AGRICULTURA FAMILIAR COMO FORMA DE PRODUÇÃO RURAL PARA ABASTECIMENTO DE GRANDES CENTROS URBANOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AGRICULTURA FAMILIAR COMO FORMA DE PRODUÇÃO RURAL PARA ABASTECIMENTO DE GRANDES CENTROS URBANOS"

Transcrição

1 AGRICULTURA FAMILIAR COMO FORMA DE PRODUÇÃO RURAL PARA ABASTECIMENTO DE GRANDES CENTROS URBANOS Jaqueline Freitas dos Santos 692 Klécia Gonçalves de Paiva Farias Geografia Universidade Federal de Minas Gerais RESUMO A pesquisa coloca a esta fase do capitalismo, a dicotomia entre produção rural em latifúndios e a pequena produção agrícola, associada a núcleos familiares. A relação aberta com os movimentos sociais agrícolas e o INCRA, procurando brevemente discutir sua proposta e seu universo de abrangência, tendo sido decidido abarcar o Projeto de Assentamento Pastorinhas no município de Brumadinho, na região Metropolitana de Belo Horizonte. Também, entender como esse processo de produção rural familiar dialoga e se articula com os processos de expansão da ocupação urbana na região metropolitana, como sistema importante de abastecimento para tal. Palavras-Chave: agricultura, produção rural familiar, assentamento. INTRODUÇÃO Na contextualização para a questão agrária, compreende-se que o capitalismo é um sistema criador de desigualdades, diferenciação e desenvolvimento (Teubal, 2008). Durante o século XX, e principalmente nos períodos de crescimento do mercado interno, houve um florescimento da agroindústria dentro de um sistema em que as desigualdades são tão eminentes. Mendes (2003) aponta que a família camponesa se caracteriza como autossustentável. A partir do século XII, com a criação da atividade

2 comercial na Europa Ocidental, ocorrem modificações com as produções, com as relações de produção e com a posse da terra. A partir de então, a família agrícola perde força por mostrar uma agricultura inútil ao desenvolvimento industrial, perdendo assim o lugar para as grandes explorações agrícolas. Nas teorias Marxistas a evolução da agricultura capitalista segue os mesmos caminhos da indústria, principalmente no que diz respeito a seu fim, a lucratividade. Mendes (2003) coloca que vários autores apontam que os processos para desenvolver a agricultura são capitalistas, mas as relações de produção não. A produção agrícola envolve várias relações de trabalho, tais como: trabalho escravo, meação, trabalho familiar, a parceria e o assalariamento, que não foram nem capitalistas e nem feudalistas. No Brasil, a produção agrícola era, em grande parte, para acumular capital para o Centro (Economias dominantes). Para tanto, efetivaram-se os latifúndios que produziam monocultura de produtos de grande valor comercial, enquanto o pequeno produtor assegurava apenas a sua subsistência. A partir do século XIX, com a formação de grandes aglomerações urbanas e industriais, a produção familiar ganha importância, pois é ela que abastece estas aglomerações de gêneros alimentícios frescos, tais como verduras, frutas, flores, aves e ovos. 693 A despeito de a modernização da agroindústria não chegar ao pequeno produtor e acarretar produtividade em níveis diferenciados, podendo até desestimular a produção rural familiar por conta de uma concorrência desleal com o grande produtor, além de acentuar também, problemas sociais como o êxodo rural. Sabe-se que permaneceram no cenário agrário, comunidades que se firmam na pequena produção agrícola. Este trabalho cita o Assentamento Pastorinhas, localizado em Brumadinho, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte e que persiste com modelo de produção familiar e para abastecimento local e de algumas demandas da capital Belo Horizonte. OBJETIVOS Espera-se que este trabalho possa passar pela compreensão da importância da produção rural familiar em face à hegemonia da agroindústria no mercado das grandes cidades. A pesquisa teve como objetivo geral estudar a realidade e a dinâmica da luta pela terra rural e dos projetos de assentamento de reforma agrária da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), aprofundando a compreensão das articulações entre o rural e o urbano e os processos sócio-espaciais resultantes. RESULTADOS E DISCUSSÃO

3 Dentro da sociologia rural, a família aparece como proprietária dos meios de produção e, ao mesmo tempo, compõe-se força de trabalho no estabelecimento produtivo. O caráter familiar não se trata de mero detalhe, pois, uma estrutura produtiva que alia família-produção-trabalho, afeta a forma como ela age econômica e socialmente. A agricultura familiar contém nela mesma toda a diversidade. Não é o fato de ser pequena, enquanto dimensão territorial e produtiva, que a torna camponesa, e sim as suas relações internas e externas (Carvalho, 2005, p. 32, apud Araújo, 2011). O campesinato constitui uma forma particular de agricultura familiar e que se desdobra em um modo específico de produzir e viver em sociedade (Araújo, 2011). Dentre suas características está o fato de se apresentar como um sistema de policultura-pequena criação, de possuir um horizonte das gerações (perpetuação das condições existenciais de produção), importante estrutura dos grupos domésticos, uma sociedade de interconhecimento, autonomia relativa das sociedades rurais, sistema econômico de autossuficiência relativa, medição entre sociedade local e sociedade global (Mendras, 1976, apud Araújo, 2011). 694 A inserção da agricultura familiar no mercado é fundamental, porém desigual, pois se usa poucos recursos tecnológicos e poucos investimentos de capitais, não conseguindo competir com agricultores especializados, visto a superioridade da grande exploração e da empresa rural que cultivam produtos de elevados dispêndio de trabalho. Segundo Mendes (2003), as produções secundárias dos recursos naturais tem sido uma estratégia encontrada pela maioria dos produtores familiar para criar mecanismos de sobrevivência que conduzem com a suas realidades e que valorize os seus recursos, visto que, a agricultura familiar é desamparada de qualquer apoio eficaz de ordem política, jurídica, econômica e de amparo tecnológico, enquanto a agricultura patronal tem sido o único setor a beneficiar-se das políticas estatais. A região metropolitana de Belo Horizonte tem uma extensão de Km 2 (ou ha) o que representa 1,52% do território de Minas Gerais. Ela abrange 34 municípios, conforme definição reconhecida pelo Governo do Estado de Minas Gerais. A população rural da RMBH, em 2000, era de pessoas, 1,89% da população total da região. No seu espaço rural, a RMBH abriga imóveis rurais, de acordo com o cadastro do INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). São quatro os projetos de assentamento localizados nos limites da RMBH, dois presentes no município de Betim, a Oeste de Belo Horizonte, um em Brumadinho, ao sul da capital e um em Nova União no limite nordestes da região metropolitana, quatro acampamentos com distintas cronologias e características apesar de compartilharem

4 os dilemas e as possibilidades colocadas pela proximidade de um grande centro urbano. O Projeto de Assentamento Pastorinhas está localizado no município de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte. O local passou por duas reintegrações de posse até que a criação do Projeto Pastorinhas foi assinada pelo INCRA em 2006, a área que pertencia a um condomínio da Família Menezes estava abandonada e não cumpria sua função social. O terreno possui 156 hectares de área, 142 hectares de Mata Atlântica, 14 hectares que estavam sendo usadas como monocultura do capim, hoje são de hortifrutigranjeiros. Hoje vivem no assentamento 20 famílias não só oriundas de Minas Gerais, mas de outras partes de Brasil também, como Rio de Janeiro e Ceará, o que configura uma grande diversidade cultural. As outras 100 famílias desistiram e abandonaram o projeto. Estas 20 famílias são formadas por trabalhadores rurais que atuavam como diaristas ou meeiros em atividades agrícolas na região. 695 Figura 1 Produção Agrícola do Assentamento Pastorinhas Fonte: Klécia Paiva, O processo de produção é coletivo, organizado, dividido por tipo de cultivo e inserido no modelo agroecológico. Agroecologia é uma nova abordagem que integra os princípios agronômicos, ecológicos e socioeconômicos à compreensão e avaliação do efeito das tecnologias sobre os sistemas agrícolas e a sociedade como um todo (Altieri, 2004). Possuem parceiros comerciais como prefeituras que adquirem para a merenda escolar, restaurante popular e feiras de hortifruti, tanto na cidade de Brumadinho quanto na região e até na capital mineira revendem seus produtos. MATERIAL E MÉTODO Inicialmente a pesquisa traz um levantamento bibliográfico, que tem como função propiciar a base teórica acerca dos conceitos geográficos de espaço urbano e rural, agricultura inserida no mundo capitalista e produção agrícola familiar. Posteriormente,

5 é posto como exemplificação um trabalho de campo no Assentamento Pastorinhas em Brumadinho/MG associado a dados estatísticos que subsidiaram a compreensão de um modelo de produção rural pautado em comunidades em que o núcleo familiar é a principal força de trabalho agrícola. CONSIDERAÇÕES FINAIS O Projeto de Assentamento Pastorinhas é exceção e modelo para a causa da Reforma Agrária no Brasil, uma propriedade bem estruturada, com modelos de produção agroecológicos, inseridos no capitalismo, mas não rendidos à lógica urbana, mantendo as tradições rurais. Há, portanto, uma questão agrário-fundiária que não se resolve nas regiões rurais de origem e que é transferida para as regiões metropolitanas, tomando nova forma. Soma-se a este fato, o indício da existência de inúmeros latifúndios improdutivos, também um espaço a ser disputado pelos camponesesurbanos sem-terra. Além disso, o Assentamento Pastorinhas evidencia o modelo de produção rural familiar e que, mesmo sendo pequeno, tem importância para o abastecimento de hortifruti não apenas para subsistência ou comunidades próximas, mas até para grandes centros urbanos. 696 AGRADECIMENTOS Agradecemos a Deus pelo dom da vida; a Professora Drª Maria Luiza Grossi pelas aulas de Geografia Agrária e por propiciar experiências em campo para além da geografia; às famílias do Assentamento Pastorinhas pela calorosa acolhida, com oportunidade de conhecer uma vida simples e cheia de solidariedade familiar e comunitária. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALTIERI, Miguel. Agroecologia: a Dinâmica Produtiva da Agricultura Sustentável.4.ed.-Porto Alegre: Editora da UFRGS, ARAÚJO, Maria Luisa Grossi. Geografia Agrária: Notas de Aula. IGC/UFMG, Belo Horizonte, MENDES, Estevane de Paula Pontes. Questões teóricas-metodológicas da produção rural familiar. Sociedade & Natureza. Uberlândia, 2003, p SILVA, Mazzetto Carlos Eduardo. A Dinâmica dos Projetos de Assentamento de Reforma Agrária na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Disponível em : < Acesso em 13 de Abril de 2014 TEUBAL, Miguel. O campesinato frente à expansão dos agronegócios na América Latina. In : PAULINO, E. T.; FABRINI, J. E. (org). Campesinato e Territórios em disputa. 1ª Ed. São Paulo : Expressão Popular/ UNESP, 2008.

A INSERÇÃO ECÔNOMICA DOS AGRICULTORES FAMILIARES INSERIDOS NO ASSENTAMENTO ERNESTO CHE GUEVARA

A INSERÇÃO ECÔNOMICA DOS AGRICULTORES FAMILIARES INSERIDOS NO ASSENTAMENTO ERNESTO CHE GUEVARA A INSERÇÃO ECÔNOMICA DOS AGRICULTORES FAMILIARES INSERIDOS NO ASSENTAMENTO ERNESTO CHE GUEVARA Mercedes Ferreira 1 - mercedita4@hotmail.com Maria Inês Vidal 2 Orientador: Luiz Alexandre Gonçalves Cunha

Leia mais

Roça agroecológica das mulheres do Assentamento Dandara dos Palmares, Camamu (BA)

Roça agroecológica das mulheres do Assentamento Dandara dos Palmares, Camamu (BA) Produção de alimentos agroecológicos da roça das mulheres Roça agroecológica das mulheres do Assentamento Dandara dos Palmares, Camamu (BA) Ana Celsa Sousa, Carlos Eduardo de Souza Leite e Luciana Rios

Leia mais

Equipe de Geografia GEOGRAFIA

Equipe de Geografia GEOGRAFIA Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 7B Ensino Médio Equipe de Geografia Data: GEOGRAFIA 1. Agricultura no Brasil: Breve histórico - Brasil Colônia: monocultura da cana se destacava como produto principal,

Leia mais

Catalão nas Fronteiras do Capitalismo: do desenvolvimento produtivo a construção da sociabilidade

Catalão nas Fronteiras do Capitalismo: do desenvolvimento produtivo a construção da sociabilidade Catalão nas Fronteiras do Capitalismo: do desenvolvimento produtivo a construção da sociabilidade Leonardo César PEREIRA 1 ; Revalino Antonio FREITAS (orientador) Palavras-chave: trabalho, migração, fronteira,

Leia mais

Descrição da experiência

Descrição da experiência Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia em Mato Grosso do Sul: formação de profissionais para harmonizar o desenvolvimento à conservação e melhoria ambiental ANDRADE, Letícia Pereira de. UEMS. letícia@uems.br;

Leia mais

CONCENTRAÇÃO DE TERRAS NO BRASIL UM OLHAR ACADÊMICO SOBRE O PROCESSO

CONCENTRAÇÃO DE TERRAS NO BRASIL UM OLHAR ACADÊMICO SOBRE O PROCESSO CONCENTRAÇÃO DE TERRAS NO BRASIL UM OLHAR ACADÊMICO SOBRE O PROCESSO Ana Claudia Silva Almeida Universidade Estadual de Maringá - UEM anaclaudia1985@yahoo.com.br Elpídio Serra Universidade Estadual de

Leia mais

2 Histórico da Telefonia Móvel no Brasil

2 Histórico da Telefonia Móvel no Brasil LÓGICAS TERRITORIAIS DAS REDES DE TELEFONIA MÓVEL NO BRASIL Felipe Serra da Silva Prof. Rubens de Toledo Junior 1 Introdução Pretendemos aqui estudar as lógicas territoriais das redes de telefonia móvel

Leia mais

CARTA POLÍTICA DE MATO GROSSO DO SUL

CARTA POLÍTICA DE MATO GROSSO DO SUL CARTA POLÍTICA DE MATO GROSSO DO SUL Nos dias 17 e 18 de agosto de 2011, na cidade de Campo Grande-MS realizouse a 3.ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de Mato Grosso do Sul com

Leia mais

CONFLITOS NO PONTAL DO PARANAPANEMA: IMAGENS E DISCURSOS DA REPRESSÃO NO CAMPO Autora: Barbara Giovanna Ortiz 1 barbara.ortiz@live.

CONFLITOS NO PONTAL DO PARANAPANEMA: IMAGENS E DISCURSOS DA REPRESSÃO NO CAMPO Autora: Barbara Giovanna Ortiz 1 barbara.ortiz@live. CONFLITOS NO PONTAL DO PARANAPANEMA: IMAGENS E DISCURSOS DA REPRESSÃO NO CAMPO Autora: Barbara Giovanna Ortiz 1 barbara.ortiz@live.com Resumo Este trabalho faz parte das reflexões iniciais uma pesquisa

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE - economia solidária. extensão universitária. educação popular.

PALAVRAS-CHAVE - economia solidária. extensão universitária. educação popular. 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

Geografia. Textos complementares

Geografia. Textos complementares Geografia Ficha 2 Geografia 2 os anos Silvia ago/09 Nome: Nº: Turma: Queridos alunos, bom retorno. Segue um conjunto de atividades que têm por objetivo encaminhar as discussões iniciadas em nossas aulas

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções)

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO (X ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

Exercícios de Revisão - 1

Exercícios de Revisão - 1 Exercícios de Revisão - 1 1. Sobre a relação entre a revolução industrial e o surgimento da sociologia como ciência, assinale o que for incorreto. a) A consolidação do modelo econômico baseado na indústria

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA 1. Concepções e diretrizes políticas para áreas; Quando falamos de economia solidária não estamos apenas falando de geração de trabalho e renda através de empreendimentos

Leia mais

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista A atividade agrícola e o espaço agrário Prof. Bruno Batista A agropecuária É uma atividade primária; É obtida de forma muito heterogênea no mundo países desenvolvidos com agricultura moderna, e países

Leia mais

O TERRITÓRIO BRASILEIRO. 6. Fronteiras Terrestres

O TERRITÓRIO BRASILEIRO. 6. Fronteiras Terrestres O TERRITÓRIO BRASILEIRO 6. Fronteiras Terrestres Até o começo do século XVII, os colonizadores se concentraram em cidades fundadas na região litorânea do Brasil, principalmente no Nordeste. A principal

Leia mais

O USO DA INDICAÇÃO GEOGRÁFICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL: O CASO DA CARNE DO PAMPA GAÚCHO

O USO DA INDICAÇÃO GEOGRÁFICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL: O CASO DA CARNE DO PAMPA GAÚCHO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 O USO DA INDICAÇÃO GEOGRÁFICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL: O CASO DA CARNE DO PAMPA GAÚCHO Andréia Moreira da Fonseca Boechat 1, Yony Brugnolo Alves

Leia mais

Entenda o Programa Fome Zero

Entenda o Programa Fome Zero Entenda o Programa Fome Zero 1. O que é o Programa Fome Zero? O Programa Fome Zero é um conjunto de ações que estão sendo implantadas gradativamente pelo Governo Federal. O objetivo é promover ações para

Leia mais

A ECOAR E O DESENVOLVIMENTO FLORESTAL JUNTO À PEQUENA E MÉDIA PROPRIEDADE RURAL. Atuação e abordagem dos trabalhos desenvolvidos pela ECOAR

A ECOAR E O DESENVOLVIMENTO FLORESTAL JUNTO À PEQUENA E MÉDIA PROPRIEDADE RURAL. Atuação e abordagem dos trabalhos desenvolvidos pela ECOAR A ECOAR E O DESENVOLVIMENTO FLORESTAL JUNTO À PEQUENA E MÉDIA PROPRIEDADE RURAL Eduardo S. Quartim. João C. S. Nagamura. Roberto Bretzel Martins. Atuação e abordagem dos trabalhos desenvolvidos pela ECOAR

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

HISTÓRIA - 6º AO 9º ANO

HISTÓRIA - 6º AO 9º ANO A FORMAÇÃO DO CURRÍCULO DA REDE O solicitou-nos uma base para colocar em discussão com os professores de história da rede de São Roque. O ponto de partida foi a grade curricular formulada em 2008 pelos

Leia mais

OS DILEMAS DA DICOTOMIA RURAL-URBANO: ALGUMAS REFLEXÕES.

OS DILEMAS DA DICOTOMIA RURAL-URBANO: ALGUMAS REFLEXÕES. OS DILEMAS DA DICOTOMIA RURAL-URBANO: ALGUMAS REFLEXÕES. Fausto Brito Marcy R. Martins Soares Ana Paula G.de Freitas Um dos temas mais discutidos nas Ciências Sociais no Brasil é o verdadeiro significado,

Leia mais

DESAFIOS DE UMA PRÁTICA INOVADORA DE EDUCAÇÃO DO CAMPO: REFLEXÃO SOBRE O CURSO TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA COM ÊNFASE EM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

DESAFIOS DE UMA PRÁTICA INOVADORA DE EDUCAÇÃO DO CAMPO: REFLEXÃO SOBRE O CURSO TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA COM ÊNFASE EM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DESAFIOS DE UMA PRÁTICA INOVADORA DE EDUCAÇÃO DO CAMPO: REFLEXÃO SOBRE O CURSO TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA COM ÊNFASE EM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Ketiane dos Santos Alves 1 ; Milca Jorge de Souza 1 ; José

Leia mais

AGROECOLOGIA: TEMA TRANSVERSAL PARA A EDUCAÇÃO DO CAMPO RESUMO

AGROECOLOGIA: TEMA TRANSVERSAL PARA A EDUCAÇÃO DO CAMPO RESUMO AGROECOLOGIA: TEMA TRANSVERSAL PARA A EDUCAÇÃO DO CAMPO RESUMO Aldemira Ferreira da Silva¹ Este trabalho aborda a Agroecologia como Tema Transversal para a Educação do Campo, onde o tema agroecologia perpassa

Leia mais

Foto: Jan de Jong. Agricultora Ismenia trabalhando em sua propriedade agroecológica. Construindo. Sonia Irene Cárdenas Solís

Foto: Jan de Jong. Agricultora Ismenia trabalhando em sua propriedade agroecológica. Construindo. Sonia Irene Cárdenas Solís autonomia, território e paz Agricultora Ismenia trabalhando em sua propriedade agroecológica Foto: Jan de Jong Construindo autonomia, território e paz Sonia Irene Cárdenas Solís 15 Agriculturas v. 12 -

Leia mais

TÍTULO: AUTORES: e-mail: INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA INTRODUÇÃO

TÍTULO: AUTORES: e-mail: INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA INTRODUÇÃO TÍTULO: AGRICULTURA ORGÂNICA: ALTERNATIVA DE RENDA NOS ASSENTAMENTOS RURAIS DO TRIÂNGULO MINEIRO E ALTO PARANAÍBA AUTORES: Gabriel José Barbosa, Murilo M. O. de Souza e David G. Francis e-mail: jbarbosa@bol.com.br,

Leia mais

Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1

Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1 Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1 Conceito de Tecnologia Social aplicada a Municípios Sustentáveis: "Compreende técnicas, metodologias e experiências

Leia mais

O Sindicato de trabalhadores rurais de Ubatã e sua contribuição para a defesa dos interesses da classe trabalhadora rural

O Sindicato de trabalhadores rurais de Ubatã e sua contribuição para a defesa dos interesses da classe trabalhadora rural O Sindicato de trabalhadores rurais de Ubatã e sua contribuição para a defesa dos interesses da classe trabalhadora rural Marcos Santos Figueiredo* Introdução A presença dos sindicatos de trabalhadores

Leia mais

RESENHA PROJETO UNAÍ: PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA

RESENHA PROJETO UNAÍ: PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA RESENHA PROJETO UNAÍ: PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA Obra resenhada: OLIVEIRA, Marcelo Nascimento de; XAVIER, José Humberto Valadares; ALMEIDA, Suênia Cibeli Ramos de; SCOPEL,

Leia mais

Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão

Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão ISSN 1678-9644 Dezembro, 2004 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro Nacional de Pesquisa de Arroz e Feijão Ministério

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA (EDUCAÇÃO) DO CAMPO

PÓS-GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA (EDUCAÇÃO) DO CAMPO PÓS-GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA (EDUCAÇÃO) DO CAMPO Instituição Certificadora: FALC Faculdade da Aldeia de Carapicuíba Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001/ 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12

Leia mais

PLURIATIVIDADE AGRÍCOLA E AGRICULTURA FAMILIAR I. META Mostrar o processo de inserção da agricultura familiar na economia brasileira.

PLURIATIVIDADE AGRÍCOLA E AGRICULTURA FAMILIAR I. META Mostrar o processo de inserção da agricultura familiar na economia brasileira. Aula PLURIATIVIDADE AGRÍCOLA E AGRICULTURA FAMILIAR I META Mostrar o processo de inserção da agricultura familiar na economia brasileira. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: entender o conceito

Leia mais

EDUCAÇÃO DO CAMPO NO SEMIÁRIDO MINEIRO: A ARTICULAÇÃO ENTRE MOVIMENTOS SOCIAIS, UNIVERSIDADEE ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL

EDUCAÇÃO DO CAMPO NO SEMIÁRIDO MINEIRO: A ARTICULAÇÃO ENTRE MOVIMENTOS SOCIAIS, UNIVERSIDADEE ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL EDUCAÇÃO DO CAMPO NO SEMIÁRIDO MINEIRO: A ARTICULAÇÃO ENTRE MOVIMENTOS SOCIAIS, UNIVERSIDADEE ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL RESUMO 142 Magda Martins Macêdo Aneuzimira Caldeira Souza 143 Este texto tem

Leia mais

A RECUPERAÇÃO DA PRODUÇÃO DO ALGODÃO NO BRASIL. Joffre Kouri (Embrapa Algodão / joffre@cnpa.embrapa.br), Robério F. dos Santos (Embrapa Algodão)

A RECUPERAÇÃO DA PRODUÇÃO DO ALGODÃO NO BRASIL. Joffre Kouri (Embrapa Algodão / joffre@cnpa.embrapa.br), Robério F. dos Santos (Embrapa Algodão) A RECUPERAÇÃO DA PRODUÇÃO DO ALGODÃO NO BRASIL Joffre Kouri (Embrapa Algodão / joffre@cnpa.embrapa.br), Robério F. dos Santos (Embrapa Algodão) RESUMO - Graças a incentivos fiscais, ao profissionalismo

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE - Inclusão sócio produtiva; oficina de criatividade; empreendimentos econômicos solidários. Introdução

PALAVRAS-CHAVE - Inclusão sócio produtiva; oficina de criatividade; empreendimentos econômicos solidários. Introdução ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE (X) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA ECONOMIA SOLIDÁRIA E TRABALHO ASSOCIATIVO: A EXPERIÊNCIA DA

Leia mais

de alimentos ecológicos: caminho para o acesso à alimentação saudável Agriculturas v. 11 - n. 4 dezembro de 2014 14

de alimentos ecológicos: caminho para o acesso à alimentação saudável Agriculturas v. 11 - n. 4 dezembro de 2014 14 Compras coletivas de alimentos ecológicos Foto: Tiago da Costa O relacionamento direto entre produtores e consumidores estabelece vínculos de confiança e amizade Compras coletivas de alimentos ecológicos:

Leia mais

MINAS GERAIS. Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014

MINAS GERAIS. Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014 MINAS GERAIS Projeto Situação dos Estados Fundação Perseu Abramo 2014 O TERRITÓRIO A fisionomia territorial de Minas Gerais é elemento decisivo para se compreender seus traços atuais que resultam de sua

Leia mais

O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO E A MOBILIDADE DO CAMPO PARA A CIDADE EM BELO CAMPO/BA

O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO E A MOBILIDADE DO CAMPO PARA A CIDADE EM BELO CAMPO/BA O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO E A MOBILIDADE DO CAMPO PARA A CIDADE EM BELO CAMPO/BA Silmara Oliveira Moreira 1 Graduanda em Geografia/UESB, Bolsista da UESB E-mail: silmara.geo@gmail.com Resumo: O objetivo

Leia mais

NEIVA SALETE DE OLIVEIRA ROMAN

NEIVA SALETE DE OLIVEIRA ROMAN NEIVA SALETE DE OLIVEIRA ROMAN A AGRICULTURA FAMILIAR, AS CONTRIBUIÇÕES DO PROJOVEM CAMPO E O CONTEXTO DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA NO MUNICÍPIO DE LINDOESTE - PR Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à banca

Leia mais

POLÍTICA AGRÍCOLA NOS ESTADOS UNIDOS. A) A democratização da terra ou da propriedade da terra (estrutura fundiária)

POLÍTICA AGRÍCOLA NOS ESTADOS UNIDOS. A) A democratização da terra ou da propriedade da terra (estrutura fundiária) Espaço Agrário 1 POLÍTICA AGRÍCOLA NOS ESTADOS UNIDOS Introdução! Os Estados Unidos detêm hoje o índice de maior produtividade agrícola do planeta. Apesar de empregarem apenas 3% de sua População Economicamente

Leia mais

PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome apresentação do programa Brasília, maio 2007 PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome ONAUR RUANO Secretário Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional CRISPIM

Leia mais

Levantamento de Indicadores de Sustentabilidade no Assentamento Antonio Conselheiro, Município de Barra do Bugres 1

Levantamento de Indicadores de Sustentabilidade no Assentamento Antonio Conselheiro, Município de Barra do Bugres 1 Levantamento de Indicadores de Sustentabilidade no Assentamento Antonio Conselheiro, Município de Barra do Bugres 1 B. R. WINCK (1) ; M. Rosa (2) ; G. LAFORGA (3), R. N. C. FRANÇA (4), V. S. Ribeiro (5)

Leia mais

Contextualizando a Economia Solidária 1

Contextualizando a Economia Solidária 1 Contextualizando a Economia Solidária 1 O nascimento da Economia Solidária Caracterizado pela propriedade privada dos meios de produção e pela acumulação de riquezas por meio do lucro, que proporciona

Leia mais

Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL. Debora Barbosa da Silva

Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL. Debora Barbosa da Silva Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL META Refletir sobre as características da população brasileira como fundamento para a compreensão da organização do território e das políticas de planejamento e desenvolvimento

Leia mais

agricultura familiar

agricultura familiar saúde A importância da agricultura familiar na merenda escolar Iniciativas em Santa Rosa do Viterbo são exemplos de sucesso Por Danielle Lautenschlaeger Inúmeras famílias brasileiras ainda obtêm sua renda

Leia mais

Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia. Gestão do Território. Série: Redes e Fluxos do Território

Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia. Gestão do Território. Série: Redes e Fluxos do Território Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia Gestão do Território Série: Redes e Fluxos do Território Redes de Gestão do Território Os relacionamentos à distância entre os agentes econômicos e políticos

Leia mais

APOIO À ORGANIZAÇÃO SOCIAL A PARTIR DO FORTALECIMENTO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE ALEGRE. Área Temática: Trabalho

APOIO À ORGANIZAÇÃO SOCIAL A PARTIR DO FORTALECIMENTO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE ALEGRE. Área Temática: Trabalho APOIO À ORGANIZAÇÃO SOCIAL A PARTIR DO FORTALECIMENTO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE ALEGRE Área Temática: Trabalho Responsável: Ana Cláudia Hebling Meira Instituição: Centro de Ciências Agrárias

Leia mais

LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR.

LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR. LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR. (PUBLICAÇÃO - MINAS GERAIS DIÁRIO DO EXECUTIVO - 18/01/2014 PÁG. 2 e 03)

Leia mais

Esta cartilha traz o primeiro diagnóstico

Esta cartilha traz o primeiro diagnóstico introdução A Armadilha do Crédito Fundiário do Banco Mundial Esta cartilha traz o primeiro diagnóstico abrangente sobre os programas do Banco Mundial para o campo no Brasil. O estudo foi realizado pela

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 Institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da Caatinga. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ppged@ce.ufrn.br. Pesquisa Práticas Pedagógicas e Currículo. E-mail: ivysandrade@hotmail.

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ppged@ce.ufrn.br. Pesquisa Práticas Pedagógicas e Currículo. E-mail: ivysandrade@hotmail. A RESERVA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ESTADUAL PONTA DO TUBARÃO (RDSEPT) E O CURRÍCULO ESCOLAR: CAMINHOS E DESCAMINHOS NA CONSTRUÇÃO DE UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR PARA A EDUCAÇÃO DO CAMPO Iris

Leia mais

O NOVO INCRA 1. POR QUE MUDAR O INCRA

O NOVO INCRA 1. POR QUE MUDAR O INCRA O NOVO INCRA Apresentação Estamos chegando ao final do processo de reestruturação do Incra. Foram alguns meses de árduo trabalho, construindo nosso futuro. Chegamos agora ao termo de uma mudança que foi

Leia mais

A LUTA PELA TERRA NO SUL DE MINAS: CONFLITOS AGRÁRIOS NO MUNICÍPIO DE CAMPO DO MEIO (MG)

A LUTA PELA TERRA NO SUL DE MINAS: CONFLITOS AGRÁRIOS NO MUNICÍPIO DE CAMPO DO MEIO (MG) A LUTA PELA TERRA NO SUL DE MINAS: CONFLITOS AGRÁRIOS NO MUNICÍPIO DE CAMPO DO MEIO (MG) Arthur Rodrigues Lourenço¹ e Ana Rute do Vale² madrugarockets@hotmail.com, aruvale@bol.com.br ¹ discente do curso

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DOS EDUCADORES DO CAMPO: A PARTIR DAS EXPERIÊNCIAS DA ESCOLA CAMPONESA MUNICIPAL CHICO MENDES

FORMAÇÃO CONTINUADA DOS EDUCADORES DO CAMPO: A PARTIR DAS EXPERIÊNCIAS DA ESCOLA CAMPONESA MUNICIPAL CHICO MENDES FORMAÇÃO CONTINUADA DOS EDUCADORES DO CAMPO: A PARTIR DAS EXPERIÊNCIAS DA ESCOLA CAMPONESA MUNICIPAL CHICO MENDES Francielle de Camargo Ghellere1 Maria Edi da Silva Camilo2 Resumo Este artigo representa

Leia mais

A diversificação da produção nos agroecossistemas com base na Agroecologia e na agricultura familiar no sudoeste paranaense: um estudo de caso.

A diversificação da produção nos agroecossistemas com base na Agroecologia e na agricultura familiar no sudoeste paranaense: um estudo de caso. A diversificação da produção nos agroecossistemas com base na Agroecologia e na agricultura familiar no sudoeste paranaense: um estudo de caso. The diversification of production in agroecosystems based

Leia mais

Agricultura Familiar: merenda saudável para as crianças 1

Agricultura Familiar: merenda saudável para as crianças 1 RESUMO Agricultura Familiar: merenda saudável para as crianças 1 Ailanda Ferreira Tavares 2 Alciane Ayres da Mota 3 Raimunda Monteiro 4 Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, Pará O livro-reportagem

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

CARTA ABERTA PELO DIREITO A CIDADE E A GESTÃO DEMOCRÁTICA

CARTA ABERTA PELO DIREITO A CIDADE E A GESTÃO DEMOCRÁTICA CARTA ABERTA PELO DIREITO A CIDADE E A GESTÃO DEMOCRÁTICA Apesar de nos últimos anos ter-se dado visibilidade apenas ao discurso único capitaneado pelo IPPUC, vários movimentos populares, associações de

Leia mais

COLÉGIO O BOM PASTOR PROF. RAFAEL CARLOS SOCIOLOGIA 3º ANO. Material Complementar Módulos 01 a 05: Os modos de produção.

COLÉGIO O BOM PASTOR PROF. RAFAEL CARLOS SOCIOLOGIA 3º ANO. Material Complementar Módulos 01 a 05: Os modos de produção. COLÉGIO O BOM PASTOR PROF. RAFAEL CARLOS SOCIOLOGIA 3º ANO Material Complementar Módulos 01 a 05: Os modos de produção. Modos de Produção O modo de produção é a maneira pela qual a sociedade produz seus

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA. Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I PROVA 5 - GEOGRAFIA AGRÁRIA

PADRÃO DE RESPOSTA. Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I PROVA 5 - GEOGRAFIA AGRÁRIA Questão n o 1 Conhecimentos Específicos O candidato deverá contemplar em seu texto os seguintes aspectos: Na perspectiva da Geografia Tradicional, até os anos 60 do século XX, período em que se enfatizavam

Leia mais

ANA FLÁVIA SOARES DINIZ MUDANÇA DA FEIRA-LIVRE

ANA FLÁVIA SOARES DINIZ MUDANÇA DA FEIRA-LIVRE ANA FLÁVIA SOARES DINIZ MUDANÇA DA FEIRA-LIVRE Defensoria Pública - Comarca de Viçosa MG AGOSTO 2010 I. OBJETIVO DO PROJETO Na comarca de Viçosa, desde 1978 funciona a feira-livre, que funcionou, durante

Leia mais

AGROECOLOGIA E EDUCAÇÃO DO CAMPO: pesquisa, ação e reflexão a partir das escolas do campo no município de Goiás-GO 1

AGROECOLOGIA E EDUCAÇÃO DO CAMPO: pesquisa, ação e reflexão a partir das escolas do campo no município de Goiás-GO 1 AGROECOLOGIA E EDUCAÇÃO DO CAMPO: pesquisa, ação e reflexão a partir das escolas do campo no município de Goiás-GO 1 SOUZA, Murilo M. O. 2 ; COSTA, Auristela A. 2 ; SANT ANNA, Thiago S. 3 ; SILVA, Fábio

Leia mais

PERSPECTIVAS DA AGRICULTURA FAMILIAR: a questão sucessória e o envelhecimento dos produtores familiares no Município de Indiana/SP.

PERSPECTIVAS DA AGRICULTURA FAMILIAR: a questão sucessória e o envelhecimento dos produtores familiares no Município de Indiana/SP. 1 PERSPECTIVAS DA AGRICULTURA FAMILIAR: a questão sucessória e o envelhecimento dos produtores familiares no Município de Indiana/SP Regiane Aparecida Menegati 1 Rosangela Aparecida de Medeiros Hespanhol

Leia mais

Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser

Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser Mostra Local de: Rio Branco do Sul (Municípios de Rio Branco do Sul, Almirante Tamandaré e Itaperuçu) Categoria do

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE economia solidária, ensino fundamental, jogos cooperativos, clube de troca. Introdução

PALAVRAS-CHAVE economia solidária, ensino fundamental, jogos cooperativos, clube de troca. Introdução ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA Economia solidária no ensino fundamental

Leia mais

ANEXO 1 PROJETO BÁSICO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E ORGANIZACIONAL DE ENTIDADES CIVIS DE DEFESA DO CONSUMIDOR

ANEXO 1 PROJETO BÁSICO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E ORGANIZACIONAL DE ENTIDADES CIVIS DE DEFESA DO CONSUMIDOR ANEXO 1 PROJETO BÁSICO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E ORGANIZACIONAL DE ENTIDADES CIVIS DE DEFESA DO CONSUMIDOR I - OBJETIVO GERAL Realização de Módulos do programa de capacitação

Leia mais

COMÉRCIO JUSTO COMO GERAÇÃO DE RENDA PARA ASSENTADOS DA REFORMA AGRÁRIA: FEIRA PERMANENTE DE PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR.

COMÉRCIO JUSTO COMO GERAÇÃO DE RENDA PARA ASSENTADOS DA REFORMA AGRÁRIA: FEIRA PERMANENTE DE PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR. COMÉRCIO JUSTO COMO GERAÇÃO DE RENDA PARA ASSENTADOS DA REFORMA AGRÁRIA: FEIRA PERMANENTE DE PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR. Área Temática: Trabalho Maria Nezilda Culti (Coordenador da Ação de Extensão),

Leia mais

Palavras-chave: associações, semiárido, espaço rural. INTRODUÇÃO

Palavras-chave: associações, semiárido, espaço rural. INTRODUÇÃO 1412 OS SUJEITOS COLETIVOS NO ESPAÇO RURAL DO MUNIÍPIO DE CONCEIÇÃO DO COITÉ 1; Joselane da Rocha Brandão Edinusia Moreira Carneiro Santos 2 1. Graduada em Geografia, Universidade Estadual de Feira de

Leia mais

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Estou muito honrado com o convite para participar deste encontro, que conta

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 40 Discurso no encontro com representantes

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Resgate da Cidadania: uma questão de direito

Mostra de Projetos 2011. Resgate da Cidadania: uma questão de direito Mostra de Projetos 2011 Resgate da Cidadania: uma questão de direito Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: (Campo

Leia mais

GEOGRAFIA. INSTRUÇÃO: Responder à questão 18 com base nas afirmações referentes à água potável no mundo.

GEOGRAFIA. INSTRUÇÃO: Responder à questão 18 com base nas afirmações referentes à água potável no mundo. GEOGRAFIA 16) Qual é a hora solar de uma cidade localizada 25º Oeste, sabendo-se que, no centro do fuso na qual está situada, a hora solar corresponde a 18 horas? A) 18 horas. B) 17 horas e 40 minutos.

Leia mais

UMA INVESTIGAÇÃO NA AGRICULTURA FAMILIAR UTILIZANDO A MODELAGEM MATEMÁTICA

UMA INVESTIGAÇÃO NA AGRICULTURA FAMILIAR UTILIZANDO A MODELAGEM MATEMÁTICA Comunicação Científica UMA INVESTIGAÇÃO NA AGRICULTURA FAMILIAR UTILIZANDO A MODELAGEM MATEMÁTICA Emanuella Filgueira Pereira - UFRB Joana Angelina dos Santos Silva- UFRB Núbia de Andrade Santos - UFRB

Leia mais

PROJETO DE VIVÊNCIA 2016.1

PROJETO DE VIVÊNCIA 2016.1 FACULDADE PIO DÉCIMO LICENCIATURA EM QUÍMICA ENSINO DE QUÍMICA ÁREA 4 PROF a MARIA ANTÔNIA ARIMATÉIA FREITAS QUESTÃO 01 Com base na projeção da população brasileira para o período 2010-2040 apresentada

Leia mais

O PAPEL DESEMPENHADO PELO PROGRAMA LEXT-OESSTE E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO E PARA O EXERCÍCIO PROFISSIONAL

O PAPEL DESEMPENHADO PELO PROGRAMA LEXT-OESSTE E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO E PARA O EXERCÍCIO PROFISSIONAL O PAPEL DESEMPENHADO PELO PROGRAMA LEXT-OESSTE E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO E PARA O EXERCÍCIO PROFISSIONAL Larissa dos Santos Gomes Resumo O presente artigo refere-se ao trabalho de conclusão

Leia mais

Palavras Chave: escola familia agrícola, agricultura familiar, Semiárido baiano.

Palavras Chave: escola familia agrícola, agricultura familiar, Semiárido baiano. 739 ESCOLAS FAMÍLIA AGRÍCOLA COMO ESTRATÉGIA DE CONVIVÊNCIA COM O SEMIÁRIDO: OS CASOS DE VALENTE, QUIXABEIRA E MONTE SANTO ¹ Késsia da Santa Cruz Conceição; Silvana Dantas Guimarães²; Pablo Rodrigo Fica

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome O Brasil assume o desafio de acabar com a miséria O Brasil assume o desafio de acabar com a

Leia mais

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS.

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. Fernando Toledo Ferraz - ferraz@cybernet.com.br Departamento de Engenharia de Produção Myriam Eugênia R.

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo II: Conselhos dos Direitos no Brasil

Leia mais

REFERÊNCIAS PARA UMA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO DO CAMPO

REFERÊNCIAS PARA UMA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO DO CAMPO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GRUPO PERMANENTE DE TRABALHO DE EDUCAÇÃO DO CAMPO REFERÊNCIAS PARA UMA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO DO CAMPO CADERNO DE SUBSÍDIOS BRASÍLIA Outubro, 2003 2 ÍNDICE APRESENTAÇÃO...5

Leia mais

TRABALHO DA CONAB-PROHORT AVALIA A IMPORTÂNCIA DOS PEQUENOS E MICRO PRODUTORES RURAIS PARA O ABASTECIMENTO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA

TRABALHO DA CONAB-PROHORT AVALIA A IMPORTÂNCIA DOS PEQUENOS E MICRO PRODUTORES RURAIS PARA O ABASTECIMENTO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA TRABALHO DA CONAB-PROHORT AVALIA A IMPORTÂNCIA DOS PEQUENOS E MICRO PRODUTORES RURAIS PARA O ABASTECIMENTO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA Recente levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento Conab, coordenadora

Leia mais

B1-404 Curso de Formação Agroecológica e Cidadã para a inclusão produtiva de jovens camponeses

B1-404 Curso de Formação Agroecológica e Cidadã para a inclusão produtiva de jovens camponeses B1-404 Curso de Formação Agroecológica e Cidadã para a inclusão produtiva de jovens camponeses Barbosa-Silva, Denise 1,2 ; Starr, Carolina Rizzi 3 ; Diniz, Janaína Deane de Abreu Sá 1,4 ; Molina, Mônica

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO - MDA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL - SDT ACORDO DE EMPRÉSTIMO FIDA Nº

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO - MDA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL - SDT ACORDO DE EMPRÉSTIMO FIDA Nº TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS NÃO CONTINUADOS (não alterar os campos em cinza) TR nº MODALIDADE TEMA PROCESSO SELETIVO TR_16_2015_PDHC Produto Sistematização de Experiências Inovadoras Parecer Nº 00558/2015/CONJUR-MDA/CGU/AGU,

Leia mais

Sementes e Mudas Orgânicas

Sementes e Mudas Orgânicas Sementes e Mudas Orgânicas Cenário atual e desafios para o futuro Eng Agr Marcelo S. Laurino Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Comissão da Produção Orgânica de São Paulo BioFach América

Leia mais

SOCIOLOGIA QUESTÃO 51 As assertivas a seguir resumem formulações teóricas da Sociologia sobre coesão social e anomia Leia-as e assinale a alternativa que indica as formulações corretas na tradição teórica

Leia mais

O que é protagonismo juvenil?

O que é protagonismo juvenil? O que é protagonismo juvenil? Branca Sylvia Brener * Índice Protagonismo Juvenil Por que a participação social dos jovens? O papel do educador Bibliografia Protagonismo Juvenil A palavra protagonismo vem

Leia mais

O papel do estado no urbano

O papel do estado no urbano O papel do estado no urbano O papel do estado na afirmação da segregação Fabiana Rezende Poliana Alessandra Lorena Yoshiko A segregação no espaço urbano pode ser encontrada em várias esferas, iremos analisar

Leia mais

PROJETO RESUMO EXECUTIVO

PROJETO RESUMO EXECUTIVO PROJETO RESUMO EXECUTIVO Submetido e aprovado pelo Edital FEHIDRO/2011 Proponente: Associação Águas do Nordeste (ANE) Parceiros: Sociedade Nordestina de Ecologia (SNE); Universidade Federal de Pernambuco/Grupo

Leia mais

APRESENTAÇÃO Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS)

APRESENTAÇÃO Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) APRESENTAÇÃO A formação dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) e a participação atuante das comunidades são imprescindíveis para o desenvolvimento rural. É função dos Conselhos

Leia mais

Capitalismo e sociedade rural na Alemanha Capitalismo Agrário Ideal e Sociedade Agrária Conservadora

Capitalismo e sociedade rural na Alemanha Capitalismo Agrário Ideal e Sociedade Agrária Conservadora Capitalismo e sociedade rural na Alemanha Capitalismo Agrário Ideal e Sociedade Agrária Conservadora No texto "Capitalismo e Sociedade Rural na Alemanha", Marx Weber se propõe a refletir sobre a sociedade

Leia mais

RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS. Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis

RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS. Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis O futuro que queremos não se concretizará enquanto a fome e a subnutrição persistirem,

Leia mais

FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO

FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO Apresentação Esse relatório trata do Financiamento do Desenvolvimento Regional formulado pelo Ministério da Integração Nacional-MI, como contribuição à reflexão do tema

Leia mais

Programa de rádio Agronomia no Campo: Agroecologia e Cultura Cabocla em Questão empoderando a agricultura familiar na região de Tangará da Serra MT

Programa de rádio Agronomia no Campo: Agroecologia e Cultura Cabocla em Questão empoderando a agricultura familiar na região de Tangará da Serra MT Programa de rádio Agronomia no Campo: Agroecologia e Cultura Cabocla em Questão empoderando a agricultura familiar na região de Tangará da Serra MT V. S. RIBEIRO 1 ; J. L.S. MATTOS 2 ;G. LAFORGA 3 ;C.

Leia mais

4 Desigualdade, Pobreza e o Acesso à Educação

4 Desigualdade, Pobreza e o Acesso à Educação 4 Desigualdade, Pobreza e o Acesso à Educação A desigualdade, em suas várias formas, é um fenômeno bastante antigo nas sociedades e reflete sempre uma relação de poder, na medida em que representa um padrão

Leia mais

Correntes de Participação e Critérios da Aliança Global Wycliffe [Versão de 9 de maio de 2015]

Correntes de Participação e Critérios da Aliança Global Wycliffe [Versão de 9 de maio de 2015] Correntes de Participação e Critérios da Aliança Global Wycliffe [Versão de 9 de maio de 2015] Introdução As Organizações da Aliança Global Wycliffe desejam expressar a unidade e a diversidade do Corpo

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO É claro que o Brasil não brotou do chão como uma planta. O Solo que o Brasil hoje ocupa já existia, o que não existia era o seu território, a porção do espaço sob domínio,

Leia mais

PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE SOJA NO NORDESTE

PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE SOJA NO NORDESTE Ano V Agosto de 2011 Nº 13 INFORME RURAL ETENE Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste - ETENE Ambiente de Estudos, Pesquisas e Avaliação - AEPA PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE SOJA NO NORDESTE

Leia mais

PRONAF. Financiamento do Desenvolvimento Rural pelo Fortalecimento da Agricultura Familiar a experiência brasileira do Pronaf.

PRONAF. Financiamento do Desenvolvimento Rural pelo Fortalecimento da Agricultura Familiar a experiência brasileira do Pronaf. PRONAF Financiamento do Desenvolvimento Rural pelo Fortalecimento da Agricultura Familiar a experiência brasileira do Pronaf. A diversidade da Agricultura familiar B: 0.4 C: 0.7 D: 0.4 E: 0.1 Cobertura

Leia mais