Plano de Governo do Amazonas PSOL 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Plano de Governo do Amazonas PSOL 2014"

Transcrição

1 Plano de Governo do Amazonas PSOL 2014 Abel Rodrigues Alves - 50 PSOL Só tiro o chapéu para o povo. MANAUS-AMAZONAS JULHO

2 APRESENTAÇÃO O AMAZONAS SOBERANO COM O POVO NO COMANDO O AMAZONAS, há décadas vive seu quadro político no artificialismo e bem que a expressão NOVOS RUMOS poderia ser o chamamento à classe política e a sociedade civil organizada na formação de um movimento de rompimento com essa artificialidade que vivemos e que nos é imposta, apontando para o desenvolvimento do Estado e até rompendo com a política de pires na mão, de forma humilhante e subserviente perante o Governo Federal. Historicamente, o nosso interior com suas riquezas sempre foi o provedor do desenvolvimento da região, sempre concentrado em Manaus, ficando com todos os benefícios dos lucros e criando uma sociedade esnobe e perdulária, com seus mandatários administrando ricos recursos na construção de prédios modernos, como o teatro Amazonas, Tribunal de Justiça, Palácio Provincial, etc. que fizeram de Manaus uma cidade diferente e aconchegante. Ao interior coube sustentar esse fausto por anos com os lucros ainda dos produtos nativos da sorva, balata, castanha, peles, madeiras e peixes, etc. e padecer com a miséria, o impaludismo, (malária), beribéri, tuberculose, etc. desde a época áurea da borracha. Com a consolidação da Zona Franca, pelos anos de 1980, e nada contra ela e Manaus, o empobrecimento do interior foi minguando na sua população que migrava para Manaus e com medidas governamentais proibitivas das práticas predatórias de seus habitantes que, por extrema sobrevivência e sem ter opção tirava da floresta e rios o seu sustento que, quando flagrados, sua produção e utensílios eram apreendidos, com multas elevadas e processados criminalmente. Na medida em que Manaus avançava, se desenvolvia com seu parque tecnológico, gerando novas classes sociais, com bairros e condomínios luxuosos, ficava a população interiorana vinda do interior marginalizada, ocupando a beira dos igarapés, não alfabetizada, com a desagregação dos grupos familiares, salários aviltados de pequenos serviços, prostituição, droga, marginalidade. A desigualdade entre capital e interior foi ganhando terreno, o poder político concentrado em Manaus, gerando pobreza endêmica dos municípios, com grandes repercussões nas áreas sociais, com problemas graves na educação, saúde, trabalho e renda; na Constituinte Estadual, 1988, quatriênio de 1987/91, onze (11) eram os deputados estaduais e que formavam a bancada interiorana, hoje com apenas 04 (quatro) representantes. Resultado, o interior virou curral eleitoral, a compra de votos, promessas e doações de quinquilharias virou praxe. Nesses 32 anos de continuísmo de Gilberto Mestrinho até hoje -, o interior não teve um projeto econômico estruturante e vive de migalhas.

3 O interior precisa, urgentemente, reverter esse quadro de abandono e de pires na mão, vítima do caciquismo, e tido apenas como curral eleitoral, fazendo-se respeitar com seus votos e o poder que tem, não mais pleiteando, mas fazer o protagonismo do interior pra Capital. O PSOL quer ser o propulsor dessa empreitada, com seu candidato a Governador, Vice, Senador e Deputados Federais e Estaduais, que têm a responsabilidade deste GRITO de revolta pelo abandono de todo o interior amazonense ao longo desses anos todos. Não podemos esquecer, que se hoje Manaus é o 4 PIB nacional com o seu Parque tecnológico-industrial - PIM, tudo começou lá atrás como acima foi dito, sendo necessário redistribuir essa riqueza, não ficando o interior apenas com a miséria. Por isso, a convocação de todo o nosso interior amazonense, por suas lideranças políticas locais, sociedade civil organizada, trabalhadores abandonados, a apostar num novo projeto político de desenvolvimento, com mudança e transparência, tendo por foco o cidadão, sua família, com saúde, educação, segurança e igual oportunidades para todos.

4 Sumário Considerações sobre o modo de Governar Educação Saúde Segurança Desenvolvimento Estadual Meio Ambiente, Saneamento e Lixo...09

5 Considerações sobre o modo de Governar Ao longo dos anos e administrações, no caso, estadual, os candidatos formulam e propagandeiam seus projetos sem qualquer compromisso com a realidade fática, mas tão-somente como o cumprimento de uma exigência legal. Na propaganda acenam com mirabolantes projetos para iludir aos incautos e, quando eleitos, se esquecem do prometido, porque não são cobrados e nem têm obrigação de realizá-los, pois que não há nada que os obrigue no cumprimento de suas falsas promessas. Queremos no nosso Amazonas construir uma nova fase de administrar a coisa pública, com transparência, participação da sociedade civil organizada, dos trabalhadores, nas suas mais variadas categorias, pois que abandonados ou mal representados por suas instituições classistas, que deixaram a defesa das categorias e a militância sindical, para serem meros instrumentos de poder e negociação por cargos, partícipes de administrações negocistas, traindo a causa e luta dos trabalhadores. Apresentamos um programa enxuto nas principais demandas populares e dos trabalhadores, sem ufanismo, mas conscientes de que poderemos programá-lo e executá-lo, juntos, afastando-nos das práticas fisiológicas e politiqueiras, corruptas e corruptoras, visando o bem comum e a solução dos problemas na sua dimensão macro, de benefício para toda a comunidade. As soluções que pretendemos apresentar terão a dimensão de todo o Estado do Amazonas, pois se Manaus em algumas áreas existem condições dignas de vida, bairros da classe média, não podemos esquecer a periferia, os bairros, as invasões, no seu esquecimento, como ainda, o nosso interior esquecido e abandonado. Como dissemos acima, sem ufanismo, mas com pés no chão, o nosso Partido, o PSOL, com nossa vitória haverá de inaugurar no Estado um novo modelo de administrar a coisa pública, buscando sempre servir ao cidadão, ao homem comum, nos seus direitos, aspirações e oportunidades.

6 1. EDUCAÇÃO Não se desconhece que a educação, a nível municipal, estadual e nacional atravessa graves problemas a exigir uma decisão competente e enérgica para sua melhoria. Os fatos aí estão a comprovar com péssimos índices de aproveitamento, desistências, salários e ausência de uma proposta inovadora, inclusive, o Plano Nacional de Educação, PNE de 2000/2010, vencido, com uma proposta há anos tramitando no Congresso Nacional, recentemente aprovado, ainda por ser implementado, o que compromete um direcionamento e ações, pois que tudo depende dele, ainda dependendo de leis esparsas e programas na condução da política educacional. À nível estadual haverá de se fazer uma mudança paulatina, mas radical nos moldes administrativos atuais de condução da educação, envolvendo no conjunto uma política da valorização dos educadores, tanto na questão salarial como nas condições de trabalho, com instalações dignas. Haveremos de colocar ponto final na perseguição política na administração, focando a competência do professor e o resultado do aprendizado da escola. Será prioridade do nosso Governo a qualidade do ensino, missão do professor e aproveitamento do alunado. Esperamos, também, construir a CIDADE DA EDUCAÇÃO na zona Leste de Manaus e mais escolas de tempo integral no interior do Estado, como também expandir para todo o interior a TV CULTURA, sucateada ao longo das administrações. UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS UEA - UM CAPÍTULO À PARTE. Não resta dúvida que a criação da UEA foi uma as maiores conquistas do interior e a sua presença certamente que mudou e vai continuar a mudar a estreiteza de pensamento e decisões em favor dos grupos de povder no interior. Preocupa-nos, no entanto, a criação de sua cidade universitária no município de Iranduba e que certamente haverá de esvaziar não sabemos até que ponto seus Centros no interior. Melhor seria se o Governo Estadual investisse em alguns dos seus Centros de cidades polos, para difundir o conhecimento, com novos cursos e não estimulando o êxodo para Manaus. O Governo do PSOL fará uma avaliação criteriosa de como poderá ser dado um novo caminhamento a esse problema.

7 2. SAÚDE Reconhecemos que em todo o país a saúde pública é um caos total. No Amazonas, capital e, principalmente no interior, os profissionais médicos estrangeiros não tem CRM e, em consequência, não se tem com avaliar sua condição técnico-profissional, além de se constituir crime. Prova maior está aí o programa do Governo Federal com seu Mais Médicos. Sabemos que não é fácil, mas não impossível de se dar dignidade na saúde ao cidadão, tanto da capital como do interior. Medidas paliativas não amenizará o problema, o que tem acontecido, pois precisamos enfrentar não só alguns quistos na administração, removendo alguns eternos pseudo-donos de cargos, como oportunizar uma mudança por novos profissionais. Primeiramente, é preciso localizar o PSOL na defesa do projeto histórico da reforma sanitária brasileira e do SUS. Somos parte daqueles que seguem lutando por um sistema de saúde com acesso universal, integral, gratuito e igualitário. Além disso, entendemos que a saúde tem relação direta com a classe social e as condições de vida de cada sujeito. Ou seja, só é possível ter saúde com redução da jornada de trabalho, saneamento básico, transporte de qualidade, educação e lazer, entre outros pontos. Outro ponto importante é a nossa crítica ao modelo atual de atendimento em saúde, que é demasiadamente focado no médico, nos hospitais e nos medicamentos. Esse modelo, conhecido como biomédico, traz sérias limitações às condições de tratamento, além de individualizar os problemas que são coletivos. Além disso, este modelo não tem interesse em evitar as doenças, visto que lucra (e não é pouco) com elas. É, portanto, um modelo de doença e não um modelo de saúde. Desde a aprovação da lei do SUS nos anos 1990, sua implementação vem sendo feita de modo precário, na perspectiva do estado mínimo. Nos últimos anos, uma série de serviços públicos de saúde foram terceirizados e privatizados das mais diversas maneiras e pelos mais diversos governos, pois que a Saúde e dever do Estado e direito do cidadão, atenuando essas formas de privatização e terceirização, com mais investimentos pelo Estado. É dentro desses marcos geral que os programas de saúde do PSOL devamos construir no Amazonas. É desta forma que vamos contribuir para o resgate das ideias da reforma sanitária e para o fortalecimento da luta por um sistema de saúde que não esteja subordinado às ordens do capital.

8 3. SEGURANÇA O Amazonas tem no seu projeto de segurança e que está sendo levado também para alguns municípios, o chamado Ronda nos Bairros. No entanto, tão somente na aquisição dos meios materiais de combater a violência, não dará solução as suas causas, que são de natureza humana e social. Por isso, precisamos de mais ações e que estão dentro do nosso Plano de Governo, como: Integração das diversas esferas da segurança como garantidora do patrimônio público, organizadora do trânsito e orientadora da cidadania. Implementação, através de sistema escolar e dos meios de comunicação, de um programa permanente que promova a educação, desde muito cedo, articulado com investimentos sociais em creches, centros culturais e de formação técnica nas áreas de populações mais vulneráveis. Criação, em cooperação com a OAB e o Ministério Público, de Centros de Cidadania, com a Defensoria Pública que se aumente e proporcione apoio jurídico permanente às populações marginalizadas ou em situação de risco. 4. DESENVOLVIMENTO ESTADUAL A luta pela prorrogação da Zona Franca de Manaus por mais 50 anos, não é privilégio e nem vitória individual de um só político, mas uma bandeira de todos na defesa de nosso desenvolvimento. No entanto, o PSOL buscará o apoio dos trabalhadores, não pelos seus representantes classistas, que só fazem afagos aos políticos, mas pela união de todos os trabalhadores, com manifestação pública na sua defesa, como garantidora do trabalho e renda, com mais empregos. Haveremos, ainda, delinear um Plano de Reengenharia de Desenvolvimento Estadual, inclusive, com a integração de nosso interior, criando Polos Eco produtores, alavancando através do reflorestamento, os Créditos de Redução dos Gases do Efeito Estufa, como também projetos de Agricultura de Várzea, Pomicultura Florestal, Piscicultura, Ecoturismo, Recursos Hídricos, e a valorização dos Títulos de Biodiversidade, como a mercadoria que temos para vendê-la aos países poluidores.

9 5. MEIO AMBIENTE, SANEAMENTO E LIXO É inacreditável que nossas cidades, todas elas, estejam à beira dos rios e não tenham água potável de boa qualidade. A venda da COSAMA foi criminosa e prejudicou a maioria dos nossos municípios. Haveremos de darmos uma solução a essa vergonha e, igualmente, ao saneamento, que não existe e, ao lixo que é atirado em lixões ao céu aberto, produzindo doenças, mesmo que haja lei obrigando o seu tratamento. Serão necessários investimentos maciços nas áreas agricultáveis, mas deterioradas; fortalecimento da organização dos pequenos produtores rurais (hortifrutigranjeiros, pequenos pecuaristas, comunidades remanescentes) em todas as regiões da região metropolitana e interior. Manaus (AM), 16 de Julho de Abel Rodrigues Alves Candidato ao Governo do Amazonas, pelo Partido Socialismo e Liberdade PSOL.

Proposta de Programa do PCB para o Município de Manaus

Proposta de Programa do PCB para o Município de Manaus Proposta de Programa do PCB para o Município de Manaus. Os sucessivos governos de direita ou de corte social-liberal investem nos programas maquiadores da administração pública, por meio de projetos milionários

Leia mais

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1 Mensagens aos jovens Nós, jovens, devemos nos organizar para a construção de projetos, em que possamos, juntos com a população e os órgãos responsáveis, nos responsabilizar pelo bem-estar do nosso patrimônio.

Leia mais

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Sustentabilidade significa permanecer vivo. Somos mais de 7 bilhões de habitantes e chegaremos a 9 bilhões em 2050, segundo a ONU. O ambiente tem limites e é preciso fazer

Leia mais

Plataforma Ambiental para o Brasil

Plataforma Ambiental para o Brasil Plataforma Ambiental para o Brasil A Plataforma Ambiental para o Brasil é uma iniciativa da Fundação SOS Mata Atlântica e traz os princípios básicos e alguns dos temas que deverão ser enfrentados na próxima

Leia mais

LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA: Faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA: Faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004 Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Estadual de Educação Ambiental, cria o Programa Estadual de Educação Ambiental e complementa a Lei Federal nº 9.795/99,

Leia mais

PROGRAMA DE GOVERNO DA COLIGAÇÃO CASCAVEL PARA OS TRABALHADORES (PCB, PSTU e PSOL) ELEIÇÕES 2012

PROGRAMA DE GOVERNO DA COLIGAÇÃO CASCAVEL PARA OS TRABALHADORES (PCB, PSTU e PSOL) ELEIÇÕES 2012 PROGRAMA DE GOVERNO DA COLIGAÇÃO CASCAVEL PARA OS TRABALHADORES (PCB, PSTU e PSOL) ELEIÇÕES 2012 1 Economia e Planejamento geral das cidades - Criação dos Conselhos Populares de Educação, Saúde, Transportes,

Leia mais

o pensar e fazer educação em saúde 12

o pensar e fazer educação em saúde 12 SUMÁRIO l' Carta às educadoras e aos educadores.................5 Que história é essa de saúde na escola................ 6 Uma outra realidade é possível....... 7 Uma escola comprometida com a realidade...

Leia mais

Programa de Governo do PSTU para o DF

Programa de Governo do PSTU para o DF Programa de Governo do PSTU para o DF I. Política, Economia e Administração Pública 1. Cassação, prisão e expropriação dos bens de todos os corruptos e corruptores. 2. Pela mais ampla auditoria e fiscalização

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO

DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO POR UM CEARÁ MELHOR PRA TODOS A COLIGAÇÃO POR UM CEARA MELHOR PRA TODOS, com o objetivo de atender à Legislação Eleitoral e de expressar os compromissos

Leia mais

Proposta de Programa de Governo da Frente de Unidade Popular - Psol-Pcb-Pstu

Proposta de Programa de Governo da Frente de Unidade Popular - Psol-Pcb-Pstu Proposta de Programa de Governo da Frente de Unidade Popular - Psol-Pcb-Pstu Economia Objetivos - elevar o patamar de mobilização popular, não apenas para denunciar as mazelas da política econômica nacional,

Leia mais

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL Implantar o Plano Diretor. Implantar o Orçamento participativo. Valorização pessoal do funcionário público municipal. Implantação

Leia mais

Por que defender o Sistema Único de Saúde?

Por que defender o Sistema Único de Saúde? Por que defender o Sistema Único de Saúde? Diferenças entre Direito Universal e Cobertura Universal de Saúde Cebes 1 Direito universal à saúde diz respeito à possibilidade de todos os brasileiros homens

Leia mais

EMENDAS AO TEXTO - MEGA OBJETIVOS - POR AUTOR

EMENDAS AO TEXTO - MEGA OBJETIVOS - POR AUTOR Com. Seguridade Social e Familia SEGUR/CD Emenda: 50210006 "A qualidade da assistência e a racionalidade nos gastos com incorporação tecnológica são limitados pela inadequação do financiamento e vínculos

Leia mais

Jovens cuidando do Brasil

Jovens cuidando do Brasil ação constitui uma parte da política dos três R reduzir, reutilizar e reciclar, depreende-se a necessidade de um trabalho com lixo que se inicie com uma revisão crítica dos hábitos e padrões de consumo.

Leia mais

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA Clodoaldo Meneguello Cardoso Nesta "I Conferência dos lideres de Grêmio das Escolas Públicas Estaduais da Região Bauru" vamos conversar muito sobre política.

Leia mais

Logo abaixo, será descrito as 23 propostas de governo em diferentes segmentos, que modificarão o Amazonas: Áreas: 1) Logística, Trânsito e Transportes

Logo abaixo, será descrito as 23 propostas de governo em diferentes segmentos, que modificarão o Amazonas: Áreas: 1) Logística, Trânsito e Transportes O referido plano de governo irá modificar a cidade de Manaus, assim como o Estado do Amazonas, pela ousadia, autenticidade e acima de tudo por ter sido construído em consonância com os anseios da população

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO, TRABALHO E SOLIDARIEDADE

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO, TRABALHO E SOLIDARIEDADE LEI nº, de de (Projeto de Lei nº 00/04, do Executivo) Institui o Programa Oportunidade Solidária, estabelece princípios fundamentais e objetivos da Política de Fomento à Economia Popular Solidária do Município

Leia mais

Programa de Governo: Coligação Frente de Esquerda

Programa de Governo: Coligação Frente de Esquerda UMA OUTRA CIDADE É POSSÍVEL Programa de Governo: Coligação Frente de Esquerda O desafio da Frente de Esquerda PSOL e PCB - numa eleição municipal é construir um programa de governo e um plano de ação que

Leia mais

Cartilha de princípios

Cartilha de princípios Cartilha de princípios 2 MTST - Cartilha de princípios AS LINHAS POLÍTICAS DO MTST O MTST é um movimento que organiza trabalhadores urbanos a partir do local em que vivem: os bairros periféricos. Não é

Leia mais

PROJETO DE LEI N º 1219/2003. Decreta:

PROJETO DE LEI N º 1219/2003. Decreta: A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO PROJETO DE LEI N º 1219/2003 Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Municipal de Educação Ambiental, e dá outras providências. Autor: Vereador Rodrigo

Leia mais

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Municípios participantes Adrianópolis Bocaiúva do Sul Cerro Azul Doutor Ulysses Rio Branco do Sul Tunas do Paraná Itaperuçu Campo Magro Colombo Almirante Tamandaré

Leia mais

A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano

A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano Nossa Realidade 57% da população brasileira não possui coleta de esgoto (SNIS 2008) O Brasil é o 9º

Leia mais

II A realização dos direitos fundamentais nas cidades

II A realização dos direitos fundamentais nas cidades DIREITO À CIDADE UM EXEMPLO FRANCÊS Por Adriana Vacare Tezine, Promotora de Justiça (MP/SP) e Mestranda em Direito Urbanístico na PUC/SP I Introdução A determinação do governo francês de proibir veículos

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral Abril 2013 TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Presidente Desembargadora Letícia De Faria Sardas Corregedor

Leia mais

Carta dos Governadores da Amazônia

Carta dos Governadores da Amazônia Carta dos Governadores da Amazônia Os Governadores dos Estados da Amazônia Legal abaixo subscritos, reunidos durante o Fórum dos Governadores, realizado no dia 01 de junho de 2012, na cidade de Manaus

Leia mais

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país Brasil Você sabia que... A pobreza e a desigualdade causam a fome e a malnutrição. Os alimentos e outros bens e serviços básicos que afetam a segurança dos alimentos, a saúde e a nutrição água potável,

Leia mais

Página 1 de 8. Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Página 1 de 8. Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Página 1 de 8 LEI Nº 3325, de 17 de dezembro de 1999 Dispõe sobre a educação ambiental, institui a política estadual de educação ambiental, cria o Programa estadual de Educação Ambiental e complementa

Leia mais

Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro

Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro Objetivos da 15ª. Reafirmar, impulsionar e efetivar os princípios e diretrizes do SUS- saúde como DH Mobilizar e estabelecer

Leia mais

LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011.

LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011. 1 LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011. Institui a Política Municipal de Educação Ambiental, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE ANANINDEUA estatui e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I

Leia mais

DIVISÃO GEOGRÁFICA DE CLASSES SOCIAIS

DIVISÃO GEOGRÁFICA DE CLASSES SOCIAIS CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE CURITIBA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO CURSO TÉCNICO DE... Tema do Pôster DIVISÃO GEOGRÁFICA DE CLASSES SOCIAIS ALUNO: EXEMPLO TURMA: XXXXXXXXXXX CURITIBA 2013 SUMÁRIO

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

1ª CONFERÊNCIA REGIONAL DE

1ª CONFERÊNCIA REGIONAL DE PROJETO ELABORAÇÃO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL SUSTENTÁVEL DO VALE DO RIBEIRA E IMPLANTAÇÃO DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS PRIORITÁRIOS 1ª CONFERÊNCIA REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL SUSTENTÁVEL

Leia mais

Francisco Chaves, Presidente Ibolyka Elizabeth, Diretora Executiva. www.iaap.org.br Lorena-SP

Francisco Chaves, Presidente Ibolyka Elizabeth, Diretora Executiva. www.iaap.org.br Lorena-SP Diretoria Francisco Chaves, Presidente Ibolyka Elizabeth, Diretora Executiva. www.iaap.org.br Lorena-SP O Terceiro Setor no Brasil Sumário: Histórico e Legislação Bandeira: a figura da Filantropia (do

Leia mais

AULA 4 FLORESTAS. O desmatamento

AULA 4 FLORESTAS. O desmatamento AULA 4 FLORESTAS As florestas cobriam metade da superfície da Terra antes dos seres humanos começarem a plantar. Hoje, metade das florestas da época em que recebemos os visitantes do Planeta Uno não existem

Leia mais

A Cooperação UE no Estado de São Paulo

A Cooperação UE no Estado de São Paulo A Cooperação UE no Estado de São Paulo Informações gerais: Superficië (km²): 248.209,426 População (IBGE 2012): 41.901.219 Produto Interno Bruto - PIB (2008) em R$ milhões: 1.003.016 Indice de Desenvolvimento

Leia mais

INICIATIVA POPULAR. 1 Benevides, Maria Vitoria de Mesquita A Cidadania Ativa Referendo, Plebiscito e Iniciativa Poipular,

INICIATIVA POPULAR. 1 Benevides, Maria Vitoria de Mesquita A Cidadania Ativa Referendo, Plebiscito e Iniciativa Poipular, INICIATIVA POPULAR Iniciativa popular designa, em termos genéricos, diferente maneiras de participação popular no exercício dos poderes legislativo e executivo incluindo o plebiscito, referendo, conselhos

Leia mais

PLANO PARTICIPATIVO DE PAUDERNEY PROGRAMA DE GOVERNO DA CIDADE DE MANAUS

PLANO PARTICIPATIVO DE PAUDERNEY PROGRAMA DE GOVERNO DA CIDADE DE MANAUS PLANO PARTICIPATIVO DE PAUDERNEY PROGRAMA DE GOVERNO DA CIDADE DE MANAUS 1-APRESENTAÇÃO Manaus é uma cidade que orgulha a todos que vivem nela. Uma cidade que tem todas as condições de superar seus problemas

Leia mais

SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV

SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV SÍNTESE BARRA DO GARÇAS RP IV Realizar projetos para destinação de resíduos sólidos * Meio Ambiente Desenvolver programas de educação ambiental Apresentar pequenos e médios projetos de recuperação (seqüestro

Leia mais

DIRETRIZES A SEREM DEBATIDAS NAS CONFERÊNCIAS NO ANO DE 2015 E 2016

DIRETRIZES A SEREM DEBATIDAS NAS CONFERÊNCIAS NO ANO DE 2015 E 2016 DIRETRIZES A SEREM DEBATIDAS NAS CONFERÊNCIAS NO ANO DE 2015 E 2016 A Constituição de 1988 criou a possibilidade de que os cidadãos possam intervir na gestão pública. Pela via do controle social, influenciam

Leia mais

Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4

Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4 Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4 Sumário Assistência Social Saúde Educação Infraestrutura - Comunicação e Energia Moradia Bolsa Família Bolsa Verde Direitos Culturais A

Leia mais

Vem pra urna! Justiça Eleitoral. Cartório Eleitoral - ES. Cartilha educativa da. Justiça Eleitoral. sobreo poder do voto.

Vem pra urna! Justiça Eleitoral. Cartório Eleitoral - ES. Cartilha educativa da. Justiça Eleitoral. sobreo poder do voto. Vem pra urna! Justiça Eleitoral Cartório Eleitoral - ES www.tre-es.jus.br. #vempraurna Cartilha educativa da Justiça Eleitoral sobreo poder do voto. Material desenvolvido pelo Tribunal Regional Eleitoral

Leia mais

Grêmio em Forma: o fomento à participação dos jovens na escola como estratégia de prevenção da violência

Grêmio em Forma: o fomento à participação dos jovens na escola como estratégia de prevenção da violência Grêmio em Forma: o fomento à participação dos jovens na escola como estratégia de prevenção da violência (Artigo publicado no livro Violência & Juventude, editora Hucitec, 2010) Este texto pretende apresentar

Leia mais

LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR.

LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR. LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR. (PUBLICAÇÃO - MINAS GERAIS DIÁRIO DO EXECUTIVO - 18/01/2014 PÁG. 2 e 03)

Leia mais

2º CONCURSO DE REDAÇÃO CAMPANHA: ELEIÇÕES LIMPAS PELO VOTO LIVRE E CONSCIENTE. CATEGORIA I 5ª e 6ª Série do Ensino Fundamental

2º CONCURSO DE REDAÇÃO CAMPANHA: ELEIÇÕES LIMPAS PELO VOTO LIVRE E CONSCIENTE. CATEGORIA I 5ª e 6ª Série do Ensino Fundamental CATEGORIA I 5ª e 6ª Série do Ensino Fundamental Tema: Voto livre e consciente, escolha que liberta 1º LUGAR: IZABEL ALINE DE ARAÚJO MATOS 6ª Série Educandário Madre Paulina Título (facultativo): A importância

Leia mais

Redução da Pobreza e Desigualdades e Inclusão Produtiva na América Latina: novas abordagens

Redução da Pobreza e Desigualdades e Inclusão Produtiva na América Latina: novas abordagens Redução da Pobreza e Desigualdades e Inclusão Produtiva na América Latina: novas abordagens Washington, DC 13 de março de 2006 Senhoras e Senhores É com imensa satisfação que me dirijo aos Senhores para

Leia mais

Observatório das Metrópoles

Observatório das Metrópoles Direito à Cidade e a Segregação Residencial: desafios do Estatuto da Cidade Prof. Luiz César de Queiroz Ribeiro Observatório das Metrópoles A aprovação do Estatuto da Cidade marca nova etapa na política

Leia mais

Compromisso com um plano de governo

Compromisso com um plano de governo Anexo 2 Compromisso com um plano de governo A partir de uma iniciativa da Rede Nossa São Paulo, a capital paulista aprovou, em fevereiro de 2008, a Emenda nº 30 à Lei Orgânica do Município de São Paulo

Leia mais

Fórum sobre Violações de Direitos dos Povos Indígenas 1. Nota Técnica. O sonho vira pesadelo : sobre as violações do direto à Saúde Indígena no Brasil

Fórum sobre Violações de Direitos dos Povos Indígenas 1. Nota Técnica. O sonho vira pesadelo : sobre as violações do direto à Saúde Indígena no Brasil Fórum sobre Violações de Direitos dos Povos Indígenas 1 Nota Técnica O sonho vira pesadelo : sobre as violações do direto à Saúde Indígena no Brasil Descaso na Saúde Indígena: O sonho vira pesadelo são

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 128/2013. A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, Aprova:

PROJETO DE LEI Nº 128/2013. A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, Aprova: PROJETO DE LEI Nº 128/2013 Institui o Programa Banco de Alimentos do Município de Foz do Iguaçu, e dá outras providências. Prefeito Municipal Mensagem nº 064/2013. A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu,

Leia mais

Declaração de Juventudes: Construindo um mundo de Igualdade e Direitos

Declaração de Juventudes: Construindo um mundo de Igualdade e Direitos Declaração de Juventudes: Construindo um mundo de Igualdade e Direitos As pessoas jovens, organizações e redes juvenis convocadas pela Aliança Latino- americana rumo a Cairo+20 para o Fórum de Juventudes

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 Institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da Caatinga. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da

Leia mais

Direito à vida, direito à saúde e direito à alimentação adequada

Direito à vida, direito à saúde e direito à alimentação adequada CURSO DE EDUCADOR SOCIAL MÓDULO II- AULA 2 Direito à vida, direito à saúde e direito à alimentação adequada ITS Brasil1 Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República2 Nascemos iguais,

Leia mais

PROPOSTAS PARA DESENVOLVIMENTO NAS ÁREAS

PROPOSTAS PARA DESENVOLVIMENTO NAS ÁREAS POLÍTICAS PÚBLICAS: SANEAMENTO OBRAS PARTICIPAÇÃO POPULAR EDUCAÇÃO SAÚDE O que são políticas públicas? Políticas públicas podem ser entendidas como ações desenvolvidas pelo Estado, tendo em vista atender

Leia mais

Carta Política. Campanha Cidades Seguras para as Mulheres

Carta Política. Campanha Cidades Seguras para as Mulheres Carta Política Campanha Cidades Seguras para as Mulheres Brasil - 2014 Nós, mulheres de diversas localidades e comunidades de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e São Paulo, que há muito

Leia mais

Vereador de Verdade. Vejam só: Vereador de Verdade é Eneias.

Vereador de Verdade. Vejam só: Vereador de Verdade é Eneias. Vereador de Verdade Vereador de Verdade é Eneias. É gente da gente e busca soluções para transformar nossa cidade numa Feliz Cidade. Não basta apenas fiscalizar e denunciar. É claro que isso tem que ser

Leia mais

AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE

AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE Com o objetivo de estimular o debate democrático, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) apresenta à sociedade brasileira sua Agenda Propositiva para a Saúde

Leia mais

Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA

Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA Serviços técnicos do Serviço Social na área da família e infância nos processos do Fórum de União da Vitória O Serviço

Leia mais

Experiências de Orçamento Participativo (OP) no Brasil: democratização da gestão pública e controle social. Por Ana Claudia Teixeira Instituto Pólis

Experiências de Orçamento Participativo (OP) no Brasil: democratização da gestão pública e controle social. Por Ana Claudia Teixeira Instituto Pólis Experiências de Orçamento Participativo (OP) no Brasil: democratização da gestão pública e controle social Por Ana Claudia Teixeira Instituto Pólis O que é? Um mecanismo (ou processo) pelo qual a população

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Cem Dias de Trabalho: Pronunciamento

Leia mais

Sustentabilidade dos Biocombustíveis

Sustentabilidade dos Biocombustíveis Sustentabilidade dos Biocombustíveis VII Simpósio Internacional de Qualidade Ambiental Porto Alegre Maio de 2010 Paulo Cunha (1) Fernando Pierre (1) Diogo Zaverucha (1) Felipe Cunha (2) (1) Petrobras Biocombustível;

Leia mais

TESE AO 7º CONGRESSO DO SINDPEFAETEC: SINDPEFAETEC INDEPENDENTE, CLASSISTA E DE LUTA PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA, DEMOCRÁTICA E DE QUALIDADE

TESE AO 7º CONGRESSO DO SINDPEFAETEC: SINDPEFAETEC INDEPENDENTE, CLASSISTA E DE LUTA PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA, DEMOCRÁTICA E DE QUALIDADE TESE AO 7º CONGRESSO DO SINDPEFAETEC: SINDPEFAETEC INDEPENDENTE, CLASSISTA E DE LUTA PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA, DEMOCRÁTICA E DE QUALIDADE Conjuntura Internacional A crise do capitalismo, iniciada

Leia mais

PSC Partido Social Cristão

PSC Partido Social Cristão 2013/2016 PSC Partido Social Cristão CARLOS AUGUSTO SOUSA E SILVA BAXIM DA FARMACIA DESENVOLVIMENTO SOCIAL E GERAÇÃO DE EMPREGO VISÃO ESTRATÉGICA Uma visão inovadora de gestão pública para garantir mais

Leia mais

Síntese da POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO BRASIL RURAL

Síntese da POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO BRASIL RURAL Síntese da POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DO BRASIL RURAL Apresenta à sociedade brasileira um conjunto de estratégias e ações capazes de contribuir para a afirmação de um novo papel para o rural na estratégia

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo III: Conselhos dos Direitos no

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 9ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO MARANHÃO

DOCUMENTO FINAL 9ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO MARANHÃO DOCUMENTO FINAL 9ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO MARANHÃO EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE DIRETRIZ: Ampliar e qualificar acesso aos serviços de qualidade, em tempo adequado,

Leia mais

DOCUMENTO FINAL CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SP 29 E 30 DE MARÇO 2008

DOCUMENTO FINAL CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SP 29 E 30 DE MARÇO 2008 DOCUMENTO FINAL CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SP 29 E 30 DE MARÇO 2008 Número Desafios/Problemas Propostas/Soluções 1. Meu corpo: saúde, drogas e sexualidade 1. Assegurar que as leis que regulamentam e definem

Leia mais

ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO

ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO CUMPRIR E FAZER CUMPRIR A CONSTITUIÇÃO 1. Cumprir e fazer cumprir a

Leia mais

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO PARECER Nº, DE 2013 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 368, de 2012, da Senadora Ana Amélia, que altera a Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012, para dispor

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº / 2012. (Dep. Jean Wyllys) LEI GABRIELA LEITE

PROJETO DE LEI Nº / 2012. (Dep. Jean Wyllys) LEI GABRIELA LEITE PROJETO DE LEI Nº / 2012 (Dep. Jean Wyllys) Regulamenta a atividade dos profissionais do sexo. LEI GABRIELA LEITE O Congresso Nacional Decreta: Art. 1º - Considera-se profissional do sexo toda pessoa maior

Leia mais

O BRASIL SEM MISÉRIA APRESENTAÇÃO

O BRASIL SEM MISÉRIA APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO O BRASIL SEM MISÉRIA O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome decidiu organizar este livro por vários motivos. Um deles é evitar que o histórico da construção do Plano Brasil

Leia mais

Lutar pelo êxito do governo Dilma e reforçar o papel do PCdoB

Lutar pelo êxito do governo Dilma e reforçar o papel do PCdoB Resolução da 5ª reunião do CC - eleito no 12º Congresso Lutar pelo êxito do governo Dilma e reforçar o papel do PCdoB A maioria da nação enalteceu a eleição de Dilma Rousseff para a presidência da República

Leia mais

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total 100 Fortalecimento da Atuação Legislativa 8.475.000 8.475.000 101 Fortalecimento do Controle Externo Estadual 80.649.880 80.649.880 102 Fortalecimento do Controle Externo Municipal 3.245.000 3.245.000

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 62 Discurso na solenidade de sanção

Leia mais

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR...o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff Julho/2014 0 APRESENTAÇÃO Se fôssemos traduzir o Plano de Governo 2015-2018

Leia mais

Ao começar a escrita deste artigo é importante considerar alguns pontos

Ao começar a escrita deste artigo é importante considerar alguns pontos EDUCAÇÃO CONTRA O TRABALHO INFANTOJUVENIL: CONSIDERAÇÕES SOBRE MÉTODO E VULNERABILIDADES Felipe Pitaro * Ao começar a escrita deste artigo é importante considerar alguns pontos de partida. O primeiro diz

Leia mais

PARECER Nº, DE 2015. O conteúdo da matéria vem disciplinado no primeiro artigo, restando ao seguinte a formulação da cláusula de vigência.

PARECER Nº, DE 2015. O conteúdo da matéria vem disciplinado no primeiro artigo, restando ao seguinte a formulação da cláusula de vigência. PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 515, de 2015, das Senadoras Fátima Bezerra e Vanessa Grazziotin e do Senador

Leia mais

Uma Estratégia Produtiva para Defesa da Biodiversidade Amazônica

Uma Estratégia Produtiva para Defesa da Biodiversidade Amazônica Uma Estratégia Produtiva para Defesa da Biodiversidade Amazônica Painel: Inovação e Exploração de Fontes Locais de Conhecimento Bertha K. Becker Laget/UFRJ BNDES 30/11/2010 Problemática: Reconhecimento

Leia mais

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM Cartilha VOTE VOTE BEM CONSCIENTE O mês de outubro marca a escolha de quem estará, durante os próximos anos, à frente do poder no Brasil. É um dos momentos mais significativos, pois é a hora de o brasileiro

Leia mais

Antes de saber o que é Administração Pública e de falar sobre a estrutura da Administração Pública brasileira, é importante que sejam dados conceitos

Antes de saber o que é Administração Pública e de falar sobre a estrutura da Administração Pública brasileira, é importante que sejam dados conceitos DIREITO FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO Prof.ª Kênia Rodrigues de Oliveira Prof. Genival Santos Oliveira GESTÃO PÚBLICA Necessidades Captação COLETIVAS de Recursos: e do ESTADO Próprios Transferências GESTÃO

Leia mais

CONFERÊNCIA LIVRE DO SISTEMA DE JUSTIÇA MPPR/ OAB/ TJ CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA - CONSEG

CONFERÊNCIA LIVRE DO SISTEMA DE JUSTIÇA MPPR/ OAB/ TJ CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA - CONSEG CONFERÊNCIA LIVRE DO SISTEMA DE JUSTIÇA MPPR/ OAB/ TJ Princípio A segurança pública deve promover a cidadania e prevenir a criminalidade. Princípio As políticas de segurança pública devem ser transversais.

Leia mais

O DIREITO CONSTITUCIONAL NO BRASIL E NA CHINA: ANÁLISE COMPARATIVA

O DIREITO CONSTITUCIONAL NO BRASIL E NA CHINA: ANÁLISE COMPARATIVA SÃO PAULO RIO DE JANEIRO BRASÍLIA CURITIBA PORTO ALEGRE RECIFE BELO HORIZONTE LONDRES LISBOA XANGAI BEIJING MIAMI BUENOS AIRES O DIREITO CONSTITUCIONAL NO BRASIL E NA CHINA: ANÁLISE COMPARATIVA DURVAL

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE POLITICAS PARA AS MULHERES GESTÃO 2014/2017. RuaDr. Paulo Ramos nº 78- Centro Presidente Dutra-Maranhão

PLANO MUNICIPAL DE POLITICAS PARA AS MULHERES GESTÃO 2014/2017. RuaDr. Paulo Ramos nº 78- Centro Presidente Dutra-Maranhão PLANO MUNICIPAL DE POLITICAS PARA AS MULHERES GESTÃO 2014/2017 Juran Carvalho de Sousa Prefeito Orlando Pinto Gomes Vice-Prefeito Maria de Fátima Sodré Carvalho Secretária Municipal da Mulher Assessoramento

Leia mais

Reformas Políticas: aperfeiçoando e ampliando a Democracia

Reformas Políticas: aperfeiçoando e ampliando a Democracia Reformas Políticas: aperfeiçoando e ampliando a Democracia Pedro Pontual Pesquisador da Equipe de Participação Cidadã/Observatório dos Direitos do Cidadão do Instituto Pólis Apresentação O Observatório

Leia mais

P.42 Programa de Educação Ambiental - PEA. Direitos e Deveres do Cidadão - 2013

P.42 Programa de Educação Ambiental - PEA. Direitos e Deveres do Cidadão - 2013 P.42 Programa de Educação Ambiental - PEA Direitos e Deveres do Cidadão - 2013 Todos os seres humanos nascem com direitos. MAS para terem validade, os direitos de uma pessoa têm de ser respeitados pelas

Leia mais

Contribuição sobre Economia solidária para o Grupo de Alternativas econômicas Latino-Americano da Marcha Mundial das Mulheres Isolda Dantas 1

Contribuição sobre Economia solidária para o Grupo de Alternativas econômicas Latino-Americano da Marcha Mundial das Mulheres Isolda Dantas 1 Contribuição sobre Economia solidária para o Grupo de Alternativas econômicas Latino-Americano da Marcha Mundial das Mulheres Isolda Dantas 1 Economia solidária: Uma ferramenta para construção do feminismo

Leia mais

Avanços e Perspectivas dos Direitos da Criança com Ênfase na Área da Saúde

Avanços e Perspectivas dos Direitos da Criança com Ênfase na Área da Saúde Avanços e Perspectivas dos Direitos da Criança com Ênfase na Área da Saúde Falar dos direitos da criança implica necessariamente um resgate do maior avanço em âmbito jurídico e político-ideológico relacionado

Leia mais

1800 VINDA DA FAMÍLIA REAL. 1889- PROCLAMACAO DA REPUBLICA.

1800 VINDA DA FAMÍLIA REAL. 1889- PROCLAMACAO DA REPUBLICA. O que se exigia do sistema de saúde, do final do século XIX até metade do século passado, era uma política de controle de portos e espaços de circulação de mercadorias, com a finalidade de erradicação

Leia mais

Sobre o combate à pobreza

Sobre o combate à pobreza PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Resolução nº 482/XI-1ª Sobre o combate à pobreza O Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza assinala-se em Portugal num preocupante quadro

Leia mais

OS DIREITOS E A FUNÇÃO PÚBLICA DOS CATADORES E DAS CATADORAS DE MATERIAL RECICLÁVEL

OS DIREITOS E A FUNÇÃO PÚBLICA DOS CATADORES E DAS CATADORAS DE MATERIAL RECICLÁVEL OS DIREITOS E A FUNÇÃO PÚBLICA DOS CATADORES E DAS CATADORAS DE MATERIAL RECICLÁVEL ( * ) Daniel Rech ( ) Introdução Desejaria nesta minha apresentação abordar três aspectos essenciais de um mesmo tema

Leia mais

Plataforma dos Consumidores para as Eleições Municipais 2012

Plataforma dos Consumidores para as Eleições Municipais 2012 Plataforma dos Consumidores para as Eleições Municipais 2012 Plataforma dos Consumidores para as Eleições 2012 1 O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) é uma associação de consumidores sem

Leia mais

DADOS. Histórico de lutas

DADOS. Histórico de lutas MULHERES O partido Solidariedade estabeleceu políticas participativas da mulher. Isso se traduz pela criação da Secretaria Nacional da Mulher e por oferecer a esta Secretaria completa autonomia. Acreditamos

Leia mais

O passo a passo da participação popular Metodologia e diretrizes

O passo a passo da participação popular Metodologia e diretrizes O passo a passo da participação popular Metodologia e diretrizes Com o objetivo de garantir a presença da população na construção e no planejamento de políticas públicas, o Governo de Minas Gerais instituiu

Leia mais

Pronunciamento que faz o Sr. Dr. Pinotti (DEM-SP) Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados. Tive a grata satisfação de apresentar,

Pronunciamento que faz o Sr. Dr. Pinotti (DEM-SP) Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados. Tive a grata satisfação de apresentar, Pronunciamento que faz o Sr. Dr. Pinotti (DEM-SP) Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados. Tive a grata satisfação de apresentar, recentemente, o Projeto de Lei 2770/2008, que procura criar mecanismos

Leia mais

Tema 2 CONAE 2014 Diretrizes gerais para intervenção do PROIFES-Federação na CONAE 2014

Tema 2 CONAE 2014 Diretrizes gerais para intervenção do PROIFES-Federação na CONAE 2014 Tema 2 CONAE 2014 Diretrizes gerais para intervenção do PROIFES-Federação na CONAE 2014 Eixo I O plano Nacional de Educação e o Sistema Nacional de Educação: organização e regulação. Instituir, em cooperação

Leia mais

Mais Justiça social Mais Solidariedade Mais Atenção

Mais Justiça social Mais Solidariedade Mais Atenção A interiorização do trabalho e da formação em saúde: Mais Médicos e Mais Reforma Sanitária* No dia 5 de setembro de 2013, o Fórum de Estudantes da ENSP/Fiocruz coordenou a roda de conversa sobre a interiorização

Leia mais

Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3º Ano Principais Conferências Internacionais sobre o Meio Ambiente

Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3º Ano Principais Conferências Internacionais sobre o Meio Ambiente Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3º Ano Principais Conferências Internacionais sobre o Meio Ambiente Prof. Claudimar Fontinele Em dois momentos a ONU reuniu nações para debater

Leia mais

COMPRAS PÚBLICAS E O PLANO DE AÇÃO PARA PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS 6o Fórum da A3P Brasília, 10 de novembro de 2011

COMPRAS PÚBLICAS E O PLANO DE AÇÃO PARA PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS 6o Fórum da A3P Brasília, 10 de novembro de 2011 COMPRAS PÚBLICAS E O PLANO DE AÇÃO PARA PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS 6o Fórum da A3P Brasília, 10 de novembro de 2011 Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania

Leia mais

Agenda Comum para uma Agricultura Sustentável

Agenda Comum para uma Agricultura Sustentável Agenda Comum para uma Agricultura Sustentável Contribuições das Federações de Pequenos Agricultores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique,

Leia mais

EDUCAÇÃO FISCAL PARA A CIDADANIA. Superintendência da Receita Federal em Minas Gerais

EDUCAÇÃO FISCAL PARA A CIDADANIA. Superintendência da Receita Federal em Minas Gerais EDUCAÇÃO FISCAL PARA A CIDADANIA POR QUE EXISTE TRIBUTO? QUEM TEM O PODER DE COBRAR TRIBUTO? COMO DEVEM SER APLICADOS OS RECURSOS ARRECADADOS? O QUE A POPULAÇÃO PODE FAZER PARA CONTROLAR A APLICAÇÃO DOS

Leia mais