Índice. São Paulo Center, SP. Programa matriz 02. Apresentadores 03. Equipe da Palisade: a quem perguntar 05. Seções Únicas 06. Estudos de caso 07

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice. São Paulo Center, SP. Programa matriz 02. Apresentadores 03. Equipe da Palisade: a quem perguntar 05. Seções Únicas 06. Estudos de caso 07"

Transcrição

1 Conferência Palisade sobre Análise do Risco de 2013

2 Índice Programa matriz 02 Apresentadores 03 Equipe da Palisade: a quem perguntar 05 Seções Únicas 06 Estudos de caso 07 Treinamento no software 09 São Paulo Center, SP

3 21 de março de 2013 Ibirapuera Jardim Europa 8:00 8:45 Inscrição 8:45 9:00 Palisade Boas-Vindas e Panorama: - Jardim Paulista Renato Limão, 9:00 9:30 sessão ÚNICA: Anatomia de uma implantação: Casos reais de como a añalise de decisão e risco é implantada em nível empresarial ** - Jardim Paulista Randy Heffernan, Vice-Presidente, 9:30 10:30 SESSÃO ÚNICA: Introdução ao DecisionTools Suite 6 - Jardim Paulista Rafael Harkte, 10:30 10:45 Intervalo para o café - Morumbi 10:45 11:45 treinamento DE SOFTWARE ESTUDOS DE CASO Embrapa Introdução 6 Viabilidade econômica sob condição de Fernándo Hernández risco da implantãço de um sistema agrossilvipastoril no bolsão sul-matogrossense Vinicius do Nascimento Lampert 11:45 12:45 treinamento DE SOFTWARE ESTUDOS DE CASO BNDES Introdução ao gerenciamento de Análise de Riscos para Viabilidade risco de projeto com 6** Financeira de Projetos - BNDES Gustavo Vinueza Pedro Landim 12:45 2:00 Almoço - Morumbi 2:00 3:00 treinamento DE SOFTWARE ESTUDOS DE CASO Universidade de Santa Maria Análise de séries temporais 6 Uso na avaliação do risco do Rafael Hartke confinamento de bovinos no RS e SP Paulo Santana Pacheco 3:00 4:00 treinamento DE SOFTWARE ESTUDOS DE CASO Petrobras E/P Personalização de aplicacões de Melhores Práticas em software e VBA** Modelagem Dr. Javier Ordóñez Luciano A. R. Costa 4:00 4:15 Intervalo para o café - Morumbi 4:15 5:00 treinamento DE SOFTWARE ESTUDOS DE CASO Promon Engenharia Ltda. Análise de Risco de Cronograma Avaliação de investimentos em projetos de capital de Projeto de E&P Rafael Hartke com ênfase na análise de incertezas do empreendimento, um estudo de caso na industria de mineração Rafael Mendonça Rodrigues 5:00 6:00 Mesa redonda: Desafios encontrados no processo de análise de risco - Jardim Paulista Painel de especialistas moderado por Renato Limão 6:00 Coquetel de encerramento As Sessões com Especialistas serão realizadas na sala Jardim Paulista ** em inglês com interpretação simultânea para português

4 3 Apresentadores As sessões da Conferência Palisade sobre Análise do Risco de 2013 serão lideradas por especialistas em suas áreas. Os próprios treinadores e consultores mais experientes da Palisade irão se juntar a consultores independentes e a gerentes líderes da indústria a fim de fornecerem um conteúdo aprofundado. Os apresentadores estão listados em ordem alfabética.

5 4 Luciano A. R. Costa Petrobras E/P Luciano A. Costa é geólogo, com mestrado em Geologia Estrutural e Economia Mineral. Trabalha desde 1987 na Petrobras, incialmente na área de interpretação exploratória, e, nos últimos dez anos, na avaliação de oportunidades exploratórias. Rafael Hartke Rafael Hartke é consultor para Petróleo e Energia na, onde desenvolve modelos quantitativos para análise de risco e tomada de decisão. Tem larga experiência na indústria de Energia, tendo trabalhado com Analista de Risco na Área de Planejamento Financeiro e Gestão de Riscos da Petrobras. Neste período, criou modelos para análise de risco de projetos de investimento complexos e participou da avaliação de risco de projetos de médio e grande porte, incluindo os campos gigantes do Pré-Sal Brasileiro, projetos no Golfo do México e projetos de infra-estrutura off-shore. Rafael Hartke é Mestre em Engenharia Mecânica, com MBA em Finanças, Investimentos e Risco, e possui certificação Energy Risk Professional, pela Global Association of Risk Professionals. Seus principais interesses e atividades incluem: Desenvolvimento de modelos quantitativos em engenharia e finanças; Modelagem de projetos de investimento complexos (riscos, opções e opções reais); Modelos de previsão para séries temporais e preços de commodities; Pesquisa e treinamento em análise de risco e simulação de Monte Carlo. Randy Heffernan Vice Presidente Randy Heffernan entrou para a Palisade em Ajudou a empresa a crescer, criando a primeira filial no exterior em Plymouth, na Inglaterra, em Novas filiais surgiram entre elas as de Londres, em 2002, e de Sidney, na Austrália, em Já desempenhou várias atividades na área de vendas, marketing e gerência. Atualmente, supervisiona boa parte das operações corporativas. Randy trabalha próximo ao pessoal de vendas, a fim de melhor compreender as necessidades dos clientes e incorporá-las ao desenvolvimento do software. Ele se formou em administração de empresas e marketing na Universidade Cornell. Fernando Hernández Palisade Latin America As áreas em que Fernando Hernández é especialista são: a bancária, de finanças, de fabricação, de avaliação de projeto, de previsão de mercado e de determinação de preço. Atualmente, Fernando Hernández dirige e é proprietário de InfoMasters, empresa que realiza com treinamento, consultoria e desenvolvimento de aplicações financeiras e modelos de tomada de decisão para empresas financeiras e fabricantes, usando Microsoft Office e o software da Palisade. Ele já desenvolveu e ministrou cursos, tais como: Introdução às Finanças Corporativas, Simulação Financeira e Decisões sobre Investimento. Desde 1992, ele cria modelos financeiros e estudos de análise de risco e de viabilidade, usando Fernando Hernández formou-se em Administração Financeira pela Universidade de Costa Rica. Quando bolsista do programa Fulbright, ele fez o MBA na Indiana University, especializando-se em Finanças e Sistema de Informações Gerenciais. Vinicius do Nascimento Lampert Embrapa Pesquisador da Embrapa Pecuária Sul (CPPSUL) em Bagé - RS. Zootecnista (Universidade Federal de Santa Maria - UFSM). Mestre em Economia Rural (Universidade Federal de Viçosa - UFV) e Doutor em Zootecnia (Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS). Pedro Landim BNDES Rafael Mendonça Rodrigues Promon Engenharia Ltda. Engenheiro de Produção pela Universidade Federal Fluminense, pós-graduando em Gestão Executiva de Empreendimentos de Construção Naval e Offshore, pela COPPE/Universidade Federal do Rio de Janeiro, e certificado CAPM pelo Project Management Institute (PMI), possuindo, ainda, experiência acadêmica internacional na University of La Verne, EUA (Winter Program - Advanced Topics on Project Management). Engenheiro de Planejamento na Promon Engenharia Ltda., com experiência na equipe de planejamento de contratos da modalidade EPC e em estimativas de CAPEX de plantas industriais (FEL). Dr. Javier Ordóñez Diretor de Desenvolvimento Personalizado O e o DecisionTools Suite vem com ambientes de desenvolvimento repletos de funções, permitindo que você crie aplicações personalizadas, usando tecnologia da Palisade diretamente em Excel. Empregando uma interface VBA personalizada e um modelo de simulação em Excel, iremos mostrar como pode servir de modelo para incerteza de custo e eventos de risco que irão afetar o custo total de um projeto. Dessa forma, os usuários podem utilizar o modelo sem aprender a usar o Usando a interface personalizada, iremos mostrar como fazer modelo de faixas de custo e registros de riscos através do uso de distribuições de probabilidade. Discutiremos também como medir a correlação entre variáveis, como acrescentar uma matriz de correlação ao modelo e o impacto no resultado da correlação. Depois de o modelo de simulação ser rodado, todos aprenderão como avaliar a contingência necessária e desenvolver estratégias de mitigação. Paulo Santana Pacheco Universidade de Santa Maria Possui graduação em Zootecnia pela Universidade Federal de Santa Maria - RS (2002), mestrado em Produção Animal/Produção de Bovinos de Corte pela Universidade Federal de Santa Maria - RS (2004), doutorado em Ciência Animal/Melhoramento Genético Animal pela Universidade Federal de Goiás - GO (2007) e pós-doutorado (2008). As áreas de atuação compreendem aquelas envolvidas na produção de bovinos de corte, experimentação animal e métodos de simulação aplicados à produção animal. Gustavo Vinueza Gustavo Vinueza é formado em Engenharia de Sistemas pela Universidade de Cuenca, no Equador, tendo também um diploma de MBA pela Universidade Torcuato Di Tella, na Argentina e um Mestrado em Finanças pela Universidade Adolfo Ibáñez, no Chile. Seus principais temas de interesse incluem modelagem financeira e operacional, incluindo a pesquisa científica e acadêmica com relação à prática de negócios, bem como assuntos relativos à mineração de dados [data mining]. Ele tem 16 anos de experiência e tem atuado como consultor de empresas em diversos setores, incluindo o setor financeiro e bancário, telecomunicações, seguros e serviços relacionados a TI. Sua experiência inclui a gestão de carteiras de Projeto, sejam elas operacionais ou relacionadas a TI, programas de redução de custos, licitações para compras públicas, controles operacionais, análise de capacidade, processos de auditoria e projetos de desenvolvimento de software, além de implementação de infraestrutura tecnológica. Ele também possui diplomas em Gestão de Projetos, Usabilidade, Gestão de Processos de Negócios e Análise de Negócios.

6 5 Equipe da Palisade: a quem perguntar Se você tiver alguma pergunta técnica ou relacionada a vendas, não deixe de falar com um membro da equipe da Palisade. A lista de nomes apresentada a seguir o ajudará a encontrar a pessoa certa para responder a sua pergunta. Perguntas relacionadas a vendas: Denise Castellot Diretora, Palisade Latin America Perguntas relacionadas ao desenvolvimento personalizado: Dr. Javier Ordóñez Diretor de Desenvolvimento Personalizado Renato Limão Gerente Regional de Vendas Outras perguntas sobre a Palisade: Denise Castellot Diretora, Palisade Latin America Perguntas técnicas relacionadas ao software: Rafael Hartke Fernando Hernández Randy Heffernan Vice-Presidente Marcos Huber Mendes Renato Limão Gerente Regional de Vendas Dr. Javier Ordóñez Diretor de Desenvolvimento Personalizado Gustavo Vinueza Sessões com Especialistas Jardim Paulista A Palisade tem o prazer de oferecer sessões com especialistas - sessões individualizadas de consultoria com especialistas e consultores da Palisade. Notamos que as Sessões Individuais com Especialistas são valiosas para os clientes e interessantes para os nossos consultores da Palisade. Convidamos você a se inscrever para uma sessão individual de consultoria de 45 minutos, para que possamos discutir seus desafios específicos de modelagem de decisão ou de risco. Sinta-se à vontade para trazer o seu computador portátil e seus modelos. Todas as sessões são confidenciais e não há qualquer custo adicional. Todas as sessões serão realizadas na sala Jardim Paulista, mas diversas sessões individuais podem ser realizadas ao mesmo tempo. As Sessões com Especialistas serão oferecidas durante toda a Conferência de Riscos da Palisade. O agendamento será feito de acordo com a ordem de chegada. Para se inscrever, favor entrar em contato com a Sra. Denise Castellot.

7 6 Seções Únicas As seções únicas tratam das tendências atuais na área de gestão de risco, bem como das melhores práticas gerais de tomada e implementação de decisões. Essas palestras são interessantes para todos que trabalham com análise de risco e modelagem quantitativa. Anatomia de uma implantação: Casos reais de como a análise de decisão e risco é implantada em nível empresarial 8:45 9:00 Company: Presenter: Randy Heffernan Atitudes arraigadas, políticas de TI, falta de treinamento em análise quantitativa são muitos os obstáculos à adoção de uma solução eficaz de análise de risco. Mas os benefícios de superar esses desafios compensa o esforço: menos surpresas, novas oportunidades e melhores decisões. Randy Heffernan, vicepresidente da Palisade, falará sobre alguns aspectos fundamentais da adoção e do DecisionTools Suite por empresas, visando a entender as etapas importantes que cada uma delas tomou na implantação do software. Randy falará sobre alguns dos casos de mais êxito até agora, examinará marcos alcançados e desafios enfrentados durante o trajeto. No final da apresentação, você terá uma noção de como traçar o seu próprio roadmap para melhorar o gerenciamento de riscos. Esta sessão será em inglês com interpretação simultânea para português. Introdução ao DecisionTools Suite 6 9:30 10:30 Company: Presenter: Rafael Hartke Esta sessão mostrará como usar os componentes do DecisionTools Suite como um kit de ferramentas completo para a tomada de decisão, análise de risco e análise estatística. Cada produto do RISKOptimizer, Evolver, PrecisionTree, TopRank, StatTools e NeuralTools será apresentado, dentro do tempo disponível, para mostrar como ele pode ser usado para resolver problemas práticos do mundo real. Serão apresentadas dicas e sugestões de como usar os produtos em conjunto. Também destacaremos os aprimoramentos efetuados na interface, que economizam tempo e proporcionam maior facilidade de uso. Mesa Redonda: Desafios encontrados no processo de análise de risco 5:00 6:00 Company: Presenter: Moderado por Renato Limão Para encerrar a conferência deste ano, Renato Limão da Palisade coordenará um debate entre líderes no campo de análise de risco e tomada de decisão em vários setores. Cada um deles tem uma história a contar sobre o uso da análise de risco na respectiva organização; trocaremos ideias e informações, casos e lições aprendidas sobre o que produz bons resultados e o que deve ser evitado. A participação da platéia é enfaticamente incentivada. É uma ótima oportunidade para aprender com colegas e influenciar a direção da evolução da sua empresa rumo a tomadas de decisões melhores e mais inteligentes.

8 7 Estudos de Caso Assista às apresentações dos já usuários do software sobre suas experiências na aplicação DecisionTools Suite e de outras ferramentas e técnicas inovadoras aos problemas reais do dia-a-dia. Estudos de casos da indústria demonstram que um pouco de pensamento criativo pode solucionar problemas de formas nunca antes imaginadas. Além disso, tais estudos são um complemento muito valioso à tradicional aprendizagem dos livros. Viabilidade econômica sob condição de risco da implantãço de um sistema agrossilvipastoril no bolsão sul-matogrossense 10:45 11:45 Setor: Agricultura Company: Embrapa Presenter: Vinicius do Nascimento Lampert As condições de incerteza estão presentes na agricultura e dificultam a tomada de decisão. Embora sejam vastos os benefícios da integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), a implantação de sistemas agroflorestais apresenta riscos e por isso não devem ser implantados de maneira generalizada. O presente trabalho teve por objetivo realizar uma avaliação econômica da implantação de um sistema agrossilvipastoril na região do bolsão sul-mato-grossense sob condições de risco. Para a análise de risco de implantação foi utilizado o método de Monte Carlo onde mediante simulações de variáveis realizadas pelo da foram avaliados os indicadores econômicos valor presente líquido (VPL), taxa interna de retorno (TIR) e Renda Anual Uniforme por Hectare (RAUH). Os valores mais prováveis encontrados foram de R$ ,82 para o VPL, 19,9% para a TIR e de R$ 463,96 para a RAUH. Os resultados apresentados neste modelo indicam que há um risco moderado na implantação do projeto com uma probabilidade de 8,8% que o VPL fique abaixo de zero. A TIR tem 63,1% de probabilidade de ficar acima da taxa de caderneta de poupança e abaixo da TIR esperada para o projeto. A produtividade do eucalipto, o preço do boi gordo, a lotação no período chuvoso e o preço de aquisição dos animais foram os inputs que mais contribuíram para a variabilidade e instabilidade dos outputs do sistema agrossilvipastoril analisado. Análise de Riscos para Viabilidade Financeira de Projetos - BNDES 11:45 12:45 Setor: Finanças/Bancos Company: BNDES Presenter: Pedro Landim Uso na avaliação do risco do confinamento de bovinos no RS e SP 2:00 3:00 Setor: Agricultura Company: Universidade de Santa Maria Presenter: Paulo Santana Pacheco O objetivo deste trabalho foi demonstrar o uso na área zootécnica, através da quantificação do risco associado com a terminação de bovinos em confinamento nos estados do RS e SP, através de simulação de Monte Carlo e análise de sensibilidade. Como variáveis aleatórias de entrada (input) foram utilizados 15 itens componentes do custo total e receita, sendo: Boi magro (R$/ kg vivo), Boi gordo (R$/kg vivo), Salário mínimo (R$/mês), Terra (R$/ha), Volumoso (R$/kg Matéria Seca - MS), Concentrado (R$/ kg MS), Depreciação Instalações/Equipamentos (R$/boi/dia), Depreciação Máquinas/Implementos (R$/boi/dia), Sanidade (R$/ animal), Peso inicial (kg), Peso final (kg), Ganho de peso médio diário (kg), Ganho de peso total (kg), Consumo MS de volumoso (kg/dia) e Consumo MS de concentrado (kg/dia). Os custos e receita foram quantificados anualmente por nove anos (2004 a 2012), considerando confinamento com capacidade estática para animais. Como variável aleatória de saída (output) foi utilizado o indicador financeiro Valor Presente Líquido VPL (R$/animal), considerando a taxa mínima de atratividade de 0,585% a.m.(7,25% a.a.). Além de simular o VPL por estado, foi avaliado o uso ou não da correlação de Spearman entre os inputs. Os resultados da simulação demonstraram viabilidade do confinamento, sendo o valor esperado para VPL 58% maior no estado de SP em relação ao RS (R$ 63 vs 40/animal). O uso da correlação resultou em modificações relevantes na probabilidade do VPL 0 (68 vs 66% para SP e RS, respectivamente) quando comparado com a simulação sem correlação (56 vs 58% para SP e RS, respectivamente), sendo seu uso indicado sempre que possível. De acordo com a análise de sensibilidade, as cotações do boi magro e gordo foram os itens de maior relevância, seguido pelos itens custo/ kg concentrado, consumo de concentrado e pesos inicial e final, e depreciações e sanidade os de menor importância. Conclui-se que o uso é ferramenta de fácil uso e de grande importância e eficiência na quantificação da percepção do risco na produção de bovinos de corte, principalmente na fase de terminação em confinamento (considerada a fase de produção de maior risco comparada com a de cria e recria) auxiliando na tomada de decisão entre investir ou não (p.ex. utilizando a simulação de Monte Carlo) ou definir estratégias gerenciais mais acertadas (p.ex. utilizando análise de sensibilidade). Além disso, sugere-se maior uso da simulação de Monte Carlo em sistemas de produção animal bem como na área de pesquisa com animais, tendo em vista o benefício do refinamento proporcionado na análise econômica.

9 8 Melhores Práticas em Modelagem 3:00 4:00 Setor: Óleo, Gás e Energia Company: Petrobras E/P Presenter: Luciano A. R. Costa Esta sessão cobre algumas idéias em melhores práticas de modelagem, tanto no Project quanto Tópicos na sessão geral do Excel incluem questões em design do modelo, estrutura, formatação, verificação de erros e análises de sensibilidade, bem como uma breve revisão das funções chave requeridas para criar modelos dinâmicos e flexíveis. A sessão cobre um conjunto selecionado de tópicos, focando em algumas funcionalidades poderosas mais pouco menos conhecidas como o uso das funções Theo e o uso correto da correlação como uma abordagem de modelagem para capturar dependências. Avaliação de investimentos em projetos de capital com ênfase na análise de incertezas do empreendimento: Um estudo de caso na indústria de mineração 4:15 5:00 Setor: Óleo, Gás e Energia Company: Promon Engenharia Ltda. Presenter: Rafael Mendonça Rodrigues Nos últimos anos, os investimentos realizados pelo governo federal e por instituições privadas em projetos de capital têm sido notadamente alavancados pelas condições econômicas favoráveis do país e por estímulos adjacentes, tais como a ocorrência de eventos esportivos de grande relevância. No entanto, nos últimos meses, a existência de diversas incertezas de viés econômico, político e tecnológico associadas ao cenário atual da indústria brasileira tem sido avaliada como um potencial entrave para a realização destes investimentos e, consequentemente, para o desenvolvimento econômico autossustentado e aumento da competitividade brasileira no cenário internacional. Neste contexto, este estudo possui o objetivo de propor uma metodologia para avaliação de investimentos em projetos de capital, com ênfase no estudo prospectivo de cenários aos quais estes empreendimentos estão sujeitos. Adicionalmente, será proposta uma metodologia para que possam ser analisadas as implicações que as incertezas destes cenários acarretam para a rentabilidade do projeto, utilizando-se para isso métodos e ferramentas relacionados à prospecção de cenários, a análise de riscos em projetos e a aplicação da simulação de Monte Carlo ao método do Fluxo de Caixa Descontado (FCD), através da utilização do Por fim, como forma de avaliar a aplicabilidade da metodologia desenvolvida, será apresentado um estudo de caso, cujo objetivo é avaliar a viabilidade do empreendimento responsável pela implantação de uma mina de vanádio na cidade de Maracás, no interior da Bahia.

10 9 Apresentações de software Esta é a sua oportunidade de ficar por dentro das últimas novidades relacionadas a técnicas e software de análise de risco, análise de dados e tomada de decisão. Não deixe de participar das sessões introdutórias sobre o DecisionTools Suite e seus diversos componentes, além das sessões mais aprofundadas que o ajudarão a aproveitar ao máximo o software. As apresentações serão realizadas por consultores e treinadores especializados. Introdução 6 10:45 11:45 Company: Presenter: Fernando Hernández Esta introdução apresentará uma análise de risco passo a passo, usando diversos modelos como exemplo. Serão destacados os principais recursos também serão mostrados os novos aprimoramentos da interface da versão 6. Você conhecerá na prática a interface intuitiva definindo distribuições, correlações e outros componentes de modelos. Durante uma simulação, você poderá ver todos os gráficos, miniaturas e relatórios se atualizarem em tempo real. Também verá os resultados apresentados com uma variedade de opções de gráficos e relatórios. Temos muita coisa para mostrar cobriremos o máximo possível dentro do tempo disponível. Introdução ao gerenciamento de risco de projeto com 6 11:45 12:45 Company: Presenter: Gustavo Vinueza O objetivo deste seminário é proporcionar um entendimento básico de como o 6 pode ser útil no gerenciamento de incerteza em cronogramas do Microsoft Project. Por meio da simulação de Monte Carlo, você aprenderá como levar em conta os riscos de custo e de agendamento, de forma rápida e abrangente. Por fim, aqui está a resposta à pergunta "Qual é a probabilidade de que meu projeto será concluído dentro do prazo e do orçamento?" Com a nova versão 6, a modelagem de risco de cronogramas do Project é muito mais flexível e turbinada do que nunca. Mostraremos como configurar e rodar simulações, e como interpretar os resultados. Passo a passo, você aprenderá os conceito e terminologia básica e como usar Demonstraremos os recursos avançados de gráficos e relatórios que indicam com exatidão os fatores de risco e seus possíveis impactos. Você verá como o uso em seus projetos possibilita: Calcular a probabilidade de êxito Gerar um gráficos da margem de erro ao redor do resultado mais provável Quantificar e priorizar os fatores de risco Quantificar o valor em risco Esta sessão será em inglês com interpretação simultânea para português.

11 10 Análise de séries temporais 6 2:00 3:00 Company: Presenter: Rafael Hartke Em Estatística, Economia e Matemática financeira, uma série temporal é uma sequência de pontos de dados medida, normalmente, em instantes de tempo espaçados em intervalos uniformes. Alguns exemplos de séries temporais são: taxas de câmbio semanais, valor diário de fechamento do índice NASDAQ Composite ou preços mensais de petróleo cru. Nas análises convencionais de séries temporais, o desempenho passado do processo é usado como base para um único novo caminho projetado no futuro. No mundo real, evidentemente, há um número infinito de caminhos futuros possíveis em qualquer processo de série temporal. Para resolver isso, 6 agora inclui uma ferramenta de análise de séries temporais. Essa nova funcionalidade permite que você simule diferentes caminhos futuros possíveis que poderiam ser tomados pelo seu processo de série temporal. Você pode construir esses modelos estocásticos de séries temporais de modo direto, ou usar dados históricos para ajustar funções de séries temporais aos seus dados. Com base nisso, você pode simular um grande número de eventos de séries temporais futuros possíveis, com rapidez e facilidade, e assim representar com mais exatidão o futuro incerto. Personalização de aplicacões de software e VBA 3:00 4:00 Company: Presenter: Dr. Javier Ordóñez Os e DecisionTools Suite vêm com ambientes de desenvolvimento repletos de recursos que permitem criar aplicativos personalizados usando a tecnologia da Palisade diretamente no Excel [XDK (Excel Developer Kits = Kits de Desenvolvimento no Excel)]. Você pode personalizar a interface do aplicativo para incluir apenas aquilo de que os usuários precisam, escondendo funcionalidades que não são utilizadas e impedindo o acesso do usuário à lógica do modelo subjacente. Você também pode automatizar processos, como relatórios, gerando apenas os gráficos e dados que deseja. O resultado é um aplicativo perfeitamente adaptado, pronto para ser utilizado pelo seu grupo de trabalho. E por ser um aplicativo desenvolvido no Excel, o treinamento necessário para os usuários é mínimo. O Desenvolvimento Personalizado da Palisade tem aplicativos desenvolvidos para estimativa de custos, gestão de ativos, planejamento de aposentadoria, prospecção de petróleo e gás e mais - tudo utilizando a no Excel. Nesta apresentação, veremos o maior número possível de aplicativos personalizados dentro do tempo disponível. Esta sessão será em inglês com interpretação simultânea para português. Análise de Risco de Cronograma de Projeto de E&P 4:15 5:00 Company: Presenter: Rafael Hartke Um projeto de desenvolvimento da produção de petróleo offshore envolve diversas tarefas complexas, demanda recursos críticos escassos e extremamente caros, e está exposto à diversos riscos técnicos e financeiros. Por melhor que seja o planejamento e a gestão da execução do projeto, diversos riscos existem alguns serão mitigados com sucesso, outros se materializarão mesmo com todos os esforços e ações de mitigação, e alguns simplesmente não podem ser mitigados e entender estes riscos é crucial para gerenciar tanto o projeto quanto as expectativas de seus stakeholders. A análise de risco de cronograma permite analisar quantitativamente os riscos que envolvem a execução do projeto: entender sua natureza avaliar seu impacto sobre os resultados do projeto, ranqueá-los e estudar estratégias de mitigação, e determinar contingências e reserva gerencial. Este trabalho apresenta uma análise de risco de cronograma de um projeto típico de desenvolvimento da produção de petróleo offshore, detalhando sua lista de tarefas, suas dependências, durações, recursos e custos unitários. O modelo permite avaliar o impacto dos riscos de cronograma sobre as datas finais do projeto (como primeiro óleo, por exemplo) e sobre o custo total do projeto. Permite ainda analisar como diferentes estratégias de alocação de recursos críticos (como sondas de perfuração, por exemplo) impactam os resultados probabilísticos do projeto. O modelo desenvolvido conta também com a curva de produção por poço do projeto, um modelo para o preço do petróleo e um modelo de fluxo de caixa descontado para o VPL do projeto. A utilização de um modelo integrado de análise de risco do cronograma ao VPL do projeto permite avaliar o impacto dos riscos de cronograma não somente sobre as datas finais e custos do projeto, mas também sobre os resultados físicos e financeiros do projeto, tais como ramp up e pico da curva de produção ou VPL do projeto. Desta forma, as diferentes estratégias de mitigação dos riscos de cronograma podem ser avaliadas e comparadas diretamente com seus impactos sobre as metas de produção e os resultados financeiros do projeto. Os resultados obtidos com esta análise de risco incluem: Distribuições e tornados das datas finais das tarefas do cronograma Gráfico de Gantt probabilístico do projeto Distribuição e tornado do custo total do projeto Contingência para o custo total Gráfico da evolução temporal probabilística dos investimentos (curva S do custo total) Curva de produção probabilística do projeto, tornados da data do primeiro óleo e do pico de produção Impacto da alocação de recursos críticos sobre os resultados do projeto (data do primeiro óleo, ramp up e VPL) Como alocações diferentes de recursos (sonda de perfuração, por exemplo) tem um papel crítico para a curva de produção Distribuição e tornado do VPL do projeto.

12 palisade-br.com Praia de Botafogo, nº 501 Sala 101, Botafogo, Rio de Janeiro-RJ Tel: +55 (21) Tel: x318 TOLL FREE: E.U.A x318

Melhores Decisões Utilizando Dados. Simulação de Monte Carlo para Análise Quantitativa do Risco em Grandes Projetos. Marcos Huber Mendes

Melhores Decisões Utilizando Dados. Simulação de Monte Carlo para Análise Quantitativa do Risco em Grandes Projetos. Marcos Huber Mendes Melhores Decisões Utilizando Dados Simulação de Monte Carlo para Análise Quantitativa do Risco em Grandes Projetos Marcos Huber Mendes hubermendes@decisionsupport.com.br Cel.: + 55 21 9608-5537 1 Marcos

Leia mais

NOSSA MISSÃO. Estimativa de Perdas de Reservas Precificação de Prêmio ÓLEO / GÁS / ENERGIA

NOSSA MISSÃO. Estimativa de Perdas de Reservas Precificação de Prêmio ÓLEO / GÁS / ENERGIA Conheça as soluções e os softwares de análise de risco e decisão mais usados no mundo inteiro NOSSA MISSÃO A missão da Palisade Corporation é desenvolver as soluções e os softwares mais avançados, inovadores

Leia mais

análise de risco e tomada de decisão

análise de risco e tomada de decisão kit completo de ferramentas de análise de risco e decisão análise de risco e tomada de decisão O DecisionTools Suite em Português é um conjunto integrado de programas para análise de risco e tomada de

Leia mais

COMO AVALIAR O RISCO DE UM PROJETO ATRAVÉS DA METODOLOGIA DE MONTE CARLO

COMO AVALIAR O RISCO DE UM PROJETO ATRAVÉS DA METODOLOGIA DE MONTE CARLO COMO AVALIAR O RISCO DE UM PROJETO ATRAVÉS DA O que é risco? Quais são os tipos de riscos? Quais são os tipos de análises? Qual a principal função do Excel para gerar simulações aleatórias? O que é distribuição

Leia mais

Marcos Huber Mendes. Tel. / Fax: +55 21 2541 3363 Cel.: + 55 21 9608 5537

Marcos Huber Mendes. Tel. / Fax: +55 21 2541 3363 Cel.: + 55 21 9608 5537 Marcos Huber Mendes Tel. / Fax: +55 21 2541 3363 Cel.: + 55 21 9608 5537 1 Método de Análise do Risco Mitigação Quantitativa do Risco em Cronogramas Práticas e Resultados na Petrobras 2 Marcos Huber Mendes

Leia mais

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos 3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos Este capítulo tem como objetivo a apresentação das principais ferramentas e metodologias de gerenciamento de riscos em projetos, as etapas do projeto onde o processo

Leia mais

IRM- Integrated Risk Management using Risk Simulator Strategic level

IRM- Integrated Risk Management using Risk Simulator Strategic level IRM- Integrated Risk Management using Risk Simulator Strategic level O curso de Gestão Integrada de Risco (IRM), nível estratégico, desenvolvido pela ROV-Brasil (Real Options Valuation Inc.) e oferecido

Leia mais

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI Prof. Fernando Rodrigues Quando se trabalha com projetos, é necessária a utilização de técnicas e ferramentas que nos auxiliem a estudálos, entendê-los e controlá-los.

Leia mais

FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS

FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS Gestão de Riscos Como lidar com as incertezas do Projeto? Thomaz Ottoni da Fonseca 04/11/2015 FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS 2015 FATTO Consultoria e Sistemas www.fattocs.com 1 ORIENTAÇÕES INICIAIS Dê preferência

Leia mais

Análise de Sensibilidade

Análise de Sensibilidade Análise de Risco de Projetos Análise de Risco Prof. Luiz Brandão Métodos de Avaliação de Risco Análise de Cenário Esta metodologia amplia os horizontes do FCD obrigando o analista a pensar em diversos

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Em conformidade com a metodologia PMI 1 Apresentações Paulo César Mei, MBA, PMP Especialista em planejamento, gestão e controle de projetos e portfólios, sempre aplicando as melhores

Leia mais

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Uma visão abrangente dos negócios Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Negócios sem barreiras O fenômeno da globalização tornou o mercado mais interconectado e rico em oportunidades.

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

6 Análise dos resultados

6 Análise dos resultados 6 Análise dos resultados Os cálculos para análise econômica de um projeto E&P, devem considerar que os dados empregados são imprecisos e sem certeza da ocorrência dos resultados esperados, apesar de estarem

Leia mais

Estar apto a utilizar técnicas, ferramentas e terminologias básicas do gerenciamento de projetos após a realização do curso.

Estar apto a utilizar técnicas, ferramentas e terminologias básicas do gerenciamento de projetos após a realização do curso. Curso sobre Gerenciamento de Projetos Apresentação O Gerenciamento de Projetos evoluiu nos últimos anos, ampliando sua área de atuação dentro das organizações. Nos mais variados campos da administração,

Leia mais

Projetos (PMO) : Oportunidades de Sinergia

Projetos (PMO) : Oportunidades de Sinergia Escritórios de Processos (BPM Office) e de Projetos (PMO) : Oportunidades de Sinergia Introdução...2 Uniformizando o entendimento dos conceitos... 4 Entendendo as principais similaridades... 5 Entendendo

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

Análise de Viabilidade para Estruturação de Loteamentos

Análise de Viabilidade para Estruturação de Loteamentos A LDUARTE ENGENHARIA, em parceria com a EXECUT Consultoria & Treinamentos, traz a Salvador, Aracaju e Fortaleza o curso Análise de Viabilidade para Estruturação de Loteamentos. Este curso tem como pilares

Leia mais

PRIMAVERA RISK ANALYSIS

PRIMAVERA RISK ANALYSIS PRIMAVERA RISK ANALYSIS PRINCIPAIS RECURSOS Guia de análise de risco Verificação de programação Risco rápido em modelo Assistente de registro de riscos Registro de riscos Análise de riscos PRINCIPAIS BENEFÍCIOS

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Implantação de Obras Planejamento Administração de Empresas. Orçamentação Contratos Marketing Apoio Técnico

Gerenciamento de Projetos Implantação de Obras Planejamento Administração de Empresas. Orçamentação Contratos Marketing Apoio Técnico Gerenciamento de Projetos Implantação de Obras Planejamento Administração de Empresas Orçamentação Contratos Marketing Apoio Técnico www.bethonico.com.br APRESENTAÇÃO Desde o ano 2000, a Bethonico Planejamento

Leia mais

Unidade IV SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. Daniel Arthur Gennari Junior

Unidade IV SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Unidade IV SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Sobre esta aula Sistema de informação nos negócios Sistemas de informação no apoio ao processo de tomada de decisão Sistemas colaborativos

Leia mais

Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos), com o Guia PMBOK 4ª Edição - PMI

Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos), com o Guia PMBOK 4ª Edição - PMI Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos), com o Guia PMBOK 4ª Edição - PMI 2010 TenStep Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos)

Leia mais

4 Metodologia de Gerenciamento Integrado de Riscos

4 Metodologia de Gerenciamento Integrado de Riscos 4 Metodologia de Gerenciamento Integrado de Riscos Neste capitulo iremos apresentar a metodologia escolhida para a elaboração do estudo de caso que incorpora a análise quantitativa dos riscos financeiros.

Leia mais

MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas

MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas ECONOMISTA - RIVAS ARGOLO 2426/D 62 9905-6112 RIVAS_ARGOLO@YAHOO.COM.BR Objetivo deste mini curso : Mostrar os benefícios do gerenciamento de projetos

Leia mais

Elaboração e Análise de Projetos

Elaboração e Análise de Projetos Elaboração e Análise de Projetos Plano do Projeto: Diagnóstico (Planejamento) Estudo de Mercado Engenharia do Projeto Avaliação Planejamento Estratégico Tecnologia e tamanho do Investimento Projeto é:

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Avaliação dos projetos de E&P implantados sob a perspectiva da Análise de Riscos Econômicos

Avaliação dos projetos de E&P implantados sob a perspectiva da Análise de Riscos Econômicos Avaliação dos projetos de E&P implantados sob a perspectiva da Análise de Riscos Econômicos REGINA DUARTE PLANEJAMENTO FINANCEIRO E GESTÃO DE RISCOS PETROBRAS Setembro/2011 Agenda Contexto Análise de Riscos

Leia mais

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation.

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. O SoftExpert PPM Suite é a solução mais robusta, funcional e fácil para priorizar, planejar, gerenciar e executar projetos, portfólios

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE RESERVAS DE ÓLEO E GÁS

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE RESERVAS DE ÓLEO E GÁS DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE RESERVAS DE ÓLEO E GÁS Aluno: Julia Chueke Rochlin Orientador: Silvio Hamacher Introdução Reservas de óleo e gás são ativos estratégicos não somente para avaliação

Leia mais

Unidade I FINANÇAS EM PROJETOS DE TI. Prof. Fernando Rodrigues

Unidade I FINANÇAS EM PROJETOS DE TI. Prof. Fernando Rodrigues Unidade I FINANÇAS EM PROJETOS DE TI Prof. Fernando Rodrigues Nas empresas atuais, a Tecnologia de Informação (TI) existe como uma ferramenta utilizada pelas organizações para atingirem seus objetivos.

Leia mais

MBA Finanças (Turma II)

MBA Finanças (Turma II) MBA Finanças (Turma II) O MBA Executivo em Finanças do Ibmec é um programa de pós-graduação lato sensu para profissionais que necessitam de conhecimentos aprofundados na área de finanças. Ao longo do curso,

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Técnicas e Ferramentas iniciais

Gerenciamento de Projetos Técnicas e Ferramentas iniciais Gerenciamento de Projetos Técnicas e Ferramentas iniciais Metodologia Aula Teórica Exemplos e Exercícios práticos Questões de concursos anteriores Metodologia e Bibliografia Fontes PMBOK, 2004. Project

Leia mais

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Com um processo funcional de planejamento

Leia mais

Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos

Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos GERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO GERÊNCIA DO ESCOPO GERÊNCIA DO TEMPO GERÊNCIA DE CUSTO GERÊNCIA DA QUALIDADE Desenvolvimento do Plano

Leia mais

PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO

PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO PAULO SÉRGIO LORENA Julho/2011 1 Planejamento escopo, tempo e custo PROGRAMA DA DISCIPLINA Apresentação professor Programa da disciplina Avaliação Introdução Processos

Leia mais

Análise e Acompanhamento de Projetos. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 54p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Análise e Acompanhamento de Projetos. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 54p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor Clorisval Gomes Pereira Júnior Possui graduação em Desenho Industrial pela Universidade de Brasília (1993), graduação em Educação Artística pela Universidade de Brasília (1989) e mestrado em Design

Leia mais

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: Investimento:

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: Investimento: A Faculdade AIEC, mantida pela Associação Internacional de Educação Continuada AIEC, iniciou, em 2002, o curso de Bacharelado em Administração, na metodologia semipresencial. Foi pioneira e até hoje é

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

Como concluir um projeto com sucesso?

Como concluir um projeto com sucesso? Como concluir um projeto com sucesso? Luiz Eduardo Cunha, Eng. Professor da FAAP e do IMT 1 Luiz Eduardo Cunha Graduado em Engenharia de Produção EPUSP Pós-Graduado em Gestão do Conhecimento e Inteligência

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS Atualizado em 31/12/2015 GESTÃO DE PROJETOS PROJETO Para o PMBOK, projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo.

Leia mais

Araçatuba GERÊNCIA DE PROJETOS. Apoio:

Araçatuba GERÊNCIA DE PROJETOS. Apoio: MBA É NA FGV Araçatuba GERÊNCIA DE PROJETOS Apoio: COORDENAÇÃO ACADÊMICA: Prof. Carlos A. C. Salles Jr., M.Sc. 1 DO CURSO: Com a abertura dos mercados e o enorme aumento da competitividade, o cenário internacional

Leia mais

Gerenciamento de Projetos de TI. Alércio Bressano, MBA

Gerenciamento de Projetos de TI. Alércio Bressano, MBA Gerenciamento de Projetos de TI Alércio Bressano, MBA Os projetos possuem em seu código genético o fracasso! Eles nasceram para dar errado! Nós é que temos a responsabilidade de conduzí-los ao sucesso!

Leia mais

Jonas de Souza H2W SYSTEMS

Jonas de Souza H2W SYSTEMS Jonas de Souza H2W SYSTEMS 1 Tecnólogo em Informática Fatec Jundiaí MBA em Gerenciamento de Projetos FGV Project Management Professional PMI Mestrando em Tecnologia UNICAMP Metodologia de apoio à aquisição

Leia mais

Análise de Fluxos de Caixa em ambientes de incerteza e sua aplicação no Controle Externo. Valéria Cristina Gonzaga - TCEMG ENAOP 2011

Análise de Fluxos de Caixa em ambientes de incerteza e sua aplicação no Controle Externo. Valéria Cristina Gonzaga - TCEMG ENAOP 2011 Análise de Fluxos de Caixa em ambientes de incerteza e sua aplicação no Controle Externo Valéria Cristina Gonzaga - TCEMG ENAOP 2011 ANÁLISE DE FLUXOS DE CAIXA EM AMBIENTES DE NCERTEZA E SUA APLICAÇÃO

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO TV EAD PERÍODO: 27/04 a 12/06/2015

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO TV EAD PERÍODO: 27/04 a 12/06/2015 Prof. Paulo Zanotto de Paschoal CONTEÚDO PROGRAMÁTICO TV EAD PERÍODO: 27/04 a 12/06/2015 Sumário BRANDING: O SEGREDO DAS MARCAS VENCEDORAS... 1 MODELAGEM E PRECIFICAÇÃO DE INVESTIMENTOS COM MICROSOFT EXCEL...

Leia mais

Pós-Graduação Senac. Gerenciamento de Custos. Lista de Exercícios

Pós-Graduação Senac. Gerenciamento de Custos. Lista de Exercícios Pós-Graduação Senac Gerenciamento de Custos Lista de Exercícios Prof. Geovani Maciel 1 EXERCÍCIO 01 A empresa Tecnologia por Projetos Ltda atua no desenvolvimento de sistemas de gestão para seus clientes.

Leia mais

Finanças em. Profa. Liliam Sakamoto Aula 7

Finanças em. Profa. Liliam Sakamoto Aula 7 Finanças em Projetos de TI Profa. Liliam Sakamoto Aula 7 Estudo de Viabilidade Técnico-econômica (EVTE) Determina a melhor solução técnica para determinado problema, avaliando a questão econômica; Considerando

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI 1. PI06 TI 1.1. Processos a serem Atendidos pelos APLICATIVOS DESENVOLVIDOS Os seguintes processos do MACROPROCESSO

Leia mais

Análise de Viabilidade de Empreendimentos Imobiliários

Análise de Viabilidade de Empreendimentos Imobiliários A LDUARTE ENGENHARIA, em parceria com a EXECUT Consultoria & Treinamentos, traz a Salvador e Aracaju o curso Análise de Viabilidade de Empreendimentos Imobiliários. O curso fundamenta-se na Engenharia

Leia mais

FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 2.1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 Fundamentos de Risco e Retorno Se todos soubessem com antecedência qual seria o preço futuro de uma ação, o investimento

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos Metodologia Aula Teórica Exemplos e Exercícios práticos Questões de concursos anteriores Metodologia e Bibliografia Bibliografia PMBOK, 2004. Project Management

Leia mais

Como driblar a crise. e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos

Como driblar a crise. e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos Como driblar a crise e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos COMO DRIBLAR A CRISE E OBTER SUCESSO NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS Índice Introdução 03 A crise 04 Conclusão 22 Sobre a Projectlab 24 8

Leia mais

Preparação para a Certificação de Engenheiro da Qualidade 1

Preparação para a Certificação de Engenheiro da Qualidade 1 Preparação para a Certificação de Engenheiro da Qualidade 1 OBJETIVOS DO CURSO Apresentar aos participantes os conteúdos do Corpo de Conhecimento necessários à certificação, possibilitando que aprimorem

Leia mais

INFORMAÇÕES CONECTADAS

INFORMAÇÕES CONECTADAS INFORMAÇÕES CONECTADAS Soluções de Negócios para o Setor de Serviços Públicos Primavera Project Portfolio Management Solutions ORACLE É A EMPRESA Alcance excelência operacional com fortes soluções de gerenciamento

Leia mais

Proposta. Gerenciando Projetos com Microsoft Project. Apresentação Executiva. Gerenciando Projetos com Ms-Project

Proposta. Gerenciando Projetos com Microsoft Project. Apresentação Executiva. Gerenciando Projetos com Ms-Project Gerenciando Projetos com Microsoft Project Apresentação Executiva 1 O Microsoft Project é utilizado principalmente para o planejamento e controle de projetos. Atualmente é a ferramenta mais utilizada no

Leia mais

ANHANGUERA EDUCACIONAL ANHANGUERA - PÓS-GRADUAÇÃO

ANHANGUERA EDUCACIONAL ANHANGUERA - PÓS-GRADUAÇÃO ANHANGUERA EDUCACIONAL ANHANGUERA - PÓS-GRADUAÇÃO ANHANGUERA EDUCACIONAL 5 Aula Disciplina : GESTÃO FINANCEIRA Prof.: Carlos Nogueira Agenda 19h00-20h15: Matemática Financeira 20h15-20h30: Métodos de Avaliação

Leia mais

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA.

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. SANKHYA. A nova geração de ERP Inteligente. Atuando no mercado brasileiro desde 1989 e alicerçada pelos seus valores e princípios,

Leia mais

Como trabalhar em Equipe: Gestão de Pessoas e Psicologia Organizacional

Como trabalhar em Equipe: Gestão de Pessoas e Psicologia Organizacional Minicurso 1 40 vagas Como trabalhar em Equipe: Gestão de Pessoas e Psicologia Organizacional Palestrante: Paulo Edson Barroso Paulo Edson Barroso é formado em Administração pela Universidade Estadual de

Leia mais

4.2 MODELOS MATEMÁTICOS PARA A ANÁLISE DE INVESTIMENTOS

4.2 MODELOS MATEMÁTICOS PARA A ANÁLISE DE INVESTIMENTOS 4 PLANILHA ELETRÔNICA 4.1 CONTEXTO O Capítulo 3 tratou do método de pesquisa utilizado, as etapas e as estratégias adotadas neste trabalho. Neste capítulo, discorre-se sobre a planilha eletrônica desenvolvida

Leia mais

MetrixND. especificações. MetrixND - Ferramenta de previsão de energia elétrica

MetrixND. especificações. MetrixND - Ferramenta de previsão de energia elétrica MetrixND especificações MetrixND - Ferramenta de previsão de energia elétrica Visão geral O MetrixND da Itron é uma ferramenta de modelagem flexível, bastante usada pelos principais serviços de previsão

Leia mais

O presente processo de seleção tem por objetivo preencher vaga e formar cadastro de docentes para ministrar as disciplinas/áreas abaixo:

O presente processo de seleção tem por objetivo preencher vaga e formar cadastro de docentes para ministrar as disciplinas/áreas abaixo: A Faculdade de Economia e Finanças Ibmec/RJ torna pública a abertura de processo seletivo para contratação de professores PJ para o curso de Pós Graduação Executiva - CBA. I Das vagas abertas para seleção

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Exercícios gerais com questões de concursos anteriores

Gerenciamento de Projetos Exercícios gerais com questões de concursos anteriores Gerenciamento de Projetos Exercícios gerais com questões de concursos anteriores Programa 1. Conceitos básicos do PMBOK. 2. Gerenciamento do ciclo de vida do sistema: determinação dos requisitos, projeto

Leia mais

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA Tiago Augusto Cesarin 1, Vilma da Silva Santos 2, Edson Aparecida de Araújo

Leia mais

MS Project para Gerenciamento de Projetos

MS Project para Gerenciamento de Projetos MS Project para Gerenciamento de Projetos Sumário 03. A Voitto 05. MS Project para Gerenciamento de Projetos 06. Conteúdo Programático 11. Principais Instrutores 12. Visão dos Participantes 13. Vídeo Nossa

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gerenciamento de Projetos Coordenação Acadêmica: Dr. André Valle

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gerenciamento de Projetos Coordenação Acadêmica: Dr. André Valle CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gerenciamento de Projetos Coordenação Acadêmica: Dr. André Valle APRESENTAÇÃO A FGV é uma instituição privada sem fins lucrativos, fundada em 1944,

Leia mais

MBA EXECUTIVO EM GERÊNCIA DE PROJETOS

MBA EXECUTIVO EM GERÊNCIA DE PROJETOS Araçatuba MBA EXECUTIVO EM GERÊNCIA DE PROJETOS COORDENAÇÃO: Profº Edmarson Bacelar Mota, M.Sc APOIO: SOBRE O CURSO Com a abertura dos mercados e o enorme aumento da competitividade, o cenário internacional

Leia mais

Quem Somos. Na área de Gestão da Produção e Processos, somos membros da Apics Educational Society for Resource Management nos EUA.

Quem Somos. Na área de Gestão da Produção e Processos, somos membros da Apics Educational Society for Resource Management nos EUA. Portfolio de Atividades Prof. João Carlos Boyadjian, PMP, MBA, MSc Quem Somos A CPLAN CONSULTORIA E PLANEJAMENTO LTDA é uma empresa que atua há 25 anos no mercado em consultoria e treinamento em Gestão

Leia mais

Oficina de Gestão de Portifólio

Oficina de Gestão de Portifólio Oficina de Gestão de Portifólio Alinhando ESTRATÉGIAS com PROJETOS através da GESTÃO DE PORTFÓLIO Gestão de portfólio de projetos pode ser definida como a arte e a ciência de aplicar um conjunto de conhecimentos,

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

Uma visão mais detalhada do software HP LoadRunner

Uma visão mais detalhada do software HP LoadRunner Boletim técnico Uma visão mais detalhada do software HP LoadRunner Índice Um novo enfoque no teste de desempenho: a solução HP LoadRunner 3 A solução HP LoadRunner e a terminologia dos testes de desempenho

Leia mais

Gestão de Projetos. Pós Graduação Executiva em. Gerenciamento dos Riscos. Fabricio.sales@pmipe.org.br

Gestão de Projetos. Pós Graduação Executiva em. Gerenciamento dos Riscos. Fabricio.sales@pmipe.org.br Pós Graduação Executiva em Gestão de Projetos Gerenciamento dos Riscos PMP é uma marca registrada do Project Management Institute, Inc. Fabricio.sales@pmipe.org.br Quem sou eu? 2 Nome: Fabrício Sales Formação

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

TopRank. Add-in de Análise de Variações Hipotéticas para o Microsoft Excel. Versão 6 março, 2013. Manual do Usuário

TopRank. Add-in de Análise de Variações Hipotéticas para o Microsoft Excel. Versão 6 março, 2013. Manual do Usuário Manual do Usuário TopRank Add-in de Análise de Variações Hipotéticas para o Microsoft Excel Versão 6 março, 2013 Palisade Corporation 798 Cascadilla St. Ithaca, NY 14850 EUA +1-607-277-8000 +1-607-277-8001

Leia mais

Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar

Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar Análise dos custos nas agências de viagem e formas de aperfeiçoamento do setor Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar Análise dos custos nas agências de viagem e formas de

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Ciclo BPM: da Estratégia à Medição

Ciclo BPM: da Estratégia à Medição Treinamentos em Gestão por Processos Ciclo BPM: da Estratégia à Medição Da modelagem e análise ao monitoramento da execução de processos automatizados: tudo o que você precisa saber para fazer a Gestão

Leia mais

Certificação para Parceiros de Canais Axis

Certificação para Parceiros de Canais Axis Axis Communications' Academy Certificação para Parceiros de Canais Axis O mais novo requisito para Parceiros de Soluções também é um dos seus melhores benefícios. Axis Certification Program o padrão mundial

Leia mais

RETORNO DO INVESTIMENTO NO PROJECT MANAGEMENT OFFICE RELATÓRIO FINAL

RETORNO DO INVESTIMENTO NO PROJECT MANAGEMENT OFFICE RELATÓRIO FINAL RETORNO DO INVESTIMENTO NO PROJECT MANAGEMENT OFFICE RELATÓRIO FINAL DADOS DA EMPRESA Tipo Capital Sede TIGER SCREWS 1 Funcionários 800 Produção Mix de Produtos Faturamento (último ano) Ranking Principais

Leia mais

Certificações em Gerenciamento de Projetos. Daniel Tadeu Martínez Castello Branco, PMP MBA

Certificações em Gerenciamento de Projetos. Daniel Tadeu Martínez Castello Branco, PMP MBA Certificações em Gerenciamento de Projetos Daniel Tadeu Martínez Castello Branco, PMP MBA Dúvida Quantos aqui atuam como Gerentes de Projeto? Quantos tem investido na carreira de Gerente de Projeto? Tempo

Leia mais

INFORMAÇÕES CONECTADAS

INFORMAÇÕES CONECTADAS INFORMAÇÕES CONECTADAS Resolvendo problemas de negócios para o setor de petróleo e gás Primavera Project Portfolio Management Solutions ORACLE É A EMPRESA Alcançando metas estratégicas no complexo mundo

Leia mais

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Página 1 de 6 MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados: 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas

Leia mais

DICAS e INFORMAÇÕES sobre a certificação CAPM do PMI. (Em português)

DICAS e INFORMAÇÕES sobre a certificação CAPM do PMI. (Em português) DICAS e INFORMAÇÕES sobre a certificação CAPM do PMI. (Em português) Carlos Augusto Freitas, CAPM, PMP, ITIL Gerente de Projetos, Consultor, Professor e Autor CAF Facilities Management Brasil Skype: cgutofreitas

Leia mais

Modelagem e Decisão Planilhas Eletrônicas

Modelagem e Decisão Planilhas Eletrônicas Modelagem e Decisão Planilhas Eletrônicas Modelagem e Decisão (07181) Instituto de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis (ICEAC) Universidade Federal do Rio Grande (FURG) Introdução Objetivo

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Prática essencial para gerar negócios sustentáveis

Gerenciamento de Projetos. Prática essencial para gerar negócios sustentáveis MBA em Gestão de Projetos Gerenciamento de Projetos Prática essencial para gerar negócios sustentáveis Prof: Ângelo Braga, PMP, MBA angelo.braga@fgv.br eu@angelobraga.com.br 2/154 Contatos Prof. Ângelo

Leia mais

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA Habilidades Computacionais 32 h/a Oferece ao administrador uma visão sobre as potencialidades da tecnologia

Leia mais

44 Summit Road, Suite 101 Riverside, CT 06878 (800) 573-4756 (203) 698-9323

44 Summit Road, Suite 101 Riverside, CT 06878 (800) 573-4756 (203) 698-9323 oferece consistência de suporte entre grupos de desenvolvimento Michel Vrinat, Diretor de Programa, PLM, CAE/Europa; Don Brown, Presidente Medição do desafio confrontando o desenvolvimento do produto A

Leia mais

As Novas Profissões em Computação. Integrantes Eder Leão Leonardo Jorente Rafael Stéfano Vinícius Akihiro Kuwabara

As Novas Profissões em Computação. Integrantes Eder Leão Leonardo Jorente Rafael Stéfano Vinícius Akihiro Kuwabara As Novas Profissões em Integrantes Eder Leão Leonardo Jorente Rafael Stéfano Vinícius Akihiro Kuwabara Tópicos Contextualização Novas Profissões Impacto Conclusões Referências Contextualização (Histórico

Leia mais

Classificação dos Sistemas de Informação

Classificação dos Sistemas de Informação Sistemas de Informação Classificação dos Sistemas de Informação O que veremos? Estaremos examinando o tipo de sistema de informação Gerencial. Veremos também, outras classificações dos sistemas de informação.

Leia mais

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Prof. RONALDO RANGEL Doutor - UNICAMP Mestre PUC 2. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PÓS-MBA

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Prof. RONALDO RANGEL Doutor - UNICAMP Mestre PUC 2. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PÓS-MBA 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA SIGA: PMBAIE*08/00 Prof. RONALDO RANGEL Doutor - UNICAMP Mestre PUC 2. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PÓS-MBA As grandes questões emergentes que permeiam o cenário organizacional exigem

Leia mais

PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PROJETOS DE CAPITAL

PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PROJETOS DE CAPITAL PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PROJETOS DE CAPITAL Com Técnicas do PMI São Paulo, 5 e 6 de setembro de 2013 OBJETIVOS Após a realização do curso, com aproveitamento, o aluno estará apto a: a. Desenvolver as

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) Dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de Informata - que engloba todos os profissionais de Informática. O Congresso Nacional

Leia mais

Renata Miranda Pires Boente

Renata Miranda Pires Boente Uso do Modelo Qualitativo de Análise de Risco (Karolak) na Gestão de Projetos de TI: Um estudo de caso na Justiça Federal de Primeiro Grau Seção Judiciária do Rio de Janeiro Renata Miranda Pires Boente

Leia mais

Workshop de Teste de Software. Visão Geral. Emerson Rios emersonrios@riosoft.org.br www.emersonrios.eti.br

Workshop de Teste de Software. Visão Geral. Emerson Rios emersonrios@riosoft.org.br www.emersonrios.eti.br Workshop de Teste de Software Visão Geral Emerson Rios emersonrios@riosoft.org.br www.emersonrios.eti.br 1 AGENDA DO CURSO Conceitos Básicos Documentação Processo Plano de Teste Caso de Teste BIBLIOGRAFIA

Leia mais

Gerenciamento de Riscos em Projetos. Parte 10. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325. Docente: Petrônio Noronha de Souza

Gerenciamento de Riscos em Projetos. Parte 10. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325. Docente: Petrônio Noronha de Souza Gerenciamento de Riscos em Projetos Parte 10 Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE- 325 Docente: Petrônio Noronha de Souza Curso: Engenharia e Tecnologia Espaciais Concentração: Engenharia e Gerenciamento

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares

Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares O Project Management Institute é uma entidade sem fins lucrativos voltada ao Gerenciamento de Projetos.

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais