LISTA DE EXERCÍCIOS DA DISCIPLINA COMUNICAÇÃO OFICIAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LISTA DE EXERCÍCIOS DA DISCIPLINA COMUNICAÇÃO OFICIAL"

Transcrição

1 LISTA DE EXERCÍCIOS DA DISCIPLINA COMUNICAÇÃO OFICIAL Esta série de questões consiste em um material de apoio ao estudo e à fixação de conceitos do programa de Comunicação Oficial. Na prova, as questões serão objetivas, conforme determina a legislação pertinente. 1) Quais são os elementos básicos do processo de comunicação? 2) A competência na comunicação organizacional se mede: A) pelo rebuscamento. B) pela erudição. C) pelo preciosismo. D) pela clareza. 3) Na Comunicação Oficial, o único emissor é: A) a Administração Pública. B) o público em geral. C) o Serviço Público. D) a Organização Social. 4) Estabeleça a relação entre as colunas, numerando a segunda de acordo com os elementos do processo de comunicação expressos na primeira: ( 1 ) emissor ( 2 ) receptor ( 3 ) código ( 4 ) canal ( 5 ) mensagem ( 6 ) contexto ( ) Língua Portuguesa formal ( ) Diário Oficial, documentos e publicações ( ) Órgãos Públicos e público em geral ( ) programas e projetos da Administração Pública ( ) informações, comunicados e registros ( ) Órgãos Públicos 5) O padrão exigido pela linguagem formal é: A) o regionalismo. B) a norma culta. C) a gíria. D) o coloquialismo.

2 6) Como se expressa a formalidade na Comunicação Oficial? 7) O que é burocratês? 8) Quais são os princípios que garantem o entendimento da mensagem oficial? 9) O que é coesão? 10) Quando a mensagem se apresenta fragmentada ou incompleta, houve falha quanto à: A) formatação. B) digitação. C) coesão. D) grafia. 11) Quando a mensagem se torna absurda ou contraditória, houve falha quanto à: A) coerência. B) concordância. C) acentuação. D) diagramação. 12) A frase As inscrições para o Ciclo de Palestras sobre Comunicação Estratégica, que se realizará no período de 25 a 29 de julho de 2005, devem ser feitas junto à Secretaria da Fundação contém os seguintes vícios de linguagem: A) eco e solecismo. B) tautologia e barbarismo. C) eco e cacofonia. D) tautologia e modismo/clichê. 13) Dentre as frases a seguir, a única que não contém solecismo é: A) Concluído os relatórios, enviaram o material ao Diretor. B) Os adevogados desta empresa ganharam todas as causas. C) A Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro está situada à Rua Afonso Cavalcanti. D) Dado os resultados da última pesquisa, o grupo está confiante. 14) A opção em que o elemento da direita não substitui corretamente a expressão/o clichê em negrito à esquerda é: A) Solicitarei meu diploma junto à Secretaria. (na) B) Venho por meio deste informar que a reunião de diretores foi transferida para segunda-feira. (Informo) C) Outrossim anexamos cópias dos documentos enviados por Vossa Senhoria. (no entanto) D) No mês em curso, devemos apresentar o relatório. (Neste mês)

3 15) O vereador cumprimentou o deputado em seu gabinete. A frase apresenta: A) eco. B) barbarismo. C) cacofonia D) ambigüidade. 16) Relacione os clichês e a adequada substituição no texto oficial: (1) Rogamos a Vossa Senhoria a gentileza de... (2) Peço o empenho e a atenção de Vossa Senhoria... (3) Acuso o recebimento do memorando... (4) Está em nosso poder o ofício... (5) Os itens abaixo relacionados... (6) Os itens supracitados... ( ) Solicito a Vossa Senhoria... ( ) Os itens mencionados no parágrafo... ( ) Recebi o memorando... ( ) Solicitamos a Vossa Senhoria... ( ) Recebemos o ofício... ( ) Os itens a seguir... 17) Indique o Pronome de Tratamento adequado às seguintes autoridades: Prefeito: Secretário Municipal de Obras: Vereador: Presidente da Câmara Municipal: Reitor: Bispo: Deputado Federal: Deputado Estadual: 18) Para dar ao documento um caráter de formalidade e elegância, devemos escrever o Pronome de Tratamento por extenso ou abreviado? 19) O Pronome usado no tratamento direto para uma autoridade da alta hierarquia é Vossa Excelência ou Sua Excelência? 20) O pronome usado no tratamento indireto para uma autoridade da média hierarquia é Vossa Senhoria ou Sua Senhoria? 21) A concordância com o Pronome de Tratamento está correta na frase: A) Suas Excelências estão reunido no palanque. B) Sua Senhoria já elaborou o contrato. C) Solicitamos que Vossa Senhoria justifique vossa escolha. D) Vossa Excelência deveis receber ainda hoje o comunicado do Secretário.

4 22) Quando o receptor é hierarquicamente superior ao emissor, o fecho de cortesia utilizado é: 23) Quando o emissor é hierarquicamente superior ao receptor, o fecho de cortesia utilizado é: 24) Quando o emissor e o receptor estão no mesmo nível hierárquico, o fecho de cortesia utilizado é: 25) O Diretor do Departamento empregou no ofício o fecho Respeitosamente. Identifique a frase que contém o receptor dessa mensagem: A) O Secretário Municipal de Saúde compareceu à reunião. B) A professora apresentou o plano de aula. C) O contador divulgou as planilhas. D) O agente auxiliar foi elogiado. 26) Como se chama a modalidade de comunicação entre unidades administrativas de um mesmo órgão? 27) Como se denomina a correspondência oficial com entidades públicas e privadas ou com pessoas físicas? 28) Que tipo de linguagem devemos adotar ao redigir uma mensagem de correio eletrônico institucional? 29) Em que parte do relatório, o redator apresenta um parecer, opina ou sugere? 30) Identifique o sinal de pontuação adequado ao vocativo e ao fecho de comunicação: A) vírgula. B) ponto. C) dois-pontos. D) ponto-e-vírgula.

5 GABARITO 1) Emissor, receptor, mensagem, referente ou contexto, canal e código. 2) D 3) C 4) ( 3 ) Língua Portuguesa formal ( 4 ) Diário Oficial, documentos e publicações ( 2 ) Órgãos Públicos e público em geral ( 6 ) programas e projetos da Administração Pública ( 5 ) informações, comunicados e registros ( 1 ) Órgãos Públicos 5) B 6) Na impessoalidade, no uso do padrão culto da língua, no emprego dos Pronomes de Tratamento e dos Fechos para Comunicações. 7) Tipo de linguagem administrativa ultrapassada, constituída de clichês, expressões e formas arcaicas de construção de frases. 8) Clareza, precisão, correção, coesão e coerência. 9) Compreende-se coesão como a costura formal, isto é, a conexão que se estabelece entre palavras, estruturas e enunciados, que se justapõem e se articulam adequadamente, conferindo ao texto unidade. 10) C 11) A 12) D: tautologia (no período de...) e modismo/clichê (junto à). 13) B (em adevogados, há um barbarismo); em A, C e D, há solecismos (concluídos os relatórios, situada à em vez de na, dados os resultados). 14) C (outrossim = também). 15) D (gabinete do vereador ou do deputado?).

6 16) ( 2 ) Solicito a Vossa Senhoria... ( 6 ) Os itens mencionados no parágrafo... ( 3 ) Recebi o memorando... ( 1 ) Solicitamos a Vossa Senhoria... ( 4 ) Recebemos o ofício... ( 5 ) Os itens a seguir... 17) Prefeito: Vossa Excelência Secretário Municipal de Obras: Vossa Senhoria Vereador: Vossa Senhoria Presidente da Câmara Municipal: Vossa Excelência Reitor: Vossa Magnificência Bispo: Vossa Excelência Reverendíssima Deputado Federal: Vossa Excelência Deputado Estadual: Vossa Excelência 18) Por extenso. 19) Vossa Excelência 20) Sua Senhoria 21) B A) estão reunidos; B) correta; C) vossa (sua) escolha; deveis (deve) 22) Respeitosamente. 23) Atenciosamente. 24) Atenciosamente. 25) A 26) Memorando. 27) Ofício. 28) Formal. 29) Na conclusão. 30) A

Nova Ortografia - Atualização em Redação Oficial

Nova Ortografia - Atualização em Redação Oficial GESPÚBLICA EGM FAMEM Nova Ortografia - Atualização em Redação Oficial Prof. Tammy de Oliveira Cunha Ramos Licenciada em Letra s UERJ e Coordenadora da Escola de Gestão Municipal/FAMEM Origem Nossa Língua-

Leia mais

Introdução Redação Redação Comercial Microsoft Word 2010

Introdução Redação Redação Comercial Microsoft Word 2010 Sumário Introdução... 1 ATA... 3 Circular... 5 DECLARAÇÃO... 8 REQUERIMENTO... 10 Envelopes... 11 MEMORANDOS... 13 PROCURAÇÕES... 16 OFÍCIO... 17 CARTA DE COBRANÇA... 19 ATESTADO... 22 ATESTADO... 23 CURRICULUM

Leia mais

Unidade 3 Como escrever uma carta

Unidade 3 Como escrever uma carta UNIDADE 3 Inicialmente, é preciso destacar dois tipos básicos de carta. O primeiro é a correspondência oficial e comercial, que nos é enviada pelos poderes políticos ou por empresas privadas (comunicações

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Programa de Certificação de Qualidade Curso de Graduação em Administração

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Programa de Certificação de Qualidade Curso de Graduação em Administração FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Programa de Certificação de Qualidade Curso de Graduação em Administração PROVA DE COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL 1º Semestre / 2010 - P2 - TIPO 1 DADOS DO ALUNO: Nome: Assinatura INSTRUÇÕES:

Leia mais

( 3 ) e-mail entre colegas. ( 2 ) conferência ( 1 ) diálogo familiar. O Poder da Língua

( 3 ) e-mail entre colegas. ( 2 ) conferência ( 1 ) diálogo familiar. O Poder da Língua a Comunicação PRÁTICA Institucional Entendendo 1) Faça a correspondência entre as colunas, considerando a Comunicação Oficial: (1) Emissor (2) Receptor (3) Contexto ou Referente (4) Código (5) Canal (6)

Leia mais

Noções sobre comunicação na Administração Pública. O que é Redação Oficial. Gustavo Justino de Oliveira*

Noções sobre comunicação na Administração Pública. O que é Redação Oficial. Gustavo Justino de Oliveira* Noções sobre comunicação na Administração Pública O que é Redação Oficial Gustavo Justino de Oliveira* O presente material contará principalmente de informações colhidas no Manual de Redação da Presidência

Leia mais

NORMA DE CORRESPONDÊNCIA NOR 103

NORMA DE CORRESPONDÊNCIA NOR 103 MANUAL DE ORGANIZAÇÃO COD. 100 ASSUNTO: CORRESPONDÊNCIA COD: NOR 103 APROVAÇÃO: Resolução nº 024, de 02/09/03 NORMA DE CORRESPONDÊNCIA NOR 103 1/13 SUMÁRIO 1. FINALIDADE... 02 2. CONCEITUAÇÃO... 02 3.

Leia mais

PROVA ESCRITA. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015. Duração: 90 minutos (escrita) e 15 minutos (oral)

PROVA ESCRITA. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015. Duração: 90 minutos (escrita) e 15 minutos (oral) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015 Prova 06 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90 minutos (escrita)

Leia mais

MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE DOCUMENTOS E ATOS OFICIAIS

MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE DOCUMENTOS E ATOS OFICIAIS CÂMARA DE VEREADORES DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ Avenida das Flores, 675 Bairro dos Estados Balneário Camboriú Santa Catarina 88339-130 www.balneariocamboriu.sc.leg.br (47) 3263-7686 MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE

Leia mais

PARALELISMO SINTÁTICO E SEMÂNTICO Prof. Esp. Volney Ribeiro

PARALELISMO SINTÁTICO E SEMÂNTICO Prof. Esp. Volney Ribeiro PARALELISMO SINTÁTICO E SEMÂNTICO Prof. Esp. Volney Ribeiro O paralelismo consiste na apresentação de idéias similares, coordenadas, equivalentes, numa forma gramatical ou semântica idêntica. Assim, pode-se

Leia mais

REDAÇÃO TÉCNICA: Certidões, Termos de Declarações, Notificações, Memorandos, Atas e Ofícios

REDAÇÃO TÉCNICA: Certidões, Termos de Declarações, Notificações, Memorandos, Atas e Ofícios REDAÇÃO TÉCNICA: Certidões, Termos de Declarações, Notificações, Memorandos, Atas e Ofícios CONSIDERAÇÕES GERAIS: FORMA E ESTRUTURA ESPECÍFICAS PRONOMES DE TRATAMENTO MACRO ESTRUTURA PRONOMES DE TRATAMENTO

Leia mais

Conhecer a estrutura e identifi car características linguísticas e textuais dos textos profi ssionais.

Conhecer a estrutura e identifi car características linguísticas e textuais dos textos profi ssionais. Leitura e Produção Textual I Textos profissionais Objetivo da Aula Conhecer a estrutura e identifi car características linguísticas e textuais dos textos profi ssionais. Após o curso de graduação (ou concomitante

Leia mais

1 Apresentação 2 Formatação do texto Papel: Margens: Tipo de Letra: Tamanho da fonte: Espaço entre as linhas:

1 Apresentação 2 Formatação do texto Papel: Margens: Tipo de Letra: Tamanho da fonte: Espaço entre as linhas: 1 2 1 Apresentação Este documento tem por objetivo apresentar orientações para a redação e formatação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na modalidade de Artigo Científico. Para a elaboração do artigo

Leia mais

Lição 4 Instrumentos de Correspondências dos Correios

Lição 4 Instrumentos de Correspondências dos Correios 69 Lição 4 Instrumentos de Correspondências dos Correios Após concluir o estudo desta lição, esperamos que você possa: Associar os instrumentos de correspondências dos Correios às suas respectivas características.

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Departamento Geral de Administração e Finanças TERMO DE REFERÊNCIA

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Departamento Geral de Administração e Finanças TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA Código de Classificação: 13.02.01.15 1 DO OBJETO: A presente licitação tem por objeto a contratação de empresa para prestação dos serviços de cobertura securitária (seguro) para assegurar

Leia mais

REDAÇÃO OFICIAL E A IMPORTÂNCIA DO ATO DE COMUNICAR

REDAÇÃO OFICIAL E A IMPORTÂNCIA DO ATO DE COMUNICAR REDAÇÃO OFICIAL E A IMPORTÂNCIA DO ATO DE COMUNICAR Rosângela Vasconcelos Tavares Professora Revisora-Redatora Língua e Comunicação [Adicione uma legenda para sua foto aqui.] Redação Oficial: O que é?

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PAPER NO ACOMPANHAMENTO ESPECIAL DE TODAS AS DISCIPLINAS

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PAPER NO ACOMPANHAMENTO ESPECIAL DE TODAS AS DISCIPLINAS 1 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PAPER NO ACOMPANHAMENTO ESPECIAL DE TODAS AS DISCIPLINAS APRESENTAÇÃO Esse documento é dirigido aos docentes e discentes da Fesp Faculdades com a finalidade de adotar normas

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO 2016.2 UNICE - ENSINO SUPERIOR

MANUAL DO CANDIDATO 2016.2 UNICE - ENSINO SUPERIOR MANUAL DO CANDIDATO 2016.2 UNICE - ENSINO SUPERIOR 1. DA VALIDADE O Vestibular, anunciado neste Manual, é válido para admissão nos cursos de Graduação da Faculdade de Ciências Tecnológicas de Fortaleza

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE Curso: BACHAREL EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE Curso: BACHAREL EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FLUXO DO TCC 6o SEM 7o SEM 8o SEM PESQUISA EM INFORMÁTICA Além da ementa da disciplina, o aluno desenvolverá uma proposta de pesquisa, que poderá ou não continuar a ser trabalhada nas disciplinas de TCC1,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. 038/2008. DISPÕE SOBRE ESTÁGIO DE ESTUDANTES, ESTABELECE VALORES DA BOLSA-AUXÍLIO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

PROJETO DE LEI Nº. 038/2008. DISPÕE SOBRE ESTÁGIO DE ESTUDANTES, ESTABELECE VALORES DA BOLSA-AUXÍLIO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. PROJETO DE LEI Nº. 038/2008. DISPÕE SOBRE ESTÁGIO DE ESTUDANTES, ESTABELECE VALORES DA BOLSA-AUXÍLIO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. CELSO OLIMAR CALGARO, Prefeito do Município de José Bonifácio, Estado de

Leia mais

Unidade III. Comunicação Empresarial. Profª. Cleide de Freitas

Unidade III. Comunicação Empresarial. Profª. Cleide de Freitas Unidade III Comunicação Empresarial Profª. Cleide de Freitas Resumo aula anterior Construção de textos Tipos de parágrafos Texto Narrativo, Descritivo e Dissertativo Resumo Esquema Resenha Sinóptico O

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 122/2014, DE 04 DE DEZEMBRO DE 2014

PROJETO DE LEI Nº 122/2014, DE 04 DE DEZEMBRO DE 2014 PROJETO DE LEI Nº 122/2014, DE 04 DE DEZEMBRO DE 2014 AUTORIZA O MUNICÍPIO A CONTRATAR OPERAÇÃO DE CRÉDITO JUNTO À CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CAIXA, NA QUALIDADE DE AGENTE FINANCEIRO, PARA REALIZAÇÃO DE

Leia mais

CADERNO DE PROVAS OBJETIVA E REDAÇÃO

CADERNO DE PROVAS OBJETIVA E REDAÇÃO CADERNO DE PROVAS OBJETIVA E REDAÇÃO CURSO: COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 1. Esta prova contém Redação e 20(vinte) questões objetivas. Caso o caderno esteja incompleto

Leia mais

COMERCIAL CABO TV SÃO PAULO LTDA

COMERCIAL CABO TV SÃO PAULO LTDA São Paulo, 16 de outubro de 1998 À Agência Nacional de Telecomunicações Superintendência de Serviços de Comunicação de Massa SAS - Quadra 06 - Bloco H - 2º andar - Biblioteca 70313-900 - Brasília - DF

Leia mais

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Gêneros Textuais Técnico-Profissionais

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Gêneros Textuais Técnico-Profissionais Universidade Cruzeiro do Sul Campus Virtual Unidade I: Unidade: Gêneros Textuais Técnico-Profissionais 2010 0 Unidade: Gêneros Textuais Técnico- Profissionais Você já teve medo de escrever um texto? Sim?

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 298/2013 Poder Executivo

PROJETO DE LEI Nº 298/2013 Poder Executivo DIÁRIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Porto Alegre, segunda-feira, 2 de dezembro de 2013. PRO 1 PROJETO DE LEI Nº 298/2013 Poder Executivo Cria categorias funcionais no Quadro dos Servidores de Escola,

Leia mais

NORMAS PARA ENVIO DE TRABALHOS PARA O III ENUT ENCONTRO CIENTÍFICO DOS ACADÊMICOS DE NUTRIÇÃO

NORMAS PARA ENVIO DE TRABALHOS PARA O III ENUT ENCONTRO CIENTÍFICO DOS ACADÊMICOS DE NUTRIÇÃO NORMAS PARA ENVIO DE TRABALHOS PARA O III ENUT ENCONTRO CIENTÍFICO DOS ACADÊMICOS DE NUTRIÇÃO TEMA: A Nutrição e o grupo materno-infantil e adolescente Data do evento: 15 DE ABRIL 08:00 às 18:30 h 16 DE

Leia mais

ORIENTAÇÕES TRABALHO EM EQUIPE. Trabalho em Equipe. Gestão Ambiental

ORIENTAÇÕES TRABALHO EM EQUIPE. Trabalho em Equipe. Gestão Ambiental 2015 Trabalho em Equipe Gestão Ambiental Caros alunos, A seguir colocamos as orientações para a realização do trabalho em equipe. Trabalho em Equipe O trabalho em equipe é uma atividade que deverá ser

Leia mais

LEI Nº. 179/2007, DE 08/06/2007

LEI Nº. 179/2007, DE 08/06/2007 LEI Nº. 179/2007, DE 08/06/2007 Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Malhada/BA, no uso de uma de suas atribuições legais,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO. META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico.

DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO. META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico. DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO Aula 3 META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno(a) deverá: ler

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPETININGA ESTADO DE SÃO PAULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPETININGA ESTADO DE SÃO PAULO Itapetininga SP, 07 de janeiro de 2016. FINALIDADE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA REALIZAÇÃO DO CURSO DE MANICURE, DE SOLIDARIEDADE DE ITAPETININGA - SECRETARIA MUNICIPAL DE GABINETE. Ficha nº 20 FONTE DE

Leia mais

MENSAGEM N.º 164, DE 2015 (Do Poder Executivo)

MENSAGEM N.º 164, DE 2015 (Do Poder Executivo) CÂMARA DOS DEPUTADOS MENSAGEM N.º 164, DE 2015 (Do Poder Executivo) Aviso nº 209/2015 - C. Civil Submete à consideração do Congresso Nacional o texto do Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos

Leia mais

EXERCÍCIOS SOBRE ORIENTAÇÃO A OBJETOS

EXERCÍCIOS SOBRE ORIENTAÇÃO A OBJETOS Campus Cachoeiro de Itapemirim Curso Técnico em Informática Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas Professor: Rafael Vargas Mesquita Este exercício deve ser manuscrito e entregue na próxima aula; Valor

Leia mais

Termos de responsabilidade para uso de site

Termos de responsabilidade para uso de site Termos de responsabilidade para uso de site Este documento contém os Termos de Uso do site oficial da Secretaria Municipal de Educação de Três Rios, estado do Rio de Janeiro, com o seguinte domínio: www.educacaotresrios.rj.gov.br.

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 8700.00063/201-1 Assunto: Restrição de acesso: Providências adicionais Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra

Leia mais

Configurações das notificações do sistema. Mike McBride Tradução: Lisiane Sztoltz

Configurações das notificações do sistema. Mike McBride Tradução: Lisiane Sztoltz Configurações das notificações do sistema Mike McBride Tradução: Lisiane Sztoltz 2 Conteúdo 1 Configurações das notificações do sistema 4 1.1 Aplicativos.......................................... 4 1.1.1

Leia mais

Dicas. Português REDAÇÃO OFICIAL

Dicas. Português REDAÇÃO OFICIAL REDAÇÃO OFICIAL Dicas de Português REDAÇÃO OFICIAL CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA Presidente Corregedor Nacional de Justiça Conselheiros Ministro Ricardo Lewandowski Ministra Nancy Andrighi Ministro Lelio

Leia mais

HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO

HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 01 1 /05/2011 Emissão inicial 03 1º/05/2011 Emissão inicial Elaborado: 1 /05/2011 Revisado: 1 /04/2011 da Qualidade Análise Crítica e Aprovação

Leia mais

AULA 5: A Objetividade do Texto Livro: Redação Empresarial. Mirian Gold. Prof. Valéria Freitas Vargens Email: Valeriapitagoras@gmail.

AULA 5: A Objetividade do Texto Livro: Redação Empresarial. Mirian Gold. Prof. Valéria Freitas Vargens Email: Valeriapitagoras@gmail. Técnicas de Comunicação Oral e Escrita AULA 5: A Objetividade do Texto Livro: Redação Empresarial. Mirian Gold Prof. Valéria Freitas Vargens Email: Valeriapitagoras@gmail.com Leia o texto e faça as correções:

Leia mais

Deve possuir uma sequência ligação direta com o objetivo Causar uma boa impressão garante bons negócios! Prof. Flávia Santos Twardowski Pinto Porto Alegre, 014 de setembro de 2010 Preparação e prática

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 2380.009009/201-30 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra Informação

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE REDAÇÃO

REGULAMENTO CONCURSO DE REDAÇÃO REGULAMENTO CONCURSO DE REDAÇÃO 1 DO CONCURSO O Concurso de Redação do ESPAÇO GESTÃO TAPEJARA, com o tema Inovação e Sustentabilidade Empresarial, obedecerá ao presente regulamento. 2 DOS OBJETIVOS O Concurso

Leia mais

Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO PUBLICA

Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO PUBLICA Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO PUBLICA O que é Redação Oficial Em uma frase, pode-se dizer que redação oficial é a maneira pela qual o Poder Público redige atos normativos e comunicações.

Leia mais

PRÊMIO PROCEL CIDADE EFICIENTE EM ENERGIA ELÉTRICA

PRÊMIO PROCEL CIDADE EFICIENTE EM ENERGIA ELÉTRICA PRÊMIO PROCEL CIDADE EFICIENTE EM ENERGIA ELÉTRICA FICHA DE INSCRIÇÃO 8 ª EDIÇÃO Prefeitura Municipal de Nome do(a) Prefeito(a) Endereço CEP UF Telefone Fax E-mail Responsável pelas informações (nome e

Leia mais

a) MORTE POR ACIDENTE Garante aos beneficiários do segurado o pagamento do valor do capital contratado;

a) MORTE POR ACIDENTE Garante aos beneficiários do segurado o pagamento do valor do capital contratado; TERMO DE REFERÊNCIA Código de Classificação: 13.02.01.15 1 DO OBJETO: A presente licitação tem por objeto a contratação de empresa para prestação dos serviços de cobertura securitária (seguro) para assegurar

Leia mais

- Relatos de experiência e de práticas pedagógicas: Mínimo de 1 página e máximo de 2 conforme o modelo do Anexo IV. Manter cabeçalho.

- Relatos de experiência e de práticas pedagógicas: Mínimo de 1 página e máximo de 2 conforme o modelo do Anexo IV. Manter cabeçalho. ESPECIFICAÇÕES PARA O ENVIO DE ARTIGOS: Serão publicados nos Cadernos Temáticos IV cinco modelos de artigos: relatos de experiência; relatos de práticas pedagógicas; resumos estendidos; artigos e; artigos

Leia mais

Manual de Redação Oficial. Tribunal de Contas do Distrito Federal

Manual de Redação Oficial. Tribunal de Contas do Distrito Federal Manual de Redação Oficial Tribunal de Contas do Distrito Federal ORGANIZAÇÃO DIPLAN TCDF COORDENAÇÃO GERAL José Wilson Gurgel ELABORAÇÃO Henrique Mattei James Quintão de Oliveira REVISÃO Carlos Tobias

Leia mais

LEI N 951, DE 18 DE MARÇO DE 2003

LEI N 951, DE 18 DE MARÇO DE 2003 LEI N 951, DE 18 DE MARÇO DE 2003 Dispõe sobre as Normas do Cerimonial Público e Ordem de Precedência no Município de Bonito-MS., e dá outras providências. Autor: Luemir do Couto Coelho O Prefeito Municipal

Leia mais

REQUERIMENTO Nº 139/2013

REQUERIMENTO Nº 139/2013 CÂMARA MUNICIPAL DE ESTEIO GABINETE DO VEREADOR LEONARDO PASCOAL RUA 24 DE AGOSTO, 535, CENTRO, SALA 06 3º ANDAR CEP: 93280-000 - ESTEIO - RS TELEFONE (51) 3458-5015 - FAX (51) 3458-3366 E-MAIL: contato@leonardopascoal.com.br

Leia mais

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UFSC-BNU N o 01/2016

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UFSC-BNU N o 01/2016 Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Campus Blumenau Departamento de Licenciaturas Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física Polo UFSC - Blumenau EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF-UFSC-BNU N o 01/2016

Leia mais

Estado da Paraíba PREFEITURA MUNICIPAL DE TAVARES GABINETE DO PREFEITO

Estado da Paraíba PREFEITURA MUNICIPAL DE TAVARES GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 704/2013 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL COMPIR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO CONSTITUCIONAL DO MUNICÍPIO DE TAVARES, Estado da Paraíba, usando

Leia mais

EDITAL nº 084/2013 IFMG PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E RELATOS DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS SOBRE O PROEJA E PROEJA FIC NO ÂMBITO DO IFMG

EDITAL nº 084/2013 IFMG PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E RELATOS DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS SOBRE O PROEJA E PROEJA FIC NO ÂMBITO DO IFMG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS REITORIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO Av. Professor Mario Werneck,

Leia mais

Recife/PE 2010 ESTÁGIO REGULAMENTO

Recife/PE 2010 ESTÁGIO REGULAMENTO ESTÁGIO REGULAMENTO Recife/PE 2010 2 CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS DO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1.º O presente regulamento visa cumprir a Política de estágios da Escola Superior de Marketing-ESM

Leia mais

CURSO DE INICIAÇÃO AO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

CURSO DE INICIAÇÃO AO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS APODI COORDENAÇÃO DE GESTÃO DE PESSOAS CURSO DE

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE JARDIM

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE JARDIM CERTIFICADO DE RATIFICAÇÃO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 249/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 390/2014 A COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO, nomeada pelo Decreto nº 085/2013 Composta pelos membros, AUDES MARTINS

Leia mais

APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo)

APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) 1 Índice AULA 1 REDAÇÃO DE DOCUMENTOS... 3 Carta Comercial... 3 Requerimento... 6 Procuração... 7 Memorando... 8 Ofício... 9 Recibo...

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria do Turismo, Esporte e do Lazer Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul - FUNDERGS

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria do Turismo, Esporte e do Lazer Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul - FUNDERGS EDITAL Nº 03/2015 PEQUENAS OBRAS E REFORMAS EM GINÁSIOS ESPORTIVOS, CANCHAS, QUADRAS ESPORTIVAS, ESTÁDIOS, CAMPOS DE FUTEBOL E OUTROS ESPAÇOS DESTINADOS À PRÁTICA DE ESPORTES E AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS

Leia mais

Programa de Pós-graduação em Biofotônica Aplicada às Ciências da Saúde Universidade Nove de Julho - UNINOVE

Programa de Pós-graduação em Biofotônica Aplicada às Ciências da Saúde Universidade Nove de Julho - UNINOVE Programa de Pós-graduação em Biofotônica Aplicada às Ciências da Saúde Universidade Nove de Julho - UNINOVE Normas para Redação de Dissertações/Teses 1. Estrutura A estrutura de uma dissertação, tese ou

Leia mais

ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)

ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) Um resumo das normas Este resumo é indicado, principalmente, para quem for escrever um trabalho científico. Como a própria ABNT diz, ao introduzir o texto

Leia mais

MDI/EAD: olhando com olhos de águia... 1

MDI/EAD: olhando com olhos de águia... 1 MDI/EAD: olhando com olhos de águia... 1 Um dos fatores que mais influenciam a permanência do educando em uma iniciativa EAD é a qualidade dos materiais que lhe são postos à disposição: não podem apresentar

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Barueri Padre Danilo José de Oliveira Ohl. Portaria nº 05/2014

Faculdade de Tecnologia de Barueri Padre Danilo José de Oliveira Ohl. Portaria nº 05/2014 Página 1 de 9 Portaria nº 05/2014 Estabelece e Regulamenta a Política de Uso dos Computadores, Laboratórios de Informática e Equipamentos Eletrônicos da Faculdade de Tecnologia de Barueri. O Diretor da

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE VALINHOS Secretaria da Educação

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE VALINHOS Secretaria da Educação PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE VALINHOS Secretaria da Educação EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2015 A Prefeitura do Município de Valinhos, Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de

Leia mais

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda:

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda: 1 DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009 Regulamenta, no âmbito da Administração pública municipal, o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº. 8.666, de 21 de junho de 1993, e

Leia mais

EMP M RE R SA A DE D SAN A E N AM A E M NT N O T DE D M A M T A O T GRO R SSO DO D SUL U L S.A.

EMP M RE R SA A DE D SAN A E N AM A E M NT N O T DE D M A M T A O T GRO R SSO DO D SUL U L S.A. . REGRAS E FORMATAÇÃO DO RELATÓRIO DE GESTÃO GEDES - 2013 . 1. Construir frases na ordem direta (Ex.: Ordem Direta : Os processos são mantidos por 18 meses no mínimo; Ordem indireta ou inversa: São os

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 11. O princípio da relevância da informação jornalística é o(a): (A) interesse econômico (B) interesse público (C) interesse da empresa (D) interpretação dos fatos (E) interesse

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA INTRODUÇÃO Os Estágios Supervisionados constam de atividades de prática pré-profissional, exercidas em situações reais de trabalho, sem vínculo empregatício,

Leia mais

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS 1 FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS TÍTULO I NATUREZA E OBJETIVO Art. 1º Os estágios curriculares supervisionados previstos

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Campus Sapucaia do Sul

Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Campus Sapucaia do Sul Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Campus Sapucaia do Sul EDITAL n 42/ 2014 - SELEÇÃO EXTERNA TEMPORÁRIA DE PROFESSORES O Instituto Federal Sul-rio-grandense

Leia mais

REGULAMENTO PROJETOS INTERDISCIPLINARES

REGULAMENTO PROJETOS INTERDISCIPLINARES REGULAMENTO PROJETOS INTERDISCIPLINARES 1 1. DAS CARACTERÍSTICAS DO PROJETO INTERDISCIPLINAR Trata-se de unidade curricular que compõe o processo curricular dos Cursos de Graduação que possuem tal componente

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Departamento de Nutrição Curso de Nutrição MANUAL DE RELATÓRIO DE AULAS PRÁTICAS

Universidade Federal de Juiz de Fora Departamento de Nutrição Curso de Nutrição MANUAL DE RELATÓRIO DE AULAS PRÁTICAS Universidade Federal de Juiz de Fora 0 MANUAL DE RELATÓRIO DE AULAS PRÁTICAS Professores: Renato Moreira Nunes Cristiane Gonçalves de Oliveira Fialho Paulo Henrique Fonseca da Silva Renata Maria Souza

Leia mais

DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL 0 INSTRUÇÃO NORMATIVA 1 ÍNDICE 10/06 ASSUNTO S GENERALIDADES 1 1/2 PLANO DE NUMERAÇÃO 2 1/2 ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO 3 1/5 EMISSÃO 4 1/1 IMPLANTAÇÃO, MANUTENÇÃO E AVALIAÇÃO 5 1/3 DISPOSIÇÕES FINAIS 6

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso

Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ Campus Universitário Ministro Reis Velloso Curso de Biomedicina Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso Parnaíba PI 2010 SUMÁRIO I DO CONCEITO...

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 25820.004445/20-69 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

a) Propiciar à comunidade acadêmica interna e externa um espaço destinado ao fomento da investigação científica em todas as áreas do Direito.

a) Propiciar à comunidade acadêmica interna e externa um espaço destinado ao fomento da investigação científica em todas as áreas do Direito. EDITAL N 01/ 2015 PARA PUBLICAÇÃO DA JUS-FADIVA REVISTA JURÍDICA ON-LINE. A Faculdade de Direito de Varginha através da Coordenação do Núcleo de Pesquisa e Monografia dando continuidade ao PROGRAMA DE

Leia mais

LEI N. 4.016/2.001. (Cria a Estrutura Organizacional Básica da Prefeitura Municipal de Rio Verde e dá outras providências)

LEI N. 4.016/2.001. (Cria a Estrutura Organizacional Básica da Prefeitura Municipal de Rio Verde e dá outras providências) LEI N. 4.016/2.001 (Cria a Estrutura Organizacional Básica da Prefeitura Municipal de Rio Verde e dá outras providências) A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE-GO APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: Art. 1

Leia mais

Plano de Trabalho da Ouvidoria UFLA para o ano de 2015

Plano de Trabalho da Ouvidoria UFLA para o ano de 2015 Plano de Trabalho da Ouvidoria UFLA para o ano de 2015 Lavras MG 2015 1 APRESENTAÇÃO A Ouvidoria da Universidade Federal de Lavras, órgão autônomo, criado pela Resolução CUNI nº 018, de 6 de maio de 2009,

Leia mais

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário.

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário. ATO ADMINISTRATIVO REITORIA Nº 15/2015 Aprova o Edital do Processo Seletivo do Programa de Integralização de Créditos para a Conclusão do Curso Superior de Teologia Vestibular 2º semestre de 2015 O REITOR

Leia mais

EDITAL UFU/ PREFE/ DIRSU/ LRQ/ 064/ 2014 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A)

EDITAL UFU/ PREFE/ DIRSU/ LRQ/ 064/ 2014 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) EDITAL UFU/ PREFE/ DIRSU/ LRQ/ 064/ 2014 PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) A Diretoria de Sustentabilidade Ambiental (DIRSU), unidade administrativa da Prefeitura Universitária (PREFE) da Universidade

Leia mais

Trabalho em Equipe. Teoria do Direito

Trabalho em Equipe. Teoria do Direito 2015 Trabalho em Equipe Teoria do Direito Caros alunos, A seguir colocamos as orientações para a realização do trabalho em equipe. Trabalho em Equipe O trabalho em equipe é uma atividade que deverá ser

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO N. 012/13 DO CONSELHO DA Estabelece o programa a sistemática e demais instruções complementares para o concurso público de provas e títulos para preenchimento de vagas de Professor da Carreira

Leia mais

Advogado - Procurador

Advogado - Procurador Advogado - Procurador Conteúdo 1 Cadastro do Advogado 1.1 Verificar requisitos para o Cadastro 1.2 Orientação ao Advogado sobre os Links de instalações 1.3 Preencher o Formulário de Cadastro 1.4 Visualizar

Leia mais

CONJUNTO HABITACIONAL DE INTERESSE SOCIAL BOM RETIRO

CONJUNTO HABITACIONAL DE INTERESSE SOCIAL BOM RETIRO CONJUNTO HABITACIONAL DE INTERESSE SOCIAL BOM RETIRO PROCEDIMENTOS E CRITÉRIOS PARA CADASTRAMENTO E APROVAÇÃO DE ANÁLISE O Prefeito de Paulínia anunciou no último dia 11 de Novembro de 2015, a construção

Leia mais

NORMAS DE PUBLICAÇÃO DA REVISTA ELETRÔNICA SALA DE AULA EM FOCO

NORMAS DE PUBLICAÇÃO DA REVISTA ELETRÔNICA SALA DE AULA EM FOCO 1 NORMAS DE PUBLICAÇÃO DA REVISTA ELETRÔNICA SALA DE AULA EM FOCO Sumário 1. POLÍTICA EDITORIAL... 1 1.1. FOCO E ESCOPO... 1 1.2. PÚBLICO ALVO... 2 1.3. SUBMISSÃO DOS ARTIGOS... 2 1.4. AVALIAÇÃO POR PARES...

Leia mais

Orientação Normativa nº 03/2015 Pró-Reitoria de Gestão com Pessoas

Orientação Normativa nº 03/2015 Pró-Reitoria de Gestão com Pessoas Orientação Normativa nº 03/2015 Pró-Reitoria de Gestão com Pessoas Padroniza os procedimentos no âmbito da Unifesp para o fluxo de documentos para promoção à Classe E, com denominação de Professor Titular,

Leia mais

Centro de Serviços Compartilhados TE. Nome do projeto: Dashboard Mobile Coleção Interativa - Papel Professor

Centro de Serviços Compartilhados TE. Nome do projeto: Dashboard Mobile Coleção Interativa - Papel Professor / 32 Manual Dashboard Mobile Coleção Interativa Papel Versão.4. Pearson Sistemas do Brasil Pearson, Centro de Serviços Compartilhados - Avenida Presidente Kennedy, 2295 Lagoinha. Ribeirão Preto SP Brasil

Leia mais

PORTARIA Nº 79, 26 DE maio DE 2015

PORTARIA Nº 79, 26 DE maio DE 2015 PORTARIA Nº 79, 26 DE maio DE 2015 Institui, no âmbito da Autoridade Pública Olímpica APO, o Serviço de Informação ao Cidadão SIC, e revoga a Portaria nº 41, de 2013, que instituíra e disciplinava o Serviço

Leia mais

CONHECIMENTOS BÁSICOS

CONHECIMENTOS BÁSICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens a seguir se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com o

Leia mais

Compreensão/Expressão oral

Compreensão/Expressão oral ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL 3º C.E.B DISCIPLINA: Português ANO: 7º ANO : 2011/2012 SEQUÊNCIA 1 COMPETÊNCIAS/ Compreensão/Expressão oral Dispor-se a escutar. LEITURA

Leia mais

Aquisição. Manual APC

Aquisição. Manual APC Sumário 1. ORÇAMENTO... 1 1.1 CADASTRO DAS VERBAS...3 1.2 UNIDADE ORGANIZACIONAL...4 1.1.1 Orçamento...6 2. SUGESTÕES DE COMPRA... 1 1.3 ITENS...3 2.1.1 VISUALIZAÇÃO...7 1.4 CONSULTA GERAL E GERAÇÃO DE

Leia mais

REDAÇÃO EMPRESARIAL. * textos produzidos no ambiente empresarial: - memorando, circular, comunicado, ata, mensagens eletrônicas...

REDAÇÃO EMPRESARIAL. * textos produzidos no ambiente empresarial: - memorando, circular, comunicado, ata, mensagens eletrônicas... REDAÇÃO EMPRESARIAL * textos produzidos no ambiente empresarial: - memorando, circular, comunicado, ata, mensagens eletrônicas... Será que o profissional de uma empresa precisa se preocupar com ocorrência

Leia mais

Entre os documentos abarcados pela correspondência, destaca-se a carta comercial.

Entre os documentos abarcados pela correspondência, destaca-se a carta comercial. Fonte bibliográfica: MEDEIROS, J. B. Português Instrumental. 4 a. ed. São Paulo: Atlas, 2000.pp.47-53; 60 e 99-100. 3 Cartas Comerciais 1.1 Conceito de correspondência Correspondência é um ato que se evidencia

Leia mais

TÍTULO DA OFICINA/MINICURSO EM NEGRITO CAIXA ALTA CENTRALIZADO FONTE TIMES NEW ROMAN 12 RESUMO

TÍTULO DA OFICINA/MINICURSO EM NEGRITO CAIXA ALTA CENTRALIZADO FONTE TIMES NEW ROMAN 12 RESUMO TÍTULO DA OFICINA/MINICURSO EM NEGRITO CAIXA ALTA CENTRALIZADO FONTE TIMES NEW ROMAN 12 Nome completo do autor com sobrenome em CAIXA ALTA Nome completo do coautor com sobrenome em CAIXA ALTA RESUMO Identifique

Leia mais

PROJETO DE LEI N. 34/2014, DE 25 DE ABRIL DE 2014.

PROJETO DE LEI N. 34/2014, DE 25 DE ABRIL DE 2014. PROJETO DE LEI N. 34/2014, DE 25 DE ABRIL DE 2014. AUTORIZA O MUNICÍPIO CONCEDER BENEFÍCIOS AOS MÉDICOS PARTICIPANTES DO PROJETO MAIS MÉDICOS PARA O BRASIL, ABRIR CRÉDITO ESPECIAL E DÁ OUTRAS PROVIDENCIAS.

Leia mais

ANÁLISE DE RECURSOS INTERPOSTOS

ANÁLISE DE RECURSOS INTERPOSTOS Número da Questão: 01 Assunto: Análise do Recurso interposto por Elisama Nogueira Diniz Senhora Candidata: do recurso interposto por V. Sª. Apreciando minuciosamente o mérito do recurso impetrado, a candidata

Leia mais

Curso de Especialização Ativação de Processos de Mudança na Formação Superior de Profissionais de Saúde

Curso de Especialização Ativação de Processos de Mudança na Formação Superior de Profissionais de Saúde 1 Rio de Janeiro, 04 de setembro de 2012. Curso de Especialização Ativação de Processos de Mudança na Formação Superior de Profissionais de Saúde EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES (PROFESSORES-PESQUISADORES)

Leia mais

INSTRUÇÃO/CEAF Nº 001/2013

INSTRUÇÃO/CEAF Nº 001/2013 INSTRUÇÃO/CEAF Nº 001/2013 Estabelece regras a serem observadas na elaboração de Planos de Trabalho para realização de convênios de cooperação técnica que venham ser firmados entre o Ministério Público

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA Credenciamento: Decreto Publicado em 05/08/2004 Recredenciamento: Decreto Publicado em 15/12/2006

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA Credenciamento: Decreto Publicado em 05/08/2004 Recredenciamento: Decreto Publicado em 15/12/2006 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA (Ato de Aprovação: Resolução do Reitor Nº 53/2010 de 30/04/2010) Art. 1º O Estágio Supervisionado é uma parte do currículo

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 01390.00008/201-64 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra de cisão denegatória de

Leia mais

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2012. (Do Sr. Stepan Nercessian)

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2012. (Do Sr. Stepan Nercessian) REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2012. (Do Sr. Stepan Nercessian) Requer informações ao Ministro da Educação sobre que medidas estão sendo desenvolvidas para cooperar tecnicamente com os estados que não

Leia mais