Formação em Coach c in i g Pro r fis fi sio i nal PROGRAMA DE COACHING PROFISSIONAL copyright YouUp 2011

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Formação em Coach c in i g Pro r fis fi sio i nal PROGRAMA DE COACHING PROFISSIONAL copyright YouUp 2011"

Transcrição

1 Formação em CoachingProfissional

2 Objectivos Gerais Aprender vantagens e desvantagens e aplicabilidade de 10 ferramentas de Coaching: Análise Uau Feedforward Anatomia do Sucesso Linha do Tempo Eleição ABC OSKAR Yin&Yang QuesUP Filtros de Sócrates 2

3 Ferramenta 5 Análise Uau (1 de 2) Processo: Baseia-se no facto de todas as pessoas possuírem uma fórmula própria para o êxito. O primeiro passo é identificar o contexto no qual o cliente tenha tido êxito. Contexto escolhido Visão do Cliente Situação em que obteve resultados positivos O cliente relata com entusiasmo uma situação onde tenha tido êxito. O cliente escreve as dimensões que contribuíram para tal. Factores de Sucesso Situação em que obteve resultados negativos O cliente relata uma situação onde não tenha tido êxito. O cliente escreve as razões para tal. Visão do Outro O cliente relata a mesma situação agora com a objectividade da 3ª pessoa. O cliente escreve as dimensões que contribuíram para tal. O cliente relata a mesma situação onde nãoobteve êxito agora com a objectividade da 3ª pessoa. O cliente escreve as razões para tal. 3

4 Ferramenta 5 Análise Uau (2 de 2) Vantagens: Permite clarificar preconceitos que o cliente possa ter relativamente aos motivos do sucesso ou insucesso. Explora as características e virtudes inerentes a cada situação, que por vezes o cliente apenas encara nas situações negativas. Perspectiva uma abordagem contingencialdo comportamento do cliente ( o sucesso em situações distintas, deriva de respostas distintas ) 4

5 Exercício: Ferramenta 6 - Feedforward Em pares debata para as seguintes ferramentas: Feedforward O processo inerente; Vantagens e desvantagens; Aplicabilidade na Century21 5

6 Ferramenta 7 Anatomia do Sucesso Processo: Ferramenta para monitorizar e celebrar o sucesso obtido ao longo da vida do cliente Caso de Sucesso Quem me ajudou? O que me ajudou? Razão do Sucesso Habilidade demonstrada Consegui um cliente conceituado Apoio da equipa directa e do director de departamento Preparação, Motivação Empatia, Determinação, Falar em público Vantagens: Esquematiza de forma simplificada os sucessos conseguidos na vida do cliente Muito útil em clientes com baixa auto-estima, mas com boa performance Faz evoluir atitudes negativas Exercício Individual: Crie a sua matriz para o sucesso que tenha tido recentemente 6

7 Ferramenta 8 Linha do Tempo Processo: Representação gráfica dos eventos mais importantes da vida do cliente até à data Vantagens: Muito útil quando o cliente está perdido ou confuso Identifica e destaca os momentos quando ocorreram mudanças significativas na história do cliente Exercício Individual: Crie a sua linha do tempo com os acontecimentos mais marcantes na sua vida 1994 Terminei o mestrado 2001 Ganhei um prémio 1968 Nasci 1996 Expatriação 2002 Nasceu o meu filho 7

8 Exercício: Ferramenta 9 e 10 ABC e OSKAR Em pares debata para as seguintes ferramentas: ABC (Grupo A) OSKAR (Grupo B) O processo inerente; Vantagens e desvantagens; Aplicabilidade na Century21 8

9 Ferramenta 11 Eleição Processo: Habituar o cliente a identificar e formular sempre pelos menos 3 opções para atingir os seus objectivos Uma opção = Uma Obrigação Duas Opções = Um dilema Três Opções = Liberdade de Eleição Pode-se usar a técnica de brainstorming se o cliente demonstra dificuldade em encontrar opções. Vantagens: Muito útil e eficaz 9

10 Ferramenta 12 QuesUP Processo: Depois de analisar e compreender o contexto em que o cliente se insere, o Coach prepara um conjunto prévio de perguntas abertas. O cliente não pode responder Sim ou Não, tem de elaborar as respostas. O coachdeve reverter à técnica Que mais tem a acrescentar? para que o cliente complete as suas respostas Vantagens: Facilita a interacção do Coach e do cliente As perguntas são customizadas à realidade do cliente e não são préconcebidas Exercício: Que tipo de perguntas poderiam fazer parte desta lista? 1 0

11 Exercício: Ferramenta 13 e 14 Yin & Yang e Filtros de Sócrates Em pares debata para as seguintes ferramentas: Yin& Yang(Grupo A) Filtros de Sócrates (Grupo B) O processo inerente; Vantagens e desvantagens; Aplicabilidade na Century21 1 1

Formação em Coach c in i g Pro r fis fi sio i nal PROGRAMA DE COACHING PROFISSIONAL copyright YouUp 2011

Formação em Coach c in i g Pro r fis fi sio i nal PROGRAMA DE COACHING PROFISSIONAL copyright YouUp 2011 Formação em CoachingProfissional Objectivos Gerais Aprender vantagens e desvantagens e aplicabilidade de 4 ferramentas de Coaching: Janela de Johari Transformar Problemas em Objectivos Feedback 360 Assessment

Leia mais

Formação em Coach c in i g Pro r fis fi sio i nal PROGRAMA DE COACHING PROFISSIONAL copyright YouUp 2011

Formação em Coach c in i g Pro r fis fi sio i nal PROGRAMA DE COACHING PROFISSIONAL copyright YouUp 2011 Formação em CoachingProfissional Objectivos Gerais Definir coaching em traços gerais e enumerar os elementos essenciais ao coaching Distinguir as grandes categorias de coaching Enumerar as 11 competências

Leia mais

Guião de Entrevista a Aplicar ao Grupo 1 «Candidatos»

Guião de Entrevista a Aplicar ao Grupo 1 «Candidatos» Anexo III Tese de Mestrado: O e-learning nos Processos de RVCC de Nível Secundário Guião de Entrevista a Aplicar ao Grupo 1 «Candidatos» Tema Estudo O e-learning nos Processos de RVCC de Nível Secundário:

Leia mais

Ferramentas de Coaching Potencializando Equipes

Ferramentas de Coaching Potencializando Equipes Ferramentas de Coaching Potencializando Equipes Caxias do Sul, 04 de junho 2014 Silvia Bernardi Vivemos em uma busca constante e incansável... Do que mesmo? Qual sua direção? 2 O QUE É COACHING? 3 COACHING

Leia mais

Workshop Coaching ao Serviço da Engenharia. Ordem dos Engenheiros, Lisboa. Abril 2015. Maggie João. Fortalecendo os líderes.

Workshop Coaching ao Serviço da Engenharia. Ordem dos Engenheiros, Lisboa. Abril 2015. Maggie João. Fortalecendo os líderes. Maggie João Fortalecendo os líderes Workshop Coaching ao Serviço da Engenharia de hoje e criando os de amanhã. Ordem dos Engenheiros, Lisboa maggie.joao@maggiejoaocoaching.com www.maggiejoao-coaching 91

Leia mais

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação LEARNING MENTOR Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219 Perfil do Learning Mentor Módulos da acção de formação 0. Pré-requisitos para um Learning Mentor 1. O papel e a função que um Learning Mentor

Leia mais

Metodologias de Investigação em Educação

Metodologias de Investigação em Educação FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO Departamento de Química Metodologias de Investigação em Educação Relatório realizado por: Ana Amaro Andreia Póvoa Lúcia Macedo Ano lectivo 2004/2005 Índice

Leia mais

Avaliação de Perfis PDA. Personal Development Analysis

Avaliação de Perfis PDA. Personal Development Analysis Avaliação de Perfis PDA Personal Development Analysis O que é PDA? PDA Personalersonal Development Analysisnalysis Ferramenta que analisa o Perfil Comportamental das Pessoas e suas habilidades, identificando

Leia mais

Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso

Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso Pedro João 28 de Abril 2011 Fundação António Cupertino de Miranda Introdução ao Plano de Negócios Modelo de Negócio Análise Financeira Estrutura do Plano de

Leia mais

PROJECTO CRIAR EMPRESA

PROJECTO CRIAR EMPRESA PROJECTO CRIAR EMPRESA Análise SWOT Pedro Vaz Paulo 1. PROJECTO CRIAR EMPRESA 1. Projecto Definição 1. Âmbito do negócio 2. Inovação 3. Concorrência 4. Análise SWOT 5. ( ) 2. ANÁLISE SWOT Definição A Análise

Leia mais

PROGRAMA: A FAMÍLIA (1º ano do 1º ciclo)

PROGRAMA: A FAMÍLIA (1º ano do 1º ciclo) PROGRAMA: A FAMÍLIA (1º ano do 1º ciclo) Duração: 5 Sessões (45 minutos) Público-Alvo: 6 a 7 anos (1º Ano) Descrição: O programa A Família é constituído por uma série de cinco actividades. Identifica o

Leia mais

Coaching. como Soft Skill. IEFP- 24 maio de 2013 Viana Abreu. Coaching como Soft Skill. director@portaldoser.com

Coaching. como Soft Skill. IEFP- 24 maio de 2013 Viana Abreu. Coaching como Soft Skill. director@portaldoser.com Coaching como Soft Skill IEFP- 24 maio de 2013 Viana Abreu director@portaldoser.com A pessoa livre é congruente, tem boa auto-estima, toma decisões tendo em conta o presente, guia-se pela sua própria experiência

Leia mais

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY _ CURRICULUM Composta por uma equipa multidisciplinar, dinâmica e sólida, Sobre Nós A ilimitados - the marketing company é uma empresa de serviços na área do Marketing,

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE MUDANÇA DE COMERCIALIZADOR - CONSULTA PÚBLICA -

PROCEDIMENTOS DE MUDANÇA DE COMERCIALIZADOR - CONSULTA PÚBLICA - PROCEDIMENTOS DE MUDANÇA DE COMERCIALIZADOR - CONSULTA PÚBLICA - 1. ENQUADRAMENTO Na sequência da consulta pública acima mencionada, promovida conjuntamente pelos reguladores português e espanhol, vem

Leia mais

COACHING PROFISSIONAL E PESSOAL. Josiane Barbieri

COACHING PROFISSIONAL E PESSOAL. Josiane Barbieri COACHING PROFISSIONAL E PESSOAL Josiane Barbieri Coaching: o que é? A International Coaching Federation ICF define coaching como: uma parceria continuada que estimula e apóia o cliente a produzir resultados

Leia mais

actuais Um processo de desenvolvimento pessoal e profissional

actuais Um processo de desenvolvimento pessoal e profissional 34 Coaching Um processo de desenvolvimento pessoal e profissional Muitas pessoas confundem coaching com formação. Como ainda por cima o coaching está na moda, não há hoje oferta formativa que não contemple

Leia mais

A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML.

A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML. Descritivo completo PHC dportal A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML. Benefícios Actualização e manutenção simples

Leia mais

Gestão Capítulo 3: Planeamento:

Gestão Capítulo 3: Planeamento: Gestão Capítulo 3: Planeamento: Tipos de Plano: Planos Estratégicos conjunto coerente de acções através das quais uma Organização procura alcançar as metas estratégicas (strategic goals). Longo prazo.

Leia mais

Material para os Discentes da Universidade da Madeira. NP EN ISO 9000, 9001 e 9004. Elaborado em 2005 por. Herlander Mata-Lima

Material para os Discentes da Universidade da Madeira. NP EN ISO 9000, 9001 e 9004. Elaborado em 2005 por. Herlander Mata-Lima Material para os Discentes da Universidade da Madeira NP EN ISO 9000, 9001 e 9004 Elaborado em 2005 por Herlander Mata-Lima 1 NORMAS ISO 9000 As normas ISO 9000 servem de base para as organizações, independentemente

Leia mais

CRANBERRY TOOLBOX: COACHING MODELO GROW (WHITMORE) O PROBLEMA E O SEU CONTEXTO EM POUCAS PALAVRAS O QUE É O COACHING?

CRANBERRY TOOLBOX: COACHING MODELO GROW (WHITMORE) O PROBLEMA E O SEU CONTEXTO EM POUCAS PALAVRAS O QUE É O COACHING? CRANBERRY TOOLBOX: COACHING MODELO GROW (WHITMORE) EM POUCAS PALAVRAS O Coaching é uma prática cada vez mais adotada nas organizações pelo seu potencial de transformação de hábitos e comportamentos, sendo

Leia mais

ÁREA COMPORTAMENTAL E DESENVOLVIMENTO PESSOAL

ÁREA COMPORTAMENTAL E DESENVOLVIMENTO PESSOAL ÁREA COMPORTAMENTAL E DESENVOLVIMENTO PESSOAL COMUNICAÇÃO E IMAGEM COMO FACTORES COMPETITIVOS A sua empresa tem problemas ao nível da comunicação interna? Promover a Comunicação assertiva no relacionamento

Leia mais

Os Recursos Humanos na Distribuição

Os Recursos Humanos na Distribuição Os Recursos Humanos na Distribuição Tudo assenta nas pessoas. Também o sangue vital da Distribuição assenta nas pessoas, empregados ou consumidores, na medida em que uns vendem os produtos e os outros

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO 1 A avaliação de desempenho é uma apreciação sistemática do desempenho dos trabalhadores nos respectivos cargos e áreas de actuação e do seu potencial de desenvolvimento (Chiavenato).

Leia mais

MARKETING RELACIONAL E FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES

MARKETING RELACIONAL E FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES MARKETING RELACIONAL E FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES I. COMPETÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO 1. COM QUEM COMUNICAMOS? PARA QUE COMUNICAMOS? VANTAGENS E INCONVENIENTES DA ACTUAL SITUAÇÃO. 2. AS CAUSAS HABITUAIS DOS PROBLEMAS

Leia mais

ESCOLAS E FACULDADES QI MBA DE GESTÃO DE PESSOAS E NOGÓCIOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E OS SISTEMAS DE GESTÃO DE PESSOAS TIANE RIBEIRO BERNY

ESCOLAS E FACULDADES QI MBA DE GESTÃO DE PESSOAS E NOGÓCIOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E OS SISTEMAS DE GESTÃO DE PESSOAS TIANE RIBEIRO BERNY ESCOLAS E FACULDADES QI MBA DE GESTÃO DE PESSOAS E NOGÓCIOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E OS SISTEMAS DE GESTÃO DE PESSOAS TIANE RIBEIRO BERNY O COACH NO MUNDO CORPORATIVO GRAVATAÍ 2011 TIANE RIBEIRO BENRY

Leia mais

Coaching O que é A origem Os propósitos Os tipos Resultados do coaching para o colaborador e para a organização

Coaching O que é A origem Os propósitos Os tipos Resultados do coaching para o colaborador e para a organização Coaching O que é A origem Os propósitos Os tipos do coaching para o colaborador e para a organização Se continuar fazendo as mesmas coisas, obterá sempre os mesmos resultados! Tem de se alterar o padrão

Leia mais

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I)

Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I) Curso de COACHING DESPORTIVO e TREINO MENTAL (I) Homologado pelo Porto 29 Outubro e 5 Novembro Organização: Apresentação O Coaching Desportivo perfila-se, cada vez mais, como uma actividade complementar

Leia mais

GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO

GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Está preparado para a gestão de recursos humanos na era da globalização? Desenvolver conhecimentos que permitam melhorar a gestão dos recursos humanos

Leia mais

DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004)

DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004) DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004) por Mónica Montenegro, Coordenadora da área de Recursos Humanos do MBA em Hotelaria e

Leia mais

CAPÍTULO 6 AS ETAPAS DO PROJECTO

CAPÍTULO 6 AS ETAPAS DO PROJECTO Processos de Gestão ADC/DEI/FCTUC 1999/2000 Cap. 6. As etapas do projecto 1 6.1. As etapas básicas CAPÍTULO 6 AS ETAPAS DO PROJECTO IDEIA!!! FORMULAÇÃO ANÁLISE DE VIABILIDADE DECISÃO PLANIFICAÇÃO EXECUÇÃO

Leia mais

RELATÓRIOS GERENCIAIS

RELATÓRIOS GERENCIAIS RELATÓRIOS GERENCIAIS Com base na estrutura organizacional de uma entidade, a parte gerencial é o processo administrativo, onde se traça toda a estrutura fundamental para elaboração do planejamento da

Leia mais

MEMORANDO. Caracterização da Actuação no Combate ao spam. Análise das respostas ao questionário

MEMORANDO. Caracterização da Actuação no Combate ao spam. Análise das respostas ao questionário MEMORANDO Caracterização da Actuação no Combate ao spam Análise das respostas ao questionário ÍNDICE 1. Enquadramento da realização do questionário...3 2. Análise das respostas ao questionário...4 2.1

Leia mais

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE Relatório de Apreciação Ref.ª IT 08/82/2007 1. Introdução No Centro Operativo e de Tecnologia de Regadio (COTR) a qualidade é encarada como

Leia mais

Governação Hospitalar

Governação Hospitalar Aviso: Este projecto encontra-se em fase-piloto e, sem autorização, não pode ser usado para outros fins. Se necessário, contacte o coordenador do DUQuE através de duque@fadq.org Governação Hospitalar em

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE 2ª EDIÇÃO Requisitos para Implementar, Elaborar e Gerir SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE LUANDA 20 e 21 de OUTUBRO de 2014 Razões pelas quais a sua presença é obrigatória Compreenda as finalidades dos SGQ

Leia mais

CONTABILIDADE, TOMADA DE DECISÃO E AMBIENTE: CONTRIBUTOS PARA REFORÇO DO DESEMPENHO ECONÓMICO DAS ORGANIZAÇÕES

CONTABILIDADE, TOMADA DE DECISÃO E AMBIENTE: CONTRIBUTOS PARA REFORÇO DO DESEMPENHO ECONÓMICO DAS ORGANIZAÇÕES 3D CONTABILIDADE, TOMADA DE DECISÃO E AMBIENTE: CONTRIBUTOS PARA REFORÇO DO DESEMPENHO ECONÓMICO DAS ORGANIZAÇÕES Maria da Conceição da Costa Marques, Ph.D Doutora em Gestão, especialidade em Contabilidade

Leia mais

NÍVEIS DE CLASSIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIAS NUCLEARES DA ICF

NÍVEIS DE CLASSIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIAS NUCLEARES DA ICF coachfederation.org NÍVEIS DE CLASSIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIAS NUCLEARES DA ICF Adaptado a partir dos documentos de Requisitos de Competências Mínimas para cada nível de credencial Inclui os critérios de

Leia mais

CHA RESULTADOS FOCO + AÇÃO = COACHING 22/05/2013. Melhor metodologia para potencializar a conquista de grandes resultados pessoais e profissionais.

CHA RESULTADOS FOCO + AÇÃO = COACHING 22/05/2013. Melhor metodologia para potencializar a conquista de grandes resultados pessoais e profissionais. COACHING DE VENDAS Sonhos Transformação Pessoal Foco no Futuro COMPORTAMENTOS DE ALTA PERFORMANCE Imprevisibilidade Dificuldade para estratégias de longo prazo. Variáveis do momento não existiam no passado.

Leia mais

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO EM COACHING EXECUTIVO

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO EM COACHING EXECUTIVO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO EM COACHING EXECUTIVO de acção mediante a aquisição de novas formas de pensamento que lhes permitam levar a cabo diferentes acções. O percurso formativo do coach está dividido

Leia mais

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA Escola Básica Integrada da Praia da Vitória DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA Após a avaliação diagnóstica realizada para cada matéria/turma, e mediante o documento de departamento «Adaptação do Currículo

Leia mais

Aviso nº 010/2003-AMCM NORMAS ORIENTADORAS PARA A SUBSTITUIÇÃO DE APÓLICES DO SEGURO DE VIDA

Aviso nº 010/2003-AMCM NORMAS ORIENTADORAS PARA A SUBSTITUIÇÃO DE APÓLICES DO SEGURO DE VIDA Aviso nº 010/2003-AMCM ASSUNTO: NORMAS ORIENTADORAS PARA A SUBSTITUIÇÃO DE APÓLICES DO SEGURO DE VIDA Na venda de seguros as seguradoras e os mediadores devem prestar um serviço eficiente, sendo este aspecto

Leia mais

Coaching como ferramenta de desenvolvimento da liderança nas organizações

Coaching como ferramenta de desenvolvimento da liderança nas organizações Coaching como ferramenta de desenvolvimento da liderança nas organizações Pessoas e organizações Página 18 Agentes da mudança nas organizações Página 20 Ferramentas de gestão, desenvolvimento pessoal e

Leia mais

Layouts Balanceamento de Linhas. Maria Antónia Carravilla

Layouts Balanceamento de Linhas. Maria Antónia Carravilla Layouts Balanceamento de Linhas Maria Antónia Carravilla Abril 1998 1. Layouts... 1 1.1 Definição, tipos de layouts... 1 1.1.1 Definição... 1 1.1.2 Factores determinantes para a construção de um layout...

Leia mais

Certificação e Acreditação Auditorias. Normalização Processos de certificação Processos de acreditação Auditorias dos sistemas de gestão da qualidade

Certificação e Acreditação Auditorias. Normalização Processos de certificação Processos de acreditação Auditorias dos sistemas de gestão da qualidade Certificação e Acreditação Auditorias Sumário da Aula JN2 Normalização Processos de certificação Processos de acreditação Auditorias dos sistemas de gestão da qualidade 1 Normalização Norma Internacional

Leia mais

Perfil turma (1002) Constituição da turma

Perfil turma (1002) Constituição da turma ESCOLA SECUNDÁRIA D. SANCHO I Programa Sócrates Acção Comenius 1 Projecto de Desenvolvimento Escolar 5/6 Projecto: «Da Nascente até à Foz» Visões Transeuropeias Relacionadas com Métodos Perfil turma (1)

Leia mais

UNG CIC Tópicos Especiais de TI. Aula 13

UNG CIC Tópicos Especiais de TI. Aula 13 Aula 13 1. Data Warehouse Armazém de Dados (Continuação) 1 Erros na implantação de um Data Warehouse Segundo o Data Warehousing Institute existem dez erros mais comuns na implantação de um Data Warehouse

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS INVESTIMENTOS ALTERNATIVOS HEDGE FUNDS

INTRODUÇÃO AOS INVESTIMENTOS ALTERNATIVOS HEDGE FUNDS INTRODUÇÃO AOS INVESTIMENTOS ALTERNATIVOS HEDGE FUNDS Fundos de Investimento Alternativo Os investimentos alternativos proporcionam uma fonte alternativa de rendimentosaos investimentos tradicionais, tais

Leia mais

Prover conhecimento, aprimorar habilidades e inspirar novas atitudes de pessoas ou empresas através de diagnóstico comportamental e da aplicação

Prover conhecimento, aprimorar habilidades e inspirar novas atitudes de pessoas ou empresas através de diagnóstico comportamental e da aplicação Prover conhecimento, aprimorar habilidades e inspirar novas atitudes de pessoas ou empresas através de diagnóstico comportamental e da aplicação contínua de treinamentos e palestras Eduardo Amati em Treinamentos

Leia mais

Auditorias. Termos e definições. Termos e definições. Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2006. Critérios da auditoria. Evidências da auditoria

Auditorias. Termos e definições. Termos e definições. Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2006. Critérios da auditoria. Evidências da auditoria Auditorias Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2006 Termos e definições Auditoria Processo sistemático, independente e documentado para obter evidências de auditoria e respectiva avaliação objectiva

Leia mais

Questionário de Qualificação

Questionário de Qualificação Questionário de Qualificação Dados do Cliente: Por favor preencha, e devolva-nos, este questionário o mais cedo possível por fax. Este questionário foi concebido para alcançar duas coisas: 1) para me ajudar

Leia mais

Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à

Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à 1. Amostra 2. Caracterização das viagens profissionais 3. Política de viagens

Leia mais

Eng.ª Ana Paula Vitorino. por ocasião da

Eng.ª Ana Paula Vitorino. por ocasião da INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA A SECRETÁRIA DE ESTADO DOS TRANSPORTES Eng.ª Ana Paula Vitorino por ocasião da Sessão de Encerramento do Colóquio PORTO DE AVEIRO: ESTRATÉGIA E FUTURO, Ílhavo Museu Marítimo

Leia mais

Escola E.B. 2,3 de Lousada. Opinião dos Directores de Turma sobre os documentos propostos para a avaliação dos alunos

Escola E.B. 2,3 de Lousada. Opinião dos Directores de Turma sobre os documentos propostos para a avaliação dos alunos Escola E.B. 2,3 de Lousada Opinião dos Directores de Turma sobre os documentos propostos para a avaliação dos alunos Maria do Céu Belarmino ceubelarmino@sapo.pt Rui Mesquita rui.jv.mesquita@sapo.pt Dezembro

Leia mais

PORQUÊ O PHC ENTERPRISE CS?

PORQUÊ O PHC ENTERPRISE CS? PORQUÊ O PHC ENTERPRISE CS? Um ERP, como qualquer software, pode vir em várias medidas. Quer se chamem soluções, serviços, formatos, ou gamas como no caso da PHC, existem diversas possibilidades para uma

Leia mais

Developing Corporate Image in Higher Education Sector A case study of University of East Anglia Norwich United Kingdom

Developing Corporate Image in Higher Education Sector A case study of University of East Anglia Norwich United Kingdom Muhammad Amjad, Muhammad Moazam Fraz Developing Corporate Image in Higher Education Sector A case study of University of East Anglia Norwich United Kingdom LAP LAMBERT Academic Publishing, 2012 (72 páginas)

Leia mais

O DESAFIO DOS EXECUTIVOS

O DESAFIO DOS EXECUTIVOS COACHING EXECUTIVO O DESAFIO DOS EXECUTIVOS Os executivos das empresas estão sujeitos a pressões crescentes para entregarem mais e melhores resultados, liderando as suas organizações através de mudanças

Leia mais

Luanda, 30.Março.2015. SEMINÁRIO Frete Marítimo e Seguro de Importação de Mercadoria Francisco Agostinho Itembo 1

Luanda, 30.Março.2015. SEMINÁRIO Frete Marítimo e Seguro de Importação de Mercadoria Francisco Agostinho Itembo 1 Luanda, 30.Março.2015 SEMINÁRIO Frete Marítimo e Seguro de Importação de Mercadoria Francisco Agostinho Itembo 1 EXW DTA FAS FOB CFR CIF VANTAGENS NA IMPORTAÇÃO DA MODALIDADE FOB 2 ÍNDICE 1. Introdução

Leia mais

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft A solução MB DOX oferece uma vantagem competitiva às empresas, com a redução do custo de operação, e dá um impulso à factura

Leia mais

T&E Tendências & Estratégia

T&E Tendências & Estratégia FUTURE TRENDS T&E Tendências & Estratégia Newsletter número 1 Março 2003 TEMA deste número: Desenvolvimento e Gestão de Competências EDITORIAL A newsletter Tendências & Estratégia pretende ser um veículo

Leia mais

Formação em Coach c in i g Pro r fis fi sio i nal PROGRAMA DE COACHING PROFISSIONAL copyright YouUp 2011

Formação em Coach c in i g Pro r fis fi sio i nal PROGRAMA DE COACHING PROFISSIONAL copyright YouUp 2011 Formação em CoachingProfissional Objectivos Gerais Analisar as Vantagens e Desvantagens em contexto profissional de Perguntar vs Ditar Aprender vantagens e desvantagens e aplicabilidade do Modelo FAST

Leia mais

A solução ç ideal para p o aumento da eficiência administrativa da área de formação.

A solução ç ideal para p o aumento da eficiência administrativa da área de formação. Descritivo completo PHC dformação A solução ç ideal para p o aumento da eficiência administrativa da área de formação. Benefícios Comunicação dinâmica e directa com os formandos; Redução de tarefas administrativas

Leia mais

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente Inteligência Emocional A importância de ser emocionalmente inteligente Dulce Sabino, 2008 Conceito: Inteligência Emocional Capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos

Leia mais

EVOLUÇÃO DE SOFTWARE

EVOLUÇÃO DE SOFTWARE EVOLUÇÃO DE SOFTWARE Dinâmica da evolução de programas Manutenção de software Processo de evolução Evolução de sistemas legados 1 Mudança de Software 2 Manutenção de software Mudança de software é inevitável

Leia mais

manual de identidade corporativa * normas de utilização da marca

manual de identidade corporativa * normas de utilização da marca manual de identidade corporativa * normas de utilização da marca 01 - introdução O logótipo é um elemento de identificação da instituição e não tanto um mero elemento gráfico, por isso não deve ser alterado

Leia mais

Quando QUERO encontro uma SOLUÇÃO.

Quando QUERO encontro uma SOLUÇÃO. O objectivo fundamental de qualquer reunião de negociação coincide com o desejo de quem nela intervém: concretizar algum tipo de ganho e evitar algum tipo de perda. Quem se prepara bem para uma negociação,

Leia mais

plano de gestão de riscos de corrupção e infracções conexas

plano de gestão de riscos de corrupção e infracções conexas PORTUGUESE ACCREDITATION INSTITUTE Rua António Gião, 2-5º 2829-513 CAPARICA Portugal Tel +351.212 948 201 Fax +351.212 948 202 acredita@ipac.pt www.ipac.pt plano de gestão de riscos de corrupção e infracções

Leia mais

Avaliação da The Coaching Clinic Ano Lectivo 2008/2009

Avaliação da The Coaching Clinic Ano Lectivo 2008/2009 Avaliação da The Coaching Clinic Ano Lectivo 2008/2009 No 1º semestre do ano lectivo 2008/2009 realizou-se a primeira formação em The Coaching Clinic no IST. Esta formação da responsabilidade da Corporate

Leia mais

O Coaching contém em si mesmo um processo de análise, de reflexão, de desafio e de operacionalização.

O Coaching contém em si mesmo um processo de análise, de reflexão, de desafio e de operacionalização. Coaching Executivo Os espanhóis têm uma máxima de que gosto muito: falem de mim nem que seja mal, o importante é que falem. O Coaching está na moda! Vários artigos sobre o tema estão a ser publicados em

Leia mais

9º ANO Compreender a morfo-fisiologia do sistema reprodutor humano. Objectivos Gerais Objectivos específicos Actividades sugeridas Tempo previsto

9º ANO Compreender a morfo-fisiologia do sistema reprodutor humano. Objectivos Gerais Objectivos específicos Actividades sugeridas Tempo previsto 9º ANO Compreender a morfo-fisiologia do sistema reprodutor humano (Os conteúdos relativos à morfologia e fisiologia do sistema reprodutor humano serão leccionados na disciplina de Ciências Naturais de

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2015 / 2016

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2015 / 2016 PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2015 / 2016 CURSO/CICLO DE FORMAÇÃO DISCIPLINA: Docente Viticultura e Enologia Gestão e Marketing António José Borralho Ramalho N.º TOTAL DE MÓDULOS DE 1º/2º/3º anos 3

Leia mais

Software PHC com MapPoint

Software PHC com MapPoint Software PHC com MapPoint A análise de informação geográfica A integração entre o Software PHC e o Microsoft Map Point permite a análise de informação geográfica, desde mapas a rotas, com base na informação

Leia mais

Modelo Cascata ou Clássico

Modelo Cascata ou Clássico Modelo Cascata ou Clássico INTRODUÇÃO O modelo clássico ou cascata, que também é conhecido por abordagem top-down, foi proposto por Royce em 1970. Até meados da década de 1980 foi o único modelo com aceitação

Leia mais

COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA

COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA CURSO PARA A Liderança e Gestão Implemente e Aplique COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA A Liderança é conseguir olhar mais alto e mais longe, para que a actuação das pessoas alcance o seu potencial

Leia mais

Coaching de Equipe: Mitos e Realidade - Pré Congresso Rosa Krausz novembro / 2015

Coaching de Equipe: Mitos e Realidade - Pré Congresso Rosa Krausz novembro / 2015 Coaching de Equipe: Mitos e Realidade - Pré Congresso Rosa Krausz novembro / 2015 Rosa Krausz Coaching de Equipe: Mitos e Realidade EQUIPE Uma EQUIPE é um número limitado de pessoas, com habilidades complementares,

Leia mais

Agilizar a implementação dos Modelos de Gestão de Risco

Agilizar a implementação dos Modelos de Gestão de Risco Agilizar a implementação dos Modelos de Gestão de Risco Nuno Cabral, FWD Advise Centro Cultural de Belém, 7 de Maio de 2008 ... O estado do Risco! Melhores práticas de Basileia II incorporadas no Solvência

Leia mais

Fazer hoje melhor do que ontem. Manual da Qualidade. Versão 19 de 20100122

Fazer hoje melhor do que ontem. Manual da Qualidade. Versão 19 de 20100122 Fazer hoje melhor do que ontem Manual da Qualidade Índice Parte 1 - Estrutura da organização Breve enquadramento histórico Organograma Parte 2 - Personalidade da organização Modelo de enquadramento da

Leia mais

Tecnologias de Computadores. Trabalho elaborado por: João Christophe Batista nº 23043 Ricardo Monteiro nº 26455 Telmo Lopes nº 27656

Tecnologias de Computadores. Trabalho elaborado por: João Christophe Batista nº 23043 Ricardo Monteiro nº 26455 Telmo Lopes nº 27656 Tecnologias de Computadores Trabalho elaborado por: João Christophe Batista nº 23043 Ricardo Monteiro nº 26455 Telmo Lopes nº 27656 Este tema suscita interesse na medida em que a medicina é um dos principais

Leia mais

COACHING EXECUTIVO. YouUp 2008. Para mais informações contacte-nos através do nº. 213 162 650 ou envie um email para: info@youup.

COACHING EXECUTIVO. YouUp 2008. Para mais informações contacte-nos através do nº. 213 162 650 ou envie um email para: info@youup. COACHING EXECUTIVO Os espanhóis têm uma máxima de que gosto muito: falem de mim nem que seja mal, o importante é que falem. O Coaching está na moda! Vários artigos sobre o tema estão a ser publicados em

Leia mais

Mobilidade na FEUP Deslocamento Vertical

Mobilidade na FEUP Deslocamento Vertical Mobilidade na FEUP Deslocamento Vertical Relatório Grupo 515: Carolina Correia Elder Vintena Francisco Martins Salvador Costa Sara Palhares 2 Índice Introdução...4 Objectivos...5 Método...6 Dados Obtidos...7

Leia mais

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio!

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio! Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP Otimize a Gestão do Seu Negócio! Universo das Soluções de Gestão SENDYS 2 Universo das Soluções de Gestão SENDYS Financeira Recursos Humanos Operações & Logística

Leia mais

Workshop sobre Empreendedorismo

Workshop sobre Empreendedorismo Workshop sobre Empreendedorismo Vasco Pinto 11 e 12/ Dez/ 2012 O que é o Empreendedorismo? O que é ser Empreendedor? Principais Características de um Empreendedor Diferenças entre Empreendedor e Empresário

Leia mais

Objectivos: Excel; Data: Megaexpansão, Ensino e Formação Profissional em Novas Tecnologias, Lda. Rua Praça de Touros, 26 2500 167 Caldas da Rainha

Objectivos: Excel; Data: Megaexpansão, Ensino e Formação Profissional em Novas Tecnologias, Lda. Rua Praça de Touros, 26 2500 167 Caldas da Rainha 22.Março.2010 Objectivos: Apresentação do programa Microsoft Excel; Características do programa; Vantagens e desvantagens na utilização do programa. Criação, gravação e edição de uma folha de cálculo;

Leia mais

Benefícios Aumento de produtividade; Sincronização directa e sem problemas; Muito fácil de utilizar.

Benefícios Aumento de produtividade; Sincronização directa e sem problemas; Muito fácil de utilizar. Descritivo completo 2007 Se os seus vendedores precisam saber e actualizar as suas visitas e obter informação sobre os clientes e prospects quando estão no terreno, então esta é a solução ideal para si.

Leia mais

Introdução ao Gerenciamento de Projetos. Prof. Ivan Bottger www.firesafetybrasil.com

Introdução ao Gerenciamento de Projetos. Prof. Ivan Bottger www.firesafetybrasil.com Introdução ao Gerenciamento de Projetos Prof. Ivan Bottger www.firesafetybrasil.com Nas organizações do futuro, a maior parte das realizações será viabilizada através de projetos. Tom Peters (tradução

Leia mais

Negócios Internacionais

Negócios Internacionais Negócios Internacionais Capítulo IX Produção e Logística Global Carina Viveiros Carla Pereira Ruben Dias Rui Ponte Produção e Logística Global Objectivos: Descrever as diferentes dimensões da estratégia

Leia mais

AQUASHARE 2012. Descentralização vs melhoria do serviço e sustentabilidade. Hotel VIP Maputo,10 de Maio de 2012. Judite Renoldo Manhique

AQUASHARE 2012. Descentralização vs melhoria do serviço e sustentabilidade. Hotel VIP Maputo,10 de Maio de 2012. Judite Renoldo Manhique AQUASHARE 2012 Descentralização vs melhoria do serviço e sustentabilidade Hotel VIP Maputo,10 de Maio de 2012 Judite Renoldo Manhique Águas da Região de Maputo, SA (AdeM): Empresa de direito privado, Responsável

Leia mais

27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho

27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho Análise da Michael Page sobre Recursos Humanos 27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho Manter a motivação das equipas é o principal desafio das empresas portuguesas, sendo apontado por 42%

Leia mais

Coaching Para a EXCELÊNCIA

Coaching Para a EXCELÊNCIA Coaching Para a EXCELÊNCIA António Santos António Santos Coaching ferramenta que permite elevar o nível de lucidez Mudanças que alargam horizontes. COACHING para a EXCELÊNCIA Mudanças que alargam horizontes.

Leia mais

b : nas representações gráficas de funções do tipo

b : nas representações gráficas de funções do tipo do as suas escolhas a partir daí. Nesta situação, tendem a identificar as assímptotas verticais, as assímptotas horizontais e a associar as representações analítica e gráfica que têm estas características

Leia mais

Oito passos para uma carreira extraordinária

Oito passos para uma carreira extraordinária Oito passos para uma carreira extraordinária Procurar tornar-se apto para o mercado de trabalho sem saber qual o objetivo desejado é a melhor forma de conseguir bons empregos e uma eterna infelicidade.

Leia mais

Rua Camilo Castelo Branco, N. 4, (a cerca de 100 metros do Marquês de Pombal), Lisboa

Rua Camilo Castelo Branco, N. 4, (a cerca de 100 metros do Marquês de Pombal), Lisboa Programa de Formação Código - Designação Ajudante de Acção Directa A atitude perante o idoso Local Rua Camilo Castelo Branco, N. 4, (a cerca de 100 metros do Marquês de Pombal), Lisboa Projecto n.º: N/a

Leia mais

APCOACHING - Associação Portuguesa de Coaching

APCOACHING - Associação Portuguesa de Coaching I - Filosofia de Coaching da APCOACHING A APCOACHING (Associação Portuguesa de Coaching) está alinhada com uma forma de Coaching que honra o Cliente (Coachee) como perito na sua vida e trabalho e acredita

Leia mais

Indicadores Gerais para a Avaliação Inclusiva

Indicadores Gerais para a Avaliação Inclusiva PROCESSO DE AVALIAÇÃO EM CONTEXTOS INCLUSIVOS PT Preâmbulo Indicadores Gerais para a Avaliação Inclusiva A avaliação inclusiva é uma abordagem à avaliação em ambientes inclusivos em que as políticas e

Leia mais

DIRECTIVAS DA COMISSÃO DE COORDENAÇÃO DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE (CCAD) Ano lectivo 2010/2011

DIRECTIVAS DA COMISSÃO DE COORDENAÇÃO DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE (CCAD) Ano lectivo 2010/2011 DIRECTIVAS DA COMISSÃO DE COORDENAÇÃO DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE (CCAD) Ano lectivo 2010/2011 A Comissão de Coordenação da Avaliação de Desempenho, no cumprimento do estipulado no Decreto Lei n.º

Leia mais

Workshop. As Ferramentas do Coaching na Liderança. Lisboa, 21 maio 2013

Workshop. As Ferramentas do Coaching na Liderança. Lisboa, 21 maio 2013 Workshop As Ferramentas do Coaching na Liderança Lisboa, 21 maio 2013 GESTÃO LIDERANÇA Gerem-se coisas, lideram-se pessoas COACHING A competição global continua a requerer um crescente esforço das organizações

Leia mais

Websphere ESB Caminho para Adopção

Websphere ESB Caminho para Adopção Websphere ESB Caminho para Adopção Websphere ESB: Que desafios para o Negócio? Adaptar rapidamente os meus processos Fusão de organizações Internacionalização Deslocalização Mudança no negócio Novas regras

Leia mais

Gestão Total da Manutenção: Sistema GTM

Gestão Total da Manutenção: Sistema GTM Gestão Total da Manutenção: Sistema GTM por Engº João Barata (jbarata@ctcv.pt), CTCV Inovação Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro 1. - INTRODUÇÃO Os sub-sistemas de gestão, qualquer que seja o seu

Leia mais

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Este guia foi produzido como parte da Campanha de Consciencialização Pan-Europeia sobre RSE, uma iniciativa da Comissão Europeia, Directoria

Leia mais

Balanced Scorecard e a

Balanced Scorecard e a Sessões de Trabalho Balanced Scorecard e a Execução Estratégica Programa de 3 dias de Treino Inscrições até 31/Março = 375 + IVA Inscrições até 11/Abril = 750 + IVA Local: Armazém SYV (em Lisboa, na Junqueira)

Leia mais

Liderança Ciclo Motivacional Clima Organizacional Cultura Organizacional

Liderança Ciclo Motivacional Clima Organizacional Cultura Organizacional Clima Organizacional Cultura Organizacional Disciplina: Gestão de Pessoas Página: 1 Aula: 09 O líder pode ser definido como uma pessoa capaz de unir outras através de esforços combinados para atingir determinado

Leia mais