Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho. Programa Operacional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho. Programa Operacional"

Transcrição

1 Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho

2 Introdução [Índice] Atividades de Promoção da segurança e saúde no trabalho Estratégia Nacional SST Inquérito Nacional às Condições de Trabalho Intervenção no domínio dos transportes rodoviários Campanha em matéria de segurança e saúde no trabalho no setor agrícola e de exploração florestal Intervenção no meio aquático das pescas e marinha de comércio Garantir a eficácia e qualidade da informação prestada pela ACT Campanha para a melhoria das condições de trabalho na industria do calçado Promoção dos direitos dos grupos vulneráveis Organizar as comemorações oficiais do DNPST e apoiar as iniciativas dos atores do mundo laboral Autorização de Serviços de Segurança no Trabalho Certificação Profissional em Segurança no trabalho Certificação de entidades Formadoras em SST Intervenção em Meio escolar e formativo Prevenir para não remediar Organização de serviços de ST na Administração Local Projetos de promoção da Segurança e Saúde no Trabalho apoiados financeiramente pela ACT Promoção da melhoria da qualidade da prestação de serviços de SST Promover as garantias mínimas de segurança e saúde no trabalho PROMOÇÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

3 Álcool e Drogas Intervenção em meio laboral Prevenção em Meio Laboral do VIH/SIDA Campanha Europeia Juntos na Prevenção DOS Riscos Profissionais Ferramentas para avaliação de riscos em pequenas e microempresas Riscos Emergentes (ERO- Observatório Europeu de Riscos Emergentes) Horeka Setor da Hotelaria e Restauração (AHP) Promoção da melhoria das condições de segurança e saúde no Trabalho dos trabalhadores da ACT Responsabilidade social das empresas Adequação aplicacional PROMOÇÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

4 INTRODUÇÃO Ao abrigo do disposto no n.º 4 do artigo 5.º da Lei Orgânica da Autoridade para as Condições de Trabalho aprovado pelo Decreto regulamentar n.º 47/2012 de 31 de Julho, apresenta-se o Plano de Atividades da área da Promoção da Segurança e Saúde da Autoridade para as Condições do Trabalho à discussão e aprovação do Conselho Consultivo para Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho Este Plano integra o Plano de Atividades da ACT para, contribuindo para o esclarecimento e reflexão dos parceiros sociais relativamente às atividades específicas na área suprarreferida. A Estratégia Nacional para a Segurança e Saúde no Trabalho para um horizonte temporal configurou o quadro global da política da prevenção de riscos profissionais e de promoção do bem-estar no trabalho, e balizou os Planos Operacionais desenvolvidos pela ACT em anos anteriores. Neste contexto, o seu termo no ano de 2012, importa que a ACT proceda à sua avaliação, bem como ao acompanhamento dos trabalhos de revisão da nova Estratégia Europeia, com vista à preparação da Estratégia Nacional para o período A nova Estratégia Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho para o período de /2020 deverá prolongar a Estratégia anterior com o enfoque na diminuição da sinistralidade laboral, no tratamento dos novos riscos profissionais (musculo-esqueléticas, psicossociais e doenças do foro mental), da melhoria da qualidade dos serviços de segurança e saúde no trabalho, assegurando a sua real implementação nos locais de trabalho. A nova Estratégia a desenvolver terá de ser sentida como o resultado da participação dos vários parceiros sociais, donde a importância da sua efetiva participação. Com esse objetivo, o Plano Operacional SST contempla o reforço da sensibilização e da informação que passará pelo estabelecimento de parcerias sociais e institucionais que permitam um enquadramento adequado das ações de sensibilização a desenvolver pela ACT em colaboração com os referidos parceiros. PROMOÇÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

5 Ao nível da regulação das entidades externas de Segurança no Trabalho, também em articulação com os parceiros sociais, será realizada uma campanha tendente à melhoria da qualidade de prestação do serviço de segurança e saúde no trabalho. Estas são apenas as linhas orientadoras para o Plano que a seguir se apresenta. PROMOÇÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Plano de Atividades 2012

Plano de Atividades 2012 Plano de Atividades [Índice] Mensagem 3 I. Enquadramento 4 II. Caracterização da ACT 7 1. Atribuições 8 2. Estrutura organizacional 9 3. Recursos 12 III. Enquadramento estratégico 15 1. Referenciais estratégicos

Leia mais

Balanço da Campanha. Felgueiras, 4 de março de 2015

Balanço da Campanha. Felgueiras, 4 de março de 2015 Balanço da Campanha Felgueiras, 4 de março de 2015 Preparação da Campanha Envolvimento dos parceiros sociais APICCAPS, CTCP, FESETE, SINDEQ e Academia do Design e Calçado Compromisso de apoio à Campanha

Leia mais

União Geral de Trabalhadores. no decorrer deste ano, uma Campanha de Informação. dirigida a jovens alunos desta escola profissional.

União Geral de Trabalhadores. no decorrer deste ano, uma Campanha de Informação. dirigida a jovens alunos desta escola profissional. Número 1 abril 2014 União Geral de Trabalhadores NEWSLETTER Educação e Formação para a Prevenção Editorial Neste Número: A UGT União Geral de Trabalhadores - em parceria com a ACT Autoridade para as Condições

Leia mais

RELATÓRIO DE FORMAÇÃO

RELATÓRIO DE FORMAÇÃO RELATÓRIO 2013 DE FORMAÇÃO 2 Índice Introdução... 5 1. Indicadores Gerais da Formação em 2013... 6 2. Nível de Execução do Plano de Formação 2013... 7 3. Formação extraplano... 9 4. Autoformação... 9 5.

Leia mais

Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis

Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis Autoridade para as Condições de Trabalho PFN-Ponto Focal Nacionalda AgênciaEuropeiapara a Segurança e Saúde no Trabalho Manuela Calado 28 DE ABRIL DIA MUNDIAL DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO 28 de Abril

Leia mais

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO. 12 de Dezembro de 2008 O ACIDENTE TRABALHO PODE SER EVITADO A PREVENÇÃO É UM DIREITO DE TODOS

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO. 12 de Dezembro de 2008 O ACIDENTE TRABALHO PODE SER EVITADO A PREVENÇÃO É UM DIREITO DE TODOS TÍTULO DA APRESENTAÇÃO 12 de Dezembro de 2008 O ACIDENTE TRABALHO PODE SER EVITADO A PREVENÇÃO É UM DIREITO DE TODOS TÍTULO DA APRESENTAÇÃO 12 de Dezembro de 2008 SESSÃO DE ENCERRAMENTO CARLOS JORGE PEREIRA

Leia mais

1984 Diário da República, 1.ª série N.º 64 1 de Abril de 2008

1984 Diário da República, 1.ª série N.º 64 1 de Abril de 2008 1984 Diário da República, 1.ª série N.º 64 1 de Abril de 2008 d) Obras de demolição de edificações existentes, excepto as que por regulamento municipal possam ser dispensadas de licença ou autorização;

Leia mais

Apresentação da Campanha Europeia 2014 / 2015 Gestão do stresse e dos riscos psicossociais no trabalho

Apresentação da Campanha Europeia 2014 / 2015 Gestão do stresse e dos riscos psicossociais no trabalho 2014.05.20 Seminário Prevenção e Segurança no Trabalho Auditório da Incubadora de Empresas da Figueira da Foz Apresentação da Campanha Europeia 2014 / 2015 Gestão do stresse e dos riscos psicossociais

Leia mais

Como melhorar a Sustentabilidade através da implementação de um Sistema Integrado de Gestão Qualidade, Ambiente e Segurança

Como melhorar a Sustentabilidade através da implementação de um Sistema Integrado de Gestão Qualidade, Ambiente e Segurança Como melhorar a Sustentabilidade através da implementação de um Sistema Integrado de Gestão Qualidade, Ambiente e Segurança ENQUADRAMENTO O QUE SE PRETENDE? A IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

Leia mais

SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO

SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO FORMAÇÃO SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO 1 Introdução No actual quadro legislativo (35/2004) é bem claro que a responsabilidade pelas condições de Segurança, Higiene e Saúde

Leia mais

SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO

SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO FORMAÇÃO SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO PROGRAMA DE FORMAÇÃO Introdução No actual quadro legislativo (Lei 7/2009 Código do Trabalho) e (Lei 102/2009 Regime jurídico da promoção da segurança e saúde

Leia mais

VII Jornadas Técnicas de Segurança no Trabalho da AEVA

VII Jornadas Técnicas de Segurança no Trabalho da AEVA VII Jornadas Técnicas de Segurança no Trabalho da AEVA A importância da formação O caso prático da Soares da Costa Tânia Pereira da Silva Divisão de Prevenção e Segurança 9 / Abril / 2015 Quem somos? Quem

Leia mais

Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis. Enquadramento Legal

Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis. Enquadramento Legal AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis - Obrigações Gerais do Empregador SERVIÇOS DE ENGENHARIA/SEGURANÇA AICCOPN - 07 de Junho de

Leia mais

Uma Questão de Atitude...

Uma Questão de Atitude... Uma Questão de Atitude... Catálogo de Formação 1 Introdução 3 Soluções de Formação 3 Áreas de Formação 4 Desenvolvimento Pessoal 5 Comercial 12 Secretariado e Trabalho Administrativo 15 Indústrias Alimentares

Leia mais

Atenção à Saúde e Saúde Mental em Situações de Desastres

Atenção à Saúde e Saúde Mental em Situações de Desastres Atenção à Saúde e Saúde Mental em Situações de Desastres Desastre: interrupção grave do funcionamento normal de uma comunidade que supera sua capacidade de resposta e recuperação. Principais causas de

Leia mais

SMES. Prevenção ao uso de álcool e outras drogas 07/07/2011. Audiência Pública no Senado Federal

SMES. Prevenção ao uso de álcool e outras drogas 07/07/2011. Audiência Pública no Senado Federal SMES Segurança, Meio Ambiente, Eficiência Energética e Saúde Prevenção ao uso de álcool e outras drogas 07/07/2011 Audiência Pública no Senado Federal CASDEP Comissão de Assuntos Sociais Premissas Se aplica

Leia mais

VII Jornadas Técnicas de Segurança no Trabalho

VII Jornadas Técnicas de Segurança no Trabalho VII Jornadas Técnicas de Segurança no Trabalho Sensibilizar as Pequenas e Médias Empresas para a Segurança no Trabalho A colaboração entre a rede Enterprise Europe Network e a Agência Europeia para a Segurança

Leia mais

Pontos críticos das auditorias de segurança do trabalho. Patrícia Serra

Pontos críticos das auditorias de segurança do trabalho. Patrícia Serra Pontos críticos das auditorias de segurança do trabalho Patrícia Serra 1 Objetivos das Auditorias ao SGSST Verificar se o SG cumpre eficazmente a política, os objetivos e metas definidos pela organização

Leia mais

UGT União Geral de Trabalhadores

UGT União Geral de Trabalhadores FÓRUM NACIONAL ÁLCOOL E SAÚDE FORMULÁRIO DE SUBMISSÃO TÍTULO DO CAMPO Data de submissão 14 de Março de 2014 NOME DA ORGANIZAÇÃO AUTORA DO COMPROMISSO UGT União Geral de Trabalhadores TÍTULO DO COMPROMISSO

Leia mais

COMPROMISSO PARA O CRESCIMENTO, COMPETITIVIDADE E EMPREGO. Grupo de Trabalho Competitividade e Crescimento

COMPROMISSO PARA O CRESCIMENTO, COMPETITIVIDADE E EMPREGO. Grupo de Trabalho Competitividade e Crescimento COMPROMISSO PARA O CRESCIMENTO, COMPETITIVIDADE E EMPREGO Grupo de Trabalho Competitividade e Crescimento O Programa do XIX Governo estabelece a consolidação orçamental como um dos objectivos cruciais

Leia mais

SICAD - Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências

SICAD - Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências INFORMAÇÃO PARA POPH PROGRAMA OPERACIONAL DO POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL TIPOLOGIA 3.6 QUALIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE PRIORIDADES FORMATIVAS 2013

Leia mais

Proposta de Plano de Ação 2012/2013 CONSELHO LOCAL DE AÇÃO SOCIAL DE PENALVA DO CASTELO

Proposta de Plano de Ação 2012/2013 CONSELHO LOCAL DE AÇÃO SOCIAL DE PENALVA DO CASTELO Proposta de Plano de Ação 2012/ 1 Proposta de Plano de Ação 2012/ Eixo de Desenvolvimento: Promover a qualificação escolar/profissional, o empreendedorismo e a empregabilidade. Objetivo geral: Dinamização

Leia mais

Melhorar o desempenho Promover o sucesso: Aprender mais Aprender melhor PLANO ESTRATÉGICO DE MELHORIA 2014/ 2017

Melhorar o desempenho Promover o sucesso: Aprender mais Aprender melhor PLANO ESTRATÉGICO DE MELHORIA 2014/ 2017 Melhorar o desempenho Promover o sucesso: Aprender mais Aprender melhor PLANO ESTRATÉGICO DE MELHORIA 2014/ 2017 um fruto não se colhe às pressas. Leva seu tempo, de verde-amargo até maduro-doce Mia Couto

Leia mais

Exposição ao Amianto Problemática em Saúde Ocupacional

Exposição ao Amianto Problemática em Saúde Ocupacional Exposição ao Amianto Problemática em Saúde Ocupacional João Crisóstomo Pereira Borges Universidade de Coimbra - Faculdade de Medicina ARS de Centro, IP Especialista em Saúde Pública e em Medicina do Trabalho

Leia mais

DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015

DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015 DEBATE DO PG SRETC 21/05/2015 Senhor Presidente da Assembleia Legislativa Regional, Excelência Senhor Presidente do Governo Regional da Madeira, Excelência Senhoras e Senhores Secretários Regionais Senhoras

Leia mais

PO AÇORES 2020 FEDER FSE

PO AÇORES 2020 FEDER FSE Apresentação pública PO AÇORES 2020 FEDER FSE Anfiteatro C -Universidade dos Açores -Ponta Delgada 04 de marçode 2015 PO AÇORES 2020 UM CAMINHO LONGO, DIVERSAS ETAPAS A definição das grandes linhas de

Leia mais

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO 20 Dezembro 2011. Jornada de Prevenção FDL

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO 20 Dezembro 2011. Jornada de Prevenção FDL 20 Dezembro 2011 Jornada de Prevenção FDL Direcção de Serviços para a Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho Divisão de Promoção e Avaliação de Programas e Estudos Divisão de Regulação de Entidades

Leia mais

Compromisso para IPSS Amigas do Envelhecimento Ativo CONFEDERAÇÃO NACIONAL INSTITUIÇÕES DE SOLIDARIEDADE

Compromisso para IPSS Amigas do Envelhecimento Ativo CONFEDERAÇÃO NACIONAL INSTITUIÇÕES DE SOLIDARIEDADE 2014 Compromisso para IPSS Amigas do Envelhecimento Ativo CONFEDERAÇÃO NACIONAL INSTITUIÇÕES DE SOLIDARIEDADE MANIFESTO E COMPROMISSO DA CNIS IPSS AMIGAS DO ENVELHECIMENTO ATIVO As modificações significativas

Leia mais

A GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO UMA NOVA ABORDAGEM DE GESTÃO

A GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO UMA NOVA ABORDAGEM DE GESTÃO por A GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO UMA NOVA ABORDAGEM DE GESTÃO por Resolução do Conselho 2002/C161/01 Nova Estratégia Comunitária de Saúde e Segurança (2002 2006) Redução dos Acidentes de Trabalho

Leia mais

Serviço externo de Psicologia para Empresas

Serviço externo de Psicologia para Empresas Serviço externo de Psicologia para Empresas.Porque as pessoas são a essência da empresa. Cada vez mais ouvimos falar na necessidade urgente de locais de trabalho saudáveis e são diversas as campanhas que

Leia mais

PUBLICAÇÕES:TECNOMETAL n.º 139 (Março/Abril de 2002) KÉRAMICA n.º 249 (Julho/Agosto de 2002)

PUBLICAÇÕES:TECNOMETAL n.º 139 (Março/Abril de 2002) KÉRAMICA n.º 249 (Julho/Agosto de 2002) TÍTULO: Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho AUTORIA: Paula Mendes PUBLICAÇÕES:TECNOMETAL n.º 139 (Março/Abril de 2002) KÉRAMICA n.º 249 (Julho/Agosto de 2002) FUNDAMENTOS A nível dos países

Leia mais

Gestão da segurança e saúde na empresa

Gestão da segurança e saúde na empresa Gestão da segurança e saúde na empresa Código: A256597 Datas: 23 a 27 de setembro de 2013 Duração: 1 semana Sede: Brasília Idioma: Espanhol / Português Patrocinador: Serviço Social da Indústria (SESI)

Leia mais

Turnaround Social 26/07/2015. Instrumentos de Financiamento Portugal 2020. 27 junho 2015. Portugal 2020

Turnaround Social 26/07/2015. Instrumentos de Financiamento Portugal 2020. 27 junho 2015. Portugal 2020 Instrumentos de Financiamento Portugal 2020 27 junho 2015 Portugal 2020 1 Apoios ao setor social A estratégia constante do PO ISE procura dar resposta a um conjunto de compromissos assumidos por Portugal

Leia mais

TÍTULO DO CAMPO Data de submissão 2014-03-25. FPAT Federação Portuguesa de Instituições Sociais Afectas à Prevenção de Toxicodependências

TÍTULO DO CAMPO Data de submissão 2014-03-25. FPAT Federação Portuguesa de Instituições Sociais Afectas à Prevenção de Toxicodependências FÓRUM NACIONAL ÁLCOOL E SAÚDE FORMULÁRIO DE SUBMISSÃO TÍTULO DO CAMPO Data de submissão 2014-03-25 NOME DA ORGANIZAÇÃO AUTORA DO COMPROMISSO TÍTULO DO COMPROMISSO SUMÁRIO DO COMPROMISSO FPAT Federação

Leia mais

O desafio da gestão da segurança e saúde no trabalho na indústria

O desafio da gestão da segurança e saúde no trabalho na indústria 7 de Maio 2013 O desafio da gestão da segurança e saúde no trabalho na indústria Realidade da SST em Portugal Parte I A realidade das empresas em SST pode ser analisada com base nos dados conhecidos sobre:

Leia mais

micro-empresas e activid i a d de d ec e onómica c TAGUS, 24 de Janeiro de 2015

micro-empresas e activid i a d de d ec e onómica c TAGUS, 24 de Janeiro de 2015 micro-empresas e actividade económica TAGUS, 24 de Janeiro de 2015 20 anos Uma estratégia com o objectivo único de contribuirpara fixar população no interior do seu território. Combater o exodo rural e

Leia mais

Porquê uma Campanha Nacional contra o Trabalho não Declarado?

Porquê uma Campanha Nacional contra o Trabalho não Declarado? Porquê uma Campanha Nacional contra o Trabalho não Declarado? O trabalho não declarado é um flagelo aumenta o risco de pobreza dos trabalhadores e favorece condições de trabalho potencialmente perigosas.

Leia mais

Eixos Domínios Intervenções

Eixos Domínios Intervenções I.1. Aprendizagem ligada ao Emprego e ao Empreendedorismo I.1.1. Consolidar o observatório da empregabilidade e inserção profissional dos diplomados I.1.2. Reforçar o IPBeja Empreendedorismo I.2.1. Criar

Leia mais

AVALIAÇÃO DA MOTIVAÇÃO

AVALIAÇÃO DA MOTIVAÇÃO 156 AVALIAÇÃO DA MOTIVAÇÃO COLABORADORES 1 RELATÓRIO FINAL 2012 ÍNDICE Nota Introdutória 3 Resultados obtidos Avaliação Geral 3 Avaliação por questão 5 Tabela de Sugestões apresentadas e respetivas ações

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 6 de junho de 2014. Série. Número 85

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 6 de junho de 2014. Série. Número 85 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 6 de junho de 2014 Série Sumário PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução n.º 551/2014 Louva publicamente o atleta Marcos Freitas ao vencer a Liga

Leia mais

AFRICAN UNION UNION AFRICAINE

AFRICAN UNION UNION AFRICAINE Conferência Internacional sobre a Saúde Materna, Neonatal e Infantil em África 01 a 03 de agosto de 2013, Joanesburgo, África do Sul Comunicado Primeiras Consultas Ministeriais Multisetoriais sobre a Saúde

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Medida 2 CONHECIMENTO Ação 2.1 CAPACITAÇÃO E DIVULGAÇÃO Enquadramento Regulamentar Regulamento (UE) n.º 1305/2013, do Conselho e do Parlamento

Leia mais

FERNANDO LEAL DA COSTA: "FISCALIZAÇÃO E PUNIÇÃO SÃO DECISIVAS NA NOVA LEI DO ÁLCOOL" 1

FERNANDO LEAL DA COSTA: FISCALIZAÇÃO E PUNIÇÃO SÃO DECISIVAS NA NOVA LEI DO ÁLCOOL 1 FERNANDO LEAL DA COSTA: "FISCALIZAÇÃO E PUNIÇÃO SÃO DECISIVAS NA NOVA LEI DO ÁLCOOL" 1 FERNANDO LEAL DA COSTA: "FISCALIZAÇÃO E PUNIÇÃO SÃO DECISIVAS NA NOVA LEI DO ÁLCOOL" "Fiscalização e punição dos infractores

Leia mais

Vencemos juntos. Apresentação da Empresa

Vencemos juntos. Apresentação da Empresa Vencemos juntos Apresentação da Empresa @ 2014 Quem Somos Missão Fornecer ferramentas e recursos, que juntos, colmatam as necessidades dos nossos Clientes tornando-os mais competitivos e eficazes. Visão

Leia mais

O LADO POSITIVO DA IMPLEMENTAÇÃO DO REGULAMENTO INTERNO DO ÁLCOOL NOS LOCAIS DE TRABALHO A experiência na Cascais Ambiente

O LADO POSITIVO DA IMPLEMENTAÇÃO DO REGULAMENTO INTERNO DO ÁLCOOL NOS LOCAIS DE TRABALHO A experiência na Cascais Ambiente O LADO POSITIVO DA IMPLEMENTAÇÃO DO REGULAMENTO INTERNO DO ÁLCOOL NOS LOCAIS DE TRABALHO A experiência na Cascais Ambiente Ana Canas Câmara Municipal de Cascais Filme Campanha publicitária na prevenção

Leia mais

Serviços de Higiene, Segurança e Saúde no Trabalho

Serviços de Higiene, Segurança e Saúde no Trabalho Trimestral n.º 3-28 de Janeiro de 2013 Serviços de Higiene, Segurança e Saúde no Trabalho NEWSLETTER SHST XZ Consultores, SA - Empresa autorizada pela ACT por despacho nº 446/2006 SMTB, Lda. - Entidade

Leia mais

COMBATE AO TRABALHO INFANTIL Nota de Imprensa

COMBATE AO TRABALHO INFANTIL Nota de Imprensa COMBATE AO TRABALHO INFANTIL Nota de Imprensa No próximo dia 12 de Junho, comemora-se o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. O PETI e o Escritório da OIT Organização Internacional do Trabalho em

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO PARA A PROMOÇÃO DA IGUALDADE E EQUIDADE DE GÉNERO/CPLP (2014-2016)

PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO PARA A PROMOÇÃO DA IGUALDADE E EQUIDADE DE GÉNERO/CPLP (2014-2016) PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO PARA A PROMOÇÃO DA IGUALDADE E EQUIDADE DE GÉNERO/CPLP (2014-2016) Este Plano de Ação é um sinal claro para os intervenientes dos Estados membro da importância que a CPLP atribui

Leia mais

Programa de Qualidade de Vida

Programa de Qualidade de Vida Programa de Qualidade de Vida SOBRE O PROJETO OBJETIVO GERAL Padronizar as ações de qualidade de vida em todas as unidades de negócio da IMPSA no Brasil, proporcionando espaço aos colaboradores para que

Leia mais

União das Freguesias de Carregado e Cadafais. Loja Social do Carregado. Regulamento Interno. Preâmbulo

União das Freguesias de Carregado e Cadafais. Loja Social do Carregado. Regulamento Interno. Preâmbulo Preâmbulo A, no enquadramento legal do artigo 241º, da Constituição da República Portuguesa, e da Lei 75/2013, de 18 de Setembro, é um espaço dinamizado por um corpo de voluntários, com o apoio e promoção

Leia mais

ENCONTRO Juventude e Igualdade entre Mulheres e Homens

ENCONTRO Juventude e Igualdade entre Mulheres e Homens ENCONTRO Juventude e Igualdade entre Mulheres e Homens RESOLUÇÃO LUTAR CONTRA AS DISCRIMINAÇÕES CONSTRUIR A IGUALDADE Marinha Grande 15 de Maio de 2015 RESOLUÇÃO Lutar contra as discriminações Construir

Leia mais

Portaria n.º 605/99, de 5 de Agosto Regulamento do Sistema Nacional de Farmacovigilância (Revogado pela Decreto-Lei n.º 242/2002, de 5 de Novembro)

Portaria n.º 605/99, de 5 de Agosto Regulamento do Sistema Nacional de Farmacovigilância (Revogado pela Decreto-Lei n.º 242/2002, de 5 de Novembro) Regulamento do Sistema Nacional de Farmacovigilância (Revogado pela Decreto-Lei n.º 242/2002, de 5 de Novembro) O sistema de avaliação e autorização de introdução no mercado de medicamentos, que tem vindo

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E O MINISTÉRIO DA SAÚDE

PROTOCOLO ENTRE O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E O MINISTÉRIO DA SAÚDE PROTOCOLO ENTRE O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E O MINISTÉRIO DA SAÚDE A promoção da educação para a saúde em meio escolar é um processo em permanente desenvolvimento para o qual concorrem os sectores da Educação

Leia mais

MUNICÍPIO DO SEIXAL CÂMARA MUNICIPAL GABINETE DO PROJECTO SEIXAL SAUDÁVEL

MUNICÍPIO DO SEIXAL CÂMARA MUNICIPAL GABINETE DO PROJECTO SEIXAL SAUDÁVEL GABINETE DO PROJECTO SEIXAL SAUDÁVEL No ano de 2006 destacamos um conjunto de actividades e projectos desenvolvidos e/ou acompanhados por este gabinete. A saber: Comemoração do Dia Mundial da Saúde, sob

Leia mais

LIDERANÇA NA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO CONTEXTUALIZAÇÃO NACIONAL. Cristina Duarte Contente

LIDERANÇA NA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO CONTEXTUALIZAÇÃO NACIONAL. Cristina Duarte Contente LIDERANÇA NA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO CONTEXTUALIZAÇÃO NACIONAL 1 A LIDERANÇA NA SEGURANÇA NO TRABALHO CONTEXTUALIZAÇÃO NACIONAL OBJETIVO DEMOSTRAR COMO AS EMPRESAS NACIONAIS ASSUMEM A LIDERANÇA NA

Leia mais

Quadro jurídico no sistema educativo português

Quadro jurídico no sistema educativo português I Simpósio Luso-Alemão sobre a Qualificação Profissional em Portugal - Oportunidades e Desafios Isilda Costa Fernandes SANA Lisboa Hotel, Av. Fontes Pereira de Melo 8, Lisboa 24 de novembro 2014 Contexto

Leia mais

TAGUS, 19 de Janeiro de 2015

TAGUS, 19 de Janeiro de 2015 TAGUS, 19 de Janeiro de 2015 20 anos Uma estratégiacom o objectivoúnicode contribuirpara fixar população no interior do seu território. Combater o exodo rural e abandono da activiade agro- Combater o exodo

Leia mais

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS Resumo da Agenda 21 CAPÍTULO 1 - Preâmbulo Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS CAPÍTULO 2 - Cooperação internacional para acelerar o desenvolvimento sustentável dos países em desenvolvimento e políticas

Leia mais

ACORDO SOBRE CONDIÇÕES DE TRABALHO, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO E COMBATE À SINISTRALIDADE

ACORDO SOBRE CONDIÇÕES DE TRABALHO, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO E COMBATE À SINISTRALIDADE CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL COMISSÃO PERMANENTE DE CONCERTAÇÃO SOCIAL ACORDO SOBRE CONDIÇÕES DE TRABALHO, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO E COMBATE À SINISTRALIDADE Lisboa, 9 de Fevereiro de 2001 ACORDO

Leia mais

Segurança e Saúde no Trabalho

Segurança e Saúde no Trabalho Março 2014 Especial Segurança e Saúde no Trabalho Editorial Tiago Carvalho Segurança no Trabalho À semelhança do que acontece todos os anos, assinala-se a 28 de Abril o Dia Nacional de Prevenção e Segurança

Leia mais

O Novo Regime Jurídico da Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho Sua Implicação na Administração Pública

O Novo Regime Jurídico da Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho Sua Implicação na Administração Pública O Novo Regime Jurídico da Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho Sua Implicação na Administração Pública 4 de Junho de 2015 Auditório da Casa das Histórias da Paula Rego 1 1991: Arranque das Políticas

Leia mais

Os principais constrangimentos, recomendações e sinergias emanados do Annual Review mee9ng

Os principais constrangimentos, recomendações e sinergias emanados do Annual Review mee9ng Os principais constrangimentos, recomendações e sinergias emanados do Annual Review mee9ng CONSTRANGIMENTOS (i) Coordenação A não sistematização dos encontros de concertação entre as instituições do governo

Leia mais

PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL

PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL Pernambuco, 2012 PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL DOCUMENTO DE TRABALHO Sobre um Plano de Ação relativo à Proteção e ao Bem-Estar dos Animais 2012-2015 Base estratégica das ações propostas

Leia mais

PO AÇORES 2020 FEDER FSE

PO AÇORES 2020 FEDER FSE Apresentação pública PO AÇORES 2020 FEDER FSE Anfiteatro C -Universidade dos Açores -Ponta Delgada 04 de marçode 2015 8EIXO EMPREGO E MOBILIDADE LABORAL > Administração regional Objetivo Específico 8.1.1

Leia mais

CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014. www.navegantescf.pt

CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014. www.navegantescf.pt CALENDARIZAÇÃO DA ATIVIDADE FORMATIVA 2014 FORMAÇÃO Início Fim Duração Horário Inscrição Contabilidade e Fiscalidade 01-10-2014 29-10-2014 21h P.L/S 100 Sensibilização e Orientação para o Cliente 02-10-2014

Leia mais

Editorial. Prevenção de Riscos Profissionais. Destaques nesta edição: Boletim Informativo PRP. Maio Junho 2012. Volume 01 Nº 04.

Editorial. Prevenção de Riscos Profissionais. Destaques nesta edição: Boletim Informativo PRP. Maio Junho 2012. Volume 01 Nº 04. Boletim Informativo PRP Prevenção de Riscos Profissionais Editorial E m Portugal o abismo societal tem-se vindo a alargar. As condições de trabalho são, desde sempre, um importante fator de desigualdade.

Leia mais

Saúde e Segurança no Trabalho Indústria extractiva Produtores de lajes e calçada portuguesa

Saúde e Segurança no Trabalho Indústria extractiva Produtores de lajes e calçada portuguesa centro tecnológico da cerâmica e do vidro coimbra portugal Saúde e Segurança no Trabalho Indústria extractiva Produtores de lajes e calçada portuguesa Francisco Silva Câmara Municipal de Porto de Mós 24.02.2010

Leia mais

Política Metropolitana Integrada de Formação e Qualificação Profissional

Política Metropolitana Integrada de Formação e Qualificação Profissional Política Metropolitana Integrada de Formação e Qualificação Profissional Objetivos Objetivo Geral: Ampliar capacidade da força de trabalho se inserir no processo de desenvolvimento econômico da RMBH, com

Leia mais

O livro. Cresceram todos no seu Ver de ver a diferença!

O livro. Cresceram todos no seu Ver de ver a diferença! 2 O livro Como professoras de Educação Especial promovemos a igualdade de oportunidades, a valorização da educação e a promoção da melhoria da qualidade do ensino, com desenvolvimento de atividades. Pretendemos

Leia mais

Guarda 27 06 2015 Eurico Nunes. Programa Operacional Inclusão Social e Emprego

Guarda 27 06 2015 Eurico Nunes. Programa Operacional Inclusão Social e Emprego Guarda 27 06 2015 Eurico Nunes Programa Operacional Inclusão Social e Emprego Programa 01 Enquadramento do PO ISE 02 Dados gerais PO ISE 03 Operações 04 Candidaturas 05 Alertas e Sugestões Enquadramento

Leia mais

PARECER DOS RTSST-MONTEPIO À PROPOSTA DE LEI N.º 283/X/4.ª

PARECER DOS RTSST-MONTEPIO À PROPOSTA DE LEI N.º 283/X/4.ª PARECER DOS RTSST-MONTEPIO À PROPOSTA DE LEI N.º 283/X/4.ª Os RTSST-Montepio, primeira estrutura do género a ser eleita em Portugal ao abrigo da Lei 35/2004, entenderam formular o presente parecer em complemento

Leia mais

DOCUMENTO DE TRABALHO

DOCUMENTO DE TRABALHO ASSEMBLEIA PARLAMENTAR PARITÁRIA ACP-UE ASSEMBLEIA PARLAMENTAR PARITÁRIA ACP-UE Comissão dos Assuntos Sociais e do Ambiente 13.6.2015 DOCUMENTO DE TRABALHO sobre como melhorar as condições económicas e

Leia mais

O TRABALHO DA ENFERMAGEM COM POPULAÇÕES VULNERÁVEIS- INTERFACE ENTRE AIDS, CAMINHONEIROS E PROFISSIONAIS DO SEXO

O TRABALHO DA ENFERMAGEM COM POPULAÇÕES VULNERÁVEIS- INTERFACE ENTRE AIDS, CAMINHONEIROS E PROFISSIONAIS DO SEXO O TRABALHO DA ENFERMAGEM COM POPULAÇÕES VULNERÁVEIS- INTERFACE ENTRE AIDS, CAMINHONEIROS E PROFISSIONAIS DO SEXO KOLLER, Evely Marlene Pereira 1 RAMOS,Flávia Regina Souza 2 O Brasil conta com uma população

Leia mais

Segurança nos transportes Rodoviários

Segurança nos transportes Rodoviários TÍTULO DA APRESENTAÇÃO Segurança nos transportes Rodoviários TÍTULO DA APRESENTAÇÃO MISSÃO Promoção da melhoria das condições de trabalho MISSÃO da ACT A FUNÇÃO INSPECÇÃO DO TRABALHO TÍTULO DA APRESENTAÇÃO

Leia mais

EDITOR Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) IMPRESSÃO Palmigráfica - Artes Gráficas. TIRAGEM 5000 exemplares DEPÓSITO LEGAL 274984/08

EDITOR Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) IMPRESSÃO Palmigráfica - Artes Gráficas. TIRAGEM 5000 exemplares DEPÓSITO LEGAL 274984/08 EDITOR Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) IMPRESSÃO Palmigráfica Artes Gráficas TIRAGEM 5000 exemplares DEPÓSITO LEGAL 274984/08 Abril 2008 1 Resolução do Conselho de Ministros n.º 59/2008

Leia mais

Certificação. Segurança e Saúde no Trabalho. Soluções para a Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho

Certificação. Segurança e Saúde no Trabalho. Soluções para a Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho Qualidade Meio Ambiente Segurança Responsabilidade Social Certificação Segurança e Saúde no Trabalho Soluções para a Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho Por que implantar e certificar OSHAS 18001?

Leia mais

servicos ambiente ccambiente ISO50001

servicos ambiente ccambiente ISO50001 servicos ambiente ccambiente ISO50001 Principais benefícios na implementação de um sistema de gestão de energia Promoção da eficiência energética na organização; Redução dos impactes ambientais, nomeadamente

Leia mais

O Currículo das Séries Iniciais e a Educação para a Saúde

O Currículo das Séries Iniciais e a Educação para a Saúde Nas séries iniciais do ensino fundamental, o currículo enfatiza a assimilação de conceitos e busca desenvolver as estruturas cognitivas. Ele procura fornecer aos alunos condições necessárias para aprendizagens

Leia mais

1 CSI e Journal of Safety Research, 40 (2009)125-139.

1 CSI e Journal of Safety Research, 40 (2009)125-139. 28 de Abril de 2011 Dia Nacional da Prevenção e Segurança no Trabalho Portugal Dia Internacional da Segurança e Saúde no Trabalho OIT Dia Internacional em Memória dos Trabalhadores Vítimas de Acidentes

Leia mais

Domínio Competitividade e Internacionalização. Sistemas de incentivos às empresas

Domínio Competitividade e Internacionalização. Sistemas de incentivos às empresas Sistemas de incentivos às empresas ACIBTM/In.Cubo 6 de julho 2015 P. O. financiadores Domínio Competitividade e OBJETIVO: Criação de riqueza e de emprego através da melhoria da competitividade das empresas

Leia mais

OO13 - Modelo de Financiamento da Segurança Rodoviária e atribuição de Recursos

OO13 - Modelo de Financiamento da Segurança Rodoviária e atribuição de Recursos Jorge Jacob OO13 - Modelo de Financiamento da Segurança Rodoviária e atribuição de Recursos 13.1 1. ESTRATÉGIA NACIONAL DE SEGURANÇA RODOVIÁRIA (ENSR) (4) 2. PLANOS DE AÇÃO E A CONDUÇÃO SOB EFEITO DO ÁLCOOL

Leia mais

Plano de Formação. Psicologia e Orientação em Contexto Escolar 2014/2015

Plano de Formação. Psicologia e Orientação em Contexto Escolar 2014/2015 Plano de Formação Psicologia e Orientação em Contexto Escolar 2014/2015 Enquadramento A evolução tecnológica e a incerteza com que atualmente todas as sociedades se confrontam colocam desafios acrescidos

Leia mais

Relatórios. Atividade de Promoção de Segurança e Saúde no Trabalho

Relatórios. Atividade de Promoção de Segurança e Saúde no Trabalho Relatórios Atividade de Promoção de Segurança e Saúde no Trabalho Relatório 2014 Catalogação recomendada AUTORIDADE PARA AS CONDIÇÕES DO TRABALHO Relatório de atividades de Promoção da Segurança e Saúde

Leia mais

P Ú B L I C O I N T E R N O

P Ú B L I C O I N T E R N O Apresentação O Banrisul valoriza seus colaboradores por entender que estes são a essência do negócio. A promoção da qualidade de vida e da segurança dos funcionários é uma prática constante que comprova

Leia mais

Relatório de Atividades 2012

Relatório de Atividades 2012 Atividades 2012 ÍNDICE Paginas Nota Introdutória 8 I. Apresentação da ACT 10 1. Enquadramento legal, atribuições e estrutura orgânica 10 2. Missão, Visão e Valores 13 II. Auto-avaliação dos serviços 16

Leia mais

APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO

APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO Objetivo O objetivo das Diretrizes é apoiar os países a

Leia mais

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA (PSE): Saúde e educação integral das crianças, adolescentes e jovens

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA (PSE): Saúde e educação integral das crianças, adolescentes e jovens PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA (PSE): Saúde e educação integral das crianças, adolescentes e jovens O que é o PSE? O PSE é uma política intersetorial do Saúde e do, instituído em 2007, por decreto presidencial.

Leia mais

Rede de Referenciação e Medicina do Trabalho

Rede de Referenciação e Medicina do Trabalho Rede de Referenciação e Jorge Barroso Dias Médico do trabalho Vice-presidente da Fundador e Coordenador da Comissão de Trabalho da SPMT "Álcool e outras substâncias psicoativas Membro do Conselho Diretivo

Leia mais

Apresentação dos Serviços

Apresentação dos Serviços Mod.026/V01 Apresentação dos Serviços Autorização ACT nº 6970710111 Autorização DGS nº 065/2011 Objetivos da Easymed? A Easymed tem com objetivos: Proporcionar às empresas o auxílio adequado para garantir

Leia mais

PlanodeAção2013. Contexto Externo. Continuação de uma conjuntura socioeconómica muito desfavorável;

PlanodeAção2013. Contexto Externo. Continuação de uma conjuntura socioeconómica muito desfavorável; PlanodeAção2013 Contexto Externo Continuação de uma conjuntura socioeconómica muito desfavorável; Redução expectável da intervenção do Estado e necessidade de consolidação do setor empresarial como parceiro

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO CONCELHIO DE PREVENÇÃO DAS TOXICODEPENDÊNCIAS (PECPT)

PLANO ESTRATÉGICO CONCELHIO DE PREVENÇÃO DAS TOXICODEPENDÊNCIAS (PECPT) PLANO ESTRATÉGICO CONCELHIO DE PREVENÇÃO DAS TOXICODEPENDÊNCIAS (PECPT) Plano de Actividades 2009/10 Odivelas 1 ÍNDICE INTRODUÇÃO 1 1 IDENTIDADE E COMUNICAÇÃO 2 2 FUNCIONAMENTO DA REDE DE PARCERIA 4 2.2

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES FORMADORAS: DILEMAS E DESAFIOS

CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES FORMADORAS: DILEMAS E DESAFIOS CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES FORMADORAS: DILEMAS E DESAFIOS ANA MESTRE Terciforma Estudos de Comércio e Serviços, S.A. * * * JORNADA DE REFLEXÃO Os processos de certificação e os impactos na qualidade formativa

Leia mais

PROPOSTA DE REGULAMENTO INTERNO

PROPOSTA DE REGULAMENTO INTERNO PROPOSTA DE REGULAMENTO INTERNO VOLUNTARIOS SOCIAIS DO CONCELHO DE ALBERGARIA-A-VELHA - PROGRAMA ALBERGARIA SOLIDÁRIA NOTA JUSTIFICATIVA No âmbito de uma política social que se vem orientando para potenciar

Leia mais

Programa da Rede Social CLAS Mesão Frio. Plano de Acção. O Plano de Acção do CLAS de Mesão Frio é a componente do Plano de

Programa da Rede Social CLAS Mesão Frio. Plano de Acção. O Plano de Acção do CLAS de Mesão Frio é a componente do Plano de O do CLAS de Mesão Frio é a componente do Plano de Desenvolvimento Social, onde estão definidos alguns Projectos (com o desejo de uma projecção num futuro próximo), a serem desenvolvidos para se concretizarem

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA. o reforço de capacidades das organizações de acolhimento e a assistência técnica às organizações de envio,

COMISSÃO EUROPEIA. o reforço de capacidades das organizações de acolhimento e a assistência técnica às organizações de envio, C 249/8 PT Jornal Oficial da União Europeia 30.7.2015 COMISSÃO EUROPEIA CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS EACEA 25/15 Iniciativa Voluntários para a Ajuda da UE: Destacamento de Voluntários para a Ajuda

Leia mais

TÍTULO DO CAMPO Data de submissão 13 de Março de 2014 NOME DA ORGANIZAÇÃO AUTORA DO COMPROMISSO. SAAP Sociedade Anti-Alcoolica Portuguesa

TÍTULO DO CAMPO Data de submissão 13 de Março de 2014 NOME DA ORGANIZAÇÃO AUTORA DO COMPROMISSO. SAAP Sociedade Anti-Alcoolica Portuguesa FÓRUM NACIONAL ÁLCOOL E SAÚDE FORMULÁRIO DE SUBMISSÃO TÍTULO DO CAMPO Data de submissão 13 de Março de 2014 NOME DA ORGANIZAÇÃO AUTORA DO COMPROMISSO SAAP Sociedade Anti-Alcoolica Portuguesa TÍTULO DO

Leia mais

Sistemas de gestão da segurança em estabelecimentos industriais uma abordagem pragmática. Luís Santos (Auditor de Segurança)

Sistemas de gestão da segurança em estabelecimentos industriais uma abordagem pragmática. Luís Santos (Auditor de Segurança) Sistemas de gestão da segurança em estabelecimentos industriais uma abordagem pragmática Luís Santos (Auditor de Segurança) Abordagem 1. Pilares de sustentabilidade de um SGS 2. Ameaças à integridade 3.

Leia mais

Setor de Saúde no Brasil

Setor de Saúde no Brasil Setor de Saúde no Brasil PANORAMA DO MERCADO BRASILEIRO DE SAÚDE Forte desejo por saúde privada, em todos os segmentos de consumidores Razões pelas quais as pessoas gostariam de ter um plano privado (%

Leia mais

Monitorização e indicadores de apoio à ENM 2013-2020 numa lógica de desenvolvimento sustentável. Projeto SEAMInd

Monitorização e indicadores de apoio à ENM 2013-2020 numa lógica de desenvolvimento sustentável. Projeto SEAMInd Monitorização e indicadores de apoio à ENM 2013-2020 numa lógica de desenvolvimento sustentável Projeto SEAMInd Conceição Santos Diretora de Serviços de Estratégia conceicao.santos@dgpm.mam.gov.pt 23 de

Leia mais