RELATÓRIO ANUAL. Palavra da Presidente 3. Unicred Rio 5. Realizações Metas para Desempenho Financeiro 21 UNICRED RIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO ANUAL. Palavra da Presidente 3. Unicred Rio 5. Realizações 2011 11. Metas para 2012 19. Desempenho Financeiro 21 UNICRED RIO"

Transcrição

1

2

3 UNICRED RIO RELATÓRIO ANUAL 2011 Palavra da Presidente 3 Unicred Rio 5 Realizações Metas para Desempenho Financeiro 21 ANEXO - Demonstrações Contábeis

4 COOPERATIVAS CONSTROEM UM MUNDO MELHOR Esta temática escolhida para o Ano Internacional das Cooperativas, celebrado em 2012, reflete não apenas o espírito cooperativista, mas também o compromisso do segmento com o desenvolvimento global. O movimento é baseado em três principais objetivos: Aumentar a consciência entre os jovens adultos sobre o papel social das cooperativas de crédito; Promover a formação e o crescimento de cooperativas de crédito; e Criar um ambiente político favorável para as cooperativas de crédito, encorajando os governos a estabelecer políticas, leis e regulamentações que propiciem a formação, crescimento e estabilidade dessas cooperativas. Em todo o mundo, centenas de eventos estão sendo organizados para difundir esses objetivos e ampliar a conscientização sobre o importante papel das cooperativas na sociedade. 2

5 PALAVRA DA PRESIDENTE Ao completar seu 20º aniversário, a história da Unicred Rio se cruza com a do cooperativismo em um momento de especial relevância para o movimento. A escolha de 2012 como o Ano Internacional das Cooperativas iniciativa conjunta da Aliança Cooperativa Internacional (ACI) e da Organização das Nações Unidas (ONU) reflete o reconhecimento de governos e cidadãos de todo o mundo sobre a importância do cooperativismo para a economia global. A coincidência convida à reflexão sobre os rumos do cooperativismo e o papel de cada um de nós nesse cenário, certamente importante ao longo das celebrações previstas para os próximos meses. Como ponto de partida, as mensagens-chave do Ano Internacional ilustram nosso Relatório Anual 2011 e ratificam o compromisso com a difusão da filosofia cooperativista. Na Unicred Rio, o momento coincide com a obtenção, em 2011, do melhor resultado financeiro de sua trajetória, cujos detalhes são apresentados nas páginas que se seguem. O exercício foi marcado pelo crescimento sustentado e pela contínua ampliação do relacionamento com os associados, realizações que certamente reafirmam a maturidade de nossa Cooperativa. Que o slogan oficial do evento Cooperativas constroem um mundo melhor nos inspire a seguir desempenhando nosso papel em busca de uma sociedade mais justa para todos. Dra. Denise Damian PRESIDENTE DA UNICRED RIO 3

6 COOPERATIVAS VIABILIZAM O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Em 2011, as operações com juros moderados proporcionaram economia para o cooperado com toda garantia de perpetuação do empreendimento. 4

7 UNICRED RIO A Unicred Rio é uma cooperativa de crédito composta essencialmente pela classe médica carioca, com atuação baseada nos princípios cooperativos de respeito e ajuda mútua. Integra o Sistema Unicred, presente em todo o Brasil através de 8 Centrais Unicred e 100 cooperativas singulares. Ao idealizar as comemorações pelo transcurso de seu 20 o aniversário, neste ano completado, chamam atenção os últimos e auspiciosos resultados da Cooperativa, que você conhece em detalhe ao longo deste Relatório Anual. No exercício de 2011, registrou-se o melhor desempenho financeiro da história da Instituição, conquista alcançada graças ao esforço conjunto de colaboradores, dirigentes e associados. Para tanto, a qualificação do grupo diretor como um todo, sua capacitação técnica especialmente aprimorada com cursos de MBA na área de Gestão e Finanças, foi de fundamental significado. 5

8 A almejada visão de operar como a principal instituição financeira do associado direciona as ações da Unicred Rio, como bem confirma a constante satisfação demonstrada pelo quadro social. O esforço e dedicação voltados à expansão da rede de atendimento já resultam na presença de agências nas mais importantes regiões da Cidade. Neste Relatório Anual estão consolidados os números que, por sua própria essência, demonstram essa marcante atuação no exercício, retratando fielmente a posição patrimonial, com os principais informes administrativos, financeiros e contábeis da Unicred Rio. As demonstrações refletem a composição patrimonial e de resultado em 31 de dezembro de 2011, comparadas com o exercício anterior. 6 VISÃO Ser reconhecida como a principal instituição financeira do associado. MISSÃO Como cooperativa, oferecer produtos, educação e serviços financeiros, contribuindo para uma melhor qualidade de vida dos sócios. VALORES Transparência Cooperação Comprometimento Busca de Excelência SERVIÇOS Conta Corrente Cartão de Crédito Telessaldo Internet Banking Seguros e Previdência Cobrança Folha de Pagamento Custódia de Cheques INVESTIMENTOS Unipoup Personal Plus Corporate Megaplic Aplicação Automática RDC Total RDC Personal Fundo de Ações EMPRÉSTIMOS Empréstimo Pessoal Antecipação de Restituição de IR Financiamentos Crédito Especial Cheque Especial Produção Antecipada Capital de Giro Conta Garantida Desconto de Cheques

9 DIRETORIA EXECUTIVA ( ) PRESIDENTE Dra. Denise Damian DIRETOR FINANCEIRO Dr. Mario Rodolfo Stuckert M. Chaves DIRETOR ADMINISTRATIVO Dr. Armido Claudio Mastrogiovanni DIRETORIA COLEGIADA ( ) Dra. Denise Damian Dr. Mario Rodolfo Stuckert M. Chaves Dr. Armido Claudio Mastrogiovanni Dr. Célio Abdalla Dr. Celso Nardin de Barros Dr. David Szpacenkopf Dra. Elisa Maria Vicente Perrotta Dr. Francisco José Medina Dr. Jorge Farha Dr. José Tavela Filho Dr. Sidney Sepúlveda dos Santos Dra. Vera Lúcia Monteiro Pereira CONSELHO FISCAL ( ) EFETIVOS Dra. Iracema Pacífico de Souza Dr. Benjamin Waissmann Dra. Kássie Regina Neves Cargnin SUPLENTES Dra. Célia Regina da Silva Dr. Paulo Sergio da Silva Branco Dra. Edilma Cristina Santos Ribeiro 7

10 Perfil do Cooperado A Cooperativa mantém a característica principal de reunir em seu quadro social, de forma preponderante, profissionais do ramo médico, permanecendo a composição acionária com destacada homogeneidade de participantes não só na faixa etária como, também, nas condições sociais. Os gráficos a seguir bem destacam esses pontos. Em uma análise dinâmica envolvendo os últimos exercícios sociais, revela-se o êxito da filosofia que adotamos em busca de um permanente crescimento do quadro social com vista ao fortalecimento do capital e de sua aplicação nas diversas atividades operacionais da Instituição. Quanto à estrutura da rede de atendimento, confirma-se a maior concentração na Barra da Tijuca, com o registro de 32% do número total de associados. Essa marca, aliás, foi determinante para a aquisição de novas instalações destinadas a acomodar mais uma agência na região. Total de Cooperados Pessoa Jurídica 4% 96% Pessoa Física Tempo de Associação Mais de 12 anos 8 a 12 anos 21% 16% 23% 40% 1 a 3 anos 4 a 8 anos Quantidade de Sócios por Unidade Tijuca São José Ouvidor Madureira Ilha do Governador 14% 11% 15% 8% 13% 2% 5% 32% Bangu Barra Copacabana 8

11 Estado Civil União Estável 1% Separado 2% Viúvo 3% Divorciado 8% 46% 40% Casado Solteiro Especialidade Serviços Médicos Clínica Médica Serviços Odontológicos Cardiologia Cirurgia Geral Dermatologia 5% 4% Otorrinolaringologia 6% 19% Ginecologia e Obstet. 7% 9% 12% 9% 10% 9% 10% Ortopedia e Traumato Pediatria Oftalmologia Sexo Masculino 47% 53% Feminino Faixa Etária Mais de 60 anos 17% 11% Até 30 anos De 50 a 60 anos 21% 28% De 30 a 40 anos De 40 a 50 anos 23% 9

12 COOPERATIVAS PERTENCEM A SEUS SÓCIOS, SERVEM A SEUS SÓCIOS E SÃO VOLTADAS PARA OS SEUS SÓCIOS Em 2011, a Unicred Rio investiu na rede de atendimento, com a ampliação da malha de ATMs e a modernização do Internet Banking e Telessaldo. 10

13 Dentre as inúmeras realizações de 2011, o 7º Feirão ocupou lugar de destaque, não só pelo próprio sucesso do evento, como também, de forma especial, porque esta etapa marcou parceria com duas outras cooperativas do Estado, a COOMPERJ e a CECREMEF. Dr. Armido Claudio Mastrogiovanni - Diretor Administrativo da Unicred Rio REALIZAÇÕES 2011 No último exercício, a atuação da Unicred Rio baseou-se nas diretrizes estabelecidas pelo Planejamento Estratégico desenvolvido em 2010 e com abrangência até Na ocasião, ao reescrever sua declaração de missão, a Cooperativa traçou sua linha de ação para os próximos anos: oferecer produtos, educação e serviços financeiros, contribuindo para uma melhor qualidade de vida dos sócios. Com esse objetivo maior, as realizações de 2011 estiveram voltadas primordialmente para a proximidade com o associado, priorizando iniciativas capazes de traduzir a verdadeira essência da filosofia cooperativista. Conheça a seguir as principais realizações da Unicred Rio em

14 Novas Aquisições No segundo semestre, foram concretizados importantes passos para a continuidade do crescimento da Unicred Rio: a aquisição de imóveis próprios para a instalação de uma nova sede em Botafogo e da segunda agência da Cooperativa na Barra da Tijuca. Localizado na Rua Sorocaba, o prédio que abrigará a nova sede conta com mais de 1.700m 2 de área construída, distribuídos em 3 andares. O imóvel passará por obras de modernização para oferecer aos associados atendimento em um ponto estratégico da Zona Sul, que concentra hospitais, clínicas e centenas de consultórios médicos. Na Barra da Tijuca, foram adquiridas 3 lojas no inovador empreendimento Link Office, Mall & Stay, ao lado do futuro hospital da Unimed-Rio, na Av. Ayrton Senna. Juntas, as lojas somarão 300m 2 para receber a mais moderna unidade de atendimento da Unicred Rio. Essa segunda agência no bairro irá oferecer mais conforto e praticidade aos associados da região, grupo que já totaliza 32% do quadro social da Cooperativa. Projeto Uniquotas Através do Projeto Uniquotas, associados tiveram a oportunidade de ajudar o próximo e fazer diferença na sociedade em que vivem. Cada um dos 6 sorteados por sua adesão à Campanha em 2011 indicou uma instituição social para receber o prêmio de R$ As beneficiárias foram a Associação de Apoio à Criança com Neoplasia, a Associação Beneficente Cultural B Nai B Rith, o Retiro dos Artistas, o Centro de Apoio Comunitário Marcos de Almeida Costa, a Casa de Aramis e a Casa de Apoio à Criança com Câncer Santa Teresa. Para aproximar ainda mais sorteados, indicados e Cooperativa, a entrega de cada prêmio foi realizada pessoalmente pelos sócios e um grupo de representantes da Unicred Rio, em visita a cada instituição beneficiada entre junho e dezembro. 12

15 Feirão Unicred Ao estender seu poder de negociação para novos segmentos, o 7º Feirão Unicred contou com a presença de 30 expositores de variados ramos de atividade, tais como eletroeletrônicos, aparelhos para consultórios e até mesmo bicicletas elétricas, além dos mais tradicionais representantes da indústria automobilística. Principal foco da iniciativa, a venda de veículos novos alcançou o número recorde de 305 contratos apenas no fim de semana em que o evento ocupou a Marina da Glória. Com a prorrogação das condições especiais até 31 de dezembro, o total de financiamentos superou a cifra de R$ 13 milhões. O Feirão reafirmou seu sucesso ao receber como convidadas duas outras cooperativas de crédito cariocas: COOMPERJ (Cooperativa de Crédito Mútuo dos Integrantes do Ministério Público no Estado do Rio de Janeiro) e CECREMEF (Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Empregados de Furnas e das Demais Empresas do Sistema Eletrobrás Ltda). Atraídas pelos bons resultados que puderam conferir como visitantes em Feirões anteriores, em 2011 as instituições se juntaram à iniciativa obtendo excelentes resultados com seu quadro social. 305 veículos novos comercializados em 2 dias mais de R$ 13 milhões em financiamentos 30 expositores 2 cooperativas convidadas No gráfico a seguir estão demonstrados os dados comparativos com Feirões anteriores, no que se refere ao volume financiado. (em R$ 1.000) 13

16 Gestão de Pessoas Com sua natureza baseada na oferta de serviços, a Unicred Rio entende que o capital humano é seu patrimônio mais valioso. Para cuidar desse bem maior, a Cooperativa investe em programas de educação continuada e reciclagem profissional para seus mais de 100 colaboradores. Em 2011, o Programa de Capacitação dedicou ao quadro funcional uma carga horária total de 1413 horas, com média de 13,46 horas per capita. Na Área de Negócios, já integralmente certificada com o CPA 20, parte da equipe iniciou a preparação para o Certificado de Planejadores Financeiros Pessoais (CFP), especificamente voltado para profissionais que operam com planejamento financeiro. Perfil do Colaborador Nos gráficos a seguir, está demonstrada estatisticamente a formatação do quadro de funcionários, refletidos sua escolaridade, tempo de vinculação profissional à Cooperativa, faixa etária e sexo. Escolaridade Tempo de Cooperativa Mestrado 3 o Grau 2% 53% 28% 17% Pós-graduação 2 o Grau 10 anos ou mais 6 a 9 anos 8% 28% 39% 25% Até 2 anos 3 a 5 anos Idade Sexo 21 a 30 anos 31 a 40 anos 32% 39% 7% 22% Mais de a 50 anos Homens 54% 46% Mulheres 14

17 Investimentos em Tecnologia A contínua expansão da Cooperativa tem sido especialmente fortalecida pelos indispensáveis investimentos em tecnologia, tanto na interface com o associado quanto na modernização de processos internos. O novo módulo do Internet Banking, implementado em maio de 2011, ampliou o leque de transações e serviços oferecidos online. Ao simplificar o dia a dia dos correntistas, os reflexos foram logo observados, principalmente com o incremento das operações via Internet. Em junho, o já tradicional Telessaldo teve sua estrutura modernizada com a adoção de um sistema digital em substituição ao sistema analógico operante desde o lançamento deste canal de atendimento em Os benefícios foram rapidamente percebidos pelos usuários e o Telessaldo da Unicred Rio contabiliza o maior número de acessos diários de todo o Sistema Unicred. Por sua vez, o portal unicredrio.com.br vem sendo enriquecido com conteúdo e serviços que o tornam uma referência para o associado. Segundo levantamento do Google Analytics, o tempo de visitação do portal é o dobro daquele gasto por internautas nos sites dos bancos brasileiros. Complementando esse conjunto de ações, foi lançado o Unicred Mobile, serviço que notifica os sócios, via celular, sobre as movimentações ocorridas em sua conta corrente. Ampliação da Rede de ATMs No último exercício, foram instalados 3 novos terminais de autoatendimento em pontos estratégicos da Cidade, ampliando a presença da Unicred Rio junto a seu quadro social. A maior novidade foi a chegada desses ATMs a shoppings de grande circulação: Shopping da Gávea, Shopping Plaza Botafogo e NorteShopping. A instalação de terminais em outros centros comerciais da Zona Sul aguarda apenas a disponibilidade de espaço por parte dos empreendimentos. 15

18 Eventos Como parceira e representante da classe médica carioca, a Unicred Rio vem ampliando de forma significativa seu apoio a eventos deste segmento. Em 2011, foram mais de 25 patrocínios, entre os quais se destacam: Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Fórum da AMERERJ Fórum da Unimed Federação Congresso Médico Unimed-Rio Congresso SOMEI Congresso de Endoscopia Suerj SGORJ Encontro de Associações Médicas Prêmio de Residência Médica Cremerj Sociedade de Medicina e Cirurgia Baile Cremerj Festa do Médico Unimed-Rio Na agenda cooperativista, a Unicred Rio manteve seu engajamento voltado ao intercâmbio de conhecimento, enviando representantes a importantes eventos nacionais e internacionais. Voltado para a integração do quadro social, um grande encontro organizado pela Cooperativa encerrou 2011 em clima de celebração: a apresentação do balé O Quebra Nozes no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. A noite reuniu mais de associados e familiares, que puderam confraternizar no coquetel que antecedeu o espetáculo. 16

19 Ações de Relacionamento Para otimização de suas ações de atendimento, a Unicred Rio fortaleceu a estrutura do Setor de Marketing de Relacionamento. Suas principais atribuições abrangem a comunicação com o mercado, o treinamento e capacitação em atendimento, o gerenciamento da Central de Relacionamento e da Ouvidoria, o suporte a eventos e as ações de relações públicas em geral. Em 2011, o setor implementou a iniciativa denominada ligação de boas vindas. Após a abertura de uma nova conta, a gerência responsável contacta o cooperado conferindo a eficiência do atendimento inicial e o recebimento pelo novo correntista de seus talões de cheques, cartões e outros documentos necessários à correta utilização dos serviços da Cooperativa. Revista Coonecta Dando continuidade ao projeto lançado em 2010, foram veiculadas 3 novas edições da Revista Coonecta em 2011, sempre com artigos vinculados à atividade cooperativista no Brasil e no mundo. Cursos Online Em março, foi lançado o projeto de cursos à distância voltado à melhoria da qualidade de vida dos associados. Ao todo, serão oferecidos 45 cursos online, todos gratuitos, em diversas áreas do conhecimento. Em 2011, foram disponibilizados os primeiros 12 módulos, beneficiando mais de 650 cooperados. 17

20 COOPERATIVAS DÃO PODER ÀS PESSOAS O Feirão Unicred exemplifica o grande poder econômico que um grupo coeso e com interesses comuns adquire ao negociar de forma conjunta. 18

21 As metas para 2012 apontam para caminhos capazes de oferecer substancial evolução em novos produtos e serviços destinados a atender cada vez mais aos associados, em busca do objetivo maior da Unicred Rio de se tornar a sua principal instituição de apoio financeiro. Dra. Denise Damian - Presidente da Unicred Rio METAS PARA 2012 Na implementação das diretrizes traçadas pelo Planejamento Estratégico desenvolvido em 2010, e com abrangência até 2015, a Unicred Rio anualmente avalia os resultados até então obtidos e estabelece objetivos de curto prazo para o exercício que se inicia. Nesse contexto, a busca de caminhos para oferecer novos produtos e serviços ao associado deverá concentrar importantes esforços da Cooperativa em A necessidade de atender às mais exigentes expectativas do cliente reafirma a filosofia de investir na expansão da rede de atendimento, não apenas com modernas instalações físicas mas também com o contínuo aperfeiçoamento dos canais eletrônicos. Nos próximos meses, serão também idealizadas as celebrações pelos 20 anos de existência da Cooperativa, congregando iniciativas que propiciem a crescente integração entre os sócios e o consequente fortalecimento da Instituição. 19

22 COOPERATIVAS EQUILIBRAM DEMANDAS SOCIAIS E ECONÔMICAS Muito além de sua atividade comercial, a Cooperativa é comprometida com a qualidade de vida dos associados, promovendo ações de cunho social como o Projeto Uniquotas e a oferta de Cursos Online gratuitos. 20

23 O exercício de 2011 despontou como o de melhor desempenho financeiro da Cooperativa desde sua fundação, há 20 anos. Os indicadores retratados neste Relatório nos motivam a estabelecer, a cada novo exercício, metas mais ambiciosas para a atuação da Unicred Rio. Dr. Mario Rodolfo S. M. Chaves - Diretor Financeiro da Unicred Rio DESEMPENHO FINANCEIRO Dentro do cenário mundial, o ano de 2011 foi marcado pelo agravamento da crise na economia europeia, que vinha dando sinais de problema desde a crise de O EURO sofreu uma perda de confiança, fazendo com que as autoridades e o povo refletissem acerca da própria existência do mercado europeu. Apesar da insegurança dos países do velho continente, os EUA vêm mostrando recuperação, ainda que tímida, com a expectativa do resultado das eleições em No Brasil, podemos destacar o desempenho econômico comparado com demais países. O PIB nacional superou o do Reino Unido, tornando o Brasil a sexta economia mundial. Esse fato foi muito comemorado pelo Governo. Apesar de a crise europeia ter contribuído, há de se reconhecer que os US$ 2,4 trilhões de PIB e a evolução no ranking consolidaram a importância do Brasil no âmbito mundial. O objetivo para os próximos anos, segundo o Ministro da Fazenda, é alcançar a França. Vale lembrar que a reforma tributária ainda é um dos principais desafios do Governo, e que o recrudescimento econômico depende de um equilíbrio tributário. Outro obstáculo a ser superado, evidente em função da Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016, é a deficiente infraestrutura do país. Este é um elemento a ser trabalhado, com o agravante de que quanto mais emergenciais as necessidades, maior o custo e a complexidade para implantar as soluções. O mercado consumidor apresentou crescimento significativo. Os brasileiros compraram mais alimentos, eletrodomésticos, carros e outros bens. Além disso, o crédito habitacional também cresceu, mostrando uma melhoria qualitativa na vida da população. 21

24 No mercado financeiro, o desempenho dos papéis do setor bancário mostrou-se fraco no ano. Os temores sobre a deterioração das condições econômicas do Brasil, atreladas ao aumento da inflação e das taxas de inadimplência, amedrontaram os investidores. Diante disso, no fechamento de 2011, todos os grandes bancos apontaram desvalorização em suas ações. Destaque para Bradesco (BBDC4), com -2,44%, Itaú Unibanco (ITUB4), com -11,25%, Banco do Brasil (BBAS3), com -19% e, Santander (SANB11), com -29,64%. Ainda assim, foi observado um aumento de 3,4% no spread bancário de 2011 em relação ao ano de 2010, frisando que a taxa de inadimplência do mercado subiu no ano de 2011, mas não alcançou o patamar previsto, sendo a inadimplência um dos elementos para cálculo do spread. O ano de 2011 para a Unicred Rio foi excelente. A Cooperativa atingiu o maior resultado econômico-financeiro em seus 19 anos de história, atingindo o volume de R$ 4,6 milhões (somados Juros ao Capital e Sobras). O atingimento dessa marca se deu principalmente pelo significativo aumento da carteira de crédito que fechou 2011 em R$ 188,6 milhões, com evolução superior a 60% em relação ao ano anterior, tendo a Cooperativa liberado em operações de crédito o dobro de recursos concedidos em 2010, alcançando um total de R$ 188,2 milhões em liberações de crédito em favor do sócio. Não obstante, a evolução no total de ativos atingiu 27,5%. Os depósitos à vista e a prazo aumentaram em aproximadamente 30% no período, demonstrando a confiança cada vez maior do associado em sua instituição. Com relação ao Capital Social o crescimento foi de 20% e os juros pagos baseado em 100% da taxa de Selic cresceram mais de 40% em relação ao ano anterior. Os dados demonstram que o relacionamento entre a cooperativa e o sócio denota o caráter cíclico do associativismo, no qual o aumento da confiança do associado propicia o crescimento e aprimoramento do atendimento da cooperativa. Esta, por sua vez, oferece ao associado vantagens diferenciadas e resultado financeiro-econômico, que permitem fomento da atividade profissional e a melhoria na sua qualidade de vida. A relação cooperativista é o principal diferencial da Unicred Rio, quando comparada ao sistema bancário tradicional. E o fortalecimento desse elo é o fator preponderante para o sucesso de todos ligados a este ideal. 22

25 Associados Crescimento 5,49% Operações de Crédito Crescimento 60,15% (em R$ 1.000) Total do Ativo Crescimento 27,47% (em R$ 1.000) 23

26 Capital Social Crescimento 19,87% (em R$ 1.000) Depósitos à Vista Crescimento 27,03% (em R$ 1.000) Depósitos a Prazo Crescimento 29,83% (em R$ 1.000) 24

27 Receitas Crescimento 31,94% (em R$ 1.000) Despesas Crescimento 30,53% (em R$ 1.000) Patrimônio Líquido Crescimento 15,40% (em R$ 1.000) 25

28 Empréstimos Liberados Crescimento 100,68% (em R$ 1.000) Juros ao Capital Crescimento 42,43% (em R$ 1.000) Economia para o Cooperado Crescimento 79,24% (em R$ 1.000) 26

29 Economia Agregada do Cooperado GANHO SOCIAL - RENDA AGREGADA DIFERENÇA PRODUTO VR/ MED/ NR BANCOS UNICRED GANHO ACUMULADO CHEQUE ESPECIAL MÉDIA 9,45% 7,32% Utilização (tx a.m.) R$ ,74 R$ ,38 R$ ,76 R$ ,63 R$ ,63 EMPRÉSTIMOS MÉDIA 5,66% 1,83% Utilização (tx a.m.) R$ ,74 R$ ,19 R$ ,19 R$ ,01 R$ ,63 27

30 RELATÓRIO ANUAL 2011 Projeto Editorial: Sense Design & Comunicação Fotos: Acervo Unicred, Dreamstime, Istockphoto

31

Cooperativismo - Forma ideal de organização

Cooperativismo - Forma ideal de organização Cooperativismo - Forma ideal de organização Cooperativismo é modelo socioeconômico capaz de unir desenvolvimento econômico e bem-estar social. Seus referenciais fundamentais são: participação democrática,

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS ATIVOS INTANGÍVEIS Embora a Organização não registre seus ativos intangíveis, há evidências da percepção de sua magnitude pelos investidores e que pode ser encontrada na expressiva diferença entre o Valor

Leia mais

Escola de Gestão Pública de Palmas em novas instalações

Escola de Gestão Pública de Palmas em novas instalações Nº 08/2012 Av. Teotônio Segurado, Quadra 401 Sul, ACSU-SO 40, conjunto 1, Lote 17, 1º andar (prédio do antigo Sine) Escola de Gestão Pública de Palmas em novas instalações Diante da crescente procura por

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

Soluções. para sua Empresa

Soluções. para sua Empresa Atendimento Outras Soluções Investimentos Soluções para Parceiros e Empregados Soluções para sua Empresa Linhas de Crédito Seguros e Cartões Soluções em Recebimentos Soluções em Pagamentos Soluções sob

Leia mais

experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria

experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria experiência Uma excelente alternativa em serviços de auditoria A Íntegra é uma empresa de auditoria e consultoria, com 25 anos de experiência no mercado brasileiro. Cada serviço prestado nos diferentes

Leia mais

Fortaleza, 4 de novembro de 2013.

Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, no V Fórum Banco Central sobre Inclusão Financeira Senhoras e senhores, boa tarde a todos.

Leia mais

VAMOS JUNTOS POR UMA ODONTOLOGIA MELHOR!

VAMOS JUNTOS POR UMA ODONTOLOGIA MELHOR! Eleições 2014 Faculdade de Odontologia UFRJ VAMOS JUNTOS POR UMA ODONTOLOGIA MELHOR! PLANO DE TRABALHO EQUIPE - CHAPA 1: Diretor - Maria Cynésia Medeiros de Barros Substituto Eventual do Diretor - Ednilson

Leia mais

ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL

ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL São Paulo, 16 de dezembro de 2010. A Associação dos Notários e Registradores do Brasil ANOREG BR At.: Sr. Rogério Portugal Bacellar Prezado Senhor,

Leia mais

NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO

NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO Maio 2005 NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO Uma empresa cidadã tem direitos e deveres, assim como qualquer indivíduo. Trata-se de uma consciência crítica que nasce a partir do respeito

Leia mais

Dia 05 de agosto de 2015 entrará para a história da Cooperativa. Nesta data foi assinada a escritura da aquisição da Sede da COGEM.

Dia 05 de agosto de 2015 entrará para a história da Cooperativa. Nesta data foi assinada a escritura da aquisição da Sede da COGEM. cogem news Desde 1974, estimulando a poupança e ajudando a realizar sonhos! Agosto de 2015 COGEM DE CASA NOVA Uma nova conquista para os asssociados! Dia 05 de agosto de 2015 entrará para a história da

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA 2 Caixa, patrimônio dos brasileiros. Caixa 100% pública! O processo de abertura do capital da Caixa Econômica Federal não interessa aos trabalhadores e à população

Leia mais

O IDEC é uma organização não governamental de defesa do consumidor e sua missão e visão são:

O IDEC é uma organização não governamental de defesa do consumidor e sua missão e visão são: 24/2010 1. Identificação do Contratante Nº termo de referência: TdR nº 24/2010 Plano de aquisições: Linha 173 Título: consultor para desenvolvimento e venda de produtos e serviços Convênio: ATN/ME-10541-BR

Leia mais

News. Tecnologia eficaz e equipe bem treinada e motivada para transformar o devedor de hoje no cliente fiel de amanhã. Pág. 3

News. Tecnologia eficaz e equipe bem treinada e motivada para transformar o devedor de hoje no cliente fiel de amanhã. Pág. 3 Service n.03 Premium News Tecnologia eficaz e equipe bem treinada e motivada para transformar o devedor de hoje no cliente fiel de amanhã CAMPANHA O GRANDE DESAFIO A realizou em 6 de janeiro de 2007 a

Leia mais

Jornal da Globo destaca as Cooperativas financeiras como alternativa para fugir dos juros altos

Jornal da Globo destaca as Cooperativas financeiras como alternativa para fugir dos juros altos cogem news Desde 1974, estimulando a poupança e ajudando a realizar sonhos! Junho de 2015 Jornal da Globo destaca as Cooperativas financeiras como alternativa para fugir dos juros altos Veja o que fazer

Leia mais

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS Joel Queiroz 1 COOPERATIVAS DE CRÉDITO INSTRUMENTO DE ORGANIZAÇÃO ECONÔMICA Associação voluntária de pessoas para satisfação de necessidades econômicas,

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Sul Mineira 1 Índice Política de Sustentabilidade Unimed Sul Mineira Mas o que é Responsabilidade Social? Premissas Básicas Objetivos da Unimed Sul Mineira Para a Saúde Ambiental

Leia mais

Microcrédito é a designação para diversos tipos de empréstimos dos quais apontamos as seguintes características:

Microcrédito é a designação para diversos tipos de empréstimos dos quais apontamos as seguintes características: O QUE É MICROCRÉDITO Microcrédito é a designação para diversos tipos de empréstimos dos quais apontamos as seguintes características: Apesar de maiores limites determinados pelo governo, comumente percebemos

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA COOPERATIVA CASTROLANDA AFCC

PLANO DE AÇÃO ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA COOPERATIVA CASTROLANDA AFCC ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA COOPERATIVA CASTROLANDA AFCC PLANO DE AÇÃO GESTÃO 2012/2013 Apresentação A Diretoria Executiva da Associação dos Funcionários da Cooperativa Castrolanda AFCC objetiva apresentar

Leia mais

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Sul

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Sul em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Sul O desempenho e os resultados alcançados pelo Sicoob Sul em comprovam as vantagens do trabalho coletivo em cooperativa. Mesmo num ano de muitas incertezas

Leia mais

A SITUAÇÃO ECONÔMICA E AS PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE FINANCIAMENTO HABITACIONAL

A SITUAÇÃO ECONÔMICA E AS PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE FINANCIAMENTO HABITACIONAL A SITUAÇÃO ECONÔMICA E AS PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE FINANCIAMENTO HABITACIONAL SITUAÇÃO ECONÔMICA Em que pé nós estamos? Maturidade e crescimento Início da crise Bolha imobiliária Copa do Mundo Eleição

Leia mais

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial FOCOS DE ATUAÇÃO Tema 8. Expansão da base industrial Para crescer, a indústria capixaba tem um foco de atuação que pode lhe garantir um futuro promissor: fortalecer as micro, pequenas e médias indústrias,

Leia mais

COMPETÊNCIA, CONSCIENTIZAÇÃO E TREINAMENTO

COMPETÊNCIA, CONSCIENTIZAÇÃO E TREINAMENTO COMPETÊNCIA, CONSCIENTIZAÇÃO E TREINAMENTO OBJETIVO DA SEÇÃO Esta seção apresenta a Competência, Conscientização e do Sistema da Qualidade da TELEDATA que atende ao item 6.2.2 Norma ISO 9001:2008. DIRETRIZES

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) Este documento tem o propósito de promover o alinhamento da atual gestão

Leia mais

PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ

PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ AREA TEMÁTICA: TRABALHO LAIS SILVA SANTOS 1 CARLOS VINICIUS RODRIGUES 2 MARCELO FARID PEREIRA 3 NEUZA CORTE DE OLIVEIRA

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor Dados da empresa Razão Social: Visa do Brasil Empreendimentos Ltda. Nome Fantasia:

Leia mais

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Norte

em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Norte em números Relatório de Prestação de Contas Sicoob Norte O desempenho e os resultados alcançados pelo Sicoob Norte em comprovam as vantagens do trabalho coletivo em cooperativa. Mesmo num ano de muitas

Leia mais

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Seção: Estilo&Gestão RH Pág.: www.catho.com.br Assunto: Entrevista Marly Vidal Marly Macedo ajuda a Sabin a ser uma das melhores empresas para trabalhar Tatiana Aude

Leia mais

Foto: istockphoto.com/propagcomunica. Aqui você é dono

Foto: istockphoto.com/propagcomunica. Aqui você é dono Foto: istockphoto.com/propagcomunica Aqui você é dono A UNICRED/ASACRED tem como seus pilares dois importantes institutos: o cooperativismo, que vem promover a gestão participativa, equitativa e igualitária,

Leia mais

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br 03 a 05 Agosto 2015 São Paulo Brasil connectedsmartcities.com.br Por que Connected Smart Cities? As grandes e modernas cidades são, talvez, as mais importantes realizações do homem, por serem responsáveis,

Leia mais

Ações ABESCO e ANEEL para Fortalecimento do Mercado de Eficiência Energética. Reive Barros dos Santos Diretor

Ações ABESCO e ANEEL para Fortalecimento do Mercado de Eficiência Energética. Reive Barros dos Santos Diretor Ações ABESCO e ANEEL para Fortalecimento do Mercado de Eficiência Energética Reive Barros dos Santos Diretor São Paulo - SP 26 de agosto de 2015 Missão Proporcionar condições favoráveis para que o mercado

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE www.ucp.fazenda.gov.br PROGRAMAS EM ANDAMENTO Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros - PNAFM

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Direcional Engenharia S.A.

Direcional Engenharia S.A. 1 Direcional Engenharia S.A. Relatório da Administração Exercício encerrado em 31 / 12 / 2007 Para a Direcional Engenharia S.A., o ano de 2007 foi marcado por recordes e fortes mudanças: registramos marcas

Leia mais

Conectando seu negócio aos seus objetivos

Conectando seu negócio aos seus objetivos Conectando seu negócio aos seus objetivos CONSTRUINDO UMA HISTÓRIA DE SUCESSO 2001 2005 2008 2010 2011 2012 2013 Líder em seguro de celular no mercado de Telecom Investimento e desenvolvimento do sistema

Leia mais

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1.

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1. 34 Os indicadores são índices utilizados para aferir resultados. O TRT da 7ª Região adotou indicadores aferidos pelo CNJ e criou outros considerados relevantes para o processo decisório da gestão institucional,

Leia mais

O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável.

O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável. INOVAR PARA CRESCER O QUE FAZEMOS? Mais do que financiar empresas ajudamos a transformar grandes ideias em negócios ainda mais rentáveis, oferecendo crédito sustentável. Além disso, damos todo suporte

Leia mais

27.03.12. Paulo Safady Simão Presidente da CBIC

27.03.12. Paulo Safady Simão Presidente da CBIC 27.03.12 Paulo Safady Simão Presidente da CBIC REPRESENTANTE NACIONAL E INTERNACIONAL DAS ENTIDADES EMPRESARIAIS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E DO MERCADO IMOBILIÁRIO SINDICATOS, ASSOCIAÇÕES E CÂMARAS 62

Leia mais

Cooperativismo. Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO

Cooperativismo. Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO Cooperativismo Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO GESTÃO: Samuel José dos Santos Diretor Presidente Marco Antonio da C.Guimarães - Diretor Operacional João Gonçalves dos Santos Diretor

Leia mais

Educação além dos limites da sala de aula

Educação além dos limites da sala de aula Educação além dos limites da sala de aula Como a Brightspace passou a fazer parte da vida de 20.000 alunos da Universidade Tiradentes Visão Geral Com mais de 50 anos de tradição e reconhecido pioneirismo

Leia mais

Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508. Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel.

Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508. Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel. Press Release Date 1º de outubro de 2013 Contato Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508 Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel. (11) 3674-3760 Pages

Leia mais

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente.

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. A possibilidade de diversificar o investimento e se tornar sócio dos maiores empreendimentos imobiliários do Brasil. Este material tem o objetivo

Leia mais

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS Relatório de Atividades 2014 Sumário 1.0 Introdução - Pág 3 2.0 Quem Somos, Estatísticas, Valores - Pág 4 3.0 Projetos 2014 - Pág 5 a 15 3.1 Novo site - Pág 5 a 12

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS MENSAGEM DO PRESIDENTE O cooperativismo vive seu momento de maior evidência. O Ano Internacional das Cooperativas, instituído

Leia mais

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da - 1 - Prêmio CNSeg 2012 Empresa: Grupo Segurador BBMAPFRE Case: Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE Introdução A Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE foi concebida em 2009 para disseminar o conceito

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2010

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2010 CENÁRIO ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2010 A atividade econômica brasileira apresentou sinais de expansão no primeiro trimestre de 2010, com crescimento da atividade

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

Conheça a MRV Engenharia

Conheça a MRV Engenharia Conheça a MRV Engenharia MRV em Números Ficha técnica MRV Engenharia Número de empregados nas obras (média 2014)...23.704 Vendas Contratadas (R$ milhões) (2014)...R$ 6.005 Receita liquida (R$ milhões)

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Perspectivas da economia em 2012 e medidas do Governo Guido Mantega Ministro da Fazenda

Perspectivas da economia em 2012 e medidas do Governo Guido Mantega Ministro da Fazenda Perspectivas da economia em 2012 e medidas do Governo Guido Mantega Ministro da Fazenda Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal Brasília, 22 de maio de 2012 1 A situação da economia internacional

Leia mais

FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO URBANO

FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO URBANO FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO URBANO As condições para o financiamento do desenvolvimento urbano estão diretamente ligadas às questões do federalismo brasileiro e ao desenvolvimento econômico. No atual

Leia mais

O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO SETOR NA CIDADE DE SÃO PAULO

O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO SETOR NA CIDADE DE SÃO PAULO O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO SETOR NA CIDADE DE SÃO PAULO Januário Montone II Congresso Consad de Gestão Pública Painel 23: Inovações gerenciais na saúde O SISTEMA DE PARCERIAS COM O TERCEIRO

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA VICE-DIRETORIA ADMINISTRATIVA

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA VICE-DIRETORIA ADMINISTRATIVA POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA VICE-DIRETORIA ADMINISTRATIVA ABRIL 2011 1 1. APRESENTAÇÃO A expansão das atividades de ensino e melhoramento da infraestrutura física ofertada tem exigido da Faculdade

Leia mais

Discurso do presidente Alexandre Tombini na comemoração dos 30 anos da Associação Brasileira de Bancos Comerciais (ABBC).

Discurso do presidente Alexandre Tombini na comemoração dos 30 anos da Associação Brasileira de Bancos Comerciais (ABBC). São Paulo, 21 de março de 2013. Discurso do presidente Alexandre Tombini na comemoração dos 30 anos da Associação Brasileira de Bancos Comerciais (ABBC). Senhoras e senhores É com grande satisfação que

Leia mais

DECRETO Nº, DE DE DE. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea a, da Constituição, e

DECRETO Nº, DE DE DE. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea a, da Constituição, e DECRETO Nº, DE DE DE. Aprova a Política Nacional da Indústria de Defesa (PNID). A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea a, da Constituição, e Considerando

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Tecnologia da Informação CAASP DIS Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Introdução...03 Projetos e Fatos Relevantes 2008...03 Raio X de Investimentos e Custos...10 Considerações

Leia mais

DA INCUBAÇÃO À ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS: NOVAS ROTAS DE DESENVOLVIMENTO

DA INCUBAÇÃO À ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS: NOVAS ROTAS DE DESENVOLVIMENTO 1 DA INCUBAÇÃO À ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS: NOVAS ROTAS DE DESENVOLVIMENTO Cesar Simões Salim Professor e Autor de livros de empreendedorismo cesar.salim@gmail.com Visite meu blog: http://colecaoempreendedorismo.blogspot.com/

Leia mais

São Paulo, 25 de abril de 2013.

São Paulo, 25 de abril de 2013. São Paulo, 25 de abril de 2013. Discurso do diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania, Luiz Edson Feltrim, na SME Banking Conference 2013 1 Dirijo saudação especial a Sra. Ghada Teima, IFC Manager

Leia mais

BNDES Prosoft. Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação

BNDES Prosoft. Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação BNDES Prosoft Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação Objetivo - Contribuir para o desenvolvimento da indústria nacional de software

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria Sicoob Sul-Serrano Mensagem da Diretoria Mais uma vez, a força do trabalho cooperativo foi comprovada através do desempenho e resultados alcançados pelo Sicoob em 2013. Enquanto a economia brasileira se

Leia mais

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 INOVAR É FAZER Manifesto da MEI ao Fortalecimento da Inovação no Brasil Para nós empresários Inovar é Fazer diferente, Inovar

Leia mais

Brasília, 9 de maio de 2013

Brasília, 9 de maio de 2013 Brasília, 9 de maio de 2013 Discurso do Diretor de Regulação do Sistema Financeiro, Luiz Awazu Pereira da Silva, na reunião ordinária do Conselho Consultivo de Crédito da Organização das Cooperativas Brasileiras.

Leia mais

2009, um ano de grandes realizações e conquistas

2009, um ano de grandes realizações e conquistas 2009, um ano de grandes realizações e conquistas 2009 foi um ano de grandes realizações e conquistas para o Serviço Social da Indústria (SESI), entidade que integra o Sistema Federação das Indústrias no

Leia mais

Financiamento de Veículos Posicionamento

Financiamento de Veículos Posicionamento Financiamento de Veículos Posicionamento Market Share de Produção em % Ranking Novos Financiamentos (3º Trim 14) 15,5% 1º 13,8% 14,5% 2º 2º 3º 1ºT 14 2ºT 14 3ºT 14 Pesados Autos Novos Motos Autos Usados

Leia mais

SOLUÇÕES COMPLETAS EM PRODUTOS E SERVIÇOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SOLUÇÕES COMPLETAS EM PRODUTOS E SERVIÇOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SOLUÇÕES COMPLETAS EM PRODUTOS E SERVIÇOS PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SN de Estratégia para Micro e Pequeno Empreendedorismo GN Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental Outubro - 2014 153

Leia mais

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal Mapa de obras contratadas pela CEF, em andamento com recursos do Governo Federal 5.048

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 (Síntese da Matriz estratégica) Texto aprovado na 19ª Reunião Extraordinária do CONSUNI, em 04 de novembro de 2013. MISSÃO Ser uma Universidade que valoriza

Leia mais

A nova bandeira Elo acaba de chegar nas máquinas da Cielo.

A nova bandeira Elo acaba de chegar nas máquinas da Cielo. (3,1) -1-48889_2 cieloinfor630x275.indd 6/15/11 5:44 PM A NÚMERO 1 EM VENDAS. NADA SUPERA ESSA MÁQUINA. Informativo EDIÇÃO 1 TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A CIELO PARA O SEU NEGÓCIO. *Estabelecimentos

Leia mais

Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA

Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Ingresso Março 2016 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Pós-Graduação em Comunicação Corporativa O Pós em Comunicação Corporativa é um curso de Pós-Graduação

Leia mais

Resultados do 2T08 PSSA3

Resultados do 2T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Perspectivas Perspectivas para o para segundo 2008 semestre de 2008 A Aumento criação de de empregos 31,6% no formais número até de empregos junho foi o formais maior desde em relação

Leia mais

Projeto de prestação de serviços para PRECX

Projeto de prestação de serviços para PRECX Projeto de prestação de serviços para PRECX ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA... 3 2. OBJETIVO DA PROPOSTA... 3 3. ESCOPO DEFINIDO ENTRE A AVY COMUNICAÇÃO E O CLIENTE... 3 4. FORA DE ESCOPO... 4 5. INVESTIMENTO...

Leia mais

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Roteiro 1. Contexto 2. Por que é preciso desenvolvimento de capacidades no setor

Leia mais

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE IV. CÂMARA TEMÁTICA DA EDUCACÃO, CULTURA E DESPORTOS Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE Meta 1 Toda criança e jovem de 4 a 17 anos na escola; Meta 2 Até 2010, 80% e,

Leia mais

Relatório de desempenho social Maio de 2010

Relatório de desempenho social Maio de 2010 Nossa responsabilidade social BIC AMAZÔNIA S.A. Relatório de desempenho social Maio de 2010 I - APRESENTAÇÃO A unidade BIC Amazônia está localizada na cidade de Manaus, no Estado do Amazonas, onde são

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital Muitos empreendedores apontam como principal retardo para o crescimento das MPE s no Brasil a dificuldade em se obter financiamento, devido às exigências estabelecidas

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014 A Evolução do Funding e as Letras Imobiliárias Garantidas Filipe Pontual Diretor Executivo da ABECIP O crédito imobiliário

Leia mais

MANUAL GERENCIAMENTO DE RISCO DE MERCADO

MANUAL GERENCIAMENTO DE RISCO DE MERCADO 1 - INTRODUÇÃO Define-se como risco de mercado a possibilidade de ocorrência de perdas resultantes da flutuação nos valores de mercado de posições detidas pela Cooperativa, o que inclui os riscos das operações

Leia mais

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV INVESTIMENTOS Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV Uma questão de suma importância para a consolidação e perenidade de um Fundo de Pensão é a sua saúde financeira, que garante

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Sr (ª). Prefeito (a),

Sr (ª). Prefeito (a), Sr (ª). Prefeito (a), O Banco do Brasil é um dos principais parceiros dos Governos Federal, Estaduais e Municipais na implantação de políticas públicas, projetos e programas impulsionadores do desenvolvimento.

Leia mais

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR...o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff Julho/2014 0 APRESENTAÇÃO Se fôssemos traduzir o Plano de Governo 2015-2018

Leia mais

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar.

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. 0 0 Participação da Indústria no PIB - Internacional Prêmios/PIB em % (2004) 1 1 A Indústria de Seguros no Brasil Desde a implantação do Plano Real,

Leia mais

Workshop - Mercado Imobiliário

Workshop - Mercado Imobiliário Workshop - Mercado Imobiliário Workshop - Mercado Imobiliário Workshop - Mercado Imobiliário 1. O que está acontecendo com o Brasil? 2. Por que o Brasil é a bola da vez? 3. Por que o Mercado imobiliário

Leia mais

LOJAS COLOMBO S.A. - COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E EMPRESAS CONTROLADAS

LOJAS COLOMBO S.A. - COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E EMPRESAS CONTROLADAS LOJAS COLOMBO S.A. - COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E EMPRESAS CONTROLADAS RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas: Atendendo às disposições legais e estatutárias, a administração de Lojas Colombo

Leia mais

Há mais de 10 anos ajudando igrejas de todo o Brasil a se fortalecer, crescer e cumprir sua missão. Marcos Antonio Bassoli

Há mais de 10 anos ajudando igrejas de todo o Brasil a se fortalecer, crescer e cumprir sua missão. Marcos Antonio Bassoli Informatize sua igreja com a Gileade Sistemas! A empresa A Gileade Sistemas busca o que há de melhor em tecnologia para oferecer às igrejas soluções que auxiliem na organização administrativa e que possam,

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais

Desafios para a Indústria Eletroeletrônica

Desafios para a Indústria Eletroeletrônica Desafios para a Indústria Eletroeletrônica 95 O texto aponta as características das áreas da indústria eletroeletrônica no país e os desafios que este setor tem enfrentado ao longo das últimas décadas.

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE Prioritária 1: Manter o incentivo aos Programas do Núcleo Apoio da Saúde da Família

Leia mais

cogem news PROJETO SAPATILHAS KIT ESCOLAR COGEM: ECONOMIA PARA VOCÊ, ALEGRIA PARA AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES!

cogem news PROJETO SAPATILHAS KIT ESCOLAR COGEM: ECONOMIA PARA VOCÊ, ALEGRIA PARA AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES! cogem news Desde 1974, estimulando a poupança e ajudando a realizar sonhos! Maio de 2015 KIT ESCOLAR COGEM: ECONOMIA PARA VOCÊ, ALEGRIA PARA AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES! A COGEM fez a doação dos kits não

Leia mais