package br.usp.cofree.servicos; import static org.junit.assert.*; import org.junit.after; import org.junit.before; import org.junit.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "package br.usp.cofree.servicos; import static org.junit.assert.*; import org.junit.after; import org.junit.before; import org.junit."

Transcrição

1 package br.usp.cofree.servicos; import static org.junit.assert.*; import org.junit.after; import org.junit.before; import org.junit.test; public class ServicosDeQuestionarioTest public void setup() throws Exception public void teardown() throws Exception { * Teste de LICENÇAS * Todas as licenças dos 3 tipos (sem restrição, com restrição de uso E com public void testtodaslicencasselecionadas() { * Todas as licenças do mesmo tipo (sem restrição OU com restrição de uso OU com * Resposta: Aparecerá como resultado o parecer somente do tipo escolhido. public void testtodaslicencasmesmotiposelecionadas() { * Uma licença de cada tipo (sem restrição, com restrição de uso E com restrição de uso e modificação). public void testumalicencacadatiposelecionada() { * Mais de uma licença de cada tipo (sem restrição, com restrição de uso E com public void testmaisdeumalicencacadatiposelecionada() {

2 * Uma licença do tipo sem restrição E outra do tipo com restrição de uso. public void testumalicencasemrestricaoecomrestricaousoselecionada() { * Mais de uma licença do tipo sem restrição E outra(s) do tipo com restrição de uso. public void testmaisdeumalicencasemrestricaoecomrestricaousoselecionadas() { * Uma licença do tipo sem restrição E outra do tipo com restrição de uso e modificação. public void testumalicencasemrestricaoecomrestricaousomodifselecionadas() { * Mais de uma licença do tipo sem restrição E outra(s) do tipo com restrição de uso e modificação. public void testmaisdeumalicencasemrestricaoecomrestricaousomodifselecionadas() { * Uma licença do tipo com restrição de uso E outra do tipo com restrição de uso e modificação. public void testumalicencacomrestricaoecomrestricaousomodifselecionadas() { * Mais de uma licença do tipo com restrição de uso E outra do tipo com restrição de uso e modificação. public void testmaisdeumalicencacomrestricaoecomrestricaousomodifselecionadas() { * Uma licença do tipo sem restrição de uso. * Resposta: Mostrar resultado do parecer sem restrição de uso.

3 public void testumalicencasemrestricaoselecionada() { * Mais de uma licença do tipo sem restrição de uso. * Resposta: Mostrar resultado do parecer sem restrição. public void testmaisdeumalicencasemrestricaoselecionadas() { * Uma licença do tipo com restrição de uso. * Resposta: Mostrar resultado do parecer com restrição. public void testumalicencacomrestricaousoselecionada() { * Mais de uma licença do tipo com restrição de uso. * Resposta: Mostrar resultado do parecer com restrição. public void testmaisdeumalicencacomrestricaousoselecionadas() { * Uma licença do tipo com restrição de uso e modificação. * Resposta: Mostrar resultado do parecer com restrição de uso e modificação. public void testumalicencacomrestricaousomodifselecionada() { * Mais de uma licença do tipo com restrição de uso e modificação. * Resposta: Mostrar resultado do parecer com restrição de uso e modificação. public void testmaisdeumalicencacomrestricaousomodifselecionadas() { * Teste de Estágio do Ciclo de Vida * Escolha de uma opção de estágio do ciclo de vida. public void testumestagiociclovidaselecionado() {

4 * Escolha de mais de uma opção de estágio do ciclo de vida. public void testmaisdeumestagiociclovidaselecionados() { * Caso preencher TODAS as opções do estágio do ciclo de vida. * Resposta: Mostrar TODOS os pareceres referentes aos estágios de ciclo de vida. public void testtodosestagiociclovidaselecionados() { * Teste de Finalidade do Projeto * Escolha de uma opção de finalidade. public void testumafinalidadeselecionada() { * Escolha de mais de uma opção de finalidade. public void testmaisdeumafinalidadeselecionadas() { * Caso preencher TODAS as opções de finalidade. * Resposta: Mostrar TODOS os pareceres referentes as finalidades. public void testtodasfinalidadeselecionadas() { * Teste de Público-alvo * Escolha de uma opção de público-alvo. public void testumpúblicoalvoselecionado() {

5 * Escolha de mais de uma opção de público-alvo. public void testmaisdeumpúblicoalvoselecionados() { * Caso preencher TODAS as opções de público-alvo. * Resposta: Mostrar TODOS os pareceres referentes aos público-alvo. public void testtodospúblicoalvoselecionados() {

Java Básico. Matrícula de Alunos. Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br. Novembro/2005

Java Básico. Matrícula de Alunos. Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br. Novembro/2005 Java Básico Matrícula de Alunos Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br Novembro/2005 Objetivos OO: trocar mensagens entre os objetos Exception: tratar exceções Análise: implementar

Leia mais

SELENIUM 28/03/2011. Márcio Delamaro Harry Trinta

SELENIUM 28/03/2011. Márcio Delamaro Harry Trinta 1 SELENIUM 28/03/2011 Márcio Delamaro Harry Trinta O que é a Selenium? Selenium é uma ferramenta desenvolvida para a automação de testes em aplicações Web Suporta diversos browsers: Firefox Internet Explorer

Leia mais

Programação Comercial Sumário

Programação Comercial Sumário Programação Comercial Para a fixação do conhecimento, uma sequência de práticas detalhas a seguir deve ser executada. Nesta sequência de práticas, uma pequena aplicação para o cadastro e manutenção de

Leia mais

MOCKITO - - Alexandre Gazola (alexandregazola@gmail.com / Twitter: @alexandregazola)

MOCKITO - - Alexandre Gazola (alexandregazola@gmail.com / Twitter: @alexandregazola) cinto de utilidades mocks_ CRIAÇÃO DE MOCKS COM MOCKITO No último artigo desta coluna, falamos de uma forma geral sobre diversas ferramentas para suporte a testes automatizados. Dentre as ferramentas mencionadas,

Leia mais

Documentação Usando o Javadoc

Documentação Usando o Javadoc Documentação Usando o Javadoc Prof. MSc. João Carlos Pinheiro jcpinheiro@cefet-ma.br Versão 2.1 Última Atualização: 04/2005 1 Comentários e Documentação Comentários em Java Existem três tipos de comentários

Leia mais

IVO SÓCRATES MORAES DE OLIVEIRA GERÊNCIA DE APLICAÇÕES COM A API JMX: MANUAL DE UTILIZAÇÃO

IVO SÓCRATES MORAES DE OLIVEIRA GERÊNCIA DE APLICAÇÕES COM A API JMX: MANUAL DE UTILIZAÇÃO IVO SÓCRATES MORAES DE OLIVEIRA GERÊNCIA DE APLICAÇÕES COM A API JMX: MANUAL DE UTILIZAÇÃO Palmas-TO 2006 2 IVO SÓCRATES MORAES DE OLIVEIRA GERÊNCIA DE APLICAÇÕES COM A API JMX: MANUAL DE UTILIZAÇÃO Trabalho

Leia mais

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. Sintaxe Geral Tipos de Dados Comentários Comentários: De linha: // comentário 1 // comentário 2 De bloco: /* linha 1 linha 2 linha n */ De documentação: /** linha1 * linha2 */ Programa Exemplo: ExemploComentario.java

Leia mais

JDBC. Siga as instruções para instalar o banco de dados H2 e criar a tabela Alunos.

JDBC. Siga as instruções para instalar o banco de dados H2 e criar a tabela Alunos. JDBC CRIANDO O BANCO DE DADOS: Siga as instruções para instalar o banco de dados H2 e criar a tabela Alunos. CRIANDO O PROJETO JAVA PARA DESKTOP: Crie um projeto Java chamado Prograd Crie um pacote chamado

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS CUP Disk Memoey CUP Memoey Disk Network CUP Memoey Disk Remote Method Invocation (RMI) Introdução Solução JAVA para Objetos Distribuídos Um objeto existe em uma máquina É possível

Leia mais

TUTORIAL CONTROLE SOBRE DOCUMENTOS E ALVARÁS

TUTORIAL CONTROLE SOBRE DOCUMENTOS E ALVARÁS Sumário Últimas alterações... 1 Apresentação... 1 1.Procedimentos iniciais... 2 2.Cadastrar os tipos de Controle de Vendas... 2 3.Validar o controle de venda com o Televendas... 5 Últimas alterações Abaixo,

Leia mais

Orientação a Objetos com Java

Orientação a Objetos com Java Everton Coimbra de Araújo Orientação a Objetos com Java Simples, Fácil e Eficiente Visual Books Sumário Prefácio... 11 Introdução... 13 1 Introdução à Orientação a Objetos... 17 1.1 Conceitualização...

Leia mais

Plataforma para Agentes

Plataforma para Agentes Plataforma para es JATLite - Java Template, Lite O que é o JATLite? http://java.stanford.edu/ http://www.fe.up.pt/~eol/aiad/jatlite/doc/index.html Pacote de programas em Java permitindo: rápida criação

Leia mais

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this.

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Aula 2 Objetivos Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Encapsulamento, data hiding é um conceito bastante importante em orientação a objetos. É utilizado para restringir o acesso

Leia mais

Breve introdução. Uma breve introdução. Simplicidade e Poder. Rápido Dinâmico Robusto

Breve introdução. Uma breve introdução. Simplicidade e Poder. Rápido Dinâmico Robusto Breve introdução Uma breve introdução Rápido Dinâmico Robusto Simplicidade e Poder Linguagem dinâmica Arquitetura Mapeamento Objeto Relacional Convenção DRY YAGNI KISS Groovy MVC Hibernate Sobre configuração

Leia mais

Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas. Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares

Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas. Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares Objetivos Conceito de exceções Tratar exceções pelo uso de try, catch e

Leia mais

Manual de Envio de Torpedos SMS Comtele. Introdução... 02. 1.Cadastrar um Grupo... 02. 2.Inserir ou Importar Contatos... 06. 2.1 Ordem de envio...

Manual de Envio de Torpedos SMS Comtele. Introdução... 02. 1.Cadastrar um Grupo... 02. 2.Inserir ou Importar Contatos... 06. 2.1 Ordem de envio... Manual de Envio de Torpedos SMS Comtele Índice Introdução... 02 1.Cadastrar um Grupo... 02 2.Inserir ou Importar Contatos... 06 2.1 Ordem de envio... 08 3.Criar e Enviar uma Mensagens... 12 4. Salvando

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Prof. Adriano Avelar Site: www.adrianoavelar.com Email: eam.avelar@gmail.com Relembrando... Mecanismos de Comunicação Middleware Cenário em uma rede Local

Leia mais

Prof. Me. Marcos Echevarria

Prof. Me. Marcos Echevarria Prof. Me. Marcos Echevarria JUnit é um framework, open-source, que auxilia a criação e execução de testes unitários em classes Java. Engenharia de Software 2 JUnit facilita a criação de testes automatizados,

Leia mais

Acesso a Banco. Conexão em Java. Conexão em Java. Programação Orientada a Objetos Profa. Cristiane e Prof. Daniel

Acesso a Banco. Conexão em Java. Conexão em Java. Programação Orientada a Objetos Profa. Cristiane e Prof. Daniel Acesso a Banco Programação Orientada a Objetos Profa. Cristiane e Prof. Daniel As conexões em Java são feitas através de uma ponte que implementa todas as funcionalidades que um banco de dados padrão deve

Leia mais

Este tutorial mostra como utilizar as ferramentas Send Mail e Web Commands.

Este tutorial mostra como utilizar as ferramentas Send Mail e Web Commands. Este tutorial mostra como utilizar as ferramentas Send Mail e Web Commands. Antes de começamos certifique-se de estarem com o programa instalado, com sua conta e licenças ativas. Neste tutorial não irei

Leia mais

Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte

Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte Este tutorial explica basicamente como se implementa a API chamada RMI (Remote Method Invocation). O RMI nada mais é que a Invocação de Métodos

Leia mais

Criando documentação com javadoc

Criando documentação com javadoc H Criando documentação com javadoc H.1 Introdução Neste apêndice, fornecemos uma introdução a javadoc ferramenta utilizada para criar arquivos HTML que documentam o código Java. Essa ferramenta é usada

Leia mais

Sistemas Paralelos e Distribuídos - 2003/2004 Curso: Matemática /Informática Sistemas Distribuídos - 2003/2004 Curso: Ensino da Informática

Sistemas Paralelos e Distribuídos - 2003/2004 Curso: Matemática /Informática Sistemas Distribuídos - 2003/2004 Curso: Ensino da Informática Java RMI - Remote Method Invocation Folha 5-1 No modelo de programação orientada a objectos, vimos que um programa consiste numa colecção de objectos que comunicam entre si através da invocação dos seus

Leia mais

Autenticação e Autorização

Autenticação e Autorização Autenticação e Autorização Introdução A segurança em aplicações corporativas está relacionada a diversos aspectos, tais como: autenticação, autorização e auditoria. A autenticação identifica quem acessa

Leia mais

Java na WEB Banco de Dados

Java na WEB Banco de Dados 1 Java na WEB Banco de Dados Objetivo: Ao final da aula o aluno será capaz de: Criar aplicações JSP com acesso ao Banco de Dados MySql Configurar o TomCat para acessar o MySql. Não é Objetivo: Ao final

Leia mais

!" # # # $ %!" " & ' ( 2

! # # # $ %!  & ' ( 2 !"# # #$ %!" "& ' ( 2 ) *+, - 3 . / 4 !" 0( # "!#. %! $""! # " #.- $ 111.&( ( 5 # # 0. " % * $(, 2 % $.& " 6 # #$ %% Modelo (Encapsula o estado da aplicação) Implementado como JavaBeans Responde a consulta

Leia mais

Enterprise Java Beans

Enterprise Java Beans Enterprise Java Beans Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior DCC PUC Minas Disponível em www.pasteurjr.blogspot.com 1-O que é um Enterprise Java Bean? O Entertprise Java Bean (EJB) é um componente server-side

Leia mais

Funcionamento da Aplicação. Simulações do funcionamento. Simulação SAC

Funcionamento da Aplicação. Simulações do funcionamento. Simulação SAC Funcionamento da Aplicação Simulações do funcionamento Simulação SAC Simulação PRICE Simulação Cartão de Crédito Simulação Deposito Simulação parcela mínima Simulação Parcelamento máximo Classe: ConnectionFactory;

Leia mais

A ) O cliente terá que implementar uma interface remota. . Definir a interface remota com os métodos que poderão ser acedidos remotamente

A ) O cliente terá que implementar uma interface remota. . Definir a interface remota com os métodos que poderão ser acedidos remotamente Java RMI - Remote Method Invocation Callbacks Folha 9-1 Vimos, na folha prática anterior, um exemplo muito simples de uma aplicação cliente/ servidor em que o cliente acede à referência remota de um objecto

Leia mais

Gestão de Estágios e Projectos de Investigação Manual de Utilizador - Aluno

Gestão de Estágios e Projectos de Investigação Manual de Utilizador - Aluno Gestão de Estágios e Projectos de Investigação Manual de Utilizador - Aluno GESTÃO DE ESTÁGIOS E PROJECTOS DE INVESTIGAÇÃO MANUAL DE UTILIZADOR - ALUNO Passaremos a demonstrar quais os passos a dar para

Leia mais

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null Palavras -chave de JAV A abstract catch do final implements long private static throw void boolean char double finally import native protected super throws volatile break class float insfcanceof new public

Leia mais

O uso de exceções permite separar a detecção da ocorrência de uma situação excepcional do seu tratamento, ao se programar um método em Java.

O uso de exceções permite separar a detecção da ocorrência de uma situação excepcional do seu tratamento, ao se programar um método em Java. Exceções em Java Miguel Jonathan DCC/IM/UFRJ (rev. abril de 2011) Resumo dos conceitos e regras gerais do uso de exceções em Java O uso de exceções permite separar a detecção da ocorrência de uma situação

Leia mais

Instituto de Matemática e Estatística Universidade de São Paulo Guia de Instalação R

Instituto de Matemática e Estatística Universidade de São Paulo Guia de Instalação R GUIA DE INSTALAÇÃO Este guia de instalação faz parte do trabalho de iniciação científica Tópicos de Estatística utilizando R e foi desenvolvido pelos alunos Fernando Itano e Soane Mota dos Santos do curso

Leia mais

Instalando o SQL Server 2005 para o SCOM 2007

Instalando o SQL Server 2005 para o SCOM 2007 Instalando o SQL Server 2005 para o SCOM 2007 Última revisão feita em 04 de Abril de 2008. Objetivo Para que o SCOM possa ser instalado devemos ter o SQL 2005 implementado no ambiente. Neste tutorial veremos

Leia mais

Num sistema de objectos distribuídos, dois conceitos são fundamentais.

Num sistema de objectos distribuídos, dois conceitos são fundamentais. Folha 10-1 Java RMI - Remote Method Invocation No modelo de programação orientada a objectos, vimos que um programa consiste numa colecção de objectos que comunicam entre si através da invocação dos seus

Leia mais

e-stf WebServices Processo Eletrônico Smart Client Documentação

e-stf WebServices Processo Eletrônico Smart Client Documentação SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Secretaria de Tecnologia da Informação e-stf WebServices Processo Eletrônico Smart Client 1 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 20/06/2008 1.0 Criação do documento

Leia mais

COMO SELECIONAR PROJETOS QUANDO EXISTE RESTRIÇÃO DE CAPITAL

COMO SELECIONAR PROJETOS QUANDO EXISTE RESTRIÇÃO DE CAPITAL COMO SELECIONAR PROJETOS QUANDO EXISTE RESTRIÇÃO DE Pelo VPL, TIR ou Payback? As duas metodologias de fazer a seleção Quando todos os projetos forem independentes Francisco Cavalcante (francisco@fcavalcante.com.br)

Leia mais

Padrão Arquitetura em Camadas

Padrão Arquitetura em Camadas Padrão Arquitetura em Camadas Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marciobueno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Definição Estimula a organização

Leia mais

INF01018 Aula Prática 2 RMI Remote Method Invocation

INF01018 Aula Prática 2 RMI Remote Method Invocation 1 / 18 INF01018 Aula Prática 2 RMI Remote Method Invocation Lucas Mello Schnorr, Alexandre Silva Caríssimi {lmschnorr,asc}@inf.ufrgs.br http://www.inf.ufrgs.br/ lmschnorr/ad/ INF01018 Sistemas Operacionais

Leia mais

Programação Visual TIC - 3PA. Lista de Exercícios 01

Programação Visual TIC - 3PA. Lista de Exercícios 01 Programação Visual TIC - 3PA Lista de Exercícios 01 Professor: Edwar Saliba Júnior 1) Elabore um programa para somar dois números digitados pelo usuário do software. Seu programa deverá possuir a classe

Leia mais

Tutorial Módulo 02 - Persistência. Tutorial Módulo 02 Persistência. Treinamento Framework Demoiselle Módulo 02

Tutorial Módulo 02 - Persistência. Tutorial Módulo 02 Persistência. Treinamento Framework Demoiselle Módulo 02 Tutorial Módulo 02 Persistência LABORATÓRIO 02 Persistência Este laboratório tem por objetivo fixar os conceitos da camada de persistência do Framework Demoiselle e orientar o processo de configuração

Leia mais

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Como criar um EJB Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Gabriel Novais Amorim Abril/2014 Este tutorial apresenta o passo a passo para se criar um projeto EJB no Eclipse com um cliente web

Leia mais

Tutorial Jogo da Velha WEB

Tutorial Jogo da Velha WEB Tutorial Jogo da Velha WEB Criação do Projeto 1- Inicie o Eclipse 2- Crie um novo projeto Web dinâmico. 3- Na tela seguinte, digite o nome do projeto e caso no campo Target Runtime não estiver aparecendo

Leia mais

BC0501 Linguagens de Programação

BC0501 Linguagens de Programação BC0501 Linguagens de Programação Aula Prática: 03 Assunto: Comandos de Seleção 1. Introdução Um comando de seleção define uma condição em um programa, que permite que grupos de comandos sejam executados

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Marcelo Lobosco DCC/UFJF Comunicação em Sistemas Distribuídos Aula 06 Agenda Modelo Cliente-Servidor (cont.) Invocação Remota de Método (Remote Method Invocation RMI) Visão Geral

Leia mais

O que é uma Exceção? Call Stack. Java Tratamento de Exceção. de métodos que foram usados até chegar na presente instrução.

O que é uma Exceção? Call Stack. Java Tratamento de Exceção. de métodos que foram usados até chegar na presente instrução. Java Tratamento de Exceção O que é uma Exceção? n Uma exceção é um evento que ocorre durante a execução do programa que interrompe o fluxo normal de instruções. n Quando um erro acontece em um método,

Leia mais

Arquitetura de Aplicações JSP/Web. Padrão Arquitetural MVC

Arquitetura de Aplicações JSP/Web. Padrão Arquitetural MVC Arquitetura de Aplicações JSP/Web Padrão Arquitetural MVC Arquitetura de Aplicações JSP/Web Ao projetar uma aplicação Web, é importante considerála como sendo formada por três componentes lógicos: camada

Leia mais

Prática em Laboratório N.02 Criando um serviço Web via NetBeans

Prática em Laboratório N.02 Criando um serviço Web via NetBeans Prática em Laboratório N.02 Criando um serviço Web via NetBeans O objetivo deste exercício é criar um projeto apropriado para desenvolver um contêiner que você resolva utilizar. Uma vez criado o projeto,

Leia mais

Padrões de Projeto e Persistência com DAO

Padrões de Projeto e Persistência com DAO Curso de Análise de Sistemas Análise de Sistemas II Padrões de Projeto e Persistência com DAO Prof. Giuliano Prado de Morais Giglio, M.Sc. Introdução a Padrões de Projeto Padrões de Projeto foram inicialmente

Leia mais

Instalação do Java SDK (Software Development Kit)

Instalação do Java SDK (Software Development Kit) ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos PMR 2300 Computação para Automação 1 o Semestre 2005 Instalação do Java SDK (Software Development

Leia mais

NFe Nota Fiscal Eletronica

NFe Nota Fiscal Eletronica 1 NFe Nota Fiscal Eletronica Introdução O NFe Tron, apesar de ser um sistema complexo, possui um método simples de instalação, configurando todos os elementos necessários para o funcionamento básico do

Leia mais

Criar uma aplicação JPA2 com EclipseLink e H2

Criar uma aplicação JPA2 com EclipseLink e H2 Criar uma aplicação JPA2 com EclipseLink e H2 1) Criar uma aplicação Java no NetBeans. File > New Project > Java, Java Application > Project name: JPA2 Finish. 2) Acrescentar ao Projeto NetBeans a biblioteca

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 3 Invocação de Objetos

Leia mais

Luiz Edmundo Lopes Mizutani. Tutorial JBuilder X Enterprise

Luiz Edmundo Lopes Mizutani. Tutorial JBuilder X Enterprise Luiz Edmundo Lopes Mizutani Tutorial JBuilder X Enterprise Abstract Este tutorial é resultado da parceria ITA/FCMF-Borland, com intuito de documentar o conhecimento adquirido com esta oportunidade. A consulta

Leia mais

Programação Concorrente em Java. Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM

Programação Concorrente em Java. Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM Programação Concorrente em Java Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM O que é programação concorrente? Um programa, múltiplos fluxos de execução Quando usar programação concorrente? Desempenho Ex.:

Leia mais

Módulo 5 - JDBC java.sql - Conexão com Banco de Dados

Módulo 5 - JDBC java.sql - Conexão com Banco de Dados Aplicações de Linguagem de Programação Orientada a Objetos 2ºsem/2012 (Professor: Tiago) Módulo 5 - JDBC java.sql - Conexão com Banco de Dados Fazer o download do drive de conexão com o BD: http://jdbc.postgresql.org/download.html

Leia mais

Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this.

Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this. Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this.x = x; this.y = y; public String tostring(){ return "(" + x + "," +

Leia mais

FERRAMENTA PARA GERAÇÃO DE TESTES AUTOMATIZADOS EM JAVA

FERRAMENTA PARA GERAÇÃO DE TESTES AUTOMATIZADOS EM JAVA Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí Departamento de Engenharia de Software FERRAMENTA PARA GERAÇÃO DE TESTES AUTOMATIZADOS EM JAVA Samuel Yuri Deschamps

Leia mais

TUTORIAL JAVA AS - HTTP CLIENT COMPOSITION ENVIROMENT 7.1

TUTORIAL JAVA AS - HTTP CLIENT COMPOSITION ENVIROMENT 7.1 TUTORIAL JAVA AS - HTTP CLIENT COMPOSITION ENVIROMENT 7.1 FABIO HAIDER 2008 C O N T E Ú D O : 1 HTTP Client...3 1.1 Arquitetura...3 1.2 Usando HTTP Client...3 1.2.1 Usuário...3 1.2.2 Implementação HTTP

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel As 52 Palavras Reservadas O que são palavras reservadas São palavras que já existem na linguagem Java, e tem sua função já definida. NÃO podem

Leia mais

Saída do sistema do Servidor FTP do Capture Pro Software

Saída do sistema do Servidor FTP do Capture Pro Software Visão geral Saída do sistema do Servidor FTP do Capture Pro Software O Servidor FTP do Capture Pro Software transfere dados de índice e lotes (que foram digitalizados com saída para o PC local) para um

Leia mais

Como o FIT funciona. FIT: Framework for Integrated Tests FIT. http://fit.c2.com. Dados de testes. Programa. Fixtures. classes. Resultados de testes

Como o FIT funciona. FIT: Framework for Integrated Tests FIT. http://fit.c2.com. Dados de testes. Programa. Fixtures. classes. Resultados de testes Como o FIT funciona FIT: Framework for Integrated Tests http://fit.c2.com Dados de testes Fixtures Programa classes FIT Resultados de testes Universidade Portucalense Engenharia de Software ES04 2014-2015

Leia mais

DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR FORMULÁRIO

DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR FORMULÁRIO FORMULÁRIO 1. Estabelecimento de ensino: INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA 2. Unidade orgânica (faculdade, escola, instituto, etc.): 3. Curso: SAÚDE AMBIENTAL 4. Grau ou diploma: Licenciado 5. Área científica

Leia mais

Java 2 Standard Edition. Fundamentos de. Objetos Remotos. Helder da Rocha www.argonavis.com.br

Java 2 Standard Edition. Fundamentos de. Objetos Remotos. Helder da Rocha www.argonavis.com.br Java 2 Standard Edition Fundamentos de Objetos Remotos Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Sobre este módulo Este módulo tem como objetivo dar uma visão geral, porém prática, da criação e uso de objetos

Leia mais

Toques de requinte para aplicações Desktop com JavaFX

Toques de requinte para aplicações Desktop com JavaFX javafx_ Toques de requinte para aplicações Desktop com JavaFX Conhecendo o funcionamento desta plataforma que promete estilizar aplicações Desktop, mesmo sem grandes conhecimentos de CSS. No dia a dia

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA SIA (TERMINAL)

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA SIA (TERMINAL) 17/08/2010 - Página 1 de 20 MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA SIA (TERMINAL) 1. No Terminal acessar via rede o diretório onde o sistema SIA foi instalado no Servidor. Acessar a pasta Instalar e executar

Leia mais

Construção de novas Classes em Java. Classes Atributos Métodos Herança...

Construção de novas Classes em Java. Classes Atributos Métodos Herança... Construção de novas Classes em Java Classes Atributos Métodos Herança... 1 Exemplo Representação em UML Java (Unified Modeling Language) Stack items : Vector Stack( ) push( ) pop( ) isempty( ) finalize(

Leia mais

package br.com.cadastro.visao;

package br.com.cadastro.visao; package br.com.cadastro.visao; import java.awt.eventqueue; import java.awt.event.actionlistener; import javax.swing.jframe; import javax.swing.jpanel; import javax.swing.border.emptyborder; import br.com.cadastro.modelo.cliente;

Leia mais

WebWork 2. João Carlos Pinheiro. jcpinheiro@cefet-ma.br

WebWork 2. João Carlos Pinheiro. jcpinheiro@cefet-ma.br WebWork 2 João Carlos Pinheiro jcpinheiro@cefet-ma.br Versão: 0.5 Última Atualização: Agosto/2005 1 Agenda Introdução WebWork 2 & XWork Actions Views Interceptadores Validação Inversão de Controle (IoC)

Leia mais

Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java

Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java Criei uma aplicação muito simples que demonstra como um Servlet pode invocar uma classe que efetua um comando qualquer no sistema operacional.

Leia mais

Generated Documentation

Generated Documentation Generated Documentation Contents Package default Procedural Elements 2 humangw_integration_test_multiple_csv.php 2 humangw_integration_test_multiple_list.php 3 HumanClientMain.php 4 Define HUMAN_ROOT 4

Leia mais

PADRÃO PARA ENVIO DE E-MAIL. Versão 1.0

PADRÃO PARA ENVIO DE E-MAIL. Versão 1.0 PADRÃO PARA ENVIO DE E-MAIL Versão 1.0 Fevereiro 2006 Sumário de Informações do Documento Tipo do Documento: Relatório Título do Documento: Padrão para envio de e-mail Estado do Documento: Elaborado Responsáveis:

Leia mais

Instalando seu Servidor Windows 2003

Instalando seu Servidor Windows 2003 Instalando seu Servidor Windows 2003 Antes de iniciar, precisamos dos seguintes itens: Letícia Banffy. Um computador com os seguintes requisitos mínimos: Processador Pentium II, 256 MB de RAM (É possível

Leia mais

Listando, gravando, alterando e excluindo registro do banco de dados com JSP

Listando, gravando, alterando e excluindo registro do banco de dados com JSP SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 3º ANO PROGRAMAÇÃO II PROF. RONALDO FERREIRA DA SILVA JavaServer Pages JavaServer Pages (JSP) é uma tecnologia que ajuda os desenvolvedores de software a criarem páginas web geradas

Leia mais

Driver Mysql para Banco de Dados. Conexão com um Banco de Dados

Driver Mysql para Banco de Dados. Conexão com um Banco de Dados Driver Mysql para Banco de Dados MySQL.: Driver.: com.mysql.jdbc.driver URL.: jdbc:mysql://localhost/nomedobanco Usuário.: root senha.: ****** Conexão com um Banco de Dados Colocar o driver do banco de

Leia mais

Java Básico. Classes Abstratas, Exceções e Interfaces Prof. Fernando Vanini Ic-Unicamp

Java Básico. Classes Abstratas, Exceções e Interfaces Prof. Fernando Vanini Ic-Unicamp Java Básico Classes Abstratas, Exceções e Interfaces Prof. Fernando Vanini Ic-Unicamp Classes Abstratas construção de uma classe abstrata construção de classes derivadas Classes e Herança Uma classe define

Leia mais

Tutorial. Começando a Criar Aplicativos SMS

Tutorial. Começando a Criar Aplicativos SMS Tutorial Começando a Criar Aplicativos SMS Para começar Neste tutorial você vai entender como criar e integrar um aplicativo SMS usando a Brazapp. Para uma melhor compreensão, passaremos por todos os passos:

Leia mais

Criando sua primeira aplicação JAVA com o Eclipse

Criando sua primeira aplicação JAVA com o Eclipse Criando sua primeira aplicação JAVA com o Eclipse Fernando Boaglio Instalou o Eclipse mas não sabia por onde começar? Aqui você encontra uma breve explicação de como criar sua primeira aplicação JAVA no

Leia mais

Estratégias para testes: a metáfora da pirâmide alimentar

Estratégias para testes: a metáfora da pirâmide alimentar Estratégias para testes: a metáfora da pirâmide alimentar Jorge Diz Instrutor Globalcode Kleber Xavier Instrutor Globalcode 1 Agenda > O que são testes? > Tipos de testes > A pirâmide de testes (Huggins)

Leia mais

Desenvolvendo AOP com Spring.NET Aprenda a desenvolver aspectos para encapsular implementações de arquitetura das implementações de negócio

Desenvolvendo AOP com Spring.NET Aprenda a desenvolver aspectos para encapsular implementações de arquitetura das implementações de negócio [Web Boas Práticas Design Patterns Orientação a Objetos AOP Spring.NET] Desenvolvendo AOP com Spring.NET Aprenda a desenvolver aspectos para encapsular implementações de arquitetura das implementações

Leia mais

Apache Camel rotas para as suas mensagens. Bruno Borges 2009

Apache Camel rotas para as suas mensagens. Bruno Borges 2009 Apache Camel rotas para as suas mensagens Bruno Borges 2009 Apache Camel Integração SOAP MSMQ JMS RSS FTP JT/400 JDBC SMTP HTTP FIX JBI JPA Twitter SOAP LDAP TCP Integração Camel ? Framework Open Source

Leia mais

SISTEMA EXPERIMENTALL 15/11/2009. Olá! A partir de agora vamos conhecer a IDE NetBeans 6.7.1 efetuando um micro projeto swing.

SISTEMA EXPERIMENTALL 15/11/2009. Olá! A partir de agora vamos conhecer a IDE NetBeans 6.7.1 efetuando um micro projeto swing. 15/11/2009 Olá! A partir de agora vamos conhecer a IDE NetBeans 6.7.1 efetuando um micro projeto swing. Crie um novo projeto clicando em arquivo e em novo projeto. Escolha a opção java, aplicativo java

Leia mais

Desvendando o Hibernate

Desvendando o Hibernate Passos Iniciais Desvendando o Hibernate 1. Repetir os passos do tutorial "CRUD com Hibernate" 2. Adicionar o driver JDBC do banco Esquematizando Fontes dos Arquivos WEB-INF\classes\hibernate.cfg.xml

Leia mais

Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados

Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados UTFPR DAELN - Disciplina de Fundamentos de Programação II ( IF62C ). 1 Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados 1) Introdução! Em algumas situações, pode ser necessário preservar os objetos

Leia mais

INSTALAÇÃO E USO DO GOOGLE APP ENGINE PLUGIN utilizando o Eclipse Galileo

INSTALAÇÃO E USO DO GOOGLE APP ENGINE PLUGIN utilizando o Eclipse Galileo INSTALAÇÃO E USO DO GOOGLE APP ENGINE PLUGIN utilizando o Eclipse Galileo Requisitos de Ambiente: Desenvolvido por: Fabrício Alves e Daniela Claro contato: fabufbc@dcc.ufba.br, dclaro@ufba.br Java 1.6

Leia mais

Configurar o Furbot no Eclipse

Configurar o Furbot no Eclipse Configurar o Furbot no Eclipse Primeiramente, precisamos abrir o Eclipse. Logo no início, deverá aparecer uma tela assim: Nela, você irá selecionar o local do seu workspace. Workspace é o local onde ficarão

Leia mais

Linguagem Java. Arquitetura e Ambiente de Desenvolvimento. Arquitetura e Ambiente de Desenvolvimento Prof. Anderson Augustinho Uniandrade

Linguagem Java. Arquitetura e Ambiente de Desenvolvimento. Arquitetura e Ambiente de Desenvolvimento Prof. Anderson Augustinho Uniandrade Linguagem Java de Desenvolvimento Máquina Virtual Um código intermediário, chamado de bytecode, é gerado quando um programa Java é compilado. Este bytecode é interpretado pelas máquinas virtuais java (JVMs)

Leia mais

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 09 Introdução à Java Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Java: Sintaxe; Tipos de Dados; Variáveis; Impressão de Dados.

Leia mais

Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans.

Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans. 1 - Criando uma classe em Java Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans. Antes de criarmos a(s) classe(s) é necessário criar o projeto

Leia mais

Modificador static e Pacotes. Alberto Costa Neto DComp - UFS

Modificador static e Pacotes. Alberto Costa Neto DComp - UFS Modificador static e Pacotes Alberto Costa Neto DComp - UFS 1 Roteiro Modificador static Pacotes 2 Modificador static Instanciando a classe Funcionário matricula nome cpf salario salario-min getmatricula()

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery Linguagem de Programação JAVA Técnico em Informática Professora Michelle Nery Agenda Regras paravariáveis Identificadores Válidos Convenção de Nomenclatura Palavras-chaves em Java Tipos de Variáveis em

Leia mais

Redes de Computadores I

Redes de Computadores I UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Redes de Computadores I Desenvolvimento de Aplicações de Rede a partir da Biblioteca de

Leia mais

Videoconferência Samsung Modelo VC240. Outubro de 2014 - versão-001

Videoconferência Samsung Modelo VC240. Outubro de 2014 - versão-001 Suporte Videoconferência Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC Office: +55 53 3240 5432 #8505 Email: vconf@ntic.unipampa.edu.br Webpage: www.ntic.unipampa.edu.br/vconf

Leia mais

Programação Orientada a Objectos - P. Prata, P. Fazendeiro. Cartão de fidelização de clientes das distribuidoras de combustível.

Programação Orientada a Objectos - P. Prata, P. Fazendeiro. Cartão de fidelização de clientes das distribuidoras de combustível. Caso de estudo O cartão fidelidade Cartão de fidelização de clientes das distribuidoras de combustível. Definição em JAVA da classe CartaoFidelidade, que deverá apresentar uma funcionalidade semelhante

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Ciência da Computação Sistemas Distribuídos Professor Ciro Barbosa

Universidade Federal de Juiz de Fora Ciência da Computação Sistemas Distribuídos Professor Ciro Barbosa Universidade Federal de Juiz de Fora Ciência da Computação Sistemas Distribuídos Professor Ciro Barbosa Web Service Plínio Antunes Garcia Sam Ould Mohamed el Hacen Sumário Introdução conceitual O Web Service

Leia mais

Java Spaces Exemplos

Java Spaces Exemplos Java Spaces Exemplos Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) Java Spaces - Exemplos V0 1 Autoria! Autores! Local " Cláudio Geyer " Instituto de Informática " UFRGS " disciplina: Programação com

Leia mais

Drive MySql de conexão para Eclipse

Drive MySql de conexão para Eclipse Drive MySql de conexão para Eclipse de Setembro de 0 Olá, neste artigo iremos focar em como utilizar o drive de conexão do Mysql na IDE eclipse. Veremos passo-a-passo como instalar, o que é uma coisa muito

Leia mais

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB)

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB) Uma Introdução à Arquitetura Francisco C. R. Reverbel 1 Copyright 1998-2006 Francisco Reverbel O Object Request Broker (ORB) Via de comunicação entre objetos (object bus), na arquitetura do OMG Definido

Leia mais