LÍNGUA PORTUGUESA INTERATIVIDADE FINAL DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES AULA. AULA: 23.1 Conteúdo: Texto dissertativo-argumentativo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LÍNGUA PORTUGUESA INTERATIVIDADE FINAL DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES AULA. AULA: 23.1 Conteúdo: Texto dissertativo-argumentativo"

Transcrição

1

2 : 23.1 Conteúdo: Texto dissertativo-argumentativo

3 Habilidades: Perceber como se organizam os parágrafos de um texto dissertativo-argumentativo.

4 Texto dissertativo O texto dissertativo é um tipo de texto cobrado em vestibulares e no ENEM. É um texto que exige do estudante a construção e defesa de seu ponto de vista. O texto deve conter uma tese inicial e argumentos que comprovem o seu principal ponto de vista.

5 Texto argumentativo Modalidade de texto em que se defende um ponto de vista. Argumentação é importante, pois apresenta fundamentos para sustentar a tese. Normas de organização bastante particulares.

6 Meio ambiente e tecnologia: não há contraste, há solução.

7 Elementos Introdução: apresenta-se a ideia ou o ponto de vista que será defendido. Desenvolvimento ou argumentação: desenvolvese o ponto de vista (para convencer o leitor, é preciso usar uma sólida argumentação, citar exemplos, recorrer a opiniões de especialistas, fornecer dados, etc.).

8 Elementos Conclusão: dá-se um fecho coerente com o desenvolvimento, usando os argumentos apresentados.

9 Características Requer uma linguagem mais sóbria, denotativa. O uso da figura de linguagem deve ser com valor argumentativo. As orações devem se dispor, de preferência, em ordem direta. É preferível o uso da terceira pessoa, caracterizando o texto argumentativo objetivo.

10 Características Não apresenta uma progressão temporal; os conceitos são genéricos, abstratos e, em geral não se prendem a uma situação de tempo e espaço. Verbos no presente. Períodos compostos, com o encadeamento de ideias. Emprego dos conectores (preposições, conjunções e pronomes relativos).

11 1º parágrafo: Introdução com apresentação da tese a ser defendida; Uma das maiores preocupações do século XXI é a preservação ambiental, fator que envolve o futuro do planeta e, consequentemente, a sobrevivência humana. Contraditoriamente, esses problemas da natureza, quando analisados, são equivocadamente colocados em oposição à tecnologia.

12 2º parágrafo: Há o desenvolvimento da tese com fundamentos argumentativos; O paradoxo acontece porque, de certa forma, o avanço tem um preço a se pagar. As indústrias, por exemplo, que são costumeiramente ligadas ao progresso, emitem quantidades exorbitantes de CO2 (carbono), responsáveis pelo prejuízo causado à Camada de Ozônio e, por conseguinte, problemas ambientais que afetam a população.

13 Mas, se a tecnologia significa conhecimento, nesse caso, não vemos contrastes com o meio ambiente. Estamos numa época em que preservar os ecossistemas do planeta é mais do que avanço, é uma questão de continuidade das espécies animais e vegetais, incluindo-se principalmente nós, humanos. As pesquisas acontecem a todo o momento e, dessa forma, podemos considerá-las parceiras na busca por soluções a essa problemática.

14 3º parágrafo: A conclusão é desenvolvida com uma proposta de intervenção relacionada à tese. O desenvolvimento de projetos científicos que visem a amenizar os transtornos causados à Terra é plenamente possível e real. A era tecnológica precisa atuar a serviço do bem-estar, da qualidade de vida, muito mais do que em favor de um conforto momentâneo. Nessas circunstâncias não existe contraste algum, pelo contrário,

15 há uma relação direta que poderá se transformar na salvação do mundo. Portanto, as universidades e instituições de pesquisas em geral precisam agir rapidamente na elaboração de pacotes científicos com vistas a combater os resultados caóticos da falta de conscientização humana. Nada melhor do que a ciência para direcionar formas práticas de amenizarmos a ferida que tomou conta do nosso Planeta Azul.

16 Dicas Infalíveis para Escrever um Texto Dissertativo-Argumentativo: Como começar? Ter conhecimento sobre o tema; Transformar tal conhecimento numa pergunta, na qual a sua resposta dará origem às ideias. Faça uma reflexão sobre o assunto. Elabore um rascunho, planejando o conteúdo e organizando as ideias.

17 Dicas Infalíveis para Escrever um Texto Dissertativo-Argumentativo: Como discutir? Escolha os seus argumentos, seja ele para concordar, contestar ou fazer oposições, e exponha exemplos, juízos, conceitos, raciocínios a fim de fundamentar a sua discussão.

18 Dicas Infalíveis para Escrever um Texto Dissertativo-Argumentativo: Como argumentar? Cada parágrafo argumentativo deve expor adequadamente uma ideia-central, através dos exemplos, juízos, evidências, relações de causa e consequência.

19 Dicas Infalíveis para Escrever um Texto Dissertativo-Argumentativo: Como concluir? Para a conclusão, siga de forma coerente com a discussão: elabore uma síntese do conteúdo discutido, retome o posicionamento da tese ou atribuia uma perspectiva ou solução para o problema.

20 Dicas Infalíveis para Escrever um Texto Dissertativo-Argumentativo: Para se fazer uma boa dissertação é muito importante: Ler o tema com muita atenção, para entender o que se é pedido; Ter conhecimento do tema que irá desenvolver; Fazer um rascunho antes de começar a escrever o texto original;

21 Dicas Infalíveis para Escrever um Texto Dissertativo-Argumentativo: Para se fazer uma boa dissertação é muito importante: Evitar expressões como: na minha opinião, eu penso que, eu acho que, e procurar escrever o texto sempre em 3º pessoa do singular ou do plural. Manter o máximo de clareza no que está escrevendo;

22 Dicas Infalíveis para Escrever um Texto Dissertativo-Argumentativo: Para se fazer uma boa dissertação é muito importante: Todo texto dissertativo deve apresentar: parágrafo introdutório (tese), desenvolvimento (exposição/argumentação) e conclusão.

23 Dicas Infalíveis para Escrever um Texto Dissertativo-Argumentativo: Para se fazer uma boa dissertação é muito importante: - Evitar construir frases embromatórias. Certifique-se de que todas as palavras que constituem a frase são fundamentais. Evitar o uso de palavras abreviadas, do etc., da palavra coisa, e de gírias.

24 Vamos praticar! Dividam a turma em três grupos: Cada grupo ficará responsável por uma parte do texto dissertativo-argumentativo; O tema da redação é: O ensino médio presencial por mediação tecnológica

25 Grupo 1: Introdução Grupo 2: Desenvolvimento (1 ou 2 parágrafos) Grupo 3: Conclusão

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP Singular-Anglo Vestibulares Professora Natália Sanches Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. Retirado do site oficial do vestibular. FUVEST e UNESP Na correção, três

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS. VESTIBULAR 2012 I Processo Seletivo PROVA II

FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS. VESTIBULAR 2012 I Processo Seletivo PROVA II FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS VESTIBULAR 2012 I Processo Seletivo PROVA II SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Este caderno contém uma prova de redação no valor de 40 (quarenta) pontos. 1.

Leia mais

CONTEÚDO E HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES Nº 1 4º BIMESTRE/2015

CONTEÚDO E HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES Nº 1 4º BIMESTRE/2015 , CONTEÚDO E HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES Nº 1 4º BIMESTRE/2015 Senhores pais, segue enviando o Horário das Avaliações Nº 01 do 4º Bimestre/2015. 5º Ano A Dia Disciplina Conteúdo Geografia = Capítulo 1 - Mundo,

Leia mais

Netiqueta Regras de convivência na Internet

Netiqueta Regras de convivência na Internet São alguns modelos de conduta que irão facilitar o relacionamento com os colegas e professor e contribuir para uma aprendizagem colaborativa e efetiva. O termo inglês NET (significa REDE ) e o termo ETIQUETA

Leia mais

Departamento de Sistemas e Computação

Departamento de Sistemas e Computação Coisas que um aluno de pósgraduação deve saber... Jacques Sauvé Departamento de Sistemas e Computação UFCG 2007 Assuntos O que é pós graduação? Como funciona a orientação? Sobre a escrita de trabalhos

Leia mais

Energia Eólica. Atividade de Aprendizagem 3. Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia / vida e ambiente

Energia Eólica. Atividade de Aprendizagem 3. Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia / vida e ambiente Energia Eólica Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia / vida e ambiente Tema Eletricidade / usos da energia / uso dos recursos naturais Conteúdos Energia eólica / obtenção de energia e problemas ambientais

Leia mais

Redação no ENEM: considerações preliminares e propostas passadas

Redação no ENEM: considerações preliminares e propostas passadas Redação no ENEM: considerações preliminares e propostas passadas Neste texto, vamos delinear o que se espera do participante do ENEM na situação específica de produção de textos. Para isso, nada melhor

Leia mais

Oficina inaugural sobre o texto dissertativo-argumentativo

Oficina inaugural sobre o texto dissertativo-argumentativo Caro Monitor, Oficina inaugural sobre o texto dissertativo-argumentativo Esta oficina tem como objetivo geral favorecer o primeiro contato do aluno da EJA Ensino Médio com o tipo textual que será exigido

Leia mais

CN Ensino Médio Oficina de Produção Textual Modalidade EaD Multas e infrações no trânsito Material do monitor

CN Ensino Médio Oficina de Produção Textual Modalidade EaD Multas e infrações no trânsito Material do monitor Prezado monitor Essa Oficina denominada Multas e infrações no trânsito objetiva auxiliar o aluno na elaboração de produções textuais. E para atingir esse objetivo trabalharemos com conteúdos, alguns já

Leia mais

OS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO para a REDAÇÃO do ENEM

OS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO para a REDAÇÃO do ENEM Disciplina Curso Profª Série REDACÃO Ensino Médio Silvia Zanutto 3º Lembre-se: ESTUDO APROVAÇÃO SUCESSO OS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO para a REDAÇÃO do ENEM Aluno,LEIA COM ATENÇÃO! Na redação, o ENEM avalia

Leia mais

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana.

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. 25.2 Conteúdo: Gênero dissertativo-argumentativo. Habilidade: Reconhecer a tese defendida em um texto. (D19) REVISÃO A REDAÇÃO DO ENEM 1 Domínio da

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS PROVA ESCRITA Prova 06 2013 2.º Ciclo do Ensino Básico!. IntI ntrodução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação I - Proposta de Redação INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação A proposta de redação do vestibular do ITA pode ser composta de textos verbais, não verbais (foto ou ilustração,

Leia mais

Infantil, Fundamental e Ensino Médio SGAS, 615 - B/G Brasília / DF CEP: 70200-750 (61)2105-6800 www.redesagrado.com

Infantil, Fundamental e Ensino Médio SGAS, 615 - B/G Brasília / DF CEP: 70200-750 (61)2105-6800 www.redesagrado.com Infantil, Fundamental e Ensino Médio SGAS, 615 - B/G Brasília / DF CEP: 70200-750 (61)2105-6800 www.redesagrado.com Conteúdos AVALIAÇÃO PARCIAL 3º trimestre - 4º Ano (VESPERTINO) Português:(21/09/2015)

Leia mais

FACULDADE AGES COLEGIADO DE DIREITO NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE SEMINÁRIO DE APRESENTAÇÃO DA PRODUÇÃO ÚNICA 2015-1

FACULDADE AGES COLEGIADO DE DIREITO NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE SEMINÁRIO DE APRESENTAÇÃO DA PRODUÇÃO ÚNICA 2015-1 FACULDADE AGES COLEGIADO DE DIREITO NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE SEMINÁRIO DE APRESENTAÇÃO DA PRODUÇÃO ÚNICA 2015-1 1. APRESENTAÇÃO O Projeto Integrador tem como objetivo levar o estudante a campo para

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/ProEn/ProPPEC/2005

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/ProEn/ProPPEC/2005 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/ProEn/ProPPEC/2005 REGULAMENTA A REALIZAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA, EXTENSÃO, TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO, DISSERTAÇÕES E TESES DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS COM SERES HUMANOS.

Leia mais

MATERIAL DE AULA CURSO DE PORTUGUÊS APLICADO PROF. EDUARDO SABBAG REDE LFG

MATERIAL DE AULA CURSO DE PORTUGUÊS APLICADO PROF. EDUARDO SABBAG REDE LFG MATERIAL DE AULA CURSO DE PORTUGUÊS APLICADO PROF. EDUARDO SABBAG REDE LFG I EXERCÍCIOS SOBRE O USO DE CONECTIVOS: Observe o modelo: Frase errada: Embora o Brasil seja um país de grandes recursos naturais,

Leia mais

30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA. Vamos nessa?

30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA. Vamos nessa? 30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA Vamos nessa? 1. Missão da Campanha A mobilização Internet na Escola tem um pedido simples: investimento

Leia mais

Revista Estudos e Pesquisas em Psicologia. Protocolo para Elaboração de Parecer

Revista Estudos e Pesquisas em Psicologia. Protocolo para Elaboração de Parecer UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE PSICOLOGIA Protocolo para Elaboração de Parecer Nome do consultor: Título do artigo: Enviado em: Devolver até: A dará, aos autores dos textos, acesso

Leia mais

ANÁLISE DA DEGRADAÇÃO DO BIOMA CAATINGA NAS IMEDIAÇÕES DA CIDADE DE SANTA CECÍLIA PB

ANÁLISE DA DEGRADAÇÃO DO BIOMA CAATINGA NAS IMEDIAÇÕES DA CIDADE DE SANTA CECÍLIA PB ANÁLISE DA DEGRADAÇÃO DO BIOMA CAATINGA NAS IMEDIAÇÕES DA CIDADE DE SANTA CECÍLIA PB Roseana Barbosa da Silva Graduada em Geografia, Universidade Estadual do Vale do Acaraú UVA/UNAVIDA E-mail: roseanabsilva@gmail.com.br

Leia mais

Aula 3 30/03/15. Plano da aula. Burocracias. O texto da oficina! Burocracias Formação de bancas Defesa do TCC. Entrega dos sumários

Aula 3 30/03/15. Plano da aula. Burocracias. O texto da oficina! Burocracias Formação de bancas Defesa do TCC. Entrega dos sumários Aula 3 Ritual de defesa Plano da aula O texto da oficina! Burocracias Formação de bancas Burocracias Entrega dos sumários Entrega dos documentos de aceite dos orientadores 1 Do ponto de vista da estrutura

Leia mais

1º Congresso Internacional e 2º Congresso Brasileiro da Raça Girolando.

1º Congresso Internacional e 2º Congresso Brasileiro da Raça Girolando. 1º Congresso Internacional e 2º Congresso Brasileiro da Raça Girolando. Normas para elaboração do Resumo Expandido INFORMAÇÕES GERAIS 1) Os resumos expandidos e a ficha de inscrição devidamente preenchida

Leia mais

CONTEÚDO DE RECUPERAÇÃO DO 2º SEMESTRE 2015 FUNDAMENTAL II 6º ANO

CONTEÚDO DE RECUPERAÇÃO DO 2º SEMESTRE 2015 FUNDAMENTAL II 6º ANO CONTEÚDO DE RECUPERAÇÃO DO 2º SEMESTRE 2015 FUNDAMENTAL II 6º ANO Disciplina GEOGRAFIA Turma 6º ano 1. População Mundial - Grupo7 Páginas 207 a 215- Bônus demográfico e fases da transição demográfica (material

Leia mais

ENSINO E APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, COM A UTILIZAÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA.

ENSINO E APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, COM A UTILIZAÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA. ENSINO E APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, COM A UTILIZAÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA. Josilene Maria de Almeida 1 ; Rosângela Miranda de Lima 2 ; Maria Sônia Lopes da Silva; Maria Anunciada

Leia mais

Projeto da Disciplina Parte1: Estudo de Viabilidade. Um Estudo de Viabilidade

Projeto da Disciplina Parte1: Estudo de Viabilidade. Um Estudo de Viabilidade Projeto da Disciplina Parte1: Estudo de Viabilidade ENTREGA: 09/04/09 Professor: Carlos José Maria Olguin Um Estudo de Viabilidade Você deve fazer um estudo de viabilidade para um projeto de sistema de

Leia mais

Local: Jardim de Alah. Horário da largada 08h00. Estacionamento. Av. Otávio Mangabeira, 3298. Armação - Bahia, Brasil

Local: Jardim de Alah. Horário da largada 08h00. Estacionamento. Av. Otávio Mangabeira, 3298. Armação - Bahia, Brasil Bem-vindo à The Color Run! Agradecemos a você e aos seus novos amigos, por fazerem da The Color Run um dos maiores eventos de 5 km do mundo! Este guia da corrida disponibiliza todas as informações necessárias

Leia mais

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão 1 INDICE Introdução... Pg: 03 Você é muito bonzinho... Pg: 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade... Pg: 05 Evite pedir permissão... Pg: 07 Não tenha medo de ser você mesmo... Pg: 08 Não

Leia mais

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES. VERIFIQUE SE ESTÁ COMPLETO. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES. VERIFIQUE SE ESTÁ COMPLETO. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES. VERIFIQUE SE ESTÁ COMPLETO. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS A correção de uma questão será restrita somente ao que estiver apresentado no espaço correspondente,

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO Nº 002/2015

CONCURSO PÚBLICO Nº 002/2015 CONCURSO PÚBLICO Nº 002/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE SARAPUÍ - SP PROFESSOR EDUCAÇÃO BÁSICA II- EDUCAÇÃO FÍSICA Nome do (a) Candidato (a) Número de Inscrição Este caderno de questões está assim constituído:

Leia mais

20/01/2016 Quarta-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL

20/01/2016 Quarta-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I TARDE MATERNAL I MANHÃ 20/01/2016 Quarta-feira MATERNAL I EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL I MANHÃ - Antes de executar suas tarefas, revise a parte teórica 2ª E 3ª AULA CONHECENDO AS VOGAIS- JOGOS

Leia mais

Manual de uso do Borderô Credix

Manual de uso do Borderô Credix Manual de uso do Borderô Credix Após efetuar o download do aplicativo siga os passos para a instalação do sistema, ao final será criado um atalho na área de trabalho, como ilustra a figura 1. Figura 1

Leia mais

UFRGS INSTITUTO DE LETRAS Curso de Especialização em Gramática e Ensino da Língua Portuguesa 8ª Edição Trabalho de Conclusão de Curso

UFRGS INSTITUTO DE LETRAS Curso de Especialização em Gramática e Ensino da Língua Portuguesa 8ª Edição Trabalho de Conclusão de Curso UFRGS INSTITUTO DE LETRAS Curso de Especialização em Gramática e Ensino da Língua Portuguesa 8ª Edição Trabalho de Conclusão de Curso REFLEXÕES SOBRE A DESCRIÇÃO DE SUBSTANTIVOS E ADJETIVOS EM LIVROS DIDÁTICOS

Leia mais

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 005 /2014

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 005 /2014 MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 005 /2014 NOME DA INSTITUIÇÃO: PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUA - PECE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENERGIAS RENOVÁVEIS, GERAÇÃO DISTRIBUÍDA

Leia mais

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 2014 (R$) 949.176.907,56

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 2014 (R$) 949.176.907,56 ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 1. Informar o lucro líquido do exercício. 949.176.907,56 2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos,

Leia mais

Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização

Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização 1. Introdução O presente questionário ajudá-lo-á a reflectir sobre os esforços desenvolvidos pela sua empresa no domínio da responsabilidade empresarial,

Leia mais

Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 61 2014. 2.º Ciclo do Ensino Básico

Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 61 2014. 2.º Ciclo do Ensino Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: 2014.04.02 Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Prova 61 2014 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 05 de julho

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO N o 337, DE 2005

PROJETO DE LEI DO SENADO N o 337, DE 2005 PROJETO DE LEI DO SENADO N o 337, DE 2005 Acrescenta o 5 o ao art. 46 da Lei 8.666, de 21 de junho de 1993, a fim de regular a utilização das licitações dos tipos melhor técnica e técnica e preço na contratação

Leia mais

MANUAL PEDAGÓGICO DE ORIENTAÇÕES DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC e ESTÁGIO SUPERVISIONADO VII

MANUAL PEDAGÓGICO DE ORIENTAÇÕES DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC e ESTÁGIO SUPERVISIONADO VII Fundação Universidade do Tocantins - UNITINS Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Educação a Distância e Tecnologia Educacional Curso de Pedagogia 8º Período Turma 2007 MANUAL PEDAGÓGICO DE ORIENTAÇÕES

Leia mais

DICAS PARA UM ESTUDO EFICAZ

DICAS PARA UM ESTUDO EFICAZ 1 DICAS PARA UM ESTUDO EFICAZ PRESSUPOSTOS DA TÉCNICA Muitos problemas de insucesso escolar devem-se ao facto de os alunos não saberem estudar de modo eficiente. Existem alguns aspetos que devem ser levados

Leia mais

MANUAL DO ALUNO DO CURSO DE EJA ENSINO MÉDIO MANUAL DO ALUNO EJA - ENSINO MÉDIO. Praça Marechal Deodoro, 356 Santa Cecília São Paulo SP CEP: 01150-010

MANUAL DO ALUNO DO CURSO DE EJA ENSINO MÉDIO MANUAL DO ALUNO EJA - ENSINO MÉDIO. Praça Marechal Deodoro, 356 Santa Cecília São Paulo SP CEP: 01150-010 MANUAL DO ALUNO EJA - ENSINO MÉDIO Caro Aluno, Este manual tem o objetivo de tirar suas dúvidas e tornar seu curso no INED o mais completo possível. Leia tudo com muita atenção e, se ao final ainda tiver

Leia mais

Portanto, é mister que sejam proibidas quaisquer propagandas de cigarros em todos os meios de comunicação.

Portanto, é mister que sejam proibidas quaisquer propagandas de cigarros em todos os meios de comunicação. Atividade extra A passagem da ciência para a tecnologia e seus efeitos sobre a linguagem Questão 1 No texto abaixo identifique as partes que o compõem, sinalizando o início e o fim da Introdução, do Desenvolvimento

Leia mais

O Texto Dissertativo. Redação 07/07/2015. Enem 15 Semanas. A organização discursiva do texto

O Texto Dissertativo. Redação 07/07/2015. Enem 15 Semanas. A organização discursiva do texto O Texto Dissertativo A organização discursiva do texto Nas aulas de redação do Ensino Fundamental, você deve ter aprendido que existem três modalidades chamadas clássicas de organização discursiva de um

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI N o 3.150, DE 2008 Dispõe sobre as condições de trabalho dos assistentes sociais. Autor: Deputada ALICE PORTUGAL Relator: Deputado

Leia mais

Texto 4 Composição em prosa não literária

Texto 4 Composição em prosa não literária Curso de Redação: Do texto ao texto Professora: Maria Aparecida Araújo Texto 4 Composição em prosa não literária Conteúdo Descrição Narração Dissertação Bibliografia: 1. CARNEIRO, Agostinho Dias: Redação

Leia mais

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE Sistema de Ensino Unidade Portugal Série: 4 o ano (3 a série) Período: MANHÃ AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VII PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE Nome: Turma: Data: 2/9/2009 Valor da prova: 6,0 Nota: Eixo temático

Leia mais

ASSUNTO: Atualização do Perguntas e Respostas nº 003/2010 que versa sobre Pregão ORIGEM: GEALC PSEF 40284/10-7

ASSUNTO: Atualização do Perguntas e Respostas nº 003/2010 que versa sobre Pregão ORIGEM: GEALC PSEF 40284/10-7 PERGUNTAS E RESPOSTAS OT Nº 001/11 ASSUNTO: Atualização do Perguntas e Respostas nº 003/2010 que versa sobre Pregão ORIGEM: GEALC PSEF 40284/10-7 Este trabalho visa a orientar os agentes administrativos,

Leia mais

Melhores Redações do ENEM Como fazer

Melhores Redações do ENEM Como fazer Melhores Redações do ENEM Como fazer Como fazer redação para o ENEM 2014 Você vai se inscrever no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)? Uma das dores de cabeça ou pesadelos dos alunos é a redação do ENEM

Leia mais

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE GUIMARÃES

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE GUIMARÃES NORMAS DE PARTICIPAÇÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE GUIMARÃES - PROPOSTA DE TRABALHO - NORMAS DE PARTICIPAÇÃO III Edição do Orçamento Participativo de Guimarães - Ano de 2015 1 O presente documento enuncia

Leia mais

Prof. Daniel Santos Redação RECEITA PARA DISSERTAÇÃO ARGUMENTAÇÃO ESCRITA - ENEM. E agora José?

Prof. Daniel Santos Redação RECEITA PARA DISSERTAÇÃO ARGUMENTAÇÃO ESCRITA - ENEM. E agora José? Prof. Daniel Santos Redação RECEITA PARA DISSERTAÇÃO ARGUMENTAÇÃO ESCRITA - ENEM E agora José? Respondam Rápido: O que encanta um homem? O que encanta uma mulher? E o que ENCANTA um corretor do ENEM?

Leia mais

LICENCIATURA E ENSINO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS: UM ESTUDO INVESTIGATIVO SOBRE O CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES.

LICENCIATURA E ENSINO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS: UM ESTUDO INVESTIGATIVO SOBRE O CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES. LICENCIATURA E ENSINO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS: UM ESTUDO INVESTIGATIVO SOBRE O CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES. AUTORA: Flavia Wegrzyn Martinez¹- UEPG CO- AUTORA: Susana Soares Tozetto²- UEPG Resumo: O

Leia mais

Ministrantes: Aline Brancate e Josiene Duarte/ Luana Dantas e Stella Oliveira

Ministrantes: Aline Brancate e Josiene Duarte/ Luana Dantas e Stella Oliveira 1º CURSO DE REDAÇÃO Ministrantes: Aline Brancate e Josiene Duarte/ Luana Dantas e Stella Oliveira Programa de Educação Tutorial Ciência, Tecnologia e Inovação Grupo PET- CTI pet-grupocti@ufabc.edu.br GRUPO

Leia mais

CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA (SAÚDE)

CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA (SAÚDE) CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA (SAÚDE) 1ª QUESTÃO (valor 6,00) A privatização do Sistema Telebrás ocorreu no dia 29 de julho 1998 através de 12 leilões consecutivos

Leia mais

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 QUÍMICA (NOTURNO)

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 QUÍMICA (NOTURNO) assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa. a Transferência Facultativa/00 Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente se os dados

Leia mais

Calendário de Provas Parciais (Nacionais) - P2

Calendário de Provas Parciais (Nacionais) - P2 Disciplinas 1º, 2, 3, 4º, 5º, 6º, 7º e 8º Realização Entrada ADM02001 COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL 1º ADM02011 MICROECONOMIA 3º ADM02024 ADMINISTRAÇÃO MERCAOLOGICA II 5º 18:00 às 20:00 04/JUN/2013 3ª Feira

Leia mais

Como fazer seus pedidos online

Como fazer seus pedidos online Como fazer seus pedidos online Neste passo a passo iremos mostrar como é facil, simples e rápido o acesso ao site para consultas e pedidos online. Primeira etapa: Entrar no site www.thermofisher.com Nosso

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECCIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, pelo seu Conselheiro Presidente CLÁUDIO PACHECO PRATES LAMACHIA

Leia mais

COMPRE AQUI E MORE BEM : A LINGUAGEM PUBLICITÁRIA E OS DISCURSOS DA PROPAGANDA IMOBILIÁRIA

COMPRE AQUI E MORE BEM : A LINGUAGEM PUBLICITÁRIA E OS DISCURSOS DA PROPAGANDA IMOBILIÁRIA COMPRE AQUI E MORE BEM : A LINGUAGEM PUBLICITÁRIA E OS DISCURSOS DA PROPAGANDA IMOBILIÁRIA Maria Eliane Gomes Morais (PPGFP-UEPB) Linduarte Pereira Rodrigues (DLA/PPGFP-UEPB) Resumo: Os textos publicitários

Leia mais

CONTROLE DE POLUIÇÃO DE ÁGUAS

CONTROLE DE POLUIÇÃO DE ÁGUAS CONTROLE DE POLUIÇÃO DE ÁGUAS NOÇÕES DE ECOLOGIA. A ÁGUA NO MEIO A ÁGUA É UM DOS FATORES MAIS IMPORTANTES PARA OS SERES VIVOS, POR ISSO É MUITO IMPORTANTE SABER DE QUE MANEIRA ELA SE ENCONTRA NO MEIO,

Leia mais

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II.

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II. Unidade II Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20 Revisão e avaliação da unidade II. 2 Ervas O caule das ervas (plantas herbáceas) é geralmente verde, ao contrário das árvores e arbustos.

Leia mais

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO 1 DA DEFINIÇÃO

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO 1 DA DEFINIÇÃO ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO DE RIO CLARO ASSOCIAÇÃO DE ESCOLAS REUNIDAS TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CURSO DE ADMINISTRAÇÃO GRADES 2008/2010 REGULAMENTO MARÇO 2012 (Substitui o regulamento

Leia mais

Bilhete 084/14. Bilhete 084/14 Santo André, 25 de novembro de 2014. Senhores Pais dos alunos da Educação Infantil.

Bilhete 084/14. Bilhete 084/14 Santo André, 25 de novembro de 2014. Senhores Pais dos alunos da Educação Infantil. Senhores Pais dos alunos da Educação Infantil. Senhores Pais dos alunos da Educação Infantil. Senhores Pais dos alunos do 1º ano. Senhores Pais dos alunos do 1º ano. Senhores Pais dos alunos da turma 1F8.

Leia mais

PRINCÍPIOS PARA A REDAÇÃO DE UMA DISSERTAÇÃO OU TESE

PRINCÍPIOS PARA A REDAÇÃO DE UMA DISSERTAÇÃO OU TESE 1 PRINCÍPIOS PARA A REDAÇÃO DE UMA DISSERTAÇÃO OU TESE Prof. Dr. Flávio Villaça Professor Titular de Planejamento Urbano da FAU-USP Versão de 20/12/04 Flavila@uol.com.br INTRODUÇÀO Este texto foi elaborando

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO TÍTULO I DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º - O Estágio Supervisionado é um componente que integra a estrutura curricular do Curso de Tecnologia em Gestão da Tecnologia

Leia mais

Conflitos interpessoais na instituição educativa: intervenções, mediação e procedimentos de educação moral

Conflitos interpessoais na instituição educativa: intervenções, mediação e procedimentos de educação moral COMUNICAÇÃO COM A FAMÍLIA DO ALUNO: REFLETINDO SOBRE OS BILHETES ENVIADOS PELA ESCOLA Sandra Cristina Dedeschi (UNICAMP) Telma Pileggi Vinha (UNICAMP) sandrabranca@yahoo.com.br Agência financiadora: Capes

Leia mais

FORMULÁRIO DE PEDIDO DE REGISTRO DE DESENHO INDUSTRIAL

FORMULÁRIO DE PEDIDO DE REGISTRO DE DESENHO INDUSTRIAL FORMULÁRIO DE PEDIDO DE REGISTRO DE DESENHO INDUSTRIAL 1. DADOS DOS AUTORES: 1.1 Nome completo: Unidade Acadêmica: Telefone: Fax: E-mail: RG nº Órgão Expedidor: Data da emissão: CPF nº Data de nascimento:

Leia mais

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA UMA AVENTURA NA FALÉSIA COLEÇÃO UMA AVENTURA ATIVIDADES PROPOSTAS Leitura orientada por capítulos Interpretação do texto/funcionamento da Língua Fichas de trabalho para

Leia mais

Mídia Kit CABIDE COLORIDO

Mídia Kit CABIDE COLORIDO Mídia Kit CABIDE COLORIDO 2015 O Cabide Colorido: Tudo começou com o Blog (www.cabidecolorido.com.br) em 28 de Janeiro de 2013. Com o passar do tempo fomos fazendo muitos amigos, parceiros e cada vez mais,

Leia mais

QUALQUER MOMENTO E LUGAR PROTEJA SEUS DADOS

QUALQUER MOMENTO E LUGAR PROTEJA SEUS DADOS INTRANET BENEFÍCIOS QUALQUER MOMENTO E LUGAR PROTEJA SEUS DADOS Via Prática Intranet permite que você acesse todas as informações importantes a qualquer hora, não importa onde você está. Tudo que você

Leia mais

Software Planejamento Tributário

Software Planejamento Tributário Software Planejamento Tributário Bem vindo ao segundo manual de instalação do software de Planejamento Tributário, este irá lhe mostrar os passos para o término da instalação e configuração do software

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA MG

FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA MG FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA MG T exto dissertativo: ponto de vista acerca de um tema Profa. Ketiuce Ferreira Silva ketiuce@yahoo.com.br www.ketiuce.com.br Algumas perguntas O quê? Por quê? Para quê?

Leia mais

Aceite Amar 1. Ed Carlos dos Santos SILVA 2 Thalysa DONATO 3 Lamounier LUCAS 4 Centro Universitário Newton Paiva, Belo Horizonte, MG

Aceite Amar 1. Ed Carlos dos Santos SILVA 2 Thalysa DONATO 3 Lamounier LUCAS 4 Centro Universitário Newton Paiva, Belo Horizonte, MG Aceite Amar 1 Ed Carlos dos Santos SILVA 2 Thalysa DONATO 3 Lamounier LUCAS 4 Centro Universitário Newton Paiva, Belo Horizonte, MG RESUMO O presente trabalho acadêmico refere-se à ONG GPH (Grupo de Pais

Leia mais

Ensino Fundamental 2. Nome: Nº: Data: / /2012 TARDE Ano: 9 o Bimestre: 4 o Código da Prova: NOTA:

Ensino Fundamental 2. Nome: Nº: Data: / /2012 TARDE Ano: 9 o Bimestre: 4 o Código da Prova: NOTA: 1º TEMPO / GAMA Nome: Nº: Ensino Fundamental 2 AVALIAÇÃO MULTIDISCIPLINAR Data: / /2012 TARDE Ano: 9 o Bimestre: 4 o Código da Prova: 1209404936 NOTA: Leia o texto a seguir e responda ao que se pede: O

Leia mais

ESTATÍSTICA BÁSICA NO CURSO DE TÉCNICO INTEGRADO DE SEGURANÇA DO TRABALHO

ESTATÍSTICA BÁSICA NO CURSO DE TÉCNICO INTEGRADO DE SEGURANÇA DO TRABALHO ESTATÍSTICA BÁSICA NO CURSO DE TÉCNICO INTEGRADO DE SEGURANÇA DO TRABALHO Fabíola Nascimento dos Santos Paes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco fabiola.paes@gmail.com Dorghisllany

Leia mais

Estudo Exploratório. I. Introdução. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Pesquisa de Mercado. Paula Rebouças

Estudo Exploratório. I. Introdução. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Pesquisa de Mercado. Paula Rebouças Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Pesquisa de Mercado Paula Rebouças Estudo Exploratório I. Introdução A Dislexia é uma síndrome caracterizada por problemas na leitura: ao ler a pessoa

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 5.570, DE 2013 (Do Sr. Alexandre Leite)

PROJETO DE LEI N.º 5.570, DE 2013 (Do Sr. Alexandre Leite) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 5.570, DE 2013 (Do Sr. Alexandre Leite) Regulamenta a obrigatoriedade da Neutralização de carbono em eventos realizados as margens de represas, lagos, rios, córregos,

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Não há. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99901.001729/201-0 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Recurso contra decisão denegatória

Leia mais

PROJETO DE NIVELAMENTO E AS CONDIÇÕES DE ENSINO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO

PROJETO DE NIVELAMENTO E AS CONDIÇÕES DE ENSINO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 1 PROJETO DE NIVELAMENTO E AS CONDIÇÕES DE ENSINO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 05/2008 LUIZ ROBERTO WAGNER Faculdade Interativa COC Ribeirão Preto-SP e-mail: prof.wagner@uol.com.br DJENANE SICHIERI WAGNER CUNHA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 14 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 14 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 14 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 01 de Novembro de 2013. Revisão aula passada Projeto de Arquitetura Decisões de projeto de Arquitetura

Leia mais

Laboratório de Eficiência Energética Universidade Federal de Juiz de Fora

Laboratório de Eficiência Energética Universidade Federal de Juiz de Fora Combate ao Desperdício de Energia Elétrica Laboratório de Eficiência Energética Universidade Federal de Juiz de Fora Combate ao Desperdício de Energia 1) Vertente Humana: Trata da capacitação dos cidadãos

Leia mais

SEE/AC - SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO ACRE - PROFESSOR P2

SEE/AC - SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO ACRE - PROFESSOR P2 SEE/AC - SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO ACRE - PROFESSOR P2 RESPOSTAS AOS RECURSOS Cargo: ART - PROFESSOR P2 / ARTE Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA (LPO) 5 - Gab.:V B 5 - Gab.:W C 5 - Gab.:X D 8 - Gab.:V

Leia mais

O uso de substâncias psicoativas (SPA) lícitas. nenhum controle sobre publicidade, preço e

O uso de substâncias psicoativas (SPA) lícitas. nenhum controle sobre publicidade, preço e CRACK DIMENSÃO 2 A política do MS é tímida e equivocada. Os CAPS AD são poucos e ineficientes. Os serviços comunitários, geralmente religiosos, são muitos, são precários, carecem de base científica e beneficiam

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 50, DE 2007 (Apensos o PL 2.858/08 e o PL 5222/09)

PROJETO DE LEI Nº 50, DE 2007 (Apensos o PL 2.858/08 e o PL 5222/09) COMISSÃO DE TURISMO E DESPORTO PROJETO DE LEI Nº 50, DE 2007 (Apensos o PL 2.858/08 e o PL 5222/09) Regulamenta as atividades dos profissionais de artes marciais, capoeira, dança, surf, bodyboard, skate,

Leia mais

Questões de Informática Prova Comentada Ministério Público da União

Questões de Informática Prova Comentada Ministério Público da União NOÇÕES DE INFORMÁTICA QUESTÕES COMENTADAS Prof.: Erion Monteiro Questões de Informática Prova Comentada Ministério Público da União Nível Superior Cargo 1 Analista Administrativo 11/9/2010 Sequencial 015

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA VESTIBULAR FAETERJ'S E INSTITUTOS SUPERIORES DECISÃO DOS RECURSOS (INFRARRELACIONADOS)

Leia mais

A LEITURA E A ESCRITA NA ESCOLA: PRÁTICAS CONJUNTAS

A LEITURA E A ESCRITA NA ESCOLA: PRÁTICAS CONJUNTAS A LEITURA E A ESCRITA NA ESCOLA: PRÁTICAS CONJUNTAS ROCHA, Wanessa Cristina Manhente 1 ; NASCIMENTO, Juliana Barbosa 2 ; COSTA, Keila Matida de Melo 3 ; ELIAS, Carime Rossi 4 Palavras-chaves: Linguagem.

Leia mais

Ficha de avaliação Física e Química A - Versão 1 Outubro de 2013. Nome: Nº: turma: 11E

Ficha de avaliação Física e Química A - Versão 1 Outubro de 2013. Nome: Nº: turma: 11E Ficha de avaliação Física e Química A - Versão 1 Outubro de 2013 Nome: Nº: turma: 11E CLASSIFICAÇÃO: Valores Professor: Cotação - 10V 1. Observa a figura 1 seguinte, que representa um corpo em movimento,

Leia mais

Qualidade ambiental. Atividade de Aprendizagem 18. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente

Qualidade ambiental. Atividade de Aprendizagem 18. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Qualidade ambiental Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Tema Uso dos recursos naturais / ocupação do espaço e suas consequências / desequilíbrio ambiental e desenvolvimento sustentável Conteúdos Lixo /

Leia mais

ACTIVIDADE LABORATORIAL 1.1 FÍSICA 11º ANO

ACTIVIDADE LABORATORIAL 1.1 FÍSICA 11º ANO Página 1 de 6 ACTIVIDADE LABORATORIAL 1.1 FÍSICA 11º ANO DOIS ATLETAS COM MASSAS DIFERENTES, EM QUEDA LIVRE, EXPERIMENTAM OU NÃO A MESMA ACELERAÇÃO? O que se pretende 1. Distinguir força, velocidade e

Leia mais

DIRETIVA ADMINISTRADORA DE PARTICIPAÇÕES LTDA FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA

DIRETIVA ADMINISTRADORA DE PARTICIPAÇÕES LTDA FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇÃO (ESA) E DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Atualizado em Agosto de 2013 1 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM

Leia mais

PREFÁCIO DA SÉRIE. estar centrado na Bíblia; glorificar a Cristo; ter aplicação relevante; ser lido com facilidade.

PREFÁCIO DA SÉRIE. estar centrado na Bíblia; glorificar a Cristo; ter aplicação relevante; ser lido com facilidade. PREFÁCIO DA SÉRIE Cada volume da série A Palavra de Deus para Você o transporta ao âmago de um livro da Bíblia e aplica as verdades nele contidas ao seu coração. Os objetivos principais de cada título

Leia mais

DICAS DE PORTUGUÊS. Sidney Patrézio Reinaldo Campos Graduando em Ciência da Computação

DICAS DE PORTUGUÊS. Sidney Patrézio Reinaldo Campos Graduando em Ciência da Computação DICAS DE PORTUGUÊS Sidney Patrézio Reinaldo Campos Graduando em Ciência da Computação CONCORDÂNCIA NOMINAL Concordância nominal é o princípio de acordo com o qual toda palavra variável referente ao substantivo

Leia mais

DETALHES IMPORTANTES PARA ATINGIR A BOA COMUNICAÇÃO

DETALHES IMPORTANTES PARA ATINGIR A BOA COMUNICAÇÃO Página 1 de 7 INDICE Nenhuma entrada de sumário foi encontrada. Página 2 de 7 Autor: Alkíndar de Oliveira (alkindar@terra.com.br) Dentre outros atributos, o exercício da oratória exige o conhecimento e

Leia mais

Actividade: Semelhança de triângulos

Actividade: Semelhança de triângulos Apêndice 5 A Nota Explicativa Actividade: Semelhança de triângulos A tarefa de geometria dinâmica proposta, tem como principal objectivo proporcionar o envolvimento dos alunos em ambientes geométricos

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Combater a ignorância é defender a liberdade Francisco Joaquim Béthencourt da Silva 23 de novembro de 1856 2009 REGULAMENTO

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.732-D, DE 1998 Regulamenta a produção e comercialização

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.732-D, DE 1998 Regulamenta a produção e comercialização COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.732-D, DE 1998 Regulamenta a produção e comercialização de insumos, equipamento, material ou maquinaria destinados à fabricação,

Leia mais

Faculdade de São Paulo. Regimento do ISE

Faculdade de São Paulo. Regimento do ISE Faculdade de São Paulo Regimento do ISE 2 INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO (ISE) Art. 1. O Instituto Superior de Educação ISE é o órgão responsável pela supervisão dos cursos de licenciatura, zelando pela

Leia mais

PROPOSTA DE REVISÃO CURRICULAR APRESENTADA PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA POSIÇÃO DA AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL

PROPOSTA DE REVISÃO CURRICULAR APRESENTADA PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA POSIÇÃO DA AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL PROPOSTA DE REVISÃO CURRICULAR APRESENTADA PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA POSIÇÃO DA AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL A Amnistia Internacional Portugal defende a manutenção Formação Cívica nos 2.º

Leia mais

Atelier de Saúde REGULAMENTO INTERNO

Atelier de Saúde REGULAMENTO INTERNO Serviços de Saúde e Bem-estar Atelier de Saúde REGULAMENTO INTERNO REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO DO EUZINHO ATELIER DE SAÚDE ARTIGO 1º Denominação e Natureza 1. O EUzinho Atelier de Saúde é um programa

Leia mais

Sumário. Parte I As exigências básicas das provas discursivas

Sumário. Parte I As exigências básicas das provas discursivas Sumário Prefácio à 2 a edição, revista e atualizada Apresentação XVII XXI Parte I As exigências básicas das provas discursivas Introdução 2 I. Itens mais gerais estipulados pelas bancas 2 II. Dois editais

Leia mais

CLIPAGEM VF DEZEMBRO 2015. Correio Lageano 02 de dezembro

CLIPAGEM VF DEZEMBRO 2015. Correio Lageano 02 de dezembro CLIPAGEM VF DEZEMBRO 2015 Correio Lageano 02 de dezembro FALANDO EM VINHOS SITE SITE TURISMO E NEGÓCIOS PORTAL DA ILHA SITE REVISTA DESTAQUE DEZEMBRO R7 R7 ou R7.com é um portal de notícias

Leia mais