Pesquisas em Redes de Computadores e Sistemas Multimídia

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pesquisas em Redes de Computadores e Sistemas Multimídia"

Transcrição

1 Pesquisas em Redes de Computadores e Sistemas Multimídia Profa. Débora Christina Muchaluat Saade Instituto de Computação - UFF

2 Roteiro equipe Linhas de Pesquisa Redes Mesh Redes Avançadas TV Digital Telemedicina Projetos em andamento

3 Parceria entre Departamento de Ciência da Computação Instituto de Computação IC/UFF Departamento de Engenharia de Telecomunicações Escola de Engenharia TET/UFF

4 Professores: Prof. Célio Vinícius Neves de Albuquerque IC Profa. Débora Christina Muchaluat Saade IC Prof. Igor Monteiro Moraes IC Prof. Luiz Claudio Schara Magalhães TET Prof. Ricardo Carrano TET Colaboradores: Vários Professores do IC (Julius, Lúcia, Esteban, Aura, Christiano ) Professores do TET (Malcher e Maria Luiza) Alunos de graduação e pós-graduação

5 Financiamento: Parcerias com universidades COPPE/UFRJ, LNCC, UFPA, IME, PUC-PR, UERJ, UFRN, UTFPR, UFMG, UFMS, UFSC, UNICAMP, UFRGS, etc. e algumas empresas

6 oferece suporte à pesquisa e desenvolvimento de projetos na área de: Redes de Computadores e Sistemas Multimídia com ênfase nas linhas de: Redes em Malha sem Fio Redes Mesh Redes Avançadas Televisão Digital Interativa Telemedicina

7 Redes Mesh Acesso WiFi IEEE b/g Modo ad-hoc Múltiplos saltos Protocolos de roteamento dinâmicos Fácil de instalar Baixo custo e tolerante a falhas

8 Redes Mesh Integração com outros sistemas [Akyildiz and Wang, 2009]

9 Redes Mesh Extensão via Clientes Mesh [Akyildiz and Wang, 2009]

10 Redes Mesh Redes Comunitárias [Akyildiz and Wang, 2009]

11 Redes Mesh Cidades Digitais Hospital streetlamps [Akyildiz and Wang, 2009]

12 Testbed de Rede Mesh Solução mesh de baixo custo Roteadores Linksys/Ubiquit Firmware OpenWRT Protocolo de Roteamento OLSR-ML Rede interna 10 nós

13 Redes Mesh Solução para canal de retorno do SBTVD Solução de baixo custo para roteador mesh openwrt Métricas e protocolos de roteamento OLSR-ML (métrica minimum loss) Testes de transmissão de voz e vídeo Provisão de QoS e multicast TC, BMF, IEEE e Mesh na Camada MAC (IEEE s) Alimentação solar e gerência de energia Ferramentas de visualização da topologia e gerência MTV, TCMesh, MeshAdmin

14 Redes Avançadas Protocolos de Streaming Protocolos de Transporte de Alta Velocidade Otimização de Uso da Rede em Escolas Públicas Medição de Desempenho Cache e Filtragem de conteúdo Gerência e autenticação/segurança em redes sem fio Internet do Futuro Virtualização de redes

15 TV Digital no Brasil Padrão Brasileiro Transmissão terrestre Transmissão terrestre digital de sinais de televisão (radiodifusão), incorporando as potencialidades da tecnologia digital (novas aplicações, interatividade, novos recursos) => Inclusão digital

16 Vantagens da TV Digital Maior resolução de imagem; Melhor qualidade de imagem; Melhor qualidade de som; Som surround; Otimização da utilização do espectro Novos tipos de conteúdo - transmissão de dados; Novos recursos interatividade, mobilidade, multiprogramação.

17 Arquitetura do SBTVD Aplicação Middleware EPG T-GOV T-COM Internet GINGA Codificação Monomídia H.264 H.264 MPEG-4 MPEG-4 Transporte Modulação MPEG2-TS BST-OFDM

18 Middleware Middleware é uma camada de software adicional, cujo objetivo é oferecer um serviço padronizado às aplicações, escondendo as especificidades e heterogeneidades das camadas de hardware e sistema operacional, dando suporte às facilidades básicas de codificação, transporte e modulação de um sistema de televisão digital.

19 Paradigmas de Programação Imperativo (procedural) Especificação: como fazer Maior poder de expressão Ginga-J Linguagem Java Declarativo Especificação: a intenção final Especificação em mais alto nível Conteúdo XML Ginga-NCL Linguagens NCL e Lua

20 TV Digital Interativa Desenvolvimento de linguagens declarativas para autoria multimídia => TV digital Linguagem NCL Desenvolvimento de editores e conversores Editores de âncoras Conversor NCL=> MPEG-4 XMT Facilidades para autoria em NCL XTemplate Aplicações Interativas Ex.: RummiTV, T-Censo, DamasTV, Editores gráficos EDITEC, Editor de conectores, Editor NCL com Templates Soluções para canal de retorno

21 Telemedicina Uso de redes mesh em ambientes hospitalares Uso de redes mesh em cidades digitais como infraestrutura de comunicação para aplicações médicas em dispositivos sem fio Processamento de imagens médicas para volumetria do encéfalo Sistema de suporte a decisão para diagnóstico da Doença de Alzheimer

22 Histórico de Projetos do Laboratório Redes Mesh, Redes Avançadas TV Digital, Telemedicina FUNTTEL ITVSoft SBTVD GT-Mesh2 RUCA2 PensaRio AccessNetTech MultiTV RH-TVD ProCAD AutorTVDReuse GT-Scifi GT-ReBUS Agito tempo HiperTV AutoriaTV Giga GT-Mesh RUCA MARFIM MACC-Rio REMOTE REBU REMOTE2 MADRE INCT-MACC INCT-Web Eduroam-br REEF CIA2

23 Projetos Concluídos Projeto GTMesh 2005 a 2007 Rede Mesh de Acesso Universitário Faixa Larga Sem Fio Financiamento RNP Professores Célio, Débora e Schara Parceria IC/UFF - Professor Julius 1ª. fase Parceria UFPA/UTFPR/PUC-PR 2ª. fase Prover acesso à Internet a comunidade universitária (alunos, professores, funcionários) que morem nas proximidades dos campi da UFF Desenvolvimento do firmware do roteador sem fio, com customização do protocolo de roteamento e montagem do ponto mesh completo

24 Projetos Concluídos Projeto GTMesh Servidor de autenticação Rede UFF Internet

25 Projetos Concluídos Projeto RUCA Rede do Projeto Um Computador por Aluno Financiado pela RNP Testes de conectividade de laptops populares (OLPC) Professores Schara, Débora e Célio Parcerias USP, UFRGS, UFPB, UNB, UFAM Rede Mesh camada MAC

26 Projetos Concluídos Projeto MADRE RNP e MEC Melhoria de Desempenho da Rede 2009/2010 Infraestrutura de rede em escolas públicas (Programa ProInfo) Fornecer às escolas públicas ferramentas capazes de otimizar a conexão de cada uma delas com a Internet Medição de banda controle do serviço oferecido pela operadora Uso eficiente da banda - cache Filtragem de conteúdo

27 Projetos em Andamento ReMOTE: Rede de Monitoramento para linhas de Transmissão de Energia Instalação de rede mesh sem fio em linhas de transmissão como infraestrutura de suporte a aplicações de supervisão e controle da linha Instalação de rede piloto na linha de transmissão Campos Novos Machadinho (SC) Financiamento TBE (EATE, ENTE), ANEEL Professores Célio, Débora e Schara 2007 a 2009 REMOTE continuação 2009 a 2011

28 Projetos em Andamento ReMOTE: Rede de Monitoramento para linhas de Transmissão de Energia

29 Projeto Remote ReMOTE Roteadores alimentados com energia solar

30 ReMesh em RS/SC Linha de transmissão Machadinho Campos Novos

31 Projeto Remote

32 MeshAdmin

33 Projetos em Andamento INCT-MACC Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Medicina Assistida por Computação Científica Financiado pelo CNPQ/FAPERJ Coordenado pelo LNCC 2009 a 2014 Processamento de imagens médicas Sistemas de informações médicas

34 Projetos em Andamento CAPES RH-TVD Formação de recursos humanos em TV digital Parceria UFRJ/UFF/IME/UERJ Início em 2008 a 2013 Projeto AutorTVDReuse Facilitar reuso para autoria em tv digital Financiado pela FAPERJ Professoras Débora, Maria Luiza, Esteban (IC) Parceria Claudia Werner COPPE/Sistemas 2010/2012

35 Projetos em Andamento GT-SciFi - Sistema de Controle Inteligente para Redes sem Fio Financiado pela RNP 2010/2011 Controle de potência balanceamento de carga controle de canal

36 Projetos em Andamento GT-SciFi - Sistema de Controle Inteligente para Redes sem Fio controle de canal

37 Projetos em Andamento Eduroam-br Education Roaming em Universidades Brasileiras Financiado pela RNP Parceria UFRJ, UFMS, UFSC, UNICAMP, UFRGS Eduroam é um serviço de acesso sem fio seguro desenvolvido para a comunidade internacional de educação e pesquisa.

38 Projetos em andamento Projeto Eduroam-br servidor da Federação (.br) instituição visitante (UFRJ) instituição de origem (UFF)

39 Laboratório Mídiacom Obrigada!! Perguntas??

Redes Mesh: Estendendo os limites de redes WiFi tradicionais. Laboratório MídiaCom

Redes Mesh: Estendendo os limites de redes WiFi tradicionais. Laboratório MídiaCom Redes Mesh: Estendendo os limites de redes WiFi tradicionais Célio Albuquerque, IC / UFF Redes Mesh - Conteúdo Redes WiFi 802.11 Redes Mesh Pilotos pelo mundo Protocolos de roteamento ad-hoc Projeto ReMesh

Leia mais

Introdução Padrão Brasileiro de TV Digital. Desenvolvimento de Aplicações Interativas. Trabalhos em andamento

Introdução Padrão Brasileiro de TV Digital. Desenvolvimento de Aplicações Interativas. Trabalhos em andamento Introdução Padrão Brasileiro de TV Digital Middleware GINGA Desenvolvimento de Aplicações Interativas Linguagem NCL (Nested Context Language) Trabalhos em andamento 1 2 3 4 Maior resolução de imagem Melhor

Leia mais

Proposta de Projeto Piloto GT MESH. Grupo de Trabalho Segunda Fase. Rede Mesh de Acesso Universitário Faixa Larga Sem Fio

Proposta de Projeto Piloto GT MESH. Grupo de Trabalho Segunda Fase. Rede Mesh de Acesso Universitário Faixa Larga Sem Fio Proposta de Projeto Piloto Grupo de Trabalho Segunda Fase GT MESH Rede Mesh de Acesso Universitário Faixa Larga Sem Fio Célio Vinicius Neves de Albuquerque Universidade Federal Fluminense Data 18 de setembro

Leia mais

TV Dig ital - S ocial

TV Dig ital - S ocial Edson Luiz Castilhos Gerente Célula Software Livre - RS Marco Antonio Munhoz da Silva Gestor Projeto TV Digital Social 1 AGENDA O que é TV Digital? Histórico TV Analógica x TV Digital Sistema de TV Digital

Leia mais

Wireless Mesh Networks

Wireless Mesh Networks Wireless Mesh Networks Redes Mesh se configuram e se organizam automaticamente, com seus nós estabelecendo uma conexão ad hoc e mantendo a conectividade em malha. Isanio Lopes Araujo Santos Paradoxo: pontos

Leia mais

Amadeus-TV: Portal Educacional na TV Digital Integrado a um Sistema de Gestão de Aprendizado

Amadeus-TV: Portal Educacional na TV Digital Integrado a um Sistema de Gestão de Aprendizado Amadeus-TV: Portal Educacional na TV Digital Integrado a um Sistema de Gestão de Aprendizado Bruno de Sousa Monteiro Orientação: Prof. Dr. Fernando da Fonseca de Souza Prof. Dr. Alex Sandro Gomes 1 Roteiro

Leia mais

Testando a RUCA Rede Um Computador por Aluno. Apresentação por Liane Tarouco UFRGS

Testando a RUCA Rede Um Computador por Aluno. Apresentação por Liane Tarouco UFRGS Testando a RUCA Rede Um Computador por Aluno Apresentação por Liane Tarouco UFRGS Projeto Rede Um Computador por Aluno Coordenação: RNP Rede Nacional de Pesquisa Luiz Claudio Schara Magalhães - UFF Participantes:

Leia mais

Entretenimento e Interatividade para TV Digital

Entretenimento e Interatividade para TV Digital Entretenimento e Interatividade para TV Digital Desenvolvimento de Aplicativos para TV Digital Interativa Rodrigo Cascão Araújo Diretor Comercial Apresentação da Empresa A EITV desenvolve software e provê

Leia mais

Construindo Cidades Inteligentes da Instrumentação dos Ambientes ao Desenvolvimento de Aplicações Marcelo Sampaio de Alencar

Construindo Cidades Inteligentes da Instrumentação dos Ambientes ao Desenvolvimento de Aplicações Marcelo Sampaio de Alencar Construindo Cidades Inteligentes da Instrumentação dos Ambientes ao Desenvolvimento de Aplicações Marcelo Sampaio de Alencar Urbanização: dos primórdios ao século XXI Agricultura (surgiu há pelo menos

Leia mais

Gestão de rede wireless no campus

Gestão de rede wireless no campus Gestão de rede wireless no campus SCIFI e os desafios de uma rede sem fio na Universidade Roteiro o que é o SCIFI Evolução A Rede Wifi-UFF Mobilidade Gerência de identidade Próximos passos 3 O que é o

Leia mais

PESPECTVIAS DO PROJETO DE PESQUISA DESENVOLVIMENTO DE MIDDLEWARE PARA DIVULGAÇÃO DE SABERES POPULARES NO CANAL DE INTERATIVIDADE DA TV DIGITAL *

PESPECTVIAS DO PROJETO DE PESQUISA DESENVOLVIMENTO DE MIDDLEWARE PARA DIVULGAÇÃO DE SABERES POPULARES NO CANAL DE INTERATIVIDADE DA TV DIGITAL * PESPECTVIAS DO PROJETO DE PESQUISA DESENVOLVIMENTO DE MIDDLEWARE PARA DIVULGAÇÃO DE SABERES POPULARES NO CANAL DE INTERATIVIDADE DA TV DIGITAL * Wellington Garcia PEREIRA 1 ; Hudson Henrique de Sousa LOPES

Leia mais

NCL e Java. Aquiles Burlamaqui

NCL e Java. Aquiles Burlamaqui Construindo programas de TV Digital Interativa usando NCL e Java Aquiles Burlamaqui Sumário Introdução Middleware Aplicações de TVDI Ginga NCL Ginga J Conclusões Introdução TV Digital Interativa O que

Leia mais

Demonstrações: Requisitos do M iddleware

Demonstrações: Requisitos do M iddleware 1 Copyright 2012 TeleMídia Agenda Introdução à TV Digital Demonstrações: Requisitos do M iddleware M odelo de Referência Ginga: NCL (Lua) Considerações Finais 2 Copyright 2012 TeleMídia Copyright Laboratório

Leia mais

TV Digital no Brasil e o Middleware Ginga. Luiz Eduardo Cunha Leite

TV Digital no Brasil e o Middleware Ginga. Luiz Eduardo Cunha Leite TV Digital no Brasil e o Middleware Ginga Luiz Eduardo Cunha Leite 1 Sistema de TV Digital no Brasil 3G 1 Seg 2 PTSN, Internet, etc. Nível de Transporte TCP / IP -SI -Carrossel de Dados e Objetos -MPE

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Relação de s Informação e Comunicação Aprendizagem Código Capacitação 252 Administrador de Banco de Dados 253 Administrador de Redes 1195 Cadista 1291 Desenhista

Leia mais

Pesquisa e Formação de Recursos Humanos em Segurança da Informação PROF. DR. RAUL CERETTA NUNES UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

Pesquisa e Formação de Recursos Humanos em Segurança da Informação PROF. DR. RAUL CERETTA NUNES UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Pesquisa e Formação de Recursos Humanos em Segurança da Informação PROF. DR. RAUL CERETTA NUNES UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Sumário Formação em Nível Superior e sua Regulação Denominações de Cursos

Leia mais

INTERNET, RÁDIO E TV NA WEB

INTERNET, RÁDIO E TV NA WEB INTERNET, RÁDIO E TV NA WEB Moysés Faria das Chagas Graduado em Comunicação Social - Rádio e TV (Unesa) Pós-graduado em Arte-Educação (Universo) Mídia-Educação (UFF) MBA em TV Digital, Radiodifusão e Novas

Leia mais

WRNP 6 o Workshop RNP ONCONET. Rede Piloto Tele-Saúde em Oncologia Pediátrica. Marcelo Knörich Zuffo mkzuffo@lsi. lsi.usp..usp.br. http://www.

WRNP 6 o Workshop RNP ONCONET. Rede Piloto Tele-Saúde em Oncologia Pediátrica. Marcelo Knörich Zuffo mkzuffo@lsi. lsi.usp..usp.br. http://www. WRNP 6 o Workshop RNP ONCONET Rede Piloto Tele-Saúde em Oncologia Pediátrica 10 de Maio de 2005 Fortaleza Marcelo Knörich Zuffo mkzuffo@lsi lsi.usp..usp.br http://www. ://www.lsi.usp.br/interativos Meios

Leia mais

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo.

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Desafios da vigilância por vídeo hoje O mercado de vigilância por vídeo está crescendo, impulsionado por preocupações de segurança

Leia mais

Serviço de Segurança de Middlewares

Serviço de Segurança de Middlewares Serviço de Segurança de Middlewares Autor: Célio Domingues Gonçalves 1, Orientador: Prof. Dr. Luis Fernando Faina 1 1 Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação Universidade Federal do Uberlândia

Leia mais

Projetos I Resumo de TCC. Luiz Rogério Batista De Pieri Mat: 0413829 5

Projetos I Resumo de TCC. Luiz Rogério Batista De Pieri Mat: 0413829 5 Projetos I Resumo de TCC Luiz Rogério Batista De Pieri Mat: 0413829 5 MAD RSSF: Uma Infra estrutura de Monitoração Integrando Redes de Sensores Ad Hoc e uma Configuração de Cluster Computacional (Denise

Leia mais

RUCA Rede Um Computador por Aluno. Liane Tarouco UFRGS

RUCA Rede Um Computador por Aluno. Liane Tarouco UFRGS RUCA Rede Um Computador por Aluno Liane Tarouco UFRGS Projeto Rede Um Computador por Aluno Coordenação: RNP Rede Nacional de Pesquisa Luiz Claudio Schara Magalhães - UFF Participantes: UFF UFPB UFAM UFRGS

Leia mais

Projeto VoIP4ALL. Iara Machado

Projeto VoIP4ALL. Iara Machado Projeto VoIP4ALL Iara Machado Objetivo do Projeto Visa criar os meios para que 82 instituições federais,,q que incluem universidades, centros de educação tecnológica e unidades de pesquisa, possam implantar

Leia mais

INF-110 Redes Sem Fio Aula 02 Modelagem de Canais de Rádio Prof. João Henrique Kleinschmidt

INF-110 Redes Sem Fio Aula 02 Modelagem de Canais de Rádio Prof. João Henrique Kleinschmidt INF-110 Redes Sem Fio Aula 02 Modelagem de Canais de Rádio Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, fevereiro de 2016 Roteiro Introdução Fundamentos de Transmissão Digital Unidades de Medida em Telecomunicações

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI - Tecnologia da informação SI - Tecnologia da informação Com a evolução tecnológica surgiram vários setores onde se tem informatização,

Leia mais

Proposta para Grupo de Trabalho. GT TV Grupo de Trabalho de TV Digital

Proposta para Grupo de Trabalho. GT TV Grupo de Trabalho de TV Digital Proposta para Grupo de Trabalho GT TV Grupo de Trabalho de TV Digital Guido Lemos de Souza Filho 10/09/2005 1. Título GT TV Grupo de Trabalho de TV Digital 2. Coordenador Guido Lemos de Souza Filho guido@lavid.ufpb.br

Leia mais

GINGA - Software Livre para TV Digital Brasileira

GINGA - Software Livre para TV Digital Brasileira 1 of 6 23/6/2010 22:40 GINGA - Software Livre para TV Digital Brasileira Autor: Paulo Roberto Junior - WoLF Data: 13/04/2009 O que é GINGA Posso falar com minhas próprias indagações

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 1, de 1 de março de

Leia mais

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia.

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A EMPRESA A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A experiência da Future Technology nas diversas áreas de TI disponibiliza aos mercados público

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações para TV Digital Interativa. Diemesleno Souza Carvalho. Dourados -MS, 20 de Abril de 2011.

Desenvolvendo Aplicações para TV Digital Interativa. Diemesleno Souza Carvalho. Dourados -MS, 20 de Abril de 2011. Desenvolvendo Aplicações para TV Digital Interativa Diemesleno Souza Carvalho Dourados -MS, 20 de Abril de 2011. Sobre o Palestrante Tecnólogo em Sistemas para Internet. Pós-graduando MBA em Gestão de

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Interativas. GINGA NCL e LUA. Projeto TV Digital Social

Desenvolvimento de Aplicações Interativas. GINGA NCL e LUA. Projeto TV Digital Social Desenvolvimento de Aplicações Interativas GINGA NCL e LUA Projeto TV Digital Social Marco Antonio Munhoz da Silva DATAPREV Gestor do Proejeto TV Digital Social AGENDA Divisão dos assuntos em quatro partes

Leia mais

Redes Mesh. Latinoware 2009. Felipe Santos - felipesantos@softwarelivre.org Rodrigo Troian - rtroian@gmail.com Vinicius John - vinicius@minuano.

Redes Mesh. Latinoware 2009. Felipe Santos - felipesantos@softwarelivre.org Rodrigo Troian - rtroian@gmail.com Vinicius John - vinicius@minuano. Redes Mesh Latinoware 2009 Felipe Santos - felipesantos@softwarelivre.org Rodrigo Troian - rtroian@gmail.com Vinicius John - vinicius@minuano.org Apresentação GT Mesh ASL.Org Há aproximadamente três meses

Leia mais

Cap. 1 Introdução. Redes sem Fio e Sistemas Móveis de Computação. Prof. Eduardo Barrére. Material Base: Marcelo Moreno. eduardo.barrere@ice.ufjf.

Cap. 1 Introdução. Redes sem Fio e Sistemas Móveis de Computação. Prof. Eduardo Barrére. Material Base: Marcelo Moreno. eduardo.barrere@ice.ufjf. Redes sem Fio e Sistemas Móveis de Computação Cap. 1 Introdução Prof. Eduardo Barrére eduardo.barrere@ice.ufjf.br Material Base: Marcelo Moreno Dep. Ciência da Computação 1 Computação Móvel Computação

Leia mais

INTRODUÇÃO A SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

INTRODUÇÃO A SISTEMAS DISTRIBUÍDOS INTRODUÇÃO A SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos O que é um sistema Distribuído? SD é aquele no qual os componentes de hardware ou software se comunicam e coordenam suas ações

Leia mais

Evolução das Redes. Paulo Aguiar

Evolução das Redes. Paulo Aguiar Evolução das Redes Paulo Aguiar Década de 40-50 Havia somente válvulas Tamanho de pequenas lâmpadas Alta consumo e dissipação de energia Vida útil limitada Primeiros computadores eram objetos de grandes

Leia mais

Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações

Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações Redes definidas por software e Computação em Nuvem Prof. Rodrigo de Souza Couto Informações Gerais Prof. Rodrigo de Souza Couto E-mail: rodsouzacouto@ieee.org

Leia mais

Modelos de Sistemas Distribuídos. . Requerimentos de Projeto para Arquiteturas Distribuídas

Modelos de Sistemas Distribuídos. . Requerimentos de Projeto para Arquiteturas Distribuídas Modelos de Sistemas Distribuídos. Introdução. Modelos is. Requerimentos de Projeto para s Distribuídas 1 Introdução Introdução. Existem 2 conjuntos de modelos de sistemas distribuídos: -> Conjunto dos

Leia mais

SDN-WISE: Design, prototyping and experimentation of a stateful SDN solution for WIreless SEnsor networks

SDN-WISE: Design, prototyping and experimentation of a stateful SDN solution for WIreless SEnsor networks SDN-WISE: Design, prototyping and experimentation of a stateful SDN solution for WIreless SEnsor networks Universidade Federal Fluminense - UFF Instituto de Computação - IC Disciplina: Engenharia de Redes

Leia mais

AKARI Uma pequena luz na direção do futuro

AKARI Uma pequena luz na direção do futuro AKARI Uma pequena luz na direção do futuro Bruno Magalhães Martins Agostinho Manuel Vaz Tópicos Objetivos e Motivações Problemas da Internet Atual e Exigências para o Futuro Desafios e Requisitos Sociais

Leia mais

19/07/2013. Camadas. Camadas de Enlace e Física. Camadas de Enlace e Física. Topologias de Rede NOÇÕES DE REDE: CAMADAS DE ENLACE E FÍSICA

19/07/2013. Camadas. Camadas de Enlace e Física. Camadas de Enlace e Física. Topologias de Rede NOÇÕES DE REDE: CAMADAS DE ENLACE E FÍSICA 2 Camadas NOÇÕES DE REDE: CAMADAS DE ENLACE E FÍSICA Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística e Informática Aplicação Transporte

Leia mais

Computação Aplicada. Redes de Computadores. Professor Emanuel Ferreira Coutinho Aula 9

Computação Aplicada. Redes de Computadores. Professor Emanuel Ferreira Coutinho Aula 9 Computação Aplicada Redes de Computadores Professor Emanuel Ferreira Coutinho Aula 9 Sumário Definição Estrutura Categorias 2 Definição Conjunto de computadores (estações de trabalho), que compartilham

Leia mais

Conceito de Rede e seus Elementos. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Conceito de Rede e seus Elementos. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceito de Rede e seus Elementos Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceito de Rede e seus Elementos O conceito de rede segundo Tanenbaum é: um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações

Leia mais

RUCA Avaliação da Rede em Malha do Projeto Um Computador por Aluno

RUCA Avaliação da Rede em Malha do Projeto Um Computador por Aluno RUCA Avaliação da Rede em Malha do Projeto Um Computador por Aluno Plano de Testes da Universidade Federal Fluminense Débora Christina Muchaluat Saade Célio Vinicius Neves de Albuquerque Luiz Claudio Schara

Leia mais

WPAN ZigBee & Bluetooth SDIC Cap6. Redes Sem Fios

WPAN ZigBee & Bluetooth SDIC Cap6. Redes Sem Fios Redes Sem Fios As recomendações do IEEE (Institute of Electrical and Eletronics Engineers), particularmente as recomendações da série IEEE 802.11, são os exemplos mais conhecidos para os padrões de redes

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Ficha de Ficha de do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 2 - CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO IES: 24001015 - UFPB/J.P. - UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA/JOÃO PESSOA Programa: 24001015047P4

Leia mais

Tecnologia da Infomação e Comunicação nas escolas públicas Brasileiras

Tecnologia da Infomação e Comunicação nas escolas públicas Brasileiras Audiência Pública Tecnologia da Infomação e Comunicação nas escolas públicas Brasileiras Carlos Bielschowsky Secretário de Educação a Distância Ministério da Educação Utilizaçã ção o de TIC s nas escolas

Leia mais

Proposta de Projeto Piloto Grupo de Trabalho Segunda Fase

Proposta de Projeto Piloto Grupo de Trabalho Segunda Fase Proposta de Projeto Piloto Grupo de Trabalho Segunda Fase GTTV Grupo de Trabalho de TV Digital Guido Lemos Universidade Federal da Paraíba Setembro de 2006 1. Concepção do serviço 1.1. Descrição do serviço

Leia mais

ONCOPEDIATRIA: Projeto de Telesaúde em Oncologia Pediática

ONCOPEDIATRIA: Projeto de Telesaúde em Oncologia Pediática CBI 2004 IX Congresso Brasileiro de Informática em aúde ONCOPEIATRIA: Projeto de Telesaúde em Oncologia Pediática A. Y. Hira,, T. T. Lopes, M. K. Zuffo,, R.. Lopes Laboratório de istemas Integráveis da

Leia mais

Débora C. Muchaluat Saade Laboratório MídiaCom Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense

Débora C. Muchaluat Saade Laboratório MídiaCom Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense Débora C. Muchaluat Saade Laboratório MídiaCom Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense Introdução Funcionamento do Serviço Eduroam RADIUS IEEE 802.1x Objetivos do projeto Eduroam-br Próximos

Leia mais

Projeto GIGA: um laboratório de redes avançadas

Projeto GIGA: um laboratório de redes avançadas Projeto GIGA: um laboratório de redes avançadas Maio de 2003 Michael Stanton 2003 RNP Projeto GIGA Projeto em colaboração entre RNP e CPqD www.rnp.br e www.cpqd.com.br Explorar controle

Leia mais

Automação Residencial: rumo a um futuro pleno de novas soluções

Automação Residencial: rumo a um futuro pleno de novas soluções Automação Residencial: rumo a um futuro pleno de novas soluções Luiz Antônio M. Pereira PUC-Rio lpereira@inf.puc-rio.br Agenda Introdução História e Contexto Atual Necessidades e Tendências As Novas Soluções

Leia mais

A escolha do padrão de TV digital no Brasil

A escolha do padrão de TV digital no Brasil OPINIÃO A escolha do padrão de TV digital no Brasil Wellington Pereira A televisão sempre foi objeto de cobiça e esteve presente, com destaque, nos lares dos brasileiros. Mais de 90% das residências no

Leia mais

1. O Contexto do SBTVD

1. O Contexto do SBTVD CT 020/06 Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2006 Excelentíssimo Senhor Ministro Hélio Costa MD Ministro de Estado das Comunicações Referência: Considerações sobre o Sistema Brasileiro de Televisão Digital

Leia mais

ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE INTERATIVO COM GINGA-NCL PARA TV DIGITAL

ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE INTERATIVO COM GINGA-NCL PARA TV DIGITAL ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE INTERATIVO COM GINGA-NCL PARA TV DIGITAL João Vitor Carvalho de Melo jvcmelo@aluno.ufabc.edu.br Universidade Federal do ABC Avenida dos Estados, 5001 - Bairro

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Universidade Federal do Pará Campus Universitário de Marabá Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação Sistemas Distribuídos Prof.: Warley Junior warleyjunior05@gmail.com Plano de Ensino. Turma SI

Leia mais

Canal de Interatividade: Conceitos, Potencialidades e Compromissos

Canal de Interatividade: Conceitos, Potencialidades e Compromissos Canal de Interatividade: Conceitos, Potencialidades e Compromissos Por Marcus Manhães e Pei Jen Shieh 1. Introdução O Decreto Presidencial [1] 4.901, de 26 de novembro de 2003, instituiu o Projeto do Sistema

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

Serviços do Cisco Connected Stadium Wi-Fi

Serviços do Cisco Connected Stadium Wi-Fi Folha de dados Serviços do Cisco Connected Stadium Wi-Fi Melhore a experiência móvel dos torcedores no estádio com os serviços do Cisco Connected Stadium Wi-Fi Resumo A solução Cisco Connected Stadium

Leia mais

COMITÊ DE TECNOLOGIA DA. INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (CoTIC) RedeUFSC Sem Fio: Política de Uso. Versão 1.0

COMITÊ DE TECNOLOGIA DA. INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (CoTIC) RedeUFSC Sem Fio: Política de Uso. Versão 1.0 COMITÊ DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (CoTIC) RedeUFSC Sem Fio: Política de Uso Versão 1.0 Florianopolis, maio de 2014. 1 Apresentação a) A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), conforme

Leia mais

Aula 03-04: Modelos de Sistemas Distribuídos

Aula 03-04: Modelos de Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE Computação Aula 03-04: Modelos de Sistemas Distribuídos 2o. Semestre / 2014 Prof. Jesus Principais questões no projeto de um sistema distribuído (SD) Questão de acesso (como sist. será acessado)

Leia mais

GTGV - Grupo de Trabalho em Gerência de VídeoV

GTGV - Grupo de Trabalho em Gerência de VídeoV GTGV - Grupo de Trabalho em Gerência de VídeoV por Regina Melo Silveira regina@larc.usp.br RNP Rio de Janeiro Nov. 2005 Laboratório de 2005 Arquitetura LGPA - Laboratório e Redes de Arquitetura Computadores

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com 1 PRIMÓRDIOS 1950 Auge da Guerra Fria, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos realiza

Leia mais

AVALIAÇÃO DE REDES DE SENSORES SEM FIO COMO FERRAMENTA PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE ALERTAS ANTECIPADOS DE EMERGÊNCIAS NO ESTADO DA PARAÍBA

AVALIAÇÃO DE REDES DE SENSORES SEM FIO COMO FERRAMENTA PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE ALERTAS ANTECIPADOS DE EMERGÊNCIAS NO ESTADO DA PARAÍBA AVALIAÇÃO DE REDES DE SENSORES SEM FIO COMO FERRAMENTA PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE ALERTAS ANTECIPADOS DE EMERGÊNCIAS NO ESTADO DA PARAÍBA BRITO 1, Antônio Cavalcanti CARVALHO 2, Fabricio Braga Soares MARINHO

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE V: Telecomunicações, Internet e Tecnologia Sem Fio. Tendências em Redes e Comunicações No passado, haviam dois tipos de redes: telefônicas e redes

Leia mais

Grupos de Trabalho RNP: Implantação da Segunda Fase do GT de Vídeo Digital

Grupos de Trabalho RNP: Implantação da Segunda Fase do GT de Vídeo Digital Grupos de Trabalho RNP: Implantação da Segunda Fase do GT de Vídeo Digital Implementação de um Serviço de Distribuição de Vídeo Digital com Suporte para Transmissão ao Vivo e sob Demanda Guido Lemos de

Leia mais

Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP.

Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP. Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP. VANTAGENS DAS SOLUÇÕES DE VIGILÂNCIA DIGITAL IP É verdade que o custo de aquisição das câmeras digitais IP, é maior que o custo de aquisição das câmeras

Leia mais

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GTL 24 14 a 17 Outubro de 2007 Rio de Janeiro - RJ GRUPO XVI GRUPO DE ESTUDO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÕES PARA SISTEMAS

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO 1 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: DSI Sistemas de Informação DISCIPLINA: Redes I PROFESSOR: Ademar

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Computação Aula 01-02: Introdução 2o. Semestre / 2014 Prof. Jesus Agenda da Apresentação Definição e surgimento de Sistemas Distribuídos Principais aspectos de Sistemas Distribuídos

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 ÍNDICE Capítulo 1: Iniciando em redes Redes domésticas...3 Redes corporativas...5 Servidor...5 Cliente...6 Estação de

Leia mais

Televisão Digital Interativa se faz com Ginga. Guido Lemos de Souza Filho LAVID DI - UFPB

Televisão Digital Interativa se faz com Ginga. Guido Lemos de Souza Filho LAVID DI - UFPB Televisão Digital Interativa se faz com Ginga Guido Lemos de Souza Filho LAVID DI - UFPB Instituições Selecionadas para Elaborar Propostas de Alternativas Tecnológicas Requisitos básicos b do SBTVD Robustez

Leia mais

PLANO DE ENSINO CARGA HORÁRIA TOTAL: 72 TEORIA: 50 PRÁTICA: 22

PLANO DE ENSINO CARGA HORÁRIA TOTAL: 72 TEORIA: 50 PRÁTICA: 22 DEPARTAMENTO: Sistemas de Informação PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Redes de Computadores I PROFESSOR: SERGIO ROBERTO VILLARREAL SIGLA: RED I E-MAIL: sergio.villarreal@udesc.br CARGA HORÁRIA TOTAL: 72 TEORIA:

Leia mais

Medidor Eletrônico de Energia em Baixa Tensão com Teleleitura via Tecnologia Bluetooth

Medidor Eletrônico de Energia em Baixa Tensão com Teleleitura via Tecnologia Bluetooth Medidor Eletrônico de Energia em Baixa Tensão com Teleleitura via Tecnologia Bluetooth Bose, R.C. 1 ; Kolm, D. 1 ; Paim, F. 1 ; Caetano,C.D.C. 2 ; Garbelotto,L.A. 2 ; Moraes, R. 1 1 - Engenharia Elétrica

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - QoS e Engenharia de Tráfego www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução Em oposição ao paradigma best-effort (melhor esforço) da Internet, está crescendo

Leia mais

Fundamentos de. Fundamentos de Sistemas Multimídia. Ementa. nuas. debora@midiacom.uff.br. Classes básicas de tráfego

Fundamentos de. Fundamentos de Sistemas Multimídia. Ementa. nuas. debora@midiacom.uff.br. Classes básicas de tráfego Departamento de Engenharia de Telecomunicações - UFF Ementa 1 Fundamentos de Sistemas Multimídia Profa. Débora Christina Muchaluat Saade debora@midiacom.uff.br http://www.midiacom.uff.br/~debora/fsmm 2

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Dispositivos de Interconexão www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Componentes de Rede Diversos são os componentes de uma rede de computadores e entendê-los

Leia mais

Protocolo de Aplicação para Jogos de Tabuleiro para Ambiente de TV Digital

Protocolo de Aplicação para Jogos de Tabuleiro para Ambiente de TV Digital Protocolo de Aplicação para Jogos de Tabuleiro para Ambiente de TV Digital Felipe Martins de Lima Escola de Engenharia Universidade Federal Fluminense (UFF) Rua Passo da Pátria, 156 São Domingos Niterói

Leia mais

1º CINFOTEC Unicamp. Comunicação, Informação e Tecnologia na Unicamp

1º CINFOTEC Unicamp. Comunicação, Informação e Tecnologia na Unicamp 1º CINFOTEC Unicamp Comunicação, Informação e Tecnologia na Unicamp Engº Ms. Gilberto Oliani Coordenador de Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) da Faculdade de Educação da Unicamp 11/06/12

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. Dr. Rogério Galante Negri

Redes de Computadores. Prof. Dr. Rogério Galante Negri Redes de Computadores Prof. Dr. Rogério Galante Negri Rede É uma combinação de hardware e software Envia dados de um local para outro Hardware: transporta sinais Software: instruções que regem os serviços

Leia mais

SUPLEMENTO Nº 02. O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações:

SUPLEMENTO Nº 02. O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações: SUPLEMENTO Nº 02 O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações: 1. A data limite de acolhimento de propostas fica alterada para 19.02.2008. 2. A CLÁUSULA

Leia mais

IDSTV INCLUSÃO DIGITAL ATRAVÉS DE SERVIÇOS DE SAÚDE NA TVDI

IDSTV INCLUSÃO DIGITAL ATRAVÉS DE SERVIÇOS DE SAÚDE NA TVDI IDSTV INCLUSÃO DIGITAL ATRAVÉS DE SERVIÇOS DE SAÚDE NA TVDI IPDE UFSC UFPB UFPE CESAR RNP EDUMED HSL TV CULTURA CONECT VIDEODATA Valdecir Becker Nurcad/UFSC VI Workshop da Rede Nacional de Pesquisas Maio

Leia mais

IP Camera Tutorial. CNet Technology Jan 2008

IP Camera Tutorial. CNet Technology Jan 2008 IP Camera Tutorial CNet Technology Jan 2008 O que é Câmera IP? Camera IP é a combinação entre câmera e computador. As câmeras podem ser conectadas diretamente na sua rede. Ela possui internamente software

Leia mais

Redes Mesh. Felipe Santos - felipesantos@softwarelivre.org Rodrigo Troian - rtroian@gmail.com Vinicius John - vinicius@minuano.org

Redes Mesh. Felipe Santos - felipesantos@softwarelivre.org Rodrigo Troian - rtroian@gmail.com Vinicius John - vinicius@minuano.org Redes Mesh X Fórum Internacional de Software Livre Felipe Santos - felipesantos@softwarelivre.org Rodrigo Troian - rtroian@gmail.com Vinicius John - vinicius@minuano.org Avisos Gerais GT Mesh Há aproximadamente

Leia mais

Da cidade de pedra à cidade virtual

Da cidade de pedra à cidade virtual Cidades Infovia Inteligentes Municipal (Uma nova revolução social) Da cidade de pedra à cidade virtual Prof. Leonardo Mendes Departamento de Comunicações Fac. Engenharia Elétrica e de Computação UNICAMP

Leia mais

Relatório sobre a infraestrutura de servidores e pontos de acesso. Projeto Eduroam-br Education Roaming em Universidades Brasileiras

Relatório sobre a infraestrutura de servidores e pontos de acesso. Projeto Eduroam-br Education Roaming em Universidades Brasileiras Relatório sobre a infraestrutura de servidores e pontos de acesso Projeto Eduroam-br Education Roaming em Universidades Brasileiras Abril de 2011 Autores: Profa. Débora C. Muchaluat Saade (UFF/IC) - coordenadora

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 66303 ESTRUTURA DE DADOS I 68/0 ENG. DE

Leia mais

A TV DIGITAL COMO INSTRUMENTO DE ENSINO DE MATEMÁTICA. Adriano Aparecido de Oliveira, Juliano Schimiguel

A TV DIGITAL COMO INSTRUMENTO DE ENSINO DE MATEMÁTICA. Adriano Aparecido de Oliveira, Juliano Schimiguel A TV DIGITAL COMO INSTRUMENTO DE ENSINO DE MATEMÁTICA Adriano Aparecido de Oliveira, Juliano Schimiguel Universidade Cruzeiro do Sul/CETEC, Av. Ussiel Cirilo, 225 São Paulo Resumo A TV é um importante

Leia mais

Iniciativa para Identificação de Oportunidades Tecnológicas para o Desenvolvimento da Internet do Futuro. Tania Regina Tronco

Iniciativa para Identificação de Oportunidades Tecnológicas para o Desenvolvimento da Internet do Futuro. Tania Regina Tronco Iniciativa para Identificação de Oportunidades Tecnológicas para o Desenvolvimento da Internet do Futuro Tania Regina Tronco Data: 15/04/2009 Motivadores A evolução da Internet causará um forte impacto

Leia mais

Ementas Disciplinas Eletivas

Ementas Disciplinas Eletivas Ementas Disciplinas Eletivas INFORMÁTICA Administração de Redes CH: 60 h Créditos: 2.1.0 Pré-requisito(s): Redes de Computadores II Conceitos e políticas de administração de redes. Gerência de redes e

Leia mais

Obtenha medidas de potência de um sinal de fluxo abaixo DOCSIS usando um analisador de espectro

Obtenha medidas de potência de um sinal de fluxo abaixo DOCSIS usando um analisador de espectro Obtenha medidas de potência de um sinal de fluxo abaixo DOCSIS usando um analisador de espectro Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Negação Convenções Compreendendo o monte

Leia mais

Novas tecnologias para sistemas de aquisição de dados

Novas tecnologias para sistemas de aquisição de dados 1 Novas tecnologias para sistemas de aquisição de dados André Bassoli Napoleão Engenheiro de Aplicação de Campo Luciano Borges Engenharia de Aplicações 2 Agenda Melhorias de Software e Hardware Comuns

Leia mais

Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet. Capítulo1. Redes de. computadores. computador. e a Internet. es e a Internet

Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet. Capítulo1. Redes de. computadores. computador. e a Internet. es e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo : Capítulo Redes de Redes de computadores computador e a Internet es e a Internet O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros

Leia mais

Introdução à Engenharia de Computação

Introdução à Engenharia de Computação Introdução à Engenharia de Computação Tópico: O Computador como uma Máquina Multinível (cont.) José Gonçalves - LPRM/DI/UFES Introdução à Engenharia de Computação Máquina Multinível Moderna Figura 1 Máquina

Leia mais

IPTV em rede Multicast

IPTV em rede Multicast IPTV em rede Multicast Flávio Gomes Figueira Camacho Apresentação Flavio Gomes Figueira Camacho Diretor de TI da Vipnet Baixada Telecomunicações e, Operadora de STFC e SCM. Mestrando em Engenharia de Telecomunicações

Leia mais

Ginga e a TV Digital Interativa no Brasil

Ginga e a TV Digital Interativa no Brasil Ginga e a TV Digital Interativa no Brasil Bruno Ghisi Engenheiro de Software weblogs.java.net/brunogh Alexandre Lemos Engenheiro de Software Objetivo Introduzir o conceito do cenário brasileiro de TV Digital,

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 LIGANDO MICROS EM REDE Copyright 2007, Laércio Vasconcelos Computação LTDA DIREITOS AUTORAIS Este livro possui registro

Leia mais

AUTOMAÇÃO DE SUBESTAÇÕES E USINAS ESTADO DA ARTE E TENDÊNCIAS UTILIZANDO A NORMA IEC 61850

AUTOMAÇÃO DE SUBESTAÇÕES E USINAS ESTADO DA ARTE E TENDÊNCIAS UTILIZANDO A NORMA IEC 61850 AUTOMAÇÃO DE SUBESTAÇÕES E USINAS ESTADO DA ARTE E TENDÊNCIAS UTILIZANDO A NORMA IEC 61850 Allan Cascaes Pereira*; David Cáceres Jorge Miguel O. Filho; R. Pellizzoni José Roberto G. Correia Brasil EUA

Leia mais

Diretórios Corporativos: A Experiência da UFMG Osvaldo Carvalho Márcio Bunte

Diretórios Corporativos: A Experiência da UFMG Osvaldo Carvalho Márcio Bunte Diretórios Corporativos: A Experiência da UFMG Osvaldo Carvalho Márcio Bunte Roteiro Diretórios Corporativos Ganhos Internos Autenticação Federativa Ganhos com Interoperabilidade Proposta: Iniciativa AeA

Leia mais

Projeto de Sistemas Distribuídos. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com

Projeto de Sistemas Distribuídos. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Projeto de Sistemas Distribuídos Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Exemplos de SD Quais podem ser? Ex. de SD: Internet Internet é um conjunto de redes de computadores, de muitos tipos diferentes,

Leia mais