Unidades de negócios. Eficiência Energética no Segmento Plástico. Sidnei Amano. Transmissão & Distribuição. Motores Automação Energia.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Unidades de negócios. Eficiência Energética no Segmento Plástico. Sidnei Amano. Transmissão & Distribuição. Motores Automação Energia."

Transcrição

1 Unidades de negócios Eficiência Energética no Segmento Plástico Sidnei Amano Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas

2 Unidades de negócios Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas

3 História 16 de setembro de 1961 Werner Ricardo Voigt, Eggon João da Silva e Geraldo Werninghaus fundaram a Eletromotores Jaraguá, que viria a ganhar uma nova razão social, a Eletromotores WEG SA., uma feliz junção das iniciais dos três fundadores Cada vez mais se consolidando não só como fabricante de motores, mas como fornecedor de sistemas elétricos industriais completos WEG começou a ampliar suas atividades a partir da década de 80 Produção de componentes eletroeletrônicos Produtos para automação industrial Geradores e motores de grande porte Transformadores de força e distribuição Tintas líquidas e em pó Vernizes eletroisolantes

4 Fábricas e Filiais Do primeiro prédio ao parque instalado total Argentina Chile Colômbia Venezuela México Estados Unidos Portugal Espanha Itália França Reino Unido Alemanha Bélgica Holanda Suécia Emirados Árabes Rússia Índia China Cingapura Japão Austrália Brasil Argentina México Portugal China Museu WEG (primeira fábrica) Índia África do Sul

5 ISO A WEG é a primeira empresa do setor eletroeletrônico no Brasil a receber a certificação da norma de eficiência energética. A certificação ISO :2011 (denominada sistema de gestão de energia requisitos com orientações de uso) tem como objetivo oferecer ao setor público e privado estratégias de gestão para aumentar a eficiência energética, reduzir custos e melhorar o desempenho energético das organizações.

6

7

8 Aumento Consumo Consumo de energia elétrica aumentou 3,6% no ano passado O aumento foi puxado sobretudo pelo setor comercial + 6,3%, e pelo setor residencial +4,6%. O consumo na indústria teve crescimento mais modesto: 2,3%. Jornal do Comércio - 09/05/14 Consumo de energia do país deve subir 4,3% ao ano, em média, até 2023 Demanda vai crescer dos atuais 514 TWh para 782 TWh daqui a dez anos. Para 2014, a previsão é de que o aumento no consumo seja de 3,8%. Globo.com - 23/01/2014

9 Evolução da tarifa de energia elétrica Fonte: Aneel Tarifa de Energia; IBGE demais itens As tarifas de energia aumentaram em média 150% em 7 anos, 83% acima da inflação. Eletrobrás/CNI

10 Panorama geral do consumo de energia elétrica no segmento plástico Responsabilidade do consumo de energia por processos Outros 9% Refrigeração 26% Extrusão 35% Injeção 30% Consumo de energia dos equipamentos Força Motriz 71% Resultados WEG: Média 40% de economia de energia com automação dos processos; Fonte: Procel Eletrotermia 24% Iluminação 5% Média 8,27% de economia de energia com a atualização tecnológica dos motores;

11 Oportunidades

12 Segmento Plastico GUIA AMBIENTAL DA IND. TRANSORMAÇÃO E RECICLAGEM DE MATERIAIS PLASTICO SINDPLAST 2011

13 Oportunidades ~13 milhões Motores Elétricos Trifásicos Fonte: Eletrobrás Eficiência Energética Inovação Fonte: ABRAMAN ~2% Bombas/ Ventiladores com inversor Fonte: Ecoluz/ Eletrobrás 2007 X EUA e JAPÃO 30% dos equipamentos na indústria

14 Evolução Tecnológica 2014 W22 Magnet Ultra Premium: 96,5% 1980 Rendimento: 90% 1990 Rendimento: 90,2% 2010 W22 Premium: 95,1% 2000 W21 AR Plus: 93,9% 2013 W22 Super Premium: 95,8% 1960 Rendimento: 88% Ref: Motor 60cv 4p Pense Verde

15 Níveis de Eficiência - Mercado Brasil IE1 IE2 IE3 IE4 IE5 Maior Rendimento Menor Consumo de Energia Lei nº Portaria nº 553 Ultra Premium Super Premium Super Premium W22 Premium W22 Premium Não Existia Legislação W21 Alto Rendimento Plus W22 Plus W22 Plus W21 Standard Não Permitido Não Permitido Não Permitido

16 Consumo x Processo Potência Rotação Potência Economia de energia Rotação

17 Projeto Injeção: como funciona? Redução automática da velocidade do motor principal com a utilização do inversor de frequência. Através dos sinais das válvulas proporcionais de pressão e vazão, o inversor controla a velocidade do motor seguindo um algoritmo desenvolvido para o ciclo de injeção. Esta velocidade será variada de acordo com a solicitação de carga, ou seja, o ciclo de injeção será otimizado sem interferência no processo de injeção e na qualidade do produto.

18 Injetora Bomba hidráulica fixa Alto Rendimento sem inversor WMagnet com inversor Presentation title 19

19 Comprovação dos ganhos Ciclo de Injeção Economia (%) Economia no ciclo de injeção (%) (1) Abertura, fechamento do molde + inicio da injeção + recalque 28,3% (2) Resfriamento do material 59,7% 43,3% (3) Dosagem do material 80,4% Presentation title 20

20 Aplicações em campo Material Molde Potência sem automação (kw) Potência com automação (kw) Redução (kw) Economia (%) Economia anual (R$) Retorno do Investimento Injetora 1 Molde ,84 kw 12,59 kw 8,25 kw 39,6 % R$ ,00 1 ano e 1 mês Molde ,50 kw 10,47 kw 6.03 kw 36,5 % R$ 9.578,52 1 ano e 6 meses Molde ,27 kw 11,70 kw 14,57 kw 55,4 % R$ ,88 7 meses *Economia gerada em 4 dias completos de trabalho 49,1% Injetora 2 Molde Molde ,25 kw 21,11 kw 9,14 kw 43,3 % R$ ,76 1 ano 31,37 kw 18,39 kw 12,98 kw 41,3 % R$ ,32 7 meses *Economia gerada em 5 dias completos de trabalho 32,3% Presentation title 21

21 EXTRUSORAS O foco do trabalho com extrusoras é a substituição do motor CC pela tecnologia do motor síncrono de imã permanente juntamente com o inversor de frequência. Os benefícios deste trabalho consistem em: Redução dos custos com manutenção corretiva; Redução significativa das manutenções preventivas, reduzindo consequentemente os custos internos da manutenção; Aumento da disponibilidade operacional; Maior disponibilidade do corpo técnico para outras atividades; Maior segurança no controle e proteção do motor devido a utilização de inversor de frequencia; Redução do peso / potência devido a tecnologia do motor de imã permanente ser mais eficiente; Redução significativa no consumo de energia elétrica.

22 SOLUÇÃO - EXTRUSORAS

23 Resultados práticos Presentation title 24

24 Projeto Tigre Presentation title 25

25 TORRE DE RESFRIAMENTO CFW 11 Motor W22 Premium Hz 60 Hz60 Hz Motor Standard TRANSMISSOR INDICADOR DE DE TEMPERATURA 32ºC 29ºC

26 TORRE DE RESFRIAMENTO - WEG BLUMENAU SOLUÇÃO WEG TORRE DE RESFRIAMENTO

27 APLICAÇÃO DA SOLUÇÃO 1º PASSO: Instalação do Controlador de Temperatura

28 APLICAÇÃO DA SOLUÇÃO 2º PASSO: Instalação do Inversor de Frequência

29 APLICAÇÃO DA SOLUÇÃO 3º PASSO: Substituição do Motor Standard pelo Motor Alto Rendimento Motor Standard Motor Alto Rendimento

30 REDUÇÃO DE CUSTOS DE INSUMOS Temperatura 30ºC Temperatura 29ºC Consumo (kw/h) MOTOR STANDARD 2,42 MOTOR ALTO RENDIMENTO + CONTROLADOR DE TEMPERATURA 0,78 SOLUÇÃO WEG TORRE DE RESFRIAMENTO 0,09

31 Indicador Standard Alto Rendimento + Inversor com Controlador Temperatura Custo Unitário (R$/kWh) 0,21 Horas de operação / ano kwh consumido 30ºC 2,42 0,78 kwh consumido 29ºC 2,42 0,09 kwh médio consumido 2,42 0,29 Consumo anual (kwh) Redução de energia (kwh/ano) N/A Redução de energia (%) N/A 88 Economia de Energia (R$/ano) N/A 2.887,71 Retorno sobre o Investimento (ROI) N/A 04 Meses SOLUÇÃO WEG TORRE DE RESFRIAMENTO

32 A fonte de energia mais barata EFICIÊNCIA ENERGETICA 33

33 Obrigado! Contatos: Sidnei Amano

A Solução Global com Máquinas Elétricas e Automação para Indústria e Sistemas de Energia. 05 de março Dia Mundial de Eficiência Energética

A Solução Global com Máquinas Elétricas e Automação para Indústria e Sistemas de Energia. 05 de março Dia Mundial de Eficiência Energética A Solução Global com Máquinas Elétricas e Automação para Indústria e Sistemas de Energia 05 de março Dia Mundial de Eficiência Energética Motores Tintas Unidades de Negócio Automação Energia Transmissão

Leia mais

Eficiência Energética no parque fabril WEG

Eficiência Energética no parque fabril WEG Eficiência Energética no parque fabril WEG Motores Tintas Unidades de Negócio Automação Energia Transmissão & Distribuição NEGÓCIO WEG A Solução Global com máquinas elétricas e automação para a indústria

Leia mais

Unidades de negócios. Transmissão & Distribuição. Motores Automação Energia. Tintas

Unidades de negócios. Transmissão & Distribuição. Motores Automação Energia. Tintas FIESC Unidades de negócios Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Fábricas e Filiais Do primeiro prédio ao parque instalado total Brasil Argentina Chile Colômbia Venezuela Peru México

Leia mais

GESTÃO DE ATIVOS COM APLICAÇÃO DE POJETO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA CARGILL

GESTÃO DE ATIVOS COM APLICAÇÃO DE POJETO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA CARGILL Unidades de negócios GESTÃO DE ATIVOS COM APLICAÇÃO DE POJETO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA CARGILL Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Unidades de negócios Motores Automação Energia

Leia mais

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA WEG - Brasil - ISO 50001 - Melhorar o desempenho energético de forma sistematizada e continuada

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA WEG - Brasil - ISO 50001 - Melhorar o desempenho energético de forma sistematizada e continuada PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA WEG - Brasil - ISO 50001 - Melhorar o desempenho energético de forma sistematizada e continuada História 16 de setembro de 1961 Werner Ricardo Voigt, Eggon João da Silva

Leia mais

EFICIENCIA ENERGETICA COM MOTORES CA. 0 Presentation title

EFICIENCIA ENERGETICA COM MOTORES CA. 0 Presentation title EFICIENCIA ENERGETICA COM MOTORES CA 0 Presentation title História 16 de setembro de 1961 Werner Ricardo Voigt, Eggon João da Silva e Geraldo Werninghaus fundaram a Eletromotores Jaraguá, que viria a ganhar

Leia mais

Gestão de Processos de Negócio. Case WEG - Processos de Negócio para a Gestão de Valor WEG BPM

Gestão de Processos de Negócio. Case WEG - Processos de Negócio para a Gestão de Valor WEG BPM Gestão de Processos de Negócio Case WEG - Processos de Negócio para a Gestão de Valor WEG BPM Dezembro de 2012 A Solução Global com Máquinas Elétricas e Automação para Indústria e Sistemas de Energia Apresentação

Leia mais

Estratégia de desenvolvimento da plataforma de motores elétricos W22

Estratégia de desenvolvimento da plataforma de motores elétricos W22 Estratégia de desenvolvimento da plataforma de motores elétricos W22 Sebastião Lauro Nau Dia da Inovação na Indústria IEL/SC FIESC - Fpolis/SC 18/07/12 CONTEÚDO 1. UM POUCO SOBRE A WEG 2. DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Motores Automação Energia T&D Tintas

Motores Automação Energia T&D Tintas Motores Automação Energia T&D Tintas Motores Automação Energia T&D Tintas Werner Eggon Geraldo 1 22/06/2015 Unidades de negócios Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Eficiência Energética

Leia mais

Energias Renováveis e Eficiência Energética

Energias Renováveis e Eficiência Energética Energias Renováveis e Eficiência Energética Unidades de Negócios Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Fábricas e Filiais Do primeiro prédio ao parque instalado total Argentina Chile

Leia mais

Nosso Negócio. Tintas líquidas e em pó e vernizes eletroisolantes. Serviços. Variação de Velocidade. Geração De Energia. Subestações.

Nosso Negócio. Tintas líquidas e em pó e vernizes eletroisolantes. Serviços. Variação de Velocidade. Geração De Energia. Subestações. 1. INSTITUCIONAL Nosso Negócio Serviços Geração De Energia Variação de Velocidade Subestações Motores Transformadores Componentes elétricos Geradores Quadros Elétricos Automação Industrial Tintas líquidas

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Eficiência Energética O Investimento Necessário para a Indústria Fernando Cardoso Garcia Diretor de Vendas América do Sul WEG Motores Automação

Leia mais

Soluções WEG para o segmento de Alimentos & Bebidas. Apresentador: Eng Alessandro Donadel Barbosa Motores Alimentos e Bebidas alessandrodb@weg.

Soluções WEG para o segmento de Alimentos & Bebidas. Apresentador: Eng Alessandro Donadel Barbosa Motores Alimentos e Bebidas alessandrodb@weg. Soluções WEG para o segmento de Alimentos & Bebidas Apresentador: Eng Alessandro Donadel Barbosa Motores Alimentos e Bebidas alessandrodb@weg.net 3. Digitem aqui 2. Espaço para apresentação pessoal, eventuais

Leia mais

Inovação Tecnológica na WEG

Inovação Tecnológica na WEG Seminário Inovação e Desenvolvimento Econômico Como superar a dependência tecnológica brasileira? Inovação Tecnológica na WEG Siegfried Kreutzfeld Diretor Superintendente WEG Equipamentos Elétricos S.A.

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1/3

RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1/3 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA COORDENADORIA DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA CEP 88040-970 - FLORIANÓPOLIS - SC - BRASIL WWW.EMC.UFSC.BR/ESTAGIOMECANICA

Leia mais

Eficiência Energética em Filtros de Manga

Eficiência Energética em Filtros de Manga Eficiência Energética em Filtros de Manga Sistema de Exaustão O sistema de exaustão do filtro manga, Seção de Rebarbação da área da Fundição I da WEG Equipamentos Elétricos S.A., possui normalmente 03

Leia mais

Eficiência energética nas políticas nacionais das maiores economias mundiais

Eficiência energética nas políticas nacionais das maiores economias mundiais Agenda 1 2 3 4 5 Panorama sobre eficiência energética Eficiência energética nas políticas nacionais das maiores economias mundiais Políticas brasileiras de eficiência energética Eficiência energética na

Leia mais

Inovação Tecnológica na WEG

Inovação Tecnológica na WEG Motores Automação Energia T&D Tintas Inovação Tecnológica na WEG Sebastião Lauro Nau, Dr. Eng. Gerente do Dep. de P&D do Produto WEG Motores 25 de Agosto de 2010 SUMÁRIO 1. Institucional 2. Introdução

Leia mais

Ranking Mundial de Juros Reais Jan/14

Ranking Mundial de Juros Reais Jan/14 Ranking Mundial de Juros Reais Jan/14 O Ranking Mundial de Juros Reais é um comparativo entre as taxas praticadas em 40 países do mundo e os classifica conforme as taxas de juros nominais determinadas

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. W22 IR4 Super Premium Motor de Indução Trifásico

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. W22 IR4 Super Premium Motor de Indução Trifásico Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Motor de Indução Trifásico -- 2 A WEG em constante inovação amplia sua linha de motores de alta eficiência W22 IR4 SUPER Premium Nas últimas

Leia mais

Ranking Mundial de Juros Reais Mar/13

Ranking Mundial de Juros Reais Mar/13 Ranking Mundial de Juros Reais Mar/13 O Ranking Mundial de Juros Reais é um comparativo entre as taxas praticadas em 40 países do mundo e os classifica conforme as taxas de juros nominais determinadas

Leia mais

PROJETO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM FILTRO DE MANGAS NA INDÚSTRIA QUÍMICA

PROJETO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM FILTRO DE MANGAS NA INDÚSTRIA QUÍMICA PROJETO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM FILTRO DE MANGAS NA INDÚSTRIA QUÍMICA Rodrigo Augusto Neves (1) Marcos Coelho (2) RESUMO Nas plantas industriais, o consumo de energia elétrica representa uma parcela

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica www.abinee.org.br EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Eng. Fabián Yaksic Gerente do Departamento de Tecnologia e Política Industrial São Paulo, 5 junho 2012 ABINEE

Leia mais

Ranking Mundial de Juros Reais SET/14

Ranking Mundial de Juros Reais SET/14 Ranking Mundial de Juros Reais SET/14 O Ranking Mundial de Juros Reais é um comparativo entre as taxas praticadas em 40 países do mundo e os classifica conforme as taxas de juros nominais determinadas

Leia mais

MOTORES ELÉTRICOS 29/01/2010 CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. Motor Elétrico. Motor Elétrico UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES

MOTORES ELÉTRICOS 29/01/2010 CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. Motor Elétrico. Motor Elétrico UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA MOTORES ELÉTRICOS Mário Cesar G. Ramos Conversor eletromecânico baseado em princípios eletromagnéticos capaz de transformar energia elétrica

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Guia Prático de Treinamento Técnico Comercial. Motor Elétrico.

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Guia Prático de Treinamento Técnico Comercial. Motor Elétrico. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Guia Prático de Treinamento Técnico Comercial Motor Elétrico Módulo I Já se foi o tempo em que só simpatia garantia bons resultados em vendas.

Leia mais

A Solução Global com Máquinas Elétricas e Automação para Indústria e Sistemas de Energia

A Solução Global com Máquinas Elétricas e Automação para Indústria e Sistemas de Energia A Solução Global com Máquinas Elétricas e Automação para Indústria e Sistemas de Energia Unidades de negócios Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas História 16 de setembro de 1961

Leia mais

CONHEÇA A ADT. A empresa que protege seus bens e sua família.

CONHEÇA A ADT. A empresa que protege seus bens e sua família. CONHEÇA A ADT A empresa que protege seus bens e sua família. NOSSA EMPRESA MAIOR EMPRESA ESPECIALIZADA EM SEGURANÇA E INCÊNDIO A ADT pertence à Tyco, a maior empresa de segurança e incêndio do mundo, com

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM FILTRO DE MANGAS

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM FILTRO DE MANGAS EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM FILTRO DE MANGAS Rodrigo Augusto Neves (1) Leandro Ávila da Silva (2) RESUMO Nas plantas industriais, o consumo de energia elétrica representa uma parcela importante nos custos

Leia mais

Eficiência Energética na Indústria Indústria +Eficiente

Eficiência Energética na Indústria Indústria +Eficiente Eficiência Energética na Indústria Indústria +Eficiente Rogerio Iannaccaro Gerente Joinville, 19 de Outubro de 2014 0 1 VISÃO GERAL DA TUPY Líder no mercado de blocos e cabeçotes de motor em ferro fundido

Leia mais

Powertrain WEG: Inovação a serviço da eficiência e redução de emissão em veículos

Powertrain WEG: Inovação a serviço da eficiência e redução de emissão em veículos Powertrain WEG: Inovação a serviço da eficiência e redução de emissão em veículos Fábricas e Filiais Do primeiro prédio ao parque instalado total Brasil Argentina Chile Colômbia Venezuela Peru México Estados

Leia mais

Sistemas de Força Motriz

Sistemas de Força Motriz Sistemas de Força Motriz Introdução; Os Dados de Placa; Rendimentos e Perdas; Motor de Alto Rendimento; Partidas de Motores; Técnicas de Variação de Velocidade; Exemplos; Dicas CONSUMO DE ENERGIA POR RAMO

Leia mais

Soluções em Eficiência Energética

Soluções em Eficiência Energética Motores Automação Eneria Transmissão & Distribuição Tintas Soluções em Eficiência Enerética O futuro depende de atitudes conscientes e sustentáveis, pois o mundo cresce em ritmo acelerado, modernizando

Leia mais

Eficiência Energética Chocolates Garoto

Eficiência Energética Chocolates Garoto Eficiência Energética Chocolates Garoto 1 CARACTERÍSTICAS DA EMPRESA Nome fantasia: Chocolates Garoto Ramo de atividade: Alimentício Localização: Vila Velha / ES Estrutura tarifária: Horo-sazonal Azul

Leia mais

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento Sobeet São Paulo, 26 de junho de 2013 EMBARGO 26 Junho 2013 12:00 horas Horário de Brasília 1 Recuperação

Leia mais

Motors Automation Energy Transmission and Distribution Coatings. Processo de Internacionalização

Motors Automation Energy Transmission and Distribution Coatings. Processo de Internacionalização Motors Automation Energy Transmission and Distribution Coatings Processo de Internacionalização História Fundação da Eletromotores Jaraguá 16 de setembro de 1961 Cada vez mais se consolidando como fornecedor

Leia mais

GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA O QUE ABORDAREMOS... PANORAMA EÓLICO Um pouco de... Geração de Energia Eólica no Mundo Jorge A. Villar Alé CE-EÓLICA villar@pucrs.br Energia Eólica no Brasil Aspectos tecnológicos 198 milhões de habitantes

Leia mais

TAPETE DE SEGURANÇA SMS 4 / SMS 5

TAPETE DE SEGURANÇA SMS 4 / SMS 5 TAPETE DE SEGURANÇA SMS 4 / SMS 5 A-0082-09B_CAT_tapeteseguranca_ACE_01.indd 1 02.12.09 11:13:57 Tapetes de Segurança - SMS 4 / SMS 5 Tapetes de segurança são utilizados para a proteção humana na máquina

Leia mais

Oportunidades em Eficiência Energética. Eng. José Luiz Baroni HEC Automação Ltda.

Oportunidades em Eficiência Energética. Eng. José Luiz Baroni HEC Automação Ltda. Oportunidades em Eficiência Energética Eng. José Luiz Baroni HEC Automação Ltda. Definição A eficiência energética consiste em obter o melhor desempenho na produção de um serviço com o menor gasto de energia.

Leia mais

Programas de Eficiência Energética ao redor do mundo

Programas de Eficiência Energética ao redor do mundo Programas de Eficiência Energética ao redor do mundo 01/2015 Visão geral das normas ao redor do mundo Porque é importante saber e entender as leis de eficiência de cada país? Para entender as necessidades

Leia mais

Oportunidades em Eficiência Energética

Oportunidades em Eficiência Energética Oportunidades em Eficiência Energética Eng. José Luiz Baroni HEC Automação Ltda. Definição A eficiência energética consiste em obter o melhor desempenho na produção de um serviço com o menor gasto de energia.

Leia mais

Customers. The core of our innovation. Alimentação & Transporte Secagem Dosagem Controle de Temperatura Refrigeração. Granulação

Customers. The core of our innovation. Alimentação & Transporte Secagem Dosagem Controle de Temperatura Refrigeração. Granulação PT Customers. The core of our innovation Alimentação & Transporte Secagem Dosagem Controle de Temperatura Refrigeração Granulação Tecnologias Piovan para Refrigeração: Chillers com compressores scroll

Leia mais

V Prêmio Alstom de Tecnologia Metroferroviária

V Prêmio Alstom de Tecnologia Metroferroviária V Prêmio Alstom de Tecnologia Metroferroviária Estudo de Caso: Substituição do sistema de controle de vazão de um insuflador de ar em túneis de um sistema de transporte de pessoas sobre trilhos. OBJETIVO:

Leia mais

1.a. Atividades principais concepção, produção, desenvolvimento e distribuição de bens duráveis e produtos profissionais. São três as suas divisões:

1.a. Atividades principais concepção, produção, desenvolvimento e distribuição de bens duráveis e produtos profissionais. São três as suas divisões: Electrolux AB 1. Principais Características Matriz: Electrolux AB Localização: Estocolmo, Suécia Ano de fundação: 1901 Internet: www.electrolux.com Faturamento (2000): US$ 11.537 mi Empregados (2000):

Leia mais

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR Viana do Castelo, 11de Fevereiro www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos, S.A. 2014 Índice Sobre a COSEC Seguro de Créditos Soluções à medida em resumo

Leia mais

Eficiência energética com aplicação de motores de imãs permanentes

Eficiência energética com aplicação de motores de imãs permanentes Eficiência energética com aplicação de motores de imãs permanentes Rodrigo Augusto Neves Engenheiro Eletricista Helder Pires Luca Engenheiro Eletricista 1 Resumo Nas plantas industriais, o consumo de energia

Leia mais

Audiência Pública sobre a Consulta Pública 31/2009. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal.

Audiência Pública sobre a Consulta Pública 31/2009. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. Audiência Pública sobre a Consulta Pública 31/2009. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. Brasília, 07 de abril de 2010. Espectro para telefonia móvel:

Leia mais

Inversores de Freqüência na Refrigeração Industrial

Inversores de Freqüência na Refrigeração Industrial ersores de Freqüência na Refrigeração Industrial Os inversores de freqüência possuem um vasto campo de aplicações dentro da área de refrigeração industrial. São utilizados nas bombas de pressurização,

Leia mais

Energia Competitiva para o Nordeste: Energia Limpa e Renovável

Energia Competitiva para o Nordeste: Energia Limpa e Renovável MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Energia Competitiva para o Nordeste: Energia Limpa e Renovável Gilberto Hollauer Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético Abril de 2015 1 Sumário Política Energética

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Motores Aplicações Comerciais e Residenciais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Motores Aplicações Comerciais e Residenciais Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Motores Aplicações Comerciais e Residenciais -- Aplicações Comerciais e Residenciais Eficiência e confiabilidade para a indústria Fundada em

Leia mais

TLC 60 TORRE LUMINOSA COMPACTA

TLC 60 TORRE LUMINOSA COMPACTA TLC 60 TORRE LUMINOSA COMPACTA TLC-60 Torre Luminosa Compacta Desenvolvida para ser a melhor opção em custo/benefício, a Torre Luminosa Compacta - TLC-60 combina tecnologia e performance na medida ideal

Leia mais

Análises de Eficiência Energética em Métodos de Controle de Vazão

Análises de Eficiência Energética em Métodos de Controle de Vazão 6 a 1 de Outubro de 28 Olinda - PE Análises de Eficiência Energética em Métodos de Controle de Vazão Ronaldo R. B. de Aquino Zanoni D. Lins Pedro A. C. Rosas UFPE UFPE UFPE rrba@ufpe.br zdl@ufpe.br prosas@ufpe.br

Leia mais

Agosto, 2012. Gestão de Processos de Negócio. Case WEG

Agosto, 2012. Gestão de Processos de Negócio. Case WEG Agosto, 2012 Gestão de Processos de Negócio Case WEG Por que Gestão de Processos? Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Por que Gestão de Processos? Por que a Gestão dos Processos?

Leia mais

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios João Ricardo Albanez Superintendente de Política e Economia Agrícola, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de

Leia mais

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013 Apimec Florianópolis Dezembro 2013 Exoneração de Responsabilidades Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR INDÚSTRIAS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR INDÚSTRIAS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR INDÚSTRIAS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Toshiba Corporation. Faturamento (2000): US$ 47.950 mi. Empregados (2000): 190.870

Toshiba Corporation. Faturamento (2000): US$ 47.950 mi. Empregados (2000): 190.870 Toshiba Corporation 1. Principais Características Matriz: Toshiba Corporation Localização: Minato-Ku, Tóquio, Japão Ano de fundação: 1875 Internet: www.toshiba.co.jp Faturamento (2000): US$ 47.950 mi Empregados

Leia mais

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro - 2º Congresso Florestal do Tocantins - André Luiz Campos de Andrade, Me. Gerente Executivo de Economia e Mercados do Serviço Florestal

Leia mais

Tecnologia de controle para máquinas operatrizes móbil.

Tecnologia de controle para máquinas operatrizes móbil. Tecnologia de controle para máquinas operatrizes móbil. HYDAC Matriz na Alemanha Seu parceiro competente para máquinas operatrizes móbil. HYDAC Itália HYDAC Holanda HYDAC França HYDAC Coréia HYDAC China

Leia mais

I-036 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA CIDADE DE UBATUBA, ESTADO DE SÃO PAULO

I-036 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA CIDADE DE UBATUBA, ESTADO DE SÃO PAULO I-036 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA CIDADE DE UBATUBA, ESTADO DE SÃO PAULO Milton Tomoyuki Tsutiya (1) Engenheiro Civil pela Escola Politécnica da USP (1975). Mestre em Engenharia

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2015

Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Volume 42 Ano base 2014 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2013-2014

Leia mais

PLC 116/10. Eduardo Levy

PLC 116/10. Eduardo Levy PLC 116/10 Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania Comissão de Assuntos Econômicos Comissão de Educação, Cultura

Leia mais

HYDAC KineSys Sistemas de acionamento

HYDAC KineSys Sistemas de acionamento HYDAC KineSys Sistemas de acionamento Veículos de manuseio de materiais Usinas termelétricas Máquinas injetoras de plástico Seu parceiro profissional para soluções de acionamento Todas as condições para

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE FELIPE GUILHERME STEIN APLICAÇÃO INDUSTRIAL DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ESTUDO DE

Leia mais

EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA EM INDÚSTRIAS DE MATO GROSSO DO SUL ESTUDO DE CASOS

EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA EM INDÚSTRIAS DE MATO GROSSO DO SUL ESTUDO DE CASOS EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA EM INDÚSTRIAS DE MATO GROSSO DO SUL ESTUDO DE CASOS Wellington Rocha Araújo, Saulo Gomes Moreira, Amâncio Rodrigues da Silva Júnior, Bráulio C. Paucar, Gervásio S. Lara, Luciana

Leia mais

CHAVES DE FIM DE CURSO. Linha Pesada 441, 461 e 500 Linha à Prova de Explosão

CHAVES DE FIM DE CURSO. Linha Pesada 441, 461 e 500 Linha à Prova de Explosão CHAVES DE FIM DE CURSO Linha Pesada 441, 461 e 500 Linha à Prova de Explosão Índice Importância das Normas Técnicas página 3 Produtos Especiais página 4 Chaves de Emergência Linha 500 página 5 Chaves de

Leia mais

2º C o C n o g n r g esso o Br B asil-al A ema m nh n a h de d En E e n rgi g as

2º C o C n o g n r g esso o Br B asil-al A ema m nh n a h de d En E e n rgi g as 2º Congresso Brasil-Alemanha de Energias Renováveis e Eficiência Energética - Effizienz ISO 50001: cenário mundial e brasileiro George Alves Soares São Paulo, 02 de dezembro de 2014 Principais Funções

Leia mais

VÁLVULAS SÉRIES VM ADVANTAGE

VÁLVULAS SÉRIES VM ADVANTAGE Faixa de fluxo insuperável: opções de 430 e 1,000 l/min Conexão individual, multipolo e fieldbus Altamente flexível e versátil Leve e compacto Fácil de configurar e ligar Milhões de opções disponíveis

Leia mais

Quem Somos. Energy Service Company ou CONCEITO ESCO. Empresa de Serviços de Conservação de Energia

Quem Somos. Energy Service Company ou CONCEITO ESCO. Empresa de Serviços de Conservação de Energia Quem Somos ESCO QUEM SOMOS CONCEITO Energy Service Company ou Empresa de Serviços de Conservação de Energia Empresa de engenharia multidisciplinar cujo foco é a realização de projetos de eficiência energética

Leia mais

SECTOR DA FABRICAÇÃO DE ARTIGOS DE BORRACHA E MATÉRIAS PLÁSTICAS

SECTOR DA FABRICAÇÃO DE ARTIGOS DE BORRACHA E MATÉRIAS PLÁSTICAS #3 SECTOR DA FABRICAÇÃO DE ARTIGOS DE BORRACHA E MATÉRIAS PLÁSTICAS INTERVENÇÕES E CASOS DE SUCESSO Intervenções Durante o período de intervenção do projeto efinerg II, constatou-se que as empresas do

Leia mais

Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia Elétrica em Sistemas de Bombeamento

Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia Elétrica em Sistemas de Bombeamento VI SEREA Seminário Iberoamericano sobre Sistemas de Abastecimento Urbano de Água EFICIÊNCIA HIDRÁULICA E ENERGÉTICA EM SANEAMENTO Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia

Leia mais

PAÍSES PRESENTES. República Tcheca. Coreia do Sul. Alemanha. Inglaterra. Angola. Equador. Suiça. Israel. Argentina. Espanha. Itália. Taiwan.

PAÍSES PRESENTES. República Tcheca. Coreia do Sul. Alemanha. Inglaterra. Angola. Equador. Suiça. Israel. Argentina. Espanha. Itália. Taiwan. 1 O EVENTO 3 4 PAÍSES PRESENTES Alemanha Coreia do Sul Inglaterra República Tcheca Angola Equador Israel Suiça Argentina Espanha Itália Taiwan Áustria EUA Japão Turquia Brasil Finlândia México Uruguai

Leia mais

Oportunidades de eficiência energética em motores e em acionadores de velocidade ajustável (AVAs)

Oportunidades de eficiência energética em motores e em acionadores de velocidade ajustável (AVAs) 54 Capítulo II Oportunidades de eficiência energética em motores e em acionadores de velocidade ajustável (AVAs) Por Antonio Sergio Alves de Lima* Na edição anterior foram abordadas as perspectivas de

Leia mais

Priorização de Mercados Potenciais ABEXA

Priorização de Mercados Potenciais ABEXA Priorização de Mercados Potenciais ABEXA Associação Brasileira de Exportação de Artesanato Biênio 2014/2015 Elaborado pela: Unidade de Inteligência Comercial - ic@apexbrasil.com.br Apex-Brasil Tel: +55

Leia mais

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores:

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores: SEGURIDADE ALIMENTARIA: apuesta por la agricultura familiar Seminario: Crisis alimentaria y energética: oportunidades y desafios para América Latina e el Caribe O cenário mundial coloca os preços agrícolas

Leia mais

Eficiência Energética com Motores Elétricos e Automação para Indústria

Eficiência Energética com Motores Elétricos e Automação para Indústria Eficiência Energética com Motores Elétricos e Automação para Indústria História Fundação da Eletromotores Jaraguá 16 de setembro de 1961 Cada vez mais se consolidando como fornecedor de sistemas elétricos

Leia mais

2.3 Transformados Plásticos. Diagnóstico

2.3 Transformados Plásticos. Diagnóstico 2.3 Transformados Plásticos Diagnóstico A indústria de plásticos vem movendo-se ao redor do mundo buscando oportunidades nos mercados emergentes de alto crescimento. O setor é dominado por um grande número

Leia mais

A metodologia proposta pela WEG para realizar este tipo de ação será apresentada a seguir.

A metodologia proposta pela WEG para realizar este tipo de ação será apresentada a seguir. Eficiência Energética Buaiz Alimentos 1 CARACTERÍSTICAS DA EMPRESA Nome fantasia: Buaiz Alimentos Ramo de atividade: Alimentício Localização: Vitória / ES Estrutura tarifária: Horo-sazonal Azul A4 Demanda

Leia mais

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria VII Seminário ABMR&A da Cadeia Produtiva de Carne Bovina Feicorte 2007 Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria Médica Veterinária Andréa Veríssimo M. Appl. Sc. Farm Management Lincoln

Leia mais

O Setor em Grandes Números. Situação Atual e Perspectivas do Mercado Interno e Externo

O Setor em Grandes Números. Situação Atual e Perspectivas do Mercado Interno e Externo O Setor em Grandes Números Situação Atual e Perspectivas do Mercado Interno e Externo I - CADEIA PRODUTIVA NÚMERO ESTIMADO DE EMPRESAS EM 2012 Lapidação / Obras de pedras 350 INDÚSTRIA Joalheria ouro e

Leia mais

Turbocompressor modelo ABS HST 20

Turbocompressor modelo ABS HST 20 Turbocompressor modelo ABS HST 20 Principais Aplicações O turbocompressor modelo ABS HST 20 é altamente adequado para as seguintes áreas de aplicação: Aeração de água, efluentes ou outros líquidos Flotação

Leia mais

WWW.RENOVAVEIS.TECNOPT.COM

WWW.RENOVAVEIS.TECNOPT.COM Geradores de turbinas eólicas O aerogerador converte a energia mecânica em energia elétrica. Os aerogeradores são não usuais, se comparados com outros equipamentos geradores conectados a rede elétrica.

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 05/07/11 02/08/11 30/08/11 27/09/11 25/10/11 22/11/11 20/12/11 17/01/12 14/02/12 13/03/12 10/04/12 08/05/12 05/06/12 03/07/12 31/07/12 28/08/12 25/09/12

Leia mais

A qualquer hora. Petróleo & Gás Naval Mineração Açúcar & Etanol Celulose & Papel. Geração de Energia Água & Saneamento Cimento Agricultura Siderurgia

A qualquer hora. Petróleo & Gás Naval Mineração Açúcar & Etanol Celulose & Papel. Geração de Energia Água & Saneamento Cimento Agricultura Siderurgia www.we.net A qualquer hora. Petróleo & Gás Naval Mineração Açúcar & Etanol Celulose & Papel Geração de Eneria Áua & Saneamento Cimento Aricultura Sideruria Eneria, Motores, Automação, Transmissão & Distribuição

Leia mais

O Desempenho Comparado das Telecomunicações do Brasil Preços dos Serviços de Telecomunicações Utilização de Banda Larga Fixa

O Desempenho Comparado das Telecomunicações do Brasil Preços dos Serviços de Telecomunicações Utilização de Banda Larga Fixa O Desempenho Comparado das Telecomunicações do Brasil Preços dos Serviços de Telecomunicações Utilização de Banda Larga Fixa São Paulo, Agosto de 2014 2014 Teleco. Todos os direitos reservados. ÍNDICE

Leia mais

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil Gabriela Ferreira da Silva Companhia Paulista de Força e Luz gabrielaf@cpfl.com.br Eficiência

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas Porto, 28 de Janeiro de 2014 Índice 1. Enquadramento 2. A aicep Portugal Global 3. Produtos e serviços AICEP Enquadramento Enquadramento

Leia mais

Indústria Automobilística no Brasil e no Mundo entre 2001 e 2011. Engº Fernando Iervolino

Indústria Automobilística no Brasil e no Mundo entre 2001 e 2011. Engº Fernando Iervolino Indústria Automobilística no Brasil e no Mundo entre 2001 e 2011 Engº Fernando Iervolino Fontes de Informação: ANFAVEA Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores http://www.anfavea.com.br/

Leia mais

ALTO RENDIMENTO. O caminho para a eficiência energética. Política de Gerenciamento de Motores. Vantagens dos Motores Alto Rendimento

ALTO RENDIMENTO. O caminho para a eficiência energética. Política de Gerenciamento de Motores. Vantagens dos Motores Alto Rendimento motores ALTO RENDIMENTO O caminho para a eficiência energética Política de Gerenciamento de Motores Vantagens dos Motores Alto Rendimento Políticas de economia de energia com os planos de manutenção de

Leia mais

Ar Condicionado Central VRF Ar de Confiança

Ar Condicionado Central VRF Ar de Confiança Impression TM Ar Condicionado Central VRF Ar de Confiança Impression Ar condicionado Central VRF Perfil do Produto A linha de produtos Impression é um novo conceito de condicionador de ar inteligente VRF

Leia mais

Economia de Energia. Na Modernização de elevadores

Economia de Energia. Na Modernização de elevadores Economia de Energia Na Modernização de elevadores Importância do Elevador O elevador é o equipamento mais importante do edifício. Moradores de prédios passam em média meia hora por semana dentro do elevador.

Leia mais

Agenda Internacional 2009

Agenda Internacional 2009 Agenda Internacional 2009 CNI: estratégia institucional Visão Estratégica Mapa Estratégico Uma visão sobre o futuro do país e da indústria (2007-2015) Identifica prioridades estratégicas Participação de

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 05/11/10 05/12/10 05/01/11 05/02/11 05/03/11 05/04/11 05/05/11 05/06/11 05/07/11 05/08/11 05/09/11 05/10/11 05/11/11 05/12/11 05/01/12 05/02/12 05/03/12

Leia mais

17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA

17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA 17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA PALESTRA FALTA DE COMPETITIVIDADE DO BRASIL FRENTE AO MERCADO EXTERNO JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO Porto Alegre, 24 de JUNHO de 2015 2 - TEORIAS No

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO CONTROLE DA VAZÃO EM SISTEMAS DE BOMBEAMENTO DE ÁGUA USO DE VÁVULA E CONTROLE DE VELOCIDADE.

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO CONTROLE DA VAZÃO EM SISTEMAS DE BOMBEAMENTO DE ÁGUA USO DE VÁVULA E CONTROLE DE VELOCIDADE. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO CONTROLE DA VAZÃO EM SISTEMAS DE BOMBEAMENTO DE ÁGUA USO DE VÁVULA E CONTROLE DE VELOCIDADE. Autor: João Batista de Azevedo Dutra Engenheiro Eletricista Engenharia Elétrica Consultoria

Leia mais

Série e-svtm Electrobombas verticais multicelulares em aço inoxidável

Série e-svtm Electrobombas verticais multicelulares em aço inoxidável Série e-svtm Electrobombas verticais multicelulares em aço inoxidável Campo de rendimentos hidráulicos extra efficient: extra eficiente A hidráulica recentemente concebida da e-sv TM, combinada com um

Leia mais

Desafios para Implementação da Gestão de Energia Dificuldades e incentivos para implementar a ISO 50.001

Desafios para Implementação da Gestão de Energia Dificuldades e incentivos para implementar a ISO 50.001 Desafios para Implementação da Gestão de Energia Dificuldades e incentivos para implementar a ISO 50.001 George Alves Soares Chefe da Assessoria Corporativa e de Novos Negócios em Eficiência Energética

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA DRP 007/2011 ANEXO A DESCRIÇÃO TÉCNICA DAS AÇÕES E EQUIPAMENTOS PARA EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DO SISTEMA SAAE S U M Á R I O

TERMO DE REFERÊNCIA DRP 007/2011 ANEXO A DESCRIÇÃO TÉCNICA DAS AÇÕES E EQUIPAMENTOS PARA EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DO SISTEMA SAAE S U M Á R I O TERMO DE REFERÊNCIA DRP 007/2011 ANEXO A DESCRIÇÃO TÉCNICA DAS AÇÕES E EQUIPAMENTOS PARA EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DO SISTEMA SAAE S U M Á R I O 01. POSTO DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA, EM BALSA, NO RIO MACHADO...

Leia mais

Megabloc Manual Técnico

Megabloc Manual Técnico Bomba Padronizada Monobloco Manual Técnico Ficha técnica Manual Técnico Todos os direitos reservados. Os conteúdos não podem ser divulgados, reproduzidos, editados nem transmitidos a terceiros sem autorização

Leia mais

www.keelautomacao.com.br Linha KSDX Solução em processamento CNC

www.keelautomacao.com.br Linha KSDX Solução em processamento CNC Linha KSDX Solução em processamento CNC Automatize a produção de sua empresa Instalada em Tubarão, SC, a KEEL atua na fabricação de equipamentos para Corte, Solda e Sistemas (CNC). Fundada em 2002, a empresa

Leia mais