Estudo Especial. Evolução do EC Bahia Finanças e Marca 2008/2012

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estudo Especial. Evolução do EC Bahia Finanças e Marca 2008/2012"

Transcrição

1 Estudo Especial Evolução do EC Bahia Finanças e Marca 2008/2012 1

2 Sumário Introdução... pg 04 Análise do Balanço Patrimonial... pg 05 Highlights... pg 06 Principais Indicadores... pg 16 Valor da Marca... pg 27 Conclusão... pg 31 2

3 3

4 Introdução O presente estudo visa analisar a evolução das finanças e da marca do Esporte Clube Bahia, entre os anos 2008 e Para chegar às principais conclusões, dividimos o Estudo em duas partes, conforme abaixo: 1) Levantamento dos dados a partir de análise dos Balanços financeiros dos últimos 5 anos, que nos foram entregue pelo próprio Clube; 2) Formulação de indicadores que sejam relevantes para a análise da evolução econômico-financeira do clube e sua comparação com os demais players do mercado. A seguir a primeira parte do Estudo: 4

5 EC BAHIA ANÁLISE DO BALANÇO PATRIMONIAL E DEMOSTRATIVO DE RESULTADOS 5

6 Highlights - Crescimento das Receitas em 267% nos últimos 5 anos; - Crescimento dos Ativos em 207% em 5 anos; - Crescimento de 177% dos Investimentos no Futebol em 4 anos; - Crescimento de 140% do Endividamento Líquido em 4 anos; - Redução de 21% da relação entre Endividamento Líquido e Receitas em 4 anos. Importante salientar que os dados de balanço referentes a 2008 possuem pouca abertura das contas, dificultando uma melhor análise; Nível de Disclosure das informações vem melhorando gradativamente ano a ano, até atingir um patamar satisfatório em 2012; 6

7 EC BAHIA - Evolução das Principais contas do Balanço / R$ Mil CONTA ATIVO ATIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos Contas a Receber Adiantamentos Outras Contas ATIVO NÃO CIRCULANTE Realizável a Longo Prazo Mútuo - Bahia S/A Depósito Judicial Despesas Antecipadas Outras Contas a Receber

8 CONTA Investimentos Imobilizado Intangíveis Custo Formação Atletas Outros intangíveis TOTAL ATIVO PASSIVO Passivo Circulante Fornecedores Empréstimos Bancários Adiantamentos Obrigações Trabalhistas e Previd Obrigações Fiscais e Tributárias Provisões trabalhistas / Cíveis Acordos Trabalhistas Cessões Direitos Econômicos/Federat Tributos Parcelados Outras contas a pagar Receitas a apropriar

9 CONTA Passivo Não Circulante Créditos Coligada e controlada Empréstimos e Financiamentos Adiantamento Clube dos Treze Impostos/Timemania /Parcelam IPTU Adiantamento de Clientes Receitas a apropriar Outros PATRIMÔNIO SOCIAL Reserva Déficit Acumulado Déficit do Período TOTAL PASSIVO

10 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO CONTA RECEITA BRUTA Jogos de Futebol Televisionamento / Pay per view Publicidade / Patrocínio / Royalties Sócios Premiação em campeonatos Loterias Mecanismo de solid. / clube formador Negociação de atletas Outras Receitas (-) Impostos sobre Receitas RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA

11 Evolução das Receitas Totais - R$ Milhões 70 66, , ,2 20,

12 CONTA CUSTOS OPERACIONAIS Custo da atividade de futebol nd Pessoal / encargos / Benefícios nd Empréstimo/Negociação de Atletas nd Baixa/Liberação de Atletas nd Amortização de Direitos Federativos nd Viagens e Hospedagem nd Aluguéis Imóveis nd Taxas Federação nd Serviços de Terceiros nd Manutenção e Reformas nd -285 Atividade esportiva nd Realização de Jogos nd Gerais nd Custos da atividade de Marketing nd Pessoal / encargos / Benefícios nd Ações de Marketing nd Serviços de Terceiros nd Outras nd

13 CONTA Custos manutenção da sede Pessoal / encargos / Benefícios Administrativas e Gerais Custos Administrativos Pessoal / encargos / Benefícios Administrativas e Gerais Depreciação / Amortização Serviços de Terceiros Financeira Líquida Despesas Tributárias Outros Outros Custos nd Pessoal / encargos / Benefícios nd Custos Atletas Formação nd Outras Receitas e Despesas Venda de Bens Líquida RESULTADO DO PERÍODO

14 Evolução do Resultado líquido - R$ Milhões 0,0-2,0-4,0-3,1-6,0-8,0-10,0-12,0-9,9-14,0-16,0-18,0-20,0-14,5-18,

15 Evolução do Prejuízo anual em relação às Receitas totais 0% -10% -5% -20% -30% -40% -50% -48% -50% -60% -70% -80% -80%

16 EC BAHIA PRINCIPAIS INDICADORES 16

17 PRINCIPAIS INDICADORES CONTA ENDIVIDAMENTO Endividamento total Ativo Circulante Realizável a longo prazo Passivo Circulante Exigível a Longo Prazo Endividamento / Receita operacional nd 143% 178% 158% 92% Receitas com o Futebol nd , , , ,9 Despesas com o Futebol nd , , , ,9 Resultado operacional do Futebol nd , , , ,0 17

18 Evolução do Endividamento - R$ Milhões ,4 61, , , ,

19 Evolução da Relação Endividamento / Receita anual 2,00 1,80 1,60 1,43 1,78 1,58 1,40 1,20 1,00 0,80 0,92 0,60 0,40 0,20 0,

20 CONTA Despesas com o Futebol Despesas com o Futebol nd Despesas c/ o futebol / Total de Despesas nd 61,4% 72,9% 74,2% 82,1% Despesas c/ o futebol / Total de Receitas nd 107% 104% 106% 81% Despesas com Pessoal Despesas com Pessoal / Encargos / Benefícios nd Despesas com Pessoal / Total de Despesas nd 63% 46% 53% 60% Despesas com Pessoal / Total de Receitas nd 110% 65% 75% 59% Despesas Financeiras Despesas Financeiras Líquidas nd Despesas Financeiras Líquidas / Total de despesas nd 3% 5% 10% 14% Despesas Financeiras Líquidas / Total de Receitas nd 5% 7% 14% 14% 20

21 CONTA Distribuição dos Custos Em R$ Custo da atividade de futebol nd Custos da atividade de Marketing nd Custos manutenção da sede nd Custos Administrativos nd Outros Custos nd Total nd Em % do total Custo da atividade de futebol nd 61% 73% 74% 73% Custos da atividade de Marketing nd 2% 3% 5% 2% Custos manutenção da sede nd 2% 3% 1% 1% Custos Administrativos nd 7% 11% 17% 20% Outros Custos nd 28% 9% 3% 3% Total 0,0 100% 100% 100% 100% 21

22 Evolução da Distribuição das despesas totais 1% 100% 90% 80% 70% 13% 9% 3% 9% 12% 3% 5% 17% 5% 21% 3% 60% 50% 40% 76% 76% 73% 76% 30% 20% 10% 0% Futebol Marketing Administrativos Outros 22

23 CONTA Distribuição das Receitas Em R$ Receitas com TV nd Receitas com Jogos nd Receitas com Publicidade nd Receitas com Sócios nd Receitas com Jogadores nd Outras Receitas nd Total de Receitas nd Em % do total Receitas com TV nd 33% 28% 41% 44% Receitas com Jogos nd 54% 51% 33% 17% Receitas com Publicidade nd 11% 18% 11% 14% Receitas com Sócios nd 1% 0% 6% 6% Receitas com Jogadores nd 0% 0% 0% 13% Outras Receitas nd 1% 3% 8% 6% Total de Receitas nd 100% 100% 100% 100% 23

24 Evolução da Distribuição das Receitas totais 100% 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% 11% 33% 54% 1% 1% 3% 18% 28% 51% 8% 6% 11% 41% 33% 6% 13% 6% 14% 44% 17% Jogos TV Publicidade / Patrocínio Sócios Atletas Outros 24

25 Receitas e Dívida por torcedor Estimativa de nº de torcedores - Milhões 2,22 2,26 2,31 2,36 2,40 Dívida por torcedor nd 11,5 15,9 24,8 25,5 Receita por torcedor nd 8,0 8,9 15,7 27,7 Evolução da Relação Dívida e Receita por torcedor 30,0 24,8 25,5 27,7 25,0 20,0 15,9 15,7 15,0 10,0 11,5 8,0 8,9 5,0 0,

26 CONTA Capital Circulante Líquido , , , , ,6 (Ativo circulante - Passivo Circulante) Índice de liquidez CORRENTE (a curto prazo) 0,03 0,13 0,14 0,46 0,64 (Ativo circulante / Passivo Circulante) Índice de liquidez geral 0,08 0,07 0,37 0,53 0,61 (AC+ARLP/PC+PELP) Índice de solvência geral 0,98 0,47 0,57 0,65 0,70 (AT/PC+PELP) Índice de Endividamento Geral 0,98-0,12 0,24 0,45 0,57 Ativo total - Patrimônio Líquido / Ativo Total Endividamento a curto prazo 1,0 2,1 1,8 1,5 1,4 (PC + ELP)/Ativo Multiplicador do Capital Próprio (MKP) -49,8-0,9-1,3-1,8-2,3 Ativo Total/ Patrimônio Líquido MKP = AT/PL Taxa de retorno dos ativos -3,4% -110,3% -29,9% -23,3% -2,8% Lucro líquido / Ativo Total Taxa de retorno do Capital Próprio -169% -98% -39% -42% -7% Lucro líquido / PL 26

27 EC BAHIA VALOR DA MARCA 27

28 Valor da Marca Bahia O cálculo do valor da marca de um clube leva em consideração uma série de variáveis que vão desde os dados financeiros até o potencial de consumo dos torcedores, mercado em que o clube está inserido, etc. Entre 2009 e 2012 o Bahia foi, segundo dados da Consultoria BDO, o clube Brasileiro com maior valorização da marca no Brasil. Em 2009 a Marca Bahia estava avaliada em R$ 13,6 milhões, o que colocava o clube na 20ª posição Nacional. Em 2012 o valor da Marca atingiu R$ 55 milhões, um crescimento de 304% em 3 anos, tornando o clube o 15º do Ranking Nacional. No mesmo período, o crescimento médio dos 17 clubes mais valiosos foi de 53%. 28

29 EC BAHIA - Evolução do Valor da marca - R$ Milhões 60 55, , ,6 20,

30 Valorização anual do valor da marca a % 50% 40% 59% 30% 20% 10% 0% Bahia 15% 17 maiores 30

31 Conclusão Os últimos 4 anos foram de substancial melhoria nas condições financeiras do EC Bahia. As receitas em 2012 atingiram um patamar recorde de R$ 66,7 milhões, impulsionadas pelas receitas com transmissão de TV e Pay per view, e também por um substancial crescimento das receitas com publicidade, patrocínio e royalties. O aumento das Receitas do EC Bahia nos últimos 5 anos é o maior entre os 17 maiores clubes do País, atingindo 267%, o que abriu especo para um crescimento dos Gastos com o Futebol de 177% no período, e ainda assim uma redução do déficit em 2012 da ordem de 83%. Neste ponto, é importante uma atenção especial ao crescimento das despesas financeiras, que se mantém em um patamar de 14% das receitas totais nos últimos 2 anos. Outra melhora importante foi notada na relação entre as Despesas com o futebol e as receitas totais, que caíram de um patamar de 107% em 2009 para 81% em Essa é uma importante referência de sustentabilidade e eficiência da gestão do futebol, sendo o nível de 60% internacionalmente considerado como ideal. No Brasil, a média dos 17 maiores clubes é de 85%. O Endividamento líquido do clube subiu 140% nos últimos 5 anos, patamar bastante inferior ao crescimento das receitas, o que gerou uma grande melhoria na 31

32 relação Dívida / Receitas, que caiu 21% nos últimos 4 anos, passando de 143% em 2009 para 92% em Entre os 17 maiores clubes Brasileiros, somente 3 possuem relação Dívida / Receitas inferior a 100%. Por último, chama bastante a atenção o forte crescimento do valor da marca do Bahia, que passou de R$ 13,6 milhões em 2009 (20ª do Brasil) para R$ 55 milhões em 2012 (15ª do Brasil), uma elevação de 304% em apenas 3 anos. Este é o maior crescimento entre os 17 maiores clubes do Brasil e muito superior ao crescimento médio do mercado no período, que foi de apenas 53%. É nítida a melhora das condições financeiras do clube nos últimos 4 anos, mesmo que ainda estejam em um patamar aquém do desejável. A manutenção do clube na elite do Futebol brasileiro, a volta à Fonte Nova, e um aumento do aproveitamento do elevado potencial de consumo da fanática torcida do Bahia devem garantir um crescimento sustentado das receitas futuras do clube. Porém, é imperativo que esse crescimento de receitas seja utilizado para manter o difícil equilíbrio entre a necessidade de investimentos crescentes no futebol e a manutenção de uma situação financeira favorável que mantenha a trajetória de queda do endividamento do clube, aumentando a capacidade futura de investimento e, consequentemente, o nível de competitividade dentro de campo. 32

33 33

34 Conheça a Pluri Consultoria PESQUISA, ANÁLISE, CENÁRIOS E TENDÊNCIAS, estes são os nossos PILARES. Somos uma empresa que busca resultados CONCRETOS para seus clientes a partir da união das áreas de ECONOMIA, GESTÃO e MARKETING. Nosso foco está voltado para um melhor entendimento dos mercados que propicie a maximização de RESULTADOS, por isso podemos ajudar DECISIVAMENTE nossos clientes. O Esporte levado a Sério Pluri SPORT BUSINESS A experiência da PLURI em INTELIGÊNCIA DE MERCADO e GESTÃO, aplicada em projetos de consultoria para o mercado esportivo, abrangendo empresas patrocinadoras, investidores, clubes, entidades e atletas. Pluri Marketing Esportivo, Pluri Pesquisas Esportivas, Pluri Gestão Esportiva, Pluri Sport Manager, Pluri Palestras. Saiba +: Este relatório foi elaborado pela Pluri Consultoria e é distribuído com a finalidade única de prestar informações ao mercado em geral. A Pluri Consultoria não se responsabiliza por quaisquer prejuízos de quaisquer natureza por perdas diretas ou indiretas derivadas do uso das informações constantes do mencionado relatório de seu conteúdo. 34

Análise de Balanço 2013 BOTAFOGO de Futebol e Regatas

Análise de Balanço 2013 BOTAFOGO de Futebol e Regatas Ressonância Financeira Análise de Balanço 2013 BOTAFOGO de Futebol e Regatas PLURI Consultoria São Paulo - Brasil Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Fernando Ferreira Economista, Especialista

Leia mais

Análise de Balanço 2013 São Paulo FC

Análise de Balanço 2013 São Paulo FC Ressonância Financeira Análise de Balanço 2013 São Paulo FC PLURI Consultoria São Paulo - Brasil Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria 2 Dados Gerais 3 Principais Números de 2013 4 Indicadores

Leia mais

PLURI Especial. Ressonância Financeira dos Clubes Brasileiros Parte 1 Resultados 25 maiores Clubes

PLURI Especial. Ressonância Financeira dos Clubes Brasileiros Parte 1 Resultados 25 maiores Clubes Ressonância Financeira dos Clubes Brasileiros Parte 1 Resultados 25 maiores Clubes PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria

Leia mais

Clubes Brasileiros exploram menos de 0,07% do Rendimento de seus Torcedores. PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo.

Clubes Brasileiros exploram menos de 0,07% do Rendimento de seus Torcedores. PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. PLURI Especial Clubes Brasileiros exploram menos de 0,07% do Rendimento de seus Torcedores PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria

Leia mais

Análise de Balanço 2013 Clube de Regatas do Flamengo

Análise de Balanço 2013 Clube de Regatas do Flamengo Ressonância Financeira Análise de Balanço 2013 Clube de Regatas do Flamengo PLURI Consultoria São Paulo - Brasil Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria 2 Dados Gerais do clube 3 Situação

Leia mais

PLURI Especial Valor de mercado dos Campeonatos Estaduais e Copa do Nordeste 2014

PLURI Especial Valor de mercado dos Campeonatos Estaduais e Copa do Nordeste 2014 PLURI Especial Valor de mercado dos Campeonatos Estaduais e Copa do Nordeste 2014 PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria

Leia mais

PLURI Especial O ciclo virtuoso de um clube vencedor

PLURI Especial O ciclo virtuoso de um clube vencedor PLURI Especial O ciclo virtuoso de um clube vencedor PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Fernando Ferreira Economista,

Leia mais

PLURI Especial Despesas Financeiras de R$ 1,7 Bi explicam boa parte dos prejuízos dos Clubes Brasileiros

PLURI Especial Despesas Financeiras de R$ 1,7 Bi explicam boa parte dos prejuízos dos Clubes Brasileiros PLURI Especial Despesas Financeiras de R$ 1,7 Bi explicam boa parte dos prejuízos dos Clubes Brasileiros PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria

Leia mais

Taxa de ocupação dos estádios Brasileiros foi de 26% em 2013

Taxa de ocupação dos estádios Brasileiros foi de 26% em 2013 Taxa de ocupação dos estádios Brasileiros foi de 26% em 2013 PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. São Paulo - Brasil Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria

Leia mais

Comparando as finanças dos clubes Parte 2: Despesas e Resultado

Comparando as finanças dos clubes Parte 2: Despesas e Resultado Ressonância Financeira Comparando as finanças dos clubes Parte 2: Despesas e Resultado Fernando Ferreira - Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte e Pesquisa de Mercado, Diretor da Pluri

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012

NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES 1. BREVE HISTÓRICO DO CLUBE CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 O Esporte Clube Vitória, fundado na cidade do Salvador, onde tem foro e sede,

Leia mais

PLURI ESPECIAL DÍVIDA POR TORCEDOR DOS PRINCIPAIS CLUBES DO BRASIL

PLURI ESPECIAL DÍVIDA POR TORCEDOR DOS PRINCIPAIS CLUBES DO BRASIL PLURI ESPECIAL DÍVIDA POR TORCEDOR DOS PRINCIPAIS CLUBES DO BRASIL Autor Fernando Pinto Ferreira Economista, especialista em Pesquisa de Mercado, Gestão e Marketing do Esporte fernando@pluriconsultoria.com.br

Leia mais

PLURI Especial Valor de mercado dos Clubes da Copa Bridgestone Libertadores 2014

PLURI Especial Valor de mercado dos Clubes da Copa Bridgestone Libertadores 2014 PLURI Especial dos Clubes da Copa Bridgestone Libertadores 2014 PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Fernando Ferreira

Leia mais

3º Ranking Mundial de Público nos Estádios 2013/14

3º Ranking Mundial de Público nos Estádios 2013/14 PLURI Especial 3º ing Mundial de nos Estádios /14 Fernando Ferreira Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte e Pesquisa de Mercado, Diretor da Pluri Consultoria, da BrSM Brasil e Sportfood

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

PLURI Especial O faturamento das Confederações Esportivas do Brasil

PLURI Especial O faturamento das Confederações Esportivas do Brasil PLURI Especial O faturamento das Confederações Esportivas do Brasil PLURI Consultoria Pesquisa, Gestão e marketing Esportivo. Curitiba-PR Twitter: @pluriconsult www.facebook.com/pluriconsultoria Fernando

Leia mais

O valor de mercado dos Clubes que disputam o Campeonato Brasileiro 2013

O valor de mercado dos Clubes que disputam o Campeonato Brasileiro 2013 PLURI Valuation O valor de mercado dos Clubes que disputam o Campeonato Brasileiro 2013 PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria

Leia mais

PLURI Especial O uso das mídias sociais pelos Clubes Brasileiros

PLURI Especial O uso das mídias sociais pelos Clubes Brasileiros PLURI Especial O uso das mídias sociais pelos Clubes Brasileiros PLURI Consultoria Pesquisa, Gestão e marketing Esportivo. Curitiba-PR Twitter: @pluriconsult www.facebook.com/pluriconsultoria Autor: Roberto

Leia mais

Clubes Europeus avançam sobre Torcedores Brasileiros

Clubes Europeus avançam sobre Torcedores Brasileiros PLURI View Clubes Europeus avançam sobre Torcedores Brasileiros PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Curitiba-PR Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Fernando

Leia mais

1º CASO Cia. INVESTIDORA S.A.

1º CASO Cia. INVESTIDORA S.A. 1º CASO Cia. INVESTIDORA S.A. O quadro a seguir apresenta o Balancete de Verificação da Cia. Investidora S.A. em 31/12/X1. Contas Saldo ($) Contas Saldo ($) Depósitos Bancários 182.000 Financiamentos L.

Leia mais

10. Balanço Patrimonial. 10.1 Plano de Contas

10. Balanço Patrimonial. 10.1 Plano de Contas 10. Balanço Patrimonial 10.1 Plano de Contas É um elemento sistematizado e metódico de todas as contas movimentadas por uma empresa. Cada empresa deverá ter seu próprio plano de contas de acordo com suas

Leia mais

Quase 6 Bilhões de Euros em campo!

Quase 6 Bilhões de Euros em campo! PLURI Sportmetric Valor de mercado das Seleções que disputarão a Copa 2014 PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Fernando

Leia mais

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO 1) Considere os demonstrativos a seguir: Balanço Patrimonial em 31.12.2011 Ativo Passivo Ativo Circulante R$ 252.000,00 Passivo Circulante R$ 168.000,00 Ativo Imobilizado R$ 348.000,00

Leia mais

ASPECTOS AVANÇADOS NA ANÁLISE

ASPECTOS AVANÇADOS NA ANÁLISE ASPECTOS AVANÇADOS NA ANÁLISE! O que é Necessidade de Capital de Giro (NCG)! Como se determina a NCG! Reclassificação das contas do Ativo e Passivo Circulante! Causas das variações da NCG Autores: Francisco

Leia mais

PLURI Especial Clubes Brasileiros acumulam R$ 1,8 Bi de prejuízo nos últimos 6 anos

PLURI Especial Clubes Brasileiros acumulam R$ 1,8 Bi de prejuízo nos últimos 6 anos PLURI Especial Clubes Brasileiros acumulam 1,8 Bi de nos últimos 6 anos PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Fernando

Leia mais

PLURI Especial Balanço de receitas com bilheteria no Paulistão 2013

PLURI Especial Balanço de receitas com bilheteria no Paulistão 2013 PLURI Especial Balanço de receitas com bilheteria no Paulistão 2013 PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Autor: Everton

Leia mais

Ranking dos Clubes Brasileiros por Saúde financeira

Ranking dos Clubes Brasileiros por Saúde financeira Ressonância Financeira PLURI Ranking dos Clubes Brasileiros por Saúde financeira Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte e Pesquisa de Mercado, Diretor da Pluri Consultoria, da Trio Gestão

Leia mais

INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM

INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES A BDO International é uma rede mundial

Leia mais

Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM

Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes... 1 Demonstrações financeiras auditadas

Leia mais

Porque estádios tão vazios? Pt. 3. 17 Motivos para NÃO ir aos Estádios. Fernando Ferreira

Porque estádios tão vazios? Pt. 3. 17 Motivos para NÃO ir aos Estádios. Fernando Ferreira PLURI Especial Porque estádios tão vazios? Pt. 3 17 Motivos para NÃO ir aos Estádios PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Curitiba-PR Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria

Leia mais

12 propostas para TRANSFORMAR o futebol Brasileiro

12 propostas para TRANSFORMAR o futebol Brasileiro Visão PLURI 12 propostas para TRANSFORMAR o futebol Brasileiro PLURI Consultoria São Paulo - Brasil Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Fernando Ferreira Economista, Especialista em Gestão

Leia mais

Finanças dos clubes brasileiros em 2013

Finanças dos clubes brasileiros em 2013 Finanças dos clubes brasileiros em 2013 Maio de 2014 Dados financeiros dos clubes de futebol do Brasil mostram um desequilíbrio entre as receitas e despesas. A bolha do futebol brasileiro enfim apareceu.

Leia mais

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO CIRCULANTE Notas 6.637.617 7.393.842 Disponibilidades 1.048.777 742.707 Créditos a receber de clientes 4.1 1.832.535 2.646.556 Créditos a receber - outros

Leia mais

Valor de mercado das Seleções após a Copa 2014

Valor de mercado das Seleções após a Copa 2014 PLURI Consultoria São Paulo - Brasil Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Valor de mercado das Seleções após a Copa 2014 Fernando Ferreira Economista, Especialista em Gestão e Marketing

Leia mais

O Impacto das novas arenas sobre o público e a Renda do Campeonato Brasileiro

O Impacto das novas arenas sobre o público e a Renda do Campeonato Brasileiro PLURI Especial O Impacto das novas arenas sobre o público e a Renda do Campeonato Brasileiro Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte e Pesquisa de Mercado, Diretor da Pluri Consultoria,

Leia mais

Moneyball, e a maneira como se contratam jogadores no Brasil

Moneyball, e a maneira como se contratam jogadores no Brasil Moneyball, e a maneira como se contratam jogadores no Brasil Autor Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte e Pesquisa de Mercado. Twitter: @fernandopluri PLURI Consultoria Sport Business,

Leia mais

PLURI Consultoria Pesquisa, Gestão e marketing Esportivo. Curitiba-PR. www.pluriconsultoria.com.br

PLURI Consultoria Pesquisa, Gestão e marketing Esportivo. Curitiba-PR. www.pluriconsultoria.com.br PLURI Especial - Os Clubes de maior faturamento no Mundo Parte I Os 30 maiores de Futebol PLURI Consultoria Pesquisa, Gestão e marketing Esportivo. Curitiba-PR Twitter: @pluriconsult www.facebook.com/pluriconsultoria

Leia mais

Ranking Brasileiro de público nos Estádios em 2013, por clube

Ranking Brasileiro de público nos Estádios em 2013, por clube Ranking Brasileiro de público nos Estádios em 2013, por clube PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. São Paulo - Brasil Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria

Leia mais

Valor de Mercado dos Times que disputam o Brasileirão - Série A

Valor de Mercado dos Times que disputam o Brasileirão - Série A Sportmetric Valor de Mercado dos Times que disputam o Brasileirão - Série A PLURI Consultoria São Paulo - Brasil Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Estimamos o valor total dos elencos

Leia mais

Análise Financeira. Universidade do Porto Faculdade de Engenharia Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Economia e Gestão

Análise Financeira. Universidade do Porto Faculdade de Engenharia Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Economia e Gestão Análise Financeira Universidade do Porto Faculdade de Engenharia Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Economia e Gestão Introdução Objectivos gerais avaliar e interpretar a

Leia mais

DR - Empresa de Distribuição e Recepção de TV Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de

DR - Empresa de Distribuição e Recepção de TV Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 1. Globalconsulting Assessoria Contábil Ltda., empresa devidamente inscrita no Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo

Leia mais

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2004 e Parecer dos Auditores Independentes Parecer dos Auditores Independentes 03 de fevereiro

Leia mais

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_...

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... Página 1 de 14 CONTABILIDADE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Considerações ROTEIRO 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO

Leia mais

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil)

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 1.829 Fornecedores 58.422 Contas a Receber 238.880

Leia mais

Impacto da MP das dívidas nas finanças dos clubes brasileiros

Impacto da MP das dívidas nas finanças dos clubes brasileiros Impacto da MP das dívidas nas finanças dos clubes brasileiros Março de 2015 Cálculo estimado do valor das parcelas que cada clube terá que pagar mensalmente ao Governo para estar em dia com o refinanciamento.

Leia mais

Evolução das finanças dos clubes brasileiros -2003-2012 Janeiro de 2013

Evolução das finanças dos clubes brasileiros -2003-2012 Janeiro de 2013 Evolução das finanças dos clubes brasileiros -2003-2012 Janeiro de 2013 Destaques do Estudo O mercado brasileiro de clubes de futebol cresceu muito em receitas entre 2003 e 2011, passando de R$ 805 milhões

Leia mais

Relatório dos auditores independentes. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2014 e 2013

Relatório dos auditores independentes. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis MAA/MFD/YTV 2547/15 Demonstrações contábeis Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis Balanços patrimoniais

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 CONTEÚDO Relatório dos auditores independentes Quadro 1 - Balanço

Leia mais

8º VALOR DAS MARCAS DOS CLUBES BRASILEIROS FINANÇAS DOS CLUBES

8º VALOR DAS MARCAS DOS CLUBES BRASILEIROS FINANÇAS DOS CLUBES 8º VALOR DAS MARCAS DOS CLUBES BRASILEIROS FINANÇAS DOS CLUBES 2015 Sumário Prefácio 5 FIFA Fédération Internationale de Football Association 6 CBF Confederação Brasileira de Futebol 9 Federações Estaduais

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO Olá, pessoal! Hoje trago uma aula sobre a Demonstração do Valor Adicionado DVA, que foi recentemente tornada obrigatória para as companhias abertas pela Lei 11.638/07, que incluiu o inciso V ao art. 176

Leia mais

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL. FASF - Faculdade Sagrada Família - Curso de Administração - Disciplina Contabilidade Geral - 3º periodo

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL. FASF - Faculdade Sagrada Família - Curso de Administração - Disciplina Contabilidade Geral - 3º periodo ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL Introdução Já sabemos que o Patrimônio é objeto da contabilidade, na qual representa o conjunto de bens, diretos e obrigações. Esta definição é muito importante estar claro

Leia mais

4. O balancete de verificação de uma certa empresa apresentava os seguintes saldos em 31.12.x1: $ 4.500 $ 2.750 $ 800 $ 4.250

4. O balancete de verificação de uma certa empresa apresentava os seguintes saldos em 31.12.x1: $ 4.500 $ 2.750 $ 800 $ 4.250 MÚLTIPLA ESCOLHA 1 Não integra o Ativo: a contas representativas de origem dos recursos b contas com saldo devedor c contas representativas de bens d contas representativas de direitos e capital fixo e

Leia mais

Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC. Renato Tognere Ferron

Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC. Renato Tognere Ferron Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC Renato Tognere Ferron Relatórios Contábeis Relatórios Contábeis Obrigatórios Exigidos pela Lei das Sociedades por ações Sociedade Anônima Deverão ser publicados Ltdas.

Leia mais

TRABALHO AVALIATIVO Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Contabilidade Financeira e Orçamentaria II Turma: 7º Periodo

TRABALHO AVALIATIVO Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Contabilidade Financeira e Orçamentaria II Turma: 7º Periodo TRABALHO AVALIATIVO Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Contabilidade Financeira e Orçamentaria II Turma: 7º Periodo Elaboração do Trabalho: valor 3,0 Apresentação : Valor 3,0 (Impressa/escrita e Slides)

Leia mais

DUE DILIGENCE CASO PRÁTICO - SOLUÇÃO RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES

DUE DILIGENCE CASO PRÁTICO - SOLUÇÃO RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES DUE DILIGENCE CASO PRÁTICO - SOLUÇÃO RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES 20 de maio de 20X2. Ilmos Srs. Diretores e Sócios Quotistas de B-PÓT S/A SÃO PAULO - SP Consoante instruções recebidas de V.Sªs.,

Leia mais

ATIVO Notas 2009 2008

ATIVO Notas 2009 2008 BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO Notas 2009 2008 CIRCULANTE Caixa e bancos 20.723 188.196 Contas a receber 4 903.098 806.697 Outras contas a receber 5 121.908 115.578 Estoques 11.805 7.673

Leia mais

ASPECTOS GERAIS NA ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DAS EMPRESAS

ASPECTOS GERAIS NA ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DAS EMPRESAS ASPECTOS GERAIS NA ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DAS EMPRESAS Resolução CFC nº 1.418/2012 ITG 1000. CONVÊNIO CRCGO / SCESGO NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE MODELO CONTÁBIL PARA MICROEMPRESA

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Justificativa Elevamos nossa avaliação para o valor de mercado de Neymar, do Barcelona, em 22,6%, de 55 milhões para 67,4 milhões.

Justificativa Elevamos nossa avaliação para o valor de mercado de Neymar, do Barcelona, em 22,6%, de 55 milhões para 67,4 milhões. Análise do Valor de Mercado Neymar - Barcelona PLURI Consultoria - O Esporte levado a Sério www.pluriconsultoria.com.br DISCLOSURE: Esta é uma avaliação estritamente técnica e baseada em modelo metodológico

Leia mais

Instituto Odeon - Filial Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório de revisão dos auditores independentes

Instituto Odeon - Filial Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório de revisão dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de e relatório de revisão dos auditores independentes Relatório de revisão dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras Aos Administradores

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS CONTÁBEIS

GLOSSÁRIO DE TERMOS CONTÁBEIS GLOSSÁRIO DE TERMOS CONTÁBEIS AMORTIZAÇÃO: Representa a conta que registra a diminuição do valor dos bens intangíveis registrados no ativo permanente, é a perda de valor de capital aplicado na aquisição

Leia mais

O valor de mercado dos Clubes que disputam a Copa Bridgestone Libertadores

O valor de mercado dos Clubes que disputam a Copa Bridgestone Libertadores PLURI Valuation O valor de dos Clubes que disputam a Copa Bridgestone Libertadores PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Curitiba-PR Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultor

Leia mais

TERRITORIAL SÃO PAULO MINERAÇÃO LTDA. Balanços patrimoniais (em Reais)

TERRITORIAL SÃO PAULO MINERAÇÃO LTDA. Balanços patrimoniais (em Reais) Balanços patrimoniais Ativo 2010 (não auditado) 2011 2012 2013 Novembro'14 Dezembro'14 Circulante Caixa e equivalentes de caixa 6.176.733 12.245.935 4.999.737 709.874 1.666.340 2.122.530 Contas a receber

Leia mais

IBRACON NPC nº 25 - CONTABILIZAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA E DA CONSTRIBUIÇÃO SOCIAL

IBRACON NPC nº 25 - CONTABILIZAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA E DA CONSTRIBUIÇÃO SOCIAL IBRACON NPC nº 25 - CONTABILIZAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA E DA CONSTRIBUIÇÃO SOCIAL PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS APLICÁVEIS 1. Este pronunciamento tem por objetivo normatizar o tratamento contábil do imposto de

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DO ALGODÃO- IBA. Relatório dos auditores independentes

INSTITUTO BRASILEIRO DO ALGODÃO- IBA. Relatório dos auditores independentes INSTITUTO BRASILEIRO DO ALGODÃO- IBA Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis em 31 de dezembro de 2010 FPRJ/HÁ/LB/KD 0350/11 INSTITUTO BRASILEIRO DO ALGODÃO - IBA Demonstrações contábeis

Leia mais

PLANO DE CONTAS - GÁS NATURAL

PLANO DE CONTAS - GÁS NATURAL 1 Ativo 1.1 Ativo Circulante 1.1.1 Disponibilidades 1.1.1.1 Caixa e Equivalentes de Caixa 1.1.1.1.01 Caixa 1.1.1.1.02 Depósitos Bancários em Moeda Nacional 1.1.1.1.03 Contas de Poupança 1.1.1.1.04 Numerários

Leia mais

Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes

Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Em 31 de dezembro de 2012 Índice Página Relatório dos auditores

Leia mais

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 Senhor acionista e demais interessados: Apresentamos o Relatório da Administração e as informações

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01907-0 CALAIS PARTICIPAÇÕES S.A. 04.034.792/0001-76 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01907-0 CALAIS PARTICIPAÇÕES S.A. 04.034.792/0001-76 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/28 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

Correção da Prova. Questões: 1, 2, 3, 4, 5 Contabilidade Geral

Correção da Prova. Questões: 1, 2, 3, 4, 5 Contabilidade Geral Correção da Prova Questões: 1, 2, 3, 4, 5 Contabilidade Geral Questão 1 - Acerca das demonstrações contábeis, julgue os itens abaixo e, em seguida, assinale a opção CORRETA. I. O recebimento de caixa resultante

Leia mais

FINANÇAS DOS CLUBES BRASILEIROS E VALOR DAS MARCAS DOS 17 CLUBES MAIS VALIOSOS DO BRASIL

FINANÇAS DOS CLUBES BRASILEIROS E VALOR DAS MARCAS DOS 17 CLUBES MAIS VALIOSOS DO BRASIL FINANÇAS DOS CLUBES BRASILEIROS E VALOR DAS MARCAS DOS 17 CLUBES MAIS VALIOSOS DO BRASIL edição 2012 Sumário Prefácio 5 Finanças dos clubes brasileiros 6 Receita total e 7 receita sem transferências de

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO A MERCADO

LAUDO DE AVALIAÇÃO DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO A MERCADO LAUDO DE AVALIAÇÃO DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO A MERCADO A ACAL CONSULTORIA E AUDITORIA S/S, empresa especializada em avaliações, com escritório na Avenida Paulista 2300, andar Pilotis conj. 60, São Paulo SP,

Leia mais

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603

Conta Descrição 30/06/2012 31/12/2011. 1 Ativo Total 13.041.716 13.025.168. 1.01 Ativo Circulante 955.080 893.603 Conta Descrição 0/06/0 //0 Ativo Total.0.76.05.68.0 Ativo Circulante 955.080 89.60.0.0 Caixa e Equivalentes de Caixa 5.8 7.9.0.0.0 Bens Numerários.0.0.0 Depósitos Bancários.69 6..0.0.0 Aplicações Financeiras.9.5.0.0

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PRÓ-HOPE APOIO À CRIANÇA COM CÂNCER CNPJ 02.072.483/0001-65 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DEZEMBRO DE 2010 E 2009

ASSOCIAÇÃO PRÓ-HOPE APOIO À CRIANÇA COM CÂNCER CNPJ 02.072.483/0001-65 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DEZEMBRO DE 2010 E 2009 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DEZEMBRO DE 2010 E 2009 ATIVO 31/12/2010 31/12/2009 PASSIVO 31/12/2010 31/12/2009 CIRCULANTE 2.067.853,08 1.156.034,03 CIRCULANTE 1.444.697,99 375.899,34 DISPONIBILIDADES 1.284.699,22

Leia mais

COMO CONVERTER DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS BRASILEIRAS PARA A MOEDA AMERICANA (FAS 52)

COMO CONVERTER DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS BRASILEIRAS PARA A MOEDA AMERICANA (FAS 52) COMO CONVERTER DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS BRASILEIRAS PARA A MOEDA AMERICANA (FAS 52)! As principais diferenças entre as normas contábeis brasileiras e americanas (US GAAP)! As taxas de conversão a serem

Leia mais

NO QUE ACREDITAMOS GESTÃO DE RELACIONAMENTO NOSSOS DIFERENCIAIS COMO TRABALHAMOS SOLUÇÕES EXCLUSIVAS RELATÓRIOS PERSONALIZADOS

NO QUE ACREDITAMOS GESTÃO DE RELACIONAMENTO NOSSOS DIFERENCIAIS COMO TRABALHAMOS SOLUÇÕES EXCLUSIVAS RELATÓRIOS PERSONALIZADOS NO QUE ACREDITAMOS GESTÃO DE RELACIONAMENTO NOSSOS DIFERENCIAIS COMO TRABALHAMOS SOLUÇÕES EXCLUSIVAS RELATÓRIOS PERSONALIZADOS Seus imóveis devem trabalhar para você. O imóvel, seja ele fruto de herança

Leia mais

Aula 2 Contextualização

Aula 2 Contextualização Planejamento Financeiro Aula 2 Contextualização Profa. Claudia Abramczuk Definição da quantidade de capital para investimento Movimentações financeiras constituem o patrimônio da empresa O bom planejamento

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS ORIENTAÇÃO OCPC 01 (R1) Entidades de Incorporação Imobiliária

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS ORIENTAÇÃO OCPC 01 (R1) Entidades de Incorporação Imobiliária COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS ORIENTAÇÃO OCPC 01 (R1) Entidades de Incorporação Imobiliária Índice Objetivo e alcance 1 Formação do custo do imóvel, objeto da incorporação imobiliária 2-9 Despesa

Leia mais

FATURAMENTO DO CLUBE

FATURAMENTO DO CLUBE Finanças coloradas têm aumento de receitas e redução de custos Estamos apresentando a situação financeira do Internacional relativamente posição de agosto 2015. Balancete incluindo saldos patrimoniais

Leia mais

O FORMATO NOTA 10 PARA APRESENTAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA (com base em demonstrações financeiras encerradas)

O FORMATO NOTA 10 PARA APRESENTAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA (com base em demonstrações financeiras encerradas) O FORMATO NOTA 10 PARA APRESENTAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA (com base em demonstrações financeiras encerradas) EBITDA e EBIDA juntos. O que separa o EBIDA da geração de caixa operacional efetiva. O que separa

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO SOLIDÁRIO DE MARINGÁ DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DE 31 DE DEZEMBRO DE 2014

INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO SOLIDÁRIO DE MARINGÁ DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DE 31 DE DEZEMBRO DE 2014 INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO SOLIDÁRIO DE MARINGÁ DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DE 31 DE DEZEMBRO DE 2014 1 Maringá, 10 de março de 2015. Ilmo Senhor Diretor Presidente do INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO SOLIDÁRIO DE MARINGÁ.

Leia mais

Balanço Patrimonial: Grupo de Contas

Balanço Patrimonial: Grupo de Contas 3 Balanço Patrimonial: Grupo de Contas 3.1 JUSTIFICATIVAS Como foi visto no capítulo anterior, o Balanço Patrimonial é constituído de Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido. O Ativo, por sua vez, compõe-se

Leia mais

PLURI VIEW O Apagão Tático do Futebol Brasileiro

PLURI VIEW O Apagão Tático do Futebol Brasileiro PLURI VIEW O Apagão Tático do Futebol Brasileiro Autor Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte, e Pesquisa de Mercado. Twitter: @fernandopluri PLURI Consultoria Economia, Sport Business

Leia mais

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Ao Morro do Chapéu Golfe Clube Belo Horizonte, 28 de fevereiro de 2014. Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Anexamos às seguintes demonstrações: 1. Balanço Patrimonial: apresenta a situação patrimonial

Leia mais

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 80 Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 Parecer dos Auditores Independentes 81 Aos Acionistas da Inepar Telecomunicações S.A Curitiba - PR 1. Examinamos

Leia mais

GAIDAS & SILVA AUDITORES INDEPENDENTES

GAIDAS & SILVA AUDITORES INDEPENDENTES RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Aos Administradores do GRÊMIO RECREATIVO BARUERI Examinamos as demonstrações contábeis do GRÊMIO RECREATIVO BARUERI, que compreendem

Leia mais

ANÁLISE DE INDICADORES FINANCEIROS E A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINANCEIRO

ANÁLISE DE INDICADORES FINANCEIROS E A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINANCEIRO ANÁLISE DE INDICADORES FINANCEIROS E A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINANCEIRO Potenciais interessados na análise Sócios/acionistas: extraem da análise das demonstrações financeiras os dados necessários para

Leia mais

É preciso ampliar o público alvo do Futebol Brasileiro

É preciso ampliar o público alvo do Futebol Brasileiro Visão PLURI É preciso ampliar o público alvo do Futebol Brasileiro Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte e Pesquisa de Mercado, Diretor da Pluri Consultoria, da BrSM e Sportfood Franchising

Leia mais

Os 25 Jogadores mais valiosos atuando no Brasil em 2014

Os 25 Jogadores mais valiosos atuando no Brasil em 2014 PLURI Sportmetric Os 25 Jogadores mais valiosos atuando no Brasil em 2014 Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte e Pesquisa de Mercado, Diretor da Pluri Consultoria, da Trio Gestão Esportiva

Leia mais

Esc 90 Telecomunicações Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Junho de 2010 para fins de incorporação

Esc 90 Telecomunicações Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Junho de 2010 para fins de incorporação Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Junho de 2010 1. Globalconsulting Assessoria Contábil Ltda., empresa devidamente inscrita no Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo sob

Leia mais

FEUP - 2010 RELATÓRIO DE CONTAS BALANÇO

FEUP - 2010 RELATÓRIO DE CONTAS BALANÇO relatório de contas 2 FEUP - 2010 RELATÓRIO DE CONTAS BALANÇO FEUP - 2010 RELATÓRIO DE CONTAS 3 4 FEUP - 2010 RELATÓRIO DE CONTAS DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS POR NATUREZAS DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA

Leia mais

INDICADORES FINANCEIROS 1

INDICADORES FINANCEIROS 1 42 INDICADORES FINANCEIROS 1 A série SAIBA MAIS esclarece as dúvidas mais frequentes dos empresários atendidos pelo SEBRAE nas mais diversas áreas: organização empresarial, finanças, marketing, produção,

Leia mais

O QUE É ATIVO INTANGÍVEL?

O QUE É ATIVO INTANGÍVEL? O QUE É ATIVO INTANGÍVEL?! Quais as características do Ativo Intangível?! O problema da mensuração dos Ativos Intangíveis.! O problema da duração dos Ativos Intangíveis. Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br)

Leia mais

Fundamentos Decifrados de Contabilidade

Fundamentos Decifrados de Contabilidade 1 Resultado... 1 1.1 Receitas... 1 1.2 Despesas... 3 1.3 Ajustes... 6 2 Os conceitos de capital e de manutenção do capital... 7 1 Resultado O resultado é a medida mais utilizada para aferir a performance

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

IBRACON NPC nº 20 - DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA

IBRACON NPC nº 20 - DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA IBRACON NPC nº 20 - DEMONSTRAÇÃO DOS FLUOS DE CAIA Princípios Contábeis Aplicáveis 1. A 'Demonstração dos Fluxos de Caixa' refletirá as transações de caixa oriundas: a) das atividades operacionais; b)

Leia mais

Tópicos Especiais de Análise de Balanços

Tópicos Especiais de Análise de Balanços Tópicos Especiais de Análise de Balanços 1- ECONÔMICO X FINANCEIRO Talvez não existam palavras mais empregadas no mundo dos negócios do que econômico e financeiro. Econômico: Refere-se a lucro, no sentido

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

Unidade II AVALIAÇÃO DE EMPRESAS. Prof. Rubens Pardini

Unidade II AVALIAÇÃO DE EMPRESAS. Prof. Rubens Pardini Unidade II AVALIAÇÃO DE EMPRESAS Prof. Rubens Pardini Conteúdo programático Unidade I Avaliação de empresas metodologias simples Unidade II Avaliação de empresas metodologias aplicadas Unidade III Avaliação

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T14

Apresentação de Resultados 3T14 Apresentação de Resultados 3T14 Destaques do Período Início da operação comercial dos parques do LER 2009 Maior complexo de energia eólica da América Latina: 14 parques, 184 aerogeradores, 294,4 MW de

Leia mais