DIVULGAÇÃO DE RESULTADO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIVULGAÇÃO DE RESULTADO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014"

Transcrição

1 Relatório de Resultados DIVULGAÇÃO DE RESULTADO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014 Rio de Janeiro, 13 de Agosto de A PRUMO LOGÍSTICA S.A. ( Companhia ou PRUMO ) (Bovespa: PRML3), empresa privada brasileira responsável pelo empreendimento do Porto do Açu divulga hoje seu resultado do segundo trimestre de 2014 e atualiza seus acionistas e o mercado em relação ao desenvolvimento de seu empreendimento. As informações financeiras e operacionais, em bases consolidadas e em milhares de Reais, são apresentadas de acordo com os padrões internacionais de demonstrações contábeis (IFRS). Mensagem do Presidente O segundo trimestre de 2014 refletiu a nova fase que a companhia se encontra, com capacidade financeira para executar os seu plano de investimentos e planejamento para preparar a empresa para a sua nova fase de operação. Com as principais frentes de obra já contratadas (dragagem, construção do quebramar, cais e linha de transmissão) e com algumas delas entrando em sua fase final, a Prumo executou neste trimestre o total de R$ 483,3 milhões em investimentos (considerando Ferroport e Açu). Quando somado ao investimento realizado pelas empresas no primeiro trimestre, o total acumulado dos investimentos de 2014 até esta data soma R$ 1.001,2 milhões, não considerando os juros capitalizados. Com as obras de construção da infraestrutura do Porto do Açu entrando na sua fase final, o porto se torna uma realidade e os esforços passam a se concentrar na preparação para o inicio da sua fase operacional. No canal do Terminal 2, a área operacional aguarda as últimas autorizações para começar a gerenciar a entrada e saída de navios de clientes. Para que tudo ocorra dentro das melhores práticas de navegação e segurança, o time operacional conta com reforço de pessoal, de sistemas de monitoramento de ponta e rígidos controles e normas de segurança operacional. Também ao longo deste trimestre mantivemos o foco comercial em atrair novos clientes e aumentamos significativamente a quantidade de visitas comerciais ao Porto do Açu. Esta atividade comercial tem o objetivo de mostrar as atuais instalações do Porto, além de demonstrar suas vantagens competitivas visando desenvolver parcerias e trazer novos negócios para a Companhia. 1

2 No lado financeiro, continuamos avançando nas discussões com os nossos credores para adequarmos o perfil do nosso endividamento ao tempo de maturação do negócio da Companhia. Também buscamos ao longo deste trimestre apoio institucional a fim de garantir uma logística eficiente e sustentável para os acessos ao Porto do Açu. Por fim, estamos muito animados com as perspectivas para este ano de 2014 e ao mesmo tempo muito atentos para que tanto a desmobilização das principais frentes de obra quanto o início das operações portuárias aconteçam dentro da normalidade, mas principalmente com segurança para os nossos colaboradores e fornecedores. Destaques do Trimestre Contrato Edison Chouest Em abril foi assinado um contrato com a Edison Chouest, empresa líder no segmento marítimo, visando implantar uma Base de Apoio Offshore para atender clientes e um estaleiro de reparos navais para suas próprias embarcações. O contrato de aluguel cobre uma área de m² no canal do Terminal 2, pelo período de 15 anos renováveis por mais 3 períodos de 5 anos. A Edison Chouest tem a opção de aumentar em 220 metros o cais em até 12 meses e mais 220 metros em até 18 meses, podendo dobrar sua capacidade e atingir 880 metros de cais e uma área de até m². Contrato NFX Em maio foi assinado um contrato com a NFX, JV constituída por 50% Prumo e 50% BP, para ocupação de uma área de m 2. A área que fica localizada na margem direita da entrada do canal do Terminal 2 deverá ter uma profundidade de 14,5 metros. O contrato estabelece um período inicial de 5 anos renováveis por mais 1 período de 15 anos, com direito de extensão por mais 2 períodos de 20 anos. O cais de até 406 metros terá capacidade para receber navios dos mais variados portes e atividades, como PSVs (Platform Supply Vessels) e navios de cabotagem e de longo curso. A NFX poderá importar, exportar, vender, armazenar, misturar, distribuir e/ou comercializar combustíveis marítimos, sob a marca da BP Marine. A BP Marine tem uma presença global oferecendo serviços para empresas que operam com grandes 2

3 navios para contêineres, tanques e granéis. Comprometida com os mais altos padrões de qualidade internacional e melhores práticas ambientais e de segurança, a BP Marine fornece diversos tipos de combustíveis nos mais importantes centros de distribuição marítimos no mundo. Inea realiza simulado no Porto do Açu Em Julho, o Inea (Instituto Estadual do Ambiente) acompanhou no Porto do Açu o simulado de derramamento de óleo ao mar. O simulado, que é obrigatório para a emissão da Licença de Operação das operações portuárias dos clientes, ainda contou com a participação de representantes das empresas NOV, Technip, Intermoor, Ferroport (antiga LLX Minas-Rio ), Integra e FCC. A empresa OceanPact, que vai operar a Base de Prontidão para Atendimento a Emergência do Porto do Açu e a Prumo, através do seu Centro de Controle, também participaram do simulado. LLX Minas-Rio passa a se chamar Ferroport A LLX Minas-Rio, Joint Venture formada 50% pela Anglo American e 50% pela Prumo, possui novo nome e agora é Ferroport. O nome faz referência ao minério de ferro e ao porto onde o produto será movimentado. A nova marca traz as cores brasileiras verde, azul e amarelo. Porto Brasil A LLX Brasil Operações Portuárias S.A., subsidiária integral da Companhia, assinou, em julho de 2014, os documentos que formalizaram a decisão pelo não prosseguimento do Projeto Porto Brasil, localizado no município do Peruíbe, Estado de São Paulo. Desde junho de 2013, diante das incertezas quanto à solução das pendências legais relacionadas à área do projeto, a Administração da Companhia já havia optado por provisionar a perda da totalidade do valor contábil desse ativo. 3

4 Correspondência sobre transferência de ações de Eike Batista para Mubadala Recentemente, em 05 de agosto a Prumo anunciou ao mercado que recebeu uma correspondência enviada pelo Sr. Eike Fuhrken Batista, informando que, no contexto de reestruturação do investimento da Mubadala Develompment Company no Grupo EBX, assinou contratos vinculantes pelo qual se comprometeu a transferir à Mubadala, diretamente e/ou por meio de suas afiliadas, ações ordinárias do capital social da Prumo, representando 10,44% das ações emitidas pela Companhia. A transferência das ações ainda está sujeita ao cumprimento de condições precedentes usuais e está prevista para ocorrer neste terceiro trimestre de Acompanhamento das obras Projeto Minério de Ferro - A construção do Projeto Minas-Rio, com capacidade de produção de 26,5 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, continua com a obtenção de progresso significativo para a realização do primeiro embarque de minério no final de Durante primeiro semestre de 2014, marcos-chave foram atingidos e o comissionamento do empreendimento foi iniciado. Na planta de beneficiamento, a primeira alimentação de minério para o britador primário foi realizada em maio e para o moinho em julho, com a utilização do sistema de bombeamento de água. A Anglo American ainda aguarda a obtenção das licenças de operação restantes. As licenças para a mina/planta de beneficiamento e o mineroduto são esperadas para o terceiro trimestre de O mineroduto de 525 km para o Porto do Açu foi concluído. Testes de bombeamento de água começaram da estação de bombas 2 para o porto, e da estação de bombas 1 para a estação de bombas 2, após a conclusão de todos os testes geométricos e de pressão na linha tronco. Terminal 1 (T1) No terminal de minério de ferro do porto, a construção continua conforme programada e com grande progresso na construção do quebra-mar, com o fundeio de 26 dos 33 caixões que precisam estar fundeados para o primeiro embarque de minério de ferro do empreendimento. Sendo que 5 caixões já estão construídos e aguardam no T1 condições de mar para serem colocados nas suas posições definitivas. A licença de operação do porto foi concedida à Ferroport em maio deste ano. 4

5 A Linha de Transmissão de 138KV, que conecta a Subestação de Campos a uma Subestação no Terminal de minério de ferro do Porto do Açu, já foi concluída e energizada em junho deste ano. Com 123 torres e aproximadamente 50 km de extensão, a LT atenderá ao terminal de minério de ferro e as operações da Ferroport (ex-llx Minas-Rio). Fotos do T1 Visão Geral T1 5

6 Planta de filtragem e empilhamento de minério de ferro Quebra-mar em implantação e Píer para carregamento de minério de ferro. 6

7 Sistema de correias transportadoras já instaladas. Terminal 2 (T2) O T2, Terminal Onshore, conta com canal com 6,5 Km de extensão e 300 metros de largura onde teremos as instalações de clientes e o Terminal Multicargas (TMULT). O T2 irá movimentar ferro gusa, carvão mineral, carga de projeto, veículos, granéis líquidos e sólidos, grãos, carga geral e petróleo, além de dar apoio às empresas na produção offshore. Em 2013 foi iniciada a construção do cais de apoio offshore e a primeira fase da obra, que totaliza 900 metros, já está pronta para a utilização pelos clientes Intermoor, Technip e NOV. Para a execução desta obra foram utilizadas estacas-prancha (cortina frontal e parede de ancoragem) e estacas em perfil metálico. Resta ainda o cais do terminal Multicargas (TMULT) de 500 metros que deve ser concluído no 2º semestre deste ano. O T-MULT (Terminal Multicargas) tem 60% de obras concluídas, ultrapassando mais da metade da sua fase de construção. Já foram cravadas as 564 estacas-prancha para a construção do cais, que medem mais de 30 metros de comprimento cada. A cravação das estacas de carga está 93% concluída, de um total de 850 unidades. 7

8 A previsão para conclusão desta fase da obra é para o mês de agosto. A obra da superestrutura de concreto já alcançou metade da sua construção. O cais do TMULT é formado por estacas-prancha, estacas de carga, superestrutura em concreto, cabeços e defensas. Possui capacidade para 10 toneladas de cargas por metro quadrado e terá profundidade de 14,5 metros. O terminal poderá movimentar cargas de projetos, granéis sólidos e líquidos, veículos, etc. Atualmente, 450 pessoas atuam na obra, com previsão de término para o segundo semestre deste ano. Mais de 2 milhões de toneladas de pedras já foram utilizadas na construção do quebra-mar do Terminal 2. O quebra-mar é formado pelo Molhe Norte, que está com metros e terá metros de comprimento, e Molhe Sul, que está com 643 metros de um total de metros. Na formação do quebra-mar também são utilizados blocos de concreto que estão sendo produzidos pelo dique flutuante Kugira, maior equipamento para produção de caixões de concreto do mundo, da empresa espanhola Acciona. A previsão é que a construção dos quebra-mares do T2 seja concluída até meados de O Porto do Açu já recebeu 492 equipamentos de um total de 551 que irão compor a Subestação de energia de 345kV. Além disso, foram concluídas as etapas civis de fundação da Subestação. Atualmente, estão em construção os pórticos, estruturas de concreto onde serão montados equipamentos. Também foi iniciada a concretagem da laje que integra as obras de acabamento da casa de comando, que irá receber os painéis elétricos que fazem todo o controle da subestação. Após a instalação dos painéis, a subestação ficará apta para iniciar o comissionamento, o que deve ocorrer em meados de setembro. O investimento da Prumo na construção da Linha de Transmissão e Subestação de 345 kv é de aproximadamente R$ 200 milhões. O sistema irá interligar o Complexo Industrial do Porto do Açu ao Sistema Nacional de Furnas, em Campos dos Goytacazes (RJ) e levará energia para todas as empresas que se instalarem no Complexo. Os clientes instalados no Porto do Açu já possuem energia disponibilizada através de um parque gerador em pleno funcionamento. Está previsto para o ultimo trimestre deste ano a energização dos clientes hoje instalados no porto através do fornecimento direto de energia da concessionária. 8

9 Fotos do T2 Visão Geral T2. Visão Geral do Canal do T2. 9

10 Andamento das obras no TMULT. Área dos Clientes. 10

11 Avanço das obras do cliente Wärtsilä. CAPEX FERROPORT Entre Abril a Junho de 2014, foram investidos R$ 249,8 milhões no projeto do terminal de minério de ferro, sendo que de 2007 até o 2T14, já foram investidos aproximadamente R$ 3,0 bilhões, incluídos juros capitalizados. Se não levarmos em consideração os juros capitalizados, no 2º trimestre de 2014 o CAPEX foi de R$ 208,1 milhões, e o CAPEX total do Projeto de 2007 até 2T14 é de R$ 2,5 bilhões. O valor total investido no 2º trimestre de 2014 de R$ 208,1 milhões foi alocado ao condomínio de ativos da seguinte maneira: R$ 48,1 milhões foram apropriados para Anglo American; R$ 127,7 milhões foram apropriados para Ferroport (antiga LLX Minas-Rio); R$ 32,3 milhões foram apropriados para LLX Açu na construção do quebramar. 11

12 Durante o 2º Trimestre de 2014, cerca de R$ 97,5 milhões foram utilizados na construção do quebra-mar, conforme contrato de fornecimento dos caixões celebrado com a empresa FCC Construccion. Adicionalmente, R$ 109,3 milhões foram investidos em gestão fundiária, meio ambiente e segurança patrimonial, gerenciamento do projeto, administração própria, pátio de estocagem, dragagem e adiantamentos. Outros R$ 1,3 milhão foram destinados à montagem da rede de energia elétrica da Linha de Transmissão de 138 kv que conecta a subestação de Campos ao Porto do Açu. No 2º trimestre de 2014, foram capitalizados cerca de R$ 41,7 milhões de juros. CAPEX AÇU No segundo trimestre, foram investidos R$ 373 milhões na construção do Porto do Açu, incluindo juros capitalizados, sendo que de 2007 até o 2T14, já foram investidos aproximadamente R$ 3,4 bilhões, incluídos juros capitalizados. Se não levarmos em consideração os juros capitalizados, no segundo trimestre de 2014 o CAPEX foi de R$ 307,5 milhões, e o CAPEX total do Projeto de 2007 até 2T14 é de R$ 3 bilhões. O valor de R$ 373 milhões é formado pela variação do Imobilizado da LLX Açu de R$ 200,5 milhões, pela variação de R$ 19,2 milhões na conta de Propriedades para Investimento, e pelas despesas gerais e administrativas capitalizadas da LLX Açu e suas controladas de R$ 0,6 milhão. A diferença, de R$ 152,7 milhões é explicada pela baixa do ativo imobilizado em contrapartida ao aumento da conta de créditos a receber, referente a parte da OSX no Capex da Infraesturura comum do Terminal 2. Como a OSX, conforme já informado ao mercado, não vem cumprindo com sua obrigação no contrato e encontra-se em Recuperação Judicial, a Prumo decidiu alocar todo este montante na conta de créditos a receber para cobrar os seus direitos no contrato. 12

13 No segundo trimestre de 2014, foram capitalizados R$ 65,5 milhões de juros. As principais atividades relacionadas a estes investimentos estão descritas abaixo. No canal do T2, foram desembolsados R$ 226,5 milhões no 2T14 sendo: R$ 165,4 milhões no quebra-mar; R$ 27,6 milhões em estacas-prancha para a construção do cais próprio do T-MULT e de nossos clientes; R$ 33,5 milhões referentes à dragagem do canal. As obras para implantação da Linha de Transmissão de 345 kv, que conectará o Porto ao Sistema Interligado Nacional consumiram R$ 22,9 milhões no segundo trimestre de Foram desembolsados R$ 8,7 milhões em projetos de engenharia e gerenciamento de obras; R$ 8,5 milhões em gestão fundiária, segurança patrimonial e operação; R$ 5,4 milhões com despesas administrativas incluindo pessoal e seguros; R$ 2,3 milhões em sustentabilidade e R$ 800 mil com pavimentação e manutenção de estradas. Na construção do quebra-mar do T1 foram investidos R$ 32,3 milhões no 2T14, conforme descrito item acima no CAPEX FERROPORT. O Capex para o Açu em 2014 está estimado em R$ 1.494,0 milhões, não incluindo juros capitalizados e despesas administrativas. 13

14 Análise Simplificada da Demonstração de Resultados (R$ Mil) IFRS Consolidado (R$ Mil) DRE 2T14 2T13 Var. Receita Operacional Líquida Lucro Bruto Despesas Gerais e Administrativas (30.232) (30.676) 444 Despesas com Vendas (8.940) - (8.940) Outras (despesas) receitas operacionais (6.526) (45.604) Resultado de equivalência patrimonial (249) - (249) Resultado Financeiro (10.172) Resultado antes do imposto de renda e da contribuição social 621 (72.177) Prejuízo líquido do exercício (73.612) No segundo trimestre de 2014 a receita líquida foi de R$ 19,4 milhões, referente ao aluguel de área a seus clientes. O incremento verificado no período em relação ao 2T13 refere-se principalmente aos novos contratos com a Edison Chouest e NFX. As despesas administrativas foram de R$ 30,2 milhões e ficaram em linha com o verificado no 2T13: - R$ 13,0 milhões em gastos com pessoal. - R$ 7,0 milhões em serviços de terceiros. - R$ 3,0 milhões em impostos e taxas. - R$ 1,6 milhão em depreciação e amortização. - R$ 1,4 milhão em viagens e representação em eventos - R$ 1,3 milhão em aluguéis e arrendamentos. - R$ 2,9 milhões em outras despesas diversas. 14

15 Com o pedido de recuperação judicial da OSX, a parcela a receber referente ao seu aluguel de área equivalente ao segundo trimestre de 2014 no montante de R$ 8,9 milhões, foi classificada como despesas com vendas/serviços. O valor de R$ 6,5 milhões na linha de outras despesas (receitas) operacionais é composto por receitas de R$ 12,1 milhões referentes principalmente a ajustes de venda de ativos (Contrato de Asset Allocation com a Ferroport); reversão de provisão de bônus do ano anterior e reclassificação de depreciação da rede elétrica. As despesas de R$ 18,7 milhões referem-se à provisão de multas devidas a clientes pelo atraso no cumprimento de etapas no processo de conclusão das obras no Porto. O resultado financeiro líquido consolidado do 2T14 foi R$ 27,1 milhões. As despesas financeiras somaram R$ 0,8 milhão, compostas principalmente de juros, corretagens e variação monetária. As receitas financeiras foram de R$ 27,9 milhões, composta principalmente de juros sobre mútuo, rendimentos sobre aplicações financeiras e juros. O lucro líquido no trimestre foi de R$ 2,1 milhões. 15

16 Análise Simplificada do Balanço Patrimonial (R$ Mil) IFRS Consolidado Balanço Patrimonial (R$ mil) 2T14 1T14 Var. Ativo Circulante (11.844) Ativo Não Circulante ( ) Total do Ativo Passivo Circulante ( ) Passivo Não Circulante Patrimônio líquido Total do Passivo e Patrimônio líquido A Companhia terminou o segundo trimestre de 2014 com um saldo em caixa e equivalentes de R$ 310,3 milhões e com endividamento de R$ 2,52 bilhões incluindo os juros e atualização monetária. O imobilizado consolidado passou de R$ 3.224,1 milhões no 1T14 para R$ 3.469,9 milhões no 2T14 e esse aumento de R$ 245,8 milhões está associado ao avanço no andamento físico das obras do Porto do Açu e suas controladas, conforme detalhamento dos investimentos realizados. 16

17 Responsabilidade Socioambiental A Prumo acredita que possui papel social estratégico e transformador nas áreas onde atua e, por isso, conduz seus projetos de forma sustentável, com respeito às pessoas e ao meio ambiente. A empresa adota e dissemina conceitos, práticas e procedimentos com foco em responsabilidade social empresarial. Campanhas educativas de trânsito foram desenvolvidas no mês de abril para o público interno e externo com o intuito de promover a conscientização e diminuir a ocorrência de infrações. A equipe de Saúde e Segurança Ocupacional (SSO) da Prumo realizou o Programa de Controle de Transporte e Tráfego que contou com ações educacionais sobre trânsito e distribuição de material informativo como folders, sacolas de lixo para veículos e adesivo da campanha com slogan: Trânsito responsável, abrace essa ideia. Também foram realizadas abordagens de veículos nas vias internas do empreendimento com orientações de segurança no trânsito. Em maio, a Prumo participou do prêmio Benchmarking Brasil, reconhecido como um dos principais selos de sustentabilidade que destaca as melhores práticas de gestão socioambiental no país. A empresa ficou em 11º lugar com a apresentação do programa de reassentamento rural Vila da Terra, construída na Fazenda Palacete, em São João da Barra (RJ), onde a Prumo constrói o Porto do Açu. Outro destaque do trimestre foi a I Semana Integrada de Meio Ambiente, com o tema Lixo ou Resíduo: o que estamos deixando para trás?. O encontro teve a participação das empresas que estão se instalando no porto e teve como objetivo chamar a atenção para a importância da reciclagem e da coleta seletiva, separando corretamente o que pode ser reciclado, como plástico, papel, vidro e metal, do que é resíduo orgânico, como restos de comida. Cerca de 240 pessoas, entre colaboradores da Prumo e trabalhadores que atuam nas obras do Porto, tiveram oportunidade de conhecer exemplos de boas práticas ambientais, receber orientações sobre o descarte correto do lixo, além de aprender maneiras para colaborar na redução do consumo de água, energia, matérias primas e insumos. 17

18 Mercado de Capitais e Governança Corporativa As ações da Prumo são listadas no Novo Mercado, nível mais elevado de Governança Corporativa da Bovespa, reforçando a importância do Mercado de Capitais para a Companhia. No segundo trimestre de 2014, as ações da Prumo tiveram um volume médio diário de R$ 4,175 milhões e negócios por dia. Em 30 de junho de 2014, a Prumo possuía ações. A Prumo possui um Conselho de Administração formado por 6 membros, dentre os quais 2 são independentes. O Conselho se reúne com periodicidade trimestral, além das reuniões extraordinárias agendadas conforme a necessidade. A Prumo conta, ainda, em sua estrutura de Governança Corporativa com um Comitê de Auditoria que tem como objetivo assessorar o Conselho de Administração no desempenho de suas atividades relacionadas ao acompanhamento das práticas contábeis adotadas na elaboração das demonstrações financeiras da Companhia e de suas controladas e, ainda, na indicação e avaliação da auditoria independente. O Comitê é subordinado ao Conselho de Administração da Companhia que atua com independência em relação à Diretoria. 18

19 PRUMO Logística S.A. Balanço Patrimonial ( em milhares de reais) Consolidado Ativo 30/06/ /03/2014 Ativo Circulante Caixa e equivalentes de caixa Clientes Despesas antecipadas Impostos a recuperar Adiantamentos diversos Depósitos bancários vinculados Partes relacionadas - notas de débito Créditos com terceiros Outros Ativo Não Circulante Impostos diferidos Partes relacionadas Ativos de terceiro em nosso poder Depósitos judiciais Depósitos restituíveis Investimentos Imobilizado Intangíveis Total do Ativo

20 PRUMO Logística S.A. Balanço Patrimonial ( em milhares de reais) Consolidado 30/06/ /03/2014 Passivo Circulante Fornecedores Empréstimos, financiamentos e debêntures Partes relacionadas - notas de débito Outras obrigações com terceiros Impostos e contribuições a recolher Imposto de renda e contribuição social a recolher Salários e encargos a pagar Outros Passivo Não Circulante Empréstimos, financiamentos e debêntures Impostos e contribuições a recolher Provisão para contingências Outras obrigações com terceiros Outras obrigações Partes relacionadas Patrimônio líquido Capital social Reservas de capital Ajuste de avaliação patrimonial Prejuízos acumulados ( ) ( ) Resultado do exercício (10.189) (13.140) Total do Passivo e Patrimônio líquido

21 Em milhares de reais Demonstração de Resultado Consolidado - IFRS 2T14 2T13 Receita líquida de aluguel Lucro bruto Receitas (despesas) operacionais (45.947) (76.280) Despesas com vendas (8.940) - Despesas administrativas (30.232) (30.676) Outras receitas Outras despesas (18.717) (47.579) Resultado de equivalência patrimonial (249) - Resultado antes das receitas (despesas) financeiras liquidas e impostos (26.488) (62.005) Resultado financeiro (10.172) Receitas financeiras Despesas financeiras (781) (25.056) Resultado antes dos impostos 622 (72.177) Imposto de renda e contribuição social corrente (5.496) (176) Imposto de renda e contribuição social diferidos (1.259) Resultado das operações continuadas (73.612) Resultado do período (73.612) Resultado atribuível aos: Acionistas controladores (58.128) Acionistas não controladores (790) (15.484) Resultado do período (73.612) 21

22 Informações da Teleconferência Quinta-feira, 14 de Agosto às 10:00 (Brasília); 9:00 (US-ET). Telefones para conexão dos participantes: Dial in com conexões no Brasil: Dial in com conexões no Brasil: Toll-free com conexões nos Estados Unidos: Dial in com conexões nos Estados Unidos: Senha para participantes: Prumo Dados para o acesso a apresentação: (inglês) (português) Os participantes devem se conectar 10 minutos antes do início da teleconferência. Contatos Relações com Investidores: Eugenio Leite de Figueiredo - Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Luiz Felipe Jansen de Mello - Gerente de Relações com Investidores Flávia Tavares - Analista de Relações com Investidores / Imprensa: Bárbara Bortolin - /

Reunião Pública Prumo. 25 de Novembro de 2015

Reunião Pública Prumo. 25 de Novembro de 2015 Reunião Pública Prumo 25 de Novembro de 2015 Estrutura Societária 74,3% 6,7% Outros Minoritários 19% FERROPORT PORTO DO AÇU GNA AÇU PETROLEO BP-PRUMO 100% 100% 50% 20% 50% 2 Porto do Açu Características:

Leia mais

Janeiro 2016. PORTO DO AÇU Soluções de Infraestrutura para o Brasil

Janeiro 2016. PORTO DO AÇU Soluções de Infraestrutura para o Brasil Janeiro 2016 PORTO DO AÇU Soluções de Infraestrutura para o Brasil Estrutura Societária 74,3% 6,7% Outros Minoritários 19% FERROPORT PORTO DO AÇU GNA AÇU PETROLEO T-MULT BP-PRUMO 100% 100% 100% 50% 20%

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADO 3T15

DIVULGAÇÃO DE RESULTADO 3T15 DIVULGAÇÃO DE RESULTADO 3T15 Rio de Janeiro, 11 de Novembro de 2015 - A PRUMO LOGÍSTICA S.A. ( Companhia ou PRUMO ) (Bovespa: PRML3), empresa privada brasileira responsável pelo empreendimento do Porto

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADO DE 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADO DE 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADO DE 2015 Rio de Janeiro, 23 de Março de 2016 - A PRUMO LOGÍSTICA S.A. ( Companhia ou PRUMO ) (Bovespa: PRML3), empresa privada brasileira responsável pelo desenvolvimento do Porto

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

SUPERPORTO DO AÇU. Rio de Janeiro Junho de 2013

SUPERPORTO DO AÇU. Rio de Janeiro Junho de 2013 SUPERPORTO DO AÇU Rio de Janeiro Junho de 2013 SUPERPORTO DO AÇU X PORTOS BRASILEIROS Típico Porto brasileiro: estrangulado pelo crescimento da cidade X Superporto do Açu: Complexo Industrial de 90Km²

Leia mais

Relatório de Resultados

Relatório de Resultados Relatório de Resultados LLX Relatório de Resultados do 2 Trimestre de 2012 Rio de Janeiro, 13 de agosto de 2012 - A LLX LOGÍSTICA S.A. ( Companhia ou LLX ) (Bovespa: LLXL3), empresa privada brasileira

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADO 2013

DIVULGAÇÃO DE RESULTADO 2013 Relatório de Resultados DIVULGAÇÃO DE RESULTADO 2013 Rio de Janeiro, 26 de março de 2014 - A PRUMO LOGÍSTICA S.A. ( Companhia ou PRUMO ) (Bovespa: LLXL3), empresa privada brasileira responsável pela implantação

Leia mais

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil)

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 1.829 Fornecedores 58.422 Contas a Receber 238.880

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 31 de dezembro de

Leia mais

LLX - Resultados referentes ao 2º Trimestre de 2011

LLX - Resultados referentes ao 2º Trimestre de 2011 LLX - Resultados referentes ao 2º Trimestre de 2011 Autorização da ANP para construir Unidade de Tancagem e Tratamento de Petróleo (UTP) no Superporto do Açu - passo importante para se tornar um grande

Leia mais

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A.

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro (Em Reais) (reclassificado) (reclassificado) Ativo Nota 2012 2011 Passivo Nota 2012 2011 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 61.664 207.743 Fornecedores

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 Divulgação de Resultados 3T09 DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 - VENDAS CONTRATADAS DE R$242,7 MILHÕES NO 3T09, COM VSO 45% - - EBITDA DE R$35,0 MILHÕES, COM 31,1% DE MARGEM EBITDA

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2016 começou com o cenário macroeconômico muito parecido de 2015, uma vez que o mercado continua com tendências negativas em relação a PIB, inflação e taxa de juros. Novamente a Ouro

Leia mais

Principais destaques do 1T09 e eventos subsequentes relacionados aos projetos da LLX:

Principais destaques do 1T09 e eventos subsequentes relacionados aos projetos da LLX: Rio de Janeiro, 15 de maio de 2009 A LLX Logística S.A. ( LLX ou a Companhia na Bovespa: LLXL3), Companhia que está construindo dois projetos de complexos portuários na região Sudeste, sendo um deles um

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 80 Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 Parecer dos Auditores Independentes 81 Aos Acionistas da Inepar Telecomunicações S.A Curitiba - PR 1. Examinamos

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

Apresentação Corporativa. Dezembro 2014

Apresentação Corporativa. Dezembro 2014 Apresentação Corporativa Dezembro 2014 O Açu é uma solução estruturante para diversas indústrias Exemplo: evolução da indústria do petróleo nos próximos anos Crescimento esperado de 13% ao ano Crescimento

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Release de Resultados do 4T13

Release de Resultados do 4T13 São Paulo, 19 de fevereiro de 2014 A Eucatex (BM&FBovespa: EUCA3 e EUCA4), uma das maiores produtoras de painéis de madeira do Brasil, que atua também nos segmentos de tintas e vernizes, pisos laminados,

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A.

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2012 2011 Passivo e patrimônio líquido 2012 2011 (Não auditado) (Não auditado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 4) 415 7 Fornecedores

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T14

Apresentação de Resultados 3T14 Apresentação de Resultados 3T14 Destaques do Período Início da operação comercial dos parques do LER 2009 Maior complexo de energia eólica da América Latina: 14 parques, 184 aerogeradores, 294,4 MW de

Leia mais

Electro Aço Altona S/A

Electro Aço Altona S/A Electro Aço Altona S/A Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ n.º 82.643.537/0001-34 IE n.º 250.043.106 Rua Eng.º Paul Werner, 925 CEP 89030-900 Blumenau SC Data base: 30 de Junho de 2011 1 Destaques

Leia mais

GTD PARTICIPAÇÕES S.A.

GTD PARTICIPAÇÕES S.A. GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Leia mais

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 3º trimestre de 2015 Resultados do 3º trimestre de 2015 São Paulo, 13 de novembro de 2015 A Administração da Empresa de Distribuição de Energia do Vale Paranapanema ( EDEVP ou Companhia ) apresenta os resultados do terceiro

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T15

Apresentação de Resultados 1T15 Apresentação de Resultados 1T15 1 Destaques do Período Início da operação comercial de quatro parques do LEN A-3 2011 Início da operação comercial: 04 de março de 2015 Os outros 5 parques serão conectados

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012, de 2011 e de 2010

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012, de 2011 e de 2010 ABCD Gonçalves & Tortola S.A. Demonstrações financeiras em Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 3 Balanços patrimoniais 5 Demonstrações de resultados 7 Demonstrações

Leia mais

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 Porto Alegre, 30 de outubro de 2008 LOJAS RENNER S.A. (Bovespa: LREN3), segunda maior rede de lojas de departamentos de vestuário

Leia mais

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstração do resultado Exercício/período findo em 31 de dezembro Receita líquida (Nota 14) 13.913 Custo

Leia mais

TELECONFERÊNCIA 4T08

TELECONFERÊNCIA 4T08 TELECONFERÊNCIA 4T08 5 de agosto de 2008 1 08/07 09/07 10/07 11/07 12/07 01/08 02/08 03/08 Cenário Preço de Commodities 04/08 05/08 06/08 07/08 08/08 Preço das Commodities 220.0 200.0 180.0 160.0 140.0

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

GAIDAS & SILVA AUDITORES INDEPENDENTES

GAIDAS & SILVA AUDITORES INDEPENDENTES RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Aos Administradores do GRÊMIO RECREATIVO BARUERI Examinamos as demonstrações contábeis do GRÊMIO RECREATIVO BARUERI, que compreendem

Leia mais

Release de Resultados do 1T14

Release de Resultados do 1T14 São Paulo, 07 de maio de 2014 A Eucatex (BM&FBovespa: EUCA3 e EUCA4), uma das maiores produtoras de painéis de madeira do Brasil, que atua também nos segmentos de tintas e vernizes, pisos laminados, divisórias

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014 LUPATECH S.A. CNPJ/MF nº 89.463.822/0001-12 NIRE 43300028534 Companhia Aberta de Capital Autorizado Novo Mercado Relatório da Administração Mensagem da Administração Senhores

Leia mais

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Aos Srs. Acionistas Investco S.A. Anexo I - Comentários dos Diretores da Companhia Contas dos Administradores referentes ao exercício social encerrado em 31.12.2012.

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 1. Mercado de Capitais Cotações: (14/05/2010) ALPA3 R$ 6,10 ALPA4 R$ 5,95 Valore de Mercado: R$ 2,1 bilhões 2. Teleconferência Data: 18/05/2010 às 16h00

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

EXEMPLO COMPLETO DO CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRATIVOS FINANCEIROS

EXEMPLO COMPLETO DO CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRATIVOS FINANCEIROS EXEMPLO COMPLETO DO CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA COM BASE EM DEMONSTRATIVOS FINANCEIROS! O pagamento de juros conjunturais! O pagamento de juros estruturais! O recebimento de dividendos! A contratação de

Leia mais

Hering inicia o ano com crescimento de 41% do EBITDA e salto de 35% em vendas

Hering inicia o ano com crescimento de 41% do EBITDA e salto de 35% em vendas Blumenau, 07 de maio de 2008 Cia. Hering (Bovespa: HGTX3), uma das maiores empresas de varejo e design de vestuário do Brasil, divulga os resultados do 1º trimestre de 2008 (1T08). As informações operacionais

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Fluxo de Caixa 5 Demonstração das Mutações

Leia mais

IESA ÓLEO & GÁS S.A. Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008

IESA ÓLEO & GÁS S.A. Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008 Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008 Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008 Conteúdo Balanços Patrimoniais

Leia mais

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões.

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões. Desempenho Operacional e Financeiro Consolidado As informações contidas neste comunicado são apresentadas em Reais e foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil que compreendem

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 31. Ativo Não Circulante Mantido para Venda e Operação Descontinuada

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 31. Ativo Não Circulante Mantido para Venda e Operação Descontinuada COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 31 Ativo Não Circulante Mantido para Venda e Operação Descontinuada Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IFRS 5 Índice OBJETIVO

Leia mais

Destaques do Resultado

Destaques do Resultado RESULTADOS DO 4T09 E 2009 RECEITA LÍQUIDA de R$1 bilhão; EBITDA de R$119 milhões; MARGEM EBITDA de 12%, aumento de 2 p.p.; LUCRO LÍQUIDO ajustado de R$78 milhões em 2009 Rio de Janeiro, 17 de Março de

Leia mais

Data-Base - 31/03/1999 01763-9 TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.115/0001-21

Data-Base - 31/03/1999 01763-9 TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.115/0001-21 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/3/1999 Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA,

Leia mais

RECEITA LÍQUIDA ALCANÇA R$ 374,7 MILHÕES NO 1T15

RECEITA LÍQUIDA ALCANÇA R$ 374,7 MILHÕES NO 1T15 RECEITA LÍQUIDA ALCANÇA R$ 374,7 MILHÕES NO 1T15 São Paulo, 11 de maio de 2015 - A Abril Educação S.A. (BM&FBOVESPA: ABRE3) divulga seus resultados do 1º trimestre de 2015 (1T15). Os comentários aqui incluídos

Leia mais

DESTAQUES DO PERÍODO. A Companhia encerrou o 2T09 com um saldo de caixa de R$ 273,2 milhões e dívida líquida de R$ 182,0 milhões.

DESTAQUES DO PERÍODO. A Companhia encerrou o 2T09 com um saldo de caixa de R$ 273,2 milhões e dívida líquida de R$ 182,0 milhões. SANTOS BRASIL PARTICIPAÇÕES ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$ 12,9 MILHÕES NO 2T09. São Paulo, 29 de julho de 2009 A Santos Brasil Participações S.A. (Bovespa: STBP11), maior operadora portuária de contêineres

Leia mais

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox Vice Presidente de Finanças e Diretor de Relações com Investidores jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores

Leia mais

CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL

CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL Renara Tavares da Silva* RESUMO: Trata-se de maneira ampla da vitalidade da empresa fazer referência ao Capital de Giro, pois é através deste que a mesma pode

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

SIDERÚRGICA J. L. ALIPERTI S/A. INSTRUÇÃO CVM Nº 481 Anexo 9-1-II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO

SIDERÚRGICA J. L. ALIPERTI S/A. INSTRUÇÃO CVM Nº 481 Anexo 9-1-II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO SIDERÚRGICA J. L. ALIPERTI S/A INSTRUÇÃO CVM Nº 481 Anexo 9-1-II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO 1 Informar o lucro líquido do exercício - O montante do lucro líquido do exercício é de R$ 8.511.185,59 (oito

Leia mais

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9 Receita Líquida¹ no 1T16 atinge R$69,6 milhões, alta de 24,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior

Leia mais

4 T 10 RESULTADOS DO 4T10. Dados em 31/12/2010. Grazziotin PN (CGRA4) R$ 16,00. Valor de Mercado R$ 338,0 milhões

4 T 10 RESULTADOS DO 4T10. Dados em 31/12/2010. Grazziotin PN (CGRA4) R$ 16,00. Valor de Mercado R$ 338,0 milhões 4 T 10 Passo Fundo, 14 de março de 2011 A Grazziotin (BM&FBOVESPA: CGRA3 e CGRA4), empresa de comércio varejista do segmento de vestuário e utilidades domésticas, localizada na região sul do país, divulga

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS página 1 07. Onde é classificado o Subgrupo Estoques no plano de contas? 01. São acontecimentos que ocorrem na empresa e que não provocam alterações no Patrimônio: A) Atos Administrativos

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota. Explicativa

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota. Explicativa BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) ATIVO Nota Explicativa CIRCULANTE 39.755 68.651 Disponibilidades 522 542 Relações Interf./Aplicações R.F. 5 13.018 27.570 Relações Interdependências 6-1.733 Operações

Leia mais

Um superporto de águas profundas integrado ao maior e mais eficiente complexo industrial da América Latina. Conheça o Superporto do Açu.

Um superporto de águas profundas integrado ao maior e mais eficiente complexo industrial da América Latina. Conheça o Superporto do Açu. Um superporto de águas profundas integrado ao maior e mais eficiente complexo industrial da América Latina. Conheça o Superporto do Açu. A LLX, empresa de logística do Grupo EBX, nasceu para prover o país

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 03 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

Expandindo a Logística Brasileira Maio 2011

Expandindo a Logística Brasileira Maio 2011 Expandindo a Logística Brasileira Maio 2011 Aviso Legal Esta apresentação contém algumas afirmações e informações prospectivas relacionadas a Companhia que refletem a atual visão e/ou expectativas da Companhia

Leia mais

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005 Divulgação Imediata Cot. da Ação PNB CLSC6) em 31/03/05: R$ 0,90/ação Valoriz. No 1T05: -16% Valor de Mercado R$ : 694 milhões US$

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2015 está demonstrando ser muito desafiador, apresentando um cenário macroeconômico incerto, onde as expectativas do mercado preveem redução do PIB, aumento da inflação e da taxa

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2001 E DE 2000

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2001 E DE 2000 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2001 E DE 2000 (Em milhares de reais exceto quando indicado) 1 CONTEXTO OPERACIONAL A Companhia de Saneamento de Minas Gerais COPASA é

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013 . São Paulo, 13 de maio de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

Instituto Odeon - Filial Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório de revisão dos auditores independentes

Instituto Odeon - Filial Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório de revisão dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de e relatório de revisão dos auditores independentes Relatório de revisão dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras Aos Administradores

Leia mais

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_...

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... Página 1 de 14 CONTABILIDADE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Considerações ROTEIRO 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO

Leia mais

10. Balanço Patrimonial. 10.1 Plano de Contas

10. Balanço Patrimonial. 10.1 Plano de Contas 10. Balanço Patrimonial 10.1 Plano de Contas É um elemento sistematizado e metódico de todas as contas movimentadas por uma empresa. Cada empresa deverá ter seu próprio plano de contas de acordo com suas

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas ATIVO Explicativas CIRCULANTE 63.224 47.422 Disponibilidades 423 429 Relações Interfinanceiras / Aplicações R.F. 4 31.991 23.380 Relações Interdependências

Leia mais

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Contabilidade Decifrada Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Demonstrações Contábeis - balanço patrimonial; - demonstração do resultado do exercício; e, - demonstração de lucros ou prejuízos acumulados.

Leia mais

Engenharia Civil PROJETO MINAS-RIO: MINERODUTO

Engenharia Civil PROJETO MINAS-RIO: MINERODUTO Engenharia Civil PROJETO MINAS-RIO: MINERODUTO Campos dos Goytacazes, 14 de Outubro de 2014 Engenharia Civil PROJETO MINAS-RIO: MINERODUTO AUTORES: THAYS CRISTINE CORRÊA CAMINHA ARIANA ANDRADE SANTOS GISELE

Leia mais

Atenção: Esta folha deverá acompanhar o trabalho e não deverá ser destacada do mesmo. Controle do DPT-RJ/WORD/EXCEL 97 Dados do trabalho

Atenção: Esta folha deverá acompanhar o trabalho e não deverá ser destacada do mesmo. Controle do DPT-RJ/WORD/EXCEL 97 Dados do trabalho Atenção: Esta folha deverá acompanhar o trabalho e não deverá ser destacada do mesmo Controle do DPT-RJ/WORD/EXCEL 97 Dados do trabalho Cliente - NTE-Nordeste Transmissora de Energia S.A. CÓDIGO - 02012697/0001

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota ATIVO Explicativa CIRCULANTE 19.098 15.444 Disponibilidades 98 90 Relações Interf. / Aplicações R.F. 5 13.053 9.797 Operações de Crédito 6 5.760 5.518 Outros

Leia mais

ANEXO III PROPOSTA ECONÔMICO FINANCEIRA DA SABESP PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA - RMBS MUNICÍPIO DE SANTOS

ANEXO III PROPOSTA ECONÔMICO FINANCEIRA DA SABESP PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA - RMBS MUNICÍPIO DE SANTOS ANEXO III PROPOSTA ECONÔMICO FINANCEIRA DA SABESP PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA - RMBS MUNICÍPIO DE SANTOS 1 Sumário 1. Equilíbrio econômico-financeiro metropolitano...3 2. Proposta econômico-financeira

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Adiantamento para futuro Capital Prejuízos aumento Explicativa n o social acumulados Subtotal de capital Total SALDO EM 01 DE DEZEMBRO DE 2010 255.719.100

Leia mais

OER Caçu Energia S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Em milhares de reais

OER Caçu Energia S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Em milhares de reais . Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Em milhares de reais Ativo 2013 Passivo e patrimônio líquido (passivo a descoberto) 2013 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 200 Empréstimos e

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06 Eusébio CE, 09 de novembro de 2006 A M. Dias Branco S.A. (Bovespa: MDIA3), empresa líder nos mercados de biscoitos e de massas no Brasil, anuncia hoje seus resultados do terceiro

Leia mais

Inframerica Concessionária do Aeroporto de Brasília S.A. Relatório da administração Dezembro de 2014

Inframerica Concessionária do Aeroporto de Brasília S.A. Relatório da administração Dezembro de 2014 Inframerica Concessionária do Aeroporto de Brasília S.A. Relatório da administração Dezembro de 2014 1 Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras Aos Administradores e Acionistas

Leia mais

Resultados do 1T06 Teleconferência

Resultados do 1T06 Teleconferência Resultados do 1T06 Teleconferência 0 Considerações Iniciais AVISO - INFORMAÇÕES E PROJEÇÕES O material exibido é uma apresentação de informações gerais de antecedentes da Rossi Residencial S.A. na data

Leia mais

Relações com Investidores. www.petroriosa.com.br ri@petroriosa.com.br +55 21 3721-3810 2T15. Divulgação de Resultados

Relações com Investidores. www.petroriosa.com.br ri@petroriosa.com.br +55 21 3721-3810 2T15. Divulgação de Resultados Relações com Investidores www.petroriosa.com.br ri@petroriosa.com.br +55 21 3721-3810 2T15 Divulgação de Resultados RESULTADOS REFERENTES AO 2T15 Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2015 A Petro Rio S.A. (

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

Resultados 2T13 e 1S13

Resultados 2T13 e 1S13 Resultados 2T13 e 1S13 Relações com Investidores RSID3: R$ 2,87 por ação OTC: RSRZY Total de ações: 428.473.420 Valor de mercado: R$ 1,3 bilhão Teleconferência 15 de Agosto de 2013 Em Português com Tradução

Leia mais

SISTEMA MINAS-RIO. Unidade de Negócio Minério de Ferro Brasil

SISTEMA MINAS-RIO. Unidade de Negócio Minério de Ferro Brasil SISTEMA MINAS-RIO Unidade de Negócio Minério de Ferro Brasil A ANGLO AMERICAN A história da Anglo American teve início em 1917 na África do Sul, onde as primeiras operações aconteceram. Desde então, a

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO A QGEP Participações iniciou o ano de 2011 com uma sólida posição financeira. Concluímos com sucesso a nossa oferta pública inicial de ações em fevereiro, com uma captação líquida

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - BRASIL BROKERS PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - BRASIL BROKERS PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Deliberação CVM nº 561 (DOU de 22/12/08)

Deliberação CVM nº 561 (DOU de 22/12/08) Deliberação CVM nº 561 (DOU de 22/12/08) Aprova a Orientação OCPC - 01 do Comitê de Pronunciamentos Contábeis, que trata de Entidades de Incorporação Imobiliária. A PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS

Leia mais

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS.

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. I. BALANÇO ATIVO 111 Clientes: duplicatas a receber provenientes das vendas a prazo da empresa no curso de suas operações

Leia mais

Atendendo aos dispositivos legais, estatutários e à regulamentação do mercado de valores mobiliários, a administração da Brasil Brokers Participações S.A. vem submeter à apreciação de V.Sas. nossos comentários

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01999-2 TOTVS S/A 53.113.791/0001-22 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01999-2 TOTVS S/A 53.113.791/0001-22 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

IFRS TESTE DE RECUPERABILIDADE CPC 01 / IAS 36

IFRS TESTE DE RECUPERABILIDADE CPC 01 / IAS 36 IFRS TESTE DE RECUPERABILIDADE CPC 01 / IAS 36 1 Visão geral O CPC 01 é a norma que trata do impairment de ativos ou, em outras palavras, da redução ao valor recuperável de ativos. Impairment ocorre quando

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA I

GESTÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA I GESTÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA I BALANÇO PATRIMONIAL 2 CONCEITO É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, o Patrimônio e o Patrimônio Líquido

Leia mais

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 A Itautec S.A., companhia brasileira de capital aberto atuante no setor de tecnologia em soluções de automação bancária, automação

Leia mais