PLAN DU COURS ET LE CALENDRIER

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLAN DU COURS ET LE CALENDRIER"

Transcrição

1 RIZVI INTERNATIONAL SCHOOLS PLAN DU COURS ET LE CALENDRIER FRANÇAISE Rizvi International Schools Av. Otacílio Negrão de Lima, 5450 T E W

2 Table des matières Aperçu Général 1 Unidades Trabalhadas 1 Revisão e Avaliação 2 Atividades Temáticas 2 Workshops e Laboratórios 2 Niveaux et les Compétences 3 CEFR - CADRE EUROPÉEN COMMUN DE RÉFÉRENCE POUR LES LANGUES 3 Níveis de CEFR 4 Les Niveaux et les Compétences au RIZVI International Schools 5 Aperçu Général 5 Niveaux 6 Niveau 1 6

3 Aperçu Général O plano de curso tem o objetivo de sinalizar aos professores e alunos o ritmo aproximado do curso em questão, no entanto não pretende de forma alguma padronizar práticas de maneira que fiquem estanques, pelo contrário, o plano dá indicações claras de que as aulas devem ser dinâmicas, diversificadas e apropriadas a cada tipo de perfil, seja para alunos individuais, seja para grupos. Caso seja observada uma disparidade relevante no andamento das aulas em relação ao plano apresentado, ambos professores e alunos podem se dirigir ao seu coordenador de unidade ou auxiliar de coordenação para maiores informações e direcionamentos. De uma maneira panorâmica, os planos de cada um dos cursos são formados por módulos que contemplam os seguintes itens: Unidades trabalhadas Revisão e avaliação Atividades temáticas Workshops e laboratórios Unidades Trabalhadas Também denominadas syllabus, as unidades do livro têm o objetivo maior de sistematizar e contextualizar o conteúdo a ser trabalhado, fornecendo um direcionamento e uma coesão de tema, gramática, vocabulário, habilidades linguísticas (fala, escrita, compreensão oral, leitura) e funções discursivas. Esse é o tempo reservado, ainda, para a correção das atividades propostas para casa e elaboração de planos de estudo.

4 Revisão e Avaliação As revisões de conteúdo são feitas periodicamente, mas uma revisão geral é feita ao final de cada módulo e, embora nossos professores sejam treinados para avaliar o aluno de maneira processual e constante, uma avaliação sistemática e quantitativa é feita obrigatoriamente ao final de cada módulo (aproximadamente 30h ou três meses), com posterior feedback aos alunos sobre seu desempenho. Atividades Temáticas As atividades temáticas constantes da carga horária de cada módulo são a oportunidade que o aluno tem de apresentar ao professor questionamentos específicos, acerca de sua prática profissional, que porventura não tenham sido tratados pelo livro/syllabus. O professor ainda deverá utilizar esse tempo para o desenvolvimento de atividades que possam expandir os temas abordados pelas unidades, trazendo materiais extras dos mais diversos tipos como: material fotocopiável (disponível nas unidades e na Rizvi Intranet) gramática, jogos etc.-, vídeos e links da internet, além de ser ainda tempo reservado para atividades promovidas pela escola, com o objetivo de diversificar as aulas e promover o desenvolvimento da capacidade comunicativa e linguística dos alunos na língua francesa. Atentamos para o fato de, apesar de as atividades serem descritas como diversificadas e até aparentemente lúdicas (como é o caso dos jogos e das atividades em grandes grupos como o Repas de groupe ), todas têm claro objetivo linguístico e são promovidas a fim de melhorar as habilidades do aluno no trato com a língua. Workshops e Laboratórios O período é utilizado para o autodesenvolvimento e a elaboração de estratégias de estudo que sejam eficazes para o aprimoramento de técnicas para aprender melhor. Além disso workshops são promovidos trimestralmente pela escola para o ensino de técnicas para que os alunos se tornem estudantes autônomos e mais eficientes. Nesse período são feitos laboratórios de compreensão oral, escrita, técnicas de estudo, workshop sobre habilidades (por exemplo, pronúncia) entre outros.

5 Niveaux et les Compétences Com o objetivo de sistematizar os níveis oferecidos pela Rizvi de acordo com padrões internacionais, todo nosso material é baseado no Cadre européen commun de référence pour les langues - Apprendre, Enseigner, Évaluer (CECR), dessa forma após o término de cada nível o aluno terá desenvolvidas habilidades internacionalmente reconhecidas como prova de proficiência em determinado nível, o que pode ser comprovado, por exemplo, pelos diversos exames (DELF, DALF, CEFP, DL, DSLCF,DHEF, etc.) disponíveis no mercado. De maneira geral, os níveis descritos no CECR são os seguintes: CEFR - CADRE EUROPÉEN COMMUN DE RÉFÉRENCE POUR LES LANGUES A1 Niveau Introductif ou Découverte A2 Niveau Intermédiaire ou de Survie B1 Niveau Seuil B2 Niveau Avancé ou Indépendant C1 Niveau Autonome C2 Niveau Maîtrise

6 Níveis de CEFR Nível A1 A2 B1 B2 C1 C2 Descrição Consegue entender e utilizar expressões familiares e corriqueiras e frases básicas objetivando a satisfação de necessidades de tipo concreto. Consegue se apresentar e apresentar pessoas, perguntar e responder perguntas sobre detalhes pessoais do tipo onde mora, pessoas que conhece, coisas que tem. Consegue interagir de maneira simples desde que o interlocutor fale devagar e claramente, e também esteja disposto a cooperar. Consegue entender sentenças e expressões freqüentes relacionadas a áreas de relevância imediata (informações básicas sobre aspectos pessoais e da família. Compras, geografia local, emprego). Pode se comunicar em tarefas rotineiras que exijam troca de informações simples e diretas em situações familiares. Consegue descrever em termos simples e aspectos relativos à sua vida, ambiente e assuntos corriqueiros em áreas de necessidades imediatas. Consegue entender os pontos principais de insumo padrão em assuntos familiares geralmente encontrados no trabalho, escola, lazer, etc. Consegue lidar com situações prováveis de acontecer em viagens na região onde a língua é falada. Consegue produzir textos simples relacionados a tópicos familiares ou a interesses particulares. Consegue descrever experiências e eventos, sonhos, desejos e ambições e brevemente dar explicações e razões para opiniões e planos. Consegue entender as idéias principais de um texto complexo tanto em tópicos abstratos como em concretos, incluindo discussões técnicas em seu campo de especialização. Consegue interagir com um nível de fluência e espontaneidade que faz com que interações regulares com nativos sejam possíveis sem grandes esforços de ambas as partes. Consegue produzir textos claros e detalhados em uma grande variedade de assuntos e explicar pontos de vista de tópicos fornecendo vantagens e desvantagens das várias opções. Consegue entender uma grande variedade de textos maiores e com maior nível de exigência e reconhecer sentidos implícitos. Consegue se expressar fluente e espontaneamente sem procura óbvia por expressões. Consegue utilizar a língua de maneira flexível e efetiva com propósitos sociais, acadêmicos e profissionais. Consegue produzir textos claros, detalhados e bemestruturados em assuntos complexos, demonstrando uso controlado de padrões organizacionais, conectores e elementos coesivos. Consegue entender com facilidade virtualmente tudo que for falado ou escutado. Consegue sumarizar informações advindas de diferentes fontes faladas e/ou escritas, reconstruindo argumentos e considerações em uma apresentação coerente. Consegue se expressar espontaneamente, muito fluente e precisamente, diferenciando graus refinados de significado até em situações mais complexas.

7 Les Niveaux et les Compétences au RIZVI International Schools Aperçu Général Niveau Durée Compétences A1 L'étudiant peut comprendre et utiliser des expressions familières et quotidiennes ainsi que des énoncés très simples qui visent à satisfaire des besoins concrets. Il peut se présenter ou présenter quelqu'un et poser à une personne des questions la concernant (lieu d'habitation, relations, ce qui lui appartient ). Il peut répondre au même type de questions. Il peut communiquer de façon simple si l'interlocuteur parle lentement et distinctement et se montre coopératif. A2 L'étudiant peut comprendre des phrases isolées et des expressions fréquemment utilisées en relation avec des domaines immédiats de priorité (informations personnelles ou familiales, achats, environnement proche, travail). Il peut communiquer lors de tâches simples et habituelles ne demandant qu'un échange d'informations simple et direct sur des sujets familiers et habituels. Il peut décrire avec des moyens simples sa formation, son environnement immédiat et évoquer des sujets familiers et habituels ou qui correspondent à des besoins immédiats. B1 L'étudiant peut comprendre les points essentiels quand un langage clair et standard est utilisé et s'il s'agit de choses familières dans le travail, à l'école, les loisirs Il peut se débrouiller dans la plupart des situations rencontrées en voyage dans une région où la langue est parlée. Il peut produire un discours simple et cohérent sur des sujets familiers et dans ses domaines d'intérêt. Il peut raconter un événement, une expérience ou un rêve, décrire un espoir ou un but et exposer brièvement des raisons ou explications pour un projet ou une idée. B2 C1 C2 L'étudiant peut comprendre le contenu essentiel de sujets concrets ou abstraits dans un texte complexe, y compris une discussion technique dans sa spécialité. Il peut communiquer avec un degré de spontanéité et d'aisance telle qu'une conversation avec un locuteur natif ne comporte de tension ni pour l'un ni pour l'autre. Il peut s'exprimer de façon claire et détaillée sur une grande gamme de sujets, émettre un avis sur un sujet d'actualité et exposer les avantages et inconvénients de différentes possibilités. L'étudiant peut comprendre une grande gamme de textes longs et exigeants, ainsi que de saisir des significations implicites. Il peut s'exprimer spontanément et couramment sans trop apparemment devoir chercher ses mots. Il peut utiliser la langue de façon efficace et souple dans sa vie sociale, professionnelle ou académique. Il peut s'exprimer sur des sujets complexes de façon claire et bien structurée et manifester son contrôle des outils d'organisation, d'articulation et de cohésion du discours. L'étudiant peut comprendre sans effort pratiquement tout ce qu'il lit ou entend. Il peut restituer faits et arguments de diverses sources écrites et orales en les résumant de façon cohérente. Il peut s'exprimer spontanément, très couramment et de façon précise et peut rendre distinctes de fines nuances de sens en rapport avec des sujets complexes.

8 Niveaux Niveau 1 Niveau: A1 Matériel: Tout va Bien Duration: Compétences générales: comprendre et utiliser des expressions familières et quotidiennes se présenter ou présenter quelqu'un poser et répondre à une personne des questions la concernant: lieu d'habitation, relations, possesion communiquer de façon simple Module Durée Compétences et des Structures Module 1 Units 0-2 Révision et évaluation Activités thématiques Ateliers et laboratoires 34h Ecahnges directs, formeles, telephoniques Commentaires d activités quotidiannes Jours de la semaine Mots de la classe Ecole Nationalité Couleurs Heure Activité quotidienne Famille Profession Loisir Saisons Salutation Description Pronoms personnels Etre et avoir Articles Negation Genre C est / Il est Present Pluriel Interrogatifs Adjectifs possessifs Futur proche Module 2 Units 3-4 Révision et évaluation Activités thématiques Workshops and labs 34h Conseils Lieux Carte postalle Lettre Critique, accord, désacord Moyens de transport Maison Environment Adjectif ordinaux Carrière professionelle Marqueurs temporels Temps et climat Vêtements Registre standard Politesse Imperatif Passé récent On impersonnel Adjectif demonstratif Pronoms COD/COI Obligation Étre en train de Étre sur le point de Passé composé Negation Discours indirect Module 3 Units 5-6 Révision et évaluation Activités thématiques Ateliers et laboratoires 34h Goûts, préférence, conseils, choix Comparasion, appreciation Etat de santé Message telephoniques Alimentation Restaurant Achats divers services Partitifs Pronom complément et averbiaux Futur simple Pronom relatif Quantité Total

9 Rizvi International Schools Pampulha Av. Otacílio Negrão de Lima, 5450 Bairro Bandeirantes Belo Horizonte - MG Tel: (31) Belvedere Rua Modesto Carvalho de Araújo, 182 Bairro Belvedere Belo Horizonte - MG Tel: (31) Boa Viagem Rua Sergipe, 120 Funcionarios Belo Horizonte - MG Tel: (31)

PLANO DE CURSO PORTUGUÊS DIÁLOGO

PLANO DE CURSO PORTUGUÊS DIÁLOGO RIZVI INTERNATIONAL SCHOOLS PLANO DE CURSO PORTUGUÊS DIÁLOGO Rizvi International Schools Av. Otacílio Negrão de Lima, 5450 T 31 3223 8949 E atendimento@rizvi.com.br W www.rizvi.com.br Índice Panorama Geral

Leia mais

Programação das atividades letivas para 2015/2016 Francês Nível 1 (Iniciação) - 10º Ano - Curso Profissional 123 Horas = 148 tempos letivos

Programação das atividades letivas para 2015/2016 Francês Nível 1 (Iniciação) - 10º Ano - Curso Profissional 123 Horas = 148 tempos letivos Programação das atividades letivas para 2015/2016 Francês Nível 1 (Iniciação) - 10º Ano - Curso Profissional 123 Horas = 148 tempos letivos Competências Essenciais Conteúdos Período Previstas Avaliação

Leia mais

Manual do aluno. Curso Master

Manual do aluno. Curso Master Manual do aluno Curso Master Sumário A escola... 3 Inglês por nível... 3 Material Didático Interchange Fourth Edition... 4 Série complementar pós-interchange:... 5 Metodologia do curso Master:... 5 Em

Leia mais

PLANO DE CONTEÚDOS 7º ANO DE ESCOLARIDADE Ano letivo 2014-2015. 7º Ano

PLANO DE CONTEÚDOS 7º ANO DE ESCOLARIDADE Ano letivo 2014-2015. 7º Ano 7º Ano Disciplina Período Conteúdos PORTUGUÊS Educação Literária Narrativas da literatura popular e tradicional Narrativas juvenis de carácter realista Narrativas juvenis de aventura e fantásticas Obra

Leia mais

de manuais concebidos segundo a Perspectiva Acional

de manuais concebidos segundo a Perspectiva Acional 1. NOME COMPLETO: HYANNA C. DIAS DE MEDEIROS 2. E-MAIL: hyanna.medeiros@usp.br 3. ALUNO: X EX-ALUNO: 4. PESQUISA : X INICIAÇÃO CIENTÍFICA MESTRADO DOUTORADO 5. ÁREA DE PESQUISA: X LÍNGUA, LINGUÍSTICA E

Leia mais

PLANO DE ESTUDO DA DISCIPLINA DE FRANCÊS - 9 ºano 3º CICLO 2014-2015

PLANO DE ESTUDO DA DISCIPLINA DE FRANCÊS - 9 ºano 3º CICLO 2014-2015 Construir uma Escola de Qualidade AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES Ser uma Escola para a Cidadania PLANO DE ESTUDO DA DISCIPLINA DE FRANCÊS - 9 ºano 3º CICLO 2014-2015 Organização e gestão

Leia mais

PAAES/UFU 2ª Etapa Subprograma 2011-2014

PAAES/UFU 2ª Etapa Subprograma 2011-2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos PAAES 2ª ETAPA SUBPROGRAMA 2011/2014 24 de fevereiro de 2013

Leia mais

MERCI DE NOUS RENVOYER VOTRE TEST A : info@soft-formation.com TEST PORTUGAIS NOM DU STAGIAIRE : PRENOM DU STAGIAIRE :

MERCI DE NOUS RENVOYER VOTRE TEST A : info@soft-formation.com TEST PORTUGAIS NOM DU STAGIAIRE : PRENOM DU STAGIAIRE : - 1 - MERCI DE NOUS RENVOYER VOTRE TEST A : info@soft-formation.com TEST PORTUGAIS SOCIETE : RESPONSABLE FORMATION : TELEPHONE : FAX : NOM DU STAGIAIRE : PRENOM DU STAGIAIRE : TELEPHONE : FAX : DATE DU

Leia mais

CAFEZINHO BRASILEIRO A5

CAFEZINHO BRASILEIRO A5 1 PRONOMES (adjetivo) DEMONSTRATIVOS Déterminant Démonstratifs Oi Paulo, esse bola é do seu filho? Salut Paulo, ce balon est à ton fils? Sim, é dele. Oui, c est à lui. Les déterminants démonstratifs (pronomes

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS DISCIPLINA:Francês 7ºAno Nível I (Turmas A/B/C/D/E)

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS DISCIPLINA:Francês 7ºAno Nível I (Turmas A/B/C/D/E) PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS DISCIPLINA:Francês 7ºAno Nível I (Turmas A/B/C/D/E) Ano Letivo 2012/2013 Temáticos Unité 0 JE COMMENCE Os pronomes pessoais Os números cardinais (1) ( 0-19) Conteúdos Nº

Leia mais

Ce document a été mis en ligne par le Canopé de l académie de Bordeaux pour la Base Nationale des Sujets d Examens de l enseignement professionnel.

Ce document a été mis en ligne par le Canopé de l académie de Bordeaux pour la Base Nationale des Sujets d Examens de l enseignement professionnel. Ce document a été mis en ligne par le Canopé de l académie de Bordeaux pour la Base Nationale des Sujets d Examens de l enseignement professionnel. Ce fichier numérique ne peut être reproduit, représenté,

Leia mais

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO.

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FRANCÊS 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém quatro questões, constituídas de itens e

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE FRANCÊS - 8.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE FRANCÊS - 8.º ANO DE FRANCÊS - 8.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO No final do 8.º ano de escolaridade, o aluno deve ser capaz de: compreender enunciados orais de tipologia variada de dificuldade intermédia; compreender

Leia mais

Annales zéro baccalauréat 2013. Bac L - LV2. Ressources pour la classe de terminale. Portugais. Novembre 2012

Annales zéro baccalauréat 2013. Bac L - LV2. Ressources pour la classe de terminale. Portugais. Novembre 2012 éduscol Annales zéro baccalauréat 2013 Ressources pour la classe de terminale Bac L - LV2 Portugais Ces documents peuvent être utilisés et modifiés librement dans le cadre des activités d'enseignement

Leia mais

PROVA GLOBAL DE 9º ANO DE ESCOLARIDADE FRANCÊS 3 2005-2006

PROVA GLOBAL DE 9º ANO DE ESCOLARIDADE FRANCÊS 3 2005-2006 ESCOLA PROVA GLOBAL DE 9º ANO DE ESCOLARIDADE FRANCÊS 3 2005-2006 I Lisez attentivement le texte ci-dessous et les questions pour avoir une vision globale de ce qu'on vous demande. Une eau pas très écolo!

Leia mais

Língua francesa para deficientes visuais em Diadema, São Paulo: uma proposta de ensino de. inclusão social concebida segundo a abordagem acional

Língua francesa para deficientes visuais em Diadema, São Paulo: uma proposta de ensino de. inclusão social concebida segundo a abordagem acional Língua francesa para deficientes visuais em Diadema, São Paulo: uma proposta de ensino de Mestranda: Michelle A. G. Honório inclusão social concebida segundo a abordagem acional Orientadora: Profa. Dra.

Leia mais

Prova Escrita de Francês

Prova Escrita de Francês Exame Final Nacional do Ensino Secundário Prova Escrita de Francês 11.º Ano de Escolaridade Continuação bienal Decreto-Lei n.º 139/2012, de de julho Prova 17/1.ª Fase Critérios de Classificação 7 Páginas

Leia mais

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos APRENDER E ENSINAR A LÍNGUA FRANCESA COM AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO: TIC Julia Simone Ferreira (UFAC) juliasimonef@yahoo.fr Sabe-se que é preciso, para aprender e ensinar uma língua estrangeira,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO DISCIPLINA: Francês ANO: 7º Nível 1 Curso: Ensino Básico Total de aulas previstas: 99 Manual adotado: Mots Clés Porto Editora 1º PERÍODO - AULAS PREVISTAS: 41 Competências

Leia mais

CAFEZINHO BRASILEIRO A7

CAFEZINHO BRASILEIRO A7 1 VERBOS REGULARES -ER e -IR Verbes Réguliers -ER et -IR COMER ASSISTIR eu como assisto você come assiste nós comemos assistimos vocês comem assistem BEBER boire DEVER devoir VENDER vendre VIVER vivre

Leia mais

Gestionnaires d'assurance (h/f) - Lisbonne

Gestionnaires d'assurance (h/f) - Lisbonne Gestionnaires d'assurance (h/f) - Lisbonne Notre client est un courtier-gestionnaire en assurance, un des leaders du marché, spécialisé notamment dans les secteurs de la banque, la téléphonie mobile et

Leia mais

BACCALAURÉAT GÉNÉRAL ET TECHNOLOGIQUE. Session 2011 PORTUGAIS LANGUE VIVANTE 2

BACCALAURÉAT GÉNÉRAL ET TECHNOLOGIQUE. Session 2011 PORTUGAIS LANGUE VIVANTE 2 BACCALAURÉAT GÉNÉRAL ET TECHNOLOGIQUE Session 2011 PORTUGAIS LANGUE VIVANTE 2 Série L : 3 heures coefficient 4 Série S : 2 heures coefficient 2 Série STG (sauf CGRH) : 2 heures coefficient 2 Série STG

Leia mais

Mestrado em Tradução. Relatório do Projecto de Tradução ANA CRISTINA LOPES SOARES. Trabalho de projecto orientado pelo PROFESSOR DOUTOR PIERRE LEJEUNE

Mestrado em Tradução. Relatório do Projecto de Tradução ANA CRISTINA LOPES SOARES. Trabalho de projecto orientado pelo PROFESSOR DOUTOR PIERRE LEJEUNE Mestrado em Tradução Tradução da primeira parte de Droit de la Famille de Dominique Fenouillet Relatório do Projecto de Tradução ANA CRISTINA LOPES SOARES Trabalho de projecto orientado pelo PROFESSOR

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE FRANCÊS 9.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE FRANCÊS 9.º ANO DE FRANCÊS 9.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No final do 9.º ano de escolaridade, o aluno deve ser capaz de: compreender enunciados orais em língua corrente de tipologia variada; compreender

Leia mais

PLUS QU UNE ÉCOLE UN AVENIR MAIS QUE UMA ESCOLA UM FUTURO

PLUS QU UNE ÉCOLE UN AVENIR MAIS QUE UMA ESCOLA UM FUTURO PLUS QU UNE ÉCOLE UN AVENIR MAIS QUE UMA ESCOLA UM FUTURO MAIS QUE UMA ESCOLA UM FUTURO O Lycée Français International de Porto, localizado num local excecional, com amplos espaços verdes, não tem parado

Leia mais

Escola Básica António Feijó - Ponte de Lima

Escola Básica António Feijó - Ponte de Lima Meta 1º período Salut! On se présente Ma vie en classe - Semelhança de vocabulário entre o português e o francês (palavras que passam por transferência, galicismos e falsos amigos) A França e os franceses:

Leia mais

PLANO DE CONTEÚDOS 7º ANO DE ESCOLARIDADE. 7º Ano

PLANO DE CONTEÚDOS 7º ANO DE ESCOLARIDADE. 7º Ano LÍNGUA PORTUGUESA 7º Ano Disciplina Período Conteúdos Texto narrativo: diário, memórias, romance tradicional, fábula, conto popular, mito, lenda; Leitura orientada: O cavaleiro da Dinamarca, Sophia de

Leia mais

CURSOS E EXAMES DE ALEMÃO

CURSOS E EXAMES DE ALEMÃO CURSOS E EXAMES DE ALEMÃO Outubro 2015 Fevereiro 2016 Goethe-Institut Lisboa Sprache. Kultur. Deutschland. Cursos de alemão Aprenda alemão com profissionais: O Goethe-Institut em Lisboa oferece uma vasta

Leia mais

Interferência do português língua materna vs supergeneralização na escrita em francês

Interferência do português língua materna vs supergeneralização na escrita em francês Interferência do português língua materna vs supergeneralização na escrita em francês Pablo Diego Niederauer Bernardi * (UFPel) Isabella Mozzilo (UFPel) Aprender línguas pressupõe o desenvolvimento de

Leia mais

Michel Pêcheux e a Análise de Discurso

Michel Pêcheux e a Análise de Discurso Estudos da Língua(gem) Michel Pêcheux e a Análise de Discurso Michel Pêcheux e a Análise de Discurso Michel Pêcheux et l Analyse de Discours Eni P. ORLANDI * UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS (Unicamp)

Leia mais

A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire.

A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire. Caros pais, A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire. Esta iniciativa insere-se no âmbito de um projeto

Leia mais

Introdução. Heloisa Albuquerque-Costa 1

Introdução. Heloisa Albuquerque-Costa 1 Francês para Objetivo Universitário (FOU) na FFLCH/USP: formação linguística e discurso universitário para alunos que preparam intercâmbio com a França (Français sur Objectif Universitaire (FOU) à la FFLCH-USP:

Leia mais

Provas orais em Língua Estrangeira Ensino Secundário Francês 11º ano, Nível de Continuação Janeiro 2009

Provas orais em Língua Estrangeira Ensino Secundário Francês 11º ano, Nível de Continuação Janeiro 2009 Provas orais em Língua Estrangeira Ensino Secundário Francês 11º ano, Nível de Continuação Janeiro 2009 Esta prova desenvolve-se em três partes e tem uma duração aproximada de 15-20 minutos para cada grupo

Leia mais

EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS E DUPLOS DIPLOMAS EQUIVALENCES DE CRÉDITS ET DOUBLE DIPLÔMES

EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS E DUPLOS DIPLOMAS EQUIVALENCES DE CRÉDITS ET DOUBLE DIPLÔMES Encontros Acadêmicos de São Paulo 23/09/2005 EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS E DUPLOS DIPLOMAS EQUIVALENCES DE CRÉDITS ET DOUBLE DIPLÔMES EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS Aproveitamento de estudos realizados em outra

Leia mais

Comunicar em situação de aula. Trocar opiniões sobre aspectos da cultura francesa

Comunicar em situação de aula. Trocar opiniões sobre aspectos da cultura francesa Agrupamento de Escolas À Beira Douro Escola Básica e Secundária À Beira Douro - Medas Departamento de Línguas - Francês 3.º Ciclo 8.º Ano Planificação Anual 2010 / 2011 1.º Período - Aulas previstas: Competências

Leia mais

Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens

Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens et m ont fait partager leurs connaissances et leurs expériences

Leia mais

Bienvenue à l'ecole en France Bemvindo à escola em França

Bienvenue à l'ecole en France Bemvindo à escola em França Bienvenue à l'ecole en France Bemvindo à escola em França Ses objectifs / OBJECTIVOS Éduquer pour vivre ensemble -> Educar para viver juntos Portugais Português Instruire pour comprendre aujourd hui, construire

Leia mais

2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica.

2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica. 2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica. Cinq mémoires sur l instruc1on publique (1791). Présenta@on, notes, bi- bliographie et chronologie part Charles Coutel et Catherine

Leia mais

1. Referencial e objeto de avaliação INFORMAÇÃO Nº 2 /2015-2016

1. Referencial e objeto de avaliação INFORMAÇÃO Nº 2 /2015-2016 INFORMAÇÃO Nº 2 /2015-2016 O presente documento refere-se à Inglês 9.º ano (PET), a aplicar aos alunos do 9.º ano de escolaridade em 2016. Encontra-se disponível, para consulta, no site do iave.pt, na

Leia mais

CADERNO DE PROVA 1.ª FASE

CADERNO DE PROVA 1.ª FASE AZUL CADERNO DE PROVA 1.ª FASE Francês Nome do candidato Nome do curso / Turno Local de oferta do curso N.º de inscrição Assinatura do candidato Coordenação de Exames Vestibulares I N S T R U Ç Õ E S LEIA

Leia mais

FAIRTRADE LABELLING ORGANIZATIONS INTERNATIONAL

FAIRTRADE LABELLING ORGANIZATIONS INTERNATIONAL A: Tous les acteurs de la filière du Commerce Equitable certifiés pour la mangue, la banane, la pulpe d araza / Produtores e Comerciantes certificados da manga, da banana e da polpa de araza de CJ Tous

Leia mais

Télécommande standard non polarisée 0 039 01

Télécommande standard non polarisée 0 039 01 01 Télécommande standard non polarisée R Caractéristiques techniques Alimentation...:230 V± 50/60 Hz 10 ma Capacité des bornes : 2 X 1,5 mm 2 Fixation...:surrailoméga Encombrement.... : 4 modules (70 mm)

Leia mais

157 spectrum RESUMO PALAVRAS-CHAVE

157 spectrum RESUMO PALAVRAS-CHAVE 157 DA INADEQUAÇÃO DO TERMO ANALFABETISMO E DA NECESSIDADE DE NOVOS CONCEITOS PARA A COMPREENSÃO DO APRENDIZADO DA LEITURA E DA ESCRITA EM LÍNGUA PORTUGUESA NILCE DA SILVA * RESUMO O presente artigo apresenta

Leia mais

Bienvenue au Cours Préparatoire Bemvindos à Primária

Bienvenue au Cours Préparatoire Bemvindos à Primária Bienvenue au Cours Préparatoire Bemvindos à Primária Ce qui ne change pas O que não se altera entre o pré-escolar e o 1º ano no LFIP L organisation administrative/a organização administrativa -Les contacts

Leia mais

TUTORIA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA:

TUTORIA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA: TUTORIA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA: COMPETÊNCIAS, SEUS FATORES PROPULSORES E SUAS LIMITAÇÕES MASCARENHAS, Rosana (mmascarenhas@facinter.br) FACINTER e Universidade Tuiuti Do Paraná MASCARENHAS, Marcelo

Leia mais

O ENSINO DE FRANCÊS COM OBJETIVOS ESPECÍFICOS: ALGUMAS PERSPECTIVAS

O ENSINO DE FRANCÊS COM OBJETIVOS ESPECÍFICOS: ALGUMAS PERSPECTIVAS Resumo O ENSINO DE FRANCÊS COM OBJETIVOS ESPECÍFICOS: ALGUMAS PERSPECTIVAS CARDOZO, Paula Tatyane UFPR paulatatyane@gmail.com Eixo Temático: Cultura, Currículo e Saberes Agência Financiadora: não contou

Leia mais

A formação do engenheiro para as próximas décadas

A formação do engenheiro para as próximas décadas Seminário Inovação Pedagógica na Formação do Engenheiro Universidade de São Paulo Maio de 2003 A formação do engenheiro para as próximas décadas Henrique Lindenberg Neto Escola Politécnica da Universidade

Leia mais

GESTÃO DO PROGRAMA DE FRANCÊS 2013-14. 8º ANO Nível 2. Manual: Mots Croisés

GESTÃO DO PROGRAMA DE FRANCÊS 2013-14. 8º ANO Nível 2. Manual: Mots Croisés GESTÃO DO PROGRAMA DE FRANCÊS 2013-14 8º ANO Nível 2 Manual: Mots Croisés Professoras, Élia Costa, Elsa Teiga, Filomena Parracho, Teresa Madaíl COMPETÊNCIAS GERAIS 1 Desenvolver uma competência cultural

Leia mais

Curso de Francês Online

Curso de Francês Online Perguntas Frequentes Curso de Francês Online 1) Preciso de um programa ou um software especial para acessar o curso on-line? 2) Preciso fazer uma inscrição on-line? 3) Como acessar o conteúdo da disciplina?

Leia mais

Curso de Francês Online

Curso de Francês Online Curso de Francês Online Manual do Estudante... 1 Perguntas Frequentes... 10 Manual do Estudante 1. Primeiros passos 1.1 Tornando-se um usuário. No ambiente do Curso de Francês Online, tanto os alunos como

Leia mais

6. Classificação sumativa interna ponderada com a classificação da prova PET

6. Classificação sumativa interna ponderada com a classificação da prova PET INFORMAÇÃO-PROVA Inglês 9. O ano Preliminary English Test (PET) for Schools 3. o Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n. o 139/2012, de 5 de julho e Despacho Normativo n. o 17-A/2015, de 22 de setembro)

Leia mais

Gestionnaires d'assurance (h/f) - Lisbonne

Gestionnaires d'assurance (h/f) - Lisbonne Gestionnaires d'assurance (h/f) - Lisbonne Notre client est un courtier-gestionnaire en assurance, un des leaders du marché, spécialisé notamment dans les secteurs de la banque, la téléphonie mobile et

Leia mais

ESCOLA E.B. 2. 3 D. AFONSO III FARO PLANIFICAÇÃO FRANCÊS LE II - 7.º Ano Ano letivo 2014 / 2015

ESCOLA E.B. 2. 3 D. AFONSO III FARO PLANIFICAÇÃO FRANCÊS LE II - 7.º Ano Ano letivo 2014 / 2015 PLANIFICAÇÃO FRANCÊS LE II - 7.º Ano Manual Mots Clés 1º. Período Nº. de aulas previstas: +/- 39 I PARTE Unidade 1 Sensibilização à língua e à cultura francesas Semelhança de vocabulário entre o português

Leia mais

Formas de saudação Alfabeto Fonemas do Francês Expressões de sala de aula

Formas de saudação Alfabeto Fonemas do Francês Expressões de sala de aula 2º PERÍODO 1º PERÍODO ESCOLA DO ENSINO BÁSICO DO 2º E 3º CICLOS DR. JOÃO DE BARROS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ZONA URBANA DA FIGUEIRA DA FOZ ANO LECTIVO: 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL DOS CONTEÚDOS DA DISCIPLINA:

Leia mais

Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família. Tese de Doutorado

Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família. Tese de Doutorado Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família Tese de Doutorado Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica da PUC-Rio como requisito

Leia mais

ANO 2014. As provas do DELE são compostas por seis níveis. Cada um deles é obtido após a aprovação do mesmo.

ANO 2014. As provas do DELE são compostas por seis níveis. Cada um deles é obtido após a aprovação do mesmo. REGULAMENTO PARA A INSCRIÇÃO EM PROVA DE PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA ESPANHOLA PARA PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA DE MOBILIDADE ACADÊMICA INTERNACIONAL UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL 1. ABERTURA ANO 2014 A Universidade

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO RESOLUÇÃO Nº 15/2015, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015 Dispõe sobre a aprovação da Resolução Ad Referendum

Leia mais

ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 2 mars 2013 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT PARTIE RESERVEE A LA CORRECTION

ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 2 mars 2013 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT PARTIE RESERVEE A LA CORRECTION Coller votre code barre ci-dessous ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 2 mars 2013 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT Le sujet est paginé de 1 à 3. Veuillez vérifier que

Leia mais

Resolução da Questão 1 Texto Definitivo

Resolução da Questão 1 Texto Definitivo Questão Internet: . Acesso em: abr. 0. Considerando a figura acima apresentada, redija um texto dissertativo que atenda, necessariamente, ao que se pede a seguir. Identifique a

Leia mais

X-MET8000. Confie, mas verifique: garanta a qualidade do produto com o último analisador de XRF portátil da Oxford Instruments

X-MET8000. Confie, mas verifique: garanta a qualidade do produto com o último analisador de XRF portátil da Oxford Instruments QUALIDADE Confie, mas verifique: garanta a qualidade do produto com o último analisador de XRF portátil da Oxford Instruments Identificação rápida e confiável de ligas e composições elementares para: Controle

Leia mais

Linha de Apoio Logístico Empresarial - Francês (7h16h)

Linha de Apoio Logístico Empresarial - Francês (7h16h) Linha de Apoio Logístico Empresarial - Francês (7h16h) A Vertente Humana, empresa de trabalho temporário, recruta para sua empresa multinacional: Comunicadores fluentes em Francês; - Recebem e efectuam

Leia mais

Compiègne, cité impériale

Compiègne, cité impériale Compiègne, cité impériale À proximité immédiate de Paris et de l aéroport international Roissy Charles-de-Gaulle, reliée à la Belgique et à l Europe du Nord par l autoroute A1, Compiègne est un pôle régional

Leia mais

CabriWorld 2001-Montréal - Canada

CabriWorld 2001-Montréal - Canada - 1 - Cabri-géomètre à distance via Internet CabriWorld 2001-Montréal - Canada Alexandre Campos Silva alesilva@pucsp.br Vincenzo Bongiovanni vincenzo@atribuna.com.br PUC/SP- Brésil Résumé de l atelier

Leia mais

ÉCOLE D HIVER ESCOLA DE INVERNO 2013 (DES)ENGAGEMENTS POLITIQUES ET CULTURELS PROGRAMME PROGRAMA. De 14 a 18 de Janeiro ORGANISATION ORGANIZAÇÃO

ÉCOLE D HIVER ESCOLA DE INVERNO 2013 (DES)ENGAGEMENTS POLITIQUES ET CULTURELS PROGRAMME PROGRAMA. De 14 a 18 de Janeiro ORGANISATION ORGANIZAÇÃO ÉCOLED HIVER ESCOLADEINVERNO2013 PROGRAMME PROGRAMA De14a18deJaneiro (DES)ENGAGEMENTSPOLITIQUESETCULTURELS ORGANISATION ORGANIZAÇÃO PARTENAIRES PARCEIROS DES)ENGAGEMENTSPOLITIQUESETCULTURELS SCIENCESPO

Leia mais

INVESTIGADORA DO CPIHTS DEFENDE TESE DE MESTRADO EM COIMBRA

INVESTIGADORA DO CPIHTS DEFENDE TESE DE MESTRADO EM COIMBRA INVESTIGADORA DO CPIHTS DEFENDE TESE DE MESTRADO EM COIMBRA A Dra. Sónia Maria dos Santos, Assistente Social, docente do Instituto Superior Miguel Torga, Investigadora do Centro Português de Investigação

Leia mais

PRÉSENTATION DE LA SOCIÉTÉ

PRÉSENTATION DE LA SOCIÉTÉ PRÉSENTATION DE LA SOCIÉTÉ LA SOCIÉTÉ Première société portugaise de traitement et de récupération "in situ" des huiles industrielles ans d'expérience PURIFICADORA avec sa propre technologie de procédé

Leia mais

Edital 02/2015 Programa Institucional de Bolsas de Extensão (PIBEX) ANEXO 02 PROJETO DE EXTENSÃO

Edital 02/2015 Programa Institucional de Bolsas de Extensão (PIBEX) ANEXO 02 PROJETO DE EXTENSÃO Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Pró-Reitoria de Extensão - PROEX Av. José de Sá Maniçoba, s/n Centro 56.304-205 - Petrolina- PE Telefax: 87 2101-6768 www.univasf.edu.br Edital 02/2015

Leia mais

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos A INTERNET E O ENSINO-APRENDIZAGEM EM CLASSE DE FLE Júlia Simone Ferreira (UFAC) juliasimonef@yahoo.fr 1. Introdução Sabemos que para aprender uma língua estrangeira é preciso frequentá-la em sua autenticidade.

Leia mais

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E FRANCÊS 12.ºANO NÍVEL DE CONTINUAÇÃO PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E Esta prova desenvolve-se em três partes e tem uma duração aproximada de 20 minutos para cada grupo de dois alunos. Domínios de referência

Leia mais

UQÀM Université du Québec à Montrilal

UQÀM Université du Québec à Montrilal UQÀM Université du Québec à Montrilal ENTENTE-CADRE entre UNIVERSIDADE FEDERAL DE SAO CARLOS, représentée par Dr. Targino de Araûjo Filho, recteur et UNIVERSITÉ DU QUÉBEC À MONTRÉAL (UQAM),représentée

Leia mais

FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016.

FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016. FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016. L association In Extenso est historiquement liée aux projets «hors les murs» puisque sa

Leia mais

FRANCÊS INSTRUÇÕES 1 - ESTA PROVA CONTÉM 1 (UM) TEXTO SEGUIDO DE QUESTÕES DE COMPREENSÃO 2 - ESCOLHA E ASSINALE A ALTERNATIVA CORRETA, SEMPRE DE ACORDO COM O TEXTO EXISTE-T-IL DES RECETTES POUR ÊTRE HEUREUX?

Leia mais

ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 1 mars 2014 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT PARTIE RESERVEE A LA CORRECTION

ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 1 mars 2014 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT PARTIE RESERVEE A LA CORRECTION Coller votre code barre ci-dessous ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 1 mars 2014 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT Le sujet est paginé de 1 à 3. Veuillez vérifier que

Leia mais

PÚBLIO, Marcelo Abilio

PÚBLIO, Marcelo Abilio PÚBLIO, Marcelo Abilio Né le 10 juin 1975 à Sorocaba-SP (Brésil) m.publio@gmail.com Situation actuelle Depuis 2013 : Enseignant-Chercheur en photographie, audiovisuel et cinéma d animation à l'université

Leia mais

TEXTO E DISCURSO. Eni Puccinelli Orlandi

TEXTO E DISCURSO. Eni Puccinelli Orlandi TEXTO E DISCURSO Eni Puccinelli Orlandi RESUMO: Texte est un objet linguistique-historique qui établit des rapports avec soi même et l exteriorité. C est à dire: le texte est à la fois un objet empirique,

Leia mais

As questões de 01 a 05, cujas respostas deverão ser redigidas EM PORTUGUÊS, referem -se ao texto abaixo.

As questões de 01 a 05, cujas respostas deverão ser redigidas EM PORTUGUÊS, referem -se ao texto abaixo. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

34º CAMPEONATO DA EUROPA DE SUB-17 MASCULINOS

34º CAMPEONATO DA EUROPA DE SUB-17 MASCULINOS Para: De: FEDERAÇÕES EUROPEIAS PRESIDENTE DO CERH Data: 22 de Março de 2014 Assunto: 34º CAMPEONATO DA EUROPA DE SUB-17 MASCULINOS Exmºs Senhores: Como estabelecido no ponto 4 do meu Comunicado refª FG-005/2014,

Leia mais

Informação - Exame a Nível de Escola

Informação - Exame a Nível de Escola Informação - Exame a Nível de Escola Exame a nível de escola de Francês Iniciação bienal Código: 317 Ano de escolaridade: 11º (Despacho n.º 2285/2009, de 16 de janeiro e Despacho n.º 2007-B/2013, de 1

Leia mais

Parlez-vous européen?

Parlez-vous européen? Parlez-vous européen? A BONECA BRAILLIN 1. Résumé Parece uma boneca normal mas não é. A Braillin possui seis botões em relevo correspondentes aos seis pontos base da linguagem braille (P.) / braile (B.).

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Turismo PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Comunicar em FRANCÊS Autores Escola Profissional Profitecla de Coimbra Maria Gabriela Vaz

Leia mais

Língua Estrangeira: FRANCÊS L alarme intelligente Finis les hurlements intempestifs, elle reconnaît les cambrioleurs Les alarmes, c est bien pratique Sauf quand ça se met à hurler à tout bout de champ

Leia mais

O ENSINO DOS ARTIGOS PARA SURDOS: UMA PROPOSTA DE ENSINO BASEADO EM GÊNEROS TEXTUAIS.

O ENSINO DOS ARTIGOS PARA SURDOS: UMA PROPOSTA DE ENSINO BASEADO EM GÊNEROS TEXTUAIS. O ENSINO DOS ARTIGOS PARA SURDOS: UMA PROPOSTA DE ENSINO BASEADO EM GÊNEROS TEXTUAIS. Eloíza de Oliveira Chaves - UEPB eloisa_chaves@hotmail.com Gabrielly de Melo Cunha Sodré - UEPB gabrielly_mcsodré@hotmail.com

Leia mais

CAFEZINHO BRASILEIRO A9

CAFEZINHO BRASILEIRO A9 1 VERBO ESTAR Verbe Etre CAFEZINHO BRASILEIRO Vous vous rappelez que le verbe être se traduit en SER et ESTAR? On utilise SER pour des situations permanentes, des faits, l heure et dates. On utilise ESTAR

Leia mais

Importância do desenvolvimento da competência ética nos estudantes de enfermagem

Importância do desenvolvimento da competência ética nos estudantes de enfermagem Importância do desenvolvimento da competência ética nos estudantes de enfermagem Importance du développement de la compétence éthique chez les étudiants infirmiers Maria Susana Pacheco (Escola Superior

Leia mais

Informações básicas e. política de salário mínimo. Étude preliminaire de Claudio Dedecca (consultant BIT) avec appui de l INE PATRICK BELSER OIT

Informações básicas e. política de salário mínimo. Étude preliminaire de Claudio Dedecca (consultant BIT) avec appui de l INE PATRICK BELSER OIT Informações básicas e parâmetros para adoção da política de salário mínimo em Cabo Verde : Étude preliminaire de Claudio Dedecca (consultant BIT) avec appui de l INE PATRICK BELSER OIT STRUCTURE DE LA

Leia mais

Relatório completo de proficiência da língua inglesa

Relatório completo de proficiência da língua inglesa Relatório completo de proficiência da língua inglesa 1 2 Entenda a avaliação Nesta avaliação de proficiência de inglês como língua estrangeira, quantificamos e identificamos o nível e perfil atual do candidato,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES ESCOLA PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES - ALVERCA. Ano Letivo 2011 / 2012

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES ESCOLA PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES - ALVERCA. Ano Letivo 2011 / 2012 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES ESCOLA PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES - ALVERCA Ano Letivo 2011 / 2012 3º Ciclo Conteúdos 7º ano Língua Portuguesa Inglês Francês Notícia Reportagem Carta

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Informação Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS Abril 2015 2ºCiclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Prova 06/2015 Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90 minutos + 15 minutos

Leia mais

BACCALAURÉAT TECHNOLOGIQUE

BACCALAURÉAT TECHNOLOGIQUE BACCALAURÉAT TECHNOLOGIQUE SESSION 2014 PORTUGAIS VENDREDI 20 JUIN 2014 LANGUE VIVANTE 1 Séries STI2D, STD2A, STL, ST2S : 2 heures coefficient 2 Série STMG : 2 heures coefficient 3 L'usage des dictionnaires

Leia mais

Forma e significado no cartoon e no sítio Web: a questão do género textual Audria Leal & Matilde Gonçalves

Forma e significado no cartoon e no sítio Web: a questão do género textual Audria Leal & Matilde Gonçalves Forma e significado no cartoon e no sítio Web: a questão do género textual Audria Leal & Matilde Gonçalves Abstract: Taking into account the theory of Socio-discursive Interactionism developed by Bronckart

Leia mais

O referencial. 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida

O referencial. 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida O referencial 1- O nosso objectivo 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida 3- Os limites da avaliação das competências chave 4- A construção

Leia mais

BACCALAURÉAT GÉNÉRAL

BACCALAURÉAT GÉNÉRAL BACCALAURÉAT GÉNÉRAL SESSION 2014 PORTUGAIS MERCREDI 18 JUIN 2014 LANGUE VIVANTE 1 Série L Durée de l épreuve : 3 heures coefficient : 4 Série L Langue Vivante Approfondie (LVA) Durée de l épreuve : 3

Leia mais

UNIVERSIDADE DE CABO VERDE DEPARTAMENTO CIËNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

UNIVERSIDADE DE CABO VERDE DEPARTAMENTO CIËNCIAS SOCIAIS E HUMANAS UNIVERSIDADE DE CABO VERDE DEPARTAMENTO CIËNCIAS SOCIAIS E HUMANAS CURSO DE MESTRADO EM ENSINO DO FRANCËS LINGUA ESTRANGEIRA PRAIA ABRIL DE 2015 1 Denominação do Curso: Mestrado em Ensino do Francês Lingua

Leia mais

Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, na redação atual. Regulamento de Exames.

Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, na redação atual. Regulamento de Exames. Disciplina Francês II Código: 16 Informação - Prova de Equivalência à Frequência 2014/2015 Francês II Código da prova: 16 9º Ano de Escolaridade / 3º ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de

Leia mais

RECTORAT DE LA GUYANE REITORIA DA EDUCAÇÃO DA GUIANA FRANCESA

RECTORAT DE LA GUYANE REITORIA DA EDUCAÇÃO DA GUIANA FRANCESA RECTORAT DE LA GUYANE REITORIA DA EDUCAÇÃO DA GUIANA FRANCESA FORMATIONS INTERNATIONALES EN LANGUES ET CULTURES ÉTRANGÈRES STAGE AMAZONIEN DE FLE 2 ème édition 6 au 15 février 2012 CAYENNE français langue

Leia mais

Ministério da Educação. Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Ensino Recorrente de Nível Secundário PROGRAMA DE FRANCÊS.

Ministério da Educação. Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Ensino Recorrente de Nível Secundário PROGRAMA DE FRANCÊS. Ministério da Educação Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Ensino Recorrente de Nível Secundário PROGRAMA DE FRANCÊS 11º Ano Níveis de Continuação e de Iniciação Formação Geral e

Leia mais

LOGOS Materials Materiales Matériaux ... la beauté des matériaux nobles. LOGOS Haya Palosanto Nogal Materiais

LOGOS Materials Materiales Matériaux ... la beauté des matériaux nobles. LOGOS Haya Palosanto  Nogal Materiais P R O G R A M A LOGOS Aesthetics allied with functionality. The LOGOS integrated system is Hodema s response, based on its wide experience in the sector, to meet the new needs of the modern office. LOGOS

Leia mais

Europass Curriculum Vitae

Europass Curriculum Vitae Europass Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Rua General Pinto Monteiro nº12 2º dto 6300 Guarda Portugal Telemóvel 967210667 Endereço(s) de correio electrónico

Leia mais

Le maître ignorant : cinq lessons sur l émancipation intellectuelle (1987)

Le maître ignorant : cinq lessons sur l émancipation intellectuelle (1987) Le maître ignorant : cinq lessons sur l émancipation intellectuelle (1987) de Jacques Rancière O mestre ignorante: cinco lições sobre a emancipação intelectual, de Jacques Rancière Grupo de leitura em

Leia mais

Escola Básica e Secundária da Graciosa Planificação Anual Francês 8º ano (nível 2) Ano letivo: 2014/2015

Escola Básica e Secundária da Graciosa Planificação Anual Francês 8º ano (nível 2) Ano letivo: 2014/2015 Escola Básica e Secundária da Graciosa Planificação Anual Francês 8º ano (nível 2) Ano letivo: 2014/2015 Competências Gerais Desenvolver as suas competências de comunicação em língua francesa: - Compreender

Leia mais