Crescer Saudável. Promover e proteger a saúde e prevenir a doença na comunidade educativa.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Crescer Saudável. Promover e proteger a saúde e prevenir a doença na comunidade educativa."

Transcrição

1 Administração Regional de Saúde do Alentejo, IP Centro de Saúde de Montemor-o-Novo Crescer Saudável O Programa de Educação para a Saúde Crescer Saudável surge no âmbito do Programa Nacional de Saúde r (Direcção Geral de Saúde), que preconiza uma intervenção no que concerne aos estilos de vida saudáveis, dirigida para: a promoção da saúde mental, promoção da alimentação mais saudável, promoção da actividade física, promoção de saúde oral, promoção da saúde sexual e reprodutiva e prevenção do consumo de substâncias. Crescer Saudável pretende ser uma acção de natureza (in)formativa e pedagógica, integrando em simultâneo as estratégias de formação e intervenção estabelecidas no Programa Nacional de Combate à Obesidade. Objectivo geral: Promover e proteger a saúde e prevenir a doença na comunidade educativa. Objectivos específicos: Promover práticas educativas que estimulem a adopção de comportamentos mais saudáveis; Reconhecer o papel educacional dos meios familiar e escolar, na promoção de atitudes e comportamentos alimentares mais saudáveis nas crianças e jovens; Reconhecer o papel educacional dos meios familiar e escolar, na promoção de um bem-estar físico e psicossocial nas crianças e jovens; Compreender a influência da mediatização e consumismo da sociedade actual; Reconhecer a Obesidade Infanto-Juvenil como patologia e doença da sociedade; Compreender outras doenças do comportamento alimentar, como a anorexia nervosa e bulimia; Debater problemáticas do foro emocional e relacional, associadas a patologias do comportamento alimentar; Esclarecer e aconselhar os jovens acerca da sua sexualidade e reprodutividade; Prevenir e reduzir a incidência de Infecções Sexualmente Transmissíveis; Transmitir e disponibilizar informação acerca dos Métodos Contraceptivos; Promover a segurança e prevenção de acidentes; Prevenir hábitos de consumo de substâncias lícitas e ilícitas; Possibilitar a adequação ergonómica do ambiente escolar aos seus utentes. Despistar alterações posturais em idade escolar e aumentar a consciência corporal dos alunos, docentes e encarregados de educação. 1

2 Conteúdos: a definir consoante a temática e objectivos de cada acção. Público-alvo: Alunos do ensino pré-escolar, 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico (Agrupamento Vertical de s de Montemor-o-Novo) e ensino secundário ( de Montemor-o-Novo); Educadores de Infância, Professores, Auxiliares de Acção Educativa e Pais/ Encarregados de Educação. Duração: a definir consoante a temática e objectivos de cada acção. Metodologia: Dinâmicas de grupo Debates Criação e apresentação de trabalhos Recursos necessários: Sala de aula; PC e projector de vídeo; Meios audiovisuais; Outros. Organização: Vera Baldeira, Nutricionista Cláudia Grade, Psicóloga Clínica Equipa de Saúde r do Centro de Saúde de Montemor-o-Novo: Vera Baldeira, Nutricionista Cláudia Grade, Psicóloga Clínica Enfermeira (a definir) Sílvia Charepe Dias, Fisioterapeuta Maria de Fátima Breia, Médica Marta Augusto, Médica (a confirmar) Carla Capela, Assistente Social Estratégias de divulgação do projecto: Criação de um protocolo com as escolas; Artigos de divulgação das actividades (nas escolas e comunidade); Dar a conhecer a equipa no próprio Centro de Saúde; Criação de logotipo realização de concurso para alunos. 2

3 ACTIVIDADES 1) Criação do Gabinete de Saúde do Jovem Introdução: O Centro de Saúde de Montemor-o-Novo propôs no presente ano lectivo de 2007/08, a abertura do Gabinete de Saúde do Jovem ao Agrupamento Vertical de s e à, proposta esta que despertou bastante interesse em ambos os Conselhos Executivos. Este pretende ser um espaço onde os jovens podem conversar, esclarecer dúvidas e levar informação para si e para os amigos, sempre com a garantia de confidencialidade. Objectivos: Permitir um acesso mais directo do Jovem à Saúde; Facilitar o acesso à informação; Promover acções de sensibilização e sessões de informação em saúde; Fomentar a articulação entre professores, alunos e encarregados de educação. Profissionais de Saúde envolvidos: Médica(o); Enfermeira(o); Nutricionista; Psicóloga Clínica; Fisioterapeuta; Assistente Social. Contamos ainda com a colaboração de alguns Professores. Locais: : Clube da Rádio; Agrupamento de s: (a definir) Horários: : 10h00-11h05 (3ª e 6ª F.); Agrupamento de s: (a definir) Materiais: Folhetos; Cartazes; Outros. 3

4 Criação de suporte de registo e avaliação: Ficha de Atendimento; Declaração; Ficha de Sugestões; Folha de Marcações; Registo Estatístico mensal; Fichas de Encaminhamento; Ficha de Resposta. Abertura do Gabinete na de Montemor-o-Novo: A inauguração do Gabinete de Saúde do Jovem na decorreu pelas 12h do dia 7 de Fevereiro de 2008, no Pavilhão Polivalente, tendo sido programada no âmbito das actividades das Jornadas Culturais, Científicas e Desportivas organizadas pela própria. Estiveram presentes 11 alunas, do 10º ao 12º ano, a quem foi feita uma apresentação dos objectivos deste Gabinete e realizada uma visita ao espaço físico (ainda a necessitar de nova decoração). Da parte do Centro de Saúde, compareceram a Directora, Dra. Fátima Breia, a Nutricionista, a Psicóloga Clínica, uma Enfermeira e a Fisioterapeuta. Em representação da Saúde Pública a nível regional, esteve presente o Dr. Agostinho Simão. Da parte da, acompanhou a sessão a Prof.ª Manuela Torrinha, designada responsável pela Educação para a Saúde. Calendarização: Periodicidade mensal conforme disponibilidade dos profissionais de saúde. Início da actividade do Gabinete: 19 Fevereiro: Psicóloga Clínica; 26 Fevereiro: Fisioterapeuta; 04 Março: Nutricionista; 11 Março: Enfermeira. 4

5 2) Sessões realizadas até 29 de Fevereiro: Tema/ Acção Local Data Duração Pop. alvo Nº participantes Dia Mundial da EB Total de Alunos 38 alunos Alimentação do Ciborro (2 sessões) 150 Professores 3 professores Uma alimentação Alunos 23 alunos mais saudável na Professores 4 professores adolescência EB 2/ HIV/SIDA Alimentação mais EB 1 nº saudável 1 (3 sessões) Perturbações do Comportamento Alimentar Abertura do Gabinete de Saúde do Jovem Workshop Uso mas não Abuso (consumo de substâncias) Workshop Professores à Prova de Stress (stress docente) Palestra sobre EB 2/3 Nutrição e Saúde Diabetes Infantil EB 2/3 Brincadeiras Perigosas IST s e Métodos Contraceptivos EB 2/3 EB 2/3 45 cada Alunos 48 Total de Organização - Nutricionista - Nutricionista - Psicóloga - Estagiárias de Enfermagem Alunos 63 - Nutricionista Alunos 41 - Nutricionista - Psicóloga Alunos 11 Equipa do Crescer Saudável cada Alunos 58 - Psicóloga (3 sessões) Professores 20 - Psicóloga Alunos 40 - Nutricionista Alunos 26 - Nutricionista Alunos 26 - Psicóloga Alunos 17 - Psicóloga Total Alunos = Total Professores (participantes) = Esta actividade envolveu a realização de um RASTREIO seguido da Sessão de Sensibilização para o referido tema. 5

6 3) Sessões planeadas até 4 de Abril 2 : Tema/ Acção Local Data Duração Pop. alvo Nº participantes Gravidez na Adolescência Perturbações do Comportamento Alimentar Afectos e Sexualidade Afectos e Sexualidade EB 2/3 EB 2/3 Organização Alunos - Psicóloga - Estagiárias de Enfermagem A confirmar (3 sessões) A confirmar (4 sessões) A confirmar (7 sessões) 45 cada Alunos - Nutricionista - Psicóloga 45 cada Alunos - Psicóloga 45 cada Alunos - Psicóloga Total alunos = 4) Outras actividades: Colaboração da Nutricionista com alunos de duas turmas da na área de projecto, que tem como objectivos: 1. realizar duas sessões de sensibilização para alunos do 1º Ciclo sobre Alimentação Saudável; 2. realizar de uma palestra sobre Alimentação Saudável e Obesidade, no Dia Nacional da Luta contra a Obesidade. 2 A calendarização apresentada refere-se às sessões já agendadas. No entanto, dada a colaboração contínua entre s e Centro de Saúde, poderão ser realizadas novas sessões. 6

Projecto Educação Para a Saúde

Projecto Educação Para a Saúde AGRUPAMENTO VERTICAL FERNANDO CASIMIRO Escola Básica Integrada Fernando Casimiro Introdução Projecto Educação Para a Saúde No seguimento do Ofício-Circular nº 69 de 20 de Outubro de 2006 procedente do

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL DOS AÇORES. Decreto Legislativo Regional Nº 18/2000/A de 8 de Agosto

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL DOS AÇORES. Decreto Legislativo Regional Nº 18/2000/A de 8 de Agosto ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL DOS AÇORES Decreto Legislativo Regional Nº 18/2000/A de 8 de Agosto Planeamento Familiar e Educação Afectivo-sexual No quadro normativo nacional, aplicável à Região Autónoma

Leia mais

Plano Anual Saúde Escolar

Plano Anual Saúde Escolar Escola Básica e Secundária de Velas Plano Anual Saúde Escolar 2015- Equipa de Saúde Escolar INTRODUÇÃO A Escola Básica e Secundária de Velas, através da Equipa de Saúde Escolar e conjuntamente com o Centro

Leia mais

PROJECTO EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE

PROJECTO EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE PROJECTO EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE 2009/2010 Índice ÍNDICE... 1 1. IDENTIFICAÇÃO... 2 2. FUNDAMENTAÇÃO... 2 3. FINALIDADES/OBJECTIVOS... 3 4. ESTRATÉGIA OPERATIVA/METODOLOGIA... 3 4.1. PÚBLICO-ALVO... 3 4.2.

Leia mais

Planificação das Atividades do Projeto de Educação para a Saúde

Planificação das Atividades do Projeto de Educação para a Saúde Planificação das Atividades do Projeto de Educação para a Saúde 1 - Educação Alimentar gerais - Ausência do hábito de tomar o pequenoalmoço. - Consequências de uma alimentação desequilibrada. - Sensibilizar

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO COORDENADORA: CARLA GASPAR

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO COORDENADORA: CARLA GASPAR COORDENADORA: CARLA GASPAR PROJECTOS DE ÂMBITO NACIONAL COORD. SOFIA DE JESUS COORD. FÁTIMA FERRAZ COORD. DOLORES LEITE (3º ciclo) COORD. ERNESTINA PINHEIRO COORD. Mª MANUEL MONTEIRO (Pré-Escolar) PROJECTOS

Leia mais

INSTITUTO INÁCIO DE LOYOLA CERNACHE COIMBRA. nep.010.1 Página 1 de 9

INSTITUTO INÁCIO DE LOYOLA CERNACHE COIMBRA. nep.010.1 Página 1 de 9 COLÉGIO DA IMACULADA CONCEIÇÃO REGULAMENTO Serviços de Psicologia e de Orientação INSTITUTO INÁCIO DE LOYOLA CERNACHE COIMBRA nep.010.1 Página 1 de 9 Índice Índice... 2 1. Definição dos Serviços... 3 2.Objectivos....3

Leia mais

Agrupamento de Escolas Dr. Azevedo Neves Ano Letivo 2015/2016

Agrupamento de Escolas Dr. Azevedo Neves Ano Letivo 2015/2016 Agrupamento de Escolas Dr. Azevedo Neves Ano Letivo 2015/2016 Proposta de Projetos/Atividades/Estratégias para o PAA Projeto de Educação para a Saúde (P.E.S.) Com a realização das atividades pretendemos:

Leia mais

Projecto Curricular de Escola Ano Lectivo 2008/2009 ANEXO III 2008/2009

Projecto Curricular de Escola Ano Lectivo 2008/2009 ANEXO III 2008/2009 Projecto Curricular de Escola Ano Lectivo 2008/2009 ANEXO III 2008/2009 ÍNDICE Pág. INTRODUÇÃO........ 3 OBJECTIVOS........ 4 ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS...... 4 MATERIAL........ 5 RECURSOS HUMANOS.......

Leia mais

Atividades do Projeto Educação para a Saúde

Atividades do Projeto Educação para a Saúde Atividades do Projeto Educação para a Saúde A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera que a saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, não consistindo somente numa ausência de

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS PROFESSOR JOÃO DE MEIRA CONCURSO: CRESCER SAUDÁVEL

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS PROFESSOR JOÃO DE MEIRA CONCURSO: CRESCER SAUDÁVEL AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS PROFESSOR JOÃO DE MEIRA CONCURSO: CRESCER SAUDÁVEL INTRODUÇÃO: O concurso Crescer Saudável pretende premiar trabalhos desenvolvidos pelos alunos do agrupamento na área de

Leia mais

Projeto: Promoção e Educação para a Saúde

Projeto: Promoção e Educação para a Saúde Projeto: Promoção e Educação para a Saúde Plano Anual de Atividades No âmbito do projeto Promoção e Educação para a Saúde realizar-se-ão diversas actividades, entre as quais se destacam: Exposições temáticas

Leia mais

Agrupamento Vertical de Escolas de Marco de Canaveses 2010/2011. A Coordenadora: Maria José Castro Inácio. Ano Lectivo 201o/2011 1

Agrupamento Vertical de Escolas de Marco de Canaveses 2010/2011. A Coordenadora: Maria José Castro Inácio. Ano Lectivo 201o/2011 1 Agrupamento Vertical de Escolas de Marco de Canaveses 2010/2011 A Coordenadora: Maria José Castro Inácio Ano Lectivo 201o/2011 1 Pode não passar de uma banalidade de senso comum, mas nem por isso é menos

Leia mais

Saúde Escolar. Secretaria Regional da Educação e Formação

Saúde Escolar. Secretaria Regional da Educação e Formação Saúde Escolar Secretaria Regional da Educação e Formação «Um programa de saúde escolar efectivo é o investimento de custo-benefício mais eficaz que um País pode fazer para melhorar, simultaneamente, a

Leia mais

PLANO DE TRABALHO. Do Serviço de Psicologia e Orientação

PLANO DE TRABALHO. Do Serviço de Psicologia e Orientação ESCOLA SECUNDÁRIA DAS LARANJEIRAS Proposta de PLANO DE TRABALHO Do Serviço de Psicologia e Orientação A Psicóloga: Sara Quaresma ANO LECTIVO 2010/2011 PLANO DE TRABALHO Ao longo deste ano lectivo serão

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro

Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro Escola Sede: E.B. 2,3 de Pegões 1. FUNCIONAMENTO DO SPO Desenvolve o seu trabalho com base em atribuições e competências legais, adaptadas ao contexto

Leia mais

09/10. Projecto Plano Nacional de Leitura. Agrupamento de Escolas D. Nuno Álvares Pereira Tomar. Projecto PNL AEDNAP 09/10 1-9

09/10. Projecto Plano Nacional de Leitura. Agrupamento de Escolas D. Nuno Álvares Pereira Tomar. Projecto PNL AEDNAP 09/10 1-9 Projecto Plano Nacional de Leitura 09/10 Agrupamento de Escolas D. Nuno Álvares Pereira Tomar Projecto PNL AEDNAP 09/10 1-9 Índice 1. Introdução 3 2. Avaliação das actividades realizadas / Resultados alcançados

Leia mais

Avanços profundos na área da Medicina e da Qualidade de Vida conduziu a um relevante aumento do número de indivíduos com idade superior a 65 anos (considerados idosos e já agrupados em distintos escalões)

Leia mais

AGENDA DAS VISITAS AGRUPAMENTOS

AGENDA DAS VISITAS AGRUPAMENTOS AGENDA DAS VISITAS AGRUPAMENTOS 8h45 9h00-11h00 11h00-12h30 12h30 14h30-16h30 17h00-18h00 18h00 1.º dia Chegada à escola-sede do Agrupamento Sessão de apresentação do Agrupamento pela Direcção e primeira

Leia mais

2009-2010. Agrupamento Vertical de Escolas de Ferreira do Alentejo PLANO DE CONTINGÊNGIA GRIPE A (H1N1)

2009-2010. Agrupamento Vertical de Escolas de Ferreira do Alentejo PLANO DE CONTINGÊNGIA GRIPE A (H1N1) 2009-2010 Agrupamento Vertical de Escolas de Ferreira do Alentejo PLANO DE CONTINGÊNGIA GRIPE A (H1N1) 1. Introdução No sentido de colmatar a possibilidade de contágio e a rápida propagação da gripe A,

Leia mais

Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016

Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016 Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016 Para que o início das aulas do novo ano lectivo se realize com facilidade, a Direcção dos Serviços de Educação

Leia mais

Formulário de Candidatura Nº de entrada /2015

Formulário de Candidatura Nº de entrada /2015 Formulário de Candidatura Nº de entrada /2015 INFORMAÇÃO GERAL Antes de começar a preencher o presente formulário de candidatura, por favor leia o regulamento do CONCURSO CUIDAR 15, disponível no sítio

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2015

PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2015 ASSOCIAÇÃO NACIONAL DA ESPONDILITE ANQUILOSANTE PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2015 I INTRODUÇÃO Nos termos da alínea b) do Artigo 35.º dos Estatutos da ANEA, a Direcção desta associação apresenta

Leia mais

Projecto de Aprendizagem

Projecto de Aprendizagem Instituto Politécnico de Leiria Escola Superior de Saúde de Leiria Curso de Mestrado em Enfermagem de Saúde Mental (1ª ed.) Projecto de Aprendizagem Cláudia Basílio Unidade curricular: Ensino Clínico I

Leia mais

Projeto de sensibilização e formação dos profissionais de saúde e utentes relativamente à Diabetes Mellitus

Projeto de sensibilização e formação dos profissionais de saúde e utentes relativamente à Diabetes Mellitus Projeto de sensibilização e formação dos profissionais de saúde e utentes relativamente à Diabetes Mellitus Projecto de sensibilização e formação dos profissionais de saúde Equipa Coordenadora: Dr.ª Leonor

Leia mais

PROJECTO ESCOLA ACTIVA

PROJECTO ESCOLA ACTIVA PROJECTO ESCOLA ACTIVA INTRODUÇÃO A obesidade infantil tornou-se, desde os princípios dos anos 80 a doença nutricional pediátrica mais prevalente a nível mundial, não atingindo apenas os países desenvolvidos

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO NEAP Aprovado pela Portaria 23/2005

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO NEAP Aprovado pela Portaria 23/2005 REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO NEAP Aprovado pela Portaria 23/2005 I. INTRODUÇÃO: O Núcleo de Estudos e Atendimentos em Psicologia - NEAP, é um órgão vinculado ao curso de psicologia da UNIFAE, com o

Leia mais

Nº 13 AEC - Papel e Acção na Escola. e-revista ISSN 1645-9180

Nº 13 AEC - Papel e Acção na Escola. e-revista ISSN 1645-9180 1 A Escola a Tempo Inteiro em Matosinhos: dos desafios estruturais à aposta na formação dos professores das AEC Actividades de Enriquecimento Curricular Correia Pinto (*) antonio.correia.pinto@cm-matosinhos.pt

Leia mais

iagnóstico de Situação Secundária com 3º Ciclo do Marco de Canaveses

iagnóstico de Situação Secundária com 3º Ciclo do Marco de Canaveses No Marco Sabemos Mais Sobre @ Doenças Sexualmente Transmissíveis / Métodos Contracetivos (SMS@DST) Dia iagnóstico de Situação na Escola Secundária com 3º Ciclo do Marco de Canaveses Realizado pela: ASSOCIAÇÃO

Leia mais

C E N T R O C U L T U R A L E S O C I A L D E S A N T O A D R I Ã O REGULAMENTO INTERNO CATL-ACR

C E N T R O C U L T U R A L E S O C I A L D E S A N T O A D R I Ã O REGULAMENTO INTERNO CATL-ACR C E N T R O C U L T U R A L E S O C I A L D E S A N T O A D R I Ã O REGULAMENTO INTERNO CATL-ACR A P R O V A D O E M A S S E M B L E I A G E R A L E M 1 1. 0 3. 2 0 1 6 ( A p ó s a s r e v i s õ e s e

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2014

PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2014 ASSOCIAÇÃO NACIONAL DA ESPONDILITE ANQUILOSANTE PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2014 I INTRODUÇÃO Nos termos da alínea b) do Artigo 35.º dos Estatutos da ANEA, a Direcção desta associação apresenta

Leia mais

Competências Parentais

Competências Parentais ExpressARTE Recursos Didácticos para Aprender a Ser Mais Guia do Formador drmadorr1manda Competências Parentais Autor: Inês Eugénio Título: Competências Parentais Coordenação da Mala Formativa: Graça Pinto,

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Sampaio

Agrupamento de Escolas de Sampaio Agrupamento de Escolas de Sampaio Projeto de Educação para a Saúde 2014/2015 Índice 1. Prioridades...3 1.1. Educação Alimentar e Atividade Física. 3 1.2. Prevenção dos Comportamentos Aditivos e Dependências....4

Leia mais

ARS Algarve,IP lança nova página institucional

ARS Algarve,IP lança nova página institucional ARS Algarve,IP lança nova página institucional A Administração Regional de Saúde do Algarve disponibiliza desde o início de maio uma nova página institucional, criada com recursos da instituição, com o

Leia mais

PROJETO ANUAL DA LUDOTECA

PROJETO ANUAL DA LUDOTECA O FAZ DE CONTA PROJETO ANUAL DA LUDOTECA ANO LECTIVO 2014/2015 Inês Matos ÍNDICE I- INTRODUÇÃO 3 II- PROJETOS 5 2.1. Semana da Alimentação 4 2.2. Formação Técnica 6 2.3. Acompanhamento às famílias 6 2.4.

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DAS ACTIVIDADES DE SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE DO TRABALHO NA CMS. Barreiro, 05 de Maio de 2009

ORGANIZAÇÃO DAS ACTIVIDADES DE SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE DO TRABALHO NA CMS. Barreiro, 05 de Maio de 2009 ORGANIZAÇÃO DAS ACTIVIDADES HIGIENE E SAÚDE NA CMS Barreiro, 05 de Maio de 2009 Objectivos: Apresentar a organização interna de SHST da CMS Apresentar a experiência da CMS na organização e gestão das actividades

Leia mais

PROMOÇÃO DO CONSUMO DE HORTOFRUTÍCOLAS NA REGIÃO DE COIMBRA - EXPERIÊNCIA DO PROGRAMA 5 AO DIA, FAZ CRESCER COM ENERGIA

PROMOÇÃO DO CONSUMO DE HORTOFRUTÍCOLAS NA REGIÃO DE COIMBRA - EXPERIÊNCIA DO PROGRAMA 5 AO DIA, FAZ CRESCER COM ENERGIA PROMOÇÃO DO CONSUMO DE HORTOFRUTÍCOLAS NA REGIÃO DE COIMBRA - EXPERIÊNCIA DO PROGRAMA 5 AO DIA, FAZ CRESCER COM ENERGIA Marina Montezuma Carvalho Mendes Vaquinhas Escola Superior de Enfermagem de Coimbra

Leia mais

Avaliação da biblioteca escolar 2009-2013

Avaliação da biblioteca escolar 2009-2013 Avaliação da biblioteca escolar 2009-2013 2010 D. Gestão da biblioteca escolar Avaliação D.1 Articulação da BE com a escola/agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE. 3 D.2 Condições humanas e materiais

Leia mais

Gestão Curricular na Educação Pré-Escolar. e no Ensino Básico Relatório-Síntese. Agrupamento de Escolas n.º 1 de Évora

Gestão Curricular na Educação Pré-Escolar. e no Ensino Básico Relatório-Síntese. Agrupamento de Escolas n.º 1 de Évora Gestão Curricular na Educação Pré-Escolar e no Ensino Básico Relatório-Síntese Agrupamento de Escolas n.º 1 de Évora AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE ÉVORA CÓDIGO 135537 CONCELHO DE ÉVORA DELEGAÇÃO REGIONAL

Leia mais

GESTÃO CURRICULAR Educação Pré-Escolar e 1.º Ciclo do Ensino Básico

GESTÃO CURRICULAR Educação Pré-Escolar e 1.º Ciclo do Ensino Básico INSPECÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO GESTÃO CURRICULAR Educação Pré-Escolar e 1.º Ciclo do Ensino Básico Relatório 008-009 Colecção Relatórios FICHA TÉCNICA Título Gestão Curricular na Educação Pré-Escolar e no

Leia mais

PLANO DESENVOLVIMENTO SOCIAL MAFRA 2013-2015

PLANO DESENVOLVIMENTO SOCIAL MAFRA 2013-2015 PLANO DESENVOLVIMENTO SOCIAL MAFRA 2013-2015 APROVADO EM SESSÃO PLENÁRIA DO CLAS 21 DE MAIO DE 2013 1 NOTA INTRODUTÓRIA O Diagnóstico Social constituiu a base de trabalho da ação dos Parceiros Locais.

Leia mais

Lisboa 2014 FICHA DE CANDIDATURA

Lisboa 2014 FICHA DE CANDIDATURA Lisboa 2014 Refª: 126 Comunidade c/saúde e PotencialIdade Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 Lisboa Telefone: 21 322 73

Leia mais

Relatório Intermédio

Relatório Intermédio Relatório Intermédio Lisa Afonso, Nutricionista Estágio PEPAC Programa de Estágios Profissionais na Administração Central Escola Secundária do Castêlo da Maia Clube Saúde A. S. 2010-2011 Índice Introdução.

Leia mais

PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES

PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES Agrupamento de Escolas Elias Garcia 2013/2016 1 PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES 2013/2016 O Plano Plurianual de Atividades (PPA) constitui um dos documentos de autonomia,

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Trofa. Plano de Melhoria e Desenvolvimento

Agrupamento de Escolas da Trofa. Plano de Melhoria e Desenvolvimento Agrupamento de Escolas da Trofa Plano de Melhoria e Desenvolvimento Biénio 2015/2017 INTRODUÇÃO A autoavaliação e a avaliação externa são procedimentos obrigatórios e enquadrados na Lei n.º 31/2002, de

Leia mais

Relatório de Actividades no Agrupamento de Escolas de Arraiolos Ano lectivo 2007-2008 Projecto ParticipAR Inovação para a inclusão em Arraiolos

Relatório de Actividades no Agrupamento de Escolas de Arraiolos Ano lectivo 2007-2008 Projecto ParticipAR Inovação para a inclusão em Arraiolos Relatório de Actividades no Agrupamento de Escolas de Arraiolos Ano lectivo 2007-2008 Projecto ParticipAR Inovação para a inclusão em Arraiolos Arraiolos Outubro 2008 Introdução O presente documento apresenta

Leia mais

Calendarização da Avaliação de Desempenho Docente Educadores e Professores dos Quadros - Anos Lectivos: 2007/2009

Calendarização da Avaliação de Desempenho Docente Educadores e Professores dos Quadros - Anos Lectivos: 2007/2009 Calendarização da Avaliação de Desempenho Docente Educadores e Professores dos Quadros - Anos Lectivos: 2007/2009 Desenvolvimento da Avaliação Intervenientes Calendarização Observações Definição dos Objectivos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE EIXO Escola Básica Integrada de Eixo. Ano letivo 2012/2013

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE EIXO Escola Básica Integrada de Eixo. Ano letivo 2012/2013 RELATÓRIO FINAL DE EXECUÇÃO DO PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES RELATIVO A 2012/2013 1 - Enquadramento O presente relatório tem enquadramento legal no artigo 13.º alínea f, do Decreto -Lei nº 75/2008, de 22

Leia mais

% de crianças identificadas por médico que necessitam realizar EG. % de crianças que efectuaram o EGS por inscrição em médico assistente.

% de crianças identificadas por médico que necessitam realizar EG. % de crianças que efectuaram o EGS por inscrição em médico assistente. Programa Regional de Unidade de Saúde da Ilha do Faial PLANO DE ACTIVIDADES 2011 Int-USIF/2011/719 META1: Promover a Saúde da População Escolar da Ilha do Faial OBJECTIVO 1: Manter a vigilância de saúde

Leia mais

Introdução Freguesia de Odivelas Junta Freguesia de Odivelas Comissão Social de Freguesia de Odivelas

Introdução Freguesia de Odivelas Junta Freguesia de Odivelas Comissão Social de Freguesia de Odivelas Introdução A Freguesia de Odivelas é uma realidade complexa que a todos diz respeito, uma realidade que deve ser alvo de uma intervenção de todos que nela participam para que seja executado um trabalho

Leia mais

Externato Marista de Lisboa Gabinete de Psicologia 2014/2015

Externato Marista de Lisboa Gabinete de Psicologia 2014/2015 1 PLANO DE INTERVENÇÃO DO GABINETE DE PSICOLOGIA ANO LETIVO Psicólogas do Externato Pré-Escolar Dra. Irene Lopes Cardoso 1º Ciclo - (1º e 2º anos) Dra. Irene Lopes Cardoso (3º e 4º anos) Dra. Manuela Pires

Leia mais

Agrupamento de Escolas Marquês de Marialva

Agrupamento de Escolas Marquês de Marialva Agrupamento de Escolas Marquês de Marialva PROJETO DE PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE 2013/14 A Coordenadora: Maria do Castelo Nunes da Costa INTRODUÇÃO A Saúde é um fator essencial da vida humana. Segundo

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES A intervenção do Psicólogo na escola baseia-se num modelo relacional e construtivista, que fundamenta uma prática psicológica

Leia mais

Câmara Municipal do Cadaval Saúde em Rede

Câmara Municipal do Cadaval Saúde em Rede Câmara Municipal do Cadaval Saúde em Rede Promoção da Saúde A promoção da saúde é o processo que permite capacitar as pessoas a melhorar e a aumentar o controle sobre a sua saúde (e seus determinantes

Leia mais

PROGRAMA DE ACÇÃO ANO DE 2015

PROGRAMA DE ACÇÃO ANO DE 2015 PROGRAMA DE ACÇÃO ANO DE 2015 1. 1º ENCONTRO DE MULHERES COM DISTÚRBIOS HEMORRÁGICOS Objetivo: Efectuar uma reunião destinada a elementos do seo feminino com distúrbios hemorrágicos, bem como a portadoras

Leia mais

FORMULÁRIO E RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE

FORMULÁRIO E RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO FORMULÁRIO E RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE IDENTIFICAÇÃO Unidade Orgânica: Docente avaliado: Departamento

Leia mais

DE QUALIDADE E EXCELÊNCIA

DE QUALIDADE E EXCELÊNCIA PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO 2015/2016 PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO 2015-2016 POR UM AGRUPAMENTO DE QUALIDADE E EXCELÊNCIA JI Fojo EB 1/JI Major David Neto EB 2,3 Prof. José Buísel E.S. Manuel Teixeira Gomes

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM ACTIVIDADE FÍSICA NA GRAVIDEZ E PÓS-PARTO

PÓS-GRADUAÇÃO EM ACTIVIDADE FÍSICA NA GRAVIDEZ E PÓS-PARTO Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior PÓS-GRADUAÇÃO EM ACTIVIDADE FÍSICA NA GRAVIDEZ E PÓS-PARTO REGULAMENTO Artigo 1.º Designação A Escola Superior de Desporto de

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DOS SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

REGIMENTO INTERNO DOS SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO REGIMENTO INTERNO DOS SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO Artigo 1º Objectivo e Âmbito 1. Os (SPO) constituem um dos Serviços Técnico-Pedagógicos previsto no artigo 25º alínea a) do Regulamento Interno

Leia mais

Comer bem, Viver melhor

Comer bem, Viver melhor Unidade Cuidados Comunidade ACES Gondomar Comer bem, Viver melhor Enf.º José Lima josebarbosalima@gmail.com 01-02-2011 01-02-2011 ACeS GRANDE PORTO II GONDOMAR UCC INOVAR Início de Funções 1 de fevereiro

Leia mais

Escola Secundária da Ramada. Plano Plurianual de Atividades. Pro Qualitate (Pela Qualidade)

Escola Secundária da Ramada. Plano Plurianual de Atividades. Pro Qualitate (Pela Qualidade) Escola Secundária da Ramada Plano Plurianual de Atividades Pro Qualitate (Pela Qualidade) 2014 A Escola está ao serviço de um Projeto de aprendizagem (Nóvoa, 2006). ii ÍNDICE GERAL Pág. Introdução 1 Dimensões

Leia mais

Pág. 19 Pág. 20 Pág. 21 Pág. 22-23

Pág. 19 Pág. 20 Pág. 21 Pág. 22-23 1 Indice Implementação do Cartão Social..... Pág. 3 Implementação da Oficina Doméstica.. Pág. 4 Promover o Envelhecimento com Qualidade de Vida.. Pág. 5 Promover o Envelhecimento com Qualidade de Vida...

Leia mais

POLÍTICA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MOÇAMBIQUE SOBRE HIV/SIDA

POLÍTICA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MOÇAMBIQUE SOBRE HIV/SIDA POLÍTICA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MOÇAMBIQUE SOBRE HIV/SIDA PREÂMBULO A Universidade Católica de Moçambique, reconhecendo que o País enfrenta actualmente uma devastadora pandemia do HIV/SIDA; cumprindo

Leia mais

Agrupamento de Escolas n.º 2 de Beja. Regulamento Interno. Biblioteca Escolar

Agrupamento de Escolas n.º 2 de Beja. Regulamento Interno. Biblioteca Escolar Agrupamento de Escolas n.º 2 de Beja Regulamento Interno 2014 1. A 1.1. Definição de A é um recurso básico do processo educativo, cabendo-lhe um papel central em domínios tão importantes como: (i) a aprendizagem

Leia mais

Recomendações Encontro Nacional de Juventude 2015

Recomendações Encontro Nacional de Juventude 2015 Recomendações Encontro Nacional de Juventude 2015 O Conselho Nacional de Juventude (CNJ) organizou, de 30 de outubro a 1 de novembro de 2015, em Cascais, na Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril, o

Leia mais

SINDICATO DOS ENFERMEIROS PORTUGUESES. Direcção Regional de Faro ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA NO CONCELHO DE LOULÉ

SINDICATO DOS ENFERMEIROS PORTUGUESES. Direcção Regional de Faro ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA NO CONCELHO DE LOULÉ ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA NO CONCELHO DE LOULÉ Este documento retrata o estado dos serviços públicos de saúde, sobretudo no que concerne aos cuidados de enfermagem e pretende descrever as dificuldades com

Leia mais

Regulamento Interno IP

Regulamento Interno IP Regulamento Interno IP EQUIPA LOCAL DE INTERVENÇÃO DE ESTREMOZ DO SISTEMA NACIONAL DE INTERVENÇÃO PRECOCE NA INFÂNCIA (SNIPI) REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Natureza 1 - A

Leia mais

PLANO DE OCUPAÇÃO DOS TEMPOS ESCOLARES

PLANO DE OCUPAÇÃO DOS TEMPOS ESCOLARES 2012/2013 PLANO DE OCUPAÇÃO DOS TEMPOS ESCOLARES Pré-Escolar 1. Sempre que um educador falte por um período de curta duração, os alunos na componente curricular serão assegurados pela Assistente Operacional

Leia mais

3. Actividade Pedagógica e Cientifica. 1) Experiência no Ensino Superior Ao Nível do 2º Ciclo do Ensino Superior:

3. Actividade Pedagógica e Cientifica. 1) Experiência no Ensino Superior Ao Nível do 2º Ciclo do Ensino Superior: 1. Informação Biográfica Naturalidade: Coimbra (Sé Nova) Data de Nascimento: 10 de Fevereiro de 1970 Bilhete de Identidade: 8832094 de 12/10/2004 Coimbra Nacionalidade: Portuguesa Estado Civil: casada

Leia mais

CURSOS DE FORMAÇÃO PESSOAL DOCENTE

CURSOS DE FORMAÇÃO PESSOAL DOCENTE CURSOS DE FORMAÇÃO PESSOAL DOCENTE Mês Data Acção de Horas Local de Realização Sala Observações Novembro 3 4 Quarta Didáctica da Educação Física 17:00-21:00h Tecnologias - Moodle 19:00-21:30h Agrupamento

Leia mais

Escola E.B. 2/3 Ciclos do Paul. Trabalho elaborado por: Frederico Matias 8ºA nº8 João Craveiro 8ºA nº5

Escola E.B. 2/3 Ciclos do Paul. Trabalho elaborado por: Frederico Matias 8ºA nº8 João Craveiro 8ºA nº5 Escola E.B. 2/3 Ciclos do Paul Trabalho elaborado por: Frederico Matias 8ºA nº8 João Craveiro 8ºA nº5 Introdução Este trabalho foi-nos proposto na aula de Área de Projecto pela Professora. Pretendemos

Leia mais

CONCLUSÕES. 2. Funcionamento do Núcleo de Educação Especial

CONCLUSÕES. 2. Funcionamento do Núcleo de Educação Especial CONCLUSÕES Analisados os documentos considerados necessários, ouvidos docentes, encarregado de educação e órgão de administração e gestão, e após a observação directa dos apoios prestados, concluiu-se

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N 1 DE MARCO DE CANAVESES (150745) Plano de Ação de Melhoria

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N 1 DE MARCO DE CANAVESES (150745) Plano de Ação de Melhoria AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N 1 DE MARCO DE CANAVESES (150745) Plano de Ação de Melhoria 2015l2017 ÍNDICE ÍNDICE: INTRODUÇÃO... 3 ÁREAS DE AÇÃO DE MELHORIA.... 4 PLANOS DE AÇÃO DE MELHORIA.. 5 CONCLUSÃO...

Leia mais

PORTEFÓLIO. Escola Secundária José Saramago - Mafra

PORTEFÓLIO. Escola Secundária José Saramago - Mafra PORTEFÓLIO Ana Lúcia Reis Ferreira Cardoso ana.ferreiracardoso1@sapo.pt 917606856 Mafra Membro Efetivo da Ordem dos Psicólogos nº. 5347 Certificado de Competências Pedagógicas de Formador EXPERIÊ CIA PROFISSIO

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação

Critérios Gerais de Avaliação Agrupamento de Escolas Serra da Gardunha - Fundão Ano Lectivo 2010/2011 Ensino Básico A avaliação escolar tem como finalidade essencial informar o aluno, o encarregado de educação e o próprio professor,

Leia mais

Carta de Missão. (Portaria nº 266/2012, de 30 de agosto)

Carta de Missão. (Portaria nº 266/2012, de 30 de agosto) Carta de Missão (Portaria nº 266/2012, de 30 de agosto) Nome Germano António Alves Lopes Bagão Escalão: 8º Escola Professor do quadro da EBI Frei António das Chagas, do Agrupamento de Escolas de Vidigueira

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 609/XI/2.ª

PROJECTO DE LEI N.º 609/XI/2.ª Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI N.º 609/XI/2.ª Cria o Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família Exposição de motivos A Escola defronta-se hoje com uma multiplicidade de tarefas a que a sociedade e principalmente

Leia mais

PROPOSTA DE REVISÃO CURRICULAR APRESENTADA PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA POSIÇÃO DA AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL

PROPOSTA DE REVISÃO CURRICULAR APRESENTADA PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA POSIÇÃO DA AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL PROPOSTA DE REVISÃO CURRICULAR APRESENTADA PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA POSIÇÃO DA AMNISTIA INTERNACIONAL PORTUGAL A Amnistia Internacional Portugal defende a manutenção Formação Cívica nos 2.º

Leia mais

2010/2011. Instituto de S. Tiago, Cooperativa de Ensino C.R.L.

2010/2011. Instituto de S. Tiago, Cooperativa de Ensino C.R.L. Plano de 2010/2011 Instituto de S. Tiago, Cooperativa de Ensino C.R.L. Plano de de Pessoal Docente e Não Docente 2010/11 INTRODUÇÃO O Plano de do Instituto de S. Tiago surge da cooperação entre todas as

Leia mais

Jardim de Infância Professor António José Ganhão

Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância nº2 ( Brejo ) Jardim de Infância do Centro Escolar de Samora Correia Agrupamento de Escolas de Samora Correia Direcção Executiva Conselho

Leia mais

PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012

PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012 PROPOSTAS PARA O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2011/2012 PROJETO EDUCAR PARA A SAÚDE Atividades a desenvolver Dia mundial da alimentação - Disponibilizar fruta grátis no bar da escola. - Disponibilizar

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO HENRIQUE MEDINA PROJETO PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO HENRIQUE MEDINA PROJETO PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO HENRIQUE MEDINA PROJETO PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE Ano letivo 2014/2015 1. Enquadramento Entre os objetivos prioritários da atual política educativa encontram-se os

Leia mais

GABINETE DE SAÚDE E CONDIÇÃO FÍSICA

GABINETE DE SAÚDE E CONDIÇÃO FÍSICA GABINETE DE SAÚDE E CONDIÇÃO FÍSICA 1 O problema do sedentarismo não reside nos jovens, mas sim nos diferentes sistemas e subsistemas que enquadram a sua formação e desenvolvimento e influenciam a família.

Leia mais

PROC. Nº 0838/06 PLL Nº 029/06 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

PROC. Nº 0838/06 PLL Nº 029/06 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS A obesidade é uma das patologias nutricionais que mais tem apresentado aumento em seus números, não apenas nos países ricos, mas também nos países industrializados. Nos últimos anos,

Leia mais

O Plano Regional Integra:

O Plano Regional Integra: O Plano Regional Integra: 1. Acções estratégicas de combate à pobreza e exclusão social com efeitos a médio e longo prazo; 2. Acções/eventos com o objectivo de mobilizar e envolver a sociedade civil desenvolvidas

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO CAT

REGULAMENTO INTERNO DO CAT REGULAMENTO MISERICÓRDIA DA FREGUESIA DE SANGALHOS INTERNO DO CAT CAPITULO I Norma I Natureza do Estabelecimento Tipo de Estabelecimento: Centro de Acolhimento Temporário de Crianças e Jovens em Risco

Leia mais

RELATÓRIO DA BIBLIOTECA sede 2012/2013

RELATÓRIO DA BIBLIOTECA sede 2012/2013 RELATÓRIO DA BIBLIOTECA sede 2012/2013 1. Introdução De acordo com as orientações do Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares, do Ministério da Educação, a Biblioteca Escolar sede desenvolve o seu trabalho

Leia mais

AVALIAÇÃO INTERNA DO AGRUPAMENTO. Agrupamento de Escolas nº2 de Beja - Mário Beirão

AVALIAÇÃO INTERNA DO AGRUPAMENTO. Agrupamento de Escolas nº2 de Beja - Mário Beirão AVALIAÇÃO INTERNA DO AGRUPAMENTO Agrupamento de Escolas nº2 de Beja - Mário Beirão Índice Introdução Objectivos Metodologia de Trabalho Áreas de Trabalho/ Conclusões Estruturas Formais Estruturas FísicasF

Leia mais

Plano de contingência da gripe A (H1N1)

Plano de contingência da gripe A (H1N1) 0. Informação introdutória A. O que é a Gripe A (H1N1)? A gripe A é uma doença infecto-contagiosa que afecta o nariz, a garganta e todo o sistema respiratório, provocada por um novo vírus da Gripe: vírus

Leia mais

PROJETO DO DESPORTO ESCOLAR

PROJETO DO DESPORTO ESCOLAR COORDENADOR: Vanda Teixeira 1. FUNDAMENTAÇÃO/ CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICAÇÃO a) O Desporto Escolar constitui uma das vertentes de atuação do Ministério da Educação e Ciência com maior transversalidade

Leia mais

PROMOÇÃO DA SAÚDE ESCOLAR. Anabela Martins. Bragança, de 20 setembro de 2014

PROMOÇÃO DA SAÚDE ESCOLAR. Anabela Martins. Bragança, de 20 setembro de 2014 PROMOÇÃO DA SAÚDE ESCOLAR Anabela Martins Bragança, de 20 setembro de 2014 PROMOÇÃO DA SAÚDE ESCOLAR Sumário Nota prévia Objetivos da Saúde Escolar Literacia em saúde Eixo estratégicos Exemplos de Boas

Leia mais

das Doenças Cérebro Cardiovasculares

das Doenças Cérebro Cardiovasculares Programa Regional de Prevenção e Controlo das Doenças Cérebro Cardiovasculares Índice Siglas e Acrónimos... 2 1. Contextualização... 3 2. População Alvo... 3 3. Objectivos... 4 4. Indicadores para Avaliação

Leia mais

Gripe A (H1N1)_PLANO DE CONTINGÊNCIA

Gripe A (H1N1)_PLANO DE CONTINGÊNCIA ESCOLA SECUNDÁRIA ANTERO DE QUENTAL Largo Mártires da Pátria 9504 520 Ponta Delgada Tel.: 296 20 55 40 Fax: 296 20 55 44 www.esaq.pt Gripe A (H1N1)_PLANO DE CONTINGÊNCIA Gripe H1N1_PLANO DE CONTIGÊNCIA

Leia mais

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012 Plano de Acção - Rede Social Plano de Acção Rede Social Conselho Local da Acção Social de Figueira de Castelo Plano de Acção Rede Social Acções a desenvolver Objectivos Resultados esperados Calendarização

Leia mais

COLÉGIO DA TROFA GRIPE A PLANO DE CONTINGÊNCIA. Índice

COLÉGIO DA TROFA GRIPE A PLANO DE CONTINGÊNCIA. Índice COLÉGIO DA TROFA GRIPE A PLANO DE CONTINGÊNCIA Índice 1. Introdução 2. Objectivo 3. Âmbito de aplicação 4. Activação do plano 4.1. Cadeia de Gestão 4.2. Cadeia de Comando e Controlo 4.3. Actividades Essenciais

Leia mais

TEXTO DA COMUNICAÇÃO. Palmela THEKA: Aprender Partilhando, Partilhar Aprendendo

TEXTO DA COMUNICAÇÃO. Palmela THEKA: Aprender Partilhando, Partilhar Aprendendo TEXTO DA COMUNICAÇÃO Palmela THEKA: Aprender Partilhando, Partilhar Aprendendo Este projecto foi concebido no início do ano escolar de 2004/2005 quando decorria o segundo ano do processo de constituição

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO. Av. Costa Pinto, nº 440 2750-329 Cascais Tel: 21 482 15 21 Email: achupeta@sapo.pt

REGULAMENTO INTERNO. Av. Costa Pinto, nº 440 2750-329 Cascais Tel: 21 482 15 21 Email: achupeta@sapo.pt REGULAMENTO INTERNO Av. Costa Pinto, nº 440 2750-329 Cascais Tel: 21 482 15 21 Email: achupeta@sapo.pt OBJECTIVOS DA CHUPETA "Proporcionar o atendimento individualizado da criança num clima de segurança

Leia mais

REGIMENTO INTERNO Ano Letivo 2015/16

REGIMENTO INTERNO Ano Letivo 2015/16 Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família REGIMENTO INTERNO Ano Letivo 2015/16 Introdução O Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família, doravante designado GAAF, resulta de uma proposta de reestruturação, pelos

Leia mais

Assunto: PRESTAÇÃO DE CUIDADOS PRÉ-CONCEPCIONAIS Nº: 02/DSMIA DATA: 16/01/06. Divisão de Saúde Materna, Infantil e dos Adolescentes

Assunto: PRESTAÇÃO DE CUIDADOS PRÉ-CONCEPCIONAIS Nº: 02/DSMIA DATA: 16/01/06. Divisão de Saúde Materna, Infantil e dos Adolescentes Ministério da Saúde Direcção-Geral da Saúde Circular Normativa Assunto: PRESTAÇÃO DE CUIDADOS PRÉ-CONCEPCIONAIS Nº: 02/DSMIA DATA: 16/01/06 Para: Contacto na DGS: Todos os médicos e enfermeiros que exerçam

Leia mais