ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA. REFERENTE AO CONVÊNIO MDIC nº 39/2012 SICONV /2012. Tipo: Menor Preço e Melhor Técnica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA. REFERENTE AO CONVÊNIO MDIC nº 39/2012 SICONV 781212/2012. Tipo: Menor Preço e Melhor Técnica"

Transcrição

1 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA REFERENTE AO CONVÊNIO MDIC nº 39/2012 SICONV /2012 Tipo: Menor Preço e Melhor Técnica Este documento contém a descrição detalhada do objeto a ser contratado, os serviços a serem executados, os prazos, as características do pessoal e equipamentos necessários à sua execução, as informações a serem prestadas e os controles a serem adotados para contratação de empresa especializada para construção da plataforma educacional online do Programa InovAtiva Brasil. 1. DO OBJETO Contratação de desenvolvimento de portal web e de plataforma de ensino à distância (EAD) para a capacitação à distância de empreendedores de negócios de alto impacto no âmbito do Programa InovAtiva Brasil. 2. DAS ESPECIFICAÇÕES DOS PRODUTOS O Objeto a ser contratado está dividido em 4 produtos, que serão entregues e pagos seguindo um cronograma, conforme detalhado à frente neste documento. PRODUTO 0 Especificação do Sistema PRODUTO 1 Desenvolvimento do Portal web 1.1 front-end 1.2 back-end PRODUTO 2 Desenvolvimento da Plataforma EAD 2.1. Ambiente de Ensino 2.2. Rede Social 2.3. Sistema de relatórios 2.4. Modulação do Sistema 2.5. Vitrine de empresas PRODUTO 3 Documentação do Sistema PRODUTO 4 Treinamento 2.1 Produto 0 Especificação do sistema Assessoramento para a especificação dos Produtos 1 e 2: modelagem do negócio, análise de requisitos e design do sistema. 2.2 Produto 1 - Desenvolvimento de portal web Suproduto Front-end Portal web com design moderno e amigável que apresenta as informações do programa. Páginas com informações sobre o programa, totalmente em português; Busca de conteúdo no site; Integração com a vitrine de empresas (subproduto 1.4); Formulário de inscrição de interessados em receber informações sobre o programa; Integração com o Facebook. Os detalhes dessa integração serão definidos durante a elaboração do Produto 0;

2 2.2.2 Suproduto Back-end Sistema de gerenciamento de conteúdo: modificação do conteúdo do site, inclusive dos menus e submenus, de forma simples pelos administradores (perfil específico), sem necessidade de programadores ou designers; Integração com o Youtube e Vimeo para postagem de vídeos de forma simples; Sistema para envio de , tanto para os que preencheram o formulário no site, quanto para os participantes do programa; Permitir ativação e desativação de seções; Possibilitar que as consultas sejam visualizadas em tela com formatação específica para impressão. 2.3 Produto 2 Plataforma EAD Suproduto Ambiente de Ensino O ambiente de ensino é a plataforma onde os participantes terão acesso aos vídeos e ao material didático. a. Aulas - ambiente com design moderno e amigável em que os participantes possam assistir aos vídeos das aulas (acompanhados de apresentações digitais), ter acesso aos materiais didáticos e possam enviar exercícios. b. Webinars Integração com ferramentas webinars que possibilitem a realização de seminários à distância. c. Web conferencing Integração com ferramentas de web conferencing para vídeo conferências apenas entre os mentores (perfil específico) e os participantes selecionados; d. Feedback possibilidade de que os participantes de webinars e web conferences, ao final das sessões, apresentem feedback sobre os palestrantes ou mentores; Obs: A integração prevista nos itens b e c acima se trata principalmente de proporcionar o controle necessário para que participem das sessões apenas os convidados. 2. Back-end: a. Sistema de fácil gerenciamento para que os gestores de conteúdo (perfil específico) possam, com facilidade, fazer upload de vídeos (em ampla variedade de formatos), de apresentações das aulas (em formato power point) e de materiais didáticos (em vários formatos) e criar exercícios para serem resolvidos pelos times;b. Webinars - Integração com ferramentas webinars que possibilitem a marcação de seminários e o envio de convites apenas para participantes específicos ou para todos os participantes do programa; c. Web conferencing - Integração com ferramentas de web conferencing que possibilitem a marcação de conferências e o envio de convites apenas para participantes específicos ou para todos os participantes do programa; Suproduto Rede social O sistema deverá compreender uma rede social, que possibilite a interação entre os participantes do programa e entre esses e os mentores e jurados. 1. Sistema de cadastro e login com 6 tipos de perfis diferentes: projetos, participantes (sempre vinculados a algum projeto), mentores, jurados, gestores de conteúdo e administradores; a. O cadastro dos participantes deve incluir: i. A inscrição de projetos. O cadastro inclui texto e mídia; ii. A inscrição do time vinculado a cada projeto, descrevendo habilidades de cada um;

3 1. Deve haver a opção de os participantes entrarem suas informações diretamente na plataforma ou trazerem de seu perfil no LinkedIn. iii. Gerenciamento de perfil, em que algumas opções definidas no momento do cadastro poderão ser alteradas; iv. Possibilidade dos participantes mudarem de projeto; v. A identificação dos projetos e do time respectivo que passou de cada fase (medalhas). 2. Comunicação: projeto-projeto, projeto-participantes de outros projetos, participanteparticipante, mentores-projetos, administradores-projetos. Essa comunicação deve incluir mensagens públicas e privadas (inbox) com a possibilidade de ser notificada por ; 3. Possibilidade de criação de fóruns de dicussão, enquetes e de comunidades para discussão, tanto pelos administradores (perfil específico), quanto pelos projetos ou participantes (perfis específicos). Nesses dois últimos casos, a criação dependerá de moderação pelos administradores. 4. Integração com o Facebook e Twitter, LinkedIn e Google+: todo o sistema deve seguir uma estratégia de marketing digital e ser integrado às referidas redes sociais em várias de suas funcionalidades. Os detalhes da implementação dessa estratégia serão definidas durante a elaboração do Produto 0; 5. Deve existir uma área ou um mecanismo que facilite a formação de equipes, através de cruzamento de informações de cada usuário e comportamento dentro da plataforma; 6. Deve existir uma área ou um mecanismo que facilite a formação de equipes, através de cruzamento de informações de cada usuário e comportamento dentro da plataforma; 7. Distribuição dos projetos entre os jurados cadastrados. Inclui: a. Sistema de julgamento de projetos; b. Acesso dos participantes aos julgamentos; c. Rankeamento dos projetos com base nos julgamentos realizados Suproduto Sistema de relatórios Controle de informações gerenciais pertinentes e apresentação de relatórios. Relatório de porcentagem de cumprimento das atividades, em cada fase do programa, por cada projeto (ranking dos projetos que participaram de mais atividades); Relatório de participação em cada atividade (ranking das atividades que tiveram maior participação); Outros relatórios a serem definidos na elaboração do Produto Suproduto Modulação do Sistema O Programa InovAtiva Brasil compreende três fases. Sendo assim, a plataforma tecnológica tem que ser capaz de identificar o início e o fim de cada fase e executar os procedimentos necessários para a transição de uma fase pra outra. Além disso, a plataforma tem que permitir a flexibilidade de se aplicar cada fase independente da outra, pois futuras edições do InovAtiva podem aplicar apenas algumas das fases aos invés do fluxo completo. Permitir as configurações gerais no caso de uma nova aplicação do programa (quantas fases estarão disponíveis, limites de participantes em cada fase, entre outras) Permitir aos administradores (perfil específico) encerrarem cada uma das fases (manualmente ou por agendamento); Permitir aos administradores (perfil específico) escolherem quantos participantes passarão em cada uma das fases; Permitir que os participantes sejam comunicados do encerramento da fase e esclarecêlos das entregas que deverão fazer para concorrer à fase seguinte;

4 Permitir aos participantes enviarem as entregas necessárias para passar à fase seguinte. Deve incluir a entrada de texto (preenchimento de formulários) e de mídia (documentos de texto, planilhas, apresentações digitais, vídeos, entre outros a serem definidos na elaboração do Produto 0); Permitir a criação de pesquisas de opinião pelos administrados (perfil específico) entre as fases do programa. Responderão à pesquisa todos os que participaram da fase recém-encerrada Suproduto Vitrine de empresas À medida que os projetos se inscrevem para participar do programa, vai sendo formada uma vitrine. Trata-se de um catálogo digital de todos os projetos que já participaram do programa. Permitir a qualquer interessado (não precisa estar cadastrado no programa) ter acesso à vitrine; Permitir aos interessados clicar em um dos projetos da vitrine e ter acesso mais detalhado a ele. O nível de detalhamento dependerá da permissão dada pelo projeto (definida no momento do cadastro ou alterada posteriormente no seu gerenciamento de perfil); Permitir ferramentas de avaliação das ideias (crowdsourcing) e integração com o botão curtir do facebook; Permitir filtros para pesquisa de projetos em determinado ramo de negócio, que passaram por determinadas fases do programa, que tenham sido melhor avaliados via crowdsourcing, entre outros a serem definidos na elaboração do Produto Produto 3 - Documentação do sistema Todo o código escrito nos Produtos 1 e 2 deve ser extensivamente documentado, seguindo as melhores práticas de programação, de modo a facilitar ao máximo futuras modificações nos sistemas Especificações técnicas Tecnologia: Toda a apresentação de conteúdo em navegador deverá ser escrita seguindo as melhores práticas e padrões especificados pelo World Wide Web Consortium (W3C) e deve ser compatível com os navegadores Internet Explorer, Firefox, Google Chrome e Safari; Todas as definições de design devem ser abstraídas utilizando CSS, seguindo as melhores práticas do W3C, de modo a facilitar futuras modificações; Toda a parte dinâmica deve ser escrita em JavaScript, preferencialmente com a utilização da biblioteca jquery; Toda a parte server-side deve ser escrita em PHP 5.3 ou posterior; O banco de dados deve ser implementado em Postgresql 8 ou posterior; A tecnologia AJAX (Assynchronous Java Script and XML) deve ser utilizada ao máximo, sempre que a comunicação assíncrona com o servidor proporcionar uma melhor experiência ao usuário. O projeto deve utilizar sistema operacional Linux. Segurança: Todas as senhas devem ser armazenadas com hash no banco de dados; Todo o sistema deve ser protegido contra SQL Injection e outras técnicas hackers comuns; O sistema deve utilizar CAPTCHA (Completely Automated Public Turing test to tell Computers and Humans Apart) sempre que for necessário para evitar congestionamento do sistema ou ataques de autenticação remota por força bruta. Banco de dados: Todo o banco de dados deverá ser desenhado utilizando o modelo relacional.

5 2.5 Produto 4 - Treinamento para uso do sistema Treinamento para a equipe administradora do sistema com explicação de como operar todas as funcionalidades dos Produtos 1 e DA FORMAÇÃO E APRESENTAÇÃO DO PREÇO Produto % do valor total do contrato Valor (R$) Prazo de Entrega PRODUTO 0 Especificação do sistema 10% xxxx Até 4 semanas* PRODUTO 1 Desenvolvimento do Portal WEB 10% xxxx Até 4 semanas* 1.1 front-end 1.2 back-end PRODUTO 2 Desenvolvimento da Plataforma EAD 20% xxxx Até 4 semanas* 2.1. Ambiente de Ensino 2.2. Rede Social 2.3. Sistema de relatórios 2.4. Modulação do Sistema 2.5. Vitrine de empresas 50% xxxx Até 8 semanas* PRODUTO 3 Documentação do Sistema 5% xxxx Até 30/09/2013 PRODUTO 4 Treinamento 5% xxxx Até 30/09/2013 TOTAL 100% xxxx 3.1. Para efeito do valor a ser cotado pela Contratada, o cálculo do custo dos serviços deverá observar os parâmetros, condições e exigências do instrumento de referência. Além dos entregáveis definidos acima, a Contratada deverá proporcionar a manutenção da plataforma e a hospedagem do portal web e da plataforma EAD pelo período de vigência do contrato (contados a partir da entrega do produto 2) em servidor compatível com a demanda de aproximadamente usuários participantes do programa Serão de inteira responsabilidade da Contratada, todos os tributos e contribuições, tais como: impostos, taxas, emolumentos, seguros ou outros que decorram direta ou indiretamente do contrato, bem como oriundos de quaisquer acidentes e/ou danos causados a Contratante ou a terceiros Os interessados deverão apresentar o preço dos serviços em, no máximo, subprodutos.

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA NÚCLEO DE EMPREENDIMENTOS EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ARTES NECTAR.

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA NÚCLEO DE EMPREENDIMENTOS EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ARTES NECTAR. ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA NÚCLEO DE EMPREENDIMENTOS EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ARTES NECTAR. OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA CONSTRUÇÃO DO PORTAL E AQUISIÇÃO DE SOFTWARE DE GESTÃO DE

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD 1. O que é EAD? EAD é a sigla para Ensino a Distância, ou Educação a Distância, uma modalidade de ensino que acontece a partir da união

Leia mais

Guia de Acesso Rápido AVA Ambiente Virtual de Aprendizagem Aluno

Guia de Acesso Rápido AVA Ambiente Virtual de Aprendizagem Aluno Guia de Acesso Rápido AVA Ambiente Virtual de Aprendizagem Aluno Introdução O Ambiente de Aprendizagem, ou AVA, é um aplicativo web onde os educadores e alunos podem disponibilizar materiais didáticos,

Leia mais

AGÊNCIA VIRTUAL SAP GUIA DE INTRODUÇÃO

AGÊNCIA VIRTUAL SAP GUIA DE INTRODUÇÃO GUIA DE INTRODUÇÃO CONTEÚDO Introduction 3 Como Começar 5 Como Criar Campanhas E Material Promocional 8 Como Personalizar E Executar Uma Campanha Pré- Empacotada 10 Como Criar Suas Próprias Campanhas 12

Leia mais

MANUAL JOOMLA 2.5 PORTAL INTERNET. Ministério do Esporte

MANUAL JOOMLA 2.5 PORTAL INTERNET. Ministério do Esporte MANUAL JOOMLA 2.5 PORTAL INTERNET Ministério do Esporte SUMÁRIO 1.0 - Módulo Administração... 1 2.0 Banner randômico... 2 2.1 Adicionar novo slide... 2 2.2 Excluir slide... 6 3.0 Artigos... 7 3.1 Adicionar

Leia mais

Manual Operacional AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem)

Manual Operacional AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) Manual Operacional AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) ead.clinicajulioperes.com.br Sumário navegável Como acesso o ambiente?... Como assisto aos vídeos?... Como preencher meu perfil?...

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

Tiago/Costa/ Web & Graphic Designer

Tiago/Costa/ Web & Graphic Designer Tiago/Costa/ Web & Graphic Designer Proposta comercial de 2 sites dinâmicos com painel de controle para: CDV Indíce Premissa Front-end Back-end Metodologia Manutenção preventiva Cronograma Investimento

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais

2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais 2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais 2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ITLEARNING V2.0

MANUAL DO USUÁRIO ITLEARNING V2.0 MANUAL DO USUÁRIO ITLEARNING V2.0 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 OBJETIVO... 4 ACESSO DO ALUNO... 4 SAV (SALA DE AULA VIRTUAL)... 5 CURSOS DISPONÍVEIS... 6 MEUS CURSOS... 8 TUTORIA... 13 WEBMEETING... 15 MENSAGENS...

Leia mais

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Manual do Usuário Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Índice 1. Visão Geral... 3 2. Acessar o sistema... 3 3. Módulo Inicial... 6 3.1. Cabeçalho do sistema... 6 3.2. Fale Conosco... 6 3.3. Meu Cadastro...

Leia mais

Índice. Brasil Profissionalizado SIMEC/DTI/MEC 2

Índice. Brasil Profissionalizado SIMEC/DTI/MEC 2 Índice 1. Prefácio... 2 2. Requisitos Mínimos... 3 3. Como acessar o SIMEC... 4 4. Solicitando cadastro... 5 5. A Estrutura do Módulo... 7 6. Instruções Gerais... 8 6.1. Diagnóstico/BRASIL PROFISSIONALIZADO...9

Leia mais

MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor

MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor Sistema de Gestão e Controle de Consignações On-Line - CONSIGFÁCIL MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor V.4.2 (Agosto/2014) 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. ACESSANDO O CONSIGFÁCIL... 4 1.1. NAVEGADOR... 4

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

PATRONAGE - ADMINISTRAÇÃO DE BOLSAS E AUXÍLIOS FAPEMA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO Rua

PATRONAGE - ADMINISTRAÇÃO DE BOLSAS E AUXÍLIOS FAPEMA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO Rua 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 1 COMO ACESSAR O PATRONAGE... 4 2 INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO... 5 3 PRESTAÇÃO DE CONTAS... 8 3.1 Execução do projeto... 8 3.2 Autorização de recursos (remanejamento de recurso,

Leia mais

Proposta de Reformulação do Site do Conselho de Transparência da Administração Pública

Proposta de Reformulação do Site do Conselho de Transparência da Administração Pública Proposta de Reformulação do Site do Conselho de Transparência da Administração Pública Análise e propostas realizadas, levando-se em conta: arquitetura da informação, layout, navegabilidade e estruturação

Leia mais

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA Service Desk Sumário Apresentação O que é o Service Desk? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial

Leia mais

Sistema Web para Cotação de Preços. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida!

Sistema Web para Cotação de Preços. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! Sistema Web para Cotação de Preços Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! Segue abaixo descritivo do sistema web de cotação de preço. A solução proposta pela Vita Tec oferece: 1) Maior controle, organização,

Leia mais

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Sumário Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial do Portal WEB Criando um

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Proposta Revista MARES DE MINAS

Proposta Revista MARES DE MINAS SATIS 2011 Proposta Revista MARES DE MINAS 21/03/2011 A SATIS Índice 1 A Satis 1 A Proposta 1 Serviços 2 Mapa do Site 2 SEO 3 Sistema de gerenciamento de conteudo 4 Cronograma e Prazos 5 Investimento 6

Leia mais

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas.

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas. PALAVRA DO COORDENADOR Estimado, aluno(a): Seja muito bem-vindo aos Cursos Livres do UNIPAM. Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE SUPORTE Versão 1.0 24/01/2012 1

Leia mais

KalumaFin. Manual do Usuário

KalumaFin. Manual do Usuário KalumaFin Manual do Usuário Sumário 1. DICIONÁRIO... 4 1.1 ÍCONES... Erro! Indicador não definido. 1.2 DEFINIÇÕES... 5 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 7 3. ACESSAR O SISTEMA... 8 4. PRINCIPAL... 9 4.1 MENU

Leia mais

Núcleo de Empregabilidade e Empreendedorismo MANUAL DA EMPRESA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO

Núcleo de Empregabilidade e Empreendedorismo MANUAL DA EMPRESA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO Núcleo de Empregabilidade e Empreendedorismo MANUAL DA EMPRESA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO SUMÁRIO Apresentação...... Considerações Iniciais.... Portal de Empregabilidade.... Requisitos Mínimos... Acesso...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DE DOCUMENTOS PARA CERTAMES SIGEDCERT - MODO USUÁRIO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DE DOCUMENTOS PARA CERTAMES SIGEDCERT - MODO USUÁRIO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DE DOCUMENTOS PARA CERTAMES SIGEDCERT - MODO USUÁRIO 1. Acesse através do navegador (preferencialmente Mozilla Firefox ou Google Chrome) o endereço web do sistema:

Leia mais

EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE

EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE 1 Índice 1. Solicitando acesso ao Portal de Fornecedor...3 2. Configurando o acesso ao Portal de Fornecedor...4 3. Acessando o Portal de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE SUPORTE DA PREFEITURA UNIVERSITÁRIA

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Administração dos Portais

2015 GVDASA Sistemas Administração dos Portais 2015 GVDASA Sistemas Administração dos Portais AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta

Leia mais

UNIVERSIDADE POTIGUAR UNP CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE POTIGUAR UNP CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Cursos De Extensão - 2010 Aplicativos Google na Educação: Como utilizar recursos do Google na relação Ensino/Aprendizagem 10h A utilização de Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs) como

Leia mais

GUIA DE UTILIZAÇÃO - OCORRÊNCIA INTERNET

GUIA DE UTILIZAÇÃO - OCORRÊNCIA INTERNET SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elaborado: Equipe SAG Revisado: Aprovado: Referencia: Help_Online_ocorrencia_Internet.doc Versão: 01.02 Data: 19-10-2007 Data: 10/10/2008 Data: A autenticação

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM COMUNICAÇÃO E MARKETING Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário Portal Ypadê Montes Claros, 16 de Julho de 2011 Revisão 3 Sumário 1. Apresentação do portal e escopo deste documento... 2 2. Acessando o Portal Ypadê...

Leia mais

1.1 Objetivo 1 1.2 Características 1

1.1 Objetivo 1 1.2 Características 1 Introdução 1. INTRODUÇÃO 1 1.1 Objetivo 1 1.2 Características 1 2. AUTORIZAÇÃO DE ACESSO A SISTEMA 2 2.1 Endereço WEB do SCPA Módulo Sistema 2 2.2 Pré-requisitos para acesso: 2 2.3 Tela inicial: 3 2.4

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DE EMPREENDIMENTOS GERADORES DE ENERGIA AEGE

ACOMPANHAMENTO DE EMPREENDIMENTOS GERADORES DE ENERGIA AEGE 1. ACOMPANHAMENTO DE EMPREENDIMENTOS GERADORES DE ENERGIA AEGE Ministério de Minas e Energia SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Visão Geral... 3 3. Procedimentos... 4 3.1. Adesão ao AEGE... 4 3.2. Acesso ao Módulo

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno Guia Rápido de Utilização Ambiente Virtual de Aprendizagem Perfil Aluno 2015 APRESENTAÇÃO O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) open source¹. Esta Plataforma tornouse popular e hoje é utilizada

Leia mais

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com. Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.br SÃO PAULO - SP SUMÁRIO Introdução... 3 Autenticação no sistema administrativo... 4 Apresentação do sistema administrativo... 5 Gerenciamento

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

CONVITE Nº 01/2012 ANEXO I - DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS

CONVITE Nº 01/2012 ANEXO I - DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS CONVITE Nº 01/2012 ANEXO I - DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS OBJETIVO E ESCOPO 1. Informações Gerais 1.1 Objetivo geral do trabalho: desenvolvimento de novo site institucional para o Senac (www.senac.br), nas versões

Leia mais

Central Cliente Questor (CCQ) UTILIZANDO A CCQ - CENTRAL CLIENTE QUESTOR

Central Cliente Questor (CCQ) UTILIZANDO A CCQ - CENTRAL CLIENTE QUESTOR Central Cliente Questor (CCQ) O que é a Central Cliente Questor? Já é de seu conhecimento que os Usuários do sistema Questor contam com uma grande ferramenta de capacitação e treinamento no pós-venda.

Leia mais

IOB Mitrius WWW.IOB.COM.BR/SOLUCOES. Software de auditoria eletrônica de arquivos digitais de SPED. O que faz: O que oferece:

IOB Mitrius WWW.IOB.COM.BR/SOLUCOES. Software de auditoria eletrônica de arquivos digitais de SPED. O que faz: O que oferece: IOB Mitrius Software de auditoria eletrônica de arquivos digitais de SPED O que faz: Valida os arquivos digitais através de regras automatizadas e constantemente validadas / aprimoradas; Antecipa a análise

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA REALIZAÇÃO E ACESSO AO CURSO

ORIENTAÇÕES PARA REALIZAÇÃO E ACESSO AO CURSO ORIENTAÇÕES PARA REALIZAÇÃO E ACESSO AO CURSO Conhecendo LIBRAS Santo Ângelo 2013 Apresentação do Curso Esse documento visa orientar você em seu primeiro acesso para realização do Curso Conhecendo LIBRAS,

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

GASIN - Gerência de Administração dos Serviços de TI

GASIN - Gerência de Administração dos Serviços de TI MANUAL DO NOVO COMPONENTE ASSINADOR BHISS DIGITAL Prezado Contribuinte usuário do Sistema BHISS Digital: Esse manual tem como objetivo auxiliá-lo nas configurações do seu micro para que seja possível a

Leia mais

TUTORIAL DE AMBIENTAÇÃO AO SGUS

TUTORIAL DE AMBIENTAÇÃO AO SGUS TUTORIAL DE TUTORIAL DE Sumário APRESENTAÇÃO 6 OBJETIVOS 8 CAPÍTULO 1 CONHECENDO OS MENUS DE NAVEGAÇÃO 10 CAPÍTULO 2 O SGUS NA PRÁTICA DOS GESTORES 22 CONCLUSÃO 28 REFERÊNCIAS 30 TUTORIAL DE Apresentação

Leia mais

Autorizador Plasc TISS Web. - Manual de Instrução-

Autorizador Plasc TISS Web. - Manual de Instrução- Autorizador Plasc TISS Web - Manual de Instrução- A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para registro e intercâmbio de dados entre operadoras de planos privados

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

ESTRUTURA PARA PORTAIS ELETRÔNICOS MUNICIPAIS

ESTRUTURA PARA PORTAIS ELETRÔNICOS MUNICIPAIS ESTRUTURA PARA PORTAIS ELETRÔNICOS MUNICIPAIS 1. Apresentação Os sites e sistemas web desenvolvidos pela Dynamika apresentam um conjunto de critérios de desenvolvimento que visam entregar o projeto de

Leia mais

Manual de Utilização Moodle

Manual de Utilização Moodle Manual de Utilização Moodle Perfil Professor Apresentação Esse manual, baseado na documentação oficial do Moodle foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo

Leia mais

UNLOCK SISTEMAS Há 23 anos desenvolvendo soluções criativas.

UNLOCK SISTEMAS Há 23 anos desenvolvendo soluções criativas. UNLOCK SISTEMAS Há 23 anos desenvolvendo soluções criativas. GESTOR CLÍNICAS GESTOR CLÍNICAS 1. OBJETIVO Apoiar a gerência da clínica permitindo o registro e consulta de todas as operações realizadas.

Leia mais

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB ( c) 2010 Todos os direitos reservados a ABCG Campo Grande-MS INDICE 1. Introdução ao compras web 05 2. Fluxo do processo de compras web 06 3. Como ingressar

Leia mais

TUTORIAL UNP VIRTUAL

TUTORIAL UNP VIRTUAL UNIVERSIDADE POTIGUAR UnP PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NEaD TUTORIAL UNP VIRTUAL Aluno Primeira edição NATAL/RN 2012 SUMÁRIO Conteúdo PREFÁCIO - BEM-VINDO(A) AO UNP VIRTUAL...

Leia mais

Guia de Ambientação Março/2011

Guia de Ambientação Março/2011 Guia de Ambientação Março/2011 APRESENTAÇÃO Caro cursista, Bem vindo ao Guia de Ambientação. Este documento é dirigido a você, participante. Com ele, você conhecerá como está estruturada a interface de

Leia mais

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno 1 MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno Acessando o sistema 1- Para acessar a Faculdade Interação Americana Virtual digite o seguinte endereço: http://ead.fia.edu.br/

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS Guia Inicial de Acesso e Utilização Para Docentes Versão 1.0b Outubro/2010 Acesso e utilização do Ambiente Virtual de Ensino

Leia mais

1 DESCRITIVO TÉCNICO 1.1 INTRODUÇÃO. A Empresa

1 DESCRITIVO TÉCNICO 1.1 INTRODUÇÃO. A Empresa 1 DESCRITIVO TÉCNICO 1.1 INTRODUÇÃO A Empresa Inovação, superação, desenvolvimento, criatividade, inventividade e busca de soluções. Assim é a AF2G, uma empresa que ultrapassa os limites do convencional

Leia mais

mbiente Virtua de Aprendizagem

mbiente Virtua de Aprendizagem mbiente Virtua de Aprendizagem Apresentação Este é o Ambiente Virtual de Aprendizagem - o AVA da Unisuam Online. É nosso desejo que a UNISUAM lhe proporcione uma qualificação acadêmica condizente com suas

Leia mais

Manual do Ambiente Virtual Moodle

Manual do Ambiente Virtual Moodle Manual do Ambiente Virtual Moodle versão 0.3 Prof. Cristiano Costa Argemon Vieira Prof. Hercules da Costa Sandim Outubro de 2010 Capítulo 1 Primeiros Passos 1.1 Acessando o Ambiente Acesse o Ambiente Virtual

Leia mais

Manual de Utilização do GLPI

Manual de Utilização do GLPI Manual de Utilização do GLPI Perfil Usuário Versão 1.0 NTI Campus Muzambinho 1 Introdução Prezado servidor, o GLPI é um sistema de Service Desk composto por um conjunto de serviços para a administração

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

Curso de atualização Educação Integral e Integrada. Tutorial Moodle. Belo Horizonte, 2013.

Curso de atualização Educação Integral e Integrada. Tutorial Moodle. Belo Horizonte, 2013. Curso de atualização Educação Integral e Integrada Tutorial Moodle Belo Horizonte, 2013. 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ACESSANDO O AMBIENTE... 4 3. CONHECENDO O AMBIENTE... 5 3.1. CAIXAS DE UTILIDADES... 5 4.

Leia mais

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

1. DOTPROJECT. 1.2. Tela Inicial

1. DOTPROJECT. 1.2. Tela Inicial 1 1. DOTPROJECT O dotproject é um software livre de gerenciamento de projetos, que com um conjunto simples de funcionalidades e características, o tornam um software indicado para implementação da Gestão

Leia mais

PLANO DO PROJETO. TÍTULO: Novos sites Grupo Promon e Promon Engenharia. GERENTE DO PROJETO: Ricardo Mantovani

PLANO DO PROJETO. TÍTULO: Novos sites Grupo Promon e Promon Engenharia. GERENTE DO PROJETO: Ricardo Mantovani PLANO DO PROJETO TÍTULO: GERENTE DO PROJETO: Ricardo Mantovani HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES Revisão Data Descrição das alterações Autor/Editor i V1R0 23/01/2012 Versão inicial RESPONSÁVEL PELO DOCUMENTO Nome

Leia mais

MANUAL DO CURSO: Introdução a Projetos

MANUAL DO CURSO: Introdução a Projetos MANUAL DO CURSO: Introdução a Projetos Este manual foi desenvolvido para orientá-lo(a) no curso on-line Introdução a Projetos. Aqui você encontrará informações, procedimentos e dicas de como se preparar

Leia mais

SCC - Serviço de Controle de Consignação MANUAL DO USUÁRIO DO PORTAL DO CONSIGNADO SERVIDOR

SCC - Serviço de Controle de Consignação MANUAL DO USUÁRIO DO PORTAL DO CONSIGNADO SERVIDOR SCC - Serviço de Controle de Consignação MANUAL DO USUÁRIO DO PORTAL DO CONSIGNADO SERVIDOR Neste manual, você encontrará todas as informações necessárias para que possa navegar com facilidade no Portal

Leia mais

MANUAL DO PORTAL DO BENEFICIÁRIO

MANUAL DO PORTAL DO BENEFICIÁRIO MANUAL DO PORTAL DO BENEFICIÁRIO Sumário 1 INTRODUÇÃO... 3 2 SITE DO E-VIDA... 4 3 INÍCIO... 5 4 GUIA MÉDICO... 6 5 PRODUTOS... 6 6 REEMBOLSO... 6 6.2 SITUAÇÃO REEMBOLSO... 7 6.3 CRONOGRAMA REEMBOLSO...

Leia mais

Projeto: Site Everlast Cliente: Rodrigo. Analista: Adriano Cortez Designer: Davi Barbosa Contatos: Informações importantes: Descrição do projeto:

Projeto: Site Everlast Cliente: Rodrigo. Analista: Adriano Cortez Designer: Davi Barbosa Contatos: Informações importantes: Descrição do projeto: Projeto: Site Everlast Cliente: Rodrigo Mariana Esteban Analista: Adriano Cortez Designer: Davi Barbosa Contatos: E-mail do cliente: rodrigo@megagroupint.com.br, marianamkt@megagroupint.com.br, estebanflorio@hotmail.com

Leia mais

BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart.

BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart. 16/08/2013 BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart. Versão 1.0 19/12/2014 Visão Resumida Data Criação 19/12/2014 Versão Documento 1.0 Projeto

Leia mais

Potencialidades Tecnológicas e Educacionais - Parte II

Potencialidades Tecnológicas e Educacionais - Parte II UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA V SEMINÁRIO DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE Patric da Silva Ribeiro patricribeiro@unipampa.edu.br Maicon Isoton maiconisoton@gmail.com Potencialidades Tecnológicas

Leia mais

MANUAL MIKOGO 1. VISÃO GERAL

MANUAL MIKOGO 1. VISÃO GERAL 1. VISÃO GERAL 1.1 Informações sobre o Mikogo: Mikogo é uma ferramenta de uso e manipulação simples, permite compartilhamento de arquivos, visualização da área de trabalho remota ou compartilhamento de

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

A solução INFOTRÂNSITO abrange sistemas web multiplataformas, podendo ser instalados em ambientes Linux, Windows e Apple.

A solução INFOTRÂNSITO abrange sistemas web multiplataformas, podendo ser instalados em ambientes Linux, Windows e Apple. INFOTRÂNSITO A plataforma INFOTRÂNSITO emprega tecnologias inovadoras para garantir ao poder público um gerenciamento eficaz da operação do trânsito nos grandes centros urbanos. A partir da coleta, em

Leia mais

PAG CONTAS CARNÊ Agora ficou mais fácil pagar suas contas. PAG CONTAS CARNÊ. Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO

PAG CONTAS CARNÊ Agora ficou mais fácil pagar suas contas. PAG CONTAS CARNÊ. Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO PAG CONTAS CARNÊ Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DE GERAÇÃO DE BOLETOS EMPRESAS CONVENIADAS 1) REQUISITOS DO SISTEMA: Primeiramente devemos possuir seguintes itens abaixo: - Microcomputador

Leia mais

Manual do Usuário. Novo Internet Banking Governo - IBG

Manual do Usuário. Novo Internet Banking Governo - IBG Manual do Usuário Novo Internet Banking Governo - IBG Versão V - Abril 2013 Sumário 2. Visão Geral do Sistema... 5 2.1. Operações disponíveis no novo IBG... 6 2.1. Perfis disponíveis... 7 2.2. Definições,

Leia mais

MANUAL DE ACESSO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM DA SPR (AVA)

MANUAL DE ACESSO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM DA SPR (AVA) MANUAL DE ACESSO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM DA SPR (AVA) 1 2 MANUAL DE ACESSO AO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM DA SPR Sumário 1) INTRODUÇÃO... 3 2) NAVEGADORES HOMOLOGADOS... 3 3) ACESSO AO CURSO...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO LABORATÓRIO DE CULTURA DIGITAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO LABORATÓRIO DE CULTURA DIGITAL A coordenadoria do projeto Laboratório de Cultura Digital, vinculado ao Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná, torna pública a seleção de equipe para o referido projeto, conforme previsto

Leia mais

Portal EJA - Programa de Alfabetização Passo a passo

Portal EJA - Programa de Alfabetização Passo a passo Portal EJA - Programa de Alfabetização Passo a passo Roteiro de acesso ao site: www.eja.educacao.org.br 1. Comece clicando no ícone: e depois em ; 2. Aguarde alguns segundos até a página inicial abrir;

Leia mais

DMS Documento de Modelagem de Sistema. Versão: 1.4

DMS Documento de Modelagem de Sistema. Versão: 1.4 DMS Documento de Modelagem de Sistema Versão: 1.4 VERANEIO Gibson Macedo Denis Carvalho Matheus Pedro Ingrid Cavalcanti Rafael Ribeiro Tabela de Revisões Versão Principais Autores da Versão Data de Término

Leia mais

Portal Institucional do IFPB

Portal Institucional do IFPB Capacitação para utilização do Portal Institucional do IFPB Introdução O objetivo dessa treinamento é apresentar o site do IFPB, e capacitar os novos usuários para utilizar suas principais ferramentas

Leia mais

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova.

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova. 3.5 Páginas: Ao clicar em Páginas, são exibidas todas as páginas criadas para o Blog. No nosso exemplo já existirá uma página com o Título Página de Exemplo, criada quando o WorPress foi instalado. Ao

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Manual de baixa do Certificado Digital AR SOLUTI. Versão 2.0 de 7 de Maio de 2014. Classificação: Ostensiva

Manual de baixa do Certificado Digital AR SOLUTI. Versão 2.0 de 7 de Maio de 2014. Classificação: Ostensiva Catalogação do Documento Titulo Classificação Versão 2.0 de 7 de Maio de 2014 Autor Raphael Reis Aprovador Bruno Barros Número de páginas 57 Página 2 de 57 Sumário 1 Sistema operacional compatível para

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

Proposta Comercial para criação e desenvolvimento do novo portal do Município de São José do Norte - RS

Proposta Comercial para criação e desenvolvimento do novo portal do Município de São José do Norte - RS Proposta Comercial para criação e desenvolvimento do novo portal do Município de São José do Norte - RS Abril 2014 - Versão 1.0 A/C da Srta. Cíntia Arbeletche 1 / 5 Escopo & Premissas Essa proposta contempla

Leia mais

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO TUTORIAL PARA TUTORES PLATAFORMA MOODLE OURO PRETO 2014 1 SUMÁRIO 1. PRIMEIRO ACESSO À PLATAFORMA... 03 2. PLATAFORMA DO CURSO... 07 2.1 Barra de Navegação...

Leia mais

Channel. Visão Geral e Navegação. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9

Channel. Visão Geral e Navegação. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9 Channel Visão Geral e Navegação Tutorial Atualizado com a versão 3.9 Copyright 2009 por JExperts Tecnologia Ltda. todos direitos reservados. É proibida a reprodução deste manual sem autorização prévia

Leia mais

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor Introdução O SIAP, Sistema de Apoio ao Professor, é um programa que vai contribuir, de forma decisiva, com o cotidiano escolar de alunos, professores, gestores e funcionários administrativos. Com a implantação

Leia mais

Site Estático Site Dinâmico Objetivos de Websites (tipos por finalidade)

Site Estático Site Dinâmico Objetivos de Websites (tipos por finalidade) A2 Site Estático Site Dinâmico Objetivos de Websites Ferramentas Plano de Vôo Aulas 1 ministrada pela prof. Tatiana Site Estático Site Dinâmico Objetivos de Websites (tipos por finalidade) (AWStats, Webalizer,

Leia mais

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Escritório de Gestão de Projetos em EAD Unisinos http://www.unisinos.br/ead 2 A partir de agora,

Leia mais

CONCEITO: Moodle Moodle Moodle Moodle

CONCEITO: Moodle Moodle Moodle Moodle NE@D - Moodle CONCEITO: O Moodle é uma plataforma de aprendizagem a distância baseada em software livre. É um acrônimo de Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (ambiente modular de aprendizagem

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI Setembro de 2013 Objetivo: Esse manual, baseado no manual GLPI feito pela DTI, tem como objetivo principal instruir os usuários quanto à utilização do GLPI, sistema

Leia mais

1. Objetivo do Projeto

1. Objetivo do Projeto PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VISNET - INTERNET E COMUNICAÇÃO Desenvolvimento de Site para CDL 1. Objetivo do Projeto O CDL Online é o mais novo sistema interativo especialmente projetado para criar

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma

Leia mais