Design Patterns (Factory Method, Prototype, Singleton)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Design Patterns (Factory Method, Prototype, Singleton)"

Transcrição

1 DesignPatterns (FactoryMethod,Prototype,Singleton) JoãoAntónioPaz LuísMiguelClaro AlbertoManuelGomes N.º12812 N.º12817 N.º12818

2 FACTORYMETHOD Padrãoquedefineumainterfaceparacriaçãodeobjectos,masdeixaassubclassesdecidirque classedeveminstanciar.ouseja,opadrãofactorymethodpermiteainstanciaçãodaclasse sejadiferentenassuassubclasses. EstruturadopadrãoFactoryMethod SuponhamosquetemosumaclasseabstractaLivrariaquetemLivros.Possuiométodo CriarLivro(),queretornaumnovoLivro.SecriarmosumasubclassedeLivrariaquedefinao métodocriarlivro(),estemétododeveretornarumasubclassedelivro.ométodocriarlivro passaaserresponsávelpelofabricodeobjectos. Exemplodocódigo public abstract class Livraria { public ArrayLis<Livro> livros; public abstract Livro CriarLivro(); public class Quiosque extends Livraria { public Livro CriarLivro() { return (new Jornal()); public class Livro { public class Jornal extends Livro { OpadrãoFactoryMethoddeveserusadoquando: Aclassenãoconsegueanteciparaclassedeobjectosquedevecriar. Aclassequerassuassubclassesparaespecificarosobjectosquecria. Asclassespassamaresponsabilidadeparaumadasváriassubclasses,equersesaber quesubclassetemessaresponsabilidade.

3 PROTOTYPE Opadrãoprototypepermitecriarnovosobjectosatravésdeumacópiadeumprotótipo. Oprotótipopermiteespecificarotipodeobjectosacriar. Opadrãoprototypeéusado: quandosepretendequeaaplicaçãosejaindependentenomodocomooscomponentessão criados,definidosporcomposiçãoerepresentados; quandoasclassesainstanciarsãoespecificadaemtempodeexecução,porexemplo,através deumcarregamentodinâmico; parapermitiraconstruçãodeclasseshierárquicasdefabrico; quandoasinstânciasdeumaclassetêmpoucascombinaçõesdeestado.émaisconveniente instalaronúmerocorrespondentedeprotótiposdoqueinstalarmanualmenteaclassedecada vezparaumestadoespecífico. AclassePrototypedefineumainterfaceparaimplementarclone. AclasseConcretePrototypeimplementaaoperaçãodeclone. AclasseClientcriaumnovoobjectopedindoaoPrototypepararealizaroclone. public abstract class Multimedia implements Cloneable{ private String descricao; public Multimedia clone() { Multimedia clone = null; try{ clone=(multimedia)super.clone(); clone.setdescricao(""); catch(clonenotsupportedexception cnse) { cnse.printstacktrace(); return clone; public String getdescricao() { return descricao; public void setdescricao(string descricao) { this.descricao=descricao;

4 public class CD extends Multimedia { private int duracao; public int getduracao() { return duracao; public void setduracao(int duracao) { this.duracao=duracao; public CD clone(){ CD cd = (CD) super.clone(); return cd; public String tipo() { return new String("sou um cd"); public class DVD extends Multimedia{ private int tamanho; public int gettamanho() { return tamanho; public void settamanho(int tamanaho) { this.tamanho = tamanaho; public String tipo() { return new String("sou um dvd"); public DVD clone() { DVD dvd = (DVD) super.clone(); return dvd; public class MultimediaCreator { private Multimedia cd = new CD(); private Multimedia dvd = new DVD(); public MultimediaCreator() { cd.setdescricao("cd"); dvd.setdescricao("dvd"); public Multimedia getmultimedia(string tipo) { if(tipo.equals("cd")) { return (Multimedia) cd.clone(); else if(tipo.equals("dvd")) { return (Multimedia) dvd.clone(); return null; public class Cliente { MultimediaCreator mc = new MultimediaCreator(); CD c = (CD)mc.getMultimedia("cd"); DVD d = (DVD)mc.getMultimedia("dvd"); System.out.println(c.tipo); System.out.println(d.tipo);

5 SINGLETON Singletonéumpadrãodeprojectosimples. OpadrãoSingletonasseguraqueumaclassetemapenasumaúnicainstânciaeforneceum pontoglobaldeacessobemconhecido. Éimportanteparaalgumasclassesterumaúnicainstância.Porexemplo,sódevehaverum sistemadeficheiroseumúnicogestordejanelas. Paraassegurarqueaclassetemunicamenteumainstânciapode secriadaumavariávelglobal queindicaseaclassejáfoiounãoinstanciadamasestasoluçãonãogaranteaunicidadeda instância.amelhorformaétornaraprópriaclasseresponsávelpelaúnicainstânciadamesma, queéopadrãosinpleton.destaformaédefinidaumaoperaçãogetinstance()quepermite acederaumaúnicainstânciadaclasse. OpadrãoSingletondeveserusadoquando: Fornecessáriohaverumaúnicainstânciadeumaclasseeessainstânciatemde facultarumpontodeacessobemconhecido; Ainstância(única)forextensívelatravésdesubclasses,possibilitandoousodeuma instânciaestendidasemalterarocódigo. AestruturadopadrãoSingletonéaseguinte Exemplodecódigo public final class Pope { private static Pope instance = null; public static Pope getinstance() { if (instance==null) { instance = new Pope(); return instance; public class NameOfPope { Pope papa; papa=pope.getinstance();

6

Prototype, um Design Patterns de Criação

Prototype, um Design Patterns de Criação Prototype, um Design Patterns de Criação José Anízio Pantoja Maia Este artigo tem como finalidade compreender o funcionamento do padrão de projeto prototype, serão abordados os participantes que compõe

Leia mais

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this.

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Aula 2 Objetivos Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Encapsulamento, data hiding é um conceito bastante importante em orientação a objetos. É utilizado para restringir o acesso

Leia mais

public void setdata(data d) { data = d;

public void setdata(data d) { data = d; class Data... public class Compromisso private Data data; private int hora; private String descricao; /**java.lang.string*/ public Compromisso() public Compromisso(Data data, int hora, String descricao)

Leia mais

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. Sintaxe Geral Tipos de Dados Comentários Comentários: De linha: // comentário 1 // comentário 2 De bloco: /* linha 1 linha 2 linha n */ De documentação: /** linha1 * linha2 */ Programa Exemplo: ExemploComentario.java

Leia mais

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063)

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Aula 5 Herança Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Prof. Bruno

Leia mais

Curso - Padrões de Projeto Módulo 2: Padrões de Criação

Curso - Padrões de Projeto Módulo 2: Padrões de Criação Curso - Padrões de Projeto Módulo 2: Padrões de Criação Vítor E. Silva Souza vitorsouza@gmail.com http://www.javablogs.com.br/page/engenho http://esjug.dev.java.net Sobre o Instrutor Formação: Java: Graduação

Leia mais

FINAL: CÓDIGO-FONTE DA MIDLET

FINAL: CÓDIGO-FONTE DA MIDLET FINAL: CÓDIGO-FONTE DA MIDLET Para fins de conferência, seguem os códigos-fontes alterados. Este código-fonte encontra-se no arquivo chamado ColetorMIDlet.java: package coletor; import br.edu.estacio.produto;

Leia mais

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null Palavras -chave de JAV A abstract catch do final implements long private static throw void boolean char double finally import native protected super throws volatile break class float insfcanceof new public

Leia mais

4 - Padrões de Construção

4 - Padrões de Construção J930 Padrões Projeto de 4Padrões de Construção Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br Introdução A maneira padrão de construir objetos em Java é através de construtores Toda classe tem um construtor:

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel As 52 Palavras Reservadas O que são palavras reservadas São palavras que já existem na linguagem Java, e tem sua função já definida. NÃO podem

Leia mais

Lista de Contas: Assinatura. Lista de Contas. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição

Lista de Contas: Assinatura. Lista de Contas. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição Lista de Contas Lista de Contas: Assinatura null Quais são os métodos necessários? class ListaDeContas { void inserir (Conta c) { void retirar (Conta c) { Conta procurar (String num) { Listas de Contas:

Leia mais

A Linguagem Java. Alberto Costa Neto DComp - UFS

A Linguagem Java. Alberto Costa Neto DComp - UFS A Linguagem Java Alberto Costa Neto DComp - UFS 1 Roteiro Comentários Variáveis Tipos Primitivos de Dados Casting Comandos de Entrada e Saída Operadores Constantes 2 Comentários /** Classe para impressão

Leia mais

Um Exemplo de Refatoração. Prof. Alberto Costa Neto DComp/UFS alberto@ufs.br

Um Exemplo de Refatoração. Prof. Alberto Costa Neto DComp/UFS alberto@ufs.br Um Exemplo de Refatoração Prof. Alberto Costa Neto DComp/UFS alberto@ufs.br Exemplo Programa para calcular e imprimir o valor devido por um cliente de uma vídeo locadora Filme códigopreço:int 1 * * 1 Locação

Leia mais

Interfaces. Interfaces: Exemplo. ! São um mecanismo poderoso para ter bons desenhos pois permitem separar contratos das implementações

Interfaces. Interfaces: Exemplo. ! São um mecanismo poderoso para ter bons desenhos pois permitem separar contratos das implementações Interfaces! São um mecanismo poderoso para ter bons desenhos pois permitem separar contratos das implementações! Definem, tais como as classes, tipos mas não têm implementação! Podem declarar o constantes

Leia mais

Evento.java. package dominio;

Evento.java. package dominio; Evento.java package dominio; import java.util.date; import java.util.set; import javax.persistence.entity; import javax.persistence.fetchtype; import javax.persistence.generatedvalue; import javax.persistence.generationtype;

Leia mais

Encapsulamento de Dados

Encapsulamento de Dados Encapsulamento de Dados Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marciobueno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Modificadores de Visibilidade Especificam

Leia mais

TCC 00.174 Prof.: Leandro A. F. Fernandes www.ic.uff.br/~laffernandes. Conteúdo: Tipos Genéricos

TCC 00.174 Prof.: Leandro A. F. Fernandes www.ic.uff.br/~laffernandes. Conteúdo: Tipos Genéricos Programação de Computadores II TCC 00.174 Prof.: Leandro A. F. Fernandes www.ic.uff.br/~laffernandes Conteúdo: Material elaborado pelos profs. Anselmo Montenegro e Marcos Lage com contribuições do prof.

Leia mais

A ) O cliente terá que implementar uma interface remota. . Definir a interface remota com os métodos que poderão ser acedidos remotamente

A ) O cliente terá que implementar uma interface remota. . Definir a interface remota com os métodos que poderão ser acedidos remotamente Java RMI - Remote Method Invocation Callbacks Folha 9-1 Vimos, na folha prática anterior, um exemplo muito simples de uma aplicação cliente/ servidor em que o cliente acede à referência remota de um objecto

Leia mais

Invocação Remota MC704

Invocação Remota MC704 Invocação Remota MC704 Aplicações distribuídas Aplicação distribuída: conjunto de processos que cooperam entre si para prover um serviço ou realizar uma computação normalmente processos precisam invocar

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 2: Classes e objectos LEEC@IST Java 1/24 Classes (1) Sintaxe Qualif* class Ident [ extends IdentC] [ implements IdentI [,IdentI]* ] { [ Atributos Métodos ]* Qualif:

Leia mais

Alguns Padrões de Projeto Gamma e Suas Implementações. Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior Disponível em www.pasteurjr.blogspot.

Alguns Padrões de Projeto Gamma e Suas Implementações. Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior Disponível em www.pasteurjr.blogspot. Alguns Padrões de Projeto Gamma e Suas Implementações Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior Disponível em www.pasteurjr.blogspot.com Padrões Gamma de Projeto(ou Gang-of-Four, gof) Os padrões gof foram

Leia mais

Java Básico. Matrícula de Alunos. Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br. Novembro/2005

Java Básico. Matrícula de Alunos. Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br. Novembro/2005 Java Básico Matrícula de Alunos Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br Novembro/2005 Objetivos OO: trocar mensagens entre os objetos Exception: tratar exceções Análise: implementar

Leia mais

Técnicas de Programação II

Técnicas de Programação II Técnicas de Programação II Aula 06 Orientação a Objetos e Classes Edirlei Soares de Lima Orientação a Objetos O ser humano se relaciona com o mundo através do conceito de objetos.

Leia mais

Programação Orientada a Objectos - P. Prata, P. Fazendeiro. Cartão de fidelização de clientes das distribuidoras de combustível.

Programação Orientada a Objectos - P. Prata, P. Fazendeiro. Cartão de fidelização de clientes das distribuidoras de combustível. Caso de estudo O cartão fidelidade Cartão de fidelização de clientes das distribuidoras de combustível. Definição em JAVA da classe CartaoFidelidade, que deverá apresentar uma funcionalidade semelhante

Leia mais

Classes Abstratas e Interfaces

Classes Abstratas e Interfaces Java Básico Classes Abstratas e Interfaces Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br Novembro/2005 Classe abstrata Recurso avançado da OO Não pode ser instanciada Deve ser instanciada

Leia mais

Padrões de Projeto. Singleton

Padrões de Projeto. Singleton Padrões de Projeto Padrões de Criação Singleton Singleton Assegura que uma classe tenha apenas uma instância e provê um ponto de acesso global a ela 2 Livro Texto: Design Pattern - Elements 1 Motivação

Leia mais

Modulo IIa Extra: Object

Modulo IIa Extra: Object Modulo IIa Extra: Object Professor Ismael H F Santos ismael@tecgraf.puc-rio.br April 05 Prof. Ismael H. F. Santos - ismael@tecgraf.puc-rio.br 1 Bibliografia Linguagem de Programação JAVA Ismael H. F. Santos,

Leia mais

Analisar os sistemas operacionais apresentados na figura e responder as questões abaixo: Identificar

Analisar os sistemas operacionais apresentados na figura e responder as questões abaixo: Identificar Projeto Integrador Sistemas Operacionais Prof.ª Lucilia Ribeiro GTI 3 Noturno Grupo: Anderson Alves da Mota. André Luiz Silva. Misael bezerra dos santos. Sandro de almeida silva. Analisar os sistemas operacionais

Leia mais

Padrões de Desenho. ---------Engenharia de Software---------

Padrões de Desenho. ---------Engenharia de Software--------- Padrões de Desenho Objectivos: Compreender o que são os padrões de desenho? Vantagens e desvantagens em usar os padrões de desenho? Qual o formato de um padrão de desenho? Conhecer as varias secções de

Leia mais

Pilhas. Fabrício J. Barth. BandTec - Faculdade de Tecnologia Bandeirantes

Pilhas. Fabrício J. Barth. BandTec - Faculdade de Tecnologia Bandeirantes Pilhas Fabrício J. Barth BandTec - Faculdade de Tecnologia Bandeirantes Fevereiro de 2011 Tópicos Principais Introdução Interface do tipo pilha Exemplo de uso: verificação de expressões Implementação de

Leia mais

Exercícios de Revisão Java Básico

Exercícios de Revisão Java Básico Exercícios de Revisão Java Básico (i) Programação básica (estruturada) 1) Faça um programa para calcular o valor das seguintes expressões: S 1 = 1 1 3 2 5 3 7 99... 4 50 S 2 = 21 50 22 49 23 48...250 1

Leia mais

Prova de Java. 1) Copie o programa abaixo no eclipse e complete-o, utilizando os conceitos aprendidos durante o curso. (4 pontos)

Prova de Java. 1) Copie o programa abaixo no eclipse e complete-o, utilizando os conceitos aprendidos durante o curso. (4 pontos) Prova de Java 1) Copie o programa abaixo no eclipse e complete-o, utilizando os conceitos aprendidos durante o curso. (4 pontos) O programa consiste em uma aplicação que simula o comportamento de dois

Leia mais

Especialização em Engenharia de Software - CEUT

Especialização em Engenharia de Software - CEUT Até aqui Programação com interfaces gráficas Sérgio Soares scbs@cin.ufpe.br Criamos a infra-estrutura para a aplicação bancária classes que representam os tipos de conta classe que implementa regras de

Leia mais

Java Threads. Introdução

Java Threads. Introdução Java Threads mleal@inf.puc-rio.br 1 Introdução O único mecanismo de concorrência suportado explicitamente pela linguagem Java é multi-threading. threading. Os mecanismos de gerenciamento e sicronização

Leia mais

UNIP - Ciência da Computação e Sistemas de Informação. Estrutura de Dados. AULA 6 Filas

UNIP - Ciência da Computação e Sistemas de Informação. Estrutura de Dados. AULA 6 Filas UNIP - Ciência da Computação e Sistemas de Informação Estrutura de Dados AULA 6 Filas Estrutura de Dados A Estrutura de Dados Fila Fila é uma estrutura de dados usada em programação, que tem regras para

Leia mais

Unidade IV: Ponteiros, Referências e Arrays

Unidade IV: Ponteiros, Referências e Arrays Programação com OO Acesso em Java a BD Curso: Técnico em Informática Campus: Ipanguaçu José Maria Monteiro Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-Rio Departamento Clayton Maciel de Informática

Leia mais

Capítulo 15 - VendaRemota.java

Capítulo 15 - VendaRemota.java Capítulo 15 - VendaRemota.java /* Java para Dispositivos Móveis - Desenvolvendo aplicações com J2ME por Thienne M. Johnson Novatec Editora LTDa ISBN: 978-85-7522-143-3 */ package principal; import conexao.getpostregistros;

Leia mais

Uma Introdução aos Padrões de Projeto com Java. Roberto Willrich INE-CTC-UFSC

Uma Introdução aos Padrões de Projeto com Java. Roberto Willrich INE-CTC-UFSC Uma Introdução aos Padrões de Projeto com Java Roberto Willrich INE-CTC-UFSC 1 Introdução aos Padrões de Projeto Programação Introdução Motivação, Definição, Características, Histórico Descrição de um

Leia mais

Autor: Ricardo Francisco Minzé Júnior - ricardominze@yahoo.com.br Desenvolvendo aplicações em camadas com PHP 5.

Autor: Ricardo Francisco Minzé Júnior - ricardominze@yahoo.com.br Desenvolvendo aplicações em camadas com PHP 5. Desenvolvendo aplicações em camadas com PHP 5. Talvez a primeira vista você ache estranha a palavra Camada em programação, mas o que vem a ser Camada? Segundo o dicionário: Camada 1 - Qualquer matéria

Leia mais

Guia de Fatores de Qualidade de OO e Java

Guia de Fatores de Qualidade de OO e Java Qualiti Software Processes Guia de Fatores de Qualidade de OO e Java Versã o 1.0 Este documento só pode ser utilizado para fins educacionais, no Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco.

Leia mais

Filas. Fabrício J. Barth. BandTec - Faculdade de Tecnologia Bandeirantes

Filas. Fabrício J. Barth. BandTec - Faculdade de Tecnologia Bandeirantes Filas Fabrício J. Barth BandTec - Faculdade de Tecnologia Bandeirantes Março de 2011 Tópicos Principais Introdução Interface do tipo fila Implementação de fila com vetor Implementação de fila com lista

Leia mais

DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Dialogs Dialogs são caixas de informações que servem para alertar o usuário sobre algo ou para solicitar algum tipo de informação

Leia mais

Java 2 Standard Edition Como criar classes e objetos

Java 2 Standard Edition Como criar classes e objetos Java 2 Standard Edition Como criar classes e objetos Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Assuntos abordados Este módulo explora detalhes da construção de classes e objetos Construtores Implicações da

Leia mais

Módulo 07 Características Avançadas de Classes

Módulo 07 Características Avançadas de Classes Módulo 07 Características Avançadas de Classes Última Atualização: 15/06/2010 1 Objetivos Descrever variáveis, métodos e iniciadores static Descrever a semântica do modificador final em classes, métodos

Leia mais

Coleções. Conceitos e Utilização Básica. c Professores de ALPRO I 05/2012. Faculdade de Informática PUCRS

Coleções. Conceitos e Utilização Básica. c Professores de ALPRO I 05/2012. Faculdade de Informática PUCRS Coleções Conceitos e Utilização Básica c Professores de ALPRO I Faculdade de Informática PUCRS 05/2012 ALPRO I (FACIN) Coleções: Básico 05/2012 1 / 41 Nota Este material não pode ser reproduzido ou utilizado

Leia mais

Programa de Computador que funciona em Rede

Programa de Computador que funciona em Rede Programa de Computador que funciona em Rede professor Robinson Vida Noronha 1 Paradigma Um programa rodando em rede é como uma loja. 2 Uma loja é composta por Vendedores Vendedores 3 Um loja deve servir

Leia mais

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS João Gabriel Ganem Barbosa Sumário Motivação História Linha do Tempo Divisão Conceitos Paradigmas Geração Tipos de Dados Operadores Estruturada vs

Leia mais

Um objeto é uma instância de uma 'classe'. Você define uma classe utilizando o trecho de código abaixo;

Um objeto é uma instância de uma 'classe'. Você define uma classe utilizando o trecho de código abaixo; um objeto; é definido; Um objeto é uma instância de uma 'classe'. Você define uma classe utilizando o trecho de código abaixo; class ClasseBase{ é instanciado; $objetobase = new ClasseBase; Caso queira,

Leia mais

Objetivo do programa: Implementação de um analisador de Logs do Servidor Web com base nos requisitos da unidade curricular de Estatística.

Objetivo do programa: Implementação de um analisador de Logs do Servidor Web com base nos requisitos da unidade curricular de Estatística. Objetivo do programa: Implementação de um analisador de Logs do Servidor Web com base nos requisitos da unidade curricular de Estatística. package ProjetoIntegrador; import java.io.bufferedreader; import

Leia mais

JavaScript 2.0X 1.0 3.0X 1.1 4.0 4.05 1.2 4.06 4.61 1.3 5.0 1.4 6.0 1.5

JavaScript 2.0X 1.0 3.0X 1.1 4.0 4.05 1.2 4.06 4.61 1.3 5.0 1.4 6.0 1.5 JavaScript Diego R. Frank, Leonardo Seibt FIT Faculdades de Informática de Taquara Fundação Educacional Encosta Inferior do Nordeste Av. Oscar Martins Rangel, 4500 Taquara RS Brasil difrank@terra.com.br,

Leia mais

Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.0

Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.0 Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.0 Módulo 07: Outros Componentes Autor: Rodrigo Hjort Serpro / Coordenação Estratégica de Tecnologia / Curitiba www.frameworkdemoiselle.org.br Modificado

Leia mais

Programação Orientada a Objetos II

Programação Orientada a Objetos II Programação Orientada a Objetos II AULA Banco de Dados (Exemplo) Prof. Rodrigo Rocha Prof.rodrigorocha@yahoo.com (Modo Texto) Conectando ao Banco de Dados Entre no Diretório do Mysql mysql u root p criando

Leia mais

Construção de novas Classes em Java. Classes Atributos Métodos Herança...

Construção de novas Classes em Java. Classes Atributos Métodos Herança... Construção de novas Classes em Java Classes Atributos Métodos Herança... 1 Exemplo Representação em UML Java (Unified Modeling Language) Stack items : Vector Stack( ) push( ) pop( ) isempty( ) finalize(

Leia mais

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA 1) Qual será o valor da string c, caso o programa rode com a seguinte linha de comando? > java Teste um dois tres public class Teste { public static void main(string[] args) { String a = args[0]; String

Leia mais

Implementando uma Classe e Criando Objetos a partir dela

Implementando uma Classe e Criando Objetos a partir dela Análise e Desenvolvimento de Sistemas ADS Programação Orientada a Obejeto POO 3º Semestre AULA 04 - INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO (POO) Parte: 2 Prof. Cristóvão Cunha Implementando uma Classe

Leia mais

Programação Orientada a Objetos em java. Polimorfismo

Programação Orientada a Objetos em java. Polimorfismo Programação Orientada a Objetos em java Polimorfismo Polimorfismo Uma característica muito importante em sistemas orientados a objetos Termo proveniente do grego, e significa muitas formas Em POO, significa

Leia mais

Análise e Projeto Orientados por Objetos

Análise e Projeto Orientados por Objetos Análise e Projeto Orientados por Objetos Aula 07 Padrões GoF (Command e Template Method) Edirlei Soares de Lima Padrões GoF Criação: Abstract Factory Builder Factory Method Prototype

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery Linguagem de Programação JAVA Técnico em Informática Professora Michelle Nery Agenda Regras paravariáveis Identificadores Válidos Convenção de Nomenclatura Palavras-chaves em Java Tipos de Variáveis em

Leia mais

Capítulo 8. Introdução UML

Capítulo 8. Introdução UML Capítulo 8. Introdução UML 1/42 Índice Indice 8.1 - Introdução UML 8.2 - Modelação estrutural 8.2.1 - Representação de classes e objectos 8.2.2 - Relações entre objectos 8.2-3 - Relações de associação

Leia mais

Natureza do Software e dos Sistemas

Natureza do Software e dos Sistemas Natureza do Software e dos Sistemas Jorge H C Fernandes Diferença Fundamental entre Engenharia de Software e outras Engenharias! Os materiais são diferentes As teorias fundamentais são diferentes Dificuldades

Leia mais

Reuso com Herança a e Composiçã

Reuso com Herança a e Composiçã Java 2 Standard Edition Reuso com Herança a e Composiçã ção Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Como aumentar as chances de reuso Separar as partes que podem mudar das partes que não mudam. Exemplo:

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Engenharia da Computação Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Dados Pessoais Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto MSc. em ciência da computação (UFPE) rosalvo.oliveira@univasf.edu.br

Leia mais

MÓDULO 4 SWING Parte 3

MÓDULO 4 SWING Parte 3 Aplicações de Linguagem de Programação Orientada a Objetos 2ºsem/2011 (Professores: Tiago e Daniele) // Exemplo11 Ação do Mouse import javax.swing.*; import java.awt.*; import java.awt.event.actionevent;

Leia mais

AlarmManager. Programação em Dispositivos Móveis (PDM) Centro de Cálculo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

AlarmManager. Programação em Dispositivos Móveis (PDM) Centro de Cálculo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa AlarmManager (PDM) Centro de Cálculo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Pedro Alexandre Pereira (palex@cc.isel.ipl.pt) Notificar o utilizador passado determinado tempo 2 Mostrar janela com mensagem

Leia mais

GUIA DE INTEGRAÇÃO APP2APP APLICATIVO PAGSEGURO 1. Guia de Integração App2App Aplicativo PagSeguro VERSÃO 1.0.0

GUIA DE INTEGRAÇÃO APP2APP APLICATIVO PAGSEGURO 1. Guia de Integração App2App Aplicativo PagSeguro VERSÃO 1.0.0 GUIA DE INTEGRAÇÃO APP2APP APLICATIVO PAGSEGURO 1 Guia de Integração App2App Aplicativo PagSeguro GUIA DE INTEGRAÇÃO APP2APP APLICATIVO PAGSEGURO 2 Histórico de Alterações Date Description 28/06/2014 Visão

Leia mais

Programação Na Web. Linguagem Java Parte II. break com o nome do bloco. Sintaxe. Nome do bloco. Termina o bloco. António Gonçalves ...

Programação Na Web. Linguagem Java Parte II. break com o nome do bloco. Sintaxe. Nome do bloco. Termina o bloco. António Gonçalves ... Programação Na Web Linguagem Java Parte II Sintaxe António Gonçalves break com o nome do bloco Nome do bloco Termina o bloco class class Matrix Matrix { private private int[][] int[][] mat; mat; public

Leia mais

Prof. Jhonatan Fernando

Prof. Jhonatan Fernando Prof. Jhonatan Fernando Métodos Programação OO Instâncias de variáveis (objetos) Mensagens Classes Herança Polimorfismo Encapsulamento Abstração Programação Estruturada Procedimentos e funções Variáveis

Leia mais

Fundamentos de Programaçã. ção Concorrente

Fundamentos de Programaçã. ção Concorrente Java 2 Standard Edition Fundamentos de Programaçã ção Concorrente Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Programação concorrente O objetivo deste módulo é oferecer uma introdução a Threads que permita

Leia mais

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br Java Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br 3. Considere as instruções Java abaixo: int cont1 = 3; int cont2 = 2; int cont3 = 1; cont1 += cont3++; cont1 -= --cont2; cont3 = cont2++; Após a

Leia mais

8 Classes Internas. Desenvolvimento OO com Java. Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes.

8 Classes Internas. Desenvolvimento OO com Java. Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes. Desenvolvimento OO com Java 8 Classes Internas Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes.br/ ~ vitorsouza Departamento de Informática Centro Tecnológico Universidade Federal do

Leia mais

Multithreading. Programação Orientada por Objectos com Java. Ademar Aguiar. MRSC - Programação em Comunicações

Multithreading. Programação Orientada por Objectos com Java. Ademar Aguiar. MRSC - Programação em Comunicações Programação Orientada por Objectos com Java www.fe.up.pt/~aaguiar ademar.aguiar@fe.up.pt 1 Multithreading 154 Objectivos Ser capaz de: Explicar os conceitos básicos de multithreading Criar threads múltiplos

Leia mais

INSTITUTO DE COMPUTAÇÃO UNICAMP 1o. SEMESTRE DE 2009. Profa. Cecília M. F. Rubira

INSTITUTO DE COMPUTAÇÃO UNICAMP 1o. SEMESTRE DE 2009. Profa. Cecília M. F. Rubira INSTITUTO DE COMPUTAÇÃO UNICAMP 1o. SEMESTRE DE 2009 Profa. Cecília M. F. Rubira Sala 13, cmrubira@ic.unicamp.br Versão: 1.1 Data: 22 de abril de 2009. Estudo de Caso: Sistema de Folha de Pagamento Este

Leia mais

Comandos de repetição For (inicialização; condição de execução; incremento/decremento) { //Código }

Comandos de repetição For (inicialização; condição de execução; incremento/decremento) { //Código } Este documento tem o objetivo de demonstrar os comandos e sintaxes básicas da linguagem Java. 1. Alguns passos para criar programas em Java As primeiras coisas que devem ser abordadas para começar a desenvolver

Leia mais

Paradigmas da Programação PPROG. Linguagem JAVA. Interfaces. (Livro Big Java, Late Objects Capítulo 9) Nelson Freire (ISEP DEI-PPROG 2013/14) 1/33

Paradigmas da Programação PPROG. Linguagem JAVA. Interfaces. (Livro Big Java, Late Objects Capítulo 9) Nelson Freire (ISEP DEI-PPROG 2013/14) 1/33 PPROG Paradigmas da Programação Linguagem JAVA Interfaces (Livro Big Java, Late Objects Capítulo 9) Nelson Freire (ISEP DEI-PPROG 2013/14) 1/33 PPROG Motivação para usar Interfaces Definição de Interface

Leia mais

Programação Orientada a Objetos em Java

Programação Orientada a Objetos em Java Programação Orientada a Objetos em Java Rone Ilídio da Silva Universidade Federal de São João del-rei Campus Alto Paraopeba 1:14 1 Objetivo Apresentar os principais conceitos de Programção Orientada a

Leia mais

!" # # # $ %!" " & ' ( 2

! # # # $ %!  & ' ( 2 !"# # #$ %!" "& ' ( 2 ) *+, - 3 . / 4 !" 0( # "!#. %! $""! # " #.- $ 111.&( ( 5 # # 0. " % * $(, 2 % $.& " 6 # #$ %% Modelo (Encapsula o estado da aplicação) Implementado como JavaBeans Responde a consulta

Leia mais

Implementação de Classe e Auto-Relacionamento em Java

Implementação de Classe e Auto-Relacionamento em Java UTFPR DAELN - Disciplina de Fundamentos de Programação II ( IF62C ). 1 Implementação de Classe e Auto-Relacionamento em Java 1)Introdução Um modelo de Diagrama de Classes representa a estrutura definida

Leia mais

Threads e Sockets em Java. Threads em Java. Programas e Processos

Threads e Sockets em Java. Threads em Java. Programas e Processos Threads em Java Programas e Processos Um programa é um conceito estático, isto é, um programa é um arquivo em disco que contém um código executável por uma CPU. Quando este programa é executado dizemos

Leia mais

INF 1007 Programação II

INF 1007 Programação II INF 1007 Programação II Aula 08 Busca em Vetor Edirlei Soares de Lima Busca em Vetor Problema: Entrada: vetor v com n elementos; elemento d a procurar; Saída: m se o elemento procurado

Leia mais

Manual de Integração SMS

Manual de Integração SMS NG Sistemas Manual de Integração SMS Integração SMS TI 2015 w w w. n g s i s t e m a s. c o m. b r Índice Sumário executivo... 2 Integrações... 3 Desenho da solução.... 6 NG Sistemas 1 Sumário executivo

Leia mais

5 Caso de estudo O cartão fidelidade

5 Caso de estudo O cartão fidelidade 5 Caso de estudo O cartão fidelidade Cartão de fidelização de clientes das distribuidoras de combustível. Definição em JAVA da classe CartaoFidelidade, que deverá apresentar uma funcionalidade semelhante

Leia mais

SISTEMA EXPERIMENTALL 15/11/2009. Olá! A partir de agora vamos conhecer a IDE NetBeans 6.7.1 efetuando um micro projeto swing.

SISTEMA EXPERIMENTALL 15/11/2009. Olá! A partir de agora vamos conhecer a IDE NetBeans 6.7.1 efetuando um micro projeto swing. 15/11/2009 Olá! A partir de agora vamos conhecer a IDE NetBeans 6.7.1 efetuando um micro projeto swing. Crie um novo projeto clicando em arquivo e em novo projeto. Escolha a opção java, aplicativo java

Leia mais

Padrões de Projeto Curso 6170 Aulas 12 a 14

Padrões de Projeto Curso 6170 Aulas 12 a 14 Padrões de Projeto Curso 6170 Aulas 12 a 14 1. Padrões de projeto Um padrão de projeto é:. uma solução padrão para um problema comum de programação. uma técnica capaz de tornar o código mais flexível ao

Leia mais

Programação com Acesso a BD. Programação com OO Acesso em Java

Programação com Acesso a BD. Programação com OO Acesso em Java Programação com OO Acesso em Java a BD Curso: Técnico em Informática Campus: Ipanguaçu José Maria Monteiro Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-Rio Departamento Clayton Maciel de Informática

Leia mais

7 RTTI e Interfaces. Desenvolvimento OO com Java. Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes.

7 RTTI e Interfaces. Desenvolvimento OO com Java. Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes. Desenvolvimento OO com Java 7 RTTI e Interfaces Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes.br/ ~ vitorsouza Departamento de Informática Centro Tecnológico Universidade Federal do

Leia mais

Introdução à Programação. Interface, Polimorfismo e Dynamic Binding

Introdução à Programação. Interface, Polimorfismo e Dynamic Binding Introdução à Programação Interface, Polimorfismo e Dynamic Binding Interface Programador Java PLENO Possuir sólida experiência em programação Desenvolvimento na linguagem JAVA Webservice, Struts ou JSF(desejável)

Leia mais

public Agenda() { compromissos = null; } public int getnumerodecompromissos() { if (compromissos==null) return 0; else return compromissos.

public Agenda() { compromissos = null; } public int getnumerodecompromissos() { if (compromissos==null) return 0; else return compromissos. import java.util.scanner; class Data... class Compromisso... public class Agenda private Compromisso[] compromissos; private Compromisso[] realoquecompromissos (Compromisso[] vetor, int tamanhodesejado)

Leia mais

Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL

Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL Juliane Menin Orientanda Prof. Alexander Roberto Valdameri Orientador Roteiro Introdução e Objetivos Fundamentação Teórica Especificação

Leia mais

Programação Orientada a Objetos em Java. Threads Threads Threads. Threads

Programação Orientada a Objetos em Java. Threads Threads Threads. Threads Universidade Federal do Amazonas Departamento de Ciência da Computação IEC481 Projeto de Programas Programação Orientada a Objetos em Java Threads Threads Threads Threads Professor: César Melo Slides baseados

Leia mais

Analise o código abaixo:

Analise o código abaixo: Recursão - introdução Analise o código abaixo: 1 # include 2 # include 3 int Fatorial ( int x) 4 int k, s =1; for (k =0;k

Leia mais

Modificador static e Pacotes. Alberto Costa Neto DComp - UFS

Modificador static e Pacotes. Alberto Costa Neto DComp - UFS Modificador static e Pacotes Alberto Costa Neto DComp - UFS 1 Roteiro Modificador static Pacotes 2 Modificador static Instanciando a classe Funcionário matricula nome cpf salario salario-min getmatricula()

Leia mais

(Aula 17) Threads em Java

(Aula 17) Threads em Java (Aula 17) Threads em Java Difícil As Threads thread threads de emjava classificar sãogerenciadaspelajvm. podemser com user criadasdas thread ou kernel Profa. Patrícia A seguintesmaneiras: Fazendo extend

Leia mais

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB)

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB) Uma Introdução à Arquitetura Francisco C. R. Reverbel 1 Copyright 1998-2006 Francisco Reverbel O Object Request Broker (ORB) Via de comunicação entre objetos (object bus), na arquitetura do OMG Definido

Leia mais

Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this.

Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this. Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this.x = x; this.y = y; public String tostring(){ return "(" + x + "," +

Leia mais

Templates e Pilhas. 1. Introdução

Templates e Pilhas. 1. Introdução Templates e Pilhas 1. Introdução Templates ou Generics é considerado uma forma de polimorfismo [1]. É uma forma de programar onde o tipo do dado não é considerado. Programa-se para um tipo de dado indefinido.

Leia mais

Padrões de Projeto e Persistência com DAO

Padrões de Projeto e Persistência com DAO Curso de Análise de Sistemas Análise de Sistemas II Padrões de Projeto e Persistência com DAO Prof. Giuliano Prado de Morais Giglio, M.Sc. Introdução a Padrões de Projeto Padrões de Projeto foram inicialmente

Leia mais

O programa abaixo exemplifica o uso da classe Image para carregar e mostrar uma imagem localizada em um arquivo.

O programa abaixo exemplifica o uso da classe Image para carregar e mostrar uma imagem localizada em um arquivo. 7. Carregando e mostrando imagens locais Esta aula complementa os estudos de programação de interfaces gráficas em Java mostrando como podemos carregar imagens de arquivos locais ou da Internet para uso

Leia mais