TERMO DE REFERÊNCIA DRP 007/2011 ANEXO A DESCRIÇÃO TÉCNICA DAS AÇÕES E EQUIPAMENTOS PARA EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DO SISTEMA SAAE S U M Á R I O

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERMO DE REFERÊNCIA DRP 007/2011 ANEXO A DESCRIÇÃO TÉCNICA DAS AÇÕES E EQUIPAMENTOS PARA EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DO SISTEMA SAAE S U M Á R I O"

Transcrição

1 TERMO DE REFERÊNCIA DRP 007/2011 ANEXO A DESCRIÇÃO TÉCNICA DAS AÇÕES E EQUIPAMENTOS PARA EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA DO SISTEMA SAAE S U M Á R I O 01. POSTO DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA, EM BALSA, NO RIO MACHADO Definições Técnicas CAPTAÇÃO EM PONTE RIO MACHADO Definições Técnicas SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO Definições Técnicas Centro Rodoviária Teixeirão... 5

2 Diretrizes e orientação para implantação das ações de Eficiência Energética no sistema de captação e distribuição de água do SAAE Os conjuntos moto-bombas a serem substituídos serão identificados, in loco, pela Assessoria de P&D e Eficiência Energética da CONTRATANTE quando da execução dos serviços. 01. POSTO DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA, EM BALSA, NO RIO MACHADO O posto de captação de água no Rio Machado, está localizado na margem direita do rio de mesmo nome, Rua Florianópolis s/n, em Cacoal. O referido posto é composto de dois conjuntos moto-bombas, denominados de moto-bombas nº 05 e nº 06; O conjunto moto-bomba nº 06 foi recentemente substituído pelo SAAE, sendo necessário a substituição do conjunto de nº 05, por um conjunto com as mesmas características do moto-bomba nº 06; Prefere-se equipamentos iguais, com características idênticas ao conjunto motorbomba 6, entretanto caso não sejam do mesmo fabricante, deverão ser substituídos por equipamentos que realizem o mesmo trabalho e com rendimento igual ou superior ao já instalado na posição 6. Equipamentos iguais facilitarão as vindouras manutenções, tornando-as mais baratas e simples. 1.1 Definições Técnicas Características do conjunto moto-bomba a ser instalado na posição 05, do posto da captação de água do Rio Machado: Potência Nominal: 150 CV; Quatro Pólos; Possuir Termistor p/ Controle de Temperatura Através do Conversor de Frequência; Bomba Centrífuga: Fabricante: Grundfos ou similar; Modelo NK /320 ou similar; Bomba centrífuga de eixo horizontal normatizada; Mono-estático; Capacidade de Vazão (Q) de 600 m³/h; Altura monométrica de 45 mca; Carcaça e rotor em ferro fundido cinzento; 2/6

3 Rendimento mínimo 85%; Acionamento por motor trifásico de 150 CV 4 pólos (1750 rpm); IPW- 55,3 Tensão (220/380/440) V. O conversor de frequência deve possuir características técnicas iguais ou superiores ao do fabricante WEG, tipo CFW-11, modelo BRCFW110180T2SZ ou similar. Faixa de medição: 0-50 mca; 2. CAPTAÇÃO EM PONTE RIO MACHADO Manutenção geral nas quatro moto-bombas, para melhoria do seu desempenho. 2.1 Definições Técnicas Os quatro conjuntos moto-bombas a receberem manutenção geral instalados na captação em ponte no Rio Machado é a seguinte: Bomba centrífuga KSB Meganorm : Quantidade Fabricante Descrição do Produto 4 KSB ROTOR-A 4 KSB ANEL DE DESGASTE DO CORPO 4 KSB ANEL DE DESGASTE DO ROTOR 4 KSB JOGO DE JUNTAS 4 KSB EIXO COMPLETO 8 KSB ROLAMENTO 6310C3 4 KSB INDICADOR DE NIVEL 4 KSB KIT SELAGEM 52 KSB ARRUELA-A 52 KSB PARAFUSO CAB. SEXTAVADO M12X50 32 KSB PARAFUSO CAB. SEXTAVADO M10X40 4 KSB PARAFUSO DO ROTOR 5/8 3/6

4 03. SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO O sistema de distribuição do SAAE está dividido em três setores: Centro, Rodoviária e Teixeirão. Cada uma das três regiões, Centro, Rodoviária e Teixeirão deverão receber conversores de freqüência, substituição dos conjuntos moto-bombas e instalação de transdutores de pressão conforme descriminados a seguir. 3.1 Definições Técnicas Centro Bomba centrífuga: Substituição dos 3 (três) conjuntos moto-bombas devendo possuir os equipamentos KSB, modelo Meganorm, diâmetros Marca: KSB ou similar; Modelo: Meganorm; Diâmetro Nominal ou Flange de Recalque (mm): Capacidade de vazão (Q) de 300 m 3 /h Altura Manométrica: 55 mca Acionamento por motor trifásico de 75 CV 4 Pólos; Tensão: 220 V. Potência Nominal: 75 CV; Quatro Pólos; Possuir Termistor p/ Controle de Temperatura Através do Conversor de Frequência; Instalação de 3 (três) conversores de freqüência devendo possuir os equipamentos WEG, tipo CFW-11, modelo BRCFW110180T2SZ. Instalação de 3 (três) transdutores de pressão, um para cada conjunto moto-bomba; Faixa de medição: mca; 4/6

5 3.1.2 Rodoviária Bomba centrífuga: Substituição dos 3 (três) conjuntos moto-bombas devendo possuir os equipamentos KSB, modelo Meganorm, diâmetros Marca: KSB ou similar; Modelo: Meganorm; Diâmetro Nominal ou Flange de Recalque (mm): Capacidade de vazão (Q) de 300 m 3 /h Altura Manométrica: 55 mca Acionamento por motor trifásico de 75 CV 4 Pólos; Tensão: 220 V. Potência Nominal: 75 CV; Quatro Pólos; Possuir Termistor p/ Controle de Temperatura Através do Conversor de Frequência; Instalação de 3 (três) conversores de freqüência devendo possuir os equipamentos WEG, tipo CFW-11, modelo BRCFW110180T2SZ. Instalação de 3 (três) transdutores de pressão, um para cada conjunto moto-bomba; Faixa de medição: mca; Teixeirão Bomba centrífuga: Substituição dos 3 (três) conjuntos moto-bombas devendo possuir os equipamentos KSB, modelo Meganorm. Marca: KSB ou similar; Modelo: Meganorm; Capacidade de vazão (Q) de 300 m 3 /h Altura Manométrica: 77 mca Acionamento por motor trifásico de 20 CV 2 Pólos; Tensão: 220 V. 5/6

6 Potência Nominal: 20 CV; Dois Pólos; 3600 rpm; Possuir Termistor p/ Controle de Temperatura Através do Conversor de Frequência. Instalação de 3 (três) conversores de freqüência devendo possuir os equipamentos WEG, tipo CFW-11, modelo BRCFW110180T2SZ. Instalação de 3 (três) transdutores de pressão, um para cada conjunto moto-bomba; Faixa de medição: mca; 6/6

Bomba centrífuga de média pressão. 1. Aplicação. 3. Denominação. 2. Descrição. 4. Dados de operação. Manual Técnico Nº A 2751.0P/4 KSB HYDROBLOC M

Bomba centrífuga de média pressão. 1. Aplicação. 3. Denominação. 2. Descrição. 4. Dados de operação. Manual Técnico Nº A 2751.0P/4 KSB HYDROBLOC M Manual Técnico Nº A 2751.0P/4 KSB HYDROBLOC M Bomba centrífuga de média pressão Linha: Multiestágio 1. Aplicação 3. Denominação A bomba KSB Hydrobloc M é apropriada para abastecimento de água, instalação

Leia mais

Bomba Submersível para Instalação em Poço Úmido. 1. Aplicação. 3. Denominação. 2. Descrição Geral. 4. Dados de Operação. Linha : Submersível

Bomba Submersível para Instalação em Poço Úmido. 1. Aplicação. 3. Denominação. 2. Descrição Geral. 4. Dados de Operação. Linha : Submersível Folheto Descritivo A2750.1P/1 KSB KRT DRAINER Bomba Submersível para Instalação em Poço Úmido Linha : Submersível 1. Aplicação A bomba submersível KRT DRAINER é recomendada para aplicação em drenagem de

Leia mais

Megabloc Manual Técnico

Megabloc Manual Técnico Bomba Padronizada Monobloco Manual Técnico Ficha técnica Manual Técnico Todos os direitos reservados. Os conteúdos não podem ser divulgados, reproduzidos, editados nem transmitidos a terceiros sem autorização

Leia mais

Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia Elétrica em Sistemas de Bombeamento

Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia Elétrica em Sistemas de Bombeamento VI SEREA Seminário Iberoamericano sobre Sistemas de Abastecimento Urbano de Água EFICIÊNCIA HIDRÁULICA E ENERGÉTICA EM SANEAMENTO Utilização de Inversores de Freqüência para Diminuição de Consumo de Energia

Leia mais

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO Objetivo: DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO Representar o processo, possibilitando identificar todos os equipamentos (bombas, válvulas,...), instrumentos (medidores de vazão, nível, pressão, analisadores,...),

Leia mais

ANEXO IX RELAÇÃO DOS ATIVOS DA CASAL

ANEXO IX RELAÇÃO DOS ATIVOS DA CASAL ANEXO IX RELAÇÃO DOS ATIVOS DA CASAL ANEXO IX RELAÇÃO DOS ATIVOS DA CASAL EXISTENTES NO SISTEMA COLETIVO DO AGRESTE - Identificação das Unidades Consumidoras Município Local Qtde de CMB s Modelo Morro

Leia mais

Série: FBME MANUAL TÉCNICO BOMBA CENTRÍFUGA MULTIESTÁGIO FBME. Aplicação

Série: FBME MANUAL TÉCNICO BOMBA CENTRÍFUGA MULTIESTÁGIO FBME. Aplicação MANUAL TÉCNICO Série: FBME Aplicação Desenvolvida para trabalhar com líquidos limpos ou turvos, em inúmeras aplicações, tais como indústrias químicas, petroquímicas, papel, polpa, siderúrgica, mineração,

Leia mais

www.imbil.com.br 1 1

www.imbil.com.br 1 1 www.imbil.com.br 1 1 INTRODUÇÃO Neste catálogo estão descritos todos os modelos de bombas da linha BP de nossa fabricação. Nele constam informações técnicas de construção, e curvas características de cada

Leia mais

MOTOBOMBA - BFG 1' X1'

MOTOBOMBA - BFG 1' X1' MOTOBOMBA - BFG ' X' 0 0 0 0 PEÇA (CARENAGEM) Flange Da Bomba Parafuso Mxmm Punho Da Alça De Transporte Alça De Transporte Porca Mx. Tampa Da Bomba Anel O-ring Da Tampa Da Bomba Arruela Lisa Øxøx0. Parafuso

Leia mais

KSB Megabloc. Bomba Centrífuga para Uso Geral. Mega Bloc. 1. Aplicação. 3. Denominação KSB Megabloc 32-125 + 2. 2. 4.

KSB Megabloc. Bomba Centrífuga para Uso Geral. Mega Bloc. 1. Aplicação. 3. Denominação KSB Megabloc 32-125 + 2. 2. 4. Folheto Descritivo Nº A27.1P/2 KSB Megabloc Bomba Centrífuga para Uso Geral LINA : VERSÃO : Mega Bloc 1. Aplicação A bomba KSB Megabloc é indicada para bombeamento de líquidos limpos ou turvos e encontra

Leia mais

BOMBA DE ENGRENAGENS EXTERNAS FBE

BOMBA DE ENGRENAGENS EXTERNAS FBE MANUAL TÉCNICO Série: FBE Aplicação Desenvolvida para trabalhar com fluidos viscosos, em inúmeras aplicações, tais como indústrias químicas, petroquímicas, papel, polpa, siderúrgica, mineração, alimentícia,

Leia mais

Bipartida Axialmente

Bipartida Axialmente Linha BP BI-PARTIDA ROTOR DE DUPLA SUCÇÃO Bipartida Axialmente Soluções em Bombeamento INTRODUÇÃO Neste catálogo estão descritos todos os modelos de bombas da linha BP de nossa fabricação. Nele constam

Leia mais

Motobomba Centrífuga Vertical In Line

Motobomba Centrífuga Vertical In Line Motobomba Centrífuga Vertical In Line M O T O B O M B A S Atuação: As motobombas centrífugas In Line, aliam a praticidade da montagem vertical a um excelente desempenho. Permitem assim ocupar um espaço

Leia mais

Manual do Usuário. Produto LUBE-SEAL. Versão: LUBE-SEAL Manual V1.0 Data: 13/10/2006 Escrito por: Marcelo da Silveira Petter Prada dos Santos

Manual do Usuário. Produto LUBE-SEAL. Versão: LUBE-SEAL Manual V1.0 Data: 13/10/2006 Escrito por: Marcelo da Silveira Petter Prada dos Santos Manual do Usuário Produto Versão: Manual V1.0 Data: 13/10/2006 Escrito por: Marcelo da Silveira Petter Prada dos Santos SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. TERMOS E CONVENÇÕES 4 2. INFORMAÇÕES GERAIS 5 2.1. Dados do

Leia mais

INTRODUÇÃO NOTAS. www.imbil.com.br 3

INTRODUÇÃO NOTAS. www.imbil.com.br 3 www.imbil.com.br 1 www.imbil.com.br 2 INTRODUÇÃO Neste catálogo estão descritos todos os modelos de bombas da linha INI-K e INI-O de nossa fabricação. Nele constam informações técnicas de construção, e

Leia mais

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE SOROCABA CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS HIDRAULICAS PARA ESTAÇÕES ELEVATÓRIA DE ESGOTO (EEE)

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE SOROCABA CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS HIDRAULICAS PARA ESTAÇÕES ELEVATÓRIA DE ESGOTO (EEE) SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE SOROCABA CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS HIDRAULICAS PARA ESTAÇÕES ELEVATÓRIA DE ESGOTO (EEE) Página: 2 de 7 1. PROJETO DA EEE O projeto da EEE deverá ser executado

Leia mais

CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR MÓDULO I - BOMBAS

CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR MÓDULO I - BOMBAS CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR MÓDULO I - BOMBAS DANCOR S.A INDÚSTRIA MECÂNICA Professor: José Luiz Fev/2012 CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR 1- BOMBAS D ÁGUA (MÁQUINAS DE FLUXO): 1.1 DEFINIÇÃO Máquinas de fluxo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE AGRONOMIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS SETOR DE ENGENHARIA RURAL. Prof. Adão Wagner Pêgo Evangelista

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE AGRONOMIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS SETOR DE ENGENHARIA RURAL. Prof. Adão Wagner Pêgo Evangelista UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE AGRONOMIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS SETOR DE ENGENHARIA RURAL Prof. Adão Wagner Pêgo Evangelista 4 - ESTAÇÕES DE RECALQUE: BOMBAS 4.1 Introdução No estudo das máquinas

Leia mais

KSB ETA. Bomba Centrífuga para Uso Geral. 1. Aplicação. 3. Denominação KSB ETA 80-40 / 2. 2. Descrição Geral. 4. Dados de Operação

KSB ETA. Bomba Centrífuga para Uso Geral. 1. Aplicação. 3. Denominação KSB ETA 80-40 / 2. 2. Descrição Geral. 4. Dados de Operação Manual Técnico e Curvas Características Nº A1150.0P/3 Bomba Centrífuga para Uso Geral 1. Aplicação A bomba é indicada para o bombeamento de líquidos limpos ou turvos e encontra aplicação preferencial em

Leia mais

NCP ULTRANORMA BOMBA CENTRÍFUGA HORIZONTAL. Características construtivas: Principais aplicações

NCP ULTRANORMA BOMBA CENTRÍFUGA HORIZONTAL. Características construtivas: Principais aplicações BOMBA CETRÍFUGA ORIZOTAL CP ULTRAORMA Características construtivas: - Construída conforme as normas DI e ISO * - Altura de recalque de a mca - Rotação e trabalho - / rpm - Sistema de desmontagem "back-pull-out"

Leia mais

BOMBA CENTRÍFUGA FBRL20B MONO-ESTÁGIO

BOMBA CENTRÍFUGA FBRL20B MONO-ESTÁGIO BOMBA CENTRÍFUGA FBRL20B MONO-ESTÁGIO MANUAL TÉCNICO Série: FBRL20B Aplicação Desenvolvida para trabalhar com líquidos limpos ou turvos, em inúmeras aplicações, tais como indústrias químicas, petroquímicas,

Leia mais

Análises de Eficiência Energética em Métodos de Controle de Vazão

Análises de Eficiência Energética em Métodos de Controle de Vazão 6 a 1 de Outubro de 28 Olinda - PE Análises de Eficiência Energética em Métodos de Controle de Vazão Ronaldo R. B. de Aquino Zanoni D. Lins Pedro A. C. Rosas UFPE UFPE UFPE rrba@ufpe.br zdl@ufpe.br prosas@ufpe.br

Leia mais

Bombas Submersas. 1. Aplicação. 2. Dados de operação das bombas submersas. 3. Construção / projeto. Denominação UPD, BPD e BPH (exemplo)

Bombas Submersas. 1. Aplicação. 2. Dados de operação das bombas submersas. 3. Construção / projeto. Denominação UPD, BPD e BPH (exemplo) Manual Técnico A3405.0P Bombas Submersas 1. Aplicação É recomendada para o abastecimento de água limpa ou levemente contaminada, abastecimento de água em geral, irrigação e sistemas de aspersão pressurizados

Leia mais

Posição Quantid. Descrição Preço Unit.

Posição Quantid. Descrição Preço Unit. Posição Quantid. Descrição Preço Unit. 1 MAGNA 32-12 Preço a pedido Nota! Imagem do produto pode diferir do prod. real Código: 96513625 A bomba dispõe de um rotor encamisado, ou seja, a bomba e o motor

Leia mais

Motobombas Centrífugas Submersíveis Séries BCS-365 e BCS-475

Motobombas Centrífugas Submersíveis Séries BCS-365 e BCS-475 Motobombas Centrífugas Submersíveis Séries e BCS-475 Pedestal Roscado Pedestal Flangeado Motobombas para líquidos com sólidos em suspensão, conforme tamanho especificado na tabela. Aplicações Gerais Estações

Leia mais

FERRAMENTAS ESTACIONÁRIAS

FERRAMENTAS ESTACIONÁRIAS FERRAMENTAS ESTACIONÁRIAS Linha FERRAMENTAS ESTACIONÁRIAS Alta performance nos trabalhos manuais As ferramentas estacionárias são indicadas para trabalhos domésticos, artesanatos, carpintarias, marcenarias,

Leia mais

1 de 40 29/02/2016 09:15

1 de 40 29/02/2016 09:15 1 de 40 29/02/2016 09:15 Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00001/2016 (SRP) 925866.12016.52263.4618.453467300.380 Às 11:01 horas do dia 20 de janeiro de

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICIPIO DE SCHROEDER ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 26/2013. Página: 1/6

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICIPIO DE SCHROEDER ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 26/2013. Página: 1/6 Página: 1/6 2 MOTOBOMBA SUBMERSÍVEL DE ROTOR SEMI-ABERTO Motobomba submersível de rotor semi-aberto em ferro fundido GG 15, corpo e tampa da bomba em ferro fundido GG 15. Selo mecânico ¾"de carbeto de

Leia mais

Sistemas de Força Motriz

Sistemas de Força Motriz Sistemas de Força Motriz Introdução; Os Dados de Placa; Rendimentos e Perdas; Motor de Alto Rendimento; Partidas de Motores; Técnicas de Variação de Velocidade; Exemplos; Dicas CONSUMO DE ENERGIA POR RAMO

Leia mais

Série: FBBP MANUAL TÉCNICO. - Aplicável à norma NFPA 20 BOMBA CENTRÍFUGA BI-PARTIDA FBBP. Aplicação

Série: FBBP MANUAL TÉCNICO. - Aplicável à norma NFPA 20 BOMBA CENTRÍFUGA BI-PARTIDA FBBP. Aplicação MANUAL TÉCNICO Série: FBBP - Aplicável à norma NFPA 20 Aplicação São utilizadas nas aplicações de indústrias petroquímicas, irrigação, indústria químicas, saneamento básico, siderurgia, mineração, álcool,

Leia mais

MOTORES ELÉTRICOS 29/01/2010 CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. Motor Elétrico. Motor Elétrico UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES

MOTORES ELÉTRICOS 29/01/2010 CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. Motor Elétrico. Motor Elétrico UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA MOTORES ELÉTRICOS Mário Cesar G. Ramos Conversor eletromecânico baseado em princípios eletromagnéticos capaz de transformar energia elétrica

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO CONTROLE DA VAZÃO EM SISTEMAS DE BOMBEAMENTO DE ÁGUA USO DE VÁVULA E CONTROLE DE VELOCIDADE.

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO CONTROLE DA VAZÃO EM SISTEMAS DE BOMBEAMENTO DE ÁGUA USO DE VÁVULA E CONTROLE DE VELOCIDADE. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO CONTROLE DA VAZÃO EM SISTEMAS DE BOMBEAMENTO DE ÁGUA USO DE VÁVULA E CONTROLE DE VELOCIDADE. Autor: João Batista de Azevedo Dutra Engenheiro Eletricista Engenharia Elétrica Consultoria

Leia mais

Décima segunda aula de teoria de ME5330. Maio de 2011

Décima segunda aula de teoria de ME5330. Maio de 2011 Décima segunda aula de teoria de ME5330 Maio de 011 Vamos iniciar o estudo do inversor de frequência. Conceito dispositivo eletrônico que transforma energia elétrica CA fixa ( tensão e frequência ) em

Leia mais

MINUTA ANEXO VIII MINUTA DO CONTRATO. Pregão PRESENCIAL. Contrato de Compras

MINUTA ANEXO VIII MINUTA DO CONTRATO. Pregão PRESENCIAL. Contrato de Compras Página nº 1 de 5 ANEXO VIII DO CONTRATO Pregão PRESENCIAL Contrato de Compras CONTRATO DE COMPRA Nº /2014 QUE ENTRE SI CELEBRAM A/O SEIE/Companhia de água e esgotos da paraíba, E A EMPRESA .

Leia mais

METODOLOGIA PARA LEVANTAMENTO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE UMA INSTALAÇÃO DE BOMBEAMENTO DE ÁGUA

METODOLOGIA PARA LEVANTAMENTO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE UMA INSTALAÇÃO DE BOMBEAMENTO DE ÁGUA METODOLOGIA PARA LEVANTAMENTO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE UMA INSTALAÇÃO DE BOMBEAMENTO DE ÁGUA Doriana Marinho Novaes Oliveira 1 ; Bruno Henrique Barbosa 2 ; Carlos Barreira Martinez 3 Manuel Losada y

Leia mais

Máquinas Hidráulicas

Máquinas Hidráulicas Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental Hidráulica Geral (ESA024) CAPÍTULO IV: Máquinas Hidráulicas Dezembro 2012 1 Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental Objetivos do capítulo: Máquinas

Leia mais

TOTAL GERAL R$ 185.478,76

TOTAL GERAL R$ 185.478,76 P - 01 1.5 Execução de perfilagem óptica antes da limpeza do poço, com entrega em CD m 147,00 54,67 8.036,49 1.15 Execução de perfilagem óptica após a limpeza do poço, com entrega em CD m 147,00 54,67

Leia mais

Figura 5.2 Foto da Montagem Experimental.

Figura 5.2 Foto da Montagem Experimental. 53 5 Montagem Experimental Os dados sobre as características dinâmicas de uma válvula de alívio comercial foram levantados em uma bancada de ensaios especialmente construída para este fim. A montagem experimental

Leia mais

SISTEMA HIDRÁULICO PARA POSSIBILITAR A RECUPERAÇÃO DE RESERVATÓRIOS ELEVADOS SEM INTERRUPÇÃO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA DOS CONSUMIDORES.

SISTEMA HIDRÁULICO PARA POSSIBILITAR A RECUPERAÇÃO DE RESERVATÓRIOS ELEVADOS SEM INTERRUPÇÃO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA DOS CONSUMIDORES. SISTEMA HIDRÁULICO PARA POSSIBILITAR A RECUPERAÇÃO DE RESERVATÓRIOS ELEVADOS SEM INTERRUPÇÃO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA DOS CONSUMIDORES. Luiz Carlos Alves de Souza 1 Resumo - Os reservatórios elevados constituem-se

Leia mais

MOTOBOMBAS E CONJUNTOS PARA COMBATE A INCÊNDIO

MOTOBOMBAS E CONJUNTOS PARA COMBATE A INCÊNDIO MOTOBOMBAS E CONJUNTOS PARA COMBATE A INCÊNDIO Motobombas para combate a incêndio ÍNDICE FSGIN Pg. 3 FIN Pg. 13 Pg. 33 A Famac tem a solução certa em Bombas para sistemas de combate a incêndio. CONJUNTOS

Leia mais

Capítulo 3. Descrição da Estação de Trabalho do Sistema de bombeamento

Capítulo 3. Descrição da Estação de Trabalho do Sistema de bombeamento Capítulo 3 Descrição da Estação de Trabalho do Sistema de bombeamento 3.1) Introdução Para o melhor entendimento das características e funcionalidades da estação de trabalho, esta será inicialmente apresentada

Leia mais

Conhecer as características de conjugado mecânico

Conhecer as características de conjugado mecânico H4- Conhecer as características da velocidade síncrona e do escorregamento em um motor trifásico; H5- Conhecer as características do fator de potência de um motor de indução; Conhecer as características

Leia mais

AUTARQUIA MUNICIPAL - LEI DE CRIAÇÃO N. 10 DE 20/04/1966 SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO

AUTARQUIA MUNICIPAL - LEI DE CRIAÇÃO N. 10 DE 20/04/1966 SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO AUTARQUIA MUNICIPAL - LEI DE CRIAÇÃO N. 10 DE 20/04/1966 SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO RELAÇÃO DE COMPRAS E SERVIÇOS EFETUADOS NO MÊS DE MARÇO DE 2008, CONFORME O ARTIGO 16 DA LEI 8666 DE 21/06/1993

Leia mais

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos.

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos. Dúvidas Filtros e Bombas A Piscina dos seus Sonhos. - Filtros Água vazando para o esgoto. Nas opções filtrar e recircular, observo através do visor de retrolavagem que a água continua indo para o esgoto

Leia mais

Serviço Autônomo de Saneamento de Pelota CNPJ: 92.220.862/0001-48 Tópicos Do Projeto De Eficientização Da U.R.A. Pelotas

Serviço Autônomo de Saneamento de Pelota CNPJ: 92.220.862/0001-48 Tópicos Do Projeto De Eficientização Da U.R.A. Pelotas Tópicos Do Projeto De Eficientização Da U.R.A. Pelotas Princípio Geral A empresa contratada deverá retirar os equipamentos atuais necessários para instalação do novo grupo, bem como, instalar os novos

Leia mais

Gráfico de Vazão das Bombas

Gráfico de Vazão das Bombas Gráfico de Vazão das Bombas ITU PP44S8.5 25cv ITU PP44S1 cv ITU PP66S11 6cv ITU PP66S14 1cv ITU PP64S17 21cv ITU PP88S12 9cv ITU PP66S1 9cv ITU PP6C17 16cv ITU PP86C17 47cv ITU PP1212S17 5cv Como funcionam

Leia mais

INTRODUÇÃO NOTAS. www.imbil.com.br 3

INTRODUÇÃO NOTAS. www.imbil.com.br 3 www.imbil.com.br 1 INTRODUÇÃO Neste catálogo estão descritos todos os modelos de bombas da série INI/ INI-Bloc de nossa fabricação. Nele constam informações técnicas de construção, e curvas características

Leia mais

APÊNDICE B. Ensaio da Performance do Protótipo. MATRBDA-HAW560-75kW

APÊNDICE B. Ensaio da Performance do Protótipo. MATRBDA-HAW560-75kW APÊNDICE B Ensaio da Performance do Protótipo MATRBDA-HAW560-75kW 282 LABORATÓRIO DE ENSAIOS ELÉTRICOS - BAIXA TENSÃO WEG MÁQUINAS RELATÓRIO DE ENSAIO DE PROTÓTIPO MATRBDA 560 POTÊNCIA: 75KW / 25KW TENSÃO

Leia mais

EFICIENCIA ENERGETICA COM MOTORES CA. 0 Presentation title

EFICIENCIA ENERGETICA COM MOTORES CA. 0 Presentation title EFICIENCIA ENERGETICA COM MOTORES CA 0 Presentation title História 16 de setembro de 1961 Werner Ricardo Voigt, Eggon João da Silva e Geraldo Werninghaus fundaram a Eletromotores Jaraguá, que viria a ganhar

Leia mais

Programa de Eficiência Energética Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente do Município de Araras SP

Programa de Eficiência Energética Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente do Município de Araras SP Programa de Eficiência Energética Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente do Município de Araras SP Evandro Romanini, Norberto Duarte e Lucas Rafacho Resumo A Elektro dentro do Programa de Eficiência Energética,

Leia mais

ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICA NA IMPLANTAÇÃO DE INVERSORES DE FREQUÊNCIA EM SISTEMAS DE BOMBEAMENTO

ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICA NA IMPLANTAÇÃO DE INVERSORES DE FREQUÊNCIA EM SISTEMAS DE BOMBEAMENTO UNESP Faculdade de Engenharia do Campus de Guaratinguetá Maurício Sampaio Schiavi ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICA NA IMPLANTAÇÃO DE INVERSORES DE FREQUÊNCIA EM SISTEMAS DE BOMBEAMENTO Guaratinguetá 2013

Leia mais

www.dancor.com.br CATÁLOGO DE PRODUTOS REV. - ABR/2010 Pág- 1

www.dancor.com.br CATÁLOGO DE PRODUTOS REV. - ABR/2010 Pág- 1 REV. - ABR/21 Pág- 1 Índice Vista Geral das Curvas de Desempenho...4-5 Série HBI(N) - Centrífugas Multi-estágios HBI(N) - 2...6-7 HBI(N) - 4...8-9 Série CB(I) - Centrífugas Multi-estágios CB(I) - 2...1-11

Leia mais

Eficiência Energética na Indústria Indústria +Eficiente

Eficiência Energética na Indústria Indústria +Eficiente Eficiência Energética na Indústria Indústria +Eficiente Rogerio Iannaccaro Gerente Joinville, 19 de Outubro de 2014 0 1 VISÃO GERAL DA TUPY Líder no mercado de blocos e cabeçotes de motor em ferro fundido

Leia mais

indice CAPITULO 1 INTRODUCAO

indice CAPITULO 1 INTRODUCAO indice CAPITULO 1 INTRODUCAO Paulo S. Nogami Generalidades Objetivo Recomendações gerais relativas à utilização dos sistemas de recalque Aplicações tipicas de sistema de recalque em obras de Saneamento

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Guia Prático de Treinamento Técnico Comercial. Motor Elétrico.

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Guia Prático de Treinamento Técnico Comercial. Motor Elétrico. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Guia Prático de Treinamento Técnico Comercial Motor Elétrico Módulo I Já se foi o tempo em que só simpatia garantia bons resultados em vendas.

Leia mais

ANEXO I. Lote 01. MANUTENÇÃO DE CONJUNTO MOTO BOMBA SUBMERSA Item Especificação Unid.

ANEXO I. Lote 01. MANUTENÇÃO DE CONJUNTO MOTO BOMBA SUBMERSA Item Especificação Unid. ANEXO I Lote 01 MANUTENÇÃO DE CONJUNTO MOTO BOMBA SUBMERSA Item Especificação Unid. Qtde Total Estimada 1. 2. 3. MANUTENÇÃO DE CONJUNTO MOTO BOMBA SUBMERSA 2,0CV MANUTENÇÃO DE CONJUNTO MOTO BOMBA SUBMERSA

Leia mais

Eficiência Energética Chocolates Garoto

Eficiência Energética Chocolates Garoto Eficiência Energética Chocolates Garoto 1 CARACTERÍSTICAS DA EMPRESA Nome fantasia: Chocolates Garoto Ramo de atividade: Alimentício Localização: Vila Velha / ES Estrutura tarifária: Horo-sazonal Azul

Leia mais

MASTER BSD 10-20/ BSD 10-25/ BSD 10-35

MASTER BSD 10-20/ BSD 10-25/ BSD 10-35 ANUAL DE INSTALAÇÃO DA BOBA ASTER BSD 10-20/ BSD 10-25/ BSD 10-35 SUÁRIO 1. AVISOS GERAIS DE SEGURANÇA 3 2. PERIGOS NO ABUSO DO EQUIPAENTO 3 3. LIITES DE TEPERATURAS 4 4. FUNCIONAENTO DA BOBA CO SELAGE

Leia mais

DEFEITOS EM BOMBAS CENTRIFUGA E SOLUÇÕES

DEFEITOS EM BOMBAS CENTRIFUGA E SOLUÇÕES DEFEITOS EM BOMBAS CENTRIFUGA E SOLUÇÕES simples multiestágio BOMBEAMENTO INSUFICIENTE E NULO VAZÃO OU PRESSÃO NULAS OU INSUFICIENTE VÁLVULA PRESA OU ENTUPIDA ROTOR FURADO, ENTUPIDO OU COM DESGASTE EXECESSIVO

Leia mais

Alimentação de Caldeiras Alcooldutos Pipe Line. Bomba Multestágio Bipartida Axialmente. Soluções em Bombeamento

Alimentação de Caldeiras Alcooldutos Pipe Line. Bomba Multestágio Bipartida Axialmente. Soluções em Bombeamento Linha Alimentação de Caldeiras Alcooldutos Pipe Line Bomba Multestágio Bipartida Axialmente Soluções em Bombeamento Soluções em Bombeamento A IMBIL amplia sua linha de bombas engenheradas, disponibilizando

Leia mais

V Prêmio Alstom de Tecnologia Metroferroviária

V Prêmio Alstom de Tecnologia Metroferroviária V Prêmio Alstom de Tecnologia Metroferroviária Estudo de Caso: Substituição do sistema de controle de vazão de um insuflador de ar em túneis de um sistema de transporte de pessoas sobre trilhos. OBJETIVO:

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO 2013-2

CATÁLOGO TÉCNICO 2013-2 CATÁLOGO TÉCNICO 2013-2 PRODUTO CONTRA PONTO MESA DIVISORA HV-240 TAMBOR GRADUADO - Pode ser acoplado no lugar do disco perfurado sendo possível fazer divisões de 2 em 2 minutos. FLANGE PORTA PLACA - Para

Leia mais

HIGRA TECNOLOGIA TECNOL EM BOMBEAMENTO BOMBEAMENT

HIGRA TECNOLOGIA TECNOL EM BOMBEAMENTO BOMBEAMENT HIGRA TECNOLOGIA EM BOMBEAMENTO HIGRA TECNOLOGIA EM BOMBEAMENTO Política da Sustentabilidade A HIGRA, através de sua Política Integrada da Gestão da Sustentabilidade, visa oferecer soluções para movimentação

Leia mais

BI 1-7. Sistemas de aceleração (testes de disparo)

BI 1-7. Sistemas de aceleração (testes de disparo) Testes de aceleração de componentes rotativos até seu ponto de explosão Cobertura de proteção a prova de explosão de alto grau de proteção Acionamento através de motor de corrente contínua com frenagem

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Motores Aplicações Comerciais e Residenciais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Motores Aplicações Comerciais e Residenciais Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Motores Aplicações Comerciais e Residenciais -- Aplicações Comerciais e Residenciais Eficiência e confiabilidade para a indústria Fundada em

Leia mais

Dimensionamento. Dimensionamento. Área Coletora e Kit Instalação. Aquecimento Auxiliar. Tubulação. Bomba Hidráulica

Dimensionamento. Dimensionamento. Área Coletora e Kit Instalação. Aquecimento Auxiliar. Tubulação. Bomba Hidráulica Dimensionamento Dimensionamento Área Coletora e Kit Instalação Aquecimento Auxiliar Tubulação Objetivos: 1 - Dimensionar área coletora e kit instalação 2 - Dimensionar aquecimento auxiliar 3 - Dimensionar

Leia mais

MOTORES ELÉTRICOS. Aula 1. Técnico em Eletromecânica - Julho de 2009. Prof. Dr. Emerson S. Serafim 1

MOTORES ELÉTRICOS. Aula 1. Técnico em Eletromecânica - Julho de 2009. Prof. Dr. Emerson S. Serafim 1 MOTORES ELÉTRICOS Aula 1 Técnico em Eletromecânica - Julho de 2009 Prof. Dr. Emerson S. Serafim 1 CONTEÚDO INTRODUÇÃO; 1.1 TIPOS DE MOTORES; 1.2 FATORES DE SELEÇÃO; 1.3 MOTORES DE INDUÇÃO; 1.4 MOTORES

Leia mais

Introdução... 1. Aplicação / Características... 2. Material / Acabamento... 3. Instalação / Cavitação / NPSH... 4. Manutenção / Limpeza...

Introdução... 1. Aplicação / Características... 2. Material / Acabamento... 3. Instalação / Cavitação / NPSH... 4. Manutenção / Limpeza... Índice Introdução... 1 Aplicação / Características... 2 Material / Acabamento... 3 Instalação / Cavitação / NPSH... 4 Manutenção / Limpeza... Tipos de Selos Mecânicos... 6 Composição dos Selos Mecânicos...

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO BOMBAS MONOESTÁGIO MONOESTÁGIO. 60Hz. Catálogo Técnico 2008 - MONOESTÁ1 1 7/2/2009 12:16:16

CATÁLOGO TÉCNICO BOMBAS MONOESTÁGIO MONOESTÁGIO. 60Hz. Catálogo Técnico 2008 - MONOESTÁ1 1 7/2/2009 12:16:16 CATÁLOGO TÉCNICO BOMBAS MONOESTÁGIO MONOESTÁGIO 60Hz Catálogo Técnico 2008 - MONOESTÁ1 1 7/2/2009 12:16:16 Índice Bombas Monoestágio 1. Introdução 2. Aplicações 1.1 Características e benefícios...3 1.2

Leia mais

EQUIPAMENTOS ROTATIVOS

EQUIPAMENTOS ROTATIVOS 1 INTRODUÇÃO EQUIPAMENTOS ROTATIVOS O objetivo da presente apostila é prestar informações mínimas, a nível técnico, sobre os principais equipamentos rotativos utilizados na indústria de petróleo e petroquímica.

Leia mais

KSB KRT. Bombas submersíveis DN 40 a DN 700 para instalação úmida Ferro fundido e vários materiais para esgoto municipal e industrial

KSB KRT. Bombas submersíveis DN 40 a DN 700 para instalação úmida Ferro fundido e vários materiais para esgoto municipal e industrial Manual técnico A 2553.0P/1 KSB KRT Bombas submersíveis DN 40 a DN 700 para instalação úmida Ferro fundido e vários materiais para esgoto municipal e industrial 60 Hz limite padrão Para projetos com características

Leia mais

UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS

UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS VENTILADORES AXIAL UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA DE VENTILADORES AXIAL Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: EAFN 500 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação G = Gabinete

Leia mais

ENSAIO DE BOMBAS EM SÉRIE E PARALELO

ENSAIO DE BOMBAS EM SÉRIE E PARALELO ENSAIO DE BOMBAS EM SÉRIE E PARALELO I. ASSOCIAÇÃO DE BOMBAS As bombas podem ser associadas em série e em paralelo dependendo das características do sistema. A associação em série é útil quando se tem

Leia mais

RHS CONTROLS Recursos Hídricos e Saneamento Ltda

RHS CONTROLS Recursos Hídricos e Saneamento Ltda A laje sanitária do poço está em boas condições atendendo a padronização do DAEE. O funcionamento do poço P5 ocorre com timer, no período entre 5:00 e 22:00 horas. Assim, deve-se instalar um sistema de

Leia mais

Catálogo geral de ventiladores centrífugos com pás viradas. para trás (Limit Load)

Catálogo geral de ventiladores centrífugos com pás viradas. para trás (Limit Load) Catálogo geral de ventiladores centrífugos com pás viradas para trás (Limit Load) Rua Rio de Janeiro, 528 CEP 065-0 Fazendinha Santana do Parnaíba SP 1 Índice 1- Fundamentos 3 2- Curvas características

Leia mais

Bomba Multiestágio de Média Pressão MBN

Bomba Multiestágio de Média Pressão MBN Bomba Multiestágio de Média Pressão MBN Principais Aplicações Com um design modular, as bombas MBN são bombas horizontais segmentadas e bipartidas radialmente. São recomendadas para o bombeamento de líquidos

Leia mais

26/08/2012 1 Agosto/2012

26/08/2012 1 Agosto/2012 26/08/2012 1 Agosto/2012 Motores Elétricos 26/08/2012 2 MOTORES ELÉTRICOS Corrente Pulsante Corrente Alternada Corrente Contínua MOTOR DE PASSO (Step Motor ) RELUT. VARIÁVEL IMÃ PERMANENTE HÍBRIDO MOTOR

Leia mais

GLASS Bombas e Válvulas

GLASS Bombas e Válvulas BOMBAS CENTRIFUGAS DE USO GERAL APLICAÇÕES: *Tratamento e abastecimento de água; *Construção civil; *Ar condicionado; *Industrias em geral, *Química e petroquímica; *Distribuidoras de derivados de petróleo;

Leia mais

I. INTRODUÇÃO. Palavras-chave Conservação de Energia, Eficiência Energética, Sistemas Industriais.

I. INTRODUÇÃO. Palavras-chave Conservação de Energia, Eficiência Energética, Sistemas Industriais. EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA EM MÉTODOS DE CONTROLE DE VAZÃO R. R. B. Aquino, Z. D. Lins, P. A. C. Rosas, L. F. A. Cordeiro, J. R. C. Ribeiro, I. A. Tavares, P. S. Amorim. Universidade Federal de Pernambuco:

Leia mais

CATÁLOGO ALPINA. 41 3386-1066 www.superalpina.com.br 01/01/2013

CATÁLOGO ALPINA. 41 3386-1066 www.superalpina.com.br 01/01/2013 CATÁLOGO ALPINA 2013 41 3386-1066 www.superalpina.com.br 01/01/2013 2 SUMÁRIO Conteúdo BOMBA SUBMERSÍVEL SPA 750 2"... 6 BOMBA SUBMERSÍVEL SPA 1100 3"... 6 BOMBA SUBMERSÍVEL PV 1100 (LINHA ÁGUA SUJA)...

Leia mais

SISTEMA HIDRAULICO PARA ELEVADORES CONFORTO TOTAL ACESSIBILIDADE TOTAL

SISTEMA HIDRAULICO PARA ELEVADORES CONFORTO TOTAL ACESSIBILIDADE TOTAL SISTEMA HIDRAULICO PARA ELEVADORES CONFORTO TOTAL ACESSIBILIDADE TOTAL Obrigado por escolher equipamentos FLUHYDRO SYSTEMS. Os sistemas óleo hidráulicos são hoje, as melhores, mais seguras e econômicas

Leia mais

Eletrônicos PAE. Componente Curricular: Práticas de Acionamentos. 5.ª Prática Inversor de Frequência Vetorial da WEG CFW-08

Eletrônicos PAE. Componente Curricular: Práticas de Acionamentos. 5.ª Prática Inversor de Frequência Vetorial da WEG CFW-08 1 Componente Curricular: Práticas de Acionamentos Eletrônicos PAE 5.ª Prática Inversor de Frequência Vetorial da WEG CFW-08 OBJETIVO: 1) Efetuar a programação por meio de comandos de parametrização para

Leia mais

E/EP Re-autoescorvante

E/EP Re-autoescorvante Linha E/EP Re-autoescorvante www.imbil.com.br 03 04 www.imbil.com.br H [mca] H [mca] www.imbil.com.br 05 O projeto da linha de bombas E & EP foi desenvolvido com intuito de fornecer ao cliente final o

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2015

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2015 CATÁLOGO DE PRODUTOS 2015 A CSM, fundada em 1979, destaca-se na fabricação de máquinas, equipamentos e sistemas para construção civil e movimentação de materiais. Investe continuamente em processos, desenvolvimento

Leia mais

TÍTULO: CURVA DA BOMBA E DO SISTEMA PARA O TRANSPORTE DE FLUIDO VISCOSO

TÍTULO: CURVA DA BOMBA E DO SISTEMA PARA O TRANSPORTE DE FLUIDO VISCOSO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: CURVA DA BOMBA E DO SISTEMA PARA O TRANSPORTE DE FLUIDO VISCOSO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS

Leia mais

Eletromecânicos de Manutenção Industrial

Eletromecânicos de Manutenção Industrial Eletromecânicos de Manutenção Industrial 2013/ 2014 1 Motor de indução trifásico Máquina capaz de transformar energia elétrica em energia mecânica 2 Motor elétrico Noções fundamentais Máquina destinada

Leia mais

bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL USINEIRO

bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL USINEIRO bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro, 155 - Centro - CEP 15990-630 - Matão (SP) - Brasil Fone (16) 3383-3800 - Fax (16) 3382-4228 bambozzi@bambozzi.com.br

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO MOTORES ELÉTRICOS DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS DE ALTA E BAIXA TENSÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO MOTORES ELÉTRICOS DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS DE ALTA E BAIXA TENSÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO MOTORES ELÉTRICOS DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS DE ALTA E BAIXA TENSÃO PREFÁCIO O motor elétrico! WEG INDUSTRIAS S.A. - MÁQUINAS ---- IMPORTANTE ---- LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES

Leia mais

BOMBA CENTRÍFUGA HYPRO

BOMBA CENTRÍFUGA HYPRO Informativo Técnico Montana BOMBA CENTRÍFUGA HYPRO Para Pulverizadores Autopropelidos PARRUDA MA 2025 M PARRUDA MA 2027 M PARRUDA MA 2625 M PARRUDA MA 2627 M BOXER M 2021 BOXER M 2025 BOXER H 2021 BOXER

Leia mais

INTRODUÇÃO INFORMAÇÕES ADICIONAIS NOTAS

INTRODUÇÃO INFORMAÇÕES ADICIONAIS NOTAS 1 INTRODUÇÃO Neste catálogo estão descritos todos os modelos de bombas das linhas E e EP de nossa fabricação assim como seus acessórios e opcionais. Dele constam informações técnicas, desde a construção,

Leia mais

Feitos para durar. Motores Trifásicos

Feitos para durar. Motores Trifásicos Feitos para durar Motores Trifásicos Motores Elétricos SIEMENS Feitos para durar A construção de uma marca sólida se baseia não somente em investimentos em pesquisa e desenvolvimento, mas principalmente

Leia mais

Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC

Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC Série TLC, FLC, EFLC, ECOCIRC Circuladores com rotor imerso para sistemas de aquecimento, refrigeração e sanitários 50 Hz SÉRIE TLC - FLC - EFLC CAMPO DE PRESTAÇÕES HIDRÁULICAS A 50 Hz SÉRIE EA - EV -

Leia mais

PROJETO DE READEQUAÇÃO HIDRÁULICA BUSCANDO REGULARIDADE NAS CONDIÇÕES DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

PROJETO DE READEQUAÇÃO HIDRÁULICA BUSCANDO REGULARIDADE NAS CONDIÇÕES DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA PROJETO DE READEQUAÇÃO HIDRÁULICA BUSCANDO REGULARIDADE NAS CONDIÇÕES DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA APLICAÇÃO NA REGIÃO DO BOMBEAMENTO ITAPUÍ EM BLUMENAU/SC Marcelo Torresani Pós-graduado do curso de Gestão

Leia mais

BOMBAS. Catálogo de PRODUTOS

BOMBAS. Catálogo de PRODUTOS Catálogo de PRODUTOS A INOVA, além de proporcionar todos os acessórios com qualidade também trabalha com os itens abaixo: Instalação dos acessórios em fábrica Suporte Técnico Tomada de força Sistema de

Leia mais

Controle de Múltiplos Pivôs Centrais com um único Conjunto Motor-Bomba

Controle de Múltiplos Pivôs Centrais com um único Conjunto Motor-Bomba Controle de Múltiplos Pivôs Centrais com um único Conjunto Motor-Bomba Thiago de Lima MUNIZ, Bernardo Pinheiro de ALVARENGA, José Wilson de Lima NERYS, Antônio Marcos de Melo MEDEIROS Escola de Engenharia

Leia mais

4 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

4 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 4 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS O acoplamento ACRIFLEX AC é composto por dois cubos simétricos de ferro fundido cinzento, unidos por um jogo de correias planas fixadas aos cubos através de um flange aparafusado.

Leia mais

Associação em série de bombas

Associação em série de bombas Associação em série de bombas Em algumas aplicações, como por exemplo, por condições topográficas ou por qualquer outro motivo, um sistema poderá exigir grandes alturas manométricas, que em alguns casos,

Leia mais

Bomba de Águas Servidas modelo ABS UNI

Bomba de Águas Servidas modelo ABS UNI Bomba de Águas Servidas modelo ABS UNI Sulzer A Sulzer é líder mundial em soluções de bombeamento confiáveis e inovadoras. Nossa pesquisa e desenvolvimento avançados, processos detalhados e conhecimento

Leia mais

MOTORES DE INDUÇÃO MONOFÁSICOS CAPÍTULO 05

MOTORES DE INDUÇÃO MONOFÁSICOS CAPÍTULO 05 MOTORES DE INDUÇÃO MONOFÁSICOS CAPÍTULO 05 2 5.1 Introdução Os motores elétricos pertencem a dois grandes grupos: os de corrente contínua e os de corrente alternada. Os motores de indução se enquadram

Leia mais

O trecho do recalque, relativo à sa ída das bombas, terá diâmetro de 300 mm.

O trecho do recalque, relativo à sa ída das bombas, terá diâmetro de 300 mm. 1 CONCEPÇÃO DE PROJETO A nova elevatória de água bruta do Sistema Hermínio Ometto terá como concepção básica a interligação dos quatro conjuntos elevatórios em um barrilete comum para operação de um, dois

Leia mais