Uma análise Sociológica, Psicanalítica e Estilística do conto Substância de Guimarães Rosa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Uma análise Sociológica, Psicanalítica e Estilística do conto Substância de Guimarães Rosa"

Transcrição

1 Uma análise Sociológica, Psicanalítica e Estilística do conto Substância de Guimarães Rosa Jaciara Candido dos Santos 1 (UFF) Resumo Guimarães Rosa tem obras extensas e ricas que possibilitam fazer várias análises. Neste trabalho foi designado o conto Substância parte do seu livro Primeiras Estórias, tem como personagem principal Sionésio, homem simples, de poucas palavras e trabalhador, Maria Exita sua empregada e outros, é essa história de amor e razão que norteia o Conto. Esta obra faz parte do seu acervo para leitura e análise onde é possível abordar a Sociologia, a Psicanálise e a Estilística.. Palavras-chave: literatura, sociologia, psicanálise, estilística, Língua Portuguesa Abstract Guimarães Rosa has extensive and rich that works to allow more analysis. This work was called the story "Substância" of his book "Primeiras Estórias", has as main character Sionésio, simple man of few words and worker, Maria Exit your employees and others, is the story of love and reason that guides the account. This work is part of its collection to read and review where you can address the Sociology, Psychoanalysis and the Stylistic. Key-words: literature, sociology, psychoanalysis, stylistic, Portuguese Language 1 Jaciara Candido dos Santos Graduada em Letras, Pós-graduada em Língua Portuguesa (FSB-RJ, Rio de Janeiro, Brasil), Pós-graduanda em Planeamento, Implementação e Gestão de Educação à Distância (UFF- Universidade Federal Fluminense Niterói, RJ, Brasil),

2 A sociologia nasceu dos efeitos das crises sociais, onde há uma revolução e evolução mental, produzida pelo advento do pensamento científico e é vista como um estado de espírito que permite entender a vida em sociedade. Este lado humano e ativo da relação do homem com a sociedade, indica que a atividade social e humana do homem é o seu trabalho, é mostrado no Conto Substância, esse homem que tanto questiona e é questionado pela sociedade, falado pela sociologia. Fala da preocupação do homem com o trabalho, com o lado material que é cobrado e imposto, que faz com que seja a sua única fonte de motivação para sua existência, não lhe permitindo fracassos e por isto lhe surge dúvidas sobre as pessoas do seu convívio, e assim se fechando para o novo. Conflitos estes tratados pela psicanálise que trata das desordens mentais e emocionais, angustias entre a necessidade e desejo e a todo instante surgem questionamentos entre razão e mente, o lado social onde há cobranças por parte da sociedade, a moralidade, lado emocional o coração quer falar mais forte, causando um duelo, pois se tenta separar razão e emoção causando com isso o estranhamento, a busca do eu, uma eterna batalha onde entra o desejo, a consciência e a emoção. Tudo isso analisado através da Estilística, pois Guimarães Rosa, com toda essência e criatividade, usa a linguagem textual, explorando-a em múltiplas possibilidades, para colocar no papel toda sensibilidade em relação a conduta que espera a sociedade e a busca do homem a todo momento do eu e do outro, utilizando da gama de possibilidades que a gramática da Língua Portuguesa permite. Partindo da Sociologia que estuda as condições sociais de existência, tentando a todo instante entender a vida em sociedade, onde abrange trabalho, condições econômicas e regras exigidas a serem seguidas. A Sociologia também estuda o trabalho como uma essencial atividade social e humana da sociedade capitalista que é enfatizada neste conto, mostra o que ela é capaz de causar ao homem, a luta pelo econômico. Há a tentativa de explicar através da Psicanálise, o duelo entre sociedade e consciência, o autor faz ver esses conflitos e consequências causados pela decadência social e pela força do capital ao homem....porque, contra a menos feliz, a sorte sarapintara de preto portais e portas: a mãe, leviana, desaparecida de casa; irmão perverso, na cadeia, por ato de morte; o outro, igual feroz, foragido ao acaso de nenhuma parte; o pai, razoável

3 bom homem, delatado com lepra... (ROSA, p. 133 linhas 26-29) O trecho acima mostra o lado castigado pela sociedade e a decadência que pode chegar um ser, uma família, pelo efeito de toda uma sequência de fatos como o econômico, a falta de trabalho, falta de afeto, de apoio moral, financeiro e psicológico, fruto de um país preocupado com o capital, com a sociedade industrial, do que com a sociedade familiar e ser humana, como consequência, obtém essa infelicidade social e familiar, pelas condições de vida para se manter e se reestruturar, em virtude disto, não se tem ajuda social para mudar este quadro, só se é considerado membro da sociedade se você produz, mas para isso é necessário dar condição para a produção. A família de Maria Exita, por não ter uma base, um alicerce onde pudesse se apoiar, caiu e permaneceu sem volta, onde é visto o verdeiro espelho, da sociedade fracassada. Só que a ele, Sionésio, faltavam folga...pois a vida não lhe deixava cortar pelo sono: era um espreguiçar-se a adormecer, para poupar tempo no despertar...herdando de repente...plantava à vasta os alqueires de mandioca, que ali aliás outro cultivo não vingava; chamava e pagava braços; espantava no diaa-dia, o povo... (ROSA, p. 133 linhas 12-14, 15, 16-20, 21, 22) Aborda-se também o quanto o homem é considerado responsável por ter que cultivar a terra e também por ser de onde vem o seu sustento, sua herança, não haveria nem uma dificuldade para isso e até seria honroso e de muito orgulho se não fosse somente a sua forma de sobreviver e para os que dele precisam e estão a sua volta. O homem acaba se privando de viver, de ter ilusões, pela cobrança imposta desde os tempos primórdios, incumbido de ser o alicerce da família, por este motivo ele ficou dividido, a personagem ficou dividido entre necessidade e desejo. A consequência dessa indústria social e econômica, aparece no comportamento que se tem em virtude do que nos é apresentado e dito a todo momento. Esse lado tratado pela psicanálise, trás a questão de assumir o desejo a nível individual ou a nível social, o Guimarães Rosa nos apresenta em Substância utilizando a palavra real, portadora da idéia e do sentimento querendo que haja entendimento no texto do

4 verdadeiro significado: essência de algo, e necessidade para a vida, a partir desta essência surgem os conflitos com o eu, com si mesmo, e a busca do outro. E a cada instante aparecem mais angustias, o medo da realidade, da consciência é fruto da ansiedade do homem perante a sociedade, e da eterna e duradoura luta que é travada com ele mesmo....sim, na roça o polvilho se faz coisa alva: mais que algodão, a garça a roupa na corda...chamava-se Maria Exita...em maio...mês mor-de orvalho, da Virgem... (ROSA, p. 133 linhas 1,2,5,6) É focalizado também pelo autor a todo momento o lado da pureza, e para isso ele faz uma relação metonímica, para simbolizar a brancura, pois lembra a tranquilidade, limpeza, clareza dos atos, a inocência, onde as pessoas estariam despidas de preconceitos e aceitasse as pessoas com os seus problemas e passados sem questionar, desconfiar e duvidar. Estes sentimentos que envolvem o puro são cobiçados pelo homem para que possa ter uma sociedade onde só tenha clareza de fatos e honestidade. O autor nos lembra a brancura do polvilho, a garça, o algodão se referindo sempre ao branco, para mostrar tal importância, cita a mais pura das Mulheres, a Virgem, o mês de maio por lembrar as noivas que se casam de branco em sinal de pureza. E retorna ao começo, a eterna cobrança da sociedade. A sociedade espera que a mulher seja um ser puro, perfeita e no trecho acima fala dessa cobrança para o Ser Mulher....Chamava-se Maria Exita...Maria Exita...A Maria Exita. Maria Exita... (ROSA, p. 133 linhas 4,25, p. 135 linha 20. p. 138 linha ) Quando usou o nome da personagem Maria Exita, ele utilizou o vocabulário português, a fantasia das palavras nesse nome. Quando é ouvido várias vezes o nome Maria Exita, essa sonorização, em nossa mente é como um alerta para a ambiguidade do nome, hesitação e êxito ao mesmo tempo, pois é o que espera depois de todo o seu sofrimento. Referindo-se a mulher como sendo aquela que tudo deve aceitar, que deve esperar o homem, e que a todo momento é cobrada, por uma certa conduta e é vista como submissa, só pelo fato de ser mulher. Um suposto ideal que é imposto pela sociedade, por isso Guimarães Rosa apresenta Maria Exita, e apresenta o medo do

5 fracasso, de vacilar. Este medo está em todos os sentidos, de assumir o desejo....ela parte o polvilho nas lajes... - a velha resumira... Ela que quer diz que gosta. E é mesmo com efeito... a Nhatiaga sussurrava. (ROSA, p. 134 linhas 18,20)...Se a meio-galope, se a passo, mas sôfrego descabido,...o ensimesmo...teve dó dela pobrinha flor. Indagou: - Que serviço você dá?...ela não se vexou. Só o mal-e-mal, o boquinãoabrir, o sorriso devagar. Não se pertubava...nem enrugava o rosto, nem espremia ou negava os olhos... - o quieto pisar, um muxoxozinho úmido prolongado, o jeito de pôr sua cinturinha nas mãos. Feliz pelas pétalas, juriti, nunca aflita... (ROSA, p. 135 linhas 2-4) Só sabia calar-se, abaixar a cabeça e simplesmente aceitar o sofrimento sem se quer questionar o porquê e brigar para mudar, pois era a única forma de sentimento que conhecia. Esse sentimento era o que tinha sido causado pelo sofrimento, não teve referência familiar, havia aprendido a não reclamar, não indagar, por não ter nada, aprendera a aceitar com resignação tudo que lhe fora oferecido em sua vida. Até o momento não encontrara nada que a impulsionasse a ser diferente. Mais uma vez é usada a linguagem, do qual o autor faz o seu próprio estilo nas invenções verbais e para tal forma utiliza-se da aglutinação de palavras, ênfase através de repetição e criação de novos substantivos abstratos....pares se casavam, arrumava-se festas; numa, ali, a notara: ela, a flor...sem se dar idéia, a surpresa se via formada...e a beleza. Tão linda clara, certa de avivada carnação e airosa- uma iazinha, moça feita em cachoeira. Viu que, sem querer, lhe fazia cortesia...todo esse tempo. Sua beleza, donde vinha? Sua própria, tão firme pessoa?...se um sorriso;...sionésio não entendia. Somente era bom, a saber feliz, apesar dos ásperos... estava amando mais ou menos... (ROSA, p. 133 linhas 7, 8; p. 135 linhas 9, 10, 32-34; p. 136 linha 2) São abordadas neste trecho, as barreiras ao pensar na paixão, surgem preconceitos e começa uma grande luta com o seu eu contra o desejo, o medo de sucumbir ao amor, junto vir sofrimento, perda e o risco do fim. Como ceder a este sentimento, porque está envolvido com preocupações do dia a dia, cuidar da fazenda em preocupar-se com a sociedade.

6 ...Se outros a quisessem, se já gostasse de alguém? - as asas dessa cisma o saltearam...temiam a herança da lepra, do pai, ou da falta de juízo da mãe...acautelavam...assim ela estava salva... (ROSA, p. 136 linhas 3, 10-12) Surgem então os preconceitos, as discriminações, onde é lembrada a todo instante a origem da família, o passado de má-reputação, começa a surgir as incertezas, afasta as pessoas dificultando a convivência, como se a todo estivesse pagando pelo que fez os seus pais, dando importância que cada ser humano tem a sua personalidade, e terá o seu seguimento na sociedade que se espera uma forma digna, com trabalho e aceitação moral, sem sob questionamentos e desconfianças a todo o momento....apanhar polvilho! Apanhar polvilho!...salteou-se. Sem ela, de que valia a atirada trabalheira, o sobreesforço, crescer os produtos aumentar as terras? Vêla quando em quando. A ela a única Maria no mundo...não receava a recusação. Consigo forcejava. Queria e não podia,...que temia, pois não sabia que temesse? Por vez pensou: era ele são? Tinha por onde a merecer?..tinha raiva ela...tomara...poder se desentregar da ilusão, mudar de parecer, pagar sossego, cuidar só dos estritos de sua obrigação, desatina...achou-se em lágrimas, fiel...seria ela igual à mãe?...se a beleza dela a frutice, da pele, tão fresca, viçosa só fosse por um tempo, mas depois condenada a engrossar e se escamar, aos tortos e roxos, da estragada doença? - o horror... (ROSA, p. 136, linhas 9, 17-19, 26-33) O oposto se atrai, mas trás agonia, duelos com seus medos que a todo instante surgem. E vem novos preconceitos, discriminações, vem à tona as oposições paixão/verdade; razão/emoção, faz lembrar da sociedade, e a todo momento questiona se seria melhor seguir a vida do que lutar contra todas essas dúvidas, deixar o coração falar mais auto e ceder a paixão e ao desejo. É preciso coragem para se desprender de todos os preconceitos, o sentimento que inquieta, e não se preocupar com o que a sociedade vai pensar, e sim unir a família....ele lhe perguntou: - Você tem vontade de confirmar o rumo de sua vida? - falando-lhe de muito coração. - só se for já... e, com resposta, ela riu clara e quentemente... Você, Maria, quererá, a gente, nós dois, nunca precisar de separar? Você, comigo vem e vai? Disse e viu. O polvilho coisa sem fim. Ela tinha respondido: Vou demais. Desatou um sorriso...só o um-e-outra, um emsi-juntos, o viver em ponto sem parar, coraçãomente: pensamento, pensamor. Alvor... (ROSA, p. 138 linhas 2,3, 26-29,34,35)

7 Embora preocupado com a ascendência da moça, Sionésio sente que a paixão é maior que o preconceito e a pede em casamento. Decide superar todos os preconceitos, discriminações e trocar, aflição por felicidade, esquecer as oposições, e dá lugar ao amor, a paixão, não mais se privar de qualquer sentimento, está disposto a sofrer para viver cada vez mais, só eles dois, juntos como senão existisse mais ninguém, viver sem parar emoção e razão, pensamento e amor sem oposição e sim união, assim encontrar a verdadeira realização e unir sociedade e família sem lembrar do passado, mas é lembrado da pureza de Maria Exita, pelo polvilho, a que nunca se acabaria, assim ela era amada por ser pura....o quebrar, à mão, o polvilho, nas lajes...ela estava em frente a mesa de pedra...seria o polvilho-a ardente espécie singular, escura límpida...parados, dentro da luz, como se fosse no dia de Todos os pássaros. (ROSA, p. 138 linhas 33,34) Através da gramática com a utilização da metonímia o autor mostra o lado subjetivo deste trecho, simbolizando a brancura, o pano branco, mostrando o lado puro da personagem em todos os sentidos do conto, cita a laje referindo-se a pedra, como rocha, vendo o lado insensível, duro, causado pelo sofrimento, também lembra a pedra como algo precioso que representa o local onde liberta das impurezas e imperfeições, o local seguro, estaria limpo de qualquer sujeira e para a felicidade ser total. Com isso vem a liberdade como o voar dos pássaros, livres sem nenhum obstáculo sempre em direção da luz, o lugar da clareza, do discernimento e do ideal do ego.

8 Bibliografias CASTRO, Dácio Antônio de. Primeiras Estórias Guimarães Rosa Roteiro de Leitura. Série Princípios, Editora Ática, 1993, p.95. DIEGUEZ, Gilda Korff. Fernando pessoa : Quatro Discursos Extra/Vagantes. p DIEGUEZ, Gilda Korff. Narciso, Ontem e Hoje Rede Letras. FORACCHI, Marialice Mencarini & MARTINS, José de Souza. Sociologia e Sociedade (Leituras de introdução à Sociologia). 15ª Tiragem, Editora Livros Técnicos e Científicos, 1992, p LAPA, M. Rodrigues. Estilística da Língua Portuguesa. Editora Martins Fontes, SP, p Obras completas de Sigmund Freud, Volume XIV, Totem e Tabu e Ensaios. Editora Delta S.A, SP, p. 239 Revista Psicologia e Psicanálise, Instituto de Psicologia da UFRJ. 1ª Edição. Editora UFRJ, 1989, p. 123.

O INSIGHT: O SALTO, A DESCONTINUIDADE, SUA

O INSIGHT: O SALTO, A DESCONTINUIDADE, SUA O INSIGHT: O SALTO, A DESCONTINUIDADE, SUA IMPORTÂNCIA E COMO CHEGAR A ELE Prof. André Galvan INSIGHT Ter um insight significar descobrir ou perceber algo que antes você não percebia, sobre si mesmo, ou

Leia mais

Projeto Identidades. Experiência de vida. Jacqueline Alves

Projeto Identidades. Experiência de vida. Jacqueline Alves Projeto Identidades Experiência de vida Jacqueline Alves Dedico este livro para todos aqueles que fizeram parte de cada dia da minha vida me dando conselhos, ajudando para que pudesse chegar até aqui ao

Leia mais

SONHOS X ATITUDE SONHOS = ATITUDE = REALIZAÇÃO

SONHOS X ATITUDE SONHOS = ATITUDE = REALIZAÇÃO SONHOS X ATITUDE SONHOS = ATITUDE = REALIZAÇÃO CAMILA FRANCO DA MOTTA MAZONI DIRETORA INDEPENDENTE DE VENDAS MARY KAY Você já falou alguma dessas frases? Eu não gosto do meu trabalho. Não me sinto uma

Leia mais

Módulo 5. Corpo de Emoções

Módulo 5. Corpo de Emoções Amor-próprio DIANA DUARTE Módulo 5. Corpo de Emoções Lição 2. Reciclagem Emocional Gosto da designação de reciclagem emocional para representar a forma como podes lidar com as tuas emoções, e como as podes

Leia mais

RETOMADA 01. Caligrama é um texto (geralmente um poema) cujas linhas ou caracteres formam uma figura relacionada com o conteúdo ou mensagem do texto.

RETOMADA 01. Caligrama é um texto (geralmente um poema) cujas linhas ou caracteres formam uma figura relacionada com o conteúdo ou mensagem do texto. RETOMADA 01 Caligrama é um texto (geralmente um poema) cujas linhas ou caracteres formam uma figura relacionada com o conteúdo ou mensagem do texto. 1. Na sala, você produziu um poema visual chamado caligrama.

Leia mais

BRILHO DO PASSADO, QUE RELUZ NO PRESENTE!

BRILHO DO PASSADO, QUE RELUZ NO PRESENTE! O BRILHO DO PASSADO, QUE RELUZ NO PRESENTE! Autor Antônio José Cordeiro de Freitas. cordeiro_freitas@netsite.com.br cordeirodefreitas.wordpress.com 24/03/2004 Foi um dia nesta vida, Uma vida se mostrou,

Leia mais

SONHOS X ATITUDE SONHOS = ATITUDE = REALIZAÇÃO. Mariane Soares Diretora Independente Mary Kay

SONHOS X ATITUDE SONHOS = ATITUDE = REALIZAÇÃO. Mariane Soares Diretora Independente Mary Kay SONHOS X ATITUDE SONHOS = ATITUDE = REALIZAÇÃO Mariane Soares Diretora Independente Mary Kay História Pessoal História Pessoal História Pessoal História Pessoal História Pessoal Murmuração... Eu não gosto

Leia mais

Amor Pra Valer Tony Sabetta ISRC BR MKP Nunca É Tarde A. Hammond e J. Bettis Versão: Marina de Oliveira ISRC BR MKP

Amor Pra Valer Tony Sabetta ISRC BR MKP Nunca É Tarde A. Hammond e J. Bettis Versão: Marina de Oliveira ISRC BR MKP Nunca É Tarde A. Hammond e J. Bettis ISRC BR MKP 0400448 No meu viver, quero buscar e conhecer O amor sem par de de um certo alguém Que soube amar e perdoar como ninguém Meu coração, já entreguei Se sou

Leia mais

Desafio Juntos Contra o Câncer. Encontro 1

Desafio Juntos Contra o Câncer. Encontro 1 Desafio Juntos Contra o Câncer Encontro 1 TEMA: QUAL A MENTALIDADE DE QUEM VENCE O CÂNCER? 1) TER FORTES RAZÕES PARA VIVER Quem tem um porquê, pode superar quase todo como. - Não querer morrer é diferente

Leia mais

Você é uma Mulher de Sonhos ou uma Mulher de Atitude? Crédito Diretora Rakell Aguiar

Você é uma Mulher de Sonhos ou uma Mulher de Atitude? Crédito Diretora Rakell Aguiar Você é uma Mulher de Sonhos ou uma Mulher de Atitude? Crédito Diretora Rakell Aguiar Murmuração... Eu não gosto do meu trabalho Não me sinto uma pessoa valorizada no que faço Preciso melhorar minha vida

Leia mais

Quer ser feliz?... David Steindl Rast. Enrique R. Argañaraz

Quer ser feliz?... David Steindl Rast. Enrique R. Argañaraz Quer ser feliz?... Seja Grato! David Steindl Rast Enrique R. Argañaraz Algo em comum a todos os seres humanos: Todos querem ser felizes!! Mas que é a felicidade? Bem-estar, Contentamento Qual é a relação

Leia mais

O TEMPO, CHAMA-SE VIDA.

O TEMPO, CHAMA-SE VIDA. O TEMPO, CHAMA-SE VIDA. O tempo é um veiculo, vidas estão nele na estrada do eterno, somente como passageiros e a cada instante podemos ver novos chegando e tantos outros partindo, e no tempo, cada um

Leia mais

Grupo de Trabalho: GT03 CULTURAS JUVENIS NA ESCOLA. IFPR - Instituto Federal do Paraná (Rua Rua Antônio Carlos Rodrigues, Porto Seguro, PR)

Grupo de Trabalho: GT03 CULTURAS JUVENIS NA ESCOLA. IFPR - Instituto Federal do Paraná (Rua Rua Antônio Carlos Rodrigues, Porto Seguro, PR) Grupo de Trabalho: GT03 CULTURAS JUVENIS NA ESCOLA Sandra Amarantes ¹, Maicon Silva ² IFPR - Instituto Federal do Paraná (Rua Rua Antônio Carlos Rodrigues, 453 - Porto Seguro, PR) ÉTICA E HUMANIZAÇÃO NO

Leia mais

Abordagem fria. Por que fazer abordagem fria? Onde fazer abordagem fria?

Abordagem fria. Por que fazer abordagem fria? Onde fazer abordagem fria? ABORDAGEM O que significa? R: Abordagem é o termo utilizado para caracterizar um tipo de aproximação, seja entre pessoas ou coisas. Normalmente, a abordagem é o modo como determinada pessoa se aproxima

Leia mais

coleção Conversas #21 - ABRIL e t m o se? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #21 - ABRIL e t m o se? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Sou bem que ele mais v coleção Conversas #21 - ABRIL 2015 - m o c está l e g i o h a que e l apenas por in e t. er e s se? Será Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

Leia mais

Fabiany Monteiro do Nascimento. Amor Perfeito

Fabiany Monteiro do Nascimento. Amor Perfeito Fabiany Monteiro do Nascimento Amor Perfeito Dedico este livro a... Grandes pessoas que fizeram de minha vida uma fábula de sonhos reais. Primeiro agradeço a Deus, que mesmo nós momentos ruins, nunca me

Leia mais

O criador de ilusões

O criador de ilusões O criador de ilusões De repente do escuro ficou claro, deu para ver as roupas brancas entre aventais e máscaras e foi preciso chorar, logo uma voz familiar misturada com um cheiro doce e agradável de

Leia mais

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos.

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos. Aos Poetas Venho prestar homenagem a uma grande nação, Que são os nossos poetas que escrevem com dedicação, Os poemas mais lindos e que por todos são bemvindos, Que vem trazer esperança a um povo tristonho,

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA EM LÍNGUA PORTUGUESA

FORMAÇÃO CONTINUADA EM LÍNGUA PORTUGUESA FORMAÇÃO CONTINUADA EM LÍNGUA PORTUGUESA ROTEIRO DE ATIVIDADES 9 ANO 3 BIMESTRE AUTORIA MARISA RODRIGUES DOS REIS Rio de Janeiro 2012 TEXTO GERADOR O texto gerador é um fragmento da obra Garibaldi e Manoela:

Leia mais

5 ATITUDES QUE AS MULHERES DEVEM TER

5 ATITUDES QUE AS MULHERES DEVEM TER 5 ATITUDES QUE AS MULHERES DEVEM TER por IVONETE GAUDENCIO Índice Prefácio...2 Minha História...3 Introdução...5 Ser única...6 Auto aceitar...7 Encontrar um hobby...,...9 Atitude...11 Propósito...12 Reflexão...14

Leia mais

1.º C. 1.º A Os livros

1.º C. 1.º A Os livros 1.º A Os livros Os meus olhos veem segredos Que moram dentro dos livros Nas páginas vive a sabedoria, Histórias mágicas E também poemas. Podemos descobrir palavras Com imaginação E letras coloridas Porque

Leia mais

ABRIL JÁ COMEÇOU. ¼ do ano já passou!!!! Você está a caminho da sua meta pessoal? Vamos acelerar?

ABRIL JÁ COMEÇOU. ¼ do ano já passou!!!! Você está a caminho da sua meta pessoal? Vamos acelerar? ABRIL JÁ COMEÇOU ¼ do ano já passou!!!! Você está a caminho da sua meta pessoal? Vamos acelerar? Data comemorativa antecipada: dia das mães 8 de maio Kits de EDIÇÃO LIMITADA: Promoções especiais- a

Leia mais

Fernanda Oliveira. Vida na margem IMPRIMATUR

Fernanda Oliveira. Vida na margem IMPRIMATUR Fernanda Oliveira Vida na margem IMPRIMATUR Sumário [A linha do horizonte] [Às vezes, eu fico muito solta] [Todo ser humano é sensível] [Eu só queria uma alegria verdadeira] [Nós podemos nos tornar enormes]

Leia mais

Alce Novos Voos - Você no Próximo Nível. Fabiana Macedo - (11)

Alce Novos Voos - Você no Próximo Nível. Fabiana Macedo - (11) Alce Novos Voos - Você no Próximo Nível Fabiana Macedo - (11) 9.7171-8710 Muito Prazer Meu nome é Fabiana Macedo, mas conhecida como Fabi Master Coach Vocacional e Carreira Coach Integrativo Analista Comportamental

Leia mais

Ao Teu Lado (Marcelo Daimom)

Ao Teu Lado (Marcelo Daimom) Ao Teu Lado INTRO: A9 A9 Quero estar ao Teu lado, não me importa a distância Me perdoa a insegurança, tenho muito a aprender E/G# E7 ( F# G#) A9 Mas em meus poucos passos, já avisto a esperança E/G# Também

Leia mais

10 maneiras de viver um relacionamento feliz e duradouro.

10 maneiras de viver um relacionamento feliz e duradouro. 10 maneiras de viver um relacionamento feliz e duradouro. Crescendo juntos no amor. 10 maneiras para viver um grande amor 1) Tem que haver amor (quando confundimos amor e paixão) Base de qualquer relacionamento,

Leia mais

A MULHER VESTIDA DE PRETO

A MULHER VESTIDA DE PRETO A MULHER VESTIDA DE PRETO Uma Mulher abre as portas do seu coração em busca de uma nova vida que possa lhe dar todas as oportunidades, inclusive de ajudar a família. Ela encontra nesse caminho a realização

Leia mais

Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela

Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela do reino. Era também meiga, inteligente e talentosa. Todos a admiravam. Todos queriam estar perto dela. Todos queriam fazê-la feliz, pois o seu sorriso iluminava

Leia mais

Resolução de conflitos e como lidar com pessoas difíceis. Miguel Cavalcanti AgroTalento

Resolução de conflitos e como lidar com pessoas difíceis. Miguel Cavalcanti AgroTalento Resolução de conflitos e como lidar com pessoas difíceis Miguel Cavalcanti AgroTalento Parabéns!! :-) Você não está aqui por acaso Desafio: não seja um aluno, seja um professor Sugestão Pegue um caderno

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA No. 10 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 7/8 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA No. 10 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 7/8 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA No. 10 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) I CICLO A IDADES: 7/8 1. TEMA: Reencarnação - sua lógica PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: A criança

Leia mais

O TEMPO É A MEDIDA CERTA PARA QUE A VIDA ENCONTRE SUA FELICIDADE!

O TEMPO É A MEDIDA CERTA PARA QUE A VIDA ENCONTRE SUA FELICIDADE! O TEMPO É A MEDIDA CERTA PARA QUE A VIDA ENCONTRE SUA FELICIDADE! Não existe forma diferente da medida do tempo com a essência espiritual, para que o ser humano possa dentro de sua imaginação e de sua

Leia mais

Fidelizando suas clientes

Fidelizando suas clientes Fidelizando suas clientes Nada acontece até que alguém venda algo. Mary Kay Ash E Mary Kay Ash nos deixou ainda mais: Ela nos deixou um legado a ser seguido e também o grande segredo do nosso negócio:

Leia mais

Bem vindo à Comunidade Presbiteriana Villa-Lobos

Bem vindo à Comunidade Presbiteriana Villa-Lobos Bem vindo à Comunidade Presbiteriana Villa-Lobos Te darei todo louvor Te darei adoração Só a Ti minh alma anseia Meu louvor somente à Ti darei Te darei todo louvor Te darei adoração Só a Ti minh alma anseia

Leia mais

a confusão do final do ano e as metas para o próximo

a confusão do final do ano e as metas para o próximo o que fazer se o ano que passou foi ruim? o que fazer nesse próximo ano? a confusão do final do ano e as metas para o próximo Enéas Guerriero www.equilibriocontinuo.com.br O que vamos falar hoje? 1) Estresse

Leia mais

COMPOSITOR CÍCERO BAHIA

COMPOSITOR CÍCERO BAHIA CORAÇÃO PARTIDO Local: São Félix (BA) Data: 05/05/2010 Estúdio:14/02/12 /Arrocha Ô MEU AMOR PORQUE VOCÊ DEIXOU MEU CORAÇÃO PARTIDO CHORANDO DE DOR. NOITES SEM DORMIR PASSEI DO SEU LADO COM MIL PROJETOS

Leia mais

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL)

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): NOME DO LIVRO: O MUNDINHO DE BOAS ATITUDES AUTOR:INGRID BIESEMEYER BELLINGHAUSEN Competências Perceber a importância do auto respeito. Desenvolver o senso critico.

Leia mais

Projeto Pedagógico Qual caminho deve seguir para obter uma infância feliz? Como fazer para compreender a vida em seu momento de choro e de riso?

Projeto Pedagógico Qual caminho deve seguir para obter uma infância feliz? Como fazer para compreender a vida em seu momento de choro e de riso? Projeto de Leitura Título: Maricota ri e chora Autor: Mariza Lima Gonçalves Ilustrações: Andréia Resende Elaboração do Projeto: Beatriz Tavares de Souza Apresentação O livro apresenta narrativa em versos

Leia mais

10 DIAS DE ORAÇÃO E 10 HORAS DE JEJUM (Material para menores)

10 DIAS DE ORAÇÃO E 10 HORAS DE JEJUM (Material para menores) Texto e Atividade 1 Frutos O que a Bíblia me diz : Eu sou a videira; vocês são os ramos. [...] Sem Mim vocês não podem fazer coisa alguma (João 15:5). Você já viu uma plantação de uva? Para dar certo,

Leia mais

Como Enfrentar o Câncer

Como Enfrentar o Câncer MAPA: Como Vencer o Câncer com Leveza MINISSÉRIE: Como Enfrentar o Câncer EPISÓDIO 1-01 DE JUNHO - NO AR Os 3 maiores erros que cometemos após o diagnóstico EPISÓDIO 2 05 DE JUNHO - NO AR 5 ATITUDES Fundamentais

Leia mais

7 GERAL DA RELAÇÃO Duas cartas que representam a essência da relação, a energia envolvida no relacionamento de ambas as partes.

7 GERAL DA RELAÇÃO Duas cartas que representam a essência da relação, a energia envolvida no relacionamento de ambas as partes. ANTÔNIO LEITURA PARA RELACIONAMENTO MÉTODO TEMPLO DE AFRODITE CASAS 1 E 2 MENTAL ELA E ELE Estas casas se referem a tudo que é pensamento racional, o que cada um pensa do outro e da relação, seus medos,

Leia mais

MÃE, QUANDO EU CRESCER...

MÃE, QUANDO EU CRESCER... MÃE, QUANDO EU CRESCER... Dedico este livro a todas as pessoas que admiram e valorizam a delicadeza das crianças! Me chamo Carol, mas prefiro que me chamem de Cacau, além de ser um apelido que acho carinhoso,

Leia mais

Mensagem do dia: Se for amor

Mensagem do dia: Se for amor Só se for amor Mensagem do dia: Se for amor Se for amor, vai reconsiderar, perdoar e seguir adiante, se for paixão vai se descabelar, se amargurar e não vai perdoar, vai carregar a dor pelos dias em que

Leia mais

Resiliência: Superando sua dificuldades. Kaique Mathias Da Silva Wendel Juan Oliveira Reolon

Resiliência: Superando sua dificuldades. Kaique Mathias Da Silva Wendel Juan Oliveira Reolon Resiliência: Superando sua dificuldades Kaique Mathias Da Silva Wendel Juan Oliveira Reolon Dedicamos este livro ao Professor Marcelino Felix, por nos incentivar a faze-lo. ÍNDICE 1 O que é Resiliência

Leia mais

1º Edição

1º Edição Sensações 1º Edição WWW.Perse.com.br Página 1 Codinome: Tabrao Email: Tania_morenagata@hotmail.com Nasceu no dia 09 de Agosto de 1984 Natural da cidade de Lapa - PR Reside a Rua Francisco Veloso, 282 Ponta

Leia mais

Jesus Cristo revela três passos para a felicidade

Jesus Cristo revela três passos para a felicidade Jesus Cristo revela três passos para a felicidade Introdução O desejo de felicidade está enraizado profundamente em cada pessoa, infelizmente muitos não alcançam este objetivo. São diversos os motivos

Leia mais

PSICANÁLISE COM CRIANÇAS: TRANSFERÊNCIA E ENTRADA EM ANÁLISE. psicanálise com crianças, sustentam um tempo lógico, o tempo do inconsciente de fazer

PSICANÁLISE COM CRIANÇAS: TRANSFERÊNCIA E ENTRADA EM ANÁLISE. psicanálise com crianças, sustentam um tempo lógico, o tempo do inconsciente de fazer PSICANÁLISE COM CRIANÇAS: TRANSFERÊNCIA E ENTRADA EM ANÁLISE Pauleska Asevedo Nobrega Assim como na Psicanálise com adultos, as entrevistas preliminares na psicanálise com crianças, sustentam um tempo

Leia mais

Descartando Descartes

Descartando Descartes Descartando Descartes Este livro foi criado com o proposito de ser independente e de ser, pessoalmente, o meu primeiro trabalho como escritor. Isaac Jansen - 2015 Quem foi René Descartes? Dono da razão,

Leia mais

Olá, aqui é Marina Carvalho e é um prazer para mim estar aqui de novo com você, nesse segundo vídeo dessa série especial: Como Conquistar suas Metas

Olá, aqui é Marina Carvalho e é um prazer para mim estar aqui de novo com você, nesse segundo vídeo dessa série especial: Como Conquistar suas Metas Olá, aqui é Marina Carvalho e é um prazer para mim estar aqui de novo com você, nesse segundo vídeo dessa série especial: Como Conquistar suas Metas Pessoais e Profissionais ainda neste ano No vídeo de

Leia mais

FAMÍLIA, LUGAR DE PERDÃO 2ª FEIRA 08 outubro Bom dia! E boa semana. Esperamos que este fim de semana prolongada tenha dado para estar em família. E por falar em família, esta semana dedicaremos a nossa

Leia mais

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Editor Thiago Regina Projeto Gráfico e Editorial Rodrigo Rodrigues Revisão Jade Coelho Copidesque Renata Santos Capa Tiago Shima Copyright Viseu Todos os direitos desta edição são reservados à Editora

Leia mais

ANÁLISE MÚSICA QUE DEUS BOSS AC

ANÁLISE MÚSICA QUE DEUS BOSS AC ANÁLISE MÚSICA QUE DEUS BOSS AC LETRA Há perguntas que têm que ser feitas... Quem quer que sejas, onde quer que estejas, Diz-me se é este o mundo que desejas, Homens rezam, acreditam, morrem por ti, Dizem

Leia mais

Moinhos, Branca Sobreira, Edição: Camila Araujo & Nathan Matos. Revisão: LiteraturaBr Editorial. Projeto Gráfico: André Miyasaki

Moinhos, Branca Sobreira, Edição: Camila Araujo & Nathan Matos. Revisão: LiteraturaBr Editorial. Projeto Gráfico: André Miyasaki 20 Branca Sobreira 20 Moinhos, 2017. Branca Sobreira, 2017. Edição: Camila Araujo & Nathan Matos Revisão: LiteraturaBr Editorial Projeto Gráfico: André Miyasaki Diagramação: LiteraturaBr Editorial Ilustrações:

Leia mais

A todos que de algum modo, pensam fora da caixa.

A todos que de algum modo, pensam fora da caixa. A todos que de algum modo, pensam fora da caixa. 1 Eu tento buscar em minha memória em que momento liguei o meu senso crítico. Só consigo me lembrar de um momento perto do ano de 2001, quando descobri

Leia mais

FORMAÇÃO GESTÃO DE EQUIPAS 1. INTRODUÇÃO

FORMAÇÃO GESTÃO DE EQUIPAS 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO A cada encontro com o outro surgem novas opiniões, novas ideias, diferentes projectos ou mesmo discussões, fricções, perdas de tempo e sentimentos feridos. Gerir diferenças entre as pessoas

Leia mais

Para ler. A força do não

Para ler. A força do não Para ler A força do não 08 14 Dói dizer e ouvir não! Devemos dizer não aos filhos, Não se pode dar tudo aquilo que os filhos querem, essas frases são constantemente ditas e a maioria concorda com isso.

Leia mais

Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este

Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este Vivo num sonho que não é realidade Faz parte do meu viver Crescer sonhando esquecendo os planos Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este EU Hoje deixei pra lá me esqueci de tudo Vivo minha vida sobre

Leia mais

O PERFIL DO FACILITADOR

O PERFIL DO FACILITADOR O PERFIL DO FACILITADOR Seminário de Capacitação Permanente para Grupos de Apoio Afinal, quem sou? Se sou livre, afinal quem sou? Devo ser mais de uma, pois que dentro de mim gritam correntes em todos

Leia mais

DEIXA-ME SENTIR TUA ALMA ATRAVÉS DO TEU CALOROSO ABRAÇO

DEIXA-ME SENTIR TUA ALMA ATRAVÉS DO TEU CALOROSO ABRAÇO EU AMO VOCÊ: DEIXA-ME SENTIR TUA ALMA ATRAVÉS DO TEU CALOROSO ABRAÇO Cleber Chaves da Costa 1 O amor é paciente, o amor é benigno, não é invejoso; o amor não é orgulhoso, não se envaidece; não é descortês,

Leia mais

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Digamos onde acordou tudo alegre e assim permaneceu. Acho completamente impossível tentar descrever nas palavras o sentimento que sinto aqui dentro

Leia mais

Mais uma Prece (Marcelo Daimom)

Mais uma Prece (Marcelo Daimom) INTRODUÇÃO Bm7 4x Bm7 Mais uma Prece Nesse momento, e sempre eu quero lembrar Bm7 O que a vida me fez acreditar Bm7 Que existe uma chama que nos conduz Bm7 Nos ensina a viver meu Jesus Em Bm7 Que em toda

Leia mais

DEPRESSÃO OLIVEIRA. E. N. P. 1 RIBEIRO. T. C 2 FARIA. M.C. C. 3 RESUMO

DEPRESSÃO OLIVEIRA. E. N. P. 1 RIBEIRO. T. C 2 FARIA. M.C. C. 3 RESUMO DEPRESSÃO OLIVEIRA. E. N. P. 1 RIBEIRO. T. C 2 FARIA. M.C. C. 3 RESUMO A Depressão é um sentimento exagerado da tristeza, ou seja, um transtorno mental. É uma doença que causa um grande desânimo, cansaço,

Leia mais

Altos da Serra - Capítulo Altos da Serra. Novela de Fernando de Oliveira. Escrita por Fernando de Oliveira. Personagens deste Capítulo

Altos da Serra - Capítulo Altos da Serra. Novela de Fernando de Oliveira. Escrita por Fernando de Oliveira. Personagens deste Capítulo Altos da Serra - Capítulo 09 1 Altos da Serra Novela de Fernando de Oliveira Escrita por Fernando de Oliveira Personagens deste Capítulo Altos da Serra - Capítulo 09 2 CENA 01. DELEGACIA INT. / NOITE Sargento

Leia mais

Jesus tinha entrado em Jericó e estava atravessando a cidade. Havia aí um homem chamado Zaqueu: era chefe dos cobradores de impostos e muito rico.

Jesus tinha entrado em Jericó e estava atravessando a cidade. Havia aí um homem chamado Zaqueu: era chefe dos cobradores de impostos e muito rico. Lc 19, 1-10 Jesus tinha entrado em Jericó e estava atravessando a cidade. Havia aí um homem chamado Zaqueu: era chefe dos cobradores de impostos e muito rico. Zaqueu desejava ver quem era Jesus, mas não

Leia mais

O QUE A GENTE QUER MURAL P(R)O(F)ÉTICO. Estudantes do 3º EJA MÉDIO

O QUE A GENTE QUER MURAL P(R)O(F)ÉTICO. Estudantes do 3º EJA MÉDIO O QUE A GENTE QUER MURAL P(R)O(F)ÉTICO Estudantes do 3º EJA MÉDIO 2 3 APRESENTAÇÃO Os poemas que se seguem foram escritos pelos estudantes do 3º EJA A do Ensino Médio da Escola Estadual Dionysio Costa

Leia mais

'' A historia esta narrada sobre um menino solitário '' esse menino vivia sozinho,o pai morto a,mãe largo ele guando tinha 03 anos de idade

'' A historia esta narrada sobre um menino solitário '' esse menino vivia sozinho,o pai morto a,mãe largo ele guando tinha 03 anos de idade amor proprio '' A historia esta narrada sobre um menino solitário '' esse menino vivia sozinho,o pai morto a,mãe largo ele guando tinha 03 anos de idade ele fica sozinho no meio da rua com fome e com sede,um

Leia mais

SER TUDO QUE SONHA, REALIDADE QUE VIVE!

SER TUDO QUE SONHA, REALIDADE QUE VIVE! SER TUDO QUE SONHA, NA REALIDADE QUE VIVE! E cada dia ao ser vivido, na calada da noite lembrado, será sempre motivo de emoção, pois mesmo sendo a luta difícil, o resultado será sempre de prazer por tê-la

Leia mais

Sejam Bem-Vindos! Mary Kay Ash

Sejam Bem-Vindos! Mary Kay Ash Sejam Bem-Vindos! Vislumbrei uma companhia na qual qualquer mulher poderia ter tanto sucesso quanto desejasse. As portas estariam abertas às oportunidades para as mulheres que estiverem dispostas a pagar

Leia mais

O EGO E SUAS MANIFESTAÇÕES

O EGO E SUAS MANIFESTAÇÕES O EGO E SUAS MANIFESTAÇÕES A criação nos deu os instintos por alguma razão. Sem eles não seríamos seres humanos completos. Se os homens e as mulheres não se esforçassem a fim de se sentir seguros, a fim

Leia mais

Consultoria de imagem para coach

Consultoria de imagem para coach Consultoria de imagem para coach Com a Master Coach Patrícia Coelho DESCUBRA SEU PODER ATRAVÉS DA SUA IMAGEM Olá, aqui é a Patrícia Coelho! Gratidão pelo seu interesse com a consultoria de imagem e coaching

Leia mais

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas Page 1 of 6 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Sociologia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Amor & Sociologia

Leia mais

+ Amor - Julgue THAIS KAROLINE

+ Amor - Julgue THAIS KAROLINE + Amor - Julgue THAIS KAROLINE Olá! meu nome é Thais Karoline: Nunca fui boa de escrever algo, mas pelo que sinto demostram tudo rs Sabemos que muitas pessoas gostam de julgar, pelo seus erros mas ninguém

Leia mais

AMOR PROVADO Ninho Bagunçado (Décimo primeiro ao décimo nono ano)

AMOR PROVADO Ninho Bagunçado (Décimo primeiro ao décimo nono ano) AMOR PROVADO Ninho Bagunçado (Décimo primeiro ao décimo nono ano) a) Manter uma identidade pessoal e uma identidade para o casamento > Dependência exagerada - A identidade do cônjuge é um reflexo do seu

Leia mais

A Realidade e Mitos sobre o Despertar Espiritual. Enrique R. Argañaraz

A Realidade e Mitos sobre o Despertar Espiritual. Enrique R. Argañaraz A Realidade e Mitos sobre o Despertar Espiritual Enrique R. Argañaraz Algo em comum a todos os seres humanos: Todos querem ser felizes!! Mas, Porque Sofremos? Porque cada um imagina sua felicidade de

Leia mais

UMA HISTÓRIA DE AMOR

UMA HISTÓRIA DE AMOR UMA HISTÓRIA DE AMOR Nunca fui de acreditar nessa história de amor "á primeira vista", até conhecer Antonio. Eu era apenas uma menina, que vivia um dia de cada vez sem pretensões de me entregar novamente,

Leia mais

VISGO SINTA-SE ATRAÍDO PELA POESIA

VISGO SINTA-SE ATRAÍDO PELA POESIA VISGO SINTA-SE ATRAÍDO PELA POESIA Editor Thiago Regina Projeto Gráfico e Editorial Rodrigo Rodrigues Revisão Kamila Wozniak Copidesque Jade Coelho Capa Tiago Shima Copyright Viseu Todos os direitos desta

Leia mais

Robson Dias. Pelo Espírito Vovó Amália

Robson Dias. Pelo Espírito Vovó Amália Robson Dias Pelo Espírito Vovó Amália Caro Professor, As histórias cênicas e a música são recursos que podemos usar como uma possibilidade a mais para ajudar os alunos na construção de seus conhecimentos.

Leia mais

É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a

É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a vida e projeto de seu FILHO. A missão dela era nos dar Jesus e fez isso de maneira ímpar. Vamos refletir nos fatos na vida de Jesus onde ELA está

Leia mais

OS CICLOS DOS 7 ANOS

OS CICLOS DOS 7 ANOS OS CICLOS DOS 7 ANOS Os mistérios que envolvem a nossa vida, desde o nascimento, como as experiências, os fatos, os acontecimentos, bons e ruins, as pessoas que surgem ou desaparecem, de nossas vidas,

Leia mais

Disciplina. Me Ajuda a. Crescer. Vocês gostariam de fazer uns biscoitos?

Disciplina. Me Ajuda a. Crescer. Vocês gostariam de fazer uns biscoitos? 11 10 9 8 7 Disciplina Me Ajuda a Crescer 5 Vocês gostariam de fazer uns biscoitos? Gostaria! E é minha vez de escolher a receita. Não é não! É a minha. Claro que não, Tina! Você escolheu por último. Ai,

Leia mais

QUANDO A VIDA NOS ENSINA A AMAR!

QUANDO A VIDA NOS ENSINA A AMAR! QUANDO A VIDA NOS ENSINA A AMAR! Se a cada passo nos aproximamos de onde queremos, a cada aprimoramento do sentimento, nos aproximamos do amor, e é na convivência que ele se torna verdadeiramente capaz

Leia mais

SER, PARA SEMPRE, FELIZ!

SER, PARA SEMPRE, FELIZ! SER, PARA SEMPRE, FELIZ! Não importa o que acabou de acontecer, importa o que irá acontecer, pois se bom ou mal, ficou no passado, mesmo que sirva de exemplo, o sabor, ou seja, lá o que for, jamais será

Leia mais

Eu acredito que você está aqui, nessa vida, por uma razão

Eu acredito que você está aqui, nessa vida, por uma razão Bem vinda ao Essa semana é toda dedicada a te ajudar a se reconectar com a sua essência e ter autoconfiança pra viver sua verdade Eu acredito que você está aqui, nessa vida, por uma razão especial. Eu

Leia mais

Contrabaixo Minimalista

Contrabaixo Minimalista Contrabaixo Minimalista Valorizando as coisas que realmente são importantes e jogando o resto fora. Olá Baixista, Tudo bem? Antes de abordarmos o tema principal deste ebook, gostaria de falar um pouco

Leia mais

Escrito por Davi Eberhard - SIL Dom, 10 de Abril de :47 - Última atualização Qui, 14 de Abril de :19

Escrito por Davi Eberhard - SIL Dom, 10 de Abril de :47 - Última atualização Qui, 14 de Abril de :19 Advertência 1: Motivação Motivação é essencial. Se você não tiver motivação própria, você não vai aprender outra língua. Não adianta ter motivação imposta pelos outros, aprender por razões dos outros,

Leia mais

- Administração UFSJ - MBA Gestão de Negócios e Marketing - Trainer em Programação Neurolinguística - Master em Programação Neurolinguística -

- Administração UFSJ - MBA Gestão de Negócios e Marketing - Trainer em Programação Neurolinguística - Master em Programação Neurolinguística - Everton Saulo Silveira - Administração UFSJ - MBA Gestão de Negócios e Marketing - Trainer em Programação Neurolinguística - Master em Programação Neurolinguística - Practitioner em Programação Neurolinguística

Leia mais

A Patricinha. Ninguém é realmente digno de inveja, e tantos são dignos de lástima! Arthur Schopenhauer

A Patricinha. Ninguém é realmente digno de inveja, e tantos são dignos de lástima! Arthur Schopenhauer Roleta Russa 13 A Patricinha Ninguém é realmente digno de inveja, e tantos são dignos de lástima! Arthur Schopenhauer Oi. Eu sou a Patrícia. Prazer. Você é?... Quer sentar? Aceita uma bebida, um chá, um

Leia mais

Bom dia! Texto. 2ª FEIRA 25 de março

Bom dia! Texto. 2ª FEIRA 25 de março 2ª FEIRA 25 de março QUARESMA- Pela estrada de Jesus Rumo à Vida Feliz Obrigatório! Iniciamos uma nova semana. E na nossa caminhada com Jesus acrescentamos mais um sinal que nos quer ajudar a viver bem

Leia mais

É possível ganhar uma batalha que parece perdida, não se dê Por vencido, o segredo é não ter medo de errar, porque é errando que se aprende.

É possível ganhar uma batalha que parece perdida, não se dê Por vencido, o segredo é não ter medo de errar, porque é errando que se aprende. Nome: Thainá Morra Martins Série: 6 A Não desista de viver! Quando menos esperar tudo ficará melhor Tudo em volta ficará melhor. Quando tratamos de sermos melhores tudo ao nosso redor fica melhor. Você

Leia mais

Pergaminho dos Sonhos

Pergaminho dos Sonhos Pergaminho dos Sonhos Michel R.S. Era uma vez um poeta... Um jovem poeta que aprendera a amar e deixar de amar. E de uma forma tão simples, assim como o bem e o mal, O amor tornou-se o objetivo de suas

Leia mais

ÉTICA PROFISSIONAL. Curso de Engenharia UNIP

ÉTICA PROFISSIONAL. Curso de Engenharia UNIP ÉTICA PROFISSIONAL Curso de Engenharia UNIP O QUE É ÉTICA? O QUE É ÉTICA? Tradicionalmente é entendida como um estudo ou uma reflexão sobre os costumes ou sobre as ações humanas. Pode ser entendida também

Leia mais

A paz já lá está A paz já lá está, Página 1

A paz já lá está A paz já lá está, Página 1 A paz já lá está! A paz já lá está, Página 1 A minha mensagem é muito, muito simples. Muitas pessoas vêm ouvir-me e sentam-se aí, meio tensas: "O que é que eu vou ouvir?" E eu digo-lhes sempre: "Relaxem."

Leia mais

2 TU-AFETIVIDADE E SEXUALIDADE. Meus primeiros amores. Na construção do amor

2 TU-AFETIVIDADE E SEXUALIDADE. Meus primeiros amores. Na construção do amor E acima de tudo isto, o amor, que é vínculo da unidade perfeita. Col. 3,1 1 E acima de tudo isto, o amor, que é vínculo da unidade perfeita. Col 3,1 Te convidamos para ler estas histórias... Um homem de

Leia mais

SEMANA DO ESPANHOL DE VERDADE MATERIAL DE APOIO AULA 2

SEMANA DO ESPANHOL DE VERDADE MATERIAL DE APOIO AULA 2 SEMANA DO ESPANHOL DE VERDADE MATERIAL DE APOIO AULA 2 O que você vai encontrar neste material? Hola! Neste material complementar da Aula 2 da Semana do Espanhol de Verdade eu vou te mostrar : Revisão

Leia mais

CURTA, SIGA E COMPARTILHE!

CURTA, SIGA E COMPARTILHE! Esse material que você acaba de receber é parte do vasto repertório de assuntos abordados pela dupla Hermes & Browni em seus quadrinhos, textos e livros, além de conter pequenos trechos do livro CRIATIVIDADE

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE LINGUAGENS 7º ANO CARLA

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE LINGUAGENS 7º ANO CARLA LISTA DE RECUPERAÇÃO DE LINGUAGENS 7º ANO CARLA TEXTO 1. De onde vem a narradora e protagonista do texto? (0,4) 2. Para a autora o que apagava as lembranças de sua infância? (0,4) 3. Retire do texto dois

Leia mais

Inteligência Emocional para Vencer. Diretora Senior Fernanda Groba

Inteligência Emocional para Vencer. Diretora Senior Fernanda Groba Inteligência Emocional para Vencer Diretora Senior Fernanda Groba Bem-Vindas!!! O que é Inteligencia Emocional? Em 1995 o psicólogo Daniel Goleman criou este conceito e difundiu para o mundo. Inteligência

Leia mais

Quem sou eu? Meu nome é Aline Rocha, decidi sair do trabalho de telemarketing para fazer algo que gosto.

Quem sou eu? Meu nome é Aline Rocha, decidi sair do trabalho de telemarketing para fazer algo que gosto. Quem sou eu? Meu nome é Aline Rocha, decidi sair do trabalho de telemarketing para fazer algo que gosto. Hoje eu escrevo textos para o meu blog, onde eu dou dicas simples porém que realmente funcionam,

Leia mais

Análise de discursos textuais: questões

Análise de discursos textuais: questões Análise de discursos textuais: questões Com base no texto a seguir, responda às questões (1) e (2): Os Poemas Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês. Quando fechas

Leia mais

Aquele que não é capaz de governar a si mesmo não será capaz de governar os outros. Mahatma Gandhi

Aquele que não é capaz de governar a si mesmo não será capaz de governar os outros. Mahatma Gandhi Aquele que não é capaz de governar a si mesmo não será capaz de governar os outros Mahatma Gandhi BE DO HAVE BE Essência Valores Pensamentos DO Capacidade HAVE Performance Resultado O QUE É SER EMPREENDEDOR?

Leia mais

O INÍCIO DE CADA JORNADA COMEÇA POR UM ATO DE CORAGEM JORNADA DA. Mul her PRÓXIMAS EDIÇÕES SÃO PAULO RIO DE JANEIRO PASSOS / MG

O INÍCIO DE CADA JORNADA COMEÇA POR UM ATO DE CORAGEM JORNADA DA. Mul her PRÓXIMAS EDIÇÕES SÃO PAULO RIO DE JANEIRO PASSOS / MG O INÍCIO DE CADA JORNADA COMEÇA POR UM ATO DE CORAGEM JORNADA DA Mul her PRÓXIMAS EDIÇÕES SÃO PAULO RIO DE JANEIRO PASSOS / MG O INÍCIO DE TUDO SUA JORNADA COMEÇA AGORA A CORAGEM NA JORNADA A Coragem de

Leia mais