AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS E OS SEUS PAPÉIS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS E OS SEUS PAPÉIS"

Transcrição

1 AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS E OS SEUS PAPÉIS Capítulo 05 1

2 ACKOFF, R.L., Redesigning the Future, New York, ed. Wiley, 1974.DEFINIÇÃO DE SISTEMA TODA PARTE DE UM SISTEMA DEVE SER CAPAZ DE AFETAR SEU DESEMPENHO OU SUAS PROPRIEDADES. SUBSISTEMAS OU SUBGRUPOS TÊM AS MESMAS PROPRIEDADES DE SUAS PARTES. NENHUMA DAS PARTES DE UM SISTEMA TEM UM EFEITO INDEPENDENTE DO TODO ACKOFF, R.L., Redesigning the Future, New York, ed. Wiley,

3 ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS AS ESCOLAS DE ADMINISTRAÇÃO NÃO FOCAM A GESTÃO E A MELHORIA DO SISTEMA COMO UM TODO. FOCAM AS PARTES DO SISTEMA, DENOMINADAS FUNÇÕES, TAIS COMO: MARKETING, FINANÇAS, PRODUTO, GERENCIANDO ISOLADAMENTE E ACREDITANDO QUE AO GERENCIAR BEM CADA PARTE IRÃO MELHORAR O TODO, O QUE É FALSO. O DESEMPENHO DE UM SISTEMA DEPENDE DE COMO SUAS PARTES INTERAGEM E NÃO COMO ELAS SE COMPORTAM ISOLADAMENTE. 3

4 A ORGANIZAÇÃO COMO PARTE DE UM SISTEMA Um sistema é um todo que não pode ser dividido em partes independentes, o que implicaria em: AS PROPRIEDADES ESSENCIAIS QUE DEFINEM QUALQUER SISTEMA SÃO PROPRIEDADES DO TODO. UM SISTEMA É MAIS QUE A SOMA DAS PARTES. AS PROPRIEDADES DE UM SISTEMA PODEM SER PERCEBIDAS QUANDO SUAS PARTES ESTÃO CONECTADAS E EM FUNCIONAMENTO. QUANDO SE AUMENTA O DESEMPENHO DE PARTES DO SISTEMA SEPARADAMENTE, NÃO SE AUMENTA O DESEMPENHO DO SISTEMA. 4

5 FALHAS POSSÍVEIS DE OCORRER EM NÃO SE TENDO UMA ABORDAGEM SISTÊMICA 1. PROGRAMAÇÃO ESTRATÉGICA BASEADA NAS PARTES 2. PENSAMENTO ESTRATÉGICO BASEADO NO TODO 3. SOLUÇÕES PONTUAIS DE PROBLEMAS 4. ELOS FRÁGEIS 5. PARTES DEFEITUOSAS 5

6 SISTEMAS PODEM SER CLASSIFICADOS EM: MECÂNICO ORGÂNICO SOCIAL 6

7 A MELHORIA DO DESEMPENHO DAS PARTES SÓ DEVE SER FEITA SE RESULTAR NA MELHORIA DO TODO Para tanto é necessário estar atento as diferenças entre o que caracteriza a análise e a síntese que podem ser entendidas como: ANÁLISE SÍNTESE 7

8 FRAGMENTAÇÃO DO CONHECIMENTO (CREMA, 1993) MÉTODO ANALÍTICO MÉTODO SINTÉTICO - ÊNFASE NA PARTE - TENDÊNCIA AO REDUCIONISMO - EXPLICATIVO - FATOS ESPECÍFICOS, PARTICULARES - QUANTITATIVO - MECANICISTA - ACUMULAÇÃO - PREVISIBILIDADE - EXATIDÃO, REGULARIDADE - PREDOMINANTEMENTE INDUTIVO - CAUSALIDADE - OBJETIVIDADE - DUALIDADE SUJEITO-OBJETO - HEMISFÉRIO CEREBRAL ESQUERDO - RAZÃO E SENSAÇÃO - EXPERIMENTAL - ÊNFASE NO TODO - TENDÊNCIA AO GLOBALISMO - COMPREENSIVO - REALIDADE PLENA, TOTAL - QUALITATIVO - ORGANICISTA - DESCONTINUIDADE - IMPREVISIBILIDADE - INCERTEZA, FLEXIBILIDADE - PREDOMINANTEMENTE DEDUTIVO - ACAUSALIDADE, SINCRONICIDADE - SUBJETIVIDADE - NÃO DUALIDADE - HEMISFÉRIO CEREBRAL DIREITO - SENTIMENTO E INTUIÇÃO - EXPERIENCIAL 8

9 SOCIEDADE PILARES DE SUSTENTAÇÃO (a base para a construção da Sociedade) AGENTE DE MUDANÇA ou de construção da Sociedade DURAÇÃO AGRÍCOLA TERRA, TRABALHO ESCRAVO E O CAPITAL. IGREJA MILHARES DE ANOS INDUSTRIAL TRANSPORTE, ENERGIA E A INDÚSTRIA. ESTADO APROX. 300 ANOS INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E ENERGIA. EMPRESAS A PARTIR DE 40s CONHECIMENTO INTANGÍVEIS E CONHECIMENTO. REDES DE PESSOAS A PARTIR DE 40s [I] LUZ RENOVÁVEIS E A NATUREZA. ONG A PARTIR DE 90s [i] DRUCKER, PETER, A Sociedade Pós-Capitalista, Edit. Pioneira, São Paulo,

10 MODELO DE GESTÃO BASEADO NO CONHECIMENTO: Esta relacionada as relações externas da empresa, com clientes e fornecedores, bem como o estabelecimento e o desenvolvimento de marcas, da reputação e da imagem da empresa ESTRUTURA INTERNA [i] SVEIBY, KARL, A Nova Riqueza da Organizações, Editora Campus, Rio de Janeiro, ESTRUTURA EXTERNA COMPETÊNCIA PESSOAL Está relacionada ao desenvolvimento, implantação e uso de patentes, conceitos, modelos, sistemas administrativos e infraestrutura tecnológica, além da cultura e do espírito organizacional. Está relacionada à capacidade de pensar e agir das pessoas em diversas situações para a criação tanto de ativos tangíveis, como intangíveis. 10

11 VALORES INTANGÍVEIS BASEADOS NA SOCIEDADE DO CONHECIMENTO: TEMPO DE ENTRADA NO MERCADO TEMPO DE ACESSO À INFORMAÇÃO VISÃO ESTRATÉGICA CONHECIMENTO INOVAÇÃO IMAGEM REDE SÓCIO - TÉCNICA. 11

12 FRAGMENTAÇÃO DO CONHECIMENTO INTUIÇÃO Filosofia Espiritualidade RAZÃO/ PENSAMENTO SENTIMENTO/ EMOÇÃO Ciência Arte SENSAÇÃO/PERCEPÇÃO Fonte: Bauer, Ruben, Gestão da Mudança, Editora Atlas, Rio de Janeiro, Rodriguez, Martius, Gestão Empresarial Editora Organizações Atlas - Autores: que Aprendem, Prof. Martius Editora / Qualitymark, Prof. Claudio Rio Gurgel de Janeiro,

13 AS NOVAS ORGANIZAÇÕES DEVERÃO ATUAR EM: GESTÃO DE MUDANÇAS CONSTRUIR NOVOS PARADIGMAS GESTÃO DO CONHECIMENTO GESTÃO DA INOVAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS ORGANIZAÇÃO FLEXÍVEL 13

14 AS NOVAS ORGANIZAÇÕES DEVERÃO ESTAR FOCADAS NAS PESSOAS: COMO OS VERDADEIROS ATORES DE UMA ORGANIZAÇÃO. FUNCIONANDO EM REDE COMO PÓLOS DE GERAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTO COM A CAPACIDADE DE INOVAR. COM VALORES PESSOAIS ALINHADOS COM OS DA ORGANIZAÇÃO. 14

15 PRINCÍPIOS DA ORGANIZAÇÃO DO CONHECIMENTO ITEM PESSOAS PODER LUTA DE CLASSES TAREFA DA GERÊNCIA INFORMAÇÃO SOCIEDADE INDUSTRIAL CUSTO CHEFES BASEADA NA FORÇA SUPERVISÃO DOS SUBORDINADOS CONTROLE SOCIEDADE DO CONHECIMENTO RECEITA CONHECIMENTO BASEADA EM CONHECIMENTO APOIO AOS COLABORADORES COMUNICAÇÃO PRODUÇÃO FLUXO DE INFORMAÇÃO RECEITA PRODUÇÃO BASEADA EM VALORES TANGÍVEIS HIERÁRQUICO TANGÍVEIS CAPITAL FINANCEIRO E HUMANO VALORES INTANGÍVEIS REDES INTANGÍVEIS TEMPO E CONHECIMENTO 15

16 ITEM EFEITO DE PORTE RELACIONAMENTO COM O CLIENTE CONHECIMENTO FINALIDADE DO APRENDIZADO VALORES DO MERCADO ACIONÁRIO FLUXO DE PRODUÇÃO CONECTIVIDADE ADMINISTRAÇÃO EM ORGANIZAÇÕES PRINCÍPIOS DA ORGANIZAÇÃO DO CONHECIMENTO SOCIEDADE INDUSTRIAL ECONOMIA DE ESCALA NO PROCESSO DE PRODUÇÃO UNILATERAL PELOS MERCADOS UM RECURSO ENTRE OUTROS APLICAÇÃO DE NOVAS FERRAMENTAS REGIDOS PELOS ATIVOS TANGÍVEIS SEQÜENCIAL ISOLADO SOCIEDADE DO CONHECIMENTO ECONOMIA DE ESCOPO DAS REDES INTERATIVO PELAS REDES PESSOAIS O DIFERENCIAL COMPETITIVO CRIAÇÃO DE NOVOS ATIVOS REGIDOS PELOS ATIVOS INTANGÍVEIS FLEXÍVEL E PERSONALIZADO CONECTADO E SISTÊMICO 16

17 ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO DAS NOVAS ORGANIZAÇÕES: PRINCÍPIO DA INTERCONEXÃO PRINCÍPIO DA REDISTRIBUIÇÃO PRINCÍPIO DA MUDANÇA PRINCÍPIO DA COMPLEMENTARIDADE PRINCÍPIO DA AUTO-ORGANIZAÇÃO PRINCÍPIO DA INCERTEZA 17

18 SETORES EM OBSOLESCÊNCIA: USO INTENSO DE ENERGIA BUROCRÁTICOS E POUCO FLEXÍVEIS NÃO RECICLÁVEIS POLUIDORES E NÃO BIODEGRADÁVEIS OBSOLESCÊNCIA PLANEJADA OU FORÇADA PESTICIDAS QUÍMICOS E INORGÂNICOS EQUIPAMENTOS DE BAIXA PRODUTIVIDADE INDUSTRIAS EXTRATIVAS COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS PREVENÇÃO DE DOENÇAS FALTA DE PLANEJAMENTO SUSTENTÁVEL 18

19 SETORES EMERGENTES: USO EFICIENTE DE ENERGIA EMPREENDEDORES E FLEXÍVEIS INTERCONECTADAS E SUSTENTÁVEIS REMANUFATURA - CONSERVAÇÃO E INOVAÇÃO TRANSPORTE EFICIENTE COMBUSTÍVEL ENERGIA SOLAR E RENOVÁVEL COMUNICAÇÕES E INFORMAÇÕES SATÉLITES INFRA-ESTRUTURA LOGÍSTICA EDUCAÇÃO CONTINUADA INDUSTRIAS RESTAURADORAS RECUPERAÇÃO DO VERDE GESTÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA PROMOÇÃO DA SAÚDE AGRICULTURA ORGÂNICA GESTÃO INTEGRADA DE PRAGAS CONTROLE DA POLUIÇÃO RECICLAGEM PLANEJAMENTO COMUNITÁRIO EMOÇÃO, INTUIÇÃO 19

20 OS DESAFIOS DO SÉCULO XXI Relativas às pessoas Alta resiliência Plano de vida Alta conectividade Relativas à gestão: Efetiva orientação a resultados Orientação para os clientes Gestão dinâmica Gestão de processos de negócios Relativas à tecnologia Tecnologia como parte da estratégia Somas exponenciais de tecnologias Descoberta do conhecimento a partir das informações 20

As pessoas tendem a prestar mais atenção àquilo que é avaliado e medido, pois é justamente o mensurável que a organização traduz em recompensa.

As pessoas tendem a prestar mais atenção àquilo que é avaliado e medido, pois é justamente o mensurável que a organização traduz em recompensa. Projeto para um Estudo da Contribuição ao Estudo da Qualidade como Instrumento de Gestão Estratégica aplicado as empresas situadas na região de Tangará da Serra Estado de Mato Grosso Brasil. Ivon de Mello

Leia mais

Gerenciamento Estratégico

Gerenciamento Estratégico Gerenciamento Estratégico CREPÚSCULO DE UMA NOVA ERA O desafio mais importante de nossos dias é o encerramento de uma época de continuidade época em que cada passo fazia prever o passo seguinte e o advento

Leia mais

INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE X ENSINO MÉDIO: INTERVENÇÃO MULTIDISCIPLINAR EM ADMINITRAÇÃO, INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO.

INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE X ENSINO MÉDIO: INTERVENÇÃO MULTIDISCIPLINAR EM ADMINITRAÇÃO, INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO. INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE X ENSINO MÉDIO: INTERVENÇÃO MULTIDISCIPLINAR EM ADMINITRAÇÃO, INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO. Grupo PET Administração Universidade Federal de Lavras UFLA Resumo Os jovens formam o conjunto

Leia mais

Gestão por Competências

Gestão por Competências Gestão por Competências Definição de Gestão Gerir, assim como administrar tem a ver com todo o controle e ações propostas de um conjunto que pode envolver pessoas, empresas e clientes. Gerir é conseguir

Leia mais

Janeiro 2009. ELO Group www.elogroup.com.br Página 2

Janeiro 2009. ELO Group www.elogroup.com.br Página 2 de um Escritório - O Escritório como mecanismo para gerar excelência operacional, aumentar a visibilidade gerencial e fomentar a inovação - Introdução...2 Visão Geral dos Papéis Estratégicos... 3 Papel

Leia mais

A METODOLOGIA DA PESQUISA DE MERCADOAPLICADA À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS

A METODOLOGIA DA PESQUISA DE MERCADOAPLICADA À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS 1 A METODOLOGIA DA PESQUISA DE MERCADOAPLICADA À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS Maria Lúcia Ribeiro Da COSTA 1 João Cezario Giglio MARQUES 2 RESUMO: O estudo e a pesquisa de mercado

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 432 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

Evolução da Disciplina. Modelo de Gestão CONTEXTUALIZAÇÃO. As Funções Gerenciais e as Mudanças. As Funções Gerenciais

Evolução da Disciplina. Modelo de Gestão CONTEXTUALIZAÇÃO. As Funções Gerenciais e as Mudanças. As Funções Gerenciais Evolução da Disciplina Modelos de Gestão Aula 1: Principais Modelos das Teorias da Administração Aula 2: Origem, Evolução, Classificação e Tipologia das Organizações Aula 3: Termos comuns às Organizações;

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Itajubá/MG Fevereiro de 2012 Plano Anual de 2 de 11 Revisão 01 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OBJETIVO GERAL... 4 2

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE GESTÃO MPG VERITAS

CERTIFICAÇÃO DE GESTÃO MPG VERITAS 2011 CERTIFICAÇÃO DE GESTÃO MPG VERITAS MPG VERITAS 1/1/2011 Você deve ser a mudança que você deseja ver no mundo Mahatma Gandhi SUMÁRIO 1. Introdução 2. Histórico 3. Prêmio MPG VERITAS de gestão 3.1 Gestão

Leia mais

Gestão em Sistemas de Saúde

Gestão em Sistemas de Saúde INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Inatel Competence Center Business School Gestão em Sistemas de Saúde Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular Aprovado no dia XX/XX/2013 Pró diretoria de

Leia mais

Pesquisa em Marketing

Pesquisa em Marketing Aula 2 1. Desenvolver PROJETO DE PESQUISA 2. Selecionar o Tipo de Pesquisa Adequada 3. Discutir Metodologias e Ferramentas Introdução às Etapas do Processo de Pesquisa Processo de um Projeto Pesquisa em

Leia mais

PALESTRA: GESTÃO DO CONHECIMENTO COMO PROCESSO ORGANIZACIONAL: O CONTEXTO DA GESTÃO PÚBLICA PROF. HEITOR JOSÉ PEREIRA ( Doutor em Administração EAESP/ FGV - Presidente da SBGC Gestão 2005-2007 ) Revolução

Leia mais

Gestão por Competências

Gestão por Competências Gestão por Competências Unimed Apucarana Gestão por Competências Unimed Apucarana Unimed Apucarana em números 158 médicos cooperados 16 aspirantes a cooperado 17.676 clientes 63 colaboradores 79 recursos

Leia mais

O QUE É COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA. Ivone de Lourdes Oliveira

O QUE É COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA. Ivone de Lourdes Oliveira O QUE É COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA Ivone de Lourdes Oliveira 1- Informação Comunicação Informação processo linear. A força está na emissão Emissor Canal Mensagem Receptor 2- Comunicação = Comum - ação Compartilhar

Leia mais

TÍTULO: CAPITAL INTELECTUAL E GESTÃO DO CONHECIMENTO: OS DESAFIOS DOS GESTORES DE RECURSOS HUMANOS DIANTE DOS NOVOS CONTEXTOS DE GERENCIAMENTO

TÍTULO: CAPITAL INTELECTUAL E GESTÃO DO CONHECIMENTO: OS DESAFIOS DOS GESTORES DE RECURSOS HUMANOS DIANTE DOS NOVOS CONTEXTOS DE GERENCIAMENTO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: CAPITAL INTELECTUAL E GESTÃO DO CONHECIMENTO: OS DESAFIOS DOS GESTORES DE RECURSOS HUMANOS DIANTE

Leia mais

Ferramentas de Gestão para Coleções Biológicas. Paulo Holanda

Ferramentas de Gestão para Coleções Biológicas. Paulo Holanda para Coleções Biológicas Paulo Holanda 2º Encontro de Coleções Biológicas da Fiocruz Rio de Janeiro, 2015 Contexto observação dos desafios vivenciados por coleções biológicas na última década; a importância

Leia mais

PALESTRA: GESTÃO DO CONHECIMENTO PROF.: HEITOR JOSÉ PEREIRA

PALESTRA: GESTÃO DO CONHECIMENTO PROF.: HEITOR JOSÉ PEREIRA PALESTRA: GESTÃO DO CONHECIMENTO PROF.: HEITOR JOSÉ PEREIRA Doutor em Administração EAESP/ FGV (1995); Professor da FIA Fundação Instituto de Administração Presidente da Sociedade Brasileira de Gestão

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROCESSOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROCESSOS Atualizado em 21/12/2015 GESTÃO DE PROCESSOS Um processo é um conjunto ou sequência de atividades interligadas, com começo, meio e fim. Por meio de processos, a

Leia mais

Avaliação da Eficiência Energética do Grande Cliente. Eng. Gilson Nakagaki COPEL Distribuição S.A. Gilson.nakagaki@copel.com

Avaliação da Eficiência Energética do Grande Cliente. Eng. Gilson Nakagaki COPEL Distribuição S.A. Gilson.nakagaki@copel.com 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Avaliação da Eficiência Energética do Grande Cliente Eng. Gilson Nakagaki COPEL Distribuição S.A. Gilson.nakagaki@copel.com RESUMO Em razão da abertura de

Leia mais

CURSO. Master in Business Economics 1. vire aqui

CURSO. Master in Business Economics 1. vire aqui CURSO MASTER In Business Economics Master in Business Economics 1 vire aqui DISCIPLINAs O aluno poderá solicitar a dispensa das disciplinas básicas: Matemática Básica, Estatística Aplicada e Contabilidade.

Leia mais

TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO. Fundamentos da Administração. Conteúdo programático: Administração e suas Perspectivas

TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO. Fundamentos da Administração. Conteúdo programático: Administração e suas Perspectivas TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Fundamentos da Administração Prof. Me. Olney Bruno da Silveira Junior Conteúdo programático:. Ênfase nas tarefas e Ênfase na Estrutura Organizacional. Ênfase nas Pessoas. Ênfase

Leia mais

NOVOS LÍDERES EVOLUEM. SEMPRE.

NOVOS LÍDERES EVOLUEM. SEMPRE. NOVOS LÍDERES EVOLUEM. SEMPRE. CONHEÇA TODOS OS CURSOS DE MBA E PÓS-GRADUAÇÃO DA ESPM. 540h MBA EXECUTIVO INTERNACIONAL O MBA Executivo Internacional forma líderes com visão estratégica e atitudes adequadas

Leia mais

A gestão da prática do voluntariado como responsabilidade social, no contexto da estratégia organizacional. Fundação ArcelorMittal

A gestão da prática do voluntariado como responsabilidade social, no contexto da estratégia organizacional. Fundação ArcelorMittal A gestão da prática do voluntariado como responsabilidade social, no contexto da estratégia organizacional Fundação ArcelorMittal ArcelorMittal Maior produtora de aço do mundo com mais de 222.000 empregados

Leia mais

Sustentabilidade nos Negócios

Sustentabilidade nos Negócios Sustentabilidade nos Negócios Apresentação O programa Gestão Estratégica para a Sustentabilidade foi oferecido pelo Uniethos por nove anos. Neste período os temas ligados à sustentabilidade começam a provocar

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

PRINCÍPIOS CORPORATIVOS

PRINCÍPIOS CORPORATIVOS PRINCÍPIOS CORPORATIVOS Os princípios corporativos do grupo Witzenmann Witzenmann GmbH Östliche Karl-Friedrich-Str. 134 75175 Pforzheim Telefone +49 7231 581-0 Fax +49 7231 581-820 wi@witzenmann.com www.witzenmann.de

Leia mais

REVIE a Rede de Valor para Inteligência Empresarial. Este é o 1º dos artigos da série sobre o Método REVIE que foi publicado no portal Meta Análise.

REVIE a Rede de Valor para Inteligência Empresarial. Este é o 1º dos artigos da série sobre o Método REVIE que foi publicado no portal Meta Análise. REVIE a Rede de Valor para Inteligência Empresarial Daniela Ramos Teixeira Este é o 1º dos artigos da série sobre o Método REVIE que foi publicado no portal Meta Análise. Vamos começar apresentando o Método

Leia mais

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Ana Maria Bueno (CEFETPR/PG) ana@pg.cefetpr.br Dr ª. Magda L.G. Leite (CEFETPR/PG) magda@pg.cefetpr.br

Leia mais

Gestão dos Pequenos Negócios

Gestão dos Pequenos Negócios Gestão dos Pequenos Negócios x Rangel Miranda Gerente Regional do Sebrae Porto Velho, RO, 20 de outubro de 2015 A Conjuntura Atual Queda na produção industrial Desemprego Alta dos juros Restrição ao crédito

Leia mais

PASSO 1 COMO VOCÊ ESTÁ ADMINISTRANDO SUA EMPRESA?

PASSO 1 COMO VOCÊ ESTÁ ADMINISTRANDO SUA EMPRESA? PASSO 1 COMO VOCÊ ESTÁ ADMINISTRANDO SUA EMPRESA? São os passos que fazem os caminhos. MÁRIO QUINTANA Para chegar a um destino, é preciso dar o primeiro passo. Muitas vezes, preocupados com o dia a dia,

Leia mais

O CONHECIMENTO PEDAGÓGICO NA ORGANIZAÇÃO: ESPAÇO DE QUEM?

O CONHECIMENTO PEDAGÓGICO NA ORGANIZAÇÃO: ESPAÇO DE QUEM? O CONHECIMENTO PEDAGÓGICO NA ORGANIZAÇÃO: ESPAÇO DE QUEM? Marlene Fernandes Universidade Luterana do Brasil RESUMO O mundo está em constante transformação, com segmentos funcionais altamente globalizados,

Leia mais

CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE

CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 GRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE ÁREA DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA Recesso: 18 a 31 de julho de 2016 29 de junho a 20 de julho de 2016 Legenda: Programa Pós-Flex Gestão

Leia mais

A Inteligência Empresarial

A Inteligência Empresarial A Inteligência Empresarial A produtividade do Conhecimento deve ser, portanto, a preocupação central dos administradores do século XXI. Conhecimento, inovação e empreendedorismo formam, assim, um tripé

Leia mais

Prof. Sérgio Roberto Sigrist srsigris@hotmail.com

Prof. Sérgio Roberto Sigrist srsigris@hotmail.com Prof. Sérgio Roberto Sigrist srsigris@hotmail.com Palavras-chave Melhores práticas, inovação, geração de valor, qualidade, serviços, gestão de serviços, suporte em TI, melhoria contínua, orientação a processos,

Leia mais

1ª Timóteo 3: 1 a 12 Êxodo 18: 17 a 26 João 13:15

1ª Timóteo 3: 1 a 12 Êxodo 18: 17 a 26 João 13:15 1ª Timóteo 3: 1 a 12 Êxodo 18: 17 a 26 João 13:15 SUMÁRIO 1.INTRODUÇÃO 2. DESENVOLVIMENTO Relação entre chefiar, administrar e liderar Conceitos relacionados à liderança A dinâmica da liderança 3. CONCLUSÃO

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING (Extrato do Projeto Pedagógico)

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING (Extrato do Projeto Pedagógico) CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING (Extrato do Projeto Pedagógico) PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO São habilidades e competências gerais trabalhadas no projeto pedagógico: Visão Holística e Cultural:

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 08/2015 Campus Manhuaçu FOLHA DE PROVA

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 08/2015 Campus Manhuaçu FOLHA DE PROVA Tema 01: ABORDAGENS DA ADMINISTRAÇÃO Discorra sobre as principais contribuições das teorias administrativas no desenvolvimento das atividades empresariais, com ênfase para aquelas preconizadas pelas escolas

Leia mais

PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO

PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO 1 PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO Aline Silva SANTOS 1 RGM 088607 Andressa Faustino da SILVA¹ RGM 089712 Diego Dias dos SANTOS¹ RGM 087266 Tatiane Gomes dos SANTOS¹ RGM 089204 Viviane Regina

Leia mais

INOVAÇÃO E TECNOLOGIA PARA APLs. Serviços Tecnológicos do CDT/UnB

INOVAÇÃO E TECNOLOGIA PARA APLs. Serviços Tecnológicos do CDT/UnB INOVAÇÃO E TECNOLOGIA PARA APLs Serviços Tecnológicos do CDT/UnB Brasília, 5 de dezembro de 2013 Centro de Excelência Missão do CDT Apoiar e promover o desenvolvimento tecnológico, a inovação e o empreendedorismo

Leia mais

PRODUTOS E SISTEMAS MECÂNICOS: FORMAÇÃO DE COMPETÊNCIAS EM FUTUROS ENGENHEIROS MECÂNICOS

PRODUTOS E SISTEMAS MECÂNICOS: FORMAÇÃO DE COMPETÊNCIAS EM FUTUROS ENGENHEIROS MECÂNICOS PRODUTOS E SISTEMAS MECÂNICOS: FORMAÇÃO DE COMPETÊNCIAS EM FUTUROS ENGENHEIROS MECÂNICOS Beatriz L. Fernandes 1, Roberto D. Machado 1, João E. Abdalla Fo. 1, Luiz M. Moura 1 Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

4 Proposta de método de avaliação de desempenho em programas

4 Proposta de método de avaliação de desempenho em programas 4 Proposta de método de avaliação de desempenho em programas O método de avaliação foi proposto especialmente para esta pesquisa, mas poderá ser utilizado em outros casos relacionados à avaliação de desempenho

Leia mais

3 - O ambiente das organizações

3 - O ambiente das organizações Objetivos de aprendizagem 3 - O ambiente das organizações Após estudar este capítulo, você deverá estar capacitado para: Definir o ambiente das empresas e suas características principais. Descrever o ambiente

Leia mais

APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL NA INDÚSTRIA MOVELEIRA NAS REGIÕES FRONTEIRA NOROESTE E CELEIRO RS, NO ÂMBITO DO PROJETO EXTENSÃO PRODUTIVA E INOVAÇÃO.

APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL NA INDÚSTRIA MOVELEIRA NAS REGIÕES FRONTEIRA NOROESTE E CELEIRO RS, NO ÂMBITO DO PROJETO EXTENSÃO PRODUTIVA E INOVAÇÃO. APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL NA INDÚSTRIA MOVELEIRA NAS REGIÕES FRONTEIRA NOROESTE E CELEIRO RS, NO ÂMBITO DO PROJETO EXTENSÃO PRODUTIVA E INOVAÇÃO. 1 Maria Aparecida Da Silva Buss 2, Pedro Luís Büttenbender

Leia mais

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br

.:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais. Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br .:. Aula 2.:. Educação Corporativa e Mudanças Organizacionais Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br Definições Treinamento e Qualificação: não dependem de políticas de Educação Corporativa,

Leia mais

PROPRIEDADE REGISTRADA. O que fazer para alcançar ar o Desenvolvimento Empresarial Sustentável?

PROPRIEDADE REGISTRADA. O que fazer para alcançar ar o Desenvolvimento Empresarial Sustentável? . O que fazer para alcançar ar o Desenvolvimento Empresarial Sustentável? . Conceitos: Responsabilidade Social Ecoeficiência Conceitos Responsabilidade Social - é a relação ética e transparente da organização

Leia mais

4 Metodologia e estratégia de abordagem

4 Metodologia e estratégia de abordagem 50 4 Metodologia e estratégia de abordagem O problema de diagnóstico para melhoria da qualidade percebida pelos clientes é abordado a partir da identificação de diferenças (gaps) significativas entre o

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Administração Disciplina: Administração Mercadológica I Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 5 1 - Ementa (sumário, resumo) Conceito de Marketing.

Leia mais

08/05/2009. Cursos Superiores de. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Disciplina: PIP - Projeto Integrador de Pesquisa. Objetivos gerais e específicos

08/05/2009. Cursos Superiores de. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Disciplina: PIP - Projeto Integrador de Pesquisa. Objetivos gerais e específicos Faculdade INED Cursos Superiores de Tecnologia Disciplina: PIP - Projeto Integrador de Pesquisa Objetivos gerais e específicos Objetivo resultado a alcançar; Geral dá resposta ao problema; Específicos

Leia mais

Aprendizado Organizacional Universidades Corporativas e os novos modelos de educação nas empresas. Prof. Augusto Gaspar

Aprendizado Organizacional Universidades Corporativas e os novos modelos de educação nas empresas. Prof. Augusto Gaspar Aprendizado Organizacional Universidades Corporativas e os novos modelos de educação nas empresas Prof. Augusto Gaspar Aspectos Humanos - Tendências Singularidade e Hiperconectividade Fevereiro 2011 Junho

Leia mais

EGC Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação

EGC Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação EGC Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação Resenha Crítica: Qual a relação entre competitividade, gestão do conhecimento e tecnologia da informação? Paulo Fernando da Silva Para discutirmos a relação

Leia mais

Big data da educação. Dados vão proporcionar muitas oportunidades para a Educação On-line: análises, previsões e sugestões

Big data da educação. Dados vão proporcionar muitas oportunidades para a Educação On-line: análises, previsões e sugestões As universidades não irão sobreviver. O futuro está do lado de fora do campus tradicional, fora das salas de aula tradicionais. A educação a distância está chegando rápido. - Peter Drucker, 1997 O e-learning

Leia mais

Edital PROEX/IFRS nº 17/2016. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto

Edital PROEX/IFRS nº 17/2016. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto Edital PROEX/IFRS nº 17/2016 Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto O Pró-reitor de Extensão Substituto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade

Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade - Uma Estratégia Empreendedora - Roberta Cardoso Abril/2008 Por que o mundo inteiro fala em Sustentabilidade? AQUECIMENTO GLOBAL Evidências: Aumento

Leia mais

RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade.

RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade. RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade. SUSTENTABILIDADE Comportamento alinhado com os valores básicos da sustentabilidade. Ecológico Sustentável Social Sustentabilidade

Leia mais

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas 10 Minutos sobre práticas de gestão de projetos Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas Destaques Os CEOs de setores que enfrentam mudanças bruscas exigem inovação

Leia mais

Mestrada em Eng. Ambiental UFRPE Pesquisadora do Gampe yenemedeiros@hotmail.com

Mestrada em Eng. Ambiental UFRPE Pesquisadora do Gampe yenemedeiros@hotmail.com Responsabilidade Socioambiental Empresarial integrada a Produção Mais Limpa, Estudo de caso de Indústria de Recife-PE PAZ, Y. M. *, CAVALCANTI, N. S, EL-DEIR, S. G. Yenê Paz Mestrada em Eng. Ambiental

Leia mais

Promotores AEDIN - Associação de Empresas do distrito Industrial de Santa Cruz. FACULDADE MACHADO DE ASSIS CELERA CONSULTORIA E TREINAMENTO LTDA

Promotores AEDIN - Associação de Empresas do distrito Industrial de Santa Cruz. FACULDADE MACHADO DE ASSIS CELERA CONSULTORIA E TREINAMENTO LTDA UNIVERSIDADE COOPERATIVA Promotores AEDIN - Associação de Empresas do distrito Industrial de Santa Cruz. FACULDADE MACHADO DE ASSIS CELERA CONSULTORIA E TREINAMENTO LTDA Educação Empresarial - Treinamento

Leia mais

GEGIES. DESAFIOS E REFLEXÕES Sobre o Administrador e a Administração. Antonio VICO Mañas

GEGIES. DESAFIOS E REFLEXÕES Sobre o Administrador e a Administração. Antonio VICO Mañas GEGIES DESAFIOS E REFLEXÕES Sobre o Administrador e a Administração Antonio VICO Mañas Prever Coordenar ou Dirigir Organizar Controlar Prever Coordenar ou Dirigir Organizar Controlar Moral Satisfação Motivação

Leia mais

Ação de Voluntariado junto a um grupo de crianças residentes na Vila do Ipê na cidade de Guaíba/RS Semeando a consciência sócio-ambiental

Ação de Voluntariado junto a um grupo de crianças residentes na Vila do Ipê na cidade de Guaíba/RS Semeando a consciência sócio-ambiental Ação de Voluntariado junto a um grupo de crianças residentes na Vila do Ipê na cidade de Guaíba/RS Semeando a consciência sócio-ambiental Autores: Ana Cláudia C. de Mello, Denise Ávila, Dílson Antônio

Leia mais

O ENSINO DO PRINCÍPIO DE BERNOULLI ATRAVÉS DA WEB: UM ESTUDO DE CASO

O ENSINO DO PRINCÍPIO DE BERNOULLI ATRAVÉS DA WEB: UM ESTUDO DE CASO O ENSINO DO PRINCÍPIO DE BERNOULLI ATRAVÉS DA WEB: UM ESTUDO DE CASO Rivanildo Ferreira de MOURA 1, Marcos Antônio BARROS 2 1 Aluno de Graduação em Licenciatura em Física, Universidade Estadual da Paraíba-UEPB,

Leia mais

1º Seminário de Melhores Práticas

1º Seminário de Melhores Práticas 1º Seminário de Melhores Práticas FIERO / SENAI Departamento Regional de Rondônia Painel 3 Educação e Saúde Métodos e Técnicas de Gestão da Produção Curso de Aprendizagem Industrial - CAI Adir Josefa de

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos. Professora Mestranda Elaine Araújo

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos. Professora Mestranda Elaine Araújo Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Professora Mestranda Elaine Araújo E o profissional de RH... Como deve mergulhar na abordagem da Gestão do Conhecimento? Qual sua contribuição

Leia mais

RESUMO DO CURSO. Nome do curso: MBA em Gestão Empresarial : Ênfase em Pessoas, Produção e Logística.

RESUMO DO CURSO. Nome do curso: MBA em Gestão Empresarial : Ênfase em Pessoas, Produção e Logística. RESUMO DO CURSO Nome do curso: MBA em Gestão Empresarial : Ênfase em Pessoas, Produção e Logística. Área do Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas Nível do curso: pós-graduação lato sensu Modalidade:

Leia mais

Parte I - Conceitos, origens, contexto dos estudos e tendências da administração, 1

Parte I - Conceitos, origens, contexto dos estudos e tendências da administração, 1 Prefácio Estrutura do livro Informações complementares aos leitores Parte I - Conceitos, origens, contexto dos estudos e tendências da administração, 1 Apresentação, 3 1 Conceitos, Origens e Consolidação

Leia mais

Gestão Estratégica de Negócios

Gestão Estratégica de Negócios INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Inatel Competence Center Business School Gestão Estratégica de Negócios Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular Santa Rita do Sapucaí MG Setembro de 2013

Leia mais

PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS METODOLOGIA E ANÁLISE DOS BENEFÍCIOS PARA A ORGANIZAÇÃO

PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS METODOLOGIA E ANÁLISE DOS BENEFÍCIOS PARA A ORGANIZAÇÃO PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS METODOLOGIA E ANÁLISE DOS BENEFÍCIOS PARA A ORGANIZAÇÃO Cecília, Pereira¹ Rosalina, Batista¹ Cruz, Paulo Emílio² RESUMO Através deste artigo iremos abordar de forma objetiva,

Leia mais

HABILIDADES E COMPETÊNCIAS ADQUIRIDAS NO ENSINO TÉCNICO E SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO DE JOVENS EMPREENDEDORES

HABILIDADES E COMPETÊNCIAS ADQUIRIDAS NO ENSINO TÉCNICO E SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO DE JOVENS EMPREENDEDORES Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 874 HABILIDADES E COMPETÊNCIAS ADQUIRIDAS NO ENSINO TÉCNICO E SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO DE JOVENS EMPREENDEDORES

Leia mais

AUTORES. James E. Grunig, Ph.D. Professor emérito da University of Maryland, EUA; Profa. Dra. Maria Aparecida Ferrari ECA/USP

AUTORES. James E. Grunig, Ph.D. Professor emérito da University of Maryland, EUA; Profa. Dra. Maria Aparecida Ferrari ECA/USP MOTIVO DA OBRA Essa obra foi inspirada nos estudos e nas pesquisas realizadas por James E. Grunig em mais de trinta anos de atuação como professor da Universidade de Maryland e consultor de empresas na

Leia mais

Desafios para a gestão escolar com o uso de novas tecnologias Mariluci Alves Martino

Desafios para a gestão escolar com o uso de novas tecnologias Mariluci Alves Martino Desafios para a gestão escolar com o uso de novas tecnologias Mariluci Alves Martino A escola e a gestão do conhecimento Entender as instituições educacionais pressupõe compreendê-las e colocá-las em relação

Leia mais

Gestão de impactos sociais nos empreendimentos Riscos e oportunidades. Por Sérgio Avelar, Fábio Risério, Viviane Freitas e Cristiano Machado

Gestão de impactos sociais nos empreendimentos Riscos e oportunidades. Por Sérgio Avelar, Fábio Risério, Viviane Freitas e Cristiano Machado Gestão de impactos sociais nos empreendimentos Riscos e oportunidades Por Sérgio Avelar, Fábio Risério, Viviane Freitas e Cristiano Machado A oferta da Promon Intelligens considera o desenvolvimento de

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO UM INSTRUMENTO DAS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO UM INSTRUMENTO DAS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ 1 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO UM INSTRUMENTO DAS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ São Paulo SP 05/2015 Tatiana Barbosa da Silva Hospital Alemão Oswaldo

Leia mais

Ernâni Teixeira Liberali Rodrigo Oliveira

Ernâni Teixeira Liberali Rodrigo Oliveira Ernâni Teixeira Liberali Rodrigo Oliveira O projeto Nugin (Núcleo de apoio ao planejamento e gestão da inovação) originou-se de um projeto FINEP. Foi proposto pelo IEL/SC, em parceria com a UFSC, com o

Leia mais

Funções do processo de certificação florestal

Funções do processo de certificação florestal Funções do processo de certificação florestal Celso Foelkel www.celso-foelkel.com.br O que queremos com a certificação? um certificado? um aval para vender melhor? melhorar a imagem institucional? diminuir

Leia mais

1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade

1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade 1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade Curitiba 30 de outubro de 2012 Agenda Sustentabilidade: Várias Visões do Empresariado Desenvolvimento sustentável;

Leia mais

São Paulo, 17 de Junho de 2009.

São Paulo, 17 de Junho de 2009. São Paulo, 17 de Junho de 2009. Questionário: Orientação para marketing Sua empresa é orientada para marketing? Análise das respostas turma T4 Berrini Pós Adm FGV Número de respondentes: 17 Introdução

Leia mais

UNESP FACULDADE DE MEDICINA

UNESP FACULDADE DE MEDICINA Estabelecimento de competências essenciais e avaliação de perfil e potencial dos servidores da Diretoria Administrativa da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) - UNESP Sandra Aparecida Andrades Silva

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria

Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção Disciplina: Inovação e Competitividade Empresarial Sistemas de Medicação de Desempenho Fundamentos e Exemplificações

Leia mais

TÍTULO: SISTEMAS DE GESTÃO EM EH&S, NECESSIDADE ATUAL DE NOVOS INDICADORES DE PERFORMANCE.

TÍTULO: SISTEMAS DE GESTÃO EM EH&S, NECESSIDADE ATUAL DE NOVOS INDICADORES DE PERFORMANCE. TÍTULO: SISTEMAS DE GESTÃO EM EH&S, NECESSIDADE ATUAL DE NOVOS INDICADORES DE PERFORMANCE. INTRODUÇÃO Nossa avaliação tem como objetivo um entendimento da evolução da abordagem em Saúde, Segurança e Meio

Leia mais

Gestão da qualidade em serviços: um estudo de caso em microempresas do ramo de oficinas mecânicas

Gestão da qualidade em serviços: um estudo de caso em microempresas do ramo de oficinas mecânicas Gestão da qualidade em serviços: um estudo de caso em microempresas do ramo de oficinas mecânicas Eunice Zucchi (CESCAGE) eunicezucchi@gmail.com Balduir Carletto (CESCAGE) bcarletto@uol.com.br Camila Lopes

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

Essas mudanças têm criado um mundo de novas oportunidades de negócio, exigindo que o especialista em marketing se reinvente a todo instante

Essas mudanças têm criado um mundo de novas oportunidades de negócio, exigindo que o especialista em marketing se reinvente a todo instante 1 Essas mudanças têm criado um mundo de novas oportunidades de negócio, exigindo que o especialista em marketing se reinvente a todo instante Motivação A Internet e as redes sociais mudaram o comportamento

Leia mais

Há sempre mais tarefas produtivas para amanhã do que tempo para executá-las, e mais oportunidades do que pessoas para se encarregarem delas. Peter F.

Há sempre mais tarefas produtivas para amanhã do que tempo para executá-las, e mais oportunidades do que pessoas para se encarregarem delas. Peter F. Há sempre mais tarefas produtivas para amanhã do que tempo para executá-las, e mais oportunidades do que pessoas para se encarregarem delas. Peter F. Drucker Com cenário cada vez mais desafiador, onde

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DA INFORMÁTICA

ADMINISTRAÇÃO DA INFORMÁTICA ADMINISTRAÇÃO DA INFORMÁTICA A informação sempre esteve presente em todas as organizações; porém, com a evolução dos negócios, seu volume e valor aumentaram muito, exigindo uma solução para seu tratamento,

Leia mais

Zootecnia: Gestão e Inovação. III Seminário Nacional de Ensino de Zootecnia Foz do Iguaçu/PR 07/05/2013

Zootecnia: Gestão e Inovação. III Seminário Nacional de Ensino de Zootecnia Foz do Iguaçu/PR 07/05/2013 Zootecnia: Gestão e Inovação III Seminário Nacional de Ensino de Zootecnia Foz do Iguaçu/PR 07/05/2013 Prof. Dr. Celso da Costa Carrer Faculdade Zootecnia e Engenharia de Alimentos - FZEA/USP Agenda Introdução

Leia mais

Ementário do Curso Superior de Tecnologia Processos Gerenciais

Ementário do Curso Superior de Tecnologia Processos Gerenciais 01 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO Fase: VI (Tec. em ) Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 EMENTA: Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o

Leia mais

VI SEMANA DA ADMINISTRAÇÃO

VI SEMANA DA ADMINISTRAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO NORTE GOIANO FACULDADE DO NORTE GOIANO (FNG) COORDENAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO VI SEMANA DA ADMINISTRAÇÃO Porangatu - GO 2014/2 VI SEMANA DA ADMINISTRAÇÃO Projeto da

Leia mais

GESTÃO DO DESEMPENHO EM GESTÃO DE PESSOAS NA ESFERA PÚBLICA

GESTÃO DO DESEMPENHO EM GESTÃO DE PESSOAS NA ESFERA PÚBLICA GESTÃO DO DESEMPENHO EM GESTÃO DE PESSOAS NA ESFERA PÚBLICA SONIA RIOS Economista / Administradora de Empresas Gestão Privada e Pública / Psicóloga Consultora Empresarial Especialista em Gestão Estratégica

Leia mais

GLOSSÁRIO. Este glossário tem como objetivo de esclarecer todos o termos a comunidade acadêmica, referentes a CPA:

GLOSSÁRIO. Este glossário tem como objetivo de esclarecer todos o termos a comunidade acadêmica, referentes a CPA: GLOSSÁRIO Este glossário tem como objetivo de esclarecer todos o termos a comunidade acadêmica, referentes a CPA: ACG Avaliação dos Cursos de Graduação Avaliar Significa atribuir valor a alguma coisa AVALIES

Leia mais

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia

Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Gestão e estratégia de TI Conhecimento do negócio aliado à excelência em serviços de tecnologia Desafios a serem superados Nos últimos anos, executivos de Tecnologia de Informação (TI) esforçaram-se em

Leia mais

Edital PROEX/IFRS nº 021/2015. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto

Edital PROEX/IFRS nº 021/2015. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto Edital PROEX/IFRS nº 021/2015 Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto A Pró-reitora de Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

MBA EM LOGÍSTICA E GERENCIAMENTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

MBA EM LOGÍSTICA E GERENCIAMENTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS MBA EM LOGÍSTICA E GERENCIAMENTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS 1 - JUSTIFICATIVA A gestão do fluxo de valor agregado pelas organizações exige contemplar toda a cadeia de suprimentos de forma a identificar e

Leia mais

Empreendedorismo. Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com

Empreendedorismo. Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com Empreendedorismo Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com "Olhar é uma coisa, ver o que se olha é outra, entender o que se vê é uma outra, aprender o que você entende é uma coisa a mais, mas agir sobre

Leia mais

AULA 6 Esquemas Elétricos Básicos das Subestações Elétricas

AULA 6 Esquemas Elétricos Básicos das Subestações Elétricas CONSIDERAÇÕES INICIAIS AULA 6 Esquemas Elétricos Básicos das Subestações Elétricas Quando planejamos construir uma subestação, o aspecto de maior importância está na escolha (e, conseqüentemente, da definição)

Leia mais

CAPACITAÇÃO DE PESSOAS COMO VARIÁVEL ESTRATÉGICA NAS INDÚSTRIAS

CAPACITAÇÃO DE PESSOAS COMO VARIÁVEL ESTRATÉGICA NAS INDÚSTRIAS ! "#$ " %'&)(*&)+,.- /10.2*&4365879&4/1:.+58;.2*=?5.@A2*3B;.- C)D 5.,.5FE)5.G.+ &4- (IHJ&?,.+ /?=)5.KA:.+5MLN&OHJ5F&4E)2*EOHJ&)(IHJ/)G.- D - ;./);.& CAPACITAÇÃO DE PESSOAS COMO VARIÁVEL ESTRATÉGICA

Leia mais

Objetivos. Produto da Consultoria. Consolidação do Profissional como Consultor. Prof. Carlos William de Carvalho. Produto:

Objetivos. Produto da Consultoria. Consolidação do Profissional como Consultor. Prof. Carlos William de Carvalho. Produto: Consolidação do Profissional como Consultor Prof. Carlos William de Carvalho Objetivos Quais aspectos a serem considerados para que uma pessoa se torne consultor empresarial? Como definir e qual a importância

Leia mais

Em sintonia com o movimento de incubadoras de empresas e parques tecnológicos ao redor do mundo, o Brasil também corre atrás de sua independência

Em sintonia com o movimento de incubadoras de empresas e parques tecnológicos ao redor do mundo, o Brasil também corre atrás de sua independência NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PUC SP PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Prof. Dr. Antonio Vico Mañas e-mail: vicereitoria@pucsp.br tel.: 36708284 Equipe PUC INOVAÇÃO Vice Reitoria 1 Em sintonia

Leia mais

4.5 Sistema de Gerenciamento de Qualidade (Sistema GQ)

4.5 Sistema de Gerenciamento de Qualidade (Sistema GQ) Página : 1 / 8 4.1 Introdução 4.2 Explicações Básicas sobre a Política Empresarial 4.3 Metas da Empresa 4.4 Diretrizes da Empresa 4.5 Sistema de Gerenciamento de (Sistema GQ) Página : 2 / 8 4.1 Introdução

Leia mais

Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios

Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios O que é a Câmara? Câmara de Comércio do Mercosul e União Latino América 01 A Câmara de Comércio do Mercosul e União Latino América (CCM-ULA) é uma Instituição

Leia mais