Inovação, Cultura, Ambiente e Biodiversidade

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Inovação, Cultura, Ambiente e Biodiversidade"

Transcrição

1 Inovação, Cultura, Ambiente e Biodiversidade

2 O projecto SONS DO ARCO RIBEIRINHO SUL acompanha o OUT.FEST Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro, e procura, através de uma abordagem artística baseada no Som, contribuir para a preservação e a consciencialização do património material e imaterial, ecológico e urbano do Sapal de Coina, Mata da Machada e Frente Ribeirinha do Barreiro. O carácter extremamente original deste projecto resulta de uma aproximação, sob o ponto de vista cultural, ao Som enquanto matéria-prima e retrato vivo do património ambiental do Concelho, em nome da sensibilização para a biodiversidade, procurando envolver e promover activamente valores de respeito pelo meio ambiente, de consciência ecológica e paradigmas de desenvolvimento sustentável.

3 A concretização deste projecto possibilitará a formação de um arquivo patrimonial original (através de sons) ao dispor de todas as gerações futuras. O projecto SONS DO ARCO RIBEIRINHO SUL é uma tradução criativa e cultural das importantes mudanças actualmente a tomar forma ao longo da área rural, da área urbana e de toda a frente ribeirinha do Concelho do Barreiro (e do respectivo Estuário do Tejo no qual se enquadra), e um retrato da diversidade e riqueza presentes, das vicissitudes históricas da região, e da promoção de um futuro assente em valores e paradigmas mais ecológicos e mais sustentáveis. O projecto compreenderá, ao longo da sua duração ( ), uma residência artística, a criação de um arquivo sonoro, a realização de workshops e sessões de gravação abertas a alunos das escolas do Concelho, e a produção de um filme documental e de uma grande exposição final.

4 Os locais Mata da Machada Designa-se hoje Mata Nacional da Machada a propriedade constituída pelo antigo Pinhal de Vale de Zebro e pela Quinta da Machada. Situada entre as freguesias de Palhais e Coina no concelho do Barreiro, distrito de Setúbal, está plantado um dos grandes pulmões da margem sul do Tejo. Mandada plantar em meados do século XV, no reinado de D. João II, tinha um único objectivo que passava pela obtenção de madeiras para a construção naval, de onde saíam as caravelas e naus, que outrora levaram o nome de Portugal aos quatro cantos do mundo. É actualmente uma zona privilegiada de lazer e de actividades de componente ambiental e pedagógica, enriquecidas pela diversidade da sua fauna e flora.

5 Os locais Sapal de Coina Desconhecido pela grande maioria, o Sapal do Rio Coina que desagua no estuário do Tejo num esteiro com cerca de 6 km - foi desde sempre conhecido por ser um local eleito por aves e peixes para reprodução e berçário. Com a instalação de indústrias poluentes nas suas margens, este ecossistema esteve ameaçado de extinção; contudo, o encerramento destas indústrias permitiu que muitas espécies que se julgavam desaparecidas para sempre voltassem a procurar o Sapal de Coina para se reproduzirem ou como pouso temporário para muitas aves migratórias como o flamingo, o alfaiate, o perna-longa, ou a garça, que aqui procuram alimento e abrigo. Em reconhecimento da importância desta Área Natural, a Câmara Municipal do Barreiro aprovou, no passado dia 15 de Fevereiro, a proposta de criação da Reserva Natural Local do Sapal do Rio Coina e Mata Nacional da Machada.

6 Os locais Zona Industrial Ribeirinha do Barreiro Outrora um dos pólos industriais mais activos de todo o país, o complexo industrial do Barreiro encontra-se, desde há vários anos, em processo de requalificação. Ocupando uma área ribeirinha de grande extensão, a desaceleração da actividade fabril tem permitido uma reocupação da zona por várias espécies de aves e de fauna marítima, num processo no qual não será alheia a crescente despoluição do Rio Tejo na zona em questão. Esta repopulação, aliada à actividade industrial ainda subsistente, permite a ocorrência de uma das mais originais paisagens sonoras do país. Projectos como a Terceira Travessia do Tejo ou o novo Aeroporto de Lisboa, e a consequente expansão da Cidade para esta antiga zona industrial contribuirão (à semelhança do ocorrido na margem norte do Tejo com o Parque das Nações) para uma mudança profunda na Região.

7 CONCLUÍDA Fases do projecto O projecto Sons do Arco Ribeirinho Sul foi pensado como projecto complementar mas autónomo ao OUT.FEST Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro, estendendo-se ao longo das edições de 2011, 2012 e 2013, coincidindo o seu término com a 10ª edição do Festival. Outubro de ª edição do OUT.FEST Sessão Pública de Apresentação, com a projecção de um filme documental versando o tema das gravações sonoras de campo Residência artística com o artista responsável pela recolha sonora, e início dos trabalhos de campo A sua realização compreende as seguintes fases: Criação de um site próprio do projecto Início da produção de um filme documental sobre as actividades

8 CONCLUÍDA Fases do projecto A sua realização compreende as seguintes fases: Outubro de º edição do OUT.FEST Continuação das recolhas sonoras e visuais com vista à criação do arquivo e produção do documentário Recolhas didácticas / workshops subordinados ao projecto, com alunos das escolas locais, em parceria com o Centro de Educação Ambiental da Mata da Machada e Sapal do Rio Coina Concerto para olhos vendados, subordinado ao tema Muitas vezes paramos para ver, raramente paramos para ouvir Instalação multimédia relativa ao work-in-progress / desenvolvimento da actividade, com recurso às imagens vídeo, fotografia e alguns dos sons entretanto recolhidos

9 Fases do projecto A sua realização compreende as seguintes fases: Outubro de 2013 Setembro 10ª edição / Outubro do OUT.FEST de 2013 Criação do website definitivo do projecto, compreendendo um arquivo integral das gravações sonoras efectuadas Apresentação pública do filme documental subordinado ao projecto, e lançamento em DVD Inauguração da exposição final, em parceria com uma empresa de referência na inovação tecnológica e audiovisual Esta exposição estará patente até Março de 2014, sendo promovidas, ao longo desses 6 meses, várias visitas por parte de comunidades escolares, ambientalistas, artísticas, corporativas e outras de todo o país.

10 Comunicação A comunicação do projecto SONS DO ARCO RIBEIRINHO SUL é feita em permanência ao longo da sua realização, sendo por exemplo assinalados dias como o Dia Internacional da Biodiversidade (22 Maio), o World Listening Day (18 de Julho) ou o Dia Internacional das Florestas (21 de Março), através da disponibilização de alguns dos registos entretanto obtidos, sejam eles sons, imagens ou vídeos. Através do site do projecto são permanentemente anunciadas novas parcerias, notícias, clipping, etc. A página facebook do OUT.FEST é também veículo privilegiado para a transmissão de novidades e para a comunicação permanente das actividades realizadas.

11 Comunicação Calendarização detalhada de actividades e comunicações 2012 SETEMBRO 2012 NOVEMBRO 2012 Anúncio de novas parcerias e das actividades a realizar no âmbito do OUT.FEST 2012, em conferência de imprensa Balanço público das actividades desenvolvidas no âmbito da 9ª edição do OUT.FEST, em nota informativa aos órgãos de comunicação OUTUBRO 2012 No âmbito da 9ª edição do OUT.FEST Novas recolhas e captação de imagem Inauguração da instalação multimédia Recolha pedagógica e workshops Concerto para olhos vendados DEZEMBRO 2012 Recolhas e captação de imagem

12 Comunicação Calendarização detalhada de actividades e comunicações 2013 JANEIRO 2013 Anúncio de eventuais novas parcerias MAIO 2013 Últimas recolhas e captações de imagem Dia Mundial da Biodiversidade - actualização de conteúdos e publicação de nota informativa Criação de página de facebook própria do projecto AGOSTO 2013 Preparação da exposição final Preparação do website definitivo / arquivo online MARÇO 2013 JULHO 2013 Recolhas e captação de imagem Dia Mundial das Florestas - actualização de conteúdos e publicação de nota informativa Início do processo de organização, catalogação e selecção dos sons recolhidos com vista à elaboração do arquivo final Início do processo de pós-produção do filme documental Dia Mundial da Conservação da Natureza e World Listening Day - actualização de conteúdos e conferência de imprensa a antever a finalização e apresentação pública do projecto

13 Comunicação Calendarização detalhada de actividades e comunicações MARÇO 2014 SETEMBRO 2013 Anúncio das actividades a realizar no âmbito da 10ª edição do OUT.FEST, em conferência de imprensa NOVEMBRO 2013 Lançamento do DVD documentário Conferência de imprensa balanço final do Projecto Início das visitas de âmbito nacional à exposição Final da exposição Conferência de imprensa Cerimónia de entrega para gestão ao Munícipio do Barreiro do Arquivo Sonoro Permanente OUTUBRO 2013 No âmbito da 10ª edição do OUT.FEST Projecção do filme documental Inauguração do arquivo online Inauguração da exposição final OUTUBRO MARÇO 2014 Exposição patente ao público

14 Contactos GERAL DIRECÇÃO Rui Pedro Dâmaso AUTARQUIA Mónica Duarte

Trabalho Prático. Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática

Trabalho Prático. Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática Trabalho Prático Designação do Projecto Proposta de Valorização da Zona Ribeirinha do Montijo Tema Cidades Saudáveis e Respostas Locais Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática

Leia mais

ANEXO 5 - Guia para o preenchimento do Questionário sobre património cultural imaterial

ANEXO 5 - Guia para o preenchimento do Questionário sobre património cultural imaterial ANEXO 5 - sobre património cultural imaterial Os campos assinalados com são de preenchimento obrigatório; Nos restantes campos preencha apenas o que souber; Se tiver dúvidas em alguma questão, assinale

Leia mais

Valoração da sustentabilidade perspectivas e expectativas dos agentes da sociedade civil

Valoração da sustentabilidade perspectivas e expectativas dos agentes da sociedade civil MEC, 4º ano, 2º sem, 2007-08 Desafios Ambientais e de Sustentabilidade em Engenharia Valoração da sustentabilidade perspectivas e expectativas dos agentes da sociedade civil 5ª aula Maria do Rosário Partidário

Leia mais

Actividades Estação Biológica do Garducho. Maio Junho de 2009

Actividades Estação Biológica do Garducho. Maio Junho de 2009 Actividades Estação Biológica do Garducho Maio Junho de 2009 Inserir texto / índice Indíce Quem Somos Onde estamos Objectivos Principais projectos Actividades na Estação Biológica do Garducho Calendarização

Leia mais

QUINTA DO ANJO EM IMAGENS,

QUINTA DO ANJO EM IMAGENS, Separata do boletim do Museu Municipal de Palmela nº10 QUINTA DO ANJO EM IMAGENS, NOS 80 ANOS DA FREGUESIA Comemora-se, em 2008, o 80º aniversário da criação das freguesias de Pinhal Novo e Quinta do Anjo.

Leia mais

PROJETOS ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DA FREGUESIA DE BENFICA 2014

PROJETOS ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DA FREGUESIA DE BENFICA 2014 PROJETOS ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DA FREGUESIA DE BENFICA 2014 Projeto nº1 Mensagem: No âmbito da Educação e com vista à integração das pessoas com dificuldades cognitivas, de desenvolvimento e motoras,

Leia mais

6 Plano de Acção 2005/2006

6 Plano de Acção 2005/2006 1 6 Plano de Acção 2005/ A Rede social iniciou actividades efectivas em em 2003, tendo sido realizado, até 2004 o Pré-Diagnóstico, o Diagnóstico Social, o Plano de Desenvolvimento Social e o Plano de Acção

Leia mais

Florestar Sustentabilidade da Floresta

Florestar Sustentabilidade da Floresta 1. ENQUADRAMENTO 1.1 INTRODUÇÃO O Projecto Florestar Sustentabilidade da Floresta com intervenção na região Norte (distritos de Bragança, Vila Real, Braga e área de intervenção do Parque Nacional da Peneda-Gerês)

Leia mais

Centro de Arqueologia de Almada Actividades de Educação Patrimonial. Campo de Simulação Arqueológica

Centro de Arqueologia de Almada Actividades de Educação Patrimonial. Campo de Simulação Arqueológica Centro de Arqueologia de Almada Actividades de Educação Patrimonial Facilitar a apropriação de memórias colectivas pelas novas gerações. O departamento pedagógico do Centro de Arqueologia de Almada, vocacionado

Leia mais

I CONCURSO DE FOTOGRAFIA OLHARES SOBRE A CALHETA. A sua mercearia Arco da Calheta

I CONCURSO DE FOTOGRAFIA OLHARES SOBRE A CALHETA. A sua mercearia Arco da Calheta I CONCURSO DE FOTOGRAFIA OLHARES SOBRE A CALHETA ORGANIZAÇÃO APOIOS/PARCEIROS A sua mercearia Arco da Calheta REGULAMENTO DO I CONCURSO DE FOTOGRAFIA OLHARES SOBRE A CALHETA Este concurso surge da necessidade

Leia mais

Projectar o Algarve no Futuro

Projectar o Algarve no Futuro Projectar o Algarve no Futuro Os Novos Desafios do Algarve Região Digital paulo.bernardo@globalgarve.pt 25 Maio 2007 Auditório Portimão Arena Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta hoje um processo

Leia mais

6ª EDIÇÃO DO FESTIVAL CULTIVAR PROMOVE RECONEXÃO DAS PESSOAS COM A NATUREZA

6ª EDIÇÃO DO FESTIVAL CULTIVAR PROMOVE RECONEXÃO DAS PESSOAS COM A NATUREZA 6ª EDIÇÃO DO FESTIVAL CULTIVAR PROMOVE RECONEXÃO DAS PESSOAS COM A NATUREZA Expedições, exposição, observação de aves, oficinas, picnic de troca de sementes, cinema e palestras com especialistas em meio

Leia mais

PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE

PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE Enquadramento geral Os Programas de Educação para a Sustentabilidade têm como principal objectivo promover a educação e a sensibilização ambiental de todos

Leia mais

MUNICÍPIO DE MELGAÇO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO E SERVIÇOS PRESTADOS NA «PORTA DE LAMAS DE MOURO» www.cm-melgaco.pt

MUNICÍPIO DE MELGAÇO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO E SERVIÇOS PRESTADOS NA «PORTA DE LAMAS DE MOURO» www.cm-melgaco.pt MUNICÍPIO DE MELGAÇO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO E SERVIÇOS PRESTADOS NA www.cm-melgaco.pt Índice PREÂMBULO... 3 Artigo 1º Leis Habilitantes... 3 Artigo 2º Competência... 3 Artigo 3º Âmbito de Aplicação...

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS. ESCOLA SECUNDÁRIA QUINTA do MARQUÊS

REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS. ESCOLA SECUNDÁRIA QUINTA do MARQUÊS REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS ESCOLA SECUNDÁRIA QUINTA do MARQUÊS Artigo 1º - Definição A Biblioteca Escolar - Centro de Recursos Educativos da Escola Secundária Quinta

Leia mais

Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade

Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade Versão 2.0 de 4 de Junho de 2007 Promotores: Co-financiamento: Introdução A Agenda 21 do Vale do Minho é um processo de envolvimento dos cidadãos

Leia mais

Agenda 21 Local de Figueiró dos Vinhos 3ª Sessão do Fórum Participativo

Agenda 21 Local de Figueiró dos Vinhos 3ª Sessão do Fórum Participativo Agenda 21 Local de Figueiró dos Vinhos 3ª Sessão do Fórum Participativo 22 de Fevereiro de 2010 Índice Índice PARTE I SÍNTESE DO 2º FÓRUM PARTICIPATIVO (10 minutos) PARTE II SÍNTESE DA ESTRATÉGIA DA SUSTENTABILIDADE

Leia mais

Atividade de Enriquecimento Curricular. Área: SENSIBILIZAÇÃO AMBIENTAL. Nível escolaridade: 1º ciclo - 1º e 2º anos

Atividade de Enriquecimento Curricular. Área: SENSIBILIZAÇÃO AMBIENTAL. Nível escolaridade: 1º ciclo - 1º e 2º anos Atividade de Enriquecimento Curricular Área: SENSIBILIZAÇÃO AMBIENTAL Nível escolaridade: 1º ciclo - 1º e 2º anos Entidade: Associação de Defesa do Paul de Tornada - PATO A Educação Ambiental é determinante

Leia mais

Ciência Viva no Verão

Ciência Viva no Verão Ciência Viva no Verão Participação da Agência Portuguesa do Ambiente 1/10 1. Ciência Viva no Verão A Ciência Viva no Verão é uma iniciativa da Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica que

Leia mais

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2009/2010

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2009/2010 Mediateca Plano de Actividades 2009/2010 pág. 1/6 Introdução MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2009/2010 A Mediateca estrutura-se como um sector essencial do desenvolvimento do currículo escolar e as suas

Leia mais

Case study. Galpshare UM PROGRAMA DE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL EMPRESA

Case study. Galpshare UM PROGRAMA DE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL EMPRESA Case study 2009 Galpshare UM PROGRAMA DE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL EMPRESA A Galp Energia é um operador integrado presente em toda a cadeia de valor do petróleo e do gás natural e cada vez mais activo nas

Leia mais

Plano de Acção Ano 2011. Avaliação

Plano de Acção Ano 2011. Avaliação Rede Social de Pombal de Pombal Plano de Acção Ano 2011 Avaliação Prioridade 1- (PNAI) (Combater a pobreza das crianças e dos idosos, através de medidas que asseguremos seus direitos básicos de cidadania)

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA VIVER POMBAL

REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA VIVER POMBAL REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA VIVER POMBAL ENQUADRAMENTO O concurso fotográfico Viver Pombal é um concurso integrado no Serviço Educativo do Teatro-Cine de Pombal, organizado pela Câmara Municipal

Leia mais

www.byonritmos.com HISTORIAL / APRESENTAÇÃO

www.byonritmos.com HISTORIAL / APRESENTAÇÃO www.byonritmos.com HISTORIAL / APRESENTAÇÃO O Festival Byonritmos nasceu em Baião, no ano de 2006, como resultado de um desejo partilhado por um grupo de jovens ligados às artes plásticas e performativas.

Leia mais

- data limite para envio dos projetos: 02 de fevereiro de 2015 (não serão aceitas propostas enviadas após esta data)

- data limite para envio dos projetos: 02 de fevereiro de 2015 (não serão aceitas propostas enviadas após esta data) SP ESTAMPA 2015 EDITAL PARA INSCRIÇÃO DA 5ª EDIÇÃO DO SP ESTAMPA O SP ESTAMPA é um evento organizado pela Galeria Gravura Brasileira que reúne galerias, ateliês, instituições e artistas que trabalham com

Leia mais

Plano de Comunicação/Divulgação Pós LIFE

Plano de Comunicação/Divulgação Pós LIFE O Plano de Comunicação/Divulgação Pós LIFE, visa dar a conhecer a forma como a CMMN pretende continuar a divulgar os resultados obtidos ao longo do projecto GAPS. Dividido em duas partes, a primeira tem

Leia mais

POLIS TEJO. Polis Tejo UM RIO VIVO, UM LUGAR VIVIDO. Laudemira Ramos. ARH do Tejo, I.P. Constância, 6 de Maio de 2011

POLIS TEJO. Polis Tejo UM RIO VIVO, UM LUGAR VIVIDO. Laudemira Ramos. ARH do Tejo, I.P. Constância, 6 de Maio de 2011 POLIS TEJO Polis Tejo UM RIO VIVO, UM LUGAR VIVIDO Laudemira Ramos ARH do Tejo, I.P. Constância, 6 de Maio de 2011 POLIS TEJO Polis Tejo UM RIO VIVO, UM LUGAR VIVIDO 1 Enquadramento 2 Âmbito da intervenção

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA DIRECÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA GRUPO DE TRABALHO PARA AS COMEMORAÇÕES MUNICIPAIS DO CENTENÁRIO DA REPÚBLICA PLANO DE ACTIVIDADES (2010) Lisboa, Dezembro de 2009 1 Comemorações

Leia mais

(anteprojecto / documento de trabalho) Mindelo Câmara Municipal de S. Vicente República de Cabo Verde 2008 Modelo Organizativo das Actividades do Museu: Um Museu para a Cultura e o Desenvolvimento de S.

Leia mais

(sheilapopoca@uol.com.br) ÁREA TEMÁTICA: Meio Ambiente

(sheilapopoca@uol.com.br) ÁREA TEMÁTICA: Meio Ambiente TÍTULO: A CRIANÇA E A MATA ATLÂNTICA AUTORES: Lima¹, Sheila Renata Alves de; Portela 1, Valdelira Maria Costa; Barbosa 2, Dilosa Carvalho de Alencar; Barbosa 3, Marlene Carvalho de Alencar. 1 Alunas de

Leia mais

II CONCURSO ESCOLAR JOVENS PELA ÁGUA

II CONCURSO ESCOLAR JOVENS PELA ÁGUA II CONCURSO ESCOLAR JOVENS PELA ÁGUA A Direcção Regional do Ordenamento do Território e Recursos Hídricos, da Secretaria Regional do Ambiente e do Mar, conjuntamente com outros parceiros e colaboradores

Leia mais

FESTIVAL INTERNACIONAL DE JARDINS DE PONTE DE LIMA REGULAMENTO. 1º Objectivos

FESTIVAL INTERNACIONAL DE JARDINS DE PONTE DE LIMA REGULAMENTO. 1º Objectivos FESTIVAL INTERNACIONAL DE JARDINS DE PONTE DE LIMA REGULAMENTO 1º Objectivos São objectivos do Festival contribuir a nível local, nacional e internacional para uma maior sensibilidade para a arte dos jardins

Leia mais

Situação actual na protecção do património geológico. Paulo Pereira

Situação actual na protecção do património geológico. Paulo Pereira Situação actual na protecção do património geológico Paulo Pereira o que é o património geológico? Elementos da geodiversidade Parte do património natural Ameaçado e não renovável Primeiras iniciativas

Leia mais

as s FESTIVAL DE ARTES

as s FESTIVAL DE ARTES as s ARTES MÚSICA WORKSHOPS SOLIDÁRIO FESTIVAL DE ARTES Festival ASAS Apresentação: ATB e Município de Penela Conceito Método Objetivos Cronograma/programação Projetos de intervenção social A região de

Leia mais

REGULAMENTO DO PASSATEMPO QUIZ DIA MUNDIAL DA POUPANÇA DO CRÉDITO AGRÍCOLA

REGULAMENTO DO PASSATEMPO QUIZ DIA MUNDIAL DA POUPANÇA DO CRÉDITO AGRÍCOLA REGULAMENTO DO PASSATEMPO QUIZ DIA MUNDIAL DA POUPANÇA DO CRÉDITO AGRÍCOLA 1. ÂMBITO E DURAÇÃO 1.1 O Passatempo QUIZ DIA MUNDIAL DA POUPANÇA é uma acção promovida pela Caixa Central Caixa Central de Crédito

Leia mais

Politicas Municipais de Apoio à Criança

Politicas Municipais de Apoio à Criança Politicas Municipais de Apoio à Criança MUNICIPIO DA MOITA DASC / Divisão de Assuntos Sociais Projectos Dirigidos à Comunidade em Geral Bibliotecas - Biblioteca Fora d Horas - Pé Direito Juventude - Férias

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2008/2009 PROJECTO ECOXXI

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2008/2009 PROJECTO ECOXXI RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2008/2009 PROJECTO ECOXXI 1. O ECOXXI 2008/2009 1.1. O PROJECTO: objectivos e indicadores Os principais objectivos do Projecto são: Sensibilizar os municípios para uma maior integração

Leia mais

LittleShadow. InShadow Festival Internacional de Vídeo, Performance e Tecnologias. Vo Arte

LittleShadow. InShadow Festival Internacional de Vídeo, Performance e Tecnologias. Vo Arte LittleShadow InShadow Festival Internacional de Vídeo, Performance e Tecnologias Organização Vo Arte Co-produção São Luiz Teatro Municipal www.voarte.com/pt/festvoarte/inshadow Vo Arte O Festival InShadow

Leia mais

Parceiros das atividades abaixo relacionadas:

Parceiros das atividades abaixo relacionadas: Iniciativas que contribuem para potencializar a comunicação e dar visibilidade à Estação Ecológica de Fechos (EEF), reforçando a campanha Fechos, eu cuido! pela preservação dessa área de máxima proteção

Leia mais

PEFC O QUE PRECISA SABER SOBRE A CERTIFICAÇÃO FLORESTAL PEFC/13-01-01 PROGRAMA PARA O RECONHECIMENTO DA CERTIFICAÇÃO FLORESTAL

PEFC O QUE PRECISA SABER SOBRE A CERTIFICAÇÃO FLORESTAL PEFC/13-01-01 PROGRAMA PARA O RECONHECIMENTO DA CERTIFICAÇÃO FLORESTAL PEFC TUDO O QUE PRECISA SABER SOBRE A CERTIFICAÇÃO FLORESTAL PEFC/13-01-01 PROGRAMA PARA O RECONHECIMENTO DA CERTIFICAÇÃO FLORESTAL PORQUE É IMPORTANTE CUIDAR DA FLORESTA? As florestas desempenham um papel

Leia mais

Estratégia de intervenção do QIMRAM no desenvolvimento de competências nos docentes da RAM

Estratégia de intervenção do QIMRAM no desenvolvimento de competências nos docentes da RAM Estratégia de intervenção do QIMRAM no desenvolvimento de competências nos docentes da RAM 1- Estabelecimentos de ensino integrados no projecto em anos lectivos transactos Os docentes colocados em estabelecimentos

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica Museu de Olaria Manual e Guia de exploração do Museu de Olaria para utilização em contexto

Leia mais

A 3ª EDIÇÃO DO FÓRUM DA CIDADANIA

A 3ª EDIÇÃO DO FÓRUM DA CIDADANIA A 3ª EDIÇÃO DO FÓRUM DA CIDADANIA Depois da sua segunda edição em 2015, o Fórum da Cidadania está de volta no dia 28 de Maio de 2016, em local a anunciar. Esta iniciativa, promovida pelo Pelouro dos Direitos

Leia mais

A n o I n t e r n a c i o n a l d a B i o d i v e r s i d a d e

A n o I n t e r n a c i o n a l d a B i o d i v e r s i d a d e A n o I n t e r n a c i o n a l d a B i o d i v e r s i d a d e M e c e n a s PARCERIA Tagis Centro de Conservação das Borboletas de Portugal Associação Biodiversidade para Todos APOIO ENQUADRAMENTO O

Leia mais

1. O que é? 2. O que se pretende? 3. Quem pode concorrer?

1. O que é? 2. O que se pretende? 3. Quem pode concorrer? 1. O que é? Trata-se de um Programa de Bolsas de Investigação na Área da Cidade e da Arquitectura, entendido como um apoio a jovens na realização de um trabalho inédito de investigação, com a duração de

Leia mais

RESTAURANTE DO FUTURO

RESTAURANTE DO FUTURO RESTAURANTE DO FUTURO LEADING TENDENCIES CARLOS COSTA IDTOUR UNIQUE SOLUTIONS/ UNIVERSIDADE DE AVEIRO PESO DA RÉGUA, 13.JANEIRO.2011 PARCEIROS DO PROJECTO CAROLINA GAUTIER / ISABEL MARTINS JOSÉ BRÁS /

Leia mais

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS PLANO DE ATIVIDADES 2013 DEZEMBRO 2012 OBJETIVOS ESTRATÉGICOS Os grandes objetivos delineados para o quadriénio 2013-2016, onde se enquadram as atividades a realizar durante o ano de 2013: ACERVOS Inventariação

Leia mais

O Arquivo Municipal de Lisboa: modelos em prática Inês Morais Viegas

O Arquivo Municipal de Lisboa: modelos em prática Inês Morais Viegas O Arquivo unicipal de Lisboa: modelos em prática Inês orais Viegas I ntrodução: Os Arquivos constituem a memória de uma organização, qualquer que seja a sociedade, empresa ou instituição, a fim de suportar

Leia mais

DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO

DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO Trabalho de pesquisa em andamento Sidinei Esteves de Oliveira de Jesus Universidade Federal do Tocantins pissarra1@yahoo.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

Serviço Pedagógico Águas Livres Biodiversidade

Serviço Pedagógico Águas Livres Biodiversidade Serviço Pedagógico Águas Livres Biodiversidade Índice Biodiversidade Conceito Biodiversidade nos Rios de Abastecimento da EPAL Rio Alviela Rio Tejo Rio Zêzere Dicas para manter a biodiversidade ICNB Dra.

Leia mais

Rua Fernão Lopes Nº 9 3º Dto 1000-132 Lisboa Portugal Tlm.: (+351) 932 614 288 Email: ricardo.madeira@lisboa2013.org

Rua Fernão Lopes Nº 9 3º Dto 1000-132 Lisboa Portugal Tlm.: (+351) 932 614 288 Email: ricardo.madeira@lisboa2013.org Comissão Local da Convenção de Rotary International Lisboa 2013 Rua Fernão Lopes Nº 9 3º Dto 1000-132 Lisboa Portugal Tlm.: (+351) 932 614 288 Email: ricardo.madeira@lisboa2013.org w w w. l i s b o a 2

Leia mais

Espaços. Sala de Adultos

Espaços. Sala de Adultos Apresentação A Biblioteca Municipal de Murça inaugurada no dia 16 de Setembro de 2005 por S. Exa., a Sr.ª Ministra da Cultura, Professora Doutora Isabel Pires de Lima, integra-se na Rede Nacional de Bibliotecas

Leia mais

Instituto da Segurança Social, I.P. Centro Distrital de Lisboa Sector da Rede Social

Instituto da Segurança Social, I.P. Centro Distrital de Lisboa Sector da Rede Social REDE SOCIAL Instituto da Segurança Social, I.P. Centro Distrital de Lisboa Sector da Rede Social REDE SOCIAL A Rede Social pretende constituir um novo tipo de parceria entre entidades públicas e privadas

Leia mais

Ação Campos Eletromagnéticos - Escola Secundária de Ponte de Lima Clipping

Ação Campos Eletromagnéticos - Escola Secundária de Ponte de Lima Clipping Ação Campos Eletromagnéticos - Escola Secundária de Ponte de Lima Clipping Revista de Imprensa 1. REN e Sociedade Portuguesa de Física promovem aula prática sobre campos eletromagnéticos para alunos de

Leia mais

Programa de Educação Ambiental

Programa de Educação Ambiental Programa de Educação Ambiental 2015 / 2016 Escolas Centro de Formação Ambiental SEDE - Lisboa 2 Horário de Funcionamento das Actividades 2ª feira a 6ª feira: 9h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h30 4 horários:

Leia mais

Concurso Escola Mundo: Estudantes em Acção

Concurso Escola Mundo: Estudantes em Acção NEWSLETTER nº7 CONTEÚDOS: Pág.1 Concurso Escola Mundo: Estudantes em Acção Pág.1 Acções de Estudantes em Portugal Pág.2 Acções de Estudantes na Estónia Pág.3 Acções de Estudantes na Bulgária Pág.3 Acções

Leia mais

Breve Historial do Portal CienciaPT

Breve Historial do Portal CienciaPT Breve Historial do Portal CienciaPT O Portal CienciaPT, lançado oficialmente em Novembro de 2003, durante a semana da Ciência & Tecnologia da U. de Aveiro, está presente em mais de 50 Universidades e Institutos

Leia mais

CONCURSO. "Mudanças Climáticas em Cabo Verde: suas causas, consequências e estratégias de mitigação FOTOGRAFIA PAGINA FACEBOOK OBRAS PLASTICAS

CONCURSO. Mudanças Climáticas em Cabo Verde: suas causas, consequências e estratégias de mitigação FOTOGRAFIA PAGINA FACEBOOK OBRAS PLASTICAS CONCURSO "Mudanças Climáticas em Cabo Verde: suas causas, consequências e estratégias de mitigação FOTOGRAFIA PAGINA FACEBOOK OBRAS PLASTICAS Abertura: 17 de Junho de 2015 Prazo limite para se candidatar:

Leia mais

PPDA DA REN GASODUTOS ANÁLISE DO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ANO GÁS 2009-2010

PPDA DA REN GASODUTOS ANÁLISE DO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ANO GÁS 2009-2010 PPDA DA REN GASODUTOS ANÁLISE DO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ANO GÁS 2009-2010 Abril 2011 ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS Este documento está preparado para impressão em frente e verso Rua Dom

Leia mais

ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE BELMONTE, REALIZADA NO DIA SETE DE MAIO DE DOIS MIL E QUINZE

ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE BELMONTE, REALIZADA NO DIA SETE DE MAIO DE DOIS MIL E QUINZE 07-05-2015 63 Acta número oito ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE BELMONTE, REALIZADA NO DIA SETE DE MAIO DE DOIS MIL E QUINZE Aos sete dias do mês de Maio do ano dois mil e quinze, pelas

Leia mais

Plano de Actividades 2010

Plano de Actividades 2010 Plano de Actividades Amigos dos Açores Associação Ecológica Dezembro de 2009 Plano de Actividades 2010 Título Amigos dos Açores Associação Ecológica Autoria Avenida da Paz, 14, 9600-053 Pico da Pedra +351

Leia mais

1. Circuito Turístico A

1. Circuito Turístico A TURISMO DE LISBOA E VALE DO TEJO PROGRAMAS DE VISITA NO RIBATEJO 1. Circuito Turístico A Ponto de partida: Santarém Ponto de chegada: Santarém Duração: Um dia Programa para grupos 9:00H Partida de Santarém

Leia mais

EDUCAÇÃO PATRIMONIAL 2013-2014. Centro de Arqueologia de Almada

EDUCAÇÃO PATRIMONIAL 2013-2014. Centro de Arqueologia de Almada EDUCAÇÃO PATRIMONIAL 2013-2014 Centro de Arqueologia de Almada Centro de Arqueologia de Almada O Centro de Arqueologia de Almada (CAA), criado em 1972, dedicou-se desde o início à investigação e divulgação

Leia mais

Parte Complementar B Plano de Participação Pública

Parte Complementar B Plano de Participação Pública 2 Índice 1 Enquadramento...5 2 Etapas do PPP...7 3 Objectivos...9 4 Identificação e perfil das partes interessadas... 10 4.1 Âmbito de envolvimento... 10 4.2 Identificação das partes interessadas... 10

Leia mais

Levantamento dos Temas Prioritários 2006 nos Programas de Trabalho dos Centros Europe Direct

Levantamento dos Temas Prioritários 2006 nos Programas de Trabalho dos Centros Europe Direct Levantamento dos Temas Prioritários 2006 nos Programas de Trabalho dos Centros Europe Direct CENTROS Europe Direct 9 de Maio 20 anos de adesão Primavera da Europa Estratégia de Lisboa (Crescimento & Emprego)

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO PRODERAM 2020

PLANO DE COMUNICAÇÃO PRODERAM 2020 PLANO DE COMUNICAÇÃO DO PRODERAM 2020 Aprovado na 1.ª Reunião do Comité de Acompanhamento do PRODERAM 2020, de 3 de dezembro de 2015 ÍNDICE I. II. III. IV. V. VI. VII. INTRODUÇÃO... 3 OBJETIVOS... 5 GRUPOS-ALVO...

Leia mais

CONCURSO. A nossa escola pela não violência

CONCURSO. A nossa escola pela não violência CONCURSO A nossa escola pela não violência O concurso A nossa escola pela não violência pretende premiar produtos e acções de sensibilização produzidos por alunos e alunas do 3º Ciclo do Ensino Básico

Leia mais

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE MATRÍCULA ELECTRÓNICA Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE ÍNDICE 1 PREÂMBULO... 2 2 UTILIZAÇÃO PELOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO... 3 2.1 Matrícula Electrónica - Acesso através

Leia mais

PROJECTO NAZARÉ XXI. - Marina de recreio e Complexo Turístico de S. Gião

PROJECTO NAZARÉ XXI. - Marina de recreio e Complexo Turístico de S. Gião PROJECTO NAZARÉ XXI - Marina de recreio e Complexo Turístico de S. Gião Nazaré XXI é um projecto turístico de impacto regional, inserido na política de desenvolvimento económico que a Câmara Municipal

Leia mais

III EDIÇÃO DO CONCURSO ESCOLAR A ÁGUA QUE NOS UNE : TEMÁTICA O SOLO QUE SUSTENTA A VIDA

III EDIÇÃO DO CONCURSO ESCOLAR A ÁGUA QUE NOS UNE : TEMÁTICA O SOLO QUE SUSTENTA A VIDA III EDIÇÃO DO CONCURSO ESCOLAR A ÁGUA QUE NOS UNE : TEMÁTICA O SOLO QUE SUSTENTA A VIDA REGULAMENTO ANO LETIVO 2014/2015 ÂMBITO Projeto Educativo GEA Terra Mãe inserido nas celebrações das Nações Unidas

Leia mais

Relatório de Conformidade Ambiental com o Projecto de Execução

Relatório de Conformidade Ambiental com o Projecto de Execução RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO PÚBLICO Relatório de Conformidade Ambiental com o Projecto de Execução Linha Batalha / Lavos, a 400 kv AGÊNCIA PORTUGUESA DE AMBIENTE Abril de 2009 Relatório de Acompanhamento

Leia mais

A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar

A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar através de empréstimo, a instituições, nomeadamente, de

Leia mais

A RELEVÂNCIA DAS COMPETÊNCIAS DE PRODUÇÃO, EDIÇÃO E DIVULGAÇÃO/VENDAS NUM SERVIÇO DE INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO: ESTUDO DE CASO

A RELEVÂNCIA DAS COMPETÊNCIAS DE PRODUÇÃO, EDIÇÃO E DIVULGAÇÃO/VENDAS NUM SERVIÇO DE INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO: ESTUDO DE CASO A RELEVÂNCIA DAS COMPETÊNCIAS DE PRODUÇÃO, EDIÇÃO E DIVULGAÇÃO/VENDAS NUM SERVIÇO DE INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO: ESTUDO DE CASO Júlia Maria Maia Costa, Açucena Olivença Cotrim, Cristina Cabaço da Mata,

Leia mais

ÍNDICE página 2 página 3 página 7 página 13 página 15 página 17

ÍNDICE página 2 página 3 página 7 página 13 página 15 página 17 CLAS de Boticas ÍNDICE Introdução página 2 Resumo do página 3 Eixo I Promoção da Qualidade de Vida de Grupos Vulneráveis página 7 Eixo II Qualificação e Empreendedorismo página 13 Eixo III Dinamização

Leia mais

CURTA LATINA 2016 CRIAÇÃO DE CURTAS-METRAGENS FILMADAS EM SMARTPHONE OU TABLET

CURTA LATINA 2016 CRIAÇÃO DE CURTAS-METRAGENS FILMADAS EM SMARTPHONE OU TABLET CURTA LATINA 2016 CRIAÇÃO DE CURTAS-METRAGENS FILMADAS EM SMARTPHONE OU TABLET A Casa da América Latina (CAL) tem como missão fomentar o entendimento e a cooperação entre os países da América Latina e

Leia mais

DOSSIER DE IMPRENSA Junho de 2006

DOSSIER DE IMPRENSA Junho de 2006 DOSSIER DE IMPRENSA Junho de 2006 O PROJECTO O projecto Ideias que Mudam o Mundo é uma iniciativa que vem ao encontro da nova visão corporativa da empresa, resumida no lema Bayer: Science For A Better

Leia mais

Dossier de apresentação

Dossier de apresentação Dossier de apresentação caparica - primavera surf fest Às portas da primavera, mais um motivo de rejúbilo na Costa da Caparica! o novo festival, o Caparica Primavera Surf Fest! Contacto: António Miguel

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação

Regimento do Conselho Municipal de Educação Considerando que: 1- No Município do Seixal, a construção de um futuro melhor para os cidadãos tem passado pela promoção de um ensino público de qualidade, através da assunção de um importante conjunto

Leia mais

CURRICULUM VITAE. - Licenciada em História pela Universidade Lusíada no ano lectivo de 1989/90, com a classificação de catorze valores

CURRICULUM VITAE. - Licenciada em História pela Universidade Lusíada no ano lectivo de 1989/90, com a classificação de catorze valores CURRICULUM VITAE 1. DADOS PESSOAIS Lucinda Maria Correia Lucas dos Santos Lopes Data de Nascimento: 20.07.1963 2. HABILITAÇÕES LITERÁRIAS - Licenciada em História pela Universidade Lusíada no ano lectivo

Leia mais

fotografia vídeo escrita criativa pintura

fotografia vídeo escrita criativa pintura O concurso internacional PORTUGAL 2010 com 20 mil euros em prémios é organizado pela ONG internacional United Photo Press, tem como objectivo incentivar, divulgar e premiar a criatividade e arte dos autores

Leia mais

UM FUTURO VIRADO AO RIO. Convenção Autárquica do PS Lisboa. 20 Junho 2015 14:00. Pavilhão do Conhecimento Parque das Nações

UM FUTURO VIRADO AO RIO. Convenção Autárquica do PS Lisboa. 20 Junho 2015 14:00. Pavilhão do Conhecimento Parque das Nações UM FUTURO VIRADO AO RIO Convenção Autárquica do PS Lisboa 20 Junho 2015 14:00 Pavilhão do Conhecimento Parque das Nações O PS de Lisboa, reunido em Convenção Autárquica discutiu Lisboa, um Futuro virado

Leia mais

SEMANA DA ENERGIA E DO AMBIENTE

SEMANA DA ENERGIA E DO AMBIENTE de Educação Ambiental Semana da Energia e do Ambiente Entre 29 de Maio e 5 de Junho, a Câmara Municipal do Porto e a Agência de Energia do Porto promovem desde o ano de 2008, a Semana da Energia e do Ambiente

Leia mais

Acta nº 13 Reunião Extraordinária de 31/05/2010

Acta nº 13 Reunião Extraordinária de 31/05/2010 Presidiu a Senhora Presidente da Câmara Municipal, Ana Cristina Ribeiro Vereadores César Manuel Pereira Peixe Maria Margarida Estrela Rodrigues Pombeiro Luís Artur Ribeiro Gomes Jorge Humberto Brardo Burgal

Leia mais

apresentação Imagens em Movimento oficinas teóricas e práticas de iniciação ao cinema para estudantes de escolas da rede pública

apresentação Imagens em Movimento oficinas teóricas e práticas de iniciação ao cinema para estudantes de escolas da rede pública apresentação Imagens em Movimento teve início em Fevereiro de 2011, e promove gratuitamente, desde então, oficinas teóricas e práticas de iniciação ao cinema para estudantes de escolas da rede pública,

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO TERRENOS TRAVESSA DA IGREJA DE NEVOGILDE NEVOGILDE. PORTO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO TERRENOS TRAVESSA DA IGREJA DE NEVOGILDE NEVOGILDE. PORTO Introdução O presente relatório de avaliação diz respeito a dois prédios, um com armazém e outro com moradia, na Travessa da Igreja de Nevogilde, na cidade do Porto. A avaliação do terreno e/ou edifícios

Leia mais

ZA4735. Flash Eurobarometer 219 (Biodiversity) Country Specific Questionnaire Portugal

ZA4735. Flash Eurobarometer 219 (Biodiversity) Country Specific Questionnaire Portugal ZA4735 Flash Eurobarometer 219 (Biodiversity) Country Specific Questionnaire Portugal Flash Eurobarometer on biodiversity Flash 219 questionnaire Q1. Conhece o termo biodiversidade? [APENAS UMA RESPOSTA

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DA QUINTA DAS FLORES

ESCOLA SECUNDÁRIA DA QUINTA DAS FLORES ESCOLA SECUNDÁRIA DA QUINTA DAS FLORES Projecto Educativo - 2004/2007 INTRODUÇÃO O que importa é que a escola pense e para pensar são precisas muitas cabeças. Uma cabeça sozinha pode pensar, pode chegar

Leia mais

manual do centro de educação ambiental

manual do centro de educação ambiental manual do centro de educação ambiental 1 centro de educação ambiental O Centro de Educação Ambiental (CEA) é uma infraestrutura da s do Douro e Paiva (AdDP), localizado em Lever, Vila Nova de Gaia. Desde

Leia mais

2 Grupos com Necessidades Especiais Programa de actividades criadas para grupos com necessidades educativas especiais. 3 Passaporte Escolar

2 Grupos com Necessidades Especiais Programa de actividades criadas para grupos com necessidades educativas especiais. 3 Passaporte Escolar ACTIVIDADES 2014-2015 Público Escolar de Actividades 2014-2015 Actividades de Ano Lectivo de actividades desenvolvidas de acordo com os objectivos preconizados nos programas escolares em vigor para cada

Leia mais

Regulamento do Orçamento Participativo de Vendas Novas. Preâmbulo

Regulamento do Orçamento Participativo de Vendas Novas. Preâmbulo Regulamento do Orçamento Participativo de Vendas Novas Preâmbulo A participação dos cidadãos na gestão dos destinos de uma autarquia é uma abertura necessária à sociedade. As autarquias, sendo o poder

Leia mais

O Plano de Desenvolvimento Social

O Plano de Desenvolvimento Social O Plano de Desenvolvimento Social Introdução O Plano de Desenvolvimento Social (PDS) é um instrumento de definição conjunta e negociada de objectivos prioritários para a promoção do Desenvolvimento Social

Leia mais

ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO

ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO COOPERATIVA DE FORMAÇÃO, EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO BAIXO TÂMEGA ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO AS PAISAGENS MILENARES COMO FACTOR IDENTITÁRIO DO TERRITÓRIO "DOURO-VERDE" "PROMOVER O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE A LIGA DE CLUBES DE BASQUETEBOL O CLUBE NACIONAL DE IMPRENSA DESPORTIVA

PROTOCOLO ENTRE A LIGA DE CLUBES DE BASQUETEBOL O CLUBE NACIONAL DE IMPRENSA DESPORTIVA PROTOCOLO ENTRE A LIGA DE CLUBES DE BASQUETEBOL E O CLUBE NACIONAL DE IMPRENSA DESPORTIVA CAPÍTULO I PRESSUPOSTOS DO PROTOCOLO CLÁUSULA 1ª Partes A Liga de Clubes de Basquetebol e o Clube Nacional de Imprensa

Leia mais

Componentes do projecto. Acções de recolha de sementes, plantação e intervenções culturais. Produção de árvores e arbustos

Componentes do projecto. Acções de recolha de sementes, plantação e intervenções culturais. Produção de árvores e arbustos Projecto Um homem terá pelo menos dado a partida para a descoberta do sentido da vida humana quando começar a plantar árvores frondosas sob as quais sabe muito bem que jamais se sentará. D. Elton Trueblood

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE COMISSÃO PARA A CIDADANIA E A IGUALDADE DE GÉNERO MUNICÍPIO DO BARREIRO

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE COMISSÃO PARA A CIDADANIA E A IGUALDADE DE GÉNERO MUNICÍPIO DO BARREIRO PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE COMISSÃO PARA A CIDADANIA E A IGUALDADE DE GÉNERO E MUNICÍPIO DO BARREIRO 1 Entre: O Município do Barreiro pessoa coletiva de direito público com o nº 506673626 com sede no

Leia mais

REFERÊNCIA: Processo número zero seis DAGF barra SC de Dois Mil e Catorze. ---------

REFERÊNCIA: Processo número zero seis DAGF barra SC de Dois Mil e Catorze. --------- REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTIAGO DO CACÉM, DE VINTE E QUATRO DE ABRIL DE DOIS MIL E CATORZE ---------------------------- -- Aos vinte e quatro dias do mês de março de dois mil e catorze,

Leia mais

A dinamização da Rede Social, constitui uma das preocupações/ dificuldades sentidas a nível local. Tendo em conta os vários princípios da acção

A dinamização da Rede Social, constitui uma das preocupações/ dificuldades sentidas a nível local. Tendo em conta os vários princípios da acção A dinamização da Rede Social, constitui uma das preocupações/ dificuldades sentidas a nível local. Tendo em conta os vários princípios da acção previstos na Rede Social (Subsidiariedade, Integração, Articulação,

Leia mais

KIT CICLO PEDAGÓGICO ESTUDO DO MEIO. Propostas para planeamento, exploração e avaliação de visitas a museus e centros de ciência.

KIT CICLO PEDAGÓGICO ESTUDO DO MEIO. Propostas para planeamento, exploração e avaliação de visitas a museus e centros de ciência. KIT_PEDA_EST_MEIO_5:FERIAS_5_6 09/12/28 15:07 Page 1 1. o CICLO KIT PEDAGÓGICO Pedro Reis ESTUDO DO MEIO 5 Propostas para planeamento, exploração e avaliação de visitas a museus e centros de ciência ISBN

Leia mais

D9. DOSSIER DE RESULTADOS DO IV WORKSHOP. Serviços para animação de workshops de empreendedorismo cultural PR-02199

D9. DOSSIER DE RESULTADOS DO IV WORKSHOP. Serviços para animação de workshops de empreendedorismo cultural PR-02199 Serviços para animação de workshops de empreendedorismo cultural PR-02199 novembro 2014 ÍNDICE 1. ENQUADRAMENTO... 2 1.1 Objetivos... 2 1.2 Metodologia de trabalho... 2 2. RESULTADOS IV WORKSHOP... 4 2.1

Leia mais

PROJETO QUADRO DE HONRA STAPLES (2013/2014) TERMOS E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO

PROJETO QUADRO DE HONRA STAPLES (2013/2014) TERMOS E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO PROJETO QUADRO DE HONRA STAPLES (2013/2014) TERMOS E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 1. NATUREZA E ÂMBITO DO QUADRO DE HONRA STAPLES 1.1. O QUADRO DE HONRA STAPLES é uma iniciativa da Staples Portugal Equipamento

Leia mais