Ofício-circulado n.º , de , da Direcção Geral de Impostos (DGI) I Notificação de penhora ao devedor (cliente) dos créditos cedidos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ofício-circulado n.º 60 072, de 06.11.2009, da Direcção Geral de Impostos (DGI) I Notificação de penhora ao devedor (cliente) dos créditos cedidos"

Transcrição

1 Ofício-circulado n.º , de , da Direcção Geral de Impostos (DGI) A DGI publicou o Ofício-circulado n.º , que procede à uniformização de procedimentos para a efectivação da penhora de créditos quando estão em causa contratos de factoring. A DGI começa por demarcar as circunstâncias em que a penhora pode ocorrer: I Notificação de penhora ao devedor (cliente) dos créditos cedidos A DGI vem considerar que a cessão de créditos se concretiza com a facturização dos créditos abrangidos pelo contrato de factoring; ou seja, até esse momento, os créditos são passíveis de penhora nos termos do artigo 224.º do Código de Processo e Procedimento Tributário (CPPT). Tendo em conta este entendimento, podem ocorrer as seguintes situações: a. O Factor (instituição financeira) efectua ao Aderente (cedente/penhorado tributário) adiantamentos prévios ao vencimento dos créditos e à recepção das facturas: a DGI considera que, neste caso, a penhora de créditos é possível, porque a cessão de créditos não foi concretizada. Neste caso, o devedor dos créditos cedidos (cliente do cedente) está obrigado a proceder ao depósito das quantias penhoradas nos termos da alínea b) e c) do artigo 224.º do CPPT. b. O Factor (instituição financeira) efectua o pagamento ao Aderente (cedente/penhorado tributário) contra a recepção das facturas dos créditos cedidos: neste caso, a DGI entende que estes créditos não são passíveis de penhora junto do cedente, uma vez que se encontra verificada a cessão de créditos a favor do Factor. II Notificação de penhora junto da sociedade de factoring Caso o Factor recepcione a facturação relativa aos créditos cedidos, mas não proceda ao seu pagamento junto do Aderente, entende a DGI que estes créditos não podem ser penhorados junto do devedor dos créditos cedidos. No entanto, a DGI considera que existe aqui um outro crédito, detido pelo Aderente (cedente/penhorado tributário) sobre o Factor (instituição financeira), crédito este que pode ser penhorado junto do Factor (entidade financeira). Para esse efeito, será a notificação de penhora ser dirigida a esta sociedade, que fica obrigada à entrega dos valores penhorados. Administrative Circular ( Ofício-circulado ) n , November 6th, General Tax Direction The General Tax Direction (GTD) published the above mentioned Administrative Circular, which harmonizes the seizure procedures to be followed when the assets include factoring agreements. The GTD clarifies as follows: I Notification to the credits assignments debtor

2 The GTD understands that the credit assignment only becomes effective when the credit supporting invoices are sent to the Factor therefore, until that moment, credits can be seized under article 224 of the Tax Procedures and Proceedings Code ( TPPC ). Consequently, the following situations can occur: a. The Factor advances the funds to its client (the Assignee), prior to credit maturity date and also prior to receiving the invoices. In such situation, credits can be seized, as the assignment has not been concluded. Therefore, the debtor (the Assignee s client) must deposit the seized amounts, further to article 224 b) and c) of the TPPC. b. The Factor pays any due amounts to the Assignee against reception of the credit supporting invoices. In such an event, GTC understands that such credits cannot be seized, as they were assigned to the Factor. II Notification to the Factor Should the Factor receive the invoices supporting the assigned credits but not pay the due amounts to the Assignee, the GTD s understanding is that such credit cannot be seized. However, such situation gives rise to a new credit, held by the Assignee against the Factor. This credit can therefore be seized in order to do so, the seizing order should be sent to the Factor, who has the obligation of depositing the credit. Caso necessite de algum esclarecimento adicional não hesite em contactar-nos / Please do not hesitate to contact us should you need any additional information. Com os melhores cumprimentos/ Best Regards, Espanha e Associados, RL Rua Castilho, nº 75, 8º Dto LISBOA PORTUGAL * Tel (351) * Fax (351) * URL:

3 flngns,p,:& ClassificagSo: ornecaao DE servrgos oe cesrao Dos creoros rnrauranros Oficio-circulado no Data Proc. Exmos. Senhores Subdirectores-Gerais Directores de Servigos Directores de Finangas Chefes dos Servigos de Finangas Assunto: CONTRATO DE FACToRING/PENHoRA DE cneolros o o DL no de 18 de Julho Artigo 2240 do C6digo de Procedimento e de processo Tributdrio Tem chegado ao conhecimento da DirecgSo de Servigos de GestSo dos Cr6ditos Tribut6rios (DSGCT) que nio 6 uniforme a actuagso dos diversos Servigos Locais de Finangas quando, pretendendo efectuar uma penhora de cr6ditos, nos termos do artigo 2240, do C6digo de Procedimento e de Processo Tribut6rio (CPPT), s5o confrontados com a exist ncia de um contrato de factoring, cujo regime juridico se encontra estabelecido no DL 171lg\, de 18 de Julho. Assim, tendo em vista a uniformizagso de procedimentos relativamente a esta mat6ria, foi sancionada por despacho do Senhor Director-Geral de 20OglO7l01, a divulgagio do seguinte entendimento, relativo d efectivagso ou n6o efectivagso da penhora de cr6ditos (artigo 2240 do CPPT) tendo em atengso a natureza juridica do contrato de factoring e as circunst6ncias do caso concreto: - NotificacSo de penhora ao devedor dos cr6ditos cedidos Na sequ6ncia desta notificagso o 6196o de execugso fiscal pode ser confrontado com a existdncia de um contrato de factoring. Nesta situagso importa ter presente o seguinte: nini3iraqto Fiscal, por favor m ncione aempre o nore, a rcfe. ncia do d*umento, o N.o da ldentiticagio Fiscal (NlF) e o domicilio fiscal Rua do Comercio, 49-4.o, inan s.pt ww.portaldasf inan s.gov.pt Telr (+351) Fax: (+35'l)

4 a'a ilnaneas DTRECqAO,GERAL DO5 tmpostos & DIRECAAO DE SERVI9OS DE GESTAO DOS CRED TOS TRIBUTARIOS a) O contrato de factoring consiste na transferdncia de cr6ditos a curto prazo do seu titular (cedente/aderente) para um factor (cession6rio); b) A cessso apenas se concretiza com a facturizagso dos cr6ditos abrangidos pelo que, at6 ao momento dessa facturizagso, sio penhor6veis os cr6ditos do aderente nos termos do artigo 2240 do CppT; Assim sendo, s6o passlveis de penhora, os cr6ditos que, at6 d data da notificagio prevista no artigo 2240 do CPPT, ainda n6o tenham sido facturizados. Neste contexto, podem-se verificar as seguintes situag6es: cr6ditos e i recepcio das facturas Neste caso 6 possivel a penhora de cr6ditos, nos termos do artigo 2240 do CppT, porquanto a cessso de cr6ditos, porque dependente da entrega da facturagio ao cession6rio, ainda n6o se concretizou. Notificado o devedor (cliente do cedente) deverd este efectuar no prazo de 30 dias, contados da notificagso ou da data de vencimento das facturas, consoante o cr6dito esteja ou n6o vencido (als b) e c) do no 1 do artigo 2240 do cppr), o dep6sito dos valores assim penhorados. ii) O "Facto/' efectua o paqamento ao "Aderente" contra a recepcso das facturas dos cr6ditos "cedidos" 4 Estes cr6ditos j5 nio poderso ser objecto de penhora junto do devedor do cedente (nos exactos termos em que ela se encontra prevista no artigo 2240 do CPPT), pois com a recepgso da facturagio pelo cession6rio, seguida do seu pagamento, tem-se por verificada a cessso de cr6ditos. Estes encontram-se agora na esfera patrimonial do "Facto/'.

5 fingn-t-.",:& ornecaao DE servrgos oe eesrao Dos cneorros rnreuranros c) No caso de na sequ6ncia de uma notificagso de penhora nos termos do artigo 2240, a entidade devedora invocar a exist6ncia de um contrato de factoring, deve o 6rgio de execugso fiscal apurar se, A data daquela notificagio, j6 a entidade aderente (cedente) tinha procedido d facturizagio dos cr6ditos junto do factor. ll- NotificacSo de penhora iunto da sociedade de factorinq paoamento iunto do "Aderente" Neste caso, estes cr6ditos j6 nio poderso ser objecto de penhora junto do devedor do cr6dito cedido. Contudo, nesta circunstancia, podemos afirmar que existe aqui um outro cr6dito. Um cr6dito que o cedente det6m sobre o cession6rio (factor) e que 6, tamb6m ele, susceptivel de penhora nos termos do artigo 2240 do CPPT, devendo a notificagio de penhora ser dirigida i sociedade de factoring, que fica obrigada d entrega dos valores assim penhorados. Com os melhores cumprimentos. O Subdirector-Geral. Alberto Augusto Pimenta Pedroso

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA EAbrief: Medida de incentivo ao emprego mediante o reembolso da taxa social única EAbrief: Employment incentive measure through the unique social rate reimbursement Portaria n.º 229/2012, de 03 de Agosto

Leia mais

GENERAL NEWS. Ordinance no. 82/2012, of March 29 th

GENERAL NEWS. Ordinance no. 82/2012, of March 29 th INFORMAÇÃO AVULSA GERAL GENERAL NEWS Portaria n.º 82/2012, de 29 de Março A Lei n.º 7/2012, de 13 de Fevereiro, procedeu à padronização do regime de custas aplicáveis a todos os processos judiciais pendentes,

Leia mais

Norma Regulamentar n.º 12/2010-R, de 22 de Julho Instituto de Seguros de Portugal

Norma Regulamentar n.º 12/2010-R, de 22 de Julho Instituto de Seguros de Portugal Norma Regulamentar n.º 12/2010-R, de 22 de Julho Instituto de Seguros de Portugal O Instituto de Seguros de Portugal aprovou hoje a Norma Regulamentar n.º 12/2010 R, relativa à utilização de fundos de

Leia mais

como a salvaguarda do interesse público de cobrança dos créditos tributários.

como a salvaguarda do interesse público de cobrança dos créditos tributários. Classificação: DIRECÇÃO DE SERViÇOS DE GESTÃO DOS CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS Of.Circulado n. o : 60.076 de 2010-07-29 Processo: 5580/2009 DGPCT Entrada Geral: N.o Identificação Fiscal (NIF): Sua Ref.a: EX.mos

Leia mais

Com os nossos cumprimentos/ Best Regards, Espanha e Associados, RL

Com os nossos cumprimentos/ Best Regards, Espanha e Associados, RL Decreto-Lei n.º 222/2009, de 11 de Setembro estabelece medidas de protecção do consumidor nos contratos de seguro de vida associados ao crédito à habitação: Em acréscimo aos deveres de informação que já

Leia mais

Normativo n. º 53/2005, December 15 th, that sets the rules applicable to VAT refund claims

Normativo n. º 53/2005, December 15 th, that sets the rules applicable to VAT refund claims Despacho Normativo n.º 23/2009, de 17 de Junho Foi publicado no passado dia 17 de Junho o Despacho Normativo n.º 23/2009, que procede à alteração do Despacho Normativo 53/2005, de 15 de Dezembro, que estabelece

Leia mais

Please do not hesitate to contact us should you need further information on this issue.

Please do not hesitate to contact us should you need further information on this issue. Norma Regulamentar n.º 16/2010-R, de 11 de Novembro, emitida pelo Instituto de Seguros de Portugal A presente Norma Regulamentar regula os procedimentos de registo, junto do Instituto de Seguros de Portugal

Leia mais

Preçário FINANFARMA - SOCIEDADE DE FACTORING, S A SOCIEDADES DE FACTORING

Preçário FINANFARMA - SOCIEDADE DE FACTORING, S A SOCIEDADES DE FACTORING Preçário FINANFARMA - SOCIEDADE DE FACTORING, S A SOCIEDADES DE FACTORING Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo da Finanfarma, S.A.,

Leia mais

TAX NEWS. Ordinance n.º 22-A/2012, de 24 de Janeiro. Dear Sirs,

TAX NEWS. Ordinance n.º 22-A/2012, de 24 de Janeiro. Dear Sirs, INFORMAÇÃO AVULSA FISCAL TAX NEWS Portaria n.º 22-A/2012, de 24 de Janeiro Exmos. Senhores, Foi publicada no Diário da República de hoje, 1.ª Série N.º 17, a Portaria 22-A/2012, que veio alterar a Portaria

Leia mais

FIN sob a forma de facilidade de descoberto e outros contratos de crédito especiais;

FIN sob a forma de facilidade de descoberto e outros contratos de crédito especiais; Instrução n.º 8/2009 do Banco de Portugal O Banco de Portugal divulgou no dia 6 de Julho de 2009, a Instrução n.º 8/2009, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 133/2009, de 2 de Junho, que transpôs para a ordem

Leia mais

Preçário BNP PARIBAS FACTOR - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS

Preçário BNP PARIBAS FACTOR - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Preçário BNP PARIBAS FACTOR - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da BNP Paribas Factor - Instituição Financeira de Crédito,

Leia mais

AVISO N.º 15/2011 de 19 de Dezembro

AVISO N.º 15/2011 de 19 de Dezembro AVISO N.º 15/2011 de 19 de Dezembro Havendo a necessidade de se estabelecer os termos e condições que devem obedecer a celebração dos contratos de factoring, de harmonia com o regulamentado no Decreto

Leia mais

Caso pretenda obter informação adicional sobre este assunto, não hesite em contactar-nos. /

Caso pretenda obter informação adicional sobre este assunto, não hesite em contactar-nos. / Norma Regulamentar n.º 18/2010-R, de 25 de Novembro, emitida pelo Instituto de Seguros de Portugal: Estabelece os elementos e informações que devem acompanhar a comunicação prévia dos projectos de aquisição,

Leia mais

Resolução do Conselho de Ministros n.º 43/2011, de 25 de Outubro Princípios Orientadores da Recuperação Extrajudicial de Devedores 1.º 2.º 3.º 4.

Resolução do Conselho de Ministros n.º 43/2011, de 25 de Outubro Princípios Orientadores da Recuperação Extrajudicial de Devedores 1.º 2.º 3.º 4. Resolução do Conselho de Ministros n.º 43/2011, de 25 de Outubro O Conselho de Ministros aprovou, no passado dia 25 de Outubro, os Princípios Orientadores da Recuperação Extrajudicial de Devedores, enquanto

Leia mais

A Direção-Geral do Território disponibiliza aos seus clientes diversas modalidades de pagamento:

A Direção-Geral do Território disponibiliza aos seus clientes diversas modalidades de pagamento: Modalidades de Pagamento A disponibiliza aos seus clientes diversas modalidades de pagamento: Estações de CTT Cheque por Correio Depósito Bancário Transferência Bancária Balcão 'Loja da DGT' Estações dos

Leia mais

Publicado no Diário da República, I série nº 79, de 28 de Abril. Decreto Presidencial N.º 95/11 de 28 de Abril

Publicado no Diário da República, I série nº 79, de 28 de Abril. Decreto Presidencial N.º 95/11 de 28 de Abril Publicado no Diário da República, I série nº 79, de 28 de Abril Decreto Presidencial N.º 95/11 de 28 de Abril O quadro jurídico-legal Geral das Instituições Financeiras, aprovado pela Lei n.º 13/05, de

Leia mais

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Fevereiro, 2015. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 2. III Jurisprudência Comunitária 6

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Fevereiro, 2015. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 2. III Jurisprudência Comunitária 6 NEWSLETTER I FISCAL NEWSLETTER FISCAL I Fevereiro, 2015 I Legislação Nacional 2 II Instruções Administrativas 2 III Jurisprudência Comunitária 6 IV Jurisprudência Nacional 8 V Outros 9 NEWSLETTER FISCAL

Leia mais

IVA - REGIME ESPECIAL DE EXIGIBILIDADE DO IVA DOS SERVI<;OS DE TRANSPORTE RODOVIARIO NACIONAL DE MERCADORIAS

IVA - REGIME ESPECIAL DE EXIGIBILIDADE DO IVA DOS SERVI<;OS DE TRANSPORTE RODOVIARIO NACIONAL DE MERCADORIAS Classifica9i.io: 000.01.09 DIRECCAo DE SERVICOS DO IVA Oficio n.o: 30110 2009-05-15 Processo: F051 2009029 Entrada Geral: N.o Identifica9i.io Fiscal (NIF): 770004407 Sua Ref." Tecnico: Cod. Assunto: F051A

Leia mais

Preçário POPULAR FACTORING, SA. Sociedade de Factoring. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário POPULAR FACTORING, SA. Sociedade de Factoring. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário POPULAR FACTORING, SA Sociedade de Factoring Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo da Popular Factoring,S.A., contém o Folheto

Leia mais

Deposits and Withdrawals policy

Deposits and Withdrawals policy Deposits and Withdrawals policy TeleTrade-DJ International Consulting Ltd **** Política de Depósitos e Levantamentos TeleTrade-DJ International Consulting Ltd 2011-2015 TeleTrade-DJ International Consulting

Leia mais

INFORMAÇÃO PRI NCI PAL LE GISL AÇÃO D O PE RÍ ODO

INFORMAÇÃO PRI NCI PAL LE GISL AÇÃO D O PE RÍ ODO INFORMAÇÃO N.º 56 P E R Í O D O DE 23 A 30 D E D E Z E M B R O DE 2011 PRI NCI PAL LE GISL AÇÃO D O PE RÍ ODO Dec. Lei n.º 119/2011, de 26 de Dezembro Estabelece com carácter permanente o limite legal

Leia mais

PHC Factoring CS. A solução para a gestão dos contratos de Factoring, respectivas cessões, adiantamentos e recibos das entidades aderentes.

PHC Factoring CS. A solução para a gestão dos contratos de Factoring, respectivas cessões, adiantamentos e recibos das entidades aderentes. PHCFactoring CS DESCRITIVO Este módulo permite aos aderentes fazer a gestão integrada dos vários Contratos de Factoring, nomeadamente das respectivas cessões, adiantamentos e recibos, bem como o controlo

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Moeda Conta Super Jovem Clientes Particulares, com idade entre os 18 e os 30 anos (inclusive). Depósito à Ordem. Esta conta pode ser movimentada

Leia mais

PHC Factoring CS. A gestão dos contratos de Factoring

PHC Factoring CS. A gestão dos contratos de Factoring PHC Factoring CS A gestão dos contratos de Factoring A solução para a gestão integrada dos vários Contratos de Factoring, as respectivas cessões, adiantamentos e recibos, bem como o controlo dos custos

Leia mais

A D M I N I S T R A D O R E S, G E R E N T E S E O U T R O S

A D M I N I S T R A D O R E S, G E R E N T E S E O U T R O S i Nº 16 / 14 R E V E R S Õ E S F I S C A I S P A R A A D M I N I S T R A D O R E S, G E R E N T E S E O U T R O S R E S P O N S Á V E I S T R I B U T Á R I O S S U B S I D I Á R I O S I. INTRODUÇÃO O crescente

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Completa Clientes Particulares, maiores de 18 anos, que sejam trabalhadores por conta de outrem e que aceitem domiciliar ou transferir,

Leia mais

PHC Factoring. A solução para a gestão dos contratos de Factoring, respectivas cessões, adiantamentos e recibos das entidades aderentes.

PHC Factoring. A solução para a gestão dos contratos de Factoring, respectivas cessões, adiantamentos e recibos das entidades aderentes. PHCFactoring DESCRITIVO Este módulo permite aos aderentes fazer a gestão integrada dos vários Contratos de Factoring, nomeadamente das respectivas cessões, adiantamentos e recibos, bem como o controlo

Leia mais

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Março, 2014. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 3. III Jurisprudência Europeia 5

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Março, 2014. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 3. III Jurisprudência Europeia 5 NEWSLETTER I FISCAL NEWSLETTER FISCAL I Março, 2014 I Legislação Nacional 2 II Instruções Administrativas 3 III Jurisprudência Europeia 5 IV Jurisprudência Nacional 7 V Outras informações 8 NEWSLETTER

Leia mais

Ofício-Circulado 60009, de 21/05/1999 - Direcção de Serviços de Justiça Tributária

Ofício-Circulado 60009, de 21/05/1999 - Direcção de Serviços de Justiça Tributária Ofício-Circulado 60009, de 21/05/1999 - Direcção de Serviços de Justiça Tributária PLANOS PRESTACIONAIS - DEC-LEI Nº 124/96 REDUÇÃO DA TAXA DE JUROS DE MORA VINCENDOS CONSTITUIÇÃO DE GARANTIAS - DEC-LEI

Leia mais

PHC Factoring CS. A solução para a gestão dos contratos de Factoring, respectivas cessões, adiantamentos e recibos das entidades aderentes.

PHC Factoring CS. A solução para a gestão dos contratos de Factoring, respectivas cessões, adiantamentos e recibos das entidades aderentes. Este módulo permite aos aderentes fazer a gestão integrada dos vários Contratos de Factoring, nomeadamente das respectivas cessões, adiantamentos e recibos, bem como o controlo dos custos e comissões pelos

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem Designação Condições de Acesso Conta Especial Emigrante Clientes Particulares, com idade superior a 18 anos, que sejam emigrantes portugueses, de acordo com legislação em vigor. A conta só pode ser co-titulada

Leia mais

Português 207 Portuguese for Business

Português 207 Portuguese for Business Português 207 Portuguese for Business Spring 2012: Porugal and the EU Instructor: Jared Hendrickson Office: 1149 Van Hise Office Hours: Monday and Thursday, 11:00 am-12:00 pm e-mail: jwhendrickso@wisc.edu

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Moeda Conta Super Jovem Clientes Particulares, com idade entre os 18 e os 30 anos (inclusive). Depósito à Ordem. Esta conta pode ser movimentada

Leia mais

II INSTRUÇÕES ADMINISTRATIVAS

II INSTRUÇÕES ADMINISTRATIVAS Novembro 2009 I II LEGISLAÇÃO COMUNITÁRIA INSTRUÇÕES ADMINISTRATIVAS III JURISPRUDÊNCIA NACIONAL IV JURISPRUDÊNCIA COMUNITÁRIA V OUTRAS INFORMAÇÕES I LEGISLAÇÃO COMUNITÁRIA CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA DIRECTIVA

Leia mais

RELATÓRIO Artigo 155º

RELATÓRIO Artigo 155º SHM CE Comércio Electrónico e Tecnologias de Informação, Lda. Tribunal do Comércio de Lisboa 1º Juízo Procº 1212/06.9 TYLSB RELATÓRIO Artigo 155º 3 de Abril de 2007 Índice 1. Introdução; 2. Análise do

Leia mais

elsa.rodrigues@espanhaassociados.pt luis.carneiro@espanhaassociados.pt

elsa.rodrigues@espanhaassociados.pt luis.carneiro@espanhaassociados.pt EAbrief: Comunicação dos Elementos das Facturas Emitidas Obrigação declarativa Comunicação dos Elementos das Facturas Emitidas (DL 198/2012, de 24 de Agosto) O DL 198/2012, do passado dia 24 de Agosto,

Leia mais

26-09-12 - Reversão fiscal em caso de insolvência

26-09-12 - Reversão fiscal em caso de insolvência 26-09-12 - Reversão fiscal em caso de insolvência Com vista à salvaguarda da igualdade entre os contribuintes, e de proteção do interesse público de cobrança dos créditos tributários por força da declaração

Leia mais

ORÇAMENTO DO ESTADO 2010 MEDIDAS FISCAIS PROCESSO TRIBUTÁRIO. Carla Pereira. São João da Madeira, 30 de Março de 2010

ORÇAMENTO DO ESTADO 2010 MEDIDAS FISCAIS PROCESSO TRIBUTÁRIO. Carla Pereira. São João da Madeira, 30 de Março de 2010 ORÇAMENTO DO ESTADO 2010 MEDIDAS FISCAIS PROCESSO TRIBUTÁRIO São João da Madeira, 30 de Março de 2010 1 LGT 1 JUROS DE MORA CPPT 2 NOTIFICAÇÕES E CITAÇÕES ELECTRÓNICAS 3 COMPENSAÇÃO DE DÍVIDAS 4 EXECUÇÃO

Leia mais

Projecto de Norma Regulamentar sobre Publicidade Consulta Pública

Projecto de Norma Regulamentar sobre Publicidade Consulta Pública Projecto de Norma Regulamentar sobre Publicidade Consulta Pública Encontra-se em consulta pública até 15 de Fevereiro um projecto de Norma Regulamentar que estabelece um regime específico a observar pelas

Leia mais

TTULO. Seminário sobre Financiamento

TTULO. Seminário sobre Financiamento TTULO 1 2 3 4 5 6 7 8 Enquadramento Legal Definição Descrição dos movimentos Modalidades do Factoring Perfil do Cliente de Factoring Segmentação por tipo de actividade O FACTORING Exemplo de Algumas condições

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Completa Clientes Particulares, maiores de 18 anos, que sejam trabalhadores por conta de outrem e que aceitem domiciliar ou transferir,

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA; RITI. Artigo: 14º do RITI. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA; RITI. Artigo: 14º do RITI. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA; RITI 14º do RITI TICB s Transmissão de bens para outros EM s, os quais são entregues em território nacional Processo: nº 2475, despacho do SDG dos Impostos,

Leia mais

ABRIL 2012. Reforma Fiscal Angolana. Decreto Legislativo Presidencial n.º 5/11 Revisão ao Código do Imposto sobre a Aplicação de Capitais

ABRIL 2012. Reforma Fiscal Angolana. Decreto Legislativo Presidencial n.º 5/11 Revisão ao Código do Imposto sobre a Aplicação de Capitais 1 /5 Reforma Fiscal Angolana Foram publicados no início de Março, como suplemento ao Diário da República datado de dia 30 de Dezembro de 2011, os Decretos Legislativos Presidenciais n.º 5/11, n.º 6/11

Leia mais

CÓDIGO DO IMPOSTO SOBRE O VALOR ACRESCENTADO

CÓDIGO DO IMPOSTO SOBRE O VALOR ACRESCENTADO Artigo 77.º Serviço de finanças competente 1 - Para efeitos do cumprimento das obrigações do presente diploma, considera-se serviço de finanças competente o da área fiscal onde o sujeito passivo tiver

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos simples, não à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos simples, não à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Prazo Mobilização Antecipada Poupança Habitação Geral Clientes Particulares com mais de 30 anos. Depósito constituído em regime especial. 12 meses Após o decurso

Leia mais

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks Intellectual Property IFAC Formatting Guidelines Translated Handbooks AUTHORIZED TRANSLATIONS OF HANDBOOKS PUBLISHED BY IFAC Formatting Guidelines for Use of Trademarks/Logos and Related Acknowledgements

Leia mais

consideradas como efectuadas nas Regiões Autónomas.

consideradas como efectuadas nas Regiões Autónomas. Classificação: 00 0. 0 1. 0 9 DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DO IVA Ofício n.º: 30118 2010-06-30 Processo: T120 2010329/4008 Entrada Geral: N.º Identificação Fiscal (NIF): 770004407 Sua Ref.ª: Técnico: Cód. Assunto:

Leia mais

Consultoria em Direito do Trabalho

Consultoria em Direito do Trabalho Consultoria em Direito do Trabalho A Consultoria em Direito do Trabalho desenvolvida pelo Escritório Vernalha Guimarães & Pereira Advogados compreende dois serviços distintos: consultoria preventiva (o

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

INTERNATIONAL COFFEE AGREEMENT 2007 CONCLUDED IN LONDON, 28 SEPTEMBER 2007 ADJUSTMENTS TO THE PORTUGUESE TEXT OF THE AGREEMENT

INTERNATIONAL COFFEE AGREEMENT 2007 CONCLUDED IN LONDON, 28 SEPTEMBER 2007 ADJUSTMENTS TO THE PORTUGUESE TEXT OF THE AGREEMENT DN 14/08/ICA 2007 International Coffee Organization Organización Internacional del Café Organização Internacional do Café Organisation Internationale du Café 29 May 2008 Depositary Notification E INTERNATIONAL

Leia mais

1. Este regime aplica-se apenas aos mediadores de seguros ou resseguros que possuam ou devam possuir contabilidade organizada nos termos legais;

1. Este regime aplica-se apenas aos mediadores de seguros ou resseguros que possuam ou devam possuir contabilidade organizada nos termos legais; Documento de Consulta Pública do ISP n.º 4/2009, relativo ao Projecto de Norma Regulamentar referente ao relato financeiro dos mediadores de seguros ou de resseguros. O Instituto de Seguros de Portugal

Leia mais

Decreto-Lei n.º 36/1992 de 28/03 - Série I-A nº74

Decreto-Lei n.º 36/1992 de 28/03 - Série I-A nº74 Alterado pelo DL 36/92 28/03 Estabelece o regime da consolidação de contas de algumas instituições financeiras A Directiva do Conselho n.º 86/635/CEE, de 8 de Dezembro de 1986, procedeu à harmonização

Leia mais

News on Banks capital ratios. Instruction no. 28/2011, of the Bank of Portugal

News on Banks capital ratios. Instruction no. 28/2011, of the Bank of Portugal Novidades relativas rácios de capital de instituições de crédito Instrução n.º 28/2011 do Banco de Portugal Na sequência da recente subida das taxas de juros de depósitos oferecidas pelas instituições

Leia mais

ARTIGOS DE OPINIÃO sobre o SNC

ARTIGOS DE OPINIÃO sobre o SNC DEZEMBRO 2009 www.bdo.pt BOLETIM BDO OBRIGAÇÕES FISCAIS para Dezembro 2009 Página 4 ARTIGOS DE OPINIÃO sobre o SNC Páginas 5 a 11 NOTÍCIAS DA BDO em Portugal Página 12 SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA

Leia mais

Banco de Portugal. Carta-Circular nº 2/2012/DET, de 25-01-2012

Banco de Portugal. Carta-Circular nº 2/2012/DET, de 25-01-2012 Banco de Portugal Carta-Circular nº 2/2012/DET, de 25-01-2012 ASSUNTO: Regime Excepcional de Regularização Tributária de Elementos Patrimoniais colocados no exterior (RERT III). Regras de Transferência

Leia mais

Pré-Inscrição On-line» [Versão em português] Online Registration» [English version] Programa Syllabus

Pré-Inscrição On-line» [Versão em português] Online Registration» [English version] Programa Syllabus Pré-Inscrição On-line» [Versão em português] Online Registration» [English version] Programa Syllabus Código Code Unidade Curricular Course Unit Português para Estrangeiros nível intermédio B Portuguese

Leia mais

Derrogação do sigilo bancário em matéria fiscal. Samuel Fernandes de Almeida

Derrogação do sigilo bancário em matéria fiscal. Samuel Fernandes de Almeida Derrogação do sigilo bancário em matéria fiscal Samuel Fernandes de Almeida Introdução O problema político da humanidade écombinar três coisas: eficiência económica, justiça social e liberdade individual

Leia mais

CONGRESSO. 04 e 05 de Março de 2015 São Paulo, Brasil WWW.GMIFORUM.COM REALIZAÇÃO:

CONGRESSO. 04 e 05 de Março de 2015 São Paulo, Brasil WWW.GMIFORUM.COM REALIZAÇÃO: REALIZAÇÃO: CONGRESSO 04 e 05 de Março de 2015 São Paulo, Brasil sales@gmiforum.com mc@gmiforum.com +55 12 34 24 8464 +55 48 8871 7337 WWW.GMIFORUM.COM Bem Vindos ao BrasCon Congresso Brasileiro Técnico-Comercial

Leia mais

A. Situação / Situation

A. Situação / Situation A. Situação / Situation A Assembleia Mundial da Saúde (OMS) aprova em 1969 o Regulamento Sanitário Internacional, revisto pela quarta vez em 2005. Esta última versão entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

Engenharia de Controle e Automação Mecânica. Doutorado em Engenharia Mecânica

Engenharia de Controle e Automação Mecânica. Doutorado em Engenharia Mecânica Resumo 1 - IDENTIFICAÇÃO Projeto de Pesquisa: Sigla: Grande área de concentração: Nome do Coordenador do Projeto: Modelagem do Controle Sistema Produtivo para evitar Deadlock utilizando Maquina Ferramenta

Leia mais

FACTORING Instrumento de recebimentos e de pagamentos

FACTORING Instrumento de recebimentos e de pagamentos FACTORING Instrumento de recebimentos e de pagamentos ALF Margarida Ferreira 26 de Novembro 2013 ÍNDICE O que é o factoring Modalidades Serviços associados Benefícios do factoring Pagamento a fornecedores

Leia mais

A importância económica do factoring

A importância económica do factoring A importância económica do factoring P o r A n t ó n i o C i p r i a n o S i l v a O factoring pode ser definido com uma contrato de prestação de serviços que visa a cessão de créditos a curto prazo, derivados

Leia mais

O Contrato de Cessão Financeira Internacional (Factoring)

O Contrato de Cessão Financeira Internacional (Factoring) O Contrato de Cessão Financeira Internacional (Factoring) Faculdade de Economia do Porto MEGI Direito dos Negócios Internacionais Professor Bruno Sousa Maio 2015 0. Índice 1. Noção e caraterísticas 2.

Leia mais

Portaria n.º 1256/2009, que regulamenta a disponibilização de modelos de projectos de fusão e cisão.

Portaria n.º 1256/2009, que regulamenta a disponibilização de modelos de projectos de fusão e cisão. Diplomas que regulamentam o Decreto-Lei n.º 185/2009 relativo ao regime simplificado de fusão e cisão e concessão dos benefícios fiscais nessas operações Na sequência da entrada em vigor do Decreto-Lei

Leia mais

equivalente à factura, entendendo-se Decreto-Lei n.º 197/2012, de 24 de Agosto: Regras de Facturação:

equivalente à factura, entendendo-se Decreto-Lei n.º 197/2012, de 24 de Agosto: Regras de Facturação: Decreto-Lei n.º 197/2012, de 24 de Agosto: Foi publicado, no passado dia 24 de Agosto, o Decreto-Lei n.º 197/2012, o qual veio proceder a diversas alterações ao Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado

Leia mais

Contratos financeiros

Contratos financeiros Contratos financeiros Dos vários contratos financeiros existentes, dois merecem especial destaque: o leasing e o factoring. LEASING OU LOCAÇÃO FINANCEIRA O leasing, ou a locação financeira, é o contrato

Leia mais

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios Sandra Sofia Brito da Silva Dissertação

Leia mais

NOVOS DEVERES DE INFORMAÇÃO NO ÂMBITO DA PUBLICIDADE AO CRÉDITO

NOVOS DEVERES DE INFORMAÇÃO NO ÂMBITO DA PUBLICIDADE AO CRÉDITO TMT N.º 1/2009 MAR/ABRIL 2009 NOVOS DEVERES DE INFORMAÇÃO NO ÂMBITO DA PUBLICIDADE AO CRÉDITO A informação divulgada pelas Instituições de Crédito relativamente aos produtos que estas oferecem tem sido

Leia mais

IT services: consulting, software development, Internet and support

IT services: consulting, software development, Internet and support IT services: consulting, software development, Internet and support Generell Informasjon Versjon 1 Url http://com.mercell.com/permalink/40893151.aspx Ekstern anbuds ID 302845-2013 Konkurranse type: Anbudskonkurranse

Leia mais

2 Categorias Categories Todas as categorias de actividade são apresentadas neste espaço All activity categories are presented in this space

2 Categorias Categories Todas as categorias de actividade são apresentadas neste espaço All activity categories are presented in this space 1 Próximas Actividades Next Activities Visualiza as próximas actividades a ter inicio, com a indicação do tempo restante Displays upcoming activities and indicating the remaining time 2 Categorias Categories

Leia mais

U M O L H A R S O B R E... A R E A L I D A D E S O C I E T Á R I A P O R T U G U E S A

U M O L H A R S O B R E... A R E A L I D A D E S O C I E T Á R I A P O R T U G U E S A i U M O L H A R S O B R E... A R E A L I D A D E S O C I E T Á R I A P O R T U G U E S A INFORMAÇÃO GERAL TAX & BUSINESS This Tax Information is intended for general distribution to clients and colleagues

Leia mais

Guia de Preenchimento da Proposta de Adesão ao Plano de Saúde Claro Dental

Guia de Preenchimento da Proposta de Adesão ao Plano de Saúde Claro Dental Guia de Preenchimento da Proposta de Adesão ao Plano de Saúde Claro Dental Este documento vai auilia-lo(a) a realizar o correcto preenchimento do seu Plano de Saúde Dentário da Claro S.A. que é composto

Leia mais

INSTRUÇÕES N.º 2 /00 2.ª SECÇÃO 1.ª. Âmbito

INSTRUÇÕES N.º 2 /00 2.ª SECÇÃO 1.ª. Âmbito INSTRUÇÕES N.º 2 /00 2.ª SECÇÃO De acordo com o disposto na alínea c) do n.º 1 do artigo 41.º da Lei n.º 98/97, de 26 de Agosto, compete ao Tribunal de Contas, no âmbito do parecer sobre a Conta Geral

Leia mais

MUSEUM MEDIATORS EUROPEAN CONFERENCE

MUSEUM MEDIATORS EUROPEAN CONFERENCE MUSEUM MEDIATORS EUROPEAN CONFERENCE Museu do Trajo - São Brás de Alportel 16-17 de September PORTUGAL Na área da cultura, a criatividade desempenha um papel fundamental na sociedade europeia tocando muitas

Leia mais

MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY

MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY The Competent Authorities of the Portuguese Republic and the Government of Jersey in

Leia mais

Da análise do mesmo resulta que o episódio participado não consubstancia, por si só, a existência de qualquer acidente.

Da análise do mesmo resulta que o episódio participado não consubstancia, por si só, a existência de qualquer acidente. Cláudio Alípio 24-01-2013 16:54 To: , cc: Subject: RE: Participação de Sinistro - Manuel Lopes de

Leia mais

As empresas interessadas podem inscrever-se até ao próximo dia 25 de Junho, mediante preenchimento e envio da Ficha de Inscrição em anexo.

As empresas interessadas podem inscrever-se até ao próximo dia 25 de Junho, mediante preenchimento e envio da Ficha de Inscrição em anexo. ABC Mercado S. Tomé e Príncipe Apesar da sua pequena dimensão, o mercado de S. Tomé e Príncipe pode revestir-se de importância significativa para as empresas portuguesas que pretendam atingir mercados

Leia mais

VOUCHERS POUSADAS DE PORTUGAL

VOUCHERS POUSADAS DE PORTUGAL 2 presentes em 1 2 gifts in 1 Válidos para 2 pessoas / Valid for 2 people Válido 1 ano após a data de compra / Valid until 1 year after purchased date CENTRAL DE RESERVAS CONTACT CENTER FOR RESERVATIONS

Leia mais

Preçário GE CONSUMER FINANCE, I.F.I.C., INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA. Instituição Financeira de Crédito

Preçário GE CONSUMER FINANCE, I.F.I.C., INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA. Instituição Financeira de Crédito Preçário GE CONSUMER FINANCE, I.F.I.C., INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA Instituição Financeira de Crédito Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da GE Consumer Finance,

Leia mais

INFORMAÇÃO PRI NCI PAL LE GISL AÇÃO D O PE RÍ ODO

INFORMAÇÃO PRI NCI PAL LE GISL AÇÃO D O PE RÍ ODO INFORMAÇÃO N.º 60 P E R Í O D O DE 20 A 26 DE J A N E I R O D E 20 12 PRI NCI PAL LE GISL AÇÃO D O PE RÍ ODO Portaria n.º 17-A/2012, de 19 de Janeiro Aprova o modelo de declaração de regularização tributária

Leia mais

Consulado-Geral do Brasil em Londres Processo licitatório para serviços de manutenção de rede

Consulado-Geral do Brasil em Londres Processo licitatório para serviços de manutenção de rede Consulado-Geral do Brasil em Londres Processo licitatório para serviços de manutenção de rede O Consulado-Geral do Brasil em Londres receberá, até 10 de janeiro de 2014, propostas de empresas interessadas

Leia mais

A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores

A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores Departamento de Alterações Climáticas, Ar e Ruído (DACAR) Divisão de Poluição Atmosférica e Alterações Climáticas

Leia mais

ANO DA DECLARAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DO SUJEITO PASSIVO. IRC + Derrama Estadual. (3) = (2) x (3) / positivo (2) (4) = (2) x (4) / positivo (2)

ANO DA DECLARAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DO SUJEITO PASSIVO. IRC + Derrama Estadual. (3) = (2) x (3) / positivo (2) (4) = (2) x (4) / positivo (2) DECLARAÇÃO (Artº 83º nº 4 do CIRC ) TRANSFERÊNCIA DE RESIDÊNCIA AFETAÇÃO DE ELEMENTOS PATRIMONIAIS A ESTABELECIMENTO ESTÁVEL SITUADO FORA DO TERRITÓRIO PORTUGUÊS CESSAÇÃO DA ATIVIDADE DE ESTABELECIMENTO

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 18º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 18º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 18º Prestação de Serviços de telemarketing Processo: nº 3109, despacho do SDG dos Impostos, substituto legal do Director - Geral, em 2012-05-18. Conteúdo:

Leia mais

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 505

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 505 Directriz de Revisão/Auditoria 505 Confirmações Externas ÍNDICE Julho de 2006 Parágrafos Introdução 1-6 Relacionamento dos Procedimentos de Confirmação Externa com as Avaliações, pelo Revisor/Auditor,

Leia mais

Da aplicação do artº 73º do OE 2000, em particular nas instituições de crédito

Da aplicação do artº 73º do OE 2000, em particular nas instituições de crédito Da aplicação do artº 73º do OE 2000, em particular nas instituições de crédito 1. Introdução. Natureza e finalidade da norma. Intervenção legislativa de carácter marcadamente pragmático, excepcional e

Leia mais

PHC Factoring CS. A gestão dos contratos de Factoring

PHC Factoring CS. A gestão dos contratos de Factoring PHC Factoring CS A gestão dos contratos de Factoring A solução para a gestão integrada dos vários Contratos de Factoring, as respetivas cessões, adiantamentos, recibos e devoluções, bem como o controlo

Leia mais

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DO I2ADS CADERNO DE ENCARGOS

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DO I2ADS CADERNO DE ENCARGOS PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DO I2ADS CADERNO DE ENCARGOS 1/5 Cláusula 1.ª Objecto contratual Cláusula 2.ª Serviços incluídos na prestação de

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada em Matéria de Crédito aos Consumidores, em Caso de Contratação à Distância - Geral. Informação pré-contratual

Ficha de Informação Normalizada em Matéria de Crédito aos Consumidores, em Caso de Contratação à Distância - Geral. Informação pré-contratual A. Elementos de Identificação 1. Identificação da instituição de crédito Ficha de Informação Normalizada em Matéria de Crédito aos Consumidores, em Caso de Contratação à Distância - Geral Informação pré-contratual

Leia mais

WP8 Quality and Management/Governance National study Portuguese version 2012

WP8 Quality and Management/Governance National study Portuguese version 2012 With the support of the Lifelong Learning Programme of the European Union Identifying Barriers in Promoting the European Standards and Guidelines for Quality Assurance at Institutional Level IBAR Agreement

Leia mais

Esta mensagem é uma resposta automática que visa confirmar a recepção do seu contacto. Por favor não responda a este e-mail.

Esta mensagem é uma resposta automática que visa confirmar a recepção do seu contacto. Por favor não responda a este e-mail. Estimado Cliente, Esta mensagem é uma resposta automática que visa confirmar a recepção do seu contacto. Por favor não responda a este e-mail. Desde já agradecemos o seu contacto, cujo assunto merecerá

Leia mais

Redução da carga fiscal Aplicação das Convenções de Dupla Tributação aos fundos de investimento e de pensões

Redução da carga fiscal Aplicação das Convenções de Dupla Tributação aos fundos de investimento e de pensões Redução da carga fiscal Aplicação das Convenções de Dupla Tributação aos fundos de investimento e de pensões Conferência Soluções para a Competitividade Fiscal Ricardo da Palma Borges ricardo@ricardodapalmaborges.com

Leia mais

World wide web (www) site design services

World wide web (www) site design services World wide web (www) site design services Info Version 4 Url http://com.mercell.com/permalink/34789351.aspx External tender id 409350-2012 Tender type Contract Award Document type Contract award Procurement

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9º; 18º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9º; 18º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 9º; 18º Condomínios de imóveis Processo: nº 2773, despacho do SDG dos Impostos, substituto legal do Director - Geral, em 2011-12-15. Conteúdo: Tendo por

Leia mais

Installation services of special-purpose machinery and equipment

Installation services of special-purpose machinery and equipment Installation services of special-purpose machinery and equipment Info Version 2 Url http://com.mercell.com/permalink/28866001.aspx External tender id 211972-2012 Tender type Contract Award Document type

Leia mais

1. Rosto. Quadro 5 Residência fiscal

1. Rosto. Quadro 5 Residência fiscal Classificação: 0 0 0. 0 1. 0 9 Seg.: Pública Proc.: 2 0 1 2 / 5 9 DIREÇÃO DE SERVIÇOS DO IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO Of.Circulado N.º: 20 156/2012 2012-02-02 Entrada Geral: N.º Identificação Fiscal (NIF):

Leia mais

Instructions. Instruções

Instructions. Instruções Instructions ENGLISH Instruções PORTUGUÊS This document is to help consumers in understanding basic functionality in their own language. Should you have any difficulty using any of the functions please

Leia mais

EXHIBITION APPLICATION FORM

EXHIBITION APPLICATION FORM ENTITY DATA: Entity Name [ for invoice ]: Name of Stand * : Website: Address: City: Postal Code: Country: _ VAT Reg..**: Your Purchase Order.: Contact Person: Mr. Mrs. Last Name: First Name: Work Phone:

Leia mais

Relatório dos auditores independentes sobre revisão especial das Informações Financeiras Trimestrais (IFTs) Trimestre findo em 30 de setembro de 2002

Relatório dos auditores independentes sobre revisão especial das Informações Financeiras Trimestrais (IFTs) Trimestre findo em 30 de setembro de 2002 kpmg Caixa Econômica Federal Relatório dos auditores independentes sobre revisão especial das Informações Financeiras Trimestrais (IFTs) Trimestre findo em 30 de setembro de 2002 KPMG Auditores Independentes

Leia mais