AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO: CONCEITOS GERAIS E BSC. Antonieta E. M. Oliveira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO: CONCEITOS GERAIS E BSC. Antonieta E. M. Oliveira antonieta.oliveira@fgv.br"

Transcrição

1 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO: CONCEITOS GERAIS E BSC Antonieta E. M. Oliveira

2 INTRODUÇÃO Histórico dos indicadores de desempenho BSC (e ferramentas semelhantes) BSC no setor sistema ou modelo de gestão Ampliação do conceito de desempenho TBL Triple Bottom Line Geração de valor econômico compartilhado 2

3 GESTÃO DE DESEMPENHO Sistema de Indicadores de Desempenho: estrutura para planejamento e análise do desempenho, permitindo a avaliação das oportunidades de melhoria, de forma consistente, atendendo às necessidades identificadas Identificação das necessidades de informações e elaboração de indicadores adequados para acompanhar o desempenho. Devem ser projetados de acordo com o ambiente onde a organização atual, refletindo as estratégias de negócios e os objetivos gerais e específicos. 3

4 EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS GESTÃO DE DESEMPENHO Século XV Século XIX Século XX indicadores financeiros: Índices tradicionais Modelo DuPont ROA e ROE Análise de investimentos fluxo de caixa descontado Gestão baseada em valor para o acionista (anos 90) lucro econômico Orçamento como elemento central dos sistemas de controle gerencial 4

5 EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS GESTÃO DE DESEMPENHO Uso de indicadores não financeiros: Gestão da qualidade informações não financeiras KPIs fatores críticos de sucesso Indicadores para os stakeholders Uso de sistema de gestão de desempenho vinculado a estratégia BSC inserção da estratégia no centro dos processos gerenciais Evolução do BSC: de sistema de avaliação de desempenho para a base de um sistema estratégico para gestão. SBCS 5

6 DIFICULDADES Pesquisas (não acadêmicas) apontam as dificuldades de implementação x dificuldades de formulação da estratégia 1980 menos de 10% das estratégias eram implementadas com êxito % dos problemas na implementação de estratégias eram de execução e não de formulação Problema percebido: as ferramentas para acompanhamento da estratégia Valor contábil dos ativos:* % valor de mercado das empresas % valor de mercado das empresas hoje 25% a 30% valor de mercado das empresas * Brookings Institute 6

7 OPORTUNIDADES As oportunidades para criação de valor nas organizações estão migrando para a gestão de estratégias construídas a partir de ativos intangíveis: Relações com clientes e fornecedores Produtos e serviços inovadores Uso de tecnologia da informação em sistemas que auxiliam na geração de conhecimento Conhecimento e competências das pessoas Ambiente (clima e cultura) organizacional, que viabiliza a inovação, a solução de problemas, as melhorias contínuas É DIFÍCIL ADMINISTRAR O QUE NÃO PODEMOS DESCREVER OU MEDIR. 7

8 GESTÃO DE DESEMPENHO As empresas necessitam de uma linguagem para a comunicação da estratégia e de sistemas e processos que auxiliem na sua implementação e acompanhamento. O Balanced Scorecard apresenta uma nova arquitetura na construção dos sistemas de informações gerenciais, considerando: Estratégia Foco Organização ORGANIZAÇÕES FOCALIZADAS NA ESTRATÉGIA 8

9 ORGANIZAÇÃO FOCALIZADA NA ESTRATÉGIA Liderança executiva Unidades de negócio Estratégia Tecnologia da informação Recursos humanos Recursos financeiros 9

10 PRINCÍPIOS DA ORGANIZAÇÃO FOCALIZADA NA ESTRATÉGIA Traduzir a estratégia em termos operacionais Mapas Estratégicos Balanced Scorecard (Tableau de Bord e Prisma de Desempenho) Alinhar a organização à estratégia Integração de estratégias individuais das áreas funcionais Transformar a estratégia em responsabilidade de todos Comunicação de cima para baixo Educação Objetivos individuais Remuneração 10

11 PRINCÍPIOS DA ORGANIZAÇÃO FOCALIZADA NA ESTRATÉGIA Tornar a estratégia um processo contínuo Vínculo com o processo orçamentário Relatórios gerenciais simples Reuniões de acompanhamento Aprendizagem e adaptação da estratégia Mobilizar mudanças pela atuação dos líderes Processo de Governança para orientar a transição Gestão estratégica para consolidar o processo e reforçar as mudanças 11

12 NOVA ABORDAGEM DE UM SISTEMA DE CONTROLE GERENCIAL Projetado em torno de um referencial financeiro de curto prazo, orientado para controle (orçamento como centro dos processos gerenciais). PARA UM SISTEMA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Projetado em torno da visão estratégica de longo prazo (BSC como centro dos processos gerenciais). 12

13 GESTÃO DE DESEMPENHO Hoje, na era do conhecimento, os ativos intangíveis predominam e o valor destes ativos intangíveis depende do contexto e da própria estratégia da organização; o valor depende do conjunto de ativos e da estratégia que os relaciona. O mapa estratégico é uma estrutura lógica para a descrição da estratégia (do mesmo modo que as demonstrações financeiras descrevem as atividades de financiamento, investimento e a condução das operações), auxiliando na implementação e no gerenciamento da estratégia, de maneira integrada e sistemática. 13

14 MAPA ESTRATÉGICO Os mapas são construídos de cima para baixo, a partir de: Missão da empresa: por que ela existe? Valores essenciais: em que acredita? Visão: o que deseja ser? Objetivos críticos a serem alcançados Possuem 4 regiões que correspondem às perspectivas do BSC. Podem ser usados em todos os tipos de empresas, privadas, governamentais, sem fins lucrativos (1, 2 e 3 setores). 14

15 TRADUZINDO A MISSÃO EM RESULTADOS MISSÃO VALORES VISÃO ESTRATÉGIA / OBJETIVOS MAPAS ESTRATÉGICOS BALANCED SCORECARD INICIATIVAS

16 TRADUZINDO A MISSÃO EM RESULTADOS RESULTADOS DA ESTRATÉGIA Acionistas remunerados Clientes satisfeitos Processos eficientes Força de trabalho preparada 16

17 MAPA ESTRATÉGICO Representação visual dos objetivos críticos da empresa e da relação de causa e efeito entre eles, o que direciona o desempenho organizacional e gera os resultados esperados. Os indicadores associados aos objetivos estratégicos se convertem em parte integrante de uma cadeia lógica de causa e efeito, que relaciona os resultados esperados da estratégia com os impulsionadores destes resultados. Por outro lado, os relacionamentos de causa e efeito no mapa estratégico e no BSC nos permitem compreender a estratégia. Antonieta Oliveira 17

18 ESTRUTURA DO MAPA ESTRATÉGICO Geração de valor para os acionistas FINANCEIRA Crescimento Produtividade CLIENTES Proposições de valor para o cliente Inovação e liderança de produto Soluções completas para o cliente Lock-in ou aprisionamento Melhor compra ou baixo custo total Antonieta Oliveira 18

19 PROCESSOS INTERNOS ESTRUTURA DO MAPA ESTRATÉGICO Inovação Gestão de clientes Gestão operacional Regulatórios e socioambientais APRENDIZAGEM E CRESCIMENTO Força de trabalho motivada e preparada Capital humano Capital da informação Capital organizacional Antonieta Oliveira 19

20 BALANCED SCORECARD Measuring Performance in the Organization of the Future (1990): estudo de 1 ano, com 12 empresas de vários setores, para desenvolver novo modelo de medição de desempenho. Preocupação: uso somente de dados financeiros, prejudicando capacidade de criação de valor econômico futuro Uma das empresas: scorecard com os indicadores financeiros tradicionais e outros não financeiros Modelagem do Balanced Scorecard (BSC), em torno de 4 conjuntos de medidas Testes em empresas A conclusão do estudo documentou a viabilidade e os benefícios do novo sistema de medida de desempenho. 1o artigo HBR jan-fev

21 BALANCED SCORECARD 1a ampliação: auxílio na implementação da estratégia Durante as implementações, em duas empresas, os executivos perceberam e reforçaram a importância do vínculo entre o BSC e a estratégia organizacional Mais do que um sistema de medida de desempenho: um auxiliar na implementação de estratégias Ênfase na melhoria dos processos identificados como estratégicos, cujo desempenho deve ser excepcional para que a estratégia seja bem sucedida Entre 20 e 25 indicadores comunicam e ajudam a implementar uma estratégia consistente. 2o artigo HBR set-out

22 BALANCED SCORECARD 2a ampliação: sistema de gestão estratégica Após muitas experiências como veículo facilitador na implementação de estratégias, percebeu-se o seu uso como sistema de gestão estratégica: planejamento, alocação de recursos, acompanhamento e revisão estratégica. 3o artigo HBR jan-fev

23 BALANCED SCORECARD Este sistema permite planejar e avaliar o desempenho organizacional sob 4 perspectivas equilibradas: financeira, dos clientes, dos processos internos e da aprendizagem e crescimento (ou inovação) Estas perspectivas formam a estrutura do BSC. 23

24 BALANCED SCORECARD Para alcançar a visão / missão, como me diferencio perante acionistas e clientes, nos meus processos internos e nas minhas capacidades de aprender, crescer e inovar? Devo responder indicando: Objetivos Indicadores Metas Iniciativas/ações 24

25 BALANCED SCORECARD O equilíbrio aparece em vários aspectos: alcance de objetivos de curto e longo prazo uso de indicadores financeiros e não financeiros perspectiva interna (processos, inovação, aprendizagem e crescimento) e perspectiva externa (para clientes e acionistas) indicadores de tendência (leading - que determinam o desempenho futuro: direcionadores) e de resultado (lagging - conseqüências de esforços passados) 25

26 BALANCED SCORECARD Exemplo de cadeia de relações de causa e efeito, pelas 4 perspectivas do BSC: indicador na perspectiva financeira: retorno sobre o investimento indicador na perspectiva dos clientes: lealdade do cliente indicadores na perspectiva dos processos internos: entregas no prazo e número de defeitos indicador na perspectiva de aprendizagem e crescimento: capacitação de funcionários 26

27 BALANCED SCORECARD setor privado Financeira Clientes Processos internos Aprendizagem e crescimento 27

28 BALANCED SCORECARD setor público e entidades sem fins lucrativos Missão Contribuintes e clientes Processos internos Aprendizagem e crescimento 28

29 GESTÃO DE DESEMPENHO Ao traduzir a estratégia na estrutura lógica dos mapas e do BSC, a empresa cria um referencial comum e de fácil compreensão para as unidades de negócios e pessoas. O sistema de gestão informa os conhecimentos, as habilidades e os sistemas que as pessoas necessitam para inovar e construir processos internos eficientes, que fornecem valor para os clientes, o que contribui para o aumento do retorno para os proprietários. Além de descrever a estratégia, os mapas são também ferramentas de diagnóstico, capazes de identificar falhas nos BSC das empresas. 29

30 GESTÃO DE DESEMPENHO Desta forma: Aumentamos a probabilidade de sucesso na implementação da estratégia. Geramos indicadores para acompanhar os aspectos não registrados na contabilidade e que contribuem para o valor das empresas. 30

31 SISTEMA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Em 2010 Kaplan e Norton apresentaram uma estrutura abrangente de sistema de gestão com 6 etapas, em ciclo fechado: Desenvolver a estratégia Traduzir a estratégia Alinhar a organização Planejar as operações orçamento Monitorar e rever operações e estratégia Testar e adaptar a estratégia voltando a 1ª etapa 31

32 MODELAGEM E IMPLEMENTAÇÃO A modelagem e implementação de um sistema de indicadores de desempenho envolve a compreensão de: Ambiente de negócios Estratégias, objetivos e metas Fatores críticos de sucesso Cadeia de valor, desde os fornecedores até o consumidor final do produto ou serviço Processos internos detalhados Aspectos tecnológicos do negócio e os sistemas utilizados Segmentação de mercados e clientes / produtos ou serviços; alterações de demanda Estrutura organizacional e administração da empresa Obstáculos à implementação 32

33 ASPECTOS CRÍTICOS Modelagem: Escolha de indicadores e não de objetivos Não consideração das relações de causa e efeito Reutilização de medidas existentes, sem refletir realmente a estratégia Implementação: Aspectos comportamentais: pessoas se sentem ameaçadas pelas medições e não fornecem os dados necessários Aspectos de infra-estrutura de sistemas de informação: dados espalhados em bases diferentes, não relacionadas Perda de foco, pela demora na solução de problemas de infraestrutura 33

34 BENEFÍCIOS Visão integrada e monitoramento do desempenho geral (e por dimensão) Alinhamento estratégico, com planos de ação alinhados à estratégia e alinhados entre si Projetos pontuais alinhados a programas de melhoria contínua Reuniões estratégicas mais focadas, com redução de tempo Relatórios gerenciais mais enxutos e de simples utilização Redução do subjetivismo nas decisões, pois há maior qualidade nas informações disponíveis Identificação e comunicação efetiva das prioridades de curto e longo prazo Integração dos diversos níveis organizacionais 34

35 CUIDADOS ESPECIAIS Não há solução padrão Apoio da alta administração é fundamental Ponto de partida: entender a estratégia do negócio Objetivos e indicadores em número limitado, relevantes, fáceis de entender e interpretar Tempo entre modelagem e implementação bom senso Não é necessário o uso de software específico Envolvimento de pessoal de TI desde a modelagem Implementação participativa - comunicação Vinculação com remuneração adiar Efeitos comportamentais Usar estimativas: nem todos os indicadores são quantificáveis 35

36 BSC NO SETOR Pesquisas mostram que foi o setor que mais ampliou o uso do BSC em 20 anos % dos artigos (36 países) na base de dados ISI serviços de saúde % das publicações no setor entre 2005 e 2011 Atividades complexas setor exige avaliação de desempenho multidimensional Principais objetivos das empresas usuárias: melhorar a qualidade dos serviços e mudança na estratégia 36

37 Aspectos internos: BSC NO SETOR Identificação dos indicadores críticos Informação precisa e em tempo hábil Comunicação: profissionais de saúde e gestores Inovação Sistemas de informações fragmentados Vários stakeholders identificados como clientes Aspectos externos: Redução de margens Mudanças na concorrência Mudanças na demanda Expectativas dos pacientes Presença de investidores e órgãos reguladores 37

38 TENDÊNCIAS O uso do BSC se disseminou tanto em número de países quanto em número de organizações, com ou sem fins lucrativos, que adotaram a ferramenta O BSC evoluiu de um sistema de indicadores de desempenho para um sistema estratégico de gestão. As mesmas tendências foram observadas no setor de serviços de saúde Futuro: inclusão do risco, quantificação do impacto da mudança de um indicador sobre o outro, quantificação do tempo esperado de propagação da melhoria entre as dimensões 38

39 AMPLIAÇÃO DO CONCEITO DE DESEMPENHO Desempenho sustentável (TBL Triple Bottom Line) Geração de valor econômico compartilhado 39

40 BALANCED SCORECARD COM SUSTENTABILIDADE (SBSC) Se o sistema contábil, desde sempre, tem se adaptado às necessidades de informações das organizações e da sociedade em geral, a tendência atual é que aspectos sociais e ambientais também sejam registrados. Se o BSC considera os stakeholders relevantes, é um sistema de gestão aberto e flexível e a sustentabilidade está inserida na estratégia da organização, ele é uma ferramenta adequada para a gestão/avaliação do desempenho sustentável Antonieta Oliveira

41 BALANCED SCORECARD COM SUSTENTABILIDADE (SBSC) BSC incorporando a sustentabilidade (SBSC) deve conter objetivos e ações que reflitam as políticas econômicas, sociais e ambientais da empresa, permitindo que sua condução aconteça de forma eficiente, acompanhada por indicadores de desempenho adequados. Todos os tipos de organizações Demanda de vários stakeholders Fluxo de informações (comunicação) Melhorias nos sistemas convencionais de desempenho (indicadores não financeiros, ativos intangíveis, passivos ambientais) Visão de longo prazo Gestão de recursos humanos vínculo com programa de remuneração variável Antonieta Oliveira

42 BALANCED SCORECARD COM SUSTENTABILIDADE (SBSC) Todos os objetivos e indicadores continuam ligados a perspectiva financeira /TBL Indicadores de tendência e resultado Relações de causa e efeito Identificação de metas e iniciativas Ligação com o orçamento Pode ser adotado em empresa que já possua um BSC ou não. Antonieta Oliveira

43 GERAÇÃO DE VALOR COMPARTILHADO (*) O princípio do valor compartilhado envolve a geração de valor econômico de forma a criar também valor para a sociedade (com o enfrentamento de suas necessidades e desafios). É preciso reconectar o sucesso da empresa ao progresso social. Valor compartilhado não é responsabilidade social, filantropia ou mesmo sustentabilidade, mas uma nova forma de obter sucesso econômico. Não é algo na periferia daquilo que a empresa faz, mas no centro. E, a nosso ver, pode desencadear a próxima grande transformação no pensamento administrativo. (*)Michael E. Porter e Mark R. Kramer,

44 GERAÇÃO DE VALOR COMPARTILHADO (*) O propósito da empresa deve ser redefinido como o da geração de valor compartilhado, não só o do lucro por si só. Isso alimentará a próxima onda de inovação e crescimento da produtividade na economia global. Também irá redefinir o capitalismo e sua relação com a sociedade. E aprender a gerar valor compartilhado talvez seja a melhor oportunidade a nosso dispor para legitimar de novo a atividade empresarial. (*)Michael E. Porter e Mark R. Kramer,

45 BIBLIOGRAFIA Translating strategy into action the Balanced Scorecard Kaplan, R., Norton, D. HBS Press The strategy focused organization - Kaplan, R., Norton, D. HBS Press Strategy Maps converting intangible assets into tangibles outcomes - Kaplan, R., Norton, D. HBS Press Todos os livros têm traduções da Editora Campus. 45

O que é Balanced Scorecard?

O que é Balanced Scorecard? O que é Balanced Scorecard? A evolução do BSC de um sistema de indicadores para um modelo de gestão estratégica Fábio Fontanela Moreira Luiz Gustavo M. Sedrani Roberto de Campos Lima O que é Balanced Scorecard?

Leia mais

1. METODOLOGIA APLICADA

1. METODOLOGIA APLICADA 1. METODOLOGIA APLICADA O propósito do planejamento pode ser definido como o desenvolvimento de processos, técnicas e atitudes administrativas que proporcionam uma situação viável de avaliar as implicações

Leia mais

XII Seminario Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnológica - ALTEC 2007

XII Seminario Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnológica - ALTEC 2007 XII Seminario Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnológica - ALTEC 2007 Processo de Avaliação e Acompanhamento de Empreendimentos Pré-Incubados Utilizando Balanced Scorecard Perez, Celso Roberto Instituto

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

4 Proposta de método de avaliação de desempenho em programas

4 Proposta de método de avaliação de desempenho em programas 4 Proposta de método de avaliação de desempenho em programas O método de avaliação foi proposto especialmente para esta pesquisa, mas poderá ser utilizado em outros casos relacionados à avaliação de desempenho

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria

Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção Disciplina: Inovação e Competitividade Empresarial Sistemas de Medicação de Desempenho Fundamentos e Exemplificações

Leia mais

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo INTRODUÇÃO O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia desenvolvida para traduzir, em termos operacionais, a Visão e a Estratégia das organizações

Leia mais

BSC Balance Score Card

BSC Balance Score Card BSC (Balance Score Card) BSC Balance Score Card Prof. Gerson gerson.prando@fatec.sp.gov.br Uma das metodologias mais visadas na atualidade éobalanced ScoreCard, criada no início da década de 90 por Robert

Leia mais

Como tudo começou...

Como tudo começou... Gestão Estratégica 7 Implementação da Estratégica - BSC Prof. Dr. Marco Antonio Pereira pereira@marco.eng.br Como tudo começou... 1982 In Search of Excellence (Vencendo a Crise) vendeu 1.000.000 de livros

Leia mais

Gestão de Performance por KPIs

Gestão de Performance por KPIs Gestão de Performance por KPIs Henrique Brodbeck Diretor, Brodbeck Consultores em Informática Henrique Brodbeck Brodbeck Consultores em Informática e UFRGS Business Intelligence - BI Termo guarda-chuva

Leia mais

Núcleo Comum. Gestão Empresarial. Administração Estratégica Planejamento e o BSC. Prof. Me. Achiles Batista Ferreira Junior

Núcleo Comum. Gestão Empresarial. Administração Estratégica Planejamento e o BSC. Prof. Me. Achiles Batista Ferreira Junior Núcleo Comum Gestão Empresarial Administração Estratégica Planejamento e o BSC Prof. Me. Achiles Batista Ferreira Junior INTRODUÇÃO O ato de planejar e gerenciar pertence ao cotidiano de grande parte dos

Leia mais

1 - Como definir o Balanced Scorecard (BSC)?

1 - Como definir o Balanced Scorecard (BSC)? 1 - Como definir o Balanced Scorecard (BSC)? Conceitualmente, o Balanced Scorecard, também conhecido como BSC, é um modelo de gestão que auxilia as organizações a traduzir a estratégia em objetivos operacionais

Leia mais

Unidade Ribeirão Preto -SP

Unidade Ribeirão Preto -SP Unidade Ribeirão Preto -SP Gestão Estratégica de Controladoria O papel da controladoria na gestão estratégica de uma empresa Curriculum Luís Valíni Neto Técnico Contábil Administrador de Empresas pela

Leia mais

3 Gerenciamento de Projetos

3 Gerenciamento de Projetos 34 3 Gerenciamento de Projetos Neste capítulo, será abordado o tema de gerenciamento de projetos, iniciando na seção 3.1 um estudo de bibliografia sobre a definição do tema e a origem deste estudo. Na

Leia mais

Bibliografia. A Estratégia em Ação. Kaplan e Norton na Prática. David Norton e Robert Kaplan Editora Campus

Bibliografia. A Estratégia em Ação. Kaplan e Norton na Prática. David Norton e Robert Kaplan Editora Campus Balanced Scoredcard Bibliografia A Estratégia em Ação David Norton e Robert Kaplan Editora Campus Kaplan e Norton na Prática David Norton e Robert Kaplan Editora Campus GESTÃO ESTRATÉGICA GESTÃO DA QUALIDADE

Leia mais

Resultados, Sustentabilidade, Desempenho, Foco. Sim, sabemos que a sua organização quer chegar lá. Mas você sabe o melhor caminho?

Resultados, Sustentabilidade, Desempenho, Foco. Sim, sabemos que a sua organização quer chegar lá. Mas você sabe o melhor caminho? Resultados, Sustentabilidade, Desempenho, Foco. Sim, sabemos que a sua organização quer chegar lá. Mas você sabe o melhor caminho? Nossa Empresa A MasterQual é uma consultoria brasileira que tem como principal

Leia mais

I. Balanced Scorecard - BSC

I. Balanced Scorecard - BSC MBA em Controladoria e Gestão Financeira (Aula 3) Prof. Marcio Rodrigues Sanches marcio@mrsconsult.com.br I. Balanced Scorecard - BSC O que é o BSC? O Balanced Scorecard é uma ferramenta gerencial que

Leia mais

Balanced Scorecard JAIME JOSÉ VELOSO

Balanced Scorecard JAIME JOSÉ VELOSO Balanced Scorecard JAIME JOSÉ VELOSO Wikipédia Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenvolvida pelos professores da Harvard Business School (HBS) Robert Kaplan

Leia mais

OS ÍNDICES DA PERSPECTIVA FINANCEIRA DO BSC: EVA E MVA

OS ÍNDICES DA PERSPECTIVA FINANCEIRA DO BSC: EVA E MVA OS ÍNDICES DA PERSPECTIVA FINANCEIRA DO BSC: EVA E MVA Benjamim de Souza Siqueira 1 RESUMO Antigamente, medir desempenho empresarial era simples assim: o faturamento e o lucro cresceram? As dívidas caíram?

Leia mais

Ferramentas para a Gestão da Sustentabilidade na Indústria da Mineração Mª Sulema Pioli ERM Brasil Ltda Setembro 2009

Ferramentas para a Gestão da Sustentabilidade na Indústria da Mineração Mª Sulema Pioli ERM Brasil Ltda Setembro 2009 Ferramentas para a Gestão da Sustentabilidade na Indústria da Mineração Mª Sulema Pioli ERM Brasil Ltda Setembro 2009 Conteúdo da apresentação Breve contexto Indutores da Gestão da Sustentabilidade Gestão

Leia mais

Noções de Planejamento Estratégico e Gestão Estratégica

Noções de Planejamento Estratégico e Gestão Estratégica Noções de Planejamento Estratégico e Gestão Estratégica Utilizando como ponto de partida os artigos Idéias de Sucesso: Utilizando o Balanced Scorecard escrito por Luis Augusto German, A difícil tarefa

Leia mais

Módulo 2. Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios

Módulo 2. Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios Módulo 2 Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios Origem do BSC Cenário Competitivos CONCORRENTE A CONCORRENTE C VISÃO DE FUTURO ESTRATÉGIA

Leia mais

ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1

ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1 ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1 RESUMO Diversos profissionais relatam dificuldades em coordenar adequadamente projetos sob sua responsabilidade. Muitos fatores que influenciam

Leia mais

Administração Judiciária

Administração Judiciária Administração Judiciária Planejamento e Gestão Estratégica Claudio Oliveira Assessor de Planejamento e Gestão Estratégica Conselho Superior da Justiça do Trabalho Gestão Estratégica Comunicação da Estratégia

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

Encontro nacional UNIMED de recursos e serviços próprios PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EM SAÚDE

Encontro nacional UNIMED de recursos e serviços próprios PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EM SAÚDE Encontro nacional UNIMED de recursos e serviços próprios PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EM SAÚDE Instituto de Acreditação e Gestão em saúde Soluções e resultados gerenciais através de sistema de gestão certificaveis

Leia mais

A Implementação do Balanced Scorecard como Modelo de Gestão: Empresa do Ramo Farmacêutico

A Implementação do Balanced Scorecard como Modelo de Gestão: Empresa do Ramo Farmacêutico A Implementação do Balanced Scorecard como Modelo de Gestão: Resumo Empresa do Ramo Farmacêutico Andrea Sousa Silva Cecilia Caroline Barone Renata Furtado Costa Wagner Pagliato O presente artigo infere

Leia mais

De Barnaby S. Donlon, consultor sênior, Balanced Scorecard Collaborative

De Barnaby S. Donlon, consultor sênior, Balanced Scorecard Collaborative Construção de um programa de desdobramento De Barnaby S. Donlon, consultor sênior, Balanced Scorecard Collaborative Como ter a certeza de que a implementação do Balanced Scorecard promoverá a execução

Leia mais

O Balanced Scorecard BSC e a gestão do desempenho estratégico nas organizações do terceiro setor.

O Balanced Scorecard BSC e a gestão do desempenho estratégico nas organizações do terceiro setor. 1 São Paulo, 06 de junho do 2003 O Balanced Scorecard BSC e a gestão do desempenho estratégico nas organizações do terceiro setor. Peter Drucker (2001 p.67), fez a seguinte afirmação ao se referir ao terceiro

Leia mais

A GESTÃO E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NA INCUBADORA TÉCNOLÓGICA UNIVAP

A GESTÃO E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NA INCUBADORA TÉCNOLÓGICA UNIVAP A GESTÃO E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NA INCUBADORA TÉCNOLÓGICA UNIVAP Feitosa, R. 1, Santos, J. 2, Lourenção, P. 3 123 Curso de Administração de Empresas, Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas. Univap

Leia mais

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT Conhecimento para a ação em organizações vivas CONHECIMENTO O ativo intangível que fundamenta a realização dos seus sonhos e aspirações empresariais. NOSSO NEGÓCIO EDUCAÇÃO

Leia mais

Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1

Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1 Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1 13 OBJETIVOS OBJETIVOS COMO ENTENDER O VALOR EMPRESARIAL DOS SISTEMAS E COMO GERENCIAR A MUDANÇA Como nossa empresa pode medir os benefícios de nossos sistemas

Leia mais

Resumo. Palavras chave: Planejamento; Orçamento; Integração; Gerenciamento. 1. Formulação Da Situação Problema

Resumo. Palavras chave: Planejamento; Orçamento; Integração; Gerenciamento. 1. Formulação Da Situação Problema Proposta de Integração e Alinhamento da Função Orçamentária dos Institutos de Pesos e Medidas Estaduais e Municipais, ao Planejamento Estratégico do Inmetro Resumo Vários instrumentos gerenciais vêm sendo

Leia mais

Inteligência Competitiva e os Indicadores de Performance e Desempenho

Inteligência Competitiva e os Indicadores de Performance e Desempenho Inteligência Competitiva e os Indicadores de Performance e Desempenho Daniela Ramos Teixeira Um dos grandes desafios nas organizações é encontrar indicadores de performance e desempenho que ajudem os profissionais

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DO BALANCED SCORECARD - BSC E SUAS PERSPECTIVAS COMO INSTRUMENTO DE ESTRATÉGIA EMPRESARIAL COMO APOIO À TOMADA DE DECISÃO

A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DO BALANCED SCORECARD - BSC E SUAS PERSPECTIVAS COMO INSTRUMENTO DE ESTRATÉGIA EMPRESARIAL COMO APOIO À TOMADA DE DECISÃO VIII CIAEC 020 A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DO BALANCED SCORECARD - BSC E SUAS PERSPECTIVAS COMO INSTRUMENTO DE ESTRATÉGIA EMPRESARIAL COMO APOIO À TOMADA DE DECISÃO Leticia Da Silva Zago Universidade Federal

Leia mais

www.gartcapote.com www.abpmp br.org Livros Guia para Formação de Analistas de Processos Contribuições Modelagem de Processos com BPMN

www.gartcapote.com www.abpmp br.org Livros Guia para Formação de Analistas de Processos Contribuições Modelagem de Processos com BPMN Gart Capote International Certified Business Process Professional (CBPP ) Presidente da ABPMP no Brasil - Association of Business Process Management Professionals (Chicago-EUA) Autor, Instrutor e Consultor

Leia mais

BALANCED SCORECARD. Balanced Scorecard

BALANCED SCORECARD. Balanced Scorecard Olá, pessoal! Hoje trago para vocês uma aula sobre um dos tópicos que será cobrado na prova de Analista do TCU 2008: o Balanced Scorecard BSC. Trata-se de um assunto afeto à área da Contabilidade Gerencial,

Leia mais

Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto

Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto BALANCED SCORECARD Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto Por que a Implementação da Estratégia torna-se cada vez mais importante? Você conhece a Estratégia de sua Empresa? Muitos líderes

Leia mais

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília AVALIAÇÃO DA ADOÇÃO DE BPM NO BRASIL: ERROS, APRENDIZADOS E BOAS PRÁTICAS Leandro Jesus INVESTIR EM PROCESSOS:

Leia mais

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A Escola A Escola Superior de Redes da RNP privilegia um ensino totalmente prático. Os laboratórios são montados de forma

Leia mais

Dinamizar e Implementar a Estratégia Gabriel Silva

Dinamizar e Implementar a Estratégia Gabriel Silva Dinamizar e Implementar a Estratégia Gabriel Silva Tempos de Mudança Mercados Tecnologia Pessoas Papel do Estado Escassez de Recursos Úteis no Longo Prazo Desdobramento dos Recursos 1 Missão Porque é que

Leia mais

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 Conhecimento em Tecnologia da Informação Alinhamento Estratégico A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 2010 Bridge Consulting Apresentação

Leia mais

GESPÚBLICA. Brasília ǀ 25 de Setembro de 2012

GESPÚBLICA. Brasília ǀ 25 de Setembro de 2012 GESPÚBLICA Brasília ǀ 25 de Setembro de 2012 Resultados Decisões Estratégicas Informações / Análises O PROCESSO DE GESTÃO ESTRATÉGICA Ideologia Organizacional Missão, Visão,Valores Análise do Ambiente

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

1 Introdução. 2 O Modelo Gerencial na Administração Pública

1 Introdução. 2 O Modelo Gerencial na Administração Pública 2 1 Introdução A fiscalização pelo uso mais racional dos recursos públicos arrecadados pelo Estado tem crescido consideravelmente nos últimos anos. Como conseqüência, os gestores perceberam a necessidade

Leia mais

PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES

PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES Fábio S. de Oliveira 1 Daniel Murara Barcia 2 RESUMO Gerenciar informações tem um sido um grande desafio para as empresas diante da competitividade

Leia mais

CONCORRÊNCIA E COMPETITIVIDADE

CONCORRÊNCIA E COMPETITIVIDADE CONCORRÊNCIA E COMPETITIVIDADE Capítulo 7 Balanced Scorecard ÍNDICE 7.1 O que é o Balanced Scorecard 7.2 Indicadores de Ocorrência 7.3 O Método 7.4 Diagramas de Balanced Scorecard Capítulo 7 - BALANCED

Leia mais

Gestão da inovação e o BSC

Gestão da inovação e o BSC Laboratório de Pesquisa sobre Práticas gerenciais FEA USP Gestão da inovação e o BSC Março 2012 Conteúdos Projeto de pesquisa Este produto : Motivações e pergunta Modelo teórico Análise quantitativa Questões

Leia mais

1 - Introdução 1.1 Contextualização do Problema

1 - Introdução 1.1 Contextualização do Problema 1 - Introdução 1.1 Contextualização do Problema No ambiente de negócios atual, o potencial da Tecnologia da Informação (TI) está sendo utilizado para alavancar a vantagem competitiva de inúmeras industrias.

Leia mais

RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade.

RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade. RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade. SUSTENTABILIDADE Comportamento alinhado com os valores básicos da sustentabilidade. Ecológico Sustentável Social Sustentabilidade

Leia mais

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Uma evolução nos sistemas de controle gerencial e de planejamento estratégico Francisco Galiza Roteiro Básico 1 SUMÁRIO:

Leia mais

O controlo de gestão nas unidades de saúde: o Balanced Scorecard

O controlo de gestão nas unidades de saúde: o Balanced Scorecard O controlo de gestão nas unidades de saúde: o Balanced Scorecard P o r C a r l o s M a n u e l S o u s a R i b e i r o O Balanced Scorecard apresenta-se como alternativa viável aos tradicionais sistemas

Leia mais

A ÉTICA EMPRESARIAL E O VALOR COMPARTILHADO

A ÉTICA EMPRESARIAL E O VALOR COMPARTILHADO A ÉTICA EMPRESARIAL E O VALOR COMPARTILHADO Camila e Silva MESCOLOTI 1 Lucas do Nascimento TAVARES 2 Gilson Rodrigo Silvério POLIDORIO 3 RESUMO: A sociedade tinha uma concepção de que as causa dos problemas

Leia mais

Módulo 5. Implementação do BSC para um negócio específico, definição de objetivos, apresentação de casos reais e exercícios

Módulo 5. Implementação do BSC para um negócio específico, definição de objetivos, apresentação de casos reais e exercícios Módulo 5 Implementação do BSC para um negócio específico, definição de objetivos, apresentação de casos reais e exercícios Implementando BSC para um negócio específico O BSC é uma estrutura para desenvolvimento

Leia mais

Como facilitar sua Gestão Empresarial

Como facilitar sua Gestão Empresarial Divulgação Portal METROCAMP Como facilitar sua Gestão Empresarial Aplique o CANVAS - montando o seu(!) Modelo de Gestão Empresarial de Werner Kugelmeier WWW.wkprisma.com.br Por que empresas precisam de

Leia mais

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler AULA 3 - AS PERSPECTIVAS DO BSC - FINANCEIRA E CLIENTES PLANEJAMENTO E GESTÃO ESTRATÉGICA

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Este material resulta da reunião de fragmentos do módulo I do Curso Gestão Estratégica com uso do Balanced Scorecard (BSC) realizado pelo CNJ. 1. Conceitos de Planejamento Estratégico

Leia mais

SIMPÓSIO GESTÃO NA PRÁTICA LIDERANÇA. Ricardo Seperuelo Liderança

SIMPÓSIO GESTÃO NA PRÁTICA LIDERANÇA. Ricardo Seperuelo Liderança SIMPÓSIO GESTÃO NA PRÁTICA LIDERANÇA Ricardo Seperuelo Liderança 1 Ativos Intangíveis Capital Organizacional Capital da Informação Quem são os ativos intangíveis? Os que não são mensurados pelo sistema

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO PROF. WALTENO MARTINS PARREIRA JÚNIOR CONTEÚDO E OBJETO DE ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO PROF. WALTENO MARTINS PARREIRA JÚNIOR CONTEÚDO E OBJETO DE ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO PROF. WALTENO MARTINS PARREIRA JÚNIOR CONTEÚDO E OBJETO DE ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO Administração do latim ad(direção, tendência para) e minister(subordinação

Leia mais

Fundação Vanzolini O GERENCIAMENTO DA QUALIDADE NA SAÚDE E A ACREDITAÇÃO. Departamento de Certificação

Fundação Vanzolini O GERENCIAMENTO DA QUALIDADE NA SAÚDE E A ACREDITAÇÃO. Departamento de Certificação Fundação Vanzolini O GERENCIAMENTO DA QUALIDADE NA SAÚDE E A ACREDITAÇÃO Departamento de Certificação A FUNDAÇÃO VANZOLINI Fundada em 1967 pelos professores do Departamento de Engenharia de Produção da

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Guia de Estudo Vamos utilizar para a nossa disciplina de Modelagem de Processos com BPM o guia

Leia mais

Eixo temático: Gestão e Políticas de Informação Modalidade: Apresentação Oral

Eixo temático: Gestão e Políticas de Informação Modalidade: Apresentação Oral PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARTICIPATIVO: proposta metodológica para as IFES 1 INTRODUÇÃO Eixo temático: Gestão e Políticas de Informação Modalidade: Apresentação Oral Isabela Machado Papalardo de Moraes

Leia mais

Balanced Scorecard. Resumo Metodológico

Balanced Scorecard. Resumo Metodológico Balanced Scorecard Resumo Metodológico Estratégia nunca foi foi tão tão importante Business Week Week Entretanto... Menos de de 10% 10% das das estratégias efetivamente formuladas são são eficientemente

Leia mais

Módulo 6. Detalhamento do desenvolvimento de objetivos, metas e indicadores para o BSC, o Balanced Scorecard pessoal e exemplos

Módulo 6. Detalhamento do desenvolvimento de objetivos, metas e indicadores para o BSC, o Balanced Scorecard pessoal e exemplos Módulo 6 Detalhamento do desenvolvimento de objetivos, metas e indicadores para o BSC, o Balanced Scorecard pessoal e exemplos A organização traduzindo a missão em resultados Missão Por que existimos?

Leia mais

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas 10 Minutos sobre práticas de gestão de projetos Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas Destaques Os CEOs de setores que enfrentam mudanças bruscas exigem inovação

Leia mais

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br .:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br Definições Treinamento e Qualificação: não dependem de políticas de Educação Corporativa,

Leia mais

Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012

Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012 Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012 UMA EXPERIÊNCIA DE PARCERIA SOCIAL PÚBLICO PRIVADA APLICADA À

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

UTILIZANDO O BALANCED SCORECARD PARA GERENCIAR PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS. JOSÉILTON SILVEIRA DA ROCHA MS.c 1 PAULO MAURICIO SELIG Dr.

UTILIZANDO O BALANCED SCORECARD PARA GERENCIAR PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS. JOSÉILTON SILVEIRA DA ROCHA MS.c 1 PAULO MAURICIO SELIG Dr. UTILIZANDO O BALANCED SCORECARD PARA GERENCIAR PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS. JOSÉILTON SILVEIRA DA ROCHA MS.c 1 PAULO MAURICIO SELIG Dr. 1 UFBA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA JSROCHA@EPS.UFSC.BR UFSC UNIVERSIDADE

Leia mais

As Organizações e a Teoria Organizacional

As Organizações e a Teoria Organizacional Página 1 de 6 As Organizações e a Teoria Organizacional Autora: Sara Fichman Raskin Este texto é totalmente baseado no primeiro capítulo do livro Organizational theory: text and cases, do autor Jones Gareth,

Leia mais

Sessão 4: Avaliação na perspectiva de diferentes tipos de organizações do setor sem fins lucrativos

Sessão 4: Avaliação na perspectiva de diferentes tipos de organizações do setor sem fins lucrativos Sessão 4: Avaliação na perspectiva de diferentes tipos de organizações do setor sem fins lucrativos Avaliação Econômica como instrumento para o aprimoramento da gestão das ações sociais 26/09/2013 Fundação

Leia mais

MATERIAL DE APOIO AO ALUNO Oficina da Estratégia. Palestrante: Roberto Libardi

MATERIAL DE APOIO AO ALUNO Oficina da Estratégia. Palestrante: Roberto Libardi MATERIAL DE APOIO AO ALUNO Oficina da Estratégia Palestrante: Roberto Libardi Nosso objetivo A construção de cenários futuros envolve o desenho de um caminho de ação que traça uma ponte entre o estágio

Leia mais

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC Gestão de Projetos 1 Agenda Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências 2 1 GERENCIAMENTO DA INTEGRAÇÃO DO PROJETO 3 Gerenciamento da Integração do Projeto Fonte: EPRoj@JrM 4 2 Gerenciamento

Leia mais

Planejamento estratégico na administração pública: a nova CEDAE e o DETRAN-RJ

Planejamento estratégico na administração pública: a nova CEDAE e o DETRAN-RJ Planejamento estratégico na administração pública: a nova CEDAE e o DETRAN-RJ Pedro Gabriel Pepe pedrogpepe@hotmail.com DETRAN-RJ Elisamara de Oliveira elisaoli@uol.com.br POS UGF Resumo:O desenvolvimento

Leia mais

Organização Orientada para a Estratégia (Kaplan & Norton) Transformando a Estratégia em tarefa cotidiana de todos

Organização Orientada para a Estratégia (Kaplan & Norton) Transformando a Estratégia em tarefa cotidiana de todos Organização Orientada para a Estratégia (Kaplan & Norton) Transformando a Estratégia em tarefa cotidiana de todos Revisão Organizações focalizadas na estratégia: Traduzir a estratégia em termos operacionais;

Leia mais

Arquivo original em Inglês: http://www.isaca.org/knowledge-center/risk-it-it-risk- Management/Documents/Risk-IT-Brochure.pdf

Arquivo original em Inglês: http://www.isaca.org/knowledge-center/risk-it-it-risk- Management/Documents/Risk-IT-Brochure.pdf Arquivo original em Inglês: http://www.isaca.org/knowledge-center/risk-it-it-risk- Management/Documents/Risk-IT-Brochure.pdf Risk IT - Um conjunto de princípios orientadores e o primeiro framework que

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Página 1 NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio (votação 10/02/96. Rev.1) 0. INTRODUÇÃO 0.1 Resumo geral 0.2 Benefícios de se ter um Sistema

Leia mais

5º Workshop Planejamento Estratégico UFAM

5º Workshop Planejamento Estratégico UFAM 5º Workshop Planejamento Estratégico UFAM Oficina 2 Grupo G1 28/01/2015 SUMÁRIO Abertura Matriz SWOT Perspectivas do BSC e Objetivos Estratégicos Mapa Estratégico Vetores Formulação Estratégica Abertura

Leia mais

É a função administrativa que define quais os objetivos a atingir e como se deve fazer para alcançálos.

É a função administrativa que define quais os objetivos a atingir e como se deve fazer para alcançálos. PLANEJAMENTO É a primeira função administrativa; base para as demais funções. É a função administrativa que define quais os objetivos a atingir e como se deve fazer para alcançálos. Um modelo teórico para

Leia mais

BALANCED SCORECARD: UM MAPEAMENTO ESTRATÉGICO AO SISTEMA DE GESTÃO NA INDÚSTRIA DE REFRIGERANTES OURO NEGRO LTDA.

BALANCED SCORECARD: UM MAPEAMENTO ESTRATÉGICO AO SISTEMA DE GESTÃO NA INDÚSTRIA DE REFRIGERANTES OURO NEGRO LTDA. BALANCED SCORECARD: UM MAPEAMENTO ESTRATÉGICO AO SISTEMA DE GESTÃO NA INDÚSTRIA DE REFRIGERANTES OURO NEGRO LTDA. RESUMO A finalidade deste estudo é propor um mapeamento estratégico de gestão no gerenciamento

Leia mais

Módulo 3: O Metódo Balance Scorecard (BSC)

Módulo 3: O Metódo Balance Scorecard (BSC) ENAP Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gestão da Estratégia com uso do BSC Conteúdo para impressão Módulo 3: O Metódo Balance Scorecard (BSC) Brasília 2014

Leia mais

Projeto de Gestão pela Qualidade Rumo à Excelência

Projeto de Gestão pela Qualidade Rumo à Excelência Projeto de Gestão pela Qualidade Rumo à Excelência Introdução O panorama que se descortina para os próximos anos revela um quadro de grandes desafios para as empresas. Fatores como novas exigências dos

Leia mais

ACERTE NOS INDICADORES DE DESEMPENHO SOB A ÓTICA DO BALANCED SCORECARD. BRUNO VALIM ITIL, COBIT, MCST, HDI-SCTL www.brunovalim.com.

ACERTE NOS INDICADORES DE DESEMPENHO SOB A ÓTICA DO BALANCED SCORECARD. BRUNO VALIM ITIL, COBIT, MCST, HDI-SCTL www.brunovalim.com. ACERTE NOS INDICADORES DE DESEMPENHO SOB A ÓTICA DO BALANCED SCORECARD BRUNO VALIM ITIL, COBIT, MCST, HDI-SCTL O que torna o homem diferente dos outros animais é a habilidade de OBSERVAR, MEDIR, ANALISAR

Leia mais

Módulo5. Módulo 5. Planejamento e realização de projeto de mapeamento e modelagem de processos, Responsabilidades, Atividades-chaves, Exercício

Módulo5. Módulo 5. Planejamento e realização de projeto de mapeamento e modelagem de processos, Responsabilidades, Atividades-chaves, Exercício Módulo5 Módulo 5 Planejamento e realização de projeto de mapeamento e modelagem de processos, Responsabilidades, Atividades-chaves, Exercício Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição

Leia mais

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto Processos de gerenciamento de projetos em um projeto O gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de cumprir seus requisitos.

Leia mais

6. Resultados obtidos

6. Resultados obtidos 6. Resultados obtidos 6.1 O Balanced corecard final Utilizando a metodologia descrita no capítulo 5, foi desenvolvido o Balanced corecard da Calçados yrabel Ltda. Para facilitar o entendimento deste trabalho,

Leia mais

Governança de TI. Governança da TI. Visão Geral. Autor: João Cardoso 1

Governança de TI. Governança da TI. Visão Geral. Autor: João Cardoso 1 Autor: João Cardoso 1 Governança de TI Visão Geral A Forrester Business Technographics 2 realizou uma pesquisa em Novembro de 2004 nos Estados Unidos nas pequenas e médias empresas e identificou que estas

Leia mais

Unidade: A era da informação O Balanced Scordecard - BSC

Unidade: A era da informação O Balanced Scordecard - BSC Unidade: A era da informação O Balanced Scordecard - BSC 0 Unidade: A era da informação O Balanced Scordecard BSC 1. INTRODUÇÃO: O MUNDO DO TRABALHO CONTEMPORÂNEO O mundo do trabalho vem passando por constantes

Leia mais

FAUSTO SILVA MASTRELLA

FAUSTO SILVA MASTRELLA União Educacional Minas Gerais FAUSTO SILVA MASTRELLA NOVAS PERSPECTIVAS UBERLÂNDIA MINAS GERAIS BRASIL 2009 2 FAUSTO SILVA MASTRELLA NOVAS PERSPECTIVAS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento

Leia mais

Como o Manual de Planejamento e Avaliação de Projetos Sociais (FDC/POS) pode se integrar com o Guia do PMD-PRO 1?

Como o Manual de Planejamento e Avaliação de Projetos Sociais (FDC/POS) pode se integrar com o Guia do PMD-PRO 1? Como o Manual de Planejamento e Avaliação de Projetos Sociais (FDC/POS) pode se integrar com o Guia do PMD-PRO 1? Esse artigo corresponde ao Anexo 5 do Manual de Planejamento e Avaliação de Projetos Sociais

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA COLÉGIO SESI ENSINO MÉDIO

GESTÃO ESTRATÉGICA COLÉGIO SESI ENSINO MÉDIO GESTÃO ESTRATÉGICA COLÉGIO SESI ENSINO MÉDIO Resumo Denis Pereira Martins 1 - SESI-PR Grupo de Trabalho Políticas Públicas, Avaliação e Gestão da Educação Básica Agência Financiadora: SESI PR O Sesi Paraná

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento

Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Filosofia e Ciências Câmpus de Marília Departamento de Ciência da Informação Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento Profa. Marta Valentim Marília 2014 Modelos,

Leia mais

Lean enterprise: a gestão enxuta em busca da excelência

Lean enterprise: a gestão enxuta em busca da excelência Lean enterprise: a gestão enxuta em busca da excelência José Mauro Mendes Pelosi* 1. O conceito atual de competitividade O processo de globalização e a evolução econômica de países emergentes, como China,

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

Capítulo 1. Capítulo 2. Capítulo 3. Contabilidade gerencial: panorama... 1. Contabilidade gerencial e conceitos de custo... 23

Capítulo 1. Capítulo 2. Capítulo 3. Contabilidade gerencial: panorama... 1. Contabilidade gerencial e conceitos de custo... 23 SUMÁRIO Capítulo 1 Contabilidade gerencial: panorama... 1 O que é contabilidade gerencial?... 2 Planejamento... 3 Controle... 3 Tomada de decisões... 4 Por que a contabilidade gerencial é importante para

Leia mais

Ações Empresariais com Agregação de Valor

Ações Empresariais com Agregação de Valor GESTÃO CORPORATIVA Ações Empresariais com Agregação de Valor Heleni de Mello Fonseca Diretora de Gestão Empresarial 1 ESTRATÉGIA EMPRESARIAL DA CEMIG 2003/2006 Alinhada ao direcionamento do Sócio Majoritário,

Leia mais

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03 RELATÓRIO TÉCNICO CONCLUSIVO

Leia mais

Aula 00 Aula Demonstrativa

Aula 00 Aula Demonstrativa SUMÁRIO 1.1 APRESENTAÇÃO... 1 1.2 CONTEÚDO DO CURSO... 2 1.3 PLANEJAMENTO ADMINISTRATIVO... 4 BALANCED SCORECARD... 4 ANÁLISE SWOT... 7 1.4 Lista de Questões Comentadas... 9 1.5 Referências Bibliográficas...

Leia mais

Gestão Estratégica e o Balanced Scorecard

Gestão Estratégica e o Balanced Scorecard Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (http://www.trt23.jus.br) Gestão Estratégica e o Balanced Scorecard José Silva Barbosa Assessor de Planejamento e Gestão Setembro/2009 Objetivos Apresentar a

Leia mais