GEOGRAFIA. Prof. Daniel San.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GEOGRAFIA. Prof. Daniel San. daniel.san@lasalle.org.br"

Transcrição

1 GEOGRAFIA Prof. Daniel San

2 Porto Alegres

3 GEOGRAFIA AGRÁRIA PÁG. 117 a 129 do livro. 375 a 388 Em 1970, a revolução verde foi um verdadeiro boom na produção de alimentos. Hoje, sabe-se que se tem até o dobro de produção para alimentar todos os mais de 7 bilhões de habitantes no planeta, porém, há uma grande desigualdade e divisão diferencial dos alimentos entre nações ricas e pobres.

4

5

6 A agricultura se desenvolveu primeiramente na história humana na crescente fértil do rio Nilo, e tem uma ligação estreita com o progresso das civilizações. Hoje, até áreas desérticas como no Semi-Árido nordestino, no deserto do Saara e na Califórnia podemos ter cultivos, vide o implemento da tecnologia. Revolução Industrial = Modernização da Agricultura. A agropecuária ou setor primário da economia vêm diminuindo sua participação no PIB dos países do mundo, mas ainda mantêm seu status de importância, pois sem alimentos, não há vida. A mecanização no setor primário é maior nos países pobres enquanto que nos países ricos, ainda temos uma agricultura mais atrasada

7

8 Agronegócio e Agribussines fazem o campo ser subjugado à cidade. No Brasil, 81% do território é urbano. Inserção dos produtos industriais no mercado de ações, pelas commodities no mercado internacional, que exercem forte competição entre países ricos e pobres.

9 Ospaísesricosfinanciamosseusprodutores,fazendocomqueos países mais pobres tenham dificuldades de competição no mercado mundial. Essa é uma das bandeiras dos últimos 3 governos do Brasil, que reivindicam junto a OMC menos subsídios à produção agrícola nos países ricos. Em suma, a agricultura fornece tanto matéria prima para empresas quanto alimentos para a população do planeta. Entre os gêneros mais produzidos, temos: Trigo, Arroz, Soja, Laranja e Café, sendo essas as principais commodities agrícolas. Ver quadrinhos da pág. 119

10 APECUÁRIA A pecuária (criação de animais) fornece leite, carne, ovos, pele e lãs,paraaspessoasetambémparaaindústria. Os principais rebanhos são os bovinos, suínos e ovinos, em ordem de grandeza. A pecuária pode ser em caráter intensivo ou extensivo, variando com a localização do país e se ele é desenvolvido ou subdesenvolvido. Gado confinado, ração, melhoramento genético e de sêmen são características do gado intensivo.

11

12

13 Ver quadrinhos da pág. 119 Produção na Pecuária mundial

14 Quanto ao Uso da Terra Para esse quesito, temos duas variáveis: a do uso intensivo (rápido, ágil) e a do uso extensivo(devagar, vagabundo); Intensivo: otimização do espaço da propriedade com alto rendimento por metro quadrado ou hectare, geralmente aplicado em propriedade médias e pequenas com rotação de culturas, melhoramento genético(híbridos e transgenia) e alta mecanização na lavoura; Mão de obra ESPECIALIZADA e em menor número. Extensivo: pouca preocupação com a propriedade, que geralmenteédegrandeporteedebaixorendimentodosolo,com uso de práticas rudimentares como a queimada, calagem e esgotamento do solo, monoculturável e baixo emprego de tecnologia e mecanização; Mão de obra NÃO ESPECIALIZADA e em maior número.

15 Classificação das Propriedades As medidas em área são dadas em hectares, que são medidas de valor como as de metro. 1 Ha equivale m² ou100ares.oquevalesaberéquemesmoapósastentativas de reforma agrária, ainda há um predomínio de latifúndios, de maior parte improdutivos. Latifúndio: Grandes extensões de terra, com mais de 500 hectares, podendo ser produtivos ou improdutivos (não depende do tamanho da propriedade), no Brasil, 40% das terras são dessa modalidade. Minifúndio: Menor que 50 hectares, porém tendo sempre uma produtividade maior do que os latifúndios. Pequena Propriedade X Grande Propriedade

16 SISTEMAS AGRÁRIOS Todos os sistemas agrícolas usam como base os três passos ou conceitos: O CAPITAL: É o fator que define se o sistema agrícola é atrasado ou moderno, intensivo ou extensivo. A TERRA: É o local de fixação das sementes e define o tamanho da propriedade. O TRABALHO: Utiliza a grande ou a pequena mão-de-obra, qualificada ou desqualificada.

17 Agricultura Itinerante Também é chamada de agricultura familiar ou roçado. Ela não possuí técnica, utiliza mão-de-obra desqualificada, numerosa e que utiliza técnicas de produção atrasadas ou arcaicas, com uso de enxada e instrumentos antigos de produção. Pode ser chamado de Subsistência. As propriedades geralmente são pequenas, onde se utilizam práticas como as queimadas, que é um método para a correção de solo. Nesse quesito, o solo geralmente é esgotado. Onome itinerante define a renovaçãodas áreaseamigraçãodas culturas. Eles são muito comuns nos países subdesenvolvidos: América Latina, África, Sul e Sudeste da Ásia são as áreas do mundo mais comuns dessa agricultura.

18

19

20 Jardinagem(Asiática) Praticada na Ásia, Japão, Indonésia, e países afins, que participam do regime monçônico de chuvas. A principal cultura é representada pelo arroz terraceado, cultivado em planícies de inundação. Como o relevo é montanhoso, se constroem degraus de abatimento afim de represar a água do regime de chuvas. Escassez de espaço de plantio, utilização de mão-de-obra abundantemente e estritamente manual, divididas em pequenas áreas agrícolas com elevada produtividade. São os maiores produtores de arroz do mundo, em áreas que não são monocultoras.

21 Tipo de Cultivo Jardinagem: relacionada as monções na Ásia, com verões úmidos e com intensa irrigação, base para a produção de arroz. Grande mão de obra disponível em pequenas extensões de terra, com técnicas de degraus no uso do terraceamento, e tratamento do solo, assim como do produto, que é tratado com as mãos, dispensando o uso de máquinas e aumentando a produtividade da terra.

22

23 Plantation Implantações decorrentes das grandes navegações européias rumo as colônias do novo mundo (3º mundo), principalmente na AméricaeÁfrica,comumdestaquemenorparaaÁsia. Grandes propriedades de terra e produção de comodites ou commodity, que são produtos primários produzidos para a exportação, que quase sempre estão associados a grandes multinacionais. A mão de obra é abundante e de baixa especialização, sendo em zonas tropicais do planeta, em grandes extensões de terra, ou latifúndios.

24

25

26 Agricultura Moderna Típicas de países desenvolvidos como os EUA e na Europa, onde há pequena mão de obra qualificada, uso intensivo de máquinas agrícolas e sementes selecionadas. Utiliza-se técnicas modernas na produção e há entrelaçamento com as atividades industriais. Os EUA organizam a sua produção nos cinturões verdes ou belts, onde produzem trigo, milho, algodão, leite e produtos tropicais, caracterizados por grandes propriedades com pequena mão de obra, alta tecnologia e mecanização dos cultivos (SUBSIDIADO). Esse sistema é controlado pelo agronegócio ou agribusiness.

27

28 Espaço Agrário no Brasil O antigo produtor mundial, hoje, com pequena participação do PIB no setor primário (por volta de 10%), onde já existiu o celeiro do Brasil (RS). Menos de 15% da mão de obra do Brasil estão no setor primário. Somos produtores de INSUMO! Não confundir: Terciarização: crescimento do setor terciário em uma dada economia; Terceirização: distribuição de atividades internas das empresas para outras empresas; Terceiro setor: organizações não-governamentais, movimentos sociais.

29

30

31 Transgenia e Modernização da Agricultura Sensoriamento Remoto, correção do solo, biotecnologia, softwares são nome muito difundidos na agricultura. Mas nenhum outro é tão falado quanto os transgênicos, alimentos geneticamente modificados. A área global para estes produtos vem aumentando nos últimos anos passando para 90 milhões de hectares em Ela possui várias características de resistividade ao ambiente e pragas, mas ainda não sabemos quais são os efeitos do consumo desse alimentos a médio e longo prazo. Essas patentes estão associadas a grandes empresas multinacionais, que financiam estes produtos tanto nos países ricos quanto nos países mais pobres.

32

33

34

35 Contraponto: Orgânicos Estão em alta, pois são produtos produzidos sem a adição de agrotóxicos e sem melhoramento genético ou seleção de sementes, geralmente, produzidos em pequenas propriedades combaixamãodeobra,deintensatécnicaeprecisão. O NOP concede um selo aos produtores americanos que aprova que 95% do conteúdo é orgânico. Há uma confusão com os produtos naturais, que não apresentam aditivos agrícolas. A carne pode ser natural, mas e a ração que o gado come? É orgânica ou transgênica? Essa é um discussão que infelizmente não faz mais parte da seara de discussões brasileiras...

36 A política aplicada durante os anos 50 foi de intensa mecanização da agricultura e migração dos camponeses e trabalhadores rurais para as cidades, aumentando as mazelas sociais e contribuindo ainda mais para o acúmulo de terras no Brasil, segregando ainda mais a população mais carente. Hoje, um pais urbano-industrial, exporta diversos produtos para muitos países do mundo, à base de comodites como SOJA, CELULOSE, CARNE BOVINA, SUINA E AVES, FRUTAS COMO A LARANJA, CAFÉ e BIOCOMBUSTÍVEIS(Cana). O agronegócio (indústria no campo) assim como o agribussines e a agricultura industrial estão no cenário brasileiro, assim como as novas tecnologias como a agricultura de precisão e a engenharia genética.(ver quadro)

37

38 CARNE: Brasil é grande consumidor e o segundo maior exportador de carne no mundo, tendo 60% de sua produção em latifúndios, de forma extensiva (fronteira agrícola da Amazônia). Já aves como frango e perus são produzidos em pequenas propriedades e granjas, que se associam com grandes empresas como a Sadia e a Perdigão (DOUX- Frangosul), vendendo sua produção inteira à indústria (agronegócio). ESQUEMA DE PRODUÇÃO! SOJA: monocultura de exportação ocupando quase 35% do território agricultável e o segundo maior produtor do mundo. 60% da produção está em grandes e médias propriedades, porém, que detém grande tecnologia e mão de obra qualificada, aumentando a produtividade. Quase tudo é exportado e o monopólio do negócio está em empresas transnacionais como a Maggi.

39

40 CELULOSE e DERIVADOS: extração ilegal de madeira da floresta amazônica para a exportação e a produção de florestas, a chamada silvicultura, que gera grandes impactos ambientais como empobrecimento do solo e arenização. Ela faz parte da produção de celulose e papel, e não gera quase nenhuma riqueza paraopaisondeestáinstaladaaempresa. Arenização X Desertificação CAFÉ: Maior produtor do mundo com 60% na participação no mercado mundial de comodites, associado a pequenos e médios produtores que trabalham com o agronegócio. Na laranja, o Brasil também é primeiro exportador do mundo com o monopólio de grandes empresas, que trabalham em grandes propriedades de agricultura intensiva.

41

42 Cana-de-Açúcar O etanol brasileiro está em evidência nas negociações mundiais. (agricultura). O dilema dos agrocombustíveis envolve duas grandes questões: a suficiência alimentar e a suficiência energética. Os agrocombustíveis constituem mais uma forma de comoditização do campo que incita uma concepção de campo como lugar de produção econômica, sufocando sua diversidade. A cana-de-açúcar ocupa cerca de 10% da superfície cultivadanobrasil.opaíséoprimeiroexportadordeaçúcar,com o dobro das exportações do segundo colocado a França. O açúcar e o álcool correspondem a 5,7% das exportações brasileiras. A cana-de-açúcar é a cultura com maior concentração nos estabelecimentos médios e grandes, sendo os pequenos estabelecimentos responsáveis por apenas 19,8% de sua produção total.

43 Discurso das grandes empresas e monoculturas produtoras de Cana de açúcar, juntamente com um discurso de ecologicamente correto dos governos mundiais contra as ONG s e organizações reguladoras do trabalho e em prol da alimentação eusodeáreasparaaproduçãodealimentos.

44 Tema para a casa: Ler pág. 375 a 388, que fala da parte do Brasil na Agricultura

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

POLÍTICA AGRÍCOLA NOS ESTADOS UNIDOS. A) A democratização da terra ou da propriedade da terra (estrutura fundiária)

POLÍTICA AGRÍCOLA NOS ESTADOS UNIDOS. A) A democratização da terra ou da propriedade da terra (estrutura fundiária) Espaço Agrário 1 POLÍTICA AGRÍCOLA NOS ESTADOS UNIDOS Introdução! Os Estados Unidos detêm hoje o índice de maior produtividade agrícola do planeta. Apesar de empregarem apenas 3% de sua População Economicamente

Leia mais

Equipe de Geografia GEOGRAFIA

Equipe de Geografia GEOGRAFIA Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 7B Ensino Médio Equipe de Geografia Data: GEOGRAFIA 1. Agricultura no Brasil: Breve histórico - Brasil Colônia: monocultura da cana se destacava como produto principal,

Leia mais

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO Agropecuária É o termo utilizado para designar as atividades da agricultura e da pecuária A agropecuária é uma das atividades mais antigas econômicas

Leia mais

O Código Florestal e a contribuição dos trabalhadores de pesquisa e desenvolvimento

O Código Florestal e a contribuição dos trabalhadores de pesquisa e desenvolvimento O Código Florestal e a contribuição dos trabalhadores de pesquisa e desenvolvimento agropecuário Vicente Almeida Presidente do SINPAF O que é o SINPAF? É o Sindicato Nacional que representa os trabalhadores

Leia mais

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista A atividade agrícola e o espaço agrário Prof. Bruno Batista A agropecuária É uma atividade primária; É obtida de forma muito heterogênea no mundo países desenvolvidos com agricultura moderna, e países

Leia mais

ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO

ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO Introdução O modelo de desenvolvimento rural nos últimos tempos, baseado na modernização agrícola conservou muitas das características históricas

Leia mais

Desenvolvimento. Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento

Desenvolvimento. Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Capítulo 1: América: Um continente de Contrastes Capítulo 2: Estados Unidos e Canadá Apresentação elaborada pelos alunos do 8º Ano A Desenvolvimento Processo

Leia mais

Intenções de Investimento

Intenções de Investimento Intenções de Investimento Quarto Trimestre 2014 Principais Resultados: Resultados:» Preocupações atuais» Intenções de investimento em: Tecnologia / Custeio Maquinas e Equipamentos Gestão de Pessoas Infraestrutura

Leia mais

Saneamento Básico na Área Rural. Fontes dispersas com ênfase nos resíduos orgânicos

Saneamento Básico na Área Rural. Fontes dispersas com ênfase nos resíduos orgânicos Saneamento Básico na Área Rural Fontes dispersas com ênfase nos resíduos orgânicos MSc. Lilian F. de Almeida Martelli São Carlos, 30 de Outubro de 2013 BRASIL: o Celeiro do mundo Destaque na produção agrícola

Leia mais

Modelos agrícolas no mundo

Modelos agrícolas no mundo Modelos agrícolas no mundo O que é agricultura? A agricultura, termo de origem latina que significa arte de cultivar os campos, é uma atividade desenvolvida há milhares de anos. Seu principal objetivo

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS PSICOPEDAGÓGICOS DE MACEIÓ PROFª. MÔNICA GUIMARÃES GEOGRAFIA - 7º ANO

CENTRO DE ESTUDOS PSICOPEDAGÓGICOS DE MACEIÓ PROFª. MÔNICA GUIMARÃES GEOGRAFIA - 7º ANO CENTRO DE ESTUDOS PSICOPEDAGÓGICOS DE MACEIÓ PROFª. MÔNICA GUIMARÃES GEOGRAFIA - 7º ANO REGIÃO NORDESTE AS SUB-REGIÕES DO NORDESTE ZONA DA MATA AGRESTE SERTÃO MEIO-NORTE MEIO NORTE SERTÃO ZONA DA MATA

Leia mais

Nº 06. sistema agroflorestal

Nº 06. sistema agroflorestal EMEIO AMBIENT Nº 06 sistema agroflorestal Em uma sala de aula na zona rural... Bom dia! Bom dia, professor! Hoje vamos falar sobre o futuro do planeta! O senhor disse que iríamos estudar agricultura e

Leia mais

Fatores que proporcionam a grande produção e variedade agrícola:

Fatores que proporcionam a grande produção e variedade agrícola: Fatores que proporcionam a grande produção e variedade agrícola: Muito extenso Solos férteis Clima variado Bom regime pluviométrico Extensas planícies Cultivo variado Problemas: Falta de reforma agrária

Leia mais

A organização do espaço na América Latina

A organização do espaço na América Latina Tifonimages/ Dreamstime.com Joetex1/ Dreamstime.com A organização do espaço na América Latina Vista da cidade de Santiago, capital e maior cidade do Chile. Monocultura de milho na Argentina. Andresr/ Shutterstock

Leia mais

Agropecuária Brasileira: Oportunidades e Desafios

Agropecuária Brasileira: Oportunidades e Desafios Agropecuária Brasileira: Oportunidades e Desafios José Ricardo Severo Superintendência Técnica CNA Março 2010 1 Objetivos: 1. Importância do Agronegócio; 2. Alavanca exportadora como fator de crescimento;

Leia mais

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 15 AGROPECUÁRIA E MEIO AMBIENTE

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 15 AGROPECUÁRIA E MEIO AMBIENTE GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 15 AGROPECUÁRIA E MEIO AMBIENTE Fixação 1) (ENEM) Calcula-se que 78% do desmatamento na Amazônia tenha sido motivado pela pecuária - cerca de 35% do rebanho nacional está na

Leia mais

Jornal Brasileiro de Indústrias da Biomassa Biomassa Florestal no Estado de Goiás

Jornal Brasileiro de Indústrias da Biomassa Biomassa Florestal no Estado de Goiás Jornal Brasileiro de Indústrias da Biomassa Biomassa Florestal no Estado de Goiás O Estado de Goiás está situado na Região Centro-Oeste do Brasil e, segundo dados oficiais, ocupa área territorial de 340.111,783

Leia mais

Oportunidades da Agropecuária Brasileira

Oportunidades da Agropecuária Brasileira Oportunidades da Agropecuária Brasileira Carne sustentável para o mundo Buenos Aires, 28 de setembro de 2010 SANIDADE ANIMAL BEM ESTAR ANIMAL PRESERVAÇÃO AMBIENTAL RASTREABILIDADE 1 O governo brasileiro

Leia mais

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA

QUADRO DO SETOR ALIMENTAR EM SANTA CATARINA 1. PANORAMA DO SETOR DE ALIMENTOS EM SANTA CATARINA Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina (Órgão reconhecido pelo Governo Italiano Decreto Mise29/7/2009) Tel.: +55 48 3027 2710 / Fax: +55 48 3222 2898 www.brasileitalia.com.br info@brasileitalia.com.br

Leia mais

Os desafios do agronegócio paulista e brasileiro

Os desafios do agronegócio paulista e brasileiro Os desafios do agronegócio paulista e brasileiro O agronegócio brasileiro Setor estratégico para a economia brasileira, grande motor do seu desempenho Representa 23% do PIB brasileiro Responde por 40%

Leia mais

BLOCO DE ATIVIDADES / EXERCÍCIOS PROPOSTOS

BLOCO DE ATIVIDADES / EXERCÍCIOS PROPOSTOS Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

Questão 31. Questão 33. Questão 32. ver comentário. alternativa A

Questão 31. Questão 33. Questão 32. ver comentário. alternativa A Questão 31 Atualmente, na obtenção de energia, o Brasil, pelo menos no caso do petróleo, não pode ser encarado como um país de sorte, pois, além de as reservas desse recurso serem relativamente escassas

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL

A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL Jonas Irineu dos Santos Filho Pesquisador da Embrapa Suínos e Aves O consumo de proteína animal no mundo

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

REQUERIMENTO. (Do Sr. Carlos Bezerra) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO. (Do Sr. Carlos Bezerra) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. Carlos Bezerra) Requer o envio de Indicação ao Poder Executivo, sugerindo a criação de unidade de pesquisa agropecuária da EMBRAPA na região do Vale do Araguaia, em Mato Grosso. Senhor

Leia mais

AGRICULTURA PROFESSOR YOMAR

AGRICULTURA PROFESSOR YOMAR I. DEFINIÇÃO Atividade econômica responsável pelo cultivo dos vegetais. II. OBJETIVOS Alimentação humana e de animais; Produção de matéria prima para as indústrias. III. FOME Causas - o problema da fome

Leia mais

Avaliação: EXERCICIOS ON LINE DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSOR(A): FELIPE Curso: TURMA: 3101 DATA: / / Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média:

Avaliação: EXERCICIOS ON LINE DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSOR(A): FELIPE Curso: TURMA: 3101 DATA: / / Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média: Avaliação: EXERCICIOS ON LINE 3 º Bimestre DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSOR(A): FELIPE Curso: TURMA: 3101 DATA: / / Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média: NOME: Nº.: 1 Preencher com letra legível o cabeçalho

Leia mais

EDITAL 008/2010 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: TRANSFERÊNCIA TECNOLOGIA

EDITAL 008/2010 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: TRANSFERÊNCIA TECNOLOGIA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO EDITAL 008/2010 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: TRANSFERÊNCIA TECNOLOGIA O Projeto BRA/06/032

Leia mais

Logística do Agronegócio: Entraves e Potencialidades para o setor. Andréa Leda Ramos de Oliveira Pesquisadora Científica andrealeda@gmail.

Logística do Agronegócio: Entraves e Potencialidades para o setor. Andréa Leda Ramos de Oliveira Pesquisadora Científica andrealeda@gmail. Logística do Agronegócio: Entraves e Potencialidades para o setor Andréa Leda Ramos de Oliveira Pesquisadora Científica andrealeda@gmail.com Algumas Questões Estamos no caminho correto do desenvolvimento

Leia mais

AGRICULTURA. 3 a E.M. ALUNO(A): SÉRIE: I. Definição Atividade econômica responsável pelo cultivo dos vegetais.

AGRICULTURA. 3 a E.M. ALUNO(A): SÉRIE: I. Definição Atividade econômica responsável pelo cultivo dos vegetais. ALUNO(A): SÉRIE: 3 a E.M. COLÉGIO PROFESSOR(A): YOMAR TURMA: N o DISCIPLINA: GEOGRAFIA TRIMESTRE: III DATA: / / NOTA: AGRICULTURA I. Definição Atividade econômica responsável pelo cultivo dos vegetais.

Leia mais

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento agronegócio brasileiro em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento 2010 ranking Ranking Brasileiro da Produção e Exportação Fonte: USDA e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Leia mais

ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP

ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP Apresentação ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP A Agronomia está intimamente ligada à produção de alimentos, sejam estes de origem animal ou vegetal. Compete ao Engenheiro Agrônomo produzir, conservar, transformar

Leia mais

AGRÍCOLA NO BRASIL. Prefácio. resultados do biotecnologia: Benefícios econômicos da. Considerações finais... 7 L: 1996/97 2011/12 2021/22...

AGRÍCOLA NO BRASIL. Prefácio. resultados do biotecnologia: Benefícios econômicos da. Considerações finais... 7 L: 1996/97 2011/12 2021/22... O OS BENEFÍCIOS ECONÔMICOS DA BIOTECNOLOGIA AGRÍCOLA NO BRASIL L: 1996/97 2011/12 O caso do algodão geneticamente modificado O caso do milho geneticamente modificado O caso da soja tolerante a herbicida

Leia mais

INDICAÇÃO N o, DE 2015

INDICAÇÃO N o, DE 2015 55ª Legislatura 1ª Sessão Legislativa Ordinária INDICAÇÃO N o, DE 2015 Sugere a criação de um programa de irrigação nas regiões afetadas por estiagens, em estados brasileiros. Agricultura, Pecuária e Abastecimento:

Leia mais

Para obter mais informações, entre em contato com: Colleen Parr, pelo telefone (214) 665-1334, ou pelo e-mail colleen.parr@fleishman.

Para obter mais informações, entre em contato com: Colleen Parr, pelo telefone (214) 665-1334, ou pelo e-mail colleen.parr@fleishman. Para obter mais informações, entre em contato com: Colleen Parr, pelo telefone (214) 665-1334, ou pelo e-mail colleen.parr@fleishman.com Começa a segunda onda prevista de crescimento e desenvolvimento

Leia mais

Agronegócios: momento e perspectivas.

Agronegócios: momento e perspectivas. Agronegócios: momento e perspectivas. Perfil das propriedades rurais brasileiras. Familiares Patronais Região Estabelecimentos Familiares (a) Norte 380.895 Nordeste 2.055.157 Centro-Oeste 162.062 Sudeste

Leia mais

A MAIOR EMPRESA DE BIODIESEL DO BRASIL

A MAIOR EMPRESA DE BIODIESEL DO BRASIL A MAIOR EMPRESA DE BIODIESEL DO BRASIL BIODIESEL O que é? O biodiesel pode ser produzido a partir de qualquer óleo vegetal - tal como soja, girassol, canola, palma ou mamona -, assim como a partir de gordura

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

PRINCIPAL CULTURA X ASSISTIU CANAL RURAL ÚLTIMOS 7 DIAS

PRINCIPAL CULTURA X ASSISTIU CANAL RURAL ÚLTIMOS 7 DIAS PROJETO PÉ DE MILHO PRINCIPAL CULTURA X ASSISTIU CANAL RURAL ÚLTIMOS 7 DIAS De acordo com os dados do Ipsos Marplan 2013, da amostra pesquisada que assiste tv aberta/paga e tem como principal cultura abaixo,

Leia mais

Página Rural. Página Inicial Notícias Artigos Entrevistas Feiras e Eventos Indicadores Leilões Multimídia Publicações Reportagens.

Página Rural. Página Inicial Notícias Artigos Entrevistas Feiras e Eventos Indicadores Leilões Multimídia Publicações Reportagens. 1 de 5 31/5/2011 15:17 Página Rural Página Inicial Notícias Artigos Entrevistas Feiras e Eventos Indicadores Leilões Multimídia Publicações Reportagens Ads by Google Leilão Gado Soja Festa Safra Boa tarde!

Leia mais

INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS NA AGRICULTURA 1

INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS NA AGRICULTURA 1 INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS NA AGRICULTURA 1 SOUZA, Nali de Jesus. Desenvolvimento Econômico. 5 a ed. São Paulo: Atlas, 2005. Como foi visto nas seções anteriores do livro de Souza (2005), à medida que a economia

Leia mais

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS CORREDORES DO ARCO NORTE AVALIAÇÕES TÉCNICAS MAIO DE 2014 AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

Leia mais

O Agronegócio Mundial e Brasileiro

O Agronegócio Mundial e Brasileiro O Agronegócio Mundial e Brasileiro Eugênio Stefanelo Segundo Porter, você é competitivo quando tem um desempenho em longo prazo acima da média dos concorrentes. O agronegócio, que engloba as operações

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Catanduva (SP), 29 de setembro de

Leia mais

WORKSHOP PARA ORIENTAÇÃO DO POSICIONAMENTO DO SETOR

WORKSHOP PARA ORIENTAÇÃO DO POSICIONAMENTO DO SETOR SISTEMA WORKSHOP PARA ORIENTAÇÃO DO POSICIONAMENTO DO SETOR Associação Brasileira de Criadores de Zebu Uberaba/MG, 02 de maio de 2012 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 OBJETIVOS DO ENCONTRO:... 4 PROGRAMAÇÃO DO

Leia mais

Agronegócio Sul-mato-grossense

Agronegócio Sul-mato-grossense Agronegócio Sul-mato-grossense (cenário atual, perspectivas e desafios) Eduardo Riedel Presidente do Sistema Famasul Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso do Sul Sistema Sindical

Leia mais

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 AGE - ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Chefe da AGE: Derli Dossa. E-mail: derli.dossa@agricultura.gov.br Equipe Técnica: José Garcia Gasques. E-mail: jose.gasques@agricultura.gov.br

Leia mais

PERSPECTIVAS E DESAFIOS PARA A SUSTENTABILIDADE DA AGRICULTURA FAMILIAR IAR. Airton Spies,, PhD. Seminário Regional do PAA Lages,, 21/05/2008.

PERSPECTIVAS E DESAFIOS PARA A SUSTENTABILIDADE DA AGRICULTURA FAMILIAR IAR. Airton Spies,, PhD. Seminário Regional do PAA Lages,, 21/05/2008. /Cepa PERSPECTIVAS E DESAFIOS PARA A SUSTENTABILIDADE DA AGRICULTURA FAMILIAR IAR Airton Spies,, PhD Eng. Agrônomo, Administrador de Empresas Seminário Regional do PAA Lages,, 21/05/2008 Estrutura da palestra

Leia mais

O mercado de orgânicos

O mercado de orgânicos O mercado de orgânicos É difícil quando falamos em produção orgânica, pois não temos muita informação, muita consistência. Mas dá para termos uma noção. Hoje, 150 países no mundo praticam agricultura orgânica,

Leia mais

Impactos da Adoção da Tecnologia Intacta. Monsanto

Impactos da Adoção da Tecnologia Intacta. Monsanto Impactos da Adoção da Tecnologia Intacta Monsanto 11 de junho de 2013 1 Objetivo do trabalho 2 Objetivo do presente trabalho é demonstrar a importância econômica da utilização da tecnologia no aumento

Leia mais

CELULOSE E PAPEL NO BRASIL - Estamos em Evidência?

CELULOSE E PAPEL NO BRASIL - Estamos em Evidência? CELULOSE E PAPEL NO BRASIL - Estamos em Evidência? BOA TARDE A TODOS! Primeiramente, quero agradecer aos anfitriões deste Seminário - a ANAVE - pelo convite recebido, ressaltando também que é sempre um

Leia mais

Dezembro/2014 Belo Horizonte - MG

Dezembro/2014 Belo Horizonte - MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Dezembro/2014 Belo Horizonte - MG 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. Dados Gerais do PIB do Agronegócio

Leia mais

Superintendência Estadual de Mato Grosso

Superintendência Estadual de Mato Grosso Superintendência Estadual de Mato Grosso Programa ABC Conceito Crédito Fixo orientado com o objetivo de: - reduzir das emissões de Gases de Efeito Estufa; - reduzir o desmatamento; - aumentar a produção

Leia mais

Produtos, Serviços e Soluções. Novembro de 2015

Produtos, Serviços e Soluções. Novembro de 2015 Produtos, Serviços e Soluções Novembro de 2015 PRONAF AGROINDÚSTRIA Financiamento das necessidades de custeio do beneficiamento e industrialização da produção, da armazenagem e conservação de produtos

Leia mais

Simpósio de Mercado de Carbono pós COP 15 e Código Florestal para o

Simpósio de Mercado de Carbono pós COP 15 e Código Florestal para o Simpósio de Mercado de Carbono pós COP 15 e Código Florestal para o Sistema Cooperativista Elvison Nunes Ramos Fiscal Federal Agropecuário/Engenheiro Agrônomo Coordenador de Manejo Sustentável do Sistemas

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC. Agricultura do Século XXI Agropecuária, Meio Ambiente, Sustentabilidade e Inovação.

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC. Agricultura do Século XXI Agropecuária, Meio Ambiente, Sustentabilidade e Inovação. SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC Agricultura do Século XXI Agropecuária, Meio Ambiente, Sustentabilidade e Inovação. Avanços da Agricultura Brasileira. Passou de importador

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação Disciplina: Geografia Trimestre: 1º O Brasil: - A extensão do território brasileiro - A localização do Brasil no continente e no planeta - As fronteiras nacionais (marítimas e terrestres) As regiões brasileiras:

Leia mais

A AGROFLORESTA AGROECOLÓGICA: UM MOMENTO DE SÍNTESE DA AGROECOLOGIA, UMA AGRICULTURA QUE CUIDA DO MEIO AMBIENTE.

A AGROFLORESTA AGROECOLÓGICA: UM MOMENTO DE SÍNTESE DA AGROECOLOGIA, UMA AGRICULTURA QUE CUIDA DO MEIO AMBIENTE. A AGROFLORESTA AGROECOLÓGICA: UM MOMENTO DE SÍNTESE DA AGROECOLOGIA, UMA AGRICULTURA QUE CUIDA DO MEIO AMBIENTE. Alvori Cristo dos Santos, Deser, Fevereiro 2007. Há alguns anos atrás, um movimento social

Leia mais

Tipos de Sistema de Produção

Tipos de Sistema de Produção Tipos de Sistema de Produção Os sistemas de cultura dominantes conjunto de plantas cultivadas, forma como estas se associam e técnicas utilizadas no seu cultivo apresentam grandes contrastes entre o Norte

Leia mais

IBASE. Economia solidária e agricultura familiar, uma integração necessária. OPINIÃO Eugênia Motta*

IBASE. Economia solidária e agricultura familiar, uma integração necessária. OPINIÃO Eugênia Motta* IBASE OPINIÃO Eugênia Motta* Economia solidária e agricultura familiar, uma integração necessária A agricultura familiar é um importante setor econômico e social no Brasil. É dos pequenos agricultores

Leia mais

20. Agricultura: sempre uma safra de boas notícias Supersafra de grãos bate recorde

20. Agricultura: sempre uma safra de boas notícias Supersafra de grãos bate recorde 20. Agricultura: sempre uma safra de boas notícias Supersafra de grãos bate recorde A produção brasileira de grãos 2000-2001 bateu o recorde nacional superando a marca das 100,3 milhões de toneladas. De

Leia mais

Edmar W. Gervásio Administrador, especialista em Marketing e Agronegócio UFPR Email: edmar.gervasio@seab.pr.gov.br Fone: (41) 3313-4034

Edmar W. Gervásio Administrador, especialista em Marketing e Agronegócio UFPR Email: edmar.gervasio@seab.pr.gov.br Fone: (41) 3313-4034 Edmar W. Gervásio Administrador, especialista em Marketing e Agronegócio UFPR Email: edmar.gervasio@seab.pr.gov.br Fone: (41) 3313-4034 MILHO (Zea mays) Sustento da Vida Maior cultura agrícola do mundo;

Leia mais

AS ATIVIDADES AGROPECUÁRIAS E OS SISTEMAS AGRÁRIOS

AS ATIVIDADES AGROPECUÁRIAS E OS SISTEMAS AGRÁRIOS AS ATIVIDADES AGROPECUÁRIAS E OS SISTEMAS AGRÁRIOS Cerca de 800 milhões de pessoas passam fome no mundo, a maioria na África e na Ásia. O problema da fome continuará existindo enquanto a tecnologia, o

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL - MI AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA - ADA

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL - MI AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA - ADA MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL - MI AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA - ADA BIOCOMBUSTÍVEIS: ATRAÇÃO DE INVESIMENTOS PARA O ESTADO DO PARÁ CONTEXTO: A Agência de Desenvolvimento da Amazônia, deseja

Leia mais

SAFRAS & CIFRAS TRIBUTAÇÃO INCIDENTE SOBRE FATURAMENTO - PARTE II EMPRESÁRIO RURAL PESSOA JURÍDICA

SAFRAS & CIFRAS TRIBUTAÇÃO INCIDENTE SOBRE FATURAMENTO - PARTE II EMPRESÁRIO RURAL PESSOA JURÍDICA TRIBUTAÇÃO INCIDENTE SOBRE FATURAMENTO - PARTE II EMPRESÁRIO RURAL PESSOA JURÍDICA * Carla Hosser * Leticia de Oliveira Nunes * Litiele Maltezahn * Priscila Duarte Salvador * Rosana Vieira Manke Diante

Leia mais

NOVIDADES NA IRRIGAÇÃO E FERTIRRIGAÇÃO

NOVIDADES NA IRRIGAÇÃO E FERTIRRIGAÇÃO NOVIDADES NA IRRIGAÇÃO E FERTIRRIGAÇÃO Fredy Moreinos Netafim Brasil Sist. Equips. Irrigação Ltda Rua Salvador Scaglione, 135 14066-446 Ribeirão Preto SP 55 16 2111.8000 netafim@netafim.com.br O Brasil

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA / 4º ano Semana de 24 a 28 de agosto Troca do livro 4º A 4º B 4º C sexta-feira terça-feira quinta-feira Leia o texto abaixo para responder as

Leia mais

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Plano Agrícola Primeiro e Pecuário Relatório de Avaliação Nacional PAP 2013/2014 sobre Mudanças Climáticas ROSEMEIRE SANTOS Superintendente Técnica Nelson

Leia mais

DA REVOLUÇÃO AGRÍCOLA À REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

DA REVOLUÇÃO AGRÍCOLA À REVOLUÇÃO INDUSTRIAL DA REVOLUÇÃO AGRÍCOLA À REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Inovações agrícolas Quando? Onde? O processo iniciou-se no século XVIII, primeiro na Inglaterra e na Holanda (Províncias Unidas), países com uma intensa atividade

Leia mais

RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS. Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis

RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS. Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis O futuro que queremos não se concretizará enquanto a fome e a subnutrição persistirem,

Leia mais

Produção Responsável no Agronegócio Soja no Brasil

Produção Responsável no Agronegócio Soja no Brasil Produção Responsável no Agronegócio Soja no Brasil Fabio Trigueirinho Secretário Geral - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Compromissos Socioambientais na Agricultura Conferência Internacional

Leia mais

Panorama Geral da Ovinocultura no Mundo e no Brasil

Panorama Geral da Ovinocultura no Mundo e no Brasil Revista Ovinos, Ano 4, N 12, Porto Alegre, Março de 2008. Panorama Geral da Ovinocultura no Mundo e no Brasil João Garibaldi Almeida Viana 1 Os ovinos foram uma das primeiras espécies de animais domesticadas

Leia mais

NOTA TÉCNICA MISSÃO NOVA ZELÂNDIA

NOTA TÉCNICA MISSÃO NOVA ZELÂNDIA NOTA TÉCNICA MISSÃO NOVA ZELÂNDIA INTRODUÇÃO Atualmente os mercados da Oceania, juntamente com o asiático, formam os dois principais destinos econômicos que mais crescem no mundo, com grande destaque no

Leia mais

Boas Praticas Agropecuárias: Buscando a Sustentabilidade na Produção Pecuária

Boas Praticas Agropecuárias: Buscando a Sustentabilidade na Produção Pecuária Boas Praticas Agropecuárias: Buscando a Sustentabilidade na Produção Pecuária Dr. Guilherme Cunha Malafaia Embrapa Gado de Corte Estruturação do Debate A Cadeia Produtiva da Pecuária de Corte e seus Agentes;

Leia mais

O que é uma empresa rural?

O que é uma empresa rural? Contabilidade Rural Prof. João Marcelo O que é uma empresa rural? É aquela que explora a capacidade produtiva do solo por meio do cultivo da terra, da criação de animais e da transformação de determinados

Leia mais

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL Empresa Júnior de Nutrição de Ruminantes NUTRIR FCA-UNESP-FMVZ INTRODUÇÃO CONCEITOS BÁSICOS CENÁRIO DADOS MERCADO DO BOI CONSIDERAÇÕES FINAIS CONCEITOS BÁSICOS

Leia mais

BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008

BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008 BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008 Mercado Internacional Em 2007, a produção anual de milho atingiu quase 720 milhões de tonelada (Tabela 1), quando os Estados Unidos,

Leia mais

Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 1996/97 a 2010/11

Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 1996/97 a 2010/11 Céleres Os Benefícios Econômicos da Biotecnologia Agrícola no Brasil: 199/97 a 2010/11 O CASO DO ALGODÃO GENETICAMENTE MODIFICADO O CASO DO MILHO GENETICAMENTE MODIFICADO O CASO DA SOJA TOLERANTE A HERBICIDA

Leia mais

Questão 13 Questão 14

Questão 13 Questão 14 Questão 13 Questão 14 Observe a paisagem da cidade do Rio de Janeiro para responder à questão. O mapa representa dois graves problemas ambientais no Brasil. Identifique-os seqüencialmente: Assinale a alternativa

Leia mais

Biocombustíveis: Estudo de culturas adequadas à sua produção: um panorama da produção agrícola da cana de açúcar e da soja.

Biocombustíveis: Estudo de culturas adequadas à sua produção: um panorama da produção agrícola da cana de açúcar e da soja. Biocombustíveis: Estudo de culturas adequadas à sua produção: um panorama da produção agrícola da cana de açúcar e da soja. Maria Helena M. Rocha Lima Nilo da Silva Teixeira Introdução Quais os fatores

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão

Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão ISSN 1678-9644 Dezembro, 2004 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro Nacional de Pesquisa de Arroz e Feijão Ministério

Leia mais

Questão 25. Questão 27. Questão 26. alternativa B. alternativa C

Questão 25. Questão 27. Questão 26. alternativa B. alternativa C Questão 25 No Brasil, no período 1990-91 a 2003-04, a produção de grãos apresentou crescimento de 125%, enquanto a área plantada aumentou apenas 24%, conforme mostra o gráfico. BRASIL _ ÁREA PLANTADA E

Leia mais

PROJETO PRESERVAR: DESMATAMENTO ZERO

PROJETO PRESERVAR: DESMATAMENTO ZERO PARÁ SUSTENTÁVEL PROJETO PRESERVAR: DESMATAMENTO ZERO Pacto da sociedade paraense para consolidação da fronteira aberta. Apresentação para o Conselho Nacional da Pecuária de Corte - CNPC São Paulo 22/09/2009

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia AÇÚCAR E ÁLCOOL NO BRASIL

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia AÇÚCAR E ÁLCOOL NO BRASIL Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia AÇÚCAR E ÁLCOOL NO BRASIL Departamento da Cana-de-açúcar e Agroenergia MARÇO 2007 www.agricultura.gov.br daa@agricultura.gov.br

Leia mais

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS VALOR

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS VALOR AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS VALOR AVALIAÇÕES TÉCNICAS JUNHO 2013 EVOLUÇÃO DO BRASIL HÁ 50 ANOS = IMPORTADOR HÁ 20 ANOS = VENDEDOR HOJE = FORNECEDOR DISPUTADO

Leia mais

Unidade 8. Ciclos Biogeoquímicos e Interferências Humanas

Unidade 8. Ciclos Biogeoquímicos e Interferências Humanas Unidade 8 Ciclos Biogeoquímicos e Interferências Humanas Ciclos Biogeoquímicos Os elementos químicos constituem todas as substâncias encontradas em nosso planeta. Existem mais de 100 elementos químicos,

Leia mais

. a d iza r to u a ia p ó C II

. a d iza r to u a ia p ó C II II Sugestões de avaliação Geografia 7 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Nome: Data: 1. Complete o quadro com as características dos tipos de clima da região Nordeste. Tipo de clima Área de ocorrência Características

Leia mais

PIB do Agronegócio CEPEA-USP/CNA Janeiro a abril de 2008 NÚMEROS BONS E ESTÁVEIS PARA O AGRONEGÓCIO EM ABRIL

PIB do Agronegócio CEPEA-USP/CNA Janeiro a abril de 2008 NÚMEROS BONS E ESTÁVEIS PARA O AGRONEGÓCIO EM ABRIL NÚMEROS BONS E ESTÁVEIS PARA O AGRONEGÓCIO EM ABRIL O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro estimado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea),

Leia mais

FACT-SHEET. Cana-de-Açúcar, Milho e Soja. Programa Agricultura e Meio Ambiente. WWF - Brasil

FACT-SHEET. Cana-de-Açúcar, Milho e Soja. Programa Agricultura e Meio Ambiente. WWF - Brasil FACT-SHEET Cana-de-Açúcar, Milho e Soja Programa Agricultura e Meio Ambiente WWF - Brasília Março 28 WWF- Secretaria Geral Denise Hamú Superintendência de Conservação de Programas Temáticos Carlos Alberto

Leia mais

El Sistema Cooperativo Agrario como Herramienta para la Inserción Competitiva de la Agricultura Familiar en los Mercados

El Sistema Cooperativo Agrario como Herramienta para la Inserción Competitiva de la Agricultura Familiar en los Mercados El Sistema Cooperativo Agrario como Herramienta para la Inserción Competitiva de la Agricultura Familiar en los Mercados O que é Agricultura Familiar no Brasil Lei 11326 Art. 3o Para os efeitos desta Lei,

Leia mais

LISTA DE FIGURAS... LISTA DE GRÁFICOS... LISTA DE QUADROS... LISTA DE TABELAS...

LISTA DE FIGURAS... LISTA DE GRÁFICOS... LISTA DE QUADROS... LISTA DE TABELAS... 7 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS... LISTA DE GRÁFICOS... LISTA DE QUADROS... LISTA DE TABELAS... INTRODUÇÃO... 1 DETERMINANTES E EVOLUÇÃO DAS DISPARIDADES REGIONAIS: ENTENDIMENTO DO PROBLE- MA... 2 A ELEIÇÃO

Leia mais

RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 9 o ANO

RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 9 o ANO RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 9 o ANO Unidade 5 1. (D) Arábia Saudita e Irã (A) Rússia (F) Indonésia e Tailândia (C) Índia e Paquistão (E) China e Japão (B) Cazaquistão e Uzbequistão 2.

Leia mais

BRASIL PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO 2011/2012 a 2021/2022

BRASIL PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO 2011/2012 a 2021/2022 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA BRASIL PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO 211/212 a 221/222 RESUMO EXECUTIVO* APRESENTAÇÃO Este trabalho é uma atualização e revisão

Leia mais

FATORES CRÍTICOS À COMPETITIVIDADE DA SOJA NO PARANÁ E NO MATO GROSSO

FATORES CRÍTICOS À COMPETITIVIDADE DA SOJA NO PARANÁ E NO MATO GROSSO FATORES CRÍTICOS À COMPETITIVIDADE DA SOJA NO PARANÁ E NO MATO GROSSO Por: Carlos Eduardo Cruz Tavares 1 São várias as cadeias produtivas que constituem o complexo agroalimentar, destacando-se entre elas,

Leia mais

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de Desempenho da Agroindústria No fechamento do primeiro semestre de 2005, a agroindústria registrou crescimento de 0,3%, taxa bastante inferior à assinalada pela média da indústria brasileira (5,0%) no mesmo

Leia mais

PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ TERMO DE REFERÊNCIA

PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ TERMO DE REFERÊNCIA PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ Acordo de Doação Nº TF016192 TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL DE LONGO

Leia mais

Município de Colíder MT

Município de Colíder MT Diagnóstico da Cobertura e Uso do Solo e das Áreas de Preservação Permanente Município de Colíder MT Paula Bernasconi Ricardo Abad Laurent Micol Julho de 2008 Introdução O município de Colíder está localizado

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE BIODIESEL: COMPARAÇÃO ENTRE DOIS BRASIS

PROGRAMA NACIONAL DE BIODIESEL: COMPARAÇÃO ENTRE DOIS BRASIS Trabajo Nº: 6233 6-Problemática de los espacios agrários SAMPAIO, Mateus de Almeida Prado (Universidade de São Paulo/USP - Brasil) E-mail: mapas@usp.br PROGRAMA NACIONAL DE BIODIESEL: COMPARAÇÃO ENTRE

Leia mais