PROCEDIMENTO DE COMITÊ DE ÉTICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCEDIMENTO DE COMITÊ DE ÉTICA"

Transcrição

1 COMPANHIA DOS CURSOS Página: 1 de OBJETIVO A Companhia dos Cursos tem como objetivo informar o aluno sobre o trâmite de entrada do pré-projeto do trabalho de conclusão de curso no comitê de ética da Universidade Chanceladora. 2.0 APLICAÇÃO Esse procedimento será aplicado a todos aos alunos, professores, coordenadores e gerente administrativo. 3.0 RESPONSABILIDADES E AUTORIDADES Cargo Responsabilidade Autoridade DIRETOR GERAL GERÊNCIA ADMINISTRATIVA Controlar a ação do gerente geral e do gerente comercial. Verificação do processo através da Ouvidoria MÁXIMA ACOMPANHAMENTO PROFESSORES ALUNOS Conhecer todos os trâmites para auxiliar em possíveis dúvidas dos alunos. Conhecer o procedimento para que possa ser realizar sua monografia sem atrasos. CONHECIMENTO ATUAÇÃO 4.0 DEFINIÇÕES 4.1 COMITÊ DE ÉTICA (CEP): O comitê de ética em pesquisa é uma exigência da Universidade e da Cia dos Cursos para todos que realizarem coleta de dados de animais, de seres humanos e empresas (dados institucionais arquivados). 5.0 PROCEDIMENTO 5.1 DISPENSA DE COMITÊ DE ÉTICA: Os alunos DISPENSADOS da aprovação do CEP são todos aqueles em que as pesquisas se limitem a realizar revisão de literatura ou pesquisa bibliográfica somente. 5.2 PESQUISAS EM ANDAMENTO: O CEP não aceitará julgar pesquisas que já estão em andamento. Ou seja, o CEP avaliará apenas pesquisas que estão em fase de projeto, ou seja, que serão realizadas. Como tal, o aluno deverá se programar com bastante antecedência para enviar a documentação para o CEP. 17/02/2011 Página 1/9

2 COMPANHIA DOS CURSOS Página: 2 de DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA: Para aqueles que necessitarem da aprovação do CEP, os seguintes documentos se fazem necessários: Preenchimento da Folha de Rosto (FR): O preenchimento da FR dependerá do tema da monografia e da área de atuação de aluno. Pensado no caso dos alunos de GNA, por exemplo, a FR precisará das seguintes informações Informações iniciais sobre a pesquisa (1) Título do projeto de pesquisa: Código, nível, Área Temática, Fase e Unitermos (palavraschave). Para responder essas perguntas basta olhar no fundo da FR e o aluno verá as opções disponíveis. Todos os dados necessários para o preenchimento estão na página 02 desse mesmo documento, que está no anexo 8.2. Por exemplo, para um aluno do curso de GNA, provavelmente as opções corretas sejam as seguintes: Código 4.05; Área de Conhecimento Nutrição; Nível P (prevenção) ou N (não se aplica); Fase (só na área de engenharia não se aplica para Nutrição); Unitermos (citar palavras-chave: por exemplo, desperdício alimentar, nutrição) Sujeitos da Pesquisa: citar o número de sujeitos que formarão a pesquisa (9). Esses sujeitos fazem parte de algum grupo especial citado no item 10? Se a resposta for não, preencher o item Não se aplica Pesquisador Responsável: o pesquisador responsável é o próprio aluno. A instituição a que ele pertence é a universidade parceira da Cia dos Cursos (por exemplo, Universidade Cruzeiro do Sul - Unicsul). O aluno deverá assinar o Termo de Compromisso logo abaixo do tópico Pesquisador Responsável Instituição onde será realizado: nesse tópico o aluno deverá identificar a instituição onde ocorrerá a pesquisa. Por exemplo, Restaurante XYZ. O projeto não será multicêntrico e não haverá participação estrangeira. O Termo de Compromisso deverá ser assinado pelo gerente ou responsável da instituição onde ocorrerá a coleta de dados. Esse profissional deverá carimbar a FR ao lado de sua assinatura. Observação: o aluno deverá providenciar também uma carta de autorização da instituição onde ocorrerá a pesquisa. Essa carta deverá conter a assinatura do profissional responsável e o carimbo da 17/02/2011 Página 2/9

3 COMPANHIA DOS CURSOS Página: 3 de 9 instituição. O carimbo deverá ser o MESMO utilizado na FR e a assinatura deverá ser do MESMO profissional Patrocinador: não se aplica Comitê de Ética em Pesquisa: não preencha esse tópico! Ele é de uso do CEP Comissão Nacional de Ética em Pesquisa: não preencha esse tópico! Ele é de uso do CONEP. Uma carta da instituição onde ocorrerá a pesqusia (restaurante, por exemplo) autorizando a entrada do aluno para fins da pesquisa Carta de Autorização da instituição onde ocorrerá a pesquisa: Essa carta deverá conter a mesma assinatura e o mesmo carimbo utilizados na FR no ítem insituição onde será realizado. A carta deverá conter as informações referentes à identificação da pesquisa, a assinatura do profissional responsável pelo restaurante e o carimbo dessa instituição. IMPORTANTE: o mesmo profissional que assinar a FR deverá assinar a carta de autorização. O carimbo utilizado deverá ser o mesmo também Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE): O TCLE visa assegurar que a participação dos sujeitos da pesquisa é espontânea e que lhes é assegurado o direito à confidencialidade das informações obtidas no estudo. Para tal o TCLE deverá ser assinado por todos os sujeitos que participarem do estudo. Atenção especial para as populações especiais citadas na FR. Caso o seu estudo lide com alguma dessas populações, entre em contato com o seu orientador ou com o coordenador do curso. O TCLE deverá também conter o contato do coordenador do curso ou do escritório local ou sede da Cia dos Cursos em caso de necessidade do sujeito de fazer uma queixa ou denúncia do pesquisador. Observação: pesquisas que envolvam coleta de dados de instituições (por exemplo, informações sobre o cardápio de um restaurante) solicitaram para o Gerente Responsável preencher o TCLE. No anexo 8.3 segue um modelo de preenchimento do TCLE Projeto de Pesquisa (PP): O PP deverá ter aproximadamente 17 (dezessete) páginas contendo capa, introdução, justificativa, objetivos (geral e específicos), método, cronograma e bibliografia. O modelo do projeto de pesquisa é o mesmo do apresentado no pré-projeto nas aulas de Metodologia. 5.4 TRÂMITE DE ENVIO DE DOCUMENTAÇÃO: O aluno somente poderá enviar a documentação completa pronta para ser aceito pela coordenação geral. Assim, quando toda a documentação estiver pronta deverá abrir um 17/02/2011 Página 3/9

4 COMPANHIA DOS CURSOS Página: 4 de 9 requerimento na filial mais próxima e em seguida, o aluno deverá entregar em arquivo físico e digital todos os documentos necessários no escritório local. Esse irá encaminhar os formulários e projeto preenchidos, juntamente com o número do protocolo de requerimento para o Prof. Murilo Battisti e em seguida esses dados serão encaminhados para o CEP da Universidade Chanceladora de seu curso RESPOSTA DO COMITÊ DE ÉTICA: a Cia dos Cursos, através da coordenação geral, enviará ao comitê de ética da Universidade Chanceladora, que após aprovação enviará para a Cia dos Cursos o resultado, que terá o prazo de 05 (cinco) dias úteis para comunicar ao aluno. O prazo médio total do trâmite é de 30 (trinta) a 60 (sessenta) dias, portanto o aluno deverá iniciar o trabalho com um mínimo de 120 (cento e vinte) dias de antecedência ao prazo final de entrega da monografia. 6.0 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA PROCEDIMENTO 22 ADM REQUERIMENTOS PROCEDIMENTO 28 ACAD CAMARA PEDAGÓGICA PROCEDIMENTO 31 ACAD MONOGRAFIA 7.0 REGISTROS DA QUALIDADE Não se aplica. 8.0 ANEXOS 8.1 LISTA DE ASSINATURA DESSE PROCEDIMENTO; 8.2 FOLHA DE ROSTO; 8.3 MODELO DE PREENCHIMENTO DE TCLE; 9.0 REVISÕES E DISTRIBUIÇÕES Data Revisão Descrição da Modificação Preparado por Aprovado por 15/02/11 Criação do Procedimento M. Battisti C. Russo Lista de Distribuição: 01 DIRETORIA GERAL 02 PROFESSORES 03 SECRETARIA GERAL 04 ADMINISTRATIVOS-REGIONAIS 05 ALUNOS 17/02/2011 Página 4/9

5 COMPANHIA DOS CURSOS Página: 5 de ANEXO 8.1 TERMO DE CIÊNCIA QUANTO AO PROCEDIMENTO 17/02/2011 Página 5/9

6 COMPANHIA DOS CURSOS Página: 6 de FOLHA DE ROSTO (PÁGINA 01 QUE DEVERÁ SER ENTREGUE) 17/02/2011 Página 6/9

7 COMPANHIA DOS CURSOS Página: 7 de FOLHA DE ROSTO (PÁGINA 02 QUE NÃO PRECISASER ENTREGUE) 17/02/2011 Página 7/9

8 COMPANHIA DOS CURSOS Página: 8 de MODELO DE PREENCHIMENTO DE TCLE PÁGINA 01 17/02/2011 Página 8/9

9 COMPANHIA DOS CURSOS Página: 9 de MODELO DE PREENCHIMENTO DE TCLE PÁGINA 02 17/02/2011 Página 9/9

PROCEDIMENTO DE MONOGRAFIA / CERTIFICAÇÃO

PROCEDIMENTO DE MONOGRAFIA / CERTIFICAÇÃO COMPANHIA DOS CURSOS Página: 1 de 14 1.0 OBJETIVO A Companhia dos Cursos tem como objetivo informar o aluno sobre o trâmite de realização de monografia e de orientação ao Trabalho de Conclusão de Curso.

Leia mais

Para cadastrar seu Projeto de Pesquisa no site da Plataforma Brasil, você deve:

Para cadastrar seu Projeto de Pesquisa no site da Plataforma Brasil, você deve: ORIENTAÇÕES PARA O ENCAMINHAMENTO DE PROJETOS DE PESQUISA VIA PLATAFORMA BRASIL Prezado (a) Pesquisador (a), com o intuito de auxiliá-lo na submissão dos projetos de pesquisa que serão avaliados por nosso

Leia mais

PÚBLICO GERAL O SISNEP divulga a listagem dos projetos aprovados ao público geral.

PÚBLICO GERAL O SISNEP divulga a listagem dos projetos aprovados ao público geral. ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA FOLHA DE ROSTO SISNEP Sistema Nacional de Informações sobre Ética em Pesquisas envolvendo Seres Humanos PÚBLICO GERAL O SISNEP divulga a listagem dos projetos aprovados

Leia mais

FU N D A Ç Ã O HEMO M IN A S

FU N D A Ç Ã O HEMO M IN A S DESENVOLVIMENTO DE PESQUIS NA FUNDAÇÃO HEMOMINAS VERSÃO 05 DEZEMBRO / 2014 Cópia controlada. Nenhuma parte deste Manual pode ser reproduzida, por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia,

Leia mais

LISTA DE CHECAGEM DO PROTOCOLO DE PESQUISA

LISTA DE CHECAGEM DO PROTOCOLO DE PESQUISA LISTA DE CHECAGEM DO PROTOCOLO DE PESQUISA Roteiro de procedimentos para submissão ao CEP 1. Deve haver adequação do enquadramento na área temática e o número de sujeitos indicado na folha de rosto deve

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA DEPOSITAR O PROJETO DE PESQUISA NO CEP/FATEA

INSTRUÇÕES PARA DEPOSITAR O PROJETO DE PESQUISA NO CEP/FATEA INSTRUÇÕES PARA DEPOSITAR O PROJETO DE PESQUISA NO CEP/FATEA Este texto tem por finalidade orientar a preparação dos Protocolos de Pesquisa que devem ser analisados pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP)

Leia mais

NORMAS E DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NO USO CIENTÍFICO DE ANIMAIS (CEUA-UNISANTA) CAPÍTULO I DO OBJETO E FINALIDADES

NORMAS E DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NO USO CIENTÍFICO DE ANIMAIS (CEUA-UNISANTA) CAPÍTULO I DO OBJETO E FINALIDADES NORMAS E DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NO USO CIENTÍFICO DE ANIMAIS (CEUA-UNISANTA) CAPÍTULO I DO OBJETO E FINALIDADES Artigo 1º - O Comitê de Ética em Pesquisa no Uso Científico de Animais,

Leia mais

Resolução nº 023/2006

Resolução nº 023/2006 Resolução nº 023/2006 Dispõe sobre a instituição de Subcomitês de Ética e Pesquisa dos Cursos das Faculdades mantidas pela Unidade de Ensino Superior Vale do Iguaçu e dá outras providências O Diretor Geral

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO 1. DA DEFINIÇÃO a) O Trabalho de Graduação (TG) compreende o estudo de um problema em profundidade, requerendo

Leia mais

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS 1 SUMÁRIO 3 INTRODUÇÃO 4 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 6 RESCISÃO DO CONTRATO DE ESTÁGIO 7 CONCLUSÃO DE CURSO 7 RELATÓRIO TÉCNICO 8 AVALIAÇÃO DE

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE SANTA CATARINA

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE SANTA CATARINA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE SANTA CATARINA TUTORIAL DE PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS A SEREM ENTREGUES PARA A OBTENÇÃO DO PARECER DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA COM SERES HUMANOS INTRODUÇÃO. O Comitê de

Leia mais

MANUAL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

MANUAL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2 0 1 5 DIVISÃO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Av. Paulo Gama, 110-7º andar CEP 90040-060

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PÁRA PROTOCOLAR PROJETOS DE PESQUISA NO COMITÊ DE ÉTICA

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PÁRA PROTOCOLAR PROJETOS DE PESQUISA NO COMITÊ DE ÉTICA - SOMENTE PODERÃO SER SUBMETIDOS PARA ANÁLISE DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA, PROJETOS QUE NÃO INICIARAM COLETA DE DADOS; - PROJETOS JÁ CONCLUÍDOS NÃO SERÃO ANALISADOS. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PÁRA PROTOCOLAR

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO 1. DA DEFINIÇÃO a) O Trabalho de Graduação (TG) compreende o estudo de um problema em profundidade, requerendo

Leia mais

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS 1 SUMÁRIO 3 INTRODUÇÃO 3 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 5 RESCISÃO DO CONTRATO DE ESTÁGIO 6 CONCLUSÃO DE CURSO 6 RELATÓRIO TÉCNICO 7 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

Instruções para Candidatos a Bolsa de Mestrado Sanduíche vinculados a Projetos Conjuntos da Coordenação-Geral de Cooperação Internacional

Instruções para Candidatos a Bolsa de Mestrado Sanduíche vinculados a Projetos Conjuntos da Coordenação-Geral de Cooperação Internacional Instruções para Candidatos a Bolsa de Mestrado Sanduíche vinculados a Projetos Conjuntos da Coordenação-Geral de Cooperação Internacional 1. APRESENTAÇÃO Este documento orienta a apresentação de candidaturas

Leia mais

Roteiro para encaminhamento de Projeto de Pesquisa ao CEP-FIPA

Roteiro para encaminhamento de Projeto de Pesquisa ao CEP-FIPA 1 Prezado Pesquisador: Comitê de Ética em Pesquisa CEP / FIPA Faculdades Integradas Padre Albino Fundação Padre Albino Rua dos Estudantes, 225 - Cep - 15.809-144 Catanduva SP Fone (17) 33113229 e-mail:

Leia mais

ROTEIRO DE PARECER CONSUBSTANCIADO

ROTEIRO DE PARECER CONSUBSTANCIADO ROTEIRO DE PARECER CONSUBSTANCIADO De consubstanciar ligar, unir, unificar, consolidar - o parecer do CEP ou CONEP sobre o projeto de pesquisa é o fruto do confronto, mescla e convergência de opiniões

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O CADASTRO DO PROJETO DE PESQUISA NA PLATAFORMA BRASIL 1 A. CADASTRO DO PESQUISADOR NA PLATAFORMA BRASIL

ORIENTAÇÕES PARA O CADASTRO DO PROJETO DE PESQUISA NA PLATAFORMA BRASIL 1 A. CADASTRO DO PESQUISADOR NA PLATAFORMA BRASIL ORIENTAÇÕES PARA O CADASTRO DO PROJETO DE PESQUISA NA PLATAFORMA BRASIL 1 A. CADASTRO DO PESQUISADOR NA PLATAFORMA BRASIL 1.1. O pesquisador deve se cadastrar no site: www.saude.gov.br/plataformabrasil.

Leia mais

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DE TECNOLOGIA Departamento de Informática Curso de Engenharia de Computação/Bacharelado em Informática Coordenadoria do Trabalho de Conclusão

Leia mais

Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso. Das Disposições Preliminares

Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso. Das Disposições Preliminares Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso Das Disposições Preliminares Art. 1. Respaldado pelo disposto nos termos do parágrafo terceiro do Artigo 65 do Regimento Unificado da Associação Educativa Evangélica

Leia mais

2. MATRÍCULA NO MÓDULO DE ORIENTAÇÃO

2. MATRÍCULA NO MÓDULO DE ORIENTAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZACAO EM GESTÃO DE PROJETOS SOCIAIS EM ORGANIZAÇÕES DO TERCEIRO SETOR ORIENTAÇÃO DE MONOGRAFIA A Coordenadoria Geral de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão

Leia mais

Considerações Gerais. Da Disciplina de Projeto Final de Curso

Considerações Gerais. Da Disciplina de Projeto Final de Curso O Projeto de Final de Curso (PFC) constitui requisito parcial e obrigatório para conclusão dos cursos de Engenharia da Escola Politécnica de Pernambuco, Universidade de Pernambuco. O PFC constitui etapa

Leia mais

CONSIDERAÇÕES GERAIS DA COMISSÃO DE MONOGRAFIA

CONSIDERAÇÕES GERAIS DA COMISSÃO DE MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DIURNO E NOTURNO NORMAS GERAIS DE DESENVOLVIMENTO DA MONOGRAFIA CONSIDERAÇÕES GERAIS Por monografia de graduação

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012-PPGMAPSI/UNIR DE 01 DE OUTUBRO DE 2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012-PPGMAPSI/UNIR DE 01 DE OUTUBRO DE 2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012-PPGMAPSI/UNIR DE 01 DE OUTUBRO DE 2012. DISPÕE SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA REALIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO, DEFESA E ENTREGA DA VERSÃO FINAL DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO.

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL Art. 1 - O curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015

PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015 O Presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico FUNCAP, Prof. Francisco César de Sá Barreto, no uso

Leia mais

PORTARIA FATEC / PRESIDENTE PRUDENTE Nº 90/2015 DE 08 DE SETEMBRO DE 2015. Regulamenta os trabalhos de graduação dos cursos superiores da Faculdade de Tecnologia de Presidente Prudente. O diretor da Faculdade

Leia mais

Programa de Pós-graduação em Química Biológica do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis / CCS / UFRJ

Programa de Pós-graduação em Química Biológica do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis / CCS / UFRJ Programa de Pós-graduação em Química Biológica do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis / CCS / UFRJ EDITAL PARA INGRESSO NO PROGRAMA BOLSA NOTA 10 FAPERJ 2015/1 Informamos que abriremos inscrições

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS DE PESQUISA

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS DE PESQUISA ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS DE PESQUISA Versão 1.1 Histórico de Revisão Versão Autor Data Descrição 1.0 Equipe Suporte Plataforma Brasil 13/10/2011 Criação do Documento 1.1 Equipe Suporte

Leia mais

Documentos Necessários ao Protocolo de Pesquisa

Documentos Necessários ao Protocolo de Pesquisa Documentos Necessários ao Protocolo de Pesquisa 3. PROTOCOLO DE PESQUISA 3.1) Protocolo de pesquisa: é o conjunto de documentos, que pode ser variável a depender do tema, incluindo o projeto, e que apresenta

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ENFERMAGEM

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ENFERMAGEM 1 DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ENFERMAGEM CACOAL 2011 2 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DA FOLHA DE ROSTO PARA SUBMISSÃO AO CEP/IH

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DA FOLHA DE ROSTO PARA SUBMISSÃO AO CEP/IH INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DA FOLHA DE ROSTO PARA SUBMISSÃO AO CEP/IH Utilize a folha de rosto disponível no site do CEP/IH (http://www.cepih.org.br/pesquisador.htm). O CEP/IH é registrado na CONEP

Leia mais

REGULAMENTO DO PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PCC) CAPÍTULO I Da natureza e finalidade. Capítulo II

REGULAMENTO DO PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PCC) CAPÍTULO I Da natureza e finalidade. Capítulo II FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ITUIUTABA ISEPI INSTITUTO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA DE ITUIUTABA ISEDI INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE ITUIUTABA UNIDADE ASSOCIADA À UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Leia mais

REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO 1 Anexo I da Resolução do Conselho Superior nº 46/2011, de 13/09/2011. REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO REGIMENTO DOS CURSOS

Leia mais

Manual de Instruções Plataforma Brasil. Submissão de projeto de pesquisa

Manual de Instruções Plataforma Brasil. Submissão de projeto de pesquisa FACULDADE DE JAGUARIÚNA Campus I: (19) 3837-8800 Rua Amazonas, 504 Jardim Dom Bosco Campus II: (19) 3837-8500 Rod. Adhemar de Barros Km 127 Pista Sul Campus III: (19) 3867-8300 Av. dos Ypês, 678 Roseira

Leia mais

Gestão de Projetos. 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 05

Gestão de Projetos. 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 05 Gestão de Projetos 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - Combate à Corrupção Manual de Normas e Procedimentos - MNP 05 Sumário GESTÃO DE PROJETOS... 5 GESTÃO DE PROJETOS... 5 GESTÃO DE PROJETOS... 5 Elementos

Leia mais

Comitê de Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá

Comitê de Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá Comitê de Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá INSTITUTO DE PESQUISAS CIENTÍFICAS E TECNOLÓGICAS DO ESTADO DO AMAPÁ IEPA REGIMENTO

Leia mais

TUTORIAL PARA CADASTRO E SUBMISSÃO DE ARTIGO NA PLATAFORMA BRASIL

TUTORIAL PARA CADASTRO E SUBMISSÃO DE ARTIGO NA PLATAFORMA BRASIL TUTORIAL PARA CADASTRO E SUBMISSÃO DE ARTIGO NA PLATAFORMA BRASIL Prezado (a) aluno (a) / professor (a), O objetivo deste manual é o de auxiliar no cadastro como pesquisador na Plataforma Brasil, assim

Leia mais

NORMAS ESPECÍFICAS DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS EESC

NORMAS ESPECÍFICAS DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS EESC NORMAS ESPECÍFICAS DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS EESC I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA (CCP)

Leia mais

Comitê de Ética em Pesquisa cep@usjt.br - tel: 27991944

Comitê de Ética em Pesquisa cep@usjt.br - tel: 27991944 Comitê de Ética em Pesquisa cep@usjt.br - tel: 27991944 Guia para o preenchimento de projetos na Plataforma Brasil Acesse a Plataforma Brasil com seu e-mail de acesso e senha. a) Para submeter um protocolo

Leia mais

Política de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

Política de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Política de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC A FACULDADE DINÂMICA prevê mecanismos efetivos de acompanhamento e de cumprimento do Trabalho de Conclusão de Curso, que no momento da construção do seu

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE - Conselho Nacional de Saúde - Comissão Nacional de Ética em Pesquisa CONEP GLOSSÁRIO

MINISTÉRIO DA SAÚDE - Conselho Nacional de Saúde - Comissão Nacional de Ética em Pesquisa CONEP GLOSSÁRIO MINISTÉRIO DA SAÚDE - Conselho Nacional de Saúde - Comissão Nacional de Ética em Pesquisa CONEP GLOSSÁRIO A Aguardando apreciação do colegiado Situação do projeto visível apenas para os membros do CEP,

Leia mais

Lista de checagem do protocolo

Lista de checagem do protocolo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Comitê de Ética em Pesquisa Lista de checagem do protocolo A avaliação do projeto

Leia mais

COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO CEARÁ

COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO CEARÁ COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO CEARÁ 1. ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO (TCLE) A importância do TCLE. A Resolução CNS 196/96 afirma

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS DE PESQUISA NA PLATAFORMA BRASIL

ORIENTAÇÕES PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS DE PESQUISA NA PLATAFORMA BRASIL ORIENTAÇÕES PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS DE PESQUISA NA PLATAFORMA BRASIL PLATAFORMA BRASIL A Plataforma Brasil é uma base nacional e unificada de registros de pesquisas envolvendo seres humanos para todo

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS DA FACULDADE EVANGÉLICA DO PARANÁ CEUAs - FEPAR SOCIEDADE EVANGÉLICA BENEFICENTE DE CURITIBA

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS DA FACULDADE EVANGÉLICA DO PARANÁ CEUAs - FEPAR SOCIEDADE EVANGÉLICA BENEFICENTE DE CURITIBA REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS DA FACULDADE EVANGÉLICA DO PARANÁ CEUAs - FEPAR SOCIEDADE EVANGÉLICA BENEFICENTE DE CURITIBA CAPÍTULO I DO OBJETO E SUAS FINALIDADES Artigo 1.º

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIDADE DO CORAÇÃO EUCARÍSTICO

MANUAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIDADE DO CORAÇÃO EUCARÍSTICO 1 MANUAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIDADE DO CORAÇÃO EUCARÍSTICO Este manual tem como objetivo esclarecer as principais dúvidas dos alunos quanto aos procedimentos e normas regulatórias

Leia mais

Programa CAPES-MINCYT

Programa CAPES-MINCYT Programa CAPES- Processo Seletivo 2014 Edital nº 22/2014 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, instituída como Fundação Pública, por meio da Lei nº. 8.405, de 09 de janeiro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA SELEÇÃO ENGENHARIA AGRÍCOLA EDITAL N o 04/2015 16 de outubro

Leia mais

REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO

REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Institui o Regulamento de Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso) do Curso de Direito da Celer Faculdades

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames

Sobre o Cancelamento de Gravames Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/RS Procedimentos para solicitação do desbloqueio de cancelamento de gravame. De acordo com a portaria 246 de 13 de Outubro

Leia mais

PROJETO DE FINAL DE CURSO (PFC)

PROJETO DE FINAL DE CURSO (PFC) PROJETO DE FINAL DE CURSO (PFC) Aula inaugural 02-03-11 Prof. Paulo Borges (Coordenador da disciplina) Email: pborges@civil.cefetmg.br ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE O PFC Ementa Planejamento, desenvolvimento

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA ENGENHARIA AMBIENTAL DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS - PPG SEA

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA ENGENHARIA AMBIENTAL DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS - PPG SEA NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA ENGENHARIA AMBIENTAL DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS - PPG SEA I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A Comissão Coordenadora do

Leia mais

MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO DE AGRÁRIAS

MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO DE AGRÁRIAS MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO DE AGRÁRIAS PALMAS TO, 2015 1. Informações Gerais O presente Manual da Católica do Tocantins, mantida pela União Brasiliense de Educação e Cultura (UBEC)

Leia mais

Manual de orientação para participantes do Programa Professor Visitante do Exterior Programa CAPES/PVE

Manual de orientação para participantes do Programa Professor Visitante do Exterior Programa CAPES/PVE Manual de orientação para participantes do Programa Professor Visitante do Exterior Programa CAPES/PVE I APRESENTAÇÃO Este manual tem o objetivo de esclarecer aspectos práticos da bolsa, tais como: a obtenção

Leia mais

Universidade de São Paulo Escola de Engenharia de São Carlos. Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica

Universidade de São Paulo Escola de Engenharia de São Carlos. Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica Universidade de São Paulo Escola de Engenharia de São Carlos Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA (CCP) A CCP terá como membros

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE FISIOTERAPIA

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE FISIOTERAPIA 1 DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE FISIOTERAPIA CACOAL 2009 2 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Bacharelado em Administração Modalidade a Distância é uma

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 031, de 14 de abril de 2.005.

RESOLUÇÃO nº 031, de 14 de abril de 2.005. UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE Av. Castelo Branco, 170 - CEP 88 509 900 Lages SC - Cx.P. 525 - Fone (49) 251 1022 - Fax (49) 251 1051 home-page: http:/www.uniplac.net e-mail: uniplac@uniplac.net

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA DO USO DE ANIMAIS DA MERCOLAB LABORATÓRIOS LTDA

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA DO USO DE ANIMAIS DA MERCOLAB LABORATÓRIOS LTDA 1 REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA DO USO DE ANIMAIS DA MERCOLAB LABORATÓRIOS LTDA Aprova o Regimento Interno do Comitê de Ética no Uso de Animais, da MercoLab Laboratórios Ltda. O conselho de pesquisa

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná CEP - Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos REGULAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA ENVOLVENDO SERES HUMANOS DA UNIVERSIDADE

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE Coordenadoria de Serviços de Saúde INSTITUTO DANTE PAZZANESE DE CARDIOLOGIA

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE Coordenadoria de Serviços de Saúde INSTITUTO DANTE PAZZANESE DE CARDIOLOGIA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANÁLISE DE PROJETOS DE PESQUISA 1 Folha de Rosto http://portal2.saude.gov.br/sisnep/pesquisador - está folha de rosto deverá ser impressa em 3 vias; deverá ser assinada pelo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 205 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011.

RESOLUÇÃO Nº. 205 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº. 205 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº.

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM ENGENHARIA AGRONÔMICA (TCC EA)

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM ENGENHARIA AGRONÔMICA (TCC EA) TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM ENGENHARIA AGRONÔMICA (TCC EA) I. DEFINIÇÃO Em atendimento às Diretrizes Curriculares do Ministério da Educação, todo aluno do Curso de Engenharia Agronômica deverá, obrigatoriamente,

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS

REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS JUNHO/2011 CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares Art. 1º. Os cursos de Pós Graduação Lato Sensu da Faculdade de Tecnologia

Leia mais

GUIA DO ESTÁGIO E SUAS VALIDAÇÕES

GUIA DO ESTÁGIO E SUAS VALIDAÇÕES GUIA DO ESTÁGIO E SUAS VALIDAÇÕES Iniciando um Estágio Logo de início, entregue este formulário ao seu contratante, evitando assim equívocos que possam atrasar o processo de sua contratação. O ideal é

Leia mais

EDITAL Nº 019/2005-CMF

EDITAL Nº 019/2005-CMF 1 COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EDITAL Nº 019/2005-CMF ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA DE MESTRADO EM FILOSOFIA, COM ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM FILOSOFIA MODERNA E CONTEMPORÂNEA,

Leia mais

EDITAL N o 001/2014 EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM LETRAS PROFLETRAS CHAMADA A PROPOSTAS DE ADESÃO

EDITAL N o 001/2014 EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM LETRAS PROFLETRAS CHAMADA A PROPOSTAS DE ADESÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM LETRAS EDITAL N o 001/2014 EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM LETRAS

Leia mais

Universidade Estadual de Montes Claros -UNIMONTES Pró-Reitoria de Pesquisa MANUAL DO PESQUISADOR

Universidade Estadual de Montes Claros -UNIMONTES Pró-Reitoria de Pesquisa MANUAL DO PESQUISADOR Universidade Estadual de Montes Claros -UNIMONTES Pró-Reitoria de Pesquisa MANUAL DO PESQUISADOR Julho/2004 Campus Universitário Prof. Darcy Ribeiro Internet: http://www.unimontes.br Telefone: (38) 32298180

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TÍTULO I DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TÍTULO I DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TÍTULO I DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO CAPÍTULO I Das disposições preliminares, das finalidades e dos objetivos. Das disposições preliminares Art. 1º. A Faculdade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EXTERNO DE PROFESSORES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE SETE LAGOAS - UNIFEMM

PROCESSO SELETIVO EXTERNO DE PROFESSORES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE SETE LAGOAS - UNIFEMM EDITAL Nº 004/2015 PROCESSO SELETIVO EXTERNO DE PROFESSORES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE SETE LAGOAS - UNIFEMM Artigo 1º - O Centro Universitário de Sete Lagoas - UNIFEMM, mantido pela Fundação Educacional

Leia mais

Edital do Processo Seletivo 2013/2 Chamada complementar

Edital do Processo Seletivo 2013/2 Chamada complementar C.E.S.A.R.EDU Unidade de Educação do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife MESTRADO PROFISSIONAL EM ENGENHARIA DE SOFTWARE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU Recomendação MEC/CAPES N o. 234_6/2006/CTC/CAPES

Leia mais

Normas da Assessoria de Comunicação

Normas da Assessoria de Comunicação Normas da Assessoria de Comunicação Julho de 2014 10 passos para uma boa comunicação na internet 10 passos para uma boa comunicação na internet 1) Normas para envio das informações que devem ser publicadas

Leia mais

RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 001/2015

RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 001/2015 RESOLUÇÃO UnC-CONSUN 001/2015 Aprovar ad referendum do Conselho Universitário- CONSUN, o Regulamento para a Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade do Contestado - UnC. A Presidente do Conselho Universitário

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Capítulo I Disposições Preliminares

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Capítulo I Disposições Preliminares REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Capítulo I Disposições Preliminares Art. 1º O presente regulamento estabelece as normas para a efetivação do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA DE UBERLÂNDIA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU

FACULDADE CATÓLICA DE UBERLÂNDIA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE CATÓLICA DE UBERLÂNDIA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU Sobre normas gerais Art.1º- Os cursos de especialização lato sensu, oferecidos pela Faculdade Católica

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 44/15, de 09/12/2015. CAPÍTULO I AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE CIÊNCIA POLÍTICA DA FFLCH COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP)

NORMAS DO PROGRAMA DE CIÊNCIA POLÍTICA DA FFLCH COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) NORMAS DO PROGRAMA DE CIÊNCIA POLÍTICA DA FFLCH I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A Comissão Coordenadora do Programa (CCP) será composta por sete docentes (o coordenador, o suplente

Leia mais

Edital 001/ 2015 1. DO OBJETO

Edital 001/ 2015 1. DO OBJETO Edital 001/ 2015 O Coordenador do Colegiado do curso de Administração, no uso de suas atribuições previstas no decreto 85/ 2009 de 12 de novembro de 2009, no regimento interno da Faculdade de Ciências

Leia mais

ESCLARECIMENTOS A RESPEITO DA SUBMISSÃO DE PROJETO DE PESQUISA

ESCLARECIMENTOS A RESPEITO DA SUBMISSÃO DE PROJETO DE PESQUISA ESCLARECIMENTOS A RESPEITO DA SUBMISSÃO DE PROJETO DE PESQUISA TODOS OS PROTOCOLOS DE PESQUISA DEVEM SER SUBMETIDOS AO CEP VIA PLATAFORMA BRASIL Se você é um Usuário novo, acesse o link www.saude.gov.br/plataformabrasil

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE ÉTICA EM PESQUISA PARA USO DE ANIMAIS (CEUA) DA UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE ÉTICA EM PESQUISA PARA USO DE ANIMAIS (CEUA) DA UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE ÉTICA EM PESQUISA PARA USO DE ANIMAIS (CEUA) DA UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI CAPITULO I - DO OBJETO E SUAS FINALIDADES Artigo 1º - A Comissão de Ética para Uso de Animais

Leia mais

Roteiro para elaboração do Projeto de Monografia do Curso de Graduação em Ciências Econômicas Rio de Janeiro

Roteiro para elaboração do Projeto de Monografia do Curso de Graduação em Ciências Econômicas Rio de Janeiro FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS ESCOLA BRASILEIRA DE ECONOMIA E FINANÇAS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS Roteiro para elaboração do Projeto de Monografia do Curso de Graduação em Ciências Econômicas Rio de Janeiro

Leia mais

Edital N o. 11/2014 Seleção de Bolsista para o Programa Nacional de Pós-Doutorado / CAPES PNPD/CAPES

Edital N o. 11/2014 Seleção de Bolsista para o Programa Nacional de Pós-Doutorado / CAPES PNPD/CAPES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DO MESTRADO ACADÊMICO EM SOCIOBIODIVERSIDADE E TECNOLOGIAS

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL 1800091 - TRABALHO DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL 1800091 - TRABALHO DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL 1800091 - TRABALHO DE GRADUAÇÃO NORMAS PARA REALIZAÇÃO, APRESENTAÇÃO E DEFESA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO SÃO CARLOS,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA EDITAL Nº 019/PRPGP/UFSM, DE 06 DE MAIO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA EDITAL Nº 019/PRPGP/UFSM, DE 06 DE MAIO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA EDITAL Nº 019/PRPGP/UFSM, DE 06 DE MAIO DE 2014 ABERTURA DE INSCRIÇÃO AOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO A DISTÂNCIA PARA

Leia mais

Acessar o link PESQUISADORES (veja seta abaixo). Clicar em Registre seu Projeto de Pesquisa

Acessar o link PESQUISADORES (veja seta abaixo). Clicar em Registre seu Projeto de Pesquisa PARA REGISTRAR SUA PESQUISA NO SISNEP (SISTEMA NACIONAL DE ÉTICA EM PESQUISA), SERÁ NECESSÁRIO ACESSAR O SITE DO SISNEP (www.saude.gov.br/sisnep) E SEGUIR OS SEGUINTES PASSOS: 1º. Passo: Acessar o link

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO

ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO CURSOS DE EXTENSÃO: Caracterizados como um conjunto articulado de ações pedagógicas, de caráter teórico e/ou prático, presencial ou à distância,

Leia mais

Fluxo da Folha Ponto Servidores IMESF

Fluxo da Folha Ponto Servidores IMESF Fluxo da Folha Ponto Servidores IMESF Do Funcionário do IMESF: é de sua total responsabilidade o preenchimento correto e sem rasura da folha ponto a caneta. 1. Do Funcionário do IMESF: a folha ponto deverá

Leia mais

Antes de começar a preencher os dados deste formulário leia atentamente estas breves palavras que serão muito úteis para um correto preenchimento:

Antes de começar a preencher os dados deste formulário leia atentamente estas breves palavras que serão muito úteis para um correto preenchimento: Antes de começar a preencher os dados deste formulário leia atentamente estas breves palavras que serão muito úteis para um correto preenchimento: a) Finalidade deste formulário Este formulário deverá

Leia mais

Curso de Especialização Lato Sensu

Curso de Especialização Lato Sensu Curso de Especialização Lato Sensu em Farmacologia Clínica da UnB Data de início do curso dia 4 de fevereiro de 2011 Local de aula: auditório 2 da Faculdade de Ciências da Saúde. Levar todos os documentos

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Escopo O estágio supervisionado visa proporcionar ao aluno experiência prática pré-profissional em empresas privadas e públicas colocando-o em contato com a realidade das indústrias

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS CULTURAIS (PPEC) I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA (CCP)

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS CULTURAIS (PPEC) I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA (CCP) NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS CULTURAIS (PPEC) I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA (CCP) A Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Estudos Culturais é constituída

Leia mais

NOME DA INSTITUIÇÃO QUE SERÁ DESENVOLVIDO O PROJETO OU QUE O PESQUISADOR PRINCIPAL ESTÁ VINCULADO

NOME DA INSTITUIÇÃO QUE SERÁ DESENVOLVIDO O PROJETO OU QUE O PESQUISADOR PRINCIPAL ESTÁ VINCULADO NOME DA INSTITUIÇÃO QUE SERÁ DESENVOLVIDO O PROJETO OU QUE O PESQUISADOR PRINCIPAL ESTÁ VINCULADO TÍTULO DO PROJETO DEVE SER IDÊNTICO AO RELATADO NA FOLHA DE ROSTO Pesquisadora Responsável R.G.: C.P.F.:

Leia mais

RESOLUÇÃO N 019/2015 - CONSELHO SUPERIOR

RESOLUÇÃO N 019/2015 - CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO N 019/2015 - CONSELHO SUPERIOR Aprova o Regulamento dos Trabalhos de Conclusão dos Cursos de Licenciatura do IFPI. O Presidente do Conselho Superior do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - NUTRIÇÃO/ CCS

Leia mais

Instituto Federal de Brasília

Instituto Federal de Brasília Instituto Federal de Brasília PROPOSTA DE REGIMENTO INTERNO COMITÊ DE ÉTICA NO USO ANIMAL (CEUA) CAPITULO 1 Das Finalidades Artigo 1º - O Comitê de Ética no Uso Animal CEUA do Instituto Federal de Brasília

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE COMPRAS

PROCEDIMENTOS DE COMPRAS PROCEDIMENTOS DE COMPRAS Estas instruções têm como objetivo a padronização dos procedimentos para a realização das compras de materiais de consumo, bens permanentes e prestações de serviços necessários

Leia mais

Art.3. Esta Decisão Executiva entra em vigor na data de sua assinatura, devendo ser publicada no Diário Oficial da União D.O.U.

Art.3. Esta Decisão Executiva entra em vigor na data de sua assinatura, devendo ser publicada no Diário Oficial da União D.O.U. O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL, no uso das atribuições legais que lhe confere o Estatuto da Entidade, aprovado pelo Decreto nº. 5.038, de 7 de abril de 2004, publicado no Diário Oficial da

Leia mais

Edital FAPERJ n.º 17/2010 Parceria CAPES/FAPERJ PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO CAPES/FAPERJ 2010

Edital FAPERJ n.º 17/2010 Parceria CAPES/FAPERJ PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO CAPES/FAPERJ 2010 Edital n.º 17/2010 Parceria / PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO / 2010 O Ministério da Educação, por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, e o Governo do Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais