Confecção e instalação do Sky Hook

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Confecção e instalação do Sky Hook"

Transcrição

1 Dica Clínica Confecção e instalação do Sky Hook Preparing and fitting the Sky Hook Laurindo Zanco Furquim * Resumo Nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, o protocolo de tratamento, geralmente eleito, é a protração maxilar realizada após a expansão. A sobrecorreção transversal e a aplicação de forças anteriores de grande magnitude parecem ser as chaves do sucesso. A aplicação destas forças não seriam suficientemente eficientes quando aplicadas com máscara facial. A mentoneira oferece maior conforto ao paciente e, portanto, maior aceitação. Porém, a utilização destas forças, de grande magnitude, devem receber, por parte do ortodontista, cuidados especiais. O sistema adotado deve estar em equilíbrio e algumas regras devem ser obedecidas. Esta dica clínica objetiva sugerir alguns cuidados na utilização deste importante recurso clínico. INTRODUÇÃO Em entrevista, publicada pela Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial, volume 6, número 1 de Janeiro/ Fevereiro de , Dr. Andrew Haas foi questionado pelo Dr. Leopoldino Capelozza: No último congresso da AAO (Chicago 2000), o senhor apresentou os melhores resultados que já vi no tratamento da má oclusão Classe III com expansão rápida e tração da maxila. Quais fatores o senhor considera responsáveis por tanta diferença entre os ganhos obtidos com sua abordagem e aqueles descritos na literatura? Resposta do Dr. Haas: A diferença mais significativa entre meus casos e a maioria daqueles publicados na literatura é que eu uso forças de protração de elevada magnitude (até 2400g por lado) por um período de tempo (4 a 6 meses) em que os ossos estão sendo movidos, enquanto que, na maioria das publicações, forças relativamente leves são utilizadas por períodos mais longos, de tal maneira que ocorrem menos alterações esqueléticas e mais alterações dentoalveolares. Nunca usei máscara facial para protrair. Utilizo mentoneira de protração, a qual inventei e ilustrei na publicação de os pacientes demonstram excelente aceitação desses níveis de força com a mentoneira. Questiono se algum paciente toleraria essas forças com máscara facial em seu design atual. Na apresentação que você menciona, demonstro alterações, na avaliação Wits, de 8-16mm num período de 4-8 meses. Naqueles estudos, estou familiarizado com a literatura que mostra alterações de 1-3mm. Após esta entrevista, de grande repercussão no meio ortodôntico, aumentou o interesse na utilização da mentoneira como recurso para a protração maxilar. Esta dica clínica tem como objetivo contribuir com a prática clínica na utilização deste importante recurso mecânico. Nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, o protocolo de tratamento, geralmente eleito, é a protração maxilar realizada após a expansão. A sobrecorreção transversal e a aplicação de * Doutor em Patologia Bucal pela Universidade de São Paulo - Bauru/SP; Professor da cadeira de Ortodontia da Universidade Estadual de Maringá R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 1, n. 4, p ago./set

2 Confecção e instalação do Sky Hook forças anteriores de grande magnitude parecem ser as chaves do sucesso. Para liberar forças de grande magnitude, que sejam confortáveis e bem aceitas pelo paciente, a mentoneira deve ser confeccionada e instalada obedecendo algumas regras. MOLDAGEM Utiliza-se para a moldagem 3 placas de cera rosa número sete. Duas placas são paralelamente superpostas com aproximadamente 2cm uma sobre a outra (Fig. 1-2). A terceira placa deve ser colocada, como reforço, embaixo Figura 1 Figura 2 Figura 3 Figura 4 Figura 5 Figura 6 Figura 7 Figura 8 Figura 9 Figura 10 6 R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 1, n. 4, p ago./set. 2002

3 Laurindo Zanco Furquim das outras duas, no sentido transversal (Fig. 03). Este conjunto de placas de ceras, após a adaptação no queixo do paciente servirá de moldeira (Fig. 4). Utilizando-se o alginato, a moldagem deve abranger mento, suco mento labial, lábio inferior e superior (Fig. 5, 6, 7, 8). A moldagem dos lábios servirá como referência para a confecção dos ganchos do Sky Hook (Fig. 9). Após a moldagem utiliza-se gesso comum para o vazamento e a reprodução da parte inferior da face do paciente (Fig. 10). LABORATÓRIO Após o vazamento em gesso comum e a reprodução do terço inferior da face (Fig. 11a-11b ), inicia-se a confecção da mentoneira em acrílico e a adaptação dos fios que servirão de ancoragem para a protração maxilar. Com um lápis, delimita-se a área que receberá o acrílico. Esta área deve ser bem abrangente para melhor distribuir as forças que serão aplicadas na protração (Fig. 12). Utilizando-se uma placa de cera rosa numero sete, faz-se um rolete, que será utilizado como auxiliar na confecção dos fios de ancoragem (Fig. 13, 14, 15, 16). Antes de confeccionar os fios de ancoragem, isola-se o gesso com isolante para resinas acrílicas tipo Cel-Lac (Fig. 17). Os fios de ancoragem utilizados são os de calibre 1.2 e deverão ser confeccionados obedecendo alguns critérios: - após uma dobra de retenção o fio acompanha o contorno do mento até o final da linha demarcatória, que foi feita com o lápis e após uma dobra de, aproximadamente, 90 graus o fio sofre uma nova angulação de aproximadamente 140 graus, subindo paralelo ao lábio inferior (Fig. 18, 19 e 20). - após a acrilização (Fig. 21, 22, 23, 24), acabamento e polimento (Fig. 25, 26, 27, 28), serão confeccionados os ganchos utilizados para a colocação dos elásticos de protração (Fig ). - os ganchos utilizados para a colocação dos elásticos devem ficar a uma distância de aproximadamente 3cm dos lábios e perpendicular aos ganchos do disjuntor palatino (Fig. 31). - a distância de 3cm propicia maior variabilidade de opções de forças a serem aplicadas (vários tipos de elásticos) e a posição perpendicular do gancho, em relação ao gancho que está instalado no disjuntor palatino, possibilita um controle apropriado das prováveis alterações do plano maxilar, e proporciona um maior conforto ao paciente. Dependendo da posição do plano maxilar, e se opção de mecânica escolhida pelo ortodontista não for a perpendicular, o profissional poderá optar em realizar no consultório este gancho. Neste caso o ortodontista solicitará ao protético que não realize esta dobra final. - os fios laterais, que servirão de apoio aos elásticos do casquete occipital, devem acompanhar o plano mandibular e possuir uma distância que propicie uma quantidade de força suficiente e necessária que será responsável pelo equilíbrio do sistema (Fig. 32). - esta força lateral inclina a mentoneira para baixo e para a frente, como conseqüência os fios verticais se inclinarão para a frente aumentando a distância dos ganchos em relação aos lábios (Fig. 33). Os ganchos dos fios laterais também poderão ser confeccionados pelo ortodontista. Figura 11a Figura 11b Figura 12 R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 1, n. 4, p ago./set

4 Confecção e instalação do Sky Hook Figura 13 Figura 14 Figura 15 Figura 16 Figura 17 Figura 18 Figura 19 Figura 20 Figura 21 Figura 22 Figura 23 Figura 24 Figura 25 Figura 26 8 R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 1, n. 4, p ago./set. 2002

5 Laurindo Zanco Furquim Figura 27 Figura 28 Figura 29 Figura 30 Figura 31 Figura 32 Figura 33 INSTALAÇÃO O principal objetivo na utilização deste aparelho é conseguir aplicação de forças eficientes para estimular alterações esqueléticas e não dentoalveolares. A maior preocupação nesta etapa deve ser em relação ao equilíbrio destas forças aplicadas. A distância, multiplicada pela força, proporcionará o momento desejado (M=Fxd). O momento obtido induzirá uma inclinação da mentoneira no sentido labial provocando uma isquemia, gerando desconforto (Fig. 34). Deve-se iniciar a instalação do aparelho pelos fios laterais, com elásticos inseridos nos ganchos acessórios do casquete occipital (Fig. 35,36). Percebe-se, nas figuras 35 e 36, que a força do elástico, multiplicada pela distância do gancho da mentoneira ao gancho do casquete, gerou um momento que provocou uma inclinação da mentoneira no sentido inferior e vestibular. Esta inclinação exagerada resulta em desconforto e isquemia submandibular. O sistema está em desarmonia. Este desequilibro será temporário e necessário. A inclinação resulta em maior distanciamento dos fios anteriores em relação aos lábios. Esta distância será importante para se conseguir uma aplicação de um momento significante para a protração maxilar. Com um elástico 5/16, inicia-se a colocação pelo gancho da mentoneira, passando pelo R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 1, n. 4, p ago./set

6 Confecção e instalação do Sky Hook gancho do disjuntor e voltando para o gancho da mentoneira. (Fig. 37, 38, 39-40). Após conseguido o equilíbrio do sistema, com o acrílico da mentoneira não pressionando o sulco mento-labial, nem tampouco, a região submandibular, deve-se avaliar a quantidade de força que está sendo aplicada e o conforto do paciente. Para se obter maiores forças aumenta-se a distância dos ganchos da mentoneira, inclinando-os para a frente (Fig. 41, 42). Aumentando-se a distância dos ganchos aumenta-se a força aplicada, provocando uma inclinação da mentoneira e pressionamento desta no sulco mento-labial. Este pressionamento induz a isquemia e desconforto ao paciente. Para eliminar este efeito indesejado aumenta-se a distância do gancho lateral da mentoneira ao gancho do casquete occipital (Fig ). Como reforço de ancoragem pode-se recorrer aos elásticos de Classe III, utilizando ganchos soldados ou parafusados no fio retangular. (Fig. 45, 46-47). Figura 34 Figura 35 Figura 36 Figura 37 Figura 38 Figura 39 Figura 40 Figura 41 Figura R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 1, n. 4, p ago./set. 2002

7 Laurindo Zanco Furquim Figura 43 Figura 44 Figura 45 Figura 46 Figura 47 Caso Clínico R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 1, n. 4, p ago./set

8 12 R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 1, n. 4, p ago./set Confecção e instalação do Sky Hook

9 Laurindo Zanco Furquim ABSTRACT In Class III cases, mainly in those with maxillary deficiency, the usually elected treatment protocol, is the maxillary protraction accomplished after the expansion. The transverse overcorrection and the application of anterior forces of great magnitude seem to be the key to success. The application of these forces would not be sufficiently efficient when applied with facial mask. The chin cop offers more comfort to the patient and, therefore, better acceptance. Even so, the use of these forces, of great magnitude, should receive, on the part of the orthodontist, a special care. The adopted system should be in balance and some rules should be obeyed. This clinical clue has the purpose to suggest some special care in the use of this important clinical resource. REFERÊNCIAS 1 - HAAS, A. J. Entrevista. R Dental Press Ortodon Ortoped Facial, Maringá, v. 6, n. 1, p. 1-10, HAAS, A. J. Palatal expansion: just the beginning of dentofacial orthopedics. Am J Orthod, St. Louis, v. 57, no. 3, p , Mar Endereço para correspondência: Prof. Dr. Laurindo Zanco Furquim Av. Euclides da Cunha, Zona 5 Maringá Paraná Cep: R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 1, n. 4, p ago./set

Série Aparelhos Ortodônticos

Série Aparelhos Ortodônticos Série Aparelhos Ortodônticos Em geral, o protocolo de tratamento nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, tem sido a disjunção, seguida pela protração da ma-xila. De acordo

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina Série Aparelhos Ortodônticos barra transpalatina INTRODUÇÃO A barra transpalatina (BTP) tem sido aplicada na mecânica ortodôntica de forma crescente e em muitas situações clínicas. Isto pela característica

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3 Série Aparelhos Ortodônticos EXTRABUCAL INTRODUÇÃO A ancoragem extrabucal ainda é um dos recursos mais utilizados e recomendados no tratamento da má oclusão de Classe II, primeira divisão, caracterizada

Leia mais

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente,

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente, Série Aparelhos Ortodônticos MÁSCARA FACIAL INTRODUÇÃO Inúmeras formas de tratamento têm sido relatadas para a correção precoce da má oclusão de Classe III. No entanto, talvez por muitos casos necessitarem

Leia mais

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Um novo conceito de ver e atuar com os aparelhos ortodônticos removíveis José Roberto Ramos Na maioria dos casos, o emprego dos aparelhos ortodônticos

Leia mais

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS:

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS: 1 2 BANDAS ORTODÔNTICAS Introdução Para entendermos a real importância destes componentes de um aparelho ortodôntico, devemos inicialmente compreender qual a função da bandagem frente à um complexo sistema

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL Montagem das Pastas As pastas devem estar organizadas na seguinte ordem: I- Externo Página Título: colocar na capa frontal da pasta (a capa tem um envelope plástico para esta finalidade). BOARD BRASILEIRO

Leia mais

INSTITUTO DAS CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS MÁSCARA FACIAL

INSTITUTO DAS CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS MÁSCARA FACIAL INSTITUTO DAS CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS MÁSCARA FACIAL HELENA MARIA SOARES VIEIRA Limeira, 2012 Abril INSTITUTO DAS CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS MÁSCARA FACIAL HELENA MARIA SOARES VIEIRA Monografia

Leia mais

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa o superiores e splint removível vel inferior MORO, A.; et al. Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de aço superiores

Leia mais

Aparelho de Protração Mandibular: uma nova abordagem na confecção do aparelho

Aparelho de Protração Mandibular: uma nova abordagem na confecção do aparelho Dica Clínica parelho de Protração Mandibular: uma nova abordagem na confecção do aparelho Luciano lvim Costa*, Rosely Suguino** Resumo má oclusão de Classe II com retrognatismo mandibular tem sido largamente

Leia mais

Avaliação Clínica Comparativa de Dois Casos de Expansão Rápida de Maxila

Avaliação Clínica Comparativa de Dois Casos de Expansão Rápida de Maxila CASO CLÍNICO Avaliação Clínica Comparativa de Dois Casos de Expansão Rápida de Maxila Comparative Clinical Evaluation of Two Cases of Rapid Maxillary Expansion Neif Miguel SARKIS Filho* Solange Barbosa

Leia mais

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR FUNORTE-FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS NÚCLEO NITERÓI-SMILE ODONTOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRATAMENTO DA SOBREMORDIDA: RELATO DE CASO CLÍNICO PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR Monografia

Leia mais

ATO DELIBERATIVO Nº 43, DE 19 DE JUNHO DE 2012.

ATO DELIBERATIVO Nº 43, DE 19 DE JUNHO DE 2012. ATO DELIBERATIVO Nº 43, DE 19 DE JUNHO DE 2012. Dispõe sobre o auxílio para tratamento ortodôntico e ortopédico dos maxilares. O PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO DO PLANO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE E BENEFÍCIOS

Leia mais

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Dica Clínica O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Hallissa Simplício*, Ary dos Santos-Pinto**, Marcus Vinicius Almeida de Araújo***, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas****,

Leia mais

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico CASO CLÍNICO Setup: a Diagnosis Assistance in Orthodontics Michelle Santos VIANNA* Armando Yukio SAGA** Fernando Augusto CASAGRANDE*** Elisa Souza CAMARGO****

Leia mais

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Caso Clínico O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Alexandre de Almeida Ribeiro* Resumo A morfologia do arco dentário está relacionada diretamente com as demais partes

Leia mais

MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO

MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO Prof. Dr. Alfredo Júlio Fernandes Neto - 2005 A obtenção do molde e posterior modelo de estudo em gesso é um procedimento crítico e, como em qualquer outro trabalho

Leia mais

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1)

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Artigo de Divulgação Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Treatment of a Class III, Subdivision Malocclusion: A Case Report (Part 1) Guilherme R.

Leia mais

Reginaldo César Zanelato

Reginaldo César Zanelato Reginaldo César Zanelato Nos pacientes portadores da má oclusão de Classe II dentária, além das opções tradicionais de tratamento, como as extrações de pré-molares superiores e a distalização dos primeiros

Leia mais

Máscara facial individualizada: procedimentos clínicos e laboratoriais

Máscara facial individualizada: procedimentos clínicos e laboratoriais Dica Clínica Máscara facial individualizada: procedimentos clínicos e laboratoriais Fábio Lourenço Romano* João Sarmento Pereira Neto** Bruno Azevedo Ferreira*** Maria Beatriz Borges de Araújo Magnani****

Leia mais

Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação

Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação Dica Clínica Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação Adriana Simoni Lucato* Eloísa Marcantônio Boeck* Silvia Amelia Scudeler Vedovello* João Sarmento Pereira Neto** Maria Beatriz Borges de Araújo Mangnani***

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias A escolha dos casos a serem apresentados deverá seguir

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO 474 UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO Fábio André Werlang 1 Marcos Massaro Takemoto 2 Prof Elton Zeni 3 RESUMO

Leia mais

Aparelho para apnéia obstrutiva do sono

Aparelho para apnéia obstrutiva do sono Dica Clínica Aparelho para apnéia obstrutiva do sono Ligiane Vieira Tokano Ramos*, Laurindo Zanco Furquim** A apnéia obstrutiva do sono é conhecida como um distúrbio respiratório crônico, progressivo,

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas.

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas. Restaurações estéticas anteriores diretas. O crescente desenvolvimento de materiais resinosos e técnicas adesivas, possibilita o planejamento e execução de restaurações de resina composta na dentição anterior.

Leia mais

Máscara Facial Individualizada para o tratamento da má oclusão de Classe III

Máscara Facial Individualizada para o tratamento da má oclusão de Classe III PROSTHESIS 1 Máscara Facial Individualizada para o tratamento da má oclusão de Classe III Individualized facial mask for Class III Cristiane Barros André¹ Walter Iared¹ Resumo É consenso entre os especialistas

Leia mais

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS Informações ao paciente Contém: 1. Explicação geral sobre cirurgias ortognáticas, 2. Perguntas e respostas, A cirurgia ortognática, também chamada de ortodontia cirúrgica, é um tipo

Leia mais

FECHAMENTO DE ESPAÇOS

FECHAMENTO DE ESPAÇOS FECHAMENTO DE ESPAÇOS Rua 144, n 77 - Setor Marista - Goiânia (GO) - CEP 74170-030 - PABX: (62) 278-4123 - 1 - Introdução Podemos definir essa etapa do tratamento ortodôntico como aquela onde o principal

Leia mais

AULA 33 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE

AULA 33 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE AULA 33 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE 257 33. PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: OPERAÇÕES DE CORTE 33.1. Introdução As peças que serão retificadas, normalmente, chegam à retificadora com um sobremetal

Leia mais

Ortho In Lab. Resumo PROSTHESIS

Ortho In Lab. Resumo PROSTHESIS Planejamento e individualização da aparatologia ortodôntica conjugada aos mini-implantes ( DATs) Parte I Sítios de instalação uma área de risco controlado. Individualization of planning and orthodontic

Leia mais

Mesialização de molares com ancoragem em mini-implantes

Mesialização de molares com ancoragem em mini-implantes A r t i g o In é d i t o Mesialização de molares com ancoragem em mini-implantes Marcos Janson*, Daniela Alcântara Fernandes Silva** Resumo Introdução: é muito comum, na rotina do consultório odontológico,

Leia mais

TYPODONT. 1 - Partes Constituintes: 1.1 - Bases 1.2 - Plataformas de Suporte

TYPODONT. 1 - Partes Constituintes: 1.1 - Bases 1.2 - Plataformas de Suporte TYPODONT 1 - Partes Constituintes: 2 - Preparo: 3 - Finalidade: 4 - Dentes: 1.1 - Bases 1.2 - Plataformas de Suporte 1.3 - Hastes 1.4 - Parafusos de Fixação das Bases 1.5 - Parafusos de Fixação dos Guias

Leia mais

Correção da relação sagital entre os arcos dentais Classe II

Correção da relação sagital entre os arcos dentais Classe II Correção da relação sagital entre os arcos dentais Classe II CAPÍTULO 13 Karyna Martins do Valle-Corotti Danilo Furquim Siqueira INTRODUÇÃO Angle 1 definiu a maloclusão de Classe II como uma relação mesiodistal

Leia mais

Utilização do Aparelho Progênico para Correção das Mordidas Cruzadas Anteriores

Utilização do Aparelho Progênico para Correção das Mordidas Cruzadas Anteriores Tópico Especial Tema desenvolvido pelo conselho editorial abordando assuntos de interesse da classe ortodôntica Utilização do Aparelho Progênico para Correção das Mordidas Cruzadas Anteriores O direcionamento

Leia mais

Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão

Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão Caso Clínico Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão Reginaldo César Zanelato*, Sáverio Mandetta**, Cássia Terezinha

Leia mais

Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental

Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental Dica Clínica Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental Description of the Method of Fixed Retention, with Free Access of the Dental Floss Jaime Sampaio Bicalho * Karla Tonelli

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada

Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Caso Clínico Tratamento da transposição de canino e pré-molar superior unilateral: abordagem por meio de mecânica segmentada Leopoldino Capelozza Filho*, Mauricio de Almeida Cardoso**, João Cardoso Neto***

Leia mais

COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto

COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto 1 COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto Resumo da monografia apresentada no curso de especilização em Ortodontia da Universidade

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS TESTE SELETIVO TÉCNICO EM PRÓTESE DENTÁRIA Edital n o 096/2009-PRH CADERNO DE PROVA CONHECIMENTO ESPECÍFICO - 38

Leia mais

Placa Lábio Ativa: versatilidade e simplicidade no tratamento ortodôntico

Placa Lábio Ativa: versatilidade e simplicidade no tratamento ortodôntico Caso Clínico Placa Lábio Ativa: versatilidade e simplicidade no tratamento ortodôntico Marcio Rodrigues de Almeida*, Alex Luiz Pozzobon Pereira**, Renato Rodrigues de Almeida***, Renata Rodrigues de Almeida-Pedrin****

Leia mais

Prof Dr.Avelino Veit Mestre Ortodontia Doutor Implantodontia Fundador projetos socio-ambientais Natal Azul e Salve o Planeta Azul

Prof Dr.Avelino Veit Mestre Ortodontia Doutor Implantodontia Fundador projetos socio-ambientais Natal Azul e Salve o Planeta Azul Prof Dr.Avelino Veit Mestre Ortodontia Doutor Implantodontia Fundador projetos socio-ambientais Natal Azul e Salve o Planeta Azul Reabilitação oral e estética Amamos reconstruir sorrisos Protocolo Branemark

Leia mais

Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III

Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III Caso Clínico Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III Eloísa Marcântonio Boeck*, Silvia Amelia S. Vedovello**, Adriana Simoni Lucato***, Maria Beatriz Borges de Araújo Magnani****,

Leia mais

ALTERAÇÕES ESTÉTICAS EM DISCREPÂNCIAS ÂNTERO- POSTERIORES NA CIRURGIA ORTOGNÁTICA

ALTERAÇÕES ESTÉTICAS EM DISCREPÂNCIAS ÂNTERO- POSTERIORES NA CIRURGIA ORTOGNÁTICA ALTERAÇÕES ESTÉTICAS EM DISCREPÂNCIAS ÂNTERO- POSTERIORES NA CIRURGIA ORTOGNÁTICA Recebido em 06/2004 Aprovado em 08/2004 Esthetic Changes in Anterior/Posterior Movements in Orthognathic Surgery José Rodrigues

Leia mais

Pêndulo Higiênico de Prieto

Pêndulo Higiênico de Prieto Dica Clínica Pêndulo Higiênico de Prieto Marcos Gabriel do Lago Prieto*, Acácio Fuziy**, Érika Nana Ishikawa***, Lucas Prieto**** Resumo Dos dispositivos de cooperação mínima, o aparelho pêndulo é um dos

Leia mais

Aparelho Herbst: Protocolos de tratamento precoce e tardio

Aparelho Herbst: Protocolos de tratamento precoce e tardio A RTIGO I NÉDITO Aparelho Herbst: Protocolos de tratamento precoce e tardio Omar Gabriel da Silva Filho*, Carlos Alberto Aiello*, Marcelo Veloso Fontes** Resumo Até que ponto o crescimento mandibular pode

Leia mais

Análise das deformações no crânio durante a expansão do palato

Análise das deformações no crânio durante a expansão do palato Universidade Federal de São João Del-Rei MG 26 a 28 de maio de 2010 Associação Brasileira de Métodos Computacionais em Engenharia Análise das deformações no crânio durante a expansão do palato Denis Zanivan

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

Descrição de Técnica. Leopoldino Capelozza Filho*, José Antonio Zuega Capelozza** Palavras-chave: Diagrama. Straight-wire.

Descrição de Técnica. Leopoldino Capelozza Filho*, José Antonio Zuega Capelozza** Palavras-chave: Diagrama. Straight-wire. Descrição de Técnica DIAO: Diagrama individual anatômico objetivo. Uma proposta para escolha da forma dos arcos na técnica de Straight-Wire, baseada na individualidade anatômica e nos objetivos de tratamento

Leia mais

Extração Seriada, uma Alternativa

Extração Seriada, uma Alternativa Artigo de Divulgação Extração Seriada, uma Alternativa Serial Extraction, an Alternative Procedure Evandro Bronzi Resumo A extração seriada é um procedimento ortodôntico que visa harmonizar

Leia mais

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico rtigo Inédito Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico Oswaldo Scopin de ndrade*, José Carlos Romanini** RESUMO literatura científica atual preconiza para a dentição anterior a opção

Leia mais

Diagnóstico de má oclusão de Classe III por alunos de graduação

Diagnóstico de má oclusão de Classe III por alunos de graduação A r t i g o In é d i t o Diagnóstico de má oclusão de Classe III por alunos de graduação José Augusto Mendes Miguel*, Cristiane Canavarro**, Juliana de Paiva Moura Ferreira***, Ione Helena Portella Brunharo****,

Leia mais

EXPANSÃO RÁPIDA DA MAXILA CIRURGICAMENTE ASSISTIDA REVISTA DA LITERATURA, TÉCNICA CIRÚRGICA E RELATO DE CASO

EXPANSÃO RÁPIDA DA MAXILA CIRURGICAMENTE ASSISTIDA REVISTA DA LITERATURA, TÉCNICA CIRÚRGICA E RELATO DE CASO 914 EXPANSÃO RÁPIDA DA MAXILA CIRURGICAMENTE ASSISTIDA REVISTA DA LITERATURA, TÉCNICA CIRÚRGICA E RELATO DE CASO SURGICALLY ASSISTED RAPID MAXILLARY EXPANSION LITERATURE REVIEW, SURGICAL TECHNIQUE AND

Leia mais

Descrição do aparelho Moreira: proposta de tratamento da má oclusão Classe III de Angle

Descrição do aparelho Moreira: proposta de tratamento da má oclusão Classe III de Angle Dica Clínica Descrição do aparelho Moreira: proposta de tratamento da má oclusão Classe III de ngle na Karina lves Moreira*, cácio Fuziy**, Paulo César Tukasan***, Valtercides lves Moreira Filho**** Resumo

Leia mais

Tratamento Precoce da Mordida Cruzada Posterior com o Quadrihélice de Encaixe

Tratamento Precoce da Mordida Cruzada Posterior com o Quadrihélice de Encaixe Materiais Ortodônticos Tratamento Precoce da Mordida Cruzada Posterior com o Quadrihélice de Encaixe Márcio Antonio de Figueiredo*, Danilo Furquim Siqueira**, Silvana Bommarito***, Marco Antonio Scanavini****

Leia mais

Programa Laboratorial (hands on em Manequim)

Programa Laboratorial (hands on em Manequim) PROGRAMA DE CURSO DE EXCELÊNCIA EM ORTODONTIA COM 8 MÓDULOS DE 2 DIAS MENSAIS Prof. ROQUE JOSÉ MUELLER - Tratamento Ortodôntico de alta complexidade em adultos : diagnóstico, planejamento e plano de tratamento.

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO PREFÁCIO A Ortodontia voltada para os adultos vem crescendo tanto na procura pelos pacientes, como no estudo da ciência, que teve início quando da exigência do público não infanto-juvenil

Leia mais

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia Técnicas radiográficas Divididas em dois grandes grupos: Técnicas Intraorais Profª Paula Christensen Técnicas Radiográficas Técnicas Extraorais Técnicas

Leia mais

Tolerância geométrica de forma

Tolerância geométrica de forma Tolerância geométrica de forma A UU L AL A Apesar do alto nível de desenvolvimento tecnológico, ainda é impossível obter superfícies perfeitamente exatas. Por isso, sempre se mantém um limite de tolerância

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS PLACA LÁBIO ATIVA INDICAÇÕES, VANTAGENS E DESVANTAGENS ROBERTA HOFFERT Monografia apresentada ao programa de Especialização em Ortodontia do ICS - FUNORTE/SOEBRÁS

Leia mais

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior A RTIGO DE D IVULGA ÇÃO Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior Roberto M. A. LIMA FILHO*, Anna Carolina LIMA**, José H. G. de OLIVEIRA***, Antonio C. de

Leia mais

TIPO DE TRATAMENTO PREÇO ( )

TIPO DE TRATAMENTO PREÇO ( ) 01. CONSULTA Consulta (exame clínico) 39,00 Consulta (exame clínico "Check-up" sem tratamentos) 29,00 02. MEDICINA DENTÁRIA PREVENTIVA Aplicação tópica de fluor c/ moldeiras 10,00 Selante de fissuras p/dente

Leia mais

F U L L S C I E N C E rótese Coluna de P

F U L L S C I E N C E rótese Coluna de P 41 Coluna de Prótese Utilização de prótese parcial acrílica overlay para diagnóstico da dvo prévia a reabilitação estética Gil Montenegro 1 Weider Oliveira Silva 2 Tarcísio Pinto 3 Rames Abraão Basilio

Leia mais

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS ETIOLOGIA Aos anos, na maior

Leia mais

01* 02* 01* 02* 01* 02* 1 20 1 20 2 40 33

01* 02* 01* 02* 01* 02* 1 20 1 20 2 40 33 Organização Curricular PERÍODO LETIVO COMPONENTES CURRICULARES MATRIZ CURRICULAR 1º SEMESTRE / 1º MÓDULO CARGA HORÁRIA (horas-aulas) CARGA HORÁRIA TEÓRICA PRÁTICA TOTAL TOTAL (horasrelógio) Confecção de

Leia mais

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Caso Clínico BBO Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Ione Helena Vieira Portella Brunharo 1 O preparo ortodôntico para tratamento cirúrgico do padrão esquelético de

Leia mais

Breve Panorama Histórico

Breve Panorama Histórico Análise Facial Breve Panorama Histórico Norman Kingsley Kingsley (final do séc.xix): s a articulação dos dentes secundária à aparência facial. Breve Panorama Histórico Edward Angle (in (início séc. s XX)

Leia mais

5 dicas para uma excelente higiene oral

5 dicas para uma excelente higiene oral 5 dicas para uma excelente higiene oral O nosso objetivo é exaltar a adequada saúde bucal como geradora de bem-estar e qualidade de vida. Acreditamos que podemos brindar-lhe todo o conhecimento e motivação

Leia mais

Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas

Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas Caso Selecionado Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas Wanderley de Almeida Cesar Jr. Quando tenho pela frente um caso clínico para solucionar e uma necessidade estética do meu paciente

Leia mais

Implantes Dentários. Qualquer paciente pode receber implantes?

Implantes Dentários. Qualquer paciente pode receber implantes? Implantes Dentários O que são implantes ósseos integrados? São uma nova geração de implantes, introduzidos a partir da década de 6O, mas que só agora atingem um grau de aceitabilidade pela comunidade científica

Leia mais

Você sabe o que é cárie?

Você sabe o que é cárie? Clínica Geral Você sabe o que é cárie? Todo mundo acredita que a cárie é uma espécie de bichinho que vai comendo o dente! Mas na verdade, chamamos de cárie a deterioração do dente que é causada pelas bactérias

Leia mais

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo çã APARELHO DE HERBST COM CANTILEVER (CBJ) MAYES, 1994 Utiliza quatro coroas de açoa o nos primeiros molares e um cantilever,, a partir dos primeiros

Leia mais

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar TÁGIDES Saúde e Bem-Estar Estrada Nacional 1,Urbanização Quinta do Cabo, lojas 8 e 9, Povos 2600-009, Vila Franca de Xira Tel; 263209176 914376214 924376162 Email: tagides.sbe@gmail.com Ortodontia- Bases

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS TRATAMENTO PRECOCE DA MALOCLUSÃO DE CLASSE III DENTOESQUELÉTICA IVENS GARCIA VILELA REIS

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS TRATAMENTO PRECOCE DA MALOCLUSÃO DE CLASSE III DENTOESQUELÉTICA IVENS GARCIA VILELA REIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS TRATAMENTO PRECOCE DA MALOCLUSÃO DE CLASSE III DENTOESQUELÉTICA IVENS GARCIA VILELA REIS Campo Belo, 2014 IVENS GARCIA VILELA REIS TRATAMENTO PRECOCE DA

Leia mais

Avaliação cefalométrica da estabilidade pós-expansão rápida da maxila assistida cirurgicamente*

Avaliação cefalométrica da estabilidade pós-expansão rápida da maxila assistida cirurgicamente* A r t i g o I n é d i t o Avaliação cefalométrica da estabilidade pós-expansão rápida da maxila assistida cirurgicamente* Pedro Luis Scattaregi**, Danilo Furquim Siqueira*** Resumo Objetivo: avaliar as

Leia mais

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo iagnóstico Análise da Movimentação entária (VTO dentário) Adriano César Trevisi Zanelato*, Hugo José Trevisi**, Reginaldo César Trevisi Zanelato***, André César Trevisi Zanelato*, Renata Chicarelli Trevisi****

Leia mais

Padrões cefalométricos de Ricketts aplicados a indivíduos brasileiros com oclusão excelente

Padrões cefalométricos de Ricketts aplicados a indivíduos brasileiros com oclusão excelente T ÓPICO ESPECIAL Padrões cefalométricos de Ricketts aplicados a indivíduos brasileiros com oclusão excelente Masato Nobuyasu**, Minol Myahara***, Tieo Takahashi****, Adélqui Attizzani****, Hiroshi Maruo*****,

Leia mais

Rua Dianópolis, 122-1º andar CEP: 03125-100 - Parque da Mooca - São Paulo / SP - Brasil Telefone: 55 (11) 2066-3350 / Fax: 55 (11) 2065-3398

Rua Dianópolis, 122-1º andar CEP: 03125-100 - Parque da Mooca - São Paulo / SP - Brasil Telefone: 55 (11) 2066-3350 / Fax: 55 (11) 2065-3398 Frefer System Estruturas Metálicas Rua Dianópolis, 122-1º andar CEP: 03125-100 - Parque da Mooca - São Paulo / SP - Brasil Telefone: 55 (11) 2066-3350 / Fax: 55 (11) 2065-3398 www.frefersystem.com.br A

Leia mais

PUCPR - O.R.T.O.D.O.N.T.I.A - GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO F I C H A C L Í N I C A Nome do/a Paciente: Número: 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE 1.1 Nome: 1.2 Data de Nascimento: Sexo: F M Idade: 1.3 Peso: Kg

Leia mais

Ortodontia: Arte e Ciência. Roberto M. A. Lima Filho Ana Maria Bolognese

Ortodontia: Arte e Ciência. Roberto M. A. Lima Filho Ana Maria Bolognese Ortodontia: Arte e Ciência Roberto M. A. Lima Filho Ana Maria Bolognese Ortodontia: Arte e Ciência Roberto M. A. Lima Filho Ana Maria Bolognese Maringá DENTAL PRESS EDITORA 2007 Ortodontia: Arte e Ciência

Leia mais

Técnicas De. Fundição. Fundição. Odontológica. Page 1. Odontologia: tem por função restituir ao dente: Saúde Forma Função Estética

Técnicas De. Fundição. Fundição. Odontológica. Page 1. Odontologia: tem por função restituir ao dente: Saúde Forma Função Estética Técnicas FUNDIÇÃO: DEFINIÇÃO De É o processo de se obter objetos vazando líquidos ou metal viscoso em um molde preparado ou forma. Anusavice, 11ª Ed. - Cap. 12 p. 275 a 324 Fundição O objetivo de uma fundição

Leia mais

MANUAL PARA CONFECÇÃO DE PAINÉIS CIENTÍFICOS*

MANUAL PARA CONFECÇÃO DE PAINÉIS CIENTÍFICOS* MANUAL PARA CONFECÇÃO DE PAINÉIS CIENTÍFICOS* Segundo Carlos Estrela (2001), o painel científico constitui uma discussão informal de um grupo de pessoas conhecedoras de um assunto em análise, apresentando

Leia mais

ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES

ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES LISBOA - 28 JANEIRO DE 2016 A 2 DE DEZEMBRO DE 2016 Bem-vindo ao Wilma Simões European Institute Como uma apaixonada pela Ortopedia Funcional dos Maxilares, é um prazer

Leia mais

EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA.

EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA. 1 EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA. EWALDO LUIZ DE ANDRADE Especialista em Ortodontia Mestre em Diagnóstico Bucal

Leia mais

Utilização do APM no tratamento da má oclusão de Classe II, 2ª divisão, em paciente adulto

Utilização do APM no tratamento da má oclusão de Classe II, 2ª divisão, em paciente adulto Caso Clínico Utilização do APM no tratamento da má oclusão de Classe II, 2ª divisão, em paciente adulto Jaime Sampaio Bicalho*, Rafael de Faria Bicalho** Resumo Relato de caso clínico de paciente com 51

Leia mais

Avaliação clínica da expansão maxilar cirurgicamente assistida

Avaliação clínica da expansão maxilar cirurgicamente assistida Recebido em 2/0/2011 Aprovado em 10/0/2011 V11N Avaliação clínica da expansão maxilar cirurgicamente assistida Clinical evaluation of surgically assisted maxillary expansion Marcelo Fernando do Amaral

Leia mais

Protração maxilar associada à disjunção maxilar ortopédica

Protração maxilar associada à disjunção maxilar ortopédica Caso Clínico Protração maxilar associada à disjunção maxilar ortopédica Luis Roberto Lima Rodrigues*, Fauze Ramez Baddredine*, Mario Cappellette Jr.**, Ney Macedo França* Resumo Este estudo tem como meta

Leia mais

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes*

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* C a s o C l í n i c o O Má oclusão Classe I de ngle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* Marco ntônio Schroeder** Resumo Este relato de caso descreve o tratamento de

Leia mais

Abordagem Segmentada para Intrusão Simultânea ao Fechamento de Espaço: Biomecânica do Arco Base de Três Peças

Abordagem Segmentada para Intrusão Simultânea ao Fechamento de Espaço: Biomecânica do Arco Base de Três Peças rtigo Traduzido bordagem Segmentada para Intrusão Simultânea ao Fechamento de Espaço: iomecânica do rco ase de Três Peças Segmented pproach to Simultaneous Intrusion and Space Closure: iomechanics of the

Leia mais

Dr Christian Coachman. Dr Guilherme Cabral. Dr Braulio Paolucci

Dr Christian Coachman. Dr Guilherme Cabral. Dr Braulio Paolucci Protócolo Wax-up Dr Christian Coachman Dr Guilherme Cabral Dr Braulio Paolucci Volume 3D / Posicão 3D Centrais 1. Encerar sobre a linha mediana antiga!! 2. Encerar os 2 centrais em um bloco de cera 3.

Leia mais

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso LUNA, Aníbal H. B.; ALVES, Giorvan Ânderson dos Santos; FIGUEIREDO, Ludmila Silva de; PAIVA, Marcos A. Farias; CAVALCANTI, Raquel Lopes; RESUMO Introdução:

Leia mais

Manual Técnico e Certificado de Garantia

Manual Técnico e Certificado de Garantia Parabéns! Você acabou de adquirir um ventilador de teto com luminária, especialmente criado para trazer mais conforto e beleza aos ambientes. Com design diferenciado o Efyx Nauta é pré-montado. Siga todas

Leia mais

Proposta para a Padronização das Tomadas Fotográficas Intrabucais, com Finalidade Ortodôntica

Proposta para a Padronização das Tomadas Fotográficas Intrabucais, com Finalidade Ortodôntica Artigo Inédito Relatos clínicos e de técnicas, investigações científicas e revisões literárias Proposta para a Padronização das Tomadas Fotográficas Intrabucais, com Finalidade Ortodôntica A fotografia

Leia mais

Como a palavra mesmo sugere, osteointegração é fazer parte de, ou harmônico com os tecidos biológicos.

Como a palavra mesmo sugere, osteointegração é fazer parte de, ou harmônico com os tecidos biológicos. PRINCIPAIS PERGUNTAS SOBRE IMPLANTES DENTÁRIOS. O que são implantes osseointegrados? É uma nova geração de implantes, introduzidos a partir da década de 60, mas que só agora atingem um grau de aceitabilidade

Leia mais

REABILITAÇÃO ATRAVÉS DE HÍBRIDA APARAFUSADA.

REABILITAÇÃO ATRAVÉS DE HÍBRIDA APARAFUSADA. LABORATÓRIO Joaquín Madrueño Arranz Direção Técnica em laboratório de prótese dental próprio Formação e Peritagem em próteses dentais (Fotografias clínicas cedidas pelo Dr. Villar) REABILITAÇÃO ATRAVÉS

Leia mais

O Suporte e Posicionador para Ombro TMAX II pode ser adaptado à maioria das mesas cirúrgicas e acomoda pacientes de até 350 libras (160 kg) de peso.

O Suporte e Posicionador para Ombro TMAX II pode ser adaptado à maioria das mesas cirúrgicas e acomoda pacientes de até 350 libras (160 kg) de peso. Suporte e Posicionador para Ombro TMAX II PREFÁCIO O Suporte e Posicionador para Ombro TMAX II foi projetado para proporcionar o posicionamento ideal nos procedimentos operatórios do ombro. Este dispositivo

Leia mais

Eletrofort / Ecofort. Exclusividade do Sistema ELETROFORT / ECOFORT

Eletrofort / Ecofort. Exclusividade do Sistema ELETROFORT / ECOFORT Eletrofort / Ecofort Utilizando o conceito de estruturação mecânica desenvolvido pela MOPA, o ELETROFORT / ECOFORT é uma eletrocalha de seção transversal e características exclusivas, que permitiram a

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA. Juliana da Silva Pereira Andriani

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA. Juliana da Silva Pereira Andriani UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Juliana da Silva Pereira Andriani AVALIAÇÃO DAS ALTERAÇÕES IMEDIATAS À EXPANSÃO MAXILAR RÁPIDA E LENTA NA DENTIÇÃO MISTA

Leia mais

C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS

C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS A CPMH A empresa CPMH foi fundada 2010 e está entre as empresas especializadas que oferecem pesquisa, desenvolvimento e fabricação de instrumental

Leia mais