SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO"

Transcrição

1 SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Qual o significado de ISO? ISO International Organization for Standardization, é uma organização não governamental com sede em Genebra, na Suíça, que foi criada em 1946 e tem como associados organismos de normalização de cerca de 160 países que respondem por cerca de 95% do PIB mundial. A ISO tem como objetivo criar normas que facilitem o desenvolvimento da padronização e de atividades correlacionadas e que promovam boas práticas de gestão e o avanço tecnológico, além de disseminar conhecimentos. Histórico da Qualidade nas Organizações: As normas, de uma maneira, surgiram pouco após a 2ª Guerra Mundial, em razão da necessidade de padronização da munição usada pelo armamento militar. Desde então, a indústria bélica deu início a um processo de normatização dos processos até os dias atuais. A migração para as indústrias de artefatos comerciais se deu também em função da necessidade de elaborar padrões de fabricação para que a qualidade e segurança fossem asseguradas. Antes da ISO.9000: Durante a 2ª Guerra Mundial, as empresas britânicas de alta tecnologia, como de munição, estavam tendo diversos problemas com a qualidade de seus produtos. Na época, muitas bombas acabavam explodindo dentro das empresas no momento da fabricação ou durante o transporte. A solução adotada foi solicitar aos fabricantes procedimentos documentados de fabricação, garantindo que seriam obedecidos. ISO.9000 versão 1987: Nesta versão existiam 3 modelos de gerenciamento: ISO.9001:1987 modelo de garantia da qualidade para projeto, desenvolvimento, produção, montagem e prestadores de serviço. Era destinada a organizações que tinham, em suas atividades, a criação de novos produtos. ISO.9002:1987 modelo de garantia da qualidade para produção, montagem e prestação de serviços. Tinha basicamente o mesmo material da ISO.9001, mas sem abranger a criação de novos produtos. ISO.9003:1987 modelo de garantia da qualidade para inspeção final e teste. Abrangia somente a inspeção final do produto e não se preocupava com a forma como o produto era fabricado. ISO.9000 versão 1994: Esta versão enfatizava a garantia da qualidade por meio de ações preventivas, em vez de inspeção final (permanecia a exigência de evidencias de conformidade com processos documentados). Esta primeira edição, acabou ocasionando um problema para as empresas, que acabavam por criar seus próprios requisitos, gerando diversos manuais e procedimentos e consequentemente, burocratizando demais esta norma. ISO.9000 versão 2000: Esta versão combina a 3 normas ISO.9001, ISO.9002 e ISO.9003, em apenas uma, denominada ISO Os processos de projeto e desenvolvimento são requeridos apenas para empresas que de fato investem na criação de novos produtos. A versão 2000 procura fazer uma mudança radical na forma de pensar, estabelecendo o conceito de controle de processo antes e durante o processo. A versão 2000 também exige o envolvimento da alta direção da empresa, para fazer a integração da qualidade dentro da empresa, definindo um responsável pelas ações da qualidade. Outro objetivo era melhorar o processo por meio de medição de desempenho, isto é, indicadores para medir a efetividade das ações e atividades desenvolvidas. Mas a principal mudança na norma foi à introdução da visão do foco no cliente. Antes, o cliente era visto como externo a organização. Atualmente o cliente é considerado dentro do sistema da organização. A qualidade é considerada uma variável de múltiplas dimensões e definida pelo cliente, a partir de suas necessidades. Além disso, não são considerados clientes apenas os consumidores finais do produto, mas todos aqueles envolvidos na cadeia de produção (fornecedores e parceiros). Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 1

2 Elementos da ISO.9001: A ISO.9001:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos, é um documento disponível nos órgãos representantes em cada país, com todas as solicitações necessárias que são acompanhadas nas auditorias realizadas pelos órgãos certificadores. Os 6 (seis) documentos obrigatórios da norma são: Item Controle de documentos; Item Controle de registros; Item Auditorias internas; Item 8.3 Controle de produto / Serviço não conforme; Item Ação corretiva; Item Ação preventiva. Em acréscimo aos requisitos da ISO.9001:2000, é necessário definir e implementar uma política da qualidade e um manual da qualidade, para que cada organização avalie o seu processo por inteiro. Quais são os princípios da gestão da qualidade? A ISO.9001 é baseada em 8 princípios, são eles: 1. Foco no cliente 2. Liderança 3. Envolvimento de todos 4. Abordagem de processos 5. Abordagem sistêmica 6. Melhoria contínua 7. Decidir baseado em fatores reais e concretos 8. Benefícios mútuos entre a organização, os clientes e os fornecedores. Quais são as principais vantagens de se ser certificado na ISO 9001? Muitos são os benefícios de se aplicar de maneira efetiva os requisitos preconizados na ISO Vamos relacionar alguns que considero importante: Melhorar a imagem da empresa perante o mercado; Aumentar a confiança do cliente; Reduzir o número de auditorias dos clientes nos fornecedores; Melhorar o desempenho dos produtos; Redução de custos por ineficiência e reclamações; Aumento da auto-estima dos trabalhadores; Diminuição dos riscos do negócio; Melhoria na eficiência dos fornecedores; Redução de sucata; Possibilidade de atuação no mercado global. A versão atual é a ABNT.NBR.ISO.9001:2008 Sistemas de Gestão da Qualidade. Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 2

3 ISO.TS.16949: Desde 1999 a ISO.TS é um pré-requisito para acesso à indústria automotiva no mundo. É elaborada pelos membros da IATF International Automotiva Task Force, que é um grupo formado pelos fabricantes: GM, Ford, Chrysler, Mercedes Benz, BMW, Citroën, Volkswagem, Renault e Fiat. Esta norma define requisitos do sistema da qualidade baseados na ISO.9001:2000, AVSQ (Itália), EAQF (França), QS.9000 (USA) e VDA.6.1 (Alemanha). É aplicável às plantas de organizações onde produtos específicos pelo cliente são manufaturados para produção e/ou reposição. Certificar o sistema de Gestão da Qualidade, de acordo com a ISO.TS.16949, irá impactar positivamente o sucesso da organização e proporcionar os seguintes benefícios: 1. Reduzir o número de múltiplas certificações de auditorias de terceira parte para uma certificação; 2. Melhorar a produção e a qualidade dos processos; 3. Reduzir a variação da produção e aumentar sua eficiência; 4. Proporcionar maior credibilidade quando da participação em concorrências de contratos mundiais; 5. Reduzir o número de auditorias de segunda parte; 6. Facilitar a compreensão dos requisitos de qualidade para toda a cadeia de fornecimento (fornecedores e subcontratados). Termos da ISO.TS.16949: Requisitos do Cliente: são as exigências específicas do cliente para determinado processo do fornecedor. Pode-se estender também à manutenção como, por exemplo, a implementação da manutenção autônoma, visto que esta metodologia não é um requisito específico da norma. Plano de Contingência: trata de ações específicas para processos fora do controle ou eventos não previstos. Na manutenção, mesmo que a empresa não seja certificada, é interessante manter procedimentos indicando ações e responsáveis para determinados eventos que podem parar um determinado negócio, como por exemplo, contingência para falta de energia elétrica. O plano pode ser no estilo 5W1H e após concluído e documentado, deve ser divulgado a todos os envolvidos. Melhoria Contínua: refere-se aos diversos programas de melhorias, como aperfeiçoamento dos ativos, com o objetivo de aumentar a produtividade ou segurança. O termo melhoria contínua é traduzido como KAIZEN e é muito difundido por consultorias especializadas. Itens de Controle: item extremamente importante para a Manutenção. este controle deve comprovar que existe monitoramento e ações corretivas e preventivas. Uma das questões polêmicas durante a auditoria da qualidade são justamente os gastos departamentais relativos à manutenção dos ativos. Conclusão: A qualidade tratada de maneira séria, é o diferencial para os clientes, seja interno ou externo. Portanto, a Gestão da Qualidade determina posturas comportamentais, como: 1. Foco no cliente; 2. Liderança participativa; 3. Envolvimento de todos; 4. Abordagem sistemática dos processos; 5. Melhoria contínua em todos os níveis da organização; 6. Relacionamento de mútuo benefício com os fornecedores. A versão atual é a ISO.TS.16949:2010 Sistemas de Gestão da Qualidade Automotiva. Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 3

4 ISO Sistemas de Gestão Ambiental: A série ISO tem por objetivo contribuir para a melhoria da qualidade ambiental, diminuindo a poluição e integrando o setor produtivo na otimização do uso dos recursos ambientais. São normas que também atendem às exigências ambientais do consumidor consciente de nossa época. SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: É um conjunto de procedimentos e técnicas sistêmicas que visam dotar uma organização dos meios que permitam definir sua política ambiental e que assegurem o atendimento dos principais requisitos: Comprometimento com a melhoria contínua e a prevenção da poluição; Comprometimento com o atendimento à legislação ambiental do país e outros requisitos dos mercados que se deseja atingir; Estabelecimento de objetivos e metas ambientais; Avaliação e monitoramento do atendimento aos seus objetivos e metas ambientais; Conscientização e treinamento de todo o pessoal envolvido; Comunicação a todas as partes interessadas (acionistas, empregados, consumidores); Avaliação crítica do desempenho ambiental e adoção de medidas corretivas. VANTAGENS DA IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: São muitas as vantagens, entre as quais: Para a empresa: Criação de uma imagem "verde" Acesso a novos mercados Redução de acidentes ambientais e custos de remediação Conservação de energia e recursos naturais Racionalização de atividade Menor risco de sanções do poder público Redução de perdas e desperdícios Maior economia Facilidade de acesso a financiamentos Para os clientes: Confiança na sustentabilidade do produto Acompanhamento da vida útil do produto Cuidados com a disposição final do produto Incentivo à reciclagem, se for o caso Produtos e processos mais limpos Conservação dos recursos naturais Gestão dos resíduos industriais Gestão racional do uso da energia Redução da poluição global ORIENTAÇÕES PARA IMPLANTAÇÃO DA ISO.14001: De acordo com as orientações de uso da NBR.ISO.14001, a documentação pode ser integrada com as de outros sistemas implementados, não precisando estar na forma de um único manual. Lembrando que a extensão da documentação pode variar dependendo do porte e tipo da empresa e suas atividades, produtos ou serviços, da complexidade dos processos e suas interações e da competência do pessoal. No caso da empresa não possuir outro sistema implementado, deve documentar: Política ambiental, objetivos e metas ambientais; Descrição do escopo do sistema da gestão ambiental; Descrição dos principais elementos do sistema da gestão ambiental e sua interação e referência aos documentos associados; Documentos incluindo registros, determinados pela empresa como sendo necessários requeridos pela NBR ISO Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 4

5 PROCEDIMENTOS EXIGIDOS PELA ISO.14001: Aspectos ambientais; Requisitos legais; Competência, treinamento e conscientização; Comunicação; Controle de documentos; Controle Operacional (este é obrigatório); Preparação e resposta à emergência; Monitoramento e medição; Avaliação do atendimento a requisitos legais e outros; Não-conformidade, ação corretiva e ação preventiva; Controle de registros; Auditoria interna. A versão atual é a ABNT.NBR.ISO.14001:2004 Sistemas de Gestão Ambiental. Confirmada em: 14/10/2010 Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 5

6 OHSAS Occupational Health and Safety Assessment Services (Serviços de Avaliação de Saúde e Segurança Ocupacional) Auxiliando todos os esforços de uma organização em manter uma política prevencionista forte e com credibilidade, muitas empresas adotam outra medida que é a certificação através de um órgão credenciado na norma de Saúde e Segurança Ocupacional. A norma OHSAS consiste em um sistema de gestão, assim como a ISO.9001, ISO.TS ou a ISO.14001, porém com o foco voltado para a saúde e segurança ocupacional. Em outras palavras, a OHSAS é uma ferramenta que permite uma empresa atingir e sistematicamente controlar e melhorar o nível do desempenho da Saúde e Segurança do trabalho por ela mesma estabelecido. O Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional também possui objetivos, indicadores, metas e planos de ação. A implantação da OHSAS retrata a preocupação da empresa com a integridade física de seus colaboradores e parceiros. O envolvimento e participação dos funcionários no processo de implantação desse sistema de segurança são de fundamental importância. A OHSAS baseia-se na premissa de que a organização irá, periodicamente, analisar criticamente e avaliar o seu Sistema de Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho, de forma a identificar oportunidades de melhoria e a implementação das ações necessárias. Com a implantação de um sistema de gestão podem ser obtidos benefícios econômicos. O recomendado é que estes benefícios sejam claramente identificados de forma a demonstrar às partes interessadas, sobretudo os acionistas, o valor de uma gestão eficaz da segurança e saúde dos trabalhadores para a organização. Isso também dá a uma empresa a oportunidade de ligar objetivos de Segurança e Saúde no Trabalho a resultados financeiros específicos, assegurando assim que os recursos necessários estejam disponíveis. Os benefícios potenciais associados a um eficaz Sistema de Gestão da Segurança e Saúde no trabalho incluem: Assegurar aos clientes o comprometimento com uma gestão da SST demonstrável; Manter boas relações com os sindicatos dos trabalhadores; Fortalecer a imagem da organização e sua participação no mercado; Aprimorar o controle do custo de acidentes; Facilitar a obtenção de licenças e autorizações; Demonstrar atuação cuidadosa; Reduzir acidentes que impliquem em responsabilidade civil; Melhorar as relações entre a indústria e o governo. Para efeitos desta especificação OHSAS.18001, aplicam-se vários termos e definições, tais como: Objetivos, acidente, auditoria, melhoria contínua, incidente e outros. Serão destacados os seguintes: Perigo: Fonte ou situação com potencial para provocar danos em termos de lesão, doença, dano à propriedade, dano ao meio ambiente do local de trabalho ou uma combinação destes. Identificação de Perigos: Processo de reconhecimento que um perigo existe e de definição de suas características. Risco: Combinação da probabilidade de ocorrência e das consequências de um determinado evento perigoso. Avaliação do Risco: Processo global de estimar a magnitude dos riscos e decidir se um risco é ou não tolerável. Risco Tolerável: Risco que foi reduzido a um nível que pode ser suportado pela organização, levando em conta suas obrigações legais e sua própria política de SST. Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 6

7 Elementos do Sistema de Gestão da SST: Melhoria Contínua Análise crítita pela administração Verificação e ação corretiva Política de SST Planejamento Implementação e operação A versão atual da OHSAS.18001: Occupational Health and Safety Assessment Services (Serviços de Avaliação de Saúde e Segurança Ocupacional) Correspondência entre as normas: ABNT.NBR.ISO.9001:2008 ABNT.NBR.ISO.14001:2004 OHSAS.18001: Política de Qualidade Política Ambiental Política de SSO Controle de documentos Controle de documentos Controle de documentos Controle de registros Controle de registros Controle de registros Auditorias internas Auditorias internas Auditorias internas Controle de produtos / Serviço não conforme Preparação e resposta a emergências Preparação e resposta a emergências Ação corretiva Não conformidade, ação corretiva e ação Investigação de incidentes, não conformidade, Ação preventiva preventiva ações corretivas e preventivas Integração dos Sistemas de Gestão: Caso a empresa já possua uma das normas implantada, a integração dos sistemas da ISO 9001 / ISO e OHSAS residem principalmente no fato de permitir uma redução representativa dos custos de implantação. Uma vez que isto reduz a necessidade de homens/hora gastas no desenvolvimento e a implantação fica reduzida em razão do know-how já previamente adquirido. Isto é evidenciado quando observado os diversos requisitos comuns das normas: 1. Política (pode ser reformulada para inserir considerações ambientais) 2. Treinamento 3. Controle de documentos 4. Não conformidades 5. Ações corretivas 6. Ações preventivas 7. Controle de registros 8. Auditorias internas Mesmo considerando os itens exclusivos de cada norma, os procedimentos necessários podem ser elaborados e integrados, adotando-se o mesmo padrão de realização. Os maiores benefícios de uma sistema de gestão integrados são: O tempo economizado nas pesquisas e construção do sistema O custo pela combinação das auditorias As possibilidades de multitarefas A redução da amplitude de gerenciamento Redução do volume de papel gerado Redução dos custos operacionais Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 7

8 O plano de implantação num modelo básico gira em torno de 1 ano em razão das necessidades específicas de cada empresa. Um plano de implantação típico segue os seguintes passos: 1. Nomeação de um comitê diretivo para supervisionar a implantação 2. Diagnóstico da organização 3. Redação da Política do SGA 4. Elaboração de um plano de ação 5. Atribuição de funções específicas para as áreas 6. Elaboração e implementação de um conjunto de projetos com prazos definidos 7. Criação do manual de procedimentos ambientais 8. Seleção de uma entidade certificadora 9. Ampliação ou redução das instruções de trabalho necessárias 10. Organização de uma auditoria interna 11. Preparação da auditoria externa e Realização efetiva da auditoria externa 12. Correção das NÃO conformidades identificadas nas auditorias BIBLIOGRAFIA: PEREIRA, Mário Jorge. Engenharia de Manutenção Teoria e Prática. Rio de Janeiro: Editora Ciência Moderna Ltda., SEIFFERT, Mari Elizabete Bernardini. ISO Sistemas de gestão ambiental: implantação objetiva e econômica. 4ª Edição. São Paulo: Atlas, Disponível em: <http://academiaplatonica.com.br/2011/gestao/iso sistemas-de-gestao-da-qualidade-requisitos-0- introducao/>. Acesso em 25 mar Disponível em: <http://www.qualitabrasil.com.br/detalhefaq.php?cod=2>. Acesso em 25 mar Disponível em: <http://www.madeira.ufpr.br/disciplinasghislaine/abnt-iso9001.pdf>. Acesso em 25 mar Disponível em: <http://www.ebah.com.br/content/abaaabomsad/saiu-a-nova-versao-ohsas-18001>. Acesso em 25 mar Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 8

PREPARANDO A IMPLANTAÇÃO

PREPARANDO A IMPLANTAÇÃO Início Revisão Crítica A P POLÍTICA AMBIENTAL Melhoria Contínua Verificação e Ação Corretiva C D Planejamento IMPLEMENTAÇÃO Início Revisão Crítica Planejamento A C Melhoria Contínua P D POLÍTICA AMBIENTAL.

Leia mais

POLÍTICA DE HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO

POLÍTICA DE HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO POLÍTICA DE HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO Toda empresa deve adotar uma Política de Higiene e Segurança do Trabalho e ao adotar políticas para as suas atividades, as empresas passam a dispor de instrumentos

Leia mais

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Adriana Ferreira de Faria (Uniminas) affaria@uniminas.br Adriano Soares Correia (Uniminas) adriano@ep.uniminas.br

Leia mais

Sistemas e Instrumentos de Gestão Ambiental

Sistemas e Instrumentos de Gestão Ambiental Sistemas e Instrumentos de Gestão Ambiental ISO 14001 Prof. Gustavo Rodrigo Schiavon Eng. Ambiental ISO 14001 Existem duas normas bastante difundidas para orientação da implantação de um Sistema de Gestão

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001 SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001 Prof. Eduardo Lucena Cavalcante de Amorim INTRODUÇÃO A norma ISO 14001 faz parte de um conjunto mais amplo de normas intitulado ISO série 14000. Este grupo

Leia mais

Programas de Certificação Ambiental. Sistemas de gestão ambiental (SGA).

Programas de Certificação Ambiental. Sistemas de gestão ambiental (SGA). Programas de Certificação Ambiental. Sistemas de gestão ambiental (SGA). Programas de Certificação Ambiental HOJE EM DIA as empresas estão VIVNCIANDO um ambiente de incertezas e sofrem pressões constantes

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Página 1 NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio (votação 10/02/96. Rev.1) 0. INTRODUÇÃO 0.1 Resumo geral 0.2 Benefícios de se ter um Sistema

Leia mais

Referenciais da Qualidade

Referenciais da Qualidade 2008 Universidade da Madeira Grupo de Trabalho nº 4 Controlo da Qualidade Referenciais da Qualidade Raquel Sousa Vânia Joaquim Daniel Teixeira António Pedro Nunes 1 Índice 2 Introdução... 3 3 Referenciais

Leia mais

MANUAL INTEGRADO DOS SISTEMAS DO MEIO AMBIENTE E DE SAÚDE OCUPACIONAL E SEGURANÇA (EHS)

MANUAL INTEGRADO DOS SISTEMAS DO MEIO AMBIENTE E DE SAÚDE OCUPACIONAL E SEGURANÇA (EHS) 1/20 DO MEIO AMBIENTE E DE SAÚDE Emitido pelo Coordenador de EHS Luis Fernando Rocha Aguiar Aprovado pela Gerência da Usina de Itaúna Valério Toledo de Oliveira 2/20 Índice: 1 Objetivo e campo de aplicação

Leia mais

Todos nossos cursos são preparados por mestres e profissionais reconhecidos no mercado, com larga e comprovada experiência em suas áreas de atuação.

Todos nossos cursos são preparados por mestres e profissionais reconhecidos no mercado, com larga e comprovada experiência em suas áreas de atuação. Curso Formação Efetiva de Analístas de Processos Curso Gerenciamento da Qualidade Curso Como implantar um sistema de Gestão de Qualidade ISO 9001 Formação Profissional em Auditoria de Qualidade 24 horas

Leia mais

OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL. Benefícios, Certificação, Estrutura, Objetivos, Termos e definições da OHSAS 18001.

OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL. Benefícios, Certificação, Estrutura, Objetivos, Termos e definições da OHSAS 18001. OHSAS 18001:2007 SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL ASPECTOS GERAIS Benefícios, Certificação, Estrutura, Objetivos, Termos e definições da OHSAS 18001. Histórico: Normas e Gestão SSO BS 8800 Instituto Britânico

Leia mais

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 27006:2011) - OTS

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 27006:2011) - OTS CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 276:2011) - OTS NORMA Nº NIT-DICOR-011 APROVADA EM MAR/2013 Nº 01/46 SUMÁRIO

Leia mais

Integração do Sistema de Gestão da Segurança, Qualidade e Meio Ambiente o caso - das Indústrias Nucleares do Brasil

Integração do Sistema de Gestão da Segurança, Qualidade e Meio Ambiente o caso - das Indústrias Nucleares do Brasil 1 Integração do Sistema de Gestão da Segurança, Qualidade e Meio Ambiente o caso - das Indústrias Nucleares do Brasil Alexandre Dias P. Cassiano 1 Dario da Costa Santos 2 Jorge José de Barros 3 1- Pós-graduando

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos NOÇÕES DE OHSAS 18001:2007 CONCEITOS ELEMENTARES SISTEMA DE GESTÃO DE SSO OHSAS 18001:2007? FERRAMENTA ELEMENTAR CICLO DE PDCA (OHSAS 18001:2007) 4.6 ANÁLISE CRÍTICA 4.3 PLANEJAMENTO A P C D 4.5 VERIFICAÇÃO

Leia mais

TEXTO: INTRODUÇÃO AO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL

TEXTO: INTRODUÇÃO AO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL FACENS / IAT Instituto de Aperfeiçoamento Tecnológico Curso de Pós-Graduação MBA Lato-Sensu em: Gestão, Auditoria e Perícia Ambiental Disciplina: Gerenciamento e Controle Ambiental Carga horária: 24h Prof.

Leia mais

MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1

MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1 MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1 I. APROVAÇÃO Emitente: Função: Análise crítica e aprovação: Função: Liliane Alves Ribeiro da Silva Gerente Administrativa Roberto José da Silva Gerente Geral

Leia mais

Planejamento da Auditoria de Saúde e Segurança no Trabalho OHSAS 18001

Planejamento da Auditoria de Saúde e Segurança no Trabalho OHSAS 18001 Planejamento da Auditoria de Saúde e Segurança no Trabalho OHSAS 18001 Cássio Eduardo Garcia (SENAC) cassiogarcia@uol.com.br Resumo Um dos principais instrumentos que uma organização pode utilizar para

Leia mais

Módulo 2. Sistemas de gestão, normas OHSAS 18001/2, benefícios, certificação, estrutura, objetivos, termos e definições da OHSAS 18001, exercícios.

Módulo 2. Sistemas de gestão, normas OHSAS 18001/2, benefícios, certificação, estrutura, objetivos, termos e definições da OHSAS 18001, exercícios. Módulo 2 Sistemas de gestão, normas OHSAS 18001/2, benefícios, certificação, estrutura, objetivos, termos e definições da OHSAS 18001, exercícios. História das normas de sistemas de gestão de saúde e segurança

Leia mais

Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho

Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho (ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001) Prof. Livre Docente Otávio J. Oliveira UNESP CONTEXTUALIZAÇÃO - Diluição

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio São Paulo, 10 de Março de 2003 Índice 0 INTRODUÇÃO...4 0.1 ASPECTOS GERAIS...4 0.2 BENEFÍCIOS DE

Leia mais

ISO 14000. O que é uma Norma? A ISO 14000. Pedro G. Fernandes da Silva

ISO 14000. O que é uma Norma? A ISO 14000. Pedro G. Fernandes da Silva ISO 14000 Pedro G. Fernandes da Silva A ISO 14000 é uma forma abrangente e holística de administrar o meio ambiente que inclui regulamentos, prevenção de poluição, conservação de recursos e proteção ambiental,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ JOÃO AQUILINO SCHMITT JUNIOR AUDITORIA INTERNA DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM INDÚSTRIAS: DESAFIOS BÁSICOS NOVEMBRO 2014 CURITIBA PARANÁ JOÃO AQUILINO SCHMITT JUNIOR

Leia mais

CASO DE SUCESSO EM GESTÃO DE SEGURANÇA DO TRABALHO NA CONSTRUÇÃO DE UMA USINA HIDRELÉTRICA

CASO DE SUCESSO EM GESTÃO DE SEGURANÇA DO TRABALHO NA CONSTRUÇÃO DE UMA USINA HIDRELÉTRICA INTRODUÇÃO Grandes obras civis e de montagem eletromecânica costumam representar um desafio nos aspectos de cumprimento de cronogramas e atendimento aos requisitos de segurança do trabalho e saúde ocupacional,

Leia mais

ENG 2332 CONSTRUÇÃO CIVIL I

ENG 2332 CONSTRUÇÃO CIVIL I ENG 2332 CONSTRUÇÃO CIVIL I Profº Eng Civil Bruno Rocha Cardoso Aula 3: Controle de Qualidade de Execução. Controle de Qualidade de Execução. Mas o que é Qualidade? Embora tenha demorado dois dias para

Leia mais

Na Tabela C.1 abaixo será apresentada a estrutura comparativa entre os tópicos das normas NBR ISO 9001:2000 e ABNT ISO/TS 16949/2002.

Na Tabela C.1 abaixo será apresentada a estrutura comparativa entre os tópicos das normas NBR ISO 9001:2000 e ABNT ISO/TS 16949/2002. 1 Na Tabela C.1 abaixo será apresentada a estrutura comparativa entre os tópicos das normas NBR ISO 9001:2000 e ABNT ISO/TS 16949/2002. Norma NBR ISO 9001:2000 Esta norma é equivalente à ISO 9001:2000.

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DE SEGURANÇA

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DE SEGURANÇA MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA SEGURANÇA NO TURISMO DE AVENTURA TDA RAFTING & EXPEDIÇÕES SUMÁRIO SEÇÃO 0 - INTRODUÇÃO SEÇÃO DESCRIÇÃO 1 Informações sobre a TDA Rafting & Expedições 2 Apresentação do Manual

Leia mais

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave ISO14004 uma diretriz ISO 14004:2004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Prof.Dr.Daniel Bertoli Gonçalves FACENS 1 Seu propósito geral é auxiliar as

Leia mais

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Versão 1.0 XXX.YY 22 a 25 Novembro de 2009 Recife - PE GRUPO XI GRUPO ESTUDO DE IMPACTOS AMBIENTAIS - GIA IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA

Leia mais

GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS LOGÍSTICOS: Um Estudo de Caso em um Operador Logístico Brasileiro

GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS LOGÍSTICOS: Um Estudo de Caso em um Operador Logístico Brasileiro GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS LOGÍSTICOS: Um Estudo de Caso em um Operador Logístico Brasileiro Matheus de Aguiar Sillos matheus.sillos@pmlog.com.br AGV Logística Rua Edgar Marchiori, 255, Distrito

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL SGA ISO 14.001:2004 O que é ISO? A ISO - International Organization for Standardization é uma organização sediada em Genebra, na Suíça. Foi fundada em 1946; A sigla ISO foi

Leia mais

Selo de Qualidade e Sustentabilidade para Lavanderias - SQS REFERENCIAL NORMATIVO REF.001

Selo de Qualidade e Sustentabilidade para Lavanderias - SQS REFERENCIAL NORMATIVO REF.001 Selo de Qualidade e Sustentabilidade para Lavanderias - SQS REFERENCIAL NORMATIVO REF.001 Versão Jul.2011 1. Introdução Este programa da Qualidade, Meio Ambiente e Segurança em Lavanderias SQS estabelece

Leia mais

CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL CONFORME A NBR ISSO 14001: UMA ANÁLISE ECONÔMICA DO SGA DA EMPRESA DOURAMOTORS DOURADOS, MS. RESUMO

CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL CONFORME A NBR ISSO 14001: UMA ANÁLISE ECONÔMICA DO SGA DA EMPRESA DOURAMOTORS DOURADOS, MS. RESUMO CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL CONFORME A NBR ISSO 14001: UMA ANÁLISE ECONÔMICA DO SGA DA EMPRESA DOURAMOTORS DOURADOS, MS. Sônia Mendes Paiva de Mendonça 1 ; Luciana Ferreira da Silva 2 UEMS/ENGENHARIA AMBIENTAL

Leia mais

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Gestão Aplicada a SST Segurança e Saúde do Trabalho AULA 7

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Gestão Aplicada a SST Segurança e Saúde do Trabalho AULA 7 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Gestão Aplicada a SST Segurança e Saúde do Trabalho AULA 7 COMPETÊNCIAS QUE TRABALHAREMOS NESTE MÓDULO Compreender a importância do PCMSO como instrumento

Leia mais

Proposta de avaliação de desempenho através dos custos da qualidade em sistemas de gestão da qualidade certificados

Proposta de avaliação de desempenho através dos custos da qualidade em sistemas de gestão da qualidade certificados Proposta de avaliação de desempenho através dos custos da qualidade em sistemas de gestão da qualidade certificados Ana Carolina Oliveira Santos Carlos Eduardo Sanches Da Silva Resumo: O sistema de custos

Leia mais

22º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental

22º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental 22º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental 14 a 19 de Setembro 2003 - Joinville - Santa Catarina VI-057 - IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO SGI (MEIO AMBIENTE E SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO)

Leia mais

SGI, SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO. INTEGRANDO SGA, SGQ, SGRS E OHSAS EM BUSCA DA SUSTENTABILIDADE CORPORATIVA.

SGI, SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO. INTEGRANDO SGA, SGQ, SGRS E OHSAS EM BUSCA DA SUSTENTABILIDADE CORPORATIVA. SGI, SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO. INTEGRANDO SGA, SGQ, SGRS E OHSAS EM BUSCA DA SUSTENTABILIDADE CORPORATIVA. Felippe Pires de Araujo, Paulo R. C. Leone n Universidade do Vale do Paraíba/Faculdade de Engenharias,

Leia mais

A Solução mais simples para sua organização

A Solução mais simples para sua organização A Solução mais simples para sua organização Consultoria Sistemas de Gestão da Qualidade - ISO 9001 / ISO TS 16949 Sistema de Gestão Ambiental ISO 14001 OHSAS 18001 Acreditação ONA PALC Programa de Acreditação

Leia mais

PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS COP - COMUNICADO DE PROGRESSO 2015. AX0003/00-Q5-RL-1001-15 Rev. 0 < MAIO 2015> ELABO.: SBMo VERIF.: CF APROV.

PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS COP - COMUNICADO DE PROGRESSO 2015. AX0003/00-Q5-RL-1001-15 Rev. 0 < MAIO 2015> ELABO.: SBMo VERIF.: CF APROV. PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS COP - COMUNICADO DE PROGRESSO 2015 AX0003/00-Q5-RL-1001-15 Rev. 0 < MAIO 2015> ELABO.: SBMo VERIF.: CF APROV.: CK AX0003/00-Q5-RL-1001-15 2 ÍNDICE PÁG. 1 - INTRODUÇÃO...

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Realizar Aquisições Realizar a Garantia de Qualidade Distribuir Informações Gerenciar as

Leia mais

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL 1. INTRODUÇÃO: O Banco Pottencial, considera a gestão de riscos como um instrumento essencial para maximização da eficiência no uso do capital e para escolha

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO: - AMBIENTE TRABALHO

SISTEMAS DE GESTÃO: - AMBIENTE TRABALHO SISTEMAS DE GESTÃO: - AMBIENTE - SEGURANÇA A E SAÚDE NO TRABALHO Mestrado de Ambiente, Saúde e Segurança (III Edição) Implementação do SGA e do SGSST ao nível das grandes empresas da R.A.A. Mestranda Cristina

Leia mais

Auditoria e Governança Corporativa

Auditoria e Governança Corporativa Auditoria e Governança Corporativa PERFIL DO PALESTRANTE MALCOLM ESTUMANO CONSULTOR EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL: DOMÍNIO (MAZARS BRASIL) SÓCIO GERENTE CONTROLADORIA HAZTEC AMBIENTAL (FOXX HAZTEC) GERENTE

Leia mais

Surgimento da ISO 9000 Introdução ISO 9000 ISO 9001 serviços 1. ABNT NBR ISO 9000:2000 (já na versão 2005):

Surgimento da ISO 9000 Introdução ISO 9000 ISO 9001 serviços 1. ABNT NBR ISO 9000:2000 (já na versão 2005): Surgimento da ISO 9000 Com o final do conflito, em 1946 representantes de 25 países reuniram-se em Londres e decidiram criar uma nova organização internacional, com o objetivo de "facilitar a coordenação

Leia mais

MANUAL DO FORNECEDOR

MANUAL DO FORNECEDOR PSQ 27 REVISÃO 00 Histórico da Emissão Inicial Data da Revisão 0 Data da Última Revisão Número de Página 15/01/14 15/01/14 1/14 2/14 1 - Objetivo 1.1 Escopo O conteúdo deste Manual contempla os requisitos

Leia mais

ASSESSORIA NA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE, CONFORME ABNT NBR ISO 9001 E ASSESSORIA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ISO 9001, ISO

ASSESSORIA NA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE, CONFORME ABNT NBR ISO 9001 E ASSESSORIA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ISO 9001, ISO ASSESSORIA NA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE, CONFORME ABNT NBR ISO 9001 E ASSESSORIA EM SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001 Hall Consult Produtos/ Serviços:

Leia mais

Cidadania Global na HP

Cidadania Global na HP Cidadania Global na HP Mensagem abrangente Com o alcance global da HP, vem sua responsabilidade global. Levamos a sério nossa função como ativo econômico, intelectual e social para as Comunidades em que

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LAIS SCHWIGERT DOS SANTOS

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LAIS SCHWIGERT DOS SANTOS UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LAIS SCHWIGERT DOS SANTOS MELHORIA CONTÍNUA EM EMPRESAS RECÉM- CERTIFICADAS PELAS NORMAS ISO 9001 E OHSAS 18001 ESTUDO DE CASO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇO CURITIBA

Leia mais

Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional (OHSAS 18001:2007)

Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional (OHSAS 18001:2007) Gestão e otimização da produção Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional () Marco Antonio Dantas de Souza MSc. Engenharia de Produção Engenheiro de Segurança do Trabalho Introdução Fonte: Ministério da

Leia mais

Padrão de Desempenho 1 V2 Avaliação e Gestão de Riscos e Impactos Socioambientais

Padrão de Desempenho 1 V2 Avaliação e Gestão de Riscos e Impactos Socioambientais Introdução 1. O Padrão de Desempenho 1 ressalta a importância da gestão do desempenho socioambiental durante o ciclo de vida de um projeto. Um sistema eficaz de avaliação e gestão socioambiental é um processo

Leia mais

Conservação de Água e Energia Elétrica 14 de outubro de 2014

Conservação de Água e Energia Elétrica 14 de outubro de 2014 Conservação de Água e Energia Elétrica 14 de outubro de 2014 Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Outubro 2014 Instituto Sindipeças de Educação Corporativa

Leia mais

NORMAS SÉRIE ISO 14000

NORMAS SÉRIE ISO 14000 NORMAS SÉRIE ISO 14000 O que é a ISO? Organização Internacional para Padronização História e Filosofia da ISO A ISO foi fundada em 1947, tem sede em Genebra (Suíça) e é uma federação mundial de organismos

Leia mais

O QUE É UMA POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR (PSST)?

O QUE É UMA POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR (PSST)? O QUE É UMA POLÍTICA DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR (PSST)? Original: Guía para redactar una declaración de política OHS Copyright 1997-2006 Centro Canadiense de Salud y Seguridad Ocupacional Disponível

Leia mais

Correspondência entre OHSAS 18001, ISO 14001:1996, ISO 9001:1994 e ISO 9001:2000

Correspondência entre OHSAS 18001, ISO 14001:1996, ISO 9001:1994 e ISO 9001:2000 Anexo A (informativo) Correspondência entre, ISO 14001:1996, ISO 9001:1994 e ISO 9001:2000 Tabela A.1 - Correspondência entre, ISO 14001:1996 e ISO 9001:1994 Seção Seção ISO 14001:1996 Seção ISO 9001:1994

Leia mais

C A T Á L O G O D E T R E I N A M E N T O S

C A T Á L O G O D E T R E I N A M E N T O S C A T Á L O G O D E T R E I N A M E N T O S 200 D I F E R E N C I A D O S Sistema de Gestão Unificado - Qualidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança Ocupacional.. Baseado no padrão C&Z4003 que reúne os

Leia mais

SGA. Sistemas de gestão ambiental. Sistemas de gestão ambiental. Sistemas de gestão ambiental 07/04/2012

SGA. Sistemas de gestão ambiental. Sistemas de gestão ambiental. Sistemas de gestão ambiental 07/04/2012 Sistemas de gestão ambiental SGA Um sistema de gestão ambiental pode ser definido como uma estrutura organizacional que inclui responsabilidades, práticas, procedimentos, processos e recursos necessários

Leia mais

A INTERAÇÃO DA AUDITORIA AMBIENTAL NO PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL

A INTERAÇÃO DA AUDITORIA AMBIENTAL NO PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL 1 A INTERAÇÃO DA AUDITORIA AMBIENTAL NO PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL UHLMANN, V. O. 1 CRUZ, L. S. da 2 RESKE FILHO, A. 3 RESUMO Em detrimento da crescente sensibilização pela

Leia mais

Gestão da Qualidade Prof. Dr. Fabiano Drozda

Gestão da Qualidade Prof. Dr. Fabiano Drozda Gestão da Qualidade Prof. Dr. Fabiano Drozda Sumário O que significa ISO?; Como surgiu?; Qual o seu propósito?; Quem é o representante da ISO no Brasil?; O que é a ISO 9001 e sobre o que trata?; Qual a

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade MQ Manual da Qualidade SUMÁRIO... 1 1. APRESENTAÇÃO... 2

Sistema de Gestão da Qualidade MQ Manual da Qualidade SUMÁRIO... 1 1. APRESENTAÇÃO... 2 Revisão:14 Folha:1 de17 SUMÁRIO SUMÁRIO... 1 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. RESPONSABILIDADE DA DIREÇÃO... 3 2.1 POLÍTICA DA QUALIDADE... 3 2.2 OBJETIVOS DA QUALIDADE... 4 2.3 ORGANIZAÇÃO DA EMPRESA PARA A QUALIDADE...

Leia mais

PROCEDIMENTO GERAL. Identificação e Avaliação de Aspectos e Impactos Ambientais

PROCEDIMENTO GERAL. Identificação e Avaliação de Aspectos e Impactos Ambientais PÁG. 1/8 1. OBJETIVO Definir a sistemática para identificação e avaliação contínua dos aspectos ambientais das atividades, produtos, serviços e instalações a fim de determinar quais desses tenham ou possam

Leia mais

PROCEDIMENTO GERAL PARA ROTULAGEM AMBIENTAL FALCÃO BAUER ECOLABEL BRASIL

PROCEDIMENTO GERAL PARA ROTULAGEM AMBIENTAL FALCÃO BAUER ECOLABEL BRASIL 1. Introdução O Falcão Bauer Ecolabel é um programa de rotulagem ambiental voluntário que visa demonstrar o desempenho ambiental de produtos e serviços através da avaliação da conformidade do produto com

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE SUMÁRIO

MANUAL DA QUALIDADE SUMÁRIO / Aprovação: Edison Cruz Mota MANUAL DA QUALIDADE Código: MQ Revisão: 13 Página: 1 de 16 Data: 15/12/2011 Arquivo: MQ_13.doc SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. RESPONSABILIDADE DA DIREÇÃO... 3 2.1. POLÍTICA DA

Leia mais

ANÁLISE DAS FERRAMENTAS E DO CONTROLE DA QUALIDADE E PROCESSO

ANÁLISE DAS FERRAMENTAS E DO CONTROLE DA QUALIDADE E PROCESSO 1 ANÁLISE DAS FERRAMENTAS E DO CONTROLE DA QUALIDADE E PROCESSO Solange de Fátima Machado 1 Renato Francisco Saldanha Silva 2 Valdecil de Souza 3 Resumo No presente estudo foi abordada a análise das ferramentas

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO: - AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Mestrado de Ambiente, Saúde e Segurança (III Edição)

SISTEMAS DE GESTÃO: - AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Mestrado de Ambiente, Saúde e Segurança (III Edição) SISTEMAS DE GESTÃO: - AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Mestrado de Ambiente, Saúde e Segurança (III Edição) Implementação do SGA e do SGSST ao nível das grandes empresas da R.A.A. Mestranda Cristina

Leia mais

Certificação ANBT NBR 16001:2004. Sistema de Gestão da Responsabilidade Social

Certificação ANBT NBR 16001:2004. Sistema de Gestão da Responsabilidade Social Certificação ANBT NBR 16001:2004 Sistema de Gestão da Responsabilidade Social O que é? É uma norma brasileira de responsabilidade social que tem caráter de sistema de gestão e propósito de certificação.

Leia mais

Procedimento Sistêmico Nome do procedimento: Tratar Não Conformidade, Incidentes e Acidentes Data da Revisão 18/01/12

Procedimento Sistêmico Nome do procedimento: Tratar Não Conformidade, Incidentes e Acidentes Data da Revisão 18/01/12 1/ 11 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Emissão do documento Adequação de seu conteúdo para sistema ISO 9001:2008 e alteração de nomenclatura. 01 Deixa de ser chamado de PO (Procedimento Operacional)

Leia mais

MÓDULO 14 Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9000)

MÓDULO 14 Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9000) MÓDULO 14 Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9000) Ao longo do tempo as organizações sempre buscaram, ainda que empiricamente, caminhos para sua sobrevivência, manutenção e crescimento no mercado competitivo.

Leia mais

VALEC POLÍTICA AMBIENTAL. Título: POLÍTICA AMBIENTAL Identificador: POL 5.03.01.16-001. Proponente: DIPLAN. Folha: 1 / 12.

VALEC POLÍTICA AMBIENTAL. Título: POLÍTICA AMBIENTAL Identificador: POL 5.03.01.16-001. Proponente: DIPLAN. Folha: 1 / 12. POL 5.3.1.16-1 1 / 12 POL 5.3.1.16-1 2 / 12 POL 5.3.1.16-1 3 / 12 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 4 2. DA VALEC S.A.... 6 3. OBJETIVOS PROPOSTOS E METAS PARA O PRIMEIRO ANO... 7 4. NORMAS AMBIENTAIS PROPOSTAS...

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas. Módulo: Gestão da Qualidade. Profa. Maria do Carmo Calado

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas. Módulo: Gestão da Qualidade. Profa. Maria do Carmo Calado FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo: Gestão da Qualidade Profa. Maria do Carmo Calado Aula 3 O surgimento e a importância das Normas ISO Objetivos: Esclarecer como se deu o processo

Leia mais

Em caso de serviços específicos possui equipes diferenciadas para cada atendimento.

Em caso de serviços específicos possui equipes diferenciadas para cada atendimento. A ROMEC é conhecida por sua experiência em assessoria e consultoria em Segurança do Trabalho e Meio Ambiente. Conta com uma equipe multidisciplinar de profissionais altamente capacitados e oferecemos assessoria

Leia mais

SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE

SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE ELABORADO APROVADO FOLHA: 1/24 NOME Vivan Gonçalves Coordenador do SESMT Teresinha de Lara Coordenador do SGI DATA: 02/01/2007 VERSÃO: 01 ÍNDICE 1. Objetivo 4 1.1. Escopo do SGSSO TELEDATA 5 2. Referências

Leia mais

REGULAMENTO DE TRABALHO AUDITORIAS DE CERTIFICAÇÃO ABMAPRO

REGULAMENTO DE TRABALHO AUDITORIAS DE CERTIFICAÇÃO ABMAPRO REGULAMENTO DE TRABALHO AUDITORIAS DE CERTIFICAÇÃO ABMAPRO Fevereiro de 2012 1 SUMÁRIO 1. Dos Princípios e Objetivos 2. Dos Fundamentos do Programa 3. Da Estrutura do Programa 4. Da Documentação de Referência

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Direitos Reservados Monteiro Associados

APRESENTAÇÃO. Direitos Reservados Monteiro Associados APRESENTAÇÃO PROPÓSITO Fazer a DIFERENÇA no DESENVOLVIMENTO saudável e sustentável das PESSOAS e das ORGANIZAÇÕES. VISÃO VISÃO DA EMPRESA TERMOS NOTÓRIO RECONHECIMENTO DA NOSSA COMPETÊNCIA NA GESTÃO DAS

Leia mais

Implantação da Qualidade nos Serviços de Referência

Implantação da Qualidade nos Serviços de Referência Supremo Tribunal Federal Implantação da Qualidade nos Serviços de Referência LILIAN JANUZZI VILAS BOAS GESTÃO DA QUALIDADE Conceito: Modelo gerencial que incentiva as organizações a analisar os requisitos

Leia mais

CEO da DQS do Brasil e América do Sul, na DQS há 17 anos. Auditora Líder de Sistema de Gestão da Qualidade Auditora Líder de Gestão de Riscos

CEO da DQS do Brasil e América do Sul, na DQS há 17 anos. Auditora Líder de Sistema de Gestão da Qualidade Auditora Líder de Gestão de Riscos Seu sucesso é Nosso objetivo! DQS do Brasil Ltda. Sistemas Integrados de Gestão CIESP - Diadema. Dezée Mineiro CEO da DQS do Brasil e América do Sul, na DQS há 17 anos Auditora Líder de Sistema de Gestão

Leia mais

9001, ISO TS 16949, ISO 14001, OHSAS 18001, ISO 22000, SASSMAQ.

9001, ISO TS 16949, ISO 14001, OHSAS 18001, ISO 22000, SASSMAQ. 1 Versão: 04A APRESENTAÇÃO: A I9Gestão é uma empresa de consultoria e treinamento especializada na implantação de Sistemas de Gestão, auxiliando as organizações no atendimento a diversos padrões normativos

Leia mais

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL MANUAL Elaborado por Comitê de Gestão de Aprovado por Paulo Fernando G.Habitzreuter Código: MA..01 Pag.: 2/12 Sumário Pag. 1. Objetivo...

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA EMPRESA

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA EMPRESA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA EMPRESA 1 MÁRIO GOMES FILHO Graduação: Engenharia Civil - 1983 Pós : Educação Ambiental 1999 Pós : Gestão Ambiental 2002 2 A empresa Sabesp - Companhia de Saneamento Básico do Estado

Leia mais

NORMALIZAÇÃO DE PROCESSOS. Prof. Fabio Uchôas de Lima (SP,Agosto 2011)

NORMALIZAÇÃO DE PROCESSOS. Prof. Fabio Uchôas de Lima (SP,Agosto 2011) NORMALIZAÇÃO DE PROCESSOS Prof. Fabio Uchôas de Lima (SP,Agosto 2011) 1. Introdução Sabemos que a busca da qualidade sempre acompanhou a evolução do homem, visto que queremos cada vez mais aprimoramento

Leia mais

METODOLOGIA DE PROMOÇÃO DA SUSTENTABILIDADE PELO GERENCIAMENTO DE PROJETOS

METODOLOGIA DE PROMOÇÃO DA SUSTENTABILIDADE PELO GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA DE PROMOÇÃO DA SUSTENTABILIDADE PELO GERENCIAMENTO DE PROJETOS Débora Noronha¹; Jasmin Lemke¹; Carolina Vergnano¹ ¹Concremat Engenharia e Tecnologia S/A, Diretoria Técnica de Estudos, Projetos

Leia mais

2. AMPLITUDE 2.1. Todas as atividades que fazem parte do escopo do SGI desenvolvidas na ABCZ.

2. AMPLITUDE 2.1. Todas as atividades que fazem parte do escopo do SGI desenvolvidas na ABCZ. 1. OBJETIVO Este procedimento estabelece as diretrizes para a realização de auditorias internas no SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO DA ABCZ (SGI) tendo por base todos os requisitos previstos no MANUAL DO SGI

Leia mais

Unidade IV PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha

Unidade IV PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha Unidade IV PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Prof. Léo Noronha As normas podem ser separadas em dois grandes grupos Normas de produtos ou serviços; Normas de sistemas de gestão. Estas definem os processos administrativos

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS SISTEMA DE GESTÃO EM SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO (OHSAS 18001)

CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS SISTEMA DE GESTÃO EM SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO (OHSAS 18001) 1 INFO012 REV 05 APRESENTAÇÃO: A I9Gestão é uma empresa de consultoria e treinamento especializada na implantação de Sistemas de Gestão, auxiliando as organizações no atendimento a diversos padrões normativos

Leia mais

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA ISO 9001 - UMA ESTRATÉGIA PARA ALAVANCAR A GESTÃO OPERACIONAL NA ELETRONORTE

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA ISO 9001 - UMA ESTRATÉGIA PARA ALAVANCAR A GESTÃO OPERACIONAL NA ELETRONORTE SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GOP - 23 16 a 21 Outubro de 2005 Curitiba - Paraná GRUPO IX GRUPO DE OPERAÇÃO DE SISTEMAS ELÉTRICOS - GOP ISO 9001 - UMA ESTRATÉGIA

Leia mais

Qualidade em Indústria de Biotecnologia

Qualidade em Indústria de Biotecnologia Qualidade em Indústria de Biotecnologia Aula 1 Prof a. Dr a Ilana L. B. C. Camargo Curso: Ciências Físicas e Biomoleculares Disciplina: Microbiologia e Biotecnologia Industrial IFSC - USP Automação no

Leia mais

Impresso em 26/08/2015 10:53:30 (Sem título) IDENTIFICAÇÃO, ACESSO E MONITORAMENTO DE REQUISITOS LEGAIS E OUTROS REQUISITOS

Impresso em 26/08/2015 10:53:30 (Sem título) IDENTIFICAÇÃO, ACESSO E MONITORAMENTO DE REQUISITOS LEGAIS E OUTROS REQUISITOS Aprovado ' Elaborado por Cintia Kikuchi/BRA/VERITAS em 30/12/2014 Verificado por Fernando Cianci em 06/01/2015 Aprovado por Americo Venturini/BRA/VERITAS em 06/01/2015 ÁREA QHSE Tipo Procedimento Regional

Leia mais

ESTRUTURA ISO 9.001:2008

ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Sistema de Gestão Qualidade (SGQ) ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Objetivos: Melhoria da norma existente; Melhoria do entendimento e facilidade de uso; Compatibilidade com a ISO 14001:2004; Foco Melhorar o entendimento

Leia mais

1.1 O Certificado de Sistemas de Gestão da Qualidade SAS é um certificado de conformidade com a norma brasileira:

1.1 O Certificado de Sistemas de Gestão da Qualidade SAS é um certificado de conformidade com a norma brasileira: Documento analisado criticamente e aprovado quanto à sua adequação. * Revisão geral para atendimento à NBR ISO/IEC 17021-1:2015. Responsável: Carlos Henrique R. Figueiredo Diretor de Certificação 1 - Objetivo

Leia mais

Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão

Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão Em vigor a partir de 01/04/2016 RINA Via Corsica 12 16128 Genova - Itália tel. +39 010 53851 fax +39 010 5351000 website : www.rina.org Normas

Leia mais

1 Objetivos. 2 Categorias de Certificação do SAQ. 3 - Taxa de registro para produtores. 4 Requisitos para Certificação Selo ABIS

1 Objetivos. 2 Categorias de Certificação do SAQ. 3 - Taxa de registro para produtores. 4 Requisitos para Certificação Selo ABIS 1 Objetivos O presente documento estabelece as competências que um organismo de certificação da Gestão da Segurança de Alimentos, conforme a norma ABNT NBR ISO 22000:2006, deve atender para obter e manter

Leia mais

Revista Intellectus Ano VIII Nº. 19

Revista Intellectus Ano VIII Nº. 19 GESTÃO DE REQUISITOS LEGAIS E CONFORMIDADE AMBIENTAL UTILIZANDO O MÉTODO ZOPP Legal requirements and environmental compliance management through Zopp method RIGOLETTO, Ivan de Paula Centro Universitário

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE MODULO 3 SISTEMA DE GARANTIA DA QUALIDADE CONTEÚDO 3.1 A ABORDAGEM NBR ISO 9000 3.2 MODELOS DE QUALIDADE DE PRODUTO DE SOFTWARE 3.2.1 NBR ISO/IEC 9126 (SOFTWARE) 3.2.2 NBR ISO/IEC

Leia mais

Saúde e Segurança do Trabalho como Estratégia de Sustentabilidade das Empresas.

Saúde e Segurança do Trabalho como Estratégia de Sustentabilidade das Empresas. Saúde e Segurança do Trabalho como Estratégia de Sustentabilidade das Empresas. Sustentabilidade Sustentabilidade - É um conceito sistêmico, relacionado com a continuidade dos aspectos econômicos, sociais,

Leia mais

EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA NAS ORGANIZAÇÕES O CASO MRN

EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA NAS ORGANIZAÇÕES O CASO MRN EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA NAS ORGANIZAÇÕES O CASO MRN INTRODUÇÃO O objetivo deste estudo é mostrar a influência da qualidade da gestão comportamental no ambiente de trabalho

Leia mais

AVALIAÇÃO DE RESULTADOS PROPORCIONADOS PELA CERTIFICAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

AVALIAÇÃO DE RESULTADOS PROPORCIONADOS PELA CERTIFICAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE AVALIAÇÃO DE RESULTADOS PROPORCIONADOS PELA CERTIFICAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Luciano Raizer Moura (EPUSP) luciano@raizermoura.com.br José Joaquim do Amaral Ferreira (EPUSP) jjafjuca@usp.br

Leia mais

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda.

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Resumo Com a globalização e os avanços tecnológicos, as empresas estão operando num ambiente altamente competitivo e dinâmico. As organizações que quiserem

Leia mais

Dimensão Ambiental GRUPO E. GRUPO E: Serviços

Dimensão Ambiental GRUPO E. GRUPO E: Serviços Dimensão Ambiental GRUPO E GRUPO E: Serviços Comércio de Máquinas e Equipamentos, Comércio de Material de Transporte; Engenharia Consultiva; Exploração de Imóveis; Serviços Diversos; Intermediação Imobiliária;

Leia mais

Código de prática para a gestão da segurança da informação

Código de prática para a gestão da segurança da informação Código de prática para a gestão da segurança da informação Edição e Produção: Fabiano Rabaneda Advogado, professor da Universidade Federal do Mato Grosso. Especializando em Direito Eletrônico e Tecnologia

Leia mais

QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO

QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO O QUE É A QUALIDADE? É o grau de satisfação de requisitos (necessidade ou expectativa expressa, geralmente implícita ou obrigatória), dado por um conjunto de características (elemento

Leia mais

Certificação. Segurança e Saúde no Trabalho. Soluções para a Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho

Certificação. Segurança e Saúde no Trabalho. Soluções para a Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho Qualidade Meio Ambiente Segurança Responsabilidade Social Certificação Segurança e Saúde no Trabalho Soluções para a Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho Por que implantar e certificar OSHAS 18001?

Leia mais