A GUERRA FRIA. Período que antecedeu a Guerra Fria

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A GUERRA FRIA. Período que antecedeu a Guerra Fria"

Transcrição

1 A GUERRA FRIA A Guerra Fria foi a designação atribuída ao conflito político-ideológico entre os Estados Unidos (EUA), defensores do capitalismo, e a União Soviética (URSS), defensora do socialismo, compreendendo o período entre o final da Segunda Guerra Mundial e a extinção da União Soviética. É chamada "fria" porque não houve qualquer combate físico, embora o mundo todo temesse a vinda de um novo conflito mundial por se tratarem de duas potências com grande arsenal de armas nucleares. Norte-americanos e soviéticos travaram uma luta ideológica, política e econômica durante esse período. Se um governo socialista fosse implantado em algum país do Terceiro Mundo, o governo norte-americano via aí logo uma ameaça aos seus interesses; se um movimento popular combatesse um governo alinhado aos EUA, logo receberia apoio soviético. reuniria grande parte das nações do mundo divididas em dois blocos. De um lado, os países do Eixo, liderados pela Alemanha, pela Itália e pelo Japão, e do outro, os Aliados, comandados principalmente pelos EUA, pela URSS, pela Inglaterra e pela França. Em dezembro de 1941, os japoneses bombardearam a base militar de Pearl Harbor, no Havaí, que pertencia aos EUA. Esse ataque determinou a entrada dos EUA na guerra, ao lado das forças aliadas contra os países do Eixo. A entrada da maior potência industrial do mundo na guerra significou um gigantesco aumento do poder de fogo das forças aliadas. No início de 1942, a situação se inverteu. De atacantes, as forças do Eixo passaram a atacadas. Período que antecedeu a Guerra Fria Para que tenhamos uma idéia mais ampla da Guerra Fria, em 1919, período pós-primeira Guerra, foi assinado o Tratado de Versalhes, por este, os países vencidos na Primeira Guerra ficavam proibidos de possuir ou ainda de fabricar produtos bélicos, o que atingiu a Alemanha. Contudo, para conquistar os territórios perdidos, Hitler desobedeceu ao tratado e empreendeu uma política de rearmamento. Em 1935, aumentou o seu efetivo militar e construiu uma poderosa força aérea e uma numerosa esquadra. Em agosto de 1939, Alemanha e URSS assinaram o Pacto de não-agressão. Pelo acordo, a União Soviética não reagiria diante de uma agressão alemã à Polônia. Em troca, Hitler prometia apoiar uma invasão soviética à Finlândia, além de outras concessões. Em 1º de setembro de 1939, a ambição imperialista de Hitler fez com seu exército invadisse a Polônia. Aquele dia marcou o alvorecer de seis anos consecutivos de uma guerra mundial, que Em agosto 1945, o Japão que ainda se recusava a se render, obrigou aos americanos a dar uma demonstração de seu poder lançando duas bombas atômicas sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki matando cerca de 170 mil pessoas no Japão. Não restou outra alternativa. Em 02 de setembro 1945, os japoneses assinaram, assim como já havia feito Alemanha e a Itália, sua rendição. Terminava assim, a Segunda Guerra Mundial e dava início uma nova guerra, dessa vez fria; a Guerra Fria

2 O Mundo da Guerra Fria Com o final da Segunda Guerra Mundial, EUA e URSS acirraram a disputa pela hegemonia no Globo. Deram início, assim, à Guerra Fria, um dos períodos mais tensos da história, que se estendeu do imediato pós-guerra até o final da década de A Guerra Fria baseou-se na chamada Doutrina Truman, anunciada pelo presidente Harry Truman em março de O pressuposto geopolítico fundamental da Doutrina Truman era impedir o expansionismo da UR S, fazendo alianças com outros países para isolá-lo. Plano Marshall e COMECON Com as nações européias frágeis, após uma guerra violenta, os Estados Unidos estenderam uma série de apoios econômicos à Europa aliada, para que estes países pudessem se reerguer e mostrar as vantagens do capitalismo. Assim, o Secretário de Estado dos Estados Unidos, George Marshall, propõe a criação de um amplo plano econômico, que veio a ser conhecido como Plano Marshall. Era uma série de empréstimos a baixos juros e investimentos públicos para facilitar o fim da crise na Europa Ocidental e repelir a ameaça do socialismo entre a população descontente. Em 1951, foi elaborado o Plano Colombo, similar ao Plano Marshall, porém bem menos ambicioso, para estimular o desenvolvimento de países do sul e sudeste da Ásia. Somente o Japão, entre 1947 e 1950, recebeu uma ajuda financeira na ordem de 2,5 bilhões de dólares diretamente do Tesouro dos Estados Unidos, possibilitando assim, a vazão de produtos e capitais estadunidenses e a contenção do expansionismo soviético, consolidando, assim, o bloco capitalista. Em resposta ao plano econômico estadunidense, a União Soviética propôs-se a ajudar também seus países aliados, com a criação do COMECON (Conselho para Assistência Econômica Mútua). Este conselho tinha como meta a recuperação dos países orientais, também para mostrar como vitrine as benfeitorias que o socialismo fazia ao povo. A bipolarização mundial O mundo da Guerra Fria foi marcado pela bipolarização de poder entre os EUA e URSS, que buscavam ampliar suas respectivas zonas de influência. Como bem definiu o cientista político francês Raymond Aron: "Guerra Fria, paz impossível, guerra improvável". A paz era impossível porque as superpotências apresentavam, sob vários aspectos, um antagonismo insuperável e um conflito de interesses. No entanto, a guerra era improvável, pois um enfrentamento direto entre as superpotências poderia significar o fim de todos. A Segunda Guerra Mundial marcou o declínio da supremacia européia no mundo. Estabeleceu-se uma política global bipolar, ou seja, centrada em dois grandes pólos (denominadas na época superpotências): EUA e URSS. Formadas por ideais distintos, ambos os pólos de poder tinham como principal meta a difusão de seus sistemas políticos e culturais no resto do mundo. Os EUA defendiam a política capitalista, argumentando ser ela a representação da democracia e da liberdade. Em contrapartida a URSS enfatizava o socialismo como resposta ao domínio burguês e solução dos problemas sociais. Sob a influência das duas doutrinas, o mundo foi dividido em dois blocos liderados cada um por uma das superpotências: a Europa Ocidental e a América Central e do Sul receberam forte influência cultural e econômica estadunidense e a maior parte da Ásia e o leste europeu, ficava sob domínio soviético. As Conferências de Cúpula Ainda durante a Segunda Guerra foram realizadas algumas Conferências destacando-se as de Yalta (União Soviética), em Nessa reunião, representantes dos EUA, Reino Unido e URSS decidiram que os soviéticos passavam a ter 12 12

3 direito de implantar áreas de influência na Polônia e na Península Balcânica (Grécia, Albânia, Bulgária, Macedônia, Iugoslávia, Bósnia-Herzegóvina, Croácia, Eslovênia e Romênia; a parte européia da Turquia também se localiza na península.), exceto influência sobre a Grécia, de receber parte da indenização que seria exigida à Alemanha e de controlar a Manchúria e a parte norte da Coréia. A Conferência de Potsdam (Alemanha), na decidiu dividir a Alemanha em quatro zonas de ocupação entre os principais países vitoriosos na Segunda Guerra, isto é, EUA, Reino Unido e depois a França, tomariam conta do lado Oeste; e a URSS permaneceria no lado Leste. O Bloqueio de Berlim Junto com a França e o Reino Unido, os EUA pretendiam colaborar para a reconstrução da economia alemã nos moldes capitalistas. Estavam dispostos a emprestar dinheiro para os donos das grandes indústrias e a ajudá-los a retomar a produção o mais rápido possível. A União Soviética por sua vez queria implantar o regime socialista na Alemanha e transformar as fábricas, assim como as terras, as lojas e todo o resto, em propriedade do governo. A política de emprestar dinheiro para os industriais tornava os capitalistas mais fortes e atrapalhava os planos soviéticos. Em junho de 1948, os EUA e seus aliados deram a largada para a reconstrução do capitalismo na Alemanha. Sem consultar a URSS, implantaram uma nova moeda nas zonas alemãs sob sua ocupação, pois uma economia forte precisa de uma moeda igualmente forte, que seja respeitada nos mercados financeiros do mundo. Foi assim que nasceu o deustch Mark, o marco alemão. A URSS, é claro, não gostou nada, e armou um estratégico contra-ataque. Berlim, como vimos, havia sido dividida entre as potências vencedoras. Entretanto, todas as estradas e ferrovias que abasteciam a cidade estavam sob o controle das tropas soviéticas. Para mostrar sua força e dificultar os planos norte-americanos, em 24 de junho do mesmo ano, o governo da URSS decretou o Bloqueio de Berlim: só poderiam circular por essas vias caminhões e trens autorizados pelo comando soviético. Assim, os EUA e seus aliados não teriam como abastecer os setores de Berlim sob sua responsabilidade. O bloqueio só terminaria caso eles desistissem da nova moeda e da política de empréstimos. Toda cidade utiliza diariamente muitos produtos que vêm de fora. Alguns são essenciais: seus habitantes precisam comer e na cidade praticamente não se produzem alimentos. Grande parte das toneladas de artigos industrializados consumidos diariamente em uma grande cidade, como remédios e produtos de higiene, também são adquiridas de outros centros urbanos. Abastecer uma grande cidade sem dispor de meios de transporte terrestre é quase impossível. Enquanto durou o Bloqueio de Berlim, aconteceu o que parecia impossível. Durante onze meses, as zonas de ocupação francesa, britânica e norte-americana foram abastecidas exclusivamente por aviões, que subiam e desciam sem parar, durante todas as horas do dia, transformando os aeroportos locais nos mais movimentados do mundo. Claro que isso custou uma fortuna para os EUA, que pagaram a maior parte da conta. Mas eles conseguiram provar que era impossível controlar 13 13

4 uma parte de Berlim mesmo com todas as vias de acesso terrestre para cidade fechada. Em maio de 1949, a URSS recuou e suspendeu o bloqueio. Ela havia perdido uma batalha, mas a Guerra Fria estava apenas começando. Durante o período do bloqueio, os EUA não tentaram abrir as estradas à força. A URSS não abateu nenhum avião. Não houve enfrentamento direto entre os dois países, mas eles também não estavam em paz. Corrida Espacial e Armamentista Um dos campos que mais se beneficiaram com a Guerra Fria foi o da tecnologia. Na urgência de se mostrarem superiores aos rivais, Estados Unidos e União Soviética procuraram melhorar os seus arsenais militares. Como conseqüência, algumas tecnologias conhecidas hoje. A corrida espacial está nesse contexto. Tecnologias de lançamento de mísseis e de foguetes são muito próximas, e, portanto, os dois países investiram pesadamente na tecnologia espacial. No ano de 1957, os Soviéticos lançaram Sputnik, o primeiro artefato humano a ir ao espaço e orbitar o planeta. Em novembro do mesmo ano, os russos lançaram Sputnik II e, dentro da nave foi a bordo o primeiro ser vivo a sair do planeta: uma cadela laika. Ela morreu na reentrada da atmosfera, devido ao calor. Após as missões Sputnik, os Estados Unidos entraram na corrida, lançando o Explorer I, em Mas a União Soviética tinha um passo na frente, e em 1961 os soviéticos conseguiram lançar Vostok I, que era tripulada por Yuri Gagarin, o primeiro ser humano a ir ao espaço e voltar são e salvo e autor da célebre declaração: "Eu vejo a Terra. Ela é azul!". A partir daí, a rivalidade aumentou a ponto de o presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, prometer enviar estadunidenses à Lua e trazê-los de volta até o fim da década. Os soviéticos apressaram-se para vencer os estadunidenses na chegada ao satélite. As missões Zond deveriam levar os primeiros humanos a orbitarem a Lua, mas devido a falhas, só foi possível aos soviéticos o envio de missões não-tripuladas, Zond 5 e Zond 6, em Os Estados Unidos, por outro lado, enviaram a missão Apollo 11, lançada em 16 de julho de 1969, e conseguiu realizar com sucesso a missão tripulada ao solo lunar em 20 de julho de Neil Armstrong, Michael Collins e Edwin Aldrin tornaram-se os primeiros humanos a caminhar em outro corpo celeste. A corrida armamentista foi um outro empreendimento das superpetências. Cada uma das potências justificava os gastos alegando que precisava de armas poderosas, inclusive atômicas, e exércitos maiores para se defender, caso houvesse uma guerra entre os dois blocos. Essa corrida caracterizou o chamado "equilíbrio do terror" no qual o poder de destruição de um não poderia ultrapassar a do outro, já que a cada novo invento bélico, o opositor tentava superar com um mais potente ainda. As Alianças Militares da Guerra Fria A posse dos arsenais nucleares capazes de eliminar a vida humana da Terra conferia aos EUA e à URSS a condição de superpotências. A Guerra Fria foi um período de delicado equilíbrio de poder, no qual não podia haver paz e a guerra seria sinônimo de extermínio mútuo. Na Europa, a bipolaridade se concretizou na divisão entre os países alinhados com os EUA e aqueles subordinados política, econômica e militarmente à URSS. A linha de fronteira que delimitava os dois blocos ficou conhecida como Cortina de Ferro, um dos principais símbolos da Guerra Fria. Dos dois lados da Cortina de Ferro firmaram-se alianças militares sob o comando das superpotências. Por causa dela, passamos a estudar 14 14

5 a Europa dividindo-a em duas partes: Europa Ocidental e Europa Oriental. A mais importante das organizações militares foi a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), criada em 1949 para defender a Europa ocidental do ameaça soviética. Seus países membros são os EUA, o Canadá, Portugal, Noruega, Islândia, Dinamarca, Grécia, entre outros. A partir desta criação surge a República Federal da Alemanha (RFA), ou Alemanha Ocidental. A resposta soviética viria no mesmo ano com a criação da República Democrática Alemã (RDA) em sua respectiva zona de ocupação. Quando a Alemanha Ocidental ingressou na Otan, em 1955, a resposta soviética veio com a criação de sua aliança militar, o Pacto de Varsóvia. A URSS delimitava, assim, sua respectiva zona de influência e seu principal mercado de armas. Até a década de 1960, a Alemanha Oriental atravessou períodos de crise econômica. Muitos berlinenses deixaram o setor oriental em busca de melhores oportunidades no setor ocidental. Para acabar com esse êxodo de trabalhadores e reafirmar sua soberania, as autoridades orientais construíram o Muro de Berlim. Na noite de 13 de agosto de 1961, a parte ocidental de Berlim foi isolada: arame farpado e soldados armados impediam a passagem dos berlinenses. A partir de então, foi erguido um muro de dividindo a cidade e que se tornou símbolo da Guerra Fria, exemplo de um mundo dividido por conflitos ideológicos. O muro foi largamente utilizado como propaganda anticomunista. Crise dos mísseis Em 1962, quando os soviéticos instalaram uma base de mísseis em Cuba, a Guerra Fria quase virou guerra quente. O governo dos EUA anunciaram que estavam dispostos a utilizar suas armas atômicas caso fosse implantada uma base militar inimiga tão perto de seu território. A URSS recuou, mas a ameaça de guerra total continuou no ar muito tempo. Esse episódio ficou conhecido como a Crise dos Mísseis. Após a Revolução Cubana, os norteamericanos, temendo que o regime socialista se espalhasse pela América, iniciaram uma dura política de repressão aos movimentos guerrilheiros da América Central e patrocinaram golpes militares e ditaduras em todo continente. Em nome dos valores do "mundo livre", muita gente foi silenciada à força e muitos governos mili tares foram implantados. O golpe militar de 1964, no Brasil, que deu origem a um longo período de ditadura, teve o apoio estratégico dos EUA. Rumo a Uma Nova Ordem Mundial Na Segunda metade da década de 1980, o líder soviético Mikhail Gorbatchev iniciou um amplo processo de libertação da economia e da política na URSS. Essas mudanças foram marcadas 15 15

6 pela glasnost (abertura ou transparência política) e pela perestroika (processo de reestruturação econômica do país). Essas reformas repercutiram em todos os países socialistas da Europa, com a ascensão de movimentos democráticos e a queda dos regimes de partido único. O fim da Guerra Fria é caracterizado, para alguns estudiosos, pela queda do Muro de Berlim ocorrido na noite de 9 para 10 de novembro de 1989, e sua unificação. No ano seguinte, o Pacto de Varsóvia anunciou o fim de suas funções militares e finalmente, em 1991, a própria URSS deixou de existir e em seu lugar, surgiram quinze países independentes formando a CEI (Comunidade de Estados Independentes). A Rússia, a mais importante das antigas repúblicas soviéticas, continua sendo uma potência militar, pois mantém o controle sobre as armas nucleares da extinta União Soviética, mas certamente já perdeu a condição de superpotência. No plano militar, os EUA continuam sendo uma potência planetária. Porém, no plano econômico, o país encontrou rivais no Japão e na Alemanha, exatamente os dois grandes derrotados na Segunda Guerra Mundial. A bipolaridade é coisa do passado. Hoje o mundo é multipolar, embora tenhamos uma supremacia norte-americana. completamente. Os impérios coloniais das potências européias pouco a pouco foram ruindo. Ocorreu a descolonização das nações africanas e asiáticas. Após a Segunda Guerra Mundial, o quadro geopolítico mundial mudou completamente. Nasceu uma nova ordem mundial, a ordem bipolar. O mundo bipolar entra em colapso nos anos 1980, principalmente entre 1989 e Esse colapso foi resultado, principalmente, de dois fatores conjugados: o esgotamento das economias planificadas e o surgimento de novos pólos mundiais de poder: a União Européia, o Japão e, mais recentemente, a China. Com a crise do mundo socialista e com o advento de novos pólos ou centros econômicos mundiais, ingressamos novamente num mundo multipolar. Mas alguns autores preferem denominar a nova ordem mundial de unimultipolar, pois, no aspecto militar, existe apenas uma superpotência atuante nos vários recantos do globo os Estados Unidos, e, no aspecto econômico e tecnológico, que é o mais importante atualmente, existem vários centros de poder: a União Européia, os Estados Unidos, o Japão e a China. Do ponto de vista militar, a Rússia, em tese, ainda é uma superpotência com capacidade para exterminar praticamente toda a humanidade. Uma ordem geopolítica mundial, portanto, é essa situação, sempre provisória, no nível das relações econômicas, diplomáticas e militares entre os Estados nacionais. No início do século XX, antes da Segunda Guerra Mundial, havia uma ordem mundial multipolar. Isso quer dizer que existiam múltiplas grandes potências mundiais, que disputavam a hegemonia internacional. A partir de 1945, a ordem mundial existente antes da Segunda Guerra desmor onou 16 16

Disputa pela hegemonia mundial entre Estados Unidos e URSS após a II Guerra Mundial. É uma intensa guerra econômica, diplomática e tecnológica pela conquista de zonas de influência. Ela divide o mundo

Leia mais

Guerra Fria e o Mundo Bipolar

Guerra Fria e o Mundo Bipolar Guerra Fria e o Mundo Bipolar A formação do Mundo Bipolar Os Aliados vencem a 2.ª Guerra (1939-1945). Apesar de na guerra lutarem lado a lado, os EUA e a URSS vão afastar-se a partir de 1945. Guerra Fria

Leia mais

Até então o confronto direto entre os aliados não havia acontecido.

Até então o confronto direto entre os aliados não havia acontecido. Confronto entre os aliados, vencedores da 2ª Guerra: Inglaterra, França, EUA e União Soviética. Acordo pós-guerra definiria a área de influência da URSS, onde estavam suas tropas (leste europeu). Conferência

Leia mais

Guerra Fria. Geografia - Prof. Marcos

Guerra Fria. Geografia - Prof. Marcos Guerra Fria Geografia - Prof. Marcos CONCEITO Denominamos Guerra Fria o período histórico caracterizado pela disputa política-ideológica e seus desdobramentos (econômicos, militares, tecnológicos, territoriais...)

Leia mais

1. Conceito Guerra improvável, paz impossível - a possibilidade da guerra era constante, mas a capacidade militar de ambas potências poderia provocar

1. Conceito Guerra improvável, paz impossível - a possibilidade da guerra era constante, mas a capacidade militar de ambas potências poderia provocar A GUERRA FRIA 1. Conceito Conflito político, econômico, ideológico, cultural, militar entre os EUA e a URSS sem que tenha havido confronto direto entre as duas superpotências. O conflito militar ocorria

Leia mais

Do mundo multipolar para o. bipolar da Guerra Fria

Do mundo multipolar para o. bipolar da Guerra Fria Do mundo multipolar para o bipolar da Guerra Fria Geografia - 9ºANO Profª Bruna Andrade e Elaine Camargo Ordem Multipolar As potências industriais disputam hegemonia cultural, econômica e política no cenário

Leia mais

GUERRA FRIA 1945 1991

GUERRA FRIA 1945 1991 GUERRA FRIA 1945 1991 Guerra Fria 1945-1991 Conceito: Conflitos políticos, ideológicos e militares (indiretos), que aconteceram no pós guerra entre as duas potências mundiais EUA e URSS entre 1945-1991.

Leia mais

Cairo (11/1943) discutir o mapa político da Ásia (China e Coréia);

Cairo (11/1943) discutir o mapa político da Ásia (China e Coréia); CONFERÊNCIAS Cairo (11/1943) discutir o mapa político da Ásia (China e Coréia); Teerã (28/11-01/12/1943) decisão do ataque conjunto inglês e americano na Normandia; hispótese de divisão da Alemanha em

Leia mais

Guerra fria (o espaço mundial)

Guerra fria (o espaço mundial) Guerra fria (o espaço mundial) Com a queda dos impérios coloniais, duas grandes potências se originavam deixando o mundo com uma nova ordem tanto na parte política quanto na econômica, era os Estados Unidos

Leia mais

Prof. Marcelo Gandolfi da Silva Multimídia em aulas de História. História Geral 4ª Edição 2008. www.historiageral.net

Prof. Marcelo Gandolfi da Silva Multimídia em aulas de História. História Geral 4ª Edição 2008. www.historiageral.net Prof. Marcelo Gandolfi da Silva Multimídia em aulas de História História Geral 4ª Edição 2008 www.historiageral.net História Geral 3ª Edição - 2007 Guerra Fria Depois da Segunda Guerra Mundial, a Europa

Leia mais

2 Por que a Alemanha nazista rompeu com o Pacto Germano Soviético no ano de 1941? Explique.

2 Por que a Alemanha nazista rompeu com o Pacto Germano Soviético no ano de 1941? Explique. 2 Lista exercícios 2ª Guerra Mundial 1 Os Estados Unidos entraram fundamentalmente na Segunda Guerra Mundial no ano de 1941. Quais foram os principais fatores que causaram a entrada dos Estados Unidos

Leia mais

GUERRA FRIA 1. INTRODUÇÃO 2. ORIGEM DA GUERRA FRIA 3. A GUERRA FRIA PEGA FOGO GEOGRAFIA. Mar do Norte. Dinamarca. Mar Báltico URSS.

GUERRA FRIA 1. INTRODUÇÃO 2. ORIGEM DA GUERRA FRIA 3. A GUERRA FRIA PEGA FOGO GEOGRAFIA. Mar do Norte. Dinamarca. Mar Báltico URSS. 1. INTRODUÇÃO Com o término da II Guerra Mundial (1939-1945), o mundo passou por uma forte alteração na ordem política, econômica e social. Esse período iniciou-se com a mudança do foco de hegemonia, antes

Leia mais

ATIVIDADES ON-LINE 9º ANO GUERRA FRIA PROF. JOSÉ CARLOS PROVA DIA 21/08

ATIVIDADES ON-LINE 9º ANO GUERRA FRIA PROF. JOSÉ CARLOS PROVA DIA 21/08 ATIVIDADES ON-LINE 9º ANO GUERRA FRIA PROF. JOSÉ CARLOS PROVA DIA 21/08 1-Na fase Pós-Guerra emergiram e se consolidaram dois grandes blocos rivais, liderados pelos EUA e a URSS, originando a Guerra Fria.

Leia mais

TEMA 6 O AVANÇO DOS ALIADOS. Os combates decisivos entre as tropas do Eixo e as forças aliadas foram travados em território soviético.

TEMA 6 O AVANÇO DOS ALIADOS. Os combates decisivos entre as tropas do Eixo e as forças aliadas foram travados em território soviético. TEMA 6 O AVANÇO DOS ALIADOS Os combates decisivos entre as tropas do Eixo e as forças aliadas foram travados em território soviético. A operação Barbarossa A operação Barbarossa era a invasão da União

Leia mais

Ensino Fundamental II

Ensino Fundamental II Ensino Fundamental II Valor do trabalho: 2.0 Nota: Data: /dezembro/2014 Professora: Angela Disciplina: Geografia Nome: n o : Ano: 8º Trabalho de Recuperação Final de Geografia ORIENTAÇÕES: Leia atentamente

Leia mais

GUERRA FRIA CONTEXTO GEOPOLÍTICO

GUERRA FRIA CONTEXTO GEOPOLÍTICO GUERRA FRIA CONTEXTO GEOPOLÍTICO A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL Quando a guerra acabou, as perdas humanas e materiais eram incontáveis. As batalhas haviam sido impulsionadas por máquinas, tanques, aviões, navios,

Leia mais

Exercícios de Guerra Fria: Guerra da Coreia ao Vietnã

Exercícios de Guerra Fria: Guerra da Coreia ao Vietnã Exercícios de Guerra Fria: Guerra da Coreia ao Vietnã 1. As mudanças no panorama internacional representadas pela vitória socialista de Mao-Tsé-tung na China, pela eclosão da Guerra da Coréia e pelas crescentes

Leia mais

Uma nova fase do capitalismo se iniciava.

Uma nova fase do capitalismo se iniciava. NA LUA Abril, 1945: Berlim é cercada por soviéticos. Hitler comete suicídio. Agosto, 1945: Hiroshima e Nagasaki são destruídas pelas bombas atômicas. O JAPÃO SE RENDE. FIM DA SEGUNDA GRANDE GUERRA NO ORIENTE.

Leia mais

A FORMAÇÃO DO MUNDO ATUAL ATIVIDADE 4

A FORMAÇÃO DO MUNDO ATUAL ATIVIDADE 4 A FORMAÇÃO DO MUNDO ATUAL ATIVIDADE 4 CARO MONITOR Acreditamos que a diversificação de recursos didáticos contribui para um aprendizado significativo e motivador. Nesse sentido, esse material foi criado

Leia mais

Guerra Fria. - Conceito: Foi um conflito político, econômico e ideológico em que

Guerra Fria. - Conceito: Foi um conflito político, econômico e ideológico em que - Conceito: Foi um conflito político, econômico e ideológico em que os dois rivais (EUA capitalista X URSS socialista) não tiveram combates diretos, eles disputavam zonas de influência. EUA Doutrina Truman

Leia mais

As ordens mundiais GEOGRAFIA GEOGRAFIA A PRODUÇÃO DO ESPAÇO E SEUS CONTRASTES. Capítulo 13 O espaço geográfico 8.1

As ordens mundiais GEOGRAFIA GEOGRAFIA A PRODUÇÃO DO ESPAÇO E SEUS CONTRASTES. Capítulo 13 O espaço geográfico 8.1 As ordens mundiais GEOGRAFIA GEOGRAFIA A PRODUÇÃO DO ESPAÇO E SEUS CONTRASTES Capítulo 13 O espaço geográfico 8.1 NOVA ORDEM MUNDIAL E O SUBDESENVOLVIMENTO A antiga ordem A nova ordem Socialismo x Capitalismo

Leia mais

CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) O mundo que se esfacelou no fim da década de 1980 foi o mundo formado pelo impacto da Revolução Russa de

Leia mais

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX. Caderno 9» Capítulo 1. www.sejaetico.com.

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX. Caderno 9» Capítulo 1. www.sejaetico.com. CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX Caderno 9» Capítulo 1 www.sejaetico.com.br CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) Caderno

Leia mais

Guerra Fria. Prof. Juliana Fraga Colégio La Salle Esteio.

Guerra Fria. Prof. Juliana Fraga Colégio La Salle Esteio. Guerra Fria Prof. Juliana Fraga Colégio La Salle Esteio. A Guerra Fria foi um período em que a guerra era improvável, e a paz, impossível. Raymond Aron Período histórico A Guerra Fria se inicia após a

Leia mais

2. Novas tecnologias aceleram processo de globalização, aproximam lugares e distanciam povos 22

2. Novas tecnologias aceleram processo de globalização, aproximam lugares e distanciam povos 22 2 GEOGRAFIA SUMÁRIO DO VOLUME 1. O contexto mundial do Pós Guerra Fria a emergência de novos polos de poder 5 1.1 As fronteiras geográfi cas da ordem bipolar 5 1.2 Alianças militares e planos econômicos

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 9 o ano 3 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : 1. Leia o texto sobre a Guerra Fria e responda. O termo tornou-se perfeito para se entender o momento político internacional, pois

Leia mais

O tempo da guerra fria

O tempo da guerra fria O tempo da guerra fria Um novo quadro geopolítico Fig.1 Conceito de Guerra Fria A expressão Guerra Fria era utilizada para descrever o estado de forte tensão político-militar entre o bloco Ocidental liderado

Leia mais

AULA: 17 Assíncrona. TEMA: Cidadania e Movimentos Sociais DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES HISTÓRIA

AULA: 17 Assíncrona. TEMA: Cidadania e Movimentos Sociais DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES HISTÓRIA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA AULA: 17 Assíncrona TEMA: Cidadania e Movimentos Sociais 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Conteúdos: China: dominação

Leia mais

D.I.T. = Norte e Sul

D.I.T. = Norte e Sul Prof. Felipe Tahan D.I.T. = Norte e Sul O Império Americano Após a 1ª. GM os EUA emergiram como Principal Potência e Eixo de Organização do Mundo Capitalista, seu apogeu vem após a 2ª.GM com a decadência

Leia mais

História B Aula 21. Os Agitados Anos da

História B Aula 21. Os Agitados Anos da História B Aula 21 Os Agitados Anos da Década de 1930 Salazarismo Português Monarquia portuguesa foi derrubada em 1910 por grupos liberais e republicanos. 1ª Guerra - participação modesta ao lado da ING

Leia mais

Matéria Recuperação Europa Oriental Leste Europeu Antiga Iugoslavia CEI

Matéria Recuperação Europa Oriental Leste Europeu Antiga Iugoslavia CEI Disciplina: Geografia Roteiro de Recuperação Ano / Série: 9º Professor (a): Gabriel Data: / / 2013 Matéria Recuperação Europa Oriental Leste Europeu Antiga Iugoslavia CEI 1- A Rússia é o país mais extenso

Leia mais

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX A supremacia Europeia sobre o Mundo A Europa assumia-se como 1ª potência Mundial DOMÍNIO POLÍTICO Inglaterra, França, Alemanha, Portugal e outras potências

Leia mais

9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE

9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE 9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade I Tempo, espaço, fontes históricas e representações cartográficas. 2

Leia mais

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011)

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011) O IMPERIALISMO EM CHARGES 1ª Edição (2011) Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com Imperialismo é a ação das grandes potências mundiais (Inglaterra, França, Alemanha, Itália, EUA, Rússia

Leia mais

TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA

TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA DOLOROSA: O NAZISMO ALEMÃO A ascensão dos nazistas ao poder na Alemanha colocou em ação a política de expansão territorial do país e o preparou para a Segunda Guerra Mundial. O saldo

Leia mais

Colégio Salesiano São José 8º ano Geografia Professor Juliano

Colégio Salesiano São José 8º ano Geografia Professor Juliano Colégio Salesiano São José 8º ano Geografia Professor Juliano O mundo sempre esteve envolvido em guerras, de diferentes tamanhos, motivos, armas, mortes, mas poucas guerras foram tão destruidoras e envolveram

Leia mais

Os Antecedentes. Conferência de Yalta (11/fev/1945)

Os Antecedentes. Conferência de Yalta (11/fev/1945) Os Antecedentes Conferência de Yalta (11/fev/1945) Reorganização do leste europeu Conferência de Potsdam (17/jul/1945) Divisão da Alemanha em áreas de influência:» EUA» Inglaterra» URSS» França Conferência

Leia mais

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar)

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Somos parte de uma sociedade, que (re)produz, consome e vive em uma determinada porção do planeta, que já passou por muitas transformações, trata-se de seu lugar, relacionando-se

Leia mais

1º trimestre EXERCÍCIOS EXTRA - GEOGRAFIA Ensino Fundamental 8º ano classe: Profª. Débora e Jane Nome: nº

1º trimestre EXERCÍCIOS EXTRA - GEOGRAFIA Ensino Fundamental 8º ano classe: Profª. Débora e Jane Nome: nº . 1º trimestre EXERCÍCIOS EXTRA - GEOGRAFIA Ensino Fundamental 8º ano classe: Profª. Débora e Jane Nome: nº Valor: 10 Nota:. ASSINALE AS ALTERNATIVAS CONFORME PEDEM OS ENUNCIADOS E DEPOIS PREENCHA O GABARITO

Leia mais

Kennan, Mackinder e Huntington: as Estratégias de Contenção ao Serviço do Poder Ocidental

Kennan, Mackinder e Huntington: as Estratégias de Contenção ao Serviço do Poder Ocidental Kennan, Mackinder e Huntington: as Estratégias de Contenção ao Serviço do Poder Ocidental Higor Ferreira BRIGOLA e Edu Silvestre de ALBUQUERQUE Universidade Estadual de Ponta Grossa O presente trabalho

Leia mais

EUA: Expansão Territorial

EUA: Expansão Territorial EUA: Expansão Territorial Atividades: Ler Livro didático págs. 29, 30 e 81 a 86 e em seguida responda: 1) Qual era a abrangência do território dos Estados Unidos no final da guerra de independência? 2)

Leia mais

História Fascículo 04 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli

História Fascículo 04 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli História Fascículo 04 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli Índice História Geral Idade Contemporânea: Guerra Fria... 1 Exercícios...3 Gabarito...5 História Geral Idade Contemporânea:

Leia mais

Colégio Salesiano São José 8º ano Geografia Professor Juliano

Colégio Salesiano São José 8º ano Geografia Professor Juliano Colégio Salesiano São José 8º ano Geografia Professor Juliano O mundo sempre esteve envolvido em guerras, de diferentes tamanhos, motivos, armas, mortes, mas poucas guerras foram tão destruidoras e envolveram

Leia mais

PROVA GEOGRAFIA 1 o TRIMESTRE DE 2010

PROVA GEOGRAFIA 1 o TRIMESTRE DE 2010 PROVA GEOGRAFIA 1 o TRIMESTRE DE 2010 PROF. FERNANDO NOME N o 8 o ANO A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta.

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação História 9 o ano Unidade 8 5 Unidade 8 Nome: Data: 1. Marque V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas sobre a União Soviética. a) Os russos representavam a maioria no

Leia mais

ECEME 12 de junho de 2013 XII Ciclo de Estudos Estratégicos Geopolítica Internacional até o fim da Guerra Fria

ECEME 12 de junho de 2013 XII Ciclo de Estudos Estratégicos Geopolítica Internacional até o fim da Guerra Fria ECEME 12 de junho de 2013 XII Ciclo de Estudos Estratégicos Geopolítica Internacional até o fim da Guerra Fria Professor Doutor GUILHERME SANDOVAL GÓES Chefe da Divisão de Assuntos Geopolíticos e de Relações

Leia mais

As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial

As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial ONU A ONU (Organização das Nações Unidas) foi fundada no dia 24 de outubro de 1945, em São Francisco, Estados Unidos. O encontro

Leia mais

Data: GEOGRAFIA TUTORIAL 5B. Aluno (a): Equipe de Geografia IMAGENS BASE. Fonte: IBGE, 2009.

Data: GEOGRAFIA TUTORIAL 5B. Aluno (a): Equipe de Geografia IMAGENS BASE. Fonte: IBGE, 2009. Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 5B Ensino Médio Equipe de Geografia Data: GEOGRAFIA IMAGENS BASE Fonte: IBGE, 2009. Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem - 1 - NANDA/MAIO/2014-488 TEXTO BASE Os blocos

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 9º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- O desenvolvimento

Leia mais

Sobre a construção do muro de Berlim é correto afirmar que:

Sobre a construção do muro de Berlim é correto afirmar que: Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. ProfessorAnderson José Soares Série: 2º Disciplina: Geografia Data da prova: 01 - (ESCS DF) O fim do socialismo na Europa Oriental e a nova ordem mundial do final do Século

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Gabriela Salgado Disciplina: Geografia Série: 2ºs anos Tema da aula: Geopolítica Atual: Um mundo em Construção Objetivo da aula: Compreender e

Leia mais

Segunda Guerra Mundial (1939-45)

Segunda Guerra Mundial (1939-45) Segunda Guerra Mundial (1939-45) 1) A Segunda Guerra Mundial foi, metaforicamente, um prolongamento da Primeira, pois diversos motivos que detonaram as guerras eram os mesmos. A Segunda Guerra foi importante

Leia mais

I GUERRA MUNDIAL 1914-1918. Os antecedentes e o conflito

I GUERRA MUNDIAL 1914-1918. Os antecedentes e o conflito I GUERRA MUNDIAL 1914-1918 Os antecedentes e o conflito Somente aqueles que nunca deram um tiro, nem ouviram os gritos e os gemidos dos feridos, é que clamam por sangue, vingança e mais desolação. A guerra

Leia mais

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815)

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815) NAPOLEÃO BONAPARTE 1 Profª Adriana Moraes Destaca-se política e militarmente no Período Jacobino. DIRETÓRIO Conquistas militares e diplomáticas na Europa defesa do novo governo contra golpes. Golpe 18

Leia mais

OS CONFLITOS E OS EQUILÍBRIOS NO MUNDO BIPOLAR

OS CONFLITOS E OS EQUILÍBRIOS NO MUNDO BIPOLAR OBJECTIVOS: Descrever a situação da Europa após a II Guerra Mundial Justificar a afirmação dos EUA e da URSS Explicar os objectivos do Plano Marshall Explicar o papel do Kominform Justificar o estado de

Leia mais

A Defesa Anti-Míssil e a Segurança da Europa

A Defesa Anti-Míssil e a Segurança da Europa A Defesa Anti-Míssil e a Segurança da Europa Marcelo Rech, Editor do InfoRel. inforel@inforel.org O aumento da potência militar próxima da fronteira da Rússia não vai contribuir para o fortalecimento das

Leia mais

Inglaterra-1ºpais industrializado X Alemanha (aceleradamente desenvolvida após a unificação);

Inglaterra-1ºpais industrializado X Alemanha (aceleradamente desenvolvida após a unificação); 1. Fatores que contribuíram para a eclosão do conflito: 1.1 - Concorrência econômica ( choque de imperialismos): Inglaterra-1ºpais industrializado X Alemanha (aceleradamente desenvolvida após a unificação);

Leia mais

Ser Europa. Contactos. Visita-nos! Sabe mais: 20º aniversário da Queda do Muro de Berlim e o seu impacto na integração europeia

Ser Europa. Contactos. Visita-nos! Sabe mais: 20º aniversário da Queda do Muro de Berlim e o seu impacto na integração europeia Centro Europe Direct de Lamego Sabe mais: Ser Europa 20º aniversário da Queda do Muro de Berlim e o seu impacto na integração europeia > As Razões para a construção do Muro > A construção do Muro Contactos

Leia mais

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL 1914-1918

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL 1914-1918 PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL 1914-1918 ANTECEDENTES BELA ÉPOCA - PERÍODO DE EUFORIA VIVIDO PELA HUMANIDADE PROVOCADO PELO ADVENTO DAS CONQUISTAS TECNOLÓGICAS E ECONÔMICAS DA II REVOLUÇÃO INDUSTRIAL. A ARTE

Leia mais

O globo em jornal. Nesta aula vamos aprender que existem

O globo em jornal. Nesta aula vamos aprender que existem A U A UL LA Acesse: http://fuvestibular.com.br/ O globo em jornal Nesta aula vamos aprender que existem muitas diferenças e semelhanças entre as nações que formam o mundo atual. Vamos verificar que a expansão

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS 11) China, Japão e Índia são três dos principais países asiáticos. Sobre sua História, cultura e relações com o Ocidente, analise as afirmações a seguir. l A China passou por um forte processo de modernização

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 3º Disciplina: Geografia Data da prova: 21/02/14. Pré Universitário Uni-Anhanguera

Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 3º Disciplina: Geografia Data da prova: 21/02/14. Pré Universitário Uni-Anhanguera Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 3º Disciplina: Geografia Data da prova: 21/02/14 Questão 01) A partir dos anos de 1990, o fim do

Leia mais

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 8º Ano - Geografia - 1º e 2º Bimestre

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 8º Ano - Geografia - 1º e 2º Bimestre 1. O que significa ordem mundial? Porque a ordem internacional de um período tem a ver com a regionalização (divisão) do espaço mundial nesse momento? 2. Compare os mapas representados a seguir e responda:

Leia mais

DÉCADA DE 60. Eventos marcantes:

DÉCADA DE 60. Eventos marcantes: Eventos marcantes: Invasão da Baía dos Porcos Crise dos Mísseis de Cuba Aquecimento da corrida espacial Revolução Cultural na China Guerra dos Seis Dias Início da Guerra do Vietnã INVASÃO DA BAÍA DOS PORCOS

Leia mais

GEOGRAFIA. Sobre as conseqüências das transformações em curso no Leste Europeu, assinale a opção correta:

GEOGRAFIA. Sobre as conseqüências das transformações em curso no Leste Europeu, assinale a opção correta: GEOGRAFIA Sobre as conseqüências das transformações em curso no Leste Europeu, assinale a opção correta: (A) A maior preocupação com os problemas econômico-sociais tem feito praticamente desaparecer os

Leia mais

Professor Tiago / 9º Ano / 3º Trimestre / História

Professor Tiago / 9º Ano / 3º Trimestre / História Professor Tiago / 9º Ano / 3º Trimestre / História 1. Assinale V(verdadeira) e F(falsa): a) ( ) Em 1929, o mundo capitalista enfrentou grave crise econômica, causada principalmente pelo crescimento exagerado

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 8º 2º TRI. Assinale a única alternativa que não indica uma característica do sistema capitalista.

EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 8º 2º TRI. Assinale a única alternativa que não indica uma característica do sistema capitalista. EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 8º 2º TRI Questão 1 Assinale a única alternativa que não indica uma característica do sistema capitalista. a) Os preços das mercadorias variam de acordo com a procura por

Leia mais

I Introdução. II Capitalismo. 1 O que é o capitalismo

I Introdução. II Capitalismo. 1 O que é o capitalismo I Introdução O capitalismo e o socialismo são dois tipos de sistema sócio-econômico bastante diferentes um do outro. O capitalismo sistema mais antigo caracteriza-se por apresentar uma economia de mercado

Leia mais

Geografia 03 Blocos Economicos 02 - Por Tabata Sato

Geografia 03 Blocos Economicos 02 - Por Tabata Sato Geografia 03 Blocos Economicos 02 - Por Tabata Sato União Europeia A Turquia apresentou o pedido de adesão em 1987 É candidata oficialmente desde 1999 Mas as negociações começaram apenas em 2005 União

Leia mais

Guerra da Coreia: 1950-53

Guerra da Coreia: 1950-53 Guerra da Coreia: 1950-53 Esteve dominada pelo Japão durante a segunda guerra e foi dívida entre norteamericanos e soviéticos em 1945, na conferência de Yalta, pelo paralelo 38. Essa divisão era provisória

Leia mais

ESTADOS UNIDOS: superpotência mundial. Capítulo 8 Educador: Franco Augusto

ESTADOS UNIDOS: superpotência mundial. Capítulo 8 Educador: Franco Augusto ESTADOS UNIDOS: superpotência mundial Capítulo 8 Educador: Franco Augusto EUA: Processo histórico Colônia de povoamento (Reino Unido, em especial a Inglaterra) A ocupação da costa do Atlântico foi baseada

Leia mais

O Cebrapaz é uma expressão organizada do sentimento da sociedade brasileira contra as guerras e em solidariedade aos povos em luta no mundo.

O Cebrapaz é uma expressão organizada do sentimento da sociedade brasileira contra as guerras e em solidariedade aos povos em luta no mundo. O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) aprovou na Assembleia Nacional encerrada sábado (9), uma Declaração em que renova as convicções dos ativistas brasileiros pela

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA Aluno(a): Nº Ano: 9º Turma: Data: 11/08/2012 Nota: Professor(a): Élida Valor da Prova: 40 pontos Orientações gerais: 1) Número de

Leia mais

Equipe de Geografia GEOGRAFIA. A União Soviética foi um Estado Socialista que existiu na Eurásia (parte na Europa, parte na Ásia), entre 1922 e 1991.

Equipe de Geografia GEOGRAFIA. A União Soviética foi um Estado Socialista que existiu na Eurásia (parte na Europa, parte na Ásia), entre 1922 e 1991. Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 14R Ensino Médio Equipe de Geografia Data: GEOGRAFIA A União Soviética foi um Estado Socialista que existiu na Eurásia (parte na Europa, parte na Ásia), entre 1922

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C Ensino Fundamental Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 África: Colonização e Descolonização H40 2 Terrorismo H46 3 Economia da China H23 4 Privatizações

Leia mais

Nova ordem mundial Mundo multipolar Prof. Rafael Souza

Nova ordem mundial Mundo multipolar Prof. Rafael Souza Disciplina de Geografia Área de ciências humanas Nova ordem mundial Mundo multipolar Prof. Rafael Souza Porto Alegre 2014 Com o final da União Soviética, a queda do Muro de Berlim, sabemos que apenas um

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE HISTÓRIA 9º ANO PROFESSOR: MÁRCIO AUGUSTO

Leia mais

A escalada armamentista e o início da era espacial

A escalada armamentista e o início da era espacial A escalada armamentista e o início da era espacial A escalada armamentista Os dois blocos procuraram apetrechar-se para uma eventual guerra investindo grandes somas na concepção e fabrico de armamento

Leia mais

DÉCADA DE 80. Profa. Dra. Regina S. A. Martins

DÉCADA DE 80. Profa. Dra. Regina S. A. Martins Eventos Marcantes: Guerra das Malvinas Guerra nas Estrelas Glasnost e Perestroika Queda do Muro de Berlim Massacre da Praça da Paz Celestial (Tiananmen) Tragédias sociais e ambientais ESTADOS UNIDOS 1981-1988:

Leia mais

AMÉRICA: PROJETOS DE INTEGRAÇÃO GEOGRAFIA 8ºANO PRFª BRUNA ANDRADE

AMÉRICA: PROJETOS DE INTEGRAÇÃO GEOGRAFIA 8ºANO PRFª BRUNA ANDRADE AMÉRICA: PROJETOS DE INTEGRAÇÃO GEOGRAFIA 8ºANO PRFª BRUNA ANDRADE A FORMAÇÃO DOS ESTADOS LATINO- AMERICANOS OS PAÍSES DA AMÉRICA LATINA FORMARAM-SE A PARTIR DA INDEPENDÊNCIA DA ESPANHA E PORTUGAL. AMÉRICA

Leia mais

Rússia vende sistema antimíssil para o Irã

Rússia vende sistema antimíssil para o Irã Rússia vende sistema antimíssil para o Irã Resenha Segurança Raphael Rezende Esteves 09 de março de 2007 1 Rússia vende sistema antimíssil para o Irã Resenha Segurança Raphael Rezende Esteves 09 de março

Leia mais

A Guerra do Vietnã. Fábio Nauras Akhras fabio.akhras@cti.gov.br

A Guerra do Vietnã. Fábio Nauras Akhras fabio.akhras@cti.gov.br A Guerra do Vietnã Fábio Nauras Akhras fabio.akhras@cti.gov.br I. RAÍZES DA INTERVENÇÃO (1776 1945) Desligamento do Império Britânico (1812). Necessidade de novos mercados China. Ideologia (capitalismo,

Leia mais

A formação da União Europeia

A formação da União Europeia A formação da União Europeia A EUROPA DOS 28 Como tudo começou? 1926: 1º congresso da União Pan- Europeia em Viena (Áustria) 24 países aprovaram um manifesto para uma organização federativa na Europa O

Leia mais

Ciência Poder & Riscos

Ciência Poder & Riscos Ciência Poder & Riscos Trabalho realizado para disciplina de Filosofia Professora : Dra Idália Carrasqueiras Escola Secundária Inês de Castro Ciência Poder & Riscos Escola Secundária Inês de Castro Sumário:

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

Aula 1. Da Guerra Fria à Ordem Multipolar EN VUS

Aula 1. Da Guerra Fria à Ordem Multipolar EN VUS Da Guerra Fria à Ordem Multipolar Aula 1 Berlim - Figura 3 Da esquerda para a direita: primeiro-ministro do Reino Unido (Winston Churchill), Estados Unidos (Franklin D. Roosevelt) e União Soviética (Josef

Leia mais

A era dos impérios. A expansão colonial capitalista

A era dos impérios. A expansão colonial capitalista A era dos impérios A expansão colonial capitalista O século XIX se destacou pela criação de uma economia global única, caracterizado pelo predomínio do mundo industrializado sobre uma vasta região do planeta.

Leia mais

O CONTINENTE EUROPEU

O CONTINENTE EUROPEU O CONTINENTE EUROPEU 12. Europa: Divisão Política Referências: Geografia em Mapas (pgs. 42 e 43) Geoatlas 9º ANO 1º BIMESTRE - TU 902 AULA 6 INTRODUÇÃO Recordando Aula 05 - Fluxos Financeiros Centros de

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL CRISTO REI GUARAPUAVA 2012

ESCOLA ESTADUAL CRISTO REI GUARAPUAVA 2012 ESCOLA ESTADUAL CRISTO REI GUARAPUAVA 2012 Olimpíadas Brasileira de Astronomia OBA Palestrante: Lohane Tech A CORRIDA ESPACIAL E A GUERRA FRIA EUA X URSS No ano de 1957, a URSS lança o foguete Sputnik

Leia mais

Exercícios de Guerra Civil Espanhola e 2ª Guerra Mundial

Exercícios de Guerra Civil Espanhola e 2ª Guerra Mundial Exercícios de Guerra Civil Espanhola e 2ª Guerra Mundial 1. (Ufes) A Guerra Civil Espanhola (1936-1939), em que perderam a vida mais de 1 milhão de pessoas, terminou com a derrota dos Republicanos e com

Leia mais

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA Causas da Hegemonia atual dos EUA Hegemonia dos EUA Influência Cultural: músicas, alimentações, vestuários e língua Poderio Econômico: 20% do PIB global Capacidade Militar sem

Leia mais

A EXPANSÃO DA GUERRA FRIA (1947-1989)

A EXPANSÃO DA GUERRA FRIA (1947-1989) A EXPANSÃO DA GUERRA FRIA (1947-1989) RECAPITULANDO -GUERRA FRIA: Disputa pela hegemonia mundial entre duas potências: EUA e URSS. -ACORDOS ECONOMICOS: -Plano Marshall (1947) -Plano Comecon (1949) ACORDOS

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN. b) Cite duas características do Estado Novo. Resposta: Ditadura, censura, nacionalismo, etc.

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN. b) Cite duas características do Estado Novo. Resposta: Ditadura, censura, nacionalismo, etc. 2ª série Ens. Médio EXERCÍCIOS DE MONITORIA HISTÓRIA - OBJETIVA Professora: Higor David Lopes Prucoli 1. (Fuvest 1987) Como se expressa a ação do governo na economia brasileira no período do Estado Novo?

Leia mais

GUERRA FRIA E O MUNDO BIPOLAR

GUERRA FRIA E O MUNDO BIPOLAR GUERRA FRIA E O MUNDO BIPOLAR UD IV ASSUNTO 5. A GUERRA FRIA OBJETIVOS: -Definir Guerra Fria. -Exemplificar os mecanismos que caracterizaram a Guerra Fria. -Identificar os blocos político-ideológicos que

Leia mais

A Itália e a Alemanha, até o final do século XIX eram regiões descentralizadas. politicamente, formada por diversos

A Itália e a Alemanha, até o final do século XIX eram regiões descentralizadas. politicamente, formada por diversos UNIFICAÇÃO POLÍTICA DA ALEMANHA E DA ITÁLIA A Itália e a Alemanha, até o final do século XIX eram regiões descentralizadas Estados independentes. Em 1871 ocorreu o processo de unificação política destes

Leia mais

Guerra por domínio territorial e econômico.

Guerra por domínio territorial e econômico. Guerra da Crimeia Quando: De 1853 até 1856 Guerra por domínio territorial e econômico. Cerca de 595 mil mortos Por que começou: A Rússia invocou o direito de proteger os lugares santos dos cristãos em

Leia mais

Fichamento Ciências Humanas

Fichamento Ciências Humanas Fichamento Ciências Humanas Ensino Médio - 3 0 Ano (2º Bimestre P1) Data de Entrega: 22/05/2015 - Matutino Disciplina: História Questão 01 - (UEM PR) Em 22 de janeiro de 1808, a frota que trazia a Corte

Leia mais

Disciplina: GEOGRAFIA Professor (a): Fernando Parente e Márcia Cristina Ano: 9º Turma: 9.1 e 9.2

Disciplina: GEOGRAFIA Professor (a): Fernando Parente e Márcia Cristina Ano: 9º Turma: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2013 Disciplina: GEOGRAFIA Professor (a): Fernando Parente e Márcia Cristina Ano: 9º Turma: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo

Leia mais

Ciências Humanas História. Segunda Guerra Mundial e Consequências

Ciências Humanas História. Segunda Guerra Mundial e Consequências Ciências Humanas História Segunda Guerra Mundial e Consequências Relembrando Professor Evandro R. Saracino ersaracino@gmail.com Facebook.com/ersaracino Facebook.com/errsaracino Estude o MESMO conteúdo

Leia mais