Contenção salarial faz aumentar benefícios a trabalhadores

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Contenção salarial faz aumentar benefícios a trabalhadores"

Transcrição

1 ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 6015 DE 25 DE SETEMBRO DE 2014 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE Recursos Humanos e COACHING Contenção salarial faz aumentar benefícios a trabalhadores Saiba que vantagens podem ter os benefícios com que as empresas tentam compensar o não aumento de salários. RAQUEL CARVALHO Os benefícios mais frequentes >> Seguros Um dos primeiros benefícios atribuídos }é o seguro de saúde, extensível ao agregado. >> Telemóveis e carros Muitas empresas optam por dar carros e cartões de combustível e telemóveis com plafond. >> Descontos Parcerias com várias entidades e clínicas é muito frequente, por forma a conseguir-se descontos. A crise tem levado as empresas a cortar nos salários. Para compensar, as empresas oferecem benefícios como seguros, automóveis ou, em alguns casos, gadgets ou descontos em vários serviços. A Mercer, consultores nas áreas de talentos, benefícios, pensões e investimentos, analisa as estruturas de remuneração no mercado português através de estudos salariais de mercado geral desde 1998, e detectou uma descida das remunerações praticadas nos últimos anos, que atingiram todos os níveis de responsabilidade, sem excepção, informa Tiago Borges, responsável da área de estudos de mercado. O emagrecimento é mais visível nos níveis de remuneração base, pois as empresas tiveram, ao longo dos anos mais recentes, colaboradores disponíveis para assumir funções de similar responsabilidade por valores de salário base mais baixo. E o mesmo se passou nos montantes de remuneração variável efectivamente pagos, diz. Isto porque estes estão frequentemente associados a sistemas de avaliação de desempenho, em que os resultados colectivos poderão ter um peso relevante, e em anos em que as empresas têm piores resultados, isso reflecte-se nos montantes de remuneração variável pagos, explica. Ao longo destes anos, a Mercer tem igualmente constatado que, ao nível dos benefícios, as empresas estão a ser mais generosas. As organizações têm procurado adaptar a sua oferta de benefícios, particularmente através da atribuição de maiores níveis de flexibilidade na sua escolha, por forma a maximizarem a utilidade percebida pelos colaboradores, considera, explicando que o facto de as empresas se depararem com colaboradores sujeitos a um menor nível de cobertura e/ou maior custo associado às funções sociais do Estado faz com que as mesmas encarem as políticas de benefícios como uma cada vez mais eficaz ferramenta de atracção de recursos, contribuindo ao mesmo tempo para que os níveis de motivação e absentismo se mantenham em patamares adequados. Mas parece não haver dúvida que o salário de que se aufere é uma das mais importantes variáveis para a felicidade no trabalho. De acordo com Paula Baptista, managing director da Hays Portugal, o factor salarial continua a ser um dos mais importantes na gestão das expectativas da maioria dos profissionais. É o que confirma o mais recente estudo efectuado pela Hays (Guia do Mercado Laboral 2014), que indica as três principais motivações para uma mudança profissional: perspectivas de progressão profissional, procura por projectos mais interessantes e pacote sa-»

2 II Diário Económico Quinta-feira 25 Setembro 2014 RECURSOS HUMANOS E COACHING Dylan Martinez / Reuters» larial. A incompatibilidade entre a vida pessoal e profissional constitui apenas o 9º factor em termos de importância, diz o estudo, sendo que Paula Baptista acredita que a questão dos horários flexíveis, benefícios e equilíbrio entre vida pessoal e profissional são bastante importantes, mas funcionam mais como factor de retenção do que de atracção de talento, e apenas se o colaborador se sentir minimamente satisfeito com a sua função, carreira e salário. E é isso que pode estar a acontecer em muitas empresas, uma vez que a responsável confirma que os constragimentos que várias empresas têm no que concerne ao incremento salarial, tem levado a uma tendência crescente pela procura e investimento em novas soluções e benefícios não financeiros, que promovam de alguma forma a satisfação e bem-estar dos colaboradores e tornem a empresa mais atractiva na retenção de talento. A managing director da Hays Portugal enfatiza que qualificar e reter talentos deixou de ser um diferencial e passou a ser uma característica fundamental e necessária para qualquer empresa que queira sobreviver à concorrência, nos tempos actuais, acreditando que adiar este tipo de políticas pode ter consequências graves na competitividade de qualquer empresa. Também Pedro Rocha e Silva, Principal da Heidrick & Struggles, consultora responsável pelos Prémios Excelência no Trabalho, que este ano terão a sua quarta edição, confirma a crescente tendência das empresas em oferecer benefícios não pecuniários aos seus colaboradores, como também a maior importância que os mesmos dão a esses beneficios. As empresas, com as crescentes dificuldades que têm sentido para poder proporcionar aumentos salariais ou atribuir prémios de desempenho, têm procurado outras alternativas que de alguma forma ajudem a compensar a falta desses instrumentos de motivação, substituindo-os por outros, confirmando haver uma aposta cada vez mais crescente em benefícios não pecuniários e em benefícios fiscalmente vantajosos para as organizações e para as pessoas. CARLOS SILVA Secretário-geral da UGT Não existe compensação possível para manter os salários insustentavelmente baixos. PEDRO ROCHA SILVA Principal da Heidrick & Struggles Há uma aposta crescente em benefícios não pecuniários e fiscalmente vantajosos para as organizações e para as pessoas. Muitos gestores sentem dificuldade em motivar colaboradores quando a conjuntura é desfavorável easrestriçõesorçamentais os impedem de atribuir bónus e promoções. Para ajudar os gestores a ultrapassar o problema, aproveitando o potencial dos seus colegas e colaboradores e sem recursos acrescidos, a Católica Lisbon lançou recentemente a formação Energizing Teams For Performance, que vai começar em Março do próximo ano. Por outro lado, garante, as pessoas valorizam hoje muito mais o emprego do que antes, uma vez que actualmente este já não é um dado adquirido. Para Pedro Rocha e Silva, as pessoas estão a nivelar melhor as suas expectativas e aprenderam a valorizar muito mais o emprego, entendendo a situação complicada que muitas organizações vivem. Sindicatos: benefícios não compensam Não existe compensação possível para manter os salários insustentavelmente baixos, frisa Carlos Silva, secretário-geral da UGT ao Diário Económico, que garante: a existência de um leque de benefícios não é a realidade da generalidade das empresas portuguesas, não sendo mais que um fenómeno centrado em empresas pontuais e para trabalhadores com maiores qualificações e um quadro salarial superior à média nacional. O sindicalista defende uma política salarial adequada e sustentável, e que os benefícios não devem ser considerados admissíveis como uma via generalizada de substituição de salários justos mas apenas como benefícios complementares desses salários. Carlos Silva frisa ainda a maior consciência por parte dos trabalhadores de que usar este tipo de benefícios em troca de um salário mais elevado significa uma diminuição das suas contribuições para a segurança social. A mesma linha de pensamento tem Armando Farias, da comissão executiva da CGTP, queconsidera que uma política de aumento salarial é um objectivo imperioso, porque vai aumentar o poder de compra e isso irá dinamizar o mercado, aumentar a produção, retomar o investimento eocrescimentoeconómico. Defende ser necessário proceder a uma mais justa distribuição da riqueza criada nas empresas, por via da elevação dos salários, acreditando que esta é a forma justa e concreta de reconhecimento do contributo dos trabalhadores para os resultados alcançados pelas empresas. Quanto aos benefícios sociais oferecidos pelas empresas, Farias refere que não são alternativa e não são favoráveis nem para o desenvolvimento do país nem para a fixação dos trabalhadores, nomeadamente os mais qualificados. 3 PERGUNTAS A JOSÉ RAMÓN PIN PROFESSOR E NO IESE (MADRID) E AESE (LISBOA) Conter custos e preparar talentos para a expansão não é fácil José Pin esteve na AESE na apresentação de um inquérito da PwC que revela que os empregadores portugueses estão a pensar contratar mas que receiam não encontrar o talento de que precisam. Portugal e Espanha estão em crise e muitas empresas não conseguem aumentar salários. Como podem manter os seus talentos satisfeitos? Espanha e Portugal estão numa encruzilhada. Parece que vão sair da crise, mas não se sabe quando nem como. Como se pode então atrair e fidelizar o talento de que necessitam para competir? Em primeiro lugar, comunicando uma estratégia clara que garanta a que a empresa vai continuar, que o empregador tem uma boa imagem, e disponibilizando postos de trabalho em projectos nos quais o talento seja desafiado, onde aprenda e aumente o seu valor no mercado ou, em algunos casos, a possibilidade de ter horários que permitam uma vida familiar. Outra fórmula é aumentar o salário variável de forma a que, se a empresa crescer, remunere bem as pessoas e se não crescer, que não sinta dificuldades. Mas não é fácil. Conter custos salariais e, ao mesmo tempo, preparar o talento para a expansão é uma tarefa difícil e os directores de Recursos Humanos sabem-no bem. Que importância devem ter os benefícios? Os salários em espécie só podem ser úteis quando têm benefícios fiscais que favorecem o empregado. E também porque, ao aderir aos benefícios, os custos do trabalhador podem diminuir. Ao utilizar-se a retribuição flexível, em que cada empregado escolhe o pagamento não monetário que quer receber, a satisfação pode subir. Com o mesmo custo para a empresa, os empregados estão mais satisfeitos e melhora-se a eficiência do sistema salarial. A taxa de desemprego, quer em Portugal quer em Espanha, está a níveis elevados, nomeadamente entre os jovens.como podem as empresas integrar estes talentos desperdiçados? Em situações de desemprego tão elevadas há muito talento disponível no mercado. Muitas vezes melhor do que o que há dentro das empresas. Incorporar esse talento melhorando o stock de conhecimento da empresa pode significar prescindir de algum talento que se tinha. Mas é a reorganização dos talentos da empresa, cada um onde é mais necessário, que melhora a sua produtividadeeadaeconomia. As empresas têm de desenvolver negócios para os quais têm talento disponível, algo que não aocntece em períodos de expansão económica. I.M.

3 PUB

4 IV Diário Económico Quinta-feira 25 Setembro 2014 RECURSOS HUMANOS E COACHING Neves António Empresas que optaram pelos benefícios RAQUEL CARVALHO Unicombi atenta a questões pessoais Até 2013, a Unicombi sempre teve uma política de aumento salaraial anual. Porém, nesse ano, devido à crise, sentiu necessidade de mudar a política de aumentos salariais para uma maior incidência em aspectos mais pessoais, admite João Gouveia, administrador da empresa de transportes combinados. Actualmente, a empresa dá prémios, incentivos e faz planos de motivação de forma constante, e desenvolve ainda acções internas cujos prémios podem ser iphones, ipads, ipods e viagens. Porém, sublinha que em nada estas acções estão ligadas a uma retenção dos melhores talentos, servindo as mesmas mais para integrar os colaboradores num todo, o que considera mais gratificante e recompensador. Vila Galé vê benefícios como reconhecimento Fazer dos benefícios um remédio para responder a uma conjuntura é sempre uma má opção. Os benefícios são um reconhecimento e na Vila Galé, essa é uma opção de fundo que entronca nos seus valores, diz Fernando Magalhães, director de recursos humanos. Apesar de considerar que dar benefícios não deve ser desculpa para não aumentar, o responsável garante que o conjunto global dos benefícios é motivo de valorização e frisa que no último inquérito de clima organizacional 81% dos colaboradores declararam que há manifestas vantagens para as famílias pelo facto de trabalharem nesta empresa. A lista dos benefícios pode ajudar a satisfação. Além de seguro de saúde, há incentivos de aniversário, parcerias comerciais, oferta pelo nascimento de filhos, festas da empresa onde se inclui o agregado familiar, atribuição de bolsa de mérito escolar novalordemileuros,edescontosnoshotéisdogrupo. Gelpeixe alarga compensações com a crise Procurámos ao longo dos anos criar um conjunto de condições e benefícios que atraiam e retenham os colaboradores, sem passar necessariamente pelo aumento salarial, diz Emília Aguiar, directora de recursos humanos da Gelpeixe. Desde há alguns anos que a empresa não aumenta os salários, como fazia anteriormente, optando pela criação de novos benefícios e no final do ano, pela atribuição de prémios caso a empresa tenha atingido bons resultados, admite. Além de seguro de saúde e de vida, de descontos de 15% numa farmácia, protocolos com descontos em ginásios, clínicas médicas e dentárias, óptica, cabeleireiro, piscinas, agências de viagens, a empresa oferece camarão no Natal e oferece um prémio monetário aos melhores alunos, filhos dos trabalhadores. Gatewit oferece viagens O aumento salarial e demais benefícios fixos ou variáveis representam uma componente considerável na motivação, mas estão claramente longe de garantir o engagement de forma isolada, diz Carla Carvalho, directora de recursos humanos da Gatewit. Daí que a empresa invista num vasto programa de Formação e Coaching. Além disso, anualmente todos recebem um 15º mês que varia entre 15% a 45% do vencimento base, e um prémio de dedicação e de eficiência, ambos de 600 euros líquidos. Os colaboradores podem ainda participar em concursos e ganhar viagens de fim de semana em Portugal e no estrangeiro. A empresa oferece ainda seguro de saúde e medicamentos, um cartão cultura e parcerias com várias entidades. CH Consulting dá dinheiro a quem casa Esta lista de benefícios é comum à da CH Consulting, que marca pela diferença no incentivo à natalidade e ao matrimónio. A empresa atribui uma gratificação de 250 euros pelo nascimento de cada filho e de 500 pelo casamento. Dá ainda folga de tarde no dia de aniversário dos filhos, prémios monetários pela tividade, bem como uma gratificação que premeia a entrega e o empenho. Jaba Recordati dá carro a94%dos colaboradores Pedro Nunes, director de recursos humanos da Jaba Recordati, admite que com a crise, a farmacêutica passou a ter uma atitude de maior protecção dos seus colaboradores relativamente a certas acções conducentes à redução do rendimento, revela. Daí que a lista de benefícios oferecidos seja extensa. Além de facilitar a conciliação da vida pessoal com a vida profissional, através de várias medidas, a Jaba Recordati dá uma remuneração variável aos comerciais que pode atingir em média 54% da remuneração base total anual, atribui bónus de desempenho, dá viatura própria a 94% dos colaboradores, atribui cartão de combustível e telemóvel com plafond em chamadas a 95% dos colaboradores. Dá ipad com internet e um computador portátil, seguro de saúde, de vida e de acidentes pessoais, tem um sistema de incentivos e antecipa vencimentos em caso de doença ou acidente, entre muitas outras medidas. ROFF criou fundo de pensões e tem SPA A ROFF sempre procurou oferecer um leque vasto de benefícios, alargando-os à medida das suas possibilidades, independentemente do agudizar da crise, diz Sílvia Gusmão, directora de recursos humanos, que admite ter sido a dificuldade em aumentar salários que levou a um reforço dos programas na área da saúde e bem-estar e, também, à criação de um fundo de pensões ROFF. Deste modo, a empresa procura, em momentos de crise, reter os nossos talentos e manter os colaboradores motivados. Na área de saúde e bem-estar, a empresa disponibiliza médico nas instalações quinzenalmente, consultas e acompanhamento permanente de um nutricionista também nas instalações todas as semanas e o ROFF SPA, além de distribuir fruta fresca diariamente. De frisar a oferta de computador portátil, telemóvel com plafond ilimitado, seguros de saúde, vida e viagens, um contributo da empresa para o fundo de pensões, prémios anuais, horários flexíveis e possibilidade de trabalho remoto. Freya Ingrid Morales/Bloomberg

5 PUB

6 VI Diário Económico Quinta-feira 25 Setembro 2014 RECURSOS HUMANOS E COACHING Em Sillicon Valley, as tecnológicas já aderiram ao coaching. E até Bill Gates tem uma coacher, Sharon Osborne. Um dos coachers mais famosos é, no entanto, Bill Campbell, que defende que o segredo para ser um bom coacher é saber ouvir e não dar respostas aos líderes com quem trabalha. Na imagem, uma acção numa empresa no vale mais tecnológico do mundo. Por que precisam as empresas de coachers Ver-se pelos olhos dos outros ajuda líderes. IRINA MARCELINO Todos precisamos de pessoas que nos dêem o seu feedback. É assim que evoluimos, conta Bill Gates numa intervenção no TedTalks em Novembro. Gates não é o único a defender e a ter um coacher. Eric Schmidt, CEO da Google, disse também à Fortune que o melhor conselho que recebeu na vida foi o de um amigo que o incentivou a contratar um coacher. Porquê? Passa-se algo de errado?, questionou. Pensava que não precisava. Mas toda a gente precisa, responde hoje. Entre as várias razões que aponta para a sua necessidade está a vantagem de se ter alguém que nos faça perceber como é que os outros nos vêem. Em Portugal, o coaching está na moda. Várias empresas já aderiram a esta prática, quer para os seus líderes quer para os seus colaboradores. PT, EDP, Novabase estão entre os exemplos. Mas não só. O coaching também é feito a políticos (o próprio Governo tem alguns), a desportistas de alta competição ou a trabalhadores. Nas empresas mais esclarecidas os líderes procuram e têm-no como requisito no seu plano de formação, conta Manuel Peixoto, coacher e responsável pelo grupo especializado no tema que existe na Associação Portuguesa de Gestores de Recursos Humanos. Mas o que faz um coacher? Desafia a pensar e a ter em conta várias possibilidades. Encaminha-a com perguntas para a obrigar a pensar em todas as alternativas. Dá-lhe clarividência para tomar decisões. Obriga a pensar em alternativas que por vezes a pessoa não pensa. Motivamos, obrigamos a pensar fora da caixa, enumera Manuel Peixoto, ainda que reconheça que nem todas as pessoas têm abertura para aceitar conselhos. Se a pessoa diz mas não faz, um coacher não vai fazer milagres. Um coacher não deve, no entanto, ser um mentor. Há diferenças importantes entre coaching e mentoring, afirma Carlota Ribeiro Ferreira, CEO da WIN (World inspiring the future). Ambas são fundamentais quando falamos de desenvolvimento de vidas e de carreiras, considera, explicando que coaching é geralmente um processo de curto prazo que trabalha uma competência específica e o mentoring é um processo de longo prazo, mais cúmplice, onde se pretende trabalhar uma evolução mais estruturante. ParaManuelPeixoto,umprogramade coaching a um líder não deve ser superior a seis meses porque passa a ser rotina. Se sentir necessidade de mais formação, deve alternar com sessões de formação, treino e mentoring. P&R O QUE PRECISA DE SABER PARA ESCOLHER UM BOM COACHER Como pode um empresário, ao primeiro contacto, distinguir um bom coacher de outro que não segue convenções? Informar-se sobre o que é o coaching e quais as organizações que credenciam profissionalmente os coaches. Pedir credenciais profissionais que comprovem a idoneidade do coach. A filiação numa organização que tenha um código de ética que obrigue otécnicoaorigor profissional que subscreve. Cruzar essa informação com anteriores clientes, obtendo uma informação clara, correcta e completa sobre o que se vai passar no processo de coaching que vai comprar. Quanto pode custar um programa de coaching? Quanto mais experiente for o coach, mais oneroso será o seu preço/hora. Na ICF (Internacional Coaching Federation), após a acreditação dada pela formação, três graus profissioais: ACC, PCC e MCC. O preço pode variar entre os 50 e 400 euros por hora ou sessão. Quais são as certificações dos coachers mais credíveis? As da International Coaching Federation, a International Coaching Community, a European Coaching Association e a European Mentoring and Coaching.

7 Quinta-feira 25 Setembro 2014 Diário Económico VII EMPRESAS QUE USAM COACHING NOVABASE BOSCH O coaching já faz parte integrante da estratégia de desenvolvimento das competências de liderança da Novabase, que utiliza o coaching executivo como uma das ferramentas de apoio aos líderes para que estes se possam conhecer melhor, mas também melhorar- -se enquanto pessoas e profissionais, afirma Manuel Beja, director de Pessoas e Organização da Novabase. Entre as grandes melhorias registadas entre os líderes está a maior atenção que dão ao seu próprio impacto nas equipas e nos seus pares, assim como a contribuição para a criação de ambientes de trabalho positivos e focados na responsabilização e no desenvolvimento pessoal e profissional. Por outro lado, o coaching executivo aos líderes permite que cada um perceba, em primeira mão, a forma como pode utilizar as ferramentas de coaching na gestão de equipas em projecto. Só este ano tiveram coaching executivo com coaches externos quase 200 líderes. Além disso, a Novabase certificou em coaching oito profissionais de recursos humanos, que foram, por sua vez, coaches internos de outros 60 colaboradores. Nos tempos de incerteza e exigência do mercado actual é importante encontrar espaços em que as pessoas possam desacelerar e refletir sobre como estar mais presentes e focadas. O coaching permite ainda desenvolver a capacidade de potenciar feedback construtivo entre todos os níveis de carreira, o que tem demonstrado impactar positivamente a qualidade dos relacionamentos interpessoais, considera ainda o director de Recursos Humanos. I.M. Na Bosch Portugal o coaching é utilizado como ferramenta de desenvolvimento de colaboradores, independentemente da posição que ocupam, garante João José Ferreira, Responsável de Recursos Humanos da empresa. São aplicados conceitos do coaching, como o modelo GROW e, na fábrica de Aveiro, a ferramenta Lean Management, que permite optimizar a eficiência dos colaboradores através de coaching regular por parte das chefias directas. Por exemplo, no departamento de logística é feita a análise diária da capacidade dos colaboradores face às tarefas a serem concluídas no próprio dia. Esta análise começa com a caracterização do estado de espírito da equipa. Se tivermos colaboradores numa fase menos positiva, adaptamos o seu trabalho para que possa sair mais cedo para tratar de assuntos pessoais. Gerir e motivar talentos para que se sintam cada vez mais realizados no seu trabalho diário é o grande objectivo do coaching realizado, que tenta eliminar os elementos que consomem a energia e canalizá-los para o que os motiva. Temos aumentado o desempenho das áreas e pessoas envolvidas no processo de coaching e, de acordo com o feedback que nos tem chegado, acreditamos que temos conseguido com que os nossos colaboradores se sintam mais realizados, satisfeitos a nível pessoal e profissional. Através dos processos de coaching, garante o responsável, temos formado mais e melhores líderes, gestores, operadores, que contribuem assim para o sucesso da Bosch. I.M. PUB

8 VIII Diário Económico Quinta-feira 25 Setembro 2014 RECURSOS HUMANOS E COACHING DR Um programa que leva mulheres a lugares de topo O WLCP permite às executivas ganharem mais consciência das suas capacidades. OProgramadeMentoringda PWN (Professional Women s Network), organização internacional com membros de várias áreas, treina de forma personalizada executivas, ajudando-as a chegar a lugares de topo. A sua terceira edição está a ser um sucesso em Portugal, tendo já ajudado 120 mulheres. Ana Oliveira Pinto, executive coach e uma das três coordenadoras do programa, faz um balanço positivo. Através do follow up personalizado que fazemos dos pares e de dois questionários (aplicados a meio e no final do Programa), o feedback de que dispomos vai no sentido de que as participantes valorizam os encontros entre mentor- - mentee, referem o quanto o contacto com o seu mentor(a) é Ana Oliveira Pinto faz parte da equipa que desenhou, montou e implementou o programa de mentoring. enriquecedor e como isso lhes permite perceber melhor em termos profissionais o que precisam de fazer e como o fazer, e mencionam o quanto o programa permite alargar a rede de relações, nomeadamente tendo acesso directo a um mentor que por outra via seria mais difícil e até impensável. Ana Oliveira Pinto informa ainda haver um sentimento geral de maior confiança e segurança pessoais, bem como de satisfação e energia para a acção, confirmando incrementos de desempenho e evolução profissionais efectivos. A coordenadora técnica do Programa de Mentoring da PWN esclarece que as mentees são em grande maioria executivas com ambições profissionais e que sobretudo querem crescer pessoal e profissionalmente, ambicionando uma vida que as preencha e onde possam fazer a diferença, dar o seu contributo. Quanto aos mentores, são profissionais generosos, mas que sabem o quanto beneficiam de uma atitude de aprendizagem continua ao longo da vida. Com a duração de um ano, este programa tem, na sua essência, reuniões que se baseiam em conversas de partilha e reflexão sobre um tema/uma questão profissional, muito orientadas para a acção. Espera-se que haja sempre compromissos de acção que é o que vai contribuir para o alcance do que se pretende, explica, informando que no início do programa define-se o âmbito do que se quer desenvolver e procura-se definir um plano de acção, que é dinâmico, mas que permite ser como que um farol e orienta o focus das conversas e das acções que se vão implementando com vista à concretização do objectivo definido. O mentor pode, neste âmbito, desempenhar muitos papéis. Pode ser um parceiro de reflexão e desafiador, pessoa que nos escuta, apoia e incentiva, que partilha o seu saber e experiência, que actua como modelo de referência que nos inspira. Tem um efeito energizador do ponto de vista emocional, permite uma melhor compreensão de questões chave do ponto de vista operacional, remata. R.C. No desporto há cada vez mais atletas e treinadores que têm coachers. José Couceiro, treinador português, é uma das caras que já veio a público defender o coaching, tendo recentemente dito numa conferência na Faculdade de Motricidade Humana que haver um treinador do treinador éumaquestãodetempoeostreinadores vão acabar por adaptar o coaching no seu trabalho. Mas para que precisa um atleta ou um treinador de um coacher? Sérgio Guerreiro, da empresa Coaching Desportivo, que trabalha precisamente este tipo de pessoas, garante que se foca no treino mental puro e duro, utilizando práticas neurolinguísticas que conduzem o coachee a focar-se na solução e não no problema. Muitas vezes a pessoa auto-sabota-se com as suas inseguranças, sendo essa sabotagem um mecanismo de defesa para evitar a probabilidade de fracasso. No coaching, explica Sérgio, desmontamos isto e mudamos a perspectiva de pensamento. Equipas de futebol, árbitros profissionais, atletas de vela e hóquei estão entre os clientes da sua empresa, que também trabalha com treinadores. O treinador é uma posição muito exposta à mediatização, o que gera bloqueios mentais. Se não o treinador não tiver alguém Empresas podem aprender comodesporto,já que o nível de competências é maior no desporto do que nas empresas. Treinadores de comportamentos Desportistas têm cada vez mais coachers que os treinam mental e comportalmente. que o ajude a gerir isso de forma adequada, o efeito será negativo na equipa. E daí até à desmotivação e ao conflito vai um passinho. Entre os desafios essenciais que coloca aos treinadores está o da varinha mágica. Dizemos: imagine que a sua equipa tem uma varinha mágica e que podia mudar o que quisesse. O que acha que mudariam em si?. Ao encontrar os seus defeitos, o coachee encontra também as respostas. Mas não é só aos treinadores que se pode colocar este desafio. O autoconhecimento é fundamental para os líderes das empresas, e é esse o caminho que o coacher ajuda a descobrir. Tomás Morais chegou a ter ao seu lado coachers que o ajudaram a desempenhar melhor as suas funções enquanto seleccionador nacional de râguebi. Agora, é ele próprio que faz coaching, quer a atletas de alto rendimento quer a treinadores. Além da área desportiva, Tomás Morais faz ainda coaching a líderes de empresas. A todos, apoia nas questões comportamentais, como a forma de estar ou no tipo de comportamentos e atitudes que estes devem ter. Mas a nossa principal intervenção [Tomás Morais tem com ele uma equipa a trabalhar nesta área] é a do reforço da parte boa de cada líder, afirma. I.M. KaiPfaffenbach / Reuters Best About People Vai decorrer entre os dias 10 e 12 e entre 17 e 19 de Outubr, no Hotel Real Oeiras, o Best About People Leadship, um programa de formação em liderança que permite, a cada participante, durante um período intensivo de 50 horas de formação, conhecer e desenvolver as suas competências, partilhar experiências e apropriar-se das ferramentas de que necessita para enfrentar os seus desafios enquanto líder. Serão trabalhados, entre outros temas, a auto- -liderança, comunicação, princípios e responsabilidades do líder, perfis comportamentais, como dar e receber feedback e coaching. Nesse âmbito, será realizada uma conferência Quem sabe liderar, vive melhor, cujos oradores serão Mira Amaral, José Bancaleiro e António Seiça Gonçalves. Storytelling nos negócios Promovido pela Ideias & Desafios, o Storytelling nos Negócios é um programa único que contará com a presença de James McSill, um dos maiores especialistas mundiais em storytelling. O objectivo é mostrar como contar histórias pode ser um instrumentos de trabalho que contribui para alavancar as vendas de produtos ou serviços, aumentando a capacidade de influência na actividade profissional e até pessoal. O evento terá lugar em Lisboa nos dias 27 e 28 de Outubro. Idalbero Chiavando em Portugal Idalberto Chiavando, guru do mundo em Recursos Humanos, vai encerrar a conferência de dia a 12 de Novembro, no Altis Grande Hotel, em Lisboa, a conferência Recursos Humanos Pessoas & Estratégia - como ligar pessoas, estratégia e performance ao sucesso e fará um seminário único no dia seguinte 13, sob o tema Boas Práticas e Tendências Mundiais na Gestão dos Recursos Humanos. A organização da conferência está a cargo da Vantagem+ e nela participarão responsáveis de recursos humanos de algumas das maiores empresas nacionais.

COACHING EXECUTIVO. YouUp 2008. Para mais informações contacte-nos através do nº. 213 162 650 ou envie um email para: info@youup.

COACHING EXECUTIVO. YouUp 2008. Para mais informações contacte-nos através do nº. 213 162 650 ou envie um email para: info@youup. COACHING EXECUTIVO Os espanhóis têm uma máxima de que gosto muito: falem de mim nem que seja mal, o importante é que falem. O Coaching está na moda! Vários artigos sobre o tema estão a ser publicados em

Leia mais

COACHING CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL Capacitação Profissional e Desenvolvimento Pessoal

COACHING CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL Capacitação Profissional e Desenvolvimento Pessoal COACHING CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL Capacitação Profissional e Desenvolvimento Pessoal Curso de Certificação Internacional reconhecido pela ICF* Programa completo de formação teórica e prática de desenvolvimento

Leia mais

O Coaching contém em si mesmo um processo de análise, de reflexão, de desafio e de operacionalização.

O Coaching contém em si mesmo um processo de análise, de reflexão, de desafio e de operacionalização. Coaching Executivo Os espanhóis têm uma máxima de que gosto muito: falem de mim nem que seja mal, o importante é que falem. O Coaching está na moda! Vários artigos sobre o tema estão a ser publicados em

Leia mais

EDIÇÃO ESPECIAL 2009

EDIÇÃO ESPECIAL 2009 EDIÇÃO ESPECIAL 2009 BUSINESS COACHING Curso Profissional de Formação de Coach Certificação Internacional em Coaching MORE E ECA (Para Reconhecimento pela ICI contactar-nos.) Entidade: MORE Institut, Ltd

Leia mais

Retribuição Variável/Bónus substitui aumentos na Retribuição Base

Retribuição Variável/Bónus substitui aumentos na Retribuição Base Retribuição Variável/Bónus substitui aumentos na Retribuição Base Estudo Salarial Hay Group 2008 revela que a componente Variável da retribuição representa já 14% do salário Base nas empresas privadas.

Leia mais

CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING 5 a 12 de Setembro, Belo Horizonte Brasil. www.criscarvalho.com

CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING 5 a 12 de Setembro, Belo Horizonte Brasil. www.criscarvalho.com CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING 5 a 12 de Setembro, Belo Horizonte Brasil O processo de Certificação tem como finalidade formar e preparar os participantes para serem capazes de compreender e atuar

Leia mais

CONSULTORIA POSITIVA

CONSULTORIA POSITIVA O consultor é uma pessoa que, pela sua habilidade, postura e posição, tem o poder de influenciar as pessoas, grupos e organizações, mas não tem o poder directo para produzir mudanças ou programas de implementação.

Leia mais

Programação Novas turmas INSTITUIÇÕES CERTIFICADORAS: PROMOVEM: CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING. Certificado Europeu. Formadora: Cris Carvalho

Programação Novas turmas INSTITUIÇÕES CERTIFICADORAS: PROMOVEM: CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING. Certificado Europeu. Formadora: Cris Carvalho Programação Novas turmas INSTITUIÇÕES CERTIFICADORAS: PROMOVEM: CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING Certificado Europeu Formadora: Cris Carvalho Apresentação Este curso foi desenvolvido através da experiência

Leia mais

WePeopleValueYourPeople

WePeopleValueYourPeople WePeopleValueYourPeople e info@peoplevalue.com.pt w www.peoplevalue.com.pt Actualizado em 2010Jan14 quem somos? Somos a consultora sua parceira focada nas Pessoas e na sua valorização. Através da especialização

Leia mais

Comunicado de Imprensa PRÉMIOS RH 2009

Comunicado de Imprensa PRÉMIOS RH 2009 Comunicado de Imprensa PRÉMIOS RH 2009 Os Prémios RH são o reconhecimento público do mérito dos profissionais da Gestão de Recursos Humanos que se distinguem nas suas várias dimensões. É crescente o prestígio

Leia mais

A importância de um MBA

A importância de um MBA A importância de um MBA para dar o salto na carreira O investimento é grande e o retorno está longe de ser garantido, mas, ainda assim, continua a compensar tirar um MBA. Só que o título não chega. O mais

Leia mais

EDIÇÃO ESPECIAL 2009

EDIÇÃO ESPECIAL 2009 EDIÇÃO ESPECIAL 2009 LIFE COACHING Curso Profissional de Formação de Coach Certificação Internacional em Coaching MORE E ECA (Para Reconhecimento pela ICI contactar-nos.) Entidade: MORE Institut, Ltd Actualmente

Leia mais

Qual é o seu desafio?

Qual é o seu desafio? APRESENTAÇÃO Qual é o seu desafio? Quer concretizar uma grande mudança que lhe trará mais sucesso pessoal, profissional ou no seu negócio? Está a lutar com o stress, com a gestão de tempo, quer um maior

Leia mais

Seminário Inverno demográfico - o problema. Que respostas?, Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Seminário Inverno demográfico - o problema. Que respostas?, Associação Portuguesa de Famílias Numerosas Seminário Inverno demográfico - o problema. Que respostas?, Associação Portuguesa de Famílias Numerosas Painel: Desafio Demográfico na Europa (11h45-13h00) Auditório da Assembleia da República, Lisboa,

Leia mais

CICLO CERTIFICADO ACTIVISION CIEO Coaching Indivíduos, Equipas & Organizações

CICLO CERTIFICADO ACTIVISION CIEO Coaching Indivíduos, Equipas & Organizações CICLO CERTIFICADO ACTIVISION CIEO Coaching Indivíduos, Equipas & Organizações Representado por: 1 OBJECTIVOS PEDAGÓGICOS! Adquirir as 11 competências do coach de acordo com o referencial da ICF! Beneficiar

Leia mais

O DESAFIO DOS EXECUTIVOS

O DESAFIO DOS EXECUTIVOS COACHING EXECUTIVO O DESAFIO DOS EXECUTIVOS Os executivos das empresas estão sujeitos a pressões crescentes para entregarem mais e melhores resultados, liderando as suas organizações através de mudanças

Leia mais

Perto de si, mudamos consigo! www.wechange.pt

Perto de si, mudamos consigo! www.wechange.pt Hotel Alvalade LUANDA 16 a 27 de RH Os Ciclos de RH, consistem em planos de desenvolvimento de competências no domínio da gestão de Recursos Humanos, nomeadamente ao nível das áreas de Selecção, Formação

Leia mais

Mentor do Projecto -> Coach-Helper.Com

Mentor do Projecto -> Coach-Helper.Com - Mestrado em Psicologia do Desporto e Exercício; - Técnico de Coaching PNL; - Esteve no Futsal do SCP; - Esteve no CADE e trabalhou com um treinador e atleta no badminton. Paulo Teixeira - 34 anos Contacto

Leia mais

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1 APRESENTAÇÃO www.get-pt.com 1 -2- CULTURA GET -1- A nossa Visão Acreditamos que o elemento crítico para a obtenção de resultados superiores são as Pessoas. A nossa Missão A nossa missão é ajudar a melhorar

Leia mais

MÁSTER EXECUTIVE COACHING

MÁSTER EXECUTIVE COACHING CICLO COACHING ANGOLA: O LÍDER COACH CURSO1 Guia para o Êxito, faça parte da Revolução Coach! MÁSTER EXECUTIVE COACHING Optimize o Papel do Líder num Mundo em Mudança Maximize os Resultados da Equipa Saiba

Leia mais

Human Governance 47 º. Encontro Nacional da APG ANOS. Centro Cultural de Belém. Estratégico das Organizações. Negreiros. programa

Human Governance 47 º. Encontro Nacional da APG ANOS. Centro Cultural de Belém. Estratégico das Organizações. Negreiros. programa programa 47 º Encontro Nacional da APG Human Governance A Gestão das Pessoas no Core Estratégico das Organizações Lisboa 22 outubro 2014 ANOS Centro Cultural de Belém Sala Almada Negreiros Durante o evento

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DYNAMIC COACHING

CERTIFICAÇÃO DYNAMIC COACHING CERTIFICAÇÃO DYNAMIC COACHING INÍCIO JÁ A 12 DE MARÇO! CONHEÇA O NOSSO PROGRAMA DETALHADO! Público Alvo: Profissionais interessados em desenvolver a actividade de Dynamic Coaching. Inscrições: GO4 Consulting

Leia mais

QUALITIVIDADE. Coaching Uma nova FERRAMENTA para melhorar o DESEMPENHO do Profissional de Saúde

QUALITIVIDADE. Coaching Uma nova FERRAMENTA para melhorar o DESEMPENHO do Profissional de Saúde QUALITIVIDADE Coaching Uma nova FERRAMENTA para melhorar o DESEMPENHO do Profissional de Saúde O Profissional da Saúde como Coach e Mentor: UM DIFERENCIAL QUALITATIVO INOVADOR O Programa In ACTION promove

Leia mais

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente Inteligência Emocional A importância de ser emocionalmente inteligente Dulce Sabino, 2008 Conceito: Inteligência Emocional Capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos

Leia mais

DOSSIER SUPER ÚTIL. Como gerir recursos humanos

DOSSIER SUPER ÚTIL. Como gerir recursos humanos DOSSIER SUPER ÚTIL Como gerir recursos humanos Sara Moutinho/Ideias & Negócios Texto publicado na edição nº 37 da revista Ideias & Negócios (Julho de 2001) Os recursos humanos são, cada vez mais, o principal

Leia mais

Aluguer Operacional e Gestão de Frotas

Aluguer Operacional e Gestão de Frotas the world leading fleet and vehicle management company LeasePlan Portugal Lagoas Park - Edifício 6-2740-244 Porto Salvo Ed. Cristal Douro - R. do Campo Alegre, nº 830 - sala 35-4150-171 Porto Tel.: 707

Leia mais

intra Perfil do Gestor

intra Perfil do Gestor Perfil do Gestor 35 Entrevista Dinah J. Kamiske, Autoeuropa A internacionalização economia obriga as empresas a tornarem-se mais competitivas. Entrevista de José Branco Dados publicados recentemente prevêem

Leia mais

A GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS FACE À EVOLUÇÃO DOS MODELOS DE GESTÃO. Gestão de Desempenho e Incentivos Motivacionais

A GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS FACE À EVOLUÇÃO DOS MODELOS DE GESTÃO. Gestão de Desempenho e Incentivos Motivacionais A GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS FACE À EVOLUÇÃO DOS MODELOS DE GESTÃO Gestão de Desempenho e Incentivos Motivacionais Manuela ALVES 1 RESUMO A perspectiva de que a remuneração deve reflectir o estatuto, a

Leia mais

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL 38 PME Líder SOLUÇÕES FINANCEIRAS BES Helen King/CORBIS APOIO FINANCEIRO ÀS EMPRESAS O BES disponibiliza uma vasta oferta de produtos financeiros e serviços, posicionando-se como o verdadeiro parceiro

Leia mais

A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de

A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de Pessoas) na Gestão Empresarial Marketing Interno Licenciatura de Comunicação Empresarial 3º Ano Docente: Dr. Jorge Remondes / Discente: Ana Teresa Cardoso

Leia mais

actuais Um processo de desenvolvimento pessoal e profissional

actuais Um processo de desenvolvimento pessoal e profissional 34 Coaching Um processo de desenvolvimento pessoal e profissional Muitas pessoas confundem coaching com formação. Como ainda por cima o coaching está na moda, não há hoje oferta formativa que não contemple

Leia mais

A transformação em Líder Coach

A transformação em Líder Coach A transformação em Líder Coach 13 14 15 20 21 22 março 2015 Oeiras Hotel Real Oeiras**** Organização: Programa: Entidade Parceira: Apoios: Media Partners: Best About People Leadership A liderança é fator

Leia mais

COMMUNICATION ON PROGRESS

COMMUNICATION ON PROGRESS COMMUNICATION ON PROGRESS (COP) 2014 1. Declaração de Compromisso Esta é a primeira comunicação de Progresso (COP) que fazemos abrangendo o período de Dezembro de 2013 a Dezembro de 2014. Quero reforçar

Leia mais

Abra uma Conta Ordenado BBVA e conheça todas as vantagens que tornam a sua vida mais fácil:

Abra uma Conta Ordenado BBVA e conheça todas as vantagens que tornam a sua vida mais fácil: Protocolo BBVA Soluções Financeiras Conheça as soluções financeiras que o BBVA tem para lhe oferecer e aproveite o Protocolo BBVA com condições exclusivas para os Sócios e Filhos dos Sócios do COFRE DA

Leia mais

> Compreender e aplicar os princípios e ferramentas do Coaching na relação com as Equipas

> Compreender e aplicar os princípios e ferramentas do Coaching na relação com as Equipas CERTIFIED COURSE Pela primeira vez em ANGOLA EXECUTIVE COACHING PARA A LIDERANÇA E GESTÃO DE EQUIPAS Desenvolva e Aplique os Princípios e Ferramentas do Coaching para Alcançar elevados Níveis de Performance,

Leia mais

FIRST COACHING TRAINING PROGRAMA DE INICIAÇÃO AO COACHING

FIRST COACHING TRAINING PROGRAMA DE INICIAÇÃO AO COACHING FIRST COACHING TRAINING PROGRAMA DE INICIAÇÃO AO COACHING BENVINDO Temos muito orgulho em poder partilhar consigo a nossa paixão pela coaching. Somos a única instituição em Espanha que conta com três Programas

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt Telf: Lisboa +351 217 931 365 Luanda: +244 94 112 60 90 Maputo: +258 82 019 0748

www.highskills.pt geral@highskills.pt Telf: Lisboa +351 217 931 365 Luanda: +244 94 112 60 90 Maputo: +258 82 019 0748 Índice Designação do Curso... 3 Apresentação do Curso... 3 Carga horária:... 3 Perfil de saída... 3 Pré-Requisitos... 3 Objetivos gerais... 4 Objetivos específicos... 4 Estrutura modular e respectiva carga

Leia mais

a sua visão, a sua estratégia, a sua vontade, as nossas pessoas

a sua visão, a sua estratégia, a sua vontade, as nossas pessoas a sua visão, a sua estratégia, a sua vontade, as nossas pessoas trabalho temporário I search & selection I outsourcing I hr consulting I onsite serviços 360º Se o principal capital das empresas são as

Leia mais

REGULAMENTO. 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH.

REGULAMENTO. 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH. 12 de Março de 2014 Centro de Congressos do Estoril REGULAMENTO DISPOSIÇÕES GERAIS 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH.

Leia mais

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA Introdução Nesta edição do Catálogo de Serviços apresentamos os vários tipos de serviços que compõe a actual oferta da Primavera na área dos serviços de consultoria.

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 A aposta no apoio à internacionalização tem sido um dos propósitos da AIDA que, ao longo dos anos, tem vindo a realizar diversas acções direccionadas para

Leia mais

de empresas ou de organizações de todos os tipos? O que fazem os líderes eficazes que os distingue dos demais?

de empresas ou de organizações de todos os tipos? O que fazem os líderes eficazes que os distingue dos demais? TEMA - liderança 5 LEADERSHIP AGENDA O Que fazem os LÍDERES eficazes Porque é que certas pessoas têm um sucesso continuado e recorrente na liderança de empresas ou de organizações de todos os tipos? O

Leia mais

Inscrições e pedido de informações: acege@acege.pt ou 217 941 323

Inscrições e pedido de informações: acege@acege.pt ou 217 941 323 Portugal tem futuro! Liderar com responsabilidade Introdução: A ACEGE em parceria com a CIP e o IAPMEI está a desenvolver o programa Liderar com Responsabilidade, que quer potenciar a acção dos líderes

Leia mais

Curso COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL ( Nível II )

Curso COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL ( Nível II ) Curso COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL ( Nível II ) LISBOA 27, 28 e 29 Junho 2014 PORTO 26, 27 e 28 Setembro 2014 www.coachingdesportivo.pt Apresentação Dando continuidade à linha seguida no Nível I

Leia mais

Relatório de Responsabilidade Social da SOLFUT

Relatório de Responsabilidade Social da SOLFUT 1 Janeiro de 2014 a 31 de Dezembro de 2014 Construir um mundo melhor começa num Sonho. Quem sonha, partilha o sonho e envolve os outros para agirem. E como diz o poeta a obra nasce! 2 Índice 1. Introdução

Leia mais

Diferentes perspetivas na gestão do talento

Diferentes perspetivas na gestão do talento Diferentes perspetivas na gestão do talento Dmitry Sunagatov Fotolia.com O tema continua na ordem do dia, porque mesmo quando o contexto exige uma gestão de recursos mais rigorosa, o talento, e porque

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO PARCERIA UMA PUBLICAÇÃO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa APRESENTAÇÃO Depois de duas edições,

Leia mais

Discurso de Sua Excelência o Governador do Banco de Cabo Verde, no acto de abertura do XIII Encontro de Recursos Humanos dos Bancos Centrais dos

Discurso de Sua Excelência o Governador do Banco de Cabo Verde, no acto de abertura do XIII Encontro de Recursos Humanos dos Bancos Centrais dos Discurso de Sua Excelência o Governador do Banco de Cabo Verde, no acto de abertura do XIII Encontro de Recursos Humanos dos Bancos Centrais dos Países de Língua Portuguesa 24 e 25 de Março de 2011 1 Senhor

Leia mais

Universidade do Algarve Escola Superior de Tecnologia Curso de Engenharia Eléctrica e Electrónica HUMANOS

Universidade do Algarve Escola Superior de Tecnologia Curso de Engenharia Eléctrica e Electrónica HUMANOS RECURSOS HUMANOS Disciplina: Gestão Docente responsável: Jaime Martins Autoras Ana Vieira, n.º 30367 Natacha Timóteo, n.º 30381 Faro, 20 de Novembro de 2007 ÍNDICE Introdução 3 Desenvolvimento 1. Recursos

Leia mais

CICLO CERTIFICADO ACTIVISION CIEO Coaching Indivíduos, Equipas & Organizações

CICLO CERTIFICADO ACTIVISION CIEO Coaching Indivíduos, Equipas & Organizações CICLO CERTIFICADO ACTIVISION CIEO Coaching Indivíduos, Equipas & Organizações In partnership: 1 OBJECTIVOS PEDAGÓGICOS! Adquirir as 11 competências do coach de acordo com o referencial da ICF! Beneficiar

Leia mais

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Participamos num processo acelerado de transformações sociais, políticas e tecnológicas que alteram radicalmente o contexto e as

Leia mais

POLÍTICA E CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

POLÍTICA E CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA E CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA DE ÉTICA A Política de Ética do CPCBeja está reflectida no Código de Conduta e Ética e integra os seguintes Princípios e Orientações: - Direitos e Dignidade

Leia mais

Política Corporativa Setembro 2012. Política de Recursos Humanos da Nestlé

Política Corporativa Setembro 2012. Política de Recursos Humanos da Nestlé Política Corporativa Setembro 2012 Política de Recursos Humanos da Nestlé Autoria/Departamento Emissor Recursos Humanos Público-Alvo Todos os Colaboradores Aprovação Concelho Executivo, Nestlé S.A. Repositório

Leia mais

POLÍTICA DE REMUNERAÇÃO DOS MEMBROS DOS ORGÃOS DE ADMINISTRAÇÃO E FISCALIZAÇÃO

POLÍTICA DE REMUNERAÇÃO DOS MEMBROS DOS ORGÃOS DE ADMINISTRAÇÃO E FISCALIZAÇÃO POLÍTICA DE REMUNERAÇÃO DOS MEMBROS DOS ORGÃOS DE ADMINISTRAÇÃO E FISCALIZAÇÃO 1. Objectivos da Política de Remuneração dos órgãos de administração e fiscalização da Companhia de Seguros Açoreana, SA (

Leia mais

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting Contactos: Isabel Fonseca Marketing VP Consulting Telefone: +351 22 605 37 10 Fax: +351 22 600 07 13 Email: info@vpconsulting.pt

Leia mais

Retribuir. Compensação. Recompensa. Ordenado. Remunerar

Retribuir. Compensação. Recompensa. Ordenado. Remunerar Gestão do sistema retributivo e de sistemas de incentivos Principais objectivos Benefícios directos e indirectos; fixos e variáveis Factores que afectam a remuneração Qualificação e avaliação de funções

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

IDERANÇA E GESTÃO. Desenvolver competências que permitam acompanhar, motivar, desenvolver e avaliar equipas de trabalho

IDERANÇA E GESTÃO. Desenvolver competências que permitam acompanhar, motivar, desenvolver e avaliar equipas de trabalho L DE PESSOAS IDERANÇA E GESTÃO Desenvolver competências que permitam acompanhar, motivar, desenvolver e avaliar equipas de trabalho Coordenadores e Chefias Intermédias Adquirir técnicas de Liderança, de

Leia mais

Perfil Profissional de Treinador

Perfil Profissional de Treinador Programa Nacional de FORMAÇÃO de Treinadores Grau4 Perfil Profissional de Treinador Perfil Profissional - GRAU IV A formação de Grau IV consubstancia o topo da hierarquia profissional da actividade de

Leia mais

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente Grupo Pestana suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O trabalho de consolidação de informação permitiu desde logo abrir novas possibilidades de segmentação, com base num melhor conhecimento

Leia mais

LIDERANÇA DESPORTIVA APLICADA ÀS

LIDERANÇA DESPORTIVA APLICADA ÀS Formação LIDERANÇA DESPORTIVA APLICADA ÀS - A Liderança do Desporto para as Organizações - Luanda 17 e 18 Março 2015 Hotel Skyna **** Em parceria com Apresentação Alcançar elevados níveis de desempenho

Leia mais

Manual do Membro 2013

Manual do Membro 2013 2013 Índice Página 1.. Feed Performance Club 1.1 O que é o Feed Performance Club? 1.2 Quais os objetivos? 1.3 Exemplos de temáticas e convidados palestrantes 1.4 A quem se destina? 1.5 Quando e onde nos

Leia mais

Recursos Humanos e Qualidade

Recursos Humanos e Qualidade K Recursos Humanos e Qualidade na Gestão das Organizações do 3.º Sector S. Brás de Alportel, 11 de Dezembro de 2009 S. l Brás de Alportel, 11 de Dezembro de 2009_Isaque Dias O que é que fazem as Organizações

Leia mais

O Líder do futuro também é coach das suas equipas! Como dar o passo?

O Líder do futuro também é coach das suas equipas! Como dar o passo? Luis Morgadinho e Pedro Miguel Geraldes O Líder do futuro também é coach das suas equipas! Como dar o passo? 14 e 1415 e 15 de Março 2012 2012 Centro Congressos do Estoril Centro Congressos do Estoril

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

Marca Pessoal e Carreira Profissional

Marca Pessoal e Carreira Profissional O MERCADO Marca Pessoal e Carreira Profissional Managing Partner da Stanton Chase international Vivemos tempos difíceis! Tempos em que muitos passam por situações de desemprego, alguns têm que aceitar

Leia mais

Apresentações Impactantes e Atractivas! 28 de Abril

Apresentações Impactantes e Atractivas! 28 de Abril EXPRESS SESSIONS CURTAS, EXPERIENCIAIS ENERGIZANTES! As Express Sessions são cursos intensivos (120 minutos) e altamente práticos e experienciais, focados em competências comportamentais específicas, desenvolvidos

Leia mais

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Neste curso serão abordadas as melhores práticas que permitem gerir estrategicamente a informação, tendo em vista a criação de valor para

Leia mais

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Este guia foi produzido como parte da Campanha de Consciencialização Pan-Europeia sobre RSE, uma iniciativa da Comissão Europeia, Directoria

Leia mais

Descubra o que fazemos

Descubra o que fazemos Descubra o que fazemos Coaching Coaching - Programa de Treino de Líderes - Considerada uma das ferramentas mais eficazes no treino e desenvolvimento de competências, o Coaching ajuda as Empresas e Pessoas

Leia mais

Descubra o que fazemos

Descubra o que fazemos Descubra o que fazemos Coaching Coaching Considerada uma das ferramentas mais eficazes no treino e desenvolvimento de competências, o Coaching ajuda as Empresas e Pessoas a alcançar os seus objetivos,

Leia mais

Auto-formação para colaboradores

Auto-formação para colaboradores Formação e familiarização directa com o posto de trabalho é, muitas vezes, da responsabilidade da organização. Para uma organização eficaz desta tarefa, o instrutor/tutor necessita não só do conhecimento

Leia mais

Código de conduta e de ética para o sector da segurança privada

Código de conduta e de ética para o sector da segurança privada Código de conduta e de ética para o sector da segurança privada I. Porquê um código de conduta e de ética no sector? O sector da segurança privada representa na União Europeia quase 10.000 empresas que

Leia mais

Em Entrevistas Profissionais

Em Entrevistas Profissionais Em Entrevistas Profissionais Amplie a sua performance na valorização das suas competências 2011 Paula Gonçalves [paula.goncalves@amrconsult.com] 1 Gestão de Comunicação e Relações Públicas As Entrevistas

Leia mais

Blue Mind Desenvolvimento Humano

Blue Mind Desenvolvimento Humano Conhecendo o Coaching Por Fábio Ferreira Professional & Self Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching, com certificação internacional pela European Coaching Association e Global Coaching Community,

Leia mais

Gerir a motivação em tempos de crise O desafio da produtividade: achieve more with less

Gerir a motivação em tempos de crise O desafio da produtividade: achieve more with less ARTIGO DE GESTÃO Gerir a motivação em tempos de crise O desafio da produtividade: achieve more with less Por Luís Sítima Vivemos num mundo em mudança. Sempre vivemos. A mudança é a variável constante da

Leia mais

Health Management Future

Health Management Future 2012 Health Management Future COM O PATROCÍNIO DE O grupo BIAL tem como missão desenvolver, encontrar e fornecer novas soluções terapêuticas na área da Saúde. Fundado em 1924, ao longo dos anos BIAL conquistou

Leia mais

COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA

COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA CURSO PARA A Liderança e Gestão Implemente e Aplique COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA A Liderança é conseguir olhar mais alto e mais longe, para que a actuação das pessoas alcance o seu potencial

Leia mais

Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à

Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à 1. Amostra 2. Caracterização das viagens profissionais 3. Política de viagens

Leia mais

27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho

27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho Análise da Michael Page sobre Recursos Humanos 27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho Manter a motivação das equipas é o principal desafio das empresas portuguesas, sendo apontado por 42%

Leia mais

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos

Leia mais

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS As pequenas empresas são a espinha dorsal da economia europeia, constituindo uma fonte significativa de emprego e um terreno fértil para o surgimento de ideias empreendedoras.

Leia mais

RECURSOS HUMANOS. Gestão Estratégica de. RH Management Series. www.iirangola.com LUANDA. Planificação Estratégica de Recursos Humanos

RECURSOS HUMANOS. Gestão Estratégica de. RH Management Series. www.iirangola.com LUANDA. Planificação Estratégica de Recursos Humanos RH Management Series Advanced Training for Strategic Advantage CICLO DE FORMAÇÃO EM Gestão Estratégica de RECURSOS HUMANOS Planificação Estratégica de Recursos s SEMINÁRIO Recrutamento, Selecção & Entrevista

Leia mais

1 REDACÇÃO CRIATIVA E EFICAZ ESCRITA EMPRESARIAL. - 7 horas 2 TREINE A ESCUTA ACTIVA PARA UMA COMUNICAÇÃO DE SUCESSO. - 7 horas

1 REDACÇÃO CRIATIVA E EFICAZ ESCRITA EMPRESARIAL. - 7 horas 2 TREINE A ESCUTA ACTIVA PARA UMA COMUNICAÇÃO DE SUCESSO. - 7 horas 5 Seminários // 35 horas formação 1 REDACÇÃO CRIATIVA E EFICAZ ESCRITA EMPRESARIAL 2 TREINE A ESCUTA ACTIVA PARA UMA COMUNICAÇÃO DE SUCESSO 3 PROTOCOLO EMPRESARIAL E RELAÇÕES PUBLICAS: COMPORTAMENTOS QUE

Leia mais

REGULAMENTO. 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH.

REGULAMENTO. 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH. 18 de Março de 2015 Centro de Congressos do Estoril REGULAMENTO DISPOSIÇÕES GERAIS 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH.

Leia mais

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP ****

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** Gostaria de começar por agradecer o amável convite da CIP para participarmos nesta conferência sobre um tema determinante para o

Leia mais

www.idsingular.com.br

www.idsingular.com.br Business and Executive Coach ID Coach Seu mundo do tamanho do seu conhecimento Tel. 31 3681 6117 ID COACH No que diz respeito ao desempenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo.

Leia mais

N E W S L E T T E R A P A O M A

N E W S L E T T E R A P A O M A A P A O M A E D I Ç Ã O 4 F I S C A L I D A D E N E W S L E T T E R A P A O M A O U T U B R O 2 0 1 0 A G R A D E C I M E N TO N E S T A E D I Ç Ã O : A G R A D E C I M E N T O F I S C A L I D A D E P

Leia mais

Apoiar Business Angels é apoiar o empreendedorismo Segunda, 17 Março 2014 12:03

Apoiar Business Angels é apoiar o empreendedorismo Segunda, 17 Março 2014 12:03 Os Business Angels são, geralmente, os primeiros investidores que o empreendedor conhece e, por isso, o seu papel é crucial nas primeiras etapas da empresa. Este é um negócio de alto risco, já que muitas

Leia mais

Capítulo Descrição Página

Capítulo Descrição Página MANUAL DA QUALIIDADE ÍNDICE Capítulo Descrição Página 1 Apresentação da ILC Instrumentos de Laboratório e Científicos, Lda Dados sobre a ILC, sua história, sua organização e modo de funcionamento 2 Política

Leia mais

O que é a Responsabilidade Social Empresarial?

O que é a Responsabilidade Social Empresarial? O que é a Responsabilidade Social Empresarial? 1.5. Campos de acção da RSE Resumo O mundo dos negócios é extremamente heterogéneo. Assim as diferentes abordagens e estratégias sobre responsabilidade compromisso

Leia mais

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES 2015 2 Formar gestores e quadros técnicos superiores, preparados científica e tecnicamente para o exercício de funções na empresa

Leia mais

LIDERAR COMO UM TREINADOR

LIDERAR COMO UM TREINADOR info@bizpoint.pt 21 828 09 57 www.bizpoint.pt LIDERAR COMO UM TREINADOR - A Liderança do Desporto para as Organizações - VALOR PROMOCIONAL até 15 Junho Lisboa 7 e 8 Julho 2015 Organização: Apresentação

Leia mais

Evento técnico mensal

Evento técnico mensal Evento técnico mensal GERENCIAMENTO DE CARREIRA PARA O SUCESSO DO GESTOR DE PROJETOS Fernanda Schröder Gonçalves Organização Apoio 1 de xx APRESENTAÇÃO Fernanda Schröder Gonçalves Coordenadora do Ibmec

Leia mais

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO EM COACHING EXECUTIVO

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO EM COACHING EXECUTIVO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO EM COACHING EXECUTIVO de acção mediante a aquisição de novas formas de pensamento que lhes permitam levar a cabo diferentes acções. O percurso formativo do coach está dividido

Leia mais

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I)

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I) Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I) Homologado pelo Porto 29 Outubro e 5 Novembro Organização: Apresentação O Coaching Desportivo perfila-se, cada vez mais, como uma actividade complementar

Leia mais