Prof. Rita Martins

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prof. Rita Martins rita.martins@ibmr.br"

Transcrição

1 Prof. Rita Martins

2 Classificação: A. Tecidos conjuntivos embrionários: 1- Tecido Conjuntivo Mesenquimal (mesênquima) 2- Tecido Conjuntivo Mucoso B. Tecidos conjuntivos propriamente ditos: 1- Tecido Conjuntivo Frouxo (areolar) 2- Tecido Conjuntivo Denso a. Denso não-modelado b. Denso modelado (1) Rico em fibras colágenas (2) Rico em fibras elásticas (elástico) 3- Tecido Reticular 4- Tecido Adiposo C. Tecidos conjuntivos especializados 1- Cartilagem 2- Tecido Ósseo 3- Sangue

3 Tecido Conjuntivo Propriamente Dito

4 -Responsáveis pelo estabelecimento e manutenção da forma do corpo humano, estando amplamente distribuído; -Abundante substância intercelular (material extracelular - MEC); - São altamente vascularizados; - Variedade celular. Origem: Principais Características A maioria se origina do mesoderma.

5 Funções Básicas - Fornecer suporte estrutural ossos, cartilagens, ligamentos e tendões; - Servir de meio para trocas de resíduos, nutrientes e oxigênio; - Ajudar na defesa e proteção do corpo pelas células fagocitárias e pelas células imunocompetentes; - Funcionar como local para armazenamento de gordura.

6 Estrutura Tecido conjuntivo Matriz extracelular - Fibras -Substância fundamental - Fibras colágenas - Fibras reticulares - Fíbras elásticas - Proteoglicanas - Glicoproteínas Células

7 São as fibras colágenas, reticulares e elásticas. Pode existir mais de um tipo de fibra, e a fibra predominante é a responsável por certas propriedades do tecido. Fibras de colágeno: Tecido conjuntivo MEC Fibras Cada fibra é formada de subunidades finas chamadas de tropocolágeno; Proteína mais abundante do corpo (30%); São as mais frequentes nos TC Proporciona resistência à tração em tendões, unindo músculos e ossos.

8 Tecido conjuntivo MEC Fibras colágenas

9 Estrutura do tecido conjuntivo Tecido conjuntivo Matriz extracelular - Fibras -Substância fundamental - Fibras colágenas - Fibras reticulares - Fíbras elásticas - Proteoglicanas - Glicoproteínas Células

10 Tecido conjuntivo MEC Fibras reticulares Fibras reticulares: - São formadas por colágeno do tipo III + colágeno do tipo I, associado a elevado teor de glicídios; - São extremamente finas; - Formam o arcabouço dos orgãos hemotopoéticos (baço, linfonodos, medula óssea); - Formam redes em torno das células musculares e das células de muitos orgãos epiteliais (fígado, rins e glândulas endócrinas)

11 Tecido conjuntivo MEC Fibras reticulares fibras reticulares fibras colágenas hepatócito

12 Tecido conjuntivo MEC Fibras reticulares

13 Estrutura do tecido conjuntivo Tecido conjuntivo Matriz extracelular - Fibras -Substância fundamental - Fibras colágenas - Fibras reticulares - Fibras elásticas - Proteoglicanas - Glicoproteínas Células

14 Tecido conjuntivo MEC Fibras elásticas - São formadas pelas proteínas elastina e fibrilina; - Permitem que o tecido conjuntivo retorne à sua forma original, depois de esticado. (fibrilina) Presentes em tecidos que requerem flexibilidade ou estão submetidos a estiramento como por exemplo grandes artérias, traquéia, pulmões e cordas vocais.

15 Tecido conjuntivo MEC Fibras elásticas

16 Estrutura do tecido conjuntivo Tecido conjuntivo Matriz extracelular - Fibras -Substância fundamental - Fibras colágenas - Fibras reticulares - Fíbras elásticas - Proteoglicanas - Glicoproteínas Células

17 Tecido conjuntivo MEC substância fundamental -Preenche conjuntivo; os espaços entre as células e as fibras do tecido -Material hidrófílico onde cada molécula se une a uma grande quantidade de água; - É viscosa e representa uma barreira a penetração de microrganismos nos tecidos; - É constituída por: 1) Proteoglicanas 2) Glicoproteínas

18 Estrutura do tecido conjuntivo Tecido conjuntivo Matriz extracelular Células - Fibras -Substância fundamental - Fibras colágenas - Fibras reticulares - Fíbras elásticas - Proteoglicanas - Glicoproteínas - Fibroblasto, condrócitos e osteócitos - Macrófago - Linfócitos - Eosinófilos - Neutrófilos - Mastócito e basófilos - Plasmócito e célula adiposa

19 Células fixas Células transitórias Células Fixas Componentes Celulares - População de células residentes que se desenvolvem e permanecem no TCPD, onde exercem suas funções; - população estável e de vida longa, que inclui: Fibroblastos Células adiposas Pericitos Mastócitos Macrófagos

20 Células Transitórias -originam-se na medula óssea e circulam na corrente sanguínea até receberem um estímulo adequado para migrarem para o tecido conjuntivo, onde realizam suas funções; -a maioria tem vida curta e estão incluídos: Plasmócitos Linfócitos Neutrófilos Basófilos Eosinófilos Monócitos Macrófagos

21 Células Fixas

22 Célula alongada, núcleo alongado e imersa no Tecido Conjuntivo. Fibroblasto

23 Fibroblasto - são as células mais abundante e mais amplamente distribuídas; - sintetizam MEC; - quando imaturos podem se diferenciar em outras células do tecido conjuntivo adipócitos, osteoblastos, condroblastos e miofibroblastos; - frequentemente se localizam em íntima associação com feixes de fibras colágenas; - raramente passam por divisão celular, exceto na cicatrização.

24 Histiócito Macrófago células que se encontram distribuídas por todo o organismo; caracterizam por células fagocitárias e células apresentadoras de antígenos para linfócitos; são fagócitos ativos atuando na remoção de restos celulares e na proteção do corpo contra invasores estranhos; originam-se na medula óssea e tem um tempo de vida de 2 meses.

25 Célula Adiposa ou Adipócito possuem a capacidade de sintetizar e acumular lipídeos (triglicerídeos) em seu citoplasma; são completamente diferenciadas e não sofrem divisões celulares; encontram-se entre os tecidos de quase todos os órgãos e em elevada concentração no tecido adiposo localizado abaixo da pele, ao redor dos rins, nas mamas e em outras localizações que dependem da espécie animal, do sexo e do estado nutricional do indivíduo.

26 Existem dois tipos de adipócitos: Células adiposas uniloculares: São células que apresentam uma gotícula lipídica grande e única formando o tecido adiposo branco; Células adiposas multiloculares: São células que apresentam gotículas lipídicas pequenas e múltiplas formando o tecido adiposo pardo;

27 Célula Adiposa Unilocular Células grandes e esféricas onde tanto o citoplasma como o núcleo são deslocados para a periferia contra a membrana plasmática.

28 Célula Adiposa Multilocular Células poligonais, menores contendo núcleo esférico, que não fica pressionado contra a membrana plasmática.

29 Pericitos Envolvem as células endoteliais de capilares e vênulas; Participam no processo de reparação de tecidos dos vasos sanguíneos, sendo também que a presença de miosina e actina sugere fortemente que estas células também tenham uma função contrátil, responsável por auxiliar na regulação do fluxo sanguíneo.

30 Pericitos

31 Mastócito - são ovóides e apresentam um núcleo esférico e central; -apresentam numerosos grânulos no citoplasma, contendo, por exemplo: heparina (anticoagulante), histamina (aumenta a permeabilidade vascular, a vasodilatação, a contração da musculatura dos brônquios) proteases neutras (aumentam a resposta inflamatória); fator quimiotático de eosinófilos (ECF); fator quimiotático de neutrófilos (NCF);

32 Distribuição - encontram-se dispersos pelo corpo, no tec. conj. propriamente dito (onde se concentram ao longo de vasos sanguíneos) e também no tecido subepitelial dos sistemas respiratório e digestivo. Ativação - atuam no sistema imunológico iniciando uma resposta inflamatória reação de hipersensibilidade imediata (reação anafilática, forma sistêmica); - geralmente é induzida por proteínas estranhas (antígenos), como o veneno de abelha, pólen e certas drogas.

33 Mastócito

34

35 Classificação dos Tecidos Conjuntivos (propriamente ditos)

36 Tecido conjuntivo frouxo - caracteriza-se por uma grande quantidade de células dispersas na matriz; - Presente em diversas partes do corpo preenche espaços entre as células musculares, fica subjacente a epitélios de revestimento em mucosas de diferentes tratos do organismo (digestivo, respiratório, genital e urinário) onde é chamado de lâmina própria e forma camadas ao redor de vasos sanguíneos e certas glândulas; - Apresenta consistência delicada, é flexível, bem vascularizado e não muito resistente a tração; - Células mais numerosas: fibroblastos e macrófagos.

37 Tecido Conjuntivo Frouxo

38 Tecido conjuntivo denso - É adaptado para fornecer resistência e proteção aos tecidos; - Formado pelos mesmos componentes do tecido frouxo existem menos células e uma predominância de fibras colágenas; - É menos flexível e mais resistente à tensão que o tecido frouxo.

39 Tecido conjuntivo frouxo X Tecido conjuntivo denso Poucas células Muitas células Fibras colágenas finas Fibras colágenas grossas

40 Epitélio Derme da Pele. Tecido Conjuntivo frouxo (seta azul) e tecido conjuntivo denso não modelado (seta amarela).

41 Tecido conjuntivo denso não modelado.feixes de fibras colágenas sem uma orientação definida;.resistente a trações em várias direções;.encontrado na derme profunda da pele, bainha de nervos, cápsulas de vários órgãos (baço, testículos, ovários, rins e linfonodos).

42 Tecido conjuntivo denso modelado rico em fibras colágenas.feixes de fibras colágenas paralelos entre si e alinhados com os fibroblastos;.resistente a trações exercidas numa só direção;.encontrado em tendões (unem músculos esqueléticos aos ossos) e ligamentos.

43 Tecido conjuntivo denso modelado rico em fibras elásticas. Composto por feixes espessos e paralelos de fibras elásticas;.resistente a trações exercidas numa só direção;.é raro, sendo encontrado em grandes vasos sanguíneos, ligamentos da coluna vertebral e ligamento suspensor do pênis. Artéria de Grande Calibre ou Artéria Elástica

44 Tecido reticular -Principal componente fibroso é o colágeno de tipo III; -Formam redes semelhantes a malhas entremeadas com células semelhantes a fibroblastos (células reticulares) e macrófagos; -Encontrado na medula óssea, linfonodos e baço.

45 Tecido adiposo Unilocular (gordura branca) - formado por células adiposas uniloculares contendo uma única gota lipídica; - é fortemente irrigado por vasos sanguíneos; - a membrana plasmática destas células contêm receptores para várias substâncias (insulina, glicocorticóides, e hormônio do crescimento) facilitam a captação e a liberação de ácidos graxos e glicerol; - presente na camada subcutânea de todo o corpo. Também se acumula em locais característicos influenciados pelo sexo e pela idade.

46 Tecido Adiposo Unilocular A= adipócito unilocular V= vaso sanguíneo

47 Tecido adiposo Multilocular (gordura parda) - formado por células adiposas multiloculares, que armazenam gordura em múltiplas gotículas; -A cor varia de marrom a marrom-avermelhado devido a intensa vascularização e dos citocromos presentes nas abundantes mitocôndrias; - encontrado em muitas espécies de mamíferos, especialmente naqueles que hibernam e nos filhotes associado à produção de calor (aumenta em até 3 vezes a produção de calor em climas frios).

48 Tecido Adiposo Multilocular Em recém-nascidos humanos a gordura parda se localiza na região do pescoço, interescapular e perirenal.

Tecido Conjuntivo. Prof Leonardo M. Crema

Tecido Conjuntivo. Prof Leonardo M. Crema Tecido Conjuntivo Prof Leonardo M. Crema Variedades de Tecido Conjuntivo Propriamente dito (frouxo, denso modelado e não modelado) Com propriedades especiais (tecido elástico, reticular, adiposo, mielóide,

Leia mais

C O NJUNTIVO D I C E T

C O NJUNTIVO D I C E T C NJUNTIVO TECIDO ORIGEM EMBRIONÁRIA Mesoderma OBS.: Os tecidos conjuntivos da cabeça se originam das células das cristas neurais (neuroectoderma). CARACTERISTICAS MORFOLÓGICAS Formado por inúmeros tipos

Leia mais

ORIGEM: TECIDO CONJUNTIVO

ORIGEM: TECIDO CONJUNTIVO ORIGEM: TECIDO CONJUNTIVO TECIDO EPITELIAL MUITAS CÉLULAS; CÉLULAS JUSTAPOSTAS; POUCA OU NENHUMA SUBSTÂNCIA INTERCELULAR; FORMADO POR UMA OU VÁRIAS CAMADAS DE CÉLULAS; NÃO POSSUI FIBRAS; É AVASCULARIZADO;

Leia mais

Diversas funções no organismo: revestimento, absorção, secreção. Tecido epitelial e tecido conjuntivo. Prof. Mauro. Quanto ao formato da célula:

Diversas funções no organismo: revestimento, absorção, secreção. Tecido epitelial e tecido conjuntivo. Prof. Mauro. Quanto ao formato da célula: TECIDO EPITELIAL Diversas funções no organismo: revestimento, absorção, secreção. Tecido epitelial e tecido conjuntivo Característica principal: Células justapostas, permitindo a existência de pouco material

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO. Embrionário. - Conjuntivo Propriamente Dito. - Especializados - Cartilaginoso - Ósseo - Sanguineo

TECIDO CONJUNTIVO. Embrionário. - Conjuntivo Propriamente Dito. - Especializados - Cartilaginoso - Ósseo - Sanguineo TECIDO CONJUNTIVO Embrionário - Conjuntivo Propriamente Dito - Especializados - Cartilaginoso - Ósseo - Sanguineo Origem Embrionária Mesoderma Células Mesenquimais Funções Gerais Fornecer suporte estrutural

Leia mais

ESTUDO DOS TECIDOS ANIMAIS

ESTUDO DOS TECIDOS ANIMAIS TECIDO CONJUNTIVO células pouco numerosas e bastante espaçadas Substância intercelular composição varia de acordo com o tipo de tecido, ex: derme: há uma substância gelatinosa que dá resistência e elasticidade

Leia mais

Tecido Conjuntivo. Tecido Conjuntivo

Tecido Conjuntivo. Tecido Conjuntivo Tecido Conjuntivo Tecido com diversos tipos de células c separadas por abundante material intercelular sintetizado por elas. - Origem: mesênquima (derivado do mesoderma); conjuntivo Coloração depende muito

Leia mais

Definição. Tecido conjuntivo. Caracterizam-se por Grande quantidade de material extracelular distanciamento das suas células e matriz.

Definição. Tecido conjuntivo. Caracterizam-se por Grande quantidade de material extracelular distanciamento das suas células e matriz. Definição Tecido conjuntivo Caracterizam-se por Grande quantidade de material extracelular distanciamento das suas células e matriz. 1 Células Fixas Livres Componentes Matriz Celular Fibras Colágeno Elásticas

Leia mais

Aula3 TECIDO CONJUNTIVO. Shirlei Octacílio da Silva

Aula3 TECIDO CONJUNTIVO. Shirlei Octacílio da Silva Aula3 TECIDO CONJUNTIVO META Apresentar, de forma completa, porém didática, todos os elementos que formam o tecido conjuntivo, de forma que o aluno possa entender que as diferentes proporções destes elementos

Leia mais

1. o ANO ENSINO MÉDIO PROF.ª SABRINA ARAÚJO PROF.ª SARAH SANTOS

1. o ANO ENSINO MÉDIO PROF.ª SABRINA ARAÚJO PROF.ª SARAH SANTOS 1. o ANO ENSINO MÉDIO PROF.ª SABRINA ARAÚJO PROF.ª SARAH SANTOS Unidade IV Estudo dos tecidos. 2 Aula 13.1 Conteúdo Tecido Conjuntivo I. 3 Habilidade Conhecer as características e as funções do tecido

Leia mais

COLÉGIO JARDINS. Aluno: Data: / / SÉRIE: 1º A( ) B( ) Profº Marcos Andrade

COLÉGIO JARDINS. Aluno: Data: / / SÉRIE: 1º A( ) B( ) Profº Marcos Andrade COLÉGIO JARDINS Aluno: Data: / / SÉRIE: 1º A( ) B( ) Profº Marcos Andrade TECIDO CONJUNTIVO I São aqueles que atuam nas funções de preenchimento de espaços entre órgãos, sustentação, defesa e nutrição.

Leia mais

Tecido conjuntivo 1º ano Pró Madá Componentes da matriz extracelular A matriz é uma massa amorfa, de aspecto gelatinoso e transparente. É constituída principalmente por água e glicoproteínas e uma parte

Leia mais

Embriogênese (parte II) Histologia animal (parte I) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com

Embriogênese (parte II) Histologia animal (parte I) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com Embriogênese (parte II) Histologia animal (parte I) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com Anteriormente... Zigoto Mórula Blástula Gástrula Neurula Organogênese Anexos embrionários Gêmeos Dos

Leia mais

Histologia animal. Equipe de Biologia

Histologia animal. Equipe de Biologia Histologia animal Equipe de Biologia Tipos de tecidos animais Tecidos epiteliais Tecidos conjuntivos Tecidos musculares http://www.simbiotica.org/tecidosanimal.htm Tecido nervoso Tecidos epiteliais Apresenta

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO. derme tendão

TECIDO CONJUNTIVO. derme tendão TECIDO CONJUNTIVO derme tendão Tecido adiposo cartilagem sangue osso http://medinfo.ufl.edu/~dental/denhisto/lecture_materials/conntiss1_07_nxpowerlite_1.ppt Tecido Conjuntivo Característica: vários tipos

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO HISTOLOGIA

TECIDO CONJUNTIVO HISTOLOGIA TECIDO CONJUNTIVO HISTOLOGIA CARACTERÍSTICAS GERAIS: - Unem e sustentam outros tecidos - Não apresentam células justapostas - Possuem vários tipos de células - Possuem matriz intercelular material gelatinoso

Leia mais

Anatomia da pele. Prof. Dr. Marcos Roberto de Oliveira. marcos.oliveira@fadergs.edu.br

Anatomia da pele. Prof. Dr. Marcos Roberto de Oliveira. marcos.oliveira@fadergs.edu.br Anatomia da pele Prof. Dr. Marcos Roberto de Oliveira marcos.oliveira@fadergs.edu.br SISTEMA TEGUMENTAR: PELE E FÁSCIA Funções: proteção regulação térmica sensibilidade Sua espessura varia de 0.5mm nas

Leia mais

COMO SURGEM OS TECIDOS

COMO SURGEM OS TECIDOS TECIDO EPITELIAL COMO SURGEM OS TECIDOS Nos seres de reprodução sexuada, que constituem a maioria dos organismos, todas as células surgem a partir de uma única célula, a célula-ovo. Esta sofre divisões

Leia mais

BIOLOGIA HISTOLOGIA ANIMAL

BIOLOGIA HISTOLOGIA ANIMAL ANIMAL Módulo 12 Página 15 à 36 FECUNDAÇÃO -Mórula = células iguais (células tronco) DIFERENCIAÇÃO TECIDOS FECUNDAÇÃO -Mórula = células iguais (células tronco) DIFERENCIAÇÃO TECIDOS TECIDOS = Conjunto

Leia mais

Histologia Animal. multicelularidade. tecido. parazoários eumetazoários. conjunto de células afins que atuam no desempenho de uma determinada função.

Histologia Animal. multicelularidade. tecido. parazoários eumetazoários. conjunto de células afins que atuam no desempenho de uma determinada função. Histologia Animal multicelularidade parazoários eumetazoários tecido conjunto de células afins que atuam no desempenho de uma determinada função. Histologia Animal Nos vertebrados, quatro tipos principais:

Leia mais

Tecido Conjuntivo. Histologia Geral Msc. Rafael Quirino Moreira

Tecido Conjuntivo. Histologia Geral Msc. Rafael Quirino Moreira Tecido Conjuntivo Histologia Geral Msc. Rafael Quirino Moreira Tecido Conjuntivo Estabelecimento e manutenção da forma do corpo Papel conferido pela Matriz Extracelular MEC principal constituinte do Tecido

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO. (tecido conjuntivo propriamente dito)

TECIDO CONJUNTIVO. (tecido conjuntivo propriamente dito) Definições gerais Estabelece conexões e une os demais tecidos; Sustentação e manutenção da forma (estroma); Caminho para vasos e fibras nervosas; Origem: Mesoderma Características gerais formado por matriz

Leia mais

EPITELIAL CONJUNTIVO MUSCULAR NERVOSO

EPITELIAL CONJUNTIVO MUSCULAR NERVOSO www.iaci.com.br BIOLOGIA Iaci Belo EPITELIAL CONJUNTIVO MUSCULAR NERVOSO Células justapostas com pouco material intercelular Ausência de vasos sanguíneos ou nervos Funções de revestimento e secreção NARINAS

Leia mais

INSTITUTO DOM FERNANDO GOMES APOSTILA DE BIOLOGIA (IV UNIDADE)

INSTITUTO DOM FERNANDO GOMES APOSTILA DE BIOLOGIA (IV UNIDADE) INSTITUTO DOM FERNANDO GOMES ALUNO (A): PROFESSOR (A): Rubiana SÉRIE: 9ºano APOSTILA DE BIOLOGIA (IV UNIDADE) Histologia é a ciência que estuda os tecidos do corpo humano, sua anatomia microscópica e sua

Leia mais

HISTOLOGIA. Tecidos Conjuntivos

HISTOLOGIA. Tecidos Conjuntivos HISTOLOGIA Tecidos Conjuntivos TECIDOS CONJUNTIVOS Características: Vários tipos de células separadas por muito material intercelular. Funções diversas como: Sustentação estrutural; Preenchimento; Defesa

Leia mais

20/10/2014. TECIDO CONJUNTIVO ou CONECTIVO

20/10/2014. TECIDO CONJUNTIVO ou CONECTIVO TECIDO CONJUNTIVO ou CONECTIVO Poucas células, encontram-se separadas; Presença de grande quantidade de substância intercelular; Substância intercelular ou matriz extracelular Substância fundamental amorfa:

Leia mais

Grupo de células que, em geral, tem umaorigem embrionária comum e atuam juntas para executar atividades especializadas

Grupo de células que, em geral, tem umaorigem embrionária comum e atuam juntas para executar atividades especializadas UNIVERSIDADE DE CUIABÁ NÚCLEO DE DISCIPLINAS INTEGRADAS DISCIPLINA: CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS I Considerações Gerais sobre HISTOLOGIA Professores: Ricardo, Lillian, Darléia e Clarissa UNIVERSIDADE DE CUIABÁ

Leia mais

DISCIPLINA BIOLOGIA APLICADA ESCOLA NOVAERENSE

DISCIPLINA BIOLOGIA APLICADA ESCOLA NOVAERENSE DISCIPLINA BIOLOGIA APLICADA ESCOLA NOVAERENSE Prof. Thais Regina Silva Domingues DISCIPLINA BIOLOGIA APLICADA ESCOLA NOVAERENSE Thais Regina Silva Domingues Enfermeira da Estratégia Saúde da Família Pós-Graduanda

Leia mais

Os consumidores dão maior importância no momento da compra da carne para cor, gordura visível, preço e corte da carne, entretanto com relação à

Os consumidores dão maior importância no momento da compra da carne para cor, gordura visível, preço e corte da carne, entretanto com relação à Os consumidores dão maior importância no momento da compra da carne para cor, gordura visível, preço e corte da carne, entretanto com relação à satisfação no momento de consumir o produto as características

Leia mais

Tecido conjuntivo. Células. Matriz Extracelular (MEC) Abundante

Tecido conjuntivo. Células. Matriz Extracelular (MEC) Abundante Células Tecido conjuntivo Matriz Extracelular (MEC) Abundante Tecido conjuntivo I Matriz Extracelular (MEC) Tipos de tecido conjuntivo Tecido conjuntivo II Células residentes Células transitórias Tecido

Leia mais

ANATOMIA E FISIOLOGIA. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira Coren/SP 42883

ANATOMIA E FISIOLOGIA. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira Coren/SP 42883 ANATOMIA E FISIOLOGIA Renata Loretti Ribeiro Enfermeira Coren/SP 42883 Renata Loretti Ribeiro - Enfermeira 2 DEFINIÇÕES Anatomia é a ciência que estuda, macro e microscopicamente, a constituição e o desenvolvimento

Leia mais

CAPÍTULO 3 TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO E ADIPOSO

CAPÍTULO 3 TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO E ADIPOSO CAPÍTULO 3 TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO E ADIPOSO 3. 1 Características gerais O tecido conjuntivo forma a base de sustentação das partes moles do corpo, atuando como barreira de proteção aos órgãos

Leia mais

SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO. Enf. Thais Domingues

SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO. Enf. Thais Domingues SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO Enf. Thais Domingues SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO Composto de ossos, músculos, cartilagem, ligamentos e fáscia, proporcionando ao corpo, com sua armação estrutural uma caixa

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas Universidade Nova de Lisboa

Faculdade de Ciências Médicas Universidade Nova de Lisboa Sangue Nesta lâmina observa-se um esfregaço de sangue, que constitui um tipo de tecido conjuntivo fluído constituído por células emersas em matriz extracelular plasma. O plasma é uma solução aquosa de

Leia mais

Nome: _. Turma: 1º módulo _. CEDUP Curso Técnico em Análises Clínicas Disciplina: Histologia Módulo I Professora Giseli Trento Andrade e Silva

Nome: _. Turma: 1º módulo _. CEDUP Curso Técnico em Análises Clínicas Disciplina: Histologia Módulo I Professora Giseli Trento Andrade e Silva 1 Histologia CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ABÍLIO PAULO CRICIÚMA SC CURSO: TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS DISCIPLINA: HISTOLOGIA - MÓDULO I OBJETIVO GERAL Conhecer os tecidos para estabelecer relações

Leia mais

Biologia 1 aula 11 COMENTÁRIOS ATIVIDADES PARA SALA COMENTÁRIOS ATIVIDADES PROPOSTAS TECIDOS CONJUNTIVOS I

Biologia 1 aula 11 COMENTÁRIOS ATIVIDADES PARA SALA COMENTÁRIOS ATIVIDADES PROPOSTAS TECIDOS CONJUNTIVOS I Biologia 1 aula 11 TECIDOS CONJUNTIVOS I 1. T.C.D. modelado: fibras colágenas dispostas em feixes ordenados paralelamente, dando-lhe enorme resistência e pouca elasticidade. Esse tecido forma os tendões

Leia mais

Osteologia. Estudo da estrutura dos ossos oste = osso; logia = estudo de

Osteologia. Estudo da estrutura dos ossos oste = osso; logia = estudo de Osteologia Estudo da estrutura dos ossos oste = osso; logia = estudo de Ossos Ossos são orgãos esbranquiçados, muito duros, que unindo-se aos outros por meio de junturas ou articulações, constituem o esqueleto.

Leia mais

Prof André Montillo www.montillo.com.br

Prof André Montillo www.montillo.com.br Prof André Montillo www.montillo.com.br Qual é a Menor Unidade Viva? Célula Qual é a Menor Unidade Viva? Tecidos Órgãos Aparelhos Sistemas Célula Células Tecidos Órgãos Sistemas ou Aparelhos Sistemas ou

Leia mais

1. Classificação dos tecidos conjuntivos propriamente dito. Tecido conjuntivo frouxo areolar

1. Classificação dos tecidos conjuntivos propriamente dito. Tecido conjuntivo frouxo areolar Material: esôfago Técnica: HE 1. Classificação dos tecidos conjuntivos propriamente dito Tecido conjuntivo frouxo areolar Observação com aumento total de 100x: Observe que o esôfago apresenta uma luz irregular

Leia mais

Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS. HISTOLOGIA = estudo dos tecidos

Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS. HISTOLOGIA = estudo dos tecidos Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS HISTOLOGIA = estudo dos tecidos TECIDOS Grupos de células especializadas, semelhantes ou diferentes entre si, e que desempenham funções específicas. Num

Leia mais

Prof Thiago Scaquetti de Souza

Prof Thiago Scaquetti de Souza Prof Thiago Scaquetti de Souza SISTEMA RESPIRATÓRIO HUMANO Funções e anatomia O sistema respiratório humano possui a função de realizar as trocas gasosas (HEMATOSE). Esse sistema é composto pelas seguintes

Leia mais

Histologia Animal. - Estuda a classificação, estrutura, distribuição e função dos tecidos animais.

Histologia Animal. - Estuda a classificação, estrutura, distribuição e função dos tecidos animais. Histologia Animal - Estuda a classificação, estrutura, distribuição e função dos tecidos animais. - Tecidos: Grupamento de células harmonizadas e diferenciadas que realizam uma determinada função. - Principais

Leia mais

Biologia - 3ª Série Histologia Data: 13 de junho de 2007

Biologia - 3ª Série Histologia Data: 13 de junho de 2007 HISTOLOGIA Conceito: Ciência que estuda os tecidos. Tecido: Conjunto de células semelhantes que juntas anatomicamante, desempenham a mesma função. TECIDO EPITELIAL Características: células muito coesas

Leia mais

Citologia. Estudo das células. Luceni Bortolatto

Citologia. Estudo das células. Luceni Bortolatto Citologia Estudo das células Luceni Bortolatto Propriedades da células Membrana plasmática Proteínas Citoplasma, constituído por organóides e hialoplasma (ou citosol) núcleo Membrana Plasmática Pequena

Leia mais

Histologia Animal. Prof. Milton

Histologia Animal. Prof. Milton Histologia Animal Prof. Milton Origem: Ectoderme Tecido Epitelial Características Gerais: Células justapostas Células poliédricas Células lábeis ( E! ) Ausência de substância Intersticial ( Matriz ) Avascular

Leia mais

Sistema Tegumentar. Arquitetura do Tegumento. Funções do Sistema Tegumentar Proteção 09/03/2015

Sistema Tegumentar. Arquitetura do Tegumento. Funções do Sistema Tegumentar Proteção 09/03/2015 Sistema Tegumentar Sistema Tegumentar É constituído pela pele, tela subcutânea e seus anexos cutâneos Recobre quase toda superfície do corpo Profa Elaine C. S. Ovalle Arquitetura do Tegumento Funções do

Leia mais

PROVA DE BIOLOGIA. Observe o esquema, que representa o transporte de lipoproteína LDL para dentro da célula. Receptores de LDL.

PROVA DE BIOLOGIA. Observe o esquema, que representa o transporte de lipoproteína LDL para dentro da célula. Receptores de LDL. 11 PROVA DE BIOLOGIA Q U E S T Ã O 1 6 Observe o esquema, que representa o transporte de lipoproteína LDL para dentro da célula. Partícula de LDL (Lipoproteína de baixa densidade) Receptores de LDL Endossomo

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO 28/07/2015. Origem mesodérmica; Grande quantidade de substância intercelular: Profº Fernando Teixeira @biovestiba. Vascularizado.

TECIDO CONJUNTIVO 28/07/2015. Origem mesodérmica; Grande quantidade de substância intercelular: Profº Fernando Teixeira @biovestiba. Vascularizado. TECIDO CONJUNTIVO Origem mesodérmica; Profº Fernando Teixeira @biovestiba Grande quantidade de substância intercelular: o Substância fundamental; o Proteínas colágenas ou elásticas; Vascularizado. Preenchimento;

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Tecidos Animais - Tecidos Conjuntivos Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Tecidos Animais - Tecidos Conjuntivos Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Tecidos Animais - Tecidos Conjuntivos Prof. Enrico Blota Biologia Moléculas, células e tecidos - Tecidos animais Tecidos conjuntivos São constituídos predominantemente por material

Leia mais

Sistema Esquelético Humano. Sistema Esquelético Humano. Sistema Esquelético Humano. Esqueleto axial. Sistema Esquelético Humano.

Sistema Esquelético Humano. Sistema Esquelético Humano. Sistema Esquelético Humano. Esqueleto axial. Sistema Esquelético Humano. Anatomia Humana Sistema Esquelético Ed. Física Prof. Cláudio Costa Osteologia: É o estudo dos ossos. Composição do Sistema Ósseo: 206 peças duras, resistentes e flexíveis chamadas ossos, pelas cartilagens

Leia mais

Patologia Geral. Regeneração e Cicatrização

Patologia Geral. Regeneração e Cicatrização Patologia Geral Regeneração e Cicatrização Carlos Castilho de Barros Augusto Schneider http://wp.ufpel.edu.br/patogeralnutricao/ Reparo de lesões Reparo é o processo de cura de lesões teciduais e pode

Leia mais

- Preenchimento; - Armazenamento; - Transporte; - Defesa; Coloração depende muito de. mesoderma). genas, Elásticas, Reticulares

- Preenchimento; - Armazenamento; - Transporte; - Defesa; Coloração depende muito de. mesoderma). genas, Elásticas, Reticulares Tecido Conjuntivo Tecido com diversos tipos de células c separadas por abundante material intercelular sintetizado por elas. - Origem: mesênquima; Tecido Conjuntivo FUNÇÕES conjuntivo componentes 1. Fibras;

Leia mais

Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol

Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol A locomoção depende da ação conjunta e integrada dos ossos e dos músculos; Os seres humanos tem coluna vertebral, que é o eixo do nosso esqueleto interno; O esqueleto

Leia mais

COLÉGIO SÃO PAULO Rio de Janeiro, junho/2014.

COLÉGIO SÃO PAULO Rio de Janeiro, junho/2014. COLÉGIO SÃO PAULO Rio de Janeiro, junho/2014. ENSINO MÉDIO RECUPERAÇÃO PARALELA PARCIAL ORIENTAÇÃO DE ESTUDO DISCIPLINA: Biologia (2ª série) PROFESSOR: Priscila Temas/Capítulos - Cap 12 Núcleo, divisões

Leia mais

Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos

Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos Células e órgãos especializados em defesa CÉLULAS DO SISTEMA IMUNITÁRIO Resposta imune Inata Resposta imune específica Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos Quem são os invasores? Quem são os invasores?

Leia mais

Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos

Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos Células e órgãos especializados em defesa CÉLULAS DO SISTEMA IMUNITÁRIO Resposta imune Inata Resposta imune específica Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos Quem são os invasores? Quem são os invasores?

Leia mais

Tecido Conjuntivo Capítulo 3

Tecido Conjuntivo Capítulo 3 Tecido Conjuntivo Capítulo 3 1 CARACTERÍSTICAS O tecido conjuntivo caracteriza-se pela grande variedade de células e pela abundância de matriz extracelular. 2 FUNÇÕES O termo conjuntivo significa algo

Leia mais

CITOLOGIA organelas e núcleo

CITOLOGIA organelas e núcleo Biologia CITOLOGIA organelas e núcleo Professor: Fernando Stuchi Níveis de Organização do Corpo Humano Conceitos Fundamentais População - Conjunto formado pelos organismos de determinada espécie, que vivem

Leia mais

Moléculas de Adesão, Junção Celular e Matrix Extracelular (Aula 3)

Moléculas de Adesão, Junção Celular e Matrix Extracelular (Aula 3) UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE SETOR DE GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR Moléculas de Adesão, Junção Celular e Matrix Extracelular (Aula 3) Profa. Dra. Nívea Macedo

Leia mais

CAPÍTULO 6 TECIDO MUSCULAR

CAPÍTULO 6 TECIDO MUSCULAR CAPÍTULO 6 TECIDO MUSCULAR 1 Características Histológicas O tecido muscular é constituído por células alongadas que possuem grande quantidade de filamentos citoplasmáticos com proteínas contráteis. Esse

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 1ª TURMA(S):

Leia mais

II. TECIDOS CONJUNTIVOS (CONECTIVOS) OU DE NATUREZA CONJUNTIVA

II. TECIDOS CONJUNTIVOS (CONECTIVOS) OU DE NATUREZA CONJUNTIVA Capítulo 2: Parte 1 1 II. TECIDOS CONJUNTIVOS (CONECTIVOS) OU DE NATUREZA CONJUNTIVA O termo conjuntivo ou conectivo significa "que une", "que associa", "que liga". O tecido conjuntivo caracteriza-se pela

Leia mais

BIOLOGIA. Lista Recuperação 2º Bimestre SÉRIE: 1º ANO DATA: 29 / 06 / 2015

BIOLOGIA. Lista Recuperação 2º Bimestre SÉRIE: 1º ANO DATA: 29 / 06 / 2015 Lista Recuperação 2º Bimestre Professor: STUART SÉRIE: 1º ANO DATA: 29 / 06 / 2015 CONTEÚDO RECUPERAÇÃO TECIDO EPITELIAL DE REVESTIMENTO E GLANDULAR + T.C. PROPRIAMENTE DITO + TECIDO ADIPOSO Livro Camaleão

Leia mais

Níveis de. Organização do. Corpo Humano

Níveis de. Organização do. Corpo Humano Níveis de Organização do Corpo Humano No corpo humano existem vários grupos de células semelhantes entre si. Cada grupo constitui um TECIDO Semelhança de forma: todas destinam-se a uma função específica.

Leia mais

ATLAS DE CITOLOGIA E HISTOLOGIA VETERINÁRIA I. Dra. Madalena Monteiro Doutor Pedro Faísca

ATLAS DE CITOLOGIA E HISTOLOGIA VETERINÁRIA I. Dra. Madalena Monteiro Doutor Pedro Faísca ATLAS DE CITOLOGIA E HISTOLOGIA VETERINÁRIA I Dra. Madalena Monteiro Doutor Pedro Faísca EPITÉLIOS DE REVESTIMENTO 1- PARTICULARIDADES DO TECIDO EPITELIAL 1.1- Membrana basal 1.2- Especializações da membrana

Leia mais

Visão Geral. Tecido conjuntivo líquido. Circula pelo sistema cardiovascular. Produzido na medula óssea, volume total de 5,5 a 6 litros (homem adulto)

Visão Geral. Tecido conjuntivo líquido. Circula pelo sistema cardiovascular. Produzido na medula óssea, volume total de 5,5 a 6 litros (homem adulto) Tecido Sanguíneo Visão Geral Tecido conjuntivo líquido Circula pelo sistema cardiovascular Produzido na medula óssea, volume total de 5,5 a 6 litros (homem adulto) Defesa imunológica (Leucócitos) Trocas

Leia mais

ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DO MÚSCULO E TECIDOS ASSOCIADOS Judite Lapa Guimarães, Edilene de Andrade Adell & Pedro E. de Felício

ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DO MÚSCULO E TECIDOS ASSOCIADOS Judite Lapa Guimarães, Edilene de Andrade Adell & Pedro E. de Felício ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DO MÚSCULO E TECIDOS ASSOCIADOS Judite Lapa Guimarães, Edilene de Andrade Adell & Pedro E. de Felício 1. INTRODUÇÃO O conhecimento da estrutura da carne e seus constituintes básicos,

Leia mais

22.05. O tipo básico de tecido epitelial é o de revestimento sendo os demais tecidos epiteliais (glandular e neuroepitélio) derivados desse.

22.05. O tipo básico de tecido epitelial é o de revestimento sendo os demais tecidos epiteliais (glandular e neuroepitélio) derivados desse. BIO 8E aula 22 22.01. O tecido epitelial de revestimento é pobre em substância intercelular e avascular. Existe também o tecido epitelial glandular que é derivado do tecido epitelial de revestimento. O

Leia mais

TECIDO MUSCULAR CARACTERÍSTICAS

TECIDO MUSCULAR CARACTERÍSTICAS TECIDO MUSCULAR CARACTERÍSTICAS O tecido muscular é formado por células alongadas ricas em filamentos (miofibrilas), denominadas fibras musculares. Essas células tem origem mesodérmica e são muito especializadas

Leia mais

fibras musculares ou miócitos

fibras musculares ou miócitos Os tecidos musculares são de origem mesodérmica e relacionam-se com a locomoção e outros movimentos do corpo, como a contração dos órgãos do tubo digestório, do coração e das artérias. As células dos tecidos

Leia mais

Características: Células alongadas e grande quantidade de filamentos contráteis; Origem mesodérmica;

Características: Células alongadas e grande quantidade de filamentos contráteis; Origem mesodérmica; Características: Células alongadas e grande quantidade de filamentos contráteis; Origem mesodérmica; Características: Tipos: Músculo estriado esquelético; Músculo estriado cardíaco; Músculo liso; Músculo

Leia mais

Trabalho Online 1-6 2. ENFISEMA EM FUMANTES É PROVOCADA POR UMA ENZIMA

Trabalho Online 1-6 2. ENFISEMA EM FUMANTES É PROVOCADA POR UMA ENZIMA Trabalho Online NOME: Nº.: DISCIPLINA: BIOLOGIA I PROFESSOR(A):LEANDRO 2ª SÉRIE TURMA: 210_ 2º Bimestre Nota: DATA: / / 1. Faça uma comparação entre músculo esquelético e músculo liso exemplificando sua

Leia mais

EXERCÄCIOS DE HISTOLOGIA. 1- (PUC-2006) Associe o tipo de tecido animal Å sua correlaçéo:

EXERCÄCIOS DE HISTOLOGIA. 1- (PUC-2006) Associe o tipo de tecido animal Å sua correlaçéo: EXERCÄCIOS DE HISTOLOGIA 1- (PUC-2006) Associe o tipo de tecido animal Å sua correlaçéo: 1) Tecido Ñsseo compacto 2) Tecido Ñsseo esponjoso 3) Cartilagem hialina 4) Cartilagem elöstica 5) Cartilagem fibrosa

Leia mais

28.03. As plaquetas são os elementos figurados do sangue responsáveis pela coagulação sanguínea.

28.03. As plaquetas são os elementos figurados do sangue responsáveis pela coagulação sanguínea. BIO 10E aula 28 28.01. Para fazer a defesa do organismo, alguns leucócitos podem atravessar a parede dos vasos sanguíneos e atuar no tecido conjuntivo. Este processo é denominado diapedese. 28.02. A coagulação

Leia mais

HISTOFISIOLOGIA SISTEMA URINÁRIO

HISTOFISIOLOGIA SISTEMA URINÁRIO HISTOFISIOLOGIA SISTEMA URINÁRIO Daniela Brum Anatomia do Sistema Urinário Rins Ureteres Bexiga Uretra Sistema Urinário - Funções Filtrar o sangue removem, armazenam e transportam produtos residuais meio

Leia mais

Roteiro para acompanhamento das aulas práticas de Histologia

Roteiro para acompanhamento das aulas práticas de Histologia Departamento de Morfologia do Instituto de Ciências Biológicas Disciplina de Histologia e Embriologia VI 1º período de Medicina Professor Lúcio Henrique de Oliveira Roteiro para acompanhamento das aulas

Leia mais

SISTEMA DIGESTÓRIO. Prof. Dr. José Gomes Pereira

SISTEMA DIGESTÓRIO. Prof. Dr. José Gomes Pereira SISTEMA DIGESTÓRIO Prof. Dr. José Gomes Pereira SISTEMA DIGESTÓRIO Glândulas Anexas Salivares Fígado Pâncreas exócrino Vesícula biliar I. Glândulas Salivares 1. Considerações Gerais Origem: ectodérmica

Leia mais

ESTUDO BASE 8 ANO. Prof. Alexandre

ESTUDO BASE 8 ANO. Prof. Alexandre ESTUDO BASE 8 ANO Prof. Alexandre FORMA E FUNÇÃO Natureza FORMA E FUNÇÃO Artificiais FORMA E FUNÇÃO Todos os objetos apresentam uma relação intíma entre sua forma e função Relação = FORMA/FUNÇÃO BIOLOGIA

Leia mais

Como nosso corpo está organizado

Como nosso corpo está organizado Após sua formação, a célula-ovo passa por vários processos de divisão até formar todas as células do corpo e originar um novo indivíduo. espermatozoide fecundação óvulo a célula-ovo se divide HIROE SASAKI

Leia mais

ARTÉRIAS E VEIAS. Liga Acadêmica de Anatomia Clínica. Hugo Bastos. Aula III

ARTÉRIAS E VEIAS. Liga Acadêmica de Anatomia Clínica. Hugo Bastos. Aula III ARTÉRIAS E VEIAS Aula III Liga Acadêmica de Anatomia Clínica Hugo Bastos Salvador BA 23 de Agosto de 2011 Sistema circulatório Responsável pelo transporte de líquidos (sangue ou linfa) por todo o corpo.

Leia mais

Na aula de hoje, iremos ampliar nossos conhecimentos sobre as funções das proteínas. Acompanhe!

Na aula de hoje, iremos ampliar nossos conhecimentos sobre as funções das proteínas. Acompanhe! Aula: 21 Temática: Funções bioquímicas das proteínas parte III Na aula de hoje, iremos ampliar nossos conhecimentos sobre as funções das proteínas. Acompanhe! 1) Função Estrutural (Arquitetônica): Os materiais

Leia mais

CIÊNCIAS 2012 PREPARANDO A PROVA

CIÊNCIAS 2012 PREPARANDO A PROVA CIÊNCIAS 2012 PREPARANDO A PROVA ORGANIZAÇÃO DO C.H. Conceitos de: células, tecido, órgão e sistema. Célula: partes constituintes. organelas: nomes, função e identificação. Tecidos: tipos, localização,

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO. Prof. Cristiane Oliveira

TECIDO CONJUNTIVO. Prof. Cristiane Oliveira TECIDO CONJUNTIVO Prof. Cristiane Oliveira Tecido Conjuntivo Introdução e Funções - Caracteriza-se pela grande variedade de células e abundância de matriz extracelular; - Termo CONJUNTIVO Algo que junta

Leia mais

Anatomia do Periodonto. Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com www.periodontiamedica.com

Anatomia do Periodonto. Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com www.periodontiamedica.com Anatomia do Periodonto Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc,, PhD cmfigueredo@hotmail.com Periodonto Normal Anatomia macroscópica Anatomia microscópica Anatomia macroscópica Gengiva Ligamento

Leia mais

EXERCÍCIOS DE TECIDOS PROF. CLEUBER

EXERCÍCIOS DE TECIDOS PROF. CLEUBER EXERCÍCIOS DE TECIDOS PROF. CLEUBER 1. (PUC Rio - 2008 - Grupos 1, 3 e 4) O tecido epitelial tem como função fazer o revestimento de todos os órgãos do corpo. Neste sentido, pode-se afirmar que: (A) é

Leia mais

SISTEMA CIRCULATÓRIO. Prof. Dr. José Gomes Pereira

SISTEMA CIRCULATÓRIO. Prof. Dr. José Gomes Pereira SISTEMA CIRCULATÓRIO Prof. Dr. José Gomes Pereira SISTEMA CIRCULATÓRIO 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS Sistema cardiovascular transporte sangue - Circuitos pulmonar pulmões sistêmico tecidos do corpo constituídos

Leia mais

CURSINHO PRÉ VESTIBULAR DISCIPLINA: BIOLOGIA PROFº EDUARDO

CURSINHO PRÉ VESTIBULAR DISCIPLINA: BIOLOGIA PROFº EDUARDO Aula 16: Sistema circulatório CURSINHO PRÉ VESTIBULAR DISCIPLINA: BIOLOGIA PROFº EDUARDO As funções realizadas pela circulação do sangue são indispensáveis para o equilíbrio de nosso corpo e vitais para

Leia mais

Curso: Biologia. Histologia. Disciplina: Biologia I. Professora: Ivanéa Vasques Cruz

Curso: Biologia. Histologia. Disciplina: Biologia I. Professora: Ivanéa Vasques Cruz Curso: Biologia Histologia Disciplina: Biologia I Professora: Ivanéa Vasques Cruz Página 2 de 14 Conteúdo O que é Histologia? 2 TECIDO EPITELIAL 2 TECIDO EPITELIAL DE REVESTIMENTO OU EPITÉLIO DE REVESTIMENTO

Leia mais

substância intercelular sólida, dura e resistente.

substância intercelular sólida, dura e resistente. Tecido ósseo É um dos tecidos que formam o esqueleto de nosso corpo, tendo como função principal a sustentação. Além disso: serve de suporte para partes moles; protege órgão vitais; aloja e protege a medula

Leia mais

TECIDOS. 1º ano Pró Madá

TECIDOS. 1º ano Pró Madá TECIDOS 1º ano Pró Madá CARACTERÍSTICAS GERAIS Nos animais vertebrados há quatro grandes grupos de tecidos: o muscular, o nervoso, o conjuntivo(abrangendo também os tecidos ósseo, cartilaginoso e sanguíneo)

Leia mais

SANGUE (composição, células, coagulação, hemograma)

SANGUE (composição, células, coagulação, hemograma) SANGUE (composição, células, coagulação, hemograma) Introdução A função básica do sistema cardiovascular é comunicação das células entre si, produzindo um fluxo, e com o meio externo, havendo uma integração

Leia mais

Ciências E Programa de Saúde

Ciências E Programa de Saúde Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Estado da Educação Ciências E Programa de Saúde 13 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE SP Vai e avisa a todo mundo que encontrar que ainda existe um sonho

Leia mais

Processo de Consolidação das Fraturas Consolidação Óssea

Processo de Consolidação das Fraturas Consolidação Óssea André Montillo UVA Processo de Consolidação das Fraturas Consolidação Óssea O Tecido ósseo é o único que no final de sua cicatrização originará tecido ósseo verdadeiro e não fibrose como os demais tecidos

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data!

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO 9º ano

TECIDO CONJUNTIVO 9º ano TECIDO CONJUNTIVO 9º ano O tecido conjuntivo apresenta células separadas por matriz intercelular. É quase sempre vascularizado. (exceção tecido cartilaginoso) TIPOS DE TECIDO CONJUNTIVO TCP D TCP D Frouxo

Leia mais

Sistema Respiratório Capítulo 9

Sistema Respiratório Capítulo 9 Sistema Respiratório Capítulo 9 1 FUNÇÕES O sistema respiratório permite o transporte do O 2 para o sangue, a fim de ser distribuído para as células, e a retirada do CO 2, dejeto do metabolismo celular,

Leia mais

DISTÚRBIOS DA CIRCULAÇÃO

DISTÚRBIOS DA CIRCULAÇÃO DISTÚRBIOS DA CIRCULAÇÃO Augusto Schneider Carlos Castilho de Barros Faculdade de Nutrição Universidade Federal de Pelotas TÓPICOS ABORDADOS Resumo das alterações já abordadas: Hemorragia Hiperemia Trombose

Leia mais

Miologia anatomia e fisiologia dos músculos

Miologia anatomia e fisiologia dos músculos ANATOMIA DOS ANIMAIS DOMÉSTICOS Miologia anatomia e fisiologia dos músculos Valdirene Zabot valdirene@unochapeco.edu.br Tipos de tecido O tecido muscular e, consequentemente, os músculos, são classificados,

Leia mais

NEOPLASIAS. MSc. Isabela Brcko

NEOPLASIAS. MSc. Isabela Brcko NEOPLASIAS MSc. Isabela Brcko Proliferações locais de clones celulares cuja reprodução foge ao controle normal, e que tendem para um tipo de crescimento autônomo e progressivo, e para a perda de diferenciação

Leia mais

O CICLO DO ERITRÓCITO

O CICLO DO ERITRÓCITO O CICLO DO ERITRÓCITO Rassan Dyego Romão Silva Faculdade Alfredo Nasser Aparecida de Goiânia GO Brasil rassandyego@hotmail.com Orientador: Amarildo Lemos Dias de Moura RESUMO: Os eritrócitos são discos

Leia mais