Curso Intensivo Pré-Vestibular UFPB Campus I (João Pessoa) Geografia. Thiago Pontes / Almir Jr. / Caio Almeida / Maurílio Silva

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso Intensivo Pré-Vestibular UFPB 2012. Campus I (João Pessoa) Geografia. Thiago Pontes / Almir Jr. / Caio Almeida / Maurílio Silva"

Transcrição

1 P á g i n a 126 Curso Intensivo Pré-Vestibular UFPB 2012 Campus I (João Pessoa) Geografia Thiago Pontes / Almir Jr. / Caio Almeida / Maurílio Silva Professor Responsável: Prof. Dr. Luiz de Sousa Jr. (Chefe de Gabinete Reitor UFPB) Coordenadora Pedagógico: Sabrina Grisi P. de Alencar Apoio Pedagógico: Jivago Correia Barbosa Coordenador de Área: Afrânio Carneiro Jacome

2 P á g i n a (Almir Jr ) Esse sistema foi projetado para fornecer o posicionamento instantâneo e a velocidade de um ponto na superfície terrestre ou próximo dela, através das coordenadas geográficas. O apoio técnico ao sistema é dado por uma constelação de 24 satélites distribuídos por 6 órbitas em torno da Terra. Pode ser aplicado em vários ramos de atividade, em que a localização geográfica é uma informação necessária. Foi originalmente concebido para ser utilizado na navegação aérea, marítima e terrestre. a) O GPS é considerado, atualmente, a mais moderna e precisa ferramenta de determinação da posição de um ponto da superfície terrestre. É um termo em inglês que significa Global Positioning System. b) O Sensoriamento remoto é a tecnologia que inclui o uso de fotografias aéreas e imagens de satélites, e sofisticados sistemas de programas de computador. c) O GPS é um instrumento de orientação utilizado apenas em automóveis importados, fornece sua velocidade, na superfície terrestre ou em um ponto próximo dela. d) O GPS representa uma tecnologia desenvolvida inicialmente para fins pacíficos. Foi durante a Guerra do Iraque que sua aplicação obteve sucesso. e) A Carta topográfica é um sofisticado sistema eletrônico, desenvolvido no contexto da guerra fria. Resultado da corrida armamentista entre os Estados Unidos e a extinta União Soviética 2 (Almir Jr 2012/Adaptado) A Região Centro-Oeste do Brasil apresentou, no ano de 2010, um dos maiores índices de crescimento econômico, o que se reflete na variação de gasto médio, que cresceu 18%, comparada com o índice de 10% do Brasil. Anápolis tornou-se um dos principais pólos industriais do estado de Goiás como atesta o mapa que apresenta algumas instalações industriais da cidade. Aproveitando a oportunidade, você fará uma expedição turística, saindo do Porto Seco (1) da cidade viajando até as instalações da Hyundai (2). Pelas informações do mapa (percurso evidenciado pela linha forte (20 cm) e escala), é possível afirmar que a distância percorrida foi, aproximadamente, de: a) m b) 800 km c) km d) 20 km e) 100 m 3 (Almir Jr ) Almir Jr estudante do Intensivo pré-vestibular morou, até os 12 anos, na zona rural do município de Sapé, transferindo-se, depois, para a cidade de Bayeux (perímetro urbano). Atualmente três vezes por semana, desloca-se de Bayeux até a capital da Paraíba (João Pessoa) para estudar no Intensivo pré-vestibular. A alternativa que apresenta respectivamente os movimentos populacionais realizados por Almir. a) Êxodo rural e migração pendular. b) Migração pendular e migração interregional. c) Êxodo rural e migração interurbana. d) Migração interurbana e êxodo rural. e) migração pendular e migração regional. 4 - (Almir Junior-2011) A ciência geográfica utiliza-se de diversos conceitos, como espaço, região, paisagem, território e lugar, dentre outros, para explicar os fenômenos geográficos. Vamos imaginar uma pequena cidade. Uma pessoa que mora ali vivencia esse lugar na sua totalidade, pois, como há poucas opções de serviços (comércio, lazer, educação, saúde, entre outros), as pessoas se encontram mais, freqüentam os mesmos estabelecimentos há mais aproximação entre os indivíduos de diferentes classes sociais, origens e etnias. Observe a imagem abaixo. (adaptado). O município de Alhandra, na Paraíba (2011), tem uma população de e apresenta caracteristicas de cidade pequena. Nesse contexto, o conceito de LUGAR a) Recorre à Matemática e à Estatística para a compreensão do fenômeno geográfico. b) É a expressão da história cotidiana das pessoas, da maneira como elas ocupam o espaço, dos usos que fazem e a maneira de vivenciá-la. c) Serve apenas aos cartógrafos para demarcar as fronteiras entre as nações. d) É utilizado para explicar as diversidades econômicas, políticas e culturais dos grupos sociais. e) Explica os fenômenos ambientais e seus impactos na vida dos diferentes grupos sociais. 5 (ENEM 2010) A evolução do processo de transformação de matérias-primas em produtos acabados ocorreu em três estágios: artesanato, manufatura e maquinofatura. Um desses estágios foi o artesanato, em que se:

3 P á g i n a 128 A) trabalhava conforme o ritmo das máquinas e de maneira padronizada. B) trabalhava geralmente sem o uso de máquinas e de modo diferente do modelo de produção em série. C) empregavam fontes de energia abundantes para o funcionamento das máquinas. D) realizava parte da produção por cada operário, com uso de máquinas e trabalho assalariado. E) faziam interferência do processo produtivo por técnicos e gerentes com vistas a determinar o ritmo de produção. 6 Enem (Adaptado) A nova des-ordem geográfica mundial: uma proposta de regionalização O espaço mundial sob a nova des-ordem é um emaranhado de zonas, redes e aglomerados, espaços hegemônicos e contra-hegemônicos que se cruzam de forma complexa na face da Terra. Fica clara, de saída, a polêmica que envolve uma nova regionalização mundial. Como regionalizar um espaço tão heterogêneo e, em parte, fluido, como é o espaço mundial contemporâneo? HAESBAERT, R.; PORTO-GONÇALVES. C.W. A nova des-ordem mundial. São Paulo: UNESP, A lógica espacial do mundo-contemporâneo pós-união Soviética, no contexto de avanço da globalização e do neoliberalismo, quando a divisão entre países socialistas e capitalistas se desfez e as categorias de primeiro e terceiro mundo perderam sua validade explicativa. Considerando esse objetivo interpretativo, tal distribuição espacial aponta para A) a estagnação dos Estados com forte identidade cultural. B) o alcance da racionalidade anticapitalista. C) a influência das grandes potências econômicas. D) a dissolução de blocos políticos regionais. E) o alargamento da força econômica dos países islâmicos. 7 (Almir Jr ) O americano Paul Ehrlich, autor do best-seller A Bomba Populacional, já teorizava sobre a superlotação da Terra quando esteve na Índia, em Em um diário, ele deixaria registrado o seu espanto: Só entendi realmente o conceito de explosão demográfica depois de ver aquela multidão se acotovelando nas ruas de Délhi. Por uma questão de probabilidade, a Organização das Nações Unidas (ONU) escolheu a Índia como palco de uma marca histórica para a humanidade. É ali que deve nascer o habitante de número 7 bilhões, aguardado para a próxima segunda-feira, (31 de outubro de 2011) quando os relógios brasileiros marcarem 11h51, segundo as projeções. O novo inquilino da Terra é emblemático de um mundo em que a espécie humana tem sido extremamente bem-sucedida diante das adversidades. Fonte: VEJA, Editora ABRIL; edição 2241 ano 44 n 44/ 2 de novembro de Com base no texto a) Está claro que o ponto central não é mais quantos seremos, mas como faremos uso dos recursos disponíveis de forma mais racional e eficiente. b) Esse tipo de previsão alarmista sempre suscitou visões claras e catastróficas acerca do futuro da humanidade. c) Paul Ehrlich, ao se assombrar com o formigueiro humano de Nova Délhi, confirma que, quanto mais gente no mundo, mais fome, miséria, epidemias e guerras se propagariam. d) A humanidade terá de criar mecanismos para diminuição do aumento populacional para não viver em um ambiente sob a escassez. e) O crescimento populacional e da economia, provoca uma demanda crescente de alimentos, além da expansão das fronteiras demográficas para o interior dos ecossistemas de florestas úmidas. 8 - (Almir Jr ) Tecnopolo é o termo para designar, de modo genérico, os arranjos organizacionais de inovação, que pressupõem duas características principais: concentração espacial de instituições de ensinopesquisa associadas a empresas de base tecnológica e a existência de parcerias entre estas instituições com outros órgãos da iniciativa pública e privada visando reunir condições favoráveis à formação de um ambiente inovador. a) Possui como principal objetivo, facilitar tanto a criação quanto o melhoramento de produtos e ferramentas (técnicas), que serão absorvidos pela indústria de alta tecnologia, que por sua vez, se instalam em cidades ou lugares, onde se concentram grande quantidade de mão-de-obra, altamente qualificada. b) No Brasil podemos encontrar diversos núcleos tecnológicos (Tecnopolos), voltados principalmente para o desenvolvimento de componentes e inovações da indústria aeroespacial, de material bélico e metalúrgico do país.

4 P á g i n a 129 c) O binômio gado/algodão foi o responsável pelo grande desenvolvimento das regiões brasileiras, que utiliza os mais avançados implementos técnicos na descoberta de novos materiais e de novas tecnologias para a geração de energia. d) A cidade de Picuí na Paraíba foi eleita como uma das 10 cidades mais importantes na área de Tecnologia da informação (TI), no Brasil, segundo levantamento do Governo Federal. O município é referencia nacional em Informática, Eletroeletrônica, Telecomunicações e no desenvolvimento de softwares. e) Os tecnopolos não objetivam reunir num mesmo lugar diversas atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D), em áreas de alta tecnologia, mas, sim descentralizar os centros de pesquisa e distribuí-los igualitariamente em todos os lugares. 9 (Almir Jr ) Território é um conceito que pode aparecer associado a vários elementos, sejam eles de ordem biológica ou de ordem social, política ou econômica. Ao longo da história, estabeleceram-se debates sobre o conceito de território envolvendo diversas áreas de conhecimento, nas ciências sociais; como a Sociologia, a Geopolítica, a História, a Economia e a Geografia, de modo geral, é definido pelas relações entre um grupo ou sociedade e o espaço. ALBUQUERQUE, Maria. Geografia: sociedade e cotidiano; ensino médio, volume único. São Paulo; Escala Educacional, 2010 (adaptado). No que se refere, ao conceito de território para a Geografia a) O conceito de território geralmente é utilizado para se referir a lugares belos, amplos, praias desertas, cidades turísticas, espaços urbanos e rurais, norteados pelo sentimento de pertencimento. b) Território exprime-se a partir de relações que delimitam um espaço pela sociedade, mediadas por relações de poder, seja ele político, econômico, cultural ou simbólico. c) Compreende o conjunto de instituições que exercem as funções de legislar, executar e julgar em nome do conjunto dos cidadãos de uma sociedade a fim de garantir a sua soberania. d) É o conjunto indissolúvel, resultado de fenômenos naturais e ações humanas, com o objetivo de descrever, analisar e explicar as transformações e suas interações num determinado espaço. e) É a porção ou parte do espaço onde vivemos, é o palco da existência real. É nele que ocorre o nosso cotidiano, que vivenciamos nossas experiências (UEPB) Observe a charge abaixo. A sua leitura nos mostra a crítica que o cartunista francês Plantum faz em relação Fonte: VESENTINI. J. William. Geografia Crítica. Volume 3. São Paulo: Ática, a) ao aquecimento global provocado pelos países industrializados, que se recusam a diminuir a emissão de gases para a atmosfera. b) à divisão internacional do trabalho entre Norte e Sul, que se processa com base nas relações desiguais de troca, visto que os produtos comercializados pelo terceiro mundo têm pouco valor agregado. c) à recessão que atingiu as economias dos Estados Unidos, Japão e União Européia com forte repercussão em toda a economia global. d) ao primeiro choque do petróleo ocorrido em 1973, quando os países produtores do Oriente Médio reduziram sua produção, elevaram o preço do barril e embargaram as vendas para os EUA e a Europa. e) à Revolução Verde, que disseminou novas sementes e práticas agrícolas para aumentar a produção em países subdesenvolvidos durante as décadas de 1960/70, mas criou a dependência tecnológica em tais nações agrícolas. 11 (Almir Jr 2011)Todos os mapas são representações gráficas e planas da superfície terrestre. Para a elaboração de mapas utilizamos a Projeção cartográfica, que é a representação de uma superfície esférica (a terra) num plano (o mapa). O impulso definitivo para a Cartografia deu-se a partir de 1569, com a publicação do mapa-múndi do cartógrafo belga Mercátor ( ), que criou a projeção? a) De Aitoff, que representa a América no centro do planisfério, a partir das Coordenadas geográficas que permitem encontrar um ponto na superfície terrestre. b) A Projeção Cônica, usada principalmente para a representação de países ou regiões em latitudes intermediárias (polares). c) Azimutal ou Plana, empregada na confecção de mapas especiais, principalmente os náuticos e aeronáuticos. d) A Projeção Cilíndrica, que possibilita a representação total da Terra, sendo muito utilizada para elaborar planisférios e para navegação. e) De Goode, tendo a finalidade de mostrar a equivalência das massas continentais e oceânicas.

5 P á g i n a (Almir Jr 2011) A Líbia (2 fuso a oriental de Greenwich) enfrenta uma série de manifestações contrárias ao governo do presidente líbio, Muamar Kadafi, que está no poder há quase 42 anos. Os manifestantes foram contidos de forma violenta por militares e policiais líbios. Há informações de que os enfrentamentos ocorreram em meio a bombardeios intensos e com o uso de violência. Em meio à crise, cinco paraibanos (Paraíba localizada no 3 fuso a Ocidental de Greenwich) que trabalham para a construtora Queiroz Galvão na Líbia aguardam a chegada do navio que vai resgatá-los e a mais 139 colaboradores da empresa, para o retorno ao Brasil. ( Artigo publicado no site, Paraíba.com 24/02/2011). Levando em consideração que os paraibanos partiram da Líbia às 16 horas, e a viagem de navio durou apenas 8 horas, descubra o horário de chegada dos trabalhadores na Paraíba? a) 19 horas. b) 17 horas. c) 21 horas. d) 20 horas. e) 2 horas. 13 (ENEM-2010) Pensando nas correntes e prestes entrar no braço que deriva da Corrente do Golfo para o norte, lembrei-me de um vidro de café solúvel vazio. Coloquei no vidro uma nota cheia de zeros, uma bola cor rosa-choque. Anotei a posição e data: Latitude N, Longitude W. Tampei e joguei na água. Nunca imaginei que receberia uma carta com a foto de um menino norueguês, segurando a bolinha e a estranha nota. KLINK, A. Parati: entre dois pólos. São Paulo: Companhia das Letras, 1998 (adaptado). No texto, o autor anota sua coordenada geográfica, que é A) a relação que se estabelece entre as distâncias representadas no mapa e as distâncias reais da superfície cartografada. B) o registro de que os paralelos são verticais e convergem para os pólos, e os meridianos são círculos imaginários, horizontais e esquidistantes. C) a informação de um conjunto de linhas imaginárias que permitem localizar um ponto ou acidente geográfico na superfície terrestre. D) a latitude como distância em graus entre um ponto e o Meridiano de Greenwich, e a longitude como a distância em graus entre um ponto e o Equador. E) a forma de projeção cartográfica, usado para navegação, onde os meridianos e paralelos distorcem a superfície do planeta (Ufla 2006) Observe a seguinte curiosidade. BOLA DIVIDIDA - No estádio Milton de Souza Corrêa, o Zerão, em Macapá - AP, a linha central que divide o gramado está posicionada exatamente sobre a linha imaginária (...). Assim, no início da partida, um time fica na metade norte do mundo e outro na parte sul e, é claro, durante o jogo os atletas trocam de hemisfério várias vezes. [Na cidade] além do estádio de futebol, parques, praças, bares e restaurantes aproveitam-se da posição estratégica para atrair os curiosos. Tamanha peculiaridade chamou a atenção do jornalista inglês Alex Bellos, autor de um ótimo livro sobre o futebol brasileiro: "Futebol - The Brazilian way of life", lançado em maio naquele país. Supernovas, "Revista Superinteressante", edição 210, Editora Abril, fevereiro de 2005, p (adaptado) A alternativa a seguir que identifica tanto a linha imaginária mencionada no texto quanto o indicativo dessa identificação é a(o) a) Linha do Equador - "metade norte do mundo". b) Trópico de Câncer - localização da cidade de Macapá/AP. c) Trópico de Capricórnio - "linha central que divide o gramado". d) Linha do Greenwich - "atletas trocam de hemisfério". e) Círculo Polar Ártico - "aproveitam-se da posição estratégica". 15 (Almir Jr 2012) O GPS (Sistema de posicionamento global) é um sofisticado sistema eletrônico, desenvolvido no contexto da guerra fria. Resultado da corrida armamentista entre os Estados Unidos e a extinta União Soviética. Foi projetado para a) Localizar com precisão um objeto ou pessoa, assim como fornecer sua velocidade, na superfície terrestre ou em um ponto próximo dela. b) ser um poderoso instrumento para o planejamento urbano e rural, facilitando também a solução de problemas sócio-ambientais. c) Ser utilizado exclusivamente para a guerra do Golfo (1991), evidenciando seu enorme potencial estratégico-militar.

6 P á g i n a 131 d) Ser empregado para orientar a navegação aérea e marítima, graças a 24 satélites Naturais que giram em torno da Terra. e) Captar imagens da superfície terrestre por meio de equipamentos fotográficos, propiciando um grande avanço na aerofotogrametria O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) está realizando o Censo da população brasileira em Com 80% da população brasileira já recenseada, os dados preliminares do Censo 2010 indicam que a pirâmide etária brasileira se alterou na última década. Em 2000, as crianças de até 4 anos de idade representavam 9,64% da população brasileira; hoje, são 7,17%. As de 5 a 9 eram 9,74%, percentual que caiu para 7,79%. A população com até 24 anos somava 49,68% dos brasileiros há 10 anos; hoje, constituem 41,95%. (UCP - Adaptado) Sobre os dados do Censo 2010 a) os resultados apontam para um aumento da base da pirâmide etária, uma vez que a população jovem diminuiu. b) a queda da taxa de fecundidade aliada a uma maior expectativa de vida são fatores que podem explicar as mudanças ocorridas na estrutura da população brasileira. c) a diminuição da população jovem no Brasil é decorrente do aumento da taxa de mortalidade verificada no país em função das diversas epidemias que ocorreram na década analisada, tais como a gripe suína ou H1N1. d) o envelhecimento da população brasileira era totalmente inesperado neste Censo, haja vista os grandes investimentos sociais que foram feitos para a melhoria de vida da população jovem. e) a diminuição da base da pirâmide etária brasileira é ruim, pois evidencia que o número de mortos na juventude está influenciando diretamente a estrutura da população (Almir Jr 2010) Nas últimas Décadas, o desmatamento para a exploração madeireira ou energética, as queimadas para substituição da mata por pastos e culturas agrícolas, a expansão dos centros urbanos e a construção de estradas reduziram consideravelmente as áreas florestadas. Mais de dois terços das florestas originais do planeta já foram derrubadas. Entre 2000 e 2005 a área devastada em todo mundo foi estimada em 73 mil km² por ano equivalente à área do Chile. Terra Lygia. Conexões: estudos de geografia geral e do Brasil / Lygia Terra, Regina Araujo, Raul Borges Guimarães. 1. Ed. São Paulo: Moderna, (adaptado) A degradação e a fragmentação dos ecossistemas estão relacionadas com o desaparecimento de espécies. A devastação das áreas verdes é um fato derivado: a) De o planeta apresentar uma quantidade ilimitada de área biologicamente produtiva (zonas de cultivo, pastos, florestas e pesca) disponível para responder as necessidades humanas. b) Da destruição da floresta Temperada que provoca grande impacto e a perda de uma importante reserva para a produção de remédios e de cosméticos. c) Do crescimento populacional e da economia, que provoca uma demanda crescente de alimentos e a expansão das fronteiras demográficas para o interior dos ecossistemas de florestas úmidas. d) Do processo de descentralização dos parques industriais tradicionais, que esta ocorrendo nos países subdesenvolvidos, que requisitam novas áreas para instalação dos novos parques industriais. e) Das questões socioambientais, que estão associados à degradação do ambiente, dessa forma, problemas como a concentração fundiária, má distribuição de renda e elevados padrões de consumo não potencializam esse processo O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda com condicionalidades, que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza. O Programa integra o Fome Zero que tem como objetivo assegurar o direito humano à alimentação adequada, promovendo a segurança alimentar e nutricional e contribuindo para a conquista da cidadania pela população mais vulnerável à fome. Acesso em 28/03/2012. O programa bolsa família é caracterizado como um programa de Transferência condicional de renda pelo fato de a) os pais terem de cumprir com as obrigações eleitorais, votando em todas as eleições posteriores ao ingresso no programa. b) os benefícios terem valores muito baixos, variando de 20 a 122 reais por mês, podendo ser aumentado de acordo com o grau de escolaridade. c) o dinheiro destinado ao projeto vir da arrecadação dos impostos pagos pelo contribuinte brasileiro. d) os beneficiados para receberem dinheiro do Governo Federal, tem que atender algumas exigências, como vacinar os filhos, mandá-los a escola. e) para o recebimento do recurso os beneficiados tem a obrigatoriedade de prestar trabalhos voluntários, para poderem receber o beneficio.

7 P á g i n a (FGV Administração 2011) Do Egito à Jordânia, passando pelo Iêmen, a Revolução de Jasmim começa a alcançar regimes árabes que estão no poder há décadas graças ao predomínio do medo, consideram analistas. Depois de Túnis, o assunto já não é qual será o seguinte, mas sim qual (regime) se salvará, afirma Amr Hamzawy, diretor de pesquisas da Fundação Carnegie no oriente, para quem as manifestações populares poderão alcançar a maioria dos países árabes. +TODO+MUNDO+ARABE Sobre a Revolução de Jasmim, mencionada no texto a) Na Tunísia, as manifestações populares provocaram a fuga do ditador Bem ali para a Arábia Saudita. b) A maior parte das manifestações populares foi encabeçada pelas organizações fundamentalistas. c) As manifestações tiveram inicio na síria, em janeiro de 2011, quando as forças rebeldes derrubaram o presidente Bashar al-assad e assumiram o governo. d) A intervenção militar da OTAN foi crucial na destituição do presidente egípcio Hosni Mubarak e) O príncipe herdeiro do Bahrein, Salman Bin Hamad al-khalifa, foi o único que conseguiu negociar com os manifestantes sem recorrer ao uso da força (UFBA) O processo [...] de industrialização impulsionado [nas últimas décadas] não foi capaz de criar empregos suficientes para absorver a população economicamente ativa (PEA) [...] que passou a viver nas cidades. Na realidade, a automação do processo produtivo industrial em andamento nas últimas décadas, com a introdução de robôs, máquinas digitais e informatizadas e técnicas avançadas de produção [...]. BOLIGIAN; ALVES, 2004, p. 409). Com base na ilustração, no texto e nos conhecimentos sobre o momento atual no contexto da sociedade contemporânea, pode-se afirmar que: a) O Desemprego estrutural é provocado pela redução dos postos de trabalho, e pela procura cada vez maior por mão de obra pouco qualificada. b) Substituição de mão de obra por máquinas, equipamentos e sistemas informatizados, propicia Insegurança no emprego, doenças ocupacionais e acidentes de trabalho. c) As relações entre os trabalhadores e seus empregadores marcam-se pela informalidade, aumentando a dependência. d) Geralmente, os trabalhadores são atraídos de regiões distantes do local de trabalho, com a promessa de bons salários, em movimentos pendulares. e)têm desencadeado a dispensa de um grande contingente de operários, explicado pela intensa competitividade do mercado globalizado. 21- A seca é um fenômeno natural, suas conseqüências sobre a população camponesa pobre é de cunho puramente socioeconômico. Enquanto os pobres são duramente penalizados com as secas, os ricos, donos de terras, até chegam a ser favorecidos com a estiagem. O texto abaixo retrata o modo de vida, da maioria dos que vivem no semiárido nordestino. (UEPB - Adaptado). De acordo com os fragmentos da composição a) O processo de integração do território nacional configurou o Nordeste como a região que mais absorve população. É o principal destino dos migrantes vindos da Região Sudeste. b) O recrutamento de mão-de-obra para as lavouras e áreas mineradoras do Novo Mundo só se tornou possível devido à participação de parcelas dos nordestinos, ao realizarem alianças político militares. c) A migração de retorno de brasileiros, sobretudo nordestinos, que, ao buscarem melhores condições de vida, e por não as encontrarem, retornam a seus estados de origem. d) O processo de desindustrialização ocorrido nas últimas décadas na Região Sudeste fez com que esta região perdesse totalmente a liderança na atração de migrantes para as Regiões Norte e Centro-Oeste. e) O migrante nordestino, além das questões econômicas e sociais, também sofre problemas de ordem afetiva e psicológica com o choque cultural, o preconceito do qual é vítima, a baixa autoestima, a perda de referenciais de identidade e a necessidade de adaptação a outro estilo de vida.

8 P á g i n a em relação às mudanças nas pirâmides etárias do Brasil: a) O aumento significativo, na faixa de anos, em 2000, foi decorrente da diminuição da mortalidade infantil deste período. b) A diminuição significativa na base da pirâmide deve-se a diminuição da expectativa de vida da população. c) A base mais estreita da pirâmide de 2000, quando comparada com a de 1960, indica uma redução na taxa de natalidade. d) O alargamento do topo da pirâmide de 2000 indica um decréscimo da expectativa de vida da população brasileira. e) A redução da base da pirâmide no ano 2000 foi devido às guerras que constantemente assolam o território brasileiro. 23 Considere o poema abaixo: Nosso lavrador que vive no chão Porque a semente que ele semeia Só tem a metade de sua produção Tem que ser à meia com o seu patrão. (Goiá e F. Lázaro) A alternativa que caracteriza, a relação de trabalho, no campo brasileiro, que foi mencionada no poema a) Arrendamento. b) Posse e usufruto da terra. c) Parceria. d) Exploração direta da terra. e) Exploração indireta como ocupante (PUCRIO) Terremotos são gerados pelos movimentos naturais das placas tectônicas da Terra, que causam ajustes na crosta terrestre, afetando a organização das sociedades. Em relação aos sismos naturais, é correto afirmar que eles são causados por a) forças endógenas incontroláveis. b) energias exógenas excepcionais. c) forças antrópicas descontroladas. d) energias antrópicas excepcionais. e) forças endógenas e antrópicas (UFRR) As rochas, assim como outros componentes do meio natural, são classificadas por meio de critérios específicos, permitindo agrupá-las segundo características semelhantes. Uma das principais classificações é a genética, em que as rochas são agrupadas de acordo com o seu modo de formação na natureza. Sob este aspecto, as rochas se dividem em três grandes grupos: a) Calcárias, basálticas e graníticas; b) Crostáticas, continentais e oceânicas; c) Areníticas, vulcânicas e radioativas; d) Ígneas, Sedimentares e Metamórficas; 26 - (UECE) O termo tectônica ou tectonismo designa a) movimentos internos verticais e horizontais que deformam a litosfera. b) processo que conduz ao derramamento de lavas na superfície da terra. c) movimentos transgressivos e regressivos do nível do mar. d) processo de desagregação física e química das rochas. e) ao intemperismo, processo erosivo (PSCT 2010 IFPB) A crosta terrestre é composta por rochas, formadas por um ou mais minerais. Quanto a sua classificação e conforme o processo geológico que as originou, assinale a alternativa correta: a) as rochas ígneas intrusivas resultam da petrificação que ocorre na superfície da terra, pela efusão ou extravasamento do magma; b) as rochas ígneas extrusivas resultam da petrificação que ocorre no interior da crosta, pela intrusão magmática;

9 P á g i n a 134 c) as rochas sedimentares de origem mineral resultam da fossilização de matéria vegetal, bem como da decomposição de conchas e animais marinhos; d) as rochas sedimentares de origem orgânica resultam da deposição de pequenas partículas de minerais que se agregam pela ação de um cimento natural, como a argila; e) as rochas metamórficas resultam da pressão de camadas de rochas sobrepostas, da elevação da temperatura e pressão no interior da crosta, que alteram a composição mineralógica e a disposição espacial dos minerais que a formavam, transformando-a em uma nova rocha Forte terremoto atinge a costa nordeste do Japão e gera Tsunami... Um forte terremoto de magnitude 8,9 atingiu nesta sexta-feira (11/03) a costa nordeste, do Japão, segundo o serviço geológico dos E.U.A (USGS), matando ao menos 60 pessoas e gerando um Tsunami (onda gigante com potencial destrutivo) que ameaça países da costa do oceano Pacífico. Extraído do G1(Globo notícias 11/03/2011, 16h 41). Esse fenômeno caracteriza-se: a) O fenômeno está associado a eventos relacionados a dinâmica interna terrestre. b) A formação de Furações de grande intensidade e áreas de alta pressão atmosférica gera tal fenômeno. c) A formação de tsunamis esta relacionada a continua transferência de radiação solar absorvidas pelos oceanos e mares. d) Nos últimos anos o principal agente responsável pela formação dos tsunamis é a inversão térmica. e) O derretimento das calotas polares, na região próxima da Península Arábica é o principal formador de Tsunamis (Almir Jr 2011) Ocorreu um terremoto que atingiu a costa nordeste da Bahia, segundo o serviço geológico dos E.U.A (USGS) foi registrado um abalo sísmico de 8.9 na Escala Richter, imediatamente o centro enviou um de alerta para os baianos. Atenção: grande tumulto nos próximos dias; Escala Richter 8.3,- Zona de impacto 8.5, - Epicentro no mar. Sugerimos sistema de alerta. Passa uma semana e o serviço geológico não recebe noticia, após duas semanas os baianos respondem: Tá tudo sob controle, Richter conseguiu fugir, mas, Epicentro, Epifânio e Epitácio, ao tentarem fuga foram abatidos a tiros. E na Zona todas as moças foram presas. Obs. não respondemos antes porque houve um terremoto que desgraçou tudo aqui. Na figura abaixo temos a representação dos principais efeitos causados pelos agentes internos. Analise o texto e a tabela para responder a questão. I O sismógrafo registra as ondas advindas do interior da Terra, podendo medir, por exemplo, a intensidade dos terremotos, variando na escala Richter; 1-9. II um tremor (terremoto) com magnitude acima de 8.0 possui elevado potencial destrutivo e constitui-se como um fenômeno de pouca ocorrência (raro). III A quantidade de terremotos que são sentidos por algumas pessoas, é bastante expressivo no planeta Terra, em número de ocorrências. IV É possível quantificar a energia liberada pelos terremotos utilizando também a Escala Wegener, criada a partir dos trabalhos do geólogo alemão Alfred Wegener. V - A formação de terremotos está relacionada à estabilidade do assoalho oceânico, composto principalmente por rochas máficas. a) I, II e III, apenas. b) I e III, apenas. c) I, II, III e IV. d) I, III e IV, apenas. e) I e II, apenas Ao longo do século XX, as características da população brasileira mudaram muito. Os gráficos mostram as alterações na distribuição da população da cidade e do campo e na taxa de fecundidade (número de filhos por mulher) no período entre 1940 e 2000.

10 P á g i n a 135 Comparando-se os dados dos gráficos (A) o aumento relativo da população rural é acompanhado pela redução da taxa de fecundidade. (B) quando predominava a população rural, as mulheres tinham em média três vezes menos filhos do que hoje. (C) a diminuição relativa da população rural coincide com o aumento do número de filhos por mulher. (D) quanto mais aumenta o número de pessoas morando em cidades, maior passa a ser a taxa de fecundidade. (E) com a intensificação do processo de urbanização, o número de filhos por mulher tende a ser menor. 31 (Almir Jr ) Esta formação vegetal é constituída por dois estratos: um superior, composto de arbustos e de pequenas árvores retorcidas e dispersas, e um inferior, formado de gramíneas. Desenvolveu-se em clima tropical com verão úmido e inverno seco. Por esse motivo, seu aspecto é verdejante no verão e seco no inverno. A partir da correção mineral de seus solos, essa formação vegetal foi sendo devastada, porque seu território tornou-se área de expansão da produção de grãos voltados para o mercado externo. O texto referese a uma importante formação vegetal do território brasileiro. a) Vegetação litorânea. b) Caatinga. c) Mata de Araucárias. d) Pantanal. e) Cerrado ENEM 2008 Calcula-se que 78% do desmatamento na Amazônia tenha sido motivado pela pecuária cerca de 35% do rebanho nacional está na região e que pelo menos 50 milhões de hectares de pastos são pouco produtivos. Enquanto o custo médio para aumentar a produtividade de 1 hectare de pastagem é de 2 mil reais, o custo para derrubar igual área de floresta é estimado em 800 reais, o que estimula novos desmatamentos. Adicionalmente, madeireiras retiram as árvores de valor comercial que foram abatidas para a criação de pastagens. Os pecuaristas sabem que problemas ambientais como esses podem provocar restrições à pecuária nessas áreas, a exemplo do que ocorreu em 2006 com o plantio da soja, o qual, posteriormente, foi proibido em áreas de floresta. Época, 3/3/2008 e 9/6/2008 (com adaptações). A partir da situação-problema descrita, conclui-se que a) o desmatamento na Amazônia decorre principalmente da exploração ilegal de árvores de valor comercial. b) um dos problemas que os pecuaristas vêm enfrentando na Amazônia é a proibição do plantio de soja. c) a mobilização de máquinas e de força humana torna o desmatamento mais caro que o aumento da produtividade de pastagens. d) o superávit comercial decorrente da exportação de carne produzida na Amazônia compensa a possível degradação ambiental. e) a recuperação de áreas desmatadas e o aumento de produtividade das pastagens podem contribuir para a redução do desmatamento na Amazônia (UFSM) - Em relação ao perfil da vegetação mostrado na figura, é correto afirmar que caracteriza o bioma de formação vegetal do tipo: LUCCI, E. A.; MENDONÇA, C; BRANCO, A. L. Geografia Geral e do Brasil - ensino médio. São Paulo: Saraiva, p.326. a) floresta equatorial com o dossel superior formado por árvores de grande porte e, no nível médio, por espécies arbóreas de médio porte e epífitas. b) tundra com cobertura vegetal de pequeno porte, constituída de musgos, liquens e gramíneas de ciclo vegetativo curto. c) floresta boreal, caracterizada por uma vegetação de grande porte, relativamente homogênea, representada pela taiga. d) vegetação mediterrânea bastante variada, com predominância de arbustos. e) savana composta por dois extratos, o arbóreo-arbustivo de caráter lenhoso e o herbáceo-subarbustivo, formado pelas gramíneas e outras ervas.

11 P á g i n a ENEM (2003) A biodiversidade diz respeito tanto a genes, espécies, ecossistemas, como a funções, e coloca problemas de gestão muito diferenciados. É carregada de normas de valor. Proteger a biodiversidade pode significar: a eliminação da ação humana, como é a proposta da ecologia radical; a proteção das populações cujos sistemas de produção e cultura repousam num dado ecossistema; a defesa dos interesses comerciais de firmas que utilizam a biodiversidade como matéria-prima, para produzir mercadorias. (Adaptado de GARAY, I. & DIAS, B. Conservação da biodiversidade em ecossistemas tropicais) De acordo com o texto, no tratamento da questão da biodiversidade no Planeta, (A) o principal desafio é conhecer todos problemas dos ecossistemas, para conseguir protegê-los da ação humana. (B) os direitos e os interesses comerciais dos produtores devem ser defendidos, independentemente do equilíbrio ecológico. (C) deve-se valorizar o equilíbrio do meio ambiente, ignorando-se os conflitos gerados pelo uso da terra e seus recursos. (D) o enfoque ecológico é mais importante do que o social, pois as necessidades das populações não devem constituir preocupação para ninguém. (E) há diferentes visões em jogo, tanto as que só consideram aspectos ecológicos, quanto as que levam em conta aspectos sociais e econômicos. 35 (Almir Jr ) Na atualidade, existem poucas áreas em que a vegetação original não tenha sido alterada, de tal forma que são poucos os grandes conjuntos de ecossistemas em que ainda há predominância de elementos naturais e de biodiversidade. As formações vegetais podem ser agrupadas em: a) arbórea, zonal e latifoliada. b) campestre, vegetação original e herbácea. c) arbustiva, azonal, interzonal e semiárida. d) desérticas, tundra, savana. e) arbórea, arbustiva, herbácea e complexas. 36 (Almir Jr ) A atmosfera não é um todo homogêneo. À medida que ela se distancia superfície, do planeta vai sofrendo mudanças por causa dos elementos químicos que a compõe. As revoluções industriais marcaram o inicio de um processo de grandes mudanças no espaço geográfico mundial, no entanto, o processo de industrialização e o consumo progressivo desses dos combustíveis fosseis acarretaram problemáticas ambientais desastrosas ao planeta, ligadas a poluição e a fenômenos de mudanças climáticas. Considerando-se as informações do texto, Sobre a atmosfera conclui-se que I A presença do ozônio (O3) na estratosfera é muito importante para a existência da vida na Terra. Essa camada serve como um filtro para os raios ultravioletas emitidos do sol. II A troposfera (ou a esfera das mudanças ) é a camada próxima a superfície terrestre. É nela que ocorrem os principais fenômenos atmosféricos (nuvens, chuvas, ventos) e onde as condições do tempo mudam com freqüência. III A atmosfera da Terra é uma fina camada de gases que circunda o nosso planeta. Ela possui, no total, 480 quilômetros de espessura. No entanto, ela se distribui homogeneamente. Pode-se, então, dizer que a atmosfera é homogênea. IV Esse ar, denominado atmosfera, é composto por um conjunto de gases, com destaque para o nitrogênio (78%), o oxigênio (21%) e quantidades bem menores de ozônio, Helio e gás carbônico, hidrogênio entre outros. a) Somente as afirmativas I, II, são verdadeiras. b) Somente as afirmativas II e III, são verdadeiras. c) Somente as afirmativas III e IV, são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I, II e IV, são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras ENEM (2004) Por que o nível dos mares não sobe, mesmo recebendo continuamente as águas dos rios? Essa questão já foi formulada por sábios da Grécia antiga. Hoje responderíamos que (A) a evaporação da água dos oceanos e o deslocamento do vapor e das nuvens compensam as águas dos rios que deságuam no mar. (B) a formação de geleiras com água dos oceanos, nos pólos, contrabalança as águas dos rios que deságuam no mar.

12 P á g i n a 137 (C) as águas dos rios provocam as marés, que as transferem para outras regiões mais rasas, durante a vazante. (D) o volume de água dos rios é insignificante para os oceanos e a água doce diminui de volume ao receber sal marinho. (E) as águas dos rios afundam no mar devido a sua maior densidade, onde são comprimidas pela enorme pressão resultante da coluna de água. 38 (Almir Jr ) Desde a sua origem na Terra, os seres vivos dependem da água para viver. Esse precioso liquido é vital para o ser humano que possui 75% de seu organismo composto de água e também para as mais diversas atividades econômicas como a pesca e a agricultura. Para os hindus, por exemplo, o ritual de banhar-se no rio Ganges é uma experiência que renova, traz força e pureza. Nas religiões cristãs, o batismo com água é um rito de iniciação com a fé. No que se refere à importância dos oceanos e mares em nosso planeta, pode-se inferir que: a) A vida no mar é pouco abundante e diversificada, apresentando maior número de espécies principalmente, nas regiões próximas ao litoral. b) As águas recobrem cerca de 75% da superfície terrestre e estão concentradas principalmente nos oceanos e mares. c) É insignificante o papel dos oceanos e dos mares na dinâmica do ciclo hidrológico. d) O maior oceano da terra é o Pacifico possuindo mais de 46% das águas oceânicas seguido do Mediterrâneo, possuindo cerca de 22% do volume de água. e) A água disponível para consumo humano representa um enorme percentual e concentra-se em quase todo o planeta Terra. 39 (Almir Jr ) A maior parte da energia usada hoje no planeta é proveniente da queima de combustíveis fósseis (petróleo, carvão mineral e gás natural). O protocolo de Kyoto (entrou em vigor em fevereiro de 2005), acordo internacional que inclui a redução da emissão de CO 2 e de outros gases, demonstra a grande preocupação atual com o meio ambiente. O excesso de queima de combustíveis fósseis pode ter como conseqüências: a) Maior produção de chuvas ácidas e aumento da espessura da camada de ozônio. b) Aumento do efeito estufa e dos níveis dos oceanos. c) Maior resfriamento global e aumento dos níveis dos oceanos. d) Destruição da camada de ozônio e diminuição do efeito estufa. e) Maior resfriamento global e aumento da incidência de câncer de pele (UEPB) Estabeleça a correlação entre as características dos conceitos estabelecidos na coluna I. (1) Ilha de calor (2) Inversão térmica (3) Chuva ácida (4) Zona de convergência intertropical ( ) É um fenômeno meteorológico que provoca grandes danos à saúde da população urbana, em decorrência dos poluentes que ficam retidos nas camadas baixas da atmosfera. ( ) É um dos mais importantes sistemas meteorológicos que atuam nos trópicos. Ela é parte integrante da circulação geral da atmosfera. ( ) Corresponde ao aumento da produção de calor na área urbana. É resultante da vegetação escassa, do excesso de concreto e asfalto. ( ) Produzida por gotas de água carregadas de ácidos, resultantes dos resíduos poluentes depositados na atmosfera pelas indústrias, automóveis etc. Esses resídios entram em reação química com água formando o ácido sulfúrico, os quais se precipitam em forma de chuva. A alternativa que apresenta a sequência correta é: a) b) c) d) e) (ENEM -2010) O gráfico ao lado representa a relação entre o tamanho e a totalidade dos imóveis rurais no Brasil. Que característica da estrutura fundiária brasileira está evidenciada no gráfico apresentado? a) Concentração de terra na mão de poucos;

13 P á g i n a 138 b) A existência de poucas terras agricultáveis; c) O domínio territorial dos minifúndios; d) A primazia da agricultura familiar; e) A debilidade dos plantations modernos (ENEM ) Populações inteiras, nas cidades e na zona rural, dispõem da parafernália digital global como fonte de educação e de formação cultural. Essa simultaneidade de cultura e informação eletrônica com as formas tradicionais e orais é um desafio que necessita ser discutido. A exposição via mídia eletrônica, com estilos e valores culturais de outras sociedades, pode inspirar apreço, mas também distorções e ressentimentos. Tanto quanto há necessidade de uma cultura tradicional de posse da educação letrada, também é necessário criar estratégias de alfabetização eletrônica, que passam a ser o grande canal de informação das culturas segmentadas no interior dos grandes centros urbanos e das zonas rurais. Um novo modelo de educação. (BRIGAGÃO, C. E.; RODRIGUES, G. A globalização a olho nu: o mundo conectado. São Paulo: Moderna, 1998 (adaptado). Com base no texto e considerando os impactos culturais da difusão das tecnologias de informação no marco da globalização, depreende-se que: a) a ampla difusão das tecnologias de informação nos centros urbanos e no meio rural suscita o contato entre diferentes culturas e, ao mesmo tempo, traz a necessidade de reformular as concepções tradicionais de educação. b) a apropriação, por parte de um grupo social, de valores e ideias de outras culturas para benefício próprio é fonte de conflitos e ressentimentos. c) as mudanças sociais e culturais que acompanham o processo de globalização, ao mesmo tempo em que refletem a preponderância da cultura urbana, tornam obsoletas as formas de educação tradicionais próprias do meio rural. d) as populações nos grandes centros urbanos e no meio rural recorrem aos instrumentos e tecnologias de informação basicamente como meio de comunicação mútua, e não os vêem como fontes de educação e cultura. e)a intensificação do fluxo de comunicação por meios eletrônicos, característica do processo de globalização, está dissociada do desenvolvimento social e cultural que ocorre no meio rural A partir do mapa apresentado, é possível inferir que nas últimas décadas do século XX, registraram-se processos que resultaram em transformações na distribuição das atividades econômicas e da população sobre o território brasileiro, com reflexos no PIB por habitante. Assim: a) as desigualdades econômicas existentes entre regiões brasileiras desapareceram, tendo em vista a modernização tecnológica e o crescimento vivido pelo país. b) os novos fluxos migratórios instaurados em direção ao Norte e ao Centro-Oeste do país prejudicaram o desenvolvimento socioeconômico dessas regiões, incapazes de atender ao crescimento da demanda por postos de trabalho. c) o Sudeste brasileiro deixou de ser a região com o maior PIB industrial a partir do processo de desconcentração espacial do setor, em direção a outras regiões do país. d) o avanço da fronteira econômica sobre os estados da região Norte e do Centro-Oeste resultou no desenvolvimento e na introdução de novas atividades econômicas, tanto nos setores primário e secundário, como no terciário. e) o Nordeste tem vivido, ao contrário do restante do país, um período de retração econômica, como conseqüência da falta de investimentos no setor industrial com base na moderna tecnologia.

14 P á g i n a (ENEM) Antes eram apenas as grandes cidades que se apresentavam como o império da técnica, objeto de modificações, suspensões, acréscimos, cada vez mais sofisticadas e carregadas de artifício. Esse mundo artificial inclui hoje o mundo rural. Santos, M. A Natureza do Espaço. São Paulo: Hucitec, Considerando a transformação mencionada no texto, uma conseqüência socioespacial que caracteriza o atual mundo rural brasileiro é: a) A redução do processo de concentração de terras. b) O aumento do aproveitamento de solos menos férteis. c) A ampliação do isolamento do espaço rural. d) A estagnação da fronteira agrícola do país. e) A diminuição do nível de emprego formal (ENEM 2011) O Centro-Oeste apresentou-se como extremamente receptivo aos novos fenômenos da urbanização, já que era praticamente virgem, não possuindo infraestrutura de monta, nem outros investimentos fixos vindos do passado. Pôde, assim, receber uma infraestrutura nova, totalmente a serviço de uma economia moderna. SANTOS, M. A Urbanização Brasileira. São Paulo: EdUSP, 2005 (adaptado). O texto trata da ocupação de uma parcela do território brasileiro. O processo econômico diretamente associado a essa ocupação foi o avanço da: a) Industrialização voltada para o setor de base. b) Economia da borracha no sul da Amazônia. c) Fronteira agropecuária que degradou parte do cerrado. d) Exploração mineral na Chapada dos Guimarães. e) Extrativismo na região pantaneira A imagem retrata a araucária, árvore que faz parte de um importante bioma brasileiro que, no entanto, já foi bastante degradado pela ocupação humana. Uma das formas de intervenção humana relacionada à degradação desse bioma foi: a) O avanço do extrativismo de minerais metálicos voltados para a exportação na região Sudeste. b) A contínua ocupação agrícola intensiva de grãos na região Centro-Oeste do Brasil. c) O processo de desmatamento motivado pela expansão da atividade canavieira no Nordeste brasileiro. d) O avanço da indústria de papel e celulose a partir da exploração da madeira, extraída principalmente no Sul do Brasil. e) O adensamento do processo de favelização sobre áreas da Serra do Mar na região Sudeste (Cftce) A desconcentração industrial verificada no Brasil, na última década, decorre, entre outros fatores, da: a) Ação do Estado, por meio de políticas de desenvolvimento regional, a exemplo da Zona Franca de Manaus. b) Elevação da escolaridade dos trabalhadores, o que torna todo o território nacional atraente para novos investimentos industriais. c) Presença de sindicatos fortes nos estados das regiões Sul e Sudeste, o que impede novos investimentos nessas regiões. d) Isenção fiscal oferecida por vários estados, associada à baixa remuneração da mão-de-obra local. e) Globalização da economia, que, por meio das privatizações, induz o desenvolvimento da atividade industrial em todo o território (UFC) A interiorização da indústria no Nordeste brasileiro tem contribuído para eliminar gradativamente a separação entre cidade e campo, propiciando a unificação destes espaços. Assinale a alternativa que indica de modo correto um fator associado à industrialização do campo que contribui para esta unificação. a) Presença do trabalhador assalariado do campo - bóia-fria - na periferia da cidade. b) Melhoria significativa dos salários dos trabalhadores do campo e da cidade. c) Fim das práticas agrícolas em áreas próximas a grandes centros urbanos. d) Aumento das associações conjuntas de trabalhadores urbanos e rurais. e) Expansão de indústrias de sede local nas áreas rurais.

15 P á g i n a (UFRS) Sobre o processo de industrialização brasileiro, são feitas as seguintes afirmações. I - A partir de 1930, começa um importante projeto de criação de infra-estrutura para o desenvolvimento do parque industrial. II - A partir da Segunda Guerra Mundial, acentua-se o processo de estatização das indústrias na Região Sudeste. III - A partir de 1964, amplia-se o parque industrial para atender a demanda da modernização da agricultura. Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas III. d) Apenas I e III. e) Apenas II e III (ENEM 2011) A Floresta Amazônica, com toda a sua imensidão, não vai estar aí para sempre. Foi preciso alcançar toda essa taxa de desmatamento de quase 20 mil quilômetros quadrados ao ano, na última década do século XX, para que uma pequena parcela de brasileiros se desse conta de que o maior patrimônio natural do país está sendo torrado. (AB SABER, A. Amazônia: do discurso à práxis. São Paulo: EdUSP, 1996). Um processo econômico que tem contribuído na atualidade para acelerar o problema ambiental descrito é: A) Expansão do Projeto Grande Carajás, com incentivos à chegada de novas empresas mineradoras. B) Difusão do cultivo da soja com a implantação de monoculturas mecanizadas. C) Construção da rodovia Transamazônica, com o objetivo de interligar a região Norte ao restante do país. D) Criação de áreas extrativistas do látex das seringueiras para os chamados povos da floresta. E) Ampliação do polo industrial da Zona Franca de Manaus, visando atrair empresas nacionais e estrangeiras (ENEM) O Centro-Oeste apresentou-se como extremamente receptivo aos novos fenômenos da urbanização, já que era Pôde, assim, receber uma infraestrutura nova, totalmente a serviço de uma economia moderna. SANTOS, M. A Urbanização Brasileira. São Paulo: EdUSP, 2005 (adaptado). O texto trata da ocupação de uma parcela do território brasileiro. O processo econômico diretamente associado a essa ocupação foi o avanço da: a) Industrialização voltada para o setor de base. b) Economia da borracha no sul da Amazônia. c) Fronteira agropecuária que degradou parte do cerrado. d) Exploração mineral na Chapada dos Guimarães. e) Extrativismo na região pantaneira O Brasil é considerado uma potência regional por que: a) possui grandes metrópoles industriais, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. b) é um país urbano e industrial, apesar de subdesenvolvido. c) faz parte do Mercosul. d) pertence ao G-7 (grupo dos sete países mais ricos do mundo). e) se trata da principal economia da América Latina Considere as características relativas às Regiões Geoeconômicas do Brasil: I. Região em que, historicamente, ocorreram perdas, tanto de importância na economia nacional, como do contingente demográfico. II. Região núcleo da economia urbano / industrial brasileira, embora hoje praticamente saturada e em processo de estabilização como receptora de migrantes. III. Região anteriormente conhecida como vazio demográfico. Atualmente, é aquela que apresenta o mais elevado incremento populacional, resultante da imigração, principalmente após transformar-se em área de fronteira agrícola e agroindustrial. As características mencionadas correspondem, respectivamente, às regiões: a) Nordeste, Amazônia, Centro-Sul. d) Centro-Sul, Nordeste, Amazônia. b) Nordeste, Centro-Sul, Amazônia. e) Amazônia, Centro-Sul, Nordeste. c) Centro-Sul, Amazônia, Nordeste.

16 P á g i n a Na Zona da Mata Paraibana, ocorrem os maiores índices de chuvas no Estado. Esse fato, contudo, não contribui para fazer desaparecer a fome e nem a miséria de grande parte da população residente na zona rural dessa região litorânea. Isso se deve ao elevado índice de a) pobreza da população, que sofre os efeitos gerados pela seca ou estiagem prolongada. b) concentração de terras em mãos de uns poucos ricos fazendeiros, retratando uma injusta estrutura fundiária. c) alagamento ou inundação nas terras agrícolas, provocado pelas chuvas intensas. d) concentração de renda entre a população urbana, fazendo aumentar a distância entre ricos e pobres. e) utilização indiscriminada de agrotóxicos e fertilizantes. 55- Calcula-se que km2 da caatinga estão em processo de desertificação. Este fato está relacionado, principalmente, à: a) deficiência hídrica do solo. b) forte insolação, devido à sua posição geográfica. c) devastação da mata para servir como lenha, carvão e práticas agropastoris inadequadas. d) presença de relevo acentuado entre o sertão e o litoral. e) evaporação maior que a precipitação (balanço hídrico negativo) O processo, caracterizado pela intensificação do uso de capital, aumento da mecanização agrícola, redução da mão-de-obra ocupada e reconcentração fundiária, é conhecido nos estudos sobre agricultura com o tema: a) Reforma agrária. d) Comercialização agrícola. b) Financiamento agrícola. e) Modernização agrícola. c) Sistemas agrícolas As cidades de João Pessoa e Campina Grande se destacam como as mais importantes do Estado da Paraíba. A razão de assumirem a condição de capitais regionais, polarizando, hierarquicamente, o espaço urbano paraibano, deve-se ao fato de que essas cidades: a) exercem influência regional sobre as várias cidades a elas subordinadas, das maiores às menores. b) polarizam cidades de todos os tipos e tamanhos, não só da Paraíba, mas também de toda a Região Nordeste e até de outras áreas do Brasil. c) possuem um raio de ação regional restrito aos respectivos territórios municipais. d) comandam a rede urbana da Paraíba, sem, contudo, obedecer qualquer ordem de tamanho das cidades. e) são os centros polarizadores do estado, devido à densidade do povoamento ser mais intensa no litoral que no sertão O Brasil possui um dos maiores parques industriais do planeta e, semelhante ao restante do espaço mundial, passa, atualmente, por grandes transformações. Sobre as principais mudanças na indústria brasileira, é correto afirmar que predomina o processo de a) reopção pelas indústrias de bens de consumo, em detrimento das indústrias de bens de produção, devido à fraca competitividade da indústria nacional frente à estrangeira. b) concentração das indústrias, de forma dispersa, por todo o território nacional, provocada pela "guerra fiscal" entre vários estados da federação. c) descentralização das indústrias, exclusivamente nas maiores e principais metrópoles brasileiras: São Paulo e Rio de Janeiro. d) modernização tecnológica no processo produtivo, resultando sobretudo na absorção seletiva da mão-deobra altamente qualificada. e) desindustrialização e fechamento total das fábricas brasileiras, em razão do sucateamento tecnológico provocado pela abertura do mercado internacional.

17 P á g i n a Há várias possibilidades de regionalizar o Brasil. Uma das divisões mais utilizadas é a que apresenta o país em três macro-regiões geoeconômicas: Centro-Sul, Nordeste e Amazônia, conforme mapa ao lado. Estas macro-regiões formaram-se historicamente através de vários processos, sendo, dessa forma, resultantes de uma determinada divisão territorial do trabalho. Atualmente, sobre as diferenciações regionais brasileiras e a divisão territorial do trabalho, é correto afirmar: a) No Centro-Sul, concentra-se o maior desenvolvimento industrial e tecnológico do país, atraindo trabalhadores de outras regiões. b ) Nas três macro-regiões geoeconômicas, as condições de vida e de trabalho apresentam-se de forma homogênea. c ) Para a Amazônia e o Nordeste migram grandes fluxos de trabalhadores oriundos do Centro-Sul. d ) A alta qualificação técnico-profissional dos trabalhadores nordestinos e amazônicos é a responsável pela grande demanda desses profissionais por parte das empresas do Centro-Sul. e ) Desde a colonização brasileira, a grande região fornecedora de mão de obra para o restante do país é a Amazônica (UECE - Modificada) No Brasil e em vários países do mundo a rotação de culturas é uma técnica agrícola de conservação que visa diminuir a exaustão do solo. Isto é feito trocando as culturas a cada novo plantio de forma que as necessidades de adubação sejam diferentes a cada ciclo. Consiste em alternar espécies vegetais, numa mesma área agrícola. A rotação de culturas é vantajosa por que a) viabiliza a possibilidade de produção de vários produtos na mesma safra. b) diminui a longo e médio prazo os gastos com recuperação de solo. c) garante, ao agricultor, maior lucratividade em curtíssimo prazo. d) aumenta a lucratividade do produtor por conta da qualidade do produto Práticas agrícolas modernas. Observe os mapas abaixo e responda a questão que se segue: THÉRY, H. e MELLO, N. Atlas do Brasil. São Paulo: EDUSP, 2008, p A economia rural brasileira avança gradativamente na direção de práticas agrícolas modernas, envolvendo a utilização de adubos, a conservação dos solos e a assistência técnica, o que implica uma certa renovação do campo, no qual persistem contradições inerentes à sociedade nacional. A leitura comparada dos mapas acima permite concluir que essa renovação ainda é marcada por uma clara associação entre a) amenização das tensões agrárias e redução do número de assentamentos rurais no país. b) concentração de grandes propriedades e declínio de culturas agrícolas especializadas.

18 P á g i n a 143 c) capitalização das empresas rurais e decréscimo de práticas agrícolas sustentáveis. d) colonização oficial de áreas de fronteira e expansão de pequenos produtores exportadores. e) apropriação monopolista da terra e difusão desigual da modernização agrícola Em geografia, o conceito de metrópole apresenta dentre outras as seguintes características: (Prefeitura do Município de São Paulo 2004) I. Forte crescimento que expande a cidade, formando um espaço conurbado, complexo, mas muito integrado. II. A existência de uma rede de infraestrutura viária que garante fluxos de circulação de veículos constantes e rápidos. III. Forte dinamismo das paisagens que traz como consequência constante substituição de construções antigas e de centros históricos. IV. Grande mancha urbana com várias administrações político-administrativas autônomas. Estão corretas SOMENTE as características a) I e II. b) I e III. c) I e IV. d) II e III. e) III e IV A modernização do país, resultante do crescimento da economia urbano-industrial, produziu uma divisão territorial do trabalho, que subordina o campo à cidade, bem como as cidades menores às maiores. Estabeleceu-se, portanto, um sistema integrado de cidades em que há uma hierarquia entre elas, isto é, relações econômicas e sociais em que umas se subordinam às outras. (Adaptado de Vesentini, J.W. Geografia) O fragmento acima apresenta o conceito de: (Prefeitura de Teresópolis ) (A) rede urbana. (B) polarização urbana. (C) megalópole. (D) região urbana. (E) nebulosa urbana 64 - (PUC) Nos países industrializados, a migração campo-cidade tem como causa fundamental: a) carência de melhores condições sociais no campo. b) baixa produtividade agrícola. c) pressão demográfica no campo. d) dificuldade de aquisição de terras. e) liberação de mão-de-obra pela mecanização A territorialização dos movimentos sociais que lutam pela terra e pela reforma agrária no Brasil é o que há de mais novo no processo de democratização da sociedade brasileira, no sentido da reivindicação dos direitos pela posse e pelo uso social da terra. Nesse sentido, o território da luta pela terra não é um espaço concreto em si, com seus atributos naturais e sociais construídos, ocupado e apropriado por um grupo social sob a identidade coletiva dos Sem-Terra. É a complexa soma de relações sociais, logo de poder, que os grupos, as identidades e as classes implicadas na luta pela terra e pela reforma agrária projetam no espaço. A partir das considerações apresentadas, numere a 2ª coluna de acordo com a 1ª, associando cada expressão a seu(s) respectivo(s) significado(s).

19 P á g i n a 144 1ª Coluna (1) Reforma Agrária Estrutural (2) Estrutura Fundiária (3) Reforma Agrária Convencional 2ª Coluna ( ) Origina-se de uma política pública que abrange vários processos resultantes de transformações do regime de propriedade privada da terra e supera as relações tradicionais de poder, de forma a modificar as regras do judiciário no tocante à questão agrária. ( ) Realiza-se através de um processo amplo, imediato e drástico de redistribuição de direitos sobre a propriedade privada da terra agrícola, promovido pelo Governo Federal, com a ativa participação dos próprios camponeses, objetivando sua promoção humana, social, econômica e política. ( ) Corresponde a uma situação dada, em um momento histórico, quando se observa como está organizada a apropriação da terra, como está distribuída entre os habitantes e quais as condições de sua exploração. ( ) Faz parte de uma operação negociada entre as velhas e as novas forças sociais, objetivando modificar o monopólio latifundista, sem mudar as regras institucionais da sociedade tradicional. A seqüência correta é: a) 2, 2, 3, 1 c) 3, 2, 1, 3 e) 1, 1, 2, 2 b) 1, 1, 2, 3 d) 3, 3, 1, (UFPB 2006) Sobre as grandes paisagens naturais brasileiras, considere as afirmativas abaixo, assinalando comv a(s) verdadeira(s) e com F, a(s) falsa(s): ( ) O desmatamento da floresta amazônica, para o desenvolvimento econômico da região, é considerado por muitos políticos como o preço do progresso. Essa devastação da floresta causa grandes impactos ambientais, mas não chega a atingir as populações que vivem nessa área. ( ) O Pantanal Mato-grossense é um dos maiores patrimônios ecológicos da humanidade, segundo a ONU. A complexa formação natural dessa região, que lembra aspectos do cerrado, da floresta amazônica e até da caatinga, aparece como um atributo para o desenvolvimento da atividade turística. ( ) A Caatinga ocupa, aproximadamente, 11% do território brasileiro, sendo o sertão nordestino a típica representação desse tipo de paisagem natural. O clima seco, devido às chuvas escassas e ao solo árido, impede o cultivo de alimentos, mesmo utilizando técnicas modernas de irrigação. ( ) O Cerrado brasileiro é a paisagem natural que sofreu mais transformações nos últimos 10 anos. O agronegócio, impulsionado pela possibilidade do plantio de soja nessa área, vem causando fortes impactos ambientais. ( ) O chamado domínio das Pradarias, tradicionalmente denominado de pampa gaúcho, caracteriza-se pela vegetação herbácea típica de climas temperados e subtropicais. É uma área propícia ao desenvolvimento da pecuária como atividade econômica. A sequência correta é: a) FFVVV b) VVFFV c) FVFFV e) FVFVV d) VVFVF O texto, abaixo, serve de suporte às questões 67 e 68. De acordo como o Censo Demográfico de 2000 do IBGE, cerca de 82% da população brasileira viviam, naquela ocasião, em espaços considerados como urbanos (cidades e vilas). É bem verdade que esse dado não é muito confiável, já que, devido a um problema conceitual e metodológico, mesmo vilas e cidades com poucas centenas de habitantes e nítidas características de aglomerado rural são classificadas como urbanas. Mas seja como for, o fato é que o Brasil é, realmente, um país predominantemente urbano, e que se urbaniza mais e mais, em grande velocidade. A América Latina, aliás, é um continente bastante urbanizado, em comparação com outras partes do que ainda se costuma chamar de Terceiro Mundo: mais de três quartos da população vivem em áreas consideradas como urbanas. (...) Contudo, não é o simples fato de que a população urbana aumenta em proporção e em tamanho absoluto, em praticamente qualquer escala que se considere (mundo, Terceiro Mundo, América Latina, Brasil...), que tem feito as atenções de todos se voltarem, nas últimas décadas, cada vez mais para as cidades e seus problemas. É o fato, isso sim, de que a vida em muitas cidades, para não dizer em quase todas elas, tem sido percebida como um misto de sentimento de orgulho e satisfação, por um lado, e descontentamento e frustração, e até mesmo medo, por outro. (SOUZA, Marcelo Lopes. A, B, C do Desenvolvimento Urbano. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005, p ).

20 P á g i n a (UFPB 2006) De acordo com o texto, é correto afirmar: a) A cidade, ao mesmo tempo em que representa formas modernas de vida, mostra o atraso, principalmente, nas condições sociais de convívio no espaço urbano. b) O Brasil, segundo os dados do IBGE, passou a ser um país, predominantemente, urbano a partir da conceituação das vilas como espaços urbanos. c) O problema conceitual e metodológico na definição de cidades não possibilita afirmar que o Brasil é um país urbanizado. d) Os problemas urbanos, decorrentes da rápida urbanização da América Latina, não podem ser considerados como característica da urbanização brasileira. e) Os países do chamado Terceiro Mundo, apesar de caracterizarem-se como países urbanizados, têm toda a economia baseada na área rural (UFPB-2006) Considerando o texto e as transformações recentes na relação campo cidade no Brasil, pode-se afirmar: I. As formas de produzir no campo aproximam-se das formas de produzir na indústria urbana, na medida em que aumenta, velozmente, a introdução de tecnologia em todas as etapas do processo produtivo. Esse fato acarreta a diminuição da necessidade de mão-de-obra nas áreas rurais. II. Muitas cidades brasileiras, apesar de serem consideradas áreas urbanas, têm a economia, quase que inteiramente, voltada para a atividade rural. Nessas cidades, atividades sociais, políticas e culturais também sofrem forte influência do espaço rural. III. A chamada Modernização Conservadora é uma expressão que pode, ao mesmo tempo, explicar as transformações que ocorrem no campo e na cidade, na medida em que se considera o avanço tecnológico eminente em ambos os espaços, sem perder de vista a permanência das desigualdades sociais. Está(ão) correta(s): a) apenas I d) apenas I e III b) apenas I e II e) I, II e III c) apenas II e III 69 - Nos últimos quinze anos, entre os fatores que podem explicar o rápido crescimento das periferias pauperizadas das grandes e médias cidades, destaca-se: a) o êxodo rural que se estabilizou na década de 80, em todas as regiões. b) o descompasso entre o crescente aumento da população e a manutenção do volume de empregos. c) o crescimento do emprego industrial, aliado às melhorias na infra-estrutura viária. d) o efeito de legislações ambientalistas coibindo a verticalização demasiada das cidades. e) a desapropriação de áreas municipais, facilitando a construção de moradias de baixa renda (UFT 2008) Dentre vários aspectos, pode-se dizer que a urbanização brasileira ocorreu em níveis de intensidade e rapidez significativos, que se diferenciam regionalmente. Quanto ao processo de urbanização no Brasil é CORRETO afirmar que: a) No Nordeste a rede urbana apresenta maior densidade na zona litorânea. b) A cidade de São Paulo sempre comandou a rede urbana brasileira. c) A megalópole brasileira é constituída por São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. d) A porção centro-ocidental do país iniciou os primeiros passos de uma acelerada urbanização, inclusive com grande densidade demográfica (UEPB) As figuras confirmam cada vez mais a presença do trabalho infantil no mercado de trabalho. Seus conhecimentos sobre o tema levam à reflexão de que: I - O trabalho infantil é uma das maiores agressões à sociedade brasileira. De acordo com o IBGE, dos 2,7 milhões de crianças na idade de 06 a 14 anos, cerca de 50% trabalham até 40 horas semanais. Essa forma de

21 P á g i n a 146 trabalho está atrelada à pobreza da família, pois crianças que deveriam estar na escola estão na luta para completar a renda familiar. II - O trabalho infantil, marca já registrada na cultura econômica brasileira, gera lucro para quem explora e pobreza para quem é explorado. Na zona rural de muitas regiões brasileiras são muitas crianças trabalhando no sisal, nas carvoarias, nas pedreiras, nos canaviais e na agricultura. A miséria amedronta, ao ponto de uma criança perguntar numa carvoaria em Goiás: Pra existir um rico quantos pobres têm que existir? III - Na maioria das cidades brasileiras as ruas são tomadas de crianças que ficam nos semáforos, muitas vendendo balas para sobreviver, pedindo esmola, expostas ao tráfico de drogas, à prostituição infantil, aos pedófilos e a agenciadores da prostituição. IV - A falta de oportunidades de trabalho, a renda baixíssima, a não alfabetização, também são fatores que contribuem para a pobreza e para a degradação dos fatores em pauta. Estão corretas a) Apenas as proposições I e IV b) Apenas as proposições I e II c) Apenas as proposições I e III d) Apenas as proposições II e IV e) Todas as proposições 72 - (UEG) Após a onda milenária da era rural, após a onda bem mais breve do maquinismo industrial, mil novos sintomas anunciam o advento de uma terceira onda, de uma era pós-industrial capaz de exaltar a dimensão criativa das atividades humanas, privilegiando mais a cultura do que a estrutura. [...] A informação e o conhecimento oferecem muito mais oportunidade a quem os detém. A análise do texto acima permite inferir a seguinte ideia: a) na última década, a redução do analfabetismo e o crescimento médio da escolaridade no Brasil foram fatores determinantes para a redução do desemprego estrutural. b) o desenvolvimento de novas tecnologias, aliado ao conhecimento e à informação, ampliou as condições de emprego, sobretudo nos países do Sul, onde atuam as empresas transnacionais. c) por força das inovações tecnológicas, da crescente concorrência e de novos métodos de produção, o mercado de trabalho tornou-se mais exigente, reduzindo assim as condições de empregabilidade. d) nos países subdesenvolvidos marcados por uma economia agroexportadora, o desemprego estrutural vem superando o desemprego conjuntural, uma vez que a tecnologia absorve a mão-de-obra excedente (UFOP) A divisão sexual do trabalho assume formas conjunturais e históricas, constrói-se como prática social, ora conservando tradições que ordenam tarefas masculinas e tarefas femininas na indústria, ora criando modalidades da divisão sexual das tarefas. A subordinação de gênero, a assimetria nas relações de trabalho masculinas e femininas se manifesta não apenas na divisão de tarefas, mas nos critérios que definem a qualificação das tarefas, nos salários, na disciplina do trabalho Sobre o trabalho feminino, é correto afirmar: a) Mesmo no mundo globalizado, o trabalho feminino é muito utilizado em formas de emprego precárias, como contratos de curta duração e empregos em tempo parcial. b) Os rendimentos das mulheres trabalhadoras mais escolarizadas tendem a ser superiores aos dos homens em igual posição. c) Observa-se uma diminuição da presença das mulheres em atividades de maior prestígio e rendimentos devido à melhoria da qualificação da mão-de-obra masculina. d) O trabalho doméstico é exercido predominantemente pelas mulheres em razão da baixa qualificação da mão-de-obra feminina.

22 P á g i n a (UNIFAL) Analise as charges a seguir. A partir dessas charges, pode-se afirmar que: a) carnaval e futebol são manifestações da cultura popular brasileira que ao longo dos anos vêm polarizando inúmeros programas sociais, os quais contribuíram, inclusive, para a extinção da fome no país. b) o programa Fome-Zero erradicou a fome no Brasil e, por isso, esse programa é motivo de grande destaque na mídia, assim como são carnaval e futebol. c) as críticas das charges não procedem, pois não há casos de fome no Brasil. d) no Brasil, enquanto carnaval e futebol merecem grande destaque na mídia, a fome continua assolando, silenciosamente, parte da população do país. 75 (UFT) Parcela considerável do desemprego que se verifica, atualmente, no mundo, está associada a mudanças estruturais na economia é o denominado desemprego estrutural. É CORRETO afirmar que essa modalidade de desemprego é conseqüência a) da adoção de novas tecnologias de produção e gerenciamento industrial. b) da crescente importância do setor primário na economia global. c) do crescimento da economia informal nos países periféricos. d) do desaquecimento e da crise progressivos da economia mundial (UEMA) Os novos movimentos sociais, principalmente os ambientalistas no Brasil e no mundo, têm se destacado no combate às indústrias poluidoras e usinas nucleares, ao desmatamento indiscriminado da Floresta Amazônica, dentre outros. Sobre esses movimentos, leia as proposições abaixo. I. São movimentos sociais preservacionistas que têm como objetivo salvar o planeta Terra das agressões do homem. II. São movimentos sociais que têm como ideologia revolucionar o modo de produção capitalista instaurando o socialismo. III. São movimentos sociais que incriminam as empresas capitalistas modernas como devastadoras do planeta Terra. IV. São movimentos sociais que querem destruir o poder do Estado-Nação. a) II e IV apenas b) II e III apenas c) I e III apenas d) I e IV apenas e) I e II apenas 77 - Atualmente, a luta pela terra no Brasil adquire nova configuração com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST). Assinale a opção que caracteriza corretamente esse movimento social. a) Movimento de caráter político que visa obter respostas do Poder Judiciário para questões fundiárias das cidades grandes. b) Ação de grupos sociais liderada por setores progressistas da Igreja, com o objetivo de acelerar a reforma na Amazônia. c) Movimento organizado de trabalhadores com perspectivas de solução da questão da terra, por meio de projetos de reforma agrária. d) Associação espontânea de trabalhadores com o objetivo principal de resolver conflitos de terra no Estado de São Paulo. e) Organização de trabalhadores urbanos desempregados que buscam, no retorno ao campo, uma solução para sua sobrevivência.

23 P á g i n a (UFG) A luta pela terra no Brasil reflete o processo histórico de sua apropriação, ocupação e uso, desde a colonização até os dias atuais. Ao longo do tempo, verificaram-se vários conflitos pela posse da terra. Na segunda metade da década de 1980, houve aumento da violência no campo nas regiões brasileiras, decorrente a) da organização dos movimentos sociais em defesa da pequena propriedade e dos interesses dos migrantes. b) da expansão dos latifúndios e do aumento da luta pela posse da terra por parte dos camponeses. c) do apoio da Comissão Pastoral da Terra (CPT) aos movimentos sociais de luta pela posse da terra. d) da modernização da agricultura nas regiões Norte e Nordeste, o que provocou o aumento da luta pela posse da terra. e) da elaboração de legislações federais contrárias às ocupações de terras pelos movimentos sociais (UEM) Sobre agricultura, seu papel histórico e sua importância econômica no mundo, assinale (V) ou (F) nas alternativa(s) abaixo: ( ) Nas terras ocupadas na América desde o século XVI, os colonizadores implantaram sistemas agrícolas para a produção de gêneros alimentícios e de matérias primas voltadas ao abastecimento do mercado europeu. ( ) Após a Segunda Guerra Mundial e com o processo de desenvolvimento da biotecnologia em marcha, os países desenvolvidos criaram espécies vegetais a partir do pacote tecnológico denominado Revolução Verde, fundamentado na difusão do consumo de produtos orgânicos e hidropônicos. ( ) No século XIX, as lavouras de café no Brasil foram desenvolvidas com base na grande propriedade escravista e monocultora, voltada à exportação. ( ) A partir da Revolução Industrial, a agricultura alcançou um estágio técnico e científico que possibilitou o aumento da produção sem a necessidade de ampliação da área de cultivo. Foi a fase da chamada Revolução Agrícola. ( ) Na atualidade, por conta da redução de seu espaço agrícola, os países europeus não cultivam gêneros alimentícios, caracterizando-se como grandes importadores desses produtos dos países em desenvolvimento (UFJF) Observe a charge a seguir: Na charge é apresentada uma prática que não é uma exclusividade de países em desenvolvimento, de países pobres, ela existe em todas as economias do mundo, em todas as regiões e apresenta as mais diversas formas. Essa prática é: a) grilagem de terras. b) invasão de terras. c) pirataria ecológica. d) trabalho escravo. e) trabalho por tarefa.

24 P á g i n a (UFLA) As colunas abaixo dizem respeito à organização da produção na agricultura brasileira. Faça as correlações entre as colunas A e B e, em seguida, marque a alternativa CORRETA. Coluna A 1. Latifúndio 2. Unidade familiar produtora de mercadorias 3. Unidade familiar de subsistência 4. Empresa agropecuária capitalista Coluna B ( ) Corresponde à exploração da terra com base na chamada "interdependência", ou seja, depende do fornecimento de insumos da indústria ("indústrias para agricultura"), e essa, por sua vez, passou a depender das compras e do consumo da agricultura. ( ) Corresponde à exploração da terra realizada por pequenos proprietários, arrendatários, parceiros ou ainda posseiros. A produção visa a atender às necessidades do grupo. ( ) Corresponde às grandes áreas dedicadas à produção voltada para o mercado externo. ( ) Corresponde à utilização da terra realizada por pequenos proprietários e arrendatários; produção para abastecer o mercado. a) b) c) d) (UNIFOR) Mesmo considerando-se que o atual estágio de modernização da agropecuária brasileira possibilita alcançar expressiva produção, as atividades agrícolas ainda provocam sérios impactos ambientais em algumas áreas do país. Dentre esses impactos, pode-se citar a) o desaparecimento dos manguezais e conseqüente desaparecimento da fauna local devido à ocupação dos solos férteis em áreas litorâneas. b) a retificação e o aprofundamento do canal da porção sertaneja do rio São Francisco para a produção de soja e de frutas destinadas à exportação. c) o inicio acelerado do processo de desertificação em extensas áreas frágeis do Nordeste e do Sudoeste do Rio Grande do Sul. d) a diminuição do volume das águas do rio Paraguai para irrigação das lavouras que ocupam o lugar do cerrado sul mato-grossense. e) o ressecamento dos solos amazônicos em decorrência da drenagem realizada nos igarapés da região para cultivo de pastos (UNIFEI) A chamada Revolução Verde promoveu grande aumento da produtividade em diferentes regiões agrícolas do planeta, por meio do uso de fertilizantes químicos, agrotóxicos e sementes selecionadas. Apesar do desenvolvimento técnico e econômico, a Revolução Verde provocou conseqüências ecológicas e sociais. Assinale a alternativa incorreta. a) A utilização de fertilizantes e de agrotóxicos tem por objetivo aumentar a produtividade e evitar quebra na safra. b) Os fertilizantes e agrotóxicos são levados pela chuva para os córregos e rios, prejudicando o equilíbrio ecológico de seus ecossistemas. c) Houve um enriquecimento tanto da flora quanto da fauna silvestre, devido a grande utilização de fertilizantes e produtos químicos. d) Devido à utilização de fertilizantes e agrotóxicos, os produtos cultivados são mais vigorosos e abundantes.

25 P á g i n a (UFLA) Analise a letra da música abaixo. Minha Alma (A paz que eu não quero) A minha alma está armada e apontada para a cara do sossego pois paz sem voz não é paz é medo [...]As grades do condomínio são para trazer proteção mas também trazem a dúvida se não é você que está nessa prisão me abrace e me dê um beijo faça um filho comigo mas não me deixe sentar na poltrona no dia de domingo procurando novas drogas de aluguel nesse vídeocoagido pela paz que eu não quero seguir admitindo Assinale a alternativa que indica o problema central destacado na letra da música. a) A formação da chamada cidade informal das regiões metropolitanas. b) A falta de infra-estrutura básica nos subúrbios das metrópoles. c) O aprofundamento da pobreza nas grandes cidades brasileiras. d) A violência criminal que atormenta os moradores dos grandes centros urbanos (UNIOESTE) Sobre a rede urbana brasileira, assinale a alternativa INCORRETA. a) O sudeste brasileiro pode ser caracterizado como uma rede urbana complexa, pelo seu alto grau de urbanização e pela sua economia diversificada, fortemente industrial e de serviços. b) A configuração das redes urbanas regionais é definida geralmente pelo fator histórico e pelas atividades econômicas praticadas. Tem-se como exemplos alguns centros regionais e metrópoles nordestinas que se desenvolveram como portos exportadores de produtos agrícolas para o mercado internacional. c) São Paulo e Rio de Janeiro se caracterizam como as maiores metrópoles brasileiras por concentrar sedes de empresas transnacionais e intensa dinâmica de fluxos informacionais. d) Abaixo das metrópoles, no nível hierárquico que define a rede urbana brasileira, estão os centros regionais que concentram centros universitários, grande rede de hospitais, médicos e dentistas especializados, retransmissoras de televisão e shopping centers. Tem-se como exemplos Londrina e Ribeirão Preto. e) O desenvolvimento mais recente da rede urbana brasileira esteve orientado pelo crescimento de sua malha ferroviária, que, a partir de 1960, foi a infra-estrutura de transportes que mais se destacou no território nacional (UFPA) À medida que a urbanização se intensifica, o modo de viver e de consumir de cada grupo ou classe social gera repercussões na forma de apropriação do espaço urbano. Sobre essas repercussões é correto afirmar que: a) as contradições urbanas fizeram surgir, sobretudo nos grandes aglomerados, uma cidade formal e outra informal que pouco se diferenciam na organização espacial. Porém a precariedade do saneamento básico é um dos itens que as tornam diferentes. b) o aumento da procura por espaços para habitação, em áreas de proteção ambiental, pelas populações pobres em cidades de países periféricos, gera a disseminação de ocupações irregulares com a intensa degradação desse meio ambiente. c) o mercado imobiliário atual, ao transformar a ocupação domiciliar em um produto, uma mercadoria, beneficia tanto as classes economicamente privilegiadas como as menos favorecidas, através do acesso às áreas de melhor localização que, geralmente, são dotadas de serviços de esgotos e água potável. d) em um ambiente urbano ecologicamente equilibrado, tanto as populações pobres como as economicamente privilegiadas vivenciam acesso a moradia de qualidade, o uso sustentável de seus recursos naturais e a redução da poluição a níveis considerados aceitáveis. e) as desigualdades espaciais que ocorrem nas cidades denunciam que as populações pobres têm sido submetidas a processos de segregação voluntária, uma vez que são induzidas a deslocamentos para áreas nobres, tendo como conseqüência a proliferação de doenças endêmicas.

26 P á g i n a (UEPB) Escreva F ou V (Falso ou Verdadeiro) para as proposições que tratam de realidades concretas vivenciadas no espaço urbano brasileiro pela população de baixa renda. ( ) As favelas, que muitas vezes são vistas por milhares de brasileiros apenas como lugar da desordem social, agregam milhares de trabalhadores que disponibilizam sua força de trabalho a serviço do desenvolvimento econômico do país.esses trabalhadores não tem acesso a outro lugar no solo urbano, nem condições de usufruir das benesses do mundo moderno. ( ) A segregação residencial é consequência de um espaço mercadoria, cujos valores de uso e troca definem as formas de apropriação e de luta pelo direito de morar na cidade. ( ) O espaço urbano de uma grande cidade como São Paulo é hoje a soma de várias cidades que apresentam realidades diversas sem articulação entre si. ( ) A falta de empregos nas grandes cidades brasileiras inclui na paisagem mendigos que moram embaixo de viadutos (sem teto), pedem esmolas ao lado de crianças além de subempregados e crianças que disputam espaços nos semáforos para venderem bugigangas na busca da sobrevivência. ( ) A violência em toda sua dimensão não é problema apenas das grandes metrópoles; nas cidades de menor porte ela também se faz presente. Vem deixando sua marca registrada em muitas escolas brasileiras. A alternativa que apresenta a sequência correta é: a) V V F V V b) V V V F V c) F F F V V d) V F V F V e) F V F V V 88 - (UERJ) Na imagem, visualiza-se a região da Baixada Santista, com as diversas cidades que compõem esse espaço do litoral paulista. A análise da imagem permite reconhecer a ocorrência do seguinte processo socioespacial comum em cidades de áreas metropolitanas: a) favelização b) conurbação c) gentrificação d) verticalização e) fertilização 89 - (UFRGS) A evolução da população urbana e rural do Brasil mostrada no gráfico pode ser explicada pela a) A mecanização da agricultura e a migração campo-cidade. b) mecanização da agricultura e a reforma agrária. c) migração campo-cidade e a reforma agrária. d) migração campo-cidade e a crise do petróleo. e) mecanização da agricultura e a crise do petróleo.

27 P á g i n a (FUVEST) A recente urbanização brasileira tem características parcialmente representadas nas situações I e II dos esquemas acima. Considerando essas situações, é correto afirmar que, entre outros processos, a) I representa a involução urbana de uma metrópole regional. b) I representa a perda demográfica relativa da cidade central de uma Região Metropolitana. c) II representa o desmembramento territorial e criação de novos municípios. d) II representa a formação de uma região metropolitana, a partir do fenômeno da conurbação. e) II representa a fusão político-administrativa de municípios vizinhos (PUCRS) A figura representa uma política desenvolvimentista do governo Juscelino Kubitschek, vivenciada pelos brasileiros entre A leitura da figura e do texto permite concluir que a política desenvolvimentista de Juscelino Kubitschek é a) modernizadora, mas não é nacionalista e, por isso, desvaloriza o capital estrangeiro. b) desnacionalizadora, pois representa um momento de entrada significativa de multinacionais no Brasil. c) modernizadora, pois incrementa as indústrias nacionais com capitais oriundos das multinacionais norteamericanas. d) desnacionalizadora, já que conquista o mercado externo, no mundo globalizado. e) modernizadora e, ao mesmo tempo, desnacionalizadora, por não ter sido implantada por nacionalistas e por ter provocado um aumento da tecnologia nas empresas nacionais 92 - (IBMEC-RJ) A chegada ao poder de Juscelino Kubitschek, em 1956, possibilitou uma mudança significativa em relação à economia brasileira, tomando como parâmetro os governos anteriores. Leia as seguintes afirmativas: I Foram concedidas amplas facilidades para o ingresso em nosso país de investimentos estrangeiros; II O Estado passou a não mais intervir em nenhum setor econômico; III Importantes setores da economia foram desnacionalizados, como o de transportes e o energético; IV Coube ao Estado, apenas, o controle sobre o setor de bens de produção, ficando com os investidores estrangeiros a produção de bens de consumo duráveis. Assinale: a) se as afirmativas I e II forem corretas; b) se as afirmativas II e III forem corretas; c) se as afirmativas I e IV forem corretas; d) se as afirmativas II e IV forem corretas; e) se as afirmativas I e III forem corretas.

28 P á g i n a (UESPI) O desenvolvimento industrial brasileiro, que teve início no final do século XIX, ocorreu de forma desigual nas diferentes regiões do Brasil, pois houve uma concentração da atividade industrial, particularmente, nos Municípios de São Paulo e Rio de Janeiro. Dentre outras razões, explicam esse fato: a) a formação de um mercado externo na região Sudeste e a criação de casas de importação por emigrantes estrangeiros. b) o domínio da cafeicultura no Sudeste, a conseqüente acumulação de capital e a imigração estrangeira que se dirigiu para essa região. c) o domínio da mineração em São Paulo e a fundação de casas de exportação que tinham como objetivo abastecer o mercado brasileiro de produtos nacionais. d) o desenvolvimento de empresas de extração mineral em São Paulo, que permitiu a acumulação de capital, e o conseqüente fluxo de emigrantes que para lá se dirigiu. e) a abolição da escravidão e a concentração da população na região Sudeste, fato que estimulou a criação de casas de importação (ENEM 2009) Além dos inúmeros eletrodomésticos e bens eletrônicos, o automóvel produzido pela indústria fordista promoveu, a partir dos anos 50, mudanças significativas no modo de vida dos consumidores e também na habitação e nas cidades. Com a massificação do consumo dos bens modernos, dos eletroeletrônicos e também do automóvel, mudaram radicalmente o modo de vida, os valores, a cultura e o conjunto do ambiente construído. Da ocupação do solo urbano até o interior da moradia, a transformação foi profunda. (MARICATO, E. Urbanismo na periferia do mundo globalizado: metrópoles brasileiras. Disponível em: Acesso em: 12 ago (adaptado)). Uma das consequências das inovações tecnológicas das últimas décadas, que determinaram diferentes formas de uso e ocupação do espaço geográfico, é a instituição das chamadas cidades globais, que se caracterizam por A - possuírem o mesmo nível de influência no cenário mundial. B - fortalecerem os laços de cidadania e solidariedade entre os membros das diversas comunidades. C - constituírem um passo importante para a diminuição das desigualdades sociais causadas pela polarização social e pela segregação urbana. D - terem sido diretamente impactadas pelo processo de internacionalização da economia, desencadeado a partir do final dos anos E- terem sua origem diretamente relacionadas ao processo de colonização ocidental do século XIX (ENEM -2009) Populações inteiras, nas cidades e na zona rural, dispõem da parafernália digital global como fonte de educação e de formação cultural. Essa simultaneidade de cultura e informação eletrônica com as formas tradicionais e orais é um desafio que necessita ser discutido. A exposição, via mídia eletrônica, com estilos e valores culturais de outras sociedades, pode inspirar apreço, mas também distorções e ressentimentos. Tanto quanto há necessidade de uma cultura tradicional de posse da educação letrada, também é necessário criar estratégias de alfabetização eletrônica, que passam a ser o grande canal de informação das culturas segmentadas no interior dos grandes centros urbanos e das zonas rurais. Um novo modelo de educação. (BRIGAGÃO, C. E.; RODRIGUES, G. A globalização a olho nu: o mundo conectado. São Paulo: Moderna, 1998 (adaptado)). Com base no texto e considerando os impactos culturais da difusão das tecnologias de informação no marco da globalização, depreende-se que A - a ampla difusão das tecnologias de informação nos centros urbanos e no meio rural suscita o contato entre diferentes culturas e, ao mesmo tempo, traz a necessidade de reformular as concepções tradicionais de educação. B - a apropriação, por parte de um grupo social, de valores e ideias de outras culturas para benefício próprio é fonte de conflitos e ressentimentos. C - as mudanças sociais e culturais que acompanham o processo de globalização, ao mesmo tempo em que refletem a preponderância da cultura urbana, tornam obsoletas as formas de educação tradicionais próprias do meio rural. D - as populações nos grandes centros urbanos e no meio rural recorrem aos instrumentos e tecnologias de informação basicamente como meio de comunicação mútua, e não os veem como fontes de educação e cultura. E - a intensificação do fluxo de comunicação por meios eletrônicos, característica do processo de globalização, está dissociada do desenvolvimento social e cultural que ocorre no meio rural.

29 P á g i n a (ENEM -2009) No presente, observa-se crescente atenção aos efeitos da atividade humana, em diferentes áreas, sobre o meio ambiente, sendo constante, nos fóruns internacionais e nas instâncias nacionais, a referência à sustentabilidade como princípio orientador de ações e propostas que deles emanam. A sustentabilidade explica-se pela A - incapacidade de se manter uma atividade econômica ao longo do tempo sem causar danos ao meio ambiente. B - incompatibilidade entre crescimento econômico acelerado e preservação de recursos naturais e de fontes não renováveis de energia. C - interação de todas as dimensões do bem-estar humano com o crescimento econômico, sem a preocupação com a conservação dos recursos naturais que estivera presente desde a Antiguidade. D - proteção da biodiversidade em face das ameaças de destruição que sofrem as florestas tropicais devido ao avanço de atividades como a mineração, a monocultura, o tráfico de madeira e de espécies selvagens. E - necessidade de se satisfazer as demandas atuais colocadas pelo desenvolvimento sem comprometer a capacidade de as gerações futuras atenderem suas próprias necessidades nos campos econômico, social e ambiental (ENEM -2011) O Centro-Oeste apresentou-se como extremamente receptivo aos novos fenômenos da urbanização, já que era praticamente virgem, não possuindo infraestrutura de ponta, nem outros investimentos fixos vindos do passado. Pôde, assim, receber uma infraestrutura nova, totalmente a serviço de uma economia moderna. (Santos, M. A Urbanização Brasileira. São Paulo: EdUSP,2005 (adaptado)). O texto trata da ocupação de uma parcela do território brasileiro. O processo econômico diretamente associado a essa ocupação foi o avanço da A indrustrialização voltada para o setor de base B economia da borracha no sul da Amazônia C Fronteira agropecuária que degradou parte do cerrado. D exploração mineral na Chapada dos Guimarães E extrativismo na região pantaneira (ENEM 2011) A floresta Amazônia, com toda a sua imensidão, não vai estar ai para sempre. Foi preciso alcançar toda essa taxa de desmatamento de quase 20 mil quilômetros quadrados ao ano, na última década do século XX, para que uma pequena parcela de brasileiros se desse conta de que o maior patrimônio natural do país está sendo torrado. (AB SABER, A. Amazônia: do discurso à práxis. São Paulo: EdUSP, 1996). Um processo econômico que tem contribuído na atualidade para acelerar o problema ambiental descrito é: A Expansão do Projeto Grande Carajás, com incentivos à chegada de novas empresas mineradoras. B Difusão do cultivo da soja com a implantação de monoculturas mecanizadas. C Construção da rodovia Transamazônica, com o objetivo de interligar a região Norte ao restante do país. D Criação de áreas extrativistas do látex das seringueiras para os chamados povos da floresta. E Ampliação do polo industrial da Zona Franca de Manaus, visando atrair empresas nacionais e estrangeiras (ENEM 2010) Como os combustíveis energéticos, as tecnologias da informação são, hoje em dia, indispensáveis em todos os setores econômicos. Através delas, um maior número de produtores é capaz de inovar e a obsolescência de bens e serviços se acelera. Longe de estender a vida útil dos equipamentos e a sua capacidade de reparação, o ciclo de vida desses produtos diminui, resultando em maior necessidade de matéria-prima para a fabricação de novos. A postura consumista de nossa sociedade indica a crescente produção de lixo, principalmente nas áreas urbanas, o que, associado a modos incorretos de deposição, a) estimula o empreendedorismo social, visto que um grande número de pessoas, os catadores, têm livre acesso aos lixões, sendo assim incluídos na cadeia produtiva dos resíduos tecnológicos b) produz efeitos perversos nos ecossistemas, que são sanados por cadeias de organismos decompositores que assumem o papel de eliminadores dos resíduos depositados em lixões. c) multiplica o número de lixões a céu aberto, considerados atualmente a ferramenta capaz de resolver de forma simplificada e barata o problema de deposição de resíduos nas grandes cidades. d) provoca a contaminação do solo e do lençol freático, ocasionando assim graves problemas socioambientais, que se adensarão com a continuidade da cultura do consumo desenfreado.

30 P á g i n a O professor Paulo Saldiva pedala 6 km em 22 minutos de casa para o trabalho, todos os dias. Nunca foi atingido por um carro. Mesmo assim, é vítima diária do trânsito de São Paulo: a cada minuto sobre a bicicleta, seus pulmões são envenenados com 3,3 microgramas de poluição particulada poeira, fumaça, fuligem, partículas de metal em suspensão, sulfatos, nitratos, carbono, compostos orgânicos e outras substâncias nocivas. A população de uma metrópole brasileira que vive nas mesmas condições socioambientais das do professor citado no texto apresentará uma tendência de a) ampliação da taxa de fecundidade. b) diminuição da expectativa de vida. c) elevação do crescimento vegetativo. d) aumento na participação relativa de idosos. e) redução na proporção de jovens na sociedade (ENEM 2010) A atmosfera terrestre é composta pelos gases nitrogênio (N2) e oxigênio (O2), que somam cerca de 99%, e por gases traços, entre eles o gás carbônico (CO2), vapor de água (H2O), metano (CH4), ozônio (O3) e o óxido nitroso (N2O), que compõem o restante 1% do ar que respiramos. Os gases traços, por serem constituídos por pelo menos três átomos, conseguem absorver o calor irradiado pela Terra, aquecendo o planeta. Esse fenômeno, que acontece há bilhões de anos, e chamado efeito estufa. Apartir da Revolução Indrustrial (século XIX), a concentração de gases traçs na atmosfera, em particular o CO2, tem aumentado significamente, o que resultou no aumento de temperatura em escala global. Mais recentemente, outro fator tornou-se direamente envolvido no aumento da concentração de CO2 na atmosfera: o desmatamento. BROWN, I.F; ALECHANDRE, A. S. Conceitos básicos sobre clima, carbono florestas e comunidades. A. G. Moreira & S. Schwartzman. As mudanças climáticas globais e os ecossistemas brasileiros. Brasilia: Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, 2000 (adaptado). Considerando o texto uma alternativa viável para combater o efeito estufa é a) Reduzir o calor irradiado pela Terra mediante a substituição da produção primária pela industrialização refrigerada. b) Promover a queima da biomassa vegetal, responsável pelo aumento do efeito estuda devido a produção de CH4. c) Reduzir o desmatamento, mantendo-se, assim, o potencial da vegetação em absorver o CO2 da atmosfera. d) Aumentar a concentração atmosférica de H2O, molécula capaz de absorver grande quantidade de calor. e) Remover moléculas orgânicas polares da atmosfera, diminuindo a capacidade delas de reter calor O mapa abaixo evidencia um aspecto da Revolução Cultural exercida pelos Estados Unidos ao longo do processo de desenvolvimento do modo capitalista de produção. Baseando-se nessas evidências, pode-se dizer que a) baixa produção de Coca-Cola no Brasil insere o país entre os de menor consumo revelando uma posição resistente à invasão cultural norte-americana.

31 P á g i n a 156 b) a Coca-Cola é o único produto de consumo de massa mundialmente aceito, independente das culturas locais. c) os países situados nos continentes africano e asiático consomem menos Coca- Cola, por ano, devido à sua localização geográfica em relação aos EUA. d) o alto consumo de Coca-Cola, no mundo, está relacionado à falta de hábitos em utilizar produtos industrializados. e) a Coca-Cola, sediada em Atlanta nos EUA, tornou-se um signo de comportamento da vida moderna mundial, cuja produção utiliza-se de uma estratégia de marketing para atingir todas as culturas (Prof.Caio Américo 2011) Até o século XVIII, as paisagens rurais eram marcadas por atividades rudimentares e de baixa produtividade. A partir da Revolução Industrial, porém, sobretudo com o advento da revolução verde na década de 70, houve um desenvolvimento contínuo do setor agrícola. São, portanto, observadas na agricultura moderna a introdução da ciência, tecnologia e capital industrial e financeiro, levando a consequências econômicas, sociais e ambientais inter-relacionadas. Em plena fase da Revolução Verde, observamos: a) a erradicação da fome no mundo. b) o aumento das áreas rurais e a diminuição das áreas urbanas. c) a menor demanda por recursos naturais, entre os quais os recursos energéticos. d) uma diminuição na utilização de adubos e corretivos na agricultura. e) um aumento na produção sem aumentar a área de cultivo agrícola (ENEM 2009) A partir do mapa apresentado, é possível inferir que nas últimas décadas do século XX, registraram-se processos que resultaram em transformações na distribuição das atividades econômicas e da população sobre o território brasileiro, com reflexos no PIB por habitante. Assim, a) as desigualdades econômicas existentes entre regiões brasileiras desapareceram, tendo em vista a modernização tecnológica e o crescimento vivido pelo país. b) os novos fluxos migratórios instaurados em direção ao Norte e ao Centro-Oeste do país prejudicaram o desenvolvimento socioeconômico dessas regiões, incapazes de atender ao crescimento da demanda por postos de trabalho. c)o Sudeste brasileiro deixou de ser a região com o maior PIB industrial a partir do processo de desconcentração espacial do setor, em direção a outras regiões do país. d) o avanço da fronteira econômica sobre os estados da região Norte e do Centro-Oeste resultou no desenvolvimento e na introdução de novas atividades econômicas, tanto nos setores primário e secundário, como no terciário (Prof. Caio Américo 2011) O novo Código Florestal foi aprovado na madrugada do dia 25/05/2011 na Câmara dos Deputados com alguns pontos polêmicos, que causaram divergências entre deputados governistas, da base de sustentação do governo e da oposição. Agora, a discussão será iniciada no Senado, que poderá alterar os itens polêmicos, Caso haja mudanças em relação ao texto aprovado na Câmara, os deputados voltam a analisar o texto do novo Código Florestal. Marque com (V) as verdadeiras e (F) as falsas: I O Código Florestal é a legislação que estipula regras para a preservação ambiental em propriedades rurais. II Prevê áreas de preservação permanente (APPs), locais como margens de rios, topos de morros e encostas, que são considerados frágeis e devem ter a vegetação original protegida. III - Isenção aos pequenos produtores de obrigatoriedade de recompor a reserva legal em propriedade de até 7 módulos fiscais.

32 P á g i n a 157 IV Os pequenos produtores que já desmataram suas APPs em margem de rio poderão recompor a área em 15 metros a partir do rio. Os demais devem recompor em 45 metros. V Segundo a emenda 164, da autoria a União estipularia as regras gerais e os estados definiriam, de fato, o que pode ser cultivado nas APPs (UFPB) Em relação aos principais efeitos do processo de globalização, no espaço mundial, é correto afirmar que possibilitam A) O choque de culturas, resultando numa inversão de tendência mundial, ou seja, a hegemonia no modo de produção capitalista moderno passa agora a ser comandada pelas culturas locais. B) A modernidade econômica do modo de produção capitalista, que se generaliza para todo o espaço mundial, levando desenvolvimento e igualdade social para todos os povos. C) A ampliação do processo de ocidentalização do modo de produção capitalista, baseado, dentre outros na diminuição da fé cristã e do uso de línguas não européias. D) reprodução do modo de produção capitalista moderno, ampliando as injustiças sociais, a degradação ambiental e a opressão sobre os países pobres A Geografia vem sendo marcada por uma forma peculiar de operacionalizar a complexidade da sociedade. A velocidade da mídia eletrônica altera o campo dos conceitos e introduz uma nova forma de experiênciar o tempo e o espaço. Com base nos seus conhecimentos, assinale V ou F, conforme sejam Verdadeiras ou Falsas, as proposições que tratam da dimensão sócioespacial do ciberespaço. ( ) O ciberespaço é parte integrante da sociedade contemporânea.é uma dimensão da sociedade em redes, onde os fluxos definem novas formas de relações sociais. ( ) A velocidade dos meios eletrônicos vem substituindo a noção de tempo-duração por tempo-velocidade e a instantaneidade das relações sociais. ( ) O tempo advindo das novas tecnologias comunicacionais é marcado pela interatividade on-line, fato constatado em tempo real que altera o nosso sentido cultural de tempo e espaço. ( ) O espaço virtual está em vias de globalização e já constitui um espaço social de trocas simbólicas entre pessoas dos mais diversos locais do planeta. ( ) O tempo instantâneo e o espaço virtual são os novos vetores que se inserem e se articulam ao ambiente construído pela sociedade em rede telemática A ilustração abaixo mostra que os fluxos migratórios são uma constante no espaço brasileiro. Assinale a alternativa que apresenta CORRETAMENTE dois fatores que explicam a rapidez e a intensidade com que o campo tem impelido os trabalhadores rurais em direção aos centros urbanos. a) Prática da policultura e instalação de comunas populares. b) Mecanização agrícola e concentração fundiária. c) Especulação imobiliária e estímulo à agricultura de subsistência. d) Fascínio pela cidade e prática do cooperativismo agrícola. e) Violência rural e monocultura de subsistência

33 P á g i n a Analise a composição: De acordo com os fragmentos da composição podemos afirmar I O texto se refere à relação, da seca de algumas regiões do nordeste e as migrações da população dessa região para o sudeste. II - A seca é um fenômeno natural, suas consequências sobre a população camponesa pobre é de cunho puramente socioeconômico. Enquanto os pobres são duramente penalizados com as secas, os ricos, donos de terras, até chegam a ser favorecidos com a estiagem. III - O migrante nordestino, além das questões econômicas e sociais, também sofre problemas de ordem afetiva e psicológica com o choque cultural, o preconceito do qual é vítima, a baixa autoestima, a perda de referenciais de identidade e a necessidade de adaptação a um outro estilo de vida. Está (ão) correta(s) a) Apenas as proposições I e III I e II b) Apenas as proposições II e III c) Apenas as proposições d) Apenas a proposição I e) Todas as proposições Considerando que as pirâmides são gráficos que representam a estrutura de uma população distribuída por faixa de idade e sexos, observe as pirâmides 1, 2 e 3 e assinale com V ou com F as proposições, conforme sejam respectivamente Verdadeiras ou Falsas em relação à interpretação das mesmas. ( ) A base larga da pirâmide 1 indica uma alta expectativa de vida, que corresponde no geral aos países subdesenvolvidos, era a pirâmide típica do Brasil até o censo de ( ) A pirâmide 2 indica que o país apresenta uma elevação da expectativa de vida e que a população passa por um processo de envelhecimento. Assemelha-se à pirâmide que o Brasil começa a esboçar a partir dos anos ( ) A pirâmide 3 indica que o país apresenta uma baixa taxa de natalidade ao lado de uma baixa expectativa de vida, é a pirâmide típica dos

34 P á g i n a 159 países de economia emergente, a exemplo do Brasil e da Índia. ( ) A pirâmide 1 indica que o país necessita fazer altos investimentos em educação e saúde para qualificar sua mão-de-obra jovem enquanto que a pirâmide 3 indica que o país enfrenta altos gastos com aposentadorias, assistência social e carência de mão-de-obra nativa. A sequência correta das assertivas é a) F V F V b) V V V V c) F F V V d) V F V F e) F F F F Observe o quadro abaixo. Ele mostra índices sobre diferentes aspectos da população brasileira dos quais é correto afirmar que: I - a diferença de quase oito anos entre a esperança de vida da população feminina e masculina mostrada no último censo tem explicação nas mortes violentas resultantes de crimes e de acidentes de trânsito que têm aumentado, sobretudo nas grandes cidades, e atingem mais os homens; II - o aumento da expectativa de vida associada à queda da mortalidade infantil tem contribuído para que a população brasileira apresente um crescimento muito mais acelerado a partir dos anos de 1970; III - a redução na taxa de fecundidade, e seu reflexo no crescimento mais lento da população brasileira, a partir dos anos de 1970, estão diretamente relacionados aos novos papéis sociais e econômicos assumidos pela mulher, mas também às transformações que ocorrem nas ciências, nas técnicas e nos costumes ocidentais a partir dos anos de 1960; IV - a expansão de saneamento básico e o maior acesso à saúde pública com a urbanização da sociedade brasileira estão entre as causas de redução da mortalidade infantil. Estão corretas apenas as proposições: a) I e IV b) I, III e IV c) II e III d) II, III e IV e) I, II e III Na presente conjuntura histórica, alguns países, antes considerados como subdesenvolvidos e que atualmente se encontram melhor situados social e economicamente, são classificados como países emergentes. Observa-se que, nesse conjunto dos emergentes, alguns países destacam-se em relação aos outros. Eles constituem o BRIC, grupo formado pelo Brasil, Rússia, Índia e China. Esses países integram também o G20, um conjunto mais amplo que está conseguindo, aos poucos, intervir na reconfiguração da Nova Ordem Mundial, um protagonismo antes circunscrito ao G8. Considerando a literatura sobre o tema, identifique as características comuns a todos os países do BRIC: a) Participam do grupo das 8 nações mais ricas e industrializadas do mundo, são membros da OTAN e grandes potências bélicas mundiais. b) Apresentam limitada importância no cenário econômico mundial, são potências regionais secundárias e grandes importadores de matérias-primas. c) Possuem grandes extensões de terra, numerosa população absoluta e estrutura econômica diversificada. d) Formam as novas potências mundiais, apresentam as maiores taxas de crescimento econômico do mundo e participam do bloco ASEAN. e) Apresentam boa distribuição de renda, elevada renda per capita e superaram o antigo estágio de subdesenvolvimento

Paisagens Climatobotânicas do Brasil

Paisagens Climatobotânicas do Brasil Paisagens Climatobotânicas do Brasil 1. Observe a figura abaixo. Utilizando seus conhecimentos e as informações da figura, assinale a alternativa correta. a) A tundra constitui o bioma mais devastado do

Leia mais

GEOGRAFIA. Professores: Marcus, Ronaldo

GEOGRAFIA. Professores: Marcus, Ronaldo GEOGRAFIA Professores: Marcus, Ronaldo Questão que trabalha conceitos de cálculo de escala, um tema comum nas provas da UFPR. O tema foi trabalhado no Módulo 05 da apostila II de Geografia I. Para melhor

Leia mais

GEOGRAFIA. O texto refere-se ao(à) (A) Índia. (B) Japão. (C) Coréia do Sul. (D) Cingapura. (E) China.

GEOGRAFIA. O texto refere-se ao(à) (A) Índia. (B) Japão. (C) Coréia do Sul. (D) Cingapura. (E) China. GEOGRAFIA 16ª QUESTÃO Com a criação de zonas econômicas especiais, nos últimos anos, este país asiático em transição econômica, do socialismo para o capitalismo, tem adotado uma política de abertura da

Leia mais

Exercícios de Cartografia II

Exercícios de Cartografia II Exercícios de Cartografia II 1. (UFRN) Um estudante australiano, ao realizar pesquisas sobre o Brasil, considerou importante saber a localização exata de sua capital, a cidade de Brasília. Para isso, consultou

Leia mais

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 8 ANO B Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 3 1- (1,0) A mundialização da produção industrial é caracterizada

Leia mais

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE. DA REPRODUÇÃO DA VIDA E PODE SER ANALISADO PELA TRÍADE HABITANTE- IDENTIDADE-LUGAR. OBJETIVOS ESPECÍFICOS A. Caracterizar o fenômeno da urbanização como maior intervenção humana

Leia mais

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.:

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= TEMPO ATMOSFÉRICO

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA ATENÇÃO: Este trabalho deverá ser realizado em casa, trazendo as dúvidas para serem sanadas durante as aulas de plantão. Aluno (a): 5º ano Turma: Professora:

Leia mais

Fenômenos e mudanças climáticos

Fenômenos e mudanças climáticos Fenômenos e mudanças climáticos A maioria dos fenômenos climáticos acontecem na TROPOSFERA. Camada inferior da atmosfera que vai do nível do mar até cerca de 10 a 15 quilômetros de altitude. Nuvens, poluição,

Leia mais

VOLUME 1o. VOLUME 2o.

VOLUME 1o. VOLUME 2o. Programação Anual 1 ạ Série 1 ọ 2 ọ 1. A ciência geográfica Lugar, território e espaço 2. Astronomia Assim teve início a Astronomia Qual a origem do Universo? 3. Fusos horários Resolução de problemas com

Leia mais

Aquecimento Global e Protocolo de Kyoto. Professor Thiago Espindula Disciplina de Geografia

Aquecimento Global e Protocolo de Kyoto. Professor Thiago Espindula Disciplina de Geografia Aquecimento Global e Protocolo de Kyoto Professor Thiago Espindula Disciplina de Geografia Exercícios (ENEM 2006) Com base em projeções realizadas por especialistas, teve, para o fim do século

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Geografia

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Geografia Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de Geografia 51. Alternativa (B) Orientação. A questão pede a localização de países que apresentam iluminação solar oposta a do Brasil. Como estava começando o

Leia mais

Modulo I Mudanças Climáticas

Modulo I Mudanças Climáticas Nome: Nº: Turma: Geografia 1º ano Exercícios Extras Silvia Set/09 Modulo I Mudanças Climáticas 1. (UFRJ) A maior parte do aquecimento da atmosfera é proveniente da radiação terrestre: a atmosfera deixa

Leia mais

Centro-Sul Brasileiro

Centro-Sul Brasileiro Centro-Sul Brasileiro 1. (UFSC - 2010) Gráfico elaborado a partir de dados do IBGE, Anuário Estatístico do Brasil, jan. 2001. (Adaptado) Com base no gráfico acima, Brasil: Valor da produção industrial,

Leia mais

REVISÃO PARA AV1 Unidade 1 Cap. 1

REVISÃO PARA AV1 Unidade 1 Cap. 1 REVISÃO PARA AV1 Unidade 1 Cap. 1 Continente Americano Prof. Ivanei Rodrigues Teoria sobre a formação dos continentes Transformação da crosta terrestre desde a Pangeia até os dias atuais. A Teoria da

Leia mais

Distinguir os conjuntos

Distinguir os conjuntos A UU L AL A Distinguir os conjuntos Nesta aula, vamos acompanhar como os geógrafos distinguem conjuntos espaciais diferenciados na superfície da Terra. Vamos verificar que tais conjuntos resultam de diferentes

Leia mais

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31 CORREÇÃO TAREFAS Aulas 1 4 Pág. 24-31 Paginas 24 e 25 1. a) População absoluta é a população total de um determinado local. b) População relativa é a densidade demográfica, ou seja, média de habitantes

Leia mais

Formação das Rochas. 2.Rochas sedimentares: formadas pela deposição de detritos de outras rochas,

Formação das Rochas. 2.Rochas sedimentares: formadas pela deposição de detritos de outras rochas, Relevo Brasileiro 1.Rochas magmáticas ou ígneas, formadas pela solidificação do magma.podem ser intrusivas formadas dentro da crosta terrestre ou extrusivas na superfície. Formação das Rochas 2.Rochas

Leia mais

RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS

RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS 1 RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS QUESTÕES ( ) I Unidade ( ) II Unidade ( x ) III Unidade FÍSICA E GEOGRAFIA Curso: Ensino Fundamental Ano: 1.º Turma: ABCDEFG Data: / / 11 009 Física Profs. 1. Resolução I

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Josiane Vill Disciplina: Geografia Série: 1ª Ano Tema da aula: Dinâmica Climática e Formações Vegetais no Brasil Objetivo da aula: conhecer a diversidade

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Climas e Formações Vegetais no Mundo. Capítulo 8

Climas e Formações Vegetais no Mundo. Capítulo 8 Climas e Formações Vegetais no Mundo Capítulo 8 Formações Vegetais Desenvolvem-se de acordo com o tipo de clima, relevo, e solo do local onde se situam.de todos estes, o clima é o que mais se destaca.

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO PROFESSOR JULIO BESSA DISCIPLINA GEOGRAFIA SIMULADO: P4 Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br ALUNO TURMA 601 Questão 1

Leia mais

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos POPULAÇÃO BRASILEIRA Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos Desde a colonização do Brasil o povoamento se concentrou no litoral do país. No início do século XXI, a população brasileira ainda

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA

Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA Atividade de Ciências 5º ano Nome: ATIVIDADES DE ESTUDO Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA FLORESTA AMAZÔNICA FLORESTA ARAUCÁRIA MANGUEZAL PANTANAL CAATINGA CERRADO

Leia mais

Domínios Morfoclimáticos

Domínios Morfoclimáticos Domínios Morfoclimáticos Os domínios morfoclimáticos representam a interação e a integração do clima, relevo e vegetação que resultam na formação de uma paisagem passível de ser individualizada. Domínios

Leia mais

COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011. Correntes marítimas

COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011. Correntes marítimas COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011 Correntes marítimas Correntes marítimas Nas aulas anteriores aprendemos sobre a importância do Sol em nossas vidas. Revimos os movimentos da

Leia mais

10. Não raro, a temperatura no Rio de Janeiro cai bruscamente em função da chegada de "frentes" frias.

10. Não raro, a temperatura no Rio de Janeiro cai bruscamente em função da chegada de frentes frias. Nome: Nº: Turma: Geografia 1º ano Apoio Didático - Exercícios Silvia Jun/09 10. Não raro, a temperatura no Rio de Janeiro cai bruscamente em função da chegada de "frentes" frias. a) O que são "frentes"?

Leia mais

Meio Ambiente Global Conteúdo Complementar

Meio Ambiente Global Conteúdo Complementar GEOGRAFIA 1ª Série Meio Ambiente Global Conteúdo Complementar http://karlacunha.com.br/tag/charges Geografia - 1ª Série Prof. Márcio Luiz Conferência do Clube de Roma Considero que um dos documentos mais

Leia mais

HABILIDADES PARA RECUPERAÇÃO

HABILIDADES PARA RECUPERAÇÃO Componente Curricular: Geografia Professor (a): Oberdan Araújo Ano: 6º Anos A e B. HABILIDADES 1º Bimestre Conceituar e caracterizar: espaço cultural (urbano e rural) e espaço natural. Identificar e caracterizar

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Geografia Trimestre: 1º

Leia mais

Capítulo 21 Meio Ambiente Global

Capítulo 21 Meio Ambiente Global Capítulo 21 Meio Ambiente Global http://karlacunha.com.br/tag/charges Geografia - 1ª Série Prof. Márcio Luiz Conferência do Clube de Roma Considero que um dos documentos mais importantes, em termos de

Leia mais

Questão 45. Questão 47. Questão 46. alternativa E. alternativa B

Questão 45. Questão 47. Questão 46. alternativa E. alternativa B Questão 45 O mundo contemporâneo necessita de novas fontes de energia para substituir as convencionais.ospaísesbuscamformasalternativasde produzir energia de acordo com suas características geográficas,

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 1º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor: Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 1º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor: Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 1º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor: Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / QUESTÃO 1 Fonte: .

Leia mais

Conteúdos Referenciais Para o Ensino Médio

Conteúdos Referenciais Para o Ensino Médio Conteúdos Referenciais Para o Ensino Médio Área de Conhecimento: Ciências Humanas Componente Curricular: Geografia Ementa Possibilitar a compreensão do conceito, do histórico e contextualização da Geografia.

Leia mais

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25. Profº André Tomasini

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25. Profº André Tomasini TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25 Profº André Tomasini Localizado na Região Centro-Oeste. Campos inundados na estação das chuvas (verão) áreas de florestas equatorial e tropical. Nas áreas mais

Leia mais

1º ano. Os elementos da Paisagem Natural e Paisagem modificada

1º ano. Os elementos da Paisagem Natural e Paisagem modificada 1º ano Os elementos da Paisagem Natural e Paisagem modificada A origem da Terra; A origem dos continentes; A teoria da deriva dos continentes; A teoria das placas tectônicas; Tempo geológico; A estrutura

Leia mais

RESPOSTA D LISTA DE EXERCÍCIOS. 1) Analise o diagrama e as afirmativas a seguir.

RESPOSTA D LISTA DE EXERCÍCIOS. 1) Analise o diagrama e as afirmativas a seguir. 1) Analise o diagrama e as afirmativas a seguir. LISTA DE EXERCÍCIOS I) A partir de critérios geomorfológicos, os planaltos corrrespondem às regiões do relevo onde predomina o processo erosivo; neste compartimento

Leia mais

UFU 2014 Geografia 2ª Fase

UFU 2014 Geografia 2ª Fase QUESTÃO 1 (Geopolítica) A região representada no mapa conta com quase dois terços das reservas mundiais de petróleo. Nas últimas décadas, o controle sobre essas fontes de petróleo foi a principal causa

Leia mais

No mapa, destaca-se uma área onde se concentram cidades que representam, atualmente, grande potencial turístico.

No mapa, destaca-se uma área onde se concentram cidades que representam, atualmente, grande potencial turístico. 11 GEOGRAFIA No mapa, destaca-se uma área onde se concentram cidades que representam, atualmente, grande potencial turístico. a) Cite o nome de três destas cidades e identifique o estado brasileiro onde

Leia mais

a) Cite o nome do estado brasileiro onde aparece a maior parte do domínio das araucárias. R:

a) Cite o nome do estado brasileiro onde aparece a maior parte do domínio das araucárias. R: Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 7 ANO A Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 3 1-(1,0) A paisagem brasileira está dividida em domínios morfoclimáticos.

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Geografia Trimestre: 1º

Leia mais

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 23 O CERRADO

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 23 O CERRADO GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 23 O CERRADO Como pode cair no enem? (UNESP) Leia. Imagens de satélite comprovam aumento da cobertura florestal no Paraná O constante monitoramento nas áreas em recuperação do

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 7º 2º TRI

EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 7º 2º TRI 1. Coloque V para verdadeiro e F para falso: EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 7º 2º TRI ( ) a população economicamente ativa compreende a parcela da população que está trabalhando ou procurando emprego.

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / QUESTÃO 1 Analise o mapa

Leia mais

DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS BRASILEIROS

DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS BRASILEIROS O que você deve saber sobre DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS BRASILEIROS Segundo o geógrafo Aziz Ab Sáber, um domínio morfoclimático é todo conjunto no qual haja interação entre formas de relevo, tipos de solo,

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 3ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA Aluno: Nº Série: 7º Turma: Data: Nota: Professor: Edvaldo Valor da Prova: 50 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

ESTADO DO PARANÁ SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ESTADO DO PARANÁ SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Núcleo Regional de Educação de Toledo Colégio Estadual Jardim Gisele Ensino Fundamental e Médio PLANO DE TRABALHO DOCENTE - 2015 TRABALHO DOCENTE Estabelecimento

Leia mais

Brasil e suas Organizações políticas e administrativas. Brasil Atual 27 unidades político-administrativas 26 estados e distrito federal

Brasil e suas Organizações políticas e administrativas. Brasil Atual 27 unidades político-administrativas 26 estados e distrito federal Brasil e suas Organizações políticas e administrativas GEOGRAFIA Em 1938 Getúlio Vargas almejando conhecer o território brasileiro e dados referentes a população deste país funda o IBGE ( Instituto Brasileiro

Leia mais

ECOSSISTEMA INDIVÍDUO

ECOSSISTEMA INDIVÍDUO Biodiversidade O diversidade biológica - descreve a riqueza e a variedade do mundo natural. As plantas, os animais e os microrganismos fornecem alimentos, remédios e boa parte da matéria-prima industrial

Leia mais

Geografia Leituras e Interação

Geografia Leituras e Interação Apontamentos das obras LeYa em relação às Orientações Teórico-Metodológicas para o Ensino Médio do estado de PERNAMBUCO Geografia Leituras e Interação 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROFESSOR II GEOGRAFIA

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROFESSOR II GEOGRAFIA 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROFESSOR II GEOGRAFIA QUESTÃO 21 Os corredores de uma maratona percorrerão um espaço que apresenta um relevo de diferentes níveis de declividade. Observe a planta

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 6 CIÊNCIAS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao terceiro bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação Ciências NOME: TURMA: escola: PROfessOR:

Leia mais

ENSINO MÉDIO. Geografia

ENSINO MÉDIO. Geografia ENSINO MÉDIO Geografia 2011 Governador do Estado de Pernambuco EDUARDO HENRIQUE ACCIOLY CAMPOS Secretário de Educação do Estado ANDERSON STEVENS LEÔNIDAS GOMES EQUIPE DE ELABORAÇÃO Evandro Ribeiro de Souza

Leia mais

Grandes Problemas Ambientais

Grandes Problemas Ambientais Grandes Problemas Ambientais O aumento do efeito de estufa; O aquecimento global; A Antárctica; A desflorestação; A Amazónia; A destruição da camada de ozono; As chuvas ácidas; O clima urbano; Os resíduos

Leia mais

DEMOGRAFIA II. Prof. Maicon Fiegenbaum

DEMOGRAFIA II. Prof. Maicon Fiegenbaum DEMOGRAFIA II Prof. Maicon Fiegenbaum Estrutura etária; Estrutura econômica; Migrações; IDH. ESTRUTURA ETÁRIA Populações Jovens *países subdesenvolvidos; *elevado crescimento vegetativo e a baixa expectativa

Leia mais

01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio.

01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio. 01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio. Sobre essa questão, leia atentamente as afirmativas abaixo: I. Em 11 de setembro de 2001, os EUA sofreram um violento

Leia mais

Biomas Brasileiros. 1. Bioma Floresta Amazônica. 2. Bioma Caatinga. 3. Bioma Cerrado. 4. Bioma Mata Atlântica. 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense

Biomas Brasileiros. 1. Bioma Floresta Amazônica. 2. Bioma Caatinga. 3. Bioma Cerrado. 4. Bioma Mata Atlântica. 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense Biomas Brasileiros 1. Bioma Floresta Amazônica 2. Bioma Caatinga 3. Bioma Cerrado 4. Bioma Mata Atlântica 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense 6. Bioma Pampas BIOMAS BRASILEIROS BIOMA FLORESTA AMAZÔNICA

Leia mais

RESOLUÇÕES E RESPOSTAS

RESOLUÇÕES E RESPOSTAS GEOGRAFIA 1 GRUPO CV 10/2009 RESOLUÇÕES E RESPOSTAS QUESTÃO 1: a) Os gráficos destacam que conforme ocorreu o aumento da população na grande São Paulo aumentaram também o número de viagens da população

Leia mais

Florianópolis. b) a data em que cada imagem foi produzida:, e

Florianópolis. b) a data em que cada imagem foi produzida:, e PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= A PAISAGEM E AS

Leia mais

Aula 1. Atividades. V. A cartografia é a arte que tem o interesse de explicar a origem do planeta Terra. Estão corretas: e) II, IV e V.

Aula 1. Atividades. V. A cartografia é a arte que tem o interesse de explicar a origem do planeta Terra. Estão corretas: e) II, IV e V. Aula 1 1. Atividades A palavra cartografia é relativamente nova, sendo utilizada pela primeira vez em 8 de dezembro de 1839. Seu uso aconteceu na carta escrita em Paris, enviada pelo português Visconde

Leia mais

Amazônia Brasileira e Brasil em Crise

Amazônia Brasileira e Brasil em Crise Amazônia Brasileira e Brasil em Crise 1. (UERJ-2009) Folha de São Paulo, 01/06/2008. Adaptado de Zero Hora, 16/06/2008. Diferentes critérios e objetivos podem orientar a divisão do espaço geográfico em

Leia mais

QUAL É A CIDADE MAIS DISTANTE DO MAR?

QUAL É A CIDADE MAIS DISTANTE DO MAR? SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 03 / 2 / 203 UNIDADE III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 6.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA. DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber. Ipê Amarelo

FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA. DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber. Ipê Amarelo FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber Ipê Amarelo Fatores que influenciam na distribuição das formações vegetais: Clima 1. Temperatura; 2. Umidade; 3. Massas de ar; 4. Incidência

Leia mais

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 25 O PANTANAL, A MATA DE ARAUCÁRIAS E AS PRADARIAS

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 25 O PANTANAL, A MATA DE ARAUCÁRIAS E AS PRADARIAS GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 25 O PANTANAL, A MATA DE ARAUCÁRIAS E AS PRADARIAS Como pode cair no enem? (FUVEST) Estas fotos retratam alguns dos tipos de formação vegetal nativa encontrados no território

Leia mais

CRESCIMENTO POPULACIONAL NO BRASIL

CRESCIMENTO POPULACIONAL NO BRASIL GEOGRAFIA CRESCIMENTO POPULACIONAL NO BRASIL 1. ASPECTOS GERAIS O Brasil atualmente apresenta-se como o quinto país mais populoso do mundo, ficando atrás apenas da China, Índia, Estados Unidos e Indonésia.

Leia mais

Tarefa online 8º ANO

Tarefa online 8º ANO Tarefa online 8º ANO 1) Estabelecendo-se correlações entre a exploração florestal no Globo e as Zonas Climáticas, pode-se inferir que: 2) O Domínio morfoclimático das pradarias é uma área marcada: a) pelo

Leia mais

AS FORMAÇÕES VEGETAIS DO GLOBO E DO BRASIL

AS FORMAÇÕES VEGETAIS DO GLOBO E DO BRASIL AS FORMAÇÕES VEGETAIS DO GLOBO E DO BRASIL AS FORMAÇÕES VEGETAIS DO GLOBO Formações vegetais do globo AS FORMAÇÕES VEGETAIS DO GLOBO As Grandes Formações Vegetais da Superfície da Terra Tundra Vegetação

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 9º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- A imagem a

Leia mais

D) Em uma Ordem Multipolar, o poder mundial estaria dividido entre Estados Unidos, Rússia, Inglaterra, Índia e Coreia do Sul.

D) Em uma Ordem Multipolar, o poder mundial estaria dividido entre Estados Unidos, Rússia, Inglaterra, Índia e Coreia do Sul. Aluno(a): PROF.: B - Negão DISCIP.: Geografia DATA: / /2016 ATIVIDADE INSTRUMENTAL 9 º A ( x ) B ( x ) C ( x ) D ( ) 1 - (UERN-2011) GAB=C Nova Ordem Mundial e o nome dado a configuração de relações internacionais

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - Janeiro 2004-1ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 GEOGRAFIA QUESTÃO 21

Processo Seletivo/UFU - Janeiro 2004-1ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 GEOGRAFIA QUESTÃO 21 GEOGRAFIA QUESTÃO 21 A poluição atmosférica é um dos problemas mais sérios nas grandes metrópoles, pois é provocada por fontes estacionárias (indústrias e usinas termelétricas) e móveis (caminhões, ônibus

Leia mais

O clima está diferente. O que muda na nossa vida?

O clima está diferente. O que muda na nossa vida? O clima está diferente. O que muda na nossa vida? 06/2011 Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada. 2 SUMÁRIO

Leia mais

Capítulo 21 Meio Ambiente Global. Geografia - 1ª Série. O Tratado de Kyoto

Capítulo 21 Meio Ambiente Global. Geografia - 1ª Série. O Tratado de Kyoto Capítulo 21 Meio Ambiente Global Geografia - 1ª Série O Tratado de Kyoto Acordo na Cidade de Kyoto - Japão (Dezembro 1997): Redução global de emissões de 6 Gases do Efeito Estufa em 5,2% no período de

Leia mais

GEOGRAFIA. D) os países que apresentam as maiores taxas de emigração neste início de século.

GEOGRAFIA. D) os países que apresentam as maiores taxas de emigração neste início de século. GEOGRAFIA INSTRUÇÃO: Responder às questões 16 e 17 com base no mapa abaixo. NORTE ESCALA 0 2.448 4.896 km 16) Nas áreas destacadas no mapa, estão A) os maiores pólos econômicos do mundo. B) os membros

Leia mais

Colégio Estadual do Campo Professora Maria de Jesus Pacheco Guimarães E. F. e M. Uma História de Amor ao Guará

Colégio Estadual do Campo Professora Maria de Jesus Pacheco Guimarães E. F. e M. Uma História de Amor ao Guará Colégio Estadual do Campo Professora Maria de Jesus Pacheco Guimarães E. F. e M. Uma História de Amor ao Guará PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2012 DISCIPLINA: GEOGRAFIA - PROFESSOR: ADEMIR REMPEL SÉRIE: 8º

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= 01- Observe a figura

Leia mais

Elementos Climáticos CLIMA

Elementos Climáticos CLIMA CLIMA Elementos Climáticos O entendimento e a caracterização do clima de um lugar dependem do estudo do comportamento do tempo durante pelo menos 30 anos: das variações da temperatura e da umidade, do

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 7º Disciplina: Geografia. Pré Universitário Uni-Anhanguera

Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 7º Disciplina: Geografia. Pré Universitário Uni-Anhanguera Pré Universitário Uni-Anhanguera Questão 01) A distribuição da população pela superfície do planeta é desigual, orientada por fatores históricos, econômicos ou naturais. No caso do Brasil, conclui-se que

Leia mais

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO CP/CAEM/05 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 05 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA DO BRASIL 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar os fatores fisiográficos do espaço territorial do Brasil, concluindo sobre a influência

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 9º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- O desenvolvimento

Leia mais

Assinale a alternativa que identifica, corretamente, as paisagens 1 e 2 destacadas no mapa.

Assinale a alternativa que identifica, corretamente, as paisagens 1 e 2 destacadas no mapa. GEOGRAFIA 31 a Observe o mapa. Assinale a alternativa que identifica, corretamente, as paisagens 1 e 2 destacadas no mapa. a) b) c) d) e) I Desértica: baixa umidade do ar; grande amplitude térmica; vegetação

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK 1. A vegetação varia de local para local baseada, sobretudo,

Leia mais

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População Disciplina: Geografia Roteiro de Recuperação Ano / Série: 7º Professor (a): Gabriel Data: / / 2013 Matéria da Recuperação Industrialização Urbanização População 1- A função urbana de uma cidade diz respeito

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA Aluno (a): 4º ano Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Conteúdo de Recuperação Sistema Solar. Mapa político do Brasil: Estados e capitais. Regiões

Leia mais

Biomas Brasileiros I. Floresta Amazônica Caatinga Cerrado. Mata Atlântica Pantanal Campos Sulinos ou Pampas Gaúchos

Biomas Brasileiros I. Floresta Amazônica Caatinga Cerrado. Mata Atlântica Pantanal Campos Sulinos ou Pampas Gaúchos Biomas Brasileiros I Floresta Amazônica Caatinga Cerrado Mata Atlântica Pantanal Campos Sulinos ou Pampas Gaúchos Floresta Amazônica Localizada na região norte e parte das regiões centro-oeste e nordeste;

Leia mais

Escola E.B. 2,3 de António Feijó. Ano letivo 2014 2015. Planificação anual. 7º ano de escolaridade

Escola E.B. 2,3 de António Feijó. Ano letivo 2014 2015. Planificação anual. 7º ano de escolaridade Escola E.B.,3 de António Feijó Ano letivo 04 05 Planificação anual 7º ano de escolaridade A Terra. Estudos e representações A representação da superfície terrestre A Geografia e o território Compreender

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO 2ª SÉRIE EM

LISTA DE RECUPERAÇÃO 2ª SÉRIE EM COLÉGIO FRANCO-BRASILEIRO NOME: N : TURMA: PROFESSOR(A): ANO: 9º DATA: / / 2014 LISTA DE RECUPERAÇÃO 2ª SÉRIE EM 1-O território brasileiro apresenta diferentes tipos de clima que são influenciados por

Leia mais

A) Ação global. B) Ação Antrópica. C) Ação ambiental. D) Ação tectônic

A) Ação global. B) Ação Antrópica. C) Ação ambiental. D) Ação tectônic Disciplina: Geografia Roteiro de Recuperação Ano / Série: 6º Professor (a): Gabriel Data: / / 2013 Matéria da recuperação. Superficie da Terra. Litosfera, solo e relevo 1- Analise a imagem. www.trabanca.com-acesso:

Leia mais

BRASIL REGIONALIZAÇÕES. Mapa II

BRASIL REGIONALIZAÇÕES. Mapa II BRASIL REGIONALIZAÇÕES QUESTÃO 01 - Baseado na regionalização brasileira, apresentados pelos dois mapas a seguir, é INCORRETO afirmar que: Mapa I Mapa II A B D C a. ( ) O mapa II apresenta a divisão do

Leia mais

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37 01 - Os problemas ambientais estão na ordem do dia dos debates científicos, das agendas políticas, da mídia e das relações econômicas. Até muito recentemente, ao se falar de meio ambiente, as instituições

Leia mais

CAPÍTULO 4 DESASTRES NATURAIS

CAPÍTULO 4 DESASTRES NATURAIS CAPÍTULO 4 DESASTRES NATURAIS Quando vimos na TV o acontecimento do Tsunami, em 2004, pensamos: O mundo está acabando! Mas por que esses desastres naturais estão, cada vez mais, assolando nosso planeta?

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 9 GEOGRAFIA Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao primeiro bimestre escolar ou à Unidade 1 do Livro do Aluno. Avaliação Geografia NOME: TURMA: escola: PROfessOR: DATA:

Leia mais

REVISÃO NOVAFAP-FACID(geografia-Hugo)

REVISÃO NOVAFAP-FACID(geografia-Hugo) REVISÃO NOVAFAP-FACID(geografia-Hugo) 1. (Ufu) Na década de 1960, o geógrafo Aziz Nacib Ab'Saber reuniu as principais características do relevo e do clima das regiões brasileiras para formar, com os demais

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Clima e Formação Vegetal. O clima e seus fatores interferentes

Clima e Formação Vegetal. O clima e seus fatores interferentes Clima e Formação Vegetal O clima e seus fatores interferentes O aquecimento desigual da Terra A Circulação atmosférica global (transferência de calor, por ventos, entre as diferentes zonas térmicas do

Leia mais

Dinâmica demográfica e qualidade de vida da população brasileira Parte II

Dinâmica demográfica e qualidade de vida da população brasileira Parte II Dinâmica demográfica e qualidade de vida da população brasileira Parte II A nova Pirâmide Etária do Brasil; Crescimento horizontal devido às migrações; É um tipo de gráfico que representa os dados sobre

Leia mais

1 (0,5) Dos 3% de água doce que estão na superfície terrestre, onde estão concentradas as grandes parcelas dessas águas? R:

1 (0,5) Dos 3% de água doce que estão na superfície terrestre, onde estão concentradas as grandes parcelas dessas águas? R: Data: / /2014 Bimestre: 3 Nome: 6 ANO Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Atividade: 2,0 (Dois) Nota: GRUPO 6 1 (0,5) Dos 3% de água doce que estão na superfície terrestre, onde estão

Leia mais