Elaborando o PETI utilizando o COBIT 5

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Elaborando o PETI utilizando o COBIT 5"

Transcrição

1 IV Mostra de Tecnologia do Ministério Público Brasileiro Elaborando o PETI utilizando o COBIT 5 Roberto Arteiro, MSc, CGEIT, CBCP Escritório de Governança de TI

2 Plano Estratégico de TI? Qual a diferença para PDTI?

3 GESTÃOESTRATÉGICA É uma metodologia gerencial que garante o atingimento dos objetivos previamente estabelecidos, estabelecendo o caminho a ser seguido e controles (indicadores).

4 Plano Estratégia Estratégico Institucional Institucional (PEI) Desdobramento Plano Estratégico da Estratégia de TI para Setores (PETI) Críticos Desdobramento da Estratégica Plano Diretor de TI Setorial em Planejamento (PDTI) Tático-operacional

5 Utilizamos as mesmas técnicas da Gestão Estratégica?

6 BALANCEDSCORECARD(BSC) Sistema de Gestão que visa comunicar, quantificar e avaliar o desempenho da instituição em relação aos seus objetivos, que estão equilibrados em perspectivas. Mapa de Objetivos Mostra as relações de causa e efeito entre os objetivos Indicadores de Desempenho Descrevem o que será medido Metas Representam os resultados a serem alcançados para atingir os objetivos propostos Iniciativas Programas, projetos e ações responsáveis pelo cumprimento dos objetivos e alcance das metas

7 PERSPECTIVAS DOBSC-TI Como a área de TI deve contribuir para a organização? Como a TI deve ser vista pelos nossos usuários para alcançarmos a nossa visão? Contribuição para a Organização Orientação para o Usuário Em quais processos de TI devemos alcançar a excelência para executar os serviços e produzir os sistemas a serem oferecidos às áreas usuárias? Processos Internos Como a área de TI deve aprender, aperfeiçoar e inovar para atingir seus objetivos estratégicos? Aprendizagem e Inovação

8 E o COBIT 5 pode nos ajudar?

9 COBIT 5: PRINCÍPIOSBÁSICOS Copyright 2012, ISACA All Rights Reserved

10 CASCATA DEOBJETIVOS DOCOBIT 5 HABILITADORES OU VIABILIZADORES Copyright 2012, ISACA All Rights Reserved

11 E como podemos utilizar o BSC-TI e o COBIT 5 para desenvolver um PETI?

12 METODOLOGIA DEELABORAÇÃO DOPETI Análise SWOT da TI Análise do ambiente interno e externo da TI do MPPE Elaboração do Mapa Estratégico de TI Proposição de Iniciativas Estratégicas Proposição de Indicadores Definição e priorização dos objetivos de TI Definição e aprovação das iniciativas estratégicas de TI associadas aos objetivos Definição e aprovação dos indicadores estratégicos associados aos objetivos Construção participativa das maiores áreas clientes da TI! Mais de 50 gestores de negócio do MPPE

13 ANÁLISESWOT Não DIAGNÓSTICO DE MATURIDADE DE TI Projeto de Modernização da CMTI 2013, CMTI Função Avaliação de Capacidade Analista Ministerial 28% Entre 46 e 55 anos 16% Técnico Estagiário Entre 36 e Ministerial 2% 45 anos 70% 23% 10 a 15 anos 9% CONHECIMENTO DO CATÁLOGO DE SERVIÇOS conhece 52% Acima de 15 anos 14% Conhece 48% 2013, CMTI - PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS USUÁRIOS DE TI Tempo no MPPE 0 a 3 anos 21% 4 a 9 anos 56% 2013, CMTI AVALIAÇÃO UTILIZANDO O E-COMPETENCE FRAMEWORK Promotorias de Jus ça do Interior 43% Servidor 89% Pesquisa de Sa sfação Informá ca 60% Membro 11% Orgãos de Apoio às A vidades Finalís cas 10% Faixa Etária AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE DOS PROCESSOS 36 NÍVEL DE SATISFAÇÃO GERAL Pesquisa está orientada COM por Interna OS SERVIÇOS (SATISFEITO OU MUITO SATISFEITO) Processos... baseada em Rede Corpora va Competências Fenix InfoSeg 2013, CMTI AVALIAÇÃO Ouvidoria UTILIZANDO O COBIT 5 Orgãos de Abaixo de Apoio às 25 anos Internet SATISFAÇÃO GERAL REJEIÇÃO A vidades 3% Administra v SIIG as 22% 34% Rede Sem Fio Demonstra que a TI não MPP 92% Impressão 91% Posto de Trabalho 1 86% Portal do MPPE 85% Promotorias 0 Armazenamento de Jus ça da Corpora vo Capital Nível 0 Nível 1 Nível 2 Nível 3 84% Nível 4 Nível 5 13% Intranet 84% 81% AVALIAÇÃO DO NÍVEL 1 DOS PROCESSOS 80% UTILIZAÇÃO SATISFAÇÃO POR ATRIBUTOS QUANTIDADE DE COLABORADORES 75% POR PAPEL PRINCIPAL Atendimento Demonstra técnico a necessidade 30% 74% Especialista Totalmente Implementados da Técnico Confiabilidade TI atuar na melhoria 32% de SDS % (acima de 85%) alguns serviços prestados Desenvolvedor Arquimedes (Programador) 70% Facilidade no uso 33% 6 Analista de Sistemas 5 Desempenho 25% Entre Suporte 26 e aos usuários 4 70% Orientador/ 35 Largamente Instrutor anos de Implementados Cursos 79% 2 Funcionalidades...mesmo assim, 39% alguns 2013, CMTI - PESQUISA DE 58% SATISFAÇÃO DOS USUÁRIOS DE TI Gestor (51 de Serviços a 85%) 1 2 processos possuem alguns Gestor de Projetos 2 controles PERCEPÇÃO DO USUÁRIO Gestor de Aquisição 2 Área de Atuação Especialista em Redes CMTI 2 Dentre as queixas levantadas Parcialmente pelos implementados em Especialista em Mídia Digital Melhorar as funcionalidades 2 do Arquimedes 12 de forma que possa Administra (16 a 50%) usuários estão a presença va Administrador de erros atender à demandas de Sistemas Números específicas 2 Papéis de sem alguns ator setores. principal: funcionais, dificuldade 12% Administrador de uso, Eletrônica de Banco de Dados 2 Gestor de Operações de TI len dão do sistema, ausência Especialista em Segurança Suporte 14% de Melhorar o feedback em relação aos pedidos que fazemos, com técnico em redes 1 Não implementados informações mais precisas acerca do Gestor andamento de Segurança das nossas treinamentos e ausência de Suporte administra vo 1 Gestor de Config u ração 24 (0 a 15%) solicitações. informações sobre as mudanças Secretaria 1 Arquiteto de TI funcionais realizadas. Gestor de Mudança 1 Arquiteto e Proje sta de So ware Melhoria na interface do Arquimedes, Testador para torná-lo de So ware mais amigável Gestor da Qualidade 1 de fácil manuseio e autoexplica vo. Telecomunic Analista de Negócio , CMTI ações AVALIAÇÃO UTILIZANDO O COBIT 5 14% Algumas vezes enviei dúvidas para o de suporte ao Arquimedes e não ob ve resposta. Reiterei as mesmas dúvidas, até que desis e liguei para os telefones disponíveis ARQUIMEDES 2013, CMTI AVALIAÇÃO UTILIZANDO O E-COMPETENCE FRAMEWORK 84% 95% 94%

14 ANÁLISESWOT Roteiro para Elaboração da Análise SWOT

15 ANÁLISESWOT

16 ANÁLISESWOT

17 ANÁLISESWOT

18 ANÁLISESWOT FORÇAS ARQUIMEDES POUCO AMIGÁVEL E FORA DO AR COM FREQUÊNCIA FALTA DE SUPORTE REMOTO COM MAIS EFICIÊNCIA FALTA DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL / ASSINATURA ELETRÔNICA SIIG COMO MERO PROTOCOLO E NÃO COMO MALOTE ELETRÔNICO FALTA DE CLAREZA NOS CRITÉRIOS DE PRIORIDADE QUANTIDADE DE PESSOAS REDUZIDAS DEFICIÊNCIA NA COMUNICAÇÃO ENTRE OS DEPARTAMENTOS REDE SEM SIO PORTAIS MPPE SÃO LIMITADOS DIVULGAÇÃO DOS SERVIÇOS LENTIDÃO NA ENTREGA DOS PRODUTOS LENTIDÃO NA RENOVAÇÃO DO PARQUE DE INFORMÁTICA APROVAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO PRÉVIA DAS ENTREGAS, E SE REFLETEM À SOLICITAÇÃO PRAZO DE ENTREGA INADEQUADO ÀS NECESSIDADES FRAQUEZAS AUSÊNCIA DE INVESTIMENTOS LIMITAÇÕES DO ARQUIMEDES (DIFICULDADE DE USO, FALTA DE RELATÓRIOS) AUSÊNCIA DE PERIODICIDADE SOBRE OS INDICADORES DE QUALIDADE FALTA DE CONHECIMENTO E MONITORAMENTO TRANSPARÊNCIA QUANTO AO ANDAMENTO DOS PROJETOS DE TI FALTA DE DOMÍNIO PELO USUÁRIO QUANTO À SEGURANÇA DAS INFORMAÇÕES FALTA DE SISTEMAS ESTRUTURANTES AS ATIVIDADES DA ÁREA MEIO FALTA DE CONHECIMENTO DOS PROCESSOS DE TI FALTA DE IMPLEMENTAÇÃO DE MELHORIAS NO ARQUIMEDES DIFICULDADE DE MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS NO INTERIOR INTERNET LENTA FALTA DE PESSOAL/ ALOCAÇÃO INADEQUADA DA ESTRUTURA DE GESTÃO FALTA DE OBSERVÂNCIA DOS CRITÉRIOS DE PRIORIZAÇÃO DOS PROJETOS AUSÊNCIA DE LINKS PARA BUSCA/ REGISTRO DO EXTRAJUDICIAL ARQUIMEDES NOTÍCIAS DE FATO RELEVANTES: REPRESENTAÇÕES DE OUTROS ÓRGÃOS HORÁRIO DE ATENDIMENTO NO TURNO DA MANHÃ CHOQUE DE SISTEMAS ENTRE SIIG E ARQUIMEDES INSUFICIÊNCIA DE PESSOAL PARA ATENDIMENTO FALTA DE INTEGRAÇÃO DO SISTEMA DO JUIZADO COM ARQUIMEDES REDE SEM FIO: NÃO ATENDE A TODOS OS SETORES DIVULGAÇÃO E ACESSIBILIDADE DOS SERVIÇOS UTILIZAÇÃO, CONFIANÇA E RAPIDEZ DOS SERVIÇOS INDISPONIBILIDADE DOS SERVIÇOS. TEMPO DE ATENDIMENTO A CHAMADOS PROCESSOS E ATIVIDADES NÃO SUPORTADOS AUSÊNCIA DE CRITÉRIOS DE PRIORIZAÇÃO APRESENTAÇÃO E APROVAÇÃO PRÉVIA DE PROGRAMAS DE DESENVOLVIMENTO DESPREPARO DA TI PARA ENFRENTAR DESASTRES FALTA CONFIANÇA NA SEGURANÇA DA TI QUADRO DE PESSOAL REDUZIDOS CENTRALIZAÇÃO DAS PESSOAS DIVULGAÇÃO E ACESSIBILIDADE DOS SISTEMAS BAIXA DIVULGAÇÃO DOS CANAIS DE SUPORTE E DESCONHECIMENTO DOS TEMPOS FALTA DE CRITÉRIOS PARA ATENDIMENTO DAS SOLICITAÇÕES DIFÍCIL UTILIZAÇÃO DOS SISTEMAS INDISPONIBILIDADE E LENTIDÃO DOS SISTEMAS BAIXA ABRANGÊNCIA DE SERVIÇOS ACOMPANHAMENTO DOS RESULTADOS DA UTILIZAÇÃO DOS SISTEMAS CAPACITARÃO DE MEMBROS E SERVIDORES TRANSPARÊNCIA NA EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO E PRIORIDADE FALTA DE PREPARAÇÃO PARA DESASTRES PORTAL DA TRANSPARÊNCIA (PERMITE A OTIMIZAÇÃO DA GESTÃO ORÇAMENTÁRIA) TECNOLOGIA DE NUVEM RESOLUÇÕES CNMP POLÍTICAS DE SUSTENTABILIDADE E DESBUROCRATIZAÇÃO PJE - IMPLEMENTAÇÃO DO PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO CRIAÇÃO DO COMITÊ GESTOR DE TI DO CNMP AUMENTO DO USO DAS REDES SOCIAIS INSPEÇÃO DO CNMP TRANSPARÊNCIA PARA MEMBROS, SERVIDORES E SOCIEDADE POSSIBILITAR O PLANEJAMENTO DA ATUAÇÃO DO MP AGILIDADE E APOIO NO DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES DA INSTITUIÇÃO INTEGRAÇÃO DA CMTI COM O SUPORTE DO PJE NORMATIZAÇÃO PARA CNMP DIRECIONAR AÇÕES DEMANDAS ATUAIS DA SOCIEDADE OPORTUNIDADES NOVOS RECURSOS TECNOLÓGICOS INTEGRAÇÃO COM OUTROS MPS E ÓRGÃOS AFINS INFLUÊNCIA DE LEGISLAÇÃO INTEGRAÇÃO COM OUTROS SISTEMAS (TCE, JUDWIN, ETC) NOVAS FORMAS DE COMPARTILHAMENTO E ARMAZENAMENTO DE DADOS CRIAÇÃO DE GRUPOS TEMÁTICOS INTERFACE COM REDES SOCIAIS FALTA DE DIVULGAÇÃO NAS MODIFICAÇÕES DO ARQUIMEDES PÁGINA INSTITUCIONAL SEM CERTIFICADO DIFICULDADE DE ACOMPANHAMENTO DAS INOVAÇÕES EXTERNAS INFRAESTRUTURA DE INTERNET NO ESTADO DEFICIENTE PJE - IMPLEMENTAÇÃO DO PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO FALTA DE DIÁLOGO POR PARTE DO TJPE E CNJ SOBRE NOVAS TECNOLOGIAS QUE SERÃO IMPLEMENTADAS FALTA DE RECURSOS FINANCEIROS RAPIDEZ DOS AVANÇOS TECNOLÓGICOS AUMENTO DO INTERESSE NA QUEBRA DE SEGURANÇA DE DADOS AUMENTO DO USO DAS REDES SOCIAIS AUSÊNCIA DE TECNOLOGIA ADEQUADA PARA PROTEÇÃO CONTRA RISCOS EXTERNOS SEGURANÇA DOS BACKUPS: FÍSICA E TÉCNICA IMPLEMENTAÇÃO DO PJE (NÃO ESTAMOS PREPARADOS) FALTA DE CUMPRIMENTO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DEMANDAS FORA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INFLUÊNCIAS DE OUTROS PROCESSOS INSTITUCIONAIS FALTA SEGURANÇA A ATAQUES EXTERNOS À INFORMAÇÃO ENERGIA E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO HACKERS INSTABILIDADE NA GESTÃO DA TI AMEAÇAS

19 METODOLOGIA DEELABORAÇÃO DOPETI Análise SWOT da TI Análise do ambiente interno e externo da TI do MPPE Elaboração do Mapa Estratégico de TI Proposição de Iniciativas Estratégicas Proposição de Indicadores Definição e priorização dos objetivos de TI Definição e aprovação das iniciativas estratégicas de TI associadas aos objetivos Definição e aprovação dos indicadores estratégicos associados aos objetivos Construção participativa das maiores áreas clientes da TI! Mais de 50 gestores de negócio do MPPE

20 ALINHAMENTO ESTRATÉGICO COM O MAPA INSTITUCIONAL

21 CASCATA DEOBJETIVOS DOCOBIT 5 Levantamento de Necessidades Priorização dos Objetivos de Governança Copyright 2012, ISACA All Rights Reserved

22 LEVANTAMENTO DASNECESSIDADES

23 LEVANTAMENTO DAS NECESSIDADES

24 PRINCIPAISNECESSIDADES DOSCLIENTES DATI NECESSIDADES DE TI SCORE Que as informações sejam processadas de forma segura 358 Explorar melhor novas tecnologias para desenvolver oportunidades estratégicas 354 Conhecer os Riscos de TIC 354 Que os custos e recursos de TIC sejam utilizados de maneira eficiente 352 Que os projetos de TIC estejam alinhados com a estratégia de negócio 350 Saber como agregar valor com o uso da Tecnologia da Informação 349 Gerenciar o desempenho da TIC 346 Manter requisitos de controle para as informações 341 Que a operação de TIC funcione de forma eficiente e resiliente 338 Que a TIC entregue maior agilidade ao negócio através de um ambiente mais flexível 338

25 PRIORIZAÇÃO DOSOBJETIVOS DEGOVERNANÇA

26 CASCATA DEOBJETIVOS DOCOBIT 5 Levantamento de Necessidades Priorização dos Objetivos de Governança 1 2 Alinhamento Selecionando PEI x Objetivos de de TI TI (COBIT) utilizando COBIT Copyright 2012, ISACA All Rights Reserved

27 ALINHAMENTOPEI XOBJETIVOS DETI (COBIT)

28 1 Selecionando Objetivos de TI utilizando cascata do COBIT 2 Alinhamento PEI com os Objetivos COBIT

29 SELEÇÃO DOSOBJETIVOS DETI

30 METODOLOGIA DEELABORAÇÃO DOPETI Análise SWOT da TI Análise do ambiente interno e externo da TI do MPPE Elaboração do Mapa Estratégico de TI Proposição de Iniciativas Estratégicas Proposição de Indicadores Definição e priorização dos objetivos de TI Definição e aprovação das iniciativas estratégicas de TI associadas aos objetivos Definição e aprovação dos indicadores estratégicos associados aos objetivos Construção participativa das maiores áreas clientes da TI! Mais de 50 gestores de negócio do MPPE

31 PROPOSIÇÃO DEINICIATIVAS DETI

32 METODOLOGIA DEELABORAÇÃO DOPETI Análise SWOT da TI Análise do ambiente interno e externo da TI do MPPE Elaboração do Mapa Estratégico de TI Proposição de Iniciativas Estratégicas Proposição de Indicadores Definição e priorização dos objetivos de TI Definição e aprovação das iniciativas estratégicas de TI associadas aos objetivos Definição e aprovação dos indicadores estratégicos associados aos objetivos Construção participativa das maiores áreas clientes da TI! Mais de 50 gestores de negócio do MPPE

33 PROPOSIÇÃO DEINDICADORES Copyright 2012, ISACA All Rights Reserved Seleção de Métricas Elaboração de Indicadores Aprovação CETI

34 PETI Resultado

35 2014, ESCRITÓRIO DE GOVERNANÇA DE TI MAPA ESTRATÉGICO DE TI

36 ALINHAR A TI COM A ESTRATÉGIA INSTITUCIONAL CONTRIBUIÇÃO ESTRATÉGICA INDICADORES Percentual de objetivos institucionais suportados por objetivos de TI Nível de satisfação com o portfólio de TI (projetos e serviços) INICIATIVAS ESTRATÉGICAS DE TI Garantir a representatividade do CETI no Comitê de Gestão Estratégica. Monitorar a execução do PETI e do PDTI através do acompanhamento de indicadores estratégicos e táticos. Elaborar e manter o PETI e do PDTI, alinhados com o planejamento estratégico do MPPE. 2014, ESCRITÓRIO DE GOVERNANÇA DE TI

37 ENTREGAR BENEFÍCIOS A PARTIR DOS INVESTIMENTOS EM TI E DO PORTFÓLIO DE SERVIÇOS CONTRIBUIÇÃO ESTRATÉGICA INDICADORES Percentual dos investimentos de TI monitorados quanto aos benefícios em todo o seu ciclo de vida Percentual dos projetos em que os benefícios prometidos foram alcançados ou superados INICIATIVAS ESTRATÉGICAS DE TI Definir, priorizar e atender necessidades de construção e evolução de soluções de TI. Construir e implantar um modelo de gestão de TI Mensurar a relação custo/ benefício dos serviços de TI através de indicadores. 2014, ESCRITÓRIO DE GOVERNANÇA DE TI

38 PROMOVER A AGILIDADE DE TI CONTRIBUIÇÃO ESTRATÉGICA INDICADORES Percentual dos processos críticos suportados por aplicações e infraestruturas atualizadas Nível de satisfação da gestão com a capacidade de resposta da TI em relação ao atendimento a novas necessidades INICIATIVAS ESTRATÉGICAS DE TI Organizar, estruturar e ampliar o atendimento ao usuário de TI. Ampliar, organizar, reestruturar, capacitar e motivar a equipe de TI. Estabelecer mecanismos de controle e priorização das ações de TI, com divulgação da agenda de entregas Implantar uma gestão por processos em TI. 2014, ESCRITÓRIO DE GOVERNANÇA DE TI

39 HABILITAR E SUPORTAR OS PROCESSOS ORGANIZACIONAIS ATRAVÉS DA INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES CONTRIBUIÇÃO ESTRATÉGICA INDICADORES Número de aplicações ou infraestruturas críticas operando de forma isolada e não integrada Percentual dos processos organizacionais que apresentam erros causados por falha na integração INICIATIVAS ESTRATÉGICAS DE TI Fomentar parcerias estratégicas internas e externas Investir na integração dos sistemas utilizados no MPPE com sistemas externos. Investir em novas tecnologias de armazenamento e compartilhamento de informações. Investir na otimização dos processos organizacionais através da tecnologia. 2014, ESCRITÓRIO DE GOVERNANÇA DE TI

40 Quais os benefícios de ter utilizado o COBIT 5?

41 BENEFÍCIOS DEUTILIZAR OCOBIT 5 Foco nas Necessidades dos Clientes da TI Alinha os Habilitadores, Objetivos e as Necessidades Facilita as justificativas de investimentos Modelo de Gestão por Resultados Permite a Montagem dos BSC Táticos (Processos) alinhados ao BSC Estratégico Facilita a Seleção de Indicadores Atender Governança e Gestão (ponta-a-ponta) Facilita a construção de um Modelo Integrado de Governança e Gestão Facilita o controle da TI integrada a governança corporativa Facilita a priorização dos processos de TI que precisam ser melhorados

42 IV Mostra de Tecnologia do Ministério Público Brasileiro Elaborando o PETI utilizando o COBIT 5 Roberto Arteiro, MSc, CGEIT, CBCP (81)

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIÊNIO /2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet 1 Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Março COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - CGTIC 2 ÍNDICE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 3 Apresentação...

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União I Workshop de Governança de TI da Embrapa Estratégia utilizada para

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União Palestra UNICEUB Estratégia utilizada para implantação da Governança

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação. Indicadores. Descrição 2011 2012

Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação. Indicadores. Descrição 2011 2012 Plano Diretor Tecnologia da Informação 2012-2013 146 Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral Tecnologia da Informação Objetivos Objetivo 1 - Aprimorar a Gestão Pessoas TI (Cobit

Leia mais

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO SISTEMATIZAÇÃO DOS RESULTADOS Atendendo a solicitação do CNMP, o presente documento organiza os resultados

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PERÍODO 2012 A 2016 MANAUS/AM VERSÃO 1.0 1 Equipe de Elaboração João Luiz Cavalcante Ferreira Representante da Carlos Tiago Garantizado Representante

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA Fabiana Alves de Souza dos Santos Diretora de Gestão Estratégica do TRT 10 1/29 O TRT da 10ª Região Criado em 1982 32 Varas do Trabalho

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel

Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel 1 Missão Prover soluções de TI, com qualidade, à comunidade da UFPel. 2 Visão Ser referência em governança de TI para a comunidade da UFPel até 2015.

Leia mais

CobIT. Eduardo Mayer Fagundes. Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações

CobIT. Eduardo Mayer Fagundes. Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações CobIT Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações Eduardo Mayer Fagundes Copyright(c)2008 por Eduardo Mayer Fagundes 1 Agenda 1. Princípio de Gestão Empresarial

Leia mais

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc PMP, PMI-RMP, PMI-ACP, CSM, ITIL & CobiT Certified Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Mestre em Informática na área de Sistemas de Informação

Leia mais

Administração Judiciária

Administração Judiciária Administração Judiciária Planejamento e Gestão Estratégica Claudio Oliveira Assessor de Planejamento e Gestão Estratégica Conselho Superior da Justiça do Trabalho Gestão Estratégica Comunicação da Estratégia

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit.

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 2 Regras e Instruções: Antes de começar a fazer a avaliação leia as instruções

Leia mais

Secretaria de Gestão Pública de São Paulo. Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI

Secretaria de Gestão Pública de São Paulo. Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI Secretaria de Gestão Pública de São Paulo Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI Objetivos As empresas e seus executivos se esforçam para: Manter informações de qualidade para subsidiar

Leia mais

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E LOGÍSTICA Coordenação-Geral de Administração e Tecnologia da Informação Coordenação

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

TCU - Ciclo de Palestras 2011. Papel da Alta Administração na Governança de TI

TCU - Ciclo de Palestras 2011. Papel da Alta Administração na Governança de TI TCU - Ciclo de Palestras 2011 Papel da Alta Administração na Governança de TI Missão do CNJ O Conselho Nacional de Justiça tem o propósito de realizar a gestão estratégica e o controle administrativo do

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI PETI MPMA 2015 2016 Procuradora Geral de Justiça VERSÃO 1.0 SÃO LUIS MA, 2014 Regina Lúcia de Almeida Rocha Procuradora de Justiça Diretor Geral Luís Gonzaga Martins Coelho

Leia mais

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM Fevereiro DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM 2 ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO... 3 Apresentação... 3 Missão... 4 Visão de Futuro... 4 Valores... 4 PERSPECTIVAS...

Leia mais

1º Congresso Nacional de Gerenciamento de Processos na Gestão Pública. Cadeia de valor. Quando? Como? Porque?

1º Congresso Nacional de Gerenciamento de Processos na Gestão Pública. Cadeia de valor. Quando? Como? Porque? 1º Congresso Nacional de Gerenciamento de Processos na Gestão Pública Cadeia de valor Quando? Como? Porque? ABPMP Novembro-2012 1 QUANDO CONSTRUIR UMA CADEIA DE VALOR? - Gestão de processos - Gestão de

Leia mais

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos O que você vai mudar em sua forma de atuação a partir do que viu hoje? Como Transformar o Conteúdo Aprendido Neste Seminário em Ação! O que debatemos

Leia mais

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 A Estratégia do Conselho da Justiça Federal CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 SUEST/SEG 2015 A estratégia do CJF 3 APRESENTAÇÃO O Plano Estratégico do Conselho da Justiça Federal - CJF resume

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc PMP, PMI-RMP, PMI-ACP, CSM, ITIL & CobiT Certified Carlos Henrique Santos da Silva, MSc, PMP Especializações Certificações Mestre em Informática na área de Sistemas

Leia mais

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Marta Suplicy Ministra da Cultura Ana Cristina Wanzeler Secretária-Executiva Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Paulo Cesar Kluge Coordenador-Geral de Tecnologia

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa O Poder Judiciário tem-se conscientizado, cada vez mais, de que se faz necessária uma resposta para a sociedade que exige uma prestação jurisdicional mais célere e

Leia mais

Gestão de Custos dos Serviços de TI: Transformando a TI de um Centro de Custos para um Centro de Resultado

Gestão de Custos dos Serviços de TI: Transformando a TI de um Centro de Custos para um Centro de Resultado Gestão de Custos dos Serviços de TI: Transformando a TI de um Centro de Custos para um Centro de Resultado Alessandra Almeida, MSc. CBCP, CISM, COBIT5, ISFS, MCSO, Auditora Líder ISO 20k AGENDA Conceitos

Leia mais

Gestão e Tecnologia da Informação

Gestão e Tecnologia da Informação Gestão e Tecnologia da Informação Superintendência de Administração Geral - SAD Marcelo Andrade Pimenta Gerência-Geral de Gestão da Informação - ADGI Carlos Bizzotto Gilson Santos Chagas Mairan Thales

Leia mais

24/09/2013. COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna

24/09/2013. COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna 24/09/2013 COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna Luiz Claudio Diogo Reis, MTech, CISA, CRISC, COBIT (F), MCSO Luiz.reis@caixa.gov.br Auditor Sênior Caixa Econômica Federal Currículo

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES DESENHO DE SERVIÇO Este estágio do ciclo de vida tem como foco o desenho e a criação de serviços de TI cujo propósito será realizar a estratégia concebida anteriormente. Através do uso das práticas, processos

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR TRT11 a Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR (MINUTA) Atendendo a RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégica

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) Este documento tem o propósito de promover o alinhamento da atual gestão

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

Número do Recibo:83500042

Número do Recibo:83500042 1 de 21 06/06/2012 18:25 Número do Recibo:83500042 Data de Preenchimento do Questionário: 06/06/2012. Comitête Gestor de Informática do Judiciário - Recibo de Preenchimento do Questionário: GOVERNANÇA

Leia mais

TÍTULO Norma de Engajamento de Partes Interessadas GESTOR DRM ABRANGÊNCIA Agências, Departamentos, Demais Dependências, Empresas Ligadas

TÍTULO Norma de Engajamento de Partes Interessadas GESTOR DRM ABRANGÊNCIA Agências, Departamentos, Demais Dependências, Empresas Ligadas NORMA INTERNA TÍTULO Norma de Engajamento de Partes Interessadas GESTOR DRM ABRANGÊNCIA Agências, Departamentos, Demais Dependências, Empresas Ligadas NÚMERO VERSÃO DATA DA PUBLICAÇÃO SINOPSE Dispõe sobre

Leia mais

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e PDTI - Definição Instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade

Leia mais

Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais

Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais Fórum de Governança Tecnologia e Inovação LabGTI/UFLA Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais Pamela A. Santos pam.santos91@gmail.com Paulo H. S. Bermejo bermejo@dcc.ufla.br

Leia mais

PORTARIA P N. 422, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA P N. 422, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA P N. 422, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014. Revisa o Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI para o período 2013-2018 e dá outras providências. O Presidente do TRE-RS, no uso de suas atribuições

Leia mais

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII)

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria-Executiva Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Plano de Integridade Institucional (PII) 2012-2015 Apresentação Como

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI 1. PI06 TI 1.1. Processos a serem Atendidos pelos APLICATIVOS DESENVOLVIDOS Os seguintes processos do MACROPROCESSO

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Leandro Schunk

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Leandro Schunk TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Módulo 4 Governança de TI Dinâmica 1 Discutir, em grupos: Por que então não usar as palavras ou termos Controle, Gestão ou Administração? Qual seria a diferença entre os termos:

Leia mais

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 1 Agenda Contexto SISP Planejamento de TI PDTI 2 SISP Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática Decreto nº 1.048, de 21 de janeiro

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

Governança de TI UNICAMP 13/10/2014. Edson Roberto Gaseta

Governança de TI UNICAMP 13/10/2014. Edson Roberto Gaseta Governança de TI UNICAMP 13/10/2014 Edson Roberto Gaseta Fundação CPqD Instituição brasileira focada em inovação Experiência em projetos de TI e de negócios Desenvolvimento de tecnologia nacional Modelo

Leia mais

9. POLÍTICAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 9.1 DADT - Diretoria de Avaliação e Desenvolvimento de Tecnologias 9.2 PDTI Plano de Desenvolvimento de

9. POLÍTICAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 9.1 DADT - Diretoria de Avaliação e Desenvolvimento de Tecnologias 9.2 PDTI Plano de Desenvolvimento de 9. POLÍTICAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 9.1 DADT - Diretoria de Avaliação e Desenvolvimento de Tecnologias 9.2 PDTI Plano de Desenvolvimento de Tecnologia da Informação 9. POLÍTICAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional CASO PRÁTICO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL E GESTÃO DE TALENTOS: COMO A GESTÃO DA CULTURA, DO CLIMA E DAS COMPETÊNCIAS CONTRIBUI PARA UM AMBIENTE PROPÍCIO À RETENÇÃO DE TALENTOS CASO PRÁTICO: COMPORTAMENTO

Leia mais

PLANO DE AÇÃO PDTI-PBH

PLANO DE AÇÃO PDTI-PBH 1 PA00 PA00 Preparação para acompanhamento e execução do PDTI Projeto para a criação da instância para acompanhamento e execução do PDTI 2 PA00 Projeto para a criação da metodologia de trabalho 3 PA00

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

O papel da Auditoria quanto a Segurança da Informação da organização

O papel da Auditoria quanto a Segurança da Informação da organização 22 de julho de 2011 O papel da Auditoria quanto a Segurança da Informação da organização Francisco Fernandes Superintendente Geral de Auditoria de TI Banco Safra Sistema Financeiro Nacional Fonte: Banco

Leia mais

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG Forplad Regional Sudeste 22 de Maio de 2013 Erasmo Evangelista de Oliveira erasmo@dgti.ufla.br Diretor de

Leia mais

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 Conhecimento em Tecnologia da Informação Alinhamento Estratégico A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 2010 Bridge Consulting Apresentação

Leia mais

Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais. Governança Catálogo de Entrega de Valor de TI com AGIL-GPR

Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais. Governança Catálogo de Entrega de Valor de TI com AGIL-GPR Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais Governança Catálogo de Entrega de Valor de TI com AGIL-GPR Sumário 1 Introdução... 03 2 Políticas de Governança de Entrega de Valor de TI...

Leia mais

CobiT 5. Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? Conhecimento em Tecnologia da Informação

CobiT 5. Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação CobiT 5 Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? 2013 Bridge Consulting All rights reserved Apresentação Sabemos que a Tecnologia da

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 André Luiz Furtado Pacheco, CISA Graduado em Processamento de

Leia mais

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA 1 APRESENTAÇÃO Este conjunto de diretrizes foi elaborado para orientar a aquisição de equipamentos

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares,

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares, PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 630/2011 Define a Política de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicações

Leia mais

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica...

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica... 1 de 1 19/4/212 17:17 EGTI 211/212 - Autodiagnostico 21 Imprimir Identificação 1. Qual a identificação do órgão? AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS 2. Qual o âmbito de preenchimento do formulário?

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 2 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015

ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015 ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015 1 Destaques do levantamento de referências de associações internacionais Além dos membros associados, cujos interesses são defendidos pelas associações, há outras

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Vice-Presidência de Tecnologia. Governança de TI Uma Jornada

Vice-Presidência de Tecnologia. Governança de TI Uma Jornada Vice-Presidência de Tecnologia Governança de TI Uma Jornada Contexto Conhecer-se é condição fundamental para evoluir Evolução da TI Governança de TI Contexto Evolução da TI Aumento de importância e complexidade

Leia mais

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV Certificação ISO/IEC 27001 SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação A Experiência da DATAPREV DATAPREV Quem somos? Empresa pública vinculada ao Ministério da Previdência Social, com personalidade

Leia mais

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation.

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. O SoftExpert PPM Suite é a solução mais robusta, funcional e fácil para priorizar, planejar, gerenciar e executar projetos, portfólios

Leia mais

A relação da Governança de TI (COBIT), Gerenciamento de Serviços (ITIL) e Gerenciamento de Projetos (PMI)

A relação da Governança de TI (COBIT), Gerenciamento de Serviços (ITIL) e Gerenciamento de Projetos (PMI) A relação da Governança de TI (COBIT), Gerenciamento de Serviços (ITIL) e Gerenciamento de Projetos (PMI) Os principais modelos de melhores práticas em TI Carlos Henrique Santos da Silva, MSc, PMP, ITIL

Leia mais

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de Aula 02 1 2 O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de alcançar melhor desempenho, melhores resultados

Leia mais

Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior

Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior O PDTI 2014 / 2015 contém um conjunto de necessidades, que se desdobram em metas e ações. As necessidades elencadas naquele documento foram agrupadas

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

BPM Congress 27 e 28-11-2012. Palestrante: Ranussy Gonçalves

BPM Congress 27 e 28-11-2012. Palestrante: Ranussy Gonçalves BPM Congress 27 e 28-11-2012 Palestrante: Ranussy Gonçalves O SEBRAE-MG Mais de 700 funcionários Orçamento para 2012 de mais de R$ 185 milhões 130 mil empresas atendidas em 2011 e 150 mil para 2012 O início

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012/2020 Ministério Público Federal Rodrigo Janot Monteiro de Barros Procurador-Geral da República Ela Wiecko Volkmer de

Leia mais

Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC {aula #1} com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11) 9962-4260 http://rildosan.blogspot.com/

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa tem como finalidade reorganizar a área de Tecnologia da Informação TI do TJMG, sob o ponto de vista de gestão e infraestrutura, baseados em sua estrutura

Leia mais

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS 43 Considerando os Objetivos Estratégicos, Indicadores e Metas, foram elaboradas para cada Objetivo, as Ações e indicados Projetos com uma concepção corporativa. O Plano Operacional possui um caráter sistêmico,

Leia mais

Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de TI (GRG e ATHIVA)

Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de TI (GRG e ATHIVA) Projeto 1: Elaboração dos Planos Diretores de TI da Administração Pública de Pernambuco Projeto 2: Elaboração do Plano de Governo em TI Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente Natal, 2011 1. Quem somos 2. Histórico da Gestão Estratégica 3. Resultados práticos 4. Revisão

Leia mais

Seminário online IBGP: Análise de ambiente e Elaboração de PDTI. Diana L. N. dos Santos, MSc., PMP diana@x25.com.br

Seminário online IBGP: Análise de ambiente e Elaboração de PDTI. Diana L. N. dos Santos, MSc., PMP diana@x25.com.br Seminário online IBGP: Análise de ambiente e Elaboração de PDTI Diana L. N. dos Santos, MSc., PMP diana@x25.com.br Agenda Definição e Benefícios Normativos IN04, Resoluções CNJ e CNMP Acórdãos TCU Panorama

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

Gestão de Projetos para o alcance das Metas Estratégicas

Gestão de Projetos para o alcance das Metas Estratégicas Gestão de Projetos para o alcance das Metas Estratégicas Rosângela Gomes Yamada Diretora da Secretaria de Planejamento e Gestão - SEPLAN TRT 12ª Região - SC 16.09.2010 TÓPICOS A SEREM ABORDADOS Conhecendo

Leia mais

CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação

CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação O que é um comitê de TI? Porque devemos ter? O comitê do MinC Atribuições Composição Agenda Ratificação

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais