Produção Brasil 2008

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Produção Brasil 2008"

Transcrição

1

2 Produção Brasil 2008

3 Produtividade do Rebanho `tx media 6,68% a.a. Kg/cab `tx media 5,78% a.a bovinos aves

4 Mapeamento da Evolução dos Custos Brasil Variação dos Cus tos Operacionais Efetivos e Totais por Mes orregiões C.O.E. C.O.T. C.O.E. C.O.T. fevereiro-08 1,02% 1,21% Norte -TO Nordeste - PA Sudeste - PA 5,87% 10,38% 5,33% 12,44% 3,19% 2,46% Centro - TO 5,14% 4,16% Sul - TO Norte - MT 1,44% 1,05% Centro - RO 4,64% 1,32% entro-sudeste - MT -0,38% -0,25% Oeste - MT 0,47% 0,57% Sudoeste - MT 0,23% 0,29% Centro Norte - MS 2,92% 2,28% Oeste - MS 4,64% 3,82% Sul - MS 3,62% 3,18% Le s te - MS 2,30% 2,21% Sudoeste - RS 1,19% 0,65% 0,05% 0,10% Norte - GO 6,17% 6,30% 2,92% -0,04% 0,56% 2,83% 2,31% 0,11% 1,59% 5,68% 5,41% Centro - GO 2,64% -0,03% 2,56% Oeste - MG 0,79% 0,18% Leste - MG 3,51% 3,05% 2,00% Nordeste - PR 0,10% Noroeste - PR 1,01% Noroeste - GO Sul - GO Le s te - GO 0,41% Norte - MG Sudoeste - SP Centro-sul - PR -0,08% 0,61% Centro - RS 1,92% 1,78% Sudeste - RS Fonte: CEPEA / CNA

5 Evolução dos custos e preços da pecuária de 150 corte - Brasil fev/03 mar/03 abr/03 mai/03 jun/03 jul/03 ago/03 set/03 out/03 nov/03 dez/03 jan/04 fev/04 mar/04 abr/04 mai/04 jun/04 jul/04 ago/04 set/04 out/04 nov/04 dez/04 jan/05 fev/05 mar/05 abr/05 mai/05 jun/05 jul/05 ago/05 set/05 out/05 nov/05 dez/05 jan/06 fev/06 mar/06 abr/06 mai/06 jun/06 jul/06 ago/06 set/06 out/06 nov/06 dez/06 jan/07 fev/07 mar/07 abr/07 mai/07 jun/07 jul/07 ago/07 set/07 CUSTO TOTAL Preço da Arroba Fonte: CEPEA /ESALQ/USP - CNA

6 3,10 2,90 2,70 2,50 2,30 2,10 1,90 1,70 1,50 1,30 Relações de Troca - Bezerros por BG 21/2/ /5/ /8/ /11/ /2/ /5/ /8/ /11/ /2/ /5/ /8/ /11/ /2/ /5/ /8/ /11/ /2/ /5/ /8/ /11/ /2/ /5/ /8/ /11/ /2/ /5/ /8/ /11/ /2/ /5/ /8/ /11/ /2/2008

7 MARGEM POR HECTARE DE PASTAGEM - CO Alvorada Amambaí Assis Bonito Brasilândia Camapuã Governador Valadares Guarapuava Lavras do Sul Niquelândia Montes Claros Paraíso do Tocantins Porangatu Ribas do Rio Pardo São Gabriel do Oeste Tupã Uberaba Uberlândia Uruaçu Rio Verde Chapadão do Sul Nova Andradina Paranaíba Paranavaí Pontes e Lacerda Alegrete Alta Floresta Angatuba Bagé Barra do Garças Cáceres Chapadão do Sul Dourados Jataí Ji-Paraná Miranda Paragominas Redenção Santa Maria R$/ha Catalão RECRIA Alegrete Andradina Araguaina Bagé Ceres Colinas do Tocantins Naviraí Nova Crixas Santana do Araguaia Santo Antonio da São Miguel do Araguaia Tupã Umuarama CRIA CRIA-RECRIA CICLO COMPLETO Média: 144,5-100 Fonte: Cepea/Esalq/USP RECRIA-ENGORDA

8 MARGEM POR HECTARE DE PASTAGEM - CO + CARP CRIA-RECRIA CICLO COMPLETO 110 Média: -10,9 10 Alvorada Amambaí Assis Bonito Brasilândia Camapuã Governador Valadares Guarapuava Lavras do Sul Niquelândia Montes Claros Paraíso do Tocantins Porangatu Ribas do Rio Pardo São Gabriel do Oeste Tupã Uberaba Uberlândia Uruaçu Rio Verde Chapadão do Sul Nova Andradina Paranaíba Paranavaí Pontes e Lacerda Alegrete Alta Floresta Angatuba Bagé Barra do Garças Cáceres Chapadão do Sul Dourados Jataí Ji-Paraná Miranda Paragominas Redenção Santa Maria R$/ha Catalão RECRIA Alegrete Andradina Araguaina Bagé Ceres Colinas do Tocantins Naviraí Nova Crixas Santana do Araguaia Santo Antonio da São Miguel do Araguaia Tupã Umuarama CRIA Fonte: Cepea/Esalq/USP RECRIA-ENGORDA

9 MARGEM POR ARROBA PRODUZIDA - CO CRIA-RECRIA 240% 225% CRIA 210% 195% CICLO COMPLETO 180% 165% 150% 135% 120% 105% 90% 75% 60% 45% 30% 15% 0% RECRIA-ENGORDA Média: 78% Alvorada Amambaí Assis Bonito Brasilândia Camapuã Governador Valadares Guarapuava Lavras do Sul Niquelândia Montes Claros Paraíso do Tocantins Porangatu Ribas do Rio Pardo São Gabriel do Oeste Tupã Uberaba Uberlândia Uruaçu Rio Verde Chapadão do Sul Nova Andradina Paranaíba Paranavaí Pontes e Lacerda Alegrete Alta Floresta Angatuba Bagé Barra do Garças Cáceres Chapadão do Sul Dourados Jataí Ji-Paraná Miranda Paragominas Redenção Santa Maria % Catalão RECRIA Alegrete Andradina Araguaina Bagé Ceres Colinas do Tocantins Naviraí Nova Crixas Santana do Araguaia Santo Antonio da São Miguel do Araguaia Tupã Umuarama Fonte: Cepea/Esalq/USP

10 MARGEM POR ARROBA PRODUZIDA - CO + CARP 35% 20% 5% -10% % Alvorada Amambaí Assis Bonito Brasilândia Camapuã Governador Valadares Guarapuava Lavras do Sul Niquelândia Montes Claros Paraíso do Tocantins Porangatu Ribas do Rio Pardo São Gabriel do Oeste Tupã Uberaba Uberlândia Uruaçu Rio Verde Chapadão do Sul Nova Andradina Paranaíba Paranavaí Pontes e Lacerda Alegrete Alta Floresta Angatuba Bagé Barra do Garças Cáceres Chapadão do Sul Dourados Jataí Ji-Paraná Miranda Paragominas Redenção Santa Maria Catalão RECRIA Alegrete Andradina Araguaina Bagé Ceres Colinas do Tocantins Naviraí Nova Crixas Santana do Araguaia Santo Antonio da São Miguel do Araguaia Tupã Umuarama CRIA-RECRIA CICLO COMPLETO CRIA Média: -4,8% -25% -40% -55% -70% Fonte: Cepea/Esalq/USP RECRIA-ENGORDA

11 ARROBAS PRODUZIDAS POR HECTARE DE PASTAGEM CICLO COMPLETO Alvorada Amambaí Assis Bonito Brasilândia Camapuã Governador Valadares Guarapuava Lavras do Sul Niquelândia Montes Claros Paraíso do Tocantins Porangatu Ribas do Rio Pardo São Gabriel do Oeste Tupã Uberaba Uberlândia Uruaçu Rio Verde Chapadão do Sul Nova Andradina Paranaíba Paranavaí Pontes e Lacerda Alegrete Alta Floresta Angatuba Bagé Barra do Garças Cáceres Chapadão do Sul Dourados Jataí Ji-Paraná Miranda Paragominas Redenção Santa Catalão RECRIA Alegrete Andradina Araguaina Bagé Ceres Colinas do Tocantins Naviraí Nova Crixas Santana do Araguaia Santo Antonio da São Miguel do Araguaia Tupã Umuarama CRIA CRIA-RECRIA Média: 4.9 Fonte: Cepea/Esalq/USP RECRIA-ENGORDA

12 Custos de Produção - Brasil Os custos de produção no Brasil cresceram num ritmo mais acelerado que a evolução dos preços; A produtividade cresceu mais na pecuária de corte que na produção bovina que na produção de frango. Existe maior potencial de ganho de produtividade nos bovinos;

13 Confinamento MATO GROSSO ASSOCON/IMEA/CEPEA-ESALQ-USP

14 Peso do Confinamento na Produção de Bois do Mato Grosso Capacidade Total Máxima: animais. Representa: 35,95% do volume de abate dos meses de setembro a novembro se a produção máxima for atingida. Total de animais confinados total v ariação macho s variação fe me as variação ,44% ,12% ,69% ,16% ,15% ,16% ,17% ,28% ,64% Fonte : IMEA - CEPEA/ESALQ/USP - ASSOCON

15 Peso do Confinamento na Produção Capacidade Osciosa da Estrutura Instalada ,17% ,17% ,17% ,85% Fonte : IMEA - CEPEA/ESALQ/USP - ASSOCON

16 Peso do Confinamento na Produção Re lação abate confiname nto número de animais abatidos no MT animais confinados P a rtic ipa ç ã o no abate ,28% ,71% ,96% ,50% Fo nte : IMEA - CEPEA/ESALQ/US P - AS S OCON - IB GE

17 Custo da matéria seca - R$/cabeça Concentrado Volumoso Total (Conc. + Vol.) Média 4,11 0,91 5,02 Mínimo 0,00 0,00 0,00 Máximo 164,90 25,78 169,23 Mo da 1,62 0,36 *Custo diário

18 Freqüência de Produtores por extrato de custo Concentrado R$/cabeça/dia Frequência Relativa - Quartis 26,00% 25,80% 25,60% 25,40% % 25,20% 25,00% 24,80% 24,60% 24,40% 24,20% [0,001-0,97] (0,97-1,66] (1,661-2,785] (2, ,9] R$/cabeça

19 Freqüência de Produtores por extrato de custo Concentrado + Volumoso - R$/cabeça/dia Frequência relativa - quartis 25,40% 25,20% 25,00% 24,80% 24,60% 24,40% 24,20% 24,00% 23,80% 23,60% [0,0019-1,5802] (1,5803-2,34] (2,341-3,755] (3, ,22658] R$/cabeça

20 CUSTOS INTERNACIONAIS AGRIBENCHMARK CEPEA/ESALQ/USP CNA

21 Total cost by production system US$ per 100 kg weight added (excluding animal purchase cost) Pasture Silage Feedlot IE-185 UK-35 AR-800 AR-2200 BR-140 BR-240 BR-340 BR-600 BR-600B CO-75 AU-450 AU-720 AT-25F AT-35 AT-120 AT-150T DE-230 DE-260 DE-280 DE-800 DE-525T FR-45 FR-70 FR-90A FR-90B UK-90 UK-98 SE-160 NO-17 NO-60 PL-12 PL-30 ES-700 ES-790 ES-5800 IT-910 IT-2880T CA-9600 US PE-1100 CN-300 CN-940 AU-27K ZA-75K ID-SU-1 ID-SU-2 0 Cut & Carry Fonte: AGRIBENCHMARK - CEPEA/ESALQ/USP - CNA

22 Total cost by cash cost, depreciation, opportunity cost US$ per 100 kg carcass weight sold Opportunity cost Depreciation Cash cost AT-25F AT-35 AT-120 AT-150T DE-230 DE-260 DE-280 DE-800 DE-525T FR-45 FR-70 FR-90A FR-90B ES-700 ES-790 ES-5800 IT-910 IT-2880T IE-185 UK-35 UK-90 UK-98 SE-160 NO-17 NO-60 PL-12 PL-30 CA-9600 US-7200 AR-800 AR-2200 BR-140 BR-240 BR-340 BR-600 BR-600B CO-75 PE-1100 CN-300 CN-940 ID-SU-1 ID-SU-2 AU-450 AU-720 AU-27K ZA-75K 0 Fonte: AGRIBENCHMARK - CEPEA/ESALQ/USP - CNA

23 Ranking by total cost US$ per 100 kg carcass weight sold 1400 BR-600B BR-600 BR-340 AR-800 AR-2200 BR-240 CN-300 BR-140 ZA-75K PE-1100 CA-9600 US-7200 AU-27K PL-30 DE-525T PL-12 CN-940 AU-450 FR-90B UK-98 DE-260 AU-720 UK-90 ES-5800 ES-790 SE-160 IE-185 IT-2880T FR-90A IT-910 DE-280 CO-75 ES-700 DE-230 AT-150T ID-SU-2 FR-45 FR-70 UK-35 AT-120 ID-SU-1 AT-35 DE-800 NO-17 AT-25F NO Fonte: AGRIBENCHMARK - CEPEA/ESALQ/USP - CNA

24 Ranking by feed cost (approximation) US$ per 100 kg carcass weight sold 500 CN-300 ID-SU-2 BR-600B AR-800 BR-340 AR-2200 BR-600 BR-140 BR-240 CA-9600 ID-SU-1 AU-450 US-7200 AU-720 PE-1100 CN-940 DE-525T FR-70 ZA-75K IE-185 IT-2880T IT-910 FR-90A UK-90 UK-98 AT-150T DE-230 UK-35 AT-35 AU-27K PL-12 DE-280 FR-45 AT-25F PL-30 ES-790 CO-75 SE-160 FR-90B AT-120 ES-700 DE-260 ES-5800 NO-60 DE-800 NO Fonte: AGRIBENCHMARK - CEPEA/ESALQ/USP - CNA

25 Ranking by medium-term profitability (farm income) US$ per 100 kg carcass weight sold 300 DE-800 AT-25F CO-75 FR-45 ES-700 IE-185 DE-260 ES-790 FR-90A PE-1100 AU-450 PL-12 IT-910 AU-27K DE-280 ES-5800 UK-98 UK-90 FR-90B UK-35 AU-720 IT-2880T FR-70 PL-30 US-7200 DE-230 AR-800 AR-2200 BR-140 AT-120 CA-9600 NO-60 ZA-75K CN-940 BR-340 SE-160 AT-150T BR-600 BR-240 AT-35 DE-525T BR-600B NO-17 CN-300 ID-SU-1 ID-SU Fonte: AGRIBENCHMARK - CEPEA/ESALQ/USP - CNA

26 Custo Operacional + Depreciação US$ per 100 kg carcass weight sold ZA-75K AT-25F AT-35 AT-120 AT-150T DE-230 DE-260 DE-280 DE-800 DE-525T FR-45 FR-70 FR-90A FR-90B ES-630 ES-940 ES-6790 IT-910 IT-2880T IE-185 UK-35 UK-90 UK-98 SE-230T PL-12 PL-30 CA-9600 US-7200 AR-800 AR-2200 BR-140 BR-240 BR-340 BR-600 CN-300 CN-940 AU-27K Fonte: AGRIBENCHMARK - CEPEA/ESALQ/USP - CNA

27 Total cost by breeds US$ per 100 kg carcass weight sold Holstei n B&W Dual Purpose Continental Beef British Beef Indian & Other DE-260 SE-160 NO-17 NO-60 PL-12 PL-30 AT-25F AT-35 AT-120 AT-150T DE-230 DE-280 DE-525T CN-300 DE-800 FR-45 FR-70 FR-90A FR-90B ES-700 ES-790 ES-5800 IT-910 IT-2880T IE-185 UK-35 UK-90 UK-98 AU-450 AU-720 CA-9600 US-7200 AR-800 AR-2200 BR-140 BR-240 BR-340 BR-600 BR-600B 0 CO-75 PE-1100 CN-940 ID-SU-1 ID-SU-2 0 AU-27K ZA-75K Fonte: CEPEA/ESALQ/USP - CNA

28

Desafios e perspec,vas econômicas para a pecuária de corte

Desafios e perspec,vas econômicas para a pecuária de corte Desafios e perspec,vas econômicas para a pecuária de corte BeefExpo - 2015 Universidade de São Paulo - Brasil Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada

Leia mais

Rentabilidade das propriedades de recria-engorda de MT cai em 2015

Rentabilidade das propriedades de recria-engorda de MT cai em 2015 Rentabilidade das propriedades de recria-engorda de MT cai em 2015 Por Prof. Dr. Sergio De Zen e Graziela Correr; Equipe Pecuária de Corte A rentabilidade em propriedades típicas de recria-engorda do estado

Leia mais

Relação Indústria x Produtor: evolução e tendências

Relação Indústria x Produtor: evolução e tendências Relação Indústria x Produtor: evolução e tendências Encontro de Confinamento da Scot Consultoria Abril/2016 Thiago Bernardino de Carvalho, PhD Pesquisador Cepea/Esalq/USP A diferença com alguns outros

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

O Complexo Agroindustrial da Carne Bovina. Prof. Dr. João Batista Padilha Junior Departamento de Economia Rural - UFPR

O Complexo Agroindustrial da Carne Bovina. Prof. Dr. João Batista Padilha Junior Departamento de Economia Rural - UFPR O Complexo Agroindustrial da Carne Bovina Prof. Dr. João Batista Padilha Junior Departamento de Economia Rural - UFPR Aspectos abordados Carne no mundo (Visão Geral) Histórico: ambiente institucional e

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

VALORIZAÇÃO DO BEZERRO ATRAI ATENÇÃO PARA A CRIA

VALORIZAÇÃO DO BEZERRO ATRAI ATENÇÃO PARA A CRIA Ano 6 - Edição 25 Agosto 2014 VALORIZAÇÃO DO BEZERRO ATRAI ATENÇÃO PARA A CRIA Por Prof. Dr. Sergio De Zen, Pesquisador; Equipe Pecuária de Corte As cotações praticadas em todos os elos da cadeia pecuária

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

Perspectivas de Mercado

Perspectivas de Mercado Perspectivas de Mercado Estratégico Nível Gestão Gerencial Nível Caixa Nível Operacional Pecuária Custos de Corte Tecnologia do uso da informa ção Alcides Torres Insumos Bens de Fabiano R. Tito Rosa Scot

Leia mais

BOVINOCULTURA DE CORTE

BOVINOCULTURA DE CORTE ISS 36-9 BOVINOCULTURA DE CORTE Os preços médios da arroba do boi e da vaca, em Mato Grosso do Sul, no mês de fevereiro, foram de R$8,8 e R$,99, respectivamente. Em relação ao mês anterior, houve um avanço

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS PARTICIPAÇÃO NA PRODUÇÃO Produção de carnes NACIONAL - USDA - mil ton DO COMPLEXO CARNES - 2014 Carne Bovina

Leia mais

LEITE: Ameaças e Oportunidades

LEITE: Ameaças e Oportunidades Campo Grande-MS, 14 de maio de 2012. LEITE: Ameaças e Oportunidades Rodrigo Sant Anna Alvim Presidente da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA 1 AGENDA: 1. MERCADO LÁCTEO; 2. AMEAÇAS AO SETOR

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Índices Zootécnicos Taxa de mortalidade 1,0% Idade de abate do boi gordo ou venda do animal Taxa de desfrute 45,81%

Índices Zootécnicos Taxa de mortalidade 1,0% Idade de abate do boi gordo ou venda do animal Taxa de desfrute 45,81% CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM UMUARAMA/PR. Com a iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAR) e o Centro

Leia mais

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL Empresa Júnior de Nutrição de Ruminantes NUTRIR FCA-UNESP-FMVZ INTRODUÇÃO CONCEITOS BÁSICOS CENÁRIO DADOS MERCADO DO BOI CONSIDERAÇÕES FINAIS CONCEITOS BÁSICOS

Leia mais

Atividade de gestão do Médico Veterinário no âmbito de sua atuação profissional

Atividade de gestão do Médico Veterinário no âmbito de sua atuação profissional XVII Seminário Nacional de Ensino da Medicina Veterinária Atividade de gestão do Médico Veterinário no âmbito de sua atuação profissional Gabriel Jorge Neto Médico Veterinário Gabrieljorge@biocamp.com.br

Leia mais

Milho Perspectivas do mercado 2011/12

Milho Perspectivas do mercado 2011/12 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA Milho Perspectivas do mercado 2011/12 março de 2012 Milho - Oferta e Demanda - Mundo milhões de t. Safras 2008/09 2009/10

Leia mais

Índices Zootécnicos Taxa de mortalidade 1,0% Idade de abate do boi gordo ou venda do animal Taxa de desfrute 38,34%

Índices Zootécnicos Taxa de mortalidade 1,0% Idade de abate do boi gordo ou venda do animal Taxa de desfrute 38,34% CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM PARANAVAÍ/PR. Com a iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAR) e o Centro

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO EM SAÚDE

CONSOLIDAÇÃO EM SAÚDE CONSOLIDAÇÃO EM SAÚDE Riscos e potenciais benefícios para usuários e prestadores José Cechin FGV/RJ, 13 novembro 2008 Agenda HISTÓRICO DA SAÚDE SUPLEMENTAR CONSOLIDAÇÃO E MODERNIZAÇÃO CONCENTRAÇÃO E CONCORRÊNCIA

Leia mais

Análise Bovinocultura

Análise Bovinocultura Análise Bovinocultura BOLETIM SEMANAL MÊS PARADO: No primeiro mês do ano de 2013 o preço da arroba do boi gordo à vista em Mato Grosso seguiu firme na casa dos R$ 84/@, registrando na última cotação de

Leia mais

Relação de Troca até Jan17 Produto Agrícola x Fertilizante. Fabio Silveira André Melo

Relação de Troca até Jan17 Produto Agrícola x Fertilizante. Fabio Silveira André Melo Relação de Troca até Jan17 Produto Agrícola x Fertilizante Fabio Silveira André Melo Março 2017 Relação de Troca Produto Agrícola x Fertilizante Relação de troca em { Jan / 17 } Soja Milho Arroz Café Algodão

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Nível superior Cargo 1: Contador DF Brasília/Sede da Administração Central 35 1820 52,00 Nível médio Cargo 2: Agente Administrativo AC Rio Branco/Sede da SRTE 2 1496 748,00 Nível médio Cargo 2: Agente

Leia mais

GeoSafras - Geotecnologias aplicadas ao Monitoramento Agrícola. Diretor de Política Agrícola e Informações

GeoSafras - Geotecnologias aplicadas ao Monitoramento Agrícola. Diretor de Política Agrícola e Informações GeoSafras - Geotecnologias aplicadas ao Monitoramento Agrícola Diretor de Política Agrícola e Informações Mandato Legal Empresa pública, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Leia mais

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Por Prof. Dr. Sergio De Zen e Graziela Correr; Equipe Pecuária de Corte Se, de um lado, a forte alta do dólar frente ao Real tem contribuído para elevar

Leia mais

Maurício Palma Nogueira, Agroconsult 14 de junho de 2016 São Paulo - SP

Maurício Palma Nogueira, Agroconsult 14 de junho de 2016 São Paulo - SP Maurício Palma Nogueira, Agroconsult 14 de junho de 2016 São Paulo - SP PATROCÍNIO: Boca do Acre Rio Branco - 7 equipes, Ji-Paraná Ariquemes - 60 mil km, entre 11 de abril e 10 junho, - 13 eventos oficiais

Leia mais

Pesquisa Top BeefPoint de Confinamentos

Pesquisa Top BeefPoint de Confinamentos Pesquisa Top BeefPoint de Confinamentos Os 50 maiores confinamentos do Brasil em 2006 Patrocínio: Parceria: Introdução A pesquisa Top BeefPoint de Confinamentos é uma iniciativa da AgriPoint Consultoria

Leia mais

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 dezembro, 2012 Índice 1. Algodão 2. Soja 3. Milho 4. Boi Gordo 5. Valor Bruto da Produção ALGODÃO Mil toneladas

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Siglas do Pa CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Indicador Nº 2/215 Técnicos Responsáv

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO OUTUBRO DE 2015 CALENDÁRIO AGRÍCOLA - FEIJÃO Safra 1ª - Safra das Águas 2ª - Safra da Seca 3ª - Safra de Inverno Principais Regiões Sul, Sudeste,

Leia mais

COMPARAÇÃO DE CUSTO DE PRODUÇÃO NA ATIVIDADE DE PECUÁRIA DE ENGORDA NOS PRINCIPAIS PAÍSES PRODUTORES DE CARNE BOVINA

COMPARAÇÃO DE CUSTO DE PRODUÇÃO NA ATIVIDADE DE PECUÁRIA DE ENGORDA NOS PRINCIPAIS PAÍSES PRODUTORES DE CARNE BOVINA COMPARAÇÃO DE CUSTO DE PRODUÇÃO NA ATIVIDADE DE PECUÁRIA DE ENGORDA NOS PRINCIPAIS PAÍSES PRODUTORES DE CARNE BOVINA tbcarval@cepea.org.br Apresentação Oral-Economia e Gestão no Agronegócio THIAGO BERNARDINO

Leia mais

Figura 1 - Precipitação pluviométrica acumulada - Brasil - 2011

Figura 1 - Precipitação pluviométrica acumulada - Brasil - 2011 Comentários pecuária brasileira, no ano de 2011, foi afetada pelo agravamento da A crise de algumas das mais importantes economias mundiais, sobretudo a europeia. Como reflexo da desaceleração econômica

Leia mais

27 de abril de 2016. Coletiva de imprensa ESTIMATIVA SAFRA 2016/2017

27 de abril de 2016. Coletiva de imprensa ESTIMATIVA SAFRA 2016/2017 27 de abril de 2016 Coletiva de imprensa ESTIMATIVA SAFRA 2016/2017 ROTEIRO I. Considerações sobre a atual situação do setor sucroenergético II. Bioeletricidade III. Condições climáticas e agronômicas

Leia mais

Gráfico 01: Estados brasileiros - Evolução do emprego formal - primeiro semestre de 2014 Variação relativa (%)

Gráfico 01: Estados brasileiros - Evolução do emprego formal - primeiro semestre de 2014 Variação relativa (%) 1,96 1,96 1,76 1,73 1,54 1,47 1,37 0,92 0,85 0,74 0,50 0,46 0,31 Nº 17 / 14 Embora o cenário macroeconômico aponte perda de dinamismo para setores importantes da economia brasileira, os resultados do emprego

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL

A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL Jonas Irineu dos Santos Filho Pesquisador da Embrapa Suínos e Aves O consumo de proteína animal no mundo

Leia mais

Competitividade da bovinocultura de leite

Competitividade da bovinocultura de leite Competitividade da bovinocultura de leite Rodrigo Sant`Anna Alvim Presidente da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA Maceió/AL - julho/2008 Um pouco sobre a produção brasileira 29.000 3.200 Produção

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA "LUIZ DE QUEIROZ"

DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ Na média, pecuarista ganha da inflação em setembro Em setembro, o custo efetivo da pecuária, pesquisado pela CNA/Cepea-USP, teve alta de apenas 0,22%, enquanto que a inflação medida pelo IGP-M alcançou

Leia mais

Perspectivas para o Agribusiness em 2007 e Pecuária de Corte

Perspectivas para o Agribusiness em 2007 e Pecuária de Corte Perspectivas para o Agribusiness em 2007 e 2008 - Pecuária de Corte Fabio Dias, Zootecnista, MSc Diretor Executivo / Assocon 24 de abril de 2007 1 TAXA DE CRESCIMENTO (5 ANOS) Os 50 maiores confinamentos

Leia mais

Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13. NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br

Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13. NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13 NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br Comercialização Safra-2011/12 60,00 55,00 50,00 45,00 40,00 35,00 30,00 25,00 20,00 S oja Grã o P re ços

Leia mais

Resultados 4T14 13 de fevereiro de 2014

Resultados 4T14 13 de fevereiro de 2014 Resultados 4T14 13 de fevereiro de 2014 12h00 (Brasília) / 09h00 (US EST) Português: +55 (11) 2188-0155 Inglês: +1 (646) 843-6054 Código de Acesso: Marisa Nota de Ressalva E s t a a p r e s e n t a ç ã

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR Foi realizado no dia 12 de julho de 2012 em Londrina (PR), o painel de custos de produção de grãos. A pesquisa faz parte do Projeto Campo Futuro da Confederação

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Siglas d CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Indica Nº 1/215 Técnicos Respon Equipe

Leia mais

BOLETIM MENSAL DO BIODIESEL

BOLETIM MENSAL DO BIODIESEL Superintendência de Refino, Processamento de Gás Natural e Produção de Biocombustíveis APRESENTAÇÃO MAIO DE 2014 www.anp.gov.br Boletins ANP BOLETIM MENSAL DO BIODIESEL Agência Nacional do Petróleo, Gás

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL Em 2011: Registrou incremento de 5,2% Em 2011, o setor cresceu 5,2%, movimentou R$ 40 bilhões em insumos e produziu 64,5 milhões de toneladas de ração e 2,35milhões de suplementos

Leia mais

Programa de Investimentos em Logística: Rodovias, Ferrovias e Portos

Programa de Investimentos em Logística: Rodovias, Ferrovias e Portos Programa de Investimentos em Logística: Rodovias, Ferrovias e Portos Logística e Desenvolvimento Econômico Imperativos para o desenvolvimento acelerado e sustentável: Ampla e moderna rede de infraestrutura

Leia mais

Perspectivas para a bovinocultura de corte frente à crise do setor fi frigorífico

Perspectivas para a bovinocultura de corte frente à crise do setor fi frigorífico Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária IMEA Perspectivas para a bovinocultura de corte frente à crise do setor fi frigorífico Seneri Kernbeis Paludo Seneri Kernbeis Paludo Superintendente Tópicos

Leia mais

IMPORTÂNCIA DO CARVÃO VEGETAL PARA A ECONOMIA BRASILEIRA. Alessandro Albino Fontes

IMPORTÂNCIA DO CARVÃO VEGETAL PARA A ECONOMIA BRASILEIRA. Alessandro Albino Fontes Universidade Federal de Viçosa Departamento de Engenharia Florestal IMPORTÂNCIA DO CARVÃO VEGETAL PARA A ECONOMIA BRASILEIRA Alessandro Albino Fontes 1. INTRODUÇÃO Definição O carvão vegetal é um subproduto

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Conceito de Agronegócio e a atuação do Imea 2 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 2.1 Agronegócio Soja 2.2 Agronegócio Milho 2.3 Agronegócio Algodão

Leia mais

de inverno que viraram opção para o pecuarista da região para conseguir ter pasto na época da seca.

de inverno que viraram opção para o pecuarista da região para conseguir ter pasto na época da seca. CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM GUARAPUAVA/PR Com a iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAR) e o Centro

Leia mais

Aglomerações Industriais Especializadas no Brasil

Aglomerações Industriais Especializadas no Brasil Projeto de Pesquisa Arranjos e Sistemas Produtivos Locais e as Novas Políticas de Desenvolvimento Industrial e Tecnológico Aglomerações Industriais Especializadas no Brasil João Saboia (Instituto de Economia

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

BOLETIM MENSAL DO BIODIESEL

BOLETIM MENSAL DO BIODIESEL Superintendência de Refino, Processamento de Gás Natural e Produção de Biocombustíveis APRESENTAÇÃO JUNHO DE 2015 www.anp.gov.br Boletins ANP BOLETIM MENSAL DO BIODIESEL Agência Nacional do Petróleo, Gás

Leia mais

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 6, n. 47 - Outubro/2015 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br

Leia mais

DESAFIOS DA PECUÁRIA LEITEIRA

DESAFIOS DA PECUÁRIA LEITEIRA DESAFIOS DA PECUÁRIA LEITEIRA Walter Miguel Ribeiro Engenheiro Agrônomo GERAR RENDA??? Como gerar renda Renda Resultado = Quantidade de leite + Quantidade de animais - CUSTO TOTAL x preço do leite x preço

Leia mais

TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2011

TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2011 SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL COINT - Coordenação-Geral de Análise e Informações das Transferências Financeiras Intergovernamentais TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2011

Leia mais

Pecuária: um investimento sustentável no longo prazo Grupo de Economia e Gestão da Proteína Animal Cepea/Esalq/USP

Pecuária: um investimento sustentável no longo prazo Grupo de Economia e Gestão da Proteína Animal Cepea/Esalq/USP Pecuária: um investimento sustentável no longo prazo 2016 Grupo de Economia e Gestão da Proteína Animal Cepea/Esalq/USP Planejament o estratégico Empresa Hoje Projetos Empresa Futuro n Y= k=0 Expectativas

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA O mês de março de 2015 foi marcado pelo anúncio dos principais resultados da economia de 2014 e deste início de 2015. Dentre eles destacaramse o PIB, taxa de desemprego nas principais

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CONCURSO PÚBLICO PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CARGO DE TÉCNICO BANCÁRIO NOVO CARREIRA ADMINISTRATIVA

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CONCURSO PÚBLICO PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CARGO DE TÉCNICO BANCÁRIO NOVO CARREIRA ADMINISTRATIVA Técnico Bancário Novo AC Cruzeiro do Sul 1618 CR* Técnico Bancário Novo AC Rio Branco 6648 CR * Técnico Bancário Novo AC Sena Madureira 1065 CR* Técnico Bancário Novo AL Maceió 22524 CR * Técnico Bancário

Leia mais

A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON

A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON ASSOCON Associação Nacional dos Confinadores Entidade nacional com 85 membros 21% do volume confinado

Leia mais

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro 2015 PARANÁ A estimativa de área para a safra 2015/16 de soja é recorde no Paraná. Segundo os técnicos de campo serão semeados 5,24 milhões de hectares,

Leia mais

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 ( t ) ( US$ / t )

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 ( t ) ( US$ / t ) BRASIL IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 (POR PAÍS) PAÍSES JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ARGENTINA Volume ( Ton/Liq ) 399.473,26 422.403,60 501.033,08 371.050,32 437.918,87 2.131.879,13 Valor

Leia mais

PREÇO DA ARROBA INFLUENCIA VALOR DO SAL MINERAL

PREÇO DA ARROBA INFLUENCIA VALOR DO SAL MINERAL Ano 3 Edição 20 Agosto 2011 PREÇO DA ARROBA INFLUENCIA VALOR DO SAL MINERAL A adequada suplementação mineral na alimentação é essencial para garantir o bom desempenho e a saúde do rebanho. A quantidade

Leia mais

Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra

Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra Ano 8 Edição 15 - Setembro de 2015 Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra A forte valorização do dólar frente ao Real no decorrer deste ano apenas no período de

Leia mais

Preço Médio da Soja em Mato Grosso do Sul - Junho de 2011 - Em R$ por saca de 60 kg.

Preço Médio da Soja em Mato Grosso do Sul - Junho de 2011 - Em R$ por saca de 60 kg. 1 2 NORTE Os preços pagos aos Produtores Rurais na região Norte do Estado neste mês de junho variaram entre a mínima de R$ 38,5 no dia 3/6 no município de São Gabriel do Oeste e a máxima de R$ 4, no dia

Leia mais

AGRONEGÓCIOS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS NO BRASIL E NO MUNDO EM 2015/2016. Carlos Cogo Outubro/2015

AGRONEGÓCIOS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS NO BRASIL E NO MUNDO EM 2015/2016. Carlos Cogo Outubro/2015 AGRONEGÓCIOS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS NO BRASIL E NO MUNDO EM 2015/2016 Carlos Cogo Outubro/2015 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 115 110 105 100 95 90 85 80 75 70 65 60 55 CARNES: EVOLUÇÃO

Leia mais

Visão Geral do Potencial do Mercado Florestal para a Região do MATOPIBA Tocantins Florestal Nov/2013

Visão Geral do Potencial do Mercado Florestal para a Região do MATOPIBA Tocantins Florestal Nov/2013 Visão Geral do Potencial do Mercado Florestal para a Região do MATOPIBA Tocantins Florestal Nov/2013 www.consufor.com A EMPRESA A Consufor é uma empresa de consultoria em NEGÓCIOS e ESTRATÉGIAS, especializada

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Sigla CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Ind Nº 9/215 Técnicos Resp Equipe CGPM

Leia mais

Mercado do Boi Gordo

Mercado do Boi Gordo Mercado do Boi Gordo Perspectivas para os próximos anos SIC Esteio - RS Agosto 2006 Fabiano R. Tito Rosa Scot Consultoria Índice 1. Brasil: país pecuário 2. Comportamento dos preços internos 3. Perspectivas

Leia mais

Comercialização do Tomate de Mesa no Entreposto Terminal de São Paulo

Comercialização do Tomate de Mesa no Entreposto Terminal de São Paulo Comercialização do Tomate de Mesa no Entreposto Terminal de São Paulo Engenheiro Agrônomo Paulo Roberto Ferrari Centro de Qualidade, Pesquisa & Desenvolvimento Volume comercializado ETSP de frutas, hortaliças,

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO (VBP) AGROPECUÁRIO Julho/2015 R$ milhões VBP PRINCIPAIS PRODUTOS AGRÍCOLAS LAVOURAS

Leia mais

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009 Instituto Mato Grossense de Economia Agrícola RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009 Presidente: Rui Carlos Ottoni Prado Superintendente: Seneri Kernbeis Paludo Elaboração: Otávio L. M.

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos RORAIMA OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos RORAIMA OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos RORAIMA OUTUBRO DE 2015 DADOS GERAIS DO ESTADO DA RORAIMA Total Part % Brasil Part % Região Área Total - km² 224.118 2,64% 5,82% População - mil (1)

Leia mais

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA FEV/2015

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA FEV/2015 ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA FEV/015 O COMÉRCIO VAREJISTA NO BRASIL APRESENTA RETRAÇÃO NAS VENDAS EM FEVEREIRO A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) realizada pelo Instituto Brasileiro

Leia mais

BOLETIM MENSAL DO BIODIESEL

BOLETIM MENSAL DO BIODIESEL Superintendência de Refino, Processamento de Gás Natural e Produção de Biocombustíveis APRESENTAÇÃO JANEIRO DE 2015 www.anp.gov.br Boletins ANP BOLETIM MENSAL DO BIODIESEL Agência Nacional do Petróleo,

Leia mais

Diretoria de Agronegócios

Diretoria de Agronegócios Proteção de Preços no Mercado Agropecuário Renato Barreto Riscos da atividade agropecuária Climáticos e/ou intempéries Preço Crédito... Mitigadores de Risco de Preço Risco: Oscilação nos preços das mercadorias

Leia mais

A Cadeia Produtiva do Leite no Contexto Nacional e Internacional

A Cadeia Produtiva do Leite no Contexto Nacional e Internacional SEBRAE-RO / SEAGRI / CONDALRON DIAGNÓSTICO DA CADEIA PRODUTIVA DO LEITE DE RONDÔNIA A Cadeia Produtiva do Leite no Contexto Nacional e Internacional Lorildo STOCK Porto Velho - RO 18.08.2015 Crise internacional,

Leia mais

CARNE BOVINA Período: JULHO/2011

CARNE BOVINA Período: JULHO/2011 CARNE BOVINA Período: JULHO/2011 MERCADO INTERNO BOVINO Quadro I - PREÇOS PAGOS AOS PRODUTORES - R$/unidade PERÍODOS ANTERIORES PRAÇA UF UNID 12 MESES 6 MESES 1 MÊS Barretos SP @ 81,55 104,88 100,70 97,27

Leia mais

PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 06/02/2015

PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 06/02/2015 PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 06/02/2015 Cotação Diária do Suíno Vivo, por Unidade da Federação Data MG SP PR SC RS DF MT Carcaça CEPEA 05/02/2015 R$ 3,68 R$ 3,35 R$ 3,17 R$ 3,23 R$ 3,28 R$ 4,01

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS EXPORTADORAS DE CARNES. Perfil da Produção Bovina no Brasil

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS EXPORTADORAS DE CARNES. Perfil da Produção Bovina no Brasil ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS EXPORTADORAS DE CARNES Perfil da Produção Bovina no Brasil BRASIL NO MERCADO MUNDIAL, 2008 % MUNDIAL REBANHO CABEÇAS ABATE ANUAL PRODUÇÃO ANUAL EXPORTAÇÕES CONSUMO

Leia mais

Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol

Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol Oficina Sustentabilidade do Bioetanol 25 e 26 de fevereiro de 2010 Brasília Miguel Taube Netto UniSoma Luis Franco de Campos Pinto UniSoma Estudo

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INFORMÁTICA MARÇO DE 2010

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INFORMÁTICA MARÇO DE 2010 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INFORMÁTICA MARÇO DE 2010 1 2 PRODUTOS CADEIA PRODUTIVA DO SETOR DE INFORMÁTICA - 2007 Hardware Software Serviços 38,2% 11,8% 50,0% Computadores Gerenciamento

Leia mais

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA ( 44.ª EDIÇÃO ) AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PRESIDENTE Ronaldo Mota Sardenberg CONSELHEIROS Emília

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE ALIMENTOS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO BRASIL 2012 EXPORTAÇÕES US$ 43 Bilhões (23%) 23% Ásia 22% União Europeia FATURAMENTO

Leia mais

PREÇOS CORRENTES 15/03/2013

PREÇOS CORRENTES 15/03/2013 PREÇOS CORRENTES 15/03/2013 SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. Cotações Base Agrícola 05. Açúcar 07.

Leia mais

Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ. Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima

Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ. Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima Leite de Cabra Uma função social no Município de Coronel Xavier Chaves Aluno: Alexandre Rodrigues Loures A

Leia mais

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA DO BRASIL EM 2003, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO 1

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA DO BRASIL EM 2003, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO 1 VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA DO BRASIL EM 2003, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO 1 Alfredo Tsunechiro 2 Vagner Azarias Martins 3 1 - INTRODUÇÃO 1 2 3 Qual a verdadeira magnitude do valor da produção agropecuária

Leia mais

FUNDAÇÃO CESGRANRIO IBGE CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 02/2013 RELAÇÃO CANDIDATO/VAGA

FUNDAÇÃO CESGRANRIO IBGE CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 02/2013 RELAÇÃO CANDIDATO/VAGA POLO TOTAL DE PARTICIPANTES VAGAS AC - BRASILEIA 526 1 AC - CRUZEIRO DO SUL 317 2 AC - TARAUACÁ 334 1 AL - PALMEIRA DOS ÍNDIOS 925 2 AL - PENEDO 498 1 AL - SÃO MIGUEL DOS CAMPOS 751 1 AL - UNIÃO DOS PALMARES

Leia mais

Quadro 1 Ganho de peso de novilhos (g / cab / d) em pastejo de forrageiras de acordo com a época do ano. ... ... ...

Quadro 1 Ganho de peso de novilhos (g / cab / d) em pastejo de forrageiras de acordo com a época do ano. ... ... ... Falar em suplementar bovinos de corte, com grãos, nas águas, normalmente é tido como antieconómico. No entanto, sabendo utilizar tal suplementação, é uma alternativa de manejo interessante que pode contribuir

Leia mais

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2013 MUNDO A economia mundial cada vez mais globalizada tem sido o principal propulsor responsável pelo aumento da produção de soja. Com o aumento do

Leia mais

Logística e Desenvolvimento Econômico

Logística e Desenvolvimento Econômico Logística e Desenvolvimento Econômico Imperativos para o desenvolvimento acelerado e sustentável: Ampla e moderna rede de infraestrutura Logística eficiente Modicidade tarifária Programa de Aceleração

Leia mais

BOLETIM SEMANAL R$ 68,70 R$ 67,90 R$ 430,00 R$ 400,00

BOLETIM SEMANAL R$ 68,70 R$ 67,90 R$ 430,00 R$ 400,00 13/2 15/2 17/2 19/2 21/2 23/2 25/2 27/2 1/3 3/3 5/3 7/3 9/3 11/3 13/3 15/3 Contratos Negociados (x 1000) Cents de US$/bu Análise Estatística de Algodão Algodão PREÇOS CAEM: Assim como no cenário de âmbito

Leia mais

ELETRODOMÉSTICOS E ELETROELETRÔNICOS

ELETRODOMÉSTICOS E ELETROELETRÔNICOS DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ELETRODOMÉSTICOS E ELETROELETRÔNICOS MAIO DE 2016 PRODUTOS CADEIA DE ELETROELETRÔNICOS Matérias-primas Básicas Aço Motores Componentes Outros insumos

Leia mais

BOVINOCULTURA DE CORTE

BOVINOCULTURA DE CORTE BOVINOCULTURA DE CORTE MERCADO INTERNO De 07 a 17 de outubro, o preço médio da arroba do boi, no estado, foi de R$ 126,12. No período houve leve valorização de 1,67%. Mesmo com o preço da arroba em patamar

Leia mais

Gestão de propriedades rurais

Gestão de propriedades rurais Gestão de propriedades rurais Fabiano Alvim Barbosa Médico Veterinário Doutor Produção Animal Professor - Escola de Veterinária - UFMG Setembro, 2012 Alta Floresta - MT Gestão e Planejamento A gestão empresarial

Leia mais

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012.

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. Os casos de Invalidez Permanente representaram a maioria das indenizações pagas

Leia mais

Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil

Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil O Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil é mais uma publicação do Plano Juventude Viva, que reúne ações de prevenção para reduzir a vulnerabilidade de jovens

Leia mais

Evolução do Custo de Produção SOJA

Evolução do Custo de Produção SOJA Evolução do Custo de Produção SOJA XXXV Reunião de Pesquisa da Soja Fábio Francisco de Lima Pesquisador do CEPEA/ESALQ-USP -51% -32% -12% -29% -16% -26% 5% 11% -27% -11% -15% -6% -4% -13% -13% % % % 21%

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DA ATIVIDADE PECUÁRIA DE CRIA NOS BIOMAS PANTANAL, AMAZÔNICO E CERRADO

CARACTERIZAÇÃO DA ATIVIDADE PECUÁRIA DE CRIA NOS BIOMAS PANTANAL, AMAZÔNICO E CERRADO CARACTERIZAÇÃO DA ATIVIDADE PECUÁRIA DE CRIA NOS BIOMAS PANTANAL, AMAZÔNICO E CERRADO tbcarval@cepea.org.br APRESENTACAO ORAL-Economia e Gestão no Agronegócio THIAGO BERNARDINO DE CARVALHO; SERGIO DE ZEN.

Leia mais