UFRGS 2014 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UFRGS 2014 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello"

Transcrição

1 UFRGS 2014 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA Prof. Giovane Irribarem de Mello

2 INSTRUÇÃO: Sempre que for necessário utilizar valores dos módulos da aceleração da gravidade na superfície da Terra ou da velocidade da luz no vácuo, considere os valores como 9,80 m/s 2 e 3,00x10 8 m/s, respectivamente. 1. Cada um dos gráficos abaixo representa a posição em função do tempo para um movimento unidimensional (as partes curvas devem ser consideradas como segmentos de parábolas). No conjunto de gráficos a seguir, está representada a velocidade em função do tempo para seis situações distintas. Considerando que as divisões nos eixos dos tempo são iguais em todos os gráficos, assinale a alternativa que combina corretamente os gráficos que descrevem, por pares, o mesmo movimento. (A) 1(c) 2(d) 3(b). (B) 1(e) 2(f) 3(a). (C) 1(a) 2(d) 3(e). (D) 1(c) 2(f) 3(d). (E) 1(e) 2(d) 3(b). 2. Um móvel percorre uma trajetória fechada, representada na figura abaixo, no sentido anti-horário. Ao passar pela posição P, o móvel está freando. Assinale a alternativa que melhor indica, nessa posição, a orientação do vetor aceleração total do móvel. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 1. Observando o gráfico 1 vemos inicialmente que temos uma reta com declividade negativa até o primeiro traço no eixo t. A declividade dessa reta indica o sinal e o módulo da velocidade. Como é uma declividade negativa a velocidade é negativa nesse intervalo, portanto, ficamos apenas com dois gráficos de velocidade em função do tempo que nesse trecho é negativa, (a) e (c). Na sequência o gráfico 1, vira uma parte de uma parábola e depois uma reta horizontal. Nessa parte onde temos uma reta horizontal indica que não há movimento e com isso a velocidade é zero. Então concluímos que o gráfico da posição em função do tempo 1 se relaciona com o (c) da velocidade em função do tempo. Analisando o gráfico 2 da posição em função do tempo vemos no início uma parte de uma parábola (até o primeiro traço) cuja a concavidade indica uma redução da velocidade e na sequência do gráfico 2 temos uma reta inclinada com declividade positiva, o que também significa que temos uma velocidade constante e positiva. Nos gráficos da velocidade em função do tempo só o da letra (d) está coerente. O gráfico 3 da posição em função do tempo mostra uma reta com declividade positiva até o primeiro traço, indicando uma velocidade constante e positiva. Com isso temos apenas os gráficos de velocidade (b) e (e). Depois o gráfico 3 da posição em função do tempo torna-se uma parábola onde no vértice da parábola a velocidade é nula. Isto ocorre no exatamente no segundo traço neste mesmo gráfico. Verificando os gráficos de velocidade, tanto o (c) quanto o (e) a velocidade é nula neste ponto. Depois do vértice da parábola ela segue indicando movimento do objeto, mas nos dois gráficos (c) e (e) somente o (c) ainda indica que o objeto tem velocidade a partir do segundo traço no eixo horizontal. Resposta letra A. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 2. No enunciado temos um móvel que faz uma trajetória curvilínea, como mostrado na figura. Como é um movimento curvilíneo, este móvel possui aceleração centrípeta (a c ) e sua velocidade tangencial está reduzindo, indicando uma aceleração tangencial (a t ) que deve estar em sentido contrário ao movimento do móvel como é mostrado na figura abaixo. (A) 1. (B) 2. (C) 3. (D) 4. (E) 5. Como a aceleração total é a resultante dos dois vetores aceleração centrípeta e tangencial, então a resposta pelo esquema acima é o vetor 4. Letra D.

3 3. Na figura abaixo, blocos idênticos estão suspensos por cordas idênticas em três situações distintas, (1), (2) e (3). RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 3. Para saber qual das situações tem maior probabilidade de rompimento das cordas, devemos verificar qual das situações as cordas estão sob maior tensão. Analisando a figura abaixo temos as tensões nas cordas e na situação (1) aparece a componente de uma das tensões. Assinale a alternativa que apresenta as situações na ordem crescente de probabilidade de rompimento das cordas. (O sinal de igualdade abaixo indica situações com a mesma probabilidade de rompimento.) (A) (3), (2), (1). (B) (3), (2) = (1). (C) (1), (2), (3). (D) (1) = (2), (3). (E) (1) = (2) = (3). 4. Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo. ( ) Um objeto colocado em uma altitude de 3 raios terrestres acima da superfície da Terra sofrerá uma força gravitacional 9 vezes menor do que se estivesse sobre a superfície. ( ) O módulo do força gravitacional exercida sobre um objeto pode sempre ser calculado por meio do produto da massa desse objeto e do módulo da aceleração da gravidade do local onde ele se encontra. ( ) Objetos em órbitas terrestres não sofrem a ação da força gravitacional. ( ) Se a massa e o raio terrestre forem duplicados, o módulo da aceleração da gravidade na superfície terrestre reduz-se à metade. A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é (A) V V F F. (B) F V F V. (C) F F V F. (D) V F F V. (E) V V V F. 5. Um objeto de massa igual a 2 kg move-se em linha reta com velocidade constante de 4 m/s. A partir de um certo instante, uma força de módulo igual a 2 N é exercida por 6 s sobre o objeto, na mesma direção de seu movimento. Em seguida, a objeto colide frontalmente com um obstáculo e tem seu movimento invertido, afastando-se com velocidade de 3 m/s. O módulo do impulso exercido pelo obstáculo e a variação da energia cinética do objeto, durante a colisão, foram, respectivamente, (A) 26 N.s e -91 J. (B) 14 N.s e -91 J. (C) 26 N.s e -7 J. (D) 14 N.s e -7 J. (E) 7 N.s e -7 J. De acordo com a figura (1) o vetor na vertical é a componente da tensão da corda da direita. Como cada corda contribui com sua componente, para que a soma das duas componentes seja igual à força peso no corpo, pois este estando parado a resultante das forças é zero. Em cada caso podemos analisar a tensão nas cordas decompondo a componente da tensora e analisando em cada caso. Analisando o triângulo retângulo e o ângulo destacado temos: T Y cos θ cos θ = T Y T T = Com isso percebemos que a tensão na corda é inversamente proporcional ao cosseno do ângulo, ou seja, maior a abertura da corda maior a tensão na corda e maior a chance de rompimento. Então a maior probabilidade é no caso (1) depois (2) e por último (3). Resposta letra A. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 4. Analisando as afirmações. Primeira é FALSO, pois de acordo com a lei da gravitação universal de Isaac Newton F = G M.m, a força é d 2 inversamente proporcional ao quadrado da distância. Como a distância é em relação ao centro da Terra, esta vale 4R, o que implica uma força 16 vezes menor. Segunda é VERDADEIRA, pois a força gravitacional mencionada pode ser a força PESO (P = m.g). Terceira é FALSA, pois qualquer objeto em órbita está sendo atraído pela Terra executando trajetórias curvilíneas indicando uma força centrípeta voltada pro centro da Terra, pois se não existisse essa força o corpo se deslocaria em M.R.U.. Quarta é VERDADEIRA, pois o módulo da aceleração da gravidade na superfície da Terra é dado por: g = G M d 2. Se a massa e o raio dobrarem teremos: g' = G 2M = 1 G M = 1 g. (2d) 2 2 d 2 2 Reposta letra B. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 5. Primeiramente precisamos saber qual a velocidade no momento do impacto. F R = m.a -> 2 = 2.a -> a = 1m/s 2 V f = v o + a.t = = 10m/s. I = ΔQ = m. Δv = 2.(3 (-10)) = 26 N.s E Ci = m.v i = =100 J E Cf= m.v i 2 = =9 J ΔE C = E Cf E Ci = = -91J Portanto resposta letra A.

4 6. O termo horsepower, abreviado hp, foi inventado por James Watt (1783), durante seu trabalho no desenvolvimento das máquinas a vapor. Ele convencionou que um cavalo, em média eleva 3,30x10 4 libras de carvão (1 libra ~ 0,454 kg) à altura de um pé (~ 0,305 m) a cada minuto, definindo a potencia correspondente como 1 hp (figura abaixo). Posteriormente, James Watt teve seu nome associado à unidade de potencia no Sistema Internacional de unidades, no qual a potencia é expressa em watts (W). Com base nessa associação, 1 hp corresponde aproximadamente a (A) 76,2 W. (B) 369 W. (C) 405 W. (D) 466 W. (E) 746 W. 7. Uma bomba é arremessada, seguindo uma trajetória parabólica, conforme representado na figura abaixo. Na posição mais alta da trajetória, a bomba explode. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem. A explosão da bomba é um evento que... a energia cinética do sistema. A trajetória do centro de massa do sistema constituído pelos fragmentos da bomba segue.... (A) não conserva verticalmente para o solo (B) não conserva a trajetória do fragmento mais massivo da bomba (C) não conserva a mesma parábola anterior à explosão. (D) conserva a mesma parábola anterior à explosão (E) conserva verticalmente para o solo 8. Um plano inclinado com 5 m de comprimento é usado como rampa para arrastar uma caixa de 120 kg para dentro de um caminhão, a uma altura de 1,5 m, como representa a figura abaixo. Considerando que a força de atrito cinético entre a caixa e a rampa seja de 564 N, o trabalho mínimo necessário para arrastar a caixa para dentro do caminhão é (A) 846 J. (B) 1056 J. (C) 1764 J. (D) 2820 J. (E) 4584 J. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 6. Para determinar a potência usamos a equação: P= W t = E Pg t Mas devemos ter as unidades no S.I. para aplicar na equação. Fazendo uma regra de três para a massa temos: m = 3,30x10 4 libras = kg h = 1 pé = 0,305 m g = 9,80 m/s 2 Δt = 1 min = 60 s P= E Pg t = m.g.h t = ,80.0,305 = 746 W 60 Resposta letra E. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 7. Preenchendo as lacunas temos: Na primeira NÃO CONSERVA, pois a energia que pode ser conservada é a mecânica se o sistema for conservativo. Na segunda o centro de massa do sistema deverá seguir A MESMA TRAJETÓRIA ANTERIOR À EXPLO- SÃO, pois mesmo com a separação das partes do corpo é seu centro de massa que mantém-se na trajetória. Resposta letra C. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 8. No enunciado da questão é solicitado o trabalho mínimo para conseguir levar a caixa até o caminhão pelo plano inclinado, isso significa que na direção de deslocamento da caixa a resultante deve ser zero! Na figura abaixo foi desenhado o plano e as respectivas forças que atuam na caixa mais a decomposição da força peso (P X ). Como está indicado na figura acima foi inserido um sistema de referencia x e y e no eixo x a resultante deve ser nula para que a força F que empurra o bloco realize o mínimo trabalho. Então temos: F R = 0 então F = P X + f C Para determinar a força F vamos primeiro determinar a componente do peso (P X ). A componente P X é dada por: P X = P.sen θ Já o seno do ângulo pode ser determinado pelas medidas da rampa e a altura da mesma: P X = m.g.(1,5/5) = 120.9,8.1,5/5 = 352,8 N Portanto a F vale: F = P X + f C = 352, = 916,8 N Então o trabalho mínimo é: W = F.d.cos θ = = 4584 J Resposta letra E. θ 5m y x 1,5m

5 9. Na figura abaixo, estão representados três blocos (A, B e C) de mesmas dimensões, que estão em equilíbrio mecânico na água. Os blocos A e B tem, respectivamente ¾ e ¼ de seus volumes acima da superfície, enquanto o bloco C está totalmente submerso. Considerando que o bloco C tem peso P, os pesos de A e B são, respectivamente, (A) P/4, P/4. (C) P/4, 4P/3. (E) P, P. (B) P/4, 3P/4. (D) 3P/4, 3P/ A figura abaixo representa o movimento de um pêndulo que oscila sem atrito entre os pontos x 1 e x 2. Qual os seguintes gráficos melhor representa a energia mecânica total do pêndulo E T em função de sua posição horizontal? RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 9. Como os três corpos estão em equilíbrio a força resultante sobre eles é zero! Em cada corpo há duas forças atuantes, peso e empuxo que possuem a mesma intensidade. Como o empuxo por definição é igual ao peso do volume de líquido deslocado pelo corpo, o corpo C desloca um volume de líquido igual ao volume do seu corpo, então o peso desse volume de líquido é igual ao seu peso. Para o corpo A o volume de líquido deslocado é ¼ de seu volume, então o peso do volume deslocado pelo corpo A é P/4. Já para o corpo B o volume de líquido deslocado é ¾ de seu volume, e portanto, o peso do volume de líquido deslocado por ele é 3P/4. Note que o peso dos volumes deslocados (EMPUXO) pelos corpos A e B são os pesos dos mesmos pois seus pesos tem a mesma intensidade do empuxo. Resposta letra B. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 10. Como o pêndulo oscila sem atrito, o sistema não possui perdas, e portanto, podemos dizer que este sistema é CONSERVATIVO. Como sabemos, em sistemas conservativos a ENER- GIA MECÂNICA se conserva, ou também podemos dizer que ela se manterá constante no tempo e na posição assumida pelo pêndulo. Então podemos assumir que o gráfico que corresponde à energia mecânica total do pêndulo em função da posição do pêndulo é o da letra C.

6 11. Uma câmera fotográfica pode ser construída a partir de uma caixa escura, com um minúsculo orifício (O, na figura) em um dos lados, e uma folha de papel fotográfico no lado interno oposto ao orifício. A imagem de um objeto é formada, segundo o diagrama abaixo. O fenômeno ilustrado ocorre porque (A) a luz apresenta ângulos de incidência e de reflexão iguais. (B) a direção da luz é variada quando passa através de uma pequena abertura. (C) a luz produz uma imagem virtual. (D) a luz viaja em linha reta. (E) a luz contorna obstáculos. 12. Assinale a alternativa correta sobre características de fenômenos ondulatórios. (A) Uma nota musical propagando-se no ar é uma onda estacionária. (B) o clarão proveniente de uma descarga elétrica é composto por ondas transversais. (C) A frequência de uma onda é dependente do meio no qual a onda se propaga. (D) Uma onda mecânica transporta energia e matéria. (E) A velocidade de uma onda mecânica não depende do meio no qual se propaga. 13. A frequência do som emitido pela serene de certa ambulância é de 600 Hz. Um observador em repouso percebe essa frequência como sendo de 640 Hz. Considere que a velocidade da onda emitida é de 1200 km/h e que não há obstáculos entre o observador e a ambulância. Com base nos dados acima, assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem. A ambulância... do observador com velocidade de.... (A) afasta-se - 75 km/h (B) afasta-se - 80 km/h (C) afasta-se km/h (D) aproxima-se - 80 km/h (E) aproxima-se km/h 14. Considere um processo adiabático no qual o volume ocupado por um gás ideal é reduzido a 1/5 do volume inicial. É correto afirmar que, nesse processo, (A) a energia interna do gás diminui. (B) a razão T/p (T = temperatura, p = pressão) torna-se 5 vezes o valor inicial. (C) a pressão e a temperatura do gás aumentam. (D) o trabalho realizado sobre o gás é igual ao calor trocado com o meio externo. (E) a densidade do gás permanece constante. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 11. O princípio de funcionamento de uma câmara escura é de que a luz deve se propagar em linha reta. Resposta letra D. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 12. Analisando as alternativas temos: A A está errada, pois uma onda estacionária vibra entre extremidades fixas. A B está certa, pois o clarão de uma descarga é luz e esta é onda onda transversal. A C está errada, pois a frequência depende da fonte emissora e não do meio. A D está errada, pois ondas não transportam matéria. A E está errada, pois a velocidade de uma onda depende das características do meio. Resposta letra B. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 13. De acordo com o enunciado o fenômeno tratado é o efeito Dopler e como a frequência percebida pelo observador é maior que a que está sendo emitida podemos dizer que a ambulância se aproxima do observador. Já a velocidade da ambulância pode ser calculada pela expressão: f observador f fonte = v onda ± v observador v onda ± v fonte Aplicando os dados fornecidos na expressão teremos: ±0 = v fonte 1200 = v fonte v fonte = v 16 fonte = = 75km/h Como a resposta mais próxima é 80 km/h a resposta então é a letra D. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 14. Em um processo adiabático onde o volume do gás se reduz, temos uma compressão adiabática. Neste processo onde o gás é comprimido rapidamente sua temperatura e pressão se elevam rapidamente sem trocas com a vizinhança. Portanto a energia interna aumenta, pois esta é diretamente proporcional à temperatura do gás. Como o volume do gás se reduz a densidade do gás aumenta. No caso para a razão entre a pressão e o volume não é correta pois a relação entre a pressão e o volume é tal que: p 1. V 1 γ = p 2. V 2 γ (onde γ é um coeficiente dado pela razão entre os calores específicos do gás a pressão e volume constante. Resposta letra C.

7 Instrução: As questões 15 e 16 referem-se aos enunciados e gráficos abaixo. O gráfico representa, em um processo isobárico, a variação em função em função do tempo da temperatura de uma amostra de um elemento puro cuja massa é de 1,0 kg, observada durante 9 minutos. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 15. Como foi dito no enunciado a amostra está inicialmente no estado sólido, e como se observa no gráfico nos três primeiros minutos a amostra tem sua temperatura elevada, e a partir do instante de 4 min a temperatura passa a ser constante, indicando uma mudança de estado (fusão) a qual está ocorrendo a 40 o C de acordo com o gráfico. Já o estado líquido dessa amostra encontra depois da fusão, ou seja, após o sexto minuto. Para determinar o calor específico no estado líquido usamos a expressão do calor sensível: Q = m.c.δt A amostra está no estado sólido a 0 o C no instante t = 0 e é aquecida por uma fonte de calor que lhe transmite energia a uma taxa de 2,0x10 3 J/min, supondo que não haja perda de calor. 15. A partir dos dados do gráfico, pode-se afirmar que esse elemento apresenta uma temperatura de fusão e um calor específico no estado líquido que são, respectivamente, (A) 70 o C e 180 J/(kg.K) (C) 40 o C e 150 J/(kg.K) (E) 40 o C e 200 J/(kg.K) (B) 70 o C e 200 J/(kg.K) (D) 40 o C e 180 J/(kg.K) 16. o processo que ocorre na fase sólida envolve um trabalho total de 0,1 kj. Nessa fase, a variação da energia interna da amostra é (A) 6,1 kj. (B) 5,9 kj. (C) 6,0 kj. (D) -5,9 kj. (E) -6,1 kj. 17. Materiais com mudança de fase são bastante utilizados na fabricação de tecidos para roupas termorreguladoras, ou seja, que regulam sua temperatura em função da temperatura da pele com a qual estão em contanto. Entre as fibras do tecido, são incluídas microcápsulas contendo, por exemplo, parafina, cuja temperatura de fusão está próxima da pele, 31 o C. Considere que um atleta, para manter sua temperatura interna constante enquanto se exercita, libere 1,5x10 4 J de calor através da pele em contato com a roupa termoreguladora e que o calor de fusão da parafina é L F = 2,0x10 5 J/kg. Para manter a temperatura de conforto da pele, a massa de parafina encapsulada deve ser de, no mínimo, Mas precisamos antes da quantidade de calor fornecida entre os instantes de 6 a 9 minutos. Como no enunciado foi fornecida a potência da fonte que fornece calor (P = 2,0x10 3 J/min), podemos então usando a expressão abaixo determinar a quantidade de calor fornecida. P = Q t 2000 = Q 3 Q = 6000J Então o calor específico será: 6000 = 1.c.(70 40) 6000 = 30.c c = 200 J/kg. o C Resposta letra E. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 16. Para determinar a variação da energia interna usamos a primeira lei da termodinâmica: ΔU = Q - W Porém antes precisaremos determinar a quantidade de calor recebida pela amostra no estado sólido (esta fase está no gráfico entre o instante de 0 a 3 min). P = Q t 2000 = Q 3 Q = 6000J Então a variação da energia interna será: ΔU = Q W = ,1 = 5,9 kj Resposta letra B. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 17. Para determinar a massa da parafina usamos a equação do calor latente. Q = m.l 1,5x10 4 = m.2,0x10 5 m = 0,075 kg = 75 g Resposta letra D. (A) 500 g. (B) 450 g. (C) 80 g. (D) 75 g. (E) 13 g.

8 18. Considere dois balões de borracha, A e B. O balão B tem excesso de cargas negativas; o balão A, ao ser aproximado do balão B, é repelido por ele. Por outro lado, quando certo objeto metálico isolado é aproximado do balão A, este é atraído pelo objeto. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem. A respeito das cargas elétricas líquidas no balão A e no objeto, pode-se concluir que o balão A só pode... e que o objeto só pode.... (A) ter excesso de cargas negativas ter excesso de cargas positivas (B) ter excesso de cargas negativas ter excesso de cargas positivas ou estar eletricamente neutro (C) ter excesso de cargas negativas estar eletricamente neutro (D) estar eletricamente neutro ter excesso de cargas positivas ou estar eletricamente neutro (E) estar eletricamente neutro ter excesso de cargas positivas RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 18. Para o balão A sofrer repulsão do balão B só se ele tiver carga do mesmo sinal que o balão B. Como o balão B está carregado negativamente, então o balão A também está carregado negativamente ou com excesso de cargas negativas. Já o corpo que foi aproximado do balão A e este sofreu atração pelo balão A. Para que isto ocorra temos duas hipóteses para o objeto: Primeira que o objeto esteja com carga de sinal contrário à do balão A, no caso ele deve estar carregado positivamente. Segunda hipótese é que o objeto esteja neutro e por indução ele seja atraído pelo balão A ao ser aproximado. Portanto resposta letra B. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 19. Analisando as afirmações temos: I Falsa, pois a força elétrica não é capaz de deslocar uma carga positiva de um potencial mais baixo para um potencial mais alto sem um agente externo. II Verdadeira, pois como as linhas de força do campo elétrico são perpendiculares à superfícies equipotenciais, então temos as linhas de força do campo abaixo. 19. Na figura, estão representados, no plano XY, linhas equipotenciais espaçadas entre si de 1 V. Considere as seguintes afirmações sobre essa situação. Fica claro que no ponto C as linhas (em vermelho) de força do campo estão mais próximas do que em B, indicando que em C o campo é mais intenso. III Falsa, pois em D há linhas de força de campo como mostrado na figura acima, indicando que a intensidade do campo elétrico não é zero. Resposta letra B. I O trabalho realizado pela força elétrica para mover uma carga elétrica de 1 C de D até A é de -1 J. II O módulo do campo elétrico em C é maior do que em B. III O módulo do campo elétrico em D é zero. Quais estão corretas? (A) Apenas I. (C) Apenas I e II. (E) I, II e III. (B) Apenas II. (D) Apenas II e III.

9 20. Observe o segmento de circuito. No circuito, V A = -20 V e V B = 10 V são os potenciais nas extremidades A e B; e R 1 = 2kΩ, R 2 = 8 kω e R 3 = 5 kω são os valores das resistências elétricas presentes. Nessa situação, os potenciais nos pontos a e b são, respectivamente, (A) -24 V e 0 V. (B) -16 V e 0 V. (C) - 4 V e 0 V. (D) 4 V e 5 V. (E) 24 V e 5 V. 21. Considere o circuito formado por três lâmpadas idênticas ligadas em paralelo à bateria, conforme representa a figura (1). Como a chave C foi aberta na figura (2), considere as afirmações abaixo sobre a figura (2), em comparação à situação descrita na figura (1). I A potência fornecida pela bateria é a mesma. II A diferença de potencial aplicada a cada lâmpada acesa é a mesma. III As correntes elétricas que percorrem as lâmpadas acesas são menores. Quais estão corretas? (A) Apenas II. (B) Apenas III. (C) Apenas I e II. (D) Apenas I e III. (E) I, II e III. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 20. Como na questão temos um circuito série, vamos determinar a corrente e as diferenças de potenciais em cada resistor para descobrir por fim as ddp s nos pontos a e b. i = U BA = U B - U A 10 - (-20) = R eq R eq = 0,002 A Determinando as ddp s em cada resistor temos: U 1 = R 1.i = ,002 = 4 V U 2 = R 2.i = ,002 = 16 V U 3 = R 3.i = ,002 = 10 V Como a ddp vai decaindo do ponto B até o ponto A, então temos que se em B a ddp vale 10 V, no ponto b ela vale 10 V a menos, portanto 0 V, pois a ddp sobre o resistor R 3 é 10 V. Como a ddp sobre o resistor R 2 é de 16 V, então do ponto b até o ponto a deve ter uma redução de 16 V, então em a a ddp vale -16 V. O caminho inverso também é verdadeiro, por isso foi calculado a ddp sobre o resistor R 1. Resposta letra B. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 21. Analisando as afirmações sobre o circuito paralelo temos: I Errada, pois é a potência dissipada pela bateria é dada por P = i.u, como é um circuito paralelo a d.d.p. é mantida constante sobre as lâmpadas, mas a corrente da fonte não é a mesma que passa pelas lâmpadas, está é dada por i fonte = i 1 + i 2 + i 3, como as lâmpadas são iguais teremos as correntes iguais para o circuito com a chave fechada i fonte = i + i + i = 3i. Então a potência com a chave fechada é P = 3i.U. Com a chave aberta a lâmpada mais abaixo fica fora do circuito, e portanto, a potência será P = 2i.U. Com isso a potência se reduz com a chave aberta. II Correta, como escrito acima, é um circuito paralelo e a d.d.p. é a mesma para todas as lâmpadas. III Errada, como as lâmpadas são todas iguais então suas resistências também serão iguais, e consequentemente as correntes que as percorrem também devem ser iguais. Pois para determinar as correntes teremos: i = U/R Se U é o mesmo para todas e o R também, então a corrente será a mesma. Resposta letra A.

10 22. Um trabalhador carregando uma esquadria metálica de resistência elétrica R sobe, com velocidade de módulo constante, uma escada colocada abaixo de um fio conduzindo uma corrente elétrica intensa, i. A situação está esquematizada na figura abaixo. Assinale a alternativa correta sobre essa situação. (A) Como a esquadria tem, aos pares, lados paralelos, a força resultante exercida pelo fio acima é nula. (B) Visto que o fio não atravessa a esquadria, a lei de Ampère afirma que não existem correntes elétricas na esquadria. (C) À medida que sobe a escada, o trabalhador sente a esquadria ficar mais leve, resultado da força atrativa exercida pelo fio, como previsto pela lei de Biot-Savart. (D) À medida que sobe a escada, o trabalhador sente a espira ficar mais pesada, resultado da força de repulsão estabelecida entre a corrente elétrica no fio e a corrente elétrica induzida, conforme a lei de Faraday-Lenz. (E) Como o trabalhador sobe com velocidade de módulo constante, não há o aparecimento de corrente elétrica na esquadria. 23. Escolha a opção que associa as colunas da tabela abaixo, de modo a completar corretamente as lacunas pontilhadas nas reações nucleares indicadas na coluna da esquerda. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 22. Analisando as alternativas temos: Letra errada, pois como o trabalhador se aproxima do fio há uma variação do fluxo magnético sobre a expira e com isso uma corrente induzida que provocará o surgimento de uma força do fio sobre a esquadria. Letra B errada, pois há corrente induzida devido a variação do fluxo magnético sobre a esquadria. Letra C errada, pois ao se aproximar do fio o fluxo magnético aumenta sobre a esquadria fazendo a força de de repulsão sobre a esquadria aumentar, como essa força é para baixo, então a esquadria não fica mais leve. Letra D correta, pois como mencionado anteriormente, quando o trabalhador sobe a escada aproximando a esquadria do fio, ocorre uma variação do fluxo magnético induzindo na esquadria uma corrente induzida, de acordo com a lei de Faraday-Lenz, com isso a espira ao ser aproximada é repelida para baixo e o trabalhador sente a esquadria mais pesada. Letra E errada, pois surge corrente induzida pela variação do fluxo magnético. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 23. Na primeira reação da tabela temos um átomo de Ra que se transforma em Rn, nesse processo como o átomo de Ra tem seu número atômico reduzido em duas unidades (de 88 para 86) e o número de massa em 4 unidades (de 222 para 218), então ele emitiu uma partícula alfa, pois esta tem número atômico 2 e massa 4 letra (h) na coluna da direita. Na segunda reação o átomo de Pm não sofre alteração em seu número atômico ou de massa, portanto a partícula emitida é a gama, pois esta é um fóton de alta energia correspondendo na coluna da direita a (f). Na terceira reação temos o átomo de C emitindo uma partícula beta negativa e um antineutrino, então quando o átomo de C sofre um decaimento beta (emite um elétron) o seu número de massa se mantém inalterado e o número atômico aumenta em uma unidade, correspondendo ao átomo de N na coluna da direita (b). Na quarta reação desconhecemos o átomo que sofre o decaimento beta (emitindo um pósitron) mais um neutrino. Para esta reação novamente ao emitir essa partícula beta o número de massa não se altera mas no caso para a emissão do pósitron o número atômico do átomo que decai deve ser maior que o Na. Portanto letra na coluna da direita o elemento Mg (a). Reposta letra C. (A) (h) (d) (b) (g) (B) (c) (d) (e) (g) (C) (h) (f) (b) (a) (D) (c) (f) (e) (a) (E) (h) (d) (b) (a)

11 24. No texto abaixo, Richard Feynman, prêmio Nobel de Física de 1965, ilustra os conhecimentos sobre a luz no início do século XX. Naquela época, a luz era uma onda nas segundas, quartas e sextas-feiras, e um conjunto de partículas nas terças, quintas e sábado. Sobrava o domingo para refletir sobre a questão! Fonte: QED-The Strange Theory of Light and Matter. Princeton University Press, Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo. ( ) As partículas que Feynman menciona são os fótons. ( ) A grandeza característica da onda que permite calcular a energia dessas partículas é a sua frequência ν, através da relação E = hν. ( ) Uma experiência que coloca em evidência o comportamento ondulatório da luz é o efeito fotoelétrico. ( ) O caráter corpuscular da luz é evidenciado por experiências de interferência e de difração. A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é (A) F V F F. (B) F F V V. (C) V V F V. (D) V F V F. (E) V V F F. 25. Os múons cósmicos são partículas de altas energias, criadas na alta atmosfera terrestre. A velocidade de alguns desses múon (v) é próxima da velocidade da luz (c), tal que v 2 = 0,998c 2, e seu tempo de vida em referencial em repouso é aproximadamente t 0 = 2x10-6 s. Pelas leis da mecânica clássica, com esse tempo de vida tão curto, nenhum múon poderia chegar ao solo, no entanto eles são detectados na Terra. Pelos postulados da relatividade restrita, o tempo de vida do múon em um referencial terrestre (t) e o tempo (t 0 ) são relacionados pelo fator relativístico γ = v2 c 2 Para um observador terrestre a distância que o múon pode percorrer antes de se desintegrar é, aproximadamente, RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 24. Analisando as afirmações da questão temos: A primeira é VERDADEIRA, pois fótons são partículas de luz ou radiação eletromagnética. A segunda é VERDADEIRA, pois de acordo com a quantização da energia de Max Plank a energia dessas partículas deverá ser diretamente proporcional à sua frequência ν dada pela relação E = hν, como mostrado na afirmação. A terceira é FALSA, pois a experiência do efeito fotoelétrico evidencia o comportamento CORPUSCULAR DA LUZ. A quarta é FALSA, pois experiências de interferência e difração demonstram o comportamento ONDULATÓ- RIO DA LUZ. Reposta letra E. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 23. Para determinar a distância percorrida pelos múons para um referencial na Terra basta usar a relação: d = v.t Porém o tempo t é o tempo medido por um observador na Terra e este só pode ser obtido pela Teoria Especial da Relatividade de Einstein dada pela equação abaixo: t = t o 1- v2 c 2 Substituindo os valores dados no enunciado podemos determinar o tempo para depois calcular a distância percorrida pelo múon. t = 2x ,998c2 c 2 1-0,998 = 2x10-6 0,002 = 2x10-6 0,045 4,5x10-5 s = 2x10-6 Então a distância percorrida será: d = 3x10 8.4,5x10-5 = m Este valor é aproximado pois como o enunciado informa, os múons se deslocam com velocidade aproximadamente a da luz. Resposta letra C. (A) 6,0x10 2 m. (B) 6,0x10 3 m. (C) 13,5x10 3 m. (D) 17,5x10 3 m. (E) 27,0x10 3 m.

No conjunto de gráficos a seguir, está representada a velocidade em função do tempo para seis situações distintas.

No conjunto de gráficos a seguir, está representada a velocidade em função do tempo para seis situações distintas. FÍSICA Instrução: Sempre que for necessário utilizar valores dos módulos da aceleração da gravidade na superfície da Terra ou da velocidade da luz no vácuo, considere esses valores como 9,80 m/s 2 e 3,00

Leia mais

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de?

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de? Física 01. Um fio metálico e cilíndrico é percorrido por uma corrente elétrica constante de. Considere o módulo da carga do elétron igual a. Expressando a ordem de grandeza do número de elétrons de condução

Leia mais

Física. Resolução. Q uestão 01 - A

Física. Resolução. Q uestão 01 - A Q uestão 01 - A Uma forma de observarmos a velocidade de um móvel em um gráfico d t é analisarmos a inclinação da curva como no exemplo abaixo: A inclinação do gráfico do móvel A é maior do que a inclinação

Leia mais

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27 1 FÍSICA Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 01. Considere que cerca de 70% da massa do corpo humano é constituída de água. Seja 10 N, a ordem de grandeza do número de moléculas de água no corpo de um

Leia mais

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B.

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B. 04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A e m B, sendo m A < m B, afirma-se que 01. Um patrulheiro, viajando em um carro dotado de radar a uma

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Física

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Física Vestibular URGS 2015 Resolução da Prova de ísica 1. Alternativa (C) O módulo da velocidade relativa de móveis em movimentos retilíneos de sentidos opostos pode ser obtido pela expressão matemática: v r

Leia mais

(A) (B) (C) (D) (E) Resposta: A

(A) (B) (C) (D) (E) Resposta: A 1. (UFRGS-2) Ao resolver um problema de Física, um estudante encontra sua resposta expressa nas seguintes unidades: kg.m 2 /s 3. Estas unidades representam (A) força. (B) energia. (C) potência. (D) pressão.

Leia mais

UFRGS 2012 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA

UFRGS 2012 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello Instrução: As questões 01 a 03 estão relacionadas ao texto abaixo. O tempo de reação tr de um condutor de um automóvel é definido como o intervalo

Leia mais

UFRGS 2009 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

UFRGS 2009 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello 1. A seqüência de pontos na figura abaixo marca as posições, em intervalos de 1 segundo, de um corredor de 100 metros rasos, desde a largada até após

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 A L 0 H mola apoio sem atrito B A figura acima mostra um sistema composto por uma parede vertical

Leia mais

UFRGS 2007 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

UFRGS 2007 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello Instrução: As questões 26 e 27 referem-se ao enunciado abaixo. Na figura que segue, estão representadas as trajetórias de dois projéteis, A e B, no

Leia mais

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A.

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A. FISIC 01. Raios solares incidem verticalmente sobre um canavial com 600 hectares de área plantada. Considerando que a energia solar incide a uma taxa de 1340 W/m 2, podemos estimar a ordem de grandeza

Leia mais

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem:

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem: 46 c FÍSICA Um corpo de 250 g de massa encontra-se em equilíbrio, preso a uma mola helicoidal de massa desprezível e constante elástica k igual a 100 N/m, como mostra a figura abaixo. O atrito entre as

Leia mais

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA 1. Procedimento de segurança, em auto-estradas, recomenda que o motorista mantenha uma distância de 2 segundos do carro que está à sua frente, para que, se necessário, tenha

Leia mais

18 a QUESTÃO Valor: 0,25

18 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a A 0 a QUESTÃO FÍSICA 8 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a QUESTÃO Valor: 0,25 Entre as grandezas abaixo, a única conservada nas colisões elásticas, mas não nas inelásticas é o(a): 2Ω 2 V 8Ω 8Ω 2 Ω S R 0 V energia

Leia mais

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor 1 a QUESTÃO: (,0 pontos) Avaliador evisor Vários fenômenos físicos podem ser explicados pela propagação retilínea da luz em meios homogêneos. Essa hipótese é conhecida como o modelo do raio luminoso da

Leia mais

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2 OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Considerando a interdependência das várias áreas de conhecimento dentro da Física, julgue os itens a seguir. 61 A temperatura de um cubo de gelo a 0 ºC, ao ser colocado em um

Leia mais

Aula de Véspera - Inv-2008

Aula de Véspera - Inv-2008 01. Um projétil foi lançado no vácuo formando um ângulo θ com a horizontal, conforme figura abaixo. Com base nesta figura, analise as afirmações abaixo: (001) Para ângulos complementares teremos o mesmo

Leia mais

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de dmissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Questão Concurso 009 Uma partícula O descreve um movimento retilíneo uniforme e está

Leia mais

1 Analise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra.

1 Analise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra. FÍSIC 1 nalise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra. Esse circuito é composto por condutores ideais (sem

Leia mais

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g.

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g. Questão 01 008 Um astronauta, de pé sobre a superfície da Lua, arremessa uma pedra, horizontalmente, a partir de uma altura de 1,5 m, e verifica que ela atinge o solo a uma distância de 15 m. Considere

Leia mais

ENEM 2014/2015 Física (Prova Amarela) Prof. Douglas Almeida

ENEM 2014/2015 Física (Prova Amarela) Prof. Douglas Almeida Questão 46 Nesta questão, o candidato precisa saber que um filtro de luz realiza a refração seletiva, deixando passar as cores que o compõe e absorvendo substancialmente as outras cores. Assim, para absorver

Leia mais

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO A prova de física exigiu um bom conhecimento dos alunos. Há questões relacionadas principalmente com a investigação e compreensão dos

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 48. alternativa E. alternativa C

Questão 46. Questão 47. Questão 48. alternativa E. alternativa C Questão 46 O movimento de uma partícula é caracterizado por ter vetor velocidade e vetor aceleração não nulo de mesma direção. Nessas condições, podemos afirmar que esse movimento é a) uniforme. b) uniformemente

Leia mais

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Durante uma brincadeira, Rafael utiliza o dispositivo mostrado nesta figura para lançar uma bolinha horizontalmente. Nesse

Leia mais

Aula de Véspera - Inv-2009 Professor Leonardo

Aula de Véspera - Inv-2009 Professor Leonardo 01. Dois astronautas, A e B, encontram-se livres na parte externa de uma estação espacial, sendo desprezíveis as forças de atração gravitacional sobre eles. Os astronautas com seus trajes espaciais têm

Leia mais

FÍSICA. Dados: Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 1 4πε. Nm 2 /C 2

FÍSICA. Dados: Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 1 4πε. Nm 2 /C 2 Dados: FÍSICA Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 1 4πε 0 = 9,0 10 9 Nm /C Calor específico da água: 1,0 cal/g o C Calor latente de evaporação da água: 540 cal/g

Leia mais

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representada por g. Quando necessário adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

Professor : Vinicius Jacques Data: 03/08/2010 EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / LEIS DE NEWTON

Professor : Vinicius Jacques Data: 03/08/2010 EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / LEIS DE NEWTON Aluno (a): N Série: 1º Professor : Vinicius Jacques Data: 03/08/2010 Disciplina: FÍSICA EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / LEIS DE NEWTON 01. Explique a função do cinto de segurança de um carro, utilizando o

Leia mais

a) Estime o intervalo de tempo t 1 , em segundos, que a bola levou para ir do ponto A ao ponto B. b) Estime o intervalo de tempo t 2

a) Estime o intervalo de tempo t 1 , em segundos, que a bola levou para ir do ponto A ao ponto B. b) Estime o intervalo de tempo t 2 1 FÍSICA Durante um jogo de futebol, um chute forte, a partir do chão, lança a bola contra uma parede próxima. Com auxílio de uma câmera digital, foi possível reconstituir a trajetória da bola, desde o

Leia mais

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Um pequeno refrigerador para estocar vacinas está inicialmente desconectado da rede elétrica e o ar em seu interior encontra-se

Leia mais

n 1 L 1 n 2 L 2 Supondo que as ondas emergentes podem interferir, é correto afirmar que

n 1 L 1 n 2 L 2 Supondo que as ondas emergentes podem interferir, é correto afirmar que QUESTÃO 29 QUESTÃO 27 Uma escada de massa m está em equilíbrio, encostada em uma parede vertical, como mostra a figura abaixo. Considere nulo o atrito entre a parede e a escada. Sejam µ e o coeficiente

Leia mais

FÍSICA. Professores: Cezar, Luciano, Maragato

FÍSICA. Professores: Cezar, Luciano, Maragato FÍSICA Professores: Cezar, Luciano, Maragato Comentário Geral O aluno preocupado com macetes com certeza encontrou problemas na realização da prova, uma vez que ela apresentou elevado grau de dificuldade

Leia mais

UFRGS 2000 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA

UFRGS 2000 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA RESOLUÇÃO DA PROVA DE 1. Ao resolver um problema de Física, um estudante encontra sua resposta expressa nas seguintes unidades: kg.m 2 /s 3. Estas unidades representam RESOLUÇÃO DAS QUESTÃO 1. Para resolver

Leia mais

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR TC 3 UECE - 03 FASE MEICINA e EGULA SEMANA 0 a 5 de dezembro POF.: Célio Normando. A figura a seguir mostra um escorregador na forma de um semicírculo de raio = 5,0 m. Um garoto escorrega do topo (ponto

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2011 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 Um varal de roupas foi construído utilizando uma haste rígida DB de massa desprezível, com

Leia mais

TIPO-A FÍSICA. x v média. t t. x x

TIPO-A FÍSICA. x v média. t t. x x 12 FÍSICA Aceleração da gravidade, g = 10 m/s 2 Constante gravitacional, G = 7 x 10-11 N.m 2 /kg 2 Massa da Terra, M = 6 x 10 24 kg Velocidade da luz no vácuo, c = 300.000 km/s 01. Em 2013, os experimentos

Leia mais

Programa de Retomada de Conteúdo - 3º Bimestre

Programa de Retomada de Conteúdo - 3º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Cantagalo 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9393 e 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Programa de Retomada de Conteúdo

Leia mais

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS A correção de cada questão será restrita somente ao que estiver registrado no espaço

Leia mais

Questão 46. o diagrama horário da velocidade escalar, cuja ilustração correta para esse movimento. a) d)

Questão 46. o diagrama horário da velocidade escalar, cuja ilustração correta para esse movimento. a) d) Questão 46 b) Sobre um trilho reto, uma pequena esfera descreve um movimento uniformemente variado. Um estudante resolveu analisar esse movimento e construiu o gráfico do espaço percorrido (S) em função

Leia mais

Cabeça. -2 mv 2 mv. 2º Processo Seletivo/2004 1º DIA GABARITO 1 15

Cabeça. -2 mv 2 mv. 2º Processo Seletivo/2004 1º DIA GABARITO 1 15 2º rocesso Seletivo/2004 1º DIA GABARITO 1 15 30. As linhas de campo elétrico (contínuas) e as linhas equipotenciais (tracejadas) para o peixe elétrico Eigenmannia virescens estão esquematizadas na figura

Leia mais

Prof. Rogério Porto. Assunto: Eletrostática

Prof. Rogério Porto. Assunto: Eletrostática Questões COVEST Física Elétrica Prof. Rogério Porto Assunto: Eletrostática 1. Duas esferas condutoras A e B possuem a mesma carga Q. Uma terceira esfera C, inicialmente descarregada e idêntica às esferas

Leia mais

GABARITO DO SIMULADO DISCURSIVO

GABARITO DO SIMULADO DISCURSIVO GABARITO DO SIMULADO DISCURSIVO 1. (Unifesp 013) O atleta húngaro Krisztian Pars conquistou medalha de ouro na olimpíada de Londres no lançamento de martelo. Após girar sobre si próprio, o atleta lança

Leia mais

P R O V A DE FÍSICA II

P R O V A DE FÍSICA II 1 P R O V A DE FÍSICA II QUESTÃO 16 A figura mostra uma barra rígida articulada no ponto O. A barra é homogênea e seu peso P está em seu ponto médio. Sobre cada uma de suas extremidades são aplicadas forças

Leia mais

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças 1) (UNIGRANRIO) Um veículo de massa 1200kg se desloca sobre uma superfície plana e horizontal. Em um determinado instante passa a ser acelerado uniformemente, sofrendo uma variação de velocidade representada

Leia mais

Questão 57. Questão 58. alternativa D. alternativa C. seu mostrador deverá indicar, para esse mesmo objeto, o valor de

Questão 57. Questão 58. alternativa D. alternativa C. seu mostrador deverá indicar, para esse mesmo objeto, o valor de OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s ; para a massa específica

Leia mais

Neste ano estudaremos a Mecânica, que divide-se em dois tópicos:

Neste ano estudaremos a Mecânica, que divide-se em dois tópicos: CINEMÁTICA ESCALAR A Física objetiva o estudo dos fenômenos físicos por meio de observação, medição e experimentação, permite aos cientistas identificar os princípios e leis que regem estes fenômenos e

Leia mais

Física e Química A. Teste Intermédio de Física e Química A. Teste B. Teste Intermédio. Versão 1

Física e Química A. Teste Intermédio de Física e Química A. Teste B. Teste Intermédio. Versão 1 Teste Intermédio de Física e Química A Teste B Teste Intermédio Física e Química A Versão 1 Duração do Teste: 90 minutos 17.03.2009 11.º ou 12.º Anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março

Leia mais

E irr = P irr T. F = m p a, F = ee, = 2 10 19 14 10 19 2 10 27 C N. C kg = 14 1027 m/s 2.

E irr = P irr T. F = m p a, F = ee, = 2 10 19 14 10 19 2 10 27 C N. C kg = 14 1027 m/s 2. FÍSICA 1 É conhecido e experimentalmente comprovado que cargas elétricas aceleradas emitem radiação eletromagnética. Este efeito é utilizado na geração de ondas de rádio, telefonia celular, nas transmissões

Leia mais

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE 1. Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo anel e o sentido está

Leia mais

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE Lista de Eletrostática da UFPE e UPE 1. (Ufpe 1996) Duas pequenas esferas carregadas repelem-se mutuamente com uma força de 1 N quando separadas por 40 cm. Qual o valor em Newtons da força elétrica repulsiva

Leia mais

PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA)

PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA) PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA) 33 - Sete bilhões de habitantes, aproximadamente, é a população da Terra hoje. Assim considere a Terra uma esfera carregada positivamente, em que cada habitante seja

Leia mais

UNIDADE NO SI: F Newton (N) 1 N = 1 kg. m/s² F R = 6N + 8N = 14 N F R = 7N + 3N = 4 N F 2 = 7N

UNIDADE NO SI: F Newton (N) 1 N = 1 kg. m/s² F R = 6N + 8N = 14 N F R = 7N + 3N = 4 N F 2 = 7N Disciplina de Física Aplicada A 2012/2 Curso de Tecnólogo em Gestão Ambiental Professora Ms. Valéria Espíndola Lessa DINÂMICA FORÇA: LEIS DE NEWTON A partir de agora passaremos a estudar a Dinâmica, parte

Leia mais

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA REVISÃO ª FASE BAHIANA 1 Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo

Leia mais

Física Interação e Tecnologia

Física Interação e Tecnologia Apontamentos das obras LeYa em relação as Orientações Teórico-Metodológicas para o Ensino Médio do estado de PERNAMBUCO Física Interação e Tecnologia 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para ser

Leia mais

FÍSICA. Questões de 01 a 04

FÍSICA. Questões de 01 a 04 GRUPO 1 TIPO A FÍS. 1 FÍSICA Questões de 01 a 04 01. Considere uma partícula presa a uma mola ideal de constante elástica k = 420 N / m e mergulhada em um reservatório térmico, isolado termicamente, com

Leia mais

Questão 28. Questão 30. Questão 29. alternativa E. alternativa C

Questão 28. Questão 30. Questão 29. alternativa E. alternativa C Sempre que for necessário, utilize a aceleraçãodagravidadelocalcomog= 10 m/s Questão 8 A potência hídrica média teórica da hidrelétrica de Tucuruí, localizada no Pará, é de, 10 6 kw (fonte: site oficial

Leia mais

UFRGS 2008 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

UFRGS 2008 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello UFGS 008 ESOLUÇÃO DA POVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello Instrução: As questões 01 e 0 referem-se ao enunciado abaixo. O gráfico que segue representa os movimentos unidimensionais de duas partículas,

Leia mais

Física - UFRGS 2010. 02. Alternativa D Afirmativa I Um ano corresponde à distância percorrida pela luz durante um ano.

Física - UFRGS 2010. 02. Alternativa D Afirmativa I Um ano corresponde à distância percorrida pela luz durante um ano. Física - UFRGS 2010 01. Alternativa E De acordo com as leis de Kepler, a órbita de cada planeta é uma elipse com o Sol em um dos focos. A reta que une um planeta e o Sol, varre áreas iguais em tempos iguais

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 48. Questão 49. alternativa C. alternativa A. alternativa B

Questão 46. Questão 47. Questão 48. Questão 49. alternativa C. alternativa A. alternativa B Questão 46 Um ferreiro golpeia, com a marreta, uma lâmina de ferro, em ritmo uniforme, a cada 0,9 s. Um observador afastado desse ferreiro vê, com um binóculo, a marreta atingir o ferro e ouve o som das

Leia mais

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará.

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará. TC 3 UECE 01 FASE POF.: Célio Normando Conteúdo: Lâmpadas Incandescentes 1. A lâmpada incandescente é um dispositivo elétrico que transforma energia elétrica em energia luminosa e energia térmica. Uma

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa B

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa B Questão 46 Na figura, são dados os vetores a, bec. Sendo u a unidade de medida do módulo desses vetores, pode-se afirmar que o vetor d = = a b + c tem módulo a) 2u, e sua orientação é vertical, para cima.

Leia mais

Capítulo 4 Trabalho e Energia

Capítulo 4 Trabalho e Energia Capítulo 4 Trabalho e Energia Este tema é, sem dúvidas, um dos mais importantes na Física. Na realidade, nos estudos mais avançados da Física, todo ou quase todos os problemas podem ser resolvidos através

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER)

RESOLUÇÃO DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER) DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER) 01)Um veículo está se movendo ao longo de uma estrada plana e retilínea. Sua velocidade em função do tempo, para um trecho do percurso, foi registrada e

Leia mais

Primeira lista de física para o segundo ano 1)

Primeira lista de física para o segundo ano 1) Primeira lista de física para o segundo ano 1) Dois espelhos planos verticais formam um ângulo de 120º, conforme a figura. Um observador está no ponto A. Quantas imagens de si mesmo ele verá? a) 4 b) 2

Leia mais

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DO TESTE INTERMÉDIO - 2014 (VERSÃO 1) GRUPO I 1. H vap (H 2O) = 420 4 H vap (H 2O) = 1,69 10 3 H vap (H 2O) = 1,7 10 3 kj kg 1 Tendo em consideração a informação dada no texto o calor

Leia mais

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 01 - A figura mostra um sistema massa-mola que pode oscilar livremente, sem atrito, sobre a superfície horizontal e com resistência do ar desprezível. Nesse

Leia mais

Quanto à origem uma onda pode ser classificada em onda mecânica e onda eletromagnética.

Quanto à origem uma onda pode ser classificada em onda mecânica e onda eletromagnética. CLASSIFICAÇÃO DAS ONDAS Podemos classificar as ondas quanto à: sua origem direção de oscilação tipo de energia transportada. ONDAS QUANTO À ORIGEM Quanto à origem uma onda pode ser classificada em onda

Leia mais

Física Geral I F -128

Física Geral I F -128 Física Geral I F -18 Aula 5 Força e movimento I: Leis de Newton 0 semestre, 01 Leis de Newton (Isaac Newton, 164-177) Até agora apenas descrevemos os movimentos cinemática. É impossível, no entanto, prever

Leia mais

22/Abr/2015 Aula 15. 17/Abr/2015 Aula 14

22/Abr/2015 Aula 15. 17/Abr/2015 Aula 14 17/Abr/2015 Aula 14 Introdução à Física Quântica Radiação do corpo negro; níveis discretos de energia. Efeito foto-eléctrico: - descrições clássica e quântica - experimental. Efeito de Compton. 22/Abr/2015

Leia mais

= R. Sendo m = 3,3. 10 27 kg, V = 3,0. 10 7 m/s e R = 0,45m, calcula-se a intensidade da força magnética. 3,3. 10 27. (3,0. 10 7 ) 2 = (N) 0,45

= R. Sendo m = 3,3. 10 27 kg, V = 3,0. 10 7 m/s e R = 0,45m, calcula-se a intensidade da força magnética. 3,3. 10 27. (3,0. 10 7 ) 2 = (N) 0,45 37 a FÍSICA Em um cíclotron tipo de acelerador de partículas um deutério alcança velocidade final de 3,0 x 10 7 m/s, enquanto se move em um caminho circular de raio 0,45m, mantido nesse caminho por uma

Leia mais

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES. VERIFIQUE SE ESTÁ COMPLETO. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES. VERIFIQUE SE ESTÁ COMPLETO. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES. VERIFIQUE SE ESTÁ COMPLETO. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS VERIFIQUE SE NA PÁGINA CORRESPONDENTE À RESPOSTA DAS QUESTÕES 01, 06 E 08 APARECE UM DESENHO

Leia mais

Leis de Newton INTRODUÇÃO 1 TIPOS DE FORÇA

Leis de Newton INTRODUÇÃO 1 TIPOS DE FORÇA Leis de Newton INTRODUÇÃO Isaac Newton foi um revolucionário na ciência. Teve grandes contribuições na Física, Astronomia, Matemática, Cálculo etc. Mas com certeza, uma das suas maiores contribuições são

Leia mais

Propriedades Corpusculares da. First Prev Next Last Go Back Full Screen Close Quit

Propriedades Corpusculares da. First Prev Next Last Go Back Full Screen Close Quit Propriedades Corpusculares da Radiação First Prev Next Last Go Back Full Screen Close Quit Vamos examinar dois processos importantes nos quais a radiação interage com a matéria: Efeito fotoelétrico Efeito

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 3.º

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 3.º ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 3.º teste sumativo de FQA 16.dezembro.01 11.º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 8 páginas e termina

Leia mais

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA)

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) 1. (Fuvest) O plutônio ( Pu) é usado para a produção direta de energia elétrica em veículos espaciais. Isso é realizado em um gerador que possui

Leia mais

1 m 2. Substituindo os valores numéricos dados para a análise do movimento do centro de massa, vem: Resposta: D. V = 2 10 3,2 V = 8 m/s

1 m 2. Substituindo os valores numéricos dados para a análise do movimento do centro de massa, vem: Resposta: D. V = 2 10 3,2 V = 8 m/s 01 De acordo com o enunciado, não há dissipação ou acréscimo de energia. Considerando que a energia citada seja a mecânica e que, no ponto de altura máxima, a velocidade seja nula, tem-se: ε ε = ' + 0

Leia mais

a) O tempo total que o paraquedista permaneceu no ar, desde o salto até atingir o solo.

a) O tempo total que o paraquedista permaneceu no ar, desde o salto até atingir o solo. (MECÂNICA, ÓPTICA, ONDULATÓRIA E MECÂNICA DOS FLUIDOS) 01) Um paraquedista salta de um avião e cai livremente por uma distância vertical de 80 m, antes de abrir o paraquedas. Quando este se abre, ele passa

Leia mais

Física: Eletromagnetismo

Física: Eletromagnetismo Física: Eletromagnetismo Questões de treinamento para a banca Cesgranrio elaborada pelo prof. Alex Regis Questão 01 Está(ão) correta(s): Considere as afirmações a seguir a respeito de ímãs. I. Convencionou-se

Leia mais

FÍSICA. Questões de 01 a 04

FÍSICA. Questões de 01 a 04 GRUPO 1 TIPO A FÍS. 1 FÍSICA Questões de 01 a 04 01. Um sistema de elevadores funciona com dois elevadores iguais conectados por duas polias sem atrito, conforme mostra a figura. Cada elevador tem a lotação

Leia mais

Vamos relatar alguns fatos do dia -a- dia para entendermos a primeira lei de Newton.

Vamos relatar alguns fatos do dia -a- dia para entendermos a primeira lei de Newton. CAPÍTULO 8 As Leis de Newton Introdução Ao estudarmos queda livre no capítulo cinco do livro 1, fizemos isto sem nos preocuparmos com o agente Físico responsável que provocava a aceleração dos corpos em

Leia mais

PROVA DE FÍSICA 1998 Segunda Etapa

PROVA DE FÍSICA 1998 Segunda Etapa PROVA DE FÍSICA 1998 Segunda Etapa QUESTÃO 01 Um cano de irrigação, enterrado no solo, ejeta água a uma taxa de 15 litros por minuto com uma velocidade de 10 m/s. A saída do cano é apontada para cima fazendo

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Física 12.º ano homologado em 21/10/2004 ENSINO SECUNDÁRIO FÍSICA 12.º ANO TEMAS/DOMÍNIOS

Leia mais

FÍSICA. Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2

FÍSICA. Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2 FÍSICA Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2 28 d Leia com atenção a tira da Turma da Mônica mostrada abaixo e analise as afirmativas que se seguem, considerando os princípios da Mecânica Clássica.

Leia mais

s t 2) V m s = V m . t = 35. 2240 (km) s 7,9. 10 5 km

s t 2) V m s = V m . t = 35. 2240 (km) s 7,9. 10 5 km 14 A foto, tirada da Terra, mostra uma seqüência de 12 instantâneos do trânsito de Vênus em frente ao Sol, ocorrido no dia 8 de junho de 2004. O intervalo entre esses instantâneos foi, aproximadamente,

Leia mais

Tópico 8. Aula Prática: Movimento retilíneo uniforme e uniformemente variado (Trilho de ar)

Tópico 8. Aula Prática: Movimento retilíneo uniforme e uniformemente variado (Trilho de ar) Tópico 8. Aula Prática: Movimento retilíneo uniforme e uniformemente variado (Trilho de ar) 1. OBJETIVOS DA EXPERIÊNCIA 1) Esta aula experimental tem como objetivo o estudo do movimento retilíneo uniforme

Leia mais

Leis de Conservação. Exemplo: Cubo de gelo de lado 2cm, volume V g. =8cm3, densidade ρ g. = 0,917 g/cm3. Massa do. ρ g = m g. m=ρ.

Leis de Conservação. Exemplo: Cubo de gelo de lado 2cm, volume V g. =8cm3, densidade ρ g. = 0,917 g/cm3. Massa do. ρ g = m g. m=ρ. Leis de Conservação Em um sistema isolado, se uma grandeza ou propriedade se mantém constante em um intervalo de tempo no qual ocorre um dado processo físico, diz-se que há conservação d a propriedade

Leia mais

FÍSICA - Grupos H e I - GABARITO

FÍSICA - Grupos H e I - GABARITO 1 a QUESTÃO: (,0 pontos) Avaliador Revisor Um sistema básico de aquecimento de água por energia solar está esquematizado na figura abaixo. A água flui do reservatório térmico para as tubulações de cobre

Leia mais

Prova 3 Física QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3

Prova 3 Física QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3 Prova 3 QUESTÕES OBJETIVAS QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. UEM Comissão Central do Vestibular Unificado FÍSICA 01 O diagrama abaixo mostra um brinquedo

Leia mais

FÍSICA PARA PRF PROFESSOR: GUILHERME NEVES

FÍSICA PARA PRF PROFESSOR: GUILHERME NEVES Olá, pessoal! Tudo bem? Vou neste artigo resolver a prova de Fïsica para a Polícia Rodoviária Federal, organizada pelo CESPE-UnB. Antes de resolver cada questão, comentarei sobre alguns trechos das minhas

Leia mais

Física Experimental I. Impulso e quantidade de. movimento

Física Experimental I. Impulso e quantidade de. movimento Física xperimental I Impulso e quantidade de movimento SSUNTOS BORDDOS Impulso Quantidade de Movimento Teorema do Impulso Sistema Isolado de Forças Princípio da Conservação da Quantidade de Movimento Colisões

Leia mais

UFRGS 2011 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA

UFRGS 2011 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello Instrução: As questões 01 e 02 estão relacionadas ao texto abaixo. Um objeto é lançado da superfície da Terra verticalmente para cima e atinge a altura

Leia mais

DINÂMICA. Força Resultante: É a força que produz o mesmo efeito que todas as outras aplicadas a um corpo.

DINÂMICA. Força Resultante: É a força que produz o mesmo efeito que todas as outras aplicadas a um corpo. DINÂMICA Quando se fala em dinâmica de corpos, a imagem que vem à cabeça é a clássica e mitológica de Isaac Newton, lendo seu livro sob uma macieira. Repentinamente, uma maçã cai sobre a sua cabeça. Segundo

Leia mais

Resolução de Provas 2009

Resolução de Provas 2009 Resolução de Provas 2009 01.No bebedouro doméstico representado na figura, a água do garrafão virado para baixo, de boca aberta, não vaza para o recipiente onde ele se apóia, devido à pressão atmosférica.

Leia mais

Prova 3 Física. N ọ DE INSCRIÇÃO:

Prova 3 Física. N ọ DE INSCRIÇÃO: Prova 3 QUESTÕES OBJETIIVAS N ọ DE ORDEM: NOME DO ANDIDATO: N ọ DE INSRIÇÃO: IINSTRUÇÕES PARA A REALIIZAÇÃO DA PROVA. onfira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSRIÇÃO e NOME, conforme o que consta na etiqueta

Leia mais

FÍSICA. a) Newton por metro cúbico. b) Joule por metro quadrado. c) Watt por metro cúbico. d) Newton por metro quadrado. e) Joule por metro cúbico.

FÍSICA. a) Newton por metro cúbico. b) Joule por metro quadrado. c) Watt por metro cúbico. d) Newton por metro quadrado. e) Joule por metro cúbico. FÍSICA 13 A palavra pressão é utilizada em muitas áreas do conhecimento. Particularmente, ela está presente no estudo dos fluidos, da termodinâmica, etc. Em Física, no entanto, ela não é uma grandeza fundamental,

Leia mais

A Mecânica Quântica nasceu em 1900, com um trabalho de Planck que procurava descrever o espectro contínuo de um corpo negro.

A Mecânica Quântica nasceu em 1900, com um trabalho de Planck que procurava descrever o espectro contínuo de um corpo negro. Radiação de Corpo Negro Uma amostra metálica como, por exemplo, um prego, em qualquer temperatura, emite radiação eletromagnética de todos os comprimentos de onda. Por isso, dizemos que o seu espectro

Leia mais

Lista 1 Cinemática em 1D, 2D e 3D

Lista 1 Cinemática em 1D, 2D e 3D UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ESTUDOS BÁSICOS E INSTRUMENTAIS CAMPUS DE ITAPETINGA PROFESSOR: ROBERTO CLAUDINO FERREIRA DISCIPLINA: FÍSICA I Aluno (a): Data: / / NOTA: Lista

Leia mais