Samy Hazan Superintendente de Vida

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Samy Hazan Superintendente de Vida"

Transcrição

1 Tendências e desafios no mercado de Vida & Previdência Samy Hazan Superintendente de Vida Curitiba, 20/03/07

2 AGENDA Perfil e Cenário atual do mercado. Etapas da evolução dos mercados de seguro. Dez tendências que estão moldando o nosso mercado. O consumidor de seguros do sec XXI. Riscos estão mudando: a nova demografia Mudanças na regulamentação Canais de distribuição. Transformação tecnológicas. Produtos comercializados nos Eua e Europa. Vamos vender comodities? Encerramento e Conclusões Samy Hazan

3 Perfil do Setor de Pessoas Pessoas (R$ mi) VGBL Pessoas s/vgbl Total Indicadores PIB (R$ bi) 1.101, , , , , ,2 Cotação US$ 1,83 2,35 2,92 3,08 2,93 2,41 Pessoas s/vgbl % PIB 0,36% 0,36% 0,34% 0,40% 0,40% 0,43% Receita (US$ mi) Composição % % VGBL 0% 0% 36% 53% 60% 59% % Pessoas s/vgbl 100% 100% 64% 47% 40% 41% Total 100% 100% 100% 100% 100% 100%

4 Cenário atual mercado Número de companhias: 79 Participação de mercado das 10 maiores: 72% (prêmio ganho). bancos 57%; independentes 17%; estrangeiras 26%. Crescimento em relação a 2005: Vida em grupo: 10% (R$ 5,4 bilhões contra R$ 4,9 bilhões de 2005). Acidentes Pessoais: 8% (R$ 1,3 bilhão contra R$ 1,2 bilhão de 2005). Prestamista: 56% (R$ 1,4 bilhão contra R$0,9 bilhão de 2005). Fonte: Susep

5 Lucratividade do setor Período Desp. Comerciais Sinistralidade Margem Operacional ,80% 49,40% 26,80% ,90% 50,60% 26,40% ,10% 48,80% 28,10% ,10% 49,30% 26,60%

6 Lucratividade em 2006 por Ramo 2006 Sinistralidade Desp. Comercial Margem Vida em Grupo 56,4% 21,6% 22,0% Acidentes Pessoais 25,5% 19,3% 55,2% Prestamista 29,7% 49,6% 20,7%

7 Etapas da evolução do mercador segurador: Consumidores - Corretores - Seguradores - Regulador Introdução Crescimento Maturidade Declínio Vendas e Lucros Vietnã, Índia Eua, Canadá, Austrália Inglaterra, Suíça, Japão Vendas Lucro Tempo Canais Múltiplos de Distribuição Expansão do leque de produtos Regulamentação

8 DEZ TENDÊNCIAS MOLDANDO A NOSSA INDÚSTRIA 1 2 PODER ASCENDENTE DOS CONSUMIDORES DECLINIO NAS TAXAS DE RETORNO MULTIPLOS CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO FUSÕES & AQUISIÇÕES ATRAÇÃO DE NOVOS MERCADOS Segurados estão mais informados e com muito mais poder. Desejam ter múltiplas opções,conveniência e uma relação de confiança com seu corretor. Mudanças na demanda, distribuição, concorrência e outros fatores externos estão afetando as taxas de retorno da indústria. Canais múltiplos de distribuição é a onda do futuro uma vez que as companhias estão penetrando novos e diferentes mercados com estratégias diferenciadas. Uma nova maneira de se fazer fusões com o objetivo de criar escala e valor na manufatura, administração, distribuição ou gestão de ativos. Novos nichos de mercado, antes pouco considerados, estão sendo atraídos. Produtos populares, mercado feminino, alta renda, sucessão empresarial, pessoa chave, etc.

9 DEZ TENDÊNCIAS MOLDANDO A NOSSA INDÚSTRIA 6MAIOR REGULAMENTAÇÃO 7MODELO DE CAPITAL E SOLVÊNCIA 8ABERTURA DO RESSEGURO 9 10 NOVA DEMOGRAFIA DIGITALIZAÇÃO E INTERNET Principais normativos: controles internos; questionários de riscos; auditoria e avaliação atuarial; obrigatoriedade da implantação do plano de negócios; critérios mínimos para ouvidoria; certificação técnica; nova regulamentação seguro de pessoas e de danos. Riscos de subscrição; risco operacional; risco legal; risco de mercado; risco de crédito. Novos requerimentos de capital. Know-how em produtos, serviços e subscrição de riscos; capital; resseguro financeiro. O crescimento da população idosa e a diminuição da população jovem traz muitas oportunidades para a industria. Hoje o consumidor percebe a sua aposentadoria como uma ameaça a sua estabilidade financeira. Crescimento da digitalização e da Internet como principais fontes de eficiência e rentabilidade.

10 SERVINDO O CONSUMIDOR (SEGURADO) DO SÉCULO XXI Hoje o consumidor deseja 1) MULTIPLAS OPÇÕES: Acesso aberto a produtos e serviços. Consumidores estão mais informados e com muito mais poder. Querem sentir que controlam seu próprio destino. 2) CONFIANÇA: Relação de confiança com um assessor / corretor profissional. 3) COMUNICAÇÃO: Freqüente; fácil de entender e que os mantêm informado sobre o mercado. 4) CONVENIÊNCIA: Acesso a informação na hora e no tempo que desejar. 5) BENEFÍCIOS COMPETITIVOS: Produtos de qualidade a preços competitivos. Produtos transparentes.

11 Brasil - os riscos estão mudando: a nova demografia População estimada: hab PIB 2006: US$ 753 bilhões

12 Taxa de Natalidade % 4% 4,7% 4,6% 4,6% 4,5% 4,5% 4,5% 4,4% 4,3% 3,9% 3% 3,2% 2% 1% 2,4% 2,0% 1,8% 1,6% 1,5% 1,4% 1,4% 0% Fonte: IBGE Elaboração: SPS/MPS * Taxa Bruta de Natalidade = Número de Nascidos Vivos / Total da População Obs. (1): Dados a partir de 2002 são projeções.

13 Taxa de fertilidade da família brasileira 1970 X ,5 4 3,5 3 2,5 2 1,5 1 0,5 0 Brasil 1970 Brasil 2005 Ideal (1) Faixa de recolocação (2.1 por mulher) se refere a proporção necessária para substituir a população de geração em geração. Eua 2005 Europa 2005 Fonte: IBGE

14 Pirâmides Populacionais no Brasil (Em Milhões de Pessoas) Distribuição por faixa etária Homens Mulheres Homens Mulheres Fonte: IBGE Homens Elaboração: SPS/MPS Mulheres Homens Mulheres

15 Projeção População de 80 anos ou mais de idade por sexo ( ) Qtde Em 2005 Aprox. 2 milhões Em Aprox. 14 milhões

16 Mudanças na Regulamentação Seguro de Pessoas Maior transparência nos contratos. Redução do poder de representatividade do estipulante. Ambiente mais propício do ponto de vista técnico. Melhoria das condições técnicas utilizadas na elaboração dos produtos a serem comercializados Melhoria das informações cadastrais das companhias. As renovações expressas assegurarão conforto jurídico e contribuirão para estreitar o relacionamento com o estipulante. Flexibilização do leque de produtos.

17 TENDÊNCIA: Nova postura em relação à controles ANTES Controle é burocracia, entrave, fiscalização e aumento de custo. Não agrega valor. Baixo grau de Controle interno - margem de lucro abaixo da média do setor Facultativo - de acordo com a conveniência e cultura interna de cada empresa. HOJE Controle é fator produtor de resultados e de diminuição de ineficiências e prejuízos. Adequado grau de controle - margem de lucro acima da média do setor; volatilidade menor das ações. Obrigatório - Imposto por regras internacionais, acordos multilaterais entre países, por leis, regulamentos e políticas internas. O segredo é a alma do negócio. A transparência é a alma do negócio.

18 Atração de novos mercados canais múltiplos de distribuição

19 Modelo de Distribuição Multi-Canal Produtos Simplificados Produtos Complexos Nível de complexidade do Produto Massificado Mala Direta Redes Varejistas Telemarketing Internet Banco Bancos Corretores Não especilista Consultor Financeiro Modelo de Distribuição Soluções Customizadas Corretores Especialistas Custo da Distribuição Alta Baixo

20 Grupos de Afinidade

21 Definição de Grupo de Afinidade Vender seguros usando a distribuição de outros Vender serviços financeiros sob uma marca associada com uma outra linha de produto. Não se aplica somente a seguro vida: Ramos Elementares Banco Asset management

22 Atributos Chave Força da Marca Tamanho, qualidade e adequação da base de clientes. Conhecimento do Cliente. Gestão do Valor do Cliente. Programas de fidelização. Sistemas de Cobrança eficientes. Atitude executiva em ousar.

23 A rápida transformação tecnológica

24 Um Mundo Conectado Há 17 anos foi criada a World Wide Web: Redução de custos e aumento da velocidade da comunicação. Interatividade com os clientes (virtual e em tempo real) Corretores e Companhias virtuais Serviços 24 horas, 7 dias por semana. Alianças sem movimentação física. Conseqüências para a subscrição de riscos

25 Internet e Subscrição de Riscos Propostas eletrônicas. A subscrição feita online. A subscrição deverá migrar para o campo, sendo o corretor um pré-avaliador de riscos. Papéis da Internet: fonte de informação, educação, serviços, ferramenta de vendas e marketing, geração de leads.

26 Avanços Médicos Avanços na biociencia e medicina afetarão a mortalidade e a morbidade. Redução dos prêmios das coberturas de morte. Aumento dos prêmios da cobertura de saúde. Possível pressão financeira sobre as companhias de previdência em função do choque da longevidade???

27 Informação Médica Testes Genéticos Testes genéticos podem identificar a predisposição do indivíduo em desenvolver certos distúrbios ou doenças. A fim de preservar a privacidade pessoal, reguladores poderão proibir o uso dessas informações no processo de subscrição.

28 Evolução dos Produtos Nos últimos 20 anos, as mudanças demográficas têm alterado o mix dos produtos de seguro de vida. A maior proporção dos prêmios está indo para o segmento da aposentadoria e produtos com benefícios em vida. Reflexo de uma geração mais preocupada com o problema de se viver por muito mais tempo... Fim dos planos de benefício definido e predominância dos planos de contribuição definida. Mix de produtos de aposentadoria que oferecem garantias mínimas com riscos de investimento.

29 Long Term Care e Doenças Graves A nova onda nos mercados desenvolvidos! No segmento vida, são as coberturas que mais crescem (Eua, Canadá e Europa) Por quê?

30 Porque as pessoas estão contratando DG: 2/3 dos pacientes de ataque do coração não se recuperam totalmente. Mais de 40% da população desenvolverá uma certa forma de câncer durante suas vidas. Para uma doença grave antes dos 65 anos, a probabilidade de sobreviver é quase duas vezes a de morrer. O número de pessoas que desenvolve uma certa forma de câncer, do nascimento à morte, é um em cada dois homens e uma em cada três mulheres O número de pessoas que desenvolve uma doença cardiovascular importante antes dos 60 anos é um em três homens e uma em 10 mulheres.

31 CUIDADOS PROLONGADOS LONG TERM CARE Apólice que paga uma renda por incapacidade temporária ou permanente, durante a fase ativa ou mesmo durante a aposentadoria do segurado. Cobre basicamente as habilidades básicas de se viver no dia a dia comer, banhar-se, vestir-se, locomover-se e atenção cognitiva. Ou seja, cobre a capacidade das pessoas viverem de forma independente (perda da existência independente).

32 Seguros Corporativos Benefícios a empregados Empregadores poderão transferir aos empregados a responsabilidade de selecionar e pagar os benefícios. Corretores ou seguradores estarão diretamente conectados online com os funcionários para inclusão e administração do plano. Mais empresas buscarão programas de prevenção para minimizar custos com saúde, invalidez ou doenças.

33 Estamos vendendo produtos cada vez mais similares uns aos outros? Estamos vendendo comodities? Quantos de vocês acreditam que as estratégias usadas por suas companhias estão se tornando cada vez mais similares?

34 Comoditização X Flexibilização X Como ter sucesso num ambiente onde os produtos são comodities? Diferenciação através do processo da venda Venda Consultiva. Força da marca. Qualidade dos serviços Experiência de compra. Acessibilidade. Relacionamento do canal com o consumidor final.

35 A Evolução da Web no RH Modelação Simuladores Todas informações de RH organizadas em uma única página Informação Interatividade Transação Base de Informação politicas & procedimentos Auto serviço Alterações /endossos Matricula Portal RH Experiência do empregado Ponto de acesso do funcionário à informações da empresa que pode ser personalizado.

36 Solução O E-Hub REDE DE EMPREGADOS OUTROS RH EMPRESA Vida em Grupo Sistema Desconto Folha Corretor CRM sistemas Terceirizados.. database Planejamento Financeiro Execução só produtos Seguro Saúde Serviços Serviços de Viagem Facilidades ex, creches, academia,qualidade de vida, educação, etc

37 Principais desafios do nosso mercado: Público não entende bem os produtos. Companhias aparecem como impessoais e burocráticas. Mercado não educa o público sobre o valor dos seguros de vida. Mercado altamente concentrado. Baixa produtividade em vendas fora do canal banco. Pouca cultura de vendas de seguros de vida individuais.

38 Resumo e Conclusões: Mudanças na Preferência do Cliente: Futuros clientes estarão mais informados sobre os produtos disponíveis, serão mais analíticos e sistemáticos em suas decisões de compra e mais exigentes sobre o que querem. Um futuro assim exigirá mudanças na maneira como as organizações vendem. Modelos de Vendas: Os modelos de vendas serão mais consultivos e desenvolvidos com base na identificação e compreensão de necessidades. O corretor ou profissional de vendas precisará demonstrar um conhecimento amplo, estar à vontade com a tecnologia e ter acesso a um sólido suporte de vendas.

39 Resumo e Conclusões: Agilidade Organizacional: As organizações terão de aumentar seu poder de reação e resposta, além de oferecer diversos métodos de entrega. Tal ambiente exigirá que a empresa implemente processos que se reforcem mutuamente e, ao mesmo tempo, seja ágil o suficiente para reagir às mudanças contínuas. Economicamente Viável: Criar produtos com recursos adequados e margens que sejam compatíveis com a estratégia de distribuição e sustentáveis.

40 OBRIGADO! Obrigado! Comentários e perguntas para: Samy Hazan

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na Visão das Seguradoras: Uma análise da distribuição de seguros no Brasil Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV), membro do Conselho Editorial da FUNENSEG, catedrático pela ANSP e sócio da empresa "Rating

Leia mais

Pessoas que cuidam de pessoas

Pessoas que cuidam de pessoas Pessoas que cuidam de pessoas Agenda Cenário Econômico Mundial Ranking PIB 2012 15,68 8,22 5,96 3,40 2,60 2,44 2,39 2,02 2,01 1,82 Estados Unidos China Japão Alemanha França Reino Brasil Rússia Itália

Leia mais

Marco Antonio Rossi. FenaPrevi e o Mercado de Seguros e Previdência

Marco Antonio Rossi. FenaPrevi e o Mercado de Seguros e Previdência Marco Antonio Rossi FenaPrevi e o Mercado de Seguros e Previdência 1 Agenda 1. Linha do Tempo 2. Mercado Brasileiro 3. Indicadores de Desenvolvimento 4. Cenários 5. O Agregado de Oportunidades 6. Seguros

Leia mais

Evolução numérica do seguro de transportes Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2007

Evolução numérica do seguro de transportes Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2007 Evolução numérica do seguro de transportes Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2007 1) Tendência e Participação O ramo de seguro de transportes é um dos mais tradicionais no mercado brasileiro.

Leia mais

Panorama da empresa. Estratégia de negócio. Performance e Portfólio de produtos

Panorama da empresa. Estratégia de negócio. Performance e Portfólio de produtos 2014 Panorama da empresa Estratégia de negócio Performance e Portfólio de produtos Panorama da empresa Panorama da empresa Nossa História Criada em 1992 para atuar nos ramos de vida e acidentes pessoais,

Leia mais

Marco Antonio Rossi. A Economia Brasileira Atual com Foco na Área de Benefícios

Marco Antonio Rossi. A Economia Brasileira Atual com Foco na Área de Benefícios Marco Antonio Rossi A Economia Brasileira Atual com Foco na Área de Benefícios 1 Agenda 1. Linha do Tempo 2. Mercado Brasileiro 3. Cenários Indicadores de Desenvolvimento 4. Desafios e Oportunidades 5.

Leia mais

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 1 Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 2 AGENDA AVANÇO DO MERCADO SEGURADOR NOSSO CRESCIMENTO PRESENTE E FUTURO 3 4 SEGUROS E RESSEGUROS:

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 1 AGENDA AVANÇO DO MERCADO SEGURADOR NOSSO CRESCIMENTO PRESENTE E FUTURO 2 3 SEGUROS E RESSEGUROS: UM

Leia mais

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa Análise XP Fundamentos Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa A Empresa A Senior Solution está presente, há mais de 17 anos, no segmento de Tecnologia da Informação no mercado brasileiro, sendo uma

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

SEGUROS PATRIMONIAIS. www.sindsegsc.org.br PDES Programa de Desenvolvimento dos Executivos do Seguro Agosto/2013

SEGUROS PATRIMONIAIS. www.sindsegsc.org.br PDES Programa de Desenvolvimento dos Executivos do Seguro Agosto/2013 SEGUROS PATRIMONIAIS www.sindsegsc.org.br PDES Programa de Desenvolvimento dos Executivos do Seguro Agosto/2013 SUBSCRIÇÃO E ACEITAÇÃO DE RISCOS Jean Carlo de Borba Diretor SindsegSC PDES Subscrição e

Leia mais

Certificação Digital e Corretoras de Seguros. Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Outubro/2011

Certificação Digital e Corretoras de Seguros. Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Outubro/2011 Certificação Digital e Corretoras de Seguros Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Outubro/2011 Sumário I) Cenários Econômicos do Setor e do País II) Estudos Teóricos sobre Distribuição III) Dois

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010.

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010. PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010 Eugênio Velasques 2020 2030 2040 2050 2010 Evolução da População 300 250 200 150 5 vezes

Leia mais

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização Panorama e Perspectivas / Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização 1. Sumário Executivo... 2 2. Seguradoras do grupo de seguros gerais... 2 2.1 Ramos do grupo de seguros gerais...

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

Como competir com produtos inovadores no Brasil até 2010? Patrice Zagamé Presidente Novartis Brasil 18 de agosto, 2005

Como competir com produtos inovadores no Brasil até 2010? Patrice Zagamé Presidente Novartis Brasil 18 de agosto, 2005 Como competir com produtos inovadores no Brasil até 2010? Patrice Zagamé Presidente Novartis Brasil 18 de agosto, 2005 O que é um produto inovador? Dois caminhos para oferecer melhores medicamentos aos

Leia mais

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA Exercício 2008 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Exercício 2008 GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL Relatório 1. Institucional

Leia mais

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto CURRÍCULO DO PROFESSOR Administradora com mestrado e doutorado em engenharia de produção

Leia mais

Aon Corporation. Países em que atua 120 Escritórios no Mundo 500 Funcionários 40.000. Matriz da Aon Chicago EUA. Dados: Dezembro/2009

Aon Corporation. Países em que atua 120 Escritórios no Mundo 500 Funcionários 40.000. Matriz da Aon Chicago EUA. Dados: Dezembro/2009 Aon Corporation Líder Mundial em Consultoria de Riscos, Benefícios, Seguros e Resseguros; Detentora do maior volume de prêmios emitidos do mercado mundial; 8ª empresa na categoria Diversidade Financeira

Leia mais

Lojas Marisa aumenta a agilidade dos negócios e diminui riscos com CA IdentityMinder

Lojas Marisa aumenta a agilidade dos negócios e diminui riscos com CA IdentityMinder CUSTOMER SUCCESS STORY Lojas Marisa aumenta a agilidade dos negócios e diminui riscos com CA IdentityMinder PERFIL DO CLIENTE Indústria: Varejo Empresa: Lojas Marisa Funcionários: 14,000 Receita da rede:

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 4T11

Reunião Pública dos Analistas 4T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 4T11 Porto Seguro Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Porto Seguro Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

WORKSHOP SEGURO DE VIDA O caminho do Sucesso!

WORKSHOP SEGURO DE VIDA O caminho do Sucesso! WORKSHOP SEGURO DE VIDA O caminho do Sucesso! Rogério Araújo Abril - 2013 VOCÊ CONHECE SEU CLIENTE? Nascimento Faculdade Efetivação Casamento 0 4 18 20 22 24 28 30 Estudos Estágio Carro + Seguro Promoção

Leia mais

Financiamento de Veículos Posicionamento

Financiamento de Veículos Posicionamento Financiamento de Veículos Posicionamento Market Share de Produção em % Ranking Novos Financiamentos (3º Trim 14) 15,5% 1º 13,8% 14,5% 2º 2º 3º 1ºT 14 2ºT 14 3ºT 14 Pesados Autos Novos Motos Autos Usados

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO 2 PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR 3 4 PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO Seguros Gerais 14 Milhões de Automóveis Segurados 7 Milhões

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência 1 Brasil Entre as Maiores Economias do Mundo Mercado Brasileiro de Seguros e Previdência O Mundo do Seguro e Previdência Desafios

Leia mais

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar.

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. 0 0 Participação da Indústria no PIB - Internacional Prêmios/PIB em % (2004) 1 1 A Indústria de Seguros no Brasil Desde a implantação do Plano Real,

Leia mais

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Identificar as diversas estratégias competitivas básicas e explicar como elas podem utilizar a tecnologia da informação para fazer frente às forças competitivas que as empresas enfrentam.

Leia mais

Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década

Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década 1 FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO PROFESSOR BAHIA TEXTO DE CULTURA GERAL FONTE: UOL COTIDIANO 24/09/2008 Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década Fabiana Uchinaka Do UOL Notícias

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007

Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007 Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007 1) Introdução Nos últimos dias úteis de 2006, o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP)

Leia mais

A modalidade de Automóveis, aqui composta pelas carteiras de automóveis cascos, automóveis RCF e automóveis APP, já teve seus dias de glória.

A modalidade de Automóveis, aqui composta pelas carteiras de automóveis cascos, automóveis RCF e automóveis APP, já teve seus dias de glória. 1- Introdução: A modalidade de Automóveis, aqui composta pelas carteiras de automóveis cascos, automóveis RCF e automóveis APP, já teve seus dias de glória. A concorrência predatória, as deficiências na

Leia mais

O mundo é melhor quando a vida é mais segura. Prontos para o amanhã

O mundo é melhor quando a vida é mais segura. Prontos para o amanhã O mundo é melhor quando a vida é mais segura. Prontos para o amanhã AIG Marca sinônimo de excelência em gestão de riscos. Com atuação global, a AIG é reconhecida como referência no mercado de seguros.

Leia mais

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2009 Sumário 1) Situação Atual 2) Mercado Segurador em 2015?? (1ª Pesquisa Dezembro/2008) 3) Mercado Segurador

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do

Leia mais

TEMPO ASSIST Apresentação Institucional 1T12

TEMPO ASSIST Apresentação Institucional 1T12 TEMPO ASSIST Apresentação Institucional 1T12 0 Agenda 1. Introdução e Visão Geral 2. Saúde 3. Odonto 4. Assistência 5. Resultados Financeiros Consolidados 6. Perspectivas para 2012 1 Introdução e Visão

Leia mais

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros Categoria Setor de Mercado Seguros 1 Apresentação da empresa e sua contextualização no cenário competitivo A Icatu Seguros é líder entre as seguradoras independentes (não ligadas a bancos de varejo) no

Leia mais

SCOR GLOBAL LIFE FENAPREVI II SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE MARKETING & VENDAS VIDA E PREVIDÊNCIA

SCOR GLOBAL LIFE FENAPREVI II SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE MARKETING & VENDAS VIDA E PREVIDÊNCIA SCOR GLOBAL LIFE FENAPREVI II SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE MARKETING & VENDAS VIDA E PREVIDÊNCIA Julho 2009 Impacto da Crise Mundial - Seguro de Vida Industria de Seguros de Vida não foi tão afetada quanto

Leia mais

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 I) Critérios www.ratingdeseguros.com.br 1) Os dados usados serão os números de 2007 e do 1º Semestre de 2008. 2) Os prêmios serão dados nas

Leia mais

NCR CONNECTIONS. CxBanking

NCR CONNECTIONS. CxBanking CxBanking NCR CONNECTIONS Nossa soluc a o multicanal permite aos bancos implementar rapidamente servic os empresariais personalizados em canais fi sicos e digitais. Um guia de soluções da NCR Visão geral

Leia mais

CONTACT CENTER. Serviços Especializados e Profissionalização do Mercado no Brasil

CONTACT CENTER. Serviços Especializados e Profissionalização do Mercado no Brasil CONTACT CENTER Serviços Especializados e Profissionalização do Mercado no Brasil Cenário Nos últimos dez anos, o desenvolvimento das tecnologias de informação permitiu um forte crescimento do setor de

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 3T11

Reunião Pública dos Analistas 3T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 3T11 Porto Seguro História e Posição A empresa se desenvolveu e atingiu posição de liderança em Auto e Residência, e conta com forte estrutura operacional e de distribuição

Leia mais

PLANOS PERGUNTAS E RESPOSTAS DE PRODUTOS WWW.SPCBRASIL.ORG.BR

PLANOS PERGUNTAS E RESPOSTAS DE PRODUTOS WWW.SPCBRASIL.ORG.BR PLANOS DE PRODUTOS PERGUNTAS E RESPOSTAS WWW.SPCBRASIL.ORG.BR 1 O QUE SÃO PLANOS? Planos são mensalidades bonificadas que têm por objetivo simplificar, padronizar e aumentar a competitividade das CDLs

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

O Mercado Brasileiro de Seguros Gerais em Evolução: o Papel do Corretor de Seguros. Paulo Marraccini paulo.marraccini@fenseg.org.

O Mercado Brasileiro de Seguros Gerais em Evolução: o Papel do Corretor de Seguros. Paulo Marraccini paulo.marraccini@fenseg.org. O Mercado Brasileiro de Seguros Gerais em Evolução: o Papel do Corretor de Seguros Paulo Marraccini paulo.marraccini@fenseg.org.br Seguros Gerais Segmento de Danos (SUSEP) Automóvel 8 ramos Patrimonial

Leia mais

Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros

Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros Marco Antonio Rossi Bradesco Seguros MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO

Leia mais

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 A GSMA representa os interesses da indústria mundial de comunicações móveis. Presente em mais de 220 países, a GSMA

Leia mais

Nossa atuação no setor financeiro

Nossa atuação no setor financeiro Nossa atuação no setor financeiro No mundo No Brasil O porte da equipe de Global Financial Services Industry (GFSI) da Deloitte A força da equipe do GFSI da Deloitte no Brasil 9.300 profissionais;.850

Leia mais

História 1882 Thomas Chubb Nova York The Chubb Corporation Argos Fluminense 33 países 130 escritórios

História 1882 Thomas Chubb Nova York The Chubb Corporation Argos Fluminense 33 países 130 escritórios História Em 1882, Thomas Chubb estabeleceu uma companhia de seguros marítimos na área portuária da cidade de Nova York. Nascia, naquele momento, o que hoje é a holding The Chubb Corporation, uma das maiores

Leia mais

TEMPO ASSIST Apresentação Institucional 2T12

TEMPO ASSIST Apresentação Institucional 2T12 TEMPO ASSIST Apresentação Institucional 2T12 0 Agenda 1. Introdução e Visão Geral 2. Saúde 3. Odonto 4. Assistência 5. Resultados Financeiros Consolidados 6. Perspectivas para 2012 1 Introdução e Visão

Leia mais

Apresentação da Empresa

Apresentação da Empresa Apresentação da Empresa Somos uma empresa especializada em desenvolver e implementar soluções de alto impacto na gestão e competitividade empresarial. Nossa missão é agregar valor aos negócios de nossos

Leia mais

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado.

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. TECNICAS E TECNOLOGIAS DE APOIO CRM Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. Empresas já não podem confiar em mercados já conquistados. Fusões e aquisições

Leia mais

Gnatus inova e simplifica gestão com SAP Business Suite powered by SAP HANA

Gnatus inova e simplifica gestão com SAP Business Suite powered by SAP HANA Gnatus inova e simplifica gestão com SAP Business Suite powered by SAP HANA A Gnatus é uma importante fabricante de equipamentos odontológicos e precisava sustentar seu crescimento em um ambiente de alta

Leia mais

O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas. www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010

O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas. www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010 O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010 Sumário 1) Passado: História Econômica do Setor 2) Presente: Situação Atual 3)

Leia mais

Especializada em criar soluções competitivas, abrangentes, diferenciadas e inovadoras para a excelência no gerenciamento das informações.

Especializada em criar soluções competitivas, abrangentes, diferenciadas e inovadoras para a excelência no gerenciamento das informações. Histórico da Empresa Transformando tecnologia em soluções DocSystem Corporation, empresa líder de mercado em soluções para Gestão Corporativa. Projetada para atender a qualquer organização, independente

Leia mais

Relatório. Análise Econômica. Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul. Muito Boa Março/2011

Relatório. Análise Econômica. Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul. Muito Boa Março/2011 Relatório Análise Econômica Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul Muito Boa Março/2011 www.ratingdeseguros.com.br Responsável Técnico: Francisco Galiza Email: galiza@ratingdeseguros.com.br

Leia mais

Pensando Previdência

Pensando Previdência 1 Pensando Previdência EVENTO Numero de Beneficio POPULAÇÃO URBANA Valor Totais 19.521.000 17.317 (Bi) Aposentadoria por Tempo de contribuição Aposentadoria por Velhice Aposentadoria Por Invalidez Pensão

Leia mais

Superintendência Executiva N/CO Manaus / AM - Agosto/2011

Superintendência Executiva N/CO Manaus / AM - Agosto/2011 Superintendência Executiva N/CO Manaus / AM - Agosto/2011 Agenda Análise de Mercado Estrutura do Mercado de Seguros Brasileiro Distribuição Geográfica Mercado Interno de Veículos e Frota Circulante Desafios

Leia mais

Pessoas no centro da estratégia Soluções para desafios em RH

Pessoas no centro da estratégia Soluções para desafios em RH Pessoas no centro da estratégia Soluções para desafios em RH Os papéis do executivo de RH Pessoas são os principais ativos de uma empresa e o executivo de Recursos Humanos (RH), como responsável por administrar

Leia mais

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS Joel Queiroz 1 COOPERATIVAS DE CRÉDITO INSTRUMENTO DE ORGANIZAÇÃO ECONÔMICA Associação voluntária de pessoas para satisfação de necessidades econômicas,

Leia mais

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING Sumário Parte um Conceitos e tarefas da administração de marketing CAPITULO I MARKETING PARA 0 SÉCULO XXI A importância do marketing O escopo do marketing 0 que é marketing? Troca e transações A que se

Leia mais

As diretrizes de consumo no Brasil

As diretrizes de consumo no Brasil As diretrizes de consumo no Brasil A visão do consumidor Luiz Goes A GS&MD Gouvêa de Souza Consultoria Empresarial Canais de distribuição / Centrais e redes de negócios/ Controladoria e finanças / Crédito

Leia mais

Projeto APAS Affinity Auto

Projeto APAS Affinity Auto Projeto APAS Affinity Auto Índice Objetivo Parceiros Produto Estrutura de Atendimento Preços Por Amostragem Objetivo Desenvolver produtos de seguros e benefícios para funcionários, dirigentes e sócios

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Questões Onde queremos chegar? Como vamos chegar? Onde estamos? Como estamos indo? 2 Mercado Segurador Brasileiro Expanção Geográfica: Oportunidade de Crescimento Queremos

Leia mais

APTRA PASSPORT DA NCR. Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos

APTRA PASSPORT DA NCR. Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos APTRA PASSPORT DA NCR Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos Uma maneira melhor para os seus clientes depositarem cheques Bancos e instituições financeiras continuam a enfrentar os desafios

Leia mais

Cadastro das Principais

Cadastro das Principais 46 Cenário Econômico Cadastro das Principais Corretoras de Seguros Primeiras conclusões Francisco Galiza O estudo ESECS (Estudo Socioeconômico das Corretoras de Seguros), divulgado pela Fenacor em 2013,

Leia mais

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária. Rio de Janeiro Agosto - 2010

8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária. Rio de Janeiro Agosto - 2010 Normas Internacionais de Supervisão 8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária Rio de Janeiro Agosto - 2010 Sumário: 1. Solvência II 2. International Association of Insurance Supervisors IAIS 3.

Leia mais

Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO. Prof. Jean Cavaleiro

Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO. Prof. Jean Cavaleiro Unidade I FUNDAMENTOS DA GESTÃO FINANCEIRA Prof. Jean Cavaleiro Introdução Definir o papel da gestão financeira; Conceitos de Gestão Financeira; Assim como sua importância na gestão de uma organização;

Leia mais

Resultados das Seguradoras Brasileiras e Mercado Mundial Uma Análise Comparada

Resultados das Seguradoras Brasileiras e Mercado Mundial Uma Análise Comparada Resultados das Seguradoras Brasileiras e Mercado Mundial Uma Análise Comparada Novembro/2001 SUMÁRIO: I) Introdução II) Análise Comparada III) Projeções e Conclusões Francisco Galiza Consultor e Mestre

Leia mais

Apresentação Comercial. Generali Brasil Seguros

Apresentação Comercial. Generali Brasil Seguros Apresentação Comercial Generali Brasil Seguros O GRUPO GENERALI Liderança, a, solidez e presença a global Assicurazioni Generali SPA., fundada em 1831 em Trieste Itália. 85.000 funcionários no mundo e

Leia mais

PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS!

PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS! PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS! sdfgdfhfdgfsgfdgfsdg sdfgsdgsfdgfd PRODUTOS PARA VOCÊ PRODUTOS PARA VOCÊ Simples e econômico: com apenas uma apólice, toda sua frota fica segurada.

Leia mais

Gestão de Benefícios

Gestão de Benefícios Gestão de Benefícios 2EASY GESTÃO DE BENEFÍCIOS A 2Easy Benefícios é uma unidade de negócios da 2Easy Solutions, reconhecida pelo seu know how em Soluções para Gestão de Pessoas. A 2Easy Benefícios nasceu

Leia mais

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal www.quidgest.com quidgest@quidgest.com 1. Introdução Novo contexto económico e tecnológico Metodologia 2. Agilidade Organizacional das

Leia mais

Aqui você encontra dicas importantes para ajudá-lo na compreensão de todas as mudanças do Novo Kit de Cálculo Online.

Aqui você encontra dicas importantes para ajudá-lo na compreensão de todas as mudanças do Novo Kit de Cálculo Online. Prezado Corretor, Kit de Cálculo Online 0310K1 Este é o novo Kit de Cálculo Online 0310K1, com novidades e alterações para facilitar o seu dia-a-dia. Leia atentamente este Informe Técnico para entender

Leia mais

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce;

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce; Objetivos Administração Profª Natacha Pouget Módulo: Gestão de Inovação e Ativos Intangíveis Tema da Aula: E-Business e Tecnologia da Informação I Entender as definições de e-business e e- commerce; Conhecer

Leia mais

Desdobramento da estratégia em indicadores de gestão. Palestrante: Paulo Ivan de Mello Gerente de Processos e Qualidade Serasa Experian

Desdobramento da estratégia em indicadores de gestão. Palestrante: Paulo Ivan de Mello Gerente de Processos e Qualidade Serasa Experian Desdobramento da estratégia em indicadores de gestão Palestrante: Paulo Ivan de Mello Gerente de Processos e Qualidade Serasa Experian A Experian No mundo líder de mercado Londres Nottingham Grupo de origem

Leia mais

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 SUMÁRIO Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita de

Leia mais

FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA

FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA Abordagem da estratégia Análise de áreas mais específicas da administração estratégica e examina três das principais áreas funcionais das organizações: marketing,

Leia mais

Royal & SunAlliance Seguros

Royal & SunAlliance Seguros Royal Acidentes Pessoais O maior patrimônio de uma empresa são as pessoas. Por isso, o Royal Acidentes Pessoais garante a tranqüilidade dos funcionários e de suas famílias diante de imprevistos ocorridos.

Leia mais

PESQUISA DE MERCADO JÓIAS, FOLHEADOS E BIJUTERIAS

PESQUISA DE MERCADO JÓIAS, FOLHEADOS E BIJUTERIAS PESQUISA DE MERCADO JÓIAS, FOLHEADOS E BIJUTERIAS AGENDA Metodologia Dados Secundários Dados Primários Comentários, Sugestões e Críticas das Empresas Considerações Finais TRABALHO DE CAMPO PASSO A PASSO

Leia mais

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas 1) Resumo Executivo Descrição dos negócios e da empresa Qual é a ideia de negócio e como a empresa se chamará? Segmento

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 1T12

Reunião Pública dos Analistas 1T12 Reunião Pública dos Analistas Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados em 2011 Principais Realizações e

Leia mais

CASTIGLIONE (MLRV) MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011

CASTIGLIONE (MLRV) MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA RESULTADOS DE JAN A NOV 2011 O Mercado Brasileiro de Seguros e Previdência encerrou o período de jan a novembro de 2011 apresentando um Lucro Líquido não consolidado

Leia mais

Seguros, Previdência e Capitalização

Seguros, Previdência e Capitalização Seguros, Previdência e Capitalização Análise das contas Patrimoniais e do Resultado Ajustado do Grupo Bradesco de Seguros, Previdência e Capitalização: Balanço Patrimonial Mar10 Dez09 Mar09 Ativo Circulante

Leia mais

1º de outubro de 2007 A métrica de CRM correta para a sua organização MÉTRICAS REQUEREM DISCIPLINA PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE CRM BEM-SUCEDIDA

1º de outubro de 2007 A métrica de CRM correta para a sua organização MÉTRICAS REQUEREM DISCIPLINA PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE CRM BEM-SUCEDIDA 1º de outubro de 2007 A métrica de CRM correta para a sua organização por William Band com Sharyn C. Leaver e Mary Ann Rogan SUMÁRIO EXECUTIVO A Forrester entrevistou 58 executivos sobre as melhores práticas

Leia mais

Perspectivas do Mercado de Seguros de Pessoas. Lauro Vieira de Faria

Perspectivas do Mercado de Seguros de Pessoas. Lauro Vieira de Faria Perspectivas do Mercado de Seguros de Pessoas Lauro Vieira de Faria Estrutura da apresentação Seguros de pessoas: Brasil x Mundo Desenvolvimentos recentes Desafios a frente Oportunidades Brasil: 7ª economia

Leia mais

Diversificação de canais em seguros massificados Wagner Amaral Carvalho

Diversificação de canais em seguros massificados Wagner Amaral Carvalho Diversificação de canais em seguros massificados Wagner Amaral Carvalho KPMG Management Consulting 21 de Junho de 2012 ADVISORY 0 Agenda Seguro Massificado Mercado brasileiro de seguros visão geral Canais

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

A Corretagem como Negócio

A Corretagem como Negócio A Corretagem como Negócio Robert Bittar, Presidente, FENACOR www.fenacor.com.br XVI Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros Florianópolis, Santa Catarina - Outubro/2009 Mudando o Conceito Corretor

Leia mais

Vida Segura Empresarial Bradesco:

Vida Segura Empresarial Bradesco: PRÊMIO ANSP 2005 Vida Segura Empresarial Bradesco: A democratização do acesso ao Seguro de Vida chega às Micro e Pequenas Empresas. 1 SUMÁRIO 1. Sinopse 3 2. Introdução 4 3. O desafio de ser o pioneiro

Leia mais

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel E-BUSINESS Profª. Kelly Hannel AGENDA Evolução da internet nos negócios Conceitos de E-BUSINESS e COMÉRCIO ELETRÔNICO Identificando tendências do E-BUSINESS Quadro das interações possíveis no meio eletrônico

Leia mais

Indústria Seguradora do Brasil. Visão Executiva da Situação Atual e Perspectivas para 2015

Indústria Seguradora do Brasil. Visão Executiva da Situação Atual e Perspectivas para 2015 Indústria Seguradora do Brasil Visão Executiva da Situação Atual e Perspectivas para 2015 2009 Sumário Introdução 4 Cenário Econômico de Seguros 6 Pesquisa com Empresas 8 Recomendações 18 Conclusões do

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1 CONHEÇA A PRODENT Nosso objetivo é garantir a plena satisfação dos nossos beneficiários, empresas clientes e parceiros, por meio da prestação de serviços altamente qualificados.

Leia mais

5 Análise dos Resultados Seguro de Vida

5 Análise dos Resultados Seguro de Vida Capítulo 5 Análise dos Resultados - Seguro de Vida 5 Análise dos Resultados Seguro de Vida Este capítulo tem como objetivo a análise dos resultados obtidos através da modelagem dos dados de uma seguradora.

Leia mais

Nosso compromisso é aperfeiçoar seu negócio

Nosso compromisso é aperfeiçoar seu negócio Nosso compromisso é aperfeiçoar seu negócio 1 2 WWW.HEDGE.COM.BR Grupo Hedge Fundado em 1996, o Grupo Hedge é formado pelas empresas Hedge Recuperação de Crédito, Hedge Participações e Hedge Representações.

Leia mais