Promover a sensibilização ambiental nos nossos centros comerciais no Brasil

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Promover a sensibilização ambiental nos nossos centros comerciais no Brasil"

Transcrição

1 Promover a sensibilização ambiental nos nossos centros comerciais no Brasil Sonae Sierra O nosso compromisso para com o ambiente vai das nossas próprias operações até às ações dos nossos visitantes e lojistas. No Brasil, as nossas campanhas de sensibilização ambiental visam inspirar os visitantes dos centros comerciais a adotar comportamentos mais favoráveis ao ambiente. Em 2011, chegámos a mais pessoas com a mensagem simples de que todos podemos desempenhar um papel na proteção do ambiente. O DESAFIO A Sonae Sierra Brasil assumiu há muito um compromisso para com o ambiente e para com a redução do impacto ambiental dos nossos centros comerciais e escritórios. A comunicação aos nossos visitantes destas conquistas é cada vez mais importante, na medida em que existe um cada vez maior conjunto de evidências sustentado por pesquisas externas e por inquéritos aos visitantes que sustentam que tornar os nossos centros comerciais mais sustentáveis não só os tornará mais eficientes como ajuda a reforçar a fidelidade e a confiança dos visitantes. Visamos igualmente aumentar a sensibilização dos visitantes quanto às medidas que podem adotar para reduzirem o seu impacto no ambiente. Contudo, apesar de a maior parte das pessoas estar familiarizada com os desafios globais com que o ambiente se depara, são poucas as que conhecem as medidas simples que todos podemos adotar para ajudar a resolvê-los. Conseguir transmitir estas mensagens de uma forma que leve ao envolvimento das pessoas é um dos objetivos fundamentais das nossas campanhas de sensibilização ambiental. Precisamos de tomar medidas para reorientar as escolhas dos consumidores ( ) que conduzam a estilos de vida mais sustentáveis e a decisões de compras que não ultrapassem a capacidade de sustentação da Terra. Programa das Nações Unidas para o Ambiente (PNUA) OS NOSSOS OBJETIVOS A promoção de experiências de compras com consciência ambiental e a sensibilização dos visitantes quanto ao desempenho ambiental da Sonae Sierra ajuda-nos a desenvolver relações sólidas com os visitantes que partilham os nossos objetivos. A nossa estratégia consiste em proporcionar uma experiência de compras sustentável, com enfoque na atração e na fidelização de visitantes com consciência ambiental. Para apoiar esta estratégia, definimos um objetivo a longo prazo com vista a aumentar junto dos visitantes o reconhecimento do desempenho dos nossos centros comerciais, em termos de sustentabilidade. A NOSSA ABORDAGEM Organizamos anualmente uma série de eventos de marketing nos nossos centros comerciais no Brasil, com vista a fornecer informação sobre os principais desafios ambientais com que a nossa atividade empresarial se depara e sobre o que conseguimos fazer para lidar com esses desafios. Visamos igualmente aumentar a sensibilização relativamente às medidas simples e eficazes que os nossos visitantes podem tomar para reduzirem o seu impacto no ambiente, em particular quando visitam os nossos centros comerciais. Desde as atividades coordenadas em todos os 11 centros comerciais às iniciativas individuais, as nossas campanhas visam criar uma experiência de compras divertida e

2 2 agradável, durante a qual os visitantes possam aprender mais sobre as questões ambientais com que nos deparamos, bem como sobre as pequenas mudanças que podem introduzir nas suas rotinas diárias para os ajudar a adotar estilos de vida mais saudáveis. Uma das muitas iniciativas que organizámos em 2011 foi a publicação de uma edição especial verde da popular revista Recreio, dirigida ao público infantil, de forma a que coincidisse com as comemorações do Dia Mundial do Ambiente, no dia 5 de junho. Acreditamos que as crianças podem ser grandes defensoras do ambiente. Quando estão com a família, são elas quem mostra mais envolvimento com a questão, e influenciam as pessoas que lhe são mais próximas. Escolhemos a revista Recreio por ser uma revista de sólida reputação e por constituir uma excelente oportunidade de transmitir a nossa mensagem a um público jovem. Laureane Cavalcanti Corporate Marketing Manager da Sonae Sierra Brasil Figura 1: Revista "Recreio Verde" publicada em junho de 2012 A revista Recreio Verde continha informação sobre o percurso de sustentabilidade da Sonae Sierra, incluindo as iniciativas de responsabilidade social e ambiental da empresa, apresentadas de uma forma atraente e fácil de compreender. Através de uma linguagem simples e de ilustrações, as crianças puderam aprender mais sobre a nossa abordagem e sobre os progressos que já conseguimos alcançar. Figura 2: Foram distribuídas mais de exemplares da revista "Recreio" às crianças que visitaram os nossos centros comerciais. A Campanha do Código Verde Em 2012, investimos mais de euros na 7ª campanha anual do Código Verde (Liquidação Código Verde), que decorreu em todos os nossos centros comerciais do Brasil. O objetivo da campanha consiste em articular vendas promocionais com eventos de sensibilização ambiental, de

3 3 forma a podermos tirar partido do maior fluxo de visitantes e conseguirmos chegar a um público tão vasto quanto possível. A campanha abrange todos os anos iniciativas e ideias diferentes, com vista a promover um comportamento mais sustentável e uma maior consciência ambiental entre os visitantes dos centros comerciais. Em 2009, por exemplo, plantámos mais de árvores numa zona desflorestada da Amazónia, o que representou um investimento total superior a um milhão de euros. Em 2010, a campanha teve como objetivo aumentar a sensibilização dos visitantes dos centros comerciais quanto à importância de poupança da água, e, por cada 86 que gastavam, os clientes eram recompensados com um saco feito de materiais reciclados (e que pode ser usado em substituição dos sacos de plástico), concebido por um artista bastante conhecido. Em 2011, incentivámos os visitantes a assinarem um Manifesto de Consumo Consciente e a comprometerem-se a reduzir o volume de resíduos que produziam. Os visitantes assinavam um grande saco vazio que simbolizava zero resíduos e comprometiam-se a seguir os três R reduzir, reutilizar e reciclar para ajudarem o ambiente. Todas as pessoas que assinavam o manifesto recebiam um pacote de reciclagem gratuito designado Reutilizar e Reciclar, Adotar uma Atitude Verde, que continha informação sobre os materiais que utilizamos todos os dias e o tempo que demoram a decompor-se. Criámos também um questionário online sobre atitudes ecológicas, a que se acedia através dos sítios Web dos nossos centros comerciais. Os visitantes respondiam a uma série de perguntas relacionadas com a sustentabilidade e com as suas ações e o seu comportamento, para poderem criar um perfil ambiental personalizado e poderem avaliar até que ponto tinham uma atitude verde. Os participantes podiam partilhar a pontuação obtida com os amigos e familiares, através das redes sociais. Todas as lojas que participaram na campanha Código Verde foram convidadas a participar num concurso para eleição da melhor montra com tema verde. As lojas tinham de utilizar materiais e objetos sustentáveis para ajudar a divulgar a mensagem da campanha. Mais de lojas participaram, para receberem prémios que variavam de centro para centro. A batalha dos Códigos Verdes Organizámos uma Batalha de Códigos Verdes para aumentar a sensibilização entre os visitantes dos centros comerciais, como preparação para a campanha. Foram oferecidos descontos que chegavam aos 70%, em milhares de artigos selecionados e em várias lojas. As lojas pediam aos visitantes que votassem nos dois artigos em que pretendiam obter um maior desconto. O artigo com maior número de votos era o que ficava com o maior desconto. Os clientes também podiam inscrever o seu nome numa lista de destinatários de mensagens eletrónicas com as listas de produtos vencedores, logo que estes fossem conhecidos. Figura 4: Material promocional relativo à Batalha dos Códigos Verdes Para além das promoções e das campanhas de saldos, cada centro comercial organizou pequenos eventos, como anúncios transmitidos através da estação de rádio do centro, palestras com celebridades e decorações atrativas, como, por exemplo, passadeiras de peões pintadas com o logótipo do Código Verde. Figura 3: Montra verde

4 4 Partilha das boas práticas Em outubro de 2012, a Sonae Sierra Brasil participou no XII ABRASCE Exposhopping um dos principais eventos da América Latina, no âmbito do setor de retalho. Coincidindo com o Congresso Internacional de Centros Comerciais (International Shopping Centre Congress), a feira constituiu uma oportunidade fantástica para apresentarmos as nossas conquistas, como, por exemplo, o facto de sermos a primeira empresa de centros comerciais a obter as certificações ISO e OHSAS para os seus sistemas empresariais de Gestão de Segurança, Saúde e Ambiente. O nosso stand no evento foi feito com materiais sustentáveis e reciclados, como papel, cartão e paletes de madeira. Todos os materiais usados na construção do stand foram posteriormente doados à Casa de Zezinho (uma organização de caridade cultural e educativa que trabalha com crianças de meios desfavorecidos) e à Cooperaacs (uma cooperativa que trabalha com materiais reciclados para criar arte alternativa). RESULTADOS Influenciar os clientes para que sejam mais responsáveis quanto ao ambiente é fundamental para atingirmos o tipo de mudanças comportamentais das massas, de que necessitamos para podermos proporcionar uma mudança significativa e duradoura à sociedade e ao ambiente. Ao visar as crianças, podemos fomentar uma sensibilização quanto ao ambiente e incentivar estilos de vida mais sustentáveis logo desde uma tenra idade. As crianças são embaixadoras naturais que, por sua vez, promovem a sensibilização junto da família e dos amigos, visto que partilham em casa, na escola e noutros locais aquilo que aprenderam. A conceção de uma edição verde da revista Recreio, que fosse divertida e envolvente, significou que pudemos transmitir a nossa mensagem às crianças de uma forma mais eficaz e criar um impacto duradouro. Mais de exemplares da revista foram distribuídos pelas crianças nos centros comerciais da Sonae Sierra Brasil nos estados de São Paulo, Amazonas e Minas Gerais. Foram também entregues exemplares aos filhos dos nossos colaboradores, para que também pudessem desfrutar da revista e partilhar as mensagens ambientais com a família. A publicação da revista foi objeto de uma significativa atenção por parte da imprensa, registando-se mais de 100 artigos publicados em jornais locais e nacionais. Figura 5: Stand amigo do ambiente da Sonae Sierra Brasil no evento ABRASCE Exposhopping Figura 6: Número de exemplares da revista Recreio distribuídos por centro comercial

5 5 Mais de artigos e mais de lojas participaram na batalha dos Códigos Verdes. CONCLUSÃO Existem um número crescente de evidências de que os consumidores exigem, cada vez mais, produtos e serviços favoráveis ao ambiente. É cada vez maior o número de consumidores que procura empresas que partilham as suas aspirações e que podem ajudá-los a tomar decisões de compras éticas e amigas do ambiente. Enquanto empresa proprietária de centros comerciais, o nosso maior contributo para a proteção do ambiente consiste em influenciar as atitudes e os comportamentos dos muitos milhares de visitantes que passam pelas nossas portas todos os anos. Os estudos que realizámos em 2012 revelam que os nossos centros comerciais já atraem uma elevada percentagem de consumidores com consciência ambiental e que a maioria acredita e espera que os centros comerciais possam ajudá-los a viver vidas mais sustentáveis. Figura 7:Exemplo de artigo sobre a edição verde da revista "Recreio" O questionário sobre as Atitudes Verdes também teve bastante sucesso. Desafiava os adultos que respondiam a refletir sobre o impacto do seu comportamento e do seu estilo de vida no ambiente. Mais de 300 visitantes avaliaram as suas credenciais ambientais, registando-se o maior número de respostas no Shopping Campo Limpo (121 respostas) e no Parque D. Pedro Shopping (75 respostas). Sabemos que podemos retirar valor destes visitantes, mediante o reforço da nossa reputação, o que, por sua vez, beneficia a nossa atividade comercial através de um aumento do fluxo de visitantes. Embora seja difícil medir o sucesso dos nossos eventos de marketing para além dos indicadores tradicionais como o fluxo de visitantes e das vendas dos lojistas, a reação dos nossos visitantes, a sua vontade de colaborar connosco e a boa receção das nossas mensagens fundamentais têm sido extremamente positivas e encorajadoras. Temos como objetivo aproveitar este momento para chegarmos ainda mais longe. Figura 8: Número de respostas ao Questionário sobre Atitudes Verdes, por centro comercial

PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL MANUAL OPERACIONAL

PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL MANUAL OPERACIONAL 2015 PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL 2015 MANUAL OPERACIONAL Prémios Europeus de Promoção Empresarial 2015 2/13 ÍNDICE 1. DEFINIÇÃO E JUSTIFICAÇÃO... 3 1.1. Um prémio que reconhece a excelência

Leia mais

As sacolas das lojas são outdoors que circulam pelos shopping centers

As sacolas das lojas são outdoors que circulam pelos shopping centers ASSUNTO em pauta As sacolas das lojas são outdoors que circulam pelos shopping centers As lojas de shopping não estão explorando todo o potencial desta poderosa ferramenta de marketing. P o r Fábio Mestriner

Leia mais

Ações Programa ECO EDP 2007-2010

Ações Programa ECO EDP 2007-2010 Ações Programa ECO EDP 2007-2010 Seminário PPEC - Avaliação de Resultados e Perspetivas Futuras Centro Cultural de Belém, 11 de fevereiro de 2011 Conjuntamente com o PPEC, o Programa ECO EDP estrutura

Leia mais

ROCK IN RIO. por um mundo melhor

ROCK IN RIO. por um mundo melhor ROCK IN RIO por um mundo melhor 1 ROCK IN RIO 13 Edições MOBILIZOU 7.000.000Pessoas 80 Dias de música 1.183 Bandas Impõe responsabilidades Compromisso de retribuir e contribuir para o desenvolvimento e

Leia mais

"BUSSINES PLAN"- PLANO DE NEGÓCIOS

BUSSINES PLAN- PLANO DE NEGÓCIOS "BUSSINES PLAN"- PLANO DE! Os componentes do Business Plan.! Quem precisa fazer um Business Plan! Colocando o Business Plan em ação Autores: Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br) Administrador de Empresas

Leia mais

Questionário Miniempresa Clouzzy S.A/E

Questionário Miniempresa Clouzzy S.A/E Questionário Miniempresa Clouzzy S.A/E 1) Qual produto sua Miniempresa oferece e como ele se caracteriza? O produto da Miniempresa do Colégio Anchieta é a Clouzzy, uma pequena almofada feita para prender

Leia mais

SÍNTESE a SÍNTESE. Janet Murdock NOVEMBRO 2009. Understanding conflict. Building peace.

SÍNTESE a SÍNTESE. Janet Murdock NOVEMBRO 2009. Understanding conflict. Building peace. SÍNTESE a Governação de Recursos Naturais em São Tomé e Príncipe: Um Estudo de Caso sobre a Supervisão e Transparência das Receitas Petrolíferas SÍNTESE Janet Murdock NOVEMBRO 2009 Understanding conflict.

Leia mais

SOS Planeta: aumentar a realidade para criar sensibilização ambiental

SOS Planeta: aumentar a realidade para criar sensibilização ambiental SOS Planeta: aumentar a realidade para criar sensibilização ambiental Resumo O papel que as empresas podem ter na promoção da sustentabilidade tem sido muito documentado mas se queremos criar um mundo

Leia mais

Planejamento e assessoria em comunicação

Planejamento e assessoria em comunicação Planejamento e assessoria em comunicação aula 2 Faccat - 2014 Profª Ms. Taís Vieira Planejamento em comunicação e a comunicação integrada: - O que é comunicação integrada? - Qual sua relação com um planejamento

Leia mais

PROJETO SHOPPINGS CENTERS

PROJETO SHOPPINGS CENTERS Seu Lixo é um Luxo PROJETO SHOPPINGS CENTERS O lixo é um conceito que deveria ser aplicado apenas ao dejeto que realmente não se consegue dar uma destinação correta, que é representado por 5% do que uma

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental.

1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental. 1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental. 2. Caracterização da situação anterior: O município de Glória de Dourados possui 9.927 habitantes (IBGE-2011),

Leia mais

Trabalho Prático. Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática

Trabalho Prático. Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática Trabalho Prático Designação do Projecto Proposta de Valorização da Zona Ribeirinha do Montijo Tema Cidades Saudáveis e Respostas Locais Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática

Leia mais

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 1 Feira do Empreendedor 2015 O sucesso é grande. Há pessoas que demostram o interesse em adquirir até 10 máquinas de uma só vez. Alexandre Ronconi, diretor da Hot

Leia mais

Vencendo os desafios da Educação nos PALOP

Vencendo os desafios da Educação nos PALOP WORKSHOP INTERNACIONAL Vencendo os desafios da Educação nos PALOP Seminário para o diálogo e a troca de conhecimento e experiências na área do ensino básico destinado aos Países Africanos de expressão

Leia mais

Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização

Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização 1. Introdução O presente questionário ajudá-lo-á a reflectir sobre os esforços desenvolvidos pela sua empresa no domínio da responsabilidade empresarial,

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID): UMA AVALIAÇÃO DA ESCOLA SOBRE SUAS CONTRIBUIÇÕES

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID): UMA AVALIAÇÃO DA ESCOLA SOBRE SUAS CONTRIBUIÇÕES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID): UMA AVALIAÇÃO DA ESCOLA SOBRE SUAS CONTRIBUIÇÕES Silva.A.A.S. Acadêmica do curso de Pedagogia (UVA), Bolsista do PIBID. Resumo: O trabalho

Leia mais

VALNOR comemorou a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos

VALNOR comemorou a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos VALNOR comemorou a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos A Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (22 a 30 de novembro) teve por objetivo a promoção do conceito da Prevenção de Resíduos e a realização

Leia mais

Transição para a parentalidade após um diagnóstico de anomalia congénita no bebé: Resultados do estudo

Transição para a parentalidade após um diagnóstico de anomalia congénita no bebé: Resultados do estudo 2013 Transição para a parentalidade após um diagnóstico de anomalia congénita no bebé: Resultados do estudo Ana Fonseca, Bárbara Nazaré e Maria Cristina Canavarro Pontos de interesse especiais: Porque

Leia mais

1) Breve apresentação do AEV 2011

1) Breve apresentação do AEV 2011 1) Breve apresentação do AEV 2011 O Ano Europeu do Voluntariado 2011 constitui, ao mesmo tempo, uma celebração e um desafio: É uma celebração do compromisso de 94 milhões de voluntários europeus que, nos

Leia mais

O BOTICÁRIO - FRANQUIA DE SÃO GONÇALO - RJ

O BOTICÁRIO - FRANQUIA DE SÃO GONÇALO - RJ O BOTICÁRIO - FRANQUIA DE SÃO GONÇALO - RJ RESPEITO AO MEIO AMBIENTE: Programa de Incentivo ao Plantio de Mudas e Manutenção de Vias Públicas e Escolas Municipais Para a franquia O Boticário de São Gonçalo

Leia mais

World Café: Interligar para vencer

World Café: Interligar para vencer World Café: Interligar para vencer Principais Reflexões Tais reflexões resultam de uma sessão intitulada World Café: Interligar para vencer que ocorreu na Cruz Vermelha Portuguesa Centro Humanitário de

Leia mais

Family Days PORTO. Informação aos Media

Family Days PORTO. Informação aos Media 3 e 4 de Outubro O maior salão de miúdos e graúdos Informação aos Media A 000 Eventos - Organização de Eventos Temáticos, irá realizar, nos próximos dias 3 e 4 de Outubro, de, entre as 0h e as 23h, no

Leia mais

Pessoa Física? Por que. vender

Pessoa Física? Por que. vender Pessoa Física? Por que vender 43 anos de liderança absoluta em Saúde Suplementar 13 cidades na área de atuação 3.100 médicos cooperados, 25 hospitais e mais de 179 clínicas e laboratórios Unimed Campinas

Leia mais

LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL PLANO DE TRANSIÇÃO

LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL PLANO DE TRANSIÇÃO LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL PLANO DE TRANSIÇÃO ENTRE O PLANO DE ESTUDOS EM VIGOR ATÉ AO ANO LETIVO 2014/2015 E O NOVO PLANO Artigo 1º (Âmbito) O presente plano regula o processo de transição

Leia mais

O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR

O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR Título do artigo: O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR Área: Gestão Coordenador Pedagógico Selecionadora: Maria Paula Zurawski 16ª Edição do Prêmio Victor Civita Educador

Leia mais

Eleições para o Parlamento Europeu 2009 Ficha 2 COMO PARTICIPAR?

Eleições para o Parlamento Europeu 2009 Ficha 2 COMO PARTICIPAR? Como pode a sua organização e os seus membros participar na corrida para as eleições europeias 2009? Nós debatemos e recolhemos ideias para os ajudar a começar. Estas ideias são aqui descritas de uma forma

Leia mais

Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação

Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação Caros colegas, orienta o modo como nossa organização trabalha para selecionar, desenvolver, motivar e valorizar o bem mais importante da Bausch + Lomb nossas

Leia mais

Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade

Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade Resumo: Quanto custa um projeto? As possíveis respostas são inúmeras. Os números

Leia mais

CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA

CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA PROGRAMA DE SÓCIOS PROGRAMA DE SÓCIOS CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA DESDE 1898 PROGRAMA DE SÓCIOS - INTRODUÇÃO Um programa de sócios forte e eficiente é atualmente a principal saída dos clubes brasileiros

Leia mais

COMO SE ASSOCIAR 2014

COMO SE ASSOCIAR 2014 2014 QUEM SOMOS FUNDADO EM 2004, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA, QUE SE DEDICA À PROMOÇÃO

Leia mais

VIVÊNCIA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: REUTILIZAÇÃO DO PAPEL COMO RECURSO EDUCACIONAL

VIVÊNCIA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: REUTILIZAÇÃO DO PAPEL COMO RECURSO EDUCACIONAL VIVÊNCIA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: REUTILIZAÇÃO DO PAPEL COMO RECURSO EDUCACIONAL Jose Lucas dos Santos Oliveira e-mail: joselucasoliveira55@gmail.com Leonardo Lucas dos Santos Dantas e-mail:leonardolucascbio@gmail.com

Leia mais

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO.

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. São Paulo - SP 2016 RENAN ROCHA ALVES - RA: 6448758 E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING

Leia mais

Os Conceitos Fundamentais da Excelência

Os Conceitos Fundamentais da Excelência Os Conceitos Fundamentais da Excelência Os Conceitos Fundamentais são princípios que estão subjacentes ao Modelo de Excelência e esboçam o alicerce da excelência organizacional. Alcançar Resultados Equilibrados

Leia mais

Princípios de Bom Governo

Princípios de Bom Governo Princípios de Bom Governo Regulamentos internos e externos a que a empresa está sujeita Regulamentos Internos - Nova estrutura interna da sociedade: A EMPORDEF observa na organização da sua atividade os

Leia mais

CURSO: COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA TURMA: CS3/CS4. Prof. Breno Brito. Apostila 5 OS TIPOS DE CAMPANHAS

CURSO: COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA TURMA: CS3/CS4. Prof. Breno Brito. Apostila 5 OS TIPOS DE CAMPANHAS CURSO: COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA TURMA: CS3/CS4 DESENVOLVIMENTO DE CAMPANHA Apostila 5 OS TIPOS DE CAMPANHAS OUTUBRO 2008 OS TIPOS DE CAMPANHAS Já vimos que campanha publicitária é um

Leia mais

JOGOS MATEMÁTICOS E AÇÕES DO PROJETO VISITAS

JOGOS MATEMÁTICOS E AÇÕES DO PROJETO VISITAS JOGOS MATEMÁTICOS E AÇÕES DO PROJETO VISITAS Thais Fernanda Pinto 1 Fernando Henrique de Lima 2, Amanda Caroline de Freitas Santos 3, Jefferson Antônio Baêta 4, Maria Gabriela Hortência Mendes Braga 5,

Leia mais

DECLARAÇÃO DE MADRI. A não-discriminação e a ação afirmativa resultam em inclusão social

DECLARAÇÃO DE MADRI. A não-discriminação e a ação afirmativa resultam em inclusão social DECLARAÇÃO DE MADRI A não-discriminação e a ação afirmativa resultam em inclusão social Aprovada em Madri, Espanha, em 23 de março de 2002, no Congresso Europeu de Pessoas com Deficiência, comemorando

Leia mais

VALNOR comemorou a Semana Europeia da Mobilidade

VALNOR comemorou a Semana Europeia da Mobilidade VALNOR comemorou a Semana Europeia da Mobilidade A Mobilidade Sustentável surge como uma reflexão mundial, que se tem vindo a desenvolver nos últimos tempos, sobre a forma como nos devemos movimentar evitando

Leia mais

Governo das Sociedades E RESPONSABILIDADE SOCIAL

Governo das Sociedades E RESPONSABILIDADE SOCIAL Governo das Sociedades E RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS EMPRESAS 23-2-2015 Carlos Tavares 1. Quando falamos em governo das sociedades e no papel da respectiva regulação, a primeira questão que se nos depara

Leia mais

Como...fazer o pré-teste de materiais de extensão rural com pequenos agricultores

Como...fazer o pré-teste de materiais de extensão rural com pequenos agricultores Como...fazer o pré-teste de materiais de extensão rural com pequenos agricultores A realização de pré-testes antes da distribuição dos materiais de extensão rural é um processo importante no desenvolvimento

Leia mais

METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS

METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS 1 O Método do Caso e o Ensino em Administração O uso do Método do Caso nas escolas de administração no Brasil é relativamente recente, embora não haja

Leia mais

O PAPEL EMPREENDEDOR NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE * PALAVRAS-CHAVE: Sistema de Gestão da Qualidade. Representante da Diretoria. ISO 9001.

O PAPEL EMPREENDEDOR NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE * PALAVRAS-CHAVE: Sistema de Gestão da Qualidade. Representante da Diretoria. ISO 9001. O PAPEL EMPREENDEDOR NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE * Adalberto Luiz de Souza ** RESUMO: Este texto tem por finalidade descrever o papel do representante da direção, referente ao atendimento de requisito

Leia mais

D9. DOSSIER DE RESULTADOS DO IV WORKSHOP. Serviços para animação de workshops de empreendedorismo cultural PR-02199

D9. DOSSIER DE RESULTADOS DO IV WORKSHOP. Serviços para animação de workshops de empreendedorismo cultural PR-02199 Serviços para animação de workshops de empreendedorismo cultural PR-02199 novembro 2014 ÍNDICE 1. ENQUADRAMENTO... 2 1.1 Objetivos... 2 1.2 Metodologia de trabalho... 2 2. RESULTADOS IV WORKSHOP... 4 2.1

Leia mais

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências Universidade Federal de Itajubá Título da dissertação: OS MANUAIS DOS PROFESSORES DOS LIVROS DIDÁTICOS

Leia mais

Políticas Públicas de Fomento ao Cooperativismo *

Políticas Públicas de Fomento ao Cooperativismo * Políticas Públicas de Fomento ao Cooperativismo * Introdução Euclides André Mance México, DF, 19/10/2007 No desenvolvimento do tema desta mesa, trataremos de três aspectos, a saber: a) de que cooperativismo

Leia mais

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues Faccat Faculdades Integradas de Taquara Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Disciplina: Planejamento e Assessoria em Comunicação Profª Me. Taís Vieira ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material

Leia mais

Objetivo: aumentar a clientela. Oportunidade de mercado: focar nos cabelos loiros.

Objetivo: aumentar a clientela. Oportunidade de mercado: focar nos cabelos loiros. Início: A gaúcha Flávia Machado é especialista em tingir cabelos de loiro. Depois de se mudar para Campinas, abriu um pequeno salão em casa, com ajuda do marido, Fábio Mariuzzo. Objetivo: aumentar a clientela.

Leia mais

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia OBS: Apresentação obrigatória na primeira página do case Informações cadastrais a) Identificação: empresa b) Nome: Wal-Mart Brasil Informações sobre

Leia mais

Foco: Mulheres beneficiárias do Programa Bolsa Família

Foco: Mulheres beneficiárias do Programa Bolsa Família Projeto de Educação Financeira de Adultos Foco: Mulheres beneficiárias do Programa Bolsa Família Relatório Parcial A AEF-Brasil é uma entidade da sociedade civil que promove e executa ações transversais

Leia mais

O Alma é um projeto educacional que busca olhar e cuidar da sua fotografia como um todo, do clique ao post: técnica, fluxo de trabalho, estilo,

O Alma é um projeto educacional que busca olhar e cuidar da sua fotografia como um todo, do clique ao post: técnica, fluxo de trabalho, estilo, O Alma é um projeto educacional que busca olhar e cuidar da sua fotografia como um todo, do clique ao post: técnica, fluxo de trabalho, estilo, pós-produção, referências, precificação, atendimento ao cliente,

Leia mais

CARTA EMPRESARIAL PELA CONSERVAÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA BIODIVERSIDADE

CARTA EMPRESARIAL PELA CONSERVAÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA BIODIVERSIDADE CARTA EMPRESARIAL PELA CONSERVAÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA BIODIVERSIDADE A Organização das Nações Unidas declarou 2010 como o Ano Internacional da Biodiversidade, com o objetivo de trazer ao debate público

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADO

PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADO Seus Dados PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADO Nome empresa Yázigi Internexus (Eliana Cristina Estevam Lauro- Me) Data de fundação Julho/2001 Número de funcionários 15

Leia mais

Mídia Kit Estácio. Apresentação Rede de Ensino Objetivo Mídias. Contato. Mídias Físicas Mídias Virtuais

Mídia Kit Estácio. Apresentação Rede de Ensino Objetivo Mídias. Contato. Mídias Físicas Mídias Virtuais Mídia Kit Estácio Apresentação Rede de Ensino Objetivo Mídias Mídias Físicas Mídias Virtuais Contato Apresentação Um dos maiores e mais conceituados grupos de ensino superior da América Latina. Com atuação

Leia mais

URBAN II Em apoio do comércio e do turismo

URBAN II Em apoio do comércio e do turismo [Página 1 capa] Utilizar da melhor forma os fundos estruturais URBAN II Em apoio do comércio e do turismo O que é e sugestões para candidaturas a projectos bem sucedidas Com esta publicação, a DG Empresa

Leia mais

MANUAL DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

MANUAL DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL MANUAL DE RESPONSABILIDADE Definição: A responsabilidade socioambiental é a responsabilidade que uma empresa ou organização tem com a sociedade e com o meio ambiente além das obrigações legais e econômicas.

Leia mais

Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade

Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade Versão 2.0 de 4 de Junho de 2007 Promotores: Co-financiamento: Introdução A Agenda 21 do Vale do Minho é um processo de envolvimento dos cidadãos

Leia mais

SESSÃO DE ESCLARECIMETNO LIFE+ 15 Março 2013

SESSÃO DE ESCLARECIMETNO LIFE+ 15 Março 2013 SESSÃO DE ESCLARECIMETNO LIFE+ 15 Março 2013 O PROJETO BIO+SINTRA BIO+SINTRA REDUÇÃO DA PEGADA DE CARBONO, UMA CONTRIBUIÇÃO PARA VALORIZAR A BIODIVERSIDADE EM SINTRA O projeto BIO+SINTRA foi um dos 7 projetos

Leia mais

Análise: Desemprego Jovem e medidas de apoio IEFP. Análise: Desemprego Jovem e Medidas de Apoio IEFP

Análise: Desemprego Jovem e medidas de apoio IEFP. Análise: Desemprego Jovem e Medidas de Apoio IEFP Análise: Desemprego Jovem e Medidas de Apoio IEFP Análise: Desemprego Jovem e Medidas de Apoio IEFP Com o número de jovens desempregados a não apresentar melhorias significativas, torna-se importante perceber

Leia mais

newsletter cctv- SISTEMAS DE VIGILÂNCIA IP Nº58 FEVEREIRO 2015 Bem vindos à newsletter mensal da Gateway Portugal!

newsletter cctv- SISTEMAS DE VIGILÂNCIA IP Nº58 FEVEREIRO 2015 Bem vindos à newsletter mensal da Gateway Portugal! newsletter Nº58 FEVEREIRO 2015 cctv- SISTEMAS DE VIGILÂNCIA IP Bem vindos à newsletter mensal da Gateway Portugal! Feita a pensar em si, quisemos reunir notícias do Mundo do retalho, dos nossos clientes

Leia mais

MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL

MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL Introdução: O marketing verde já não é tendência. Ele se tornou uma realidade e as empresas o enxergam como uma oportunidade para atrair

Leia mais

Mercadologia capítulo IV

Mercadologia capítulo IV Mercadologia capítulo IV Por quanto vender? Muitas empresas, especialmente as varejistas, adotam a estratégia de redução de preços para aumentar suas vendas e não perder mercado para a concorrência. Mas

Leia mais

SIPAT INTEGRADA CPFL ENERGIA

SIPAT INTEGRADA CPFL ENERGIA SIPAT INTEGRADA CPFL ENERGIA Autores: Allan Bueno dos Santos Frederico Prestupa Neto CPFL Energia Apoio Fidelidade: RESUMO As CIPA s (Comissões Interna de Prevenção de Acidentes) realizavam a SIPAT (Semana

Leia mais

4. Princípios da Gestão da Qualidade

4. Princípios da Gestão da Qualidade FEUP MIEIG & MIEM Ano letivo 2013/14 Disciplina: Gestão da Qualidade Total Parte 1: Fundamentos de Gestão da Qualidade 4. Princípios da Gestão da Qualidade (v1 em 2 de setembro) José A. Faria, jfaria@fe.up.pt

Leia mais

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A.

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A. 1 Reunir várias entidades do sector óptico nacional e discutir o futuro do sector bem como os temas cruciais para os empresários e intervenientes da área foram os objectivos do evento Visão de Futuro 2010,

Leia mais

Reflexão Final do Módulo Técnicas de negociação e venda

Reflexão Final do Módulo Técnicas de negociação e venda Reflexão Final do Módulo Técnicas de negociação e venda R u i J o r g e d a E i r a P e r e i r a N º 1 6 Página 1 Índice Remissivo Capa de apresentação... 1 Índice remissivo... 2 Dados biográficos...

Leia mais

1. INTRODUÇÃO. e Alexsandro da Silva. 1 Andréa Carla Agnes e Silva é dinamizadora do Programa "Escola Aberta", sob orientação de Telma Ferraz Leal

1. INTRODUÇÃO. e Alexsandro da Silva. 1 Andréa Carla Agnes e Silva é dinamizadora do Programa Escola Aberta, sob orientação de Telma Ferraz Leal TÍTULO: OFICINA DE LEITURA: UMA PROPOSTA DINÂMICA PARA FORMAÇÃO DE LEITORES AUTORA: Andréa Carla Agnes e Silva 1 INSTITUIÇÃO: Universidade Federal de Pernambuco Escola Aberta ÁREA TEMÁTICA: Educação 1.

Leia mais

Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. - Ano Lectivo 2010/2011 -

Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. - Ano Lectivo 2010/2011 - Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas - Ano Lectivo 2010/2011 - Empreendedorismo como ensiná-lo aos nossos jovens? Contudo, e mesmo sendo possível fazê-lo, o espírito empresarial não é normalmente

Leia mais

Guia Sudoe - Para a elaboração e gestão de projetos Versão Portuguesa Ficha 3.1 Construção de projetos

Guia Sudoe - Para a elaboração e gestão de projetos Versão Portuguesa Ficha 3.1 Construção de projetos Guia Sudoe - Para a elaboração e gestão de projetos Versão Portuguesa Ficha 3.1 Construção de projetos 2 Ficha 3.1 Construção de projetos Índice 1 Lógica de intervenção: uma abordagem centrada nos resultados...

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE CONSERVATÓRIO REGIONAL DE GAIA Ano Letivo 2013 2014 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE Regulamento Artigo 1.º Âmbito 1. O presente Regulamento de Avaliação de Desempenho aplica-se a todos os docentes com

Leia mais

P Como foi essa experiência com o barco da Justiça no

P Como foi essa experiência com o barco da Justiça no VISITA AO AMAPÁ FÁTIMA NANCY ANDRIGHI Ministra do Superior Tribunal de Justiça A Justiça brasileira deve se humanizar. A afirmação foi feita pela ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça,

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

- Copyright GRACE Maio 2012. Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação

- Copyright GRACE Maio 2012. Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação - Copyright GRACE Maio 2012 Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação Uni.Network Missão Promover a ligação e a aproximação entre as Entidades Académicas portuguesas e as Empresas na

Leia mais

Cursos de Língua Inglesa T&HMS

Cursos de Língua Inglesa T&HMS Cursos de Língua Inglesa T&HMS Acreditamos que a educação é essencial para o desenvolvimento das nações. Trabalhamos em conjunto com os alunos para contribuir para o desenvolvimento de líderes empresariais

Leia mais

A Declaração Política de Recife sobre Recursos Humanos para a Saúde: compromissos renovados para a cobertura universal de saúde

A Declaração Política de Recife sobre Recursos Humanos para a Saúde: compromissos renovados para a cobertura universal de saúde A Declaração Política de Recife sobre Recursos Humanos para a Saúde: compromissos renovados para a cobertura universal de saúde 1. Nós, representantes dos governos que se reuniram no Recife, Brasil, de

Leia mais

(formação + emprego) = oportunidade

(formação + emprego) = oportunidade (formação + emprego) = oportunidade Crescendo juntos Crescer Fazendo Gerando oportunidades aos nossos jovens A União Meridianos, constitui-se como uma organização especializada na intervenção com jovens

Leia mais

AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO.

AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO. AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO. Autor: José Marcos da Silva Instituição: UFF/CMIDS E-mail: mzosilva@yahoo.com.br RESUMO A presente pesquisa tem como proposta investigar a visão

Leia mais

Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu. Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3

Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu. Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3 Cimeira Empresarial UE-CELAC eucelac-bizsummit2015.eu Quarta-feira, 10 de junho de 2015, 14h30-16h30 Documento de síntese para o Workshop 3 Acesso ao financiamento e aos instrumentos financeiros O importante

Leia mais

3 A 6 SETEMBRO PLANOS DE PATROCÍNIO PARQUE VILA GERMÂNICA BLUMENAU - SC FEIRAMULHERBRASIL.COM.BR

3 A 6 SETEMBRO PLANOS DE PATROCÍNIO PARQUE VILA GERMÂNICA BLUMENAU - SC FEIRAMULHERBRASIL.COM.BR 3 A 6 SETEMBRO 2014 PARQUE VILA GERMÂNICA BLUMENAU - SC FEIRAMULHERBRASIL.COM.BR PLANOS DE PATROCÍNIO INFOFAIR BRASIL Feira de Equipamentos, Serviços, Softwares e Tecnologias da Informação Idealizada pela

Leia mais

Criando presença com as páginas do Facebook

Criando presença com as páginas do Facebook Páginas do 1 Criando presença com as páginas do Sua Página Todos os dias, milhões de pessoas em todo o mundo acessam o para se conectar com amigos e compartilhar coisas que gostam. Este guia foi desenvolvido

Leia mais

MARKETING II. Comunicação Integrada de Marketing

MARKETING II. Comunicação Integrada de Marketing CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARKETING II Comunicação Integrada de Marketing Profª: Michele Freitas Santa Maria, 2012. O que é comunicação integrada? É o desenvolvimento

Leia mais

O papel do usuário. na geração de conteúdo na internet

O papel do usuário. na geração de conteúdo na internet 38 :: debate - O papel do usuário O papel do usuário na geração de conteúdo na internet A necessidade da criação de ambientes cada vez mais interativos acabou por revolucionar a forma de relacionamento

Leia mais

Tema 2: Quem são os migrantes?

Tema 2: Quem são os migrantes? Tema 2: Quem são os migrantes? ATIVIDADES 5. Quem são os migrantes? Tema 2: Fichas de trabalho Deslocado 27 Atividade 5. Quem são os migrantes? Objetivos (Diapositivo 1 do PowerPoint): > Compreender o

Leia mais

SESSÃO DE ABERTURA DA XVII ASSEMBLEIA GERAL DO CONSELHO MUNDIAL DAS CASAS DOS AÇORES

SESSÃO DE ABERTURA DA XVII ASSEMBLEIA GERAL DO CONSELHO MUNDIAL DAS CASAS DOS AÇORES SESSÃO DE ABERTURA DA XVII ASSEMBLEIA GERAL DO CONSELHO MUNDIAL DAS CASAS DOS AÇORES Hilmar, Califórnia, 29 de Agosto de 2014 Intervenção do Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro Começo

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais

Folha Informativa nº 84

Folha Informativa nº 84 Folha Informativa nº 84 Visita de Estudo e Institucional da Delegação Centro da AACDN ao Concelho de Pombal em 27-10-2012 Conforme o programado, realizou-se, no passado dia 27/10/2012 (Sábado), a visita

Leia mais

MINHO INOVAÇÃO APRESENTAÇÃO AOS PROMOTORES DE PROJETOS COMPLEMENTARES

MINHO INOVAÇÃO APRESENTAÇÃO AOS PROMOTORES DE PROJETOS COMPLEMENTARES APRESENTAÇÃO AOS PROMOTORES DE PROJETOS COMPLEMENTARES O QUE É UMA ESTRATÉGIA DE EFICIÊNCIA COLETIVA PROVERE? É uma iniciativa conjunta levada a cabo por uma parceria / consórcio que integra entidades

Leia mais

QUANTO VALE O MEU DINHEIRO? EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PARA O CONSUMO.

QUANTO VALE O MEU DINHEIRO? EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PARA O CONSUMO. RESUMO QUANTO VALE O MEU DINHEIRO? EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PARA O CONSUMO. Francinilda Raquel Cardoso Silva (1); José Jorge Casimiro dos Santos (2) Faculdade São Francisco da Paraíba raquelmk06@gmail.com ¹

Leia mais

Apresentação do Projecto RETOMAR A CENTRALIDADE

Apresentação do Projecto RETOMAR A CENTRALIDADE ACICB Castelo Branco 23 Novembro 2011 Apresentação do Projecto Apoio à execução do projecto Enquadramento Projecto financiado pelo QREN, no âmbito do Mais Centro - Programa Operacional Regional do Centro

Leia mais

Período Fevereiro a Maio de 2014

Período Fevereiro a Maio de 2014 Relatório da Campanha Participação Período Fevereiro a Maio de 2014 Assunto Objetivo Observadores(as) Campanha de sensibilização para a importância da participação da sociedade nos espaços de debate e

Leia mais

Regulamento Acredita Portugal Realize o seu Sonho

Regulamento Acredita Portugal Realize o seu Sonho Regulamento Acredita Portugal Realize o seu Sonho REGULAMENTO DA 4ª EDIÇÃO DO CONCURSO "BES REALIZE O SEU SONHO" Capítulo I - Introdução e Objetivos 1.º(Introdução e Objetivos) O Concurso Realize o Seu

Leia mais

Sensibilizar para a reciclagem

Sensibilizar para a reciclagem Sensibilizar para a reciclagem 1 Sensibilizar para a reciclagem Durante anos consecutivos o Shopping Metrópole, centro comercial de S. Paulo Brasil que integra o portfólio da Sonae Sierra, teve dificuldades

Leia mais

DECLARAÇÃO DE SUNDSVALL

DECLARAÇÃO DE SUNDSVALL DECLARAÇÃO DE SUNDSVALL PROMOÇÃO DA SAÚDE E AMBIENTES FAVORÁVEIS À SAÚDE 3ª Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde Sundsvall, Suécia, 9 15 de Junho de 1991 Esta conferência sobre Promoção da

Leia mais

Mais e Melhor no Desenvolvimento Comunitário

Mais e Melhor no Desenvolvimento Comunitário Mais e Melhor no Desenvolvimento Comunitário Responsabilidade Social Como estratégia de Sustentabilidade a Responsabilidade Social das Organizações, tornou-se de vital importância para o Terceiro Sector,

Leia mais

Campanha Multimédia de Promoção e Educação

Campanha Multimédia de Promoção e Educação Campanha Multimédia de Promoção e Educação O seguinte é uma campanha anual de promoção usando variedade de táticas para alcançar grandes grupos de dentistas através de técnicas sofisticadas de publicidade,

Leia mais

Escola Básica do 2º e 3º Ciclos S. Paio de Moreira de Cónegos

Escola Básica do 2º e 3º Ciclos S. Paio de Moreira de Cónegos Escola Básica do 2º e 3º Ciclos S. Paio de Moreira de Cónegos Ficha de Avaliação - Matemática 7. Ano A Nome: N.º: Turma: Classificação: Professor: Enc. Educ.: Esta ficha é constituída por duas partes,

Leia mais

GUIA DE PROJECTO INTEGRADO PARA O CLIENTE VERSÃO FINAL

GUIA DE PROJECTO INTEGRADO PARA O CLIENTE VERSÃO FINAL GUIA DE PROJECTO INTEGRADO PARA O CLIENTE VERSÃO FINAL AUTORES Andy Sutton BRE, Reino Unido TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO PARA A VERSÃO PORTUGUESA Carlos Laia CONTACTO Carlos Laia CEEETA ECO, Consultores em Energia,

Leia mais

Introdução. Para a condução de cada ação teremos presentes duas questões importantes:

Introdução. Para a condução de cada ação teremos presentes duas questões importantes: Fevereiro 2014 Introdução A Escola é hoje um mundo onde todos os atores educativos têm voz por isso a facilidade, a celeridade, a clareza e a abertura são as caraterísticas da comunicação que possibilitam

Leia mais

O Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013

O Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 Estudo Netsonda O Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 Principais Conclusões 73% dos inquiridos refere que vai comprar presentes de Natal este ano, enquanto um quarto da amostra

Leia mais

Politicas Municipais de Apoio à Criança

Politicas Municipais de Apoio à Criança Politicas Municipais de Apoio à Criança MUNICIPIO DA MOITA DASC / Divisão de Assuntos Sociais Projectos Dirigidos à Comunidade em Geral Bibliotecas - Biblioteca Fora d Horas - Pé Direito Juventude - Férias

Leia mais