SOFTWARE LIVRE NA EDUCAÇÃO: Diálogos com uma Pedagogia da Autonomia

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SOFTWARE LIVRE NA EDUCAÇÃO: Diálogos com uma Pedagogia da Autonomia"

Transcrição

1 SOFTWARE LIVRE NA EDUCAÇÃO: Diálogos com uma Pedagogia da Autonomia Prof. Denis Carlos Luckner Prof. Luís Carlos Zuze Dhein "não morda meu dedo, olhe para onde estou apontando". (Seymour Papert) FEEVALE Novo Hamburgo, setembro de 2009.

2 Olhares para o Software Livre...olhar interdisciplinar. Buscando compreender a complexidade do movimento.

3 Precisamos refletir sobre os caminhos que estamos trilhando. Pedagogia da libertação (libertação tecnológica): a educação libertadora é acima de tudo uma educação conscientizadora, na medida em que além de conhecer a realidade, busca-se transformá-la. Desafios: Autonomia tecnológica Pensamento tecnológico-crítico

4 [...] para mim, a questão que se coloca é: a serviço de quem as máquinas e a tecnologia avançada estão? O problema é saber a serviço de quem eles entram na escola (FREIRE, 1984a, p. 1). A serviço de quem está essa tecnologia na educação? Da aprendizagem? Do mercado? E percebe-se que a comunidade do software livre tem potencializado o resgate dessa discussão.

5 Estamos vivendo na pré-história da era digital (Pierre Levy. Fronteiras do Conhecimento, 2008) Dimensão da vida Não conseguimos compreender a complexidade da sociedade que está se configurando. Pós-moderno Não há absolutos

6 Viajantes do tempo História de Seymour Papert Precisamos mudar essa história. Precisamos de um novo olhar.

7 Movimentos na história da Informática Educativa

8 B. F. Skinner: - Investigou a utilização de tecnologias para ensinar; - Máquina de ensinar; - Instrumento pedagógico; Seymour Papert: - É possível utilizar a informática para melhorar a aprendizagem; - Liguagem Logo; - o aluno como um sujeito com capacidade de criar, inventar e não apenas consumir tecnologias.

9 O que se busca com a informática na escola? Por onde vamos? Comunidades de Software Livre nos ajudam a pensar: -Inteligência coletiva; -Generosidade; Nem tudo é líquido A discussão do Software livre educacional é um marco na história das tecnologias educacionais.

10 Aproximação com as ideias de Paulo Freire Estudar não é um ato de consumir ideias, mas de criá-las e recriá-las. Não basta saber ler que Eva viu a uva. É preciso compreender qual a posição que Eva ocupa no seu contexto social, quem trabalha para produzir a uva e quem lucra com esse trabalho. Educação na cidade, 1991.

11 Informática na Educação: Novas Perspectivas, novos desafios.

12 As discussões sobre a informática educativa nas escolas, ainda não terminou. São muitas as questões que estão surgindo a medida que os computadores estão chegando nas escolas. São questões que transitam desde a manutenção das máquinas até o pessoal que irá trabalhar com elas.

13 Estudo de Tom Dwyer (2007)(et all) "O investimento em informática tem trazido melhoras no desempenho dos alunos? Esta pergunta não está sendo examinada parece que a informatização das escolas é um ato de fé." "uma das dificuldades mais duradouras em torno da questão de tecnologia e educação é que muitas pessoas pensam em tecnologia em primeiro lugar e depois em educação" (apud Schacter, 1999, p. 10)

14 A pergunta que surge e que não foi feita pelos pesquisadores: Quem é o profissional que está dinamizando o uso das tecnologias nas escolas pesquisadas?

15 Informática Tecnologias Digitais: Nova linguagem; Complexifica as relações humanas; Complexifica a relação que mantemos com o conhecimento;

16 Informática Tecnologias Digitais: - Percebe-se muitas discussões sobre o quanto o aluno sabe de informática. - É preciso compreender que a Escola precisa ser um espaço para potencializar a solidariedade, a autoria e a investigação. - Informática instrumentalista - limitadora; - Potencial das tecnologias digitais Projetos. Exemplo: Produção de vídeo documentário;

17 Informática Tecnologias Digitais: - Precisamos falar sobre Letramento Digital; Exemplo de movimentos que acontecem nas escolas; - Em outras palavras, a importância da informática nos espaços escolares aumenta a medida que o acesso as novas tecnologias cresce.

18 Escola não é espaço de consumo, é espaço de produção de conhecimento

19 A escola vive um momento de turbulência. Há pouco tempo atrás informação era poder. Quanto vale o conhecimento?

20 Estamos rompendo Paradigmas-Paradinhas; Douglas Kellner: Precisamos ler criticamente as imagens da mídia; Isso exige tempo? O que é ter Tempo na sociedade contemporânea; Negócio é a negação do ócio;

21 Resistência reflexiva: Precisamos desmistificar as tecnologias, para evitar os modismos. Não podemos esquecer que trabalhamos com seres humanos;

22 Como diz o professor Danilo Streck (STRECK, 2003), Para uma educação estar à altura de seu tempo, portanto, não basta que se troque quadro de giz por "slides", no que alguns chamam de colonização 'high tech', numa indústria que movimento milhões de dólares em pesquisa e produção de equipamentos didáticos.

23 Escola precisa ser o espaço do tempo lento, do tempo da decodificação da informação. "Se não se ligar, a escola se desqualificará" (Perrenoud) A escola deve entrar nesse universo tecnológico, precisa investigar e decodificar ele, buscando apropriar-se de todo o potencial que as tecnologias digitais oferecem para o campo educacional.

24 Professor e aluno nesse universo Aluno: Precisa aprender a ter critérios; Professor: Provocador guia; Não é ele quem vai dar as respostas, ele irá potencializar as perguntas, provocar o desejo, deixando sempre um pequeno vazio. Desejo - Sentimento de falta - Vazio = Busca do conhecimento

25 Acreditamos que Aprender não é mais um ato solitário e silencioso. Aprender passa a ter uma dimensão coletiva e em constante movimento.

26 Inclusão Digital

27 Inclusão Digital é diferente de educação digital. Alfabetização digital - letramento digital Inclusão Digital pode aumentar a desigualdade digital? Cena;

28 Para Sérgio Amadeu (2005): a inclusão digital é mais do que o simples acesso, é um processo de capacitação social que busca evitar que as tecnologias da informação aprofundem as desigualdades socioeconômicas.

29 Inclusão Digital não é apenas o ensino de informática na escola, muito menos se restringe ao simples acesso a computadores. Envolve a tarefa de repensar a inserção das TIC no processo de construção de conhecimento através de acesso, colaboração, comunicação, representação e autoria. Documento da 1ª Oficina de Inclusão Digital

30 O que podemos aprender com o software livre? Se você t em uma maçã e eu t enho uma maçã, e nós t rocamos as maçãs, ent ão você e eu ainda t eremos uma maçã. Mas se você t em uma ideia e eu t enho uma ideia, e nós t rocamos essas ideias, ent ão cada um de nós t erá duas ideias George Bernard Shaw

31 Olhando para a Escola... algumas dimensões.

32 Plataforma mercadológica X Plataforma Livre Migração de Software X Migração de Pensamento Pedagogia da Migração Exemplo: Instituto Paulo Freire

33 Movimento de resistência - O Linux é culpado de tudo. Resistência ao diferente Dimensão epistemológica positivista? Movimento de compreensão Dimensão do inacabamento Dimensão da diferença Compreensão da mudança

34 Dimensão Pedagógica

35 Dimensão Pedagógica que dialoga com o Software Livre - Autonomia do sujeito; - Trabalho Coletivo; - Criação de espaços para compartilhar produções; - Dimensão ética; - Dimensão crítica; - Leitura do mundo: Conscientização

36 Algumas atividades: - Criação de fases dentro do jogo Super Tux. (3ª série) As Novas Aventuras do Super Tux - Trabalho em grupos; - Criação; - Autoria; - Seminário de apresentação, com espaço de discussão; - Produção do Cd com o jogo e as fazes;

37 - Criação de fases dentro do jogo Super Tux. (3ª série) As Novas Aventuras do Super Tux

38 Algumas atividades: - Discutindo o universo tecnológico; (8ª série) Meu professor de informática (no cursinho) disse que o Windows era melhor. Então o que adianta eu estudar aqui no Linux. Se depois quando eu for trabalhar vou usar windows. Acho que o Linux vai me deixar confusa. Dimensão epistemológica: Qual é a ideia sobre o conhecimento? Visão mercadológica limitada e aprisionada; Visão questionadora Libertadora Curiosa - Inacabada;

39 Software Livre Para espaços escolares. Softwares que rodam nas duas plataformas.

40 Gcompris

41 Jclic

42 Tux Paint

43 Audacity

44 Super Tux

45 Gimp

46 SLeducacional

47 Lembrem-se de que vocês vivem em um tempo exepcional, em uma época única, e que têm essa grande privilégio, de felicidade, estarem esse incalculável presentes ao nascimento de um novo mundo. Aurobindo

48 SOFTWARE LIVRE NA EDUCAÇÃO: Diálogos com uma Pedagogia da Autonomia Prof. Denis Carlos Luckner Prof. Luís Carlos Zuze Dhein Twitter: twitter.com/profluisd Blog: Caminhanteaprendente.blogspot.com

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: O BINÔMIO COMPUTADOR E EDUCAÇÃO

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: O BINÔMIO COMPUTADOR E EDUCAÇÃO INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: O BINÔMIO COMPUTADOR E EDUCAÇÃO por Wesley José Silva Setembro, 2004 A informática hoje vem sendo uma das soluções a ser implantada na didática de ensino aprendizagem, tendo como

Leia mais

O espetáculo do consumo: a relação entre crianças e mídia na educação infantil.

O espetáculo do consumo: a relação entre crianças e mídia na educação infantil. O espetáculo do consumo: a relação entre crianças e mídia na educação infantil. Universidade Federal de Santa Catarina julianacmuller@hotmail.com Ficamos sabendo pelo narrador que as novas aventuras fizeram

Leia mais

Palavras-Chave: PIBID, Formação Inicial de Professores, Ensino de Informática.

Palavras-Chave: PIBID, Formação Inicial de Professores, Ensino de Informática. DESAFIOS DO ENSINO DA INFORMÁTICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS: CONTRIBUIÇÕES DO PIBID NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES RESUMO Jéssyca Edly Messias Ribeiro (IFRN) jeh_edly@hotmail.com Jefferson Hernane da Silva

Leia mais

Maríndia Mattos Morisso 2 Caterine de Moura Brachtvogel 3 Fernando Jaime González 4 Universidade Regional do Noroeste do Estado do RS Ijuí, RS

Maríndia Mattos Morisso 2 Caterine de Moura Brachtvogel 3 Fernando Jaime González 4 Universidade Regional do Noroeste do Estado do RS Ijuí, RS A Utilização das TIC por Professores de Educação Física de Escolas Públicas da Região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul 1 Resumo Maríndia Mattos Morisso 2 Caterine de Moura Brachtvogel 3 Fernando

Leia mais

MATEMÁTICA E TECNOLOGIA: DESENVOLVENDO JOGOS ELETRÔNICOS UTILIZANDO O SCRATCH

MATEMÁTICA E TECNOLOGIA: DESENVOLVENDO JOGOS ELETRÔNICOS UTILIZANDO O SCRATCH MATEMÁTICA E TECNOLOGIA: DESENVOLVENDO JOGOS ELETRÔNICOS UTILIZANDO O SCRATCH Lucas Gabriel Seibert, Rodrigo Dalla Vecchia lucasseibert@hotmail.com, rodrigovecchia@gmail.com ULBRA, Brasil Palavras-chave:

Leia mais

AS MÍDIAS E A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA RESUMO

AS MÍDIAS E A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA RESUMO 571 AS MÍDIAS E A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA 1 Evelize Krüger Peres RESUMO O referido artigo vai tratar do uso das mídias digitais, como metodologia pedagógica nas aulas das ciências exatas e em outras áreas

Leia mais

Instituto de Educação Marista Nossa Senhora das Graças Viamão RS USBEE União Sul Brasileira de Educação e Ensino. Tecnologias para Aprender e Ensinar

Instituto de Educação Marista Nossa Senhora das Graças Viamão RS USBEE União Sul Brasileira de Educação e Ensino. Tecnologias para Aprender e Ensinar Instituto de Educação Marista Nossa Senhora das Graças Viamão RS USBEE União Sul Brasileira de Educação e Ensino Tecnologias para Aprender e Ensinar Apresenta uma experiência na construção de jogos infantis

Leia mais

O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS

O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS Mário Sérgio de Andrade Mendonça, mariomendonc@gmail.com Eduardo Machado Real, eduardomreal@uems.br UEMS Universidade Estadual

Leia mais

AULA 07. Profª Matilde Flório. Concurso PMSP- 2011 Reflexões Gerais para as dissertativas (recorte...)

AULA 07. Profª Matilde Flório. Concurso PMSP- 2011 Reflexões Gerais para as dissertativas (recorte...) AULA 07 Profª Matilde Flório Concurso PMSP- 2011 Reflexões Gerais para as dissertativas (recorte...) Concurso PMSP- 2011 Reflexões Gerais para as dissertativas (recorte...) FÁBRICA DE IDÉIAS PEDAGÓGICAS

Leia mais

Imagens Mentais Por Alexandre Afonso

Imagens Mentais Por Alexandre Afonso 2 Imagens Mentais Por Alexandre Afonso 1ª Edição, 08/04/2016 As novas edições serão sempre disponibilizadas no link: http://alexandreafonso.com.br/e book imagens mentais 2016 alexandreafonso.com.br. Todos

Leia mais

SOFTWARE EDUCACIONAL: RECURSO PEDAGÓGICO PARA MELHORAR A APRENDIZAGEM NA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA

SOFTWARE EDUCACIONAL: RECURSO PEDAGÓGICO PARA MELHORAR A APRENDIZAGEM NA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA SOFTWARE EDUCACIONAL: RECURSO PEDAGÓGICO PARA Resumo MELHORAR A APRENDIZAGEM NA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA Clara Celina Ferreira Dias Universidade Federal de Santa Maria UFSM claracelinafd@professor.rs.gov.br

Leia mais

PATRULHA AMBIENTAL MIRIM: Um espaço de Emancipação dos Sujeitos

PATRULHA AMBIENTAL MIRIM: Um espaço de Emancipação dos Sujeitos PATRULHA AMBIENTAL MIRIM: Um espaço de Emancipação dos Sujeitos RESUMO Elizane Pegoraro Bertineti 1 Tanise Stumf Böhm 2 O presente texto busca apresentar o trabalho realizado pela Patrulha Ambiental Mirim

Leia mais

Linguagem de programação como eixo do processo de aprendizagem

Linguagem de programação como eixo do processo de aprendizagem Linguagem de programação como eixo do processo de aprendizagem Orientadora: Olinda Mioka Chubachi Matrícula SIAPE: 1153156 Orientando: Yago de Jesus Vitória Matrícula UFF: 012005/06 Palavras-chave: Linguagem

Leia mais

OS NOVOS PARADIGMAS DA FORMAÇÃO CONTINUADA: DA EDUCAÇÃO BÁSICA À PÓSGRADUAÇÃO

OS NOVOS PARADIGMAS DA FORMAÇÃO CONTINUADA: DA EDUCAÇÃO BÁSICA À PÓSGRADUAÇÃO OS NOVOS PARADIGMAS DA FORMAÇÃO CONTINUADA: DA EDUCAÇÃO BÁSICA À PÓSGRADUAÇÃO Profa. Drª. Ana Maria Maranhão 1 Resumo: A tecnologia da Informação e de modo específico o computador, oferece as diferentes

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

TEdAM. Educação Ambiental

TEdAM. Educação Ambiental 290 Educação Ambiental TEdAM Resumo O projeto TEdAm tem como meta principal introduzir novas formas de construção, cooperação e circulação de conhecimentos e informações, capazes de auxiliar o processo

Leia mais

O Teatro do Oprimido e suas contribuições para pensar a prática artística coletiva: Uma experiência na formação de promotoras legais populares

O Teatro do Oprimido e suas contribuições para pensar a prática artística coletiva: Uma experiência na formação de promotoras legais populares O Teatro do Oprimido e suas contribuições para pensar a prática artística coletiva: Uma experiência na formação de promotoras legais populares Fabiane Tejada da Silveira Instituto de Artes e Design da

Leia mais

Maria Izabel Rodrigues TOGNATO[2]

Maria Izabel Rodrigues TOGNATO[2] PROFESSOR OU EDUCADOR? CIDADANIA UMA RESPONSABILIDADE SOCIAL NO ENSINO DE LITERATURA E DA PRÁTICA DE ENSINO NA FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PROFESSOR DE LÍNGUA INGLESA Referência: TOGNATO, M.I.R..

Leia mais

EDUCAÇÃO A POTÊNCIA DAS DIFERENÇAS

EDUCAÇÃO A POTÊNCIA DAS DIFERENÇAS EDUCAÇÃO A POTÊNCIA DAS DIFERENÇAS Entrevista Emilia Ferreiro A favor do trabalho colaborativo entre as crianças, a psicolinguista Emilia Ferreiro fala sobre os impactos da tecnologia na linguagem e demonstra,

Leia mais

Íntegra do Tópico Ecossistemas Comunicativos

Íntegra do Tópico Ecossistemas Comunicativos Módulo Intermediário - Mídia Rádio Íntegra do Tópico Ecossistemas Comunicativos Rádio e escola: a tecnologia a serviço de ecossistemas comunicativos e do protagonismo juvenil Eliany Salvatierra Doutoranda

Leia mais

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 A maior Ambição do Homem é querer Colher aquilo que Não Semeou. Hebert Schiavelli (Empreendedor) Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade

Leia mais

TIC S: INCLUSÃO E/OU EXCLUSÃO

TIC S: INCLUSÃO E/OU EXCLUSÃO TIC S: INCLUSÃO E/OU EXCLUSÃO Raquel Monteiro Alberto Moraes - Graduanda do curso de Pedagogia (UERJ) Renata Oliveira de Sousa- Graduanda do curso de Pedagogia (UERJ) A sociedade atual se encontra imersa

Leia mais

Filme: A Pessoa é Para o que Nasce

Filme: A Pessoa é Para o que Nasce Filme: A Pessoa é Para o que Nasce Gênero Documentário Diretor Roberto Berliner Elenco Conceição, Maria, Regina Ano 1998 Duração 6 min Cor Colorido Bitola 35mm País Brasil Disponível em: http://www.portacurtas.com.br/filme.asp?cod=1010

Leia mais

FORMULÁRIO DE EXTENSÃO

FORMULÁRIO DE EXTENSÃO Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão FORMULÁRIO DE EXTENSÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM 1.1. TÍTULO: Educação na Cultura Digital 1.2. CURSO: Cultura Digital

Leia mais

6 Passos Para O Sucesso Em Vendas Online

6 Passos Para O Sucesso Em Vendas Online 6 Passos Para O Sucesso Em Vendas Online 6 Passos Para O Sucesso Em Vendas Online Você já percebeu como há diversas pessoas que estão obtendo sucesso nas suas áreas de atuações quando se trata de vendas

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID ESPANHOL

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID ESPANHOL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID ESPANHOL A língua espanhola na Educação Básica A implantação da língua espanhola por meio da lei federal 11.161, que diz respeito à sua oferta

Leia mais

Caminhos para a aprendizagem

Caminhos para a aprendizagem Page 1 of 5 Home Comunicação pessoal Educação Tecnologias na Educação Educação a distância Identidade Caminhos para a aprendizagem inovadora José Manuel Moran Especialista em projetos inovadores na educação

Leia mais

Índice. 1. Os desafios das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs)...3. Grupo 7.3 - Módulo 17

Índice. 1. Os desafios das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs)...3. Grupo 7.3 - Módulo 17 GRUPO 7.3 MÓDULO 17 Índice 1. Os desafios das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs)...3 2 1. OS DESAFIOS DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (NTICS) Chamam-se Novas Tecnologias

Leia mais

DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI

DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI O SR. GUILHERME CARBONI (Instituto de Direito do Comércio Internacional e Desenvolvimento): Gostaria de

Leia mais

OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS

OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS SAYONARA RAMOS MARCELINO FERREIRA QUIRINO (UEPB) WILAVIA FERREIRA ALVES (UEPB) RAFAELA CORREIA DOS SANTOS (UEPB) PAULA ALMEIDA DE CASTRO (ORIENTADORA

Leia mais

INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO : PARA UMA BOA INFORMÁTICA EDUCATIVA, UM BOM PEDAGOGO

INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO : PARA UMA BOA INFORMÁTICA EDUCATIVA, UM BOM PEDAGOGO INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO : PARA UMA BOA INFORMÁTICA EDUCATIVA, UM BOM PEDAGOGO Jorge, A. M. UEM alinemjorge@hotmail.com Eixo Temático: Didática: Comunicação e Tecnologia Agência Financiadora: Não contou

Leia mais

20 ANOS DE UNESCO NO COLÉGIO BENJAMIN CONSTANT

20 ANOS DE UNESCO NO COLÉGIO BENJAMIN CONSTANT 20 ANOS DE UNESCO NO COLÉGIO BENJAMIN CONSTANT Fachada restaurada e preservada do Colégio Benjamin Constant (igual de 1924) Neste ano de 2012, o Colégio Benjamin Constant comemora 20 anos de associação

Leia mais

A PERCEPÇÃO DE GRADUANDOS EM PEDAGOGIA SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR EM UMA FACULDADE EM MONTE ALEGRE DO PIAUÍ - PI

A PERCEPÇÃO DE GRADUANDOS EM PEDAGOGIA SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR EM UMA FACULDADE EM MONTE ALEGRE DO PIAUÍ - PI A PERCEPÇÃO DE GRADUANDOS EM PEDAGOGIA SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR EM UMA FACULDADE EM MONTE ALEGRE DO PIAUÍ - PI Kássia Hellem Tavares da Silva (*), Lorrane de Castro Miranda, Israel

Leia mais

R0BÓTICA EDUCACIONAL. Curso Extracurricular de Robótica educacional

R0BÓTICA EDUCACIONAL. Curso Extracurricular de Robótica educacional R0BÓTICA EDUCACIONAL Curso Extracurricular de Robótica educacional Robótica na educação: Curso extracurricular Com o avanço da tecnologia, criou se um mundo de possibilidades que geram escolhas e responsabilidades.

Leia mais

Gêneros discursivos no ciclo da alfabetização 1º ao 3º ano do ensino fundamental

Gêneros discursivos no ciclo da alfabetização 1º ao 3º ano do ensino fundamental Gêneros discursivos no ciclo da alfabetização 1º ao 3º ano do ensino fundamental Não se aprende por exercícios, mas por práticas significativas. Essa afirmação fica quase óbvia se pensarmos em como uma

Leia mais

As TIC em entrevista ao Doutor João Paiva, 2004/11/22

As TIC em entrevista ao Doutor João Paiva, 2004/11/22 As TIC em entrevista ao Doutor João Paiva, 2004/11/22 (revista educação_texto editores) Nascido em Coimbra em 1966, João Carlos de Matos Paiva é Doutorado em Química (2000) pela Universidade de Aveiro.

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TIC)

FORMAÇÃO DE PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TIC) FORMAÇÃO DE PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TIC) Divina Rosangela de Souza Costa UCG Joana Peixoto UCG Comunicação Formação e profissionalização docente O presente trabalho tem

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

JOGO DE PALAVRAS OU RELAÇÕES DE SENTIDOS? DISCURSOS DE LICENCIANDOS SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PRODUÇÃO DE TEXTOS EM UMA AVALIAÇÃO

JOGO DE PALAVRAS OU RELAÇÕES DE SENTIDOS? DISCURSOS DE LICENCIANDOS SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PRODUÇÃO DE TEXTOS EM UMA AVALIAÇÃO JOGO DE PALAVRAS OU RELAÇÕES DE SENTIDOS? DISCURSOS DE LICENCIANDOS SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PRODUÇÃO DE TEXTOS EM UMA AVALIAÇÃO Tatiana Galieta (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) Introdução

Leia mais

Roda de conversa 3 Moderadores: Sergio Molina e Adriana Terahata Participantes: Iramar Rodrigues e Sérgio Figueiredo

Roda de conversa 3 Moderadores: Sergio Molina e Adriana Terahata Participantes: Iramar Rodrigues e Sérgio Figueiredo Fundamentos da educação musical Moderadores: Sergio Molina e Adriana Terahata Participantes: Iramar Rodrigues e Sérgio Figueiredo Sergio Molina Roda de conversa número 3 do Projeto A Música na Escola.

Leia mais

A VIVÊNCIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

A VIVÊNCIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO A VIVÊNCIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Autor (1) Sergio Morais Cavalcante Filho Universidade Estadual da Paraíba (UEPB CCEA Patos) email: sergio.smcf@gmail.com RESUMO O presente artigo expõe uma experiência

Leia mais

O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR

O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR Título do artigo: O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR Área: Gestão Coordenador Pedagógico Selecionadora: Maria Paula Zurawski 16ª Edição do Prêmio Victor Civita Educador

Leia mais

Palavras-chave: formação, Projeto UCA, prática docente, laptop educacional

Palavras-chave: formação, Projeto UCA, prática docente, laptop educacional 12 FORMAÇÃO E PRÁTICA DOCENTE COM O LAPTOP EDUCACIONAL Karla Angélica Silva do Nascimento (Universidade Federal do Ceará) Renata Lopes Jaguaribe Pontes (Universidade Federal do Ceará) Katyúscia Mota Viana

Leia mais

TECNOLOGIAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA

TECNOLOGIAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA TECNOLOGIAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA Profª. Andréa Cardoso MATEMÁTICA-LICENCIATURA 2015/1 Ementa Tecnologias da informação e da comunicação em processos formativos Internet e educação Editores de texto

Leia mais

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS Educação Matemática na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (EMEIAIEF) GT 09 RESUMO

Leia mais

PROJETO INTEGRADO ESCOLA VERDE: EDUCAÇÃO, SAÚDE E MEIO AMBIENTE. Profª. Luciana Ribeiro Leda e Bióloga Jaqueline Rose

PROJETO INTEGRADO ESCOLA VERDE: EDUCAÇÃO, SAÚDE E MEIO AMBIENTE. Profª. Luciana Ribeiro Leda e Bióloga Jaqueline Rose Escola Escola de Ciências de Ciências da Saúde da Saúde Curso de Curso: Ciências Ciências Biológicas Biológicas PROJETO INTEGRADO ESCOLA VERDE: EDUCAÇÃO, SAÚDE E MEIO AMBIENTE A Interdisciplinaridade no

Leia mais

Letramento e Alfabetização. Alessandra Mara Sicchieri Pedagoga e Psicopedagoga, Formada em Letras. Tutora de Pró-Letramento-MEC.

Letramento e Alfabetização. Alessandra Mara Sicchieri Pedagoga e Psicopedagoga, Formada em Letras. Tutora de Pró-Letramento-MEC. Letramento e Alfabetização Alessandra Mara Sicchieri Pedagoga e Psicopedagoga, Formada em Letras. Tutora de Pró-Letramento-MEC. 13/04/2011 O ATO DE LER E ESCREVER DEVE COMEÇAR A PARTIR DE UMA COMPREENSÃO

Leia mais

EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1

EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1 EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1 Claudemir Monteiro Lima Secretária de Educação do Estado de São Paulo claudemirmonteiro@terra.com.br João

Leia mais

As muitas facetas da alfabetização

As muitas facetas da alfabetização As muitas facetas da alfabetização Baseado no livro Alfabetização e Letramento, de Magda Becker Soares Professora: Síntia Ebert 2015/1 Analfabetismo 0 Questões antigas parecem continuar atuais. 0 Década

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA A AVALIAÇÃO NA FORMAÇÃO DE EDUCADORES ATRAVÉS DE SUA

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA A AVALIAÇÃO NA FORMAÇÃO DE EDUCADORES ATRAVÉS DE SUA Avaliação Da Prática Docente A AVALIAÇÃO NA FORMAÇÃO DE EDUCADORES ATRAVÉS DE SUA PRÁTICA DOCENTE Autora: Maria Peregrina de Fátima Rotta Furlanetti Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Estadual

Leia mais

O LÚDICO: SUA IMPORTÂNCIA NO ENSINO APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL

O LÚDICO: SUA IMPORTÂNCIA NO ENSINO APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL O LÚDICO: SUA IMPORTÂNCIA NO ENSINO APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL GT 01 Educação Matemática no Ensino Fundamental : Anos iniciais e anos finais Maria Christina Schettert Moraes UNICRUZ

Leia mais

EXCELÊNCIA PROFISSIONAL

EXCELÊNCIA PROFISSIONAL EXCELÊNCIA PROFISSIONAL Jamais na história da humanidade o ser humano foi tão DESAFIADO. Vivemos em mundo onde tudo muda o tempo todo. Uma pergunta instigante: Quais os Maiores DESAFIOS do Profissional

Leia mais

ED WILSON ARAÚJO, THAÍSA BUENO, MARCO ANTÔNIO GEHLEN e LUCAS SANTIGO ARRAES REINO

ED WILSON ARAÚJO, THAÍSA BUENO, MARCO ANTÔNIO GEHLEN e LUCAS SANTIGO ARRAES REINO Entrevista Cláudia Peixoto de Moura Nós da Comunicação tendemos a trabalhar com métodos qualitativos, porque, acredito, muitos pesquisadores desconhecem os procedimentos metodológicos quantitativos ED

Leia mais

Palavras-chave: Formação de professores, software livre e TIC s.

Palavras-chave: Formação de professores, software livre e TIC s. INFORMÁTICA EDUCATIVA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM UMA ESCOLA PÚBLICA: PROCESSOS DE POTENCIALIZAÇÃO DOS SABERES E PRÁTICAS Jardel Silva 1 Alex Sandro C. Sant Ana 2 RESUMO Aliada às discussões

Leia mais

Nem tudo o que se enfrenta pode ser modificado. Mas nada pode ser modificado enquanto não for enfrentado.

Nem tudo o que se enfrenta pode ser modificado. Mas nada pode ser modificado enquanto não for enfrentado. Nem tudo o que se enfrenta pode ser modificado. Mas nada pode ser modificado enquanto não for enfrentado. Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. ISBN 978-85-7694-069-8 FELÍCIO FELÍZ MEU

Leia mais

I SEMINÁRIO POLÍTICAS PÚBLICAS E AÇÕES AFIRMATIVAS Universidade Federal de Santa Maria Observatório de Ações Afirmativas 20 a 21 de outubro de 2015

I SEMINÁRIO POLÍTICAS PÚBLICAS E AÇÕES AFIRMATIVAS Universidade Federal de Santa Maria Observatório de Ações Afirmativas 20 a 21 de outubro de 2015 I SEMINÁRIO POLÍTICAS PÚBLICAS E AÇÕES AFIRMATIVAS Universidade Federal de Santa Maria Observatório de Ações Afirmativas 20 a 21 de outubro de 2015 A GESTÃO ESCOLAR E O POTENCIAL DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO

Leia mais

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Prof. Dr. Luis Paulo Leopoldo Mercado Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Federal de Alagoas Conteúdos

Leia mais

GeoGebra: o uso do computador no ensino de geometria plana 1

GeoGebra: o uso do computador no ensino de geometria plana 1 GeoGebra: o uso do computador no ensino de geometria plana 1 Wadames Procópio Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) Brasil professorwadames@yahoo.com.br Antonio Carlos Brolezzi Brasil

Leia mais

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches A presença de tecnologias digitais no campo educacional já é facilmente percebida, seja pela introdução de equipamentos diversos,

Leia mais

TENDÊNCIAS RECENTES DOS ESTUDOS E DAS PRÁTICAS CURRICULARES

TENDÊNCIAS RECENTES DOS ESTUDOS E DAS PRÁTICAS CURRICULARES TENDÊNCIAS RECENTES DOS ESTUDOS E DAS PRÁTICAS CURRICULARES Inês Barbosa de Oliveira O desafio de discutir os estudos e as práticas curriculares, sejam elas ligadas à educação de jovens e adultos ou ao

Leia mais

Tecnologias no Cotidiano Desafios a Inclusão Digital e social

Tecnologias no Cotidiano Desafios a Inclusão Digital e social Tecnologias no Cotidiano Desafios a Inclusão Digital e social 1- Apresentação Estamos iniciando o curso Introdução à Educação Digital. Esse curso integra um conjunto de políticas públicas voltadas à inclusão

Leia mais

Análise das Concepções dos Professores de Matemática Sobre o Uso das TIC na Educação

Análise das Concepções dos Professores de Matemática Sobre o Uso das TIC na Educação Análise das Concepções dos Professores de Matemática Sobre o Uso das TIC na Educação GT06 - Tecnologias Informáticas e Educação Matemática Emanuel Adeilton de Oliveira Andrade Tacio Vitaliano da Silva

Leia mais

INVESTIGANDO O ENSINO MÉDIO E REFLETINDO SOBRE A INCLUSÃO DAS TECNOLOGIAS NA ESCOLA PÚBLICA: AÇÕES DO PROLICEN EM MATEMÁTICA

INVESTIGANDO O ENSINO MÉDIO E REFLETINDO SOBRE A INCLUSÃO DAS TECNOLOGIAS NA ESCOLA PÚBLICA: AÇÕES DO PROLICEN EM MATEMÁTICA INVESTIGANDO O ENSINO MÉDIO E REFLETINDO SOBRE A INCLUSÃO DAS TECNOLOGIAS NA ESCOLA PÚBLICA: AÇÕES DO PROLICEN EM MATEMÁTICA RESUMO Elissandra de Campos Viegas; Cibelle de Fátima Castro de Assis Universidade

Leia mais

SOFTWARE LIVRE E EDUCAÇÃO- RECORTES DE TEORIA E PRÁTICA

SOFTWARE LIVRE E EDUCAÇÃO- RECORTES DE TEORIA E PRÁTICA 60 ÀGORA, Porto Alegre, Ano 2, jan./jun. 2011. ISSN 2175-3792 SOFTWARE LIVRE E EDUCAÇÃO- RECORTES DE TEORIA E PRÁTICA Daniela Bortolon da Silva 1 Jacqueline Gomes de Aguiar 2 Jesualdo Freitas de Freitas

Leia mais

INCLUSÃO DIGITAL NA EJA - AGRICULTURA FAMILIAR: COLETIVIDADE E COOPERAÇÃO NO ESPAÇO-TEMPO DE NOVAS APRENDIZAGENS

INCLUSÃO DIGITAL NA EJA - AGRICULTURA FAMILIAR: COLETIVIDADE E COOPERAÇÃO NO ESPAÇO-TEMPO DE NOVAS APRENDIZAGENS INCLUSÃO DIGITAL NA EJA - AGRICULTURA FAMILIAR: COLETIVIDADE E COOPERAÇÃO NO ESPAÇO-TEMPO DE NOVAS APRENDIZAGENS Leonardo Matheus Pagani Benvenutti 1 ; Lilian Baungratz de Oliveira 2 ; Márcia Adriana Rosmann

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Nova Andradina/MS Agosto/2009 NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL

Leia mais

3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online. Por Tiago Bastos, Criador da Máquina de Vendas Online

3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online. Por Tiago Bastos, Criador da Máquina de Vendas Online Por Tiago Bastos 1 Se não pode subir a montanha, torne-se uma. Por Tiago Bastos 2 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online! Por Tiago Bastos Declaração De Ganhos Com O Uso De Nossos Produtos A empresa

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS E SUA ATUAÇÃO COM CRIANÇAS DE 0 A 5 ANOS

FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS E SUA ATUAÇÃO COM CRIANÇAS DE 0 A 5 ANOS FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS E SUA ATUAÇÃO COM CRIANÇAS DE 0 A 5 ANOS Thyanna Silva dos Passos (Graduada/UFRB) Resumo Este trabalho tem como objetivo analisar a formação de professores e sua atuação na sala

Leia mais

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos.

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos. Entrevista A2 1. Onde iniciaste o teu percurso na vida associativa? R.: Em Viana, convidaram-me para fazer parte do grupo de teatro, faltava uma pessoa para integrar o elenco. Mas em que associação? Na

Leia mais

TECNOLOGIA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES

TECNOLOGIA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES TECNOLOGIA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES Grupo de Estudo de Tecnologia e Educação Matemática - GETECMAT 15/09/2011 Camila de Oliveira da Silva Tópicos iniciais para discussão... Formação inicial do professor

Leia mais

Tecnologias de informação e comunicação na formação de professores Fábio Câmara Araújo de Carvalho Gregorio Bittar Ivanoff Laura Gallucci

Tecnologias de informação e comunicação na formação de professores Fábio Câmara Araújo de Carvalho Gregorio Bittar Ivanoff Laura Gallucci Tecnologias de informação e comunicação na formação de professores Fábio Câmara Araújo de Carvalho Gregorio Bittar Ivanoff Laura Gallucci slide 1 slide 2 Utilizando um navegador slide 3 Usando o navegador

Leia mais

Tecnojovem 2016 Marketing Digital

Tecnojovem 2016 Marketing Digital Tecnojovem 2016 Marketing Digital Marketing Digital - Roteiro Conceitos Tipos de Marketing Marketing para iniciativas de ecosol Estudo de Casos A aula de hoje no Tecnojovem A aula de hoje no Tecnojovem

Leia mais

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO: ELABORAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE PROJETOS PEDAGÓGICOS NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO: ELABORAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE PROJETOS PEDAGÓGICOS NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO: ELABORAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE PROJETOS PEDAGÓGICOS NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM Resumo Gisele Gomes Avelar Bernardes- UEG 1 Compreendendo que a educação é o ponto chave

Leia mais

Cordel do Software Livre Cárlisson Galdino 1

Cordel do Software Livre Cárlisson Galdino 1 Cordel do Software Livre Cárlisson Galdino 1 Este cordel pode ser distribuído e modificado, desde que você respeite a licença Creative Commons Atribuição Compartilhamento pela Mesma Licença. Ou seja, você

Leia mais

II ENCONTRO DE MATEMÁTICA

II ENCONTRO DE MATEMÁTICA Perspectivas atuais para pesquisa em : Ensino e TECNOLOGIA EDUCACIONAL: POSSIBILIDADES DE INTERAÇÃO ENTRE PROFESSOR DE MATEMÁTICA E O ALUNO NO AMBIENTE ESCOLAR Ediênio Farias Célia Gomes Resumo: O presente

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO COMO UMA PROPOSTA EDUCACIONAL DEMOCRÁTICA

A CONSTRUÇÃO DO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO COMO UMA PROPOSTA EDUCACIONAL DEMOCRÁTICA A CONSTRUÇÃO DO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO COMO UMA PROPOSTA EDUCACIONAL DEMOCRÁTICA Maria Cleonice Soares (Aluna da Graduação UERN) 1 Kátia Dayana de Avelino Azevedo (Aluna da Graduação UERN) 2 Silvia

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

Anexo 2. . Falar educação Um programa do Instituto de Tecnologia Educativa Radio Televisão Portuguesa (1975) EDUCAÇÃO PELA ARTE

Anexo 2. . Falar educação Um programa do Instituto de Tecnologia Educativa Radio Televisão Portuguesa (1975) EDUCAÇÃO PELA ARTE Anexo 2 O documento que se apresenta em seguida é um dos que consideramos mais apelativos neste estudo visto ser possível ver Cecília Menano e João dos Santos e a cumplicidade que caracterizou a sua parceria

Leia mais

Markes Roberto Vaccaro

Markes Roberto Vaccaro Markes Roberto Vaccaro Sumário 1 - CONHECER OS SEGREDOS DO MARKETING DIGITAL... 3 2 CRIAR UM BLOG DE NICHO... 4 3 - COMEÇANDO A ESTRATÉGIA DE MARKETING... 4 4 - PRODUTOS DIGITAIS... 5 5 OPTIMIZAÇÃO DE

Leia mais

ENSINAR É INVESTIGAR,

ENSINAR É INVESTIGAR, Comunicação ao Encontro de Professores "Ensinar é Investigar. Investigação e Formação de Professores", promovido pela Associação de Professores Ensinar é Investigar. 08 de Fevereiro de 1996. Faculdade

Leia mais

Competências do Século XXI: Revelações e Reflexões sobre a Literacia Digital para a Língua Portuguesa. Dalcorso, Claudia Zuppini 1

Competências do Século XXI: Revelações e Reflexões sobre a Literacia Digital para a Língua Portuguesa. Dalcorso, Claudia Zuppini 1 Competências do Século XXI: Revelações e Reflexões sobre a Literacia Digital para a Língua Portuguesa Dalcorso, Claudia Zuppini 1 Resumo Entendendo que o professor é um adulto e, como tal, vive processos

Leia mais

O PORTFÓLIO ENQUANTO INSTRUMENTO DE REFLEXÃO DA PRÁTICA DOCENTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O PORTFÓLIO ENQUANTO INSTRUMENTO DE REFLEXÃO DA PRÁTICA DOCENTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL O PORTFÓLIO ENQUANTO INSTRUMENTO DE REFLEXÃO DA PRÁTICA DOCENTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL Telma Maria Pereira dos Santos Graduada em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia UNEB e Pós-graduada em Educação

Leia mais

IMPACTO E UTILIZAÇÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO

IMPACTO E UTILIZAÇÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO IMPACTO E UTILIZAÇÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO Gilsimar Batista dos Santos Centro Universitário Leonardo da Vinci UNIASSELVI giltagoras@gmail.com RESUMO O objeto de estudo deste trabalho é o impacto

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers O empreendedor Gustavo Caetano discute oportunidades e desafios para start-ups inovadoras no Brasil. Gustavo Caetano é presidente da Samba

Leia mais

Palavras-chave: AVA, informática, matemática e aprendizagem.

Palavras-chave: AVA, informática, matemática e aprendizagem. INTEGRAÇÃO ENTRE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA EM AMBIENTES VIRTUAIS Solange Sardi Gimenes Washington Romao Dos Santos Jonathan Toczek RESUMO A Informática oferece recursos que auxiliam na aprendizagem, tornando

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

O Computador na Escola. Prof. José Maurício S. Pinheiro

O Computador na Escola. Prof. José Maurício S. Pinheiro O Computador na Escola Prof. José Maurício S. Pinheiro Centro Universitário itá i de Volta Redonda d UniFOA - 2007 As utilidades do computador na escola Capacitação de professores Ferramenta pedagógica

Leia mais

As respostas devem ser assinadalas na Folha de Resposta, a qual deverá ser entregue ao Fiscal de Sala Itapetininga, 04 de Dezembro de 2015

As respostas devem ser assinadalas na Folha de Resposta, a qual deverá ser entregue ao Fiscal de Sala Itapetininga, 04 de Dezembro de 2015 As respostas devem ser assinadalas na Folha de Resposta, a qual deverá ser entregue ao Fiscal de Sala Itapetininga, 04 de Dezembro de 2015 1) Moraes (2014) apresenta em seu texto Tecnologias digitais e

Leia mais

Versão Online ISBN 978-85-8015-038-4 Cadernos PDE VOLUME II. O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE Produção Didático-Pedagógica

Versão Online ISBN 978-85-8015-038-4 Cadernos PDE VOLUME II. O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE Produção Didático-Pedagógica Versão Online ISBN 978-85-8015-038-4 Cadernos PDE VOLUME II O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE Produção Didático-Pedagógica 2007 OBJETO DE APRFENDIZAGEM COLABORATIVA Autor: Euvaldo

Leia mais

A narrativa como instrumento de interação na modalidade de EAD

A narrativa como instrumento de interação na modalidade de EAD A narrativa como instrumento de interação na modalidade de EAD Neusa Teresinha Bohnen (UNITINS) 1. Considerações iniciais Aprender uma Língua Estrangeira (LE) assume um caráter mais importante em tempos

Leia mais

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA A ESCOLA INCLUSIVA

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA A ESCOLA INCLUSIVA A FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA A ESCOLA INCLUSIVA Vera Lúcia de Brito Barbos Mestranda em Educação Lúcia de Araújo R. Martins UFRN 1. INTRODUÇÃO Podemos considerar que estamos atravessando um dos maiores

Leia mais

COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS

COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS 0 COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS Em 5 Passos Simples Aprenda aqui a criar um site de negócios de maneira simples, com algumas dicas fundamentais para o começo do seu projeto no Mercado Digital COMO CRIAR

Leia mais

O Serviço Social na educação: possibilidades de intervenção frente a situações de exclusão social, poder e violência.

O Serviço Social na educação: possibilidades de intervenção frente a situações de exclusão social, poder e violência. Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a 28 de agosto de 2008 O Serviço Social na educação: possibilidades de intervenção frente a situações de exclusão social, poder e violência.

Leia mais

A VISÃO DE MEIO AMBIENTE DE ALUNOS DO SEGUNDO CICLO DO ENSINO FUNDAMENTAL: ANÁLISE DE DESENHOS

A VISÃO DE MEIO AMBIENTE DE ALUNOS DO SEGUNDO CICLO DO ENSINO FUNDAMENTAL: ANÁLISE DE DESENHOS A VISÃO DE MEIO AMBIENTE DE ALUNOS DO SEGUNDO CICLO DO ENSINO FUNDAMENTAL: ANÁLISE DE DESENHOS Maria Carolina de Carvalho Luciana M. Lunardi Campos (orientadora) Departamento de Educação IBB -UNESP Rubião

Leia mais

Aquecimento inespecífico: Os participantes devem andar pela sala não deixando nenhum espaço vazio, andando cada um no seu ritmo.

Aquecimento inespecífico: Os participantes devem andar pela sala não deixando nenhum espaço vazio, andando cada um no seu ritmo. DINÂMICA DO ESPELHO Embrulha o espelho com papel de presente, mas dentro o espelho deve ser embrulhado com outro papel e colado a seguinte frase: Há pessoas que querem ser bonitas pra chamar a atenção,

Leia mais

EDUCAÇÃO ESCOLAR: GESTOR OU ADMINISTRADOR?

EDUCAÇÃO ESCOLAR: GESTOR OU ADMINISTRADOR? EDUCAÇÃO ESCOLAR: GESTOR OU ADMINISTRADOR? Maria Rafaela de Oliveira FECLESC-UECE Renata Leite Moura FECLESC-UECE RESUMO Este trabalho apresenta algumas reflexões acerca da Educação Escolar e dos desafios

Leia mais

Rádio Escola Uma experiência de form(ação) de professores e alunos da educação básica

Rádio Escola Uma experiência de form(ação) de professores e alunos da educação básica Rádio Escola Uma experiência de form(ação) de professores e alunos da educação básica José Ruy Henderson Filho 1 Resumo Este trabalho apresenta relato de experiência da formação do Projeto Rádio Escola,

Leia mais

Encontros de vida que se faz vivendo.

Encontros de vida que se faz vivendo. Encontros de vida que se faz vivendo. Thatiane Veiga Siqueira 1 A menina do coração de chocolate. Juliana tem nove anos, é uma menina de olhos esbugalhados, com sorriso fácil, ao primeiro olhar já se vê

Leia mais

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br Guia Prático para Encontrar o Seu Propósito de Vida www.vidadvisor.com.br "Onde os seus talentos e as necessidades do mundo se cruzam: aí está a sua vocação". Aristóteles Orientações Este é um documento

Leia mais

O ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA COM TECNOLOGIAS: UM ESTUDO COM PROFESSORES DE UM GRUPO DE FORMAÇÃO CONTINUADA

O ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA COM TECNOLOGIAS: UM ESTUDO COM PROFESSORES DE UM GRUPO DE FORMAÇÃO CONTINUADA O ENSINO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA COM TECNOLOGIAS: UM ESTUDO COM PROFESSORES DE UM GRUPO DE FORMAÇÃO CONTINUADA GT 06 Formação de professores de matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional

Leia mais