AO, 2011) sobre as exportações brasileiras, em

Leia mais

Questões jurídicas e de riscos referentes aos processos de licenciamento e operação de Shoppings Centers

Questões jurídicas e de riscos referentes aos processos de licenciamento e operação de Shoppings Centers Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings ALSHOP Questões jurídicas e de riscos referentes aos processos de licenciamento e operação de Shoppings Centers São Paulo, 26 de julho de 2012 Marcelo Drügg

Leia mais

FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO.

FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. Um dos principais pilares da economia, o agronegócio é marcado pela competitividade. Com 15 anos de experiência, a SIAGRI é uma das mais completas empresas

Leia mais

TRANSPORTADORA BRASILEIRA GASODUTO BOLÍVIA-BRASIL S.A

TRANSPORTADORA BRASILEIRA GASODUTO BOLÍVIA-BRASIL S.A TRANSPORTADORA BRASILEIRA GASODUTO BOLÍVIABRASIL S.A. TBG PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E NÍVEL MÉDIO Edital PSPGEPE01/2007 De 16/10/2007 A

Leia mais

Subáreas. Marketing estratégico: Marketing de varejo

Subáreas. Marketing estratégico: Marketing de varejo Marketing estratégico: Marketing de varejo Marketing de serviços: Marketing de agronegócios Área: Marketing e Vendas Competências diagnóstico mercadológico; metodologia de análise e segmentação de mercado

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

Manual de Relacionamento com Fornecedores de Materiais e Serviços

Manual de Relacionamento com Fornecedores de Materiais e Serviços Manual de Relacionamento com Fornecedores de Materiais e Serviços 2 1. Introdução Para que possamos crescer e nos desenvolver de forma sustentável garantindo a melhoria contínua nos processos, acreditamos

Leia mais

FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO

FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO FRANQUIA MODALIDADE ESCRITÓRIO SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO

Leia mais

O Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas é dirigido às empresas que se enquadrem nas seguintes características:

O Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas é dirigido às empresas que se enquadrem nas seguintes características: Regulamento MPE Brasil - 2015 Artigo 1º - Objetivo O MPE Brasil - Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas se constitui no reconhecimento estadual e nacional às micro e pequenas empresas

Leia mais

COMO SER FORNECEDOR PETROBRAS. Clovis Francisco de Paula Filho André Costa Reis

COMO SER FORNECEDOR PETROBRAS. Clovis Francisco de Paula Filho André Costa Reis COMO SER FORNECEDOR PETROBRAS Clovis Francisco de Paula Filho André Costa Reis GERÊNCIA - MATERIAIS/CDBS Plano Estratégico PETROBRAS Missão Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade social

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

Retenções na Fonte. Normas e Procedimentos para retenções de tributos municipais, estaduais e federais para prestadores de serviços

Retenções na Fonte. Normas e Procedimentos para retenções de tributos municipais, estaduais e federais para prestadores de serviços Retenções na Fonte Normas e Procedimentos para retenções de tributos municipais, estaduais e federais para prestadores de serviços Retenção na Fonte IRPJ (1,5% ). Fato Gerador - O imposto de renda na fonte

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE FORMULÁRIO DE REGISTRO CADASTRAL 1 Preenchimento pela Prefeitura Municipal de Viana

ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE FORMULÁRIO DE REGISTRO CADASTRAL 1 Preenchimento pela Prefeitura Municipal de Viana ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE FORMULÁRIO DE REGISTRO CADASTRAL 1 Preenchimento pela Prefeitura Municipal de Viana São campos de informações, destinado exclusivamente a Prefeitura Municipal de Viana.

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS Maio/2013 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1.1 Resumo dos principais pontos do plano de negócio 1.2 Empreendedores

Leia mais

Apresentação. Entendendo a Copa A Copa em Porto Alegre Oportunidades

Apresentação. Entendendo a Copa A Copa em Porto Alegre Oportunidades Apresentação Entendendo a Copa A Copa em Porto Alegre Oportunidades Impactos Econômicos Mega Eventos 2010 2013 Construção Civil Móveis Tecnologia da Informação 2013... Comércio e Serviços Turismo Produção

Leia mais

ELETROELETRÔNICO, TIC E AUDIOVISUAL

ELETROELETRÔNICO, TIC E AUDIOVISUAL ELETROELETRÔNICO, TIC E AUDIOVISUAL Introdução A Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), eletroeletrônico e audiovisual é um dos complexos mais importantes da economia, uma vez que pode proporcionar

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2011 FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2011 FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2011 FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA PROJETOS REFERENTES AO PROGRAMA LIVRO ABERTO NA AÇÃO FOMENTO A PROJETOS CULTURAIS

Leia mais

PLATAFORMA LOGÍSTICA Instrumento Importante para maior eficiência logística dos Portos Brasileiros O Caso do Porto de Santos

PLATAFORMA LOGÍSTICA Instrumento Importante para maior eficiência logística dos Portos Brasileiros O Caso do Porto de Santos PLATAFORMA LOGÍSTICA Instrumento Importante para maior eficiência logística dos Portos Brasileiros O Caso do Porto de Santos José Newton Barbosa Gama Assessor Especial Dezembro de 2011 SUMÁRIO Problemática

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO MONITORAMENTO E RASTREAMENTO DE VEÍCULOS

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO MONITORAMENTO E RASTREAMENTO DE VEÍCULOS OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO MONITORAMENTO E RASTREAMENTO DE VEÍCULOS 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

TABELA DE RETENÇÃO NA FONTE DAS CONTRIBUIÇÕES - PIS/COFINS/CSLL. SIM (ADI n 10/2004) SIM

TABELA DE RETENÇÃO NA FONTE DAS CONTRIBUIÇÕES - PIS/COFINS/CSLL. SIM (ADI n 10/2004) SIM Serviços/Atividades - PJ Prestadora de Serviços Adiantamento (por conta de aquisições de bens ou prestação de serviços para entrega futura) Administração de bens ou negócios Administração de obras, elaboração

Leia mais

INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS

INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS BLOCO 3 Atuação no Mercado ANO-BASE 2001 CÓDIGO PAEP DA EMPRESA - GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Economia e Planejamento SEADE Fundação Sistema Estadual de Análise

Leia mais