Ano Lectivo de 2009/2010 2º Semestre

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ano Lectivo de 2009/2010 2º Semestre"

Transcrição

1 FACULDADE DE ECONOMIA da UNIVERSIDADE DO ALGARVE Ano Lectivo de 2009/2010 2º Semestre UNIDADE CURRICULAR TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA (TIE) CURSO DE LICENCIATURA EM ECONOMIA GESTÃO DE EMPRESAS X ECTS FIGURINO SEMANAL AULAS T AULAS T/P AULAS P TUTORIA TOTAL 6,0 4 x 1h 1 x 1h 5,0 h ANO DO CURSO SEMESTRE UNIDADE CURRICULAR N.º DE ALUNOS INSCRITOS 1º 2º 3º 4º 1º 2º OBRIGATÓRIA OPCIONAL X X X EQUIPA DOCENTE GABINETE EXTENSÃO CORREIO ELECTRÓNICO ERIC VAZ SILVIA FERNANDES METODOLOGIA DE ENSINO E RESULTADOS ESPERADOS DA APRENDIZAGEM A presente unidade curricular pretende contribuir para uma visão integrada da Gestão, mediante a formação em Tecnologias da Informação, área subjacente a muitos dos fenómenos económicos e práticas de gestão da sociedade moderna e tão presente nos agentes económicos e nas suas actividades. Acresce que, no quadro das competências genéricas a desenvolver no estudante da licenciatura em Gestão de Empresas, esta unidade curricular tem um papel importante no que toca a conhecer e a utilizar os meios informáticos ao dispor do estudante. Esta unidade curricular está inserida no primeiro ano de uma licenciatura, pelo que é esperado que o estudante: a) conheça os conceitos, aplicação e funcionamento das tecnologias de informação e comunicação nas suas componentes de mudança e complexidade actuais; b) utilize ferramentas várias, em combinação dinâmica, a fim de responder a requisitos múltiplos de trabalho. Atendendo à formação que é esperado que o estudante previamente tenha na área das Tecnologias de Informação, pretende-se que, a um nível mais avançado, o estudante: a) utilize com destreza a folha de cálculo, incluindo o uso conjugado de funções e fórmulas e tenha capacidade para modelizar situações e analisar dados; b) utilize com destreza o processador de texto, formatando e apresentando adequadamente relatórios técnicos ou científicos, implementando as regras típicas de estilo utilizadas em instituições científicas e fazendo uso das ferramentas adequadas. 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER Em concreto, as competências a desenvolver são: a) Competências instrumentais i) Pesquisar, obter, analisar, aferir da credibilidade da fonte e o rigor do conteúdo, interpretar, sintetizar e integrar conceitos e diferentes conhecimentos provenientes de diferentes fontes de informação; ii) Compreender a leitura, tanto em português como em inglês; iii) Redigir e apresentar oralmente em português e, eventualmente, em inglês; iv) Utilizar com destreza tecnologias de informação genéricas (para além dos conteúdos programados); Página 1/7

2 b) Competências interpessoais i) Trabalhar produtivamente, autonomamente e em grupo, com sentido crítico de forma construtiva e oportuna; ii) Apresentar publicamente, com convicção e tendo empatia com a audiência; iii) Interagir em equipas multidisciplinares e com profissionais especializados noutras áreas do saber; iv) Produzir trabalho, autonomamente e em equipa, respeitando princípios éticos nomeadamente a propriedade intelectual de terceiros; c) Competências sistémicas i) Utilizar com destreza as ferramentas informáticas objecto de leccionação; ii) Ler a realidade económica contemporânea, incorporando conceitos e metodologias de análise típicas das ciências da informação; iii) Saber pesquisar, aprender autonomamente e contribuir para acrescentar valor ao trabalho em grupo ou em interacção com especialistas; iv) Dominar os conceitos, ferramentas e metodologias leccionadas ao ponto de poder introduzir criatividade nas formulações orais e escritas, tanto autonomamente como em equipa; v) Ser persistente e sistemático numa melhoria contínua pessoal e profissional. Pré-requisitos Os resultados esperados implicam que o estudante domine, previamente, ferramentas informáticas na óptica do utilizador: a) A utilização de acessórios para a manipulação de ficheiros e pastas; b) A pesquisa de informação e sua obtenção em linha na Internet, através de browsers; c) O domínio básico do processador de texto para a produção de relatórios; d) A troca de informação por correio electrónico; e) Noções de análise de dados, manipulação de tabelas e uso de funções e fórmulas na folha de cálculo. O estudante deve ainda dominar a leitura em inglês. Estratégias e métodos do processo de ensino/aprendizagem A unidade curricular adopta, como figurino de funcionamento, um processo contínuo de cariz teórico-pratico, podendo as sessões lectivas (aulas) ter um aspecto mais expositivo ou consistir em trabalho prático, de acordo com o evoluir dos conteúdos programáticos. Quando uma sessão adopta um aspecto mais expositivo, ocorre exposição pelo docente com tomada de notas pelo estudante. Quando uma sessão adopta um cariz mais prático, ocorre uma interacção docente-estudantes, com colocação de questões e posterior exposição breve do docente com resposta à questão colocada. Estas sessões práticas serão ainda destinadas à realização de trabalhos. Quando uma sessão consiste na Tutoria, a liderança da sessão passa predominantemente para os estudantes. Ao docente cabe o atendimento aos estudantes em gabinete ou sala e o objectivo é orientar trabalhos práticos ou dúvidas resultantes do estudo que o estudante deve realizar. Poderão ser dados em tutoria outros softwares utilitários que não fazem parte do programa da unidade curricular. O processo de aprendizagem e avaliação pode incluir a assistência a seminários, visitas de estudo ou outro tipo de actividades. A carga horária da unidade curricular compreende 8h de trabalho semanal: 5h de contacto com o docente e 3h de trabalho autónomo do estudante. O sucesso na avaliação exige uma sistemática organização no estudo por parte do estudante, assiduidade às sessões e realização dos trabalhos propostos. Semanalmente, o estudante deve dedicar 3 horas para estudo autónomo. Este tempo destina-se ao estudo caracterizado pela consulta da bibliografia do programa, reflexão sobre os apontamentos pessoais tirados, resolução de fichas, realização de trabalhos ou redacção de relatórios. Os alunos terão à sua disposição, na Tutoria Electrónica (www.ualg.pt - sendo obtido o acesso com a validação dos dados da conta de correio electrónico do aluno na Ualg) elementos escritos de apoio, enunciados de trabalhos, sumários das aulas e outros conteúdos facultados pelo docente. O docente é contactável por correio electrónico ou através da tutoria electrónica. Localmente o respectivo gabinete e extensão telefónica estão explicitados no início deste Programa (1º bloco). 3. PROGRAMA Página 2/7

3 Parte Teórica: Conceitos relativos a Tecnologias de Informação e Comunicação 1. Introdução Panorâmica geral das tecnologias de informação nas organizações i) Equipamentos (hardware) e Aplicações (software) ii) Servidores, computadores pessoais, periféricos iii) Redes de computadores e telecomunicações iv) Servidores, clientes, canais e processadores de comunicações v) Sistemas operativos e aplicações específicas vi) Organizações, actividades, sistemas de informação e bases de dados vii) Sistemas empresariais ERP, CRM e comércio electrónico viii) Sistemas abertos e mecanismos de segurança 2. Equipamentos (hardware) a) Sistemas de processamento de dados b) Sistemas de codificação de informação c) Perspectiva histórica do computador d) Componentes físicos de um computador i) Processador ii) Motherboard iii) Relógio iv) Memória v) Bus vi) Periféricos e) Tipos de Computador i) Microcomputador ii) Minicomputador iii) Mainframe iv) Supercomputador 3. Aplicações (software) a) Aplicações de sistemas i) Programas para controlo de sistemas - sistemas operativos ii) Programas para suporte de sistemas - utilitários, programas de diagnóstico e de segurança iii) Programas para desenvolvimento de sistemas - linguagens de programação b) Sistemas empresariais ERP, CRM e comércio electrónico (E-com, M-com, T-com) 4. Introdução aos Sistemas de Informação a) Organizações, actividades, procedimentos e sistemas b) Introdução à análise estruturada de Sistemas de Informação c) Análise dinâmica de dados em folha de cálculo d) Introdução aos sistemas de gestão de bases de dados e) Conceitos de bases de dados f) Introdução à tecnologia de bases de dados g) Introdução ao modelo entidade-associação h) Introdução à normalização de dados 5. Redes de Computadores e Internet - convergência das telecomunicações com as tecnologias de informação a) Conceitos e funções b) Componentes i) Servidores ii) Clientes iii) Canais de comunicação iv) Processadores de informação v) Software de comunicações c) Classificação de redes de computadores i) Topologia ii) Espaço geográfico d) Redes Empresariais e) Normas de comunicação e protocolos i) TCP/IP ii) OSI f) Internet i) Conceitos ii) Perspectiva histórica da Web (navegação, design, serviços) 6. Segurança a) Equipamentos b) Aplicações c) Criptografia Página 3/7

4 Parte Prática: Utilização prática de aplicações informáticas 1. Browsers, pesquisa de informação e correio electrónico a) O Microsoft Internet Explorer e o Mozilla Firefox b) O papel do utilizador na avaliação dos conteúdos encontrados em pesquisas em linha c) O webmail d) O correio electrónico da Ualg para os estudantes 2. Processador de texto a) A produção de documentos técnicos e científicos b) O Microsoft Word e o OpenOffice Writer i) Ortografia e idioma ii) Cabeçalhos e rodapés iii) Procurar e Substituir iv) Inserir quebra de página e quebra de secção v) Contar palavras vi) Inserir nota de rodapé vii) Numeração automática de objectos viii) Inserir e manipular índices, incluindo temáticos e de objectos ix) Referência cruzada e automática de objectos x) Estilos 3. Folha de cálculo a) O Microsoft Excel e o OpenOffice Calc i) Fórmulas e funções básicas ii) Funções financeiras iii) Funções de referência iv) Funções estatísticas v) Outras funções vi) Uso conjugado de diferentes funções vii) Análise de dados com filtros e tabelas dinâmicas 4. Sistemas de gestão de bases de dados a) O Microsoft Access e o OpenOffice Base i) Tabelas, campos, propriedades e registos ii) Relações iii) Formulários iv) Consultas v) Relatórios Nota: estas partes serão dadas ao longo do semestre da forma mais conveniente (primeiramente Prática com algum entrosamento teórico, e depois aprofundamento da Teoria nas últimas semanas de aulas) 4. BIBLIOGRAFIA A Bibliografia das aulas é composta por materiais disponibilizados no serviço de Tutoria Electrónica (www.ualg.pt). Ao longo do semestre poderão ser facultados aos estudantes outros documentos, assim a lista que se segue é provisória e gradual: Fernandes, S e Vaz, E (2010) Programa da Unidade Curricular [em linha, na tutoria electrónica, com acesso condicionado], Universidade do Algarve, <www.ualg.pt> Fernandes, S e Pereira, R (2009) Diapositivos Equipamentos (Hardware) [em linha, na tutoria electrónica, com acesso condicionado], Universidade do Algarve, <www.ualg.pt> Fernandes, S (2009) Diapositivos Aplicações (Software) [em linha, na tutoria electrónica, com acesso condicionado], Universidade do Algarve, <www.ualg.pt> Etc. (nota: aqui vão sendo acrescentados os restantes diapositivos teóricos para suporte ao estudo da Parter Teórica, nomeadamente: além do Hardware e Software, também Redes, Internet e Segurança) Fernandes, S e Vaz, E (2010) Enunciados de Trabalhos [em linha, na tutoria electrónica, com acesso condicionado], Universidade do Algarve, <www.ualg.pt> (documentos em constante actualização) Página 4/7

5 Pereira, R (2009) Uma Abordagem à Informática na Óptica do Utilizador para a Pesquisa, Redacção e Apresentação Científica e Técnica [em linha, na tutoria electrónica], Universidade do Algarve, <www.ualg.pt> Bibliografia complementar A bibliografia complementar serve para o estudante enriquecer os seus conhecimentos sobre os conteúdos, permitindo-lhe atingir níveis superiores de aprendizagem e desempenho: Beira, Eduardo (2004) Protagonistas dos Sistemas e Tecnologias de Informação em Portugal [em linha], Braga: [Associação Industrial do Minho], <http://piano.dsi.uminho.pt/museu/protagonistas/protagonistas_complete.pdf> Beira, Eduardo e Manuel Heitor (ed.) (2004) Memórias das Tecnologias e dos Sistemas de Informação em Portugal [em linha], Braga: [Associação Industrial do Minho], <http://piano.dsi.uminho.pt/museuv/memoriastsi/memorias.pdf> Computer History Museum (1996) Computer History Museum [em linha], Mountain View, Califórnia, EUA: Computer History Museum, <http://www.computerhistory.org/> Departamento de Sistemas de Informação da Universidade do Minho (?), Museu Virtual de Informática [em linha], Campus de Azurém, Guimarães: Departamento de Sistemas de Informação da Universidade do Minho, <http://piano.dsi.uminho.pt/museuv/> Livros: Sousa, Sérgio (2005) Tecnologias de Informação: O que são? Para que servem?, Lisboa: FCA Gouveia, José e Alberto Magalhães (2005) Redes de Computadores: curso completo, 4. ª Ed., Lisboa: FCA Zúquete, André (2006) Segurança em Redes Informáticas, Lisboa: FCA Panko, Raymond R. (2000) Business Data Communications and Networking, 3 rd ed., Londres: Prentice-Hall (Ver livros sobre Excel, Access, ERP e gestão de Bases de Dados na Biblioteca Central da Ualg) Outros recursos em linha: Existem endereços em linha na internet que podem facilitar o acesso a conteúdos relevantes ou que têm dados relevantes para a organização da unidade curricular: Computerworld- Computerworld: News, Education & Headlines; Security, Storage & Networking; Information on Hardware, Software for Laptops & Desktops [em linha], Framingham, Massachusetts, EUA: IDG Network, <http://www.computerworld.com/> Google, Inc.- Google [em linha], Mountain View, California, EUA: Google, Inc., 1998, <www.google.pt> Wikimedia- Wikipedia [em linha], Tampa, Florida, EUA: Wikimedia Foundation, Inc, <www.wikipedia.org> Massachusetts Institute of Technology, European Research Consortium for Informatics and Mathematics, Keio University- World Wide Web Consortium [em linha], Cambridge, Massachusetts, EUA, Sophia-Antipolis, França e Fujisawa, Kanagawa Japão: Massachusetts Institute of Technology, European Research Consortium for Informatics and Mathematics, Keio University, 1994, <http://www.w3.org/> CMP Media- TechWeb: the business technology network [em linha], Manhasset, Nova Iorque, EUA: United Business Media, , <http://www.techweb.com/> SAP Portugal- SAP Portugal [em linha], Paço de Arcos, Oeiras, Portugal: SAP Portugal, Lda, <http://www.sap.com/> Etc Nota: há que ter uma atitude crítica sobre a informação obtida em linha na internet, mesmo aquela que resulta da consulta aos endereços em linha indicados nesta bibliografia. Página 5/7

6 5. PROGRAMAÇÃO INDICATIVA DAS ACTIVIDADES LECTIVAS Nota: a calendarização apresentada aqui é indicativa pois o nº, data e tema dos trabalhos poderão ser alterados Semanas de Aulas Apresentação Fev Mar Mar Mar Mar Abr. Semana da FE Abr Abr Abr Mai Mai Mai Jun Jun Jun. Conteúdos Programáticos e Trabalhos Pedidos Apresentação; Introdução do Programa; Browsers, pesquisa de informação, correio electrónico e tutoria electrónica Evolução de sistemas informáticos; Software aberto (open source) Redacção técnica e científica com o processador de texto (Word 2007) e Trabalho1 Redacção e treino com o processador de texto (continuação do Trabalho1) Redacção e treino com o processador de texto (entrega do Trabalho1-19 Março) Aplicações (Software); Folha de Cálculo (Excel 2007) Semana de Férias [29/03 a 05/04] Aplicações (Software); Treino com a Folha de Cálculo (e BD em Excel para o Trabalho2) Treino com a Folha de Cálculo - 15 e 16 Abr. Treino com a Folha de Cálculo (entrega da BD para o Trabalho2 23 Abril) Introdução aos sistemas de informação; ERP/CRM; sistema de gestão de bases de dados (Access 2007) e Trabalho2 Semana Académica [03/05 a 07/05] sistema de gestão de bases de dados (continuação do Trabalho2) sistema de gestão de bases de dados (entrega do Trabalho2 21 Maio) Hardware e Equipamentos: aprofundamento e novidades Aplicações e Software: aprofundamento e novidades Redes de computadores: aprofundamento e novidades Internet: aprofundamento e novidades Revisões e Testes de avaliação durante esta semana Testes a realizar no dia 11 de Junho Segurança (mecanismos e políticas) Momentos de avaliação, datas-limite de entrega e ponderações: - Trabalho1 (em Word 2007) 15% a entregar no dia 19 de Março - BD em Excel para o Trabalho2 5% a entregar no dia 23 de Abril - Trabalho2 (em Access 2007) 30% a entregar no dia 21 de Maio - Teste (Excel + Teoria) 50% a realizar no dia 11 de Junho 6. MÉTODOS DE AVALIAÇÃO E RESPECTIVAS PONDERAÇÕES A avaliação de conhecimentos segue o Regulamento de Avaliação do Processo de Ensino/Aprendizagem na Faculdade de Economia da Universidade do Algarve, documento homologado pelo Magnífico Reitor a Avaliação contínua A avaliação contínua assume a forma distribuída pelas aulas, pelos momentos de avaliação e respectivas ponderações indicadas acima no calendário em que o total se distribui por: - Trabalhos pedidos (total): 50% - Teste (no computador, sem consulta): 50% O Teste em contexto de avaliação contínua exige a nota mínima de 7 valores como requisito para a nota ser considerada no cálculo da classificação final, senão o aluno é admitido a exame. Página 6/7

7 As datas de entrega de trabalhos e respectivas ponderações na classificação final serão devidamente referidas nos enunciados facultados na tutoria electrónica. Assiduidade O modelo de ensino/aprendizagem adoptado para a avaliação contínua pressupõe a frequência assídua às sessões (aulas). Os trabalhos exigem a presença dos estudantes nas sessões. O enunciado de cada trabalho explicitará este aspecto. Trabalhos Os trabalhos podem ser relatórios (de seminários, visitas técnicas e outros acontecimentos), fichas ou exercícios, podendo ser individuais ou em grupo. O enunciado de cada trabalho explicitará estes aspectos. O número de trabalhos a realizar é variável. Cada trabalho terá uma ponderação na avaliação, a qual será apresentada no respectivo enunciado. Os trabalhos podem implicar a apresentação pública ou discussão com o docente. Nestes casos, o respectivo enunciado definirá a ponderação a atribuir a estes aspectos. Recepção de trabalhos pelo docente A recepção de trabalhos ocorre geralmente por correio electrónico, estando estipulado no respectivo enunciado. O prazo de entrega vem também no enunciado e não se admite a recepção fora desse prazo, caso contrário terá uma penalização. Notar que: a) O termo "prazo de recepção" refere-se à hora de recepção pela docente e não à hora de envio pelo estudante. Proceda ao envio com antecedência; b) A recepção fora do prazo terá as seguintes consequências: i) Até duas horas: 2 valores a menos na classificação do trabalho; ii) Até seis horas: 4 valores a menos; iii) Até vinte e quatro: 7 valores a menos; iv) Se fôr além do limite anterior: recusa do trabalho (zero 0 valor); c) Se tiver problemas associados à entrega por correio electrónico, entregue em mãos ao docente numa aula dentro do prazo limite estipulado. Caso não possa estar presente por motivos graves justificados, o aluno deverá colocar no cacifo do docente, que fica no Secretariado da Faculdade, um CD ou uma Pen com o trabalho pedido e dentro do prazo limite estipulado. Não se aceitam versões impressas dos trabalhos. Classificação e aprovação A classificação dos trabalhos de grupo poderá vir diferenciada pelos vários elementos do grupo, após uma análise pela docente (tendo em conta critérios de assiduidade, participação nas aulas e apresentações orais). Os alunos aprovados com classificação igual ou superior a 16,5 valores serão sujeitos a uma prova oral complementar para definição da nota final. A estes alunos fica garantida a classificação final de 16 valores caso não queiram realizar essa prova oral. Avaliação por Exame O exame final é uma prova individual, o qual vem afixado no mapa de exames de época normal e de época de recurso. Quem reprova na avaliação contínua, ou quem não a faz, é admitido a este exame final. Este exame é prático e teórico contemplando a matéria toda dada na unidade curricular. Caso contrário, quem tem aprovação na avaliação contínua, é dispensado de exame. No período de exames, o contacto com o docente ocorre durante 2 horas por semana de atendimento, em horário a afixar na porta do gabinete da docente e na tutoria electrónica. Página 7/7

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Curso Restauração e Catering Ano letivo 2012x2013 Unidade Curricular Informática Aplicada à Restauração ECTS 5 Regime Obrigatório Ano 1º Semestre 1º Horas de trabalho globais Docente (s) Vitor Manuel Gomes

Leia mais

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS E COMPETÊNCIAS E DE ADMISSÃO A EXAME FINAL DO MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS E COMPETÊNCIAS E DE ADMISSÃO A EXAME FINAL DO MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS E COMPETÊNCIAS E DE ADMISSÃO A EXAME FINAL DO MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Objecto O presente Regulamento

Leia mais

PROGRAMA. Unidade Curricular: Informática Docente: Mestre José Avelino Moreira Victor

PROGRAMA. Unidade Curricular: Informática Docente: Mestre José Avelino Moreira Victor Unidade Curricular: Informática Docente: Mestre José Avelino Moreira Victor PROGRAMA Objetivos: Avaliar a consciencialização dos alunos das capacidades e limitações das tecnologias de informação, perspectivando

Leia mais

Caracterização dos cursos de licenciatura

Caracterização dos cursos de licenciatura Caracterização dos cursos de licenciatura 1. Identificação do ciclo de estudos em funcionamento Os cursos de 1º ciclo actualmente em funcionamento de cuja reorganização resultam os novos cursos submetidos

Leia mais

Planificação Anual TIC 8º Ano 2012/2013 1 PERÍODO

Planificação Anual TIC 8º Ano 2012/2013 1 PERÍODO Ano Letivo 2012/2013 TIC 7º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS 1 PERÍODO 1 TEMPO- 45 MINUTOS Domínio Duração Objectivos Gerais Objectivos Específicos Estratégias/ Actividades Subdomínio 7ºA 7ºB Informação

Leia mais

Escola Secundária C/ 3.º Ciclo Joaquim de Araújo, Penafiel PERFIL DE SAÍDA: DATA DE REALIZAÇÃO: 10 DE JULHO

Escola Secundária C/ 3.º Ciclo Joaquim de Araújo, Penafiel PERFIL DE SAÍDA: DATA DE REALIZAÇÃO: 10 DE JULHO Curso de Educação e Formação Instalação e Operação de Sistemas Informáticos Tipo 3 Nível 2 Número do Projeto 098942/2013/13 Escola Secundária C/ 3.º Ciclo Joaquim de Araújo, Penafiel 2013 / 2014 Ano: 1º

Leia mais

Planificação TIC - 7.º Ano 2012/2013

Planificação TIC - 7.º Ano 2012/2013 Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho Planificação TIC - 7.º Ano 2012/2013 AULAS PREVISTAS (50 minutos) 7.º A (30 aulas) (34 aulas) 7.º F (34 aulas) 1.- A Informação, o conhecimento e o mundo das

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 2013 / 2015

REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 2013 / 2015 REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 2013 / 2015 ÍNDICE 1. Introdução 1 2. Finalidades e objectivos educacionais 2 3. Organização interna do CEAH 2 4. Habilitações de acesso

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Ciências Empresariais Licenciatura Ciências Económicas e Empresariais / Contabilidade Unidade Curricular Introdução à Informática Semestre: 1 Nº ECTS: 6,0 Regente

Leia mais

Planificações 2012/2013. Tecnologias da Informação e Comunicação. 2ºAno. Escola Básica Integrada de Pedome. C E F Apoio à Família e à Comunidade

Planificações 2012/2013. Tecnologias da Informação e Comunicação. 2ºAno. Escola Básica Integrada de Pedome. C E F Apoio à Família e à Comunidade Planificações 2012/2013 Tecnologias da Informação e Comunicação C E F Apoio à Família e à Comunidade 2ºAno Escola Básica Integrada de Pedome Grupo Disciplinar de Informática Planificação a Longo Prazo

Leia mais

Rua Cidade Rabat, 29A/B 1250-159 LISBOA Portugal. Tel. +351 213 102 330/4 Fax +351 213 102 339

Rua Cidade Rabat, 29A/B 1250-159 LISBOA Portugal. Tel. +351 213 102 330/4 Fax +351 213 102 339 Rua Cidade Rabat, 29A/B 1250-159 LISBOA Portugal Tel. +351 213 102 330/4 Fax +351 213 102 339 Contacto Geral: inf@acinet.pt Dep. Comercial: comercial@acinet.pt Dep. Formação: formacao@acinet.pt Dep. Multimedia:

Leia mais

Escola Secundária C/ 3.º Ciclo Joaquim de Araújo, Penafiel PERFIL DE SAÍDA: DATA DE REALIZAÇÃO: 08 DE JULHO

Escola Secundária C/ 3.º Ciclo Joaquim de Araújo, Penafiel PERFIL DE SAÍDA: DATA DE REALIZAÇÃO: 08 DE JULHO Curso de Educação e Formação Instalação e Operação de Sistemas Informáticos Tipo 3 Nível 2 Número do Projeto 098942/2013/13 Escola Secundária C/ 3.º Ciclo Joaquim de Araújo, Penafiel 2013 / 2014 Ano:1º

Leia mais

... Calendarização: 2 blocos de 90 m Metas/Objetivos Descritores Conceitos/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação

... Calendarização: 2 blocos de 90 m Metas/Objetivos Descritores Conceitos/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA DISCIPLINA: TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PLANIFICAÇÃO DE 7º ANO... 1º Período Domínio INFORMAÇÃO I7 A Informação, o conhecimento e o mundo das tecnologias

Leia mais

REGULAMENTO DO XLV CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR

REGULAMENTO DO XLV CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR REGULAMENTO DO XLV CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 1. Introdução O Curso de Especialização em Administração Hospitalar (CEAH) da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) da Universidade

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DO 51º CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA

PLANO DE ESTUDOS DO 51º CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA PLANO DE ESTUDOS DO 51º CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA Janeiro de 2012 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESTINATÁRIOS... 4 3. FINALIDADE... 4 4. OBJECTIVOS GERAIS... 4 5. PLANO CURRICULAR... 5 6.

Leia mais

9º Ano. 1º Período. . Conhecer os conceitos básicos relacionados com a Tecnologias Da Informação e Comunicação (TIC);

9º Ano. 1º Período. . Conhecer os conceitos básicos relacionados com a Tecnologias Da Informação e Comunicação (TIC); 1º Período UNIDADE TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 1. Conceitos Básicos 2. Áreas de Aplicação das TIC 3. Introdução á estrutura e funcionamento de um sistema Informático 4. Decisões fundamentais

Leia mais

REGULAMENTO ACADÉMICO. III. Disposições específicas para licenciaturas REG-001/V00

REGULAMENTO ACADÉMICO. III. Disposições específicas para licenciaturas REG-001/V00 III. Disposições específicas para licenciaturas Artigo 1º Concessão do Grau 1. O grau de licenciado é conferido aos que, através da aprovação em todas as unidades curriculares obrigatórias e optativas

Leia mais

Planificação Anual. Planificação de Médio Prazo (1.º Período) Tecnologias da Informação e Comunicação. 9º Ano

Planificação Anual. Planificação de Médio Prazo (1.º Período) Tecnologias da Informação e Comunicação. 9º Ano Escola Básica do 2º e 3º Ciclos João Afonso de Aveiro Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Secção de Informática Planificação Anual (1.º Período) Ano lectivo 2010/2011 Tecnologias da Informação

Leia mais

Conceitos Sistema da informação e comunicação N.º de Aulas

Conceitos Sistema da informação e comunicação N.º de Aulas PLANIFICAÇÃO AGRUPAMENTO ANUAL - DE TECNOLOGIAS ANO ESCOLAS LECTIVO DR. VIEIRA DE CARVALHO 9º ANO 2008/2009 DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Tecnologias 1º Período Conceitos Sistema da informação e comunicação

Leia mais

Ano letivo 2014/2015. Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 7º ano. Domínio : I7 Informação. Aulas Previstas Semestre 32

Ano letivo 2014/2015. Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 7º ano. Domínio : I7 Informação. Aulas Previstas Semestre 32 Ano letivo 2014/2015 Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 7º ano Domínio : I7 Informação Aulas Previstas Semestre 32 Subdomínio: A informação, o conhecimento e o mundo das

Leia mais

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO A APLICAR AOS 1 OS CICLOS

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO A APLICAR AOS 1 OS CICLOS REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO A APLICAR AOS 1 OS CICLOS DE ESTUDOS DOS CURSOS ADEQUADOS AO PROCESSO DE BOLONHA I Calendário e carga horária 1. O ano escolar tem início em Setembro e termina em

Leia mais

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( 1 6 0 1 2 0 ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( 1 0 5 4 0 3 )

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( 1 6 0 1 2 0 ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( 1 0 5 4 0 3 ) DISCIPLINA: TIC ANO: 9º TURMAS: A, B e C ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Â O A N U A L - T I C UNIDADE DIDÁTICA 1: Tecnologias da Informação e Comunicação AULAS PREVISTAS: 9 x 90 Minutos Rentabilizar

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES PLANIFICAÇÃO DISCIPLINA. TECNOLOGIAS da INFORMAÇÃO e COMUNICAÇÃO (TIC) 7º Ano. Ano letivo 2014-2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES PLANIFICAÇÃO DISCIPLINA. TECNOLOGIAS da INFORMAÇÃO e COMUNICAÇÃO (TIC) 7º Ano. Ano letivo 2014-2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES PLANIFICAÇÃO da DISCIPLINA de TECNOLOGIAS da INFORMAÇÃO e COMUNICAÇÃO (TIC) 7º Ano Ano letivo 2014-201 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES Desenvolvimento

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. GINESTAL MACHADO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. GINESTAL MACHADO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. GINESTAL MACHADO 3º Ciclo do Ensino Básico Planificação Ano letivo: 2013/2014 Disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação Ano:7º Conteúdos Objectivos Estratégias/Actividades

Leia mais

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, 147 1269-001 Lisboa Campus do Taguspark Av. J. Delors, Edifício Inovação I 2740-122 Porto Salvo, Oeiras Coordenadora: Guia de Curso Lídia Grave-Resendes

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISICPLINAR - Informática ANO: 8º TICT2 ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/9

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISICPLINAR - Informática ANO: 8º TICT2 ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/9 ANO: 8º TICT2 ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/9 Módulo 1 Tecnologias da Informação e Comunicação 1.1 Conceitos Essenciais Conceitos Básicos o Informática o Tecnologias da Informação o Tecnologias da Informação

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Ciências Empresariais Licenciatura Ciências Económicas e Empresariais / Contabilidade Unidade Curricular Programação e Informática Semestre: 2 Nº ECTS: 6,0 Regente

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA

REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA NORMAS REGULAMENTARES De acordo com o estipulado pelos artigos 14.º e 26.º do Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA Regulamento n.º 487/2010,

Leia mais

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem Tecnologias da Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Conceitos

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação TÉCNICAS

Leia mais

NORMAS REGULAMENTARES DOS MESTRADOS DO ISEG

NORMAS REGULAMENTARES DOS MESTRADOS DO ISEG NORMAS REGULAMENTARES DOS MESTRADOS DO ISEG Nos termos do artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de Março e do Regulamento de Mestrados da Universidade Técnica de Lisboa (Deliberação do Senado da

Leia mais

Planificação Semestral. Informação. Planificação da Disciplina de Tecnologias da Informação e Comunicação TIC 7º Ano

Planificação Semestral. Informação. Planificação da Disciplina de Tecnologias da Informação e Comunicação TIC 7º Ano I Planificação Semestral DOMÍNIO/SUBDOMÍNIOS/ METAS Subdomínio: A, o conhecimento e o mundo das tecnologias 1. Meta: Compreender a evolução das TIC e o seu papel no mundo atual. Subdomínio: A utilização

Leia mais

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Curso Engenharia Informática Ano letivo 2012/13 Unidade Curricular Redes de Computadores ECTS 5 Regime Obrigatório Ano 2º Semestre 2º sem Horas de trabalho globais Docente (s) Sérgio Duarte Total 140 Contacto

Leia mais

(Prática) 1º Ano da Licenciatura em. Medicina Dentária Análises Clínicas Fisioterapia Terapia da Fala Ciências Farmacêuticas. Ano Lectivo de 2002/2003

(Prática) 1º Ano da Licenciatura em. Medicina Dentária Análises Clínicas Fisioterapia Terapia da Fala Ciências Farmacêuticas. Ano Lectivo de 2002/2003 MÉTODOS E TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO (Prática) 1º Ano da Licenciatura em Medicina Dentária Análises Clínicas Fisioterapia Terapia da Fala Ciências Farmacêuticas Ano Lectivo de 2002/2003 Paulo Rurato (Cacifo

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação 7.º Ano

Tecnologias da Informação e Comunicação 7.º Ano ESCOLA SECUNDÁRIA/3 DA RAÍNHA SANTA ISABEL, ESTREMOZ Tecnologias da Informação e Comunicação 7.º Ano Planificação Anual Ano letivo 2015/2016 Professora: Maria dos Anjos Pataca Rosado Domínio: Informação

Leia mais

Disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação Ano Letivo 2014/2015

Disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação Ano Letivo 2014/2015 A informação, o conhecimento e o mundo das tecnologias. (I7.1) Utilização do computador e/ou dispositivos eletrónicos similares em segurança. (I7.2) 1. Compreender a evolução das tecnologias de informação

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Pólo de Viseu Instituto Universitário de Desenvolvimento e Promoção Social

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Pólo de Viseu Instituto Universitário de Desenvolvimento e Promoção Social UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Pólo de Viseu Instituto Universitário de Desenvolvimento e Promoção Social DISCIPLINA Controlo Informático da Gestão LICENCIATURA Informática

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 Domínios de referência Competências Conteúdos Calendarização Conceitos Essenciais e

Leia mais

Redes e Serviços Internet

Redes e Serviços Internet Universidade da Beira Interior Departamento de Informática 2009/2010 Redes e Serviços Internet Joel J. P. C. Rodrigues (joel@ubi.pt) Licenciatura em: - Engenharia Informática Conteúdo Programático Aspectos

Leia mais

REGULAMENTO PEDAGÓGICO DO MESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS DA FACULDADE DE FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

REGULAMENTO PEDAGÓGICO DO MESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS DA FACULDADE DE FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA REGULAMENTO PEDAGÓGICO DO MESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS DA FACULDADE DE FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA [Aprovado em reunião do Conselho Pedagógico de 18 Março 2011, nos termos da línea

Leia mais

Escola Secundária de Amora Seixal

Escola Secundária de Amora Seixal Escola Secundária de Amora Seixal DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS (GRUPO INFORMÁTICA) TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 7º ANO TURMAS: 7A E 7B ANO LETIVO 2014-2015 P R O P

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Sistemas de Informação de Gestão

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Sistemas de Informação de Gestão INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 25/3/2015 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 20/5/2015 Ficha de Unidade

Leia mais

Regulamento Geral de Avaliação da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

Regulamento Geral de Avaliação da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa Regulamento Geral de Avaliação da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa PREÂMBULO O actual Regulamento Geral de Avaliação (RGA) foi formulado, no essencial, em 2009 e reformulado em 2010. Teve

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA 1º CICLO DE ESTUDOS LICENCIATURA

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA 1º CICLO DE ESTUDOS LICENCIATURA FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA 1º CICLO DE ESTUDOS LICENCIATURA I. OBJECTIVOS O objectivo deste ciclo de estudos é garantir aos estudantes uma sólida formação jurídica de base. Tendo

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES APRESENTAÇÃO. Departamento de Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL 2010/2011

REDES DE COMPUTADORES APRESENTAÇÃO. Departamento de Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL 2010/2011 REDES DE COMPUTADORES APRESENTAÇÃO Departamento de Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL 2010/2011 Docentes Referências da disciplina 2 Docentes Henrique João Lopes Domingos (Teóricas,

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Unidade Curricular Designação Ferramentas Digitais/Gráficas I Área Científica Design Gráfico e Multimédia Ciclo de Estudos Obrigatório Carácter: Obrigatório Semestre

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Políticas de Segurança 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2º Semestre, 2007/2008 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: Loja Virtual Fevereiro de 2008 Índice Índice...2 Índice de Figuras...3 1 Introdução...4

Leia mais

Trabalho Prático de Informática/Informática e Computação

Trabalho Prático de Informática/Informática e Computação Calendarização Regras Evento Data de Início Data Final Entrega de enunciados 02-12-2002 07-12-2002 Acompanhamento, apoio e esclarecimentos 07-12-2002 17-01-2003 Data Limite de Recepção de TPs 17-01-2003

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA REGULAMENTO O Regulamento do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho (CEMT) visa enquadrar, do ponto de vista normativo, o desenvolvimento das actividades inerentes ao funcionamento do curso, tendo

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação Som Interactivo Área Científica Som Som e Imagem Ciclo de Estudos 5º Ciclo - Licenciatura Carácter: Opcional Semestre 1º ECTS 6 Tempo de Trabalho:

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 1º semestre EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 1º semestre EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

ES C O L A S U PERI O R A G RÁ RI A

ES C O L A S U PERI O R A G RÁ RI A Licenciatura em Ecoturismo Ref.ª : 8810005 Ano lectivo: 2012-13 DESCRITOR DA UNIDADE CURRICULAR LÍNGUA INGLESA E COMUNICAÇÃO ENGLISH LANGUAGE AND COMMUNICATION 1. Unidade Curricular: 1.1 Área científica:

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CURSO: TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE GESTÃO GUIA DO ALUNO DE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS DO CURSO DE TURISMO DISCIPLINA: Organização e Gestão de Empresas

Leia mais

REGULAMENTO DO REGIME DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO

REGULAMENTO DO REGIME DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO DO PORTO REGULAMENTO DO REGIME DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto Julho de 2009 PREÂMBULO 3 CAP. I (ÂMBITO E APLICAÇÃO) 3 Art. 1º (Âmbito) 3 Art. 2º

Leia mais

ENSINO BÁSICO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Praticas Administrativas

ENSINO BÁSICO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Praticas Administrativas Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ENSINO BÁSICO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Praticas Administrativas ESCOLA: Dr. Solano de Abreu DISCIPLINA:TIC ANO: 1 ANO 2013/2014 CONTEÚDOS Conceitos básicos Informática

Leia mais

UNIDADE DIDÁCTICA 1. Tecnologias

UNIDADE DIDÁCTICA 1. Tecnologias AGR U P AM E N T O DE E SC OL AS DR. VIE IR A DE C AR VAL H O PLANIFICAÇÃO ANUAL - TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LECTIVO 2008/2009 9º ANO UNIDADE 1. Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE T.I.C. 7.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE T.I.C. 7.º ANO DE T.I.C. 7.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO O aluno deve ser capaz de: - desenvolver capacidades na utilização das tecnologias de informação e comunicação que permitam uma literacia digital

Leia mais

Workshop (mínimo de 5 inscrições)

Workshop (mínimo de 5 inscrições) Workshop (mínimo de 5 inscrições) 6 horas (2 x 3 horas) Operar, em segurança, equipamento tecnológico, usado no quotidiano. Realizar operações básicas no computador Sistema operativo gráfico Conceitos

Leia mais

Dossier Pedagógico da Disciplina de Programação e Computadores 1 (PC1)

Dossier Pedagógico da Disciplina de Programação e Computadores 1 (PC1) Instituto Superior Politécnico Gaya Dossier Pedagógico da Disciplina de Programação e Computadores 1 (PC1) Índice 1. Programa da Disciplina...2 1.1 Objectivos da Disciplina...2 1.2 Conteúdo programático...2

Leia mais

Planificação Anual TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 7º ANO. Ano Letivo 2014 / 2015. Professora: Florbela Ribeiro

Planificação Anual TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 7º ANO. Ano Letivo 2014 / 2015. Professora: Florbela Ribeiro Planificação Anual TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 7º ANO Ano Letivo 2014 / 2015 Professora: Florbela Ribeiro Planificação Anual Domínio: Informação Objetivos Subdomínio/Descritores Estratégias

Leia mais

Escola EB António Feijó

Escola EB António Feijó AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ANTÓNIO FEÍJO Escola EB António Feijó 7.º ANO PLANIFICAÇÃO SEMESTRAL Tecnologias de Informação e Comunicação Ano Letivo 2015/2016 INFORMAÇÃO Domínio Conteúdos Objetivos / Descritores

Leia mais

I N S T I T U T O DOS P U P I L O S DO E X É R C I T O S E R V I Ç O E S C O L A R

I N S T I T U T O DOS P U P I L O S DO E X É R C I T O S E R V I Ç O E S C O L A R I N S T I T U T O DOS P U P I L O S DO E X É R C I T O S E R V I Ç O E S C O L A R A NO L E T I V O 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Plano Curricular da Disciplina de TIC 9º ano (Despacho nº 19117/2008, de 8 de Julho)

Leia mais

REGULAMENTO PEDAGÓGICO DO MESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS DA FACULDADE DE FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

REGULAMENTO PEDAGÓGICO DO MESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS DA FACULDADE DE FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA REGULAMENTO PEDAGÓGICO DO MESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS DA FACULDADE DE FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA (Aprovado em reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Cientifico de 19 Fevereiro

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA ALBERTO CHIPANDE. Regulamento Pedagógico Específico

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA ALBERTO CHIPANDE. Regulamento Pedagógico Específico INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA ALBERTO CHIPANDE Regulamento Pedagógico Específico Índice Regulamento Pedagógico específico... 1 Conceitos chaves:... 1 1. Disposições Gerais... 2 1.1. Regime

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA 1.º OBJECTIVO Os Cursos de Pós-Graduação e Mestrados Executivos do ISLA Campus Lisboa são programas de estudos que visam

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular. Fernando Galrito, Stephan Jürgens, Filipe Pais

Ficha de Unidade Curricular. Fernando Galrito, Stephan Jürgens, Filipe Pais Ficha de Unidade Curricular Fernando Galrito, Stephan Jürgens, Filipe Pais Unidade Curricular Designação PROJECTO INTERDISCIPLINAR ARTÍSTICO Área Científica CV Ciclo de Estudos SOM E IMAGEM Carácter: Obrigatória

Leia mais

Introdução às Redes e Serviços de Comunicação Redes e Sistemas de Telecomunicações. T TP P Ciclo 1º Ano 3º Semestre 1º Horas/semana 2 2 Créditos

Introdução às Redes e Serviços de Comunicação Redes e Sistemas de Telecomunicações. T TP P Ciclo 1º Ano 3º Semestre 1º Horas/semana 2 2 Créditos Curso: Engenharia Electrónica e Redes de Computadores Licenciatura Bi-etápica Disciplina: Subgrupo: Introdução às Redes e Serviços de Comunicação Redes e Sistemas de Telecomunicações Ano lectivo: 2006

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES Artigo 1º Âmbito O Regulamento interno dos mestrados em ensino formação inicial de professores aplica-se aos seguintes ciclos de estudo

Leia mais

Instituto Superior de Ciências da Educação CALENDÁRIO PARA O ANO ACADÉMICO 2015

Instituto Superior de Ciências da Educação CALENDÁRIO PARA O ANO ACADÉMICO 2015 Instituto Superior de Ciências da Educação CALENDÁRIO PARA O ANO ACADÉMICO 2015 I SEMESTRE ACTIVIDADES DATAS PERÍODO Confirmação de matrículas dos estudantes internos 19.01.15 30.01.15 2 Semanas Exames

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO. Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO. Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2 CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Arquitectura e Artes Licenciatura Design Unidade Curricular INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DIGITAIS Semestre: 1 Nº ECTS: 3,0 Regente Sandra de Magalhães Campos, Arq.

Leia mais

PROGRAMA DE INFORMÁTICA

PROGRAMA DE INFORMÁTICA PROGRAMA DE INFORMÁTICA 10ª Classe 2º CICLO DO ENSINO SECUNDÁRIO Todas as áreas Ficha Técnica Título Programa de Informática - 10ª Classe Editora Editora Moderna, S.A. Pré-impressão, Impressão e Acabamento

Leia mais

R E G U L A M E N T O D E A V A L I A Ç Ã O

R E G U L A M E N T O D E A V A L I A Ç Ã O Escola Superior de Turismo e Hotelaria Instituto Politécnico da Guarda R E G U L A M E N T O D E A V A L I A Ç Ã O Data 2008-07-22 Conselho Científico Índice 1. Introdução... 3 2. Avaliação da aprendizagem...

Leia mais

Planificação a Longo prazo

Planificação a Longo prazo DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO Centro da Área Educativa do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral EBI/JI FIALHO DE ALMEIDA - CUBA 2007/2008 Básico 9º Ano PLANIFICAÇÃO DE TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO

Leia mais

GUIA PEDAGÓGICO. Introdução

GUIA PEDAGÓGICO. Introdução GUIA PEDAGÓGICO Introdução O objectivo deste documento é ser um condutor para os formandos que frequentam os cursos em elearning ministrados através da plataforma NetForma. Os cursos serão sempre orientados

Leia mais

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO DA LICENCIATURA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO DA LICENCIATURA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Campus Universitário de Santo André Instituto Superior de Estudos Interculturais e Transdisciplinares de Santo André REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO DA LICENCIATURA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

Leia mais

47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011

47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011 47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011 2) Cartas de curso identificação do Reitor da Universidade Nova de Lisboa, identificação do titular do grau, n.º do documento de identificação

Leia mais

PLANO DE ENSINO CURSO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

PLANO DE ENSINO CURSO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM SEGURANÇA DO TRABALHO PLANO DE ENSINO CURSO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Componente Curricular: Informática e Português Instrumental Carga Horária: 90h Período Letivo: 2015/01

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CURSO DE CAPACITAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA COORDENAÇÃO DE GESTÃO DE PESSOAS CURSO DE CAPACITAÇÃO TECNOLOGIA

Leia mais

Enunciado de apresentação do projecto

Enunciado de apresentação do projecto Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2009/2010 Enunciado de apresentação do projecto FEARSe Índice 1 Introdução... 2 2 Cenário de Enquadramento... 2 2.1 Requisitos funcionais...

Leia mais

Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto

Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Artigo 1.º Criação 1.1. A Escola Superior de Comunicação Social inclui na sua oferta educativa, uma

Leia mais

ESCOLA E.B. 2,3/S DRªA MARIA JUDITE SERRÃO ANDRADE

ESCOLA E.B. 2,3/S DRªA MARIA JUDITE SERRÃO ANDRADE ESCOLA E.B. 2,3/S DRªA MARIA JUDITE SERRÃO ANDRADE Planificação 9ºAno Ano lectivo 2007/2008 Tecnologias de Informação e Comunicação COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS TEÓRICO/PRÁTICOS TEMPO PREVISTO Unidade de Ensino/Aprendizagem

Leia mais

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Curso Engenharia Informática Ano letivo 2012/13 Unidade Curricular Engenharia de Redes ECTS 5 Regime Obrigatório Ano 3º Semestre 1º sem Horas de trabalho globais Docente (s) Sérgio Duarte Total 140 Contacto

Leia mais

Regulamento de frequência da UFP-UV na modalidade pedagógica de ensino à distância (ED) Artigo 1º (Condições de candidatura)

Regulamento de frequência da UFP-UV na modalidade pedagógica de ensino à distância (ED) Artigo 1º (Condições de candidatura) Artigo 1º (Condições de candidatura) 1. As condições de candidatura ao acesso e ao ingresso num curso leccionado na UFP-UV, são iguais às que se aplicam aos candidatos a um curso frequentado na modalidade

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação: Técnicas de Representação Digital I Área Científica: Desenho (DES) Ciclo de Estudos: Licenciatura Carácter: Obrigatória Semestre: 3º ECTS: 6 Tempo

Leia mais

REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS)

REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS) REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS) (Ratificado pelo Conselho Científico em 20 de Abril de 2006) CAPÍTULO I Objecto, âmbito e conceitos Artigo 1.º Objecto Em conformidade

Leia mais

UNIDADE 1 TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

UNIDADE 1 TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Ensino Regular Diurno Disciplina: T.I.C. Professores: Paula Dias Curso: AC/EC1 Ano: 9.º Turma(s): 2 Diagnosticar o estádio de desenvolvimento das competências em TIC dos alunos. Conhecer os conceitos básicos

Leia mais

Planificação Anual da disciplina de TIC 9ºANO

Planificação Anual da disciplina de TIC 9ºANO Planificação Anual da disciplina de TIC 9ºANO Conteúdos/Temas Competências Avaliação 1.1. Conceitos Introdutórios - Conhecer os conceitos básicos: Informação Informática Tecnologias da Informação e - Conhecer

Leia mais

Autor Equipe do moodlebrasil.net Copyright Creative Commons Edição Setembro 2008. Guia do Aluno Online. Abril 2008 2

Autor Equipe do moodlebrasil.net Copyright Creative Commons Edição Setembro 2008. Guia do Aluno Online. Abril 2008 2 Guia do aluno Título Autor Equipe do moodlebrasil.net Copyright Creative Commons Edição Setembro 2008 Abril 2008 2 Índice 1. Introdução... 4 2. Metodologia... 4 3. Aulas online... 5 4. A avaliação... 5

Leia mais

47720 Diário da República, 2.ª série N.º 233 6 de Dezembro de 2011

47720 Diário da República, 2.ª série N.º 233 6 de Dezembro de 2011 47720 Diário da República, 2.ª série N.º 233 6 de Dezembro de 2011 UNIVERSIDADE DA MADEIRA Aviso (extracto) n.º 23548/2011 Nos termos do disposto no n.º 6 do artigo 12.º da Lei n.º 12 -A/2008, de 27 de

Leia mais

Guia de Curso. Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras. 1º Ciclo 2012-13

Guia de Curso. Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras. 1º Ciclo 2012-13 Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras 1º Ciclo 2012-13 Nota importante: Este curso será suspenso a partir do ano letivo de 2013-14, sendo este ano letivo o seu

Leia mais

Regulamento do Gabinete Erasmus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

Regulamento do Gabinete Erasmus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa Regulamento do Gabinete Erasmus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objecto) O presente regulamento estabelece a orgânica do Gabinete Erasmus, bem

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

Informática Aplicada às Ciências Biológicas. Apresentação da Unidade Curricular 2012/13

Informática Aplicada às Ciências Biológicas. Apresentação da Unidade Curricular 2012/13 Informática Aplicada às Ciências Biológicas Apresentação da Unidade Curricular 2012/13 Objectivos, Programa,, Bibliografia,... Paulo Fazendeiro Universidade da Beira Interior 1 Conteúdo Objectivos Programa

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) Unidade Curricular: Sistemas de Informação de Gestão

Ficha de Unidade Curricular (FUC) Unidade Curricular: Sistemas de Informação de Gestão INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do conselho Técnico-Científico 8/5/2013 Ficha de Unidade Curricular (FUC) Unidade Curricular: Sistemas

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC)

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL

Leia mais