Francisco José da Silva e Silva. 16 de novembro de 2011

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Francisco José da Silva e Silva. 16 de novembro de 2011"

Transcrição

1 Francisco José da Silva e Silva Laboratório de Sistemas Distribuídos (LSD) Departamento de Informática / UFMA 16 de novembro de 2011 Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

2 Agenda 1 Introdução a Computação em Nuvem 2 Exemplos de Serviços Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

3 Introdução a Computação em Nuvem Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

4 Definindo Computação em Nuvem Muitas pessoas estão pulando neste barco mas eu nunca ouvi duas pessoas dizendo a mesma coisa sobre a computação em nuvem. Existem múltiplas definições para o termo nuvem (Andy Isherwood, vice-presidente HP, 2008) 21 definem computação em nuvem: Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

5 A Metáfora da Nuvem Figura: O ícone da nuvem representa tudo o demais que faz a rede funcionar. É uma espécie de etc para o resto da solução. Tipicamente significa uma área do diagrama ou solução que é de competência de outros Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

6 Computação em Nuvem Uma infraestrutura de computação abstrata, altamente escalável, gerenciada por demanda capaz de hospedar aplicações de usuários finais e tarifada pelo consumo Refere-se a grandes quantidades de recursos computacionais que residem em algum lugar (ao invés de em sua sala de computação) aos quais podemos nos conectar e utilizá-los quando necessário Um tipo de sistema paralelo e distribuído que consiste de uma coleção de computadores interconectados e virtualizados que são dinamicamente fornecidos e apresentados como um ou mais recursos computacionais unificados através de acordos de prestação de serviços estabelecidos através de negociação entre o provedor do serviço e seus consumidores Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

7 Provisionamento Clássico Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

8 Provisionamento Clássico Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

9 Modelo de Provisionamento em Nuvem Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

10 Gartner Hype Cycle Special Report Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

11 Breve Histórico 1961, John McCarthy, Universidade de Stanford: o compartilhamento de tempo em computadores permitiria, no futuro, que o poder computacional e algumas aplicações específicas fossem vendidas através do modelo de negócio dos serviços de utilidade pública (água, eletricidade e telefone); Computação utilitária: provisionamento de infra-estrutura de hardware e software de modo que o uso destes recursos seja variável sob a forma de serviço e possa ser mensurado a fim de que o usuário somente pague por aquilo que foi utilizado. Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

12 Breve Histórico: Bolha dot.com Figura: Pico: 10 de março de 2000 Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

13 Breve Histórico Situação da Amazon em 2006: Proprietária de muitos datacenters Uso médio de 10% da sua capacidade computacional (vítima da bolha dot.com) Agosto de 2006: versão beta do EC2 (Elastic Compute Cloud) Surgimento do termo Computação em Nuvem Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

14 Breve Histórico Entre 2006 e 2010 a Amazon conquistou milhares de consumidores Google Apps Google App Engine Sun Clound Microsoft Azure Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

15 Características Importantes Recursos disponíveis sob demanda Qualidade de serviço QoS (Quality of Service) especificada por acordos de nível de serviço (SLA -Service Level Agreement) Tarifação pague pelo uso Acesso ubíquo: recursos na nuvem estão disponíveis na rede e podem ser acessados por meio de mecanismos padronizados com uso de diversos tipos de dispositivos, tais como thin clients, computadores pessoais, laptops, PDAs (Personal Digital Assitents), smartphones e tablet-pcs Elasticidade: capacidade do serviço de aumentar ou diminuir a quantidade de recursos (por exemplo, CPU, armazenamento, largura de banda para comunicação) disponibilizados, de forma dinâmica e automática, de acordo com a necessidade de quem os consome Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

16 Computação em Grade vs Computação em Nuvem Computação em Computação em Grade Nuvem Conceito Computação utilitária Computação utilitária Benefício Resolução de computações Ambiente para aplicações de alto desempenho centradas na rede Domínios Múltiplos Único Característica Não comercial, financiada Comercial Histórica por go- vernos Retorno Cooperação Pague pelo uso Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

17 Hosting vs Computação em Nuvem Hosting Pagamento mensal ou anual Capacidade limitada Confiabilidade limitada Muitos provedores Computação em Nuvem Pagamento pelo uso Elasticidade Confiabilidade embutida Poucos provedores Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

18 Benefícios para os Usuários Despreocupação com tarefas administrativas, como backup, atualização das versões de software, patches para correção de bugs ou falhas de segurança Economia na aquisição de infraestrutura: necessário apenas um computador modesto. Pode-se utilizar aplicações executadas totalmente ou por módulos no ambiente de nuvem, como é o caso de software do tipo (Cloud Antivirus) Amplo acesso aos serviços contratados em qualquer lugar, a qualquer momento Novas ferramentas e facilidades para realização de trabalho colaborativo Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

19 Benefícios para os Desenvolvedores Baixo capital de investimento inicial para disponibilizar um serviço novo na Internet Foco na codificação da aplicação e não procedimentos complexos para sua implantação e gerenciamento, como configurações de ambiente servidor (Web, aplicação, banco de dados), instalação de dependências, procedimentos para o balanceamento de carga e disponibilidade das aplicações. Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

20 Benefícios para os Empresas Time-to-market Minimização dos gastos com recursos e tempo para gerenciamento da infra-estrutura de TI As versões de software mais recentes e as últimas tecnologias estão sempre disponíveis Resultados de grandes tarefas batch podem ser obtidos mais rapidamente Combate à pirataria de software Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

21 Desafios para Adoção em Larga Escala Conexão com a Internet inadequada Receios quanto a possível indisponibilidade de serviços em nuvem Falta de interoperabilidade entre soluções de diferentes provedores de serviços em nuvem Dificuldades em portar dados e aplicações (APIs proprietárias) Incerteza relativas a segurança, como o acesso a dados armazenados Gargalo na transferência de dados Medições e monitoramento Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

22 Preocupações Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

23 Desafios da Migração para Computação em Nuvem Migração das aplicações existentes Integração com serviços e dados existentes na organização Gerenciamento de risco Uso de SLAs Novas maneiras de calcular o custo total de propriedade Aceitação de mudanças organizacionais Adaptação para novos modelos de licenciamento Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

24 Manifesto por Nuvens Abertas (Cloud Manifesto) Publicado na primavera de 2009 Preocupa-se com o potencial para lock-in da computação em nuvem Estabelece um conjunto de princípios para garantir que os usuários terão liberdade de escolha, flexibilidade e abertura ao adotarem os benefícios da computação em nuvem Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

25 Manifesto por Nuvens Abertas: Princípios Provedores devem trabalhar em conjunto para garantir que os desafios ara a adoção da computação em nuvem (segurança, integração, portabilidade, interoperabilidade, gerenciamento/governança, monitoramento e medição) sejam abordados através de colaborações abertas e uso apropriado de padrões Provedores não devem utilizar sua posição de mercado para prender consumidores a plataformas particulares, limitando a capacidade de escolha por provedores Provedores devem usar e adotar padrões existentes sempre que apropriado Quando novos padrões (ou ajustes a padrões existentes) forem necessários, devemos ser cuidadosos e pragmáticos para evitar a criação de muitos padrões. Devemos garantir que os padrões promovam inovações ao invés de inibi-las Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

26 Manifesto por Nuvens Abertas: Princípios Qualquer esforço comunitário relativo a abertura da computação em nuvem deve ser guiado pelas necessidades dos usuários, e não por necessidades técnicas dos provedores, e deve ser testado considerando requisitos de usuários reais Organizações para padronização da computação em nuvem, grupos de apoio e comunidades devem trabalhar juntas e permanecerem coordenadas, garantido que os esforços não conflitam ou se sobreponham Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

27 Manifesto por Nuvens Abertas (Cloud Manifesto) Mais de 400 empresas assinaram o manifesto Alguns destaques: Adobe AMD At&T Cisco Hewlett Packard IBM Red Hat Samsung SAP VMWare Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

28 Categorias de Serviços Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

29 Categorias de Serviços Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

30 Software como Serviço (SaaS) Fornece aplicações através da Internet, desenvolvidas para serem acessadas por meio de um navegador Web e por muitos usuários simultaneamente Usualmente gratuitas, pagas com propagandas Para o usuário, reduz custos de aquisição, instalação e gerenciamento Tipos: Empresarial Público em geral Exemplos: Salesforce Customer Relationships Management (CRM) GoogleApps, Gmail, GoogleDocs, Calendar Microsoft Live Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

31 Plataforma como Serviço (PaaS) Oferece ferramentas e APIs que facilitam a construção de aplicações e a implantação das mesmas em nuvem Foco nas regras de negócio de sua aplicação. Preocupações como volume de tráfego, balanceamento de carga, desempenho, armazenamento de dados e escalabilidade são tratadas pela plataforma Maior desvantagem atualmente é que as APIs e interfaces são proprietárias, de modo que dificilmente será possível mover a aplicação de uma nuvem para outra Exemplos: Google App Engine Plataforma Azure, Microsoft Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

32 Infra-estrutura como Serviço (IaaS) Oferece um pool de recursos computacionais virtualizados sob a forma de serviço Elasticidade Exemplo: Amazon EC2 (Elastic Compute Cloud) Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

33 Armazenamento de Dados como Serviço (DaaS) Permite o armazenamento de dados em discos remotos e os acesse a qualquer hora de qualquer lugar com as mesmas funções lógicas de um armazenamento local Exemplos: Amazon S3 (Simple Storage Service) Amazon EBS (Elastic Block Store) Amazon SimpleDB Amazon RDS (Relational Database Service) Microsoft SQL Azure Microsoft Windows Azure Storage Google AppEngine Storage Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

34 Comunicação como serviço (CaaS) Oferece serviços como voz sobre IP (Voip), vídeo-chamadas, mensagens instantâneas, vídeo-conferências e PBX (Private Branch Exchange) Exemplos: Akamai Limelight Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

35 Tipos de Nuvem Pública: serviços são disponibilizados aos clientes através da Internet por provedores de serviço terceirizados Privada: serviços são gerenciados e providos dentro da organização. Desta forma, são menos susceptíveis a largura de banda da rede e menos expostos a problemas de segurança Híbrida: combina-se serviços providos por nuvens públicas e privadas Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

36 Nuvem Pública vs Privada Benefício Pública Privada Ilusão de recursos infinitos Sim Improvável sob demanda Pague pelo uso Sim Não Economia de escala Sim Não Melhor utilização de recursos Sim Sim e operação simplificada através de virtualização Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

37 Tecnologias Habilitadoras Comutação em grade Gerenciamento em larga escala de recursos distribuídos heterogêneos Virtualização SOA e Serviços Web Tecnologias de rede mais rápidas Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

38 Virtualização Virtualização é um termo que se refere a abstração de recursos de computadores Uma máquina virtual (Virtual machine - VM), é uma implementação em software de uma máquina (computador) que executa programas como uma máquina real Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

39 Topologia Grandes DataCenters (fat tree) Figura: 3 níveis de switches: Core (núcleo), de agregação e Top-of-rack (ToR) Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

40 Topologia Grandes DataCenters (fat tree) Múltiplos caminhos para qualquer par de servidores Facilita o balanceamento de carga e tolerância a falhas Nós finais conectados aos ToRs podem ser qualquer servidor de aplicação (físico ou virtual), inclusive os que oferecem serviços para suportar o funcionamento da infraestrutura como, por exemplo, o Rack Manager e o sistema de armazenamento de dados Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

41 Grandes DataCenters Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

42 Exemplos de Serviços Exemplos de Serviços Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

43 Exemplos de Serviços Provedores de Computação em Nuvem Pública Amazon Google Microsoft Privada IBM VMWare Sun/Oracle 3Tera Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

44 Exemplos de Serviços Amazon Elastic Compute Cloud (EC2) Disponibiliza um ambiente de computação virtualizado, com interfaces serviços Web para: Configurar instâncias de MVs com variadas opções de sistemas operacionais Carregar as mesmas com um ambiente de aplicação customizado Gerenciar permissões de acesso a rede Executar a imagem usando quantos sistemas desejar Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

45 Exemplos de Serviços Uso do EC2 Selecione uma imagem pré-configurada ou crie sua Amazon Machine Image (AMI) contendo suas aplicações, bibliotecas, dados e configurações associadas Configure as opções de segurança e rede para sua instância EC2 Selecione as instâncias desejadas e inicialize, encerre e monitore quantas instâncias AMI desejar, utilizando as APIs baseadas em serviços Web ou as ferramentas de gerenciamento disponibilizadas Determine se você deseja executar suas instâncias em várias localizações, usando IP estático e sistema de armazenamento de blocos Pague somente pelos recursos que consumir, como horas de instâncias ou transferência de dados Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

46 Exemplos de Serviços Serviços EC2 Elasticidade Aumenta ou diminui da capacidade computacional em minutos Devido ao controle disponibilizado pelas APIs, aplicações podem automaticamente promover uma auto-escalabilidade de acordo com suas necessidades Controle Acesso root a cada instância, permitindo a interação com as mesmas utilizando-se as formas usuais utilizadas com qualquer máquina Permite a pausa, reinício e reinicialização de qualquer instância Flexibilidade Diversos tipos de instâncias, sistemas operacionais e pacotes de software Diversos Serviços Web adicionais disponíveis Amazon Simple Storage Service (Amazon S3), Amazon Relational Database Service (Amazon RDS), Amazon SimpleDB and Amazon Simple Queue Service (Amazon SQS) Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

47 Exemplos de Serviços Serviços EC2 Confiabilidade O compromisso SLA do Amazon EC2 é de 99,95% de confiabilidade Segurança Inclui interfaces para serviços Web que permitem configurar firewall e controle de acesso a rede para e entre instâncias Amazon Virtual Private Cloud (Amazon VPC) permite isolar as instâncias especificando-se uma faixa de IP a ser utilizada Possibilidade de execução de instâncias dedicadas na VPC. Instâncias dedicadas são executadas em um hardware dedicado a um único cliente para aumentar o nível de isolamento Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

48 Exemplos de Serviços Funcionalidades EC2: Amazon Elastic Block Store Disponibiliza armazenamento persistente para instâncias EC2 Volumes EBS disponibilizam armazenamento fora da instância que persiste independentemente da instância Volumes EBS são automaticamente replicados Maior confiabilidade: habilidade de criar snapshots de volumes, que são automaticamente replicados em múltiplas Availability Zones Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

49 Exemplos de Serviços Funionalidades EC2: Diversas Localizações Pode-se executar instâncias em diversas localizações Compostas de Regions e Availability Zones Regions consistem de uma ou mais Availability Zones, são geograficamente dispersas em diferentes áreas ou países Availability Zones são localizações distintas projetadas para não apresentarem falhas correlacionadas Compromisso de disponibilidade de 99.95% para cada Region Disponibilidade atual de 7 regiões: US East (Northern Virginia), US West (Oregon), US West (Northern California), EU (Ireland), Asia Pacific (Singapore), Asia Pacific (Tokyo) e AWS GovCloud Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

50 Exemplos de Serviços Funcionalidades EC2: Amazon Virtual Private Cloud Permite a empresas: Conectar suas infraestrutura existente a um conjunto de recursos computacionais AWS isolados através de uma conexão Virtual Private Network (VPN) Estender suas capacidades de gerenciamento de segurança existentes, como serviços gerais de segurança, firewalls, sistemas de detecção de intrusos para incluir seus recursos AWS Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

51 Exemplos de Serviços Funcionalidades EC2: Amazon CloudWatch Serviço Web que disponibiliza monitoramento de recursos e aplicações AWS Monitora a utilização dos recursos, seu desempenho operacional, incluindo métricas como uso da CPU, leituras e escritas em disco, tráfego de rede Pode-se obter estatísticas, visualizar gráficos e definir alarmes relacionados às métricas utilizadas Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

52 Exemplos de Serviços Funcionalidades EC2: Auto Escalabilidade Permite escalar automaticamente sua capacidade EC2 de acordo com condições que você define Particularmente útil para aplicações que experimentam variações de uso de acordo com a hora, dia ou semana Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

53 Exemplos de Serviços Funcionalidades EC2: Elastic Load Balancing Distribuição automática de tráfego de entrada de uma aplicação para múltiplas instâncias EC2 Permite atingir um maior nível de tolerância a falhas Detecção automática de instâncias com problemas de um conjunto de instâncias, realizando um re-roteamento automático de tráfego para instâncias saudáveis até que as defeituosas tenham sido restauradas Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

54 Exemplos de Serviços Funcionalidades EC2: High Performance Computing (HPC) Clusters Adequado para clientes que possuem cargas de trabalho computacional complexas, como processamento paralelo acoplado, ou que possuam alicações sensíveis ao desempenho da rede Instâncias de aglomerados de computadores ou aglomerados de GPUs foram projetadas para prover alto desempenho de rede e podem ser programaticamente executadas em aglomerados, o que permite às aplicações obter o desempenho e baixa latência de rede necessários a aplicações acopladas Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

55 Exemplos de Serviços Funcionalidades EC2: VM Import Disponibiliza meios para a importação de imagens de máquinas virtuais do ambiente computacional existente para instâncias EC2 Permite aproveitar o investimento feito em virtualização por motivos de segurança, gerenciamento de configuração e problemas de compatibilidade Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

56 Exemplos de Serviços Google App Engine Permite que você execute seus aplicativos da web na infraestrutura do Google Você pode compartilhar seu aplicativo com o mundo ou limitar o acesso aos membros de sua organização Ambientes de execução: Java: uso de tecnologias Java padrão, incluindo JVM, servlets Java e a linguagem de programação Java, ou qualquer outra linguagem que usa um interpretador ou compilador com base na JVM, como JavaScript ou Ruby Python Início gratuito: até 500 MB de armazenamento e CPU e largura de banda suficientes para suportar um aplicativo eficiente que ofereça cerca de cinco milhões de visualizações de página por mês Após isso, é pago Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

57 Exemplos de Serviços Recursos do Ambiente do Aplicativo Serviço da web dinâmico, com suporte completo a tecnologias da web comuns Armazenamento persistente com consultas, classificação e transações Escalonamento e balanceamento de carga automáticos APIs para autenticação de usuários e envio de s usando Contas do Google Um ambiente de desenvolvimento local com todos os recursos, simulando o Google App Engine em seu computador Filas de tarefas para realizar trabalho fora do escopo de uma solicitação da web Tarefas programadas para iniciar eventos em horários específicos e em intervalos regulares Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

58 Exemplos de Serviços O Sandbox aplicativos são executados em um ambiente seguro que fornece acesso limitado ao sistema operacional subjacente isola o aplicativo em seu próprio ambiente seguro e confiável, independentemente de hardware, sistema operacional e localização física do servidor da web Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

59 Exemplos de Serviços O Sandbox: Exemplos de Limitações Um aplicativo pode acessar outros computadores na Internet somente por meio dos serviços de busca de URL e de fornecidos. Outros computadores podem se conectar ao aplicativo somente fazendo solicitações HTTP (ou HTTPS) nas portas padrão Um aplicativo não pode gravar no sistema de arquivos. Um aplicativo pode ler arquivos, mas somente os enviados junto com o código do aplicativo. O aplicativo deve usar o armazenamento de dados, o memcache ou outros serviços do Google App Engine para todos os dados que persistirem entre solicitações O código do aplicativo é executado somente em resposta a uma solicitação da web, a uma tarefa na fila ou a um trabalho do cron, e deve retornar dados de resposta em 30 segundos, independentemente do caso Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

60 Exemplos de Serviços O Java Runtime Environment suporta o desenvolvimento de aplicativos em Java 5 ou 6 Um aplicativo pode usar qualquer bytecode JVM ou recurso da biblioteca, contanto que não exceda as restrições do sandbox Para o armazenamento de dados, inclui implementações das interfaces JDO (Objetos de dados Java) e JPA (API persistente Java) Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

61 Exemplos de Serviços O armazenamento de dados Não é um banco de dados relacional tradicional Objetos de dados, ou entidades, têm um tipo e um conjunto de propriedades Consultas podem recuperar entidades de um tipo determinado, filtradas e classificadas segundo os valores das propriedades Diversas operações de armazenamento de dados podem ser realizadas em uma transação Controle de concorrência otimista: uma atualização de entidade ocorre em uma transação com um número fixo de tentativas, caso outros processos estejam tentando atualizar a mesma entidade simultaneamente Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

62 Exemplos de Serviços Contas do Google O aplicativo pode permitir que um usuário faça login com uma conta do Google e acesse o endereço de e o nome de exibição associados à conta Economiza o esforço de implementar um sistema de contas de usuário somente para um aplicativo específico Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

63 Exemplos de Serviços Serviços do Google App Engine Busca de URL Aplicativos podem acessar recursos da Internet, como serviços da web ou outros dados Aplicativos podem enviar mensagens de usando o serviço de Memcache Cache de memória essencial de alto desempenho, que pode ser acessado por diversas instâncias de seu aplicativo Manipulação de imagens API para redimensionar, cortar, girar e inverter imagens nos formatos JPEG e PNG Tarefas agendadas e filas de tarefas Realizar essas tarefas seguindo um cronograma configurado Permite também realizar tarefas adicionadas a uma fila pelo próprio aplicativo, como uma tarefa de segundo plano criada durante o processamento de uma solicitação Francisco Silva (UFMA/LSD) Computação em Nuvem 16 de novembro de / 63

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com Planejamento Estratégico de TI Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com VPN Virtual Private Network Permite acesso aos recursos computacionais da empresa via Internet de forma segura Conexão criptografada

Leia mais

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer lugar e independente da plataforma, bastando para isso

Leia mais

23/05/12. Computação em Nuvem. Computação em nuvem: gerenciamento de dados. Computação em Nuvem - Características principais

23/05/12. Computação em Nuvem. Computação em nuvem: gerenciamento de dados. Computação em Nuvem - Características principais Computação em Nuvem Computação em nuvem: gerenciamento de dados Computação em nuvem (Cloud Computing) é uma tendência recente de tecnologia cujo objetivo é proporcionar serviços de Tecnologia da Informação

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com Cloud Computing Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing O

Leia mais

Fernando Seabra Chirigati. Universidade Federal do Rio de Janeiro EEL879 - Redes de Computadores II Professores Luís Henrique Costa e Otto Duarte

Fernando Seabra Chirigati. Universidade Federal do Rio de Janeiro EEL879 - Redes de Computadores II Professores Luís Henrique Costa e Otto Duarte Fernando Seabra Chirigati Universidade Federal do Rio de Janeiro EEL879 - Redes de Computadores II Professores Luís Henrique Costa e Otto Duarte Introdução Grid x Nuvem Componentes Arquitetura Vantagens

Leia mais

João Víctor Rocon Maia Engenharia de Computação - UFES

João Víctor Rocon Maia Engenharia de Computação - UFES João Víctor Rocon Maia Engenharia de Computação - UFES Agenda Quem usa? Conceito Ilustração Vantagens Tipologia Topologia Como fazer? O que é preciso? Infraestrutura Sistema Operacional Software Eucalyptus

Leia mais

Classificação::Modelo de implantação

Classificação::Modelo de implantação Classificação::Modelo de implantação Modelo de implantação::privado Operada unicamente por uma organização; A infra-estrutura de nuvem é utilizada exclusivamente por uma organização: Nuvem local ou remota;

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE Andressa T.R. Fenilli 1, Késsia R.C.Marchi 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil andressa.trf@gmail.com, kessia@unipar.br Resumo. Computação em

Leia mais

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br CLOUD COMPUTING Andrêza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing

Leia mais

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Rogério Schueroff Vandresen¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense(UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil rogeriovandresen@gmail.com, wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

Computação em Nuvem & OpenStack

Computação em Nuvem & OpenStack Computação em Nuvem & OpenStack Grupo de Pesquisa em Software e Hardware Livre Ação Computação em Nuvem: Charles Christian Miers André Rover de Campos Glauber Cassiano Batista Joinville Roteiro Definições

Leia mais

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Cloud Computing (Computação nas Nuvens) 2 Cloud Computing Vocês

Leia mais

Características Básicas de Sistemas Distribuídos

Características Básicas de Sistemas Distribuídos Motivação Crescente dependência dos usuários aos sistemas: necessidade de partilhar dados e recursos entre utilizadores; porque os recursos estão naturalmente em máquinas diferentes. Demanda computacional

Leia mais

The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System. Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva

The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System. Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva Sumário Introdução Trabalhos Correlatos Eucalyptus Design Conclusões Visão Geral Introdução:

Leia mais

Uma Proposta de Framework de Comparação de Provedores de Computação em Nuvem

Uma Proposta de Framework de Comparação de Provedores de Computação em Nuvem Uma Proposta de Framework de Comparação de Provedores de Computação em Nuvem Igor G. Haugg Bolsista PIBITI/CNPq Orientador: Dr. Rafael Z. Frantz Área de Pesquisa Integração de Aplicações Empresariais Computação

Leia mais

Levantamento sobre Computação em Nuvens

Levantamento sobre Computação em Nuvens Levantamento sobre Computação em Nuvens Mozart Lemos de Siqueira Doutor em Ciência da Computação Centro Universitário Ritter dos Reis Sistemas de Informação: Ciência e Tecnologia Aplicadas mozarts@uniritter.edu.br

Leia mais

BACKUP E ARQUIVAMENTO NA NUVEM GERENCIADA

BACKUP E ARQUIVAMENTO NA NUVEM GERENCIADA Agenda Unidade Artsoft de Infraestrutura Gerenciada Fatos sobre segurança de dados e Conceitos-chave Infraestrutura tradicional versus na infraestrutura na nuvem Infraestrutura de backup e arquivamento

Leia mais

Introdução a Computação nas Nuvens

Introdução a Computação nas Nuvens Introdução a Computação nas Nuvens Professor: Rômulo César Dias de Andrade. E-mail: romulocesar@faculdadeguararapes.edu.br romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br PROFESSOR... Mini CV: NOME: RÔMULO

Leia mais

Ricardo R. Lecheta. Novatec

Ricardo R. Lecheta. Novatec Ricardo R. Lecheta Novatec Copyright 2014 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por qualquer

Leia mais

Alexandre Malveira, Wolflan Camilo

Alexandre Malveira, Wolflan Camilo Alexandre Malveira, Wolflan Camilo Introdução Cloud Computing Computação Móvel SaaS, PaaS e IaaS CloudBees Diariamente arquivos são acessados, informações dos mais variados tipos são armazenadas e ferramentas

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Cluster, Grid e computação em nuvem Slide 8 Nielsen C. Damasceno Introdução Inicialmente, os ambientes distribuídos eram formados através de um cluster. Com o avanço das tecnologias

Leia mais

O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)?

O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)? O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)? Introdução A denominação Cloud Computing chegou aos ouvidos de muita gente em 2008, mas tudo indica que ouviremos esse termo ainda por um bom tempo. Também

Leia mais

Minicurso Computação em Nuvem Prática: AWS

Minicurso Computação em Nuvem Prática: AWS Grupo de Pesquisa em Software e Hardware Livre Glauber Cassiano Batista Membro Colméia glauber@colmeia.udesc.br Joinville Minicurso Computação em Nuvem Prática: AWS Roteiro Definições Virtualização Data

Leia mais

1 http://www.google.com

1 http://www.google.com 1 Introdução A computação em grade se caracteriza pelo uso de recursos computacionais distribuídos em várias redes. Os diversos nós contribuem com capacidade de processamento, armazenamento de dados ou

Leia mais

Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC.

Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC. Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC. 1 2 1. Uma nova modalidade de prestação de serviços computacionais está em uso desde que a computação em nuvem começou a ser idealizada. As empresas norte-

Leia mais

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz Microsoft Azure Softmanager Soluções em TI ModernBiz Programação ModernBiz: seu caminho para a empresa moderna Visão geral do Microsoft Azure Principais soluções de negócios Hospede seus aplicativos na

Leia mais

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist 05 De onde vem o termo nuvem? Business Servidores SAN WAN SAN LANs Roteador NAS Switch

Leia mais

EUCALYPTUS: UMA PLATAFORMA CLOUD COMPUTING PARA

EUCALYPTUS: UMA PLATAFORMA CLOUD COMPUTING PARA EUCALYPTUS: UMA PLATAFORMA CLOUD COMPUTING PARA QUALQUER TIPO DE USUÁRIO Gustavo Henrique Rodrigues Pinto Tomas 317624 AGENDA Introdução: Cloud Computing Modelos de Implementação Modelos de Serviço Eucalyptus

Leia mais

UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Ederson dos Santos Cordeiro de Oliveira 1, Tiago Piperno Bonetti 1, Ricardo Germano 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edersonlikers@gmail.com,

Leia mais

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02 tendências CLOUD EDIÇÃO 02 Agosto/2012 CLOUD O conceito de nuvem é nebuloso Como uma organização pode contratar assertivamente Serviços em Cloud? Quais são os principais riscos de um contrato de Cloud

Leia mais

Garantindo a. Máquinas Virtuais do. alta disponibilidade nas. Microsoft Azure MDC305

Garantindo a. Máquinas Virtuais do. alta disponibilidade nas. Microsoft Azure MDC305 Garantindo a alta disponibilidade nas Máquinas Virtuais do Microsoft Azure MDC305 Palestra Quem são os palestrantes? Daniel Mauser Senior Techical Advisor LATAM Escalation Team Lead Email: dmauser@microsoft.com

Leia mais

otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública

otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública chaves para o gerenciamento de serviços efetivo agility made possible sumário resumo executivo 3 Introdução: modelos de

Leia mais

AMAZON WEB SERVICES - AWS A INFRAESTRUTURA DE NUVEM GERENCIADA

AMAZON WEB SERVICES - AWS A INFRAESTRUTURA DE NUVEM GERENCIADA Agenda A Infraestrutura de TI diante do futuro Unidade Artsoft de Infraestrutura Gerenciada Computação em nuvem: definição e benefícios O que é Amazon Web Services Como os clientes usam a nuvem da Amazon

Leia mais

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes EN-3610 Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Computação em Nuvem Introdução Centralização do processamento Surgimento da Teleinformática Década de 60 Execução de programas localmente Computadores

Leia mais

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação ORIGEM e Comunicações Departamento de Segurança da Informação e

Leia mais

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Visão geral do Serviço Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Os Serviços de gerenciamento de dispositivos distribuídos ajudam você a controlar ativos

Leia mais

Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos

Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos FOLHA DE PRODUTOS: CA AppLogic Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos agility made possible O CA AppLogic é uma plataforma de computação na nuvem pronta para o uso que ajuda a

Leia mais

Cloud Computing Aplicando a Tecnologia no Mundo Corporativo

Cloud Computing Aplicando a Tecnologia no Mundo Corporativo Cloud Computing Aplicando a Tecnologia no Mundo Corporativo Carlos Matheus Galvão Curso de Especialização em Redes e Segurança de Sistemas 2009/1 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Outubro

Leia mais

Patrício Domingues Dep. Eng. Informática ESTG Instituto Politécnico de Leiria Leiria, Maio 2011 http://bit.ly/patricio

Patrício Domingues Dep. Eng. Informática ESTG Instituto Politécnico de Leiria Leiria, Maio 2011 http://bit.ly/patricio Patrício Domingues Dep. Eng. Informática ESTG Instituto Politécnico de Leiria Leiria, Maio 2011 http://bit.ly/patricio 1 Velocidade... Pesquisar Cloud computing 76 milhões resultados em 0,06 segundos Isto

Leia mais

O que é Cloud Computing?

O que é Cloud Computing? O que é Cloud Computing? Referência The Economics Of The Cloud, Microsoft, Nov. 2010 Virtualização, Brasport, Manoel Veras, Fev. 2011. 2 Arquitetura de TI A arquitetura de TI é um mapa ou plano de alto

Leia mais

Nuvem UFRGS: IaaS como ferramenta de apoio à pesquisa

Nuvem UFRGS: IaaS como ferramenta de apoio à pesquisa Nuvem UFRGS: IaaS como ferramenta de apoio à pesquisa Éverton Didoné Foscarini, Rui de Quadros Ribeiro Universidade Federal do Rio Grande do Sul Centro de Processamento de Dados Rua Ramiro Barcelos, 2574

Leia mais

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura maneiras

Leia mais

Cloud Computing. Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br

Cloud Computing. Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br Cloud Computing Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br Facebook 750 milhões de usuários 42% de todos os usuários do Facebook estão localizado na América, 27% na Ásia e 25% na Europa 4% na África

Leia mais

Cloud Computing O novo paradigma de Custeio. Anderson Baldin Figueiredo Consultor

Cloud Computing O novo paradigma de Custeio. Anderson Baldin Figueiredo Consultor Cloud Computing O novo paradigma de Custeio Anderson Baldin Figueiredo Consultor O momento da 3ª. Plataforma $$$$$ $ Conceituando Cloud Computing Mas o que significa cloud computing mesmo? Cloud = Evolução

Leia mais

Aluno: Tiago Castro da Silva

Aluno: Tiago Castro da Silva Faculdade Tecnodohms I Mostra de Ciência e Tecnologia Tecnologias de Virtualização para CLOUD COMPUTING Aluno: Tiago Castro da Silva CURSO: REDES DE COMPUTADORES A Computação evoluiu e Cloud Computing

Leia mais

TCO e a Nuvem Como os clientes da AWS estão economizando com Cloud Computing. José Papo AWS Tech Evangelist @josepapo

TCO e a Nuvem Como os clientes da AWS estão economizando com Cloud Computing. José Papo AWS Tech Evangelist @josepapo TCO e a Nuvem Como os clientes da AWS estão economizando com Cloud Computing José Papo AWS Tech Evangelist @josepapo Ao analisar o TCO #1 Lembre que você está comparando paradigmas distintos Infraestrutura

Leia mais

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código)

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Roteiro Processos Threads Virtualização Migração de Código O que é um processo?! Processos são programas em execução. Processo Processo Processo tem

Leia mais

Benefícios e processos relacionados à migração e servidores dedicados para cloud servers. Juliano Simões. Diretor de Tecnologia

Benefícios e processos relacionados à migração e servidores dedicados para cloud servers. Juliano Simões. Diretor de Tecnologia Benefícios e processos relacionados à migração e servidores dedicados para cloud servers Juliano Simões Diretor de Tecnologia Agenda Comparar o modelo de servidor dedicado, orientado ao hardware, com os

Leia mais

TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate

TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate Workshop Divisão Tributária 18.04.2013 CIESP - CAMPINAS PROGRAMA 1. BREVE INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2. PRINCIPAIS OPERAÇÕES E ASPECTOS TRIBUTÁRIOS POLÊMICOS

Leia mais

Novas tecnologias otimizando a avaliação de bens

Novas tecnologias otimizando a avaliação de bens Novas tecnologias otimizando a avaliação de bens Avaliando Imóveis Urbanos em 2 minutos Antônio Pelli Neto Eng. Civil e Mecânico INTRODUÇÃO Agenda: Conceitos básicos sobre Avaliando nas Nuvens Porque somente

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Introdução

Sistemas Distribuídos. Introdução Sistemas Distribuídos Introdução Definição Processos Um sistema distribuído é um conjunto de computadores independentes, interligados por uma rede de conexão, executando um software distribuído. Executados

Leia mais

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O Microsoft Office 365 é a suíte de Produtividade da Microsoft, que oferece as vantagens da Nuvem a empresas de todos os tamanhos, ajudando-as

Leia mais

Computação nas Nuvens

Computação nas Nuvens Computação nas Nuvens TÓPICOS Introdução Internet: O fundamento principal O que é Computação em Nuvens Vantagens Dúvidas Corrida pela tecnologia Trabalhos Futuros Conclusão Referências 2 TÓPICOS Introdução

Leia mais

2 Computação na Nuvem

2 Computação na Nuvem 18 2 Computação na Nuvem 2.1 Definição A ideia essencial da computação na nuvem é permitir um novo modelo onde o consumo de recursos computacionais, e.g., armazenamento, processamento, banda entrada e

Leia mais

Prof. Luiz Fernando Bittencourt MC714. Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013

Prof. Luiz Fernando Bittencourt MC714. Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013 MC714 Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013 Virtualização - motivação Consolidação de servidores. Consolidação de aplicações. Sandboxing. Múltiplos ambientes de execução. Hardware virtual. Executar múltiplos

Leia mais

Minicurso Computação em Nuvem Prática: AWS

Minicurso Computação em Nuvem Prática: AWS Minicurso Computação em Nuvem Prática: AWS Glauber Cassiano Batista Ricardo Sohn Membros Colméia Roteiro Geral Definições Virtualização Data center Computação em Nuvem Principais classificações: Modelos

Leia mais

6 - Gerência de Dispositivos

6 - Gerência de Dispositivos 1 6 - Gerência de Dispositivos 6.1 Introdução A gerência de dispositivos de entrada/saída é uma das principais e mais complexas funções do sistema operacional. Sua implementação é estruturada através de

Leia mais

TRIBUTAÇÃO NA NUVEM. Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ

TRIBUTAÇÃO NA NUVEM. Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ TRIBUTAÇÃO NA NUVEM Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ PROGRAMA 1. INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS APLICÁVEIS 2. PRINCIPAIS OPERAÇÕES E ASPECTOS TRIBUTÁRIOS POLÊMICOS INTRODUÇÃO À

Leia mais

Computação em Nuvens IaaS com Openstack. Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015

Computação em Nuvens IaaS com Openstack. Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015 Computação em Nuvens IaaS com Openstack Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015 Nuvens Computacionais IaaS com Openstack Nuvens Computacionais Serviços em nuvens

Leia mais

Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação

Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação Nº 96080 - Adário de Assunção Fonseca Muatelembe Nº 96118 - Castelo Pedro dos Santos Nº 96170 - Feliciano José Pascoal

Leia mais

Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs. Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com

Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs. Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com OBJETIVOS Descrever os serviços que um sistema operacional oferece aos usuários e outros sistemas

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 3 Virtualização de Sistemas 1. Conceito Virtualização pode ser definida

Leia mais

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

Cloud Computing. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. Tecnologias Atuais de Redes Cloud Computing

Cloud Computing. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. Tecnologias Atuais de Redes Cloud Computing 1. Introdução Vamos dizer que você é um executivo de uma grande empresa. Suas responsabilidades incluem assegurar que todos os seus empregados tenham o software e o hardware de que precisam para fazer

Leia mais

Hospedagem Virtualizada

Hospedagem Virtualizada Conheça também Desenvolvimento de sistemas Soluções de Segurança Soluções com o DNA da Administração Pública Há 43 anos no mercado, a Prodesp tem um profundo conhecimento da administração pública e também

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Design de Rede Local Design Hierárquico Este design envolve a divisão da rede em camadas discretas. Cada camada fornece funções específicas que definem sua função dentro da rede

Leia mais

Amazon AWS. Visão Geral dos Serviços de Nuvem da Amazon. Conrado De Biasi outubro/2014 Conacloud

Amazon AWS. Visão Geral dos Serviços de Nuvem da Amazon. Conrado De Biasi outubro/2014 Conacloud Amazon AWS Visão Geral dos Serviços de Nuvem da Amazon Conrado De Biasi outubro/2014 Conacloud cloudmonks.com.br Fundamentos Virtualização SOA (Service- Oriented Architecture) Web Services API

Leia mais

Google App Engine. André Gustavo Duarte de Almeida. Computação Ubíqua e Nuvens. Natal, 24 de maio de 2012 andregustavoo@gmail.com

Google App Engine. André Gustavo Duarte de Almeida. Computação Ubíqua e Nuvens. Natal, 24 de maio de 2012 andregustavoo@gmail.com Google App Engine Natal, 24 de maio de 2012 andregustavoo@gmail.com Sumário Introdução Instalação Aplicação Exemplo Implantação Conclusão Introdução Google App Engine developers.google.com/appaengine Permite

Leia mais

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Há diversos motivos para as empresas de hoje enxergarem o valor de um serviço de nuvem, seja uma nuvem privada oferecida por

Leia mais

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Obtenha soluções em nuvem comprovadas para as suas prioridades mais urgentes Destaques da solução Saiba sobre os benefícios mais comuns de implementações

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DE PLATAFORMAS DE COMPUTAÇÃO EM NUVEM

ANÁLISE COMPARATIVA DE PLATAFORMAS DE COMPUTAÇÃO EM NUVEM ANÁLISE COMPARATIVA DE PLATAFORMAS DE COMPUTAÇÃO EM NUVEM Igor dos Passos Granado¹, Ricardo de Melo Germano¹, Claudete Werner¹, Gabriel Costa Silva² ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavai PR Brasil

Leia mais

Arquitetura dos Sistemas de Informação Distribuídos

Arquitetura dos Sistemas de Informação Distribuídos Arquitetura dos Sistemas de Informação Distribuídos Quando se projeta um sistema cuja utilização é destinada a ser feita em ambientes do mundo real, projeções devem ser feitas para que o sistema possa

Leia mais

Tipos de Sistemas Distribuídos (Cluster e Grid)

Tipos de Sistemas Distribuídos (Cluster e Grid) Tipos de Sistemas Distribuídos (Cluster e Grid) Sistemas Distribuídos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência

Leia mais

AR TELECOM CLOUD SERVICES

AR TELECOM CLOUD SERVICES AR TELECOM SERVICES NACIONAL E ESCALA GLOBAL Ar Telecom - Acessos e Redes de Telecomunicações, S.A. Doca de Alcântara, Edifício Diogo Cão 1350-352 Lisboa Tel: 800 300 400 corporatebusiness@artelecom.pt

Leia mais

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Disciplina - Sistemas Distribuídos Prof. Andrey Halysson Lima Barbosa Aula 12 Computação em Nuvem Sumário Introdução Arquitetura Provedores

Leia mais

Caminhando na Nuvem com a Amazon Web Services. José Papo AWS Tech Evangelist @josepapo

Caminhando na Nuvem com a Amazon Web Services. José Papo AWS Tech Evangelist @josepapo Caminhando na Nuvem com a Amazon Web Services José Papo AWS Tech Evangelist @josepapo O problema Infraestrutura é cara e complexa Infraestrutura Tradicional é Cara e Complexa Preços Altos para Infraestrutura

Leia mais

CA Nimsoft Monitor para servidores

CA Nimsoft Monitor para servidores DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 CA Nimsoft Monitor para servidores agility made possible CA Nimsoft para monitoramento de servidores sumário CA Nimsoft Monitor para servidores 3 visão geral da solução

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

Soluções IBM SmartCloud. 2014 IBM Corporation

Soluções IBM SmartCloud. 2014 IBM Corporation Soluções IBM SmartCloud Estratégia de Cloud Computing da IBM Business Process as a Service Software as a Service Platform as a Service Infrastructure as a Service Design Deploy Consume Tecnologias para

Leia mais

Grid e Gerenciamento Multi-Grid

Grid e Gerenciamento Multi-Grid Principais Benefícios Alta disponibilidade, Escalabilidade Massiva Infoblox Oferece serviços de rede sempre ligados através de uma arquitetura escalável, redundante, confiável e tolerante a falhas Garante

Leia mais

PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA EMPRESAS

PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA EMPRESAS PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA EMPRESAS SUA EMPRESA PRECISA DE SOLUÇÕES MÓVEIS? O NOVO PERFIL DO CLIENTE Aumento do número de Smartphones com acesso a dados; Migração de Buscas no PC

Leia mais

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_4: OpenStack

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_4: OpenStack OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_4: OpenStack Prof. Charles Christian Miers e-mail: charles.miers@udesc.br OpenStack OpenStack é um projeto de computação em nuvem criado em julho de 2010, fruto de

Leia mais

Impactos do Envelhecimento de Software no Desempenho dos Sistemas. Jean Carlos Teixeira de Araujo jcta@cin.ufpe.br

Impactos do Envelhecimento de Software no Desempenho dos Sistemas. Jean Carlos Teixeira de Araujo jcta@cin.ufpe.br Impactos do Envelhecimento de Software no Desempenho dos Sistemas Jean Carlos Teixeira de Araujo jcta@cin.ufpe.br 1 Agenda Introdução; Software Aging; Software Rejuvenation; Laboratório MoDCS Cloud; Dúvidas?

Leia mais

Qual servidor é o mais adequado para você?

Qual servidor é o mais adequado para você? Qual servidor é o mais adequado para você? Proteção de dados Tenho medo de perder dados se e o meu computador travar Preciso proteger dados confidenciais Preciso de acesso restrito a dados Acesso a dados

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes Introdução ao Gerenciamento de Redes O que é Gerenciamento de Redes? O gerenciamento de rede inclui a disponibilização, a integração e a coordenação de elementos de hardware, software e humanos, para monitorar,

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

5 Mecanismo de seleção de componentes

5 Mecanismo de seleção de componentes Mecanismo de seleção de componentes 50 5 Mecanismo de seleção de componentes O Kaluana Original, apresentado em detalhes no capítulo 3 deste trabalho, é um middleware que facilita a construção de aplicações

Leia mais

GIS Cloud na Prática. Fabiano Cucolo 26/08/2015

GIS Cloud na Prática. Fabiano Cucolo 26/08/2015 GIS Cloud na Prática Fabiano Cucolo 26/08/2015 Um pouco sobre o palestrante Fabiano Cucolo fabiano@soloverdi.com.br 11-98266-0244 (WhatsApp) Consultor de Geotecnologias Soloverdi Engenharia www.soloverdi.com.br.

Leia mais

AN EVALUATION OF ALTERNATIVE ARCHITECTURE FOR TRANSACTION PROCESSING IN THE CLOUD (SIGMOD)

AN EVALUATION OF ALTERNATIVE ARCHITECTURE FOR TRANSACTION PROCESSING IN THE CLOUD (SIGMOD) AN EVALUATION OF ALTERNATIVE ARCHITECTURE FOR TRANSACTION PROCESSING IN THE CLOUD (SIGMOD) Donal Krossman, Tim Kraska and Simon Loesing João Lucas Chiquito Universidade Federal do Paraná Departamento de

Leia mais

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_3: OpenShift

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_3: OpenShift OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_3: OpenShift Prof. Charles Christian Miers e-mail: charles.miers@udesc.br OpenShift Solução livre de PaaS da RedHat Aquisição da Makara em 2010 Principais concorrentes:

Leia mais

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.com Windows 2008 Server Construído sob o mesmo código do Vista Server Core (Instalação somente

Leia mais

Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack

Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack Grupo de Pesquisa em Software e Hardware Livre André Rover de Campos Membro Colméia andreroverc@gmail.com Joinville Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack Roteiro Definições Virtualização Data

Leia mais

Serviços em Nuvem: Oportunidade para Operadoras Parte III

Serviços em Nuvem: Oportunidade para Operadoras Parte III Serviços em Nuvem: Oportunidade para Operadoras Parte III Este artigo introduz os conceitos de computação em nuvem, Cloud Computing, e a insere no contexto de mercado de serviços ao apresenta-la como uma

Leia mais

4 Solução Proposta. 4.1 Escopo Proposto

4 Solução Proposta. 4.1 Escopo Proposto 30 4 Solução Proposta 4.1 Escopo Proposto Neste trabalho propomos um arcabouço genérico que permite implementar leques de serviços baseados na Simulação de Monte Carlo, utilizando o ambiente de computação

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange PROPOSTA COMERCIAL Produto: Exchange Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS LOCAWEB 6 CONDIÇÕES COMERCIAIS 7 PRAZOS E DEMAIS CONDIÇÕES 8 www.locaweb.com.br/exchange

Leia mais

Especificação Suplementar

Especificação Suplementar Especificação Suplementar Versão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 29/10/2014 2.0 2.1 funcionalidade e segurança de M. Vinícius acesso 30/10/2014

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais