CONDIÇÕES PARTICULARES - SEGURO GARANTIA TOTAL PLUS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONDIÇÕES PARTICULARES - SEGURO GARANTIA TOTAL PLUS"

Transcrição

1 CONDIÇÕES PARTICULARES - SEGURO GARANTIA TOTAL PLUS Da apólice com o número em que INTERMUNDIAL Correduría de SEGUROS, com domicílio social em C/ Irún, 7, Madrid. Inscrita no R.M. de Madrid, folha M , secção 8ª, livro 0, fólio 149, volume C.I.F.- B Inscrita no R.D.G.S e F.P com o nº J-1541 e com seguro de R.C. e de caução concertados de acordo com a Lei 26/06 MSRP, actua como mediador, e está inscrita entre M.S. VIAJES, S.A. e a ASEGURADOR BILBAO C.A. de Seguros e Resseguros. As condições particulares que de seguida se consignam, derrogam o disposto nas condições gerais, exclusivamente nos extremos em que exista contradição expressa entre ambas, ficando subsistente, em toda a sua integridade, o clausulado das condições gerais a que não afecte tal contradição. O presente seguro é apenas válido para as reservas contratadas com um operador turístico ou fornecedor de serviços. INFORMAÇÃO LEGAL SOBRE PROTECÇÃO DE DADOS DE CARÁCTER PESSOAL. Para os efeitos da Lei Orgânica 15/1999, de 13 de Dezembro, de Protecção de Dados de Carácter Pessoal, informamos o Usuário de que os seus dados de carácter pessoal, recolhidos no processo de contratação do seguro, assim como quaisquer outros que se recolham em consequência da relação que se estabeleça entre o usuário e Intermundial XXI, Correduría de Seguros, serão incluídos num ficheiro de dados de carácter pessoal chamado CLIENTES cujo responsável é Intermundial XXI, Correduría de Seguros, e cuja finalidade consiste em que Intermundial XXI, Correduría de Seguros S.L., possa gerir todos os aspectos relativos à contratação do seguro que V. tenha efectuado. 1. SOMAS SEGURADAS O limite conjunto da indemnização será o preço da viagem, estada ou o do aluguer, que conste na reserva efectuada na Agência de Viagens ou similar com um limite máximo de 100% da reserva. Para ter direito ao pagamento da indemnização, é obrigatória a contratação do seguro de Anulação e/ou Interrupção de Viagem para os passageiros incluídos na reserva da viagem e, portanto, devem abonar cada um o prémio do referido seguro. No caso de se produzir uma causa garantida para a Anulação ou Interrupção da referida estada, os Gastos de Penalização ou o reembolso dos dias não desfrutados, serão repartidos proporcionalmente entre os passageiros incluídos na reserva, indemnizando exclusivamente as pessoas que tenham pago previamente o prémio de seguro. Os gastos serão pagos em função do estipulado como gastos de penalização no Real Decreto Legislativo 1/2007, de 16 de Novembro, pelo que se aprova o texto refundido da Lei Geral para a Defesa dos Consumidores e Usuários e outras leis complementares, no seu artigo 160, parágrafo a).. O cálculo de penalização do Real Decreto Legislativo 1/2007 coberto pela apólice é o seguinte, o qual será calculado sobre o preço total da estada ou da viagem organizada pelo Grossista (exceptuando o preço do seguro que não é reembolsável em nenhum caso): - 5% (CINCO POR CENTO) Se a anulação se produzir entre 15 e 11 dias de antecedência em relação à data do início da viagem. - 15% (QUINZE POR CENTO) Entre os 3 dias e 10 dias. - 25% (VINTE E CINCO POR CENTO) Dentro das 48 horas anteriores à saída % (CEM POR CENTO) No caso de não apresentação na saída. Estes limites estarão em vigor para todas as viagens em que não se especifique nos folhetos da viagem que contam com gastos de cancelamento superiores aos mesmos. Em caso de a viagem ter gastos de anulação especiais, a indemnização será a assinalada no folheto do Operador ou Organizador Turístico. Para o cálculo da indemnização em reembolso de férias ou atraso na entrada, dividir-se-á o preço total da viagem entre as noites contratadas na mesma, correspondendo ao Segurador o reembolso das noites não utilizadas. A indemnização no seguro de anulação será determinada a partir da primeira data do evento impeditivo de viajar que figurar no documento justificativo. Para as garantias de assistência o segurado deverá pôr-se em contacto com a central de assistência para poder beneficiar das prestações cobertas. Tel

2 CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA TOTAL PLUS O presente encontra-se sujeito à Lei de Contrato de Seguro 50/1980, de 8 de Outubro ("B.O.E." de 17 de Outubro do mesmo ano), cujo artigo 2º estabelece que serão válidas as cláusulas contratuais, distintas das legais, que sejam mais benéficas para o SEGURADO. As cláusulas limitativas contidas na apólice só serão válidas com a prévia aprovação por escrito do TOMADOR da apólice. ARTIGO PRELIMINAR. - DEFINIÇÕES Neste contrato entende-se por: 1. SEGURADOR: A pessoa jurídica que assume o risco contratualmente acordado, ou seja, BILBAO, C.A. de Seguros e Resseguros com Domicílio Social: Paseo del Puerto, Neguri Getxo (Biscaia). Inscrita no Registo Comercial de Bilbau, folha 2.436, fólio 103, volume 55, livro de sociedades fundadas a , NIF: A TOMADOR DO SEGURO: A pessoa, física ou jurídica, que, juntamente com o SEGURADOR, subscreve este contrato, em nome próprio e/ou em representação do Grupo Segurado, e a que correspondem as obrigações que do mesmo derivem, salvo as que pela sua natureza devam ser cumpridas pelo SEGURADO. 3. SEGURADOR: Cada uma das pessoas que contrata com o TOMADOR uma viagem e/ou estada ou similar, por um período determinado, e que deverá figurar na relação de pessoas incluídas no seguro. O conjunto de segurados constitui o grupo segurado. No caso de uma pessoa contratar o serviço para vários familiares e/ou amigos, cada um destes passará a ser SEGURADO para os efeitos deste seguro e, por consequência, satisfazer o prémio correspondente. 4. ACOMPANHANTE: Toda a pessoa diferente do SEGURADO e familiares que esteja inscrita na mesma reserva de viagem. 5. GRUPO SEGURÁVEL: É um conjunto de pessoas ligadas por um vínculo ou interesse comum, prévio ou simultâneo, na adesão ao seguro, mas diferente deste, que cumpre as condições legais precisas para ser SEGURADO. O vínculo comum é a contratação da viagem ou da estada com o Organizador Turístico ou Promotor. 6. BENEFICIÁRIO: A pessoa física oi jurídica que resulte titular do direito à indemnização. Devido à natureza deste seguro, o BENEFICIÁRIO será o SEGURADO ou seus herdeiros legais no caso de falecimento, salvo outra designação expressa do mesmo. 7. TERCEIROS: Qualquer pessoa física ou jurídica distinta de: 7.1. O TOMADOR do seguro e do SEGURADO Os cônjuges, ascendentes e descendentes do TOMADOR do seguro e do SEGURADO Os familiares do TOMADOR do seguro e do SEGURADO que convivam com eles. 8. SINISTRO: Todo o facto súbito, acidental, imprevisto e alheio à intencionalidade do SEGURADO, cujas consequências prejudiciais estejam cobertas pelas garantias desta apólice. Considerar-se-á que constitui um só e único sinistro o conjunto de danos derivados de uma mesma causa. 9. SOMA SEGURADA: As quantias fixadas nas Condições Especiais que constituem o limite máximo de indemnização a pagar pelo SEGURADOR em caso de sinistro. 10. APÓLICE: O documento que contém as condições reguladoras do seguro. Fazem parte integrante da apólice as Condições Gerais; as Particulares que individualizam o risco; as Especiais, se procederem, e os Suplementos ou Apêndices que se emitam para a mesma para a completar ou modificar. 11. PRÉMIO: O preço do seguro. O recibo conterá também os encargos e impostos que sejam de aplicação legal. 12. CORRETAGEM: Pessoa Jurídica que encarregada de mediar entre a Companhia Seguradora e o Tomador da apólice. Neste caso, INTERMUNDIAL Correduría de Seguros, com domicílio social na C/ Irún, 7, Madrid. Inscrita no R.M. de Madrid, folha M , secção 8ª, livro 0, fólio 149, volume C.I.F.- B Inscrita no R.D.G.S e F.P com o nº J-1541 e com seguro de R.C. e de caução concertados de acordo com a Lei 26/06 MSRP. ARTIGO 1. - OBJECTO DO SEGURO

3 Dentro dos limites estabelecidos na apólice e de acordo com os riscos enumerados no Artigo 2.1, o SEGURADOR garante: 1.1. O reembolso dos gastos de Penalização estabelecidos nas Condições Particulares, contratualmente devidos pelo SEGURADO ao Organizador Turístico ou Promotor, com o qual contratou a viagem e/ou estada por um período determinado, no caso de anular a reserva antes da data de início do período contratado e lhe impeça a realização da viagem O reembolso da parte do preço pago pela viagem e/ou estada contratada e pelo período não desfrutado, se o SEGURADO se vir obrigado a interromper antecipadamente a sua estada Para o caso de adiamento da entrada no hotel, apartamento ou similar por alguma das causas cobertas na apólice, será reembolsado até um máximo de 3 noites não desfrutadas, contadas a partir do dia de saída da viagem. 1.4 O reembolso de noites não desfrutadas em caso de hospitalização do SEGURADO As despesas provocadas pela mudança de datas da reserva da viagem por alguma das causas cobertas. Assistência em Viagem e Repatriação: Mediante esta garantia, o segurador compromete-se a prestar os serviços descritos no artigo 2.2, sempre que o segurado solicitar os mesmos pelo telefone da Central Permanente 24 horas de INTERMUNDIAL, e por omissão para o telefone de ASITUR, Serviço de Atenção TRAVEL SERVICE: O SEGURADO tem à sua disposição o Telefone de Atenção 24 horas Travel Service para consultas de interesse: localização de restaurantes, lugar de interesse cultural, rotas, serviços de emergência, estado meteorológico... e qualquer outra informação relativa à viagem objecto do seguro. ARTIGO 2. - RISCOS GARANTIDOS 2.1. Para as garantias de Anulação, interrupção, adiamento e mudança de datas da estada, os riscos assumidos pelo SEGURADOR, que darão lugar ao reembolso de gastos, são os indicados a seguir, sempre e quando se tenha comunicação destas circunstâncias posteriormente à reserva da viagem e/ou estada e que afectem directamente o segurado: Doença grave ou acidente grave ou falecimento de: - O SEGURADO, seu cônjuge, ascendentes ou descendentes de primeiro ou segundo grau, pais, filhos, irmãos, irmãs, avós de ambos os sexos, netos, netas, cunhados, genros, noras, sogros ou uniões de facto. - O acompanhante do segurado, inscrito na mesma reserva. - O seu substituto profissional, sempre e quando seja imprescindível que o encargo ou responsabilidade deva então ser assumido pelo SEGURADO. - A pessoa encarregada durante o período de viagem e/ou estada, da custódia dos filhos menores ou incapacitados. Para que esta garantia tenha validade, será necessário facilitar no momento da subscrição do seguro, o nome e apelidos da referida pessoa. Para efeito da cobertura do seguro, entende-se por: Doença grave, a alteração da saúde, confirmada por um profissional médico, que obrigue o doente a permanecer acamado e que implique a cessação de qualquer actividade, profissional ou privada. Acidente grave, toda a lesão corporal que deriva de uma causa violenta, súbita, externa e alheia à intencionalidade do acidentado, cujas consequências lhe impeçam a normal deslocação da sua residência habitual. Ficam incluídas as consequências de doença ou acidente sobrevenientes posteriormente à data de adesão ao seguro ou as que forem de doenças preexistentes, sempre que no momento da adesão ao seguro as consequências não se tenham manifestado com carácter grave. Também ficam incluídas as doenças psíquicas de carácter grave nos termos garantidos por esta cobertura. Quando a doença ou acidente afectar alguma das pessoas citadas, distintas do segurado, entender-se-á como grave quando implicar hospitalização ou represente risco de morte iminente Prejuízos graves em consequência de roubo, incêndios ou outras causas similares que afectem:

4 - A residência habitual e/ou secundária do SEGURADO. - O local profissional em que o SEGURADO exerce uma profissão liberal ou seja o explorador directo (gerente). E que necessariamente impliquem a presença do SEGURADO Despedimento laboral do SEGURADO, sempre que no início do seguro não haja comunicação verbal ou escrita Incorporação num novo posto de trabalho em empresa distinta, com contrato laboral e sempre que a incorporação se produza posteriormente à adesão do seguro e de que não se tivesse conhecimento na data em que se fez a reserva da estada Convocatória como parte ou membro de um júri ou testemunha de um tribunal de justiça Convocatória como membro de uma mesa eleitoral Apresentação a exames de concursos oficiais convocadas através de um organismo público posteriormente à subscrição do seguro Anulação por parte de um acompanhante, que subscreveu o mesmo tipo de serviço, em consequência de alguma das causas descritas na apólice. Se o SEGURADO decidir manter a contratação da estada e utilizá-la em solitário, o SEGURADOR ficará responsável pelos gastos adicionais que o Organizador Turístico lhe imputar a título de suplemento individual. Neste caso, apenas ficará coberta uma pessoa segurada devido ao facto de um acompanhante cancelar por qualquer causa coberta. Em caso de esta causa afectar mais de um segurado, a indemnização será repartida proporcionalmente entre todos os afectados Gastos por cedência da viagem e/ou estada contratada por parte do SEGURADO a uma terceira pessoa, sempre que a referida anulação esteja contemplada nas que este seguro garante. O SEGURADOR pagará as despesas desta anulação até ao limite máximo de 5% do preço da viagem e/ou estada Actos de pirataria aérea, terrestre ou naval, que impossibilitem ao SEGURADO o início ou continuação da sua viagem. Excluem-se os actos terroristas Roubo de documentação ou equipamento que impossibilite ao SEGURADO iniciar ou prosseguir a sua viagem Conhecimento posteriormente à contratação da reserva, da obrigação tributária de realizar uma declaração paralela de rendimentos, cujo valor a liquidar ultrapasse os Por avaria ou acidente do veículo propriedade do segurado ou do seu cônjuge, que o impeça de iniciar ou prosseguir atempadamente a sua viagem. Esta cobertura fica limitada à factura de reparação do veículo superior a 600 e/ou um período de reparação superior a 8 horas A não concessão de vistos por causas injustificadas. Fica expressamente excluída a não concessão de vistos sempre que o segurado não tenha realizado os trâmites pertinentes dentro do prazo e forma para a sua concessão A transferência forçada do trabalho por um período superior a 3 meses A chamada inesperada para intervenção cirúrgica de: - O SEGURADO, seu cônjuge, ascendentes ou descendentes de primeiro ou segundo grau, pais, filhos, irmãos, irmãs, avós de ambos os sexos, netos, netas, cunhados, genros, noras, sogros ou uniões de facto. - O acompanhante do segurado, inscrito na mesma reserva As complicações da gravidez ou aborto espontâneo. Excluem-se partos e complicações da gravidez a partir do 7º mês de gestação assim como o simples conhecimento do estado de gravidez conhecido

5 posteriormente à adesão ao seguro Quarentena médica A declaração oficial de zona catastrófica no local de residência do SEGURADO ou no local de destino da viagem. Também fica coberto por esta garantia a declaração oficial de zona catastrófica do local de trânsito para o destino, sempre que este seja o único caminho pelo qual aceder a este. Estabelece-se um valor de indemnização máximo por sinistro de A obtenção de uma viagem e/ou estada similar à contratada, de forma gratuita, num sorteio público e perante notário A retenção policial do SEGURADO por causas não delituosas Citação para trâmite de divórcio Entrega de uma criança para adopção Citação para transplante de órgão de: - O SEGURADO, seu cônjuge, ascendentes ou descendentes de primeiro ou segundo grau, pais, filhos, irmãos, irmãs, avós de ambos os sexos, netos, netas, cunhados, genros, noras, sogros ou uniões de facto. - O acompanhante do segurado, inscrito na mesma reserva Concessão de bolsas oficiais, para estudo ou trabalho superiores a um mês e concedidas posteriormente à reserva da viagem Qualquer doença ou acidente do segurado ou familiar de primeiro grau do segurado com idade inferior a 2 anos e que no entender do serviço médico implique que não seja conveniente a realização da viagem Falecimento de um familiar de terceiro grau de parentesco Convocatória para apresentação e assinatura de documentos oficiais conhecida e comunicada por escrito posteriormente à reserva da viagem Declaração judicial de suspensão de pagamentos ou falência de uma empresa que impeça ao segurado o desenvolvimento da sua actividade profissional comunicada por escrito posteriormente à reserva da viagem Mudança de férias imposto unilateralmente pela empresa que implique necessariamente a incorporação do segurado no seu posto de trabalho durante o período das suas férias, devidamente justificado mediante certificado acreditado expedido pelo representante legal da empresa explicitando motivo, data da comunicação desta mudança de férias, assinatura, carimbo da empresa e dados oficiais do poder do representante legal Prorrogação de contrato laboral comunicada posteriormente à contratação do seguro Motivo de força maior, distinto dos citados anteriormente, demonstrável mediante documento justificativo, não excluído especificamente pela apólice e que implique necessariamente a impossibilidade de realização da viagem Entende-se por motivo de força maior as circunstâncias alheias a quem as invoca, anormais e imprevisíveis, cujas consequências não podiam ter sido evitadas, apesar de ter actuado com a diligência devida (Real Decreto Legislativo 1/2007) Para as garantias de assistência em viagem e repatriação (em Espanha e Portugal), são válidas fora de um raio de 25 quilómetros da residência habitual do Segurado em Espanha (10 km. nos territórios insulares), e são as pormenorizadas seguidamente: Transporte ou repatriamento sanitário de feridos e doentes: Em caso de o Segurado sofrer de uma doença ou acidente cujo tratamento exija, segundo critério médico, a sua transferência sanitária, o Segurador organizará e tomará a seu cargo o transporte do mesmo pelo meio mais idóneo, inclusive sob vigilância médica, até ao Centro Hospitalar que disponha das instalações necessárias. Se a Hospitalização se realizar em local distanciado da residência do Segurado, o Segurador organizará e encarregar-se-á igualmente da subsequente transferência para a residência na medida em que esta se possa efectuar.

6 Em qualquer pressuposto, a decisão de realizar ou não a transferência e a escolha dos meios de transporte a utilizar são da competência da equipa médica do Segurador. Ficam excluídas as despesas médicas, cirúrgicas, farmacêuticos e de hospitalização Transporte ou repatriamento dos acompanhantes segurados: Quando, em aplicação da cobertura outorgada na secção anterior, se tiver repatriado ou transferido um dos Segurados e isso impeça aos restantes Segurados a continuação da viagem pelos meios inicialmente previstos, o Segurador organizará e encarregar-se-á do transporte dos mesmos até à sua residência ou ao local de hospitalização Transporte ou repatriamento de menores: Se o Segurado repatriado ou transferido, em aplicação da garantia assinalada no ponto anterior, viajar como única companhia de filhos menores de 15 anos, o Segurador organizará e tomará a seu cargo a deslocação, ida e regresso, de uma ama ou de uma pessoa designada pelo Segurado, a fim de acompanhar as crianças no regresso à sua residência Convalescença em hotel: Se por expressa prescrição facultativa, e, de acordo com a equipa médica do Segurador o Segurado doente ou ferido não puder regressar à sua residência e por isso tiver de prorrogar a sua estada num hotel, o Segurador organizará e tomará a seu cargo as despesas de estada até um valor de 55 por dia e um máximo de 10 dias Transporte ou repatriamento de falecidos e dos segurados acompanhantes: Em caso de óbito por causas não intencionais do Segurado, o Segurador organizará e encarregar-se-á da trasladação do corpo até ao local de inumação em Espanha O Segurador organizará e tomará a seu cargo o regresso à sua residência dos Segurados que acompanharam o Segurado falecido no momento do seu óbito, quando não puderem fazê-lo pelos meios inicialmente previstos. Em nenhum caso estarão cobertos pelo Segurador as despesas de inumação e de cerimónia Regresso antecipado por causa do falecimento ou hospitalização de um familiar: Se no decorrer de uma viagem falecer ou for hospitalizado e se preveja superior a 5 dias, em Espanha o cônjuge, ascendente ou descendente em primeiro grau, irmão ou irmã do Segurado e em caso de o meio utilizado para a sua viagem ou o bilhete contratado de regresso não lhe permitir antecipar o mesmo, o Segurador organizará e encarregar-se-á das despesas do seu transporte até ao local de inumação ou hospitalização do familiar em Espanha Regresso antecipado por sinistro grave no lar ou local profissional do Segurado: O Segurador porá à disposição do Segurado um bilhete de transporte para o regresso à sua residência em caso de esta dever interromper a viagem por danos graves na sua residência principal ou secundária, e/ou no local profissional do Segurado, sempre que este seja o explorador directo ou exerça uma profissão liberal no mesmo, ocasionados por incêndio, sempre que este haja dado lugar à intervenção de bombeiros, roubo consumado e denúncia às autoridades policiais, ou inundação grave, que torne imprescindível a sua presença, não podendo estas situações ser solucionadas por familiares directos ou pessoas da sua confiança. De igual modo, o Segurador encarregar-se-á de um segundo bilhete para o transporte da pessoa que acompanhava na sua viagem o Segurado, sempre que esta pessoa se encontre por sua vez segurada por esta apólice Assessoria e transporte de equipamentos e pertences pessoais: Em caso de roubo de equipamento e pertences pessoais, o Segurador prestará assessoria ao Segurado para a denúncia dos factos. Tanto neste caso como no de perda ou extravio dos referidos pertences, se estes forem recuperados, o Segurador encarregar-se-á da sua expedição até ao local onde se encontre o Segurado ou até à sua residência Transmissão de mensagens: O segurador encarregar-se-á de transmitir mensagens urgentes que, por incidências respaldadas pelas presentes garantias, os Segurados tiverem necessidade de enviar Envio de medicamentos: Quando o Segurado necessitar de medicamentos que lhe sejam indispensáveis ao seu tratamento médico, devidamente receitado por um clínico e não existirem no local onde este se encontrar deslocado, o Segurador encarregar-se-á de enviá-los até ao referido local. Não se inclui o valor dos medicamentos, que serão abonados pelo SEGURADO Consulta ou assessoria médica à distância ou serviço de informação médica: O Segurador coloca à disposição do Segurado um serviço 24 horas para as consultas sanitárias que este realize, em consequência de uma doença ou acidente garantido por esta mesma apólice.

7 Envio de motorista profissional: Se por causa de doença grave, acidente ou morte, o Segurado tiver sido trasladado ou estiver incapacitado de conduzir e nenhum outro ocupante puder substituí-lo na condução, o Segurador enviará um condutor profissional para transportar o veículo do Segurado e seus ocupantes até à residência do Segurado ou, por sua escolha, até ao local de destino, sempre que os dias a utilizar sejam os mesmos. O Segurador tomará unicamente a seu cargo as despesas em que incorrer o próprio motorista. ARTIGO 3. - RISCOS EXCLUÍDOS ESTA APÓLICE NÃO COBRE AS CONSEQUÊNCIAS DOS SEGUINTES FACTOS: A) OS PROVOCADOS INTENCIONALMENTE PELO SEGURADO OU PELOS BENEFICIÁRIOS DA APÓLICE. B) O CONSUMO DE DROGAS TÓXICAS, ÁLCOOL OU ESTUPEFACIENTES NÃO RECEITADOS MEDICAMENTE. C) OS QUE TENHAM A SUA ORIGEM NUM ACTO DE IMPRUDÊNCIA TEMERÁRIA OU NEGLIGÊNCIA GRAVE, BEM COMO OS DERIVADOS DE ACTOS DELITUOSOS E DA PARTICIPAÇÃO EM APOSTAS, DESAFIOS, OU DISPUTAS, SALVO OS CASOS DE LEGÍTIMA DEFESA. D) OS ACTOS DOLOSOS, AS AUTOLESÕES, O SUICÍDIO. E) EPIDEMIAS E POLUIÇÃO. F) GUERRA CIVIL OU INTERNACIONAL, HAJA OU NÃO DECLARAÇÃO OFICIAL, LEVANTAMENTOS POPULARES, INSURREIÇÃO, REBELIÃO, REVOLUÇÃO OU ACTOS TERRORISTAS E CAUSAS DERIVADAS DELES. G) REACÇÃO, RADIAÇÃO NUCLEAR OU CONTAMINAÇÃO RADIOACTIVA. H) NÃO SUJEIÇÃO A PROIBIÇÕES OFICIAIS. I) FALTA OU IMPOSSIBILIDADE DE VACINAÇÃO OU DE ACOMPANHAMENTO DE TRATAMENTO MÉDICO NECESSÁRIO PARA VIAJAR PARA DETERMINADOS PAÍSES. J) A NÃO APRESENTAÇÃO, ESQUECIMENTO E/OU CADUCIDADE DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA VIAJAR, COMO PASSAPORTE, VISTO (SALVO A NÃO CONCESSÃO POR CAUSAS INJUSTIFICADAS), PASSAGENS OU BILHETES. K) QUALQUER CONTINGÊNCIA METEOROLÓGICA QUE IMPLIQUE NÃO PODER REALIZAR A ACTIVIDADE PREVISTA PARA A VIAGEM, EXCEPTO PARA A COBERTURA DE DECLARAÇÃO OFICIAL DE ZONA CATASTRÓFICA. L) QUALQUER CAUSA QUE NÃO SEJA DEMONSTRADA MEDIANTE TODOS OS DOCUMENTOS JUSTIFICATIVOS QUE VERIFIQUEM O MOTIVO DA ANULAÇÃO. M) QUALQUER DOENÇA DE CARÁCTER NÃO GRAVE, DEFINIDA NO ARTIGO 2.1, EXCEPTO AS EXPRESSAMENTE COBERTAS. ARTIGO 4. - ÂMBITO GEOGRÁFICO As garantias desta apólice serão válidas para todo o Mundo segundo o destino contratado, excepto para as coberturas de Repatriação e Assistência (ponto 2.2 da apólice), que serão válidas para Espanha e Portugal. ARTIGO 5. - EFEITO E DURAÇÃO, PARA AS ADESÕES DO SEGURO 5.1. Para as adesões de SEGURADOS produzidas posteriormente à efectivação da apólice, o seguro entrará em vigor às zero horas do dia seguinte de o tomador da apólice realizar a reserva na Organização Turística (momento em que se deve contratar o seguro) e terminará na data em que terminar a viagem e/ou estada contratada, conforme se especifica no bónus ou contrato facilitado pela dita Organização, excepto para as garantias de assistência e repatriação que apenas serão

8 válidas durante o período de estada contratado. A garantia de despesas de anulação será apenas válida quando tiver sido subscrita e notificada ao segurador no momento da inscrição ou reserva da viagem. Em caso de não se contratar neste momento, as coberturas iniciar-se-ão 72 horas depois da data de contratação do seguro. No suposto caso de o seguro não ser contratado no momento de efectuar a reserva de viagem, a cobertura de despesas de anulação não terá efeito, bem como o resto de coberturas No caso de a apólice ter um vencimento anterior à data do final da viagem e/ou estada, e sempre que o SEGURADO tiver aderido e pago o prémio correspondente, estando vigente a apólice, a cobertura do seguro finalizará na referida data. ARTIGO 6. OBRIGAÇÕES DO TOMADOR, SEGURADO OU BENEFICIÁRIO EM CASO SE SINISTRO O SEGURADO ou o BENEFICIÁRIO, logo que se produza o facto que der origem a um sinistro, deverá dá-lo a conhecer ao Organizador Turístico ou tomador da apólice para minorar as consequências do mesmo. Tomar-se-á sempre como data da anulação da estada ou viagem a que figurar nos documentos justificativos do sinistro (certidão médica, de óbito, parte de hospitalização, etc.). Em caso de se produzir mais de uma causa que dê origem a um sinistro, tomar-se-á sempre como causa do mesmo, a primeira que se produzir e se justifique pelo Segurado, Tomador ou Beneficiário da apólice. O SEGURADO ou o BENEFICIÁRIO ou o TOMADOR deverá comunicar ao AGENTE ou ao SEGURADOR a ocorrência do sinistro, no prazo máximo de 7 dias desde a sua manifestação. Para receber a indemnização, o SEGURADO ou BENEFICIÁRIO deverá entregar os documentos originais e fechados que acreditem razoavelmente o facto que motivou o sinistro e que sejam solicitados pelo SEGURADOR, como por exemplo, em caso de: - Doença ou acidente grave: * Certidão médica do clínico que tiver assistido a pessoa por cuja doença ou acidente teve origem o sinistro. (Exclui-se para esta garantia a certidão médica oficial) * Documentação que justifique a relação de parentesco com o SEGURADO, no seu caso. - Falecimento: * Certidão de óbito. * Documentação que justifique a relação de parentesco com o SEGURADO, no seu caso. - Convocatórias incluídas no seguro: certidões oficiais, comunicações escritas. - Resto de garantias: Certidões oficiais, facturas originais, denúncias em comissariado, ou qualquer documento original que justifique a causa do sinistro. Em qualquer caso, o SEGURADOR solicitará, além dos documentos emitidos pelo Organizador Turístico ou tomador da apólice que demonstrem a data de contratação da viagem e/ou estada, bem como o seu valor, período da mesma, etc., a factura das despesas reais de penalização estabelecidos pelo Organizador Turístico ou tomador, de acordo com a legislação vigente. ARTIGO 7. DECLARAÇÕES AO EFECTUAR O SEGURO E DURANTE A SUA VIGÊNCIA 7.1. O TOMADOR do seguro ou o SEGURADO deverão, durante o curso do contrato, comunicar ao SEGURADOR, assim que seja possível, todas as circunstâncias que agravem o risco e sejam de tal natureza que, se houvessem sido conhecidas por ele no momento da perfeição do contrato, não o teria celebrado ou o teria celebrado ou o teria concluído em condições mais gravosas O TOMADOR do seguro ou o SEGURADO ficam obrigados a comunicar ao SEGURADOR a existência de outras apólices, contratadas com diferentes seguradores, cobrindo os efeitos que um mesmo risco possa produzir sobre o mesmo interesse e durante idêntico tempo. ARTIGO 8. DECLARAÇÕES EM CASO DE AGRAVAMENTO DO RISCO 8.1. Em caso de que durante a vigência da apólice lhe fosse comunicada ao SEGURADOR um agravamento do risco, este pode propor uma alteração das condições do contrato num prazo de dois meses a contar a partir do dia em que o agravamento lhe tenha sido declarado. Em tal caso, o TOMADOR do seguro dispõe de quinze dias, a contar da data da recepção desta proposição, para aceitá-la ou rejeitá-la. Em caso de rejeição ou de silêncio, o SEGURADOR pode, transcorrido dito prazo, rescindir o contrato prévia advertência ao TOMADOR do seguro, dando-lhe um novo prazo de quinze dias para que responda, transcorridos os quais e, dentro dos oito dias

9 seguintes, comunicará ao TOMADOR do seguro a rescisão definitiva. O SEGURADOR poderá igualmente rescindir o contrato, comunicando-o por escrito ao SEGURADO, dentro de um mês a partir do dia em que teve conhecimento do agravamento do risco. Em caso de que o TOMADOR do seguro ou o SEGURADO não tenha efectuado a sua declaração e sobrevém um sinistro, o SEGURADOR fica liberado da sua prestação se o TOMADOR do seguro ou o SEGURADO actuaram de má-fé. Noutro caso, a prestação do SEGURADOR será reduzida proporcionalmente à diferença entre o prémio convindo e o que se tivesse aplicado de ter-se conhecido a verdadeira entidade do risco Em caso de agravamento do risco durante o tempo de seguro que der lugar a um aumento de prémio, e quando por esta causa seja rescindido o contrato, se o agravamento é imputável ao SEGURADO, o SEGURADOR fará seu na sua totalidade o prémio cobrado e, se o agravamento tivesse sido produzido por causas alheias à vontade do SEGURADO, o SEGURADOR reembolsar-lhe-á a parte do prémio satisfeito que corresponda ao período que falte por transcorrer da anuidade em curso O SEGURADOR poderá rescindir o contrato mediante declaração dirigida ao TOMADOR do seguro, no prazo de um mês, a contar a partir do conhecimento da reserva ou inexactidão do TOMADOR do seguro. Desde o mesmo momento em que o SEGURADOR faça esta declaração, serão da sua propriedade os prémios correspondentes ao período em curso, salvo que concorra dolo ou culpa grave por sua parte. ARTIGO 9. DECLARAÇÕES EM CASO DE REDUÇÃO DO RISCO O TOMADOR do seguro ou o SEGURADO poderão, durante o curso do contrato, colocar em conhecimento do SEGURADOR todas as circunstâncias que reduzam o risco e sejam de tal natureza que, se tivessem sido conhecidas por este no momento da perfeição do contrato, o teria concluído em condições mais favoráveis para o TOMADOR do seguro. Em tal caso, ao finalizar o período em curso coberto pelo prémio, o SEGURADOR deverá reduzir o valor do prémio futuro na proporção correspondente, tendo direito o TOMADOR do seguro, em caso contrário, à resolução do contrato e à devolução da diferença entre o prémio satisfeito e o que lhe teria correspondido pagar, desde o momento da colocação em conhecimento da redução do risco. ARTIGO 10. PERFEIÇÃO, EFEITOS DO CONTRATO E DURAÇÃO DO SEGURO Na expiração do período reflectido nas Condições Particulares, e salvo que tivesse sido acordado o seguro com carácter improrrogável, o contrato se entenderá prorrogado pelo prazo de um ano, e assim sucessivamente, à expiração de cada anuidade. As partes poderão opor-se à prorrogação do contrato mediante uma notificação escrita à outra parte, efectuada com o prazo de dois meses de antecedência à conclusão do período de seguro em curso. A prorrogação tácita não é aplicável aos seguros contratados por menos de um ano. ARTIGO 11. PAGAMENTO DO PRÉMIO O TOMADOR do seguro está obrigado ao pagamento do prémio nas condições estipuladas na apólice. Se estiver acordado prémios periódicos, o primeiro deles será exigível depois de assinado o contrato. Os sucessivos prémios deverão ser feitos efectivos nos correspondentes vencimentos. Se na apólice não se determina nenhum lugar para o pagamento do prémio, entender-se-á que este deve ser feito no domicílio do TOMADOR do seguro. -O pagamento dos recibos de prémios pelo TOMADOR do seguro ao agente de seguros que medeie ou tenha mediado no contrato entender-se-á realizado ao SEGURADOR, salvo que tenha sido excluído expressamente e destacado de modo especial nas Condições Particulares da apólice. - O pagamento do valor do prémio efectuado pelo TOMADOR do seguro ao Corredor, não se entenderá realizado ao SEGURADOR salvo que, em contrapartida, o Corredor entregue ao TOMADOR do seguro o recibo de prémio do SEGURADOR Em caso de que a apólice não deva entrar imediatamente em vigor, o TOMADOR do seguro poderá retardar o pagamento do prémio até ao momento em que aquele deva tomar efeito Se, por culpa do TOMADOR do seguro, o primeiro prémio não tenha sido pago ou o prémio único não o tenha sido ao seu vencimento, o SEGURADOR tem o direito de resolver o contrato ou de exigir o pagamento do prémio devido por via executiva com base na apólice. Salvo acordo contrário, se o prémio não tiver sido pago antes que se produza o sinistro, o SEGURADOR ficará libertado da sua obrigação. Em caso de falta de pagamento de um dos seguintes prémios, a cobertura do SEGURADOR fica suspendida um mês depois do dia do seu vencimento. Se o SEGURADOR não reclamar o pagamento dentro dos seis meses seguintes ao vencimento do prémio, entender-se-á que o contrato fica extinguido. Em qualquer caso, o SEGURADOR, quando o contrato estiver em suspenso, apenas poderá exigir o pagamento do prémio do período em

10 curso, correspondendo-lhe a fracção de prémio do tempo que tiver estado suspendida a cobertura. Se o contrato não tiver sido resolvido ou extinguido conforme os parágrafos anteriores, a cobertura volta a ter efeito às vinte e quatro horas do dia em que o TOMADOR tiver pago o prémio. ARTIGO 12. SINISTROS-DESPACHO O SEGURADO ou o TOMADOR do seguro deverão aplicar todos os meios ao seu alcance para minorar as consequências do sinistro. O incumprimento deste dever dará direito ao SEGURADOR a reduzir a sua prestação na proporção oportuna, tendo em conta a importância dos danos derivados do mesmo e o grau de culpa do SEGURADO. Tomar-se-á sempre como data da anulação ou interrupção da estada a que figurar nos documentos justificativos do sinistro (certidão médica, de óbito, parte de hospitalização, etc.). Se este incumprimento for produzido com a intenção manifesta de prejudicar ou enganar o SEGURADOR, este ficará libertado de toda prestação derivada do sinistro. Os gastos que se originarem pelo cumprimento da citada obrigação, sempre que não sejam inoportunos ou desproporcionados aos bens salvos, serão da conta do SEGURADOR até ao limite fixado no contrato, inclusive se esses gastos não tiverem tido resultados efectivos ou positivos. Na falta de acordo, indemnizar-se-ão os gastos efectivamente originados. Tal indemnização não poderá exceder a soma segurada. Se o SEGURADOR, que em virtude do contrato deve indemnizar apenas uma parte do dano causado pelo sinistro, deverá reembolsar a parte proporcional dos gastos de salvamento, a menos que o TOMADOR do seguro ou o SEGURADO tenha actuado seguindo instruções do SEGURADOR, em cujo caso este encarregar-se-á da totalidade dos mesmos O TOMADOR do seguro ou o SEGURADO ou o BENEFICIÁRIO deverão comunicar por escrito ao SEGURADOR a ocorrência do sinistro, dentro do prazo máximo de sete dias, contados a partir da data de o ter conhecido, salvo que se acorde um prazo mais amplo na apólice, podendo reclamar o SEGURADOR os danos e prejuízos causados pela falta desta declaração, salvo que se demonstre que este teve conhecimento do sinistro por outro meio. Uma vez produzido o sinistro e no prazo de cinco dias a partir da notificação prevista no parágrafo anterior, o TOMADOR do seguro ou o SEGURADO deverá comunicar por escrito ao SEGURADOR a relação dos objectos existentes no momento do sinistro, a dos destruídos, deteriorados ou salvos, com ou sem danos, com indicação do seu valor e a estimativa dos danos. O TOMADOR do seguro ou o SEGURADO deverá, além disto, dar ao SEGURADOR todo tipo de informações sobre as circunstâncias e consequências do sinistro. Em caso de violação deste dever, a perda do direito à indemnização ou a rejeição do sinistro apenas se produzirá no pressuposto de que tivesse concorrido dolo ou culpa grave. Em caso de existir vários seguradores, esta comunicação deverá ser feita a cada um deles, com indicação do nome dos outros Cabe ao SEGURADO a prova da existência dos objectos. Não obstante, o conteúdo da apólice constituirá uma presunção a favor do SEGURADO quando razoavelmente não se puderem aportar provas mais eficazes. ARTIGO 13. SINISTROS-DETERMINAÇÃO DA INDEMNIZAÇÃO A soma segurada representa o limite máximo da indemnização a pagar pelo SEGURADOR em cada sinistro O seguro não pode ser objecto de enriquecimento injusto para o SEGURADO. Para a determinação do dano atender-se-á ao valor do interesse segurado no momento imediatamente anterior à realização do sinistro Se no momento da produção do sinistro, a soma segurada for inferior ao valor do interesse, o SEGURADOR indemnizará o dano causado na mesma proporção em que aquela cobre o interesse segurado. As partes de comum acordo, poderão excluir na apólice ou posteriormente à celebração do contrato a aplicação da regra proporcional prevista no parágrafo anterior Se a soma segurada superar notavelmente o valor do interesse segurado, qualquer das partes contratantes poderá exigir a redução da soma e do prémio, devendo o SEGURADOR restituir o excesso dos prémios percebidos. Produzindo-se o sinistro, o SEGURADOR indemnizará o dano efectivamente causado. Quando o sobresseguro previsto no parágrafo anterior ocorresse por má-fé do SEGURADO, o contrato será ineficaz. O SEGURADOR de boa-fé poderá, não obstante, reter os prémios vencidos e os do período em curso Se existirem vários seguros sobre os mesmos objectos e riscos declarados, de conformidade com o estipulado no ponto 8.3., o SEGURADOR contribuirá à indemnização e aos gastos de taxação à pró rata da soma que assegure. Se por dolo se tivesse omitido esta declaração, e em caso de sobresseguro se produzisse o sinistro, o SEGURADOR não está obrigado ao pagamento da indemnização. ARTIGO 14. PRESCRIÇÃO As acções derivadas do contrato prescrevem no término de dois anos a contar a partir do dia em que se puderam exercitar.

Anulação Special Condições Gerais Póliza número: 55-0684193 Anulación Plus Condicionado general Póliza número: 55-0684193. 18. Quarentena médica.

Anulação Special Condições Gerais Póliza número: 55-0684193 Anulación Plus Condicionado general Póliza número: 55-0684193. 18. Quarentena médica. Condições Gerais Póliza número: 55-0684193 Póliza número: 55-0684193 CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO ANULAÇÃO SPECIAL Condições relativas à apólice com o número 1-26-5242005, na qual a INTERMUNDIAL Correduría

Leia mais

Seguro Anulação Plus Nº da apólice: 55-0074696

Seguro Anulação Plus Nº da apólice: 55-0074696 Seguro Anulação Plus Nº da apólice: 55-0074696 PRODUTO: SEGURO ANULAÇÃO PLUS Nº DA APÓLICE: 55-0074696 COMPANHIA ASSEGURADORA: ARAG COMPANHIA INTERNACIONAL DE SEGUROS E RESSEGUROS, S.A. DATA DE EFEITO:

Leia mais

Condições Gerais.03 .03 .03 .03 .03 .03 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .05 .05

Condições Gerais.03 .03 .03 .03 .03 .03 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .05 .05 ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.03 Artigo 2º Objecto do Contrato.03 Artigo 3º Garantias do Contrato.03 Artigo 4º Âmbito Territorial.03 Artigo 5º Exclusões.03 Artigo 6º Início e Duração

Leia mais

SEGURO CANCELAMENTO ONE. Condições Gerais

SEGURO CANCELAMENTO ONE. Condições Gerais SEGURO CANCELAMENTO ONE Condições Gerais CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO CANCELAMENTO ONE Condições relativas à apólice com o número 15-4013535, na qual a Intermundial XXI, S.L. Sucursal em Portugal, com

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE CANCELAMENTO E REEMBOLSO DE FÉRIAS NÃO DESFRUTADAS

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE CANCELAMENTO E REEMBOLSO DE FÉRIAS NÃO DESFRUTADAS CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE CANCELAMENTO E REEMBOLSO DE FÉRIAS NÃO DESFRUTADAS ARTIGO PRELIMINAR Entre a empresa Europea de Seguros, S.A., adiante designada abreviadamente por Seguradora e a entidade mencionada

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS - SEGURO BAGAGEM PLUS

CONDIÇÕES ESPECIAIS - SEGURO BAGAGEM PLUS CONDIÇÕES ESPECIAIS - SEGURO BAGAGEM PLUS Condições relativas à apólice com o número 55-0657539, na qual a INTERMUNDIAL Correduría de SEGUROS, com sede social em C/ Irún, 7, Madrid, inscrita no registo

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL

CONDIÇÕES GERAIS. Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL CONDIÇÕES GERAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL CONDIÇÕES GERAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL 3 DEFINIÇÕES DISPOSIÇÕES FUNDAMENTAIS

Leia mais

Cancelamento de Viagem

Cancelamento de Viagem Cancelamento de Viagem Caro (a) Segurado (a), Lamentamos o incidente ocorrido, mas ficamos satisfeitos por podermos oferecer-lhe a possibilidade de aceder on-line aos formulários de participação de sinistro.

Leia mais

Mission Individual Travel. Plano Protecção Viagens

Mission Individual Travel. Plano Protecção Viagens Mission Individual Travel Plano Protecção Viagens Bring on tomorrow Para onde quer que a sua visão o leve, estaremos sempre consigo 2 Todas as viagens, em Portugal ou no estrangeiro, implicam uma tomada

Leia mais

Manual de Procedimentos. AIG Mission. Mission

Manual de Procedimentos. AIG Mission. Mission Manual de Procedimentos AIG 1 Apólice Procedimentos em caso de Sinistro (Todo o mundo) Sempre que se torne necessário activar as garantias da apólice e, especialmente, em caso de emergência, as Pessoas

Leia mais

Bulgária. Sempre que brilha o sol

Bulgária. Sempre que brilha o sol Bulgária Sempre que brilha o sol 2007 Viaje ainda mais seguro... por apenas Quem viaja conhece as situações inesperadas, os imprevistos, os pequenos acidentes, a perda da carteira e documentos,

Leia mais

CANCELAMENTO MASTER GTA- GLOBAL TRAVEL ASSISTANCE

CANCELAMENTO MASTER GTA- GLOBAL TRAVEL ASSISTANCE CANCELAMENTO MASTER GTA- GLOBAL TRAVEL ASSISTANCE Seguradora: QBE Brasil Seguros S.A. Estipulante: Brazilian Assist Representações e Turismo Ltda. - ME Processo SUSEP nº 15414.000585/2007-58 COBERTURAS

Leia mais

Assistência Pessoas em Viagem Nacional e Internacional

Assistência Pessoas em Viagem Nacional e Internacional ASSISTÊNCIA PESSOAS EM VIAGEM NACIONAL E INTERNACIONAL Serviços destinados a atender o associado/segurado em situações emergenciais decorrentes de acidente pessoal, como assistência médico-hospitalar,

Leia mais

Plano: cobertura de até R$ 5.000,00 para despesas médicas, cirúrgicas e hospitalares, para o associado/segurado em viagem nacional ou internacional.

Plano: cobertura de até R$ 5.000,00 para despesas médicas, cirúrgicas e hospitalares, para o associado/segurado em viagem nacional ou internacional. ASSISTÊNCIA PESSOAS EM VIAGEM NACIONAL E INTERNACIONAL Serviços destinados a atender o associado/segurado em situações emergenciais decorrentes de acidente pessoal, como assistência médico-hospitalar,

Leia mais

Condições Gerais.03 .03 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .06 .06

Condições Gerais.03 .03 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .06 .06 ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.03 Artigo 2º Âmbito do Seguro.04 Artigo 3º Produção de Efeitos e Duração do Contrato.04 Artigo 4º Prémio do Seguro.05 Artigo 5º Inexactidão da Declaração

Leia mais

CANCELAMENTO MASTER GTA- GLOBAL TRAVEL ASSISTANCE

CANCELAMENTO MASTER GTA- GLOBAL TRAVEL ASSISTANCE CANCELAMENTO MASTER GTA- GLOBAL TRAVEL ASSISTANCE Seguradora: QBE Brasil Seguros S.A. Estipulante: Brazilian Assist Representações e Turismo Ltda. - ME Processo SUSEP nº 15414.000585/2007-58 COBERTURAS

Leia mais

DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO PROTEÇÃO DA ATIVIDADE SEGURO OBRIGATÓRIO CONDIÇÕES GERAIS - 168 DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO 808 29 39 49 fidelidade.pt

Leia mais

Condição Especial. Responsabilidade Civil Profissional. Farmacêuticos

Condição Especial. Responsabilidade Civil Profissional. Farmacêuticos Condição Especial Responsabilidade Civil Profissional Farmacêuticos 1. Objectivo Esta Condição Especial destina-se a acompanhar e a clarificar as coberturas e funcionamento dos Certificados de Seguro emitidos

Leia mais

O Cartão de Crédito Millennium bim Visa oferece-lhe ainda um excelente pacote de seguros, concebido especialmente a pensar em si e na sua protecção.

O Cartão de Crédito Millennium bim Visa oferece-lhe ainda um excelente pacote de seguros, concebido especialmente a pensar em si e na sua protecção. Seguros O Cartão de Crédito Millennium bim Visa oferece-lhe ainda um excelente pacote de seguros, concebido especialmente a pensar em si e na sua protecção. CARTÃO GOLD CARTÃO CLASSIC LIMITE FRANQUIA LIMITE

Leia mais

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA ÀS PESSOAS, SUAS BAGAGENS E OBJETOS PESSOAIS

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA ÀS PESSOAS, SUAS BAGAGENS E OBJETOS PESSOAIS ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA ÀS PESSOAS, SUAS BAGAGENS E OBJETOS PESSOAIS ARTIGO 1 - DEFINIÇÕES A) Entende-se por USUÁRIO, o associado, proprietário do título do Clube

Leia mais

ASSISTÊNCIA EMERGENCIAL PARA CRUZEIROS MARÍTIMOS ROYAL CARIBBEAN BRASIL

ASSISTÊNCIA EMERGENCIAL PARA CRUZEIROS MARÍTIMOS ROYAL CARIBBEAN BRASIL ASSISTÊNCIA EMERGENCIAL PARA CRUZEIROS MARÍTIMOS ROYAL CARIBBEAN BRASIL é a melhor maneira de você e sua família se prevenirem de imprevistos que podem ocorrer durante a viagem. A assistência emergencial

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL ASSISTÊNCIA BEST PRICE ESTRANGEIRO N.º DE APÓLICE DURAÇÃO DO SEGURO.

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL ASSISTÊNCIA BEST PRICE ESTRANGEIRO N.º DE APÓLICE DURAÇÃO DO SEGURO. CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL ASSISTÊNCIA BEST PRICE ESTRANGEIRO RAMO ASSISTÊNCIA EM VIAGEM N.º DE APÓLICE ASE001000284 DATA E HORA DE EFEITO DATA E HORA

Leia mais

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS Artigo Preliminar... 03 Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões Artigo 1.º - Definições... 03 Artigo 2.º - Objecto do contrato...

Leia mais

REGULAMENTO DA ASSISTÊNCIA VIAGEM AEREA E TERRESTRE NACIONAL E INTERNACIONAL

REGULAMENTO DA ASSISTÊNCIA VIAGEM AEREA E TERRESTRE NACIONAL E INTERNACIONAL REGULAMENTO DA ASSISTÊNCIA VIAGEM AEREA E TERRESTRE NACIONAL E INTERNACIONAL 1. OBJETIVO 1.1. Disponibilizar ao participante/ segurado serviço ligado à assistência viagem em caso de sinistro, de acordo

Leia mais

Condições Gerais EUROVIDA PROTECÇÃO. Artigo Preliminar

Condições Gerais EUROVIDA PROTECÇÃO. Artigo Preliminar Artigo Preliminar Entre a EUROVIDA, Companhia de Seguros S.A. e o Tomador de Seguro identificado nas Condições Particulares celebra-se o presente contrato de seguro individual que se regula pelas presentes

Leia mais

MANUAL TÉCNICO F.P. AIKIDO

MANUAL TÉCNICO F.P. AIKIDO MANUAL TÉCNICO F.P. AIKIDO (Versão 1.2015) Modalidade: Tomador de Seguro: Acidentes Pessoais Grupo Federação Portuguesa de Aikido Apólice: 29019875 Companhia: Açoreana Seguros S.A Contactos: Av. Duque

Leia mais

Resolução CNSP Nº 315 DE 26/09/2014 Publicado no DO em 29 set 2014

Resolução CNSP Nº 315 DE 26/09/2014 Publicado no DO em 29 set 2014 Resolução CNSP Nº 315 DE 26/09/2014 Publicado no DO em 29 set 2014 Dispõe sobre as regras e os critérios para operação do seguro viagem. A Superintendência de Seguros Privados - SUSEP, no uso da atribuição

Leia mais

BASES DO CONTRATO...3

BASES DO CONTRATO...3 UNIT LINKED DB VIDA Condições Gerais...2 1. DEFINIÇÕES...2 2. BASES DO CONTRATO...3 3. INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO...4 4. ÂMBITO DA COBERTURA...4 5. GESTÃO DAS UNIDADES DE PARTICIPAÇÃO...4 6. PRÉMIOS...6

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Artigo 1º - Definições

CONDIÇÕES GERAIS. Artigo 1º - Definições CONDIÇÕES GERAIS Artigo 1º - Definições APÓLICE NR. 04/100.032/01 SEGURADORA: AIDE Asistencia Seguros y reaseguros s.a., que subscreve com o Tomador de Seguro o presente contrato de seguro, assumindo os

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL TVP INTERNATIONAL DURAÇÃO DO SEGURO.

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL TVP INTERNATIONAL DURAÇÃO DO SEGURO. CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL TVP INTERNATIONAL RAMO ASSISTÊNCIA EM VIAGEM N.º DE APÓLICE ASE001000231 DATA E HORA DE EFEITO DATA E HORA DE VENCIMENTO DURAÇÃO

Leia mais

Seguro Moto. Condições Gerais, Especiais e Particulares

Seguro Moto. Condições Gerais, Especiais e Particulares Seguro Moto Condições Gerais, Especiais e Particulares ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS PARTE I TUDO SOBRE A COBERTURA DE RESPONSABILIDADE CIVIL OBRIGATÓRIA E, NOS CASOS EXPRESSAMENTE ASSINALADOS, ALGO SOBRE AS

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS ASSISTÊNCIA EM VIAGEM MOTOCICLOS SEGURO AUTOMÓVEL

CONDIÇÕES ESPECIAIS ASSISTÊNCIA EM VIAGEM MOTOCICLOS SEGURO AUTOMÓVEL INDICE ARTIGO 1º ARTIGO 2º ARTIGO 3º ARTIGO 4º ARTIGO 5º ARTIGO 6º ARTIGO 7º ARTIGO 8º ARTIGO 9º CONDIÇÕES PARTICULARES Definições Objeto da garantia Âmbito territorial Garantias de assistência às pessoas

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS PROTECÇÃO JURÍDICA SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS DENTISTAS APÓLICE 84.10.071839

CONDIÇÕES ESPECIAIS PROTECÇÃO JURÍDICA SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS DENTISTAS APÓLICE 84.10.071839 CONDIÇÕES ESPECIAIS PROTECÇÃO JURÍDICA SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS DENTISTAS APÓLICE 84.10.071839 As presentes Condições Especiais Protecção Jurídica articulam-se com o disposto nas Condições

Leia mais

CREDICARD - ASSISTENCIA VIAGEM FAMILIAR

CREDICARD - ASSISTENCIA VIAGEM FAMILIAR CREDICARD - ASSISTENCIA VIAGEM FAMILIAR 1. *REPATRIAMENTO DO CORPO (BRASIL E EXTERIOR) Em caso de falecimento do associado em viagem, a Central providenciará a repatriação funerária e arcará com as despesas

Leia mais

SEGURO DE CARTÕES DE CRÉDITO CAIXA WOMAN DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 221 APÓLICE N.º AG62635782. 808 29 39 49 fidelidade.

SEGURO DE CARTÕES DE CRÉDITO CAIXA WOMAN DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 221 APÓLICE N.º AG62635782. 808 29 39 49 fidelidade. PROTEÇÃO PESSOAL E FAMILIAR SEGURO DE CARTÕES DE CRÉDITO CAIXA WOMAN DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 221 APÓLICE N.º AG62635782 808 29 39 49 fidelidade.pt Fidelidade - Companhia de Seguros,

Leia mais

Liberty Acidentes de Trabalho Independente

Liberty Acidentes de Trabalho Independente Liberty Acidentes de Trabalho Independente ÍNDICE Condições gerais Cláusula preliminar 3 Capítulo I. Definições, objecto e garantias do contrato 4 Capítulo II. Declaração do risco, inicial e superveniente

Leia mais

Assistência Multiviagem - ANUAL

Assistência Multiviagem - ANUAL I. Resumo de Serviços Assistência Multiviagem - ANUAL Definição de Usuário Período de Vigência Entende-se por Usuário, o titular da apólice com até 70 anos, desde que tenha residência habitual no Brasil

Leia mais

Ficha Técnica. Colecção Guia de Seguros e Fundos de Pensões. Título Contrato de Seguro. Edição Instituto de Seguros de Portugal

Ficha Técnica. Colecção Guia de Seguros e Fundos de Pensões. Título Contrato de Seguro. Edição Instituto de Seguros de Portugal Ficha Técnica Colecção Guia de Seguros e Fundos de Pensões Título Contrato de Seguro Edição Instituto de Seguros de Portugal Coordenação editorial Direcção de Comunicação e Relações com os Consumidores

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS 1 - RISCOS E COBERTURAS a) Riscos Profissionais e Extra-Profissionais b) Morte ou Invalidez Permanente 2 - SEGURADO E PESSOAS SEGURAS

Leia mais

RAMO RESPONSABILIDADE CIVIL GERAL CONDIÇÕES ESPECIAIS RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MÉDICO SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS

RAMO RESPONSABILIDADE CIVIL GERAL CONDIÇÕES ESPECIAIS RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MÉDICO SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS RAMO RESPONSABILIDADE CIVIL GERAL CONDIÇÕES ESPECIAIS RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MÉDICO SEGURO COLECTIVO DA ORDEM DOS MÉDICOS ART 1 o OBJECTO DO SEGURO Pela presente Condição Especial fica garantida,

Leia mais

Protecção Vida Empresas

Protecção Vida Empresas C ONDIÇÕES G ERAIS E E SPECIAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO MISTO CONDIÇÕES GERAIS PROTECÇÃO VIDA EMPRESAS 2 Condições Gerais Artigo 1.º DEFINIÇÕES 1.1. Para efeitos do presente contrato de

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO SANOS SORRISO CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO SANOS SORRISO CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO SANOS SORRISO CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Tranquilidade e o Tomador de Seguro mencionado nas Condições Particulares

Leia mais

Protteja Seguros. Seguro Viagem

Protteja Seguros. Seguro Viagem Protteja Seguros Seguro Viagem Condições Gerais... 3 Definições... 3 Secção A: Assistência Pessoal... 3 1. Despesas médicas e hospitalização no estrangeiro... 3 2. Transporte ou repatriamento em caso de

Leia mais

Santander Consumer - Seguros de Protecção ao Crédito

Santander Consumer - Seguros de Protecção ao Crédito Santander Consumer - Seguros de Protecção ao Crédito 1. Auto - Prémio Único Morte 64 70 - Invalidez Absoluta e Definitiva 64 65 - + Doença Morte 64 70 - Invalidez Absoluta e Definitiva 64 65 - Enriquecida

Leia mais

PROTECÇÃO MAIS VIDA. Informações Pré-Contratuais. Seguro de Vida

PROTECÇÃO MAIS VIDA. Informações Pré-Contratuais. Seguro de Vida Seguro de Vida SEGURADOR PRODUTO Seguro de Vida temporário anual renovável. L - Morte ou Invalidez Absoluta e Definitiva XL - Morte ou Invalidez Absoluta e Definitiva - Morte por Acidente - Morte por Acidente

Leia mais

Apólice N.º AG50001063 SEGURO DE CARTÕES DE DÉBITO PARA NÃO RESIDENTES DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 205

Apólice N.º AG50001063 SEGURO DE CARTÕES DE DÉBITO PARA NÃO RESIDENTES DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 205 ARTIGO PRELIMINAR Entre a FIDELIDADE - COMPANHIA DE SEGUROS, S.A., adiante designada por Segurador, e a Caixa Geral de Depósitos, S.A., adiante designada por Tomador do Seguro, estabelece-se o presente

Leia mais

A pessoa singular referida nas Condições Especiais que, na ausência do Tomador, assume as obrigações derivadas do contrato.

A pessoa singular referida nas Condições Especiais que, na ausência do Tomador, assume as obrigações derivadas do contrato. SEGURO DE ASSISTÊNCIA EM VIAGEM PARA AS PESSOAS ESQUI BASIC Condições Gerais Introdução O presente Contrato de Seguro é regulado pelas presentes Condições Gerais e pelas Condições Especiais do contrato,

Leia mais

2. Riscos Excluídos de Todas as Coberturas. a) Internação por doença grave, acidentes corporais graves ou morte do:

2. Riscos Excluídos de Todas as Coberturas. a) Internação por doença grave, acidentes corporais graves ou morte do: Condições Gerais CONDIÇÕES GERAIS - SEGURO DE CANCELAMENTO Seguradora: QBE Brasil Seguros S.A. Estipulante: Corporate Travel Viagens e Turismo Ltda. Processo SUSEP nº 15414.000585/2007-58 Apólice 07.69.0000009

Leia mais

FICHA DE PRODUTO NOVAS SOLUÇÕES

FICHA DE PRODUTO NOVAS SOLUÇÕES FICHA DE PRODUTO SEGURO DE VIAGEM Ao planear uma viagem, seja de lazer ou de negócio, devemos incluir a necessidade de efectuar um seguro de viagem. Não podemos evitar apertos e dificuldades que podem

Leia mais

Cadernos do Banco de Cabo verde. Contrato de Seguros. Banco de Cabo Verde

Cadernos do Banco de Cabo verde. Contrato de Seguros. Banco de Cabo Verde Cadernos do Banco de Cabo verde Contrato de Seguros Banco de Cabo Verde Departamento de Supervisão e Estabilidade do Sistema Financeiro Área de Supervisão do Sector Segurador Contrato de Seguros Banco

Leia mais

MINUTA DE RESOLUÇÃO. Art.1º Dispor sobre as regras e os critérios para operação do seguro Viagem.

MINUTA DE RESOLUÇÃO. Art.1º Dispor sobre as regras e os critérios para operação do seguro Viagem. MINUTA DE RESOLUÇÃO A SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP, no uso da atribuição que lhe confere o art. 34, inciso XI, do Decreto nº 60.459, de 13 de março de l967, e considerando o inteiro teor

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS SEGUROS ASSOCIADOS AO CARTÃO DE DÉBITO PRESTIGE

CONDIÇÕES ESPECIAIS SEGUROS ASSOCIADOS AO CARTÃO DE DÉBITO PRESTIGE CONDIÇÕES ESPECIAIS SEGUROS ASSOCIADOS AO CARTÃO DE DÉBITO PRESTIGE 1.1. Seguros - Definições Validade A validade dos Seguros associados ao Cartão de Débito Prestige para cada Pessoa Segura, começa com

Leia mais

(1) Inclui o capital de Responsabilidade Civil Obrigatória: 6.000.000 (Danos Materiais/Danos Corporais).

(1) Inclui o capital de Responsabilidade Civil Obrigatória: 6.000.000 (Danos Materiais/Danos Corporais). 1 FICHA DE PRODUTO Produtos Automóvel A N Seguros tem à sua disposição coberturas que são realmente indispensáveis para a segurança do seu Automóvel, construindo uma proteção à sua medida. Esta ficha de

Leia mais

Nº da Apólice: 55-0101237

Nº da Apólice: 55-0101237 CONDIÇÕES GERAIS - SEGURO DE ASSISTÊNCIA EM VIAGEM Condições relativas à apólice com o número 55-0101237, na qual a INTERMUNDIAL Correduría de SEGUROS, com sede social em C/ Irún, 7, Madrid, inscrita no

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES

APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES LUSITANIA, COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. 2/2 Rua de LUSITANIA S. Domingos COMPANHIA à Lapa, 35 1249-130 DE SEGUROS Lisboa

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL CLASSIC EUROPA

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL CLASSIC EUROPA CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL CLASSIC EUROPA RAMO ASSISTÊNCIA EM VIAGEM N.º DE APÓLICE ASE001000264 DATA E HORA DE EFEITO DATA E HORA DE VENCIMENTO DURAÇÃO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Tomador do seguro A entidade que celebra o contrato de seguro com a VICTORIA e que assume a obrigação de pagamento do prémio.

CONDIÇÕES GERAIS. Tomador do seguro A entidade que celebra o contrato de seguro com a VICTORIA e que assume a obrigação de pagamento do prémio. CONDIÇÕES GERAIS 1 Definições Para efeitos deste Contrato, entende-se por: 1.1 Partes envolvidas no contrato Empresa de seguros VICTORIA - Seguros de Vida, S.A., entidade que emite a apólice e que, mediante

Leia mais

ASSISTÊNCIA FUNERAL 1. OBJETIVO

ASSISTÊNCIA FUNERAL 1. OBJETIVO ASSISTÊNCIA FUNERAL 1. OBJETIVO Garantir aos Usuários Assistidos os serviços de Assistência Funeral, 24 horas por dia, durante todo o ano, na ocorrência de sua morte natural ou acidental, conforme a presente

Leia mais

REAL VIDA PREVIDÊNCIA Informações Pré-Contratuais

REAL VIDA PREVIDÊNCIA Informações Pré-Contratuais SEGURADOR PRODUTO Seguro de Vida temporário anual renovável. PLANO PREVIDÊNCIA Morte ou PLANO PREVIDÊNCIA MAIS Morte ou Morte por Acidente Morte por Acidente de Circulação GARANTIAS Morte ou Em caso de

Leia mais

APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL CANCELAMENTO BEST PRICE DURAÇÃO DO SEGURO.

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL CANCELAMENTO BEST PRICE DURAÇÃO DO SEGURO. CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO MULTIASSISTÊNCIA DE VIAGEM T.O. APÓLICE OPCIONAL CANCELAMENTO BEST PRICE RAMO ASSISTÊNCIA EM VIAGEM N.º DE APÓLICE ASE001000285 DATA E HORA DE EFEITO DATA E HORA DE VENCIMENTO

Leia mais

TRANSAVIA SEGURO DE VIAGEM CONDIÇÕES GERAIS

TRANSAVIA SEGURO DE VIAGEM CONDIÇÕES GERAIS (Valido para quem contratou o Seguro de Cancelamento) TRANSAVIA SEGURO DE VIAGEM CONDIÇÕES GERAIS Entre a Seguradora e o Tomador de Seguro mencionado nas Condições Particulares e nos Certificados Individuais,

Leia mais

QUADRO PADRONIZADO PARA APRESENTAÇÃO DE SUGESTÕES E COMENTÁRIOS

QUADRO PADRONIZADO PARA APRESENTAÇÃO DE SUGESTÕES E COMENTÁRIOS MINUTA DE RESOLUÇÃO QUADRO PADRONIZADO PARA APRESENTAÇÃO DE SUGESTÕES E COMENTÁRIOS Remetente: Signatário: RESOLUÇÃO PROPOSTA SUGESTÃO DE ALTERAÇÃO JUSTIFICATIVA OU COMENTÁRIO A SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS

Leia mais

O presente Contrato de Aluguer respeita exclusivamente ao(s) equipamento(s) descrito(s) na cláusula 1ª das Condições Particulares deste Contrato.

O presente Contrato de Aluguer respeita exclusivamente ao(s) equipamento(s) descrito(s) na cláusula 1ª das Condições Particulares deste Contrato. CONDIÇÕES GERAIS DE ALUGUER BOOM LIFT CLÁUSULA 1ª - OBJECTO DO CONTRATO O presente Contrato de Aluguer respeita exclusivamente ao(s) equipamento(s) descrito(s) na cláusula 1ª das Condições Particulares

Leia mais

CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE CIVIL/Geral Condições Gerais e Especiais 3

CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE CIVIL/Geral Condições Gerais e Especiais 3 Sem prejuízo da revisão em curso das presentes Condições Gerais, a CARAVELA, Companhia de Seguros, S.A. dá integral cumprimento ao disposto no Decreto-Lei nº 72/2008, de 16 de Abril. CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À "INTERNET" Minuta

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET Minuta I CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À "INTERNET" Minuta O PRESENTE CONTRATO FOI APROVADO PELO INSTITUTO DAS COMUNICAÇÕES DE PORTUGAL, NOS TERMOS E PARA OS EFEITOS DO ARTIGO 9/2 DO DECRETO

Leia mais

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU. Regulamento Administrativo nº 24/2003

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU. Regulamento Administrativo nº 24/2003 1 REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU Regulamento Administrativo nº 24/2003 Condições da Apólice Uniforme do Seguro Obrigatório de Responsabilidade Civil das Embarcações de Recreio O Chefe do Executivo,

Leia mais

SEGURO PLANO DE PROTECÇÃO FINANCEIRA

SEGURO PLANO DE PROTECÇÃO FINANCEIRA SEGURO PLANO DE PROTECÇÃO FINANCEIRA O seguro que paga a conta do seu cartão emitido pela Unicre nos momentos em que mais precisa, com todo o conforto e segurança. Quando se pergunta porquê ter um plano

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS ARTIGO PRELIMINAR 1. Entre o Segurador, MAPFRE Seguros Gerais, S.A., doravante designado por MAPFRE,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS INTRODUÇÃO

CONDIÇÕES GERAIS INTRODUÇÃO CONDIÇÕES GERAIS INTRODUÇÃO As presentes condições gerais fazem parte integrante do programa / catálogo / documento informativo em que se inserem, constituindo, na ausência de documento autónomo, o contrato

Leia mais

Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família. Boletim Informativo Nº 1 Junho 2015 SEGURO de SAÚDE

Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família. Boletim Informativo Nº 1 Junho 2015 SEGURO de SAÚDE Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família O Seguro de Saúde adquiriu ao longo dos tempos uma importância crescente no apoio aos cuidados de Saúde da Comunidade Farmacêutica,

Leia mais

D) COBERTURA DE ACIDENTES COBERTURAS. 1. Procura e resgate do segurado. Aplica-se um franquia de 120 EUR. 2. Resgaste em Pistas

D) COBERTURA DE ACIDENTES COBERTURAS. 1. Procura e resgate do segurado. Aplica-se um franquia de 120 EUR. 2. Resgaste em Pistas Condições Gerais CONDIÇÕES ESPECIAIS Condições relativas à apólice com o número 1.15.18.101873.0320124, na qual a INTERMUNDIAL Correduría de SEGUROS, com sede social em C/ Irún, 7, Madrid, inscrita no

Leia mais

Liberty Responsabilidade Civil Titulares de Licença para Uso e Porte de Armas e sua Detenção

Liberty Responsabilidade Civil Titulares de Licença para Uso e Porte de Armas e sua Detenção Titulares de Licença para Uso e Porte de Armas e sua Detenção Condições gerais 1070314-05.2010 Liberty Responsabilidade Civil Titulares de Licença para Uso e Porte de Armas ou sua Detenção ÍNDICE Condições

Leia mais

Seguro Cancelamento e Interrupção de Viagem - RELOADED

Seguro Cancelamento e Interrupção de Viagem - RELOADED Seguro Cancelamento e Interrupção de Viagem - RELOADED Produto deve ser adquirido com no mínimo 15 dias de antecedência do início da vigência do cartão. D.4. GARANTIA DE CANCELAMENTO E INTERRUPÇÃO DA VIAGEM

Leia mais

BIG Alocação Condições Gerais

BIG Alocação Condições Gerais ARTIGO PRELIMINAR Entre a, e o Tomador do Seguro mencionado nas Condições Particulares é estabelecido o contrato de seguro que se regula pelas, Especiais e Particulares da Apólice, de acordo com as declarações

Leia mais

PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO -

PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO - PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO - Informações Úteis 1. Cartões/família de Cartões Elegíveis e Serviço de Utilização

Leia mais

Condições Gerais e Especiais

Condições Gerais e Especiais CONDIÇÕES GERAIS Artigo preliminar CAPÍTULO I - Definições, objecto e garantias do contrato Artigo 1º - Definições Artigo 2º - Conceito de acidente de trabalho Artigo 3º - Objecto do contrato Artigo 4º

Leia mais

Condições Gerais Condições Especiais.03 .10 .04 .10 .04 .10 .04 .10 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .07 .07 .07 .07 .07 .07 .08 .08 .08 .

Condições Gerais Condições Especiais.03 .10 .04 .10 .04 .10 .04 .10 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .07 .07 .07 .07 .07 .07 .08 .08 .08 . ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.04 Artigo 2º Objecto do Contrato.04 Artigo 3º Âmbito da Garantia.04 Artigo 4º Exclusões das Garantias.05 Artigo 5º Início e Duração do Contrato.05 Artigo

Leia mais

Liberty Caução. Condições gerais e especiais. Pela protecção dos valores da vida. 1070327-01.2006

Liberty Caução. Condições gerais e especiais. Pela protecção dos valores da vida. 1070327-01.2006 Condições gerais e especiais 1070327-01.2006 Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. Av. Fontes Pereira de Melo, nº 6 1069-001 Lisboa Fax 21 355 33 00 Pessoa Colectiva n.º 500 068 658

Leia mais

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1.

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1. INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1.ª Objecto O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas

Leia mais

1.2.2 Os honorários dos advogados serão integralmente pagos pelas partes, Segurador e Segurado, quando cada qual designar seu próprio advogado.

1.2.2 Os honorários dos advogados serão integralmente pagos pelas partes, Segurador e Segurado, quando cada qual designar seu próprio advogado. CONDIÇÕES GERAIS PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO TRANSPORTADOR RODOVIÁRIO EM VIAGEM INTERNACIONAL (DANOS CAUSADOS A PESSOAS OU COISAS TRANSPORTADAS OU NÃO, À EXCEÇÃO DA CARGA TRANSPORTADA) 1.

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008, de 16 de Abril)

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008, de 16 de Abril) 25032010 INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008, de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE Seguros Gerais S. A. Sede Social:

Leia mais

SEGURO CARTA VERDE CONDIÇÕES GERAIS. HDI Seguros S/A.

SEGURO CARTA VERDE CONDIÇÕES GERAIS. HDI Seguros S/A. SEGURO CARTA VERDE CONDIÇÕES GERAIS HDI Seguros S/A. CONDIÇÕES GERAIS PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO PROPIETÁRIO E/OU CONDUTOR DE VEÍCULOS TERRESTRES (AUTOMÓVEL DE PASSEIO PARTICULAR OU DE

Leia mais

CONDIÇÕES DE ENTREGA RECREAHOME B.V. COM A SUA SEDE REGISTADA EM ASTEN

CONDIÇÕES DE ENTREGA RECREAHOME B.V. COM A SUA SEDE REGISTADA EM ASTEN 1. DEFINIÇÕES CONDIÇÕES DE ENTREGA RECREAHOME B.V. COM A SUA SEDE REGISTADA EM ASTEN Abaixo Recreahome B.V. será referida como "vendedor". Cada pessoa singular ou entidade legal que adquire bens e/ou serviços

Leia mais

O CONTRATO DE SEGURO NO NOVO CÓDIGO CIVIL

O CONTRATO DE SEGURO NO NOVO CÓDIGO CIVIL O CONTRATO DE SEGURO NO NOVO CÓDIGO CIVIL Do seguro Seção I Disposições gerais Art. 757. Pelo contrato de seguro, o segurador se obriga, mediante o pagamento do prêmio, a garantir interesse legítimo do

Leia mais

HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI CARTA VERDE

HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI CARTA VERDE HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI CARTA VERDE Processo SUSEP Principal nº 15414.000861/2006-05 Sumário CONDIÇÕES GERAIS PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO PROPRIETÁRIO E/OU CONDUTOR DE

Leia mais

O presente documento é vinculativo para a agência, operador e cliente, salvo alguma das presentes condições:

O presente documento é vinculativo para a agência, operador e cliente, salvo alguma das presentes condições: Condições gerais de venda de todos os programas e que constituem, na ausência de documento autónomo, o contrato de viagem, reserva de alojamento e/ou atividade. O presente documento é vinculativo para

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA CONDIÇÕES GERAIS * * * SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA. CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA CONDIÇÕES GERAIS * * * SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA. CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA CONDIÇÕES GERAIS * * * CLÁUSULA PRELIMINAR 1- Entre a Lusitania, Companhia de Seguros, S.A., adiante designada por segurador, e o tomador do seguro mencionado nas Condições

Leia mais

Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste

Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste Banking and Payments Authority of Timor-Leste Av a Bispo Medeiros, PO Box 59, Dili, Timor-Leste Tel. (670) 3 313 718, Fax. (670) 3 313 716 RESOLUÇÃO DO

Leia mais

Cancelamento de Viagem

Cancelamento de Viagem Cancelamento de Viagem Caro (a) Segurado (a), Lamentamos o incidente ocorrido, mas ficamos satisfeitos por podermos oferecer-lhe a possibilidade de aceder on-line aos formulários de participação de sinistro.

Leia mais

Assinale Plano Pretendido Plano UG1 Plano UG2 Plano UG3. Descrição : DURAÇÃO DO SEGURO

Assinale Plano Pretendido Plano UG1 Plano UG2 Plano UG3. Descrição : DURAÇÃO DO SEGURO DATA DE ENTRADA SEGURO DE SAÚDE SAUPG : Sanos Upgrade NOVO Assinale Plano Pretendido Plano UG1 Plano UG2 Plano UG3 ALTERAÇÃO ASSOCIADA Data da Aprovação Visto APÓLICE Pretende ficar incluído neste Plano

Leia mais

SOS LIGHT E BASE CONDIÇÃO ESPECIAL ASSISTÊNCIA EM VIAGEM. www.ipronto.pt

SOS LIGHT E BASE CONDIÇÃO ESPECIAL ASSISTÊNCIA EM VIAGEM. www.ipronto.pt www.ipronto.pt CLÁUSULA PRELIMINAR - DISPOSIÇÕES APLICÁVEIS Na parte não especificamente regulamentada, aplicam-se a esta Condição Especial as Condições Gerais do Seguro Automóvel Facultativo. CLÁUSULA

Leia mais

Responsabilidade Civil dos Titulares de Licença para uso e porte de armas ou sua detenção. Condições Gerais

Responsabilidade Civil dos Titulares de Licença para uso e porte de armas ou sua detenção. Condições Gerais Responsabilidade Civil dos Titulares de Licença para uso e porte de armas ou sua detenção Condições Gerais Cláusula Preliminar Entre a Zurich Insurance PLC Sucursal em Portugal, adiante designada por Zurich,

Leia mais

Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens

Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens Informações Pré Contratuais Segurador AIG Europe Limited Sucursal em Portugal, entidade legalmente autorizada a exercer a atividade Seguradora e que,

Leia mais

FIDELIDADE PROTEÇÃO FUNERAL. 808 29 39 49 fidelidade.pt CONDIÇÕES GERAIS PROTEÇÃO PESSOAL E FAMILIAR

FIDELIDADE PROTEÇÃO FUNERAL. 808 29 39 49 fidelidade.pt CONDIÇÕES GERAIS PROTEÇÃO PESSOAL E FAMILIAR PROTEÇÃO PESSOAL E FAMILIAR FIDELIDADE PROTEÇÃO FUNERAL CONDIÇÕES GERAIS 808 29 39 49 fidelidade.pt Fidelidade - Companhia de Seguros, S.A. NIPC e Matrícula 500 918 880, na CRC Lisboa Sede: Largo do Calhariz,

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MEDIADOR DE SEGUROS CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MEDIADOR DE SEGUROS CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MEDIADOR DE SEGUROS CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S. A., adiante designada por Tranquilidade, e

Leia mais

SEGURO CA PPR [CAPITAL] CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO

SEGURO CA PPR [CAPITAL] CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO SEGURO CA PPR [CAPITAL] Crédito Agrícola Vida - Companhia de Seguros, S.A. Rua Castilho, 233-7º 1099-004 Lisboa CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE CA PPR [CAPITAL CAPITAL]

Leia mais

Condições Gerais. Seguro Acidentes de Trabalho Para trabalhadores por conta de outrem

Condições Gerais. Seguro Acidentes de Trabalho Para trabalhadores por conta de outrem Condições Gerais Seguro Acidentes de Trabalho Para trabalhadores por conta de outrem CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a NOSSA NOVA SOCIEDADE DE SEGUROS DE ANGOLA, S.A., adiante designada por Seguradora,

Leia mais

temporário vida individual Associações Profissionais

temporário vida individual Associações Profissionais temporário vida individual Associações Profissionais INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS (nos termos do Decreto-Lei n.º 72/2008, de 16 de Abril) Entidade de Supervisão Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO Cláusula Preliminar 1. Entre a Crédito Agrícola Vida Companhia de Seguros, adiante designada por CA Vida, e o Tomador do Seguro mencionado nas Condições

Leia mais