O TORCER MISTO EM MACEIÓ

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O TORCER MISTO EM MACEIÓ"

Transcrição

1 O TORCER MISTO EM MACEIÓ Adriano Lopes de Souza 1 O futebol é um esporte de grande apelo popular no Brasil, fazendo parte do nosso cotidiano nas mais diversas formas. Desde cedo, até como uma possibilidade de se socializar ao futebol, o brasileiro realiza a sua escolha clubística. Em Maceió, além daqueles torcedores que escolhem apenas as agremiações locais para torcer, existem também aqueles que escolhem agremiações de outras regiões. Estes, de forma pejorativa, são classificados como torcedores mistos pelos torcedores anti-mistos, que são aqueles que, além de torcerem apenas pelos clubes locais, não concordam com essa forma mista de torcer. O objetivo do presente estudo foi analisar o torcer misto em Maceió, identificando as razões que poderiam motivar o torcedor local a escolher clubes de futebol de outras regiões, além de buscar compreender o que os torcedores da cidade pensam sobre o assunto. Os sujeitos da pesquisa foram alagoanos, residentes em Maceió. As informações foram coletadas por meio de um questionário, enviado pelas redes sociais, além de entrevistas. Os resultados encontrados apontam que a família (39%) e a Mídia (22%) seriam as principais influências na escolha de clubes de outras localidades. Estas sendo a cidade de São Paulo e a cidade do Rio de Janeiro. Por fim, o torcedor anti-misto considera que a escolha por um clube de outra região ocasiona uma desvalorização dos clubes locais. Em contrapartida, o torcedor misto expõe seu desejo de ser protagonista no futebol, o que não seria possível torcendo pelas equipes locais. PALAVRA CHAVE: futebol, torcer, torcedor e torcedor misto. Apontamentos iniciais. Seja por meio dos rachas 2 com os amigos, nas escolas e nos clubes, nas arquibancadas, nos bares, nas comunidades virtuais ou através das transmissões 1 Graduando em Educação Física pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

2 televisivas ou radiofônicas, o futebol se faz presente no cotidiano da população brasileira, sendo um esporte de imenso apelo popular. Nesse contexto, muito mais que gostar do futebol, o brasileiro escolhe o seu time do coração e a partir dessa escolha passa a vivenciar todas as emoções e possibilidades inerentes ao esporte. Torcer por um clube de futebol é, antes de mais nada, participar ativamente da vida social. Esta participação começa pela escolha, desde muito cedo, por uma entre as inúmeras agremiações clubísticas (DAMO, 1998, p.11). De acordo com o autor, esse momento pode ser considerado como a iniciação de um torcedor que, embora repleta de influências e motivações, é feita de forma individual. Para Damatta (1994), o torcer é uma área significativamente aberta, deixada ao sabor das preferências individuais. Em Maceió, ao encontro do que afirmam esses autores, o torcedor também realiza suas escolhas. Existem aqueles torcedores que torcem apenas pelos clubes da cidade como, por exemplo, torcedor do Clube de Regatas Brasil (CRB) ou do Centro Sportivo Alagoano (CSA). Também é comum torcer por, pelo menos, duas agremiações. Além da equipe da cidade de origem, esse torcedor escolhe uma agremiação de outra região. Por exemplo, torcer, simultaneamente, pelo CRB e pelo Corinthians - SP; ou pelo CSA e o Flamengo RJ. Ainda existe outro tipo de torcedor que torce exclusivamente por um clube de futebol de outra região. Por exemplo, aquele torcedor que escolhe apenas Corinthians SP. O torcedor que faz a opção de torcer por clubes de outras regiões é, pejorativamente, chamado de torcedor misto. Essa rotulação é verificada nas discussões, entre os torcedores mistos e os anti-mistos, que são aqueles torcedores que torcem, exclusivamente, pelas equipes locais além de não concordarem com a escolha clubística feita por seus conterrâneos. Entre os torcedores, há um debate sobre o ato de torcer por times de fora. Nessas conversas os torcedores mistos são com freqüência descritos como alienados, manipulados pela imprensa do Sudeste, pessoas que não valorizam os times locais. Alguns afirmarão ainda que em futebol só se deve torcer por uma equipe. Por sua vez, os mistos se defendem, sustentando o direito da livre escolha, independente das fronteiras, o que não é sinônimo de desconsideração ao nordeste (VASCONCELOS, 2011, p.13). 2 Futebol informal praticado por um grupo de pessoas. Sinônimo de baba na Bahia, pelada na região sudeste.

3 Essa desavença clubística reflete em diversas manifestações dos torcedores antimistos. Através de faixas e cartazes nos estádios, camisetas com mensagens, comunidades e vídeos na Internet, eles apresentam argumentos que, a seu ver, são motivos para não se torcer por um clube de fora (VASCONCELOS, 2010, p.64). Nesse contexto, diversas campanhas de conscientização foram lançadas na capital alagoana. Em 2007, alguns torcedores do CRB, após diversas discussões nas redes sociais, criaram um movimento com o intuito de conscientizar o seu torcedor, com o slogan: CRB Meu único time. Desde então, foram desenvolvidas faixas, camisas, adesivos que fizessem alusão ao torcer apenas pelo clube da terra. No Estádio Rei Pelé 3, em Maceió, as equipes do Murici, em 2011, e do Coruripe, em 2012, mandaram seus jogos pela Copa do Brasil contra Flamengo RJ 4 e Palmeiras SP 5, respectivamente. Por meio de uma faixa com a seguinte frase: Torça apenas para o time do seu Estado, alguns torcedores apresentaram suas insatisfações pela presença maciça de torcedores maceioenses presentes no espaço destinado para os torcedores visitantes. Ainda em 2012, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão, a torcida do CRB lançou uma nova campanha, por meio de uma faixa com os dizeres: Jogo do CRB = Camisa do CRB 6. Esses eventos evidenciam uma resistência ao torcer misto. Diante dessa situação, procurei analisar essa forma de torcer em Maceió, identificando quais as razões que poderiam motivar o torcedor local a escolher clubes de futebol de outras regiões, além de buscar compreender o que os torcedores locais pensam sobre o assunto. Os sujeitos da pesquisa foram alagoanos, residentes em Maceió. Como instrumento de coleta dos dados, elaborei um questionário, através da Ferramenta Google drive 7, sendo disponibilizado nas redes sociais 8 entre os dias 15 de dezembro de 2013 e 15 de Janeiro 3 Principal e maior estádio de futebol em Alagoas. Disponível em: 4 Disponível em: https://www.facebook.com/crbmeuunicotime?fref=ts. Acesso em: 25 mar Disponível em: Acesso em: 25 mar Disponível em: 7 Disponível em: 8 As comunidades do ORKUT onde foram disponibilizados os questionários foram: CONTRA OS MISTOS DE ALAGOAS; CRB CLUBE DE REGATAS BRASIL; FUTEBOL DE ALAGOAS; CRB, meu ÚNICO TIME; Rivalidades Alagoanas; Já os grupos do FACEBOOK foram: CRB CLUBE DE REGATAS BRASIL; NAÇÃO AZULINA e [OFICIAL] CSA Centro Sportivo Alagoano.

4 de Foram analisados 71 questionários. Foram entrevistados dois torcedores sendo um misto e o outro anti-misto. Apresentação dos dados e discussão. Através dos questionários, indaguei o torcedor sobre o seu time do coração. Em seguida, questiono se eles torceriam por outras agremiações. Conforme apresentado na tabela abaixo, 18 torcedores dos 71 que responderam o questionário, torcem por equipes de outras regiões. Estes sendo, portanto, os torcedores mistos. TORCEDOR PRIMEIRO TIME TABELA 1 - TORCEDOR MISTO SEGUNDO TIME TORCEDOR PRIMEIRO TIME SEGUNDO TIME 1 C.S.A CORINTHIANS 10 C.R.B FLAMENGO 2 FLAMENGO CRB/VITÓRIA 11 C.S.A FLUMINENSE 3 C.R.B FLAMENGO 12 C.S.A FLAMENGO 4 C.R.B FLAMENGO 13 CORINTHIANS CSA 5 C.R.B SÃO PAULO 14 SÃO PAULO CRB 6 C.R.B SÃO PAULO 15 C.S.A SÃO PAULO 7 C.S.A FLAMENGO 16 C.S.A CORINTHIANS 8 FLAMENGO CSA 17 C.S.A FLAMENGO 9 C.S.A FLAMENGO 18 C.R.B CORINTHIANS Fonte: Elaborado pelo autor. A tabela 1 apresenta as escolhas clubísticas dos torcedores mistos. Esses dados vão ao encontro da pesquisa encomendada, em 2013, pelo portal Cadaminuto/IBRAPE 9, que indicou uma grande preferência do torcedor maceioense pelas as equipes da região sudeste, em especial, dos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo. O Flamengo lidera a lista com 27,3%, seguido de Corinthians com 10,5% e Vasco com 8,8%. São Paulo (6%), Palmeiras (5%), Botafogo (1,6%), Fluminense (1,4%), Santos (1,1%), Grêmio e Sport(0,4% cada), e Atlético Mineiro e Bahia (02% cada) completam o ranking. Torcedores de times diversos somam 0,3% e 36,8% não souberam ou não responderam (PORTAL CADAMINUTO, 2014). Possivelmente, a imprensa radiofônica tenha sido importante na preferência pelas equipes, principalmente, do eixo Rio São Paulo. Aguiar (2007), discorre a 9 Disponível em: Acesso em: 27 mar

5 respeito, atribuindo a Radio Nacional esse papel de divulgação das agremiações, principalmente, carioca. E foram, principalmente, as reportagens esportivas e as notícias transmitidas pelo O Mundo da Bola que fizeram a cabeça dos amantes do esporte bretão, transformando-os em renhidos flamenguistas, botafoguenses, vascaínos e tricolores. Naqueles anos áureos, os campeonatos eram locais e os jogos só se realizavam nos fins de semana. Os jogos de outros estados não eram transmitidos, e o único torneio interestadual era o Rio São Paulo. Em síntese: a Rádio Nacional era uma emissora carioca, e foi isso, em matéria de futebol, o que ele ensinou ao brasileiro: a torcer pelos clubes do Rio de Janeiro (AGUIAR, 2007). As discussões sobre o torcer misto recaem sobre a perspectiva da valorização regional. De acordo com Ribeiro (2012), o discurso-ideológico anti-misto procura em primeira instância conscientizar os torcedores de clubes de futebol de sua região, para que torçam apenas para os referentes representantes das mesmas. Imagino que a conscientização tão almejada pelos torcedores anti-mistos perpasse pelo deixar de torcer por equipes de fora. Contudo, não compreendo que essa opção seja algo simples já que por mais que se tente discuti acerca do assunto, o torcedor teria suas razões e estas não estariam equivocadas. Damo (1998), deixa claro em seu estudo que por mais convincente e caloroso que sejam os argumentos utilizados, jamais se chegará a uma conclusão definitiva. Nessa perspectiva, antes mesmo de discordar da opção clubística do torcedor misto, entendo que seria importante compreender as razões da escolha pelo outro. Por isso, indaguei sobre quais as motivações que levaram os torcedores locais a essa preferência. Os resultados apontam que, preponderantemente, a família e a mídia são grandes influencias, conforme exposto no gráfico abaixo:

6 A família aparece como principal fator de influência na escolha clubística do torcedor misto. Os dados apontam o pai como responsável direto por tal escolha. Dentro da família, o pai ou mesmo a ala masculina parece ter um papel importante na escolha do clube do filho logo ao nascer. Essa importância atrelada a família é corroborada por outros estudiosos. Damo (2005), expõe que os homens procuram reproduzir seus pertencimentos clubísticos entre os familiares. Por isso, para aqueles que o torcer tem algum significado, é necessário fazer a escolha clubística daqueles que acabam de chegar à família. Até mesmo como uma forma de proteção contra as jocosidades inerentes a escolha clubística. Na hipótese de que o filho viesse a se tornar um torcedor fanático, as possibilidades de fluxos jocosos entre eles estariam de qualquer modo descartadas (DAMO, 2000, p. 101). Diante disso, pensando a respeito de Maceió, conforme já apresentado, a concentração de torcedores de agremiações de fora da cidade é elevada. Logo, existiria um risco eminente do filho ou mesmo outro membro da família torcer pela agremiação rival. Como forma de proteção, a família tende a influenciar a criança na escolha do clube. Silva (2001), em seu estudo, investigou a relação do torcedor do Clube de Regatas Vasco da Gama com o seu time. A influência da família é um dos principais fatores para escolha do time carioca. Para o autor, a família remete a uma idéia de continuidade, de tradição. O pai, ao educar o filho, apresenta-lhe, às vezes até de forma arbitrária, uma proposta de vida. Por trás dessa proposição estão as experiências vividas e uma concepção de homem, de mundo e de sociedade e o desejo do que há de melhor para o caminho desse filho. Assim acontece na escolha da religião, da profissão, do clube ao qual se deve torcer e em outras escolhas (SILVA, 2001, p.34). Campos (2010), analisou o perfil das mulheres torcedoras da equipe de futebol do Cruzeiro Esporte Clube, de Belo Horizonte. A autora também verificou que a família é a principal responsável pela escolha do Cruzeiro como agremiação das torcedoras. Além disso, essa opção é feita ainda quando criança e é, normalmente, pelo clube do pai. A mídia também aparece, de forma expressiva, como fator de influência, por meio das transmissões realizadas pela televisão. Os torcedores colocaram que os jogos

7 transmitidos das equipes dos Estados do Rio de Janeiro, principalmente, e de São Paulo são recorrentes na região. Além disso, citaram que as informações sobre os clubes locais são disponibilizadas em meios como Internet, Rádio e Jornal com maior incidência em comparação à Televisão. Essa concepção de mídia vai ao encontro do que expõe Vasconcelos (2011). De acordo com o autor, as mídias transmitem toda a informação referente aos clubes de preferência do torcedor. Dentre essas mídias, as redes de televisão exercem um grande poder de influência em cima dos torcedores. É inegável o alcance e influência que a TV é capaz de exercer. As maiores redes de televisão do país estão sediadas no eixo entre Rio de Janeiro e São Paulo. Esses canais retransmitem sua programação para o restante do território nacional por meio de uma rede de emissoras afiliadas. Sua cobertura esportiva privilegia os times dessas duas cidades. Desta forma, Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco (RJ), Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos (SP), dentre outros, são times que com bastante freqüência têm noticias e jogos exibidos pelas principais redes de TV (VASCONCELOS, 2011, p.51). Esse contexto cria um elo entre o torcedor e a sua equipe de preferência já que as longínquas cidades, que abrigam seus clubes, são aproximadas por meio das mídias. Conforme expõe Vasconcelos (2011) toda essa exposição contribui para a criação de afinidades entre times e torcedores (telespectadores, leitores, ouvintes, internautas...), o que interfere em um dos mais populares patrimônios de um time: sua torcida. Outros fatores também foram apontados pelos torcedores. A afinidade com o clube surge da idéia de simpatia. Eles escolheram os times de fora por que simpatizaram com a agremiação. As conquistas dos clubes são expostas pelo torcedor assim como a presença de grandes jogadores. A representatividade e a imagem passada pela torcida dos clubes de outras regiões também é apontada como influência na escolha clubística do torcedor misto. Vasconcelos discorre a respeito: Os títulos são um capital simbólico importante. Desde a criação da Taça Brasil em 1959, primeiro grande torneio envolvendo times de vários estados e regiões, os clubes da Região Sudeste detêm o maior número de títulos nacionais e internacionais, seguidos pelos da Região Sul. [...] Além dos títulos, a torcida pode ser interpretada como um capital simbólico relevante. O número de pessoas que afirma ser torcedor de determinada equipe, bem como a quantidade de publico que o time consegue levar aos estádios são com frequência exaltados, tanto pelos clubes quanto pela mídia e pelos próprios torcedores (VASCONCELOS, 2011, p.40-46).

8 Mistos X Anti-Mistos O que pensam sobre o assunto? Além das informações enviadas por meio dos questionários, entrevistei dois torcedores. Um torcedor era misto. Este atenderá, a partir de agora, pela alcunha de Gustavo Paiva, 25 anos, maceioense e torcedor do Flamengo - RJ e do CSA. Já o torcedor, anti-misto, a partir de agora será chamado de Pacheco, 19 anos e torcedor apenas do CRB. A opinião apresentada pelo Pacheco associada as respostas enviadas pelos voluntários, através dos questionários, adentra na valorização dos clubes locais. Aqueles que optam por torcer por clubes de outras regiões poderiam dificultar o crescimento dos times de futebol de Maceió, principalmente, do ponto de vista econômico: Eu acho que eles torcendo pra times de fora, comprando camisa dos times de fora, comprando ingresso para ver jogos dos times de fora, eles acabam desqualificando os times daqui. E eles dessa maneira não podem nem querer assim, dizer que não torcem pelos times locais, pois os times locais não têm recursos se eles mesmos não dão recursos para os times locais (PACHECO). De acordo com o entrevistado, falar que as equipes locais não realizam investimentos no futebol seria um argumento inconsistente já que os torcedores mistos investem todos os seus esforços para acompanhar os clubes do coração de outras cidades. Em contrapartida, o torcedor Gustavo Paiva expõe que torcer por clubes de fora seria uma possibilidade de participar efetivamente do mundo do futebol. De acordo com o torcedor, as equipes locais não disputam competições importantes em condições de igualdade com as agremiações das demais regiões: Como a gente não vê frequentemente um time alagoano participando de primeira divisão, de segunda divisão do campeonato frequentemente a gente torce pra um time da mídia (GUSTAVO). Gustavo também aponta que escolher uma agremiação de fora apresenta uma necessidade de reconhecimento, não proporcionado quando a escolha é pelos clubes locais. Sobre essa idéia, Vasconcelos (2011) discorre: Deseja-se alcançar patamares cada vez mais elevados de reconhecimento, de ser mais vitorioso do que o vizinho. O torcedor nordestino que almeja os níveis mais altos de reconhecimento no campo do futebol encontra nos times de sua região um obstáculo, visto que eles ocupam uma situação periférica e de dominados [...] Por que não torcer para São Paulo, Fluminense ou

9 Internacional? Se não encontrar resposta a essa pergunta, o torcedor não vê mais nenhum obstáculo para ser um membro da torcida de times com status mais elevados no futebol (VASCONCELOS, 2011, p. 23). Considerações finais. A escolha clubística apresenta características individuais. Contudo, essa individualidade não é levada em consideração por alguns torcedores quando a opção é por agremiações de outras regiões, fomentando as discussões sobre o torcer misto. A partir desse contexto, realizei o presente estudo com o intuito de analisar essa forma de torcer, levando em consideração a cidade de Maceió. Desde já, esclareço que não tenho a pretensão de apresentar formas corretas de torcer ou mesmo dizer que existem lados certos ou errados nessa discussão, mas sim problematizar uma temática que está presente no dia a dia do torcedor. Além disso, embora algumas inferências possam ser feitas a partir deste trabalho, entendo que os resultados encontrados não devem ser generalizados. Corroborando com outros estudos e pesquisas de opinião, existe uma tendência do torcedor em escolher agremiações das cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo. Compreendo que esse cenário é de difícil mudança. Porém, o torcedor anti-misto aparece como um foco de resistência a escolha de clubes de outras regiões sobre uma perspectiva de conscientização e, acima de tudo, valorização dos clubes locais. A partir das motivações apresentadas pelos torcedores mistos, o viés familiar perpassa pela idéia de tradição. Dessa forma, a escolha clubística é passada de pai para filho ao longo das gerações. Além disso, no contexto das equipes locais, existe um protagonismo apenas no âmbito estadual, sendo raro desempenhos marcantes em competições regionais ou nacionais, refletindo na exposição midiática reduzida dos clubes da capital alagoana em detrimento das equipes do eixo Rio-São Paulo. Referências. CAMPOS, Priscila Augusta Ferreira. Mulheres torcedoras do Cruzeiro Esporte Clube presentes no Mineirão f. Dissertação (Mestrado em Lazer) Escola de Educação Física, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, DAMO, A. Para o que der e vier: o pertencimento clubístico no futebol brasileiro a partir do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense f. Dissertação (Mestrado em

10 Antropologia Social) Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Do dom a profissão: Uma etnografia do futebol de espetáculo a partir da formação de jogadores no Brasil e na França f. Tese (Doutorado em Antropologia Social) Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, PORTAL de noticias de Maceió. Disponível em: Acesso em 27 mar RIBEIRO, S. R. Identidade Cultural nas Arquibancadas: Os Cangaceiros Alvinegros. In: ENCONTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO NORTE E NORDESTE e PRÉ-ALAS BRASIL, 15, 2012, Teresina. Anais... Teresina: p. SILVA, Silvio Ricardo da. Tua imensa torcida é bem feliz...da relação torcedor com o clube f. (Doutorado em Estudos do Lazer) Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, VASCONCELOS, A.A. Identidade Futebolística: Os Torcedores Mistos no Nordeste f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) Departamento de Ciências Sociais, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, VASCONCELOS, A. VERGONHA DO NORDESTE : o discurso dos torcedores anti-mistos. In: ENCONTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO NORTE E NORDESTE e PRÉ-ALAS BRASIL, 15, 2012, Teresina. Anais...Teresina: p.

Reflexões sobre o público no Campeonato Brasileiro de 2007

Reflexões sobre o público no Campeonato Brasileiro de 2007 Reflexões sobre o público no Campeonato Brasileiro de 2007 Este artigo é um complemento do estudo É disso que o povo gosta Uma análise sobre demanda no futebol brasileiro e as razões que levam público

Leia mais

Clubes Europeus avançam sobre Torcedores Brasileiros

Clubes Europeus avançam sobre Torcedores Brasileiros PLURI View Clubes Europeus avançam sobre Torcedores Brasileiros PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Curitiba-PR Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Fernando

Leia mais

Projeto Voleibol Valinhos

Projeto Voleibol Valinhos Projeto Voleibol Valinhos Atualmente o Country Club Valinhos em parceria com a Prefeitura Municipal de Valinhos e apoiado pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte possui 4 categorias de Voleibol Feminino,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. Betinho Gomes) Acrescenta dispositivos ao artigo 42 da Lei nº 9.615, de 24 de março de 1998, para dispor sobre a distribuição dos recursos oriundos da comercialização

Leia mais

FUTEBOL BRASILEIRO, DE CULTURA POPULAR À ESPETÁCULO GLOBAL: UMA ANÁLISE DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS

FUTEBOL BRASILEIRO, DE CULTURA POPULAR À ESPETÁCULO GLOBAL: UMA ANÁLISE DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS CONGRESSO INTERNACIONAL INTERDISCIPLINAR EM SOCIAIS E HUMANIDADES Niterói RJ: ANINTER-SH/ PPGSD-UFF, 03 a 06 de Setembro de 2012, ISSN 2316-266X FUTEBOL BRASILEIRO, DE CULTURA POPULAR À ESPETÁCULO GLOBAL:

Leia mais

Entre rezas, lágrimas, suor, menstruação e chulé: o futebol feminino em foco

Entre rezas, lágrimas, suor, menstruação e chulé: o futebol feminino em foco Entre rezas, lágrimas, suor, menstruação e chulé: o futebol feminino em foco Mariane da Silva Pisani Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil DOI 10.11606/issn.2316-9133.v24i24p338-347 Existem

Leia mais

Evolução das finanças dos clubes brasileiros -2003-2012 Janeiro de 2013

Evolução das finanças dos clubes brasileiros -2003-2012 Janeiro de 2013 Evolução das finanças dos clubes brasileiros -2003-2012 Janeiro de 2013 Destaques do Estudo O mercado brasileiro de clubes de futebol cresceu muito em receitas entre 2003 e 2011, passando de R$ 805 milhões

Leia mais

O Perfil de Renda das Torcidas Brasileiras e o Público nos Estádios

O Perfil de Renda das Torcidas Brasileiras e o Público nos Estádios O Perfil de Renda das Torcidas Brasileiras e o Público nos Estádios Os 6 grandes grupos de torcedores do Brasil Não torce para ninguém; 21% Demais clubes do país; 19% Flamengo; 15% Corinthians; 13% São

Leia mais

FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013

FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013 FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013 Recentemente, escrevi uma crônica cujo texto apresentava algumas possíveis causas para que o processo de formação

Leia mais

MUNDIAL DE CLUBES DA FIFA

MUNDIAL DE CLUBES DA FIFA MUNDIAL DE CLUBES DA FIFA MUNDIAL DE CLUBES DA FIFA Após os Campeonatos Paulista e Carioca, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana, Campeonato Brasileiro, Liga dos Campeões da UEFA e as Copas do Mundo FIFA,

Leia mais

8º VALOR DAS MARCAS DOS CLUBES BRASILEIROS FINANÇAS DOS CLUBES

8º VALOR DAS MARCAS DOS CLUBES BRASILEIROS FINANÇAS DOS CLUBES 8º VALOR DAS MARCAS DOS CLUBES BRASILEIROS FINANÇAS DOS CLUBES 2015 Sumário Prefácio 5 FIFA Fédération Internationale de Football Association 6 CBF Confederação Brasileira de Futebol 9 Federações Estaduais

Leia mais

Federação Gaúcha de Futebol

Federação Gaúcha de Futebol Traffic Assessoria de Comunicações Ltda. RUA FEDERAÇÃO PAULISTA DE FUTEBOL, 55 SÃO PAULO - SP Telefone 2189-7000 Fax 2189-7022 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COPA SUB 23 DE FUTEBOL PROFISSIONAL - 2010 DA DENOMINAÇÃO

Leia mais

nosso futebol no topo do mundo Copa do Mundo de 2014 modernas arenas craques estrelas fará de nossos clubes potências de alcance mundial Barcelona

nosso futebol no topo do mundo Copa do Mundo de 2014 modernas arenas craques estrelas fará de nossos clubes potências de alcance mundial Barcelona FUTEBOL ESTATÍSTICA Após o crescimento desenfreado que tomou de golpe o futebol brasileiro e o Brasil como um todo em 2012, os dirigentes, jogadores e as mídias que exploram nossa paixão nacional como

Leia mais

XV ENCONTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO NORTE E NORDESTE e PRÉ-ALAS BRASIL. 04 A 07 DE SETEMBRO DE 2012, UFPI, TERESINA-PI.

XV ENCONTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO NORTE E NORDESTE e PRÉ-ALAS BRASIL. 04 A 07 DE SETEMBRO DE 2012, UFPI, TERESINA-PI. XV ENCONTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO NORTE E NORDESTE e PRÉ-ALAS BRASIL. 04 A 07 DE SETEMBRO DE 2012, UFPI, TERESINA-PI. VERGONHA DO NORDESTE : o discurso dos torcedores anti-mistos Artur Alves de Vasconcelos

Leia mais

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online.

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Mulheres e Futebol Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem por cento

Leia mais

CAMPEONATO CEARENSE DE FUTSAL DE FUTSAL 2016

CAMPEONATO CEARENSE DE FUTSAL DE FUTSAL 2016 CAMPEONATO CEARENSE DE FUTSAL DE FUTSAL 2016 TV DIÁRIO A TV Diário, reconhecida em todo o Ceará como a TV do Nordeste, está presente em todo o estado e em mais de cidades do restante do país através da

Leia mais

Brasileirão pode ter fim de monopólio da Globo após 20 anos

Brasileirão pode ter fim de monopólio da Globo após 20 anos B O L E T I M OFERECIMENTO QUARTA-FEIRA, 3 DE FEVEREIRO DE 2016 NÚMERO DO DIA R$ 100 mil é o quanto a Portuguesa vai receber para alugar o estádio do Canindé a uma igreja evangélica EDIÇÃO 434 Brasileirão

Leia mais

Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável

Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável Os brasileiros diante da microgeração de energia renovável Contexto Em abril de 2012, o governo através da diretoria da agência reguladora de energia elétrica (ANEEL) aprovou regras destinadas a reduzir

Leia mais

1ª Pesquisa PLURI STOCHOS Tamanho das Torcidas por Região

1ª Pesquisa PLURI STOCHOS Tamanho das Torcidas por Região 1ª Pesquisa PLURI STOCHOS Tamanho das Torcidas por Região Parte 5: Região Sudeste Contato: Cesar Gualdani Fernando Ferreira www.stochos.com.br www.pluriconsultoria.com.br @pluristochos Tel(11) 3053-6333

Leia mais

a) Regulamento Específico da Competição (REC) o qual trata do sistema de disputa e outros assuntos específicos da Copa.

a) Regulamento Específico da Competição (REC) o qual trata do sistema de disputa e outros assuntos específicos da Copa. COPA DO BRASIL SUB 20 DE 2013 REC REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º A Copa do Brasil Sub 20, edição de 2013, doravante denominada simplesmente Copa,

Leia mais

CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA

CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA PROGRAMA DE SÓCIOS PROGRAMA DE SÓCIOS CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA DESDE 1898 PROGRAMA DE SÓCIOS - INTRODUÇÃO Um programa de sócios forte e eficiente é atualmente a principal saída dos clubes brasileiros

Leia mais

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO Fevereiro 2016 A MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO O que mais incomoda no discurso/posição que a mulher

Leia mais

Futebol e escola no campo do neoliberalismo

Futebol e escola no campo do neoliberalismo Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC) alvesdr@hotmail.com Introdução O processo de construção deste trabalho foi realizado no campo de ação de um grupo de pesquisa ligado ao programa de Pós Graduação

Leia mais

Times de futebol com maiores torcidas em Manaus

Times de futebol com maiores torcidas em Manaus PESQUISA: Times de futebol com maiores torcidas em Manaus presentamos a seguir os resultados da pesquisa TIMES A DE FUTEBOL COM MAIORES TORCIDAS EM MANAUS realizada sob a iniciativa deste Instituto de

Leia mais

Em crise, Band abre mão de Estadual do Rio e Copa do Brasil

Em crise, Band abre mão de Estadual do Rio e Copa do Brasil B O L E T I M OFERECIMENTO QUINTA-FEIRA, 14 DE JANEIRO DE 2016 NÚMERO DO DIA R$ 990 mi a Globo paga a 11 clubes pelos direitos do Brasileirão; os outros 9 times dividem R$ 280 milhões EDIÇÃO 420 Em crise,

Leia mais

1. INTRODUÇÃO. e Alexsandro da Silva. 1 Andréa Carla Agnes e Silva é dinamizadora do Programa "Escola Aberta", sob orientação de Telma Ferraz Leal

1. INTRODUÇÃO. e Alexsandro da Silva. 1 Andréa Carla Agnes e Silva é dinamizadora do Programa Escola Aberta, sob orientação de Telma Ferraz Leal TÍTULO: OFICINA DE LEITURA: UMA PROPOSTA DINÂMICA PARA FORMAÇÃO DE LEITORES AUTORA: Andréa Carla Agnes e Silva 1 INSTITUIÇÃO: Universidade Federal de Pernambuco Escola Aberta ÁREA TEMÁTICA: Educação 1.

Leia mais

PLURI ESPECIAL DÍVIDA POR TORCEDOR DOS PRINCIPAIS CLUBES DO BRASIL

PLURI ESPECIAL DÍVIDA POR TORCEDOR DOS PRINCIPAIS CLUBES DO BRASIL PLURI ESPECIAL DÍVIDA POR TORCEDOR DOS PRINCIPAIS CLUBES DO BRASIL Autor Fernando Pinto Ferreira Economista, especialista em Pesquisa de Mercado, Gestão e Marketing do Esporte fernando@pluriconsultoria.com.br

Leia mais

A Band traz para seus telespectadores e seus parceiros o melhor futebol do mundo em 2013.

A Band traz para seus telespectadores e seus parceiros o melhor futebol do mundo em 2013. COPA DAS CONFEDERAÇÕES 2013 APRESENTAÇÃO A Band traz para seus telespectadores e seus parceiros o melhor futebol do mundo em 2013. Além da transmissão dos principais campeonatos de clubes do Brasil e da

Leia mais

Relatório ARENAPLAN 06/03/2013 Pesquisa: Faturamento das Novas Arenas

Relatório ARENAPLAN 06/03/2013 Pesquisa: Faturamento das Novas Arenas Relatório ARENAPLAN 06/03/2013 Pesquisa: Faturamento das Novas Arenas Consultoria Financeira e Tecnológica http://www.arenaplan.com.br São Paulo-SP Email: contato@arenaplan.com.br Twitter: @arenaplan Facebook:

Leia mais

Espanholização do futebol brasileiro.

Espanholização do futebol brasileiro. Espanholização do futebol brasileiro. Corremos esse risco? Abril de 2013 Reflexão sobre o ambiente de negócios atual do futebol brasileiro. Marketing e Gestão Esportiva 1 O que ocorreu na Espanha O futebol

Leia mais

ANÁLISE DA CONVERGÊNCIA NA RÁDIO SÃO FRANCISCO FM

ANÁLISE DA CONVERGÊNCIA NA RÁDIO SÃO FRANCISCO FM ANÁLISE DA CONVERGÊNCIA NA RÁDIO SÃO FRANCISCO FM INTRODUÇÃO/DESENVOLVIMENTO Bruna Vieira de Oliveira Ricardo Rigaud Salmito 1 Esta pesquisa pretende analisar se a criação do site da rádio São Francisco

Leia mais

JOGADORES DE FUTEBOL X MEIOS DE COMUNICAÇÃO: A EVOLUÇÃO DA EXPOSIÇÃO DOS ATLETAS

JOGADORES DE FUTEBOL X MEIOS DE COMUNICAÇÃO: A EVOLUÇÃO DA EXPOSIÇÃO DOS ATLETAS JOGADORES DE FUTEBOL X MEIOS DE COMUNICAÇÃO: A EVOLUÇÃO DA EXPOSIÇÃO DOS ATLETAS Introdução AUTORES: JOÃO SILVERIO DOS PRAZERES COSTA JUNIOR RICARDO BARBOSA VASQUES FACULDADES INTEGRADAS HELIO ALONSO -

Leia mais

BRASILEIRÃO E AS NOVAS ARENAS ANÁLISE DO IMPACTO DAS ARENAS PADRÃO FIFA NO CAMPEONATO BRASILEIRO 2013

BRASILEIRÃO E AS NOVAS ARENAS ANÁLISE DO IMPACTO DAS ARENAS PADRÃO FIFA NO CAMPEONATO BRASILEIRO 2013 BRASILEIRÃO E AS NOVAS ARENAS ANÁLISE DO IMPACTO DAS ARENAS PADRÃO FIFA NO CAMPEONATO BRASILEIRO 2013 POR QUÊ? As arenas padrão FIFA representam um elemento novo no futebol brasileiro. Dentre as muitas

Leia mais

Resenha. Interesses Cruzados: A produção da cultura no jornalismo brasileiro (GADINI, Sérgio Luiz. São Paulo: Paulus, 2009 Coleção Comunicação)

Resenha. Interesses Cruzados: A produção da cultura no jornalismo brasileiro (GADINI, Sérgio Luiz. São Paulo: Paulus, 2009 Coleção Comunicação) Resenha Interesses Cruzados: A produção da cultura no jornalismo brasileiro (GADINI, Sérgio Luiz. São Paulo: Paulus, 2009 Coleção Comunicação) Renata Escarião PARENTE 1 Parte do resultado da tese de doutoramento

Leia mais

Leitura e Mediação Pedagógica

Leitura e Mediação Pedagógica Protocolo Colaborador: 12 Leitura e Mediação Pedagógica G. Pesquisador: Rosineide Magalhães de Sousa Corinthians(2) x Palestra(1)#Rosineide\cor_pal.jpg.jpg# Transcrição 80) P: Então Gabriel... eu vou pedir

Leia mais

ANTROPOLOGIA NA MULTIDÃO: UM NOVO OLHAR SOBRE AS TORCIDAS ORGANIZADAS DOS CLUBES DE FUTEBOL DO RECIFE. EDUARDO ARARIPE PACHECO DE SOUZA

ANTROPOLOGIA NA MULTIDÃO: UM NOVO OLHAR SOBRE AS TORCIDAS ORGANIZADAS DOS CLUBES DE FUTEBOL DO RECIFE. EDUARDO ARARIPE PACHECO DE SOUZA 1 ANTROPOLOGIA NA MULTIDÃO: UM NOVO OLHAR SOBRE AS TORCIDAS ORGANIZADAS DOS CLUBES DE FUTEBOL DO RECIFE. EDUARDO ARARIPE PACHECO DE SOUZA Introdução O ano de 2014 será mais uma vez marcado pela realização

Leia mais

O SAMPAIO CORRÊA É O TIME DO MOMENTO A CAMISA DE CLUBE MAIS USADA NO MARANHÃO É A DO SAMPAIO A MARCA MAIS FORTE DO ESTADO

O SAMPAIO CORRÊA É O TIME DO MOMENTO A CAMISA DE CLUBE MAIS USADA NO MARANHÃO É A DO SAMPAIO A MARCA MAIS FORTE DO ESTADO 1 2 O SAMPAIO CORRÊA É O TIME DO MOMENTO Com sede em São Luís, capital do Maranhão, o Sampaio Corrêa é um dos clubes de futebol mais populares do Norte/Nordeste. E que se fortaleceu muito nos últimos anos

Leia mais

PORTAL É REFERÊNCIA DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO RÚGBI NO BRASIL 1

PORTAL É REFERÊNCIA DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO RÚGBI NO BRASIL 1 PORTAL É REFERÊNCIA DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO RÚGBI NO BRASIL 1 Projeto iniciado por estudantes universitários é o único a realizar a cobertura diária no país e ajuda esporte a retomar seu espaço na

Leia mais

PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL

PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL Dir. Nac. de Marketing Jun/13 APRESENTAÇÃO As emoções da Copa Espírito Santo de Futebol estão de volta. A Rede Vitória, pelo sexto ano consecutivo,

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS GEÓRGIA BALARDIN

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS GEÓRGIA BALARDIN CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS GEÓRGIA BALARDIN (depoimento) 2014 CEME-ESEF-UFRGS FICHA TÉCNICA Projeto: Garimpando

Leia mais

OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA. Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2

OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA. Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2 Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 1029 OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2

Leia mais

Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3

Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3 Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3 A pequena empresa é um mercado massivo em importante crescimento, que alcançou uma maturidade em termos de oportunidade

Leia mais

Em acordo inédito, Globo fecha transmissão olímpica até 2032

Em acordo inédito, Globo fecha transmissão olímpica até 2032 B O L E T I M OFERECIMENTO SEXTA-FEIRA, 11 DE DEZEMBRO DE 2015 NÚMERO DO DIA 1,7 bi é o orçamento total da Euro 2016, que será na França e já conta com nove patrocinadores EDIÇÃO 400 Em acordo inédito,

Leia mais

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL JANEIRO DE

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL JANEIRO DE PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL JANEIRO DE 2013 Temos lido e ouvido muitos comentários nos últimos dias sobre o processo de formação de Atletas no Brasil, emitidas

Leia mais

1. Objetivo 2. Histórico 3. Justificativas 4. Descrição 5. Características 6. Espaço Comunitário 7. Benefícios

1. Objetivo 2. Histórico 3. Justificativas 4. Descrição 5. Características 6. Espaço Comunitário 7. Benefícios 1 1. Objetivo 2. Histórico 3. Justificativas 4. Descrição 5. Características 6. Espaço Comunitário 7. Benefícios 2 Objetivo Apoio do Governo do Estado/Municipal/Federal Petrobras - FERJ para captar patrocínio

Leia mais

DICAS DE OURO O que você precisa saber para aproveitar cada momento dos Jogos Rio 2016

DICAS DE OURO O que você precisa saber para aproveitar cada momento dos Jogos Rio 2016 LEGENDA ACESSÍVEL: ILUSTRAÇÃO DO PICTOGRAMA ESPORTIVO COM MARCA E IDENTIDADE VISUAL DOS JOGOS OLÍMPICOS BEM-VINDO! Você agora faz parte do maior evento esportivo do mundo. O Guia do Espectador dos Jogos

Leia mais

Qual o tamanho do bolo publicitário em Santa Catarina?

Qual o tamanho do bolo publicitário em Santa Catarina? Qual o tamanho do bolo publicitário em Santa Catarina? Para responder a esta pergunta, o Instituto MAPA, levantou o volume de faturamento com veiculação publicitária junto aos veículos de comunicação dos

Leia mais

Em abril, Museu do Futebol exibe pré lançamento do filme Fair Play? e realiza bate-papo com diretor do filme e jornalista esportivo

Em abril, Museu do Futebol exibe pré lançamento do filme Fair Play? e realiza bate-papo com diretor do filme e jornalista esportivo Em abril, Museu do Futebol exibe pré lançamento do filme Fair Play? e realiza bate-papo com diretor do filme e jornalista esportivo Juca Kfouri, Fernando Godoy e Sérgio Gagliardi farão parte do debate

Leia mais

BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NOS ANOS INICIAIS: UMA PERSPECTIVA INTERGERACIONAL

BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NOS ANOS INICIAIS: UMA PERSPECTIVA INTERGERACIONAL BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NOS ANOS INICIAIS: UMA PERSPECTIVA INTERGERACIONAL RESUMO Luana da Mata (UEPB) 1 Patrícia Cristina de Aragão Araújo (UEPB) 2 Este artigo tem como objetivo refletir como as brincadeiras

Leia mais

PLANO DE AULA:Futebol e Cultura da Paz - "Jogando para a Paz"

PLANO DE AULA:Futebol e Cultura da Paz - Jogando para a Paz PLANO DE AULA:Futebol e Cultura da Paz - "Jogando para a Paz" Educando para a Paz Nei Alberto Salles Filho Professor do Curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade Estadual de Ponta Grossa

Leia mais

O SR. ALVARO DIAS (Bloco Minoria/PSDB PR) pronuncia o seguinte discurso: Sr. Presidente, Srs. Senadores, Srªs Senadoras, hoje não falarei mal da

O SR. ALVARO DIAS (Bloco Minoria/PSDB PR) pronuncia o seguinte discurso: Sr. Presidente, Srs. Senadores, Srªs Senadoras, hoje não falarei mal da O SR. ALVARO DIAS (Bloco Minoria/PSDB PR) pronuncia o seguinte discurso: Sr. Presidente, Srs. Senadores, Srªs Senadoras, hoje não falarei mal da Presidente, Senador Requião. Trago a esta tribuna um assunto

Leia mais

O ensino aprendizagem da matemática no basquete

O ensino aprendizagem da matemática no basquete Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência Centro de Ensino Superior do Seridó-Campus Caicó Matemática Licenciatura Plena O ensino aprendizagem da matemática no basquete Caicó-RN 2013 Deisy

Leia mais

"Brasil é um tipo de país menos centrado nos EUA"

Brasil é um tipo de país menos centrado nos EUA "Brasil é um tipo de país menos centrado nos EUA" Neill Lochery, pesquisador britânico, no seu livro Brasil: os Frutos da Guerra mostrou os resultados da sua investigação histórica de um dos períodos mais

Leia mais

Valor da marca dos 12 clubes mais valiosos do Brasil

Valor da marca dos 12 clubes mais valiosos do Brasil Valor da marca dos 12 clubes mais valiosos do Brasil Pelo segundo ano consecutivo a Crowe Horwath RCS publica seu estudo avaliando as marcas dos maiores clubes de futebol do Brasil. A metodologia de escolha

Leia mais

FutebolCard mira aumento de 15% na venda de bilhete online

FutebolCard mira aumento de 15% na venda de bilhete online B O L E T I M OFERECIMENTO TERÇA-FEIRA, 4 DE AGOSTO DE 2015 NÚMERO DO DIA 500 mi foi o valor obtido por Silvio Berlusconi ao negociar 48% do Milan a investidores asiáticos EDIÇÃO 310 FutebolCard mira aumento

Leia mais

por futebol profissional ou amador?

por futebol profissional ou amador? Tabela 3 - Síntese das entrevistas com torcedores I O que é o futebol pra você? Uma paixão. É um esporte que eu pratico, que gosto. O meu time de futebol é a razão do meu viver. Você se interessa mais

Leia mais

A INFLUÊNCIA DO JOGO E DO MODELO DE JOGO NA PERFORMANCE DOS ATLETAS

A INFLUÊNCIA DO JOGO E DO MODELO DE JOGO NA PERFORMANCE DOS ATLETAS A INFLUÊNCIA DO JOGO E DO MODELO DE JOGO NA PERFORMANCE DOS ATLETAS A preparação física como norte do processo ou subordinada às variáveis da partida? Uma análise sob a ótica sistêmica. Por Cyro Bueno*

Leia mais

PROCESSO DE TRABALHO DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ENQUANTO MORADOR E TRABALHADOR DE SAÚDE INSERIDO NO MESMO TERRITÓRIO

PROCESSO DE TRABALHO DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ENQUANTO MORADOR E TRABALHADOR DE SAÚDE INSERIDO NO MESMO TERRITÓRIO 1322 PROCESSO DE TRABALHO DO AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ENQUANTO MORADOR E TRABALHADOR DE SAÚDE INSERIDO NO MESMO TERRITÓRIO Janyelle Silva Mendes¹;Juliana Alves Leite Leal² 1. Graduanda do Curso de Enfermagem,

Leia mais

Uma passagem pelo Campeonato Brasileiro de Futebol

Uma passagem pelo Campeonato Brasileiro de Futebol UFCG CEEI DSC CCC Grupo PET Computação Ciclo de Seminários Não Técnicos Uma passagem pelo Campeonato Brasileiro de Futebol Arthur Silva Freire arthur.freire@ccc.ufcg.edu.br 1 Agenda Um Pouco de História;

Leia mais

Educação para os Media e Cidadania

Educação para os Media e Cidadania Educação para os Media e Cidadania Sara Pereira Instituto de Estudos da Criança Universidade do Minho Com este artigo procura-se reflectir sobre a educação para os media como uma forma e uma via de educar

Leia mais

PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº.../2010

PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº.../2010 PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº.../2010 Revoga a Resolução Legislativa 02/2001 e disciplina a administração o e o funcionamento da TV Câmara Santa Maria. Art. 1º - Esta resolução disciplina os objetivos, os princípios,

Leia mais

>>ESPORTES TABELA COMERCIAL 2013

>>ESPORTES TABELA COMERCIAL 2013 >>ESPORTES EQUIPE ESPORTIVA PAULO SÉRGIO RUDI BRAGA EDU BRASIL OSMAR ANTONIO DIONÍSIO FILHO SICUPIRA FELIPE DUTRA MONIQUE VILELA SÉRGIO ZANONI MARCOS PIZA SÉRGIO BELO LEANDRO REQUENA BINHO PEDRO PAULO

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS SAMARA DA SILVA VIEIRA (depoimento) 2014 CEME-ESEF-UFRGS FICHA TÉCNICA Projeto:

Leia mais

A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas

A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas Fernanda Ribeiro Doutora em Ciências Documentais pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Diretora da Faculdade

Leia mais

Em crise, São Paulo decide renegociar todos seus contratos

Em crise, São Paulo decide renegociar todos seus contratos B O L E T I M OFERECIMENTO QUARTA-FEIRA, 29 DE JULHO DE 2015 NÚMERO DO DIA US$ 3,6 mi foi o prejuízo da Puma no segundo trimestre; a marca faturou 772,2 mi no período EDIÇÃO 306 Em crise, São Paulo decide

Leia mais

Copa do Mundo aquece venda de camarotes em arenas do país

Copa do Mundo aquece venda de camarotes em arenas do país B O L E T I M OFERECIMENTO SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2015 NÚMERO DO DIA US$ 200 mil o Boca Juniors pagará de multa pelo ocorrido na Libertadores; o time foi eliminado do torneio EDIÇÃO 256 Copa do Mundo

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Copa do Brasil 2016 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO... 4 CAPÍTULO II

Leia mais

O CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA UFBA; DA CRÍTICA A FORMAÇÃO À FORMAÇÃO CRÍTICA

O CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA UFBA; DA CRÍTICA A FORMAÇÃO À FORMAÇÃO CRÍTICA O CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA UFBA; DA CRÍTICA A FORMAÇÃO À FORMAÇÃO CRÍTICA Fernando Reis do E. Santo A Faculdade de Educação da UFBA tem se destacado, ao longo da sua história, por iniciativas académicas

Leia mais

O(a) Sr.(a) acompanhou o campeonato estadual deste ano?

O(a) Sr.(a) acompanhou o campeonato estadual deste ano? FUTEBOL CAPIXABA Andressa Assis e Luiz Henrique Borges A Futura foi às ruas para saber a opinião dos moradores da Grande Vitória sobre os times de futebol capixaba. E, segundo se deduz das entrevistas,

Leia mais

Atingir Escolinhas de Futebol e Futsal em todos os Estados Brasileiros, oferecendo uma competição de alto nível, planejada, organizada e contínua;

Atingir Escolinhas de Futebol e Futsal em todos os Estados Brasileiros, oferecendo uma competição de alto nível, planejada, organizada e contínua; A ABEFF A ABEFF é uma associação sem fins lucrativos que visa oportunizar, organizar, representar e defender as entidades que se denominam Escolinhas de Futebol e de Futsal e Futsete, setor este, que tem

Leia mais

www.horsesociety.com.br MEDIAKIT 2016

www.horsesociety.com.br MEDIAKIT 2016 www.horsesociety.com.br MEDIAKIT 2016 ARTE EQUESTRE BRASIL EM BUSCA DO SOL CIRCUITO NORTE E NORDESTE A REVISTA DO HIPISMO BRASILEIRO TOP DESTINOS DO HIPISMO INTERNACIONAL A revista Horse Society Lifestyle

Leia mais

09/09/2004. Discurso do Presidente da República

09/09/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na solenidade de recepção da delegação brasileira que participou das Olimpíadas de Atenas Palácio do Planalto, 09 de setembro de 2004 Meu caro Grael, Meu querido René Simões,

Leia mais

Fórmula 1. Fórmula 1 OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO

Fórmula 1. Fórmula 1 OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Fórmula 1 Fórmula 1 OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO PROJETO ESPECIAL FÓRMULA 1 A Fórmula 1 é a mais popular modalidade do automobilismo e um dos esportes preferidos dos brasileiros. O ano de 1950 marcou o início

Leia mais

Lançamento de dados da Pesquisa IBOPE - OPP043 OIT / ANDI / FÓRUM NACIONAL

Lançamento de dados da Pesquisa IBOPE - OPP043 OIT / ANDI / FÓRUM NACIONAL Lançamento de dados da Pesquisa IBOPE - OPP043 OIT / ANDI / FÓRUM NACIONAL A opinião pública sobre trabalho infantil Veja abaixo destaques da pesquisa IBOPE de opinião pública sobre trabalho infantil e

Leia mais

Diretrizes para programas de leitura organizados por bibliotecas - algumas sugestões práticas

Diretrizes para programas de leitura organizados por bibliotecas - algumas sugestões práticas Diretrizes para programas de leitura organizados por bibliotecas - algumas sugestões práticas Introdução A Seção de Leitura da IFLA tem o prazer de apresentar algumas sugestões práticas para as bibliotecas

Leia mais

SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE

SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE Adriele Albertina da Silva Universidade Federal de Pernambuco, adrielealbertina18@gmail.com Nathali Gomes

Leia mais

Análise multivariada aplicada em dados de futebol Campeonato Brasileiro de 2011

Análise multivariada aplicada em dados de futebol Campeonato Brasileiro de 2011 Análise multivariada aplicada em dados de futebol Campeonato Brasileiro de 2011 Juliane Jussara Affonso 1 Vilma Mayumi Tachibana 1 1 Introdução O aumento da competitividade no futebol durante os últimos

Leia mais

UNITERMOS: Marketing esportivo, futebol, administração esportiva.

UNITERMOS: Marketing esportivo, futebol, administração esportiva. ARTIGO Paulo Lanes Lobato * RESUMO Considerando que o marketing é hoje integrante de grande parte das conversas relacionadas ao esporte e, principalmente, que se transformou na esperança do esporte em

Leia mais

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Serviço de Rádio Escuta da Prefeitura de Porto Alegre Emissora: Rádio Guaíba Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Data: 07/03/2007 14:50 Programa: Guaíba Revista Apresentação:

Leia mais

entrevista: tamas rohonyi

entrevista: tamas rohonyi entrevista: tamas rohonyi GP do Brasil A fórmula 1, segundo esporte mais popular no Brasil, tem no Grande Prêmio do Brasil um exemplo de organização e arrecadação. Nesta entrevista exclusiva, seu promotor,

Leia mais

MÓDULO 5 O SENSO COMUM

MÓDULO 5 O SENSO COMUM MÓDULO 5 O SENSO COMUM Uma das principais metas de alguém que quer escrever boas redações é fugir do senso comum. Basicamente, o senso comum é um julgamento feito com base em ideias simples, ingênuas e,

Leia mais

ALTERNATIVAS APRESENTADAS PELOS PROFESSORES PARA O TRABALHO COM A LEITURA EM SALA DE AULA

ALTERNATIVAS APRESENTADAS PELOS PROFESSORES PARA O TRABALHO COM A LEITURA EM SALA DE AULA ALTERNATIVAS APRESENTADAS PELOS PROFESSORES PARA O TRABALHO COM A LEITURA EM SALA DE AULA RAQUEL MONTEIRO DA SILVA FREITAS (UFPB). Resumo Essa comunicação objetiva apresentar dados relacionados ao plano

Leia mais

A realização de grandes eventos esportivos no Brasil marca um período de oportunidades de investimento e mudanças em cadeia.

A realização de grandes eventos esportivos no Brasil marca um período de oportunidades de investimento e mudanças em cadeia. A realização de grandes eventos esportivos no Brasil marca um período de oportunidades de investimento e mudanças em cadeia. Belo Horizonte recebeu a Copa das Confederações agora é a vez da Copa do Mundo.

Leia mais

30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA. Vamos nessa?

30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA. Vamos nessa? 30 DE NOVEMBRO DIA DA CONECTIVIDADE GUIA PRÁTICO PARA ORGANIZAR O DIA DA CONECTIVIDADE NA SUA ESCOLA Vamos nessa? 1. Missão da Campanha A mobilização Internet na Escola tem um pedido simples: investimento

Leia mais

FUTEBOL 2010 PLANO COMERCIAL DE PATROCÍNIO. www.redetv.com.br

FUTEBOL 2010 PLANO COMERCIAL DE PATROCÍNIO. www.redetv.com.br PLANO COMERCIAL DE PATROCÍNIO FUTEBOL 20 www.redetv.com.br julho de 20 RedeTV! Departamento de Marketing RedeTV! Divisão Planejamento de Marketing Publicitário www.redetv.com.br/comercial BRASILEIRÃO SÉRIE

Leia mais

Relatório Assessoria de Imprensa *** BOOK 2012

Relatório Assessoria de Imprensa *** BOOK 2012 Relatório Assessoria de Imprensa *** BOOK 2012 Índice Atividades: Pág. 03 Resultados 2012: Pág. 04 Imprensa Mídia/Origem Meses: Pág. 06 Imprensa Segmentos de imprensa: Pág. 07 Imprensa Qualidade dos espaços

Leia mais

Pesquisa de opinião Profissional de comunicação e sustentabilidade

Pesquisa de opinião Profissional de comunicação e sustentabilidade Pesquisa de opinião Profissional de comunicação e sustentabilidade O Instituto ABERJE de Pesquisas (DATABERJE) realizou uma pesquisa de opinião sobre sustentabilidade com mulheres da área de comunicação,

Leia mais

Prospecto para Patrocínadores

Prospecto para Patrocínadores Esporte Clube São Bento Prospecto para Patrocínadores Apresentação A Ogli Consultoria e Gestão de Negócios, terá a responsabilidade de gerir todo o projeto desde a captação de recursos, formação de elenco

Leia mais

GERAÇÃO DA CONECTIVIDADE

GERAÇÃO DA CONECTIVIDADE GERAÇÃO DA CONECTIVIDADE O Instituto Methodus, sendo especialista em Pesquisa, tomou a iniciativa de estudar a Geração da Conectividade, investigando como agem, pensam e se relacionam os jovens. Patrocínio

Leia mais

Pico de 82 milhões de page views e de 8 milhões de visitantes únicos por mês.

Pico de 82 milhões de page views e de 8 milhões de visitantes únicos por mês. O MAIS COMPLETO E VISITADO PORTAL DE NOTÍCIAS E ENTRETENIMENTO DO NORTE / NORDESTE Pico de 2 milhões de page views e de milhões de visitantes únicos por mês. Fonte: UOL / IBOPE www. jc.com.br No JC Online

Leia mais

TEMAS AMBIENTAIS NA INTERNET

TEMAS AMBIENTAIS NA INTERNET ATAS - Seminário Ensinar com Pesquisa (Ensinar, Pesquisar e Aprender) - ANO V 1 TEMAS AMBIENTAIS NA INTERNET Ana C. B. da Silva 1, Natália F. da Silva², Maria R. D. Kawamura 3 1 Instituto de Física/Ensino/USP,

Leia mais

ESTUDO DE CASO PSICOPEDAGÓGICO

ESTUDO DE CASO PSICOPEDAGÓGICO ESTUDO DE CASO PSICOPEDAGÓGICO Autora: Suellen Viviane Lemos Fernandes Co-autora: Maria Irene Miranda Bernardes Universidade Federal de Uberlândia suellenped65@hotmail.com Introdução O presente trabalho

Leia mais

O USO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS E FACEBOOK NO ENSINO MÉDIO: ESTUDO DO TIPO ETNOGRÁFICO.

O USO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS E FACEBOOK NO ENSINO MÉDIO: ESTUDO DO TIPO ETNOGRÁFICO. O USO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS E FACEBOOK NO ENSINO MÉDIO: ESTUDO DO TIPO ETNOGRÁFICO. Jessica Kelly Sousa Ferreira PPGFP-UEPB jessicaferreiraprofe@gmail.com INTRODUÇÃO Este estudo busca analisar como a

Leia mais

Pacotes Futebol Brasileirão 2011

Pacotes Futebol Brasileirão 2011 Fonte: iphotostock Pacotes Futebol Brasileirão 2011 Fãs de futebol consomem mídia e/ou praticam futebol Segundo o Ibope TGI, no Brasil 46% das pessoas afirmam ter assistido futebol nos últimos 12 meses.

Leia mais

Email: contato@arenaplan.com.br Twitter: @arenaplan Facebook: http://www.facebook.com/arenaplanconsultoria

Email: contato@arenaplan.com.br Twitter: @arenaplan Facebook: http://www.facebook.com/arenaplanconsultoria Relatório ARENAPLAN 09/12/2013 Pesquisa: O Estádio do seu Clube São Paulo-SP Email: contato@arenaplan.com.br Twitter: @arenaplan Facebook: http://www.facebook.com/arenaplanconsultoria Márdel Cardoso Diretor

Leia mais

Valor de Mercado dos Times que disputam o Brasileirão - Série A

Valor de Mercado dos Times que disputam o Brasileirão - Série A Sportmetric Valor de Mercado dos Times que disputam o Brasileirão - Série A PLURI Consultoria São Paulo - Brasil Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Estimamos o valor total dos elencos

Leia mais

A CAPES : quais ambições para a pesquisa em Letras e Linguística?

A CAPES : quais ambições para a pesquisa em Letras e Linguística? A CAPES : quais ambições para a pesquisa em Letras e Linguística? Universidade de São Paulo benjamin@usp.br Synergies-Brésil O Sr. foi o representante da Letras junto à CAPES. O Sr. poderia explicar qual

Leia mais

- Deptº de Marketing -TV Bahia. Rua Aristides Novis nº 123 Federação. Tel.: (71) 3203-1207 -

- Deptº de Marketing -TV Bahia. Rua Aristides Novis nº 123 Federação. Tel.: (71) 3203-1207 - O Projeto Uma viagem para revelar as raízes das tradições dos festejos juninos e os grandes eventos que movimentam o interior da Bahia, seu impacto no cotidiano e economia locais. Em um mês na estrada,

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Campeonato Brasileiro Sub 20 2015 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO...

Leia mais