Corrente, resistência, f.e.m. e circuitos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Corrente, resistência, f.e.m. e circuitos"

Transcrição

1 Corrente, resistência, f.e.m. e circuitos Corrente elétrica. Condução elétrica em metais. Resistência e resistividade. f.e.m. e circuitos. Instrumentos de medidas elétricas Energia e potência em circuitos. Associação de resistores. Leis de Kirchhoff. Circuitos de corrente contínua. Circuitos RC.

2 Corrente elétrica Definição: Unidade: 1 A = 1 ampère = 1 C/s

3 Corrente elétrica Velocidade de deriva:

4 Corrente elétrica

5 Corrente elétrica Densidade de corrente elétrica

6 Corrente elétrica Portadores de carga: Metais: q < 0 Semicondutores: q < 0 ou q > 0 Soluções iônicas: q < 0 ou q > 0

7 Condução elétrica em metais Colisões: defeitos, vacâncias, impurezas, fônons,

8 Condução elétrica em metais Modelo de Drude:

9 Condução elétrica em metais Lei de Ohm (microscópica): Resistividade elétrica Independente do campo aplicado Exemplo metais:

10 Resistividade elétrica Condutores, semicondutores e isolantes:

11 Resistividade elétrica Condutores, semicondutores e isolantes:

12 Resistividade elétrica Variação com a temperatura:

13 Resistividade elétrica Variação com a temperatura:

14 Resistência elétrica

15 Resistência elétrica Lei de Ohm (macroscópica): Resistência elétrica Independente da d.d.p.

16 Resistência elétrica Lei de Ohm (macroscópica): Resistência elétrica Independente da d.d.p.

17 Resistência elétrica Resistores comerciais:

18 Força eletromotriz (f.e.m.) Condutores em circuito aberto:

19 Força eletromotriz (f.e.m.) Fonte de f.e.m.:

20 Força eletromotriz (f.e.m.) Fonte de f.e.m.: Fonte ideal: (ou circuito aberto) Fonte real: Resistência interna

21 Força eletromotriz (f.e.m.) Fonte de f.e.m.: Fonte ideal: Fonte real:

22 Circuitos simples

23 Instrumentos de medidas elétricas Galvanômetros:

24 Instrumentos de medidas elétricas Amperímetros e voltímetros:

25 Instrumentos de medidas elétricas Amperímetros e voltímetros:

26 Instrumentos de medidas elétricas Ohmímetros e multímetros:

27 Energia e potência em circuitos Resistor: Fonte:

28 Energia e potência em circuitos

29 Associação de resistores Resistores em série:

30 Associação de resistores Resistores em paralelo:

31 Associação de resistores Exemplos:

32 Associação de resistores Exemplos:

33 Leis de Kirchhoff

34 Leis de Kirchhoff Lei dos nós: Lei das malhas:

35 Leis de Kirchhoff Convenções de sinais:

36 Circuitos simples Lei das malhas:

37 Circuitos simples Exemplos:

38 Circuitos simples Exemplos:

39 Circuitos simples Exemplos:

40 Circuitos RC Processo de carga:

41 Circuitos RC Processo de carga:

42 Circuitos RC Processo de carga:

43 Circuitos RC Processo de descarga:

44 Circuitos RC Processo de descarga:

45 Circuitos RC Processo de descarga:

46 Circuitos RC Exemplo de aplicação:

47 Bibliografia e links sugeridos:, H. D. Young & R. A. Freedman, 12 a ed., Pearson, Fundamentos de Física Vol. 3 Eletromagnetismo, D. Halliday, R. Resnick, L. Walker, 9 a ed., LTC Editora, Rio de Janeiro, Eletrodinâmica, D. J. Griffiths, 3 a ed., Pearson,

Capacitância e dielétricos

Capacitância e dielétricos Capacitância e dielétricos Capacitância e capacitores. Armazenamento de energia. Dielétricos. Modelo molecular. Capacitância e capacitores Capacitância: Unidade: Capacitância e capacitores Capacitor com

Leia mais

Lei de Gauss. Fluxo do campo elétrico. Enunciado da Lei de Gauss. Aplicações. Cálculo de campos elétricos. Condutores. Blindagem eletrostática.

Lei de Gauss. Fluxo do campo elétrico. Enunciado da Lei de Gauss. Aplicações. Cálculo de campos elétricos. Condutores. Blindagem eletrostática. Lei de Gauss Fluxo do campo elétrico. Enunciado da Lei de Gauss. Aplicações. Cálculo de campos elétricos. Condutores. Blindagem eletrostática. Campos em condutores elétricos Fluxo do campo elétrico Fluxo

Leia mais

1 2 Curso: Licenciatura em Física Semi Presencial Código: 112. 5 Turno(s): ( ) Diurno ( ) Noturno ( x) Virtual. Nome da Disciplina

1 2 Curso: Licenciatura em Física Semi Presencial Código: 112. 5 Turno(s): ( ) Diurno ( ) Noturno ( x) Virtual. Nome da Disciplina Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação Coordenadoria de Pesquisa e Acompanhamento Docente CPAD Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento Curricular FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS 1

Leia mais

Introdução ao Estudo da Corrente Eléctrica

Introdução ao Estudo da Corrente Eléctrica Introdução ao Estudo da Corrente Eléctrica Num metal os electrões de condução estão dissociados dos seus átomos de origem passando a ser partilhados por todos os iões positivos do sólido, e constituem

Leia mais

Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação. Curso: Engenharia Civil PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação. Curso: Engenharia Civil PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Disciplina: Eletricidade Aplicada Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação Curso: Engenharia Civil PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Série/Semestre: /5º Período Letivo: 2012-2 Turno: Noturno

Leia mais

Física Experimental - Eletricidade - Quadro eletroeletrônico com sensores e software - EQ830.

Física Experimental - Eletricidade - Quadro eletroeletrônico com sensores e software - EQ830. Índice Remissivo... 4 Abertura... 6 Guarantee / Garantia... 7 Certificado de Garantia Internacional... 7 As instruções identificadas no canto superior direito da página pelos números que se iniciam pelos

Leia mais

Os Fundamentos da Física Vol 3 - Mecânica

Os Fundamentos da Física Vol 3 - Mecânica Os Fundamentos da Física Vol 3 - Mecânica - Livro de Fisica - Ensino Médio 3ª série - 8ª Edição - Autor Ramalho - Nicolau - Toledo - ISBN 85-16-03702-9 - Editora Moderna CARGAS ELÉTRICAS EM REPOUSO Capítulo

Leia mais

Universidade Do Estado De Santa Catarina Centro De Ciências Tecnológicas CCT Departamento de Física Prof. César Manchein PLANO DE ENSINO

Universidade Do Estado De Santa Catarina Centro De Ciências Tecnológicas CCT Departamento de Física Prof. César Manchein PLANO DE ENSINO Universidade Do Estado De Santa Catarina Centro De Ciências Tecnológicas CCT Departamento de Física Prof. César Manchein PLANO DE ENSINO 1 Identificação Curso Engenharia Civil Ano 2015 Disciplina Física

Leia mais

Plano de Ensino Física III - UNIPAMPA 1 PLANO DE ENSINO

Plano de Ensino Física III - UNIPAMPA 1 PLANO DE ENSINO Plano de Ensino Física III - UNIPAMPA 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO 1 Dados de Identificação PLANO DE ENSINO Campus: Alegrete Curso:Engenharia

Leia mais

FÍSICA 12 Marília Peres. A corrente eléctrica é um movimento orientado. só ocorre se houver diferença de potencial.

FÍSICA 12 Marília Peres. A corrente eléctrica é um movimento orientado. só ocorre se houver diferença de potencial. CIRCUITOS ELÉCTRICOS FÍSICA 12 1 CORRENTE ELÉCTRICA A corrente eléctrica é um movimento orientado de cargas eléctricas através de um condutor e só ocorre se houver diferença de potencial. O sentido convencional

Leia mais

Física Experimental - Eletricidade - Conjunto eletricidade CC - EQ405

Física Experimental - Eletricidade - Conjunto eletricidade CC - EQ405 Índice Remissivo... 5 Abertura... 8 Guarantee / Garantia... 9 Certificado de Garantia Internacional... 9 As instruções identificadas no canto superior direito da página pelos números que se iniciam pelos

Leia mais

Definir força eletromotriz e então discutir os circuitos de corrente contínua.

Definir força eletromotriz e então discutir os circuitos de corrente contínua. Aula 6 ELETRODINÂMICA META Conceituar corrente elétrica. Apresentar a lei de Ohm e sua aplicação nos resistores. Definir força eletromotriz e então discutir os circuitos de corrente contínua. Mostrar as

Leia mais

Sendo n o número de elétrons que constituem a carga elétrica Q e a carga elétrica elementar, temos: Q = n.e.

Sendo n o número de elétrons que constituem a carga elétrica Q e a carga elétrica elementar, temos: Q = n.e. AULA Nº 0 CORRENTE ELÉTRICA a) Corrente elétrica É todo movimento ordenado de cargas elétricas b) Intensidade média da corrente elétrica Seja Q o valor absoluto da carga elétrica que atravessa a secção

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE

PLANO DE TRABALHO DOCENTE CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO MARANHÃO DIRETORIA DE ENSINO COORDENADORIA DE ATIVIDADES TÉCNICOS-PEDAGÓCIAS DEPARTAMENTO ACADÊMICO: ELETROELETRÔNICA CURSO: ELETROTÉCNICA TURMA: 102 ANO/SEMESTRE:

Leia mais

Física Experimental - Eletricidade - Quadro eletroeletrônico II CC e AC - EQ230B.

Física Experimental - Eletricidade - Quadro eletroeletrônico II CC e AC - EQ230B. Índice Remissivo... 4 Abertura... 6 As instruções identificadas no canto superior direito da página pelos números que se iniciam pelos algarismos 199 são destinadas ao professor.... 6 All of the basic

Leia mais

Lei de Coulomb: Campo Elétrico:

Lei de Coulomb: Campo Elétrico: Lei de Coulomb: Método para distribuição de cargas: Dividir a distribuição em infinitos dq Analisar feito por dq Dividir em suas componentes dfx e dfy Analisar se há alguma forma de simetria que simplifica

Leia mais

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA 1 PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Curso: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÔES Nome da disciplina: ELETRICIDADE E MAGNETISMO Código: 54155 Carga horária: 83 horas Semestre

Leia mais

Disciplina Física 3. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000

Disciplina Física 3. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Disciplina Física 3 Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Sobre a Apresentação Todas as gravuras, senão a maioria, são

Leia mais

Disciplina Física 3. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000

Disciplina Física 3. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Disciplina Física 3 Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Sobre a Apresentação Todas as gravuras, senão a maioria, são

Leia mais

Conteúdo GERADORES ELÉTRICOS E QUÍMICOS E FORÇA ELETROMOTRIZ.

Conteúdo GERADORES ELÉTRICOS E QUÍMICOS E FORÇA ELETROMOTRIZ. Aula 10.1 Física Conteúdo GERADORES ELÉTRICOS E QUÍMICOS E FORÇA ELETROMOTRIZ. Habilidades Compreender os conceitos da Eletrodinâmica. Compreender elementos do circuito elétrico e seu funcionamento. Frente

Leia mais

Aula 8.1 Conteúdo: Eletrodinâmica: Associação de resistores em série, potência elétrica de uma associação em série de resistores. INTERATIVIDADE FINAL

Aula 8.1 Conteúdo: Eletrodinâmica: Associação de resistores em série, potência elétrica de uma associação em série de resistores. INTERATIVIDADE FINAL Aula 8.1 Conteúdo: Eletrodinâmica: Associação de resistores em série, potência elétrica de uma associação em série de resistores. Habilidades: Reconhecer as utilidades dos resistores elétricos, assim como,

Leia mais

EMENTA: Carga e matéria. Campo elétrico. Lei de Gauss. Potencial elétrico. Capacitores

EMENTA: Carga e matéria. Campo elétrico. Lei de Gauss. Potencial elétrico. Capacitores DISCIPLINA: FÍSICA III CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA: 60 h/a OBJETIVOS: Identificar fenômenos naturais em termos de regularidade e quantificação, bem como interpretar princípios fundamentais que generalizam

Leia mais

Electricidade e magnetismo

Electricidade e magnetismo Electricidade e magnetismo Circuitos eléctricos 3ª Parte Prof. Luís Perna 2010/11 Corrente eléctrica Qual a condição para que haja corrente eléctrica entre dois condutores A e B? Que tipo de corrente eléctrica

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA Associação de Ensino e Cultura Pio Décimo Faculdade Pio Décimo Engenharia Elétrica PROGRAMA DA DISCIPLINA Identificação Matéria de Ensino Matemática Código EE112 Disciplina Álgebra Linear Código MA100003

Leia mais

Circuitos Elétricos 2º parte. Biografia A lei de Pouilet Associação de geradores Lei de Kirchhoff

Circuitos Elétricos 2º parte. Biografia A lei de Pouilet Associação de geradores Lei de Kirchhoff Circuitos Elétricos 2º parte Biografia A lei de Pouilet Associação de geradores Lei de Kirchhoff Biografia Nascido nos arredores de Paris, Claude Pouillet foi um estudioso da Eletricidade e também um dos

Leia mais

Me. Leandro B. Holanda,

Me. Leandro B. Holanda, 27-1 O que é física? Estamos cercados de circuitos elétricos. Todos os esses aparelhos e também a rede de distribuição de energia elétrica que os faz funcionar, dependem da engenharia elétrica moderna.

Leia mais

Capítulo 27: Circuitos

Capítulo 27: Circuitos Capítulo 7: Circuitos Índice Força letromotriz Trabalho, nergia e Força letromotriz Calculo da Corrente de um Circuito de uma Malha Diferença de Potencial entre dois Pontos Circuitos com mais de uma Malha

Leia mais

PLANEJAMENTO DIDÁTICO PEDAGÓGICO

PLANEJAMENTO DIDÁTICO PEDAGÓGICO PLANEJAMENTO DIDÁTICO PEDAGÓGICO Componente Curricular: ELETROELETRÔNICA APLICADA Módulo I Professor: Danilo de Carvalho / Danilo Ramos Stein / Enrico André Santos Castro Carga Horária prevista: 60 horas

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso Engenharia Elétrica. Ênfase. Disciplina EE1 - Física III

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso Engenharia Elétrica. Ênfase. Disciplina EE1 - Física III Curso 0303 - Engenharia Elétrica Ênfase Identificação Disciplina 0002018EE1 - Física III Docente(s) Andre Luiz Malvezzi Unidade Faculdade de Ciências Departamento Departamento de Física Créditos 4 60 Carga

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 23 CIRCUITOS ELÉTRICOS: INTRODUÇÃO PARTE 1

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 23 CIRCUITOS ELÉTRICOS: INTRODUÇÃO PARTE 1 FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 23 CIRCUITOS ELÉTRICOS: INTRODUÇÃO PARTE 1 A D + A + D i i i i B C B R C V V A V B R i V C V D A B C D A i + B A E i + r B A i A B A i V B P t GERADOR P u P d i F 60V 2,0Ω 1,0Ω

Leia mais

CURSO DE APROFUNDAMENTO FÍSICA ENSINO MÉDIO

CURSO DE APROFUNDAMENTO FÍSICA ENSINO MÉDIO CURSO DE APROFUNDAMENTO FÍSICA ENSINO MÉDIO Prof. Cazuza 1. Arthur monta um circuito com duas lâmpadas idênticas e conectadas à mesma bateria, como mostrado nesta figura: Considere nula a resistência elétrica

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático Disciplina: Física III C.H. Teórica: 60 Período Letivo: 2 sem/2015 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Série: 3ª Série CURSO: Engenharia Mecânica Periodo: Noturno C.H. Prática: Semestre de Ingresso: 2º C.H.

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Física Eletricidade Ótica Carga Horária: 80h Período: 3º. Ementa

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Física Eletricidade Ótica Carga Horária: 80h Período: 3º. Ementa Disciplina: Física Eletricidade Ótica Carga Horária: 80h Período: 3º Ementa PLANO DE ENSINO Processos de eletrização, carga elétricas, força elétrica, campo elétrico, Lei de Gauss, potencial elétrico,

Leia mais

PROPRIEDADES ELÉTRICAS DOS MATERIAIS. Vera L. Arantes

PROPRIEDADES ELÉTRICAS DOS MATERIAIS. Vera L. Arantes PROPRIEDADES ELÉTRICAS DOS MATERIAIS Vera L. Arantes Propriedades Elétricas Alguns materiais precisam ser altamente condutores. Ex.: fios para conexões elétricas. Ou precisam ser isolantes. Ex.: o encapsulamento

Leia mais

O que você deve saber sobre

O que você deve saber sobre O que você deve saber sobre Além de resistores, os circuitos elétricos apresentam dispositivos para gerar energia potencial elétrica a partir de outros componentes (geradores), armazenar cargas, interromper

Leia mais

Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Exatas e da Natureza Departamento de Informática

Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Exatas e da Natureza Departamento de Informática Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Exatas e da Natureza Departamento de Informática Francisco Erberto de Sousa 11111971 Saulo Bezerra Alves - 11111958 Relatório: Capacitor, Resistor, Diodo

Leia mais

PLANO DE ENSINO OBJETIVO GERAL

PLANO DE ENSINO OBJETIVO GERAL PLANO DE ENSINO DADOS DA DISCIPLINA Nome da Disciplina: Física Aplicada à Computação Curso: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Carga Horária Semestral: 67 (4 CRÉDITOS) Período: 2º Docente

Leia mais

A disciplina de Eletricidade Geral garante ao educando subsídios para o entendimento das grandezas elétricas e seus fenômenos.

A disciplina de Eletricidade Geral garante ao educando subsídios para o entendimento das grandezas elétricas e seus fenômenos. I. Dados Identificadores Curso Tecnologia em Mecatrônica Industrial Disciplina Eletricidade Geral Professor Rogério Campos Semestre / Módulo Eletricidade Período Noturno Módulo 3GMTECA Carga Horária Semanal:

Leia mais

Corrente e Resistência

Corrente e Resistência Capítulo 5 Corrente e Resistência 5.1 Corrente Elétrica A corrente elétrica i em um fio condutor é definida como a carga que atravessa a área do fio por unidade de tempo: Unidade de corrente: Ampere [A]

Leia mais

Circuitos elétricos. Prof. Fábio de Oliveira Borges

Circuitos elétricos. Prof. Fábio de Oliveira Borges Circuitos elétricos Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil https://cursos.if.uff.br/!fisica2-0117/doku.php

Leia mais

Eletricidade Aula 3. Circuitos de Corrente Contínua com Associação de Resistores

Eletricidade Aula 3. Circuitos de Corrente Contínua com Associação de Resistores Eletricidade Aula 3 Circuitos de Corrente Contínua com Associação de esistores Associação de esistores Vídeo 5 esistor equivalente resistor que substitui qualquer associação de resistores, produzindo o

Leia mais

Eletrodinâmica. Circuito Elétrico

Eletrodinâmica. Circuito Elétrico Eletrodinâmica Circuito Elétrico Para entendermos o funcionamento dos aparelhos elétricos, é necessário investigar as cargas elétricas em movimento ordenado, que percorrem os circuitos elétricos. Eletrodinâmica

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2012. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2012. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2012 Ensino Técnico ETEC: Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça - SP Eixo Tecnológico: Indústria Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico

Leia mais

GERADORES, RECEPTORES E POTÊNCIA

GERADORES, RECEPTORES E POTÊNCIA AULA 22 GERADORES, RECEPTORES E POTÊNCIA 1- GERADORES ELÉTRICOS Gerador elétrico é todo elemento que transforma energia não elétrica em energia elétrica. Observe que o gerador não gera energia e sim transforma

Leia mais

CARGAS ELÉTRICAS EM REPOUSO. Capítulo 1 Eletrização. Força elétrica, 2. Capítulo 2 Campo elétrico, 36

CARGAS ELÉTRICAS EM REPOUSO. Capítulo 1 Eletrização. Força elétrica, 2. Capítulo 2 Campo elétrico, 36 Sumário Parte 1 CARGAS ELÉTRICAS EM REPOUSO Capítulo 1 Eletrização. Força elétrica, 2 1. Eletrização por atrito. Noção de carga elétrica, 2 Leitura A série triboelétrica, 4 2. Princípios da Eletrostática,

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO EM ELETRÔNICA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO EM ELETRÔNICA CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO EM ELETRÔNICA 26. Com relação aos materiais semicondutores, utilizados na fabricação de componentes eletrônicos, analise as afirmativas abaixo. I. Os materiais semicondutores

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Garça FATEC - Garça PLANO DE ENSINO. Curso: Tecnologia em Produção Disciplina: Sistemas Eletro-Eletrônicos Ano: 2009

Faculdade de Tecnologia de Garça FATEC - Garça PLANO DE ENSINO. Curso: Tecnologia em Produção Disciplina: Sistemas Eletro-Eletrônicos Ano: 2009 Faculdade de Tecnologia de Garça FATEC - Garça PLANO DE ENSINO Curso: Tecnologia em Produção Disciplina: Sistemas Eletro-Eletrônicos Ano: 2009 Semestre TURNO CARGA HORÁRIA 4 Termo Noturno 72 horas/aulas

Leia mais

Aula 5_1. Corrente Elétrica. Capítulo 5. (Eletrodinâmica) Prof. Cláudio Graça. Física Geral e Experimental III

Aula 5_1. Corrente Elétrica. Capítulo 5. (Eletrodinâmica) Prof. Cláudio Graça. Física Geral e Experimental III Aula 5_1 Corrente Elétrica (Eletrodinâmica) Física Geral e Experimental III Prof. Cláudio Graça Capítulo 5 Conteúdo Corrente elétrica Dinâmica do movimento Velocidade de deriva Lei de Ôhm Resistência

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA COMPONENTE CURRICULAR:

MATRIZ DE REFERÊNCIA COMPONENTE CURRICULAR: I. MECÂNICA Conteúdo 1. Introdução à Física - Sistemas métricos. Conversão de unidades de medida. Notação científica. Ordem de grandeza. Operações com algarismos significativos. Regras de arredondamento.

Leia mais

Exercícios Leis de Kirchhoff

Exercícios Leis de Kirchhoff Exercícios Leis de Kirchhoff 1-Sobre o esquema a seguir, sabe-se que i 1 = 2A;U AB = 6V; R 2 = 2 Ω e R 3 = 10 Ω. Então, a tensão entre C e D, em volts, vale: a) 10 b) 20 c) 30 d) 40 e) 50 Os valores medidos

Leia mais

Disciplina: Eletricidade Básica. Prof. Flávio Ribeiro

Disciplina: Eletricidade Básica. Prof. Flávio Ribeiro 1 Disciplina: Eletricidade Básica Prof. Flávio Ribeiro Princípios básicos de Eletricidade : A eletricidade é a forma de energia mais utilizada na sociedade atual. Transformada facilmente em outros tipos

Leia mais

4 - (AFA-2003) Considere a associação da figura abaixo: As cargas, em C, de cada capacitor C1, C2 e C3 são, respectivamente:

4 - (AFA-2003) Considere a associação da figura abaixo: As cargas, em C, de cada capacitor C1, C2 e C3 são, respectivamente: 1 - (UEL-2003) A câmara de TV é o dispositivo responsável pela captação da imagem e pela transformação desta em corrente elétrica. A imagem é formada num mosaico constituído por grânulos de césio, que

Leia mais

CIRCUITOS ELÉTRICOS II

CIRCUITOS ELÉTRICOS II CIRCUITOS ELÉTRICOS II Prof.: Helder Roberto de O. Rocha Engenheiro Eletricista Doutorado em Computação Corrente Elétrica Quantidade de carga elétrica deslocada por unidade de tempo As correntes elétricas

Leia mais

PROPRIEDADES ELÉTRICAS DOS MATERIAIS

PROPRIEDADES ELÉTRICAS DOS MATERIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS) BC-1105: MATERIAIS E SUAS PROPRIEDADES PROPRIEDADES ELÉTRICAS DOS MATERIAIS INTRODUÇÃO Resistência elétrica

Leia mais

FÍSICA Adriano Jorge. Aula 1 - Eletrodinâmica

FÍSICA Adriano Jorge. Aula 1 - Eletrodinâmica FÍSICA Adriano Jorge Aula 1 - Eletrodinâmica E Coulomb (C) i Ampère (A) Segundos (s) 1 A = 1 C/s 19 e 16, 10 C i 1 18A i 2 12A Resistores e Resistência Unidade(SI): 1 (ohm) 1V / A Potência Dissipada

Leia mais

Engenharia Ambiental Física II FLUIDÔMETRO. Aline Oliveira. Amanda Alves Leone. Walkiria Proença Cheda Eid. Sorocaba

Engenharia Ambiental Física II FLUIDÔMETRO. Aline Oliveira. Amanda Alves Leone. Walkiria Proença Cheda Eid. Sorocaba Engenharia Ambiental Física II FLUIDÔMETRO Aline Oliveira Amanda Alves Leone Walkiria Proença Cheda Eid Sorocaba Junho/2014 OBJETIVOS O objetivo do Fluidômetro é estudar a velocidade com que a água sai

Leia mais

Plano de Trabalho Docente (PTD)

Plano de Trabalho Docente (PTD) ETEC TAKASHI MORITA Plano de Trabalho Docente (PTD) Curso Técnico em Automação Industrial 1º Sem. 2015 1 Conteúdo 1º Módulo Componente Curricular: Eletricidade Básica... 5 Componente Curricular: Eletrônica

Leia mais

Prof. Graça. Circuitos elétricos CC

Prof. Graça. Circuitos elétricos CC 01 Prof. Graça Circuitos elétricos CC Circuitos elétricos de CC Conteúdo Circuitos Equivalentes Princípio da Superposição Elementos Lineares egras de Kirchoff Divisor de tensão Circuito de várias malhas

Leia mais

Experimento 6. Capacitores

Experimento 6. Capacitores Experimento 6 Capacitores 6.1 Capacitores e constante de tempo 6.1.1 Objetivos a.obter a curva de carga e a curva de descarga de capacitores; as leis e as constantes envolvidas. b.determinar o valor da

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico 1º Semestre

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico 1º Semestre Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico 1º Semestre ETEC Dr. Júlio Cardoso Código: : 078 Município: Franca Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em

Leia mais

Eletricidade Aplicada à Informática

Eletricidade Aplicada à Informática Professor: Leonardo Leódido Ligações Elétricas Sumário Dispositivos Eletro-Eletrônicos Dispositivos de Medição Dispositivos Eletro-Eletrônicos Resistência Todo elemento em um circuito oferece um certa

Leia mais

ANÁLISE DE FALHA NO RELÉ DE ACIONAMENTO DO FREIO ELETROMAGNÉTICO DE UMA DESBOBINADEIRA

ANÁLISE DE FALHA NO RELÉ DE ACIONAMENTO DO FREIO ELETROMAGNÉTICO DE UMA DESBOBINADEIRA ANÁLISE DE FALHA NO RELÉ DE ACIONAMENTO DO FREIO ELETROMAGNÉTICO DE UMA DESBOBINADEIRA Bruna Karine dos Santos (FAHOR) bs001340@fahor.com.br Cleber Santos de Moura (FAHOR) cm001343@fahor.com.br Enoque

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 Primeiro 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: FÍSICA BÁSICA III 0090115 1.2

Leia mais

1ª PARTE: INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA ELETROTÉCNICA - IT

1ª PARTE: INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA ELETROTÉCNICA - IT 1ª PARTE: INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA ELETROTÉCNICA - IT SUMÁRIO Grandezas 01 1.1 Classificação das Grandezas 01 1.2 Grandezas Elétricas 01 2 Átomo (Estrutura Atômica) 01 2.1 Divisão do Átomo 01 3 Equilíbrio

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades Caro educando, você está recebendo o conteúdo de recuperação. Faça a lista de exercícios com atenção, ela norteará os seus estudos. Utilize o livro didático adotado pela escola como fonte de estudo. Se

Leia mais

Programa e Bibliografia

Programa e Bibliografia Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos - IFSC FCM 0412 Física B para Engenharia Ambiental Programa e Bibliografia Prof. Dr. José Pedro Donoso Programa 1 Carga elétrica 2 Campo elétrico

Leia mais

Índice de matérias. Aula

Índice de matérias. Aula de matérias Capítulo 0 : Introdução 0.1 Interacções fundamentais. 0.2 Interacção Electromagnética. 0.3 Grandezas Físicas do Electromagnetismo. Capítulo 1 : Electrostática 1.1. Carga e interacção eléctrica

Leia mais

FICHA DE DISCIPLINA. UNIDADE ACADÊMICA: Instituto de Física CH TOTAL TEÓRICA: OBJETIVOS

FICHA DE DISCIPLINA. UNIDADE ACADÊMICA: Instituto de Física CH TOTAL TEÓRICA: OBJETIVOS 95 UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE FÍSICA CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA FICHA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO ELETROMAGNETISMO CÓDIGO: GFC017 UNIDADE ACADÊMICA: Instituto de Física

Leia mais

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA)

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) 1. (Fuvest) O plutônio ( Pu) é usado para a produção direta de energia elétrica em veículos espaciais. Isso é realizado em um gerador que possui

Leia mais

2 a Lei da Termodinâmica

2 a Lei da Termodinâmica 2 a Lei da Termodinâmica Processos irreversíveis. Máquinas térmicas. Ciclo de Carnot 2 a lei da Termodinâmica: enunciado de Kelvin-Planck. Refrigeradores. 2 a lei da Termodinâmica: enunciado de Clausius.

Leia mais

Física Experimental II. Instrumentos de Medida

Física Experimental II. Instrumentos de Medida Física Experimental II Instrumentos de Medida Conceitos Básicos I 1. Corrente Elétrica: chamamos de corrente elétrica qualquer movimento de cargas de um ponto a outro. Quando o movimento de cargas se dá

Leia mais

1. DEFINIÇÃO DE CORRENTE ELÉTRICA: Definição: Onde: I : é a corrente que circula no fio; t: é o tempo; Q: é a carga elétrica que passa num tempo t.

1. DEFINIÇÃO DE CORRENTE ELÉTRICA: Definição: Onde: I : é a corrente que circula no fio; t: é o tempo; Q: é a carga elétrica que passa num tempo t. 24 CORRENTE ELÉTRICA 1. DEFINIÇÃO DE CORRENTE ELÉTRICA: Definição: Onde: I : é a corrente que circula no fio; t: é o tempo; I = Q tt Q: é a carga elétrica que passa num tempo t. Orientação: mesmo sentido

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec:PAULINO BOTELHO Código: 091 Município:São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica

Leia mais

Geradores elétricos GERADOR. Energia dissipada. Símbolo de um gerador

Geradores elétricos GERADOR. Energia dissipada. Símbolo de um gerador Geradores elétricos Geradores elétricos são dispositivos que convertem um tipo de energia qualquer em energia elétrica. Eles têm como função básica aumentar a energia potencial das cargas que os atravessam

Leia mais

Documentação do produto / Documentación del producto / Product Documentation... 8

Documentação do produto / Documentación del producto / Product Documentation... 8 Índice Remissivo... 6 Abertura... 8 O presente manual é composto por três partes: Documentação do produto, Instruções para o professor e Atividades para o aluno.... 8 Documentação do produto / Documentación

Leia mais

Circuitos Elétricos Leis Básicas

Circuitos Elétricos Leis Básicas Circuitos Elétricos Leis Básicas Alessandro L. Koerich Engenharia de Computação Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) Introdução Como determinar os valores de tensão, corrente e potência em

Leia mais

ANÁLISE DE CIRCUITOS RESISTIVO DC (03/12/2013)

ANÁLISE DE CIRCUITOS RESISTIVO DC (03/12/2013) Governo do Estado de Pernambuco Secretaria de Educação Secretaria Executiva de Educação Profissional Escola Técnica Estadual Professor Agamemnon Magalhães ETEPAM Aluno: Avaliação do Prof. (N5): ANÁLISE

Leia mais

Apostila de Física 30 Geradores Elétricos

Apostila de Física 30 Geradores Elétricos Apostila de Física 30 Geradores Elétricos 1.0 Definições Gerador elétrico Aparelho que transforma qualquer forma de energia em energia elétrica. Exemplos: Usinas hidrelétricas Geradores mecânicos. Pilhas

Leia mais

Leis de Kirchoff. a) 2, 2/3, 5/3 e 4. b) 7/3, 2/3, 5/3 e 4. c) 4, 4/3, 2/3 e 2. d) 2, 4/3, 7/3 e 5/3. e) 2, 2/3, 4/3 e 4.

Leis de Kirchoff. a) 2, 2/3, 5/3 e 4. b) 7/3, 2/3, 5/3 e 4. c) 4, 4/3, 2/3 e 2. d) 2, 4/3, 7/3 e 5/3. e) 2, 2/3, 4/3 e 4. Leis de Kirchoff 1. (Ita 2013) Considere o circuito elétrico mostrado na figura formado por quatro resistores de mesma resistência, R 10, e dois geradores ideais cujas respectivas forças eletromotrizes

Leia mais

Eletricidade Aula 1. Profª Heloise Assis Fazzolari

Eletricidade Aula 1. Profª Heloise Assis Fazzolari Eletricidade Aula 1 Profª Heloise Assis Fazzolari História da Eletricidade Vídeo 2 A eletricidade estática foi descoberta em 600 A.C. com Tales de Mileto através de alguns materiais que eram atraídos entre

Leia mais

Exercícios de Física sobre Circuitos Elétricos com Gabarito

Exercícios de Física sobre Circuitos Elétricos com Gabarito Exercícios de Física sobre Circuitos Elétricos com Gabarito (Unicamp-999 Um técnico em eletricidade notou que a lâmpada que ele havia retirado do almoxarifado tinha seus valores nominais (valores impressos

Leia mais

TRANSFORMADORES ELÉTRICOS

TRANSFORMADORES ELÉTRICOS TRANSFORMADORES ELÉTRICOS (Módulo 3 TEM) Prof. Dr. Emerson Silveira Serafim FONTE:http://br.geocities.com/salad efisica7/funciona/transformador.htm SUMÁRIO 1.1 Introdução 1.2 Definição 1.2.1 Princípio

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO AC-01 Física 1. Movimento em uma e duas dimensões. 2. Dinâmica Newtoniana: leis de Newton; forças dependentes do tempo, posição e velocidade; trabalho e energia; momento linear e colisões; gravitação e

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ. CCN / Departamento de Física. Física Experimental III Componentes, circuitos e símbolos Prática 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ. CCN / Departamento de Física. Física Experimental III Componentes, circuitos e símbolos Prática 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ. CCN / Departamento de Física. Física Experimental III Componentes, circuitos e símbolos Prática 1 Objetivos a Compreender os conceitos de tensão, corrente e resistência.

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município:São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica

Leia mais

Introdução. GRECO-CIN-UFPE Prof. Manoel Eusebio de Lima

Introdução. GRECO-CIN-UFPE Prof. Manoel Eusebio de Lima Introdução GRECO-CIN-UFPE Prof. Manoel Eusebio de Lima Programa do curso Introdução (conceitos) Fonte de tensão Fonte de Corrente Teorema de Thevenin Teorema de Norton Resistores/capacitores (revisão)

Leia mais

MATERIAIS SEMICONDUTORES. Prof.: Sheila Santisi Travessa

MATERIAIS SEMICONDUTORES. Prof.: Sheila Santisi Travessa MATERIAIS SEMICONDUTORES Prof.: Sheila Santisi Travessa Introdução De acordo com sua facilidade de conduzir energia os materiais são classificados em: Condutores Semicondutores Isolantes Introdução A corrente

Leia mais

Capítulo 02. Resistores. 1. Conceito. 2. Resistência Elétrica

Capítulo 02. Resistores. 1. Conceito. 2. Resistência Elétrica 1. Conceito Resistor é todo dispositivo elétrico que transforma exclusivamente energia elétrica em energia térmica. Simbolicamente é representado por: Assim, podemos classificar: 1. Condutor ideal Os portadores

Leia mais

Campo magnético e força magnética

Campo magnético e força magnética Campo magnético e força magnética Magnetismo. Campo magnético. Força magnética. Efeito Hall. Fluxo magnético e lei de Gauss do magnetismo. Movimento de partículas carregadas. Forças e torques sobre circuitos.

Leia mais

Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão Eletricidade Básica Jones Clécio Otaviano Dias Júnior Curso FIC Aluna:

Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão Eletricidade Básica Jones Clécio Otaviano Dias Júnior Curso FIC Aluna: Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão Eletricidade

Leia mais

Experiência 05: TRANSITÓRIO DE SISTEMAS RC

Experiência 05: TRANSITÓRIO DE SISTEMAS RC ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais

Prof. Sérgio Rebelo. Curso Profissional Técnico de Eletrónica, Automação e Comando

Prof. Sérgio Rebelo. Curso Profissional Técnico de Eletrónica, Automação e Comando Prof. Sérgio ebelo Curso Profissional Técnico de Eletrónica, Automação e Comando Eletricidade e Eletrónica - Elenco Modular Módulo Análise de Circuitos em Corrente Contínua 3 Módulo Análise de Circuitos

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 0 Etec PAULINO BOTELHO Código: 09 Município:São Carlos EE: Eixo Tecnológico:Controle e Processos Industriais Habilitação

Leia mais

Carga elétrica e campo elétrico

Carga elétrica e campo elétrico Carga elétrica e campo elétrico Introduçaõ ao eletromagnetismo. Carga elétrica. Quantização e conservação da carga. Força elétrica lei de Coulomb. Campo elétrico. Dipolos elétricos. Eletromagnetismo Eletrostática:

Leia mais

U = R.I. Prof.: Geraldo Barbosa Filho AULA 06 CORRENTE ELÉTRICA E RESISTORES 1- CORRENTE ELÉTRICA

U = R.I. Prof.: Geraldo Barbosa Filho AULA 06 CORRENTE ELÉTRICA E RESISTORES 1- CORRENTE ELÉTRICA AULA 06 CORRENTE ELÉTRICA E RESISTORES 1- CORRENTE ELÉTRICA Movimento ordenado dos portadores de carga elétrica. 2- INTENSIDADE DE CORRENTE É a razão entre a quantidade de carga elétrica que atravessa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA SÉRIE DE EXERCÍCIO #A3 (1A) CONVERSÃO TEMPERATURA-TENSÃO (A) Determine

Leia mais

Energia envolvida na passagem de corrente elétrica

Energia envolvida na passagem de corrente elétrica Eletricidade Supercondutividade Baixando-se a temperatura dos metais a sua resistividade vai diminuindo Em alguns a resistividade vai diminuindo com a temperatura, mas não se anula Noutros a resistividade

Leia mais

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA DIRECÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA POVOAÇÃO

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA DIRECÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA POVOAÇÃO SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA DIRECÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA POVOAÇÃO Ensino Secundário 2013/2014 Informação prova de equivalência à frequência de: 3-Física

Leia mais

Saber calcular o fluxo elétrico e o campo elétrico através de uma superfície de contorno bem definida.

Saber calcular o fluxo elétrico e o campo elétrico através de uma superfície de contorno bem definida. Aula 5 LEI DE GAUSS META Mostrar a fundamental importância da lei de Gauss para a compreensão do campo elétrico e como essa lei facilita o desenvolvimento matemático de problemas complexos de eletricidade.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS ANEXO XIV TÉCNICO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Este anexo integra o Edital Nº 017/2010,

Leia mais