2ª ETAPA. G A B A R I T O 3 Duque de Caxias

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2ª ETAPA. G A B A R I T O 3 Duque de Caxias"

Transcrição

1 Identifique-se aqui! Inscriçã Nme legível Assinatura REDAÇÃO e QUESTÕES SUBJETIVAS / Partes integrantes e inseparáveis da Prva Objetiva Faça a REDAÇÃO e respnda brigatriamente a pel mens 1 (uma) questã subjetiva. Prezad(a) Candidat(a) Cmente nas linhas abaix cm ttal liberdade para se manifestar a sua visã d cenári nacinal cnstruíd pels integrantes d pder executiv sb cmand d atual Presidente da República. Saiba, antes de iniciar a tarefa slicitada, que a Banca Examinadra nã levará em cnsideraçã as suas piniões sejam quais frem que se fizerem presentes n text a ser redigid e sim a sua capacidade de se expressar, de cncatenar ideias, de argumentar mediante pensament rganizad, cnstruind frases que respeitem as nrmas cultas da Língua Prtuguesa. A avaliaçã se restringe a iss e na frma cnsagrada n art. 7.º d Regulament d Prcess Seletiv. Redija cupand, n mínim, espaç de 10 (dez) linhas. 1 Se necessári, cntinue e cnclua n vers desta.

2 Interpretaçã ISTOÉ Independente (ediçã digital), em 10/06/2019: Namrada de atr assassinad diz que pai era pssessiv, misógin e planeju crime. Pergunta-se: além de pssessiv e de ter premeditad crime, d que mais essa filha acusu pai? O que pde ser entendid pr misginia? Respsta: Cnheciments gerais ISTOÉ / Ecnmia (ediçã digital), também em 10/06/2019, destaca: Petrbrás recebe R$ 261 milhões de acrd de leniência da Braskem. Pergunta-se: que pde ser entendid pr acrd de leniência? Respsta: Cnheciments atualizads A ISTOÉ (ediçã digital), naquela mesma data, nticiu que em um país sul-american, a inflaçã atingiu, em mai passad, %, em 12 meses. Pergunta-se: a) que país é esse? b) quem é chefe de seu gvern? Respsta: 2

3 Física 31) Um carr, inicialmente em repus, é acelerad até atingir a velcidade de 40 km/h. A mtrista d carr decide entã passar utr carr e acelera até alcançar a velcidade de 60 km/h. Marque a pçã que apresenta a razã entre a variaçã de energia cinética para carr ir de 40 km/h até 60 km/h e a variaçã de energia cinética para carr ir de 0 a 40 km/h: a) 0,50 b) 0,80 c) 1,25 d) 1,50 e) 2,00 32) Um crp cuj vlume é 0,8 m 3 está cm 50% d seu vlume submers em água. Sabend que a densidade da água vale 1000 kg/m 3 e que g = 10m/s 2, determine empux exercid sbre crp. a) 3200 N b) 4000 N c) 3600 N d) 6400 N e) 8000 N 33) A discutir s cnceits de carga elétrica e eletrizaçã, um prfessr de física pede que seus aluns reslvam a seguinte questã: sabend que um crp pssui prótns e elétrns e sabend que a carga elementar vale 1, C, pde-se dizer que este crp está: a) eletrizad psitivamente cm carga igual a 32 C. b) eletrizad negativamente cm carga igual a 32 C. c) eletrizad psitivamente cm carga igual a 20 C. d) eletrizad negativamente cm carga igual a 24 C. e) neutr. 34) O gráfic abaix indica a variaçã da pressã P cm a prfundidade H n interir de um líquid hmgêne e em equilíbri. Sabend que g = 10 m/s 2, determine a densidade d líquid. a) 1, kg/m 3 b) 1, kg/m 3 c) 2, kg/m 3 d) 3, kg/m 3 e) 1, kg/m 3 3

4 35) Uma partícula carregada cm carga de C atravessa uma regiã de camp magnétic cm uma velcidade de 20 m/s perpendicular a esse camp. A partícula, a atravessar essa regiã, fica sujeita a uma frça de N. Determine a intensidade desse camp magnétic. a) 2 T b) 4 T c) 5 T d) 10 T e) 20 T Língua Inglesa TEENS UNHARMED BY SCREEN TIME:STUDY Jemie Harris Press Assciatin APRIL 5, :15PM Using smartphnes and ther screens has little impact n the wellbeing f teens even befre they g t sleep, accrding t a study. Using data frm mre than 17,000 teenagers, Oxfrd University researchers said they fund little evidence t supprt fears that screen time culd damage yung peple s mental health. Implementing best practice statistical and methdlgical techniques we fund little evidence fr substantial negative assciatins between digital-screen engagement and adlescent wellbeing, Oxfrd Internet Institute researcher Amy Orben said. Time-use diaries and self-reprted measures were used in the study frm almst 12,000 adlescents in the UK, mre than 4500 frm Ireland and 790 in the US. Results suggest that the ttal amunt f time spent n screens per a day had a limited impact n teenager s mental health, regardless f it being a weekend r a weekday. It als ntes that digital screen usage tw hurs, ne hur r even 30 minutes befre sleeping presented n clear assciatin with a drp in wellbeing amng teenagers. C-authr f the study, Oxfrd Internet Institute research directr Andrew Przybylskiand study said it fund little clear-cut evidence that screen time decreases adlescent wellbeing, even if the use f digital technlgy ccurs directly befre bedtime. The findings cme as the British gvernment prepares t release its white paper n nline harms n Mnday, which culd make scial media bsses persnally accuntable fr harmful cntent published n their platfrms. Minister will legislate fr a new duty f care t be pliced by an independent regulatr, accrding t the prpsal leaked t the Guardian. The watchdg will have pwers t impse substantial fines fr breaches by cmpanies and hld executives persnally liable, the newspapers reprted. a ac6c7638a257ae7 After reading the text, answer the fllwing questins accrding t it. Read the fllwing questins and chse the best alternative. There is just ne crrect answer. 36) The purpse f the study presented in the text is mainly a) Shw that there is little damage n the use f digital-screens and n teenager wellbeing. b) Shw there is a big impact f using smartphnes befre sleeping n yung peple. c) Shw hw it is harmful the use f smartphnes n adlescents. d) Shw that screen time shuld damage adlescent mental health. e) Shw that the British gvernment will impse substantial fines n the use f smartphnes by teens. 4

5 37) Accrding t "Time-use diaries and self-reprted measures were used in the study frm almst 12,000 adlescents in the UK, mre than 4500 frm Ireland and 790 in the US. the nly crrect sentence is: a) In the UK there were less adlescents studied than in the US. b) In Ireland there were mre adlescents studied than in the UK. c) In the US there was the least number f adlescents studied. d) In the UK there was the least number f adlescents studied. e) In Ireland there was the biggest number f adlescents studied. 38) In The watchdg will have pwers t impse substantial fines fr breaches by cmpanies and hld executives persnally liable, the newspapers reprted. The wrds in bld ( watchdg - fines liable), accrding t the text, mean respectively a) Órgã em defesa d direit d cnsumidr multas respnsáveis b) Cã guarda delicadas - prvável c) Vigia bns que respnde pr falhas d) Grup de bservadres fins - prpens e) Assciaçã bens capaz 39) The best translatin fr Time-use diaries and self-reprted measures were used in the study (line 6) accrding t the text. a) Temp usad em diáris e fts de relats de medidas fram usadas para estudar. b) O us de temp diári e medidas de relatóris de fts eram usads para estud... c) Diáris de us de temp e relatóris própris em medidas usads em estuds... d) Diáris de us de temp e medidas de autrrelats fram usads n estud... e) Temp usad diári e autrrelats em medidas estã em us para estuds... 40) Read the fllwing alternatives and mark the nly ne that des NOT describe accurately the wrd grammatical class and the meaning f the underlined wrds accrding t the text. a)... has little impact n the wellbeing f teens (line 1) It is a nun, meaning bem estar. b)..., Oxfrd University researchers said (line 2) It is a nun, meaning pesquisadres. c)...fund little evidence t supprt fear (line 2) It is a nun, meaning api. d)... assciatins between digital-screen engagement and (line 5) It is a prepsitin, meaning entre. e)... n teenager s mental health, (line 9) It is an adjective, meaning mental. 41) Prepsitin is a wrd usually preceding a nun r prnun and expressing a relatin t anther wrd r element in the clause. Observe the alternatives belw that the underlined wrds are prepsitins, except ne. Mark the alternative which the underlined wrd is nt a prepsitin. a) regardless f it being a weekend r a weekday (line 9) b) It als ntes that digital screen usage (line 10) c) befre sleeping (line 10) d) published n their platfrms.(line 15) e) Ministers will legislate fr a new (line 16) 42) The ing frms f verbs fall int tw grammatical classes: present participle (used t make the prgressive frms f verbs) and gerunds (called verbal nuns and adjectives). In the text we can find sme examples t illustrate the gerunds. Read the fllwing alternatives and mark the nly ne where the ing, is nt a -ing frm, but a wrd ending in ing and refers t a prepsitin. a) Using smartphnes and ther screens (line 1) b) Implementing best practice stat (line 4) c)... regardless f it being (line 9) d) The findings cme as the British gvernment (line 14) e)... accrding t the prpsal (line 16) 5

6 43) In English there are several ways t express future happenings; ne f these is using the mdal verb will. As a mdal it can indicate especial ideas. In Minister will legislate fr a new duty f care (line 16), will expresses. a) Advice fr the future. b) An imprbable result fr the future. c) A future request. d) Infrmatin abut a future event. e) A firm wish fr a distant future. Estuds Sciais Atençã! Situe-se n mês de abril. A matéria abaix transcrita fi publicada na revista ÉPOCA, p. 82, em 29/4/2019. CHM CONRADO HÜBNER MENDES É DOUTOR EM DIREITO E PROFESSOR DA USP O STF sfre a mair nda de ataques de sua história. Os dispars vêm de pel mens cinc frentes. Primeir, de instituições demcráticas cm Cngress: numerss pedids de impeachment cntra ministrs; pedid de CPI da "Lava Tga"; plan de revgaçã da PEC da bengala (sb a usada interpretaçã de que atuais ministrs seriam apsentads mais rápid, abrind vagas imediatas para juízes alinhads); grits em defesa da desbediência a rdens d STF, na inspiradra tradiçã de Eduard Cunha e Renan Calheirs. Segund, de agentes públics que cnfiam gzar de liberdade de expressã a despeit d decr institucinal: tuites ameaçadres de generais; apel de deputada à "intervençã militar"; tuites de prcuradres da República que questinam hnestidade de ministrs; u "fg amig" ds própris ministrs (um deles até cmentu, em ff, que sairia cm pv para jgar pedra n tribunal cas se revertesse uma decisã; utr já cmparu clega a analfabet em Direit). Em terceir lugar, n âmbit da esfera pública, multiplicam-se reprtagens investigativas sbre a vida de ministrs, passeis nababescs em Nva Yrk, mesadas pagas pr escritóri de advcacia da espsa, lbby pela nmeaçã das filhas a Tribunal de Justiça, palestras em bancs, cnflits de interesse d juiz-empresári, a prmiscuidade ns salões brasilienses. Em quart, na esfera semipública das redes sbram linchaments reputacinais e viralizam alegrias de fechament d tribunal ("um sldad e um cab"). Em quint, n espaç públic, a pichaçã vermelha n mur de casa, s esculachs e assédis em aviã, em feira, em restaurante etc. Até prtests em carrs de sm na Avenida Paulista já se vltam cntra STF. O cerc é vilent, e O STF sentiu. E se perdeu. Fez sessã slene, sem avis prévi, de hmenagem a tribunal pels serviçs prestads. Embarcu na via intimidatória e instauru um inquérit para investigar s maledicentes. Antes fsse um inquérit para investigar a si mesm. Dias Tffli, sentind-se "crdeir imlad para fazer bem", disse que lá na frente "vã recnhecer que estams certs". Mais diret, Alexandre de Mraes ns autrizu a "espernear à vntade". Temps atrás, havia afirmad que declarações "duvidsas, exageradas, cndenáveis, satíricas", até as "errôneas", estã prtegidas pel mant da liberdade de expressã. Nesta semana, racicíni deu curt-circuit a dizer que nã se pde "prejudicar a hnra de uma pessa" pr mei de um vazament. Tem razã, mas a pergunta nã era esta: pr que a censura unilateral e apressada? O narcisism autritári e a presunçã de infalibilidade nã vã ajudar senã s adversáris. Nada diss surgiu n vácu u devid à cnjuntura externa. O tribunal é cautr dessa cnjuntura. Há muits ans, crítics precupads cm a crise de autridade d STF vêm pedind a tribunal nada mais que respnsabilidade plítica: apeg as rituais de imparcialidade, preservaçã da institucinalidade acima de individualidades, prcediments limps e imunes à bstruçã estratégica, algum grau de previsibilidade n temp e n cnteúd de suas decisões. Mens ilusinism, mais cnsistência; mens deslumbre, mais respeit própri; mens quantidade (de páginas, de beletrism, de temp perdid), mais qualidade. O STF respndeu nã só cm empáfia e indiferença, mas cm dses perigsas de arbítri e ppulísprudêncía ( ppulism vestid de jurisprudência, que se deixa sequestrar pela vz das ruas). Chegu a hra, ministrs, de exercer uma respnsabilidade plítica mais elementar: a da autssbrevivência. Nã a entendam cm capitulaçã u aut bicte, à maneira d presidente da Crte, que anunciu retrn a uma "clássica separaçã de Pderes" e prmeteu um "pact republican pelas refrmas". Quis embrulhar plan clabracinista num pbre eufemism. A autssbrevivência também nã significa instalar delegacia de plícia num gabinete e recrrer à censura em nme da "hnrabilidade institucinal", essa categria tã autcrática quant ardilsa, pis nã se cnquista pela repressã. Já se disse pr aí que a demcracia termina em eufemism. A dignidade e a independência judiciais também. Ninguém pde salvar STF de si mesm. 6

7 44) É feita mençã a STF que vem a ser... I... a mais elevada instância d pder judiciári n Brasil. II... a crte suprema: última instância pis de suas decisões nã cabe mais recurs a nenhum utr tribunal. III... a guardiã da Cnstituiçã Federal, sua funçã fundamental. IV...um tribunal cmpst pr 11 juízes que após sabatinads e aprvads pel Senad Federal sã nmeads pel Presidente da República. Pde ser aceit afirmad em: a) I apenas. b) I e II. c) I, II e III. d) I, II e IV. e) I, II, III e IV. 45) Cita-se abaix crretamente que articulista Cnrad Hübner Mendes arrla cm nada mais que respnsabilidade plítica requerida pels crítics precupads cm a crise de autridade d STF, excet cntid em uma das cinc afirmativas. Identifique-a. a) ppulisprudência. b) apeg as rituais de imparcialidade. c) institucinalidade acima de individualidade. d) mais cnsistência, mais respeit própri, mais qualidade. e) prcediments limps e imunes à bstruçã estratégica. 46) Em que se cnstituiu basicamente - a Prpsta de Emenda à Cnstituiçã apelidada de PEC da Bengala? a) Na ampliaçã de 70 para 76 ans da idade definida para a apsentadria ds nze juízes d Suprem Tribunal Federal. b) Na ampliaçã da ajuda financeira adicinal as ministrs que se encntravam na faixa de 60 ans. c) Na vitaliciedade ds venciments ds juízes septuagenáris d STF. d) Na ampliaçã da idade de apsentadria cmpulsória de tds s juízes ds tribunais superires d Brasil. e) Na bem engendrada centralizaçã ds pderes da República nas mãs da presidente Dilma. 47) Deltan Dallagnl cita cm send cmentári feit em ff pr um ministr d STF: se depis diss a gente ainda derrubar a prisã em segunda instância, vã depredar prédi d Suprem. E eu su capaz de sair para jgar pedra também. Esta teria sid a fala integral d ministr. Num segund mment, Dallagnl disse: A manifestaçã d ministr é evidentemente uma metáfra d seu descntentament cm s rums que a Crte está seguind, O que pde ser dit - cm segurança - a respeit d episódi ra cmentad? a) Inexiste cnfirmaçã a respeit d nme d ministr que teria feit tal cmentári. b) O autr d cmentári é Rbert Barrs. c) O autr é Cels de Mell. d) O autr é Luiz Fux. e) O autr é Edsn Fachin. 48) A quem se refere articulista CHM a antar cnflit de interesse d juiz-empresári? a) A ministr que fi chamad pr um ds seus pares d STF de mistura de mal cm atras e pitadas de psicpatia. b) A decan da Crte. c) A ministr que teve 2 tentativas (1994 e 1995) de cncrrer a carg de juiz de direit substitut d Estad de Sã Paul, sem ter lgrad aprvaçã. d) A mais recente aprvad para integrar Suprem Tribunal Federal. e) À ministra que cupu a presidência d STF imediatamente anterir a atual presidente. 7

8 49) De acrd cm as nrmas vigentes, prcessar e julgar integrantes d STF pr crimes de respnsabilidade é cmpetência privativa... a)... da Presidência da República. b)... d Senad Federal. c)... da própria Crte. d)... da Câmara ds Deputads. e)... d Superir Tribunal de Justiça. 50) Sabe-se que de 2015 até a data da publicaçã d artig de C.H.M, mais de 20 pedids de impeachment fram prtclads, que cnfirma pr ele antad: numerss pedids de impeachment cntra ministrs d STF. Que ministr se apresenta cm mair alv dessas ações? a) Marc Auréli de Mell. b) Dias Tffli. c) Ricard Lewandwsky. d) Gilmar Mendes. e) Luiz Fux. Matemática 2x 2 3x 6 51) Simplificand a expressã, cnsiderand x 1, x 2, btems: 2 2 x 1 x 3x 2 a) 2 3 x 1 x 1 b) 2 3 x 1 x 1 c) 5 x 1 d) 1 x 1 e) 5 2x ) Sejam s1 e s2 as sluções da equaçã 8 2x 2. O resultad d prdut de s1 cm s2 é igual a: a) 7 b) 6 c) 10 d) 12 e) 14 8

9 53) Cnsidere s cnjunts A, B e C da figura abaix: A B A parte hachurada desta figura representa cnjunt: a) (B C) A b) B (A C) c) A (B C) d) C (A B) e) (A B) (A C) (B C) 54) Cnsidere um recipiente n frmat de um cilindr circular ret e cm água n seu interir. A clcarms uma esfera de rai R dentr deste cilindr, nível da água aumentu 9 cm. Sabend que este recipiente tem 32 cm de diâmetr da base, rai R da esfera vale: a) 12 cm b) 24 cm c) 16 cm d) 20 cm e) 8 cm 55) As retas r: y x 3 e s: y x 3 se interceptam n pnt: a) 33, b) 03, c) 30, d) 3, 3 e) 33, 56) Pde-se afirmar que C cs4080 é igual a: a) b) c) d) e) cs60 cs30 cs30 cs60 cs0 9

10 57) Um filh ganhu de seu pai R$ 214,00 em ntas de 2 reais, 5 reais e 20 reais. Sabend que recebeu dez ntas de 20 reais, entã númer de ntas necessárias para cmpletar a quantia ttal é igual a: a) 2 b) 4 c) 3 d) 5 e) 6 58) Cnsidere um grup de 6 hmens, entre eles Abel e um grup de 8 mulheres, entre elas Beatriz. Quantas cmissões cm 3 hmens e 4 mulheres pdem ser frmadas, cm Abel entre s hmens e sem Beatriz entre as mulheres? a) 35 b) 45 c) 62 d) 350 e) ) Se lg x 1,236, entã 0,824 representa: a) b) c) d) e) 3 lg 3 x lg 3 lg x x x lg x 60) Cnsidere a circunferência de centr O e quadrad ABCD representads na figura abaix. O pnt P representa a interseçã das diagnais AC e BD. Os pnts C, D e E sã pnts de interseçã d quadrad cm a circunferência. B E A P O C D Se lad d quadrad mede 10 cm, entã a distância OP, mede: a) 2 cm b) 1,25 cm c) 1,5 cm d) 1 cm e) 0,75 cm 10