Programação Orientada a Objetos! Java - Fundamentos. Prof. Sérgio Almagro!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programação Orientada a Objetos! Java - Fundamentos. Prof. Sérgio Almagro! e-mail: sergio.ricardo.almagro@gmail.com"

Transcrição

1 Programação Orientada a Objetos! Java - Fundamentos Prof. Sérgio Almagro!

2 Estrutura de Programação

3 Bibliografia HORSTMANN, Cay S., CORNELL, Gray. Core Java 2 Volume I - Fundamentos. São Paulo: Pearson, DETEIL, Paul, DETEIL, Harvey. Java - Como Programar. 8 ed. São Paulo: Pearson, SANTOS, Rafael,. Introdução à programação orientada a objetos usando Java 2. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003 Bibliografia Complementar GUEDES, Gilleanes T. A. UML 2: uma abordagem prática. 2 ed. São Paulo: Campos, SEBESTA, Robert W. Conceitos de Linguagem de Programação. 5 ed. São Paulo: Bookman, 2006.

4 Programa Simples em Java Tudo em um programa Java deve estar dentro de uma classe. Exemplo: public class OlaMundo {! public static void main(string[] args) {! System.out.println("Olá, Mundo!");! }! }

5 Compilando um Arquivo Java Um arquivo Java possui a extensão.java. Após compilar um arquivo.java é gerado um bytecode com a extensão.class. Exemplo: c:\> javac PrimeiroExemplo.java! Terá como resultado PrimeiroExemplo.class Nota: o compilador Java é o programa javac.exe.

6 Programa Java Ao executar um programa compilado o JVM (Java Virtual Machine) sempre inicia a execução com o código do método main na classe invocada. Exemplo: c:\> java PrimeiroExemplo.class Nota: o JVM é o programa java.exe. Caso o bytecode que está sendo invocado não possuir o método main, um erro ocorrerá em tempo de execução.

7 Java Java é uma linguagem Case Sensitive, ou seja, diferencia maiúsculas de minúsculas. Em Java, o código para qualquer método dever estar entre uma chave de abertura { e outra chave de fechamento }, conhecida como bloco de instruções.

8 Comentário Os comentários no Java, como na maioria das linguagens, não são exibidos no programa executável. O comentário é utilizado para melhorar a legibilidade do código. No Java há três tipos de comentários.

9 Comentário De uma única linha // utilizado para comentar uma única linha. Exemplo: public class OlaMundo {! //Esse é o método principal! public static void main(string[] args) {! System.out.println("Olá, Mundo!");! }! }

10 Comentário Delimitador /* */ é um delimitador de comentário, tudo que estiver entre eles é um comentário. Exemplo: public class OlaMundo {! /* Esse é o método principal! Será invocado pelo JVM */! public static void main(string[] args) {! System.out.println("Olá, Mundo!");! }! }

11 Comentário Documentação Automática /** */ é um delimitador de comentário, tudo que estiver entre eles é um comentário. Exemplo: /**! Esse é o primeiro 1.01 Sergio Almagro */! public class OlaMundo {! public static void main(string[] args) {! System.out.println("Olá, Mundo!");! }! }

12 Tipos de Dados Java é uma linguagem fortemente tipada, isto é, que cada variável precisa ter um tipo declarado explicitamente.

13 Tipos Primitivos Tipo Tamanho em bits Representa char 16 Caractere byte 8 Números inteiros short 16 Números inteiros int 32 Números inteiros long 64 Números inteiros float 32 Ponto flutuante double 64 Ponto flutuante boolean true / false Boolean Nota: 'A' é um caractere de constante de valor 65, diferente de "A" que é uma string que contém um único caractere.

14 Caracteres Especiais Seqüência de scapte Nome \b Backspave \t Tab \n Quebra de linha \r Retorno de carro \" Aspas duplas \' Aspas simples \\ Barra invertida

15 Tipos por Referência Todos os tipos não primitivos são ditos tipos por referência.

16 Variáveis Em Java é necessário informar um tipo a cada variável. Exemplo: double salário;! int feriasdias;! long populacaoterra;! boolean feito;! Pode haver múltiplas declarações em uma única linha. Exemplo: int i, j, count;

17 Variáveis Um nome de variável deve iniciar com letra e ser uma seqüência de letras e dígitos. Uma letra é definida como 'A' - 'Z', 'a' - 'z', '_' ou qualquer caractere Unicode que denote uma letra em um idioma. Um dígito é definido como '0' - '9' ou qualquer caractere Unicode que denote um dígito em um idioma. Outros caracteres não podem ser utilizados para compor o nome das variáveis. Nota: não pode utilizar palavras reservadas do Java como nome de variável.

18 Constantes No Java, utiliza-se a palavra-reservada final para denotar uma constante. Exemplo: final double CM_PER_INCH = 2.54;

19 Atribuição Após declarar uma variável, deve-se inicializá-la explicitamente por meio de uma instrução de atribuição. Nunca se deve ter variáveis não inicializadas. Faz-se a atribuição utilizando um sinal de igual (=). Exemplo: double salário;! salário = ;! Java permite atribuição múltiplas. Exemplo: int i, j, y;! i=j=y=0;

20 Inicializando Variáveis Java e capaz tanto de declarar como inicializar uma variável. Exemplo: double salário = ;

21 Conversão entre Tipos Numéricos Quando dois valores com um operador unário são combinados, ambos os operandos são convertido em um tipo comum antes de a operação ser executada. 1. Se um dos operandos for do tipo double, o outro será convertido em double. 2. Caso contrário, se um dos operandos for do tipo float, o outro será convertido em float. 3. Caso contrário, se um dos operando for do tipo long, o outro será convertido em long. 4. Caso contrario, ambos serão convertidos em um int.

22 Coerções (Casts) As vezes, há casos, que necessita converter um tipo em outro. A sintaxe para fazer uma coerção é colocar o tipo alvo entre parênteses, seguidos pelo nome da variável. Exemplo: double x = 9.997;! int nx = (int)x;//nx = 10

23 Operadores Aritméticos Operadores Ação + Adição - Subtração * Multiplicação / Divisão % Módulo da divisão (resto)

24 Operadores Relacionais Operador Ação > Maior que >= Maior que ou igual < Menor que <= Menor que ou igual == Igual!= Diferente

25 Operadores Lógicos Operador Ação && AND OR! NOT

26 Potência A linguagem Java não possui um operador para elevar uma quantidade a uma potência, é necessário usar a classe Math, do pacote java.lang, invocando o método pow(). Exemplo: double x=2,a=3;! double y = Math.pow(x,a);//retorna 8

27 Operadores de Incremento e Decremento Pós-fixado, exmplo: int i=0;! i++; //valor de i=1;! i--; //valor de i=0;! Pré-fixado, exemplo: int i=0;! ++i; //valor de i=1;! --i; //valor de i=0;

28 Diferença entre os Operadores de Incremento e Decremento A diferença entre os dois só aparece quando utilizado dentro de expressões. O tipo pré-fixado realiza a operação primeiro. O tipo pós-fixado avalia de acordo com o valor antigo da variável. Exemplo: int m=7;! int n=7;! int a=2* ++m;// agora a=16 e m=8! int b=2* n++;// agora b=14 e n=8

29 Precedência [] () (chamada de método)! ~ ++ +(unário) -(unário) ()(coerção) new * / % + - << >> >>> < <= > >= instanceof ==!= & ^ &&?: = += -= /= %= &= = ^= <<= >>= >>>=

30 Tipos Enumerados Um tipo enumerado tem um número finito de valores nomeados. Utiliza-se a palavra-reservada enum para definir um tipo enumerado. Exemplo: enum tamanho {Pequeno, Medio, Grande};! tamanho t = tamanho.pequeno;

31 Pacotes Os pacotes (package) são utilizados para organizar as classes relacionadas em um determinado contexto. Exemplo: package Contabilidade;! public class Conta! {! }

32 API As bibliotecas de classe Java ou Java Aplication Programming Interface (Java API) são conjuntos de pacotes.

33 Importando Pacotes Java possui vários pacotes com outros pacotes internos e várias classes já prontas para serem utilizadas. Utiliza-se a palavra-reservada import para incluir uma ou mais APIs no codigo. Exemplo: package Contabilidade;! import java.lang.util;! public class Conta! {! } Nota: a palavra-reservada import deverá ser inserida após a palavrareservada package, caso haja.

34 Pacote Padrão Em Java há um pacote padrão que é importado para todas as classes implicitamente pelo compilador, é o java.lang.

35 Classe object Toda classe criada herda automaticamente da classe java.lang.object. Na classe object há um método chamado equals() que compara se dois objetos são iguais.

36 String A linguagem Java não tem um tipo string nativo. Em vez disso, a biblioteca padrão do Java (java.lang) contém uma classe predefinida chamada, naturalmente, de String. Exemplo: String s = ""; //string vazia! String saudacao = "Olá"; Nota: cada string entre aspas é uma instância da classe String.

37 String Concatenação A linguagem Java utiliza o sinal de adição (+) para concatenar strings. Exemplo: String expletivo = "Expletivo";! String PG13 = "excluído";! String mensagem = expletivo + PG13;

38 String Substring Pode-se extrair uma substring de uma string maior com o método substring(). Exemplo: String sds = "Bem-vindo";! String s = sds.substring(0,3);//retorna Bem

39 String Tamanho Para descobrir o tamanho de uma string, usase o método length(). Exemplo: String sds = "Olá";! int s = sds.length();//retorna 3

40 String Teste de Igualdade Para testar se duas strings são iguais ou não, usa-se o método equals(). String sds = "Olá";! int s = sds.equals("olá");//retorna falso! Para comparar se duas strings são idênticas, sem levar em consideração as letras maiúsculas e minúsculas, usa-se o método equalsignorecase(). String sds = "Olá";! int s = sds.equalsignorecase("olá");//retorna verdadeiro!

41 Exibindo Texto com print Imprime um texto na tela da console. Pacote: java.lang! Exemplo: System.out.print("Hello World");

42 Exibindo Texto com println Imprime um texto na tela da console, inserindo um separador de linha no final do texo. Pacote: java.lang! Exemplo: System.out.println("Hello World");

43 Exibindo Texto com printf Imprime um texto formatado na tela da console. A formatação inicia com %, podendo ter um flag e seguido de um caractere de conversão. Pacote: java.lang! Exemplo: System.out.printf("%.2f", );//3.333,33

44 Formatando Saída Cada especificador de formato que inicia com um caractere % é substituído pelo argumento correnspondente. O caractere de conversão que determina um especificador de formato indicando o tipo do valor a ser formatado. Exemplo: double x = /3.0;// ! System.out.printf("%.2f",x);//3.333,33

45 Conversões para printf Caracteres de Conversão d x o f e g a Tipo Inteiro decimal Inteiro hexadecimal Inteiro octal Ponto flutuante fixo Ponto flutuante exponencial Ponto flutuante geral Ponto flutuante hexadecimal

46 Conversões para printf Caracteres de Conversão s c b h tx Tipo String Caractere Boolean Código hash Data e hora % Símbolo de porcentagem n Separador de linha

47 Flags para printf Flag + espaço Propósito Imprimi sinais para números negativos e positivos. Adiciona um espaço antes de números positivos. 0 Adiciona zeros a esquerda. - Justifica campos a esquerda. ( Coloca números negativos entre parênteses., Sempre inclui um ponto decimal

48 Flags para printf Flag Propósito #(para formato x ou 0) Adiciona 0x ou prefixo 0. $ < Especifica o índice do agrupamento a ser formatado: %1$x, primeiro argumento em decimal e hexadecimal Formata o mesmo valor, exemplo: %d%<x, formata o mesmo número em decimal e hexadedimal.

49 Lendo Entrada Scanner Para ler uma entrada da console, um dos métodos é construir um Scanner que é ligado a System.in. Pacote: java.util! Exemplo: Scanner x = new Scanner(System.in);! System.out.println("informe o seu nome:");! String nome = x.nextline();!

50 Lendo Entrada Scanner Método Ação nextline() Ler uma linha nextint() Ler um número inteiro nextfloat() nextdouble() Ler um número de ponto flutuante Ler um número de ponto flutuante.

51 Lendo Entrada Console Há uma classe desenvolvida especificamente para entra e saída de dados via console, a classe Console. Pacote: java.util! Exemplo: Console con = System.console();! String nome = con.readline("informe o seu nome:");! String senha = con.readpassword("senha:");!

52 Instruções Condicionais A instrução condicional no Java tem a forma: if (condição) instrução! Para executar mais de uma instrução deve-se inserir um bloco de instrução. Exemplo: if (condição)! {! instruções! }! Nota: toda condição deve ser colocada entre parênteses.

53 Essa instrução executa uma instrução (ou bloco de instruções) se uma condição for verdadeira. A forma geral é: while (condição)! {! instruções! }! Loops While Nota: todo comando de loop de possuir um bloco de instrução, mesmo que haja somente uma instrução a ser executada.

54 Essa instrução executa uma instrução (ou bloco de instruções) pelo menos uma vez antes do teste da condição e a repetirá caso a condição seja verdadeira. A forma geral é: do! {! instruções! }while(condição)! Loops do...while Nota: todo comando de loop de possuir um bloco de instrução, mesmo que haja somente uma instrução a ser executada.

55 Loops Determinantes for O loop for é uma construção para suportar iterações que é controlada por uma variável de contador, que é atualizada depois de cada iteração. A forma geral é: for(inicializacao;condições;incremento)! instrução;! Nota: o comando de loop determinante não precisa de um bloco de instrução para executar uma única instrução. Caso haja necessidade de executar mais de uma instrução é necessário o uso do bloco de instruções.

56 Arrays Um array é uma estrutura de dados que armazena uma coleção de valores do mesmo tipo. Exemplo: int[] x;//somente a declaração! Para iniciar um array é necessário uso do operador new. Exemplo: int[] x = new int[100];//array inicializado

57 Os elementos no array são numerador a partir do número zero. Utiliza-se o comando for para navegar em um array. Exemplo: Arrays Navegando int[] x = new int[100];//array inicializado! for(int i=0;i<100;i++)! x[i] = i;//preenche o array com 0 a 99

58 Arrays Navegando Para localizar o número de elementos de um array, utilize o atributo length. Exemplo: int[] x = new int[100];//array inicializado! for(int i=0;i < x.length;i++)! x[i] = i;//preenche o array com 0 a 99

59 Arrays Inicialização Java tem uma forma abreviada para criar um objeto de array e fornecer os valores iniciais ao mesmo tempo. Exemplo: int[] x = {2,3,4,5,6,7};

60 Loop for each Permite fazer loop por cada elemento em um array sem precisar mexer com valores de índices. Exemplo: int[] x = new int[100];//array inicializado! for(int elemento : x)! System.out.println(elemento);

61

Criar a classe Aula.java com o seguinte código: Compilar e Executar

Criar a classe Aula.java com o seguinte código: Compilar e Executar Introdução à Java Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos Código Exemplo da Aula Criar a classe Aula.java com o seguinte código: public class Aula { public static void

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 5 Instruções de controle: Parte 2 Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 5.1 Introdução Instrução de repetição for Instrução de repetição do while Instrução de seleção

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 APROG Algoritmia e Programação Linguagem JAVA Básico Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 Linguagem Java Estrutura de um Programa Geral Básica Estruturas de Dados Variáveis Constantes Tipos de Dados

Leia mais

2 Orientação a objetos na prática

2 Orientação a objetos na prática 2 Orientação a objetos na prática Aula 04 Sumário Capítulo 1 Introdução e conceitos básicos 1.4 Orientação a Objetos 1.4.1 Classe 1.4.2 Objetos 1.4.3 Métodos e atributos 1.4.4 Encapsulamento 1.4.5 Métodos

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 2 Introdução aos aplicativos Java Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 2.1 Introdução Programação de aplicativo Java. Utilize as ferramentas do JDK para compilar

Leia mais

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1 1 Apresentação O Curso Java Starter foi projetado com o objetivo de ajudar àquelas pessoas que têm uma base de lógica de programação e desejam entrar no mercado de trabalho sabendo Java, A estrutura do

Leia mais

Sintaxe Básica de Java Parte 1

Sintaxe Básica de Java Parte 1 Sintaxe Básica de Java Parte 1 Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marcioubeno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Estrutura de Programa Um programa

Leia mais

Conversão de Tipos e Arrays

Conversão de Tipos e Arrays Conversão de Tipos e Arrays Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marciobueno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Conversão de Tipos Permite converter

Leia mais

Linguagem de Programação I

Linguagem de Programação I Linguagem de Programação I Curso de Sistemas de Informação Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br DESU / DAI 2016 Linguagem de Programação C 2 1 Linguagem de Programação C Os programas em C consistem em

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu. Programação Estruturada Linguagem C Fundamentos da Linguagem Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Estrutura Básica Bibliotecas Básicas Tipos de Dados Básicos Variáveis/Declaração

Leia mais

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C Linguagem de uso geral (qualquer tipo de aplicação) Uma das linguagens mais utilizadas Foi utilizada

Leia mais

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br Java - Introdução Professor: Vilson Heck Junior vilson.junior@ifsc.edu.br Agenda O que é Java? Sun / Oracle. IDE - NetBeans. Linguagem Java; Maquina Virtual; Atividade Prática. Identificando Elementos

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 3: Métodos LEEC@IST Java 1/45 Métodos (1) Sintaxe Qualif Tipo Ident ( [ TipoP IdentP [, TipoP IdentP]* ] ) { [ Variável_local Instrução ]* Qualif: qualificador (visibilidade,

Leia mais

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null Palavras -chave de JAV A abstract catch do final implements long private static throw void boolean char double finally import native protected super throws volatile break class float insfcanceof new public

Leia mais

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ 1 - VARIÁVEIS Variáveis espaço de memória reservado para armazenar tipos de dados, com um nome para referenciar seu conteúdo. Observações importantes Todas as variáveis devem

Leia mais

Estrutura Condicional em Java

Estrutura Condicional em Java Estrutura Condicional em Java Linguagem de Programação 1 O Java contém três tipos de instruções de seleção. A instrução if realiza uma ação se uma condição for verdadeira ou pula a ação se a condição for

Leia mais

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática Folha 1-1 Introdução à Linguagem de Programação JAVA 1 Usando o editor do ambiente de desenvolvimento JBUILDER pretende-se construir e executar o programa abaixo. class Primeiro { public static void main(string[]

Leia mais

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. Sintaxe Geral Tipos de Dados Comentários Comentários: De linha: // comentário 1 // comentário 2 De bloco: /* linha 1 linha 2 linha n */ De documentação: /** linha1 * linha2 */ Programa Exemplo: ExemploComentario.java

Leia mais

Algoritmos e Programação 2. Introdução à Programação Orientada a Objetos. Orientação a Objetos. O que é um paradigma de programação?

Algoritmos e Programação 2. Introdução à Programação Orientada a Objetos. Orientação a Objetos. O que é um paradigma de programação? Algoritmos e Programação 2 Baseado no material do Prof. Júlio Pereira Machado Introdução à Programação Orientada a Objetos O que é um paradigma de programação? É um padrão conceitual que orienta soluções

Leia mais

Roteiro 1: Dados, variáveis, operadores e precedência

Roteiro 1: Dados, variáveis, operadores e precedência 1. Introdução Universidade Federal do ABC Disciplina: Processamento da Informação (BC-0505) Assunto: Dados, variáveis, operadores e precedência Roteiro 1: Dados, variáveis, operadores e precedência Nesta

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery Linguagem de Programação JAVA Técnico em Informática Professora Michelle Nery Agenda Regras paravariáveis Identificadores Válidos Convenção de Nomenclatura Palavras-chaves em Java Tipos de Variáveis em

Leia mais

3 Classes e instanciação de objectos (em Java)

3 Classes e instanciação de objectos (em Java) 3 Classes e instanciação de objectos (em Java) Suponhamos que queremos criar uma classe que especifique a estrutura e o comportamento de objectos do tipo Contador. As instâncias da classe Contador devem

Leia mais

Utilizem a classe Aula.java da aula passada:

Utilizem a classe Aula.java da aula passada: Introdução à Java Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos Código Exemplo da Aula Utilizem a classe Aula.java da aula passada: public class Aula { public static void main(string[]

Leia mais

Desenvolvimento OO com Java 3 Estruturas de Controle e Programação Básica

Desenvolvimento OO com Java 3 Estruturas de Controle e Programação Básica Desenvolvimento OO com Java 3 Estruturas de Controle e Programação Básica Vítor E. Silva Souza (vitor.souza@ufes.br) http://www.inf.ufes.br/~vitorsouza Departamento de Informática Centro Tecnológico Universidade

Leia mais

AULA DE JAVA 1 - CONCEITOS BÁSICOS

AULA DE JAVA 1 - CONCEITOS BÁSICOS AULA DE JAVA 1 - CONCEITOS BÁSICOS DAS 5316 Integração de Sistemas Corporativos Roque Oliveira Bezerra, M. Eng roque@das.ufsc.br Prof. Ricardo J. Rabelo ROTEIRO Introdução Fases de um programa Java Strings

Leia mais

A Linguagem Java. Alberto Costa Neto DComp - UFS

A Linguagem Java. Alberto Costa Neto DComp - UFS A Linguagem Java Alberto Costa Neto DComp - UFS 1 Roteiro Comentários Variáveis Tipos Primitivos de Dados Casting Comandos de Entrada e Saída Operadores Constantes 2 Comentários /** Classe para impressão

Leia mais

Guia de Consulta Rápida. Java 6. Peter Jandl Jr. Novatec Editora

Guia de Consulta Rápida. Java 6. Peter Jandl Jr. Novatec Editora Guia de Consulta Rápida Java 6 Peter Jandl Jr. Novatec Editora Copyright 2008 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta

Leia mais

Noções sobre Objetos e Classes

Noções sobre Objetos e Classes Noções sobre Objetos e Classes Prof. Marcelo Cohen 1. Elementos de programação Revisão de programação variáveis, tipos de dados expressões e operadores cadeias de caracteres escopo de variáveis Revisão

Leia mais

UNIP - Ciência da Computação e Sistemas de Informação. Estrutura de Dados. AULA 6 Filas

UNIP - Ciência da Computação e Sistemas de Informação. Estrutura de Dados. AULA 6 Filas UNIP - Ciência da Computação e Sistemas de Informação Estrutura de Dados AULA 6 Filas Estrutura de Dados A Estrutura de Dados Fila Fila é uma estrutura de dados usada em programação, que tem regras para

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO JAVA

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO JAVA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO JAVA Curso de Especialização em Tecnologia Java UTFPR Capítulo 1 Parte 1 Introdução à tecnologia Java Ambiente de desenvolvimento Java Introdução à Tecnologia Java O que é Java?

Leia mais

JAVA. Fabrício de Sousa fabbricio7@yahoo.com.br

JAVA. Fabrício de Sousa fabbricio7@yahoo.com.br JAVA Fabrício de Sousa fabbricio7@yahoo.com.br Agenda 2 Características Ambientes de Desenvolvimento Sintaxe Comentários Tipos de dados primitivos Caracteres especiais Variáveis Operadores Aritméticos

Leia mais

Instruções de controle: Parte 1. 2005 by Pearson Education do Brasil

Instruções de controle: Parte 1. 2005 by Pearson Education do Brasil 1 4 Instruções de controle: Parte 1 2 4.2 Algoritmos Algoritmos: As ações a executar. A ordem em que essas ações executam. Controle do programa: Especifica a ordem em que as ações são executadas em um

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia

Universidade Federal de Uberlândia Universidade Federal de Uberlândia Programação Orientada a Objetos I Introdução a Java Sintaxe básica OO Prof. Fabiano Azevedo Dorça Em Java, cada classe dá origem a um arquivo.java contendo o código fonte.

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALAGOAS CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DISCIPLINA:

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALAGOAS CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DISCIPLINA: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALAGOAS CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DISCIPLINA: PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS PROFESSOR: REINALDO GOMES ASSUNTO: PRIMEIRO PROGRAMA EM JAVA (COMPILAÇÃO

Leia mais

Capítulo 2. Fundamentos de Java

Capítulo 2. Fundamentos de Java Capítulo 2. Fundamentos de Java 1/52 Índice 2.1 - Variáveis Tipos Escopo Inicialização Casting Literais 2.2 - Operadores Aritméticos Relacionais Bit a Bit De atribuição 2.3 - Expressões, statements e blocos

Leia mais

Introdução a classes e objetos. 2005 by Pearson Education do Brasil

Introdução a classes e objetos. 2005 by Pearson Education do Brasil 1 3 Introdução a classes e objetos 2 3.1 Introdução Classes Números de ponto flutuante 3.2 Classes, objetos, métodos e variáveis de instância 3 Classes fornecem um ou mais métodos. Métodos representam

Leia mais

Programação: Tipos, Variáveis e Expressões

Programação: Tipos, Variáveis e Expressões Programação de Computadores I Aula 05 Programação: Tipos, Variáveis e Expressões José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/56 Valores Valor é uma entidade

Leia mais

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Cap. 02 Fundamentos de Linguagens Sumário : Linguagem, alfabeto e gramática

Leia mais

9 Comandos condicionais

9 Comandos condicionais 9 Comandos condicionais Um comando condicional é uma instrução empregada quando se deseja criar um desvio, isto é, a opção de executar-se ou não um determinado trecho de código, segundo uma condição. Em

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Algoritmos e Programação Parte 05 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com

BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com HelloWorld.java: public class HelloWorld { public static void main (String[] args) { System.out.println( Hello, World ); } } Identificadores são usados

Leia mais

Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail.

Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail. Um pouco da história Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail.com Introdução a Linguagem Java Java

Leia mais

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA 1) Qual será o valor da string c, caso o programa rode com a seguinte linha de comando? > java Teste um dois tres public class Teste { public static void main(string[] args) { String a = args[0]; String

Leia mais

Paradigmas da Programação APROG. Classes JAVA. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2013/14) 1/43

Paradigmas da Programação APROG. Classes JAVA. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2013/14) 1/43 APROG Paradigmas da Programação Classes JAVA Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2013/14) 1/43 Classes Java Sumário Scanner JOptionPane String Character Formatter Calendar Math Integer Long Float System Nelson

Leia mais

Orientação a Objetos. Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java. Gil Eduardo de Andrade

Orientação a Objetos. Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java. Gil Eduardo de Andrade Orientação a Objetos Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java Gil Eduardo de Andrade Conceitos: Orientação a Objeto Introdução Abordagem típica no desenvolvimento de sistemas complexos; Consiste

Leia mais

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação III Aula 02 Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação Técnica de comunicação padronizada para enviar instruções a um computador. Assim

Leia mais

ÇÃO COM OBJECTOS PROGRAMAÇÃ. Programação com Objectos. Programação com Objectos TUDO É UM OBJECTO TUDO É UM OBJECTO ÍNDICE.

ÇÃO COM OBJECTOS PROGRAMAÇÃ. Programação com Objectos. Programação com Objectos TUDO É UM OBJECTO TUDO É UM OBJECTO ÍNDICE. PROGRAMAÇÃ ÇÃO COM OBJECTOS TUDO É UM OBJECTO Programação com Objectos ÍNDICE Introdução aos objectos Polimorfismo TUDO É UM OBJECTO Interface e classes internas Instruções de controlo Guardar os objectos

Leia mais

Lendo Dados do Teclado

Lendo Dados do Teclado Entrada 14 e Saída: Lendo Dados do Teclado 14.7 Formatando a saída Os valores de saída normalmente são produzidos sem formatação. Em particular, os valores numéricos exibem o número de casas decimais resultantes

Leia mais

INF1337 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS

INF1337 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS INF1337 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS Departamento de Informática PUC-Rio Andrew Diniz da Costa andrew@les.inf.puc-rio.br Programa Capítulo 2 Visão Geral da Tecnologia Java Aplicação Hello

Leia mais

Programando em C++ Histórico da Linguagem C

Programando em C++ Histórico da Linguagem C Programando em C++ Joaquim Quinteiro Uchôa joukim@comp.ufla.br DCC-UFLA, 2002 Programando em C++ p.1/38 Histórico da Linguagem C Linguagem C: 1972 - Laboratório Bells, por Dennis Ritchie, a partir da linguagem

Leia mais

Unidade Acadêmica: Faculdade de Computação FACOM Disciplina: Programação Orientada a Objetos I Professor: Fabiano Azevedo Dorça Prática 01

Unidade Acadêmica: Faculdade de Computação FACOM Disciplina: Programação Orientada a Objetos I Professor: Fabiano Azevedo Dorça Prática 01 Unidade Acadêmica: Faculdade de Computação FACOM Disciplina: Programação Orientada a Objetos I Professor: Fabiano Azevedo Dorça Prática 01 Objetivos: Modelar um sistema orientado a objetos simples a partir

Leia mais

Características de Java

Características de Java Características de Java Familiar e Simples Sintaxe parecida com C/C++; Porém mais limpa: sem ponteiros, estruturas, etc; Orientada a Objetos (OO) Prática de programação já consolidada no mercado; OO permite

Leia mais

Lab de Programação de sistemas I

Lab de Programação de sistemas I Lab de Programação de sistemas I Apresentação Prof Daves Martins Msc Computação de Alto Desempenho Email: daves.martins@ifsudestemg.edu.br Agenda Orientação a Objetos Conceitos e Práticas Programação OO

Leia mais

Curso. Linguagem Java

Curso. Linguagem Java Seja Bem Vindo! Curso Linguagem Java Carga horária: 40hs 1 Dicas importantes Nunca se esqueça de que o objetivo central é aprender o conteúdo, e não apenas terminar o curso. Qualquer um termina, só os

Leia mais

Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões

Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões Professor: Max Pereira http://paginas.unisul.br/max.pereira Ciência da Computação Primeiro Programa em Java public class OlaPessoal

Leia mais

Lição 9 Trabalhando com bibliotecas de classes

Lição 9 Trabalhando com bibliotecas de classes Lição 9 Trabalhando com bibliotecas de classes Introdução à Programação I 1 Objetivos Ao final da lição, o estudante deverá estar apto a: Explicar o que é programação orientada a objetos e alguns de seus

Leia mais

Conceitos de Linguagens de Programação

Conceitos de Linguagens de Programação Conceitos de Linguagens de Programação Aula 07 Nomes, Vinculações, Escopos e Tipos de Dados Edirlei Soares de Lima Introdução Linguagens de programação imperativas são abstrações

Leia mais

Aula 3 Desvio Condicional

Aula 3 Desvio Condicional Aula 3 Desvio Condicional ROTEIRO DA AULA Desvio Condicional Simples Desvio Condicional Composto Desevio Condicional Aninhado Desvio Condicional em JAVA 2 DESVIO CONDICIONAL Um desvio condicional é usado

Leia mais

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 09 Introdução à Java Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Java: Sintaxe; Tipos de Dados; Variáveis; Impressão de Dados.

Leia mais

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento NetBeans Introdução à Linguagem de Programação JAVA

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento NetBeans Introdução à Linguagem de Programação JAVA P. Fazendeiro & P. Prata POO FP1/1 ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento NetBeans Introdução à Linguagem de Programação JAVA 0 Iniciar o ambiente de desenvolvimento integrado

Leia mais

Estrutura de Dados Básica

Estrutura de Dados Básica Estrutura de Dados Básica Professor: Osvaldo Kotaro Takai. Aula 4: Tipos de Dados O objetivo desta aula é apresentar os tipos de dados manipulados pela linguagem C, tais como vetores e matrizes, bem como

Leia mais

Linguagem de Programação Orientada a Objeto. Introdução a Orientação a Objetos Professora Sheila Cáceres

Linguagem de Programação Orientada a Objeto. Introdução a Orientação a Objetos Professora Sheila Cáceres Linguagem de Programação Orientada a Objeto Introdução a Orientação a Objetos Professora Sheila Cáceres Introdução a Orientação a Objetos No mundo real, tudo é objeto!; Os objetos se relacionam entre si

Leia mais

Organização de programas em Java. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br

Organização de programas em Java. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Organização de programas em Java Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Vamos programar em Java! Mas... } Como um programa é organizado? } Quais são os tipos de dados disponíveis? } Como variáveis podem

Leia mais

Algoritmos e Técnicas de

Algoritmos e Técnicas de INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Algoritmos e Técnicas de Programação Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@ifrn.edu.br

Leia mais

MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis

MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis Variáveis Variáveis são locais onde armazenamos valores na memória. Toda variável é caracterizada por um nome, que a identifica em um programa,

Leia mais

Linguagem C Tipos de Dados. void; escalares; sizeof Vectores; strings em C Estruturas Introdução ao pré-processador

Linguagem C Tipos de Dados. void; escalares; sizeof Vectores; strings em C Estruturas Introdução ao pré-processador Linguagem C Tipos de Dados void; escalares; sizeof Vectores; strings em C Estruturas Introdução ao pré-processador Funções void void pode ser usado em lugar de um tipo, para indicar a ausência de valor

Leia mais

Computação II Orientação a Objetos

Computação II Orientação a Objetos Computação II Orientação a Objetos Fabio Mascarenhas - 2014.1 http://www.dcc.ufrj.br/~fabiom/java Introdução Esse não é um curso de Java! O objetivo é aprender os conceitos da programação orientada a objetos,

Leia mais

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação Lógica de Programação 3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C Caro Aluno Vamos iniciar o terceiro capítulo da nossa disciplina. Agora vamos começar a aplicar os conceitos vistos nos capítulos anteriores em uma linguagem

Leia mais

Variáveis e Comandos de Atribuição

Variáveis e Comandos de Atribuição BCC 201 - Introdução à Programação Variáveis e Comandos de Atribuição Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/47 Estrutura Básica de um programa C I < d i r e t i v a s do pré p r o c e s s a d o r > < d e c l

Leia mais

Módulo 06 Desenho de Classes

Módulo 06 Desenho de Classes Módulo 06 Desenho de Classes Última Atualização: 13/06/2010 1 Objetivos Definir os conceitos de herança, polimorfismo, sobrecarga (overloading), sobreescrita(overriding) e invocação virtual de métodos.

Leia mais

JSP - ORIENTADO A OBJETOS

JSP - ORIENTADO A OBJETOS JSP Orientação a Objetos... 2 CLASSE:... 2 MÉTODOS:... 2 Método de Retorno... 2 Método de Execução... 2 Tipos de Dados... 3 Boolean... 3 Float... 3 Integer... 4 String... 4 Array... 4 Primeira:... 4 Segunda:...

Leia mais

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento Eclipse Introdução à Linguagem de Programação JAVA

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento Eclipse Introdução à Linguagem de Programação JAVA P. Fazendeiro & P. Prata POO FP1/1 ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento Eclipse Introdução à Linguagem de Programação JAVA 0 Inicie o ambiente de desenvolvimento integrado

Leia mais

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo:

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo: Disciplina: Tópicos Especiais em TI PHP Este material foi produzido com base nos livros e documentos citados abaixo, que possuem direitos autorais sobre o conteúdo. Favor adquiri-los para dar continuidade

Leia mais

LINGUAGEM C. Estrutura básica de um programa

LINGUAGEM C. Estrutura básica de um programa LINGUAGEM C Estrutura básica de um programa Um programa em linguagem C é constituído por uma sequência de funções (módulos) que em conjunto irão permitir resolver o problema proposto. Estas funções contêm

Leia mais

Introdução a Linguagem

Introdução a Linguagem Introdução a Linguagem Prof. Edwar Saliba Júnior Fevereiro de 2011 Unidade 03 Introdução a Linguagem Java 1 Conteúdo Máquina Virtual (JVM) Histórico de Java Case Sensitive Tipos Primitivos Tipo String

Leia mais

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++ Fundamentos de Programação II Introdução à linguagem de programação C++ Prof. Rafael Henrique D. Zottesso Material cedido por Prof. Msc. Everton Fernando Baro Agenda IDE HelloWorld Variáveis Operadores

Leia mais

Programação em Linguagem C 1 CONCEITOS PRELIMINARES

Programação em Linguagem C 1 CONCEITOS PRELIMINARES Linguagem C Índice 1 Conceitos preliminares...1 1.1 Microcomputadores padrão Intel x86...1 1.2 Modos de memória nos microcomputadores...3 1.3 O sistema operacional...3 2 Introdução a Linguagem C...4 2.1

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. PROFESSOR: Andrey DISCIPLINA: Técnicas Alternativas de Programação AULA: 02 APRESENTAÇÃO: Apresentação; conceitos básicos da linguagem java; estrutura

Leia mais

Linguagem C. TGSI Lógica de Programação / Linguagem C Prof. Marcos Roberto

Linguagem C. TGSI Lógica de Programação / Linguagem C Prof. Marcos Roberto Linguagem C O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional UNIX. O C é derivado de uma outra linguagem: o B,

Leia mais

ESTRUTURA BÁSICA DE UM PROGRAMA JAVA

ESTRUTURA BÁSICA DE UM PROGRAMA JAVA ESTRUTURA BÁSICA DE UM PROGRAMA JAVA Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. // Primeiro programa em Java public class PrimeiroPrograma { public static void main(string [] args) { System.out.println("Programação

Leia mais

Projeto de sistemas em Java. Algoritmos e Programação I. Classe SimulacaoFuncionario. Classe SimulacaoFuncionario. Classe SimulacaoFuncionario

Projeto de sistemas em Java. Algoritmos e Programação I. Classe SimulacaoFuncionario. Classe SimulacaoFuncionario. Classe SimulacaoFuncionario Projeto de sistemas em Java Algoritmos e Programação I Aula 25 Profa. Márcia Cristina Moraes mmoraes@inf.pucrs.br Profa. Sílvia M. W. Moraes silvia@inf.pucrs.br Agora que já estamos manipulando com mais

Leia mais

Java 1 visão geral. Vitor Vaz da Silva

Java 1 visão geral. Vitor Vaz da Silva Java 1 visão geral Vitor Vaz da Silva Introdução 1991 Um grupo de projectistas da Sun Green Team tenta criar uma nova geração de computadores portáteis inteligentes e com grande capacidade de comunicação.

Leia mais

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br Java Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br 3. Considere as instruções Java abaixo: int cont1 = 3; int cont2 = 2; int cont3 = 1; cont1 += cont3++; cont1 -= --cont2; cont3 = cont2++; Após a

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA

Linguagem de Programação JAVA AlinguagemJava 3 Case sensitive umavariavel É DIFERENTE DE umavariavel (aplicado para nome de classes, objetos, métodos, variáveis e constantes. Ousoincorretodealgumnomegeraráumerrodecompilação Blocosde

Leia mais

Vetores. Professor Dr Francisco Isidro Massettto francisco.massetto@ufabc.edu.br

Vetores. Professor Dr Francisco Isidro Massettto francisco.massetto@ufabc.edu.br Professor Dr Francisco Isidro Massettto francisco.massetto@ufabc.edu.br Nem sempre os tipos básicos: (inteiro, real, caracter e lógico) são suficientes para implementar um algoritmo. Por exemplo: Considere

Leia mais

Conceitos básicos da linguagem C

Conceitos básicos da linguagem C Conceitos básicos da linguagem C 2 Em 1969 Ken Thompson cria o Unix. O C nasceu logo depois, na década de 70. Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando o sistema operacional UNIX criado por

Leia mais

Introdução à linguagem

Introdução à linguagem A Tecnologia Java 1 Introdução à linguagem Origens do JAVA Projecto Green, programação para a electrónica de Consumo (Dezembro 1990): Pouca memória disponível Processadores fracos Arquitecturas muito diferentes

Leia mais

Carga horária : 4 aulas semanais (laboratório) Professores: Custódio, Daniel, Julio foco: introdução a uma linguagem de programação Linguagem Java

Carga horária : 4 aulas semanais (laboratório) Professores: Custódio, Daniel, Julio foco: introdução a uma linguagem de programação Linguagem Java Carga horária : 4 aulas semanais (laboratório) Professores: Custódio, Daniel, Julio foco: introdução a uma linguagem de programação Linguagem Java 1 Objetivo: O aluno deverá adquirir capacidades e habilidades

Leia mais

Módulo 02 Programação Orientada a Objetos. Última atualização: 07/06/2010

Módulo 02 Programação Orientada a Objetos. Última atualização: 07/06/2010 Módulo 02 Programação Orientada a Objetos Última atualização: 07/06/2010 1 Objetivos Definir conceitos de orientação a objetos: o abstração, encapsulamento, pacotes. Discutir reutilização de código em

Leia mais

Módulo Básico. Rua Valorbe, 123 Lauzane Paulista Cep 02442-140 São Paulo SP webmaster@dbsystems.com.br

Módulo Básico. Rua Valorbe, 123 Lauzane Paulista Cep 02442-140 São Paulo SP webmaster@dbsystems.com.br Módulo Básico Rua Valorbe, 123 Lauzane Paulista Cep 02442-140 São Paulo SP ÍNDICE JAVA MÓDULO BÁSICO 01. JAVA UMA VISÃO GERAL... 3 02. JAVA E A ORIENTAÇÃO A OBJETOS... 3 03. ABSTRAÇÃO... 3 04. OS TRÊS

Leia mais

Aula 3 Objeto atual com referencia THIS e Classes com Herança

Aula 3 Objeto atual com referencia THIS e Classes com Herança Aula 3 Objeto atual com referencia THIS e Classes com Herança Profº Msc. Alexsandro M. Carneiro Engenharia de Computação Tec. Análise e Des. De Sistemas Tópicos Abordados Controlee de Acesso Herança Definição:

Leia mais

Orientação a Objetos em Java. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Orientação a Objetos em Java. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Orientação a Objetos em Java Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Agenda Introdução; Orientação a Objetos; Orientação a Objetos em Java; Leonardo Murta Orientação a Objetos em Java 2 Agosto/2007

Leia mais

1 - INTRODUÇÃO: O QUE É C?

1 - INTRODUÇÃO: O QUE É C? 1 - INTRODUÇÃO: O QUE É C? C é uma linguagem de programação de computadores; Desenvolvida em 1972 por Dennis Ritchie no Bell Lab para uso no sistema operacional Unix; Foi amplamente aceita por oferecer

Leia mais

L i n g u a g e m d e P r o g r a m a ç ã o I

L i n g u a g e m d e P r o g r a m a ç ã o I Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Escola de ensino Profissional Senac Pelotas Centro Histórico L i n g u a g e m d e P r o g r a m a ç ã o I A b o r d a g e m P r á t i c a U t i l i z a n d o

Leia mais

Programação em linguagem C EA870 - FEEC - Unicamp

Programação em linguagem C EA870 - FEEC - Unicamp Programação em linguagem C EA870 - FEEC - Unicamp Introdução à linguagem C, para programação de microcontroladores HC11, utilizando o compilador ICC11 Murillo Fernandes Bernardes bernarde@fee.unicamp.br

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis Aula 1. Prof. William Yamamoto

Programação para Dispositivos Móveis Aula 1. Prof. William Yamamoto Programação para Dispositivos Móveis Aula 1 Prof. William Yamamoto Visual Studio É uma ferramenta de desenvolvimento completa que atende praticamente a todas as plataformas de desenvolvimento, como: Web

Leia mais