Segmentação, Reconstrução e Quantificação 3D Aplicação em Imagem Funcional e Metabólica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Segmentação, Reconstrução e Quantificação 3D Aplicação em Imagem Funcional e Metabólica"

Transcrição

1 Segmentação, Reconstrução e Quantificação 3D Aplicação em Imagem Funcional e Metabólica Diogo Faria, João Tavares, Durval C. Costa XIII Congresso Nacional de Medicina Nuclear Cascais 25 Novembro de 2011

2 Sumário Apresentação o o o Reconstrução Segmentação Quantificação Trabalho em curso Trabalhos e Colaborações Conclusões

3 Apresentação Licenciado em Medicina Nuclear pela Escola Superior de Tecnologia de Saúde do Porto Funções como Técnico Coordenador - Coordenação, Gestão Operacional e de Recursos Técnicos Todas as valências em Medicina Nuclear Diagnóstico (SPECT, PET e convencional) e Terapêutica (Ambulatório e Internamento) Certificação ISO 9001:2008 European Accreditation of the Nuclear Medicine Centre European Accreditation of the Nuclear Medicine Training Department 2005 Ciclotrão

4 Apresentação Aluno de Mestrado em Engenharia Biomédica na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Segmentação, Reconstrução e Quantificação 3D de Estruturas em Imagens Médicas Aplicação em Imagem Funcional e Metabólica Sob a orientação de: Prof. Doutor João Manuel R. S. Tavares Prof. Auxiliar do Departamento de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Prof. Doutor Durval C. Costa Coordenador Clínico e Científico HPP-Medicina Molecular, SA. Diretor de Medicina Nuclear Fundação D. Anna Sommer Champalimaud e Dr. Carlos Montez Champalimaud Centro Clínico Champalimaud

5 Visão capacidade sensorial de extrema importância o o Permite adquirir informação sobre o meio circundante, como informação 3D Bem como sobre objetos, como forma, movimento, deformação A área do Processamento e Análise de Imagem tenta desenvolver algoritmos computacionais para a realização automática ou semi-automática de operações complexas usualmente realizadas pelo nosso sistema de visão Utilizados em Biologia, Medicina, Engenharia, Indústria, Desporto,...

6 6 Imagem / imagens Melhoramento de imagem Processamento de Imagem Segmentação de imagem / extração de características seguimento Visão 3D Análise de movimento emparelhamento alinhamento Visão por Computador Análise de Imagem / Visão Computacional simulação Slide credit: João Manuel R. S. Tavares S e g m e n t a ç ã o, R e c o n s t r u ç ã o e Q u a n t i f i c a ç ã o A p l i c a ç ã o e m I m a g e m F u n c i o n a l e João Manuel R. S. Tavares

7 Reconstrução de imagem o Métodos analíticos o Métodos Iterativos g(s, θ) número de cintilações detectadas na posição s ao longo do detector, com angulação θ f(x,y) número de fotões emitidos a partir de qualquer ponto (x,y) do plano transverso no campo de visão CYRI C Tohoku Univ. projection Projection Data & Image PET detector ring LORs sinogram data correction & reconstruction reconstructed image A detecção em coincidência de pares de fotões de 511 KeV formam Linhas de Resposta Line of Response, LoR Cada par de detectores define um possivel trajecto de emissão

8 Reconstrução de imagem Métodos analíticos Retroprojeção Filtrada Johann Radon, um matemático austríaco (1917), que demonstrou que um objeto poderia ser reconstruído a partir de múltiplas projeções obtidas segundo ângulos diferentes Retroprojeção - colocação de um valor de p(x r, Φ) numa matriz de imagem ao longo de uma LOR, para um valor fixo de Φ. Retroprojeção tornar o valor de um elemento adquirido em Φ e colocar este valor em todos os elementos ao longo de uma linha no ângulo Φ da matriz da imagem Reconstrução Tomográfica em TC e MN 3 Métodos de retroprojeção filtrada Projeções Retroprojeção Resultado final Obtenção da Transf. Fourier 1D para cada projeção, filtragem da transformação resultante (Ramp ou Hanning, entre outros...), cálculo Transf. Inversa da projeção filtrada e retroprojectar os dados para cada posição angular Projeções Projeções filtradas Retroprojeção filtrada

9 Reconstrução de imagem Métodos Iterativos Baseados em métodos estatísticos, procura uma solução através de sucessivas estimativas Tendo em conta as projeções obtidas, estima a distribuição de actividade que melhor se adequa; Vantagens Menor ruído (incorporação de modelos probabilísticos), modelação de efeitos físicos e redução de artefactos.

10 Reconstrução de imagem em PET 3D Aumento de sensibilidade LORs obliquas Métodos Analíticos Variância espacial dificulta a sua implementação extensão axial finita dos tomógrafos e LORs obliquas truncadas A distribuição de actividade reconstruida a partir das LORs directas pode ser reprojectada para obtenção das LORs obliquas completas 3DRP Métodos Iterativos Aumento das exigências computacionais aumento da informação a processar Incorporaçao da variância espacial da informação recolhida Conversão dos dados de planos oblíquos num conjunto de cortes paralelos a duas dimensões, permitindo assim uma posterior reconstrução de cada corte separadamente com um algoritmo 2D, para recuperação da imagem 3D SSRB, MSRB e FORE

11 Segmentação Papel da imagiologia médica não está limitado à inspeção e identificação de estruturas anatómicas planeamento cirúrgico avançado, quantificação, simulação e planeamento para radioterapia Pretende-se identificar de forma automática, ou semi-automática, os objetos (2D/3D) presentes em imagens estáticas ou em sequências de imagem Problemas envolvidos ruido, resolução espacial, formas não conhecidas, múltiplas estruturas presentes, movimento do doente, scatter, PVE e atenuação fotónica

12 Segmentação Aplicações Avaliação de volumes de orgãos ou tumores - resposta à terapêutica Definição de áreas a tratar em RT MIGRT (Molecular Imaging-Guided Radiation Therapy) Extração de parâmetros de relevância clínica FEVE em Cardiologia Nuclear, delineação automática de estruturas de interesse.

13 Segmentação Tresholding o Baseado em histograma, definido um valor de limiar (treshold), T - imagem é dividida em grupos de pixéis com valores dentro ou fora de determinada gama o Características espaciais ignoradas, sensível ao PVE, artefactos de movimento e heterogeneidade Crescimento de regiões o Procedimento inicia com um conjunto de pixéis semente crescimento de regiões uniformes o Assumpção que os valores de intensidade são constantes em regiões o Sensível ao ruido e PVE Classificadores o Técnica que faz a associação de classes a tipos de tecido. o Necessidade de treino prévio o Pode ser feito através de um operador ou usuário

14 Segmentação Clustering o Aplicação em imagens multi-banda o Número de clusters deve ser definido a priori o Separação da imagem em k regiões sendo o critério utilizado a cor e a distância euclidiana Detecção de orlas e contornos o Contornos interseção de 2 regiões onde existem variações bruscas no valor de intensidade dos pixéis o o o Operadores de derivada de primeira ordem mostram um extremo no contorno, enquanto operadores de derivada de segunda ordem passam por zero onde o contorno tem os seus altos e baixos mais íngremes Bons resultados em imagens com bom contraste Requer uma operação de filtragem que dê realce a mudanças nos valores de cada pixel e que anulem áreas com valores constantes

15 Segmentação Modelos deformáveis - Snakes o curvas, superfícies ou sólidos definidos numa imagem ou volume o um processo de alto nível ou o próprio operador inicializa a curva próxima ao contorno que se quer identificar o a Snake desenvolve, então, um processo de deformação no sentido do contorno até que se identifica com ele (ao nível da precisão do pixel).

16 Segmentação - PET Categoria Caracteristicas Limitações Manual Thresholding Sobel, Modelos Deformáveis Clustering, Redes Neurais Artificiais Inspeção Visual e Delineação manual Eficiente e de implementação simples Permite a incorporação de informação prévia, tais como a forma Reconhecimento de padrões Supervisionados e não supervisionados Variabilidade inter-observador, demorado Sensível ao PVE, heterogeneidade e artefactos de movimento, decisão prévia a qual o T a utilizar Sensível ao ruído da imagem Necessidade de treino e computacionalmente exigentes Habib Zaidi, Issam El Naqa:PET-guided delineation of radiation therapy treatment volumes: a survey of image segmentation techniques.eur J Nucl Med Mol Imaging (2010) 37:

17 Quantificação Exemplos Funcional Captação Tiroideia Função Renal FEVE Paramétrica Perfusão cardiaca Metabolismo Cerebral Quantificação Absoluta ou Relativa SUVs

18 Quantificação SPECT Eficiência de Detecção Ritt P, Vija H, Hornegger J, Kuwert T: Absolute quantification in SPECT. European Journal of Nuclear Medicine and Molecular Imaging 2011, 38(0): Colimador Cristal Resolução espacial e penetração septal Perda de contagens Atenuação fotónica Radiação dispersa Radiofármacos Movimentos do doente Algoritmos de reconstrução PVE

19 Quantificação PET Análise de estudos metabólicos com FDG e PET Qualitativa sinal aumentado (focal) indica avidez para o radiofármaco específico Semiquantitativa SUV s (standardized uptake value), Razão Lesão/Fundo Absoluta Concentração FDG livre Pool extravascular FDG fosforilado Análise Gráfica Patlak-Gjedde e de Sokoloff- Phelps Métodos simplificados

20 Quantificação PET Causas de erro PVE Doente Tempo de aquisição de imagem pós injeção Movimento do doente PET-CT vs PET Calibraçã0 QA Características do tomógrafo Algoritmos de reconstrução de imagem

21 Trabalho em curso DaTSCAN Nome comercial do radiofármaco 123I-IOFLUPANO (123I-fluoropropyl- 2β-carbometoxy-3β-{4-iodophenyl}tropane), análogo da cocaína, usado para estudar os transportadores pré-sinápticos da dopamina (DaT) no SNC com SPECT Análise visual por observadores experientes Quantificação absoluta invasivo modelação cinética de radiofármacos amostragem de sangue arterial aquisições SPECT dinâmicas Métodos Semi-quantitativos utilizam computadores e softwares dedicados para extrair informação das imagens obtidas com estes radiofármacos catalogação de pacientes - diferentes padrões de captação relações entre áreas de captação específica em regiões de interesse e áreas de captação não específica

22 Trabalho em curso Especificação de Metodologia menor variabilidade entre estudos, e sistemas; Base de dados de normais e valores de referência; Automatização da metodologia de quantificação para redução da variabilidade interoperador Binding Potencials, Volumes and Pixel by Pixel Z-Scores Test vs Normal Datscan Database Francisco Oliveira, PhD - FEUP Segmentação automática das estruturas de interesse

23 Trabalhos F J Caramelo, D Faria, N C Ferreira, J J P Lima. Registration of planar scintigraphy data onto video images obtained at different perspectives, 11th International Congress of the IUPESM, Munich, Germany. F J Caramelo, D Faria, N C Ferreira, J J P Lima. A method for 3D motion correction of nuclear medicine planar imaging data, 11th International Congress of the IUPESM, Munich, Germany. Patrina, D. Faria, J. Vale, L. Ribeiro, D. Sousa, C. Nunes, J. Oliveira, A. Sevilla, D. C. Costa. Investigation of Central Sleep Apnea with Brain FDG-PET - technical aspects for setting-up a service. 22º Annual EANM Congress, EANM'09 Barcelona, Spain. D. Faria, J. Patrina, J. Tavares, L. Ribeiro, D. Sousa, J. Oliveira, J. Vale, D.C. Costa.Respiratory movements cause significant misregistration and altered SUVs in thoracic PET-CT studies with 18F-DG. 21º Annual EANM Congress, EANM'08 Munich, Germany. JIS Patrina, DAB Faria, A Sevilla, LC Ribeiro, DM Sousa, CA Nunes, PMRR Genésio, JVF Silva, JMP Oliveira, DC Costa. Radiotherapy planning with [18F] - DG PET-CT: technical aspects and preliminary results. 18 o Annual Congress of the European Association of Nuclear Medicine - EANM 06, Athens, Greece. (Nomeado para melhor apresentação oral)

24 Colaborações Universidade Católica, Porto Estudo comparativo da imagem tiroideia com dois tipos de colimadores buracos paralelos Vs pinhole. Caracterização da distância focal da colimação pinhole. Ana Dionísio, Escola Superior de Biotecnologia U. Católica. Tese de Mestrado Estudo da velocidade de exposição radioactiva de doentes submetidos a cintigrafia de perfusão do miocárdio após a primeira e segunda injecção do radiofármaco no mesmo dia. Diana Faria, Escola Superior de Biotecnologia U. Católica. Tese de Mestrado Estudo qualitativo e quantitativo de cintigrafias dinâmicas vs estáticas com DMSA. Ana Sousa, Escola Superior de Biotecnologia U. Católica. Tese de Mestrado Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra Definition, elaboration and validation of tests in radioactivity measuring devices (Radionuclide Dose Calibrators). André Santos e Rui Martins Estágios de Verão Definition and implementation of processes for evaluation of the spacial resolution in different points of images in a gamma camera. André Santos e Rui Martins Estágios de Verão CÂMARA GAMA: RESOLUÇÃO ESPACIAL, UNIFORMIDADE E CONTRASTE. Carolina Francisco e Mariana - Estágios de Verão

25 Colaborações Faculdade de Farmácia, Universidade do Porto ESTUDO DAS VARIÁVEIS QUE INFLUENCIAM A FORMAÇÃO DO COMPLEXO 99Tcm-TETRAFOSMINA E OPTIMIZAÇÃO DO PROTOCOLO DE PREPARAÇÃO DO RADIOFÁRMACO, Liliana Martins, Tese de Mestrado Faculdade de Engenharia, Universidade do Porto Emparelhamento e Alinhamento de Estruturas em Visão Computacional: Aplicações em Imagens Médicas., Francisco Oliveira, Tese de Doutoramento. Faculdade de Medicina, Universidade de Coimbra INTEGRAÇÃO DA IMAGEM VÍDEO DO PACIENTE NAS IMAGENS DE MEDICINA NUCLEAR. Francico Caramelo, Tese de Doutoramento. Faculdade de Ciências, Unversidade do Porto "Analise quantitativa de co-registo de PET/RM cerebrais. Joana Vale, Tese de Mestrado em Fisica Médica IST - Instituto Superior Técnico Alzheimer's Disease Diagnosis using 3D Brain Images - Exploring new grounds on features extraction and selection, Eduardo Bicraco, Tese de Mestrado Faculdade de Ciências Universidade de Lisboa CONTRIBUTO PARA A OPTIMIZAÇÃO DOS ESTUDOS DE PERFUSÃO MIOCARDICA UTILIZANDO IMAGENS DE MEDICINA NUCLEAR SINCRONIZADAS COM O ELECTROCARDIOGRAMA. Lina Vieira Tese de Doutoramento

26 Conclusões A área da Análise de Imagem é complexa e exigente mas de elevado interesse em muitos domínios O processamento e análise de imagem digital constitui um importante desenvolvimento na área da visualização de imagens permitindo melhorar a sua interpretação e realçar aspectos distintos Programas de processamento e análise de imagem são cada vez mais importantes como ajuda à decisão clínica Uma boa ferramenta de processamento e análise de imagem leva a resultados mais fiáveis e com menos erros associados ao operador Práticas de investigação e desenvolvimento podem ser implementadas e desenvolvidas sem comprometer normal funcionamento de um Departamento movimentado A investigação ligada à área das Tecnologias de Medicina Nuclear é uma realidade que contribui para a melhoria dos processos e práticas do serviço a que está associada devendo ser implementada e incentivada.

27 Obrigado!

28 Segmentação, Reconstrução e Quantificação 3D Aplicação em Imagem Funcional e Metabólica Diogo Faria, João Tavares, Durval C. Costa XIII Congresso Nacional de Medicina Nuclear Cascais 25 Novembro de 2011

Reconstrução de Imagens em Radiologia Médica. M.Sc. Walmor Cardoso Godoi http://www.walmorgodoi.com

Reconstrução de Imagens em Radiologia Médica. M.Sc. Walmor Cardoso Godoi http://www.walmorgodoi.com Reconstrução de Imagens em Radiologia Médica M.Sc. Walmor Cardoso Godoi http://www.walmorgodoi.com Agenda 1. Reconstrução Tomográfica em TC e MN 1. Retroprojeção e Filtros 2. Visualização Científica na

Leia mais

Tomografia por Emissão de Pósitrons (PET-CT)

Tomografia por Emissão de Pósitrons (PET-CT) Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Biociências Departamento de Biofísica Biofísica Biomédica III BIO10016 Tomografia por Emissão de Pósitrons (PET-CT) Franciele Giongo e Luíza Fortes

Leia mais

MEDICINA NUCLEAR Lidia Vasconcellos de Sá 2011

MEDICINA NUCLEAR Lidia Vasconcellos de Sá 2011 MEDICINA NUCLEAR Lidia Vasconcellos de Sá 2011 APLICAÇÕES NA ÁREA MÉDICA RADIODIAGNÓSTICO RADIOTERAPIA MEDICINA NUCLEAR USO DE FONTES DE RADIAÇÃO NA ÁREA MÉDICA RAIOS-X DIAGNÓSTICO: equipamentos emissores

Leia mais

Tomografia Computorizada

Tomografia Computorizada Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior Técnico Mestrado Integrado em Engenharia Biomédica Tomografia Computorizada Técnicas de Imagiologia Nuno Santos n.º 55746, dodgeps@hotmail.com Rúben Pereira

Leia mais

Introdução. Princípios básicos da TAC. .Tomografia deriva da palavra grega Tomos, .Computorizada o processamento. .Designação de TAC/TC.

Introdução. Princípios básicos da TAC. .Tomografia deriva da palavra grega Tomos, .Computorizada o processamento. .Designação de TAC/TC. Princípios básicos da TAC III Encontro de Formação Contínua OMV XIII Congresso de Medicina Veterinária em Língua Portuguesa 17 e 18 de Novembro, 2012 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA Mário Ginja DVM, PhD

Leia mais

2 Imagens Médicas e Anatomia do Fígado

2 Imagens Médicas e Anatomia do Fígado 2 Imagens Médicas e Anatomia do Fígado Neste capítulo são apresentados os tipos de dados utilizados neste trabalho e a anatomia do fígado, de onde foram retiradas todas as heurísticas adotadas para segmentação

Leia mais

Informática Aplicada a Imagens MCP - 5840

Informática Aplicada a Imagens MCP - 5840 Serviço de Informática Instituto do Coração HC FMUSP Informática Aplicada a Imagens Médicas MCP - 5840 Marco Antonio Gutierrez Email: marco.gutierrez@incor.usp.br usp Motivação: Visualização D e 3D Seqüências

Leia mais

O que se pretende detectar em PET?

O que se pretende detectar em PET? PET Positron Emission Tomography O que se pretende detectar em PET? 2 fotões de 511 kev em coincidência, provenientes de uma mesma aniquilação, que não tenham sofrido mudança de direcção detector γ coincidência

Leia mais

Prof. Dr. Charlie Antoni Miquelin. Reconstrução de Imagens

Prof. Dr. Charlie Antoni Miquelin. Reconstrução de Imagens Reconstrução de Imagens Princípios Básicos ALGORITMOS! Conjunto de instruções para gerar um resultado a partir de uma entrada específica.! Em tomografia computadorizada quase todas as instruções são operações

Leia mais

29/08/2011. Radiologia Digital. Princípios Físicos da Imagem Digital 1. Mapeamento não-linear. Unidade de Aprendizagem Radiológica

29/08/2011. Radiologia Digital. Princípios Físicos da Imagem Digital 1. Mapeamento não-linear. Unidade de Aprendizagem Radiológica Mapeamento não-linear Radiologia Digital Unidade de Aprendizagem Radiológica Princípios Físicos da Imagem Digital 1 Professor Paulo Christakis 1 2 Sistema CAD Diagnóstico auxiliado por computador ( computer-aided

Leia mais

Aula 6 - Segmentação de Imagens Parte 2. Prof. Adilson Gonzaga

Aula 6 - Segmentação de Imagens Parte 2. Prof. Adilson Gonzaga Aula 6 - Segmentação de Imagens Parte 2 Prof. Adilson Gonzaga 1 Motivação Extração do Objeto Dificuldades Super segmentação over-segmentation 1) Segmentação por Limiarização (Thresholding Global): Efeitos

Leia mais

Engenharia Biomédica e Física Médica

Engenharia Biomédica e Física Médica Engenharia Biomédica e Física Médica 2010-2011 Teste 1 Importante: - Indique todos os cálculos e aproximações que efectuar. - Quando achar necessário arbitrar valores ou parâmetros (p.ex. diâmetro de um

Leia mais

2.1.2 Definição Matemática de Imagem

2.1.2 Definição Matemática de Imagem Capítulo 2 Fundamentação Teórica Este capítulo descreve os fundamentos e as etapas do processamento digital de imagens. 2.1 Fundamentos para Processamento Digital de Imagens Esta seção apresenta as propriedades

Leia mais

Há momentos na vida em que os segundos parecem horas, principalmente quando o assunto é saúde. Por isso seriedade, qualidade e agilidade são

Há momentos na vida em que os segundos parecem horas, principalmente quando o assunto é saúde. Por isso seriedade, qualidade e agilidade são Há momentos na vida em que os segundos parecem horas, principalmente quando o assunto é saúde. Por isso seriedade, qualidade e agilidade são fundamentais no processo de um laboratório, levando até cada

Leia mais

Processamento de Imagem. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Processamento de Imagem. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Processamento de Imagem Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Visão Computacional Não existe um consenso entre os autores sobre o correto escopo do processamento de imagens, a

Leia mais

GUIA PET-CT DEPARTAMENTO DE MEDICINA MOLECULAR TOMOGRAFIA POR EMISSÃO DE POSITRÕES COM TOMOGRAFIA COMPUTORIZADA MEDICINA DE EXCELÊNCIA E INOVAÇÃO

GUIA PET-CT DEPARTAMENTO DE MEDICINA MOLECULAR TOMOGRAFIA POR EMISSÃO DE POSITRÕES COM TOMOGRAFIA COMPUTORIZADA MEDICINA DE EXCELÊNCIA E INOVAÇÃO GUIA PET-CT TOMOGRAFIA POR EMISSÃO DE POSITRÕES COM TOMOGRAFIA COMPUTORIZADA DEPARTAMENTO DE MEDICINA MOLECULAR MEDICINA DE EXCELÊNCIA E INOVAÇÃO TOMOGRAFIA POR EMISSÃO DE POSITRÕES COM TOMOGRAFIA COMPUTORIZADA

Leia mais

Segmentação, Reconstrução e Quantificação 3D de Estruturas em Imagens Médicas Aplicação em Imagem Funcional e Metabólica

Segmentação, Reconstrução e Quantificação 3D de Estruturas em Imagens Médicas Aplicação em Imagem Funcional e Metabólica Segmentação, Reconstrução e Quantificação 3D de Estruturas em Imagens Médicas Aplicação em Imagem Funcional e Metabólica Diogo Alexandre Borges Faria Mestrado em Engenharia Biomédica Julho 2013 Segmentação,

Leia mais

Tomografia Computadorizada

Tomografia Computadorizada Tomografia Computadorizada Helder C. R. de Oliveira N.USP: 7122065 SEL 5705: Fundamentos Físicos dos Processos de Formação de Imagens Médicas Prof. Dr. Homero Schiabel Sumário História; Funcionamento e

Leia mais

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA. Prof. Emery Lins Curso Eng. Biomédica

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA. Prof. Emery Lins Curso Eng. Biomédica TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA Prof. Emery Lins Curso Eng. Biomédica Objetivos Evolução Histórica Formação da Imagem Motivação Motivação Início da Tomografia Computadorizada (CT) A Tomografia Computadorizada,

Leia mais

SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS EM PLACAS AUTOMOTIVAS

SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS EM PLACAS AUTOMOTIVAS SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS EM PLACAS AUTOMOTIVAS André Zuconelli 1 ; Manassés Ribeiro 2 1. Aluno do Curso Técnico em Informática, turma 2010, Instituto Federal Catarinense, Câmpus Videira, andre_zuconelli@hotmail.com

Leia mais

CBPF Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas. Nota Técnica

CBPF Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas. Nota Técnica CBPF Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas Nota Técnica Aplicação de Física Médica em imagens de Tomografia de Crânio e Tórax Autores: Dário Oliveira - dario@cbpf.br Marcelo Albuquerque - marcelo@cbpf.br

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS MODELOS PONTUAIS DE DISTRIBUIÇÃO E SUA UTILIZAÇÃO NA SEGMENTAÇÃO E RECONHECIMENTO DE OBJECTOS EM IMAGENS

INTRODUÇÃO AOS MODELOS PONTUAIS DE DISTRIBUIÇÃO E SUA UTILIZAÇÃO NA SEGMENTAÇÃO E RECONHECIMENTO DE OBJECTOS EM IMAGENS Congreso de Métodos Numéricos en Ingeniería 2005 Granada, 4 a 7 de Julio, 2005 SEMNI, España 2005 INTRODUÇÃO AOS MODELOS PONTUAIS DE DISTRIBUIÇÃO E SUA UTILIZAÇÃO NA SEGMENTAÇÃO E RECONHECIMENTO DE OBJECTOS

Leia mais

Visão Computacional e Realidade Aumentada. Trabalho 3 Reconstrução 3D. Pedro Sampaio Vieira. Prof. Marcelo Gattass

Visão Computacional e Realidade Aumentada. Trabalho 3 Reconstrução 3D. Pedro Sampaio Vieira. Prof. Marcelo Gattass Visão Computacional e Realidade Aumentada Trabalho 3 Reconstrução 3D Pedro Sampaio Vieira Prof. Marcelo Gattass 1 Introdução Reconstrução tridimensional é um assunto muito estudado na área de visão computacional.

Leia mais

Tópicos Imagens Médicas Ultrassonografia Ultrassonografia Ultrassonografia Doppler Ecocardiografia Doppler espectral fluxo a cores

Tópicos Imagens Médicas Ultrassonografia Ultrassonografia Ultrassonografia Doppler Ecocardiografia Doppler espectral fluxo a cores Tópicos Imagens Médicas Prof. João Luiz Azevedo de Carvalho, Ph.D. Aula na disciplina Processamento de Imagens Universidade de Brasília 17 de novembro de 2011 http://pgea.unb.br/~joaoluiz/ joaoluiz@pgea.unb.br

Leia mais

Capítulo II Imagem Digital

Capítulo II Imagem Digital Capítulo II Imagem Digital Proc. Sinal e Imagem Mestrado em Informática Médica Miguel Tavares Coimbra Resumo 1. Formação de uma imagem 2. Representação digital de uma imagem 3. Cor 4. Histogramas 5. Ruído

Leia mais

RUÍDOS EM IMAGENS FILTRAGEM DE RUÍDOS. o Flutuações aleatórias ou imprecisões em dados de entrada, precisão numérica, arredondamentos etc...

RUÍDOS EM IMAGENS FILTRAGEM DE RUÍDOS. o Flutuações aleatórias ou imprecisões em dados de entrada, precisão numérica, arredondamentos etc... RUÍDOS EM IMAGENS FILTRAGEM DE RUÍDOS RUÍDOS EM IMAGENS Em Visão Computacional, ruído se refere a qualquer entidade em imagens, dados ou resultados intermediários, que não são interessantes para os propósitos

Leia mais

Journal Club 23/06/2010. Apresentador: João Paulo Lira Barros-E4 Orientador: Dr. Eduardo Secaf

Journal Club 23/06/2010. Apresentador: João Paulo Lira Barros-E4 Orientador: Dr. Eduardo Secaf Journal Club 23/06/2010 Apresentador: João Paulo Lira Barros-E4 Orientador: Dr. Eduardo Secaf Introdução O câncer gástrico é a mais freqüente das neoplasias malignas do aparelho digestivo e ocupa o segundo

Leia mais

PACS. III Encontro Sul Brasileiro de Engenharia Clínica. Santa Casa de Porto Alegre, RS. 24 de Novembro de 2012

PACS. III Encontro Sul Brasileiro de Engenharia Clínica. Santa Casa de Porto Alegre, RS. 24 de Novembro de 2012 PACS III Encontro Sul Brasileiro de Engenharia Clínica Santa Casa de Porto Alegre, RS 24 de Novembro de 2012 III Encontro Sul Brasileiro de Engenharia Clínica PACS - Agenda Histórico Workflow Modalidades

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE MEDICINA NUCLEAR Princípios e Aplicações

PROCEDIMENTOS DE MEDICINA NUCLEAR Princípios e Aplicações PROCEDIMENTOS DE MEDICINA NUCLEAR Princípios e Aplicações VIII Encontro de Técnicos de Radiologia da Alta Noroeste Marco Antônio de Carvalho Físico Médico e Supervisor de Radioproteção em Medicina Nuclear

Leia mais

AVISO DE SEGURANÇA EM CAMPO/NOTIFICAÇÃO DE PRODUTO

AVISO DE SEGURANÇA EM CAMPO/NOTIFICAÇÃO DE PRODUTO AVISO DE SEGURANÇA EM CAMPO/NOTIFICAÇÃO DE PRODUTO Assunto: Software de Planejamento de Tratamento por Radiação da Brainlab: Para uso em software Brainlab, sequências de imagens (excluindo tomografias)

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro - IM/DCC & NCE

Universidade Federal do Rio de Janeiro - IM/DCC & NCE Universidade Federal do Rio de Janeiro - IM/DCC & NCE Processamento de Imagens Tratamento da Imagem - Filtros Antonio G. Thomé thome@nce.ufrj.br Sala AEP/033 Sumário 2 Conceito de de Filtragem Filtros

Leia mais

Tomografia por emissão de pósitrons (PET) Pedro Bastos Costa

Tomografia por emissão de pósitrons (PET) Pedro Bastos Costa Tomografia por emissão de pósitrons (PET) Pedro Bastos Costa Introdução Na Tomografia por Emissão de Pósitrons (PET), diferentemente dos exames de Raio-x ou CT, a emissão da radiação é realizada diretamente

Leia mais

REALCE DE MICROCALCIFICAÇÕES EM IMAGENS DE MAMOGRAFIA UTILIZANDO FILTROS PASSA-ALTA

REALCE DE MICROCALCIFICAÇÕES EM IMAGENS DE MAMOGRAFIA UTILIZANDO FILTROS PASSA-ALTA REALCE DE MICROCALCIFICAÇÕES EM IMAGENS DE MAMOGRAFIA UTILIZANDO FILTROS PASSA-ALTA Caio Cesar Amorim Borges e Danilo Rodrigues de Carvalho Universidade Federal de Goiás, Escola de Engenharia Elétrica

Leia mais

Juíz de Direito do 3º JESP do Juizado Especial da Comarca de Pouso Alegre

Juíz de Direito do 3º JESP do Juizado Especial da Comarca de Pouso Alegre NT 40/2013 Solicitante: NAPOLEÃO DA SILVA CHAVES Juíz de Direito do 3º JESP do Juizado Especial da Comarca de Pouso Alegre Data: 04/04/2013 Medicamento Material Procedimento x Cobertura Numeração: 004561-6/13

Leia mais

Dr. Jefferson Mazzei Radiologista Instituto do Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho

Dr. Jefferson Mazzei Radiologista Instituto do Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho Dr. Jefferson Mazzei Radiologista Instituto do Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho Objetivo da aula; Diagnóstico, estadiamento, acompanhamento, prevenção e pesquisa clínica; Limitações do método. Definição

Leia mais

Classificação da imagem (ou reconhecimento de padrões): objectivos Métodos de reconhecimento de padrões

Classificação da imagem (ou reconhecimento de padrões): objectivos Métodos de reconhecimento de padrões Classificação de imagens Autor: Gil Gonçalves Disciplinas: Detecção Remota/Detecção Remota Aplicada Cursos: MEG/MTIG Ano Lectivo: 11/12 Sumário Classificação da imagem (ou reconhecimento de padrões): objectivos

Leia mais

FÍSICA DAS RADIAÇÕES. Prof. Emerson Siraqui

FÍSICA DAS RADIAÇÕES. Prof. Emerson Siraqui FÍSICA DAS RADIAÇÕES Prof. Emerson Siraqui CONCEITO Método que permite estudar o corpo em cortes ou fatias axiais ou trasversais, sendo a imagem obtida atraves dos Raios-X com o auxílio do computador (recontrução).

Leia mais

+O O ESTADO DA ARTE NA RADIOLOGIA NO SÉC. XXI

+O O ESTADO DA ARTE NA RADIOLOGIA NO SÉC. XXI + V JORNADAS DE RADIOLOGIA +O O ESTADO DA ARTE NA RADIOLOGIA NO SÉC. XXI 21-10-2011 Joana Santos + Introdução A evolução tecnológica na Radiologia tem sido exponencial; Faz parte do Perfil Profissional

Leia mais

Comparação entre a Máscara de Nitidez Cúbica e o Laplaciano para Realce de Imagens Digitais

Comparação entre a Máscara de Nitidez Cúbica e o Laplaciano para Realce de Imagens Digitais Comparação entre a Máscara de Nitidez Cúbica e o Laplaciano para Realce de Imagens Digitais Wesley B. Dourado, Renata N. Imada, Programa de Pós-Graduação em Matemática Aplicada e Computacional, FCT, UNESP,

Leia mais

Introdução ao Processamento de Imagens

Introdução ao Processamento de Imagens Introdução ao PID Processamento de Imagens Digitais Introdução ao Processamento de Imagens Glaucius Décio Duarte Instituto Federal Sul-rio-grandense Engenharia Elétrica 2013 1 de 7 1. Introdução ao Processamento

Leia mais

Medicina Nuclear Diagnóstico

Medicina Nuclear Diagnóstico Medicina Nuclear Diagnóstico André Henrique Dias RADIOFÁRMACOS RADIONUCLÍDEOS 123 Iodo 131 Iodo 99m TcO 4- RADIONUCLÍDEOS PROPRIEDADES FÍSICAS 99m TcO 4- Semi-vida: 6 horas Energia gama: 140 kev 123 Iodo

Leia mais

CALIBRAÇÃO DE APARELHOS DE RAIO X EM IMAGENS DE TOMOGRAFIA DE CRÂNIO E TÓRAX

CALIBRAÇÃO DE APARELHOS DE RAIO X EM IMAGENS DE TOMOGRAFIA DE CRÂNIO E TÓRAX CMNE/CILAMCE 2007 Porto, 13 a 15 de Junho, 2007 APMTAC, Portugal 2007 CALIBRAÇÃO DE APARELHOS DE RAIO X EM IMAGENS DE TOMOGRAFIA DE CRÂNIO E TÓRAX Dário A.B. Oliveira 1 *, Marcelo P. Albuquerque 1, M.M.G

Leia mais

As vantagens da imagiologia volumétrica de feixe cónico em exames ortopédicos das extremidades

As vantagens da imagiologia volumétrica de feixe cónico em exames ortopédicos das extremidades As vantagens da imagiologia volumétrica de feixe cónico em exames ortopédicos das extremidades Imagiologia em tomografia computadorizada de feixe cónico para extremidades A tomografia computadorizada de

Leia mais

Processamento Digital de Imagens

Processamento Digital de Imagens Processamento Digital de Imagens Israel Andrade Esquef a Márcio Portes de Albuquerque b Marcelo Portes de Albuquerque b a Universidade Estadual do Norte Fluminense - UENF b Centro Brasileiro de Pesquisas

Leia mais

Figura 01: Aplicações do Filtro Espacial Passa-Baixa.

Figura 01: Aplicações do Filtro Espacial Passa-Baixa. 791 IMPLEMENTAÇÃO DE TÉCNICAS DE PRÉ-PROCESSAMENTO E PROCESSAMENTO DE IMAGENS PARA RADIOGRAFIAS CARPAIS Rafael Lima Alves 1 ; Michele Fúlvia Angelo 2 Bolsista PROBIC, Graduando em Engenharia de Computação,

Leia mais

Tomografia Computadorizada

Tomografia Computadorizada Tomografia Computadorizada Características: não sobreposição de estruturas melhor contraste ( menos radiação espalhada) usa detectores que permitem visibilizar pequenas diferenças em contraste de tecido

Leia mais

Segmentação de Imagens

Segmentação de Imagens Segmentação de Imagens (Processamento Digital de Imagens) 1 / 36 Fundamentos A segmentação subdivide uma imagem em regiões ou objetos que a compõem; nível de detalhe depende do problema segmentação para

Leia mais

FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS - FUPAC

FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS - FUPAC FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS - FUPAC FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE UBERLÂNDIA Imagenologia: Técnicas Radiológicas II Prof. Msc Ana Paula de Souza Paixão Biomedicina 5º P Método de diagnóstico

Leia mais

Tema: Uso do pet scan em pacientes portadores de câncer

Tema: Uso do pet scan em pacientes portadores de câncer Data: 27/11/2012 Nota Técnica 23/2012 Medicamento Material Procedimento X Cobertura Solicitante: Bruna Luísa Costa de Mendonça Assessora do Juiz da 2ª Vara Cível Numeração Única: 052512020931-3 Tema: Uso

Leia mais

Cintilografia Cerebral LARYSSA MARINNA RESIDENTE DE ENFERMAGEM EM NEONATOLOGIA

Cintilografia Cerebral LARYSSA MARINNA RESIDENTE DE ENFERMAGEM EM NEONATOLOGIA Cintilografia Cerebral LARYSSA MARINNA RESIDENTE DE ENFERMAGEM EM NEONATOLOGIA A cintilografia tomográfica da perfusão cerebral (SPECT) detecta alterações da perfusão sanguínea cerebral inclusive na ausência

Leia mais

Resolução CFBM Nº 234 DE 05/12/2013

Resolução CFBM Nº 234 DE 05/12/2013 Resolução CFBM Nº 234 DE 05/12/2013 Publicado no DO em 19 dez 2013 Dispõe sobre as atribuições do biomédico habilitado na área de imagenologia, radiologia, biofísica, instrumentação médica que compõe o

Leia mais

Doenças cardiovasculares constituem um dos maiores problemas que afligem a

Doenças cardiovasculares constituem um dos maiores problemas que afligem a 18 1 INTRODUÇÃO Doenças cardiovasculares constituem um dos maiores problemas que afligem a população dos países industrializados. Essas doenças são responsáveis por mais de cinco milhões de pessoas hospitalizadas

Leia mais

Classificação de Imagens Tomográficas de Ciência dos Solos Utilizando Redes Neurais e Combinação de Classificadores

Classificação de Imagens Tomográficas de Ciência dos Solos Utilizando Redes Neurais e Combinação de Classificadores Classificação de Imagens Tomográficas de Ciência dos Solos Utilizando Redes Neurais e Combinação de Classificadores Fabricio Aparecido Breve Prof. Dr. Nelson Delfino d Ávila Mascarenhas Apresentação Objetivos

Leia mais

Medições Fiáveis com Dispositivos Médicos

Medições Fiáveis com Dispositivos Médicos Medições Fiáveis com Dispositivos Médicos a importância em saúde Maria Judite Neves IPQ - 2013 1 Dispositivo Médico - Definição Instrumento Aparelho Equipamento Material Artigo Software cujo principal

Leia mais

Estrutura do Curso...

Estrutura do Curso... Radiologia Digital Aula 2 Prof. Walmor Cardoso Godoi, M.Sc. http://www.walmorgodoi.com Estrutura do Curso... 1. Introdução à Radiologia Digital 2. A imagem digital e etapas de PDI 3. Equipamento - Detectores

Leia mais

2 Trabalhos Relacionados

2 Trabalhos Relacionados 2 Trabalhos Relacionados O desenvolvimento de técnicas de aquisição de imagens médicas, em particular a tomografia computadorizada (TC), que fornecem informações mais detalhadas do corpo humano, tem aumentado

Leia mais

Processamento de Imagem. Prof. Herondino

Processamento de Imagem. Prof. Herondino Processamento de Imagem Prof. Herondino Sensoriamento Remoto Para o Canada Centre for Remote Sensing - CCRS (2010), o sensoriamento remoto é a ciência (e em certa medida, a arte) de aquisição de informações

Leia mais

4.2. Técnicas radiográficas especiais

4.2. Técnicas radiográficas especiais SEL 5705 - FUNDAMENTOS FÍSICOS DOS PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE IMAGENS (III. Raios-X) Prof. Homero Schiabel (Sub-área de Imagens Médicas) 4.2. Técnicas radiográficas especiais 4.2.1. Abreugrafia Chapa, em

Leia mais

PDI. Calibração automática de Sistema de Visão para aplicações em desporto

PDI. Calibração automática de Sistema de Visão para aplicações em desporto PDI Calibração automática de Sistema de Visão para aplicações em desporto Aluno : Luís Manuel Queirós Martins nº 040503120 Coordenadores: Armando Jorge Sousa e Catarina Santiago 1 1-Introduçao A localização

Leia mais

Capitulo I - Apresentação

Capitulo I - Apresentação Capitulo I - Apresentação 1 Capitulo I - Apresentação PD 77 - Alinhamento de Imagens Médicas Relatório final submetido ao Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores para satisfação parcial

Leia mais

Detectores de Radiação Ionizante

Detectores de Radiação Ionizante Detectores de Radiação Ionizante As radiações ionizantes por si só não podem ser medida diretamente, a detecção é realizada pelo resultado produzido da interação da radiação com um meio sensível (detector).

Leia mais

Recuperação de imagens médicas em bases de dados distribuídas

Recuperação de imagens médicas em bases de dados distribuídas Recuperação de imagens médicas em bases de dados distribuídas Vágner Nepumuceno Guimarães Orient.: Paulo Eduardo Ambrósio Introdução O avanço tecnológico vem influenciando cada vez mais na área médica.

Leia mais

Princípios Tomografia Computadorizada

Princípios Tomografia Computadorizada Princípios Tomografia Computadorizada Tomografia Computadorizada Histórico 1917 - Randon imagens projetadas > reproduziu 1967 Hounsfield >primeiro protótipo tipo Tomografia 1971 - H. Inglaterra > primeiro

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Massas Nodulares, Classificação de Padrões, Redes Multi- Layer Perceptron.

PALAVRAS-CHAVE: Massas Nodulares, Classificação de Padrões, Redes Multi- Layer Perceptron. 1024 UMA ABORDAGEM BASEADA EM REDES PERCEPTRON MULTICAMADAS PARA A CLASSIFICAÇÃO DE MASSAS NODULARES EM IMAGENS MAMOGRÁFICAS Luan de Oliveira Moreira¹; Matheus Giovanni Pires² 1. Bolsista PROBIC, Graduando

Leia mais

Radiação Espalhada no Paciente

Radiação Espalhada no Paciente Interação dos Raios X com a Matéria Os Raios-X podem ser: Transmitidos, Absorvidos, Espalhados. A probabilidade da interação depende da energia do fóton incidente, da densidade do meio, da espessura do

Leia mais

Ferramenta computacional para implementação de redes neuronais optimização das capacidades gráficas

Ferramenta computacional para implementação de redes neuronais optimização das capacidades gráficas INEB- PSI Technical Report 2007-2 Ferramenta computacional para implementação de redes neuronais optimização das capacidades gráficas Alexandra Oliveira aao@fe.up.pt Professor Joaquim Marques de Sá December

Leia mais

TECNOLOGIA RADIOLÓGICA

TECNOLOGIA RADIOLÓGICA TECNOLOGIA RADIOLÓGICA Prof. Walmor Cardoso Godoi, M.Sc. http://www.walmorgodoi.com Aula 05 Qualidade Radiográfica Agenda Qualidade radiográfica, resolução, velocidade, d curva característica, ti densidade

Leia mais

Uma Versão Intervalar do Método de Segmentação de Imagens Utilizando o K-means

Uma Versão Intervalar do Método de Segmentação de Imagens Utilizando o K-means TEMA Tend. Mat. Apl. Comput., 6, No. 2 (2005), 315-324. c Uma Publicação da Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional. Uma Versão Intervalar do Método de Segmentação de Imagens Utilizando

Leia mais

Antonio Carlos Moreira. antonicmoreira@gmail.com

Antonio Carlos Moreira. antonicmoreira@gmail.com Antonio Carlos Moreira antonicmoreira@gmail.com 1 O Tecnólogo em Radiologia como integrante da equipe multiprofissional na Intervenção Cardiovascular. 2 Ministério do Trabalho e Emprego C.B.O.: 3241-20

Leia mais

Laboratório de Análise de Movimento: pilares técnico-científicos. Miguel Velhote Correia João Manuel R. S. Tavares Jorge G.

Laboratório de Análise de Movimento: pilares técnico-científicos. Miguel Velhote Correia João Manuel R. S. Tavares Jorge G. Laboratório de Análise de Movimento: pilares técnico-científicos Miguel Velhote Correia João Manuel R. S. Tavares Jorge G. Barbosa Sumário Motivação e objectivos do projecto Análise clínica da marcha Recursos

Leia mais

VISUALIZAÇÃO VOLUMÉTRICA DE EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DA MAMA

VISUALIZAÇÃO VOLUMÉTRICA DE EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DA MAMA PIBIC-UFU, CNPq & FAPEMIG Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação DIRETORIA DE PESQUISA VISUALIZAÇÃO VOLUMÉTRICA DE EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DA MAMA Gabriel Jara

Leia mais

Aplicação de Técnicas de Processamento e Análise de Imagem na Análise Automática da Quantidade e do Tamanho do Grão em Imagens Metalográficas

Aplicação de Técnicas de Processamento e Análise de Imagem na Análise Automática da Quantidade e do Tamanho do Grão em Imagens Metalográficas Aplicação de Técnicas de Processamento e Análise de Imagem na Análise Automática da Quantidade e do Tamanho do Grão em Imagens Metalográficas Tarique da S. Cavalcante, P. P. Rebouças Filho, Victor Hugo

Leia mais

de Bordas em Imagens Digitais

de Bordas em Imagens Digitais Anais do CNMAC v.2 ISSN 1984-820X Avaliação Quantitativa de um Método Automático de Extração de Bordas em Imagens Digitais Inês A. Gasparotto Boaventura Departamento de Ciências de Computação e Estatística,

Leia mais

Fundamentos. Guillermo Cámara-Chávez

Fundamentos. Guillermo Cámara-Chávez Fundamentos Guillermo Cámara-Chávez Introdução Uma das primeiras aplicações de técnicas de PDI para interpretação humana: imagens digitalizadas para jornal Transmitidas por cabos submarinos entre Londres

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM BANCO DE DADOS DE PACIENTES DE MEDICINA NUCLEAR (DOSIMED)

IMPLANTAÇÃO DE UM BANCO DE DADOS DE PACIENTES DE MEDICINA NUCLEAR (DOSIMED) 2009 International Nuclear Atlantic Conference - INAC 2009 Rio de Janeiro,RJ, Brazil, September27 to October 2, 2009 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENERGIA NUCLEAR - ABEN ISBN: 978-85-99141-03-8 IMPLANTAÇÃO

Leia mais

Radiopharmaceuticals: Status and Trends for Modern Medicine

Radiopharmaceuticals: Status and Trends for Modern Medicine November 24-29, 2013 Recife, Brazil Radiopharmaceuticals: Status and Trends for Modern Medicine Celso Darío Ramos Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear, presidente. Serviço de Medicina Nuclear da UNICAMP,

Leia mais

Aplicação Informática para o Ensino de Processamento Digital de Imagem

Aplicação Informática para o Ensino de Processamento Digital de Imagem Aplicação Informática para o Ensino de Processamento Digital de Imagem Sandra Jardim * e Paulo Sequeira Gonçalves ** * Departamento de Engenharia Informática e Tecnologias da Informação ** Departamento

Leia mais

29/08/2011. Radiologia Digital. Princípios Físicos da Imagem Digital. Unidade de Aprendizagem Radiológica. Professor Paulo Christakis

29/08/2011. Radiologia Digital. Princípios Físicos da Imagem Digital. Unidade de Aprendizagem Radiológica. Professor Paulo Christakis Radiologia Digital Unidade de Aprendizagem Radiológica Princípios Físicos da Imagem Digital Professor Paulo Christakis 1 Em sistemas digitais de imagens médicas, as mudanças não se apresentam somente no

Leia mais

Reconhecimento de Objectos

Reconhecimento de Objectos Dado um conjunto de características, relativas a uma região (objecto), pretende-se atribuir uma classe essa região, seleccionada de um conjunto de classes cujas características são conhecidas O conjunto

Leia mais

Guia de Instalação e Utilização do plugin para Reconstrução Tomográfica em SPECT

Guia de Instalação e Utilização do plugin para Reconstrução Tomográfica em SPECT Guia de Instalação e Utilização do plugin para Reconstrução Tomográfica em SPECT Índice C Comentários 3 I Instalação 4 R Reconstrução tomográfica pelo método FBP 5 Reconstrução tomográfica pelo método

Leia mais

Introdução a Datamining (previsão e agrupamento)

Introdução a Datamining (previsão e agrupamento) E o que fazer depois de ter os dados organizados? Introdução a Datamining (previsão e agrupamento) Victor Lobo Mestrado em Estatística e Gestão de Informação Ideias base Aprender com o passado Inferir

Leia mais

Tomografia e Radiografia Industrial. Walmor Cardoso Godoi, M.Sc. http://www.walmorgodoi.com

Tomografia e Radiografia Industrial. Walmor Cardoso Godoi, M.Sc. http://www.walmorgodoi.com Tomografia e Radiografia Industrial Walmor Cardoso Godoi, M.Sc. http://www.walmorgodoi.com contato@walmorgodoi.com Agenda Ensaios Não Destrutivos (END) Inspeção Radiográfica Industrial Radioscopia Industrial

Leia mais

Projetado para cuidar

Projetado para cuidar GE Healthcare Projetado para cuidar Optima* CT660 A sua visão de atendimento de qualida O sistema Optima CT660 permite que você preste um atendimento altamente competente e personalizado que ajuda a cumprir

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA O QUE É?

COMPUTAÇÃO GRÁFICA O QUE É? COMPUTAÇÃO GRÁFICA O QUE É? Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA SUMÁRIO O que é COMPUTAÇÃO GRÁFICA Áreas relacionadas

Leia mais

Redes neurais aplicadas na identificação de variedades de soja

Redes neurais aplicadas na identificação de variedades de soja Redes neurais aplicadas na identificação de variedades de soja Fábio R. R. Padilha Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ Rua São Francisco, 5 - Sede Acadêmica, 987-,

Leia mais

Morfologia Matemática em Imagens de Ressonância. Conceitos novos: Granulometria, Morfologia Condicional e com Reconstrução

Morfologia Matemática em Imagens de Ressonância. Conceitos novos: Granulometria, Morfologia Condicional e com Reconstrução Morfologia Matemática em Imagens de Ressonância Conceitos novos: Granulometria, Morfologia Condicional e com Reconstrução A Ressonância Magnética é um dos métodos de imagem mais completos disponíveis.

Leia mais

Tratamento da Imagem Transformações (cont.)

Tratamento da Imagem Transformações (cont.) Universidade Federal do Rio de Janeiro - IM/DCC & NCE Tratamento da Imagem Transformações (cont.) Antonio G. Thomé thome@nce.ufrj.br Sala AEP/133 Tratamento de Imagens - Sumário Detalhado Objetivos Alguns

Leia mais

Identificação de Caracteres com Rede Neuronal Artificial com Interface Gráfica

Identificação de Caracteres com Rede Neuronal Artificial com Interface Gráfica Identificação de Caracteres com Rede Neuronal Artificial com Interface Gráfica João Paulo Teixeira*, José Batista*, Anildio Toca**, João Gonçalves**, e Filipe Pereira** * Departamento de Electrotecnia

Leia mais

CHUC Clínica Universitária de Radiologia

CHUC Clínica Universitária de Radiologia CHUC Clínica Universitária de Radiologia Director: Prof. Dr. Filipe Caseiro Alves Reunião Bibliográfica 03/06/2013 Mafalda Magalhães Introdução Incidência dos tumores da tiróide aumentou nos últimos anos

Leia mais

Apresentação do Curso e da Área de Processamento de Imagem Digital

Apresentação do Curso e da Área de Processamento de Imagem Digital Apresentação do Curso e da Área de Processamento de Imagem Digital Instituto de Computação - UNICAMP afalcao@ic.unicamp.br Introdução Este curso abordará conceitos e técnicas de processamento de imagem

Leia mais

Processamento Sísmico:

Processamento Sísmico: Processamento Sísmico: Até aqui vimos que um pulso sísmico artificial atravessa as camadas e parte de sua energia é refletida em cada superfície de contraste de impedância acústica. A fração da amplitude

Leia mais

Daros, K A C e Medeiros, R B

Daros, K A C e Medeiros, R B 1 ESTUDO DAS FONTES DE RUÍDO DA IMAGEM PARA FINS DE OTIMIZAÇÃO DAS DOSES NA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE CRÂNIO E ABDOME ADULTO Daros, K A C e Medeiros, R B Universidade Federal de São Paulo São Paulo

Leia mais

Sumário. Parte l. 1. Introdução à pesquisa qualitativa e quantitativa em marketing 1 1.1 Pesquisa qualitativa 1 1.2 Pesquisa quantitativa 3

Sumário. Parte l. 1. Introdução à pesquisa qualitativa e quantitativa em marketing 1 1.1 Pesquisa qualitativa 1 1.2 Pesquisa quantitativa 3 Sumário Parte l 1. Introdução à pesquisa qualitativa e quantitativa em marketing 1 1.1 Pesquisa qualitativa 1 1.2 Pesquisa quantitativa 3 2. Entrevistas 5 2.1 Tipos de entrevistas 8 2.2 Preparação e condução

Leia mais

ESPECTROSCOPIA DE PRÓTONS POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NO DIAGNÓSTICO DO MAL DE ALZHEIMER

ESPECTROSCOPIA DE PRÓTONS POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NO DIAGNÓSTICO DO MAL DE ALZHEIMER ESPECTROSCOPIA DE PRÓTONS POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NO DIAGNÓSTICO DO MAL DE ALZHEIMER Tecnólogo Ronaldo Maria Radialista Prof. Curso Técnico Sistema único Especialista em RM pela rede CDPI ALOYSIUS ALZHEIMER

Leia mais

Sistema de Contagem, Identificação e Monitoramento Automático de Rotas de Veículos baseado em Visão Computacional

Sistema de Contagem, Identificação e Monitoramento Automático de Rotas de Veículos baseado em Visão Computacional Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Curso de Graduação em Engenharia de Controle e Automação Sistema de Contagem, Identificação e Monitoramento Automático de Rotas de Veículos baseado

Leia mais

Modelagem e Simulação

Modelagem e Simulação AULA 11 EPR-201 Modelagem e Simulação Modelagem Processo de construção de um modelo; Capacitar o pesquisador para prever o efeito de mudanças no sistema; Deve ser próximo da realidade; Não deve ser complexo.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA COMPUTACIONAL PARA GERENCIAMENTO DE DADOS DE MONITORAÇÃO IN VIVO DE RADIONUCLÍDEOS NO CORPO HUMANO

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA COMPUTACIONAL PARA GERENCIAMENTO DE DADOS DE MONITORAÇÃO IN VIVO DE RADIONUCLÍDEOS NO CORPO HUMANO International Joint Conference RADIO 2014 Gramado, RS, Brazil, Augustl 26-29, 2014 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA COMPUTACIONAL PARA GERENCIAMENTO DE

Leia mais

Introdução à Neuroimagem

Introdução à Neuroimagem FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Introdução à Neuroimagem Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Neuroimagem Técnicas de Imagem

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DE MATERIAIS CERÂMICOS ATRAVÉS DA MICROTOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA 3D

CARACTERIZAÇÃO DE MATERIAIS CERÂMICOS ATRAVÉS DA MICROTOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA 3D Revista Brasileira de Arqueometria, Restauração e Conservação. Vol.1, No.2, pp. 022-027 Copyright 2007 AERPA Editora CARACTERIZAÇÃO DE MATERIAIS CERÂMICOS ATRAVÉS DA MICROTOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA 3D

Leia mais

EFEITOS DELETÉRIOS INDUZIDOS POR EXPOSIÇÃO INDIRETA DO APARELHO AUDITIVO DURANTE RADIOTERAPIA DE CABEÇA E PESCOÇO - CORRELACIONAMENTO DOSIMETRICO

EFEITOS DELETÉRIOS INDUZIDOS POR EXPOSIÇÃO INDIRETA DO APARELHO AUDITIVO DURANTE RADIOTERAPIA DE CABEÇA E PESCOÇO - CORRELACIONAMENTO DOSIMETRICO EFEITOS DELETÉRIOS INDUZIDOS POR EXPOSIÇÃO INDIRETA DO APARELHO AUDITIVO DURANTE RADIOTERAPIA DE CABEÇA E PESCOÇO - CORRELACIONAMENTO DOSIMETRICO Palavras-chave: Aparelho Auditivo, Dosimetria, Radioterapia.

Leia mais